Issuu on Google+

R$ 0,85

Diário Oficial do Município - DOM

Parques de BH comemoram

Dia Mundial da Água Seis espaços vão receber atividades educativas, culturais e recreativas e preservação da água será abordada de maneira lúdica e divertida

De hoje até sábado, dia 23, a Fundação de Parques Municipais (FPM) oferece aos belo-horizontinos diferentes atividades educativas, culturais e recreativas em comemoração ao Dia Mundial da Água. Por meio de oficinas, trilhas ecológicas, apresentações teatrais,

exibição de filme e práticas esportivas, a preservação deste bem natural não renovável encontrado em muitos parques municipais de Belo Horizonte será abordada de maneira lúdica e divertida. A programação será realizada em seis parques municipais e pode ser conferida abaixo.

De acordo com Gisele Mafra, chefe da Divisão de Eventos e Educação Ambiental, as atividades vão trabalhar principalmente a importância dos parques municipais enquanto locais de preservação dos recursos hídricos. Temas como o descarte correto de resíduos sólidos e combate à dengue também serão abordados. A Organização das Nações Unidas definiu que 2013 é o Ano Internacional de Cooperação pela Água. Dessa forma, a

Tiragem: 2.500 • 19/3/2013

Adão de Souza

Ano XIX • N. 4.273

BELO HORIZONTE

Parque Lagoa do Nado tem como atração uma lagoa de 22 mil metros quadrados

ONU busca ampliar a discussão e estimular a conscientização a respeito do consumo, acesso e distribuição da água, não só no dia 22 de março, Dia Mundial da

Água, mas no decorrer de todo este ano. A programação completa das atividades preparadas pela FPM também pode ser encontrada no site www.pbh.gov.br/parques.

Márcio Adauto

Benefícios da preservação de nascentes e cursos d’água em parques • Contribuição para o controle de inundações na cidade, uma vez que nos parques a entrada de sedimentos e resíduos é bastante reduzida. Além disso, nos parques a infiltração de água no solo é muito significativa, devido à boa representatividade de áreas com solo permeável. • Conservação da biodiversidade relacionada aos recursos hídricos. Diversas espécies da fauna aquática dependem de uma boa qualidade da água, condição que em áreas urbanas é geralmente encontrada apenas em áreas preservadas. É também nos parques que a vegetação associada a cursos d’água, conhecida como floresta

Recursos hídricos em alguns parques de BH

Parque José Lopes dos Reis, Parque Primeiro de Maio e Parque Nossa Senhora da Piedade

Sua grande atração é a Lagoa do Nado, de 22 mil m². Também estão localizados na área verde 12 nascentes e o córrego do Nado, afluente do córrego Vilarinho, que deságua no ribeirão do Onça, unindo-se ao rio das Velhas, integrante da bacia do rio São Francisco.

Espaços que possuíam cursos d’água degradados pela poluição e pela invasão de suas margens e que atualmente são áreas de preservação ambiental. O Parque Nossa Senhora da Piedade possui um córrego, que é afluente do Onça, e no Primeiro de Maio passa o córrego Primeiro de Maio, afluente do Pampulha, que deságua no Onça. Já no Parque José Lopes dos Reis, conhecido como Baleares, está localizado o córrego Baleares, que deságua no Vilarinho, que se une ao Isidoro até chegar no Onça.

Parque Municipal Américo Renné Giannetti

Parque das Mangabeiras

Parque Municipal Fazenda Lagoa do Nado

Os recursos hídricos encontrados no local promovem um ambiente de tranquilidade bem no Centro de BH. O lugar é cortado pelo córrego Acaba Mundo, que deságua no ribeirão Arrudas, e que foi transformado em galeria pluvial. Possui três lagoas, quatro cascatinhas e vários olhos d’água.

Parque Municipal Roberto Burle Marx

O parque tem como marca do seu paisagismo a água e é conhecido como Parque das Águas. Fontes no meio dos jardins, caminhos abertos para a água escorrer por entre o gramado, lagos e quedas d’água deixam o espaço ainda mais atraente e agradável. Suas diversas nascentes formam o córrego do Clemente, afluente do ribeirão Arrudas, que integra a bacia do rio São Francisco, que percorre 2.830km no território brasileiro.

dom 4273 b.indd 1

Ao pé da Serra do Curral, é patrimônio ambiental de BH. Abriga 60 nascentes, que contribuem para a origem de dois córregos pertencentes à bacia do Ribeirão Arrudas: o Mangabeiras e o Serra. Estes formam o Recanto da Cascatinha e o Lago dos Sonhos, pontos turísticos do parque. A praça principal faz referência a essa riqueza natural em abundância no parque: é chamada de Praça das Águas.

