Page 1

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município - DOM

Inaugurada na última semana, Escola Municipal Presidente Itamar Franco terá aulas em dois turnos e pode iniciar turmas de EJA e de Escola Integrada Em um clima de muita animação e ansiedade, os alunos da Escola Municipal Presidente Itamar Franco conheceram na última semana o novo prédio, onde serão ministradas as aulas. A escola iniciou suas atividades pela manhã de segunda, dia 18, recebendo os alunos e alguns pais que foram fazer a matrícula. A escola, localizada na avenida Perimetral, 2.911, no bairro Vila Santa Rita, é a 28ª de ensino fundamental do Barreiro. Com aulas ministradas nos períodos da manhã e da tarde, pode, de acordo com a demanda, iniciar turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no período noturno e de Escola Integrada nos finais de semana. A unidade tem área física para atender 1.300 alunos, pois conta com 16 salas de aula, auditório, sala multiuso, laboratórios de ciências, de informática, quadra coberta, refeitório, sala dos professores e vestiários. A estrutura já foi aprovada por pais e alunos. “A escola é ótima e mais perto de casa. Então fiz rápido a matrícula do meu filho”, conta Sônia Fernandes, moradora do bairro Águas Claras. Sônia ressalta que a escola é bem maior se comparada com a que o filho estudava no ano passado. Para o aluno Isaias de Jesus, de 8 anos, o fato de a escola ser perto de casa ajuda muito. “Aqui é bem maior do que a outra escola e mais perto da minha casa”, comentou, admirado, o aluno. Com o crescimento da região, a escola era uma solicitação dos moradores dos bairros do entorno que precisavam encaminhar seus filhos para escolas de outros bairros. Antes, eles recebiam transporte gratuito e agora não precisarão mais. A escola

Tiragem: 2.500 • 27/2/2013

Fotos: Cátia Fraga

Ano XIX • N. 4.259 • R$ 0,85

Barreiro ganha 28ª unidade de ensino fundamental

Escola era uma solicitação dos moradores do entorno da Vila Santa Rita

irá atender as comunidades dos bairros Petrópolis, Mangueiras, Independência, Castanheiras e Jatobá, oferecendo diversos programas educacionais, como o Escola Integrada e o Escola Aberta. Magda Sant’Ana, diretora da escola, ressalta que a escola está de portas abertas para as demandas da comunidade. “É bom ver os pais matriculando os filhos aqui, com tamanho entusiasmo”, disse. No Barreiro existem hoje 28 escolas municipais de ensino fundamental e nove Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis). Neste ano, mais de 24 mil crianças e adolescentes estão matriculadas em escolas municipais cursando aulas de ensino infantil, ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA), além de 53 matrículas no ensino médio das turmas que já existiam.

Unidade tem espaço para atender 1.300 alunos e estrutura foi aprovada por pais e estudantes

dom 4259.indd 1

26/02/2013 18:19:28


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

2

Programação completa da mostra Sexta, dia 1º

17h - “Casamento Proibido” (1938) 19h – “O Grande Segredo” (1946) 21h – “Diabo Feito Mulher” (1952)

Sábado, dia 2

16h – “A Gardênia Azul” (1953) 18h – “No Silêncio de Uma Cidade” (1956) 20h – “Suplício de Uma Alma” (1956) Silêncio de Uma Cidade”, “Suplício de Uma Alma” e “O Segredo da Porta Fechada” são representantes do cinema noir, estética que deu a tônica da primeira parte da mostra. Lang também recebe o título de um dos principais cineastas do noir clássico.   Para o gerente de Cinema da Fundação Clóvis Salgado, Rafael Ciccarini, a mostra representa uma oportunidade para que o público conheça obras da fase norte-ame-

ricana do cineasta em boas cópias. “É uma chance de ver filmes de Fritz Lang pouco conhecidos, que muitas vezes ficam esquecidos em função dos clássicos da fase alemã como, por exemplo, “Metropolis” e “M, o Vampiro de Dusserldorf” (foto acima). Poucos conhecem os trabalhos de Lang nos Estados Unidos, como gênero cinematográfico, e essa mostra, em duas edições, apresenta o que melhor foi feito pelo diretor em Hollywood”, explica Ciccarini.

Biblioteca Infantil e Juvenil de BH comemora aniversário com programação especial para crianças e jovens

A Biblioteca Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (BPIJBH) completou em fevereiro 22 anos de fundação. Para comemorar o aniversário, o espaço, que fica na rua Carangola, 288, no bairro Santo Antônio, realiza até o dia 9 de março uma série de atividades especiais para jovens e crianças de todas as idades. A programação é gratuita. Confira ao lado a programação completa. Entre os destaques da programação, estão as oficinas de leitura que acontecem aos sábados. No dia 2, as atividades contemplam obras da famosa série Vaga-lume. Já no dia 9, as crianças terão contato com livros que têm os bichos como tema. Em algumas das oficinas, além de fazerem a leitura compartilhada das obras, crianças e jovens são estimulados ainda a praticar atividades de criação literária que se relacionam com os livros. Segundo Simone Teodoro, gerente da BPIJBH, desde a sua fundação a biblioteca tem atuado junto à população, procurando garantir o direito à leitura, principalmente aos públicos infantil e juvenil, que são seus principais focos. “A grande missão de toda a nossa equipe é promover o encontro entre o leitor e os bons livros. Bibliotecas com acervos renovados e atraentes, bem como a disponibilização de atividades de mediação de leitura que visem o encontro do leitor com os livros são fundamentais para a formação de leitores desde a infância”, disse.

