Page 1

JORNAL DE CAMPANHA

GONCALO PRESIDENTE Experiência para fazer mais.

PRA FRENTE

DIA 25 A UNIÃO VAI VENCER

No próximo dia 25, segunda-feira, das 8 às 18 horas, no Hangar, vote na chapa 1 Gonçalo Presidente Unimed Pra Frente. MAIS APOIOS Veja o que dizem os colegas sobre a chapa Unimed Pra Frente pg. 2

ENTREVISTA Gonçalo expõe suas ideias pra fazer a Unimed seguir em frente pg. 3

CONHEÇA A CHAPA Gente séria, competente e compromissada com a empresa pgs. 4 e 5


2

EU APOIO EDITORIAL

União é a palavra fundamental se queremos chegar longe, superando os muitos obstáculos que as operadoras enfrentam hoje em dia. Cooperar é a palavra que traz, na própria raiz, a essência do coletivo, do que se faz junto, o que é capaz de unir, mover e fazer abraçar um objetivo comum. Some-se a isso conhecimento, experiência e compromisso com a excelência, e teremos os fundamentos da composição da chapa Unimed Pra Frente. O Sistema Unimed é fruto de constante aperfeiçoamento e de construção coletiva. Tenho orgulho de participar da história da Unimed Belém desde 1991, como cooperado e exercendo cargos de Conselheiro Técnico, Conselheiro Fiscal, Conselheiro Vogal, Superintendente e Vice-presidente. Acumulei experiência como médico e gestor. E entendi as dificuldades e exigências que cercam esse sistema complexo e fascinante. O momento da saúde suplementar requer cautela, equilíbrio, independência e experiência. Ao lado de colegas cooperados experientes e colaboradores comprometidos, aprendi que cada desafio pode ser transposto com união, honestidade, conhecimento e, sobretudo, envolvimento e dedicação. Creio que tenho, assim como meus companheiros de chapa, contribuições importantes para construirmos, juntos, uma empresa ainda melhor, a Unimed que todos queremos e sonhamos. Muito foi feito nos últimos 10 anos e vamos continuar avançando. Quando o sonho é de todos, quando o sonho é coletivo, essa vontade generalizada tem grande chance de se materializar. Tem sido assim ao longo da história. E eu tenho a certeza de que este grupo quer e sonha o melhor para a Unimed. Gonçalo Brandão

GERALDO PEREIRA

SIMONE CAIADO

“REÚNE AS QUALIDADES” Geraldo Pereira ocupou vários postos na diretoria até chegar à presidência da Unimed. Assumiu a cooperativa naquele momento de falência. Apoia Gonçalo porque conhece a história da cooperativa: “Estou aqui por livre vontade minha por que vi como a Unimed cresceu. Só uma pessoa sem visão não vê como ela cresceu”. De Gonçalo, fala o professor: “Foi um aluno destacado, concluindo a faculdade antes do tempo previsto. Ele reúne as qualidades necessárias para ser presidente da Unimed”.

“CONFIANÇA, SERIEDADE, COMPETÊNCIA” “Três palavras levam-me a apoiar o Gonçalo: Confiança, Seriedade, Competência. E estou empenhada em mostrar isso aos cooperados indecisos ou mal informados. Ele é confiável porque fala com clareza; é objetivo, seguro naquilo que propõem. Ele tem experiência para ser o futuro presidente”.

TARIK VALENTE “LÍDER, ÉTICO E TEM EXPERIÊNCIA “Percebo que Gonçalo revela predicados não porque quer ser presidente da Unimed Belém, mas porque são inerentes a sua pessoa. Vejo-o como um homem ético e, por isso, passa respeito ao cooperado. Tem experiência; ajudou a Unimed sair do buraco bem antes de eu me associar”.

JOSÉ ANTÔNIO CORDERO “É A MINHA ESCOLHA” “Caro colega, a Unimed é nossa; nosso plano de saúde, importante local de trabalho. O processo democrático determina escolha de propostas concretas e viáveis, para analisarmos e decidir qual deve ser o destino da cooperativa. Fiz minha escolha, voto Gonçalo. Acredito na participação e tomada de decisão”.

