Page 1

Acre, Terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 Ano I Edição 1

pra seu governo Informativo Oficial do Governo do Estado do Acre editado pela Secretaria de Estado de Comunicação

Sérgio Vale/Agência de Notícias do Acre

Na mensagem nº 001/2011, Tião Viana expõe ao legislativo estadual suas metas de trabalho

Compromissos do governo com o povo do Acre

O

governador Tião Viana, em seu discurso na abertura do ano legislativo da Aleac, diz que a atual gestão, levando em conta a identidade do povo acreano, fará avançar o desenvolvimento econômico para promover inclusão econômica e mobilidade social. Fomentará o emprego e a geração de renda, reduzirá a desigualdade e retirará da pobreza grandes contingentes de pessoas, projetando-as para uma ampla e fortalecida classe média. Um dos propósitos fundamentais da política econômica será elevar a participação da produção industrial do estado, com o estímulo ao crescimento diversificado da indústria florestal, da agroindústria e da implantação da Zona de Proces-

samento de Exportação (ZPE). Também haverá avanços na política de integração cultural, econômica e tecnológica com os países andinos, sobretudo Peru e Bolívia. Observado o uso racional das florestas, o programa de reflorestamento, ao implantar 80 mil hectares, possibilitará ampliar o abastecimento de matéria-prima às indústrias florestais e a geração de novos postos de trabalho. A pequena e média produção rural receberá atenção específica, bem como a agricultura familiar. As demandas dos povos indígenas continuarão recebendo apoio, em ações de etno-zoneamento de suas terras. O investimento em saúde

cresceu 287,33%, nos últimos 12 anos, e o atual governo se empenhará em melhorar, sobretudo, a qualidade do atendimento. Serão exploradas diversas modalidades turísticas, que constituem um segmento promissor. Terão prosseguimento os investimentos na inteligência e no aparelho de segurança pública, bem como na ação preventiva. Para apoiar a política de gênero, foi criada, neste governo, a Secretaria para a Política de Mulheres. Ao concluir, Viana afirma que o Acre está preparado para empreender grande salto para o desenvolvimento econômico com equidade social e conservação dos recursos ambientais.


Acre, Terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

PALAVRA DE HONRA

Governo e estilo

2

Nos três governos anteriores da Frente Popular, a partir de 1999, foram promovidos avanços importantes: a organização das finanças, o planejamento e estruturação da gestão administrativa, o fim dos abusos que comprometiam a cidadania acreana. No quarto mandato (2011-2014), o governador Tião Viana (PT) encontra condições de promover o desenvolvimento do Acre com sustentabilidade, dando ênfase à questão social. A capital e os 21 municípios do interior estão integrados pela comunicação, pela atividade política e pelos projetos que atacam os problemas em setores essenciais como educação, saúde, segurança pública e produção. Entre esses quatro itens destacados na mensagem que o governador leu na abertura dos trabalhos legislativos, dia 2 de fevereiro, o da produção, na forma de pequenos negócios, já é tema diário na agenda oficial. Tião Viana quer pressa com as atividades que possam gerar renda e qualidade de vida para pessoas que ganham pouco. Logo, logo, os primeiros resultados dessa política vão aparecer.

ENTREVISTA Gleilson Miranda/Agência de Notícias do Acre

O bacharel em Direito José Carlos Reis da Silva (foto), baiano de nascimento, responde pela Secretaria de Pequenos Negócios do Governo do Estado. Ele tem a missão dada pelo governador Tião Viana de estimular a economia, chamada solidária, através dos pequenos negócios. Reis fala de sua missão:

Pequenos Negócios são prioridade Pra seu Governo - O que vai fazer a Secretaria de Estado de Pequenos Negócios? Reis - A secretaria de Pequenos Negócios vai desenvolver atividades que objetivam principalmente a geração de renda para quem tem muito pouco e ainda depende quase exclusivamente dos programas assistenciais do governo, como o Bolsa Família e o CAD único. PSG - Quais as metas? Reis - Nossa meta é incentivar o empreendedorismo e ajudar Associações, Cooperativas e pequenos grupos de trabalhadores. A secretaria não vai apenas realizar um investimento para as pessoas, mas acompanhá-las e instruí-las pelo período de dois anos. PSG - Quais os principais programas que são desenvolvidos nesse momento?

Reis - As metas dos primeiros 120 dias de governo contemplam Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Feijó. Em Cruzeiro do Sul, no bairro Meritizal, vamos realizar investimentos de R$ 60 mil na criação de casa de Corte e Costura e galinheiros, e reforço na atividade pesqueira. Já no bairro da Lagoa o investimento é de R$ 36 mil. São pequenos empreendimentos pessoais como carros de picolé, serviços públicos, limpeza de terrenos. Na Capital acreana, vamos atuar no bairro Recanto dos Buritis, Areal e Santa Inês com investimentos de R$ 120 mil. Serão 100 pequenos empreendimentos na área de serviços e produção. É uma área onde já há uma cooperativa e haverá bastante atuação para reforçá-la. No bairro do Caladinho são mais 50 empreendimentos de R$ 50 mil.

Melancia e abóbora José Petelin é um paulista que se mudou para o Acre em 2008. Empenhado e dedicado, ao chegar ao Estado, conseguiu terras arrendadas e começou sua produção. Agora, Petelin tem plantados 22 hectares de melancia e 22 hectares de abóbora. Daqui a 15 dias começa a colher. Como o governo do Acre pode ajudar pessoas como Petelin, que, sozinho, cuida de tudo e ainda é um pequeno produtor? Esse é um dos papéis da Se-

cretaria de Pequenos Negócios, recém-criada pelo governo de Tião Viana. Ao todo serão 80 a 100 toneladas de melancia e cerca de 20 toneladas de abóbora por hectare, em mais de 16 mil pés plantados na estrada rumo a Boca do Acre. “O que tem de bom aqui é o governo. Pedimos um caminhão e eles dão, pedimos um trator e eles dão. Os próprios ‘meninos’ vêm aqui para saber como podem ajudar. Não tenho do que reclamar”, conta o produtor.


