Issuu on Google+

Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências da Saúde Departamento de Nutrição

PINAB Práticas Integrais da Nutrição na Atenção Básica em Saúde


ACONSELHAMENTO DIETÉTICO: POSSIBILIDADES PARA A NUTRIÇÃO CLÍNICA A PARTIR DE UMA EXPERIÊNCIA EM EXTENSÃO POPULAR, JOÃO PESSOA-PB.

Monique Beserra de Freitas I ; Daniela Gomes de Brito Carneiro I; Samara Cíntia Rodrigues Vieira I; Ingrid D’avilla Freire Pereira II; Ana Cláudia Cavalcanti Peixoto de Vasconcelos III.


Introdução • A ciência da nutrição: contextualização histórica Vertentes: a) Biológica b) Social


Introdução • A transição nutricional no Brasil Perfil epidemiológico e nutricional da população:ascensão das doenças crônicas não transmissíveis como obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e alguns tipos de cânceres. • Fortalecimento da “Estratégia global em alimentação saudável, atividade física e saúde.”


Introdução • Políticas de Segurança Alimentar e Nutricional Objetivo: Assegurar o Direito Humano a Alimentação Adequada.


Introdução Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) “A realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas promotoras de saúde que respeitem diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis.”


Introdução • Educação Nutricional. “um conjunto de estratégias sistematizadas para impulsionar a cultura e a valorização da alimentação, concebidas no reconhecimento da necessidade de respeitar, mas também modificar crenças valores, atitudes, representações, práticas e relações sociais que se estabelecem em torno da alimentação, visando o acesso econômico e social a uma alimentação quantitativa e qualitativamente adequada, que atenda aos objetivos de saúde, prazer e convívio social.”


Introdução • Abordagem educativa em nutrição crítica: Aconselhamento Dietético(AD) “ orientação profissional individualizada para ajudar uma pessoa a ajustar seu consumo diário de alimentos, a fim de atender as suas necessidades de saúde” (BOOG, 2005) • AD: Proposta Educativa. • Educação Popular.


Desenvolvimento PINAB EMAA Escola

USF VILA SAÚDE

Mobilização popular – gestantes - PBF

Visita Domiciliar – Atividades Coletivas

Aconselhamento Dietético


Desenvolvimento • Aconselhamento Dietético: ressignificando a prática clínica em nutrição - Encaminhamento dos usuários; - Atendimento; - Retorno; União de saberes técnicos científicos aos saberes populares, de forma horizontal e livre.


Desenvolvimento • Ficha técnica criada pelo Projeto para a realização do Aconselhamento Dietético (AD): 1)Dados Pessoais e Avaliação Nutricional( nome do usuário, n° prontuário, equipe ao qual está vinculado o usuário, ACS, idade, data de nascimento, medidas antropométricas, IMC, avaliação e classificação do estado nutricional); 2)Registro de Escuta Inicial( dispõe-se de espaço para as primeiras impressões e aspectos que o estudante e/ou nutricionista julgam relevantes para o acompanhamento do AD);


Desenvolvimento 3)

4)

5)

6)

Medicamentos e Exames Bioquímicos( discrição e posologia de medicamentos em uso, registro e interpretação dos exames bioquímicos apresentados); Anamnese Alimentar( são investigadas as alterações fisiopatológicas de interesse em nutrição, os antecedentes familiares fisiopatológicos, as preferências e aversões alimentares e recordatório alimentar de 24h.); Nova Conduta Alimentar( problematizando-se as práticas alimentares atuais, os estudantes junto ao nutricionista e, principalmente, ao usuário, constroem uma nova conduta alimentar, levando-se em consideração os limites e os desejos do sujeito em questão); Metas Acordadas (na finalização do AD, acordam-se metas a serem alcançadas até o próximo retorno).


Desenvolvimento • Reflexão do AD a partir de uma avaliação desse atendimento realizado pelo PINAB: Do total (n=56), 75% dos usuários não retornaram ao atendimento da Nutrição. O que levou a esse não-retorno? Aconselhar, sob este ponto de vista, é apresentar possibilidades para a construção da integralidade em saúde.


Considerações Finais AD Nutricionista Educador Usuário


Obrigada! OBRIGADA.


ACONSELHAMENTO DIETÉTICO: POSSIBILIDADES PARA A NUTRIÇÃO CLÍNICA