JOSÉ AMÉRICO MORAES DE SOUZA “PARA A UNIMED CONTINUAR CRESCENDO” Gonçalo Brandão representa uma Unimed moderna, saudável e sustentável. Voto no Gonçalo consciente de que ele é capaz de manter o ritmo de crescimento da cooperativa que me deu segurança e estabilidade. Tudo que tenho resultou do trabalho como cooperado. Por isso apoio Gonçalo”.

ROGÉRIO FRAZÃO “EXPECTATIVA EM CASTANHAL” “Voto em Gonçalo com a convicção de que ele é o melhor para a Unimed. Sei que ele fará um empreendimento ainda mais forte. Acredito que como empreendedor trabalhará na expansão da cooperativa, chegando a Castanhal. Será uma experiência fabulosa para o mercado”.

JOSÉ MARIA SOUZA LEONARDO CUNHA “CONFIO NA EXPERIÊNCIA “O que mais se precisa é de uma Unimed estável. Cooperado recente, penso que Gonçalo vai responder à expectativa de quem acredita que a cooperativa é uma boa plataforma de trabalho e renda. Eu confio na chapa porque têm pessoas com experiência e isso é fundamental”.

“GONÇALO É PREPARADO “Tenho 54 anos de medicina. Conheço muitas gerações de médicos no Pará. Depois de tudo que já ouvi sobre a história da Unimed Belém, e principalmente sobre o que conheci desde a fundação, posso dizer que só alguém de baixa compreensão do cooperativismo ou interesses duvidosos não escolherá Gonçalo Brandão para presidente da Cooperativa. Conheço o ideal dele, que tem origem numa boa família, chefiada pelo respeitado colega médico Canuto Brandão, com quem privei por muitos anos. O Gonçalo se preparou para essa função e precisamos elegê-lo porque representa segurança e confiança”.


ENTREVISTA

GONÇALO BRANDÃO

“A Unimed não pode voltar ao estágio de 2002” Por que se fala num cenário de crise para a saúde suplementar? Essa é uma questão polêmica no mundo todo. Hoje, a medicina é um produto de mercado e caro. E o cliente, com todo direito, exige o melhor. Outro fator é a normatização excessiva, aliada ao fato de que os reajustes dos planos não acompanham os custos dos serviços. Como a Unimed Belém tem enfrentado esse grau de complexidade gerencial? Com um poderoso plano estratégico de gestão. Mudamos a infraestrutura, investimos em marketing e criamos uma nova marca de serviços, hoje respeitado pelo mercado. Aquela situação falimentar de dez anos atrás pode se repetir? Só voltará se a cooperativa for entregue nas mãos de inexperientes. Mas, como temos a convicção de que as nossas propostas são as mais coerentes e seguras e temos experiência para continuar levando a Unimed pra Frente, jamais acontecerá aquilo que vivemos até meados de 2002. Quais foram as principais ações que fizeram da Unimed líder no seu setor? O saneamento financeiro, as soluções para a questão fiscal estão na origem. E também as

ações de marketing criaram uma nova Unimed, que nos dá orgulho. Por que a cooperativa não aumentou a remuneração dos cooperados em níveis, como muitos exigem?

Estamos preparados para um contínuo crescimento. O aquecimento da economia paraense sinaliza que a demanda do nosso negócio vai crescer junto.

Tudo estava indo bem nesse sentido, aí fomos surpreendidos com o a criação do Fundo Garantidor custodiado na ANS. Entretanto, aumentou-se o valor da consulta e agora se concedeu mais 20% de aumento. Temos ainda os ganhos indiretos. E vamos criar outros como o Fundo de Aposentadoria e ampliação do mercado de trabalho com a implantação do primeiro módulo do Hospital. Isso resume as suas propostas de gestão? Absolutamente não. Todas as ações propostas focam dois alvos: o cliente e os cooperados. Tudo é feito para esses dois públicos. A cooperativa ainda tem espaço para crescer nesse mercado competitivo? Claro, estamos preparados para um contínuo crescimento. O aquecimento da economia paraense sinaliza que a demanda do nosso negócio vai crescer junto. A Unimed Belém está preparada e vai se preparar mais ainda para viver esse momento de crescimento econômico do Pará.