Parque Jornalista Eduardo Couri

Conhecido como Barragem Santa Lúcia, possui uma grande importância para a cidade, por contribuir com a contenção de inundações provenientes da água das chuvas. Sua lagoa é formada pela água das três nascentes localizadas na Área das Nascentes da Barragem Santa Lúcia e pertence à bacia do córrego do Leitão, afluente do ribeirão Arrudas.

ciliar ou de galeria, tem a possibilidade de se manter, uma vez que na cidade a maior parte dos cursos d’água é canalizada e possui as margens impermeabilizadas. • Incentivo à prática de contemplação da natureza. Parques com rios preservados são geralmente locais agradáveis devido ao barulho da água e ao clima fresco. Além disso, são locais onde podem ser apreciadas variadas espécies de peixes, aves e invertebrados, como libélulas e borboletas. Possibilidade de execução de atividades de educação ambiental voltadas para a conservação dos recursos hídricos.

PROGRAMAÇÃO DO DIA DA ÁGUA NOS PARQUES DE BH Parque Jacques Cousteau

Parque do Confisco

Parque José Lopes dos Reis (Baleares)

Parque Aggeo Pio Sobrinho (Av. Professor Mário Werneck, 2.691, bairro Buritis) Sábado, dia 23, das 8h às 13h - Oficinas, atrações culturais e atividades esportivas.

(Rua Augusto José dos Santos, 366, bairro Betânia) Hoje, das 9h às 11h e das 13h às 16h - Oficinas, trilhas ecológicas e atrações culturais, apresentação teatral do espetáculo “Circo de Bonecos” e oficina “O ciclo evolutivo do mosquito da dengue”.

(Rua Albânia, 17, bairro Europa) Amanhã, das 9h às 11h e das 13h às 16h - Oficinas de educação ambiental e campanha de mobilização sobre descarte correto de resíduos sólidos. Às 9h e às 14h será apresentada a esquete teatral “Dona Conceição e Taquinho”, com o grupo MobilizaSUS.

Parque Municipal Américo Renné Giannetti

(Av. Afonso Pena, 1,377, Centro) Quinta, dia 21, ds 8h às 11h30 - Oficinas, trilhas ecológicas e cinema ambiental

(Rua K, 126, bairro Conjunto Confisco) Sexta, dia 22, das 8h às 11h30 Oficinas e atrações culturais.

Parque Roberto Burle Marx

(Rua Ximango, 809, bairro Flávio Marques Lisboa) De quinta, dia 21, a domingo, dia 24, das 9h às 12h e das 13h às 16h - Rua de Artesania: projeto que utiliza as linguagens do teatro de rua e da arte circense, por meio de oficinas e intervenções artísticas, para promover o diálogo de identidades, a troca de experiências e a interação com as realidades culturais, históricas e sociais. Realizado através do programa Mais Cultura/ Funarte - Microprojetos da Bacia do Rio São Francisco.

* Programação sujeita a alterações.

18/03/2013 18:35:56


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

2

Quadra de tênis do Parque Municipal é revitalizada Fotos: Celso Santa Rosa

 

Poder Executivo Terça-feira, 19 de março de 2013             A quadra de tênis do Parque Municipal Américo Renné Giannetti, no Centro de Belo Horizonte, está de cara nova. O espaço, que foi todo revitalizado por meio de um patrocínio da Associação de Tenistas do Parque Municipal, foi reinaugurado no sábado, dia 16. Entre as melhorias realizadas estão a troca total do piso com pintura, troca do alambrado e das telas de proteção, drenagem, colocação de novas redes e de um bebedouro. Nesta revitalização foram gastos cerca de R$ 70 mil. A quadra, considerada a mais antiga de Belo Horizonte, foi construída nas primeiras décadas da cidade. 

Quadra foi construída nas primeiras décadas da cidade

Breno Pataro

5º Salão de Turismo Mineiro reúne cerca de 20 mil pessoas no Minascentro

Durante evento, 45 roteiros turísticos foram apresentados, representando 400 municípios

Exposição “Mestres da Capital” apresenta produção recente de artesões que vivem em BH Espaço destinado a abrigar as manifestações populares do estado, o Centro de Arte Popular – Cemig (CAP), que fica na rua Gonçalves Dias, 1.608, no bairro Funcionários, comemora hoje aniversário de um ano de funcionamento e, para celebrar a data e também o dia do padroeiro dos artesãos, São José, e o Dia do Artesão, o CAP vai inaugurar a mostra “Mestres da Capital”. A realização é da Secretaria de Estado de Cultura e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Fundação Municipal de Cultura. A exposição pode ser vista até o dia 30 de abril. A entrada é gratuita. A CAP fica aberto às terças, quartas e

dom 4273 b.indd 2

sextas, das 10h às 19h, às quintas, das 12h às 21h, e aos sábados e domingos, das 12h às 19h. Mais informações e contatos para agendamentos de visitas podem ser obtidos por meio do telefone 3222-3231. A mostra apresenta a pro-

dução mais recente de 13 mestres artesãos que vivem em Belo Horizonte: Álvaro Jorge, As Mariquinhas, Cláudio Gerais, Detimar Vieira, Hygino de Almeida, Jacinta Maria Paulo Souza (dona Jacinta das Bonecas), José Damasceno Telles

