Issuu on Google+

O POVO DE BASTO

PORTUGAL

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS

4890 CELORICO DE BASTO TAXA PAGA

Quinzenário Informativo e defensor dos Interesses da Região de Basto

AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVÓLUCRO DE PLÁSTICO FECHADO T AUT. DE5839/2002DCP-2 T PODE SER ABERTO PARA VERIFICAÇÃO POSTAL

AgriCelorico

Director: António Maria da Silva Teixeira ANO XVIII - 4.ª SÉRIE - N.º 308

21 de DEZEMBRO de 2012

CELORICO DE BASTO

Uma ronda pelas freguesias...

Preço 0,50 €

Tel. 255 323 142 Rua Rodrigo Sousa e Castro CELORICO DE BASTO

Clube de Caça e Pesca de Celorico de Basto comemorou 25 anos

CARVALHO Coordenação: Orlando Silva

Fotografias: Nicolau Bacelar

Colecione Suplemento d’ O POVO DE BASTO

páginas centrais

página 13

MONDIM: OFICINA MÓVEL É UMA REALIDADE Dr. Joaquim Bastos é o candidato do PS à Câmara de Celorico de Basto página 4

No âmbito da Federação Europeia de Fotógrafos Profissionais

Nicolau Bacelar recebeu Menção Honrosa

página 25

página 11

Clínica Celorico de Basto Deseja Boas Festas e um Próspero 2013 Avenida da República - Centro Comercial das Oliveiras 4890-220 CELORICO DE BASTO (Junto aos antigos CTT)

T. 255 323 115 I F. 255 323 117 I Tm. 960 151 341


2

21-12-2012

O POVO DE BASTO

Celorico de Basto recebeu a feira anual de Sta. Catarina

O Eng.º Fernando Fevereiro entrega um dos troféus do Concurso Pecuário tendo a seu lado o Vereador Fernando Peixoto que presidiu à entrega de prémios. A feira anual de Sta. Catari-

artefactos. O destaque incidiu

ver a população de visitar a

na que decorre, anualmente,

em produtos de artesanato,

feira. Milhares de pessoas

nos dias 25 e 26 de novem-

como a tapeçaria, a cestaria e

circularam em dia de domin-

bro voltou a ser um evento

o vestuário, na gastronomia,

go pelas ruas da vila de Celo-

de eleição para milhares de

com enfase para o fumeiro,

rico de Basto uns carregados

pessoas que não quiseram

nas alfaias agrícolas, nos pro-

de sacos, outros passeavam e

perder uma das feiras mais

dutos de cosmética entre ou-

outros assistiam aos pregões

conhecidas da região.

tros.

pronunciados pelos feirantes.

As ruas da vila de Celori-

No dia 25 a chuva ame-

O grande destaque deste

co de Basto encheram-se de

açou com alguns aguaceiros

evento incidiu no concurso

tendas com todo o tipo de

mas não foi capaz de demo-

pecuário aliás, segundo o pre-

sidente da Câmara Municipal,

a Adriano Magalhães, César

Joaquim Mota e silva, “trata-

Queiroz, Dinis Carvalho, José

-se de um concurso que jun-

Durão e o Samuel Rodrigo

ta a cada edição dezenas de

Aguiar Pinto.

produtores locais e centenas

O concurso premiou dife-

de pessoas a assistir, com

rentes classes dentro de cada

tradição e rigor, num espaço

raça com destaque para o no-

mais digno e com todas as

vilho inteiro e as vacas isola-

condições para manter vivo

das com exemplares de gran-

um concurso histórico no con-

de qualidade.

celho”, referiu.

Os prémios foram entre-

Desta vez, o concurso

gues pelo vereador do Des-

pecuário teve lugar na Eira

porto e da cultura, Fernando

da Quinta do Prado e levou

Peixoto, e o Diretor da Escola

quatro raças a concurso, a

Profissional de Fermil, Fer-

Barrosã, a Frísia, a Maronesa

nando Fevereiro.

e a Minhota. Os animais es-

É também motivo de enfâ-

tavam meticulosamente bem

se o facto do gado bovino da

tratados tendo “desfilado”

escola Profissional de Fermil

para um júri exigente e que

estar inserido no programa

premiou o melhor gado. Esta

Bovicontrol. Um programa

tarefa competiu a veterinária

destinado às empresas leitei-

do concurso e presidente de

ras que tem por missão me-

júri, Maria João Guimarães, e

lhorar a situação sanitária, aumentar a produtividade e o rendimento dotando as empresas de maior reconhecimento e estatuto. Este concurso contou com a organização da Câmara Municipal, da Escola Profissional de Fermil e da casa do Agricultor e com o apoio de diversas empresas que se quiseram associar à iniciativa. Esta feira é, também, uma forma de movimentar o comércio local pelo forte movimento que se faz sentir, não só nas ruas onde a feira tem lugar mas por todos as ruas da vila de Celorico de Basto.


21-12-2012

3

O POVO DE BASTO

M E M O R A N D U M

por Orlando Silva

QUINTA DE SANTA CRISTINA A Quinta de Santa Cristina em Celorico de Basto,

de 2004. Desde essa data a aposta tem sido sempre

pela sua localização, na Sub-Região de Basto, uma

na qualidade dos néctares produzidos nesta quinta

região demarcada, uma DOC (denominação de origem

situada nos arredores da vila de Celorico de Basto.

controlada), ocupa com mérito próprio, um lugar de destaque na produção de vinhos verdes.

“Temos fundamentalmente apostado sempre na qualidade” referiu António Pinto, que pretende levar

As suas vinhas estão localizadas no lugar de Santa

bem longe, do Minho ao Algarve, o nome dos vinhos

Cristina (freguesia de Veade), sobranceiras à vila de

de Santa Cristina e

Celorico de Basto, em solos com óptima exposição

do próprio concelho

para a produção dos seus vinhos.

de

O nome de região do Vinho Verde caracteriza de forma fiel a paisagem do Minho, a região mais verde, a de maior índice pluviométrico, a mais fresca e viçosa de Portugal continental. Composta por vinhedos de Salgueiros e Quinta de Santa Cristina, juntou-se a Quinta da Capela, ficando com uma área total de cerca de quarenta hectares de vinha nova, disposta em cordão duplo sobreposto numa exposição solar nascente/poente, produzindo vinho verde de requintada qualidade. Segundo o proprietário e produtor António Pinto “este projecto foi pensado e desenvolvido para bem servir a região e dar-lhe prestígio” e a prova é que o vinho verde Santa Cristina, desde 2004 é medalhado ao mais alto nível, em diversos concursos nacionais e internacionais e por diversas revistas da especialidade. O conceito que presidiu à criação deste projecto, sublinhou António Pinto, é “um conceito de Qualidade”, adiantando

“tentamos

obter

conhecimento

e

competências devidas para prosseguirmos o caminho adequado, tendo em vista um produto final de qualidade, para um mercado cada vez mais exigente”. Para uma contínua melhoria de qualidade produtiva estas vinhas são assistidas por técnicos e trabalhadores orientados pelo prestigiado enólogo Jorge Sousa Pinto, técnico com reconhecida competência e um vasto curriculum na área da enologia.

Celorico

de

Basto. Actualmente a marca já está consolidada no

mercado

nacional,

pelo

que a Sociedade Agrícola

Garantia

das Quintas iniciou um

processo

de

internacionalização, junto como

de

países

Alemanha,

Luxemburgo, Brasil, Moçambique

e

Estados Unidos da América.

António Pinto, proprietário da Quinta de Santa Cristina

A este propósito garantiu “devemos, antes de mais, consolidar uma imagem própria e forte no panorama interno, mas nunca tendo medo de arriscar no estrangeiro e de apostar em mercados cada vez mais abertos ao vinho português”. O optimismo que António Pinto, um homem dos negócios nato, sente face às projecções de crescimento do consumo e também à qualidade crescente dos vinhos verdes levou-o a iniciar a construção de raiz de uma nova adega, com equipamento moderno, no centro das quintas, que permitirá criar uma unidade ecoturística na Quinta de Santa Cristina, onde os futuros visitantes poderão ter a oportunidade de

A actividade vinícola de cariz essencialmente

degustar um bom vinho verde ou um espumante com

comercial da Quinta de Santa Cristina remonta ao ano

qualidade garantida e usufruir de uma bela paisagem.

No que concerne às castas predominantes nestas vinhas, elas são o azal, o arinto, o loureiro e a trajadura e mais recentemente foi introduzido o alvarinho, que proporciona um vinho regional do Minho de topo – o alvarinho trajadura. Dada a grande paixão e dedicação dos seus membros

pelo

sector

vitivinícola,

aliado

às

vinhas nos melhores solos e exposições e a um trabalho minucioso de vinificação, resultam vinhos extraordinários de tremenda elegância e harmonia, capazes de transmitirem plenos prazeres ao serem consumidos.


4

21-12-2012

O POVO DE BASTO

O Dr. Joaquim Bastos é o candidato do PS à Câmara de Celorico de Basto Zona Industrial de Crespos - 4890 Celorico de Basto Tel./Fax 255 322 007 / Tlm. 962 446 915 e-mail: automiguelteixeira@sapo.pt

Deseja aos seus estimados Clientes e Amigos Boas Festas e Feliz Ano Novo.

Bar da Vinha António Teixeira Peneda

Aberto Todos os Dias

KARAOKE

RUA VELHA 4880 MONDIM DE BASTO

Política

pretende de uma vez por

públicos, como na saúde e

concelhia de Celorico de

todas quebrar com um

na justiça, sem que tome

Basto decidiu apresentar

conservadorismo e atraso

uma atitude convincente de

como

à

a que o concelho tem sido

oposição.

Câmara

votado ao longo destes

Celorico

anos.

A

Comissão

candidato

Presidência Municipal

da de

de Basto, o Dr. Joaquim

Considera

que

o

Partido Socialista foi muito

Disse que a campanha

Bastos, advogado a exercer

será

na comarca de Celorico

respeita

Deseja aos seus estimados Clientes e Amigos Boas Festas e Feliz Ano Novo.

José Pinto Queirós (Coelho)

penalizado em Celorico de Basto em eleições anteriores

e

por estar identificado com

de Basto, por entender

que o lema será o de

retirada ou redução das

Tel. 93 942 84 03 - 255 381 729

que este reúne os critérios

esclarecer os Celoricenses,

pensões aos reformados,

exigidos

comprometendo-se

quando

Secas de Campos

Comissão

Política Nacional. A

apresentação

candidatura

contou

da com

a presença da Comissão

a

no

www.facebook.com/bardavinha

que

pela

modesta

TEL. 255 382 642 TLM. 963 131 489

gastos

a

hoje

o

que

respei-tar os adversários,

verificamos e constatamos

sem

criticar,

é o partido no poder que as

contudo, aquilo que foi feito

reduz ou mesmo extingue.

de mal ou que não foi feito.

Para a vitória confia no

Política e alguns militantes

deixar

de

Relembrou

que

os

espírito cada vez mais crítico

que lhe manifestaram o seu

destinos do concelho de

e

total e incondicional apoio

Celorico de Basto sempre

Celoricenses.

nestas eleições que o próprio

estiveram

candidato reconheceu difí-

forças partidárias que hoje

intenção

ceis mas que manifestou

compõem o Governo central,

para que o concelho se

confiança nos Celoricenses

sem que o concelho tenha

reafirme a nível regional,

na sua vontade de alterar o

retirado qualquer benefício

sendo intransigente junto

rumo do concelho.

para o seu desenvolvimento.

do poder Central naquilo

Disse

que considera importante

O candidato sentiu-se

entregues

às

ainda que o poder

honrado pelo convite e

autárquico

manifestou a confiança em

impávido e comodamente

liderar um projecto

à

que

extinção

actual de

assiste serviços

mais Mais

ao

esclarecido disse

ser

criar

condições

desenvolvimento

concelho.

dos sua

do

Executa todos os trabalhos de construção

4880 MONDIM DE BASTO

Deseja aos seus estimados Clientes e Amigos Boas Festas e Feliz Ano Novo.

OURIVESARIA E RELOJOARIA SILVA ANDRADE, LDA. Jóias, Ouro, Prata e relógios Executa todos os consertos Telef. 255 323 676 T Avenida da República, 29

4890 CELORICO DE BASTO Deseja aos seus estimados Clientes e Amigos Boas Festas e Feliz Ano Novo.


21-12-2012 CERQUEDA - ARNOIA - CELORICO DE BASTO

AGRADECIMENTO

Margarida de Moura Nasceu em 16/Maio/1931 - Faleceu em 28/Novembro/2012

Seus filhos, noras, te família na impossibilidade de o fazer pessoalmente,

GÉMEOS - CELORICO DE BASTO

vêm

por este único meio, expressar muito reconhecidamente a sua mais profunda gratidão para com todos quantos se dignaram participar no funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio do seu ente querido. A Família

Agência Funerária JOÃO TEIXEIRA, Lda.

Júlia Ribeiro

Nasceu em 10/Maio/1932 - Faleceu em 28/Novembro/2012

Seus pais e restante famí-

tante família na

lia na impos-

impossibilidade

sibilidade

de o fazer pes-

o fazer pesso-

soalmente, vêm

almente, vêm

por este único

por este úni-

meio, expressar

co meio, ex-

muito reconhe-

pressar muito

cidamente a sua

reconhecida-

mais profunda gratidão para com todos quantos

mente a sua mais profunda gratidão para com

se dignaram participar no funeral e assistiram à

todos quantos se dignaram participar no funeral

missa de 7.º dia, em sufrágio do seu ente que-

e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio do

rido.

seu ente querido. A Família

Agência Funerária JOÃO TEIXEIRA, Lda.

Agência Funerária JOÃO TEIXEIRA, Lda.

CELORICO DE BASTO

CELORICO DE BASTO

Tel. 255 321 290 - Tlm. 914 066 835 - 914 205 049

Francisco Teixeira Leite

restante família na impossibilidade

AREAL - ARNOIA - CELORICO DE BASTO

AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

Avelino Silva

Sua esposa, fi-

almente, vêm por

tante

muito

família

restante família na impossibilidade de o

de o fazer pesso-

te a sua mais profunda gratidão para com todos quantos se dignaram participar no funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio do seu ente querido. Agradecem igualmente a todos os funcioná-

fazer pessoalmente,

almente, vêm por

vêm por este único

este único meio,

meio, expressar mui-

expressar muito re-

to reconhecidamente

conhecidamente a

a sua mais profunda

sua mais profunda

rios e à Dr.ª Marlene Silva do Lar Santo André, de

gratidão para com todos quantos se dignaram

Codessoso e ao todos os funcionários do Hospital

participar no funeral e assistiram à missa de 7.º

de Amarante, pelo bom atendimento prestado.

dia, em sufrágio do seu ente querido.

A Família

Nasceu em 14/Novembro/1916 - Faleceu em 12/Dezembro/2012

ras, genros, netos e

na

impossibilidade

reconhecidamen-

Adelino Alves Seus filhos, no-

lhos, netos e res-

este único meio,

Tel. 255 321 290 - Tlm. 914 066 835 - 914 205 049

ARNOIA - CELORICO DE BASTO

Nasceu em 26/Março/1926 - Faleceu em 23/Novembro/2012

de o fazer pesso-

de

A Família

AGRADECIMENTO

Seus filhos, e

Paulo Filipe Carvalho Martins

Nasceu em 24/Fevereiro/1997 - Faleceu em 10/Dezembro/2012

nora, netos e res-

CELORICO DE BASTO

Nasceu em 2/Setembro/1926 - Faleceu em 27/Novembro/2012

AGRADECIMENTO

filho,

Tel. 255 321 290 - Tlm. 914 066 835 - 914 205 049

BRITELO - CELORICO DE BASTO

GÉMEOS - CELORICO DE BASTO

AGRADECIMENTO

Seu

genros, netos e restan-

expressar

5

O POVO DE BASTO

A Família

gratidão para com todos quantos se dignaram participar no funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio do seu ente querido. A Família

Agência Funerária JOÃO TEIXEIRA, Lda.

Agência Funerária JOÃO TEIXEIRA, Lda.

Agência Funerária JOÃO TEIXEIRA, Lda.

CELORICO DE BASTO

CELORICO DE BASTO

CELORICO DE BASTO

Tel. 255 321 290 - Tlm. 914 066 835 - 914 205 049

ARRENDAM-SE LOJAS No Edifício Santiago, Rua Serpa Pinto, Vila de Celorico de Basto Contatar Telemóvel 914 159 875

Tel. 255 321 290 - Tlm. 914 066 835 - 914 205 049

VENDE-SE CASA

Em Vila Nova do Corgo, Celorico de Basto, uma casa de habitação de R/c e 1.º andar com 2+5 divisões, lagar e garagem. Tem terreno com a área de 2.800 m2, vinha e muita água de poço artesanal e furo.