3


4

O L GONPRCESA TE IDEN Experiência para fazer mais.

CONSELHO ADM DÊNIS SOL PAIVA CALANDRINI

PRA FRENTE A CHAPA

DIRETORIA EXECUTIVA Presidente - GONÇALO BRANDÃO Gonçalo Antônio Cavalcante Brandão , 56 anos, paraense de Belém. Formado pela Universidade Federal do Pará, é pós-graduado lato senso em Administração Hospitalar pela Fundação Thomas Father do Brasil e tem MBA Executivo em Gestão de Saúde, pela FGV/ Ideal. Sua formação inclui ainda o pós- MBA em Liderança e Gestão Estratégica em Saúde, realizado na Universidade de Ohio, nos Estados Unidos. Médico ginecologista e obstetra, professor, ex conselheiro do CRM-PA, diretor de hospital, Gonçalo está na Unimed há mais de 22 anos e na última década tem emprestado seu perfil gerenciador aos projetos que mudaram a história da cooperativa. Os programas de Promoção à Saúde e de Responsabilidade Social da Unimed Belém foram idealizados diretamente por ele, que hoje exerce o cargo de vice-presidente.

Diretora Financeira - ÉRIKA FIGUEIREDO Erika Maria Riebisch de Figueiredo, é médica Pediatra graduada pela Faculdade Estadual de Medicina do Pará, fez mestrado em Doenças Tropicais. Professora da Universidade do Estado do Pará e do Centro Universitário do Pará. Chefiou o Serviço de Pediatria da Fundação Hospital de Clinicas Gaspar Vianna no período 2000-2005. Na Unimed Belém, foi membro do Conselho e do Conselho de Administração. Atualmente é diretora financeira.

Vice-Presidente - JOSÉ TAKAO YAMAKI José Takao Yamaki é paraense, tem 56 anos. Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Pará-UFPA, e especializado em Neurocirurgia pela Universidade de Keio, em Tóquio, no Japão, é sócio cooperado da Unimed Belém desde outubro de 1996. Atualmente, exerce a função de preceptor do Serviço de Residência Médica em Neurocirurgia do Hospital Ophir Loyola. Já atuou na área gerencial como diretor clínico e técnico do Hospital da Beneficência Nipo-Brasileira da Amazônia, diretor financeiro da Sociedade Paraense de Neurocirurgia e membro do Conselho Administrativo da Unimed Belém.

Denis Sol Paiva Calandrini é médico formado pela Universidade do Estado do Pará- UEPA. Fez residência médica em Radiologia e Diagnóstico por imagem no hospital 9 de julho em São Paulo e pós- graduação em Ressonância Magnética na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. É membro do Colégio Brasileiro de Radiologia e está concluindo o MBA em Gestão de Sistemas de Saúde.

SAMUEL RAMIRO BENTES Samuel Ramiro Bentes é médico formado pela Universidade Federal do Pará- UFPa, em 1990, com título de especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular e residência médica no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, em São Paulo. Possui ainda título de especialista em Ecografia Vascular pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e SBACV e curso de especialização em Auditoria e Saúde pela Universidade do Estado do Pará- UEPA-2004. É cooperado na Unimed desde 1996.

KATHIA DE OLIVEIRA HARADA Superintendente - REGINA DAS GRAÇAS BASTOS MOURA Cardiologista, membro da Sociedade Paraense de Cardiologia e da Sociedade Brasileira de Cardiologia, graduada pela Universidade Federal do Pará em 1977. Tem pós-graduação em Administração Hospitalar e em Medicina do Trabalho pela Fundação São Camilo. Foi Diretora da Divisão de Saúde Materno Infantil do Departamento de Ações Especiais da SESPA. Na Unimed Belém, foi Diretora Clinica da Unidade de Emergência da Curuzu (1991 a 1992), Diretora Superintendente (eleita 1993). Foi Diretora Clinica de 1996 a 1997, da Unidade de Emergência Batista Campos. Atualmente ocupa a função de Conselheira Fiscal.