A biblioteca

Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Retrospectiva gratuita de Fritz Lang destaca filmes de estética noir e western Fotos: Divulgação

Fritz Lang, nome decisivo do movimento expressionista alemão, recebe mais uma vez uma retrospectiva no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes (avenida Afonso Pena, 1.537, Centro). Promovida pela Fundação Clóvis Salgado, a mostra “Fritz Lang nos EUA – Parte II” acontece de 1º a 7 de março e, assim como na edição anterior, lança luz sobre a fase norte-americana do cineasta. A retrospectiva apresenta 10 longas-metragens produzidos entre 1938 e 1956. A entrada é gratuita e cada ingresso deve ser retirado com 30 minutos de antecedência. Na seleção, destacam-se dois longas western, “Diabo Feito Mulher” e “O Retorno de Frank James”, gênero pouco frequente na filmografia de Lang. Já os filmes “No

A BPIJBH disponibiliza acervo atualizado de livros literários e informativos, revistas e jornais. Durante todo o ano, a biblioteca oferece ao público uma programação diversificada, cujas atividades abrangem oficinas literárias e de produção de textos, clubes e rodas de leitura, saraus, palestras, encontros de formação de mediadores de leitura, encontros com autores, leitura e narração de histórias. Todas as atividades são gratuitas e voltadas prioritariamente para crianças e jovens.

dom 4259.indd 2

Poder Executivo

Programação de aniversário Hoje, às 9h30

Roda de Leitura Especial – Série Vaga-lume. Leitura de trechos de livros da clássica coleção. Com Samuel Medina e Wander Ferreira.

Hoje, às 14h30

Oficina Estante Instantânea. Momento de leitura compartilhada em que os leitores poderão escolher sua própria seleção de livros, montando assim a sua “biblioteca pessoal”.

Amanhã, às 14h30

Oficina Infância de Escritor. Leitura compartilhada de textos escritos por autores diversos sobre a experiência da infância de escritor, leitura em suas infâncias, primeiro contato com os livros e a literatura. Com Erica Lima. Público: acima de 15 anos.

Sexta, dia 1º, às 14h30

O Senhor da Lança. Oficina que propõe uma conversa aberta sobre o que há de mais emocionante em “Ubirajara”, de José de Alencar, um clássico da literatura brasileira. Com Samuel Medina. Sábado, dia 2, a partir das 10h - Oficinas de Leitura - Série Vaga-lume Às 10h: Oficina “O desenho que fugiu do papel”. Leitura compartilhada do primeiro capítulo do livro “Rabiscou? O bicho pegou!”, de Maria Heloísa Penteado, seguida de criação de narrativas. Com Simone Teodoro. Às 11h: Oficina “Um herói com alma de passarinho”. Leitura compartilhada de trechos do livro “As Aventuras de Xisto”, de Lúcia Machado de Almeida, seguida de bate-papo. Com Samuel Medina.

Sábado, dia 9 - Sábado dos Bichos

Às 10h: Oficina “Conserte seu bicho”. Leitura compartilhada do livro “Ave em Conserto”, de Mirna Pinsky, seguida de criação de narrativas. Com Simone Teodoro. Às 11h: Oficina “É festa!” Leitura do livro “Festa no Céu”, de Ana Maria Machado e Marilda Castanha. Com Samuel Medina.

Domingo, dia 3

16h – “Só a Mulher Peca” (1952) 18h – “O Retorno de Frank James” (1940) 20h – “O Segredo da Porta Fechada” (1947)

Segunda-feira, dia 4

17h – “O Tesouro de Barba Rubra” (1955)

19h – “Casamento Proibido” (1938) 21h – “A Gardênia Azul” (1953)

Terça, dia 5

17h – “O Grande Segredo” (1946) 19h – “Diabo Feito Mulher” (1952) 21h – “No Silêncio de Uma Cidade” (1956)

Quarta, dia 6

17h – “O Segredo da Porta Fechada” (1947) 19h – “Só a Mulher Peca” (1952) 21h – “O Retorno de Frank James” (1940)

Quinta, dia 7

19h30 – “Suplício de Uma Alma” (1956) 21h – “O Tesouro de Barba Rubra” (1955)