Com a finalidade de apresentar os roteiros turísticos de Minas Gerais, Belo Horizonte, sediou, entre os dias 14 e 16, quinta e domingo, o 5º Salão de Turismo Mineiro. O evento, considerado o maior importante do setor no estado, foi realizado no Minascentro, no Centro da capital. Além da apresentação dos destinos turísticos, nesta edição foram realizados simultaneamente o 1º Salão de Gastronomia Mineira e o 7º Salão de Turismo ABAV Minas (Associação Brasileira das Agências de Viagens – Seção Minas). Cerca de 20 mil pessoas puderam apreciar a riqueza do estado, entre elas o prefeito Marcio Lacerda, que visitou os estandes, no sábado, dia 16, acompanhado pelo secretario de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, e pela secretária adjunta de Estado de Turismo, Silvana Nascimento.  “O objetivo é promover e incentivar a comercialização e a divulgação dos destinos turísticos de

Minas, contribuindo para estruturá-los e qualificá-los no mercado. O salão é uma oportunidade para troca de conhecimentos, vendas de produtos, capacitação e promoção de todos os roteiros que instigam o turismo no estado”, explicou o secretário Agostinho Patrus Filho. O público conheceu mais sobre segmentos como artesanato, gastronomia, cultura e negócios. Ao todo, foram 45 roteiros turísticos, representando, aproximadamente, 400 municípios. Para o prefeito Marcio Lacerda, a iniciativa enquadra as habilidades do povo mineiro e valoriza o que é feito dentro do estado. “O evento reúne toda a diversidade de Minas Gerais, seus lugares, gastronomia, identidade e cultura. O contato é importante porque promove interação, abre as portas para os turistas, o que resulta na valorização da produção local e se converte em um bom resultado para todos”, avaliou.

Camilo, José Leôncio de Araújo, Maurino de Araújo, Nelsino Lourenço, Olinto de Araújo, Vanderley Campos de Sena e Willi Carvalho. São mais de 30 obras expostas, nos mais variados suportes, como tecido, cerâmica, madeira e metal, que retratam a diversidade da produção da arte popular produzida em Belo Horizonte e desvendam para o visitante o universo destes artistas, como o religioso, o real e, em sua maioria, o fantasioso.

timo, através de comodato, de acervo de colecionadores privados e de outras instituições museais. A exposição de longa duração apresenta ao público cerca de 360 peças, que retratam as diferentes expressões de arte criadas pelo homem, ao longo do tempo, em todo o estado de Minas Gerais. Isso inclui desde as manifestações dos primeiros habitantes da região, com as pinturas rupestres, até os grafismos urbanos contemporâneos. A mostra traz obras de várias regiões de Minas Gerais, como o Vale do Jequitinhonha, Araxá, São João Del Rey, Ouro Preto, Belo Horizonte, Cachoeira do Brumado, Divinópolis, Prados e Sabará. Em seus dois primeiros andares, o Centro de Arte Popular – Cemig abriga salas que retratam a arte popular mineira. Seu acervo é organizado por materiais, temas e cronologia, onde o visitante pode conferir esculturas em madeira e em cerâmica, telas e teares. Mídias, som e imagem tornam as exposições ainda mais dinâmicas e interativas, e ajudam na contextualização dos temas, mostrando ao visitante uma dimensão mais ampla e profunda do histórico cultural de cada região.

Sobre o CAP

Espaço de divulgação e apreciação da arte popular de Minas Gerais, o acervo do CAP conduz o visitante ao mundo imaginário de renomados artistas como Artur Pereira, Dirléia Neves Peixoto, Dona Isabel, Dona Tonica, GTO, Lorenzatto, Maria Lira Marques, Noemisa e Ulisses Pereira, entre outros. O acervo total do CAP tem cerca de 800 peças, grande parte delas pertencentes ao Estado, mas também oriundas de emprés-

18/03/2013 18:36:03


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Terça-feira, 19 de março de 2013

3

Fotos: Celso Santa Rosa

Mulheres passam por atendimentos especiais no Centro de Saúde Copacabana

Cerca de 100 mulheres passaram por avaliação, médica no centro de saúde

O Centro de Saúde Copacabana, que fica no bairro de mesmo nome, na região de Venda Nova, promoveu na última semana, em sua sede, na rua Londres, o Dia da Saúde da Mulher, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Foram prestados atendimentos de prevenção ao câncer de mama e colo de útero, aferição de pressão arterial e teste de glicemia. Houve também avaliação oftalmológica e odontológica, além de atividades de beleza e programação cultural. O evento contou com a presença de cerca de 100 mulheres, que passaram por avaliação médica. Dessas, 47 receberam encaminhamento para realização de exame preventivo de câncer de colo uterino e 36 para mamografia. Nos demais atendimentos, 15 mulheres apresentaram pressão arterial elevada e 37 apresentaram glicemia elevada. O exame de acuidade visual avaliou 56 mulheres e encaminhou 45

para consultas oftalmológicas. No atendimento odontológico, foram avaliadas 95 mulheres. A usuária Simone Ribeiro Carvalho ficou satisfeita com as atividades oferecidas pela unidade. “Foi ótima a iniciativa. As mulheres puderam ser esclarecidas sobre os cuidados necessários com a sua saúde. Foi muito proveitoso e a comunidade participou ativamente”, comentou.