Kathia de Oliveira Harada é pediatra com título de especialista em Pediatria pela SBP e título de especialista em Terapia Intensiva Pediátrica pela AMB. Possui MBA em Gestão Hospitalar pela Fundação Getúlio Vargas. Tendo ocupado cargos no Conad, Unicred e Cooperativa de Ginecologistas, Obstetras e Pediatras, atua hoje como representante da região norte na Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), é representante da região norte na Associação de Medicina Intensiva Brasileira- AMIB, coordenadora do Serviço de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal do Hospital Regional do Oeste do Pará, diarista da UTI Pediátrica da Unimed Belém – Hospital HGU, e médica plantonista da UTI Pediátrica do Hospital de Clínicas Gaspar Viana.


INISTRATIVO

CONSELHO TÉCNICO

PEDRO PAULO MAUÉS

GILBERTO NUNES ERICHSEN

ADÁLIA VANETTA

É formado em Medicina pela Universidade Federal do Para, tem especialidade em Anestesiologia pelo Hospital das Clínicas de São Paulo e qualificou-se em Nutrologia-oxidologia pela Unigranrio. Foi Diretor Superintendente e Diretor Presidente OPANEST/PA, Conselheiro da SMC do PA, Secretário da SAEPA, Conselheiro da SMC do PA. Na Unimed Belém, foi Conselheiro Fiscal, Conselheiro Técnico, membro do Conselho de Administração. Servidor Publico da Fundação Santa Casa, título de honra ao mérito pelos bons serviços prestados ao Estado do Pará, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado.

Médico graduado pela Faculdade de Medicina do Pará-UEPA, com especialização na Clínica J. A. Pinotti de Campinas e pós- graduação no Breast Oncology European School of Oncology. Foi fundador, vice-presidente e é voluntário da Associação Paraense de Combate ao Câncer de Mama e Especialista em Mastologia da Sociedade Brasileira de Mastologia. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana. E membro titular da Sociedade Brasileira de Cancerologia.

Formada pela Faculdade de Medicina da Universidade Estadual do Pará, Adália tem pós-graduação em Auditoria pela Universidade Unimed / Gama Filho, no Rio de Janeiro. Na mesma faculdade fez o curso de Saúde Pública. Associada à Unimed desde 1983, trabalha, atualmente, como plantonista da Unidade Doca. Há oito anos é conselheira técnica da Unimed Belém. E faz parte da Chapa Unimed Pra Frente como reconhecimento da sua experiência em saúde complementar e saúde pública.

CLARICE OLIVEIRA

VINÍCIUS CARVALHO DA COSTA

Médica graduada pela Universidade Federal do Pará, tem título de especialista em pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria e Associação Médica Brasileira (AMB); pós-graduação em Pneumologia Pediátrica pela Universidade Federal do Estado de São Paulo (UNIFESP) e MBA em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas. Na Fundação Unimed fez pós-graduação em Auditoria Médica. Como pediatra, trabalha na Unimed Belém como pediatra plantonista da Unidade Doca. Atua também na Secretaria Municipal de Saúde (SESMA), atuando na supervisão hospitalar do Departamento de Regulação .

Graduado em Medicina pela Universidade do Estado do Pará (UEPA) em 1997. Tem especialização em Cardiologia e subespecialização em Cardiologia Intervencionista e Hemodinâmica. Atua no Hospital Porto Dias, onde é coordenador do Serviço de Hemodinâmica, atuando ainda na UTI coronariana e UTI Geral do mesmo hospital. No Ophir Loyola, Adventista de Belém e HGU (Hospital Geral da Unimed), atua como cardiologista e intervencionista. É, ainda, plantonista da Unimed Urgente (Unidade Coronariana). É membro da Comissão de Ética Médica do HPD.

PEDRO HAGE

JOSÉ MARIA PINA FERNANDEZ

Pedro Hage é especialista em Cirurgia Geral e do Aparelho Digestivo e professor do Internato de Cirurgia da Universidade Federal do Pará. Tem especialização em Auditoria Médica pela Universidade Gama Filho e MBA em Gestão em Saúde pela Fundação Getúlio Vargas- FGV. No período de 2005 e 2009 atuou como membro do Conselho de Administração da Unimed Belém.