Novo Conselho de Patrimônio Cultural do Município toma posse Serão empossados hoje, às 14h, os novos membros do Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte, órgão responsável pela promoção e preservação da herança cultural da cidade. Na ocasião, a sala onde o conselho se reúne mensalmente será reinaugurada sob novo nome, Affonso Ávila, em homenagem ao poeta, ensaísta e pesquisador belo-horizontino. O evento acontece na sede da Diretoria de Patrimônio Cultural da Fundação Municipal de Cultura, na rua Estevão Pinto, 601, no bairro Serra. A bela edificação, em estilo eclético com influência neoclássica, foi tombada em dezembro de 1992 e já teve diversos usos: foi residência do professor Antônio Aleixo, colégio e até convento. Recentemente, recebeu pintura nova, o telhado foi recomposto e o jardim da entrada, revitalizado. O espaço também acaba de receber uma exposição permanente de cartões postais da coleção de Octávio Dias Filho, pertencentes ao acervo do Museu Histórico Abílio Barreto. A exposição é composta por 12 postais antigos e retrata diversos olhares sobre o cotidiano de Belo Horizonte. Todas essas ações fazem parte do plano de obras para recuperação dos espaços da Fundação Municipal de Cultura. Sobre a decisão de homenagear um dos maiores poetas brasileiros, o diretor de Patrimônio Cultural, Carlos Henrique Bicalho, lembra que Affonso Ávila realizou diversos trabalhos de levantamento e conservação do patrimônio artístico e arquitetônico de cidades históricas mineiras. “O professor Affonso Ávila, inclusive, foi um dos responsáveis pela criação do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico”, comenta.

Órgão

O Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte é responsável pela proteção do patrimônio cultural da cidade e é composto por representantes da sociedade civil organizada e de órgãos e instituições públicas. Criado em 1984, o órgão reúne-se uma vez por mês para analisar e deliberar os processos de inventário, tombamento, registro imaterial, registro documental e propostas de intervenção nos conjuntos urbanos protegidos. Por meio do tombamento, o conselho também protege monumentos, obras, documentos, bens e conjuntos de valor histórico, artístico, arqueológico, etnográfico, bibliográfico, documental e paisagístico. A partir de 2004, o conselho passou a deliberar também sobre os estudos para reconhecimento como patrimônio os saberes, celebrações, formas de expressão e lugares tradicionais de Belo Horizonte. Todas as pautas, atas e deliberações do Conselho são publicadas no Diário Oficial do Município e podem ser acessadas pelo site www. pbh.gov.br/dom.

26/02/2013 18:19:32


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Escolas municipais da Pampulha sensibilizam alunos para o combate à dengue

A Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação (SMPL) promove nesta semana os últimos sorteios de ingressos para a Campanha de Popularização do Teatro e Dança. Ontem, mais 13 servidores foram contemplados com ingressos para as peças “Meu tio é tia” e “A Loja – Como encantar seu cliente”, que serão apresentadas no Teatro Sagrado Coração de Jesus, e “Vida de Busão não é mole não”, em cartaz no Teatro da Maçonaria. Os ganhadores, informados pelo telefone sobre o sorteio dos ingressos, podem conferir seus nomes nas listas ao lado e também na página do servidor (“Sala do Servidor”), no site da Prefeitura de Belo Horizonte (www.pbh.gov.br), onde também é possível se inscre-

beram também informações sobre a atuação do PSE, além de material educativo sobre a dengue. Uma das atividades desenvolvidas com as crianças foi a formação dos agentes mirins contra a dengue. Nesta ação, cada criança riscou o contorno de sua mão em um cartaz, identificando-a com seu nome e reforçando o compromisso de cada um (foto abaixo). A enfermeira Fernanda Miranda Carvalho, integrante da equipe do PSE, falou sobre a importância do trabalho. “Nosso objetivo é conscientizar as crianças sobre sua responsabilidade na luta contra a dengue. É importante compreenderem que elas são agentes transformadores. Assim estaremos alcançando suas famílias também”, disse. Outra atividade que fez sucesso entre as crianças foi o grito

de guerra “Xô dengue”, criado pela equipe do PSE. Fantasiadas de mosquitos, elas andavam pela escola ou

entravam nas salas de aula e, assim que as crianças viam os “mosquitos”, todas gritavam, levantando os braços

Fotos: PSE

As escolas municipais localizadas na região da Pampulha têm intensificado o trabalho de conscientização dos alunos para o combate à dengue. Ao longo do ano, o planejamento pedagógico de cada escola contempla ações com esta temática, mas, devido ao alto índice de casos confirmados na cidade, o combate à dengue tem merecido atenção especial. Entre os dias 6 e 22 deste mês as escolas municipais Ignácio de Andrade Melo, Carmelita Carvalho Garcia e Anne Frank promoveram palestras sobre a dengue para 1.908 alunos de 6 a 15 anos. Para essa abordagem, a equipe do Programa Saúde na Escola (PSE) coordenou o trabalho de sensibilização sobre a doença e seus agravos, utilizando vídeos e jogos interativos para despertar a atenção dos participantes. Os alunos rece-

3

e mandando os mosquitos para fora. Elijane Maria da Silva, auxiliar de enfermagem do PSE, falou da reação positiva das crianças. “Foi muito engraçado e prazeroso ver como as crianças entenderam a seriedade da dengue e aderiram à ideia de expulsar os mosquitos. Esperamos que elas façam isso em casa com as atitudes corretas”, disse.