Contactar: Tel. 255 361 161 (Café Vila Nova) Contatar Telemóvel 966 049 129

Tel. 255 321 290 - Tlm. 914 066 835 - 914 205 049

arrenda-se apartamento T2 + 1, no Edifício Santiago, Rua Serpa Pinto, Vila de Celorico de Basto

Contatar Telemóvel 918 904 743


6

O POVO DE BASTO

AGRADECIMENTO

21-12-2012 AGILDE - CELORICO DE BASTO

AGRADECIMENTO

Deolinda da Silva Medeiros Suas Filhas, Filhos, Noras, Genros, Netas, Netos, Bisnetos e demais Família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas de suas relações e amizade, a participação na missa de corpo presente e no funeral, no dia 29 de Novembro, e na missa de 7.º dia do seu ente querido.

Laura Augusta Mesquita da Costa

Ficamos muito sensibilizados com a demonstração do carinho recebido neste momento de dor e aproveitamos para

Agradecemos a quantos que de todo o modo nos qui-

publicamente apresentar desculpas, pela impossibilidade de

seram manifestar sentimentos e atenções no pesar sentido

receber presencialmente todos quantos quiseram e não pude-

pela perda de nossa querida Laura.

ram chegar até nós. O muito obrigado a todos. A Família

Britelo, 29 de Novembro de 2012. A Família

“O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

CARTÓRIO NOTARIAL DE CELORICO DE BASTO

GUIMARÃES

A cargo da Notária ADELAIDE MONTERROSO FREIXO

AGRADECIMENTO

Emília Coelho Nasceu em 7/Dezembro/1930 - Faleceu em 20/Outubro/2012

Seu marido Albano Campos,

EXTRACTO DE PUBLICAÇÃO CERTIFICO, para efeitos de publicação, que neste Cartório e no livro de “Escrituras Diversas” número cinquenta e um - A, desde folhas cento e trinta e dois e seguintes, foi lavrada em dezasseis de Novembro de dois mil e doze, uma escritura de Justificação, tendo nela outorgado como justificante:

seus filhos Maria de Fátima, Ma-

A SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO BENTO DE ARNOIA ou IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA

ria isabel, Arnaldina, Luís, Manuel

DE SÃO BENTO DE ARNOIA, com sede no lugar do Mosteiro, Arnoia, Celorico de Basto, pessoa colectiva número 500

e José Coelho Campos, Genros,

852 308. MAIS CERTIFICO, por extracto que a justificante declarou o seguinte:

Noras, Netos e restante família na

Que, sua representada é dona e legítima possuidora, com exclusão de outrém, do seguinte prédio, sito na rua

impossibilidade de o fazer pesso-

Serpa Pinto, freguesia de Britelo, concelho de Celorico de Basto, não descrito na Conservatória do Registo Predial deste

almente, vêm por este único meio,

concelho:

expressar muito reconhecidamente

Prédio urbano, composto de morada de casas com r/c, 1.° andar e 2.° andares, tendo no r/c uma divisão destinada

a sua mais profunda gratidão para

a indústria, duas a comércio e três destinadas a arrumos, sendo as restantes destinadas a habitação, com a superfície

com todos quantos se dignaram

coberta de quatrocentos e dezassete metros quadrados e logradouro, jardim e quintal com dois mil quinhentos e oitenta

participar no funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em su-

metros quadrados, o que perfaz a área total de dois mil novecentos e noventa e sete metros quadrados, a confrontar

frágio da seu ente querido. A Família

de norte e poente com estrada, sul com caminho de servidão e de nascente com casa e terra de Avelino de Moura Leite Maciel, inscrito na respectiva matriz, em nome da sua representada, sob o artigo 596, com o valor patrimonial e atribuído de dez mil setecentos e vinte e quatro euros e dez cêntimos. Que, a sua representada adquiriu, o citado prédio, em dia e mês que não sabe precisar, do ano de mil novecentos e

Para toda a Refeição Vinho Verde da CASA DA RAMADA é Bom! Produtor:

Ramada Pinto

Telef. 255 381 463

Vilar de Viando T MONDIM DE BASTO

O POVO DE BASTO NA INTERNET

As últimas edições deste jornal estão disponíveis na Internet em issuu.com devendo procurar jornalpovodebasto

oitenta e dois, por doação meramente verbal dos representantes do Asilo dos Desvalidos de Celorico de Basto. Não tendo sido porém titulada esta aquisição, e por isso não dispõe de título formal que lhe permita fazer prova do direito de propriedade plena. Que, não obstante, ela outorgante, desde então, sempre esteve e se manteve na posse e fruição do aludido prédio, possuindo assim o dito prédio em nome próprio e com aproveitamento de todas as utilidades por ele proporcionadas, com ânimo de quem exercita direito próprio, posse essa sem qualquer violência nem oposição de quem quer que seja, ininterruptamente e à vista e com o conhecimento de toda a gente. Que, dadas as enunciadas características de tal posse pacífica, contínua e pública, exercida desde o referido ano de mil novecentos e oitenta e dois, adquiriu o aludido prédio por usucapião, título esse que por sua natureza não é susceptível de ser comprovado pelos meios normais, direito este que justifica pela presente escritura, para fins de registo predial. ESTÁ CONFORME Cartório Notarial de Celorico de Basto, 16 de Novembro de 2012 A Colaboradora da Notária, a) Elisabete Gomes

O Jornal O POVO DE BASTO vende-se em CELORICO DE BASTO no

QUIOSQUE AVENIDA


21-12-2012

7

O POVO DE BASTO BILHÓ - MONDIM DE BASTO

VILAR DE VIANDO - MONDIM DE BASTO

AGRADECIMENTO

AGRADECIMENTO

Henrique Teixeira Rodrigues Nasceu em 28/Julho/1928 - Faleceu em 7/Novembro/2012

Sua Esposa Maria Alice

Isaltina Rosa Dinis Soutelos Carvalho

Nasceu em 8/Novembro/1954 - Faleceu em 8/Dezembro/2012

Seu marido Alberto Mei-

Machado Rodrigues, suas filhas Anabela e Alice Aurora Machado Teixeira Ro-

Venda Nova - Britelo 4890 Celorico de Basto

EDITOR

de o fazer pessoalmente,

muito reconhecidamente

José Carlos Ferreira Leite, Herdeiros

vêm por este único meio,

a sua mais profunda gratidão para com todos quantos se dignaram participar no funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio do seu ente querido.

expressar muito reconheci-

FICHA TÉCNICA

damente a sua mais profunda gratidão para com todos quantos se dignaram participar no funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio do seu

A Família

Agência Funerária Leal Martins, Lda. Tel. 255 381 342 - Tlm. 964 076 457 e 916 874 215 MONDIM DE BASTO

ente querido. A Família

Agência Funerária Leal Martins, Lda. Tel. 255 381 342 - Tlm. 964 076 457 e 916 874 215 MONDIM DE BASTO

Augusta da Costa Gonçalves Nasceu em 31/Janeiro/1935 - Faleceu em 28/Novembro/2012

Seu marido José Augusto

Aníbal de Freitas

meio, expressar muito reconhecidamente a sua mais profunda

funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio do seu ente querido. A Família

Agência Funerária Leal Martins, Lda. Tel. 255 381 342 - Tlm. 964 076 457 e 916 874 215 MONDIM DE BASTO

VENDE-SE EM MOSQUEIROS Vende-se em Mosqueiros - Britelo, Celorico de Basto, a 150 metros da estrada, dois campos com a área aproximada de 3.000 m2.

Informa: Tel. 255 322 878 ou 00351 626. 01.43.26 (França)

Anselmo Cerqueira Registo n.º 21981

Rua Serpa Pinto

Maria, Maria Fernanda,

Edifício Santiago

Maria da Graça e Vitória

Apartado 20 4890 Celorico de Basto

restante família na impos-

tos se dignaram participar no

Dr. Fernando Carvalho

REDACÇÃO:

Maria Marques Freitas e

gratidão para com todos quan-

Pedro Andrade

N.I.F. 901 170 291

Aníbal Fernando, Teresa

soalmente, vêm por este único

Teixeira da Silva

Nicolau Bacelar

Marques, Joaquim José,

impossibilidade de o fazer pes-

Perpétua Carvalho

AGRADECIMENTO

Freitas, seus filhos Nuno

ves Ramos e restante família na

Orlando Silva

Joaquim Carvalho

Graça Borges Marques

Manuel e Manuel José Gonçal-

Colaboradores:

MONDIM DE BASTO

Sua Esposa Maria da

filhos Manuel Fernando, Vítor

António M. Silva Teixeira

Graciete Silva

Nasceu em 12/Fevereiro/1933 - Faleceu em 11/Novembro/2012

Gonçalves da Silva Ramos, seus

Redacção:

Costa Pereira

VILAR DE VIANDO - MONDIM DE BASTO

AGRADECIMENTO

PROPRIETÁRIO

Ferreira Leite

família na impossibilidade

este único meio, expressar

Publica-se nos dias 16 e 30

Manuel Dinis Carvalho, Isa-

na Dinis Carvalho e restante

zer pessoalmente, vêm por

Quinzenário Regionalista

Herdeiros de José Carlos

Borges da Silva e Rosa Adria-

na impossibilidade de o fa-

Registo n.º 106 119

reles Carvalho, filhos Jorge bel Fernanda Dinis Carvalho

drigues e restante família

“O POVO DE BASTO”

Tlm. 914 159 875

sibilidade de o fazer pessoalmente, vêm por este único meio, expressar muito reconhecidamente a sua mais

e-mail:

profunda gratidão para com todos quantos se dignaram par-

povodebasto@gmail.com

ticipar no funeral e assistiram à missa de 7.º dia, em sufrágio

Depósito Legal n.º 1653/83

do seu ente querido. A Família

Agência Funerária Leal Martins, Lda. Tel. 255 381 342 - Tlm. 964 076 457 e 916 874 215 MONDIM DE BASTO

ARRENDAM-SE LOJAS

No edifício Santiago, Rua Serpa Pinto, Vila de Celorico de Basto. Informa: Tlm. 914 159 875

ASSINATURAS: (Pagamento adiantado) País - Ano 10 € - Europa 30 € (Iva incluído à taxa de 6%) Tiragem 3.000 exemplares Impressão: Gráfica Diário do Minho Braga


8

21-12-2012

O POVO DE BASTO “O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

“O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

CARTÓRIO NOTARIAL DE CELORICO DE BASTO

Tribunal Judicial de Celorico de Basto Secção Única

Av. João Pinto Ribeiro T 4890-221 Celorico de Basto Telef. 255 320 180 Fax 255 091 649 Mail: clbasto.tc@tribunais.org.pt

A cargo da Notária ADELAIDE MONTERROSO FREIXO

ANÚNCIO 1.ª PUBLICAÇÃO

EXTRACTO DE PUBLICAÇÃO

Processo: 446/11.9TBCBT

CERTIFICO, para efeitos de publicação, que neste Cartório e no livro de “Escrituras Diversas” número cinquenta e um - A, desde folhas cento e trinta e seguintes, foi lavrada em dezasseis de Novembro de dois mil e doze, uma escritura de Justificação, tendo nela outorgado como justificantes: DEOLINDO DA COSTA GONÇALVES, C. F. n.° 182 936 651, e mulher, GRACINDA DE CARVALHO CANAS, C. F. n.° 182 076 490, casados sob o regime da comunhão geral, portadores dos bilhetes de identidade, respectivamente, n.° 3068893, emitido em 08/05/2007, e n.° 3791574, emitido em 18/10/2004, ambos pelo SIC do Porto, naturais, ele da freguesia de Vila Cova da Lixa, concelho de Felgueiras, ela da freguesia de Agilde,

Ação de Processo Ordinário

N/Referência: 958976 Data: 04-12-2012

Autor: Paulo Serafim da Silva Carvalho Réu: António Gonçalves Coelho e outro(s)...

Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação deste anúncio, citando: Réu: António Gonçalves Coelho, profissão: Desconhecida ou sem Profissão, filho de Torcato Coelho e de Ana Gonçalves, estado civil: Casado, nascido em 23-10-1955,, freguesia de Moreira do Castelo [Celorico de Basto], nacional de Portugal, BI - 3828267, domicílio: Lugar Castelo,

concelho de Celorico de Basto, e residentes na rua de Além, n.° 78, freguesia

Carvalho, 4890-152 Celorico de Basto

de Macieira da Lixa, concelho de Felgueiras.

com última residência conhecida na morada indicada para, no prazo de 30 dias, decorrido que

MAIS CERTIFICO, por extracto que os justificantes declararam o seguinte: Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrém, do seguinte prédio, sito no lugar da Ribeira, freguesia de Agilde, concelho de Celorico de Basto, não descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho:

seja o dos éditos, contestar, querendo, a ação, com a cominação de que a falta de contestação importa a confissão dos factos articulados pelo autor e que em substância o pedido consiste em ser a ação julgada procedente por provada e ser declarada a nulidade por erro sobre o objecto da aquisição do prédio rústico descrito na Conservatória do Registo Predial de Celorico de Basto

“QUINTAL DA RIBOSA”, composto de terra de cultivo, com a área de

sob o numero 1147 - Freguesia de Carvalho, Denominado “Bouça dos Areais”, Situado no lugar

duzentos e sessenta e nove metros quadrados, a confrontar de norte com

do Castelo, com Área total: 8350m2, Valor Tributável de € 735,82, inscrito na Matriz sob o art°

José Teixeira da Silva, sul com António Joaquim Pimenta Marinho, nascente com caminho de servidão, e de poente com caminho público, inscrito na respectiva matriz, em nome do justificante marido, sob o artigo 2445, com o valor patrimonial e atribuído de duzentos e setenta euros.

227 a confrontar do Norte: Caminho público, António Gonçalves Coelho e herdeiros de António Alves Araújo Pires Sul: caminho público, António Gonçalves Coelho e Joaquim Lopes de Sousa Nascente, caminho público e Joaquim Lopes de Sousa Poente António Gonçalves Coelho, José

Que adquiriram o citado prédio, em dia e mês que não sabem precisar,

António Lopes Marinho e caminho público, adquirido pelo autor por proposta em carta fechada

por volta do ano de mil novecentos e oitenta, por doação meramente

nos autos de execução 249/09.0TBCBT que correram termos no tribunal judicial de Celorico de

verbal ao casal de Manuel Leite da Silva e mulher Laurinda Lopes Teixeira, residentes que foram no Lugar da Ribeira, freguesia de Agilde, concelho de Celorico de Basto. Não tendo sido porém titulada esta aquisição, e por isso não dispõem de título formal que lhes permita fazer prova do direito de propriedade plena. Que, não obstante, eles primeiros outorgantes, desde então, sempre estiveram e se mantêm na posse e fruição do aludido prédio, possuindo

Basto. Mais pede a condenação da exequente naqueles autos, aqui ré Judith Zapatera Pinheiro devolver o montante de € 40.501,08 (quarenta mil quinhentos e um euro e oito cêntimos) pagos pelo autor, tudo como melhor consta do duplicado da petição inicial que se encontra nesta Secretaria, à disposição do citando.

assim o dito prédio em nome próprio e com aproveitamento de todas as

O prazo acima indicado suspende-se, no entanto, nas férias judiciais.

utilidades por ele proporcionadas, nomeadamente cultivando-o e colhendo

Fica advertido de que é obrigatória a constituição de mandatário judicial.

os seus frutos, com ânimo de quem exercita direito próprio, posse essa sem qualquer violência nem oposição de quem quer que seja, ininterruptamente e à vista e com o conhecimento de toda a gente. Que dadas as enunciadas características de tal posse pacífica, contínua

O Juiz de Direito, Dr(a). Helga Gomes O Oficial de Justiça,

e pública, exercida desde o referido ano de mil novecentos e oitenta,

Angélica Silva

adquiriram o aludido prédio por usucapião, titulo esse que por sua natureza

Notas: • Solicita-se que na resposta seja indicada a referência deste documento • As férias judiciais decorrem de 22 de dezembro a 3 de janeiro; de domingo de Ramos à segunda-feira de Páscoa e de 16 de julho a 31 de agosto. • Nos termos do art. 32° do CPC é obrigatória a constituição de advogado nas causas da competência de tribunais com alçada, em que seja admissível recurso ordinário; nas causas em que seja admissível recurso, independentemente do valor; nos recursos e nas causas propostas nos tribunais superiores.

não é susceptível de ser comprovado pelos meios normais, direito este que justificam pela presente escritura, para fins de registo predial. Disseram os segundos outorgantes que por serem verdadeiras, confirmam as declarações prestadas pelos primeiros outorgantes. ESTÁ CONFORME Cartório Notarial de Celorico de Basto, 16 de Novembro de 2012 A Colaboradora da Notária, a) Maria Leite da Costa, 366/5

VENDE-SE

Em Souto Maior, Arnoia, Celorico de Basto, um terreno agrícola com 15.000 m2.

Celorico de Basto - Britelo VENDE-SE Quintinha bom local, próximo da Vila. Trata o próprio

Tem três nascentes de água. Bom local.

Telem. 936 710 365 - 917 658 664

Contatar Telef. 255 381 463

9 h. às 13 h. - 17 h. às 20 h.


21-12-2012

9

O POVO DE BASTO

NATAL

Eu sou boa...na cozinha

Vou falar de religião, Sem maldade e sem malícia, Agora que está chegando A quadra natalícia.