O evento em comemoração ao Dia Internacional da Mulher contou também com corte de cabelo e cuidados com as sobrancelhas, feitos pelo Instituto Embeleza, e limpeza de pele comandada pela empresa Mary Kay. Na programação cultural houve um show musical com o cantor Silas Silva. E, por fim, distribuição de vários brindes para as mulheres presentes.

A Prodabel iniciou neste mês a sequência de cursos de capacitação para seus funcionários. O primeiro módulo foi formado pela introdução ao gerenciamento de projetos e, ao longo do ano, serão promovidos outros oito cursos sobre o tema. Os próximos são Gerenciamento de Escopo, Risco, Tempo, Integração, Aquisição, Qualidade, Integração e Comunicação. Responsável pelo treinamento, a gerente do Escritório de Projetos da Prodabel, Simone Reis D’Almeida, destaca a necessidade da capacitação dos funcionários

nessa área. “Com os cursos, os participantes ganham mais prática para gerenciar um projeto qualquer natureza. Terão também contato com técnicas e ferramentas para aplicar o gerenciamento, de forma a minimizar os problemas nos projetos e obter com mais qualidade os resultados esperados”, disse. De acordo com Simone, os principais assuntos abordados no primeiro treinamento foram o atendimento a um dos requisitos do MPS-BR (Melhoria do Processo de Software), que indica a necessidade

de gestores de projetos serem capacitados para sua atuação, aumentar o nível de maturidade da empresa e da Prefeitura de Belo Horizonte em matéria de gestão dos projetos e facilitar a obtenção dos resultados esperados nos projetos. Para o analista de Desenvolvimento da Prodabel, Daniel Nonaka Amorim, o curso foi de grande utilidade. “Como estou envolvido em um projeto, o curso me ajudará a entender os diversos processos que auxiliam no gerenciamento de projetos e me ajudará a atingir os objetivos”, afirmou.

Breno Pataro

Prodabel capacita servidores em Gerenciamento de Projetos

Ao longo do ano outros oito cursos sobre o tema serão promovidos

Novos vereadores da Câmara Mirim serão empossados amanhã Serão empossados amanhã os novos vereadores da Câmara Mirim para o mandato de 2013. A solenidade será realizada às 13h30, no plenário Amynthas de Barros, na Câmara Municipal de Belo Horizonte (avenida dos Andradas, 3.100, bairro Santa Efigênia). A Câmara Mirim é composta por 41 vereadores, escolhidos entre estudantes de 12 a 14 anos, matriculados no 3º ciclo das escolas municipais. O projeto é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação, a Câmara Municipal e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Durante um ano, os estudantes assumem o papel de vereadores mirins, apresentam suas experiências e suas propostas de lei para a Câmara Mirim, seguidas de formulação e redação dos projetos de lei mirim, com a participação dos redatores da Escola do Legislativo Municipal. Os novos vereadores mirins foram eleitos no dia 12 de março em suas escolas. Os parlamentares mirins reúnem-se, mensalmente, para debater questões importantes da cidade e, ao final da legislatura, os projetos de lei por eles apresentados podem tramitar na Câmara Municipal, por meio da Comissão de Participação Popular. O projeto Câmara Mirim tem como objetivo promover a educação para a cidadania, por meio da formação política, da participação democrática e do debate sobre temas de ordem social, ambiental e política, tendo como foco a instituição legislativa e utilizando como instrumento pedagógico a formação de um parlamento mirim no município.

dom 4273 b.indd 3

18/3/2013 18:49:07


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

18

Terça-feira, 19 de março de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Fevereiro de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1)

IPCR(2)

Taxas médias praticadas(1)

Setores Menor

Maior

Diferença (%)

Média

3,00

5,90

96,67

5,10

Prefixada (montadoras)

1,01

2,30

127,72

1,37

Prefixada (multimarcas)

1,37

2,01

46,72

1,62

Prefixada (montadoras)

1,13

1,88

66,37

1,46

Prefixada (multimarcas)

1,25

2,26

80,80

1,87

Cartão de Crédito

4,14

20,48

394,69

12,67

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

4,12

9,69

135,19

7,66

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 6 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

2,15

14,85

590,70

6,82

Imóveis Construídos

0,59

2,38

303,39

1,47

Imóveis na Planta

0,65

2,38

266,15

0,91

0,75

3,40

353,33

2,14

CDC - Financeiro (8)