Saúde e educação

Mais de 1900 alunos participaram de palestras sobre a dengue

O Programa Saúde na Escola (PSE), iniciado em 2008, é resultado de uma articulação dos ministérios da Educação e da Saúde e tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes da rede pública por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde. Conta com a participação de profissionais de saúde (enfermeiros, técnicos de enfermagem, dentistas e outros) e assistentes de apoio que, durante o ano, fazem avaliações das condições de saúde dos estudantes matriculados na rede básica de ensino, em três atividades conjuntas: avaliação clínica, nutricional e da saúde bucal. Além disso, são realizadas atividades estratégicas para a promoção da saúde na escola, como, por exemplo, ações de promoção da saúde e prevenção de doenças e agravos, promoção da alimentação saudável, da atividade física, da educação para a saúde sexual e reprodutiva e a prevenção ao uso do álcool, tabaco e outras drogas. Na Pampulha, todas as escolas já são atendidas pelo PSE.

Secretaria de Planejamento sorteia últimos ingressos da Campanha de Popularização do Teatro para servidores ver para concorrer a ingressos para o último sorteio deste ano. Hoje, às 10h, a SMPL sorteia dez pares de ingressos para o espetáculo infantil “A menina que entra em livros” e 12 pares para a peça “Deuses, da origem do Universo à origem do teatro”, ambos em cartaz no Teatro Alterosa. Podem se candidatar servi-

dores das administrações direta e indireta do município, por meio do banner “Sorteio Teatro”, também no site da PBH. Para que o link seja direcionado corretamente, é necessário estar com um e-mail institucional da Prefeitura aberto. Os ganhadores desta semana, que podem levar um acompanhante às peças, terão seus nomes incluídos

na lista de convidados que ficará na bilheteria dos teatros meia hora

antes dos espetáculos. É necessário levar documento de identidade.

Centro de saúde desenvolve projeto de combate a endemias em convênio com escolas públicas O Centro de Saúde Andradas, que fica na rua Mariana Amélia de Azevedo, 21, no bairro São João Batista, elaborou, em parceria com a Escola Municipal Antônia Ferreira e a Escola Estadual Padre Lebret, que também ficam no mesmo bairro, um plano de

dom 4259.indd 3

combate à dengue, à leishmaniose e contra roedores. O plano será desenvolvido entre este mês de fevereiro e novembro de 2013, se dividindo em 5 etapas ao longo deste período. A ação é constituída de esboço do projeto escrito; realização de

reuniões e palestras com o corpo docente e diretoria das escolas e palestras relâmpagos para os alunos; recolhimento de recipientes inservíveis pelos alunos; participação da equipe de Zoonoses do Centro de Saúde Andradas em evento cultural das escolas,

relacionado às endemias e atendimento à saúde da comunidade; e uma grande passeata, com alunos, professores e profissionais do Centro de Saúde Andradas. Algumas das etapas do plano já iniciaram ao longo do mês de fevereiro. As duas escolas

envolvidas terão suas atividades realizadas separadamente, cada uma na comunidade de seu entorno, mas sempre sob a orientação dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate a endemias do Centro de Saúde Andradas.

26/02/2013 18:19:37


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

62

Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Janeiro de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1)

IPCR(2)

Taxas médias praticadas(1)

Setores Menor

Maior

Diferença (%)

Média

2,11

5,90

179,62

4,55

Prefixada (montadoras)

1,01

2,21

118,81

1,36

Prefixada (multimarcas)

1,48

1,94

31,08

1,66

Prefixada (montadoras)

1,17

1,97

68,38

1,54

Prefixada (multimarcas)

1,68

2,55

51,79

2,03

Cartão de Crédito

11,90

13,95

17,23

12,81

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

4,12

9,69

135,19

7,66

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 6 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

3,00

15,42

414,00

8,43

Imóveis Construídos

0,12

1,75

1.358,33

0,95

Imóveis na Planta

0,12

1,75

1.358,33

0,28

0,75

3,20

326,67

2,10

CDC - Financeiro (8)

1,80

5,24

191,11

3,16

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,21

1,37

13,22

1,31

Eletroeletrônicos

2,59

4,83

86,49

3,72

Mobiliário

1,10

5,55

404,55

3,06

8,34

15,55

86,45

12,30

Nacional

0,94

2,40

155,32

1,67

Internacional

0,94

2,20

134,04

1,40

1,40

20,22

1.344,29

5,50

Período

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

set/12

382,51

0,32

4,15

Últimos 12 Meses 5,52

out/12

384,76

0,59

4,76

nov/12

386,42

0,43

dez/12

388,35

0,50

jan/13

397,59

2ª fev/13

403,38 (3)

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

387,66

0,26

4,15

Últimos 12 Meses 5,50

5,83

389,40

0,45

4,62

5,91

5,21

5,83

390,26

0,22

4,85

5,49

5,74

5,74

392,44

0,56

5,44

5,44

2,38

2,38

5,51

400,33

2,01

2,01

5,68

1,02

2,49

5,37

402,58 (3)