Médico ginecologista e obstetra, 51 anos. É associado a Unimed desde 1994. Pós-graduado em Auditoria Médica, Administração Hospitalar, Perícia Médica, é tenente-coronel da Polícia Militar e atua como auditor da Unimed desde 1996 e auditor da Beneficente Portuguesa desde 2002.

PAULO ROBERTO NOBRE DE OLIVEIRA Paulo Roberto Nobre de Oliveira é diplomado pela Universidade Federal do Pará -UFPa, especialista em Toco-Ginecologia, com pós-graduação em Administração Hospitalar, Auditoria em Saúde pela Fundação Unimed - Universidade Gama Filho, e Medicina do Trabalho. Atua como auditor médico da Unimed Belém e das prefeituras de Ananindeua e Marituba.

JOSÉ SILVÉRIO NUNES DA FONSECA Diplomado pela Universidade Federal do Pará e Universidade de Lisboa, formou-se em bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade da AmazôniaUnama. Fez pós-graduação em Auditoria Médica pela Fundação Unimed - Universidade Gama Filho e tem MBA em Gestão Hospitalar e Sistema de Saúde - Executivos em Saúde. É pós-graduando em Células Tronco. Já atuou como coordenador do Conselho Fiscal e da OPME da Unimed Belém. Atualmente é membro da Câmara Técnica da Unimed Belém, da sociedade brasileira de ortopedia e traumatologia e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte.

5


6

NOSSA PLATAFORMA DE GESTÃO COMPROMISSOS COM O COOPERADO E FOCO NA SUSTENTABILIDADE DO NEGÓCIO Nosso plano de gestão está fundamentado em três eixos de compromissos sustentados por PREMISSAS, PRINCÍPIOS E PROPOSTAS. Cremos que só o CONHECIMENTO profundo do setor da Saúde Complementar garante a segurança das ações gerenciais. Isso pressupõe EXPERIÊNCIA. Ambos garantem a certeza de que os COMPROMISSOS são factíveis.

A clareza de dados e fatos será também um pilar onde nos apoiaremos para garantir a manutenção da respeitabilidade que conquistamos ao longo de um período marcante na história da Unimed Belém. PREMISSAS 1. CONHECIMENTO: dos processos da empresa, da legislação da organização cooperativa e do negócio empresarial que rege a Saúde Complementar. 2. EXPERIÊNCIA: domínio acumulado ao logo do período que conferiu aprendizado, capacidade de gestão e de execução comprovadas. 3. COMPROMISSO: com o cooperativismo, com o médico cooperado e com os clientes. A execução desses compromissos requer, de todos os integrantes da Chapa Unimed Pra Frente, o cumprimento do mandato à luz de PRINCÍPIOS claros para os cooperados e clientes. PRINCÍPIOS 1. Ética em todas as relações 2. Atitude inovadora 3. Profissionalismo e transparência 4. Desenvolvimento contínuo dos médicos cooperados 5. Valorização dos colaboradores 6. Envolvimento de pessoas 7. Direcionamento para o cliente 8. Melhoria contínua 9. Promoção da Saúde 10. Responsabilidade Social Para tornar factíveis nossos compromissos e princípios, elencamos uma plataforma com 12 macroações.

PROPOSTAS 1. Valorização do Trabalho Médico priorizar um modelo de gestão que resulte na valorização real do trabalho médico, alavancando honorários e tabelas. 2. Sustentabilidade do Negócio - consolidação da sustentabilidade da cooperativa, com rigoroso gerenciamento da Central de Custo Assistencial e controle permanente (on-line) de gastos. 3. Tecnologia e Informação - investimento em tecnologia da informação, integrando dados referentes à saúde dos clientes, objetivando economia e melhoria do cuidado. 4. Projeto Perfil - conjunto de atividades gerenciais visando melhorar o perfil de atendimento das unidades próprias. 5. Projeto Cooperado - trata-se da criação de um fundo de aposentadoria para o cooperado. 6. Revisão do Estatuto - proposta de mudanças visando garantir mais proteção ao cooperado e à cooperativa. 7. Hospital Castelo - equacionar o projeto de maneira equilibrada para a cooperativa, garantindo a viabilidade de uma solução modular, compatível com a disponibilidade de recursos. 8. Remuneração - adoção de novos modelos de remuneração, principalmente para as especialidades que não agregam SADT. 9. Pactos - pactuação de protocolos com as Sociedades de Especialidades. 10. Prevenção e Promoção à Saúde - ampliação dos programas de Prevenção e Promoção à Saúde já adotados. 11. Conhecimento - eventos para intensificar o processo de desenvolvimento humano, investindo permanentemente em nosso patrimônio intelectual. 12. Relacionamento - ações de fortalecimento das relações institucionais da cooperativa, garantindo maior visibilidade na sociedade.