1,80

5,24

191,11

3,16

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,21

1,35

11,57

1,28

Eletroeletrônicos

2,12

5,06

138,68

3,84

Mobiliário

1,16

6,63

471,55

3,06

7,04

20,98

198,01

12,39

Nacional

0,94

2,45

160,64

1,69

Internacional

0,91

2,38

161,54

1,41

1,41

20,15

1.329,08

5,06

Período

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

out/12

384,76

0,59

4,76

Últimos 12 Meses 5,83

nov/12

386,42

0,43

5,21

dez/12

388,35

0,50

jan/13

397,59

2,38

fev/13

396,80

1ª mar/13

417,79 (3)

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

389,40

0,45

4,62

Últimos 12 Meses 5,91

5,83

390,26

0,22

4,85

5,49

5,74

5,74

392,44

0,56

5,44

5,44

2,38

5,51

400,33

2,01

2,01

5,68

-0,20

2,18

5,39

398,73

-0,40

1,60

5,24

-0,05

2,75

5,22

420,34 (3)

-0,16

2,17

4,87

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Cesta Básica

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

IPCA(1)

Salário Mínimo

set/12

382,51

960,02

Cesta Básica(2) 510,43

out/12

384,76

960,02

510,19

0,59

0,00

-0,05

4,76

14,13

10,80

5,83

14,13

16,66

nov/12

386,42

960,02

490,60

0,43

0,00

-3,84

5,21

14,13

6,55

5,83

14,13

10,30

Financeiras Independentes Turismo

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

0,32

0,00

1,97

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

4,15

14,13

10,86

5,52

14,13

17,12

dez/12

388,35

960,02

496,54

0,50

0,00

1,21

5,74

14,13

7,84

5,74

14,13

7,84

jan/13

397,59

1046,46

544,68

2,38

9,00

9,70

2,38

9,00

9,70

5,51

9,00

13,66

fev/13

396,80

1046,46

550,38

-0,20

0,00

1,05

2,18

9,00

10,84

5,39

9,00

20,64

Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte (2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Desconto de Duplicatas (8)

0,93

3,09

232,26

1,73

Capital de Giro (8)

0,99

6,16

522,22

2,12

Conta Garantida (8)

1,29

7,78

503,10

4,14

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Período

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

ago/12

Comerciais

Variação (%) No mês

434,03

No ano

1,23

5,43

Últimos 12 Meses 8,91

Índice de Base Fixa (Jul/94=100) 587,12

Captação

Variação (%) No mês 0,81

CDB 30 dias (4)

Últimos 12 Meses 11,60

No ano 6,81

0,50

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,63

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,10

0,36

260,00

0,25

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,30

0,47

56,67

0,39

set/12

435,29

0,29

5,73

8,52

591,47

0,74

7,60

11,54

Poupança (5)

out/12

436,90

0,37

6,13

8,15

597,38

1,00

8,68

11,40

Taxa SELIC (6)

nov/12

439,43

0,58

6,74

7,82

602,40

0,84

9,59

11,18

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

dez/12

442,95

0,80

7,60

7,60

608,91

1,08

10,77

10,77

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

jan/13

446,22

0,74

0,74

8,08

612,87

0,65

0,65

11,08

0,41 0,58

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Fevereiro de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Janeiro de 2013

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Popular

Médio

Alto

Luxo

685,00 (10)

712,61 (23)

1385,00 (70)

Apartamento 2 Quartos

672,91 (55)

941,71 (91)

1080,44 (147)

2055,84 (172)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

799,57 (23)

953,13 (16)

1143,48 (23)

1425,00 (6)

1149,23 (39)

1291,94 (59)

1526,57 (177)

2431,94 (323)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

(1)

(1)

1992,86 (14)

2846,88 (16)

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

(2)

2500,00 (4)

2487,93 (29)

4424,88 (166)

417,14 (14)

570,91 (22)

660,00 (5)

(Z)

541,54 (13)

650,00 (6)

(2)

(1)

556,00 (5)

(Z)

(Z)

(Z)

755,56 (18)

863,75 (16)

1131,25 (8)

2825,00 (4)

931,57 (16)

1200,00 (9)

1500,00 (4)

(Z)

1263,10 (29)

1706,83 (14)

2631,50 (20)

5809,09 (11)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Barracão 1 Quarto Barracões Barracão 2 Quartos Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho Casas

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,19

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,75

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,55

55,00

1,31

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,74

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,57

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,09

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,60

33,33

1,37

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,16

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,26

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

2,06

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

4,40

6,00

36,36

5,29

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,07

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,16

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,66

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,24

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,91

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,88

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,18

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,63

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,79

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,18

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,69

por operação

30,00

49,00

63,33

42,84

por evento

9,50

18,00

89,47

12,22

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,33

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,20

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

OPERAÇÕES DE CRÉDITO

2050,00 (6)

(1)

3800,00 (4)

(3)

(2)

5800,00 (8)

3628,57 (7)

8120,41 (49)