Acre, Terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Tião Viana: compromisso em humanizar a Saúde Sérgio Vale/Agência de Notícias do Acre

Em janeiro o governo decretou uma guerra contra o mosquito da dengue: mais de mil pessoas envolvidas

O

governador Tião Viana assumiu o mandato na madrugada do primeiro dia do ano deixando o paletó de lado e arregaçando as mangas rumo ao “olho do furacão da Saúde”. Ele se referia ao Pronto Socorro de Rio Branco, para onde foi logo após tomar posse. E chegou disposto a fazer as intervenções necessárias para imprimir um novo ritmo à saúde. Para isso, no primeiro dia útil do ano Tião Viana lançou em praça pública uma verdadeira guerra contra a dengue, colocando nas ruas um exército com quase mil trabalhadores. Três centros de saúde, ligado à prefeitura, passaram a receber atenção do Governo do Estado graças ao apoio conseguido por Tião junto ao Ministério da Saúde, que garantiu mudanças drásticas no sistema. Outras determinações do governador, que é doutor em infectologia, foi estipular o prazo de permanência de cerca de 24 horas para pacientes que chegam ao PS e tornar o Hospital do Idoso exclusivo para atendimento de geriatria – fato que será confirmado em breve com a chegada de novos leitos para a unidade.

“Humanizar a Saúde é o compromisso deste governo, assumido por mim e por César Messias”, declarou Tião Viana. Os centros de saúde Augusto Hidalgo de Lima, Eduardo Asmar e São Francisco estão funcionando das 8h às 20h, de segunda à sexta-feira, em regime de plantão e com demanda livre: ou seja, quem chegar é atendido e não precisa ficar refém das “fichas”. “Foi uma decisão muito acertada do governador Tião Viana e os primeiros resultados já são notáveis. A nova dinâmica ampliou o acesso da população, melhorou o fluxo nos hospitais e a capacidade de resolver pro-

blemas”, disse a secretária de Saúde, Suely Melo. A mudança, apesar de ter começado há pouco tempo, já foi sentida pela população que procura atendimento nos postos de saúde. Maria das Dores é hipertensa, mora na Baixada do Sol e há dez anos é paciente no Centro de Saúde Hidalgo de Lima. “O atendimento já mudou sim e eu estou sentindo isso. Não teve tanta demora, não teve ficha, as funcionárias tratam a gente bem, os médicos são atenciosos. São dez anos que eu venho aqui e eu posso dizer que agora o atendimento é outro, muito melhor”. Sérgio Vale/Agência de Notícias do Acre

O governador Tião Viana com o ministro Alexandre Padilha, da Saúde, e a secretária estadual Suely Melo

3


Acre, Terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

U

O Acre em Brasília

ma articulação política pautada na seriedade e no trabalho é fundamental para garantir resultados positivos para um Estado. Durante sua atuação no Congresso Nacional, Tião Viana soube consolidar esse perfil. Tanto é que, em apenas um mês de mandato como governador do Acre, transita em Brasília obtendo bons resultados nos ministérios. Em sua primeira visita à capital federal, neste começo de ano, o governador esteve reunido com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o ministro das Relações Institucionais, Luiz Sérgio, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior e o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento.

Divulgação

Governador Tião Viana com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha

Acompanhado de seus secretários, o governador conseguiu a liberação de recursos de emendas destinadas à saúde, industrialização e infra-estrutura do Estado. O governador contou

Produção 4

Nos Ministérios de Relações Institucionais, o ministro Luiz Sérgio se comprometeu em liberar recursos de emendas da bancada federal para o aumento da produção

com a colaboração dos senadores Jorge Viana e Aníbal Diniz e do deputado Sibá Machado, que participaram dos encontros, colocando seus mandatos a disposição do governo.

Na terra, no ar

rural e industrialização de produtos de origem florestal, da piscicultura e da fruticultura, além da plantação de florestas com árvores de seringueira e paricá. Divulgação

O compromisso com Alfredo Nascimento também foi reforçado, visando a liberação de recursos para a continuidade das obras de pavimentação da BR-364, em direção a Cruzeiro do Sul. Do presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza, Tião Viana ouviu o compromisso de colocar o aeroporto de Rio Branco em pleno funcionamento o mais rápido possível.

Na pauta

Mnistro Luiz Sérgio com o governador, secretários e bancada acreana em Brasília

Durante audiência nos ministérios, em Brasília, o governador Tião Viana, acompanhado do Secretário de Segurança Pública, Ildor Graebner, colocou em pauta com o ministro da Justiça, José Cardozo, a liberação de recursos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). A visita se estendeu também à secretária Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), Paulina Duarte.

Do palanque às ruas Do Ministério do Planejamento, R$ 86 milhões serão destinados ao Acre para o estado avançar no modelo de saneamento básico integrado com pavimentação de ruas. O compromisso foi proposta de campanha do governador,

que tem o apoio do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que também se manifestou a favor da ampliação da produção da fábrica de preservativos Natex, em Xapuri, e a implantação de uma fábrica de luvas cirúrgicas.

Editado pela Secretaria de Estado de Comunicação www.agencia.ac.gov.br praseugoverno@ac.gov.br

psg_1_08022011  

Edição Número 1