0,79

1,95

5,18

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Cesta Básica

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

IPCA(1)

Salário Mínimo

ago/12

381,29

960,02

Cesta Básica(2) 500,58

set/12

382,51

960,02

510,43

0,32

0,00

1,97

4,15

14,13

10,86

5,52

14,13

17,12

out/12

384,76

960,02

510,19

0,59

0,00

-0,05

4,76

14,13

10,80

5,83

14,13

16,66

Financeiras Independentes Turismo

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

0,01

0,00

1,44

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

3,82

14,13

8,72

5,53

14,13

13,86

nov/12

386,42

960,02

490,60

0,43

0,00

-3,84

5,21

14,13

6,55

5,83

14,13

10,30

dez/12

388,35

960,02

496,54

0,50

0,00

1,21

5,74

14,13

7,84

5,74

14,13

7,84

jan/13

397,59

1046,46

544,68

2,38

9,00

9,70

2,38

9,00

9,70

5,51

9,00

13,66

Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte (2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Desconto de Duplicatas (8)

0,93

3,09

232,26

1,73

Capital de Giro (8)

0,99

6,16

522,22

2,12

Conta Garantida (8)

1,29

7,78

503,10

4,14

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Período

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

ago/12

Comerciais

Variação (%) No mês

434,03

No ano

1,23

5,43

Últimos 12 Meses 8,91

Índice de Base Fixa (Jul/94=100) 587,12

Captação

Variação (%) No mês 0,81

CDB 30 dias (4)

Últimos 12 Meses 11,60

No ano 6,81

0,50

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,60

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,12

0,44

266,67

0,32

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,30

0,56

86,67

0,46

set/12

435,29

0,29

5,73

8,52

591,47

0,74

7,60

11,54

Poupança (5)

out/12

436,90

0,37

6,13

8,15

597,38

1,00

8,68

11,40

Taxa SELIC (6)

nov/12

439,43

0,58

6,74

7,82

602,40

0,84

9,59

11,18

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

dez/12

442,95

0,80

7,60

7,60

608,91

1,08

10,77

10,77

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

jan/13

446,22

0,74

0,74

8,08

612,87

0,65

0,65

11,08

0,41 0,58

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Janeiro de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Janeiro de 2013

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Popular

Médio

Alto

Luxo

685,00 (10)

712,61 (23)

1385,00 (70)

Apartamento 2 Quartos

672,91 (55)

941,71 (91)

1080,44 (147)

2055,84 (172)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

799,57 (23)

953,13 (16)

1143,48 (23)

1425,00 (6)

1149,23 (39)

1291,94 (59)

1526,57 (177)

2431,94 (323)

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

(1)

(1)

1992,86 (14)

2846,88 (16)

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos

(2)

2500,00 (4)

2487,93 (29)

4424,88 (166)

417,14 (14)

570,91 (22)

660,00 (5)

(Z)

541,54 (13)

650,00 (6)

(2)

(1)

556,00 (5)

(Z)

(Z)

(Z)

755,56 (18)

863,75 (16)

1131,25 (8)

2825,00 (4)

931,57 (16)

1200,00 (9)

1500,00 (4)

(Z)

1263,10 (29)

1706,83 (14)

2631,50 (20)

5809,09 (11)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Barracão 1 Quarto Barracões Barracão 2 Quartos Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho Casas

Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,35

10,00

86,92

6,83

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,19

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,75

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,55

55,00

1,31

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,74

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,57

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,09

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,01

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,60

33,33

1,37

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,16

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,26

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

2,06

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

4,40

6,00

36,36

5,29

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,07

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,16

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,66

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,24

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,91

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,88

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,18

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,63

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,79

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,18

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,69

por operação

30,00

49,00

63,33

42,84

por evento

9,50

18,00

89,47

12,22

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,33

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,20

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

OPERAÇÕES DE CRÉDITO

2050,00 (6)

(1)

3800,00 (4)

(3)

(2)

5800,00 (8)

3628,57 (7)

8120,41 (49)

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA CARTÃO DE CRÉDITO (3) Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

8,57

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

17,00

13,33

15,25

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

86,67

por evento

7,90

30,00

279,75

14,56

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

Valores (em R$)

Contribuição na variação (p.p.)

No mês

Açúcar cristal

3,00 kg

4,66

-0,05

Arroz

3,00 kg

7,44

-0,01

Banana caturra

12,00 kg

20,90

-0,23

Produto

No ano

Últimos 12 Meses

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

ago/12

133,44

196,14

113,39

-1,31

-1,86

-1,01

-3,90

1,34

-6,60

-1,73

3,16

-4,26

Batata inglesa

6,00 kg

18,97

2,05

set/12

132,32

191,90

113,29

-0,84

-2,16

-0,09

-4,71

-0,85

-6,68

-2,46

1,00

-4,25

Café moído

0,60 kg

8,24

0,00

out/12

135,89

199,98

115,41

2,70

4,21

1,87

-2,14

3,33

-4,94

-1,06

6,64

-4,87

Chã de dentro

6,00 kg

103,47

0,42

Farinha de trigo

1,50 kg

3,55

0,05

Feijão carioquinha

4,50 kg

23,16

0,39

7,50 lt

15,94

-0,02

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

nov/12

134,77

202,40

113,14

-0,82

1,21

-1,96

-2,95

4,58

-6,80

-2,95

4,60

-6,82

dez/12

138,81

203,31

118,23

3,00

0,45

4,49

-0,04

5,05

-2,61

-0,04

5,05

-2,61

Leite pasteurizado

jan/13

131,64

192,46

112,19

-5,16

-5,33

-5,10

-5,16

-5,33

-5,10

-3,39

-0,78

-4,75

Manteiga

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos (3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

dom 4259.indd 62

Quantidade

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Janeiro de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