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

8,57

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

17,00

13,33

15,25

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

86,67

por evento

7,90

30,00

279,75

14,56

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

No mês

Açúcar cristal

3,00 kg

4,41

-0,08

Arroz

3,00 kg

7,30

-0,05

Banana caturra

12,00 kg

20,53

-0,12

Produto

Últimos 12 Meses

No ano

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

set/12

132,32

191,90

113,29

-0,84

-2,16

-0,09

-4,71

-0,85

-6,68

-2,46

1,00

-4,25

Batata inglesa

6,00 kg

18,81

-0,05

out/12

135,89

199,98

115,41

2,70

4,21

1,87

-2,14

3,33

-4,94

-1,06

6,64

-4,87

Café moído

0,60 kg

8,22

-0,01

nov/12

134,77

202,40

113,14

-0,82

1,21

-1,96

-2,95

4,58

-6,80

-2,95

4,60

-6,82

Chã de dentro

6,00 kg

105,57

0,66

Farinha de trigo

1,50 kg

3,60

0,02

Feijão carioquinha

4,50 kg

24,75

0,50

7,50 lt

15,82

-0,04

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

dez/12

138,81

203,31

118,23

3,00

0,45

4,49

-0,04

5,05

-2,61

-0,04

5,05

-2,61

jan/13

131,64

192,46

112,19

-5,16

-5,33

-5,10

-5,16

-5,33

-5,10

-3,39

-0,78

-4,75

Leite pasteurizado

fev/13

127,73

188,57

108,28

-2,97

-2,02

-3,49

-7,98

-7,25

-8,41

-6,24

-4,44

-7,22

Manteiga

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos (3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

dom 4273 b.indd 18

Quantidade

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Fevereiro de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

Período

Média(2) (R$)

CONTAS DE DEPÓSITOS

PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

(2)

Apartamento 1 Quarto

Apartamentos

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

750,00 gr

15,30

-0,01

Óleo de soja

1,00 un

3,66

0,00

Pão francês

6,00 kg

45,73

0,29

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

45,14

-0,08

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38 FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

18/03/2013 18:36:10


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Terça-feira, 19 de março de 2013

entre várias outras. Todas essas ações estão pautadas no Código de Posturas do Município de Belo Horizonte, que tem como objetivo regulamentar uso do espaço urbano. Para a gerente regional interina de Licenciamento e Fiscalização Integrada, Ana Alquimim, as mudanças são necessárias para a melhoria do trabalho. “Aliamos treinamento e acompanhamento dos trabalhos dos fiscais no Barreiro, por isso fazemos reuniões e treinamentos periódicos”, comentou.

Gercom Barreiro

Encontro na Regional Barreiro esclarece dúvidas sobre a fiscalização na cidade

Com o intuito de contribuir para a melhoria do trabalho e para a atualização das práticas da fiscalização integrada, foi realizado no início do mês, na sede da Regional Barreiro, na rua Flávio Marques Lisboa, um encontro entre os fiscais da regional e a secretária municipal adjunta de Fiscalização, Miriam Terezinha Leite Barreto. Miriam elogiou a iniciativa da equipe em programar este encontro para tirar dúvidas sobre as mudanças na forma de atuação da fiscalização, além da condução das dúvidas sobre o assunto. Até 2011, cada fiscal cuidava apenas de um segmento. Agora existe uma fiscalização integrada, responsável por demandas diversas, como as operações de construção, conservação e manutenção e o uso do logradouro público, uso do espaço aéreo e do subsolo,

Encontro serviu para a atualização das práticas da fiscalização integrada

Gincana promove ações de prevenção contra a dengue na região Oeste

Escola Municipal Maria das Neves apresenta programa Floração para pais de alunos A Escola Municipal Maria das Neves, que fica na rua Piranga, 39, no bairro São Lucas, na região Centro-Sul da capital, realizou na última semana a primeira reunião do Programa de Aceleração de

dom 4273 b.indd 19

Estudos Floração. O encontro contou com a participação dos pais dos alunos, professores e representantes da Secretaria Municipal de Educação. O objetivo da atividade foi mostrar a proposta de trabalho

que irá priorizar também os canais de diálogo com a BHTrans e com a Sudecap, órgãos responsáveis pela implantação do BRT. A vistoria foi acompanhada pelo engenheiro da Sudecap, Paulo Takahashi, integrante da equipe responsável pela gestão da obra. O calendário de vistorias a diferentes trechos da Cristiano Machado seguirá de forma permanente até que a intervenção esteja concluída. Após a implantação do BRT, diminuirá de 106 para 33 o número de linhas de ônibus que