Nesta edição do jornal, irei presentear-vos com uma receita um pouco diferente.

Tarte de alho-francês e bacon Ingredientes:

Já nasceu o Deus Menino, Filho da Virgem Maria. Pra trazer ao mundo inteiro, Paz, Amor e Alegria.

Massa: 250 gr. de farinha; 150 gr. de manteiga vaqueiro;dois ovos pequenos; sal fino q. b.

A ti, Menino Jesus, Faço a minha oração. Pra que haja Paz no mundo, Alegria, amor e compreensão.

Recheio: 1 alho-francês; 150 gr. de bacon; 6 ovos; 2 pacotes de natas; sal e pimenta q. b. Preparação:

Peço ao Menino Jesus, E peço com devoção. Pra nos dar muita saúde, Amor e boa disposição.

Amasse tudo numa tigela até formar uma massa moldável. Reserve. Cozer o alho-francês aos bocados e escorrer. Cortar o bacon aos cubinhos e passar na frigideira. Reserve.

Crianças ao Pai Natal

Juntar os ovos inteiros com as natas, sal e pimenta e mexer bem.

Peço ao querido Pai Natal, E peço em boa maré. Que me mande uma prendinha, Pelo buraco da chaminé.

Estenda a massa com um rolo e farinha e cubra uma tarteira. Distribua na tarteira o alho-francês, o bacon e deite o preparado das natas e ovos. Leve a forno quente cerca de 30 minutos a 180º ou até estar cozida. Nota: O recheio pode ser o que o leitor quiser. Pode substituir o bacon e o alho-francês

Que me jogue uma prendinha Pelo mágico buraquinho E que caia direitinha, Dentro do meu sapatinho.

por queijo e fiambre, etc. Acompanhe com uma salada de alface. Bom apetite.

Também eu peço ao Pai Natal Mensageiro de Jesus. Pra me dar vida, força e luz, Para suportar a minha cruz.

Graciete Silva Para dúvidas, mande um e-mail para: xetasilva@gmal.com

Peixaria CELESTE

S. José e Nossa Senhora, A cavalo no burrito. Com medo dos fariseus, Foram parar ao Egipto.

Peixe Fresco.

Naquela noite gelada, Nossa Senhora deu à luz. Numa gruta de Belém, Nasceu o Menino Jesus.

a melhor qualidade ao melhor preço!

Com o bafo do burrinho, E da vaquinha também. Aqueceram o Menino, O divino Salvador.

Rua Serpa Pinto Edifício Belo Horizonte CELORICO DE BASTO

Numas palhinhas deitado, Muito mal agasalhado. Com o bafo abençoado, O Menino foi salvado.

Deseja aos seus estimados Clientes Boas Festas e um 2013 repleto de Paz, Saúde e Prosperidade.

Andaram de terra em terra, Sem saber do seu destino. A fugir dos seus inimigos Que lhe queriam roubar o Menino. Vamos todos festejar Vamos todos dar as mãos. E vamos mostrar a Jesus, Que somos todos irmãos.

Táxi Simões = Gandarela de Basto de - José Manuel Simões Gomes Tlm. 968 035 736

CELORICO DE BASTO

David Gomes Agilde

Deseja aos seus estimados Clientes Boas Festas e um 2013 repleto de Paz, Saúde e Prosperidade.


10

21-12-2012

O POVO DE BASTO

O AFÁVEL BURRINHO DO PRESÉPIO DO SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DA LAPA

Por P.e Manuel Oliveira Couto

Agora que surgiram umas informações aldrabonas

erguidas.

É assim mesmo. Amemos Jesus muito a sério. Não sejamos apenas alunos mas DISCÍPULOS. Estudemos mais o EVANGELHO. Será muito útil seguir o livro do grande evangelizador P.e Dário Pedroso S. J. - “Evangelho diário 2013”, Editora A.O. - Que custa apenas 2 euros +/- e encontra-o nas paróquias. Desejo a todos Feliz Natal e Ano Novo cheio de

sobre a presença do jumento e da vaca no Presépio

Mas, depois desta inflexão erudita na História

Natalício, resolvi partilhar com os meus leitores uma

Mariana em Portugal, voltemos ao presépio, a esse

reflexão sobre o burrinho do presépio da Lapa que

E também, neste ano de crise, ano de PROPRIEDADES!

famoso presépio dos vários que há no país do escultor

provém da “Escola” Machado de Castro.

Machado de Castro que também foi excelente barrista

Não esqueçam que estamos no ANO DA FÉ. E “A FÉ

Falo com conhecimento de causa, pois considero-me

e, com a sua “escola artística,” deixou-nos presépios

fonte limpa e de argumentação segura — não como a de

admiráveis dos quais conheço melhor esse do Santuário

alguns escrevinhadores que despejam na comunicação

da Lapa, o da Sé de Lisboa e também o da Basílica

social afirmações não verificadas e propalam o contrário

da Estrela que ocupa uma grande sala e ao qual nos

daquilo que foi realmente dito. Quero com isto aludir ao

podemos referir posteriormente. Acrescente-se que a

que têm afirmado que o “Papa disse” que o burro e a

Basílica da Estrela, mandada construir pela rainha D.

vaca não pertencem ao Presépio, quando Sua Santidade

Maria, em honra do Sagrado Coração de Jesus (que foi

afirmou o contrário — “nenhuma representação do

das primeiras e mais imponentes Igrejas do mundo a

presépio prescindirá do boi e do jumento “(cf. Joseph

Ele dedicadas — nas quais se inclui também a famosa

Ratzinger – Bento XVI – “ JESUS DE NAZARÉ – A Infância

Basílica du Sacré Coeur no bairro de Montmarte em

de Jesus” - pag. 62 —Principia Editora /2012).

Paris). É interessante destacar que a Basílica da Estrela

Já preguei várias novenas (em Junho e Agosto) nesse

está situada na paróquia de Nossa Senhora da Lapa

famoso Santuário – situado na Serra da Lapa/ concelho

de Lisboa e até há uma Rua de Santo António à Lapa.

de Sernancelhe – que teve origem no encontro de uma

Para complementar esta informação e não deixar os

imagem de Nossa Senhora que foi escondida, entre

portuenses desconsiderados também lembro que no

uns penedos, no tempo das invasões muçulmanas…

Porto há uma grande Igreja da Lapa que tem um dos

Foi encontrada por uma menina muda que guardava o

maiores órgãos modernos de Portugal e fica junto ao

rebanho. Isto foi em 1498 – data em que D. Vasco da

hospital da Ordem do mesmo nome...

Gama chegou à Índia, esse grande navegador que queria enveredar pelo caminho do secerdócio e até recebeu tonsura eclesiástica.

Colégio Missionário dos Jesuítas Esta história é conhecida em todo o mundo,

porque lá funcionou um famoso Colégio de Jesuítas

UM BURRINHO SUPER INTELIGENTE

Mas regressemos ao protagonista desta história que é o famoso Burrinho — que não merece que lhe chamemos simplesmente jumento, jerico ou, ofensivamente, asno !...

que espalharam a devoção a Nossa Senhora da Lapa em

Então, já que prendi o leitor até agora atento a esta

todas as terras aonde chegaram e foram muitas, tanto

prosa, vou revelar-lhe o pormenor muito especial desse

em Portugal como em qualquer continente. O escritor

fantástico presépio que no meio de um variadíssimo

Aquilino Ribeiro frequentou esse colégio que até ficava

figurado popular, que até incluiu uma tasca com os

perto da sua terra natal.

estudantes de Coimbra e as respectivas guitarras além

Das muitas vezes que visito esse histórico Santuário

de variadas lojinhas, tem a figura dum burrinho super

fico encantado com as suas maravilhosas imagens e

inteligente! É que esse simpático e prestável burrinho,

dos seus inesquecíveis altares. Tem, debaixo de um

que até terá sido o transporte de Nossa Senhora para

penedo a bela figura de Nossa Senhora da Lapa, com o

Belém — Ela, ainda transportando dentro de si o Deus

Menino ao colo, embora seja mais conhecida, em várias

Menino — está lá, juntinho ao Menino Jesus, abrindo

Igrejas, por exemplo em Braga (na Arcada) e na Póvoa de

generosamente a sua longa boca para deitar o máximo

Varzim (paróquia da Lapa) sem Menino Jesus e de mãos

de bafo para aquecer aquele Menino, que veio nascer

erguidas, com traje do Sec. XVII. Há também o famoso

para nós num mundo tão frio como o de hoje e

Menino Jesus da Lapa, vestido com trajes napoleónicos

encontrou tudo congelado, por falta de “calor humano”

e respectico chapéu. ESTÁ SEGURANDO O MUNDO E

digo por falta de caridade verdadeira.

ABENÇOANDO O POVO! É das recordações preferidas pelos que visitam a casa das Estampas desse Santuário.

A Imagem de Nª. Srª. de Fátima relacionada com N.ª Sr.ª da Lapa

Até lembro que uma das imagens que inspiraram o escultor José Ferreira Thedim — que criou a famosa

SAIBAMOS ACOLHER JESUS E VEJAMOS QUE ATÉ OS IRRACIONAIS DÃO LIÇÕES aos que se dizem racionais! Ofereçamos ao Bem-vindo Menino o nosso amor, dedicação e carinho como a melhor prenda. Não esqueçamos esta linda quadra de um cântico bem português que assim nos diz:

prosperidades...

OU SE APEGA OU SE APAGA”! — Esta frase, em estilo slogan publicitário (e é preciso publicitar ou anunciar o Evangelho) é atribuída ao grande pregador P.e António Vieira. Como prenda de Natal quis oferecer esta composição, estrela de muitas pontas, como a estrela da Basílica da Natividade, em Belém, apontando todas as direcções! Os meus sagazes leitores já repararam que usei a táctica dos locutores de TV que apresentam o título de uma notícia e só a desenvolvem lá para o fim para manterem os espectadores na espetativa.... QUE O MENINO JESUS DA LAPA NOS ABENÇOE ! Vinde, vinde ó Deus Menino Nascer em meu coração: Tomai dele inteira posse Tende-o na vossa mão! Pe. Manuel de Oliveira Couto (pe.manuelocouto@ gmail.com) CADERNOS NOVA EVANGELIZAÇÃO - NATAL 2012 N. B.: Procure tirar muitas fotocópias deste texto para divulgar entre amigos e em geral. Coloque-o em lugares de encontro. Trata-se também de defender o Santo Padre tão difamado e injuriado por pessoas que até se afirmam cristãs… Se pretender um POSTER de pano, sobre o ANO DA FÉ - ideal para o ambão das igrejas e para salões, PODE CONTACTAR 966 351 076. Oferecem-se folhas/ calendário - em formato A3 - para salas de reuniões, de catequese e até para as casas. Tudo é EVANGELIZAÇÃO! Escrevi estas linhas como disse para DEFENDER O NOSSO QUERIDO PAPA que era “o braço direito do beato João Paulo II. Indo por uma avenida da Póvoa de Varzim, deparei-me com uma Senhora que estava à porta da sua loja a apanhar sol, juntamente com umas amigas e a BARAFUSTAR, acintosamente , contra o Papa, “porque tirou o burro e a vaca do presépio” Disse-lhes que não foi assim, mas elas retrocaram. “ENTÃO VEJA A TV, OUÇA A RÁDIO E LEIA OS JORNAIS” (... e logo eu que fundei uma Rádio Regional, vários jornais, inclusive um regionalista de notável expansão e sou inveterado leitor da imprensa...). Então decidi recorrer à minha esferográfica e às teclas do PC, para aclarar assunto, rodeando-o de bonomia e júbilo natalício! Creio que consegui fazer sorrir o meu leitor que, daqui em diante, não dispensará o pachorrento burrinho e

imagem de Nossa Senhora de Fátima, à base das

— “ De todo o rebanho / O mais lindo anho / Lhe

aternurenta vaquinha (não turina), EMBORA AS FIGURAS

indicações da Irmã Lúcia — era uma imagem de Nossa

leva o pastor / A mais rica prenda / Que Jesus pretenda

CENTRAIS SEJAM O MENINO JESUS, COM SUA MÃE E O

Senhora da Lapa vestida de branco e também de mãos

/ É o nosso amor.”

PAI ADOPTIVO S. JOSÉ.


21-12-2012

11

O POVO DE BASTO

No âmbito da Federação Europeia de Fotógrafos Profissionais

“O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

Nicolau Bacelar recebeu Menção Honrosa MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO Direção Regional da Economia do Norte Contribuinte n.º 600 065 367

EDITAL

CAC / 245 Faço saber que GASOBASTO COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES, LDA, pretende obter licença para uma instalação de combustíveis constituída por Armazenagem de Combustíveis Líquidos destinada a Enchimento de taras/cisternas, sita em E.N.210, ao km 1+100 sentido Amarante - Arco de Baúlhe Os trabalhos de autoria do fotógrafo Nicolau

desta forma, com milhares de fotografias o quo-

- Lugar de Crespos, freguesia de Britelo, concelho de Celorico

Bacelar foram reconhecidos recentemente pela

tidiano da vida do município e a história da nossa

de Basto e distrito de Braga.

FEP – Federação Europeia de Fotógrafos Profis-

terra, para gerações futuras.

A referida instalação encontra-se abrangida pelas disposições

sionais, sediada na Bélgica, com uma Menção Honrosa que premeia o conjunto de imagens que apresentou. A FEP com as diversas qualificações que atribui

Dos doze trabalhos fotográficos apresentados

do Decreto-Lei n.2 267/2002, de 26 de Novembro e Portaria n.º

a concurso de “reportagem social”, selecionamos

1188/2003, de 10 de Novembro, que estabelecem os procedi-

quatro imagens que consideramos serem verda-

mentos de licenciamento das instalações de armazenamento

deiramente espectaculares.

de produtos derivados do petróleo e postos de abastecimento

visa reconhecer e premiar a excelência do trabal-

de combustíveis e pelos respetivos regulamentos de segurança.

ho dos fotógrafos profissionais europeus.

Em conformidade com as disposições da referida Portaria, con-

Nicolau Bacelar revela uma paixão e talento

vidam-se as entidades singulares ou coletivas a apresentar por

para a fotografia, e ao longo dos últimos anos,

escrito, dentro do prazo de 20 dias contados da data de publi-

tem registado com a sua máquina diversos ac-

cação deste edital, as suas reclamações contra a concessão da

ontecimentos sucessivos na região, eternizando

licença requerida. Porto, 06-12-2012 Chefe de Divisão de Combustíveis a) Sérgio Ernesto Oliveira Ferreira Rua Direita do Viso, 120 4269-002 PORTO Telef: +351 22 619 20 00 Fax: +351 22 619 21 99 www.dre-norte.min-economia.pt ensino

encontra-se

com

o

Pedagógica da Academia de

reconhecimento definitivo do

Música, Carla Lopes, e do

Ministério da educação e leciona

presidente do Agrupamento de

cursos oficiais a dezenas de

Escolas, Marcelino Mota.

alunos.

Academia de Música de Celorico de Basto com espaço requalificado “Sei que só é possível chegar a este patamar pela persistência,

Os

As cerimónias começaram

convidados

visitaram

o novo espaço, agora, com

com uma missa cantada pela

melhores

Academia de Música tendo

lecionar as diferentes aulas da

sido concelebrada pelo padre

Academia. Para abrilhantar e dar

condições

para

Machado e pelo padre Carlos

cerimónias de inauguração das

“Agradeço a colaboração do

a conhecer, a quem ainda é leigo

Macedo na igreja de nossa

obras de requalificação.

nas atividades da Cooperates,

município que sempre apoiou

Senhora da Conceição com a

a inauguração foi abrilhantada

presença de dezenas de pessoas

pelos

quando se acredita no que se

O dia 24 de novembro

este projeto desde a altura

faz e se faz bem. A Cooperartes

foi a data escolhida para as

em que o atual presidente era

que se mostraram maravilhadas

diferentes que interpretaram

é uma instituição de interesse

cerimónias

inauguração

vereador, um projeto que um dia

com os cânticos entoados.

um tema de uma dança clássica

público e é muito importante

das obras de requalificação do

foi um sonho e que vemos agora

testemunhar

evolução.

espaço que acolhe a Cooperartes

realizado”, referiu. “Saliento a

Uma evolução que é apoiada

– Cooperativa de Ensino Artístico

importância

de Basto, CRL.

um trabalho sólido e minucioso

esta

pela Câmara Municipal porque queremos caminhar lado a lado para que todos possam ter acesso à música e à dança,” palavras do

de

Segundo Carla Lopes, Diretora Pedagógica da Academia de Música de Basto, trata-se de um

presidente da Câmara Municipal,

projeto que um dia foi um sonho

Joaquim Mota e Silva, nas

e que agora é uma realidade.

em

desenvolver

que contribua ativamente para o

desenvolvimento

cultural

através da música e da dança” concluiu a diretora. Este

estabelecimento

de

O placa

descerramento inaugurativa

da

decorreu

alunos

de

idades

muito valorizada pela Academia, o Ballet.

imediatamente após os discursos

As cerimónias terminaram

protocolares de agradecimento,

com a degustação de castanhas

uma tarefa a cargo do presidente

assadas,

da Câmara Municipal de Celorico

magusto a recordar um mês em

de Basto, Joaquim Mota e Silva,

que se vive efusivamente, as

da presidente da Cooperates,

tradições do S. Martinho.