Período

Média(2) (R$)

CONTAS DE DEPÓSITOS

PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

(2)

Apartamento 1 Quarto

Apartamentos

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

750,00 gr

15,33

0,13

Óleo de soja

1,00 un

3,67

0,00

Pão francês

6,00 kg

44,82

0,08

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

45,39

6,89

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38 FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

26/02/2013 18:19:39


Poder Executivo Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município

63

Conselheiros da Comforça de Venda Nova tomam posse eleitos em 2012. Compareceram à reunião mais de 70 pessoas que discutiram o Relatório de Obras da Regional e receberam o Caderno de Obras do OP. O conselheiro Manoel Messias, membro reeleito, aprovou a primeira reunião de 2013. “A reunião contou com a participação significativa da comunidade”, comentou.

Fotos: Gercom Venda Nova

A Gerência Regional do Orçamento Participativo de Venda Nova realizou na última semana, no auditório da rua Érico Veríssimo, no bairro Rio Branco, a primeira reunião mensal do OP este ano. O objetivo da reunião foi empossar os 60 novos conselheiros da Comissão de Fiscalização de Obras do Orçamento Participativo (Comforça)

Foram empossados 60 novos conselheiros e reunião contou com as mais de 70 pessoas que discutiram o Relatório de Obras da região

Reunião na Regional Pampulha foca a regularização das feiras  gerente regional de Promoções e Eventos Esportivos, de Recreação, de Lazer e Feiras, Cláudio Augusto de Souza. A Secretaria Municipal de Governo tem feito reuniões com representantes das nove secretarias regionais para levantamento dos possíveis locais de implantação das feiras. Foram apontados cerca de 50 espaços na cidade que, inicialmente, apresentam boas condições para o funcionamento de uma feira. A seguir, será feita, juntamente com a BHTrans, uma análise mais criteriosa para verificar as condições específicas de cada local, considerando topografia da área, facilidade de acesso e infra-

estrutura de apoio, entre outras questões. A Regional Pampulha optou por consultar a comunidade sobre a viabilidade de implantar feiras permanentes e, na oportunidade, os participantes conheceram melhor o projeto e fizeram suas considerações a respeito dos dias e locais sugeridos. Para  Elizabeth Martins, representante da feira do bairro Santa Amélia, a reunião foi muito proveitosa. “Achei excelente estar aqui porque tivemos a oportunidade de dar nossa opinião”, comentou. Valdete Ceruti, gerente de Licenciamento Urbanístico, esclareceu que a ocupação do espaço

Andrea Moreira

A Regional Pampulha realizou na última semana uma reunião com representantes da comunidade para tratar da regularização das feiras de artesanato e alimentação que já funcionam ou que pleiteiam novos espaços na região. Compareceram seis representantes de feiras, gerentes regionais e o chefe de gabinete, Cláudio Mota Campos, que coordenou a reunião. “A Prefeitura de Belo Horizonte, através da Secretaria Municipal de Governo, pretende regularizar e organizar o funcionamento das feiras, através de processo licitatório para outorga de permissão de uso de espaço público por meio de edital de concorrência”, disse o

Representantes da comunidade foram consultados sobre a viabilidade da implantação das feiras na região

dom 4259.indd 63

público não pode ser privilégio de alguns e, atendendo a Lei Orgânica do Município e os critérios de publicidade e impessoalidade do serviço público, todas as feiras serão devidamente implantadas através de licitação. “Normas de funcionamento serão definidas conjuntamente com órgãos competentes e é necessária ainda a aprovação da Procuradoria Geral do Município (PGM) para que todo o processo transcorra de forma legal e idônea”, disse. A gerente ressaltou que esta é

uma ótima oportunidade para os feirantes trabalharem de maneira organizada, padronizada e totalmente legal. Na Pampulha, sete locais, entre praças e vias públicas, foram sugeridos para a implantação de feiras nos bairros Bandeirantes, Confisco, Santa Amélia, Santa Terezinha, Jaraguá, Conjunto Celso Machado e Engenho Nogueira. As sugestões serão apresentadas para a Secretaria de Governo, que dará início ao processo de licitatório das feiras.