ESTA É A HISTÓRIA COMO A UNIMED SAIU DA CRISE E VIROU UMA GRANDE EMPRESA A diretoria que assumiu em 2002, que tinha Cesar Neves e Gonçalo Brandão no quadro, revolucionou a gestão e tirou a Unimed Belém da crise. O resultado é impressionante. GESTÃO 1. Impostos. Os tributos federais (PIS, CONFINS e CSLL) e municipal (ISS) foram equacionados, parte da dívida tributária foi parcelada por meio do REFIS, e o pagamento das parcelas está rigorosamente em dia. O REFIS Municipal foi instituído em Lei, beneficiando a Unimed Belém e demais cooperativas do município. 2. Custo. Há vários anos, o custo administrativo-operacional da cooperativa está abaixo de 10% - um dos menores do sistema Unimed. Em 2012 baixou para 8,13%.

A UNIMED EM NÚMEROS COMO ERA EM 2002 / COMO FICOU EM 2012

NÚMERO DE CLIENTES

380.000

400000

2500

1.800

350000 2000

300000 250000

1500

1.230

200000 150000

1000

79.000

100000

500

50000 0

0

2002

2012

MÉDIA CLIENTE POR COOPERADO 250

VALORIZAÇÃO DO COOPERADO

NÚMERO DE COOPERADOS

2002

2012

VALOR DA CONSULTA (em R$)

211

60

200

150

1. Honorários. Bem diferente do passa64 do, hoje os cooperados têm data certa para receberem seus honorários no último dia útil do mês, de uma única vez. Em média, o cor2002 2012 po de cooperados recebe 150.000 consultas mensais. Existem ainda as as consultas nos recursos próprios e os sobreavisos. 2. Consulta. Em 2002, o valor da consulta paga ao cooperado era de R$24,00. Em dez anos cresceu 150%, incluído o reajuste de 20% em vigor desde o dia 15 de fevereiro. Hoje a consulta vale R$60,00. 3. Plantão. Os valores do plantão, antes desequilibrados, foram unificados, independente da unidade onde os serviços são prestados. 4. Vagas. Com a ampliação da rede de serviços próprios, aumentou substancialmente o número de vagas para plantonistas. 5. Plano top. Os cooperados e seus dependentes têm um plano de saúde top, a valores bem reduzidos em relação a nossa tabela de preços. O plano tem cobertura nacional, transporte aéreo médico e, quando necessário, hospitais de alto custo. 100

27

FINANÇAS 1. Dívidas. As dívidas acumuladas até 2002 equivaliam a 3 vezes o faturamento (R$ 17,6 milhões), foram equacionadas e pagas. Em valores de hoje, seriam R$ 98,2 milhões. 2. Balanços. De 2003 a 2006 a Cooperativa recuperou as perdas (R$ 17,6 milhões) e vem se mantendo equilibrada nos últimos anos. Todos os balanços foram auditados anualmente pela Auditoria Externa Independente, aprovados pelo Conselho Fiscal e pela Assembleia Geral Ordinária, publicados e encaminhados para a Agência Nacional de Saúde. 3. Empréstimos. Os comprometimentos financeiros na forma de empréstimos e financiamentos de curto e longo prazo são perfeitamente suportáveis e suas parcelas estão previstas em nosso fluxo de caixa mensal.

50

0

INFRAESTRUTURA 1. Unidades. A rede de unidades próprias foi ampliada e melhorada. A de Unidade Batista Campos foi implantada onde era um laboratório e gerou empregos diretos para 81 médicos cooperados. 2. Modernização. Instalações comerciais e administrativas modernizadas, melhorando o atendimento e a administração. Hoje, a Estação Saúde é uma referência de qualidade de atendimento. 3. Sede. A acanhada sede da cooperativa, em 2002, é hoje um prédio moderno e confortável. 4. Frotas. As frotas de ambulâncias e veículos do serviço home care somam 17 veículos.

2002

2012

MARKETING E NEGÓCIOS

1. Clientes. Hoje, são mais de 325 mil clientes Unimed Belém e mais 42 mil de outras operadoras do sistema Unimed, atendidos por meio de intercâmbio. 2. Cooperados. O número de cooperados também cresceu. Hoje somos quase 1.800. Desse total, 635 são recém-associados. 3. Hospital Castelo. Foram investidos R$ 22 milhões na aquisição do Hospital Castelo, hoje avaliado em R$ 40 milhões. 4. Terreno. Outro investimento importante foi a aquisição de um terreno o lado da unidade da BR, para futura ampliação da unidade. 5. Novos serviços. A criação de vários serviços, como o home care, cresceram as vendas de planos de saúde. 6. Empresas. Com todos os dados positivos, a cooperativa pode ampliar o volume de contratos de planos empresarias. 7. Empregos. Hoje, a Unimed gera no mercado da saúde do Estado 1.600 empregos diretos e 15 mil empregos indiretos. 8. Valor da Marca. A Unimed Belém é uma das marcas empresarias do Pará de maior valor, reconhecido pro vários prêmios já conquistados no âmbito estadual. 9. Ranking. A Unimed Belém é a 17ª. empresa do ranking das 1000 maiores empresas do Brasil do setor Serviços (Anuário Exame 2012). No ranking geral, é a 590ª. Antes estava em 635ª (2010) e  671ª (2011). 10. Ranking Unimeds. A Unimed Belém é a terceira entre as Unimeds do Brasil no ranking da Exame, atrás apenas da Unimed Fortaleza e a do Estado de São Paulo. Na Região Norte, é 7º em Vendas Líquidas, atrás de empresas como Albrás, Alunorte, Yamada, Celpa, entre outras.

7


A trajetória da campanha

VAMOS À VITÓRIA!

O clima de animação e envolvimento dos cooperados na festa de lançamento da Chapa Unimed Pra Frente, dia 9 de março, confirmou o que já sabíamos: a candidatura de Gonçalo Brandão para presidente da Unimed Belém está no coração e na cabeça dos cooperados.

O avanço da candidatura de Gonçalo também é fruto da conversa “olho-no-olho”, do jogo da verdade, do uso de informações corretas e coerentes. Os encontros de Gonçalo foram sempre lotados de cooperados. As imagens não deixam mentir. De simples reuniões no comitê

às palestras para as categorias específicas de cooperados nos cafés e nos almoços de confraternização, todos os eventos tem sido casa cheia. Um exemplo acachapante foi a reunião no Hospital Porto Dias. Adesão cresce na proporção da difusão das informações da saúde financeira da Cooperativa, das visitas aos cooperados dos Recursos Próprios nas unidades da Cooperativa.

O almoço de lançamento da Chapa teve mais de 500 pessoas: sucesso total

No Centro Social de Nazaré e em Castanhal, reuniões para debater as propostas para a Unimed

O café da manhã no Treviso atraiu muitos simpatizantes da chapa

A Caravana chega à Unimed da BR

As colegas foram homenageadas num belo evento do Dia da Mulher

A Caravana na UBC Batista Campos A Caravana na Doca

GONCALO PRESIDENTE Os jovens cooperados estão aderindo às melhores propostas

Experiência para fazer mais.

PRA FRENTE

Membros da chapa e simpatizantes reunidos para uma boa feijoada

JORNAL - UNIMED PRA FRENTE  

GONÇALO PRESIDENTE - UNIMED PRA FRENTE SITE: www.unimedprafrente.com.br FACEBOOK: www.facebook.com/UnimedPraFrente TWITTER: www.twitter.com/...

Advertisement