Cristiana Moreira, da Diretora

uma

espécie

de


12

21-12-2012

O POVO DE BASTO

Um Campeão de... Pombos HUGO ARADA ter

para recolher os borrachos que

muito, para este jovem, onde

gosto pelos pombos quando

mais tarde sze transformavam

o vício é simplesmente os

acompanhava a sua mãe que ia

em pombos.

pombos.

Cedo

começou

a

fazer a limpeza a um pombal de

Começou por concorrer ao campeonato

um vizinho. Ao nascerem os “borrachos”

Desportivo

de

Columbofilia em 2001.

- alguns deles eram tirados

Para o Hugo é o desporto

para “fora - o Hugo, isto com

mais bonito que existe, mas

três anos, não aceitava muito

muito exigente.

bem esse fim aos borrachos.

despesas são enormes, sendo

Levava-os consigo... A

grande

paixão

Para além do gosto, as

pela

tudo pago pelo Hugo Arada.

Este

jovem

tem

neste

momento oito pombais, com as condições necessárias e de bom gosto, onde os pombos são felizes. Actualmente conta com... 300 pombos!

Hugo Arada com a mãe e a namorada

Em Celorico de Basto existe um número considerável de

Nome: Hugo Miguel Teixeira

competir.

Não só de futebol vive o

praticantes desta modalidade.

Homem, por isso faço um apelo

Que todos juntos vençam com

Nasceu: 5/Janeiro/1989.

sempre:

Campeão

geral,

Com doze anos começou

a todos os que gostam deesta

desportivismo e que levem

Naturalidade: Celorico de

Campeão

Meio

fundo,

a trabalhar como aprendiz de

modalidade, que patrocinem o

Celorico de Basto a “voar” cada

de

Fundo

carpinteiro no Sr. Albano, onde

Hugo.

vez mais longe...

Columbofilia

começava

a

nascer.

fazia as respectivas casinhas

Uma pequena ajuda será

Perfil:

ASSOCIAÇÃO COLUMBÓFILA DE BASTO ENTREGOU PRÉMIOS DA ÉPOCA 2012

Arada.

Melhor

Basto.

Tricampeão

Profissão: Carpinteiro.

Entre os convidados esta-

ção para entrega de prémios

Municipal de Celorico de Basto,

vam os presidentes de Junta de

da campanha de 2012 da As-

Prof. Fernando Peixoto esteve

Britelo, Arnoia e Ourilhe.

sociação Columbófila de Basto,

presente nesta confraterniza-

No fim do almoço proce-

realizou-se no Parque Lúdico

ção e disse do interesse que

deu-se ao habitual leilão de

de Feixieiro. Foram mais de

esta actividade tem para o nos-

borrachos, a favor da Associa-

uma centena de convivas entre

so concelho.

ção.

columbófilos desta Associação e de outras congéneres. O vereador do pelouro do

Realçou o contributo deste

O grande vencedor da épo-

evento para a dinamização da-

ca de 2012 foi o jovem Hugo

quele agradável espaço.

Arada.

-

2011

-

2012).

Pontos

1.º - Hugo Miguel Teixeira Arada

.

.

3.272

2.º - Carlos Alberto C. Oliveira .

.

.

3.166

3.º - Laurentino Teixeira Cunha

.

.

2.857

4.º - Abílio Costa Alves Bastos .

.

.

2.632

5.º - Francisco Paulo B. Oliveira

.

.

2.429

6.º - Ricardo Armando G. Lopes

.

.

2.102

7.º - José Alberto Bastos Silva .

.

.

1.768

8.º - Fernando Costa Alves Bastos

.

.

1.600

9.º - Luís Duarte Simões G. Cunha

.

.

1.542

10.º - Rui Jorge Mota Bastos .

.

.

1.098

11.º - José Luís G. Afonso

.

.

.

970

12.º - José Júlio Alves Pereira .

.

.

913

13.º - Sérgio Manuel P. Silva .

.

.

900

14.º - António Moura Coutinho

.

.

733

15.º - Adelino Bernardo G. Mota

.

.

595

16.º - Artur Silva Ferreira

.

.

147

1.º - Carlos Alberto 2.º - Hugo Arada

Pontos

1.065

1.054

3.º - Laurentino Cunha 1.010

CLASSIFICAÇÃO MEIO-FUNDO Pontos

1.º - Hugo Arada

1.101

2.º - Carlos Alberto

1.020

3.º - Francisco Oliveira 1.017

de

Perpétua Carvalho

CLASSIFICAÇÃO GERAL

Paulo Mota, Prof. Fernando Peixoto, Laurentino Teixeira da Cunha e Abílio Costa Alves Bastos

Desporto e Cultura da Câmara

(2010

Currículo: 2001, começou a

CLASSIFICAÇÃO VELOCIDADE O almoço de confraterniza-

classificação

.

CLASSIFICAÇÃO FUNDO

Pontos

1.º - Hugo Arada

1.117

2.º - Carlos Alberto

1.081

3.º - Laurentino Cunha

938


21-12-2012

13

O POVO DE BASTO

Clube de Caça e Pesca de Celorico de Basto comemorou 25 anos Foi

em

ambiente

de

amena cavaqueira, convívio e muito boa disposição que decorreu, no passado sábado, dia 8 de Dezembro, o jantar comemorativo dos 25 anos do Clube de Caça e Pesca de

José Ribeiro, Francisco Magalhães Costa e Joaquim Mota e Silva

Celorico de Basto (CCPCB). Cerca

de

meia

centena

simpatizantes

histórico”, além da presença

ultrapassando as suas próprias

associaram-se às “bodas de

de uma atleta do CCBCP na

barreiras geográficas para ser

prata” daquela colectividade,

selecção

Aludiu,

hoje conhecido e respeitado de

abrilhantada

presença

ainda, à modalidade de Tiro

norte a sul do país!, sublinhou.

Câmara

Desportivo, onde o clube tem

Também presente nesta

Municipal de Celorico de Basto,

participado, anualmente, no

cerimónia esteve o presidente

Joaquim Mota e Silva, que, na

Circuito Inter-clubes / Norte.

da Associação Regional do

de

do

sócios

e

pela

presidente

da

oportunidade,

enalteceu

Nacional.

Francisco Magalhães Costa,

o

trabalho associativo do CCPCB,

presidente

quer a nível do enriquecimento

(ARNPD),

António

Geral do CCPCB, avaliou os 25

que,

sua

do seu património, quer a

anos da associação como um

enalteceu o CCPCB, sem deixar

nível da dinamização das suas

tempo de “luta, adversidades,

de relembrar a velha aspiração

actividades desportivas.

resistência e muita ambição”

do clube na criação de um

na

pista internacional de pesca

“O CCPCB é um exemplo

José Ribeiro e Joaquim Mota e Silva

de associativismo, fruto de muito e

trabalho,

credibilidade

empenho dos

seus

dirigentes ao longo destes últimos 25 anos de existência. Da nossa parte, poderá sempre contar com o nosso apoio na

prossecução

dos

seus

e

Silva

objectivos”, disse. Joaquim

Mota

acrescentou que sempre se manifestou um “observador atento”

do

trabalho

das

associações do concelho e,

trabalho”,

recordando, a propósito, os

por pessoas “incansáveis” e

apoios dados pelo município

“lutadoras”, que fizeram do

na criação de alguns projectos

seu

da associação.

um espaço aberto a todos os

Já o presidente da direcção do

CCPCB,

José

Ribeiro,

protagonizados

complexo

associativo

celoricenses. Realçou

as

actividades

resumiu um pouco a história da

desenvolvidas pelo clube ao

colectividade, recordando os

longo destes 25 anos, em

seus fundadores – alguns deles

especial, a Pesca Desportiva,

já falecidos – e o crescimento

onde o clube participou, este

do clube ao longo dos tempos,

ano, na 1.ª Divisão Nacional,

considerando-os

considerando

de

“muito

“um

o

Assembleia

concretização

projectos,

no caso concreto, do CCPCB,

da

Norte de Pesca Desportiva

tendo

em

redimensionamento

complexo

associativo,

de vista do

na

Barbosa,

intervenção,

desportiva. Estas

comemorações

hoje

serviram para o CCPCB premiar

visto, em sua opinião, como

alguns dos seus dirigentes com

um

medalhas alusivas ao acto

“projecto

modelo

de

associativismo”. “O

Clube

comemorativo. nasceu

do

M. C.

nada, cresceu e afirmou-se,

(fotografias de Nicolau Bacelar)

marco

José Ribeiro e António Barbosa


14

21-12-2012

O POVO DE BASTO

Delegação da Cruz Vermelha da Gandarela comemorou 25 anos de existência

A Junta e Assembleia de Freguesia de Basto (S. Clemente) deseja um Santo Natal e um Ano Novo cheio de prosperidades.

Para tornar o momento

nossas possibilidades e de for-

forma de homenagem aos so-

marcante a delegação da Cruz

ma a ajudar a criar as melhores

corristas falecidos.

Vermelha da Gandarela come-

condições para os profissionais

Como forma de agrade-

morou, no passado dia 16 de

e voluntários terem condições

cimento pelos serviços pres-

Dezembro, com uma cerimónia

dignas de trabalho,” palavras

tados, a Câmara Municipal

solene, 25 anos de existência

do presidente da Câmara Mu-

atribuiu à delegação da Cruz

na vila de Gandarela.

nicipal, Joaquim Mota e Silva,

Vermelha da Gandarela uma

um dos convidados da cerimó-

medalha de mérito grau ouro,

nia.

após aprovação por unanimi-

“É uma honra fazer parte das comemorações de uma instituição que colabora de forma

As comemorações das bo-

dade em reunião de Câmara

voluntariosa sempre dedicada

das de prata desta instituição

de 3 de janeiro. Uma tarefa a

à causa humanitária e à solida-

iniciaram no dia 2 de dezembro

cargo do presidente da Câmara

riedade para com os mais ca-

com a colaboração do corpo ac-

Municipal de Celorico de Basto.

renciados, prestando notáveis

tivo da Cruz Vermelha da Gan-

Segundo o presidente da

e relevantes serviços ao muni-

darela nas missas de domingo

Cruz Vermelha da Gandare-

cípio, contribuindo para uma

nas freguesias da sua área de

la, Luís Sousa, trata-se de um

melhoria nas condições de vida

abrangência. E terminaram no

“momento marcante para a

da sua população. Tudo fare-

dia 16 de Dezembro, com uma

instituição, são 25 anos de mui-

mos para colaborar com esta

missa seguida de uma roma-

to trabalho, muita dedicação e,

instituição de acordo com as

gem ao cemitério local como

sobretudo, muita vontade em

O Executivo da Junta de Freguesia de Britelo deseja um Santo Natal e um Ano Novo cheio de prosperidades.

A Junta de Freguesia de Gémeos deseja um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de prosperidades. ajudar quem precisa de forma

Gandarela e outros objetos que

voluntariosa ao colocar a vida

fazem parte das memórias da

dos outros à frente da sua pró-

instituição.

pria vida” concluiu.

Neste momento, a Delega-

Todos os convidados pu-

ção da Cruz Vermelha da Gan-

deram ainda, visualizar uma

darela conta com 35 elementos

exposição com fotografias de

do corpo activo e é presidida

momentos marcantes dos vo-

por Luís Sousa.

luntários da Cruz Vermelha da


CELORICO DE BASTO Uma ronda pelas freguesias...

CARVALHO Coordenação: Orlando Silva Fotografias: Nicolau Bacelar Suplemento do Jornal O POVO DE BASTO, n.º 308 de 21 de Dezembro 2012

A

freguesia de Carvalho, com uma área de 7,51 Km2, dista cerca de onze quilómetros da sede do concelho de Celorico de Basto. O seu topónimo, muito provavelmente, prende-se com a proliferação e a existência de grandes manchas de carvalhos nos montes e matas da freguesia. Carvalho, como muitas outras terras, foi uma Vila Romana, desconhecendose o nome do seu fundador. Esta ideia é sustentada na aparição de vestígios do domínio romano, pois foram encontradas em 1930 inúmeras moedas do Baixo Império Romano, atribuídas ao século IV d.C. período de Constantino, que foram estudadas pelo arqueólogo cónego Arlindo Ribeiro da Cunha. Carvalho no tempo de D. Afonso Henriques foi abadia da Mitra e Couto de Mem Pais de Carvalho, pelo que poderemos estar perante um antropónimo, já que era usual atribuir-se o nome do senhor à terra que lhe pertencia. Durante o reinado de D. Sancho II (1207-1248), Martim de Carvalho, um nobre cavaleiro medieval do Reino de Portugal, viveu nestas terras e recebeu a Honra de Carvalho, que lhe foi confirmada pelo rei D. Dinis I,

sexto rei de Portugal, aquando das Inquirições de 1290. Foi com Martim de Carvalho também conhecido como Martim Pires, que se deu o início à separação da família Carvalho, dando origem à dos Carvalhos de Basto. O seu nome medieval, ao tempo das Inquirições de D. Afonso III, em 1258, era Carvallo. Estas fazem também referência a um “Coutum de Mamoua; uma petra caballo e petra superposita” – talvez se tratassem de dólmenes. As terras que hoje constituem a freguesia de Carvalho, em 1719 foram doadas ao Marquês de Valença. No que concerne ao património eclesiástico destacamos a Igreja Paroquial de S. Miguel de Carvalho, de bom traçado arquitectónico e reconstruida em 1845, e a Capela de Santa Bárbara, situada no alto de um outeiro, com uma paisagem deslumbrante. Julgase que a construção primitiva será do século XVII e que terá sofrido algumas intervenções ao longo dos anos. Também no lugar de Covas, existe uma Capela erguida em 1857, a julgar pela inscrição no lintel da porta, e dedicada a Santo Afonso Maria de Ligório, fundador dos Padres Redentoristas. Na quinta e casa da Aldeia,

construída no século XVII, existe a imponente Capela de Nossa Senhora da Conceição. Em tempos foi propriedade de família de Bispos e pessoas ligadas à Igreja Católica, tendo nascido aqui, em 27 de Janeiro de 1863, o Monsenhor Manuel Marinho, autor de várias obras didáticas e religiosas e devoto comentador do célebre livro “Imitação de Cristo”. De salientar o casal de beneméritos Joaquim Marinho Queirós e Joaquina Silvares de Queirós que doaram ao Estado, por disposição testamentária, a casa da sua residência no lugar da Feira, destinada a escola primária; obras avultadas no cemitério local; o primeiro troço de uma estrada camarária; a construção de um fontenário, entre outras. Estas acções de benemerência, realizadas no primeiro quartel do século XX, ainda hoje servem a população. A dinâmica empresarial da freguesia e a proximidade a concelhos mais industrializados levou à criação da Zona Industrial de Carvalho, onde estão instaladas várias empresa que dão emprego a muitas pessoas. O Hipódromo Municipal de Celorico de Basto está instalado nesta freguesia e tem sido palco de várias provas a contar para o campeonato nacional. Como curiosidade, refere-

S. MIGUEL, PADROEIRO DE CARVALHO

A imagem de S. Miguel venerada na Igreja Paroquial de Carvalho, sublinha os atributos do Arcanjo como Chefe das Milícias celestes, um protector da Igreja de Deus, evidenciado na armadura brilhante composta apenas de elmo e couraça e uma lança comprida, contra os embustes e ciladas do demónio. A Igreja Católica ensina que os anjos, como Santos mensa-

geiros de Deus, desempenham uma missão especial, sendo defensores, do corpo e da alma, em todos os perigos, principalmente na hora da morte e S. Miguel é o primeiro e mais eminente dos espíritos celestiais. S. Miguel é tal como S. Rafael e S. Gabriel, um Anjo de ordem superior, com culto antiquíssimo na Cristandade, que vem do século IV da era Cristã.

se que a freguesia de Carvalho também está ligada à vida do Santo Nuno Álvares Pereira – que foi senhor das Terras de Basto. No lugar de Pousada, havia oito casais e uma quintã que pertenceu à família de Egas de Moniz o Aio e já no final do século XIV era dos avós de Leonor de Alvim, que poderia muito bem ter-se chamado Leonor de Pousada, não tivesse Pedro Soares de Pousada mudado deste lugar, para o de Alvim onde construiu o solar da família. D. Nuno Álvares Pereira casou em 1376 com D. Leonor de Alvim, mulher rica e bonita, viúva de Vasco Gonçalves de Barroso, alcaide do castelo de Montalegre. Segundo a tradição, a primitiva igreja era no lugar de Robalde, junto à casa do Cabo, onde actualmente é um campo chamado “Chão Ferreira”, no qual já apareceram alguns vestígios de sepulturas. Contase que duas irmãs bonitas e solteiras, provenientes de uma família abastada, habitualmente frequentavam a igreja ocupando sempre o mesmo lugar. No final da celebração de uma missa, o pai das jovens, um fidalgo e grande proprietário aguardava-as à saída da igreja. Dado que tardavam a sair, decidiu entrar e estupefacto verificou que as suas filhas estavam literalmente coladas No antigo Testamento é frequentemente citada a importância destes instrumentos dos desígnios de Deus, desde a expulsão do Homem do Eden após a desobediência, até às premonições de S. João, no Apocalipse, cabendo justamente a S. Miguel a missão de guiar as almas, no Julgamento final. S. Miguel é o Arcanjo paladino de Deus, vencedor de Satanás, revelado contra Deus-Criador. Por isso mesmo, S. Miguel é tido como o Príncipe dos exércitos celestiais, e como tal, também o protector da Igre-

Igreja Paroquial de Carvalho aos bancos, naturalmente por malícia do pároco daquela época. O objectivo era claro, o fidalgo não gostou e considerouse muito ofendido na sua honra e no prestígio da família. No domingo seguinte, o fidalgo assistiu à missa num lugar do coro e após a comunhão, matou o pároco com um tiro. Com esta situação, teve que desaparecer em seguida deixando ficar um legado dos seus vastos domínios com a condição da igreja ser transferida para onde está actualmente, junto da sua habitação que passaria a ser a residência paroquial. O brasão da freguesia com o ramo de carvalho traduz a origem do seu nome, com a imagem da balança faz alusão ao seu padroeiro S. Miguel, e o cesto representa a sua tradição artesanal. ja de Deus. O culto de S. Miguel acompanhou entre nós a difusão do Cristianismo. O nosso primeiro rei, D. Afonso Henriques, instituiu em 1167 uma Ordem Militar denominada justamente por Ordem Militar de S. Miguel da Ala, como voto de agradecimento ao Chefe das Milícias celestes pela ajuda e alento do Arcanjo recebidos nas lutas contra os mouros. S. Miguel é o patrono dos agonizantes, o guia das almas dos defuntos para o céu e a sua comemoração festiva é no dia 29 de Setembro.


