Page 1

Mais Médicos: programa triplica número de atendimentos em Colatina Seis cubanos e um brasileiro atendem pelo programa. Outros nove médicos estão em treinamento O Programa Mais Médicos, lançado em julho do ano passado pelo Governo Federal, ganhou o apoio da população em Colatina. Atualmente, sete profissionais estão trabalhando nas Unidades de Saúde da rede municipal através do programa do Ministério da Saúde. O Mais Médicos se propõe a atender as necessidades da atenção básica em saúde da populção.

P4 e 5 Colatina é destaque na geração de empregos na região noroeste do Estado

Obras da variante da ES 080 modificam o trânsito na região

Segundo a pesquisa divulgada pelo Ministério do Trabalho o município teve um saldo de 606 novas vagas de emprego. O setor de serviços foi o que mais cresceu.

A construção do cruzamento da ES 080 com a BR 259 exige atenção dos motoristas que trafegam pelo local. O trânsito foi modificado para que as obras sejam realizadas.

P3

Corrida Rústica Sol Poente está com inscrições abertas Quem deseja participar da corrida tem até o dia 03 de junho para se inscrever no ginásio da Ademc. A corrida faz parte do Circuito Municipal de Corridas de Colatina.

P6

Este informativo é de distribuição gratuita. É proibida a venda.

P8

Mala Direta Postal

Básica

9912247800/2009-DR/ES

Pref.Mun.Colatina CORREIOS


2

O COLATINENSE

Colatina/ES, 09 de Maio de 2014

www.colatina.es.gov.br

A arte da Felicidade

FALA PREFEITO Olá Colatinenses! A edição desta semana traz uma matéria especial sobre o programa Mais Médicos. O programa completou um mês de implantação em Colatina, para mostrar como está o funcionamento e o que a população está achando do atendimento, nossa equipe de jornalismo foi a duas unidades de saúde acompanhar as consultas dos médicos cubanos, nas páginas 4 e 5 você confere a matéria completa. Também vamos falar sobre a pesquisa do Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, a pesquisa revelou que Colatina foi o município da região noroeste que mais abriu novos postos de trabalho. E tem mudança no trânsito da BR259, quem passa pelo trecho próximo ao bairro Santa Helena, deve redobrar a atenção. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) alterou o trânsito da região para fazer as obras do cruzamento da rodovia, com a variante da ES-080. Na página 8 você confere as mudanças no trecho. Na editoria de Desenvolvimento Econômico vamos falar do lançamento do “Caderno Nosso” que será lançado no próximo dia 13 e 16 de maio. O projeto é uma realização do Sebrae e Senai Nacional. Também vamos falar de cultura, os artistas que gostam de uma boa música de viola já podem se inscrever no 8º Festival Nacional de Viola – Fenaviola, as inscrições podem ser feitas até o dia 23 de maio. Também estão abertas as inscrições para a Corrida Rústica Sol Poente, que acontece no dia 08 de junho. Na página 06 você encontra as informações para as inscrições. Participe! Leonardo Deptulski Prefeito de Colatina

Dalai Lama

O propósito de nossa existência é buscar a felicidade. Parece senso comum, e pensadores ocidentais como Aristóteles e William James concordaram com a idéia. No entanto, a visão que se apresenta nesta obra é uma visão de felicidade como um objetivo verdadeiro, um objetivo para a realização do qual podemos dar passos positivos. Neste livro estão relatadas longas conversas com o Dalai-Lama as quais constituem a base desta obra, com o objetivo expresso da colaboração num projeto que apresentaria suas opiniões sobre como levar uma vida mais feliz, acrescidas das próprias observações do autor a partir da perspectiva de um psiquiatra ocidental.