Abertas inscrições para edital de seleção para eventos de potencial turístico  A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, abriu inscrições para o 8º Edital de Seleção para a Concessão de Subvenção a Eventos de Potencial Turístico. O edital foi publicado no sábado, dia 23, no Diário Oficial do Município (DOM), e os interessados deverão inscrever seus projetos até o dia 4 de março. Serão aceitos projetos que promovam e fomentem a capital mineira, propiciem o aumento da permanência média do turista na cidade, incrementem o comércio e os serviços e contribuam para a consolidação de Belo Horizonte como importante centro de turismo de eventos no país. O valor global destinado no edital é de R$ 1,5 milhão. Os projetos concorrerão a auxílios financeiros que variam de R$ 16,2 mil a R$ 150 mil. Podem participar do processo proponentes de projetos com eventos a serem realizados no período de 25 de março a 31 de maio e entre os dias 1º e 31 de julho. O período referente ao mês de junho não

será contemplado pelo edital, tendo em vista que coincide com a realização da Copa das Confederações. Hoje, às 14h, a Belotur promoverá uma palestra pública para esclarecimentos sobre o edital na rua Aimorés, 981, 13º andar, no bairro Funcionários. É importante a presença de todos os interessados para esclarecimentos de dúvidas. O edital pode ser retirado na sede da Belotur (rua Aimorés, 981, 6º andar, Funcionários) e também está disponível no link http://portal6.pbh.gov.br/dom/ iniciaEdicao.do?method=Deta lheArtigo&pk=1095563  

Novo edital

No início de junho será lançado o 9º edital, contemplando eventos a serem realizados entre os meses de agosto e outubro. E, em setembro, será lançado o 10º edital, para eventos realizados entre novembro de 2013 e janeiro de 2014. Até o final do ano, a Belotur espera investir R$ 4,5 milhões nesta ação.

26/02/2013 18:19:47


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Sistema eletrônico usado na Nota Fiscal de Serviços Eletrônica em BH continua sendo referência para outros municípios Finanças, Eugênio Eustáquio Veloso explica que, ao se conveniar para utilizar os sistemas eletrônicos de geração e controle de NFS-e, assim como os módulos de declarações eletrônicas de serviço desenvolvidas em BH, o município passa a contar com a garantia da atualização de versões, o suporte técnico e, conforme o caso, a transferência de conhecimentos relativos às atividades de auditoria fiscal do ISSQN. “Vale ressaltar que o sistema pode ser adaptado às especificidades da cidade interessada”, completa o gerente.

Os benefícios da NFS-e são muitos, garante o secretário Omar Domingos. “Ela elimina a tradicional nota fiscal em papel e o seu demorado trâmite, pois, com a NFS-e, basta acessar a internet e o contribuinte terá, por exemplo, o documento fiscal autenticado pela própria Prefeitura, o que impede a circulação de documentos falsos”, salientou. Segundo Omar, cerca de 1,7 milhão de NFS-e são emitidas mensalmente na capital mineira por aproximadamente 40 mil contribuintes, que antes consumiam toneladas de papel nesse processo.

Isabel Baldoni

Uma das cidades pioneiras no desenvolvimento e na adoção da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e), Belo Horizonte é considerada modelo no país e disponibiliza o sistema para outros municípios brasileiros. Porto Alegre, Juiz de Fora, Betim e Ibirité já firmaram convênio com a Prefeitura de Belo Horizonte para compartilhamento da tecnologia. Na última semana, o secretário da Receita Municipal de João Pessoa, Fábio Guerra, reuniu-se com o secretário municipal adjunto de Arrecadações da PBH, Omar Domingos, para conhecer o serviço, que garante a transparência e a segurança da informação, o aprimoramento do controle fiscal e a agilidade nos processos de arrecadação. “Viemos a Belo Horizonte conhecer de perto o sistema eletrônico desenvolvido aqui e pretendemos levá-lo para João Pessoa”, disse Fábio Guerra. Em funcionamento na capital mineira desde 2009, a NFS-e e a Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) visam alcançar a justiça fiscal, simplificar as obrigações tributárias,  reduzir a litigiosidade e a incrementar eficiência da arrecadação. Gerente de Tributos Mobiliários da Secretaria Municipal de

Belo Horizonte se prepara para a Conferência Nacional das Cidades

Secretário de João Pessoa-PB visitou a cidade para conhecer o sistema

Documentário “Roda” será exibido hoje no Centro Cultural São Bernardo

Espetáculo de dança presta homenagem ao tango

Peças em cartaz hoje

Peças adultas

•“Comedia Di Buteco” - Espaço Cultural Imaculada (Rua Aimorés, 1.600, Lourdes), às 21h. R$ 12. •“O adultério mora ao lado” – Teatro do Colégio Arnaldo (Rua dos Timbiras, 540, Funcionários), às 21h. R$ 12. •“O genro que era nora” - Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h30. R$ 12. •“Meu Tio É... Tia - Teatro Sagrado Coração de Jesus (Rua dos Inconfidentes, 500, Savassi), às 21h. R$ 12. •“A loja – Como encantar seu cliente” - Teatro Sagrado Coração de Jesus (Rua dos Inconfidentes, 500, Savassi), às 19h. R$ 12. •“Ser o que podemos ser!” - Teatro da Maçonaria (Avenida Brasil, 478, Santa Efigênia), às 20h. R$ 10. •“Cuidado: Frágil!” – Teatro João Ceschiatti do

dom 4259.indd 64

Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro), às 21h. R$ 12. • “Improcedente” - Teatro Santo Agostinho (Rua Aimorés, 2.679, Santo Agostinho), às 20h. R$ 12. R$ 12. •“Amigas, amigas... homens à parte” - Grande Teatro do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h. R$ 12. •“A Poupança da Viúva” – Grande Teatro do Sesc Palladium (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro), às 20h. R$ 12. •“Vulgaridades Sublimes” - Sesc Palladium - Teatro Júlio Mackenzie (Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro), às 20h. R$ 10.