Gercom Centro-Sul

integradas com o objetivo de diminuir os impactos para a população causados pelas obras de implantação do BRT, sistema de transporte público que está sendo implantado em algumas das principais vias de Belo Horizonte. De acordo com o secretário, a regional passará a atuar de forma integrada no enfrentamento de questões diversas que afetam a avenida, entre elas a condição dos passeios, os moradores em situação de rua e a manutenção e bocas de lobo. Magela afirmou

de Saúde Vista Alegre, Simone Veloso, responsável pelo atendimento no bairro Nova Cintra. O objetivo da ação é fazer com que as crianças se tornem multiplicadores no combate à dengue, além de sensibilizar a comunidade para a importância da retirada de todos os tipos de depósitos que possam acumular água e servir de foco para o Aedes aegypti. O material recolhido será encaminhado para a Associação dos Catadores de Papel e Material Reaproveitável (Asmare). “Nós achamos essa parceria muito importante e as escolas abraçaram a causa. Os alunos e os professores se empenharam na gincana e tenho certeza que não vai parar por aí, eles vão levar para o dia a dia. Foi um trabalho educativo”, disse o coordenador do Conselho Local de Saúde do Centro de Saúde Vista Alegre, Geraldo Florêncio.

Gercom Nordeste

Regional Nordeste inaugura plano de ações na avenida Cristiano Machado A Regional Nordeste inaugurou na sexta-feira, dia 15, uma nova etapa na implantação de ações urbanas, sociais e paisagísticas ao longo da avenida Cristiano Machado, principal corredor de trânsito da região. Acompanhado por gestores das áreas de Manutenção, Regulação Urbana e Limpeza, o secretário regional Geraldo Magela percorreu a via entre as avenidas José Cândido da Silveira, no bairro Cidade Nova, e Bernardo Vasconcellos, na altura do bairro União. Durante o trajeto foram definidas importantes ações

a 18 anos. A proposta da gincana é que cada equipe recolha o máximo de inservíveis, pneus e pratinhos de vasos de plantas. A equipe que recolheu o maior número de materiais entre os dias 4 e 15 de março alcançou a maior pontuação. A Escola Estadual Maria do Socorro foi a grande campeã, com 6.356 unidades de inservíveis, seguida pela escola Magalhães Drummond, com 2.080, e a escola Hermenegildo Chaves, com 400. “É importante ressaltar que os alunos são os maiores agentes reprodutores no trabalho de prevenção à doença. Através desses alunos, a gente atinge os pais, parentes e vizinhos”, disse a gerente do Centro

Márcio Martins

A principal arma para combater a dengue é o trabalho de prevenção realizado de forma coletiva. É com base nesse pensamento que o Centro de Saúde Vista Alegre, o Conselho Local de Saúde e os alunos de três escolas estaduais da região Oeste da capital organizaram uma gincana educativa de combate à dengue. No sábado, dia 16, foi realizado o encerramento da gincana na Praça Cardeal Arco Verde, no bairro Nova Cintra. A gincana começou no dia 4, com a participação das escolas estaduais Magalhães Drummond, Maria do Socorro Andrade e Hermenegildo Chaves, todas localizadas no bairro Nova Cintra e com alunos de 7

19

Secretário regional percorreu trecho da avenida na última semana

passam pela avenida. A Cristiano Machado contará com dez das 43

estações de passageiros que serão construídas em toda a cidade.

a ser desenvolvida com os alunos. O Floração tem uma proposta pedagógica voltada para corrigir a distorção idade/ano dos estudantes de nível básico e atende jovens de 15 a 19 anos. O programa investe em ações de inclusão, valorização e reconhecimento da cidadania. “Queremos trazer a família para dentro da instituição, buscando parceria e integração com os profissionais que aqui atuam”, destacou a diretora da escola, Fátima Cordeiro.

18/03/2013 18:36:15


BELO HORIZONTE O programa Uma vida, Um árvore, completou cinco anos de existência e contabiliza 35 mil mudas plantadas em todas as regiões de Belo Horizonte. Para celebrar a data, duas novas quaresmeiras foram plantadas ontem no Parque da Serra do Curral, no bairro Mangabeiras, em comemoração ao nascimento de Laís Godoy Starling e de Rafael de Araujo Myssior. Os novos belo-horizontinos agora fazem parte do programa, que tem como objetivo plantar uma árvore para cada criança registrada na capital. O projeto é uma parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e a TV Globo Minas. Felipe Starling, pai de Laís, ressaltou a satisfação de ver a filha, de alguma forma, poder contribuir para o meio ambiente. “Espero que cada vez mais a capital mineira ganhe novas árvores para termos uma BH ainda mais verde”,

Diário Oficial do Município

Terça-feira, 19 de março de 2013

Programa Uma vida, Uma árvore comemora cinco anos com plantio de 35 mil mudas

frisou. O prefeito Marcio Lacerda visitou o parque e reforçou o compromisso da cidade com a sustentabilidade. “Associar o nascimento de uma criança ao plantio de uma árvore é o nosso compromisso com a educação ambiental”, comentou. Secretária municipal de Meio Ambiente, Carla Vasconcellos ressaltou a importância do programa, que ao longo dos cinco anos ganha cada vez mais destaque. “Temos um número expressivo de árvores plantadas em toda a cidade”, disse Carla, que lembrou o fato de Belo Horizonte possuir o projeto BH Mais Verde, que tem como objetivo o plantio, até 2014, de 54 mil árvores em todas as nove regiões da capital mineira.