Biblioteca Municipal

A Biblioteca Municipal de Colatina conta com espaço arejado, silencioso, iluminado e uma excelente organização, além de um vasto acervo de livros a disposição da população. Está localizada no bairro Esplanada, próximo a Praça Sol Poente, com funcionamento de segunda a sexta-feira, de 08 às 18 horas. O local é uma fonte de pesquisa sobre todas as áreas do conhecimento, além de conter um acervo variado voltado também para o entretenimento dedicado aos amantes da boa leitura. Todos os serviços e atividades são gratuitos. Vá à biblioteca e participe!

Secretária de Comunicação Social: Joelma Gusson / Jornalista responsável: Cristiane Trevizani ES 01377/JP / Jornalistas: Danyara Corona, Rachel Avelino Passamani e Maria Tereza Paulino / Fotógrafo: Breno Liberato / Diagramação e Arte Final: Luiz Fernando Benfica / Tiragem: 5.000 exemplares.

Av. Ângelo Giuberti, 343, Esplanada, Colatina/ES - CEP: 29702-902 / Tel.: (27) 3177-7045 / 3177-7051 / www.colatina.es.gov.br Os interessados em receber as edições do jornal O Colatinense, deverão enviar e-mail com nome e endereço completo para: imprensa@colatina.es.gov.br ou ligar para (27) 3177-7045.


O COLATINENSE

www.colatina.es.gov.br

Colatina/ES, 09 de Maio de 2014

3

DESENVOLVIMETNO ECONÔMICO

“Caderno Nosso” com informações sobre moda será lançado dia 13 P

Além do lançamento do caderno, haverá também palestra, curso e oficinas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no Sebrae e Senai

Os participantes receberão um Kit de materiais

alestra, curso e oficinas fazem parte da programação do lançamento do “Caderno Nosso”, que será no período de 13 a 16 de maio, em Colatina, realizado pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa) e Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). O objetivo principal do evento é a capacitação dos profissionais da indústria de moda do Espírito Santo, apresentando o caderno com o primeiro dos 09 ciclos que acontecem em 4 anos (02 cada ano) da moda ( inverno2015 ), um projeto que “a partir deste ano vem com novo formato, pois antecipa, apresenta as informações das estações da moda, propon-

do pensar e entender o que o mercado consumidor quer”, explicou a gerente do Centro Integrado Sesi/Senai, Maria Augusta Zaché Miranda. A palestra de abertura, que será apresentada por Juliana Rafaela Gambini, vai acontecer no dia 13, às 18h30, no auditório do Unesc, e focar a importância da colaboração, do estímulo e da inspiração no universo da criatividade, da tecnologia e da inovação que o setor de moda requer cada vez mais no mundo atual. Além desta, mais três palestras vão acontecer nos municípios de são Gabriel da Palha, Linhares e Vitória, a partir do dia 20, e serão apresentadas por Angélica Coelho, técnica do Senai Cetiqt. O curso “Laboratório de Criativação” será

nos dias 14 (8 às 17h30) e 15 (8 às 12 horas). Em Colatina acontecerão algumas oficinas e mini-curso no Senai Centromoda” no Centro Integrado Sesi/Senai. São eles: “Desenvolvimento de produto” (dia 15) e “Ensaio de elaboração de fichas técnicas de produto para o planejamento da produção” (dia16) que serão ministradas por Juliana Gambini, técnica do Senai Mato Grosso. Já o curso “Olhar da forma” (dias 14 e 15) , ficará a cargo de Maria da Penha Ronchetti Lima. As inscrições são gratuitas. A previsão é de que participem cerca de 100 profissionais das indústrias do vestuário do estado. Contato para inscrições: 3721-2127

DESENVOLVIMETNO ECONÔMICO

Colatina é a cidade da região noroeste que mais abriu novas vagas de emprego Segundo a pesquisa divulgada pelo Caged a cidade teve saldo positivo de 606 novas vagas