II

UMA RONDA PELAS FREGUESIAS

Pároco da freguesia

Património Arquitectónico

Igreja Paroquial de S. Miguel de Carvalho Feira Capela de Nossa Senhora da Conceição Pousada Capela de Santa Bárbara Robalde Capela de Santo Afonso Maria Ligório Covas Casa da Aldeia Cabreira Casa e Quinta da Aldeia Pousada Casa do Cabo Robalde Casa do Campo Campo Casa de Casais de Cima Casais Casa do Casal Covas Casa do Cubal Covas Casa do Eido Covas Casa das Fontinhas Covas Casa dos Lameirinhos Covas Casa de Leiras Covas Casa d0 Outeirinho Casais Casa dos Pardieiros Covas Casa do Paço Pousada Casa da Portela de Baixo Robalde Casa da Portela de Cima Robalde Casa de Santa Bárbara Robalde Casa de S. Martinho Cabreira Casa de Subinha Subinha Alminhas do Assento Feira Alminhas da Cabreira Cabreira Alminhas do Cemitério Matinho Alminhas de Covas Covas Alminhas de Pousada Pousada Alminhas de Silvares Silvares Cruzeiro de Carvalho Assento Cruzeiro dos Centenários Matinho Cruzeiro de Robalde Robalde Edifício Sede da Junta de Freguesia Feira Espigueiro de Coval Covas Espigueiro de Lamas Lamas Espigueiro da Quinta do Passo Pousada Fonte da Portela Robalde Fonte do Queirós Feira Fonte de Santa Bárbara Robalde Moinhos da Aldeia Cabreira Moinho da Aldeia Pousada Moinho do Casal Covas Moinhos de Covas Covas Moinho do Cuval Covas Moinho da Portela de Baixo Robalde Moinho de Silvares Silvares

PATRIMÓNIO ARQUEOLÓGICO

(Uma selecção da carta do Património Arqueológico)

Povoado do Calvêlo Cabeços de Pena Grande Abrigo de Casais Igreja e necrópole de Chã Ferreira Mamoa de Robalde / Chã das Arcas Tesouro de Carvalho Necrópole megalítica de Outeirões Campo da Cruz 1 Calçada Outeiro Mendo / Quelha da Boavista Calçada de Covas Calçada Campo da Cruz 2 Habitat da Veiga

Colectividades / Instituições

Associação Estrela da Amizade Associação Recreativa e Cultural de Carvalho Unidos de Carvalho Zés Pereiras de Carvalho

CARVALHO

P.e Alexandre Agostinho Teixeira de Sá

Alexandre Agostinho Teixeira de Sá nasceu em 9 de Março de 1978 em Vila Nova de Famalicão. É filho de Joaquim Alves de Sá e de Maria Rosa Pereira Teixeira Sá. Iniciou a sua formação elementar na Escola Mista de Bairro, em Famalicão, concluindo o 9.º Ano no Externato Delfim Ferreira, em Riba d’Ave. Frequentou o ensino secundário e conclui-o em 1996 na Escola Secundária Tomaz Pelayo, em Santo Tirso na área das ciências económicas e sociais. Nesse ano candidata-se à Licenciatura em Gestão de Empresas, na Universidade do Minho, concluindo-a no ano lectivo de 2000/2001, com 23 anos. Nesse ano inicia a sua formação em ordem ao sacerdócio como seminarista no Seminário Conciliar de Braga e como aluno da Licenciatura em Teologia, na Faculdade de Teologia (Braga), da Universidade Católica Portuguesa. Concluída

a licenciatura frequenta o Curso de Teologia Pastoral no Seminário Conciliar, no ano lectivo de 2006/2007. Em 2010 iniciou a parte escolar do Doutoramento em Teologia, na área da Doutrina Social da Igreja, na Faculdade de Teologia (Porto), da Universidade Católica Portuguesa. Paralelamente à sua formação académica desenvolveu a sua formação musical e artística na Fundação Castro Alves (Famalicão), na área de canto, violino, viola de arco, música de câmara, cavaquinho e declamação. Foi ainda dirigente associativo do GNG – Grupo Nova Geração e ANE – Associação Nova Esperança (Famalicão) e Associação de Estudantes da Faculdade de Teologia de Braga. Tem diversos artigos publicados em periódicos locais e em revistas de cariz científico. A sua actividade pastoral até à ordenação diaconal concentrou-se na paróquia de S. Pedro de Bairro (Famalicão), onde viveu desde os 4 anos de idade, nas áreas da pastoral profética, litúrgica e caritativa. Foi nomeado Ministro Extraordinário da Comunhão por

ACTIVIDADES ECONÓMICAS

Agência funerária Agricultura Agro-turismo Armazém de mercearia e bebidas Calçado Carpintaria Cestaria Comércio de materiais de construção Comércio tradicional Construção civil Pirotecnia Restauração Serração de madeiras

FESTAS E ROMARIAS

Festa de S. Miguel 29 de Setembro Festa de Santo António 13 de Junho Festa de Santa Bárbara 2.º domingo de Agosto Festa de Santo Afonso 1.º domingo de Maio Feira Anual e Concurso Pecuário 13 de Junho Corrida de Cavalos Agosto

D. Eurico Dias Nogueira, a 13 de Junho de 1999, com apenas 21 anos. Foi ainda colaborador nas paróquias de S. Tiago da Cividade e de S. Vítor, na cidade de Braga. A 13 de Abril de 2008 foi ordenado diácono pelo Arcebispo Primaz, D. Jorge Ortiga, na Cripta do Sameiro, sendo enviado para o arciprestado de Celorico de Basto para realizar o estágio diaconal sob a orientação do Padre Dr. Albano Fernandes Costa, nas paróquias de Ribas e de Basto S. Clemente. Recebeu a ordenação presbiteral das mãos do mesmo Arcebispo, na Cripta da Basílica do Sameiro, a 19 de Julho de 2009, celebrando a sua Missa Nova em S. Pedro de Bairro no sábado seguinte, dia 25 de Julho. Foi imediatamente nomeado pároco de Mós, Gondiães e Parada e Barbudo (Arciprestado de Vila Verde), bem como colaborador da Economia da Arquidiocese. Em Julho de 2011 o Prelado confia-lhe nova missão em Celorico de Basto, como pároco de Basto Santa Tecla, S. Miguel de Carvalho, Santa Maria de Borba da Montanha e

Basto S. Clemente, onde tomou posse em concorridas cerimónias a 24 e 25 de Setembro de 2011. A sua actividade profissional foi desenvolvida ao nível da leccionação no Ensino Básico e Secundário em diversas escolas: Colégio D. Diogo de Sousa, Braga (2002); Escola Secundária de Caldas das Taipas, Guimarães (2002/2004); Escola Secundária D. Afonso Henriques e EB 2/3 de Vila das Aves, Santo Tirso (2005/2006). Também é membro, desde 2001, da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, com a cédula profissional n.º 69492. Em contacto com a população irradia vontade e simpatia, tornando-se imediatamente solidário nas esperanças daqueles que ainda vivem nesta terra ou a ela continuam ligados e para a qual todos desejam um futuro melhor. É um pároco jovem, mas com a sua vasta experiencia pastoral irá produzir os melhores frutos na caminhada com a comunidade cristã de Carvalho.

ESCOLAS

Escola Primária de Covas Escola Primária da Feira Jardim de Infância de Covas Jardim de Infância da Feira Bordados Pirotecnia

ARTESANATO Cestaria Tecelagem

OUTROS LOCAIS DE INTERESSE TURÍSTICO Miradouro de Santa Bárbara Hipódromo Municipal de Celorico de Basto

Censos

2001

2011

N.º de Alojamentos Familiares

437

408

N.º de Famílias Clássicas

244

257

N.º de Indivíduos residentes

838

785

N.º de Edifícios

433

402


CARVALHO

Presidente da Junta de Freguesia de Carvalho, em entrevista

O Povo de Basto – Há quantos anos desempenha a função de Presidente de Junta de Freguesia? Gervásio Fernandes Magalhães – Estive na Assembleia de Freguesia durante seis anos (1980-86), tendo exercido as funções de Presidente da Assembleia durante os anos de 1983 a 1986. Como Presidente de Junta estou à frente dos destinos da Freguesia de Carvalho desde 1986 (27 anos).

– O que pensa da nova Reforma Administrativa Local, que entre outras medidas aborda a agregação de freguesias? Não concordo com a reforma da administração local uma vez que considero que não é um modelo adequado à realidade do interior do país, constituído na sua grande maioria por populações rurais. Considero que as juntas de freguesia a ser extintas fazem falta às populações. Até porque, com o encerramento das escolas, as freguesias já perderam muito do dinamismo que tinham. Se extinguem o único órgão autárquico que tem alguma proximidade com as pessoas, estão a dar mais um

III

UMA RONDA PELAS FREGUESIAS

passo no sentido da desertificação. – Oficialmente já foi contactado por alguma entidade, para esclarecer o que vai acontecer com o “Acordo Verde”? – A Junta de Freguesia tem apenas sido contactada pela ANAFRE, informando-a de algumas sessões de esclarecimento que vão sendo promovidas no País, relativamente ao Acordo Verde. Mais recentemente, na Assembleia Municipal de Celorico de Basto, foram apresentadas as duas propostas elaboradas pela Unidade Técnica para a Reforma Administrativa Territorial criada pela Assembleia da República. – E a Junta de Freguesia de Carvalho já abordou com os seus habitantes o assunto da Reforma da Administração Local? Este assunto foi discutido na assembleia de freguesia, antes de conhecermos as propostas da UTRAT e todos os membros manifestaram discordância com esta lei, relativamente à divulgação da população penso que ainda é prematuro abordar esta questão uma vez que as

incertezas e a forma da sua implementação ainda estão pouco transparentes. – Na prática e perante o que já é conhecido, quais são as implicações para a sua freguesia? – Tendo como referencia a análise do decreto de lei publicado e as propostas da Unidade Técnica é constituída a União das Freguesias de Carvalho e Basto Santa Tecla. – Neste contexto qual é o papel a desempenhar pelos novos Presidentes de Junta? – É prematuro falar do papel dos novos presidentes de junta, já que ainda não se conhece verdadeiramente o que irá acontecer ao nível da legislação. – Actualmente, quais são as verbas que recebe a Junta de Freguesia de Carvalho? – O fundo de financiamento da Junta ronda os vinte e seis mil euros por ano. – Enquanto Presidente da Junta, ao longo destes anos, o que mais o marcou? – O que mais me marcou foi em primeiro lugar sentir que contribuo para a resolução dos

problemas da população e depois porque concretizei obras que foram fundamentais na melhoria da qualidade de vida das pessoas da freguesia, entre as quais se destacam: o arranjo do largo da feira e adro da igreja, a construção do hipódromo de Carvalho, o restauro da escola primária, a construção do infantário, a construção dos tanques, o arranjo e abertura de caminhos garantindo as acessibilidades às pessoas. De referir ainda que foi das primeiras freguesias a fazer o abastecimento de água, com aproximadamente 60% de cobertura realizado apenas pela Junta de Freguesia. – Quais as dificuldades que sente enquanto Presidente de Junta? – Estes últimos anos têm sido alvo de uma gestão autárquica (a nível da freguesia) bastante complicada, fruto da diminuição dos recursos financeiros, e com as perspectivas governativas para 2013, não deixa antever melhorias. – Quais são as obras mais necessárias na freguesia? – A prioridade para esta freguesia é a implementação do saneamento básico, sendo que também é necessário finalizar alguns caminhos. – O que pensa do futuro da sua freguesia? – Neste momento a fregue-

sia está adequada às suas necessidades, penso que se a reforma administrativa territorial avançar a história e a identidade da freguesia ficam comprometidas. Não nos podemos esquecer que a junta de freguesia é, em muitos casos, o último elemento da presença do Estado e o único balcão de serviço público que está mais próximo da população. Penso que deveríamos ter os nossos poderes reforçados e não enfraquecidos como estão a tentar implementar. Relativamente ao futuro da freguesia, julgo que se deve dar continuidade ao trabalho desenvolvido que se debruçou principalmente na construção e manutenção de infraestruturas de apoio à freguesia. – Quer deixar uma mensagem ao povo de Carvalho? – Como já foi mencionado, apesar dos recursos transferidos pelo estado para as juntas de freguesia se revelarem cada vez mais escassos para ocorrer a solicitações naturalmente crescentes em alturas de crise, a Junta de Freguesia reafirma a sua determinação em continuar a contribuir para o progresso de Carvalho e o bem-estar da população. Apesar dos tempos que correm de grande instabilidade e incerteza gostaríamos de deixar uma mensagem de esperança e de alento para toda a população da freguesia de Carvalho.

Assembleia de Freguesia

Carvalho – Órgãos Autárquicos

Presidente:

António Augusto Gonçalves Magalhães

Presidente da Junta

Gervásio Fernandes Magalhães, natural da freguesia de Veade e residente no lugar do Castelo, freguesia de Carvalho. Nascido a 02-10-1944, filho de Guilhermino de Magalhães e Ana Fernandes, exerceu de 1980 a 1983 as funções de Presidente da Assembleia de Freguesia e de 1983 a 1986 foi membro da mesma Assembleia. Cumpre o 7º mandato consecutivo como Presidente da Junta de Freguesia de Carvalho.

Secretária da Junta

Paula Cristina da Costa Andrade, natural da freguesia de Carvalho, concelho de Celorico de Basto. Nascida a 12-03-1979, filha de Manuel José Cerqueira Andrade e Ana Durães da Costa, exerceu o mandato como Secretária da Assembleia de Freguesia de 2006 a 2009. Este mandato (2009-2013) exerce as funções de Secretária da Junta de Freguesia de Carvalho.

Tesoureira da Junta Maria Albertina Ribeiro Moreira, natural e residente no lugar de Silvares, freguesia de Carvalho. Nascida a 31-101982, filha de Armando Leite Moreira e de Maria Cidália Guedes Lopes Ribeiro, cumpre o primeiro mandato (20092013) nas funções de Tesoureira da Junta de Freguesia de Carvalho.

1.º Secretário: António Jorge Teixeira Marinho

2.º Secretário: Maria Cristina da Cruz Moura

Vogais:

António Augusto Gonçalves Oliveira Fernando Vieira Leite António Carlos Alves Justino Gonçalves Andrade


UMA RONDA PELAS FREGUESIAS

IV

CARVALHO

Túmulo no exterior da Igreja Paroquial

Alminhas do Assento Cruzeiro dos Centenários

Fonte no Interior da Igreja paroquial de Carvalho

Portão da Casa de Paldeiros, em Covas Espigueiro da Casa da Subinha

Escola Primária de Covas

Capela de Santo Afonso Maria Ligório, em Covas

Pia Baptismal da Igreja Paroquial

Casa da Subinha

Fonte de Santa Bárbara, em Robalde

Alminhas do Cemitério no lugar de Matinho Moinho no lugar de Pousada

Vista Panorâmica a partir do Miradouro de Santa Bárbara

Cruzeiro de Carvalho e Edifício da Junta de Freguesia

Hipódromo Municipal


21-12-2012

15

O POVO DE BASTO

Associação de Futsal de Celorico de Basto aposta na formação A aposta nos escalões mais jovens, Benjamins e Iniciados representa a esperança que esta Associação possui no crescimento da modalidade no Concelho, e da capacidade de atrair para o Futsal alguns dos jovens talentos,

do

para que no futuro se possa pensar

desporto federado) e as suas equipas

numa equipa de Futsal Sénior, formada

de formação nos escalões Benjamins e

essencialmente por jogadores da terra

Iniciados.

e preferencialmente com formação na

sexo

feminino

de

praticarem

Esta decisão, sempre difícil de tomar, assenta na vontade desta associação em

modalidade. A AFCB decidiu suspender de forma

reforçar a aposta nas ligas Concelhias

temporária, a equipa sénior masculina,

de Futsal. Evento, de características

não se demitindo da sua função

únicas a nível nacional que durante

social, nem do futuro da modalidade

cerca de três meses junta centenas de

no concelho de Celorico de Basto,

participantes e que esteve na génese da

mantendo para isso a equipa feminina

criação desta associação.