Dança

•“Simplesmente Tango” - Teatro Pio XII (Rua Alvarenga Peixoto, 1.679, Santo Agostinho), às 21h. R$ 12. Divulgação

Na reta final da 39ª Campanha de Popularização Teatro e Dança, que termina no domingo, dia 3, o público da capital terá a oportunidade de prestigiar a única apresentação do espetáculo de dança “Simplesmente Tango”, hoje, às 21h, no Teatro Pio XII (rua Alvarenga Peixoto, 1.679, no bairro Santo Agostinho). O espetáculo, estreante na campanha, aborda um diálogo entre corpos entrelaçados, tomados pelo desejo. Acompanhado pela evolução dos tempos, “Simplesmente Tango” mostra a dança moderna sem perder o drama típico de suas características. “Simplesmente Tango” tem a direção e a coreografia de Roberto Poles. Os ingressos custam R$ 12. Informações, como os endereços dos postos de venda de ingressos, os demais espetáculos e as sinopses de todas as peças da programação podem ser obtidas no site www.sinparc.com.br. Os valores dos ingressos citados nesta matéria se referem às compras nos postos de venda e via web. Nas bilheterias dos teatros podem acontecer variações dos preços.

Conhecer e debater os problemas urbanos e definir prioridades de atuação do poder público são tarefas essenciais para o desenvolvimento urbano sustentável. Com o tema “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!”, as discussões da 5ª Conferência Nacional das Cidades começam amanhã, com a reunião de eleição dos membros que deverão compor a Comissão Preparatória. O evento acontece das 19h às 22h, no auditório Juscelino Kubitsheck da Prefeitura de Belo Horizonte (entrada pela rua Goiás, s/nº). O credenciamento acontece das 18h às 19h. Além da etapa municipal, serão realizadas a etapa estadual, entre julho e setembro de 2013. A conferência nacional acontecerá em novembro de 2013, em Brasília. Um dos principais objetivos da Conferência Nacional de Cidades é fortalecer e estimular a participação social e contribuir para o avanço das políticas públicas de desenvolvimento urbano. Segundo a secretária municipal adjunta de Planejamento Urbano, Ana Paula Lemos, as discussões em âmbito municipal da conferência darão suporte e estabelecerão diretrizes para as outras etapas. “Discutiremos sobre os principais problemas e desafios da cidade e definiremos as diretrizes que serão encaminhadas à Comissão Organizadora da Etapa Estadual e, posteriormente à Conferência Nacional, na qual será definida a Política Nacional de Desenvolvimento Urbano e a atuação do Ministério das Cidades”, informa. Além de permitir o reconhecimento das realidades e especificidades socioterritoriais, a conferência propicia a articulação nacional de diversos segmentos da sociedade civil. Para a primeira etapa, em âmbito municipal, será composta uma comissão preparatória, que deverá contemplar representantes dos seguintes segmentos da sociedade: gestores, administradores públicos e parlamentares municipais, movimentos populares, trabalhadores e entidades sindicais, empresários relacionados à produção e ao financiamento do desenvolvimento urbano, entidades profissionais, acadêmicas e de pesquisa e conselhos profissionais e organizações não governamentais com atuação na área do desenvolvimento urbano.

Divulgação

64

Chegou a vez de o Centro Cultural São Bernardo (rua Edna Quintel, 320, bairro São Bernardo) receber o documentário “Roda”. A exibição do filme, hoje, às 19h, faz parte do projeto Crav nos Centros Culturais que promoverá, ao longo do ano, atividades ligadas à sétima arte nos centros culturais da Fundação Municipal de Cultura. Além de sessões comentadas de filmes, estão programadas oficinas de cinema, exposições de livros e de equipamentos audiovisuais. A entrada é gratuita. Com direção de Carla Maia

e Raquel Junqueira, o filme apresenta entrevistas com nomes expressivos do samba belo-horizontino ligados à Velha Guarda da cidade. No longa, os mestres se reúnem em rodas de samba, com composições da autoria dos próprios componentes da Velha Guarda. O documentário tem o patrocínio da Fundação Municipal de Cultura, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e do programa Filme em Minas. No dia 20 de março, o documentário será exibido no Centro Cultural Alto Vera Cruz.

26/02/2013 18:19:52


DOM - 27/02/2013  

Diário Oficial do Município

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you