N

o primeiro trimestre do ano Colatina foi a cidade da região noroeste que mais gerou novos postos de trabalho. Os Dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego. O município teve um saldo positivo de 606 novas vagas de trabalho, o setor que mai empregou foi o de serviços com 1.531 vagas, em segundo lugar ficou o setor de indústria de transformação com 1.279 novos postos. Para o Secretário de Desenvolvimento Urbano e Econômico, Fernando Valverde, Colatina hoje está atraindo grandes empresas como Bertolini, Bagó e ou-

tras que estão por vir. Isso tem fomentado a economia e gerado novos empregos. As empresas geram uma demanda e um aumento na oferta de trabalho. A cidade se torna mais atraente economicamente. Mas para uma empresa se instalar numa cidade são necessários alguns quesitos como a administração ter credibilidade, a cidade estar estrategicamente bem localizada e incentivos fiscais. Quando a cidade recebe uma nova empresa todos os segmentos da economia saem ganhando, a cada emprego que é gerado são abertos no mínimo mais dois em outros segmentos. Se for contratado um operário, por exemplo, consequentemente

As indústrias de serviço foram as que mais fizeram novas contratações em Colatina é gerado um novo posto de trabalho em um restaurante ou numa loja de móveis, isso porque aumenta a demanda e gera novas oportunidades. “Colatina possui características favoráveis: tem uma

população fixa, o que significa que quem mora na cidade é na grande maioria, daqui. Por isso os índices de rotatividade nos empregos são pequenos gerando menos demissões. As expectativas são boas, para

os próximos anos é esperado mais geração de emprego. “Até o final de 2015 vamos gerar 3.600 novos postos de trabalho. Já iniciamos a oferta e empregamos até hoje 1.531 pessoas”, finalizou Valverde.


4

O COLAT

Colatina/ES, 09 de Maio de 2014

SAÚDE

Programa Mais Médicos com

Há um mês em funcionamento, o Programa Mais Médicos triplicou o

N

os corredores das Unidades de Saúde pacientes satisfeitos e bem atendidos. Há um mês em funcionamento, o Programa Mais Médicos, já mostra resultados positivos. Na unidade de Saúde do bairro São Silvano, por dia estão sendo atendidos cerca de 80 pessoas por semana pelo programa. Esses pacientes já percebem a diferença no atendimento. É o caso da aposentada Francisca Dias Rossi, ela veio pela manhã marcar a consulta e conseguiu agendar para o mesmo dia. “Achei que foi muito rápido, antes tinha que esperar, e hoje consegui”, disse. Mas não é só a rapidez que está deixando os pacientes satisfeitos, o tempo da consulta e a atenção recebida também está chamando a atenção da população. A dona de casa, Valéria de Souza Patrocínio se consultou pela segunda vez e aprovou o atendimento. “Voltei porque gostei, a médica cubana é muito atenciosa. Quando entrei na sala achei que fosse ser uma consulta rápida, mas não ela colocou vários apare-

lhos em mim, me examinou com muita atenção”. Na fila também estava o motorista José Santos, que pela primeira vez marcou uma consulta com um médico do Programa Mais Médicos, mas já estava impressionado. “A médica chegou e cumprimentou todos os pacientes que estavam aguardando, só pela simpatia dela já deu pra notar a diferença, chegou sorrindo”, disse o motorista José de Melo. Esses depoimentos mostram que o Programa Mais Médicos está sendo bem aceito pelos colatinenses. Para melhorar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, o Governo Federal criou o programa, que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais. Hoje o Brasil possui 1,8 médicos por mil habitantes. Esse índice é menor do que em outros países, como a Argentina (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9) e Espanha (4).

Além da carência de profissionais, o Brasil sofre com uma distribuição desigual de médicos nas regiões, 22 estados possuem número de médicos abaixo da média nacional. O município de Colatina recebeu no total 16 médicos. Sete estão atuando e nove ainda estão em processo de capacitação. Destes sete médicos, seis são cubanos e um brasileiro e estão nas Unidades de Saúde dos bairros: São Marcos, Maria das Graças, Luiz Iglesias, Santa Joana, São João