Equipa de Infantis da Associação de Futsal de Celorico de Basto

(uma das poucas hipóteses das jovens

Equipa de Iniciados da Associação de Futsal de Celorico de Basto

Equipa OS TRAQUINAS das Escolinhas de Futsal de Celorico de Basto

Celorico de Basto recebeu 1.º torneio de mini-andebol

Decorreu no passado dia 15

e Silva, mostrou-se satisfeito

de dezembro, o primeiro tor-

Cultura e Arte) de Vila Cova em

com a promoção da atividade.

neio de mini - andebol a ter lu-

Barcelos, uma escola de Mon-

“Celorico de Basto é um conce-

gar no concelho. Uma iniciativa

dim de Basto e o anfitrião da

lho que apoia a prática despor-

promovida pela Câmara Muni-

atividade, “O Beca – Bastinhos”

tiva em qualquer modalidade.

cipal de Celorico de Basto, pelo

Escola Clube de Andebol.

Esta foi a primeira iniciativa do

“O Beca – Bastinhos” Escola

Segundo o responsável pe-

género dentro da modalidade,

Clube de Andebol e pela Asso-

las “Bastinhos” Celoricenses,

mas estou certo que se trata do

ciação de Andebol de Braga.

João Varejão, a “iniciativa teve

inicio de um ciclo na promoção

por principal objetivo a promo-

do Andebol”, concluiu.

ção da atividade e proporcio-

Este torneio surgiu do protocolo estabelecido anterior-

Este torneio contou com a

mente entre a Câmara Muni-

nar a confraternização entre

participação de cerca de 120

cipal de Celorico de Basto e a

organização e os atletas”. Efeti-

crianças num total de 5 equipas

Federação Portuguesa de An-

vamente, todos os grupos par-

em prova. Refira-se o Andebol

debol na ótica de dinamizar a

ticipantes foram galardoados

Clube de Fafe, os Fermentões

modalidade no concelho.

com o prémio de participação

de Guimarães, os MARCA (Mo-

não havendo lugar para vence-

vimento Associativo Recreio

dores e vencidos.

O autarca, Joaquim Mota

Note-se que “o Beca – Bas-

Andebol de Braga” palavras do

tinhos” escola Clube de An-

João Varejão que para além de

debol é um clube formado

professor de educação Física

recentemente mas que aspira

na Escola EB 2,3/S de Celorico

a lugares mais altos como “tor-

de Basto é também, formador

nar os atletas federados a curto

de treinadores da Federação

médio prazo após oficializar o

Portuguesa de Andebol.

clube junto da Associação de


16

21-12-2012

O POVO DE BASTO

Rede de fibra óptica avança no concelho de Celorico de Basto Encontra-se em execução a rede de fibra óptica para o

Hidroginástica é atividade semanal para todos os utentes do programa Celorico a Mexer Verificada a acentuada melhoria das capacidades físicas dos

concelho de Celorico de Basto

idosos sentiu-se necessidade de tornar a actividade da Hidrogi-

a qual contribuirá para a pro-

nástica semanal para alegria dos utentes do programa.

moção das Tecnologias de In-

Desde o dia 8 de Outubro que a Hidroginástica se tornou uma

formação e de Comunicação,

actividade semanal para todos os utentes do Celorico a Mexer tal

dos serviços e funcionalida-

como as aulas de ginástica e as actividades de animação.

des da Sociedade da Informa-

A actividade decorre na piscina municipal e é monitorizada por

ção e do Conhecimento e ain-

professores de Educação Física que asseguram a segurança dos

da o combate à infoexclusão e

idosos e em simultâneo, têm o cuidado de os ajudar para que os

à iliteracia digital.

movimentos dentro de água sejam os mais correctos. Surgiu de

Segundo o autarca, Joa-

forma a melhorar as condições físicas dos idosos com destaque

quim Mota e Silva, a imple-

para coordenação, resistência e flexibilidade e evitar ou retardar

mentação da Rede de fibra

a atrofia muscular, um sintoma comum com o avançar da idade. A satisfação dos idosos é plena na prática da actividade. “Uma

óptica no concelho “será,

vez de quinze em quinze dias não era nada mau mas agora esta-

certamente, importante para o desenvolvimento local, nomeadamente na promoção do crescimento, da competitividade e da sustentabilidade das unidades industriais sedeadas no concelho e decisiva na promoção da igualdade de oportunidades entre todos os cidadãos”. Os trabalhos estão a ser realizados pela empresa DST / dstelecom norte, Lda., a quem público a instalação, gestão, exploração e manutenção da Rede de Nova Geração. Este projeto consiste na implementação de uma rede 100%

twork”). Este conceito tem

a construção de um centro

como objetivo servir como

de transmissões, localizado

tecnologia de interligação por

na Vila de Fermil. Neste mo-

Segundo o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e

intermédio de fibras ópticas

mento decorrem os trabalhos

Silva, torna-se premente agir de acordo com as necessidades da

entre os edifícios (dos parti-

população. “Implementamos medidas e serviços que vão de en-

referentes à segunda fase.

culares, das empresas ou de

contro às necessidades da nossa população por isso, quando ve-

Trata-se de instalar uma Rede

entidades) e os prestadores

rificamos que o quadro se altera temos que nos adaptar e foi o

de Acesso (Rede Secundária)

de serviços de comunicações

que fizemos, criamos condições para tornar a atividade semanal.

que vai interligar as principais

avançadas, como são os ca-

Temos noção que esta atividade tem vindo a melhorar substan-

artérias

sos do acesso à Internet, da

cialmente a qualidade de vida dos idosos, pela melhoria do seu

televisão e da rádio digital

Devido ao aumento dos

ou até mesmo da telefonia

serviços que se podem ofere-

convencional. Esta tecnolo-

cer aos clientes e ao aumento

gia representa uma evolução

da capacidade dos mesmos,

crescente dos sistemas de co-

os principais operadores de

municação.

estão

a

da freguesia de Fervença.

estado geral de saúde e pela prática de atividades que suscitam a boa disposição e o convívio”, salientou o autarca. O programa “Celorico a Mexer” está em atividade permanente e para além das atividades semanais permite ainda, que os idosos usufruam de outras iniciativas que não fazem parte integrante do plano de actividades mas que permitem o contato mais activo com a restante população do concelho.

seadas em IP, que permitem

um défice de soluções de co-

oferecer mais serviços sobre

municações em banda larga.

a mesma infra-estrutura. A

A primeira fase do projecto permitiu a instalação de uma Rede Primária (Backbonel Backaul) ou rede core,

DESEJAMOS A TODOS

tecnologia passiva que per-

OS NOSSSOS HABITANTES E AMIGOS

mite implementar estas redes

UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO

é a denominada FTTB-GPON

CHEIO DE SAÚDE E AMOR ! Junta de Freguesia de Molares

Basto

aos estimados

deseja

Assinantes

Colaboradores de

do

porque ando mais bem-disposta” palavras de Elvira Lopes, utente

avançadas de banda larga ba-

te, nos quais era manifesto

Cheio

(arruamentos)

ginástica e que me fizesse tão bem a nível físico e até psíquico

definir redes convergentes

44 concelhos da Região Nor-

de

lhos. Nesta fase foi incluída

telecomunicações

em fibra óptica, abrangendo

O Povo

(Gigabit “Passive Optical Ne-

município.

foi adjudicado por concurso

mos muito melhor. Eu nunca pensei gostar tanto de fazer hidro-

que interliga os vários conce-

um

2013

Prosperidades.

e


21-12-2012

17

O POVO DE BASTO

Desportivamente Falando...

10.ª JORNADA

O. C. F. Fão, 0 ─ Celoricense, 1 Um Pimentel de luxo!

Jogo disputado no passado dia 18 de Novembro no campo do Fão. O Celoricense venceu a partida com um golo apontado por Pimentel.

11.ª JORNADA

Celoricense, 1 ─ Gerês, 0

C. D. Celoricense, 2 ─ Pica, 0

por Perpétua Carvalho

Começo importante...Duas picadas! As melhores oportunidades

de Celorico de Basto, no

de

passado dia 21 de Outubro.

Desportivo na primeira parte,

Celoricense

-

Lemos,

golo

pertenceram

ao

mas o golo chegou aos 41

e

minutos, após a marcação

Helder (cap.); João Miguel

de um canto por Henrique e

(Joãozinho), Pataco, Henrique

Diogo, de cabeça, a finalizar.

Mateus,

Diogo,

Tony

(Zé Henrique) e Dany; André

excelente arrancada, Pataco

Ao intervalo: 1-0. Marcadores.

A segunda parte manteve o mesmo tom e após uma

Grilo (Magalhães) e Catana. Diogo

e

entregou a bola a Catana que empurrou

Catana.

─ Christophe em grande!...

─ Deixem o Celoricense jogar... Jogo disputado no Estádio Municipal de Celorico de Basto, no

7.ª JORNADA

Jogo no Estádio Municipal

─ O árbitro não queria...

o

esférico

para

8.ª JORNADA

G. D. U. Torcatense, 3 ─ Celoricense, 2 Um dia não!

dentro da baliza, isto aos 65 minutos. De

assinalar

penalidade

a

grande

defendida

por

Lemos aos 10 minutos de jogo, o que deu para sossegar o resto da partida. O Celoricense não fez um jogo interessante, mas o mais importante

foram

os

três

pontos. Arbitragem

aceitável

de

Jorge Barroso!

passado dia 25 de Novembro. Celoricense - Lemos; Tony, Helder (cap.), Zé Henrique, Christophe (André Andrade), João Miguel, Mateus, Henrique, Diogo, André Grilo (Catana), e Fraga (Pimentel). G. D. Gerês - Salto; Vitinho, Vinhas, Rui, Valete (Teixeira), Pinto, Geovani (Ricardo Sousa), Moura, Tiririca (Kicarolo), Andrade e Carneiro. Árbitro: Pedro Ferreira auxiliado por Hernâni Barbosa e Rui Torres. Foi um jogo de casos. Começou torto e acabou com uma vitória preciosa para o Celoricense, merecida. Aos 20 minutos existe mão na bola dentro da área do Gerês e o árbitro fez vista grossa. Penalidade por marcar. E como não há uma sem duas, aos 41 minutos penalty claríssimo por derrube de Carneiro a Henrique e no seguimento da

Marcadores: André Grilo e

jogada o Celoricense fica reduzido a 10 elementos, por expulsão de Mateus por acumulação de cartões, mas tudo isto por causa da

Henrique. Um dia para recordar e não

má arbitragem do senhor Pedro Ferreira...

para equecer, onde se podia ter

Na segunda parte o Desportivo continua a mandar no jogo, até

Jogo no campo do Amado

Helder (cap.); João Miguel,

saído com três pontos, mas os

que aos 80 minutos erro do central do Gerês, surgiu Christophe e

(Guimarães), no passado dia 28

Pataco, Henrique (Dany) e Zé

erros pagam-se caros.

“fez jus” à promessa que nós os dois temos... e marca o golo da

de Outubro.

Henrique; André Grilo e Catana

Celoricense Mateus,

-

Diogo,

Lemos, Tony

e

(Magalhães). Ao intervalo: 1-2.

A arbitragem de Francisco Gonçalves foi simplesmente

vitória e da confirmação da melhor equipa em campo. A pior, o que se lamenta sempre, foi a equipa de arbitragem, mas por mim estão perdoados, porque não foram eles os culpados,

excelente.

mas sim quem os mandou arbitrar o jogo...

9.ª JORNADA

Celoricense, 3 ─ Forjães, 0 Não houve gazeta!

Jogo no Estádio Municipal

Forjães S. C. - Rafa; Tony,

de Celorico de Basto, no

Orlando, Helder e Chica; Gaby,

passado dia 4 de Novembro.

Né, Paulo e Fial; Tó Mané

Celoricense

-

Lemos;

Tony, Zé Henrique, Pataco, (Joãozinho), (Christophe),

Helder, Mateus,

Catana João

(Jardel) e Tiago.

O pior disto é que nem o Celoricense nem o Gerês têm culpa

Christophe. Foi um jogo de sentido incomodavam

em

contra-

ataque. Tony com dois golos foi o homem do jogo e Christophe fechou o placar quase a acabar

auxiliado por Rui Pereira e João

a partida, selando assim uma

Pedro Pinheiro.

vitória importante.

Ao intervalo: 1-0.

Diogo e André Grilo.

Marcadores: Tony (2) e

Destaque do Jogo

único, pois os forasteiros só

Árbitro: José Silva Ferreira,

Miguel e Henrique (Dany);

destas atitudes...

A arbitragem não se deu por ela, o que é bom sinal.

O POVO DE BASTO NA INTERNET As últimas edições deste jornal estão disponíveis na Internet em issuu.com devendo procurar jornalpovodebasto

André Filipe da Silva Andrade, natural de Celorico de Basto, nasceu em 14 de Outubro de 1993. É estudante na cidade do Porto, na área do Desporto. Foi a nova aquisição de Inverno para os quadros do Celoricense. É um jovem muito promissor no que toca ao futebol. Desde muito cedo o futebol, a bola, foi sempre a sua grande paixão. Aos 7 anos o bichinho da bola já era o mais que tudo. Começou a formação no Amarante Futebol Clube, onde se fez jogador. Passou também pelo Boavista, mas devido aos problemas deste clube, regressou novamente ao Amarante, onde esteve mais três épocas. No final do contrato assinou pelo Paços de Ferreira, onde no último ano de junior subiu à 1.ª divisão nacional. Agora uma nova etapa cruza o seu caminho: Clube Desportivo continua na página seguinte


18 continuação da página anterior

21-12-2012

O POVO DE BASTO

Mondinense Futebol Clube “Arranque da nova época que promete...”

O Mondinense é o principal

muito, para vencer também

candidato a subir de divisão,

são indispensáveis quando se

pois tem equipa para isso e

quer ganhar.

demonstrou-o nos jogos em

Quando

escrevi

esta

reportagem o lider era o

desiludida do Municipal de

Pedras

24

Actualmente o Mondinense

Mondim de Basto.

pontos, seguido do Montalegre

é a equipa com o ataque mais

O Mondinense mostrou que

e Moura com 23 pontos cada,

concretizador, com 27 golos

é um forte candidato, mas para

estando o Mondinense com

marcados.

isso é preciso lutar e sofrer

20 pontos, a quatro pontos do

Jogo no Estádio Municipal

no mundo do futebol. Tem essa ambição, não a esconde, por isso é muito rigoroso consigo próprio. Da parte que me toca, espero que este meu destaque consiga o que tu mais ambicionas. Estás no melhor clube do mundo, espero que aqueles que te guiem correspondam à tua ambição.

que possui para voltar ao

que estive presente e não saí

Salgadas

com

de Mondim de Basto, no passado dia 18 de Novembro. Mondinense Barroco;

-

Bruno

Christian,

Saroto,

Toninho e Pinto; Gijo, Plácido e Rui; João Miguel e Ruby. Treinador: Luís Miguel.

primeiro lugar.

disputado e no qual a equipa Mondinense

E podiam ter sido mais!

André Filipe é um miúdo que ambiciona ir o mais longe possível

O Mondinense agora tem que demonstrar os argumentos

Mondinense, 4 ─ Régua, 1

em que deve ser respeitado.

lider, o que não significa nada.

justificou

a

conquista dos três pontos.

Patente, Cenoura e Zé Pedro; Pedro e Kostajiwov.

Na primeira parte com uma qualidade de jogo muito

Treinador: Rui Palha.

superior os locais chegaram a

Ao intervalo: 3-0.

uma vantagem considerável.

Melhor

em

campo

Mondinense: Saroto. Melhor em campo Régua: Roque.

Régua - André; Batata,

O Mondinense derrotou o

Tiago, Patrick e Roque; Silva,

Régua por 4-1, em jogo bem

Na segunda parte os forasteiros obtiveram o merecido golo de honra e o Mondinense controlou tranquilamente as incidências da partida. Uma excelente arbitragem.