Gercom Barreiro

20

Poder Executivo

Como participar Para participar do projeto Uma vida, Uma árvore é preciso se cadastrar no site www. umavidaumaarvore.org/ cadastro. Após a inscrição, a Prefeitura fará o contato com os pais para marcar a data do plantio, que acontece em local próximo da residência da criança recém-nascida. Duas novas quaresmeiras foram plantadas ontem no Parque da Serra do Curral

Plano de mobilidade para Copa das Confederações em BH é debatido em treinamento tivo do treinamento foi integrar e preparar as equipes operacionais para as ações de trânsito e transportes durante a Copa. “O evento movimentará muita gente e é preciso garantir os acessos com segurança”, explicou Joana Nicolini Cunha, consultora da empresa Logit Engenharia, empresa contratada para preparar o plano operacional da Copa em

Belo Horizonte. “Este primeiro treinamento foi de integração entre os órgãos e de motivação das pessoas que irão trabalhar no evento. Em Belo Horizonte há iniciativa de todos os órgãos que estão trabalhando com o evento”, comentou. O treinamento será realizado em sete módulos e prossegue até o dia 30 de maio. “As equipes estão

Fotos: Amanda Almeida

Foi realizado na última semana, no Mineirão, o primeiro módulo do treinamento para as equipes operacionais que irão exercer trabalhos voltados para a mobilidade urbana durante a Copa das Confederações, entre os dias 15 e 30 de junho. Organizado pela BHTrans, pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar, o encontro reuniu 549 participantes. O obje-

sendo capacitadas para atuarem no Plano Operacional de Mobilidade da Copa das Confederações e da Copa do Mundo. No primeiro treinamento houve uma sensibilização dos agentes que irão atuar na Copa e todos os participantes visitaram o gramado do Mineirão”, explica Walkíria Monteiro, analista de Recursos Humanos da BHTrans e coordenadora do treinamento das equipes. De acordo com Marisa Jacomini, assessora da presidência da BHTrans, a aula inaugural tratou da história da Copa do Mundo, das cidades-sede, das seleções participantes e confederações internacionais e das diretrizes da Fifa e do Comitê Organizador

Local (Col), além do calendário dos jogos. “Além do trabalho operacional que está sendo feito, tratamos do planejamento e detalhamos o que vamos fazer daqui para frente. Quanto mais conseguirmos aprofundar nas discussões, maior integração teremos nas ações operacionais”, disse Hilton Gonçalves Lopes, supervisor da Gerência de Operação da Área Central da BHTrans. A equipe responsável pelo plano operacional deve contar com o apoio de 580 técnicos da BHTrans, da Guarda Municipal e da Polícia Militar, além de mais 700 voluntários. Três jogos vão acontecer no Mineirão, todos às 16h. São eles Taiti x Nigéria, no dia 17, Japão e México, no dia 22, e uma semifinal no dia 26.

Primeiro módulo do treinamento para equipes operacionais foi realizado no Mineirão e reuniu 549 participantes

Córregos de quatros bairros da região Norte passaram por serviços de limpeza na última semana, por meio de trabalhos executados pela Superintendência de Limpeza Urbana (SLU). Foram limpos os córregos Nossa Senhora da Eucaristia e Clarissas, ambos no bairro Júlio Maria, o Bacuraus (Campo Alegre), o Biquinhas (Vila Biquinhas) e o Tamboril, no bairro Jardim Felicidade. A região Norte possui 21 córregos e o serviço de limpeza

dom 4273 b.indd 20

acontece três a quatro vezes por ano e é intensificado no período chuvoso. O intuito é evitar inundações, sujeira e proliferação de doenças. Para Balbina Alves, que mora em frente ao córrego Bacuraus, no bairro Campo Alegre, o serviço é de extrema importância. “Isso evita que o córrego saia do leito e traz mais segurança”, disse. Só no córrego Tamboril, no Jardim Felicidade, cinco caminhões báscula, uma pá carregadeira e 14 profissionais trabalham para recolher

o lixo e o entulho depositados no local. Até o fim da limpeza, cerca de 40 toneladas de inservíveis e entulho foram recolhidas. Foram encontrados até sofás e caixas de som. O gerente regional de Limpeza Urbana, Talmo Silva Amaro, ressalta que a população pode e deve colaborar para manter a cidade mais limpa. “Contamos com o apoio da população para jogar lixo nos locais corretos. Seja na lixeira ou também nas Unidades de Recolhimento de Pequenos Volumes (URPV). Só na região Norte temos quatro URPVs, inclusive uma no bairro Jardim Guanabara, que atende também o bairro Felicidade”, destacou.

Fotos: Gercom Norte

Córregos de quatro bairros da região Norte passam por serviços de limpeza

Cerca de 40 toneladas de inservíveis e entulho foram recolhidas em uma semana

18/03/2013 18:36:24


DOM - 19/03/2013