Grande, Vista da Serra, Operário, Perpétuo Socorro, 15 de Outubro, Ponte do Pancas, Anchieta, Simonassi e São Silvano. Com uma carga horária de 8 horas diárias. A Coordenadora Municipal do Programa Saúde da Família, Dirce Maria Pereira Viana, ressalta que o médico do programa não veio para substituir os que já atuavam, e sim para complementar e melhorar o atendimento. O médico participa de um programa específico. O município é responsável

pelo custeio da moradia e alimentação dos profissionais. O reforço dos novos médicos aumentou o número de atendimentos nas unidades de saúde. De acordo o Superintendente de Planejamento de Ações em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Gustavo Crema Fassina, os resultados iniciais no bairro Maria das Graças, por exemplo onde os atendimentos passaram de 20 para 128 semanais, mostram uma estimativa de crescimento de 400%.

OPINIÃO DOS PACIENTES

Francisca Dias Rossi, aposentada

Valéria de Souza Patrocínio, dona de casa

“É a segunda vez que me consulto com uma médica cubana, ela é ótima me atendeu muito bem, o remédio que ela passou para mim deu resultado. Me surpreendeu, no início achei que o programa não fosse funcionar, mas hoje aprovo. É muito bom!”

“Me consultei duas vezes com o médico que atende no unidade de Saúde de São Silvano. A médica trata a gente bem, manda sentar, conversa e examina muito a gente. O trabalho é dez, aprovei o programa”.


TINENSE

www.colatina.es.gov.br

5

mpleta um mês em Colatina

o número de atendimentos aos pacientes do Sistema Único de Saúde

O programa na visão dos médicos cubanos

A

ssim como os pacientes estão se adaptando aos novos médicos, os profissionais estão se adaptando ao novo país. No Brasil há alguns meses, a médica Yailin Gaimetea Rodrigues, conta que primeiro os médicos cubanos iniciaram um curso de avaliação em São Paulo, onde tinham aulas de português e das doenças mais importantes do Brasil. Depois fizeram uma avaliação com os médicos brasileiros, um curso de acolhimento. Por fim foram designados para as áreas onde iriam atuar. A médica está em Colatina há dois meses, a médica diz estar se adaptando. “A língua foi o grande desafio, pois a pronúncia é difícil. Apesar da dificuldade não tive problema para me comunicar com os pacientes”, disse A clinico geral está atuando na unidade de Saúde de São Silvano e ressalta que o trabalho está sendo

“A língua foi o grande desafio, pois a pronúncia é difícil. Apesar da dificuldade não tive problema para me comunicar com os pacientes”, Yailin Gaimetea Rodrigues

O médico cubano Pedro Pablo está há um mês na US Maria das Graças

muito bom. “O programa é muito bom, a população mais carente precisava de médicos e estamos aqui para atendê-los. Hoje eles conseguem atendimento rápido e perto de casa. Por dia atendo em média 20 pacientes e uma vez na semana faço visitas domiciliar a pacientes acamados. Percebo que eles notam a diferença na consulta. Em

Cuba os médicos examinam o paciente por um todo, desde recém nascidos até idosos, por isso nossa consulta é mais demorada”. Na unidade de Saúde do bairro Maria das Graças atua há um mês o Drº Pedro Pablo. As consultas acontecem de segunda a quinta-feira,no local também encontramos pacientes satisfeitos. O aposentado Valdeir da Sil-

Médica Cubana

João Marcos Cunha, aposentando “Minha esposa veio na unidade de saúde de Maria das Graças hoje pela manhã e já conseguiu agendar a consulta para a tarde, fiquei surpreso, pois nossa comunidade tinha muita dificuldade para conseguir ser atendido. Melhorou bastante, agilizou!”

va, consultou pela segunda vez com o médico cubano e destacou que a consulta é bem detalhada, o médico conversa muito com o paciente. “Entendemos que conversa é muito importante para um atendimento, precisamos atender a todas as necessidades, não é somente examinar. Uma boa consulta médica requer um tempo, por isso é mais demorado”, explicou o médico

Pedro Pablo. Além das consultas os cubanos também despertam a curiosidade dos pacientes, a Drª Yailin Gaimetea Rodrigues, conta que eles fazem muitas perguntas e são bem curiosos sempre perguntam como é em Cuba, sobre a saúde, os costumes. “Também procuramos saber como é aqui, sobre a cultura. Assim trocamos experiências”, finalizou.

Moacir Bongiovani, aposentado “O atendimento é muito bom, o médico conversa com a gente, apesar da dificuldade em se comunicar. Percebi que ele procura se aprofundar, por isso conversa mais. Gostei muito e agora só venho nele”.


6

Colatina/ES, 09 de Maio de 2014

O COLATINENSE

www.colatina.es.gov.br

CULTURA

Estão abertas as inscrições para Corrida Rústica Sol Poente D

ando abertura ao Circuito Municipal de Corridas de Colatina, estão abertas as inscrições para a Corrida Rústica Sol Poente. A corrida acontece no dia 8 de junho. O Circuito é formado por três corridas durante o decorrer do ano, sendo a segunda no dia 17/08 e a terceira no dia 23/11. As inscrições para a Corrida Rústica Sol Poente são gratuitas, e podem ser feitas na secretaria da Ademc, no Estádio Justiniano de Melo e Silva, de segunda a sextafeira, no horário das 9 às 11 horas, e das 13 às 16 horas, até o dia 03 de junho. Os atletas que não moram em Colatina, podem preencher a ficha de inscrição na internet (www.colatinaesporte.com.br) e enviar por e-mail para contato@colatinaesporte.com.br. Mas, atenção: A inscrição feita pela internet deve ser confirmada pelo telefone 37225873, pelo menos 24 horas após a sua realização. Ela deve ser apresentada juntamente com o documento de identidade, no ato da retira-

da do Kit Corredor. O Kit Corredor será entregue uma hora antes do início da corrida no local da largada. Para retirá-lo o atleta deverá apresentar documento de identidade. No Kit estará a numeração do atleta para ser afixada na parte da frente da camiseta, que não poderá trocar o número recebido. Percurso A Corrida Rústica Sol Poente será disputada em distância de 9.4 km no dia 08 de junho. A largada está prevista para às 8h30 com o seguinte percurso: largada em frente ao Ginásio da Ademc (Estádio Municipal) seguindo para Av. Pres. Kennedy – Rua Cônego João Guilherme, contorna a Igreja e Praça – Rua Mafalda Galimbert – Av. Presidente Kennedy com destino ao Centro – Av. Moacyr Ávidos – Av. Getulio Vargas – Rua Pedro Epchim – Rua Moacir Dalla até entrada da Nova Beira Rio próxima a Associação Banestes - Nova Beira Rio, calçadão da Beira rio com chegada na Praça Sol Poente em frente ao Pier.

Premiação Os vencedores serão premiados com troféus e medalhas. Troféus para os três primeiros lugares da colocação geral (masculino e feminino) e medalhas também para os três primeiros colocados por categoria (masculino e feminino). Troféu para primeiro lugar e medalha para segundo e terceiro lugares na classificação geral (masculino e feminino) para atletas colatinenses. Medalhas para todos os participantes. As categorias são: 16/19, 20/24, 25/29, 30/34, 35/39,

40/44, 45/49, 50/54, 55/59 e 60 anos acima. Para efeito de categoria valerá o ano de nascimento. A corrida é aberta a atletas de ambos os sexos com idade mínima de 16 anos completos no ano de realização da prova. E estará valendo pela II Etapa do Circuito Municipal de Corridas/13, sendo computados os pontos para o circuito, conforme o Regulamento Geral do Circuito, que está no site: www.colatinaesporte.com.br, ou na secretaria da Ademc. Somente serão premiados

os corredores que apresentarem documento de identidade no ato da inscrição e no momento da premiação. Os corredores deverão usar obrigatoriamente uma camiseta sobre a qual (na frente), será afixado o número fornecido pela organização. Não será permitido qualquer tipo de acompanhamento de outro corredor a pé, de bicicleta ou motorizado, caracterizando o Pacing, sob pena de desclassificação. Mais informações: 37225873 e 3722-5953 e www. colatinaesporte.com.br.

Violeiros e compositores já podem ser inscrever no 8º Fenaviola Q uem deseja participar da oitava edição do Festival Nacional de Viola não pode perder tempo. Estão abertas as inscrições para o 8° Fenaviola. As inscrições acontecem até o próximo dia 23. Para se inscrever, basta pegar a ficha de inscrição no site www.culturacolatina.com. br, onde também se encontra o regulamento completo do Festival. Poderão ser inscritas somente músicas inéditas (que

não tenham sido gravadas ou divulgadas comercialmente por qualquer meio audiofonográfico) e o ato de inscrição implica em autorização do autor para que sua música seja gravada em CD e/ou DVD, caso seja ela classificada para o festival. É obrigatório na gravação e na apresentação ao vivo, o uso da viola caipira como instrumento principal. Todas as composições inscritas serão apreciadas por uma comissão formada

por pessoas de reconhecido mérito no meio artístico, cultura ou musical, a qual selecionará 24 obras para serem apresentadas no 8º Fenaviola. Durante o festival a melhor canção, bem como o melhor violeiro, e a melhor apresentação escolhida pelo público, serão premiadas. 8° Fenaviola O festival busca incentivar a criatividade e promover o intercâmbio musical e intensificar o movimento

musical em Colatina. Além de difundir a música como um dos meios essenciais de expressão cultural e divulgar a viola caipira como instru-

mento fundamental na música regional e de raiz brasileira. Neste ano o Fenaviola acontece entre os dias 19, 20 e 21 de junho.


O COLATINENSE

www.colatina.es.gov.br

Colatina/ES, 09 de Maio de 2014

7

OBRAS

Prefeitura investe em mobilidade com construção de calçada na Av Brasil

Estáo sendo feitas cerca de 480m² de calçamento. A obra vai dar mais segurança aos pedrestres do bairro Maria das Graças

A

Prefeitura de Colatina por meio da Secretaria de Obras iniciou serviços de melhorias para garantir acessibilidade e melhorar a questão de mobilidade na cidade. Um trecho da Avenida Brasil, no bairro Maria das Graças, foi contemplado com a construção de uma nova calçada. Serão pavimentados cerca de 480 m² de calçada, que irá ter um percurso seguro. Além disso a calçada terá a faixa com piso podotátil, diferenciado para identificar área não segura para caminhar, principal-

No local será instalado o piso podotátil que vai facilitar a caminhada dos pedestres

mente para as pessoas com deficiência visual. Segundo o secretário de Obras, João Goldner, com a calçada as pessoas poderão caminhar com mais segurança, sem precisar dividir o espaço nas ruas com os carros, motos e bicicletas. “As calçadas vão garantir o direito de ir e vir dos cidadãos, que poderão se deslocar com mais segurança, diminuindo o risco de atropelamentos”, enfatizou o secretário. A obra tem um custo de cerca de R$ 47 mil reais, e a previsão é de que os serviços sejam finalizados no próximo mês.

DESENVOLVIMENTO RURAL

Colatina já tem agroindústrias interessadas em aderir ao Susaf D

Com o Sistema Unificado de Sanidade os agricultores podem vender seus produtos em todo Espírito Santo

uas queijarias e duas fábricas de embutidos de Colatina manifestaram interesse em aderir ao Sistema Unificado de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte (Susaf-ES), que é um sistema de equivalência entre os Serviços de Inspeção Municipal e o Serviço de Inspeção Estadual(SIE). Segundo informações do coordenador Serviço de Inspeção Municipal (SIM) Guilherme Giuberti, essas empresas já possuem o registro do SIM para comercializar seus produtos no âmbito municipal. Assim como elas, também as outras que são registradas, se quiserem, poderão aderir ao novo sistema. Giuberti disse que para isso o órgão de Colatina já está melhorando a sua infraestrutura física e técnica, que funciona na Secretaria Municipal de Desenvol-

vimento Rural (Semder), para atuar junto aos produtores que tiverem interesse em ampliar seus mercados. “A grande maioria dos pequenos produtores locais registrados no SIM vende no município mesmo, mas a partir do Susaf poderão aproveitar melhor a sua mão de obra e buscar a conquista de novos mercados consumidores em outros municípios capixabas”, explicou o coordenador. A ação faz parte do programa Vida no Campo, do Governo do Estado, voltado para a agricultura familiar capixaba, cujo Plano chamado Agrolegal apresenta ações que visam o desenvolvimento do meio rural com a formalização das agroindústrias familiares e do empreendedorismo no campo, como instrumento de agregação de valor à atividade rural e aos produtos artesanais do Estado.

Os produtos da agroindústria precisa do selo do Susaf - ES para comercialização


8

Colatina/ES, 09 de Maio de 2014

O COLATINENSE

www.colatina.es.gov.br

OBRAS

Obra da variante da ES 080 modifica trânsito na BR 259 em Colatina A mudança foi feita pelo departamento de infraestrutúra de transporte. Os motoristas devem ficar atentos

Q

uem passa pelo trecho da BR 259, próximo ao bairro Santa Helena, deve ficar atento. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) alterou o trânsito na região para que sejam feitas as obras do cruzamento da BR 259, com a variante da ES 080. Os motoristas que trafegam no local agora passam por um desvio. Ainda segundo o DNIT a mudança no trânsito é definitiva. Toda a região da obra foi sinalizada pelo DNIT. No local foram instaladas placas e quebra-molas para alertar os motoristas. Variante ES 080 A variante da ES 080 é uma obra feita pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES) a por meio do Programa Rodoviário Espírito Santo III (PRES III), num investimentos de R$ 50 milhões. A rodovia está sendo contemplada com obras de pavimentação no trecho compreendido entre a atu-

al Ponte sobre o Rio Pancas e a BR 259. O trecho, com 15,02 quilômetros de extensão, está recebendo serviços de drenagem, terraplenagem e pavimentação. Seguindo o padrão adotado em outras obras do Programa PRES III, estão sendo construídas pistas de rolamento com 3,5 metros em cada sentido e acostamento com 2,5 metros de largura em ambos os lados da rodovia. Estão sendo feitos ainda cinco quilômetros de terceira pista. Além da construção da via, o DER também esta recuperando a Ponte sobre o Rio Pancas, que tem 70 metros de comprimento e está construindo acesso para a Vila Ponte do Pancas e trevos na interseção com a BR 259 e com a própria ES 080. A implantação do novo traçado para a Rodovia ES 080 tem por objetivo principal estabelecer uma rota alternativa para os veículos que, provenientes da região noroeste do Estado, se destinam à capital.

De acordo com o Dnit a mudança no local é definitiva. A variante vai ligar a BR 259 a ES-080

Esta alternativa deverá evitar que o tráfego, principalmente de caminhões, precise trafegar dentro da cidade e tenha uma rota alternativa. Atualmente todo o tráfego de caminhões utiliza o trecho que compreende a região de Ponte do Pancas até o Córrego D’Ouro, uma faixa intensamente ocupada, com fortes característi-

cas urbanas, favorecendo a ocorrência de acidentes da região, e dificultando o trânsito na cidade. Além disso, toda a Microrregião Centro-Oeste será beneficiada. A nova rodovia garantirá melhor escoamento da produção local e segurança para todos que transitam por ela. Para o prefeito de Colatina,

Leonardo Deptulski, a obra é um importante investimento em infraestrutura e logística no município. “Essa é uma obra que trará muitos benefícios ao nosso município. O contorno da cidade vai possibilitar a retirada de tráfego pesado no município e promover a melhoria da rede logística da região”, disse.

Jornal O Colatinense  

Publicação do dia 09 de maio de 2014