Deixa dar-te uns conselhos: - Leva uma vida simples, sem vícios. - O cigarro e as noites, matam... - Por último o mundo do futebol: não é preciso saber jogar futebol, para ser bom jogador, é preciso sorte com quem nos

ÁLVARO BASTOS CONTINUA A PROMOVER O SEU LIVRO CAMAS DE PAPELÃO

cruzamos. O futebol é uma “máquina de vícios” de interesses... Por isso luta por este teu objectivo, se tiveres que engolir sapos vivos, “engole”, porque eu acredito que tu vais ser um grande atleta. Acredita em ti. Em Celorico de Basto ele é tratado pelos amigos por André. Num dos clubes que representou havia outro André e, para não haver confusões o treinador tratava-o por “Celorico”. Daí o apelido... Mas para mim serás sempre André Filipe e acredita que um dia nós os dois estaremos frente a frente...

No passado mês de Outubro, com a presença de muitos jovens da Juventude Adventista portuguesa e do Agrupamento de Escotismo de Vermil - Guimarães, naquela que é este ano a Capital Europeia da Cultura, o nosso conterrâneo marcou presença no Convívio ”Associação Cultural e Recreativa”, uma Associação muito conhecida na cidade onde nasceu Portugal. Em tempo de Natal, o livro “Camas de papelão” leva-nos até ao mundo daqueles a quem foi tirado o direito humano a um nível de vida adequado à sua saúde e bem estar, a comida, roupa e outros. Em tempo de Natal é um livro que deve adquirir e oferecer aos amigos e familiares


19

O POVO DE BASTO

21-12-2012

AVISO

1.ª Publicação - “O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

Alteração do Plano de Pormenor da Ribeira Início de procedimento

M.ª do Céu Mourão

Solicitadora de Execução ANÚNCIO Tribunal Judicial de Mondim de Basto – Secção Única Execução Comum nº 162/08.9 TBMDB Exequente: Caixa de Geral de Depósitos, SA Executados: Vitor Peixoto Farroco e outro Faz-se saber que nos autos acima identificados, encontra-se designado o dia 13 de Fevereiro 2013, pelas 10,00 horas, no Tribunal Judicial de Mondim de Basto, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na secretaria do Tribunal, pelos interessados na compra do seguinte bem: PRÉDRIO URBANO, composto por casa de habitação de rés-do-chão, sótão e anexo, a confrontar do Norte com Francisco Costa Aguiar, de sul e nascente baldio e poente, caminho, com superfície coberta de 197,55 m2 e a descoberta com 302,55 m2 sito no Lugar de Cheira do Monte, na freguesia de Campanhó, concelho de Mondim de Basto, descrito na Conservatória do Registo Predial de Mondim de Basto sob o nr 427/20001228 e isncrito na respetiva matriz predial urbana sob o nº 448.

Joaquim Monteiro da Mota e Silva, presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, torna público que a Câmara Municipal deliberou, na reunião extraordinária realizada no dia 16 de novembro de 2012, nos termos da alínea a) do n.º 2 do artigo 93.º do Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial (Decreto-Lei n.º 380/99, de 22 de setembro, alterado e republicado pelo Decreto-Lei n.º 46/2009, de 20 de fevereiro), dar início ao procedimento de alteração do Plano de Pormenor da Ribeira, publicado pela Resolução de Conselho de Ministros n.º 58/2004 (1.ª série B), de 28 de abril de 2004. Foi estabelecido na referida deliberação que o prazo previsto para o procedimento é de 3 meses e que a alteração não está sujeita a avaliação ambiental, nos termos Decreto-Lei n.º 232/2007, de 15 de junho. Deliberou-se ainda, em cumprimento do n.º 2 do artigo 77.º do Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial, abrir um período de participação pública com a duração de 15 dias úteis e início no dia seguinte à publicação do presente aviso no Diário da República, para apresentação de sugestões e informações que devam ser tidas em consideração no procedimento de alteração. Neste âmbito, os interessados poderão apresentar as suas sugestões ou informações, por escrito, nos serviços da Câmara Municipal, por correio ou por e-mail, devendo referir como assunto: “Alteração do Plano de Pormenor da Ribeira – sugestões e informações”. 19 de novembro de 2012 . O Presidente da Câmara, Dr. Joaquim Monteiro da Mota e Silva

O bem pertence ao executados Vitor Peixoto Farroco e Maria Manuel Farroco Costa, casados, residentes em Lugar da Cheira do Monte 4880-000 Campanhó Mondim de Basto.

“O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

Tribunal de Trabalho de Guimarães

Valor Base: 130.000,00 Euros Valor mínimo das propostas: 70% do valor base

2.º Juízo

Rua D. João I T 4814-504 Guimarães Telef. 253 424 299 Fax 253 081 319 Mail: guimaraes.tt@tribunais.org.pt

Será aceite a proposta de melhor preço. É fiel depositário os executados, que o devem mostrar a pedi-

ANÚNCIO

do. Todas as propostas deverão conter, sob cominação de não serem consideradas, fotocópia do Bilhete de Identidade e número de contribuinte do proponente e/ou seu legal representante. Os proponentes deverão juntar à proposta, como caução, um cheque visado, à ordem da solicitadora de execução no montante correspondente a 20% do valor base dos bens, ou garantia bancária no mesmo valor.

1.ª PUBLICAÇÃO Processo: 670/12.7TTGMR

Ação de Processo Comum

N/Referência: 1475072 Data: 23-11-2012

Autor: José Avelino Ribeiro da Silva Réu: Euromondim - Transportes Unipessoal, Lda.

Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando a ré Euromondim - Transportes Unipessoal, Lda., NIF - 507665465, Rua

Sendo a proponente uma pessoa colectiva, deverá a referida proposta ser acompanhada por documento onde se possa aferir, sem margem para dúvidas, que quem a representa tem poderes para o acto.

Comendador Alfredo Álvares Carvalho, 4880-239 Mondim de Basto, com última sede/filial conhecida

A solicitadora de execução

pedido consiste no reconhecimento da justa causa de resolução do contrato de trabalho operada pelo

(Maria do Céu Mourão)

autor, em virtude da falta de pagamento das retribuições salariais; ser a ré condenada a pagar ao autor:

Centro Comercial Miradouro, 1º andar - Loja CC – Av. da Galiza 5050 – 222 PESO DA RÉGUA Telefone 254 321 057 - Fax 254 323 243 - e.mail: 3452 @solicitador.net Horário de atendimento: 9.00 horas às 11.00 horas

a quantia de € 15.347,50, à qual acrescem juros de mora à taxa legal em vigor, a titulo de salários e de

PEIXARIA CARVALHO Campeão na Qualidade!

na morada indicada para no prazo de 10 dias, decorrido que seja o dos éditos, contestar, querendo, a acção, com a cominação de que a falta de contestação importa a confissão dos factos articulados pelo autor, sendo logo proferida sentença a julgar a causa conforme for de direito e que em substância o

subsídios; a quantia de € 13.466,00, acrescida dos juros de mora à taxa legal, a título de indemnização pela referida resolução do contrato; a quantia de € 2.000,00, a título de danos morais, tudo como melhor consta do duplicado da petição inicial que se encontra nesta Secretaria, à disposição do citando. Deve, com a contestação, juntar os documentos, apresentar o rol de testemunhas e requerer quaisquer outras provas. Fica advertido de que é obrigatória a constituição de mandatário judicial. A Juiz de Direito,

10 anos a combater o colesterol dos Celoricenses! Tlm. 968 865 649 - 969 587 895

CERDEIRA - RIBAS T CELORICO DE BASTO Deseja a todos os estimados Clientes e Amigos Boas Festas e um Próspero 2013

Paula Cristina de Sousa Costa Novais Penha O Oficial de Justiça, Rui França Notas:

Nos termos do art.° 32.” do CPC. é obrigatória a constituição de advogado nas causas da competência de tribunais com alçada, em que seja admissível recurso ordinário; nas causas em que seja admissível recurso, independentemente do valor; nos recursos e nas causas propostas nos tribunais superiores, e, nos termos do Art° 79 al. a) do CPT é admissível o recurso para o Tribunal da Relação independentemente do valor da acção, sempre que se discutam questões como o despedimento do trabalhador, a sua reintegração na empresa, a validade do contrato de trabalho e a determinação da sua categoria profissional As férias judiciais decorrem de 22 de Dezembro a 3 de Janeiro; de domingo de Ramos à segunda-feira de Páscoa e de 1 a 31 de Agosto


20

21-12-2012

O POVO DE BASTO “O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

CARTÓRIO NOTARIAL DE CELORICO DE BASTO

Carminda Andrade apresentou produtos de Celorico de Basto em Guimarães

A cargo da Notária ADELAIDE MONTERROSO FREIXO

EXTRACTO DE PUBLICAÇÃO CERTIFICO, para efeitos de publicação, que neste Cartório e no livro de “Escrituras Diversas” número cinquenta e um - A, desde folhas oitenta e três e seguintes, foi lavrada em vinte e oito de Setembro de dois mil e doze, uma escritura de Justificação, tendo nela outorgado como justificantes: JOSÉ MARIA VIEIRA, C. F n.° 134 241 622, e mulher MARIA DA CONCEIÇÃO TEIXEIRA FERREIRA, C. F. n.° 134 241 630, casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais da freguesia de Borba da Montanha, concelho de Celorico de Basto, onde residem no lugar de Cabanelas. MAIS CERTIFICO, por extracto que os justificantes declararam o seguinte: Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrém, dos seguintes prédios rústicos, sitos no lugar de Cabanelas, freguesia de Borba da Montanha, concelho de Celorico de Basto, não descritos na Conservatória do Registo Predial deste concelho: UM – prédio rústico denominado “Terreno Inculto da Feira Nova”, com a área de quatrocentos e sessenta metros quadrados, a confrontar de norte com herdeiros de José Maria Marinho da Antónia, sul com Angelina Marinho Alves, nascente com caminho, e de Poente com José Maria Nunes, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2630, com o valor patrimonial e atribuído de trinta euros e noventa e cinco cêntimos.

No passado dia 6 de Outubro, o lugar da Tulha no centro histórico de Guimarães,

vinho verde da Casa do Coval, do lugar do Castelo.

 Refere Carminda Andrade, que “já em Junho passado

A animação esteve a cargo

trouxera ao lugar da Tulha o

área de mil cento e vinte metros quadrados, a confrontar de sul com Angelina

encheu-se

a

dos tocadores de concertina

grupo de bombos da escola

Marinho Alves e outro e dos restantes lados com caminho, inscrito na respecti-

vindima, numa prova surpresa

Fernando Martins e Sandrina

a comemorar o S. João e

com muita alegria e música à

Carvalho, aluna da escola E.

realizará ainda até ao final do

mistura.

B. 2,3 de Gandarela de Basto.

ano da capital europeia da

Paralelamente

integrada

cultura o magusto tradicional

plástica Carminda Andrade,

nesta iniciativa, está a decorrer

em Novembro, as Filhoses

natural do nosso concelho, em

desde Julho na Tasca Nicolino,

em Dezembro, tendo como

parceria com a Tasca Nicolino e

uma

instalação/exposição

principal motivação, transpor

a Vimaranes Artesanato, numa

de postais de espigueiros de

para a realidade os principais

actividade

minhota,

Basto da artista Carminda

objectivos do clube escolar

puderam

Andrade, cujos originais se

que mantém com os alunos,

degustar as saborosas frutas

encontram

Biblioteca

fomentando a auto-estima e

frescas da época, as compotas

Professor Marcelo Rebelo de

preservando as tradições, os

de figo, marmelada e mel,

Sousa, tendo sido adquiridos

usos e costumes, pois é aqui

acompanhadas da broa de

pelo conhecido comentador

que a cultura começa”.

milho e regados com o bom

político.

DOIS – prédio rústico denominado “Sorte de Mato do Calvário”, com a

va matriz sob o artigo 2632, com o valor patrimonial e atribuído de cinquenta e sete euros e quarenta e sete cêntimos. Não tendo sido porém titulada esta aquisição, e por isso não dispõem de

do ano de mil novecentos e noventa, por doação meramente verbal de Adriano Teixeira e Yolanda Soares Teixeira, residentes na Rua de Botafogo, n° 356, apt. 824, Rio de Janeiro, Brasil. Que, não obstante, eles primeiros outorgantes, desde então, sempre estiveram e se mantêm na posse e fruição dos aludidos prédios, possuindo-os assim em nome próprio e com aproveitamento de todas as utilidades por eles proporcionadas, com ânimo de quem exercita direito próprio, posse essa sem qualquer violência nem oposição de quem quer que seja, ininterruptamente e à vista e com o conhecimento de toda a gente. Que, dadas as enunciadas características de tal posse pacífica, contínua e pública, exercida desde o referido ano de mil novecentos e noventa, adquiriram os aludidos prédios por usucapião, título esse que por sua natureza não é susceptível de ser comprovado pelos meios normais, direito este que justificam pela presente escritura, para fins de registo predial. ESTÁ CONFORME Cartório Notarial de Celorico de Basto, 01 de Outubro de 2012 A Colaboradora da Notária, a) Elisabete Gomes, 366/3

PAGAMENTO DE ASSINATURAS

Informamos os nossos prezados assinantes que o pagamento da assinatura do Jornal O POVO DE BASTO pode ser efectuado na nossa redacção na Rua Serpa Pinto, Edifício Santiago, ou através de cheque ou vale postal para o Apartado 20, 4890 Celorico de Basto, ou ainda através do NIB 0007 0000 0001 9920 212 23

cheiro

Por iniciativa da artista

título formal que lhes permita fazer prova do direito de propriedade plena. Que, adquiriram os citados prédios, em dia e mês que não sabem precisar

de

os

típica

transeuntes

e

na


O POVO DE BASTO

21-12-2012

21

T Á X I ANDRADE & FILHOS, LDA. Contactar: JÚLIO ANDRADE

Serviço Permanente 24 H. / 24 H.

Telef. 255 321 158 - Telem. 96 508 35 23

VILA DE CELORICO DE BASTO “O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

CARTÓRIO NOTARIAL DE CELORICO DE BASTO A cargo da Notária ADELAIDE MONTERROSO FREIXO

EXTRACTO DE PUBLICAÇÃO

CERTIFICO, para efeitos de publicação, que neste Cartório e no

SEIS – prédio rústico, denominado “Leira da Renova e Roço

composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial

livro de “Escrituras Diversas” número cinquenta e um - A, desde

de Mato da Eira”, terreno de cultivo e mato com eira, alpendre,

deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E SEIS/BORBA DA

folhas setenta e oito e seguintes, foi lavrada em vinte e oito de

espigueiro e cortes, descrito na Conservatória do Registo Predial

MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2612, com

Setembro de dois mil e doze, uma escritura de Justificação, tendo

deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E OITO/BORBA DA

o valor patrimonial de € 339,53 e atribuído correspondente à frac-

nela outorgado como justificantes:

MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2631, com

ção de cento e sessenta e nove euros e setenta e sete cêntimos.

JOSÉ MARIA VIEIRA, C. F. n.° 134 241 622, e mulher MARIA DA CONCEIÇÃO TEIXEIRA FERREIRA, C. F. n.° 134 241 630, casados

o valor patrimonial de € 242,71 e atribuído correspondente à fracção de cento e vinte e um euros e trinta e seis cêntimos.

sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais da freguesia de

SETE – prédio urbano, composto de morada de casas de rés-

Borba da Montanha, concelho de Celorico de Basto, onde residem

-do-chão e primeiro andar, logradouro e quinteiro, descrito na

no lugar de Cabanelas.

Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número

MAIS CERTIFICO, por extracto que os justificantes declararam o seguinte: Que, são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrém, de metade indivisa dos seguintes prédios, sitos no lugar de Cabanelas, freguesia de Borba da Montanha, concelho de Celorico de Basto: UM – prédio rústico, denominado “Tapada do Fental”, composto de mato, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL E NOVENTA E OITO/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 1978, com o valor patrimonial de € 740,96 e atribuído correspondente à fracção de trezentos e setenta euros e quarenta e oito cêntimos. DOIS – prédio rústico, denominado “Campo do Seixinho”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL E NOVENTA E NOVE/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2487, com o valor patrimonial de € 754,22 e atribuído correspondente à fracção de trezentos e setenta e sete euros e onze cêntimos. TRÊS – prédio rústico, denominado “Campo das Leiras Tapadas”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E UM/

TRÊS MIL E NOVENTA E CINCO/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz, no ano de mil novecentos e trinta e sete, sob o artigo 262, com o valor patrimonial de € 5.900,00 e atribuído correspondente à fracção de dois mil novecentos e cinquenta euros. OITO – prédio rústico, denominado “Sorte do Canal”, composto de mato, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL E NOVENTA E SEIS/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 1913, com o valor patrimonial de € 22,11 e atribuído correspondente à fracção de onze euros e seis cêntimos. NOVE – prédio rústico, denominado “Sorte do Poço”, composto de mato, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL E NOVENTA E SETE/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 1973, com o valor patrimonial de € 79,58 e atribuído correspondente à fracção de trinta e nove euros e setenta e nove cêntimos. DEZ – prédio rústico, denominado “Campo da Várzea”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL E CEM/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2428, com o valor patrimonial de € 1 473,08 e atribuído correspondente à fracção

CATORZE – prédio rústico, denominado “Leira da Figueira”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E SETE/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2617, com o valor patrimonial de € 247,13 e atribuído correspondente à fracção de cento e vinte e três euros e cinquenta e sete cêntimos. QUINZE – prédio rústico, denominado “Sorte do Calvário”, composto de mato, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E NOVE/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2634, com o valor patrimonial de € 75,16 e atribuído correspondente à fracção de trinta e sete euros e cinquenta e oito cêntimos. DEZASSEIS – prédio rústico, denominado “Campo da Boucinha”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E ONZE/ BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2637, com o valor patrimonial de € 225,03 e atribuído correspondente à fracção de cento e doze euros e cinquenta e dois cêntimos. Não tendo sido porém titulada esta aquisição, e por isso não dispõem de título formal que lhes permita fazer prova do direito de propriedade plena. Que adquiriram a referida metade indivisa dos ditos prédios, em dia e mês que não sabem precisar do ano de mil novecentos e noventa, por doação meramente verbal de Adriano Teixeira e Yolanda Soares Teixeira, residentes na Rua de Botafogo, n.° 356, apt. 824, Rio de Janeiro, Brasil. Que, não obstante eles primeiros outorgantes, desde então,

BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo

de setecentos e trinta e seis euros e cinquenta e quatro cêntimos.

sempre estiveram e se mantêm na posse e fruição dos aludidos

2465, com o valor patrimonial de € 450,06 e atribuído correspon-

ONZE – prédio rústico, denominado “Campo da Presa do

prédios, possuindo-os assim em nome próprio e com aproveita-

dente à fracção de duzentos e vinte e cinco euros e três cêntimos.

Moinho”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Re-

mento de todas as utilidades por ele proporcionadas, com ânimo

QUATRO – prédio rústico, denominado “Campo das Leiras

gisto Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E

de quem exercita direito próprio, posse essa sem qualquer violên-

QUATRO/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob

cia nem oposição de quem quer que seja, ininterruptamente e à

o artigo 2595, com o valor patrimonial de € 1.953,64 e atribuído

vista e com o conhecimento de toda a gente.

Tapadas”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E DOIS/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2466, com o valor patrimonial de € 405,85 e atribuído correspondente à fracção de duzentos e dois euros e noventa e três cêntimos. CINCO – prédio rústico, denominado “Campo das Leiras Tapadas”, composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E TRÊS/ BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2467, com o valor patrimonial de € 450,06 e atribuído correspondente à fracção de duzentos e vinte e cinco euros e três cêntimos.

correspondente à fracção de novecentos e setenta e seis euros e oitenta e dois cêntimos.

Que, dadas as enunciadas características de tal posse pacífica, contínua e pública, exercida desde o referido ano de mil novecen-

DOZE – prédio rústico, denominado “Campo do Testamento”,

tos e noventa, adquiriram os aludidos prédios por usucapião, títu-

composto de cultivo, descrito na Conservatória do Registo Predial

lo esse que por sua natureza não é susceptível de ser comprovado

deste concelho sob o número TRÊS MIL CENTO E CINCO/BORBA

pelos meios normais, direito este que justificam pela presente es-

DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2606,

critura, para fins de registo predial.

com o valor patrimonial de € 895,25 e atribuído correspondente

ESTÁ CONFORME

à fracção de quatrocentos e quarenta e sete euros e sessenta e

Cartório Notarial de Celorico de Basto, 01 de Outubro de 2012

três cêntimos. TREZE – prédio rústico, denominado “Leira do Balinho”,

A Colaboradora da Notária, a) Elisabete Gomes, 366/3


22

21-12-2012

O POVO DE BASTO

PSD Mondim de Basto organizou Sessão Pública A EX-CASA DO POVO DE BILHÓ “Comércio Local: desafios para 2013” AMPARA A TERCEIRA IDADE Depois de desactivada, como aconteceu por todo o país, embora nessa altura com a sede em construção, com o prestimoso apoio do Centro Regional de Segurasnça Social de Vila Real, na pessoa dos seus responsáveis, noomeadamente a Sr.ª Dr.ª Maria José campos Tinoco, a Sr:ª Dr.ª Leonor, o Sr. Laurindo, o Sr. Armindo, foi possível aqui instalar uma Instituição de Solidariedade Social, denominada “Os Arautas Bilhoenses”, a qual cumprindo os ditames dos seus Estatutos presta já apoio domiciliário à população mais carenciada, como sendo uma das “valências” de grande importância por todo o país,

Aurora Peixoto, Graça Mota, Luís Ramos, Bruno Ferreira e Conceição Bessa Ruão

como nos é dado constatar todos os dias. Embora aquando da sua criação, no ano de 1963, nem ao me-

O PSD de Mondim de Bas-

dores apresentaram algumas

programas de apoio e incenti-

nos era conhecido este termo, porque viviam as famílias o seu

to iniciou na tarde do passado

das medidas e incentivos que

vos, de modo a que a região se

apogeu de unidade e união, com os avós a acariciar os netinhos...

dia 9 de Dezembro, Domingo,

existem atualmente, ou que

torne mais competitiva.

tudo era muito diferente. Porém como a história não anda para

no auditório da Assembleia

serão lançadas em 2013, para

Foi ainda destacada a ne-

trás, o nosso dever é acompanhá-la dentro do possível. Neste

Municipal, um ciclo de debates

a economia local, como por

cessidade de se criar uma

sentido cá está Bilhó e tantas outras localidades pçor todo este

e sessões públicas, onde con-

exemplo os programas “Im-

estratégia turística que seja

Portugal que ainda não encontrou o seu verdadeiro rumo certo, a

vidarão a vir ao concelho per-

pulso Jovem” e “Valorizar”,

sustentável no ponto de vista

dar este importante passo em frente, que é nem mais nem menos

sonalidades, com experiência

assim como medidas estraté-

económico. O retorno econó-

amparar os seus idosos.

profissional, política e social,

gicas para a economia como

mico que os visitantes deixam

Muitas outras “valências” se encontram inscritas nos seus Esta-

de diferentes áreas.

por exemplo a Linha de Crédi-

no Concelho fica longe das suas

tutos, onde não falta o Desporto, a cultura abrangente, e o muito

Esta primeira iniciativa,

to PME`s Exportadoras, Linha

potencialidades e dos recursos

mais a que têm direito todos os núcleos habitacionais, e não ape-

Sessão Pública “Comércio Lo-

PME capitalização, Linha Obri-

gastos na recuperação, preser-

nas as vilas e as cidades, embora estas predominem na proporção

cal: desafios para 2013”, teve

gações PME`s, IVA de caixa e

vação e manutenção do patri-

que não lhes é regateada, sem que se faça a chamada má figura.

como foco a economia local,

Novo Regime Fiscal de apoio

mónio.

e contou com a presença dos

ao Investimento.

Com o propósito de irmos sempre mais além sem atropelar

No final da Sessão, e de

os direitos de outrém, continuaremos a missão de que fomos in-

deputados da Assembleia da

Depois das apresentações

modo a fornecer mais esclare-

cumbidos, em defesa e apoio da população da qual fazemos parte

República: Luís Ramos, Gra-

dos oradores, houve espaço

cimentos pormenorizados das

integrante.

ça Mota e Conceição Bessa

para intervenções do público

medidas e programas, a organi-

O convívio recentemente organizado para associados e utentes

Ruão.

presente, onde ficaram paten-

zação da iniciativa comprome-

da maneira festiva como decorreu demonstra bem o quanto valeu

A Sessão foi presidida pelo

tes as dificuldades do sector

teu-se a divulgar e disponibili-

para a dita tewrceira idade de Bilhó, em Outubro de 2012. Aquele

líder do PSD Mondim de Basto,

empresarial e comercial no

zar mais informações.

velhinho ditado santo a dizer-nos que “nwm só de pão vive o ho-

Bruno Moura Ferreira, e mode-

Concelho de Mondim de Basto,

Pelas dúvidas e questões

rada por Aurora Peixoto, líder

a preocupação com a perda de

suscitadas durante a Sessão,

do Grupo Parlamentar do PSD

população no Concelho, assim

pode fazer-se um balanço posi-

na Assembleia Municipal de

como a necessidade de haver

tivo da iniciativa, o que motiva

Mondim de Basto.

discriminação positiva para os

e incentiva a realização de ou-

empresários do interior, nos

tras com este cariz.

Durante a Sessão os ora-

mem” sai assim confirmado, convidando-nos a seguir em frente, sendo esse o nosso propósito no presente Bilhó, Outubro de 2012

Joaquim de Carvalho

CARRO DE ALUGUER

José manuel Pereira Machado de Andrade Serviço Permanente 24 H. / 24 H.

Telem. 965 082 303

VILA DE FERMIL DE BASTO


21-12-2012

O POVO DE BASTO

Gráfica de Basto

23

Tipografia - Offset - Impressão digital

Qualidade - Rapidez - Bom Preço Tel. 255 095 469 T Telem. 914 159 875 Rua Serpa Pinto T Edifício Santiago T 4890-238 CELORICO DE BASTO “O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

CARTÓRIO NOTARIAL DE CELORICO DE BASTO A cargo da Notária ADELAIDE MONTERROSO FREIXO

CERTIFICO, para efeitos de publicação, que neste Cartório e no livro de “Escrituras Diversas” número cinquenta e um - A,

EXTRACTO DE PUBLICAÇÃO

respectiva matriz sob o artigo 1021, com o valor patrimonial de €

residentes que foram no lugar de Barrega, da dita freguesia de

35,37, igual ao atribuído.

Borba da Montanha, mas apesar das buscas efectuadas, não

desde folhas cento e catorze e seguintes, foi lavrada em dois

QUATRO – Prédio rústico, denominado “Horta da Portela”,

consegui encontrar a escritura que titula este contrato, ignorando

de Novembro de dois mil e doze, uma escritura de Justificação

composto de terreno de cultivo, com a área de sessenta metros

também qual o Cartório Notarial que a lavrou, não tendo assim,

para reatamento de trato sucessivo, tendo nela outorgado como

quadrados, a confrontar de norte com Maria Rosa da Fonseca,

possibilidade de obter o respectivo título para fins de registo.

justificante:

sul e poente com Albano da Fonseca e nascente com caminho,

Que por escritura de compra e venda lavrada neste Cartório no

MARIA HELENA GONÇALVES FERREIRA, C. F. n.° 192 388

descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho

dia vinte e cinco de Setembro de mil novecentos e cinquenta e seis,

002, solteira, maior, natural da freguesia de Borba da Montanha

sob o número TRÊS MIL CENTO E QUARENTA E SETE/BORBA DA

a folhas sessenta - verso e seguintes do competente livro número

concelho de Celorico de Basto, onde reside no lugar de Quintela,

MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 1024, com

quatrocentos e setenta e quatro, os autores das heranças José

na qualidade de cabeça de casal das heranças abertas por óbito

o valor patrimonial de € 26,53, igual ao atribuído.

Alves Ferreira e Angelina Gonçalves adquiriram os bens descritos

de Angelina Gonçalves e José Alves conforme procedimento

Encontra-se registado na referida Conservatória, a favor de

nas verbas dois e três ao referido Manuel Marinho e mulher Emília

simplificado de habilitação de herdeiros n.° 3898/2012 da

João Camelo Teixeira, viúvo, residente que foi no dito lugar de

de Magalhães, residentes que foram no lugar de Barrega, da dita

Conservatória do Registo Civil de Celorico de Basto.

Quintela, pela AP - TRÊS de 1905/08/12.

freguesia de Borba da Montanha.

MAIS CERTIFICO, por extracto que a Justificante declarou o seguinte: Que os seguintes prédios rústicos, sitos no lugar de Quintela, freguesia de Borba da Montanha, concelho de Celorico de Basto fazem parte das heranças abertas por óbito de Angelina Gonçalves e José Alves:

Que pretendendo efectuar o registo de aquisição a favor dos autores das heranças, não dispõe de título formal para a dedução

Que, o referido prédio está registado na citada Conservatória, a

do trato sucessivo a partir do titular inscrito o mencionado João

favor de António Gonçalves, casado, residente que foi no dito lugar

Camelo Teixeira. Que, por volta do ano de mil novecentos e cinquenta, o referido João Camelo Teixeira doou o supra citado prédio a seu

UM – Prédio rústico, denominado “Cerrado de Casais”

neto João Camelo Teixeira e mulher Maria Isilda dos Santos

também conhecido por “Leiras de Casais”, composto de terreno

Lopes da Fonseca, sendo que apesar das buscas efectuadas não

de cultivo, com a área de mil novecentos metros quadrados, a

conseguiram encontrar a escritura que titulou esse contrato,

confrontar de norte com Maria Rosa Freitas Fonseca, sul com o

ignorando também qual o Cartório que a lavrou, não tendo assim,

caminho, nascente com José Teixeira de Magalhães e de poente

possibilidade de obter o respectivo título para fins de registo.

com Albino Teixeira, descrito na Conservatória do Registo Predial

Que por escritura de compra e venda lavrada neste Cartório

deste concelho sob o número DOIS MIL OITOCENTOS E QUARENTA

no dia dez de Março de mil novecentos e setenta e seis, a

E SETE/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz

folhas quarenta e nove e seguintes do competente livro número

sob o artigo 1375, com o valor patrimonial de € 851,04, igual ao

seiscentos e sessenta e cinco, o mencionado João Camelo Teixeira

atribuído.

e mulher Maria Isilda dos Santos Lopes da Fonseca, venderam

DOIS – Prédio rústico, denominado “Leira da Veiga” também conhecido por “Leira do Escalheiro”, composto de terreno de cultivo, com a área de mil cento e cinquenta metros quadrados, a confrontar de nascente com caminho de servidão e dos restantes lados com João Batista Marinho da Mota, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL E OITENTA E DOIS/BORBA DA MONTANHA, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 990, com o valor patrimonial de € 515,93, igual ao atribuído. TRÊS – Prédio rústico, denominado “Horta do Soutelo” também conhecido por “um Bocado de Rocio”, composto de terreno de cultivo, com a área de oitenta metros quadrados, a confrontar de norte e nascente com caminho, sul com Maria Rosa Freitas Fonseca e de poente com Manuel Pires, descrito na Conservatória do Registo Predial deste concelho sob o número TRÊS MIL E OITENTA E TRÊS/BORBA DA MONTANHA, inscrito na

Que Relativamente ao prédio descrito na verba QUATRO:

o imóvel descrito na verba um a José Alves Ferreira e mulher Angelina Gonçalves (os autores das heranças). Que Relativamente aos prédios descritos nas verbas DOIS E TRÊS: Que, os referidos prédios estão registados na dita Conservatória, a favor de José Pires, casado, residente que foi no lugar de Barrega, da dita freguesia de Borba da Montanha, pela AP - UM de 1903/02/16. Que pretendendo efectuar o registo de aquisição a favor dos autores das heranças, não dispõe de título formal para a dedução do trato sucessivo a partir do titular inscrito o mencionado José Pires. Que, por volta do ano de mil novecentos e trinta e nove, aquele José Pires e mulher, actualmente falecidos, venderam

de Quintela, pela AP - UM de 1937/01/29. Que pretendendo efectuar o registo de aquisição a favor dos autores das heranças, não dispõe de título formal para a dedução do trato sucessivo a partir do titular inscrito o mencionado António Gonçalves. Que, aquele António Gonçalves e mulher, actualmente falecidos, venderam o referido prédio a Adriano Gonçalves da Fonseca Carvalho e mulher Inácia Camelo Teixeira, residentes no dito lugar de Quintela, mas apesar das buscas efectuadas, não consegui encontrar a escritura que titula este contrato, ignorando também qual o Cartório Notarial que a lavrou, não tendo assim, possibilidade obter o respectivo título para fins de registo. Que por escritura de compra e venda lavrada neste Cartório no dia dezanove de Março de mil novecentos e cinquenta e cinco, a folhas dezasseis e seguintes do competente livro número quatrocentos e sessenta e um, o mencionado Adriano Gonçalves da Fonseca Carvalho e mulher, venderam o prédio descrito na verba quatro a José Alves Ferreira e mulher Angelina Gonçalves (autores das heranças). Que assim, ela primeira outorgante, na qualidade de cabeça de casal da herança aberta por óbito de seus pais Angelina Gonçalves e José Alves Ferreira, justifica por este meio o seu direito de propriedade para a herança sobre os supras citados imóveis. ESTÁ CONFORME Cartório Notarial de Celorico de Basto, três de Novembro de 2012.

os prédios descritos nas verbas dois e três a Manuel Marinho e

A Colaboradora da Notária,

mulher Emília de Magalhães, também actualmente falecidos,

a) Elisabete Gomes


24

21-12-2012

O POVO DE BASTO

Município de Mondim de Basto apoia programa de teleassistência

KORPUS Estética:

Academia de Saúde e Estética

Estética: Tratamentos de rosto e corpo; Depilação, Pedicure, Manicure, Massagens de relaxamento, Solário, Tatuagem, Unhas de Gel. Novo aparelho IPL+Rádio Frequência para:

A Câmara Municipal assinou um protocolo com a Associação de Solidariedade Social das Aldeias de Mondim, que tem como finalidade a compar-

Depilação Permanente (toda a cor do pêlo); Rejuvenