Issuu on Google+

A Hist贸ria das 3 rom茫s


Era uma vez um príncipe que estava a jantar com a mãe. De repente cortou um dedo e caiu uma gota de sangue. -Mãe- disse o PríncipeEu gostava de casar com uma mulher branca como a neve e vermelha como o sangue. -Meu filhodisse a rainha- Quem é branca não é vermelha, e quem é vermelha não é branca. Mas tenta encontrá-la.


O Príncipe pôs-se a caminho. Andou, andou e encontrou um velho. -Procuro uma mulher branca com a neve e vermelha como o sangue- disse-lhe o Príncipe. Meu filho- disse o velho- Quem é branco não é vermelho e quem é vermelho não é branco.

No entanto toma estas 3 romãs. Abre-as e vê o que sai dentro delas. Mas só o faças perto de uma fonte.


O Príncipe abriu a primeira romã e saiu de dentro dela uma menina que disse:

-Rapaz dos lábios de ouro. Dá-me de beber senão morro! O Príncipe fez uma concha com as mãos para lhe dar água mas não foi a tempo e a menina morreu. Abriu a segunda romã e de dentro saiu outra menina, ainda mais bonita que a anterior que lhe disse: -Rapaz dos lábios de ouro. Dá-me de beber senão morro. O Príncipe não conseguiu darlhe água a tempo e ela morreu.


Abriu a terceira romã e de dentro saiu uma menina ainda mais bonita que as outras. Desta vez o Príncipe foi mais rápido. Conseguiu dar-lhe água e a menina não morreu. Como a menina não tinha roupa, o Príncipe tirou o seu casaco e disse-lhe: - Sobe para cima desta árvore que eu vou buscar roupa para te vestir e uma carruagem para te levar ao palácio. A menina subiu para uma árvore perto da fonte.


Mas, naquela fonte, todos os dias ia buscar água uma velha e Feia Sarracena. Naquele dia, viu o reflexo da menina na água e pensou:

-E terei eu, tão delicadinha, De vir atrás da água com esta tigelinha? Dito isto, atirou a bilha ao chão que se partiu. A patroa, quando ela chegou, mandou-a de volta à fonte. Novamente a velha viu o rosto da menina na água e voltou a partir a bilha. À terceira vez a menina começou a rir e a velha disse: -Ah! Com que então, era o seu rosto que via na água!!!. És muito bonita. Desce pois gostaria de pentear-te.


A velha comeรงou a pentear a menina e encontrou um alfinete. Espetou-lho numa orelha caiu uma gota de sangue que logo se transformou numa pomba e voou. A menina morreu. A velha subiu para cima da รกrvore.


Quando o Principe voltou, encontrou a velha em cima da árvore e perguntou-lhe: -Você era branca como o leite e vermelha como o sangue. Como é que ficou tão negra?

- O sol apareceu e esta cor me deu- respondeu a velha. - E como é que mudou de voz? - Veio uma ventania que me deu esta afonia- disse a velha - Você era tão linda, e agora é tão feia!?.... - Também, a brisa soprou e a beleza me carregou- disse a velha.


O Príncipe não teve outro remédio senão colocar a velha na carruagem e levála para o Palácio.


A velha instalou-se no palácio como esposa do Príncipe. Desde essa altura, todos os dias aparecia uma pomba na cozinha que perguntava ao cozinheiro:

-Ó cozinheiro que dá pena. Que faz o rapaz com a Feia Sarracena? Come, bebe e dormerespondia o cozinheiro.

- Um belo prato de sopa para a pombinha e plumas de ouro para o mestre da cozinha. A pomba deixava cair penas de ouro e desaparecia.


Um dia o cozinheiro contou ao Príncipe o que se passava e ele respondeu que, da próxima vez ele que apanhasse a pomba e a trouxesse pois queria falar com ela. A velha Sarracena ouviu e, no dia seguinte, foi mais rápida que o cozinheiro. Apanhou a pomba, atravessou-a com um espeto e matou-a.


Porém, uma gota de sangue caiu no jardim e naquele lugar nasceu uma romãzeira que tinha a virtude de salvar que estivesse doente, bastando comer uma das suas romãs. Por isso, havia sempre uma fila de pessoas que iam pedir ajuda à Feia Sarracena. Um dia, já só restava uma romã e a Sarracena decidiu guardá-la para si. Apareceu então no Palácio uma velhinha que lhe pediu a romã pois o seu marido estava muito doente.

O Príncipe obrigou a Sarracena a dar a romã à velhinha mas, quando a esta voltou para casa, já era tarde demais. Então guardou a romã. Todos os dia a velha ia à missa e quando voltava tinha a casa arrumada, limpa e a comida pronta.


Então a velha contou ao padre o que estava a acontecer e ele disse-lhe: -Para a próxima vez, finge que sais de casa e fica à espreita para ver o que acontece. A velhinha assim fez e, assim que a menina saiu da romã, apanhou-a e ela contou-lhe a sua história.

A velhinha vestiu a menina de camponesa e no domingo, levou-a à missa. O Príncipe, que também lá estava reconheceu-a e perguntou:

-De onde vem esta menina? -Vem de dentro da romã que Vossa Majestade me deudisse a velhinha.


O Príncipe perguntou à menina:

-Como é que foste parar dentro de uma romã? E a menina contou-lhe a sua história. Voltou com o Príncipe para o Palácio e a feia Sarracena foi castigada. A menina casou com o Príncipe, tiveram muitos filhos e foram felizes para sempre.


Ilustração Turma B- educação Pré escolar


História das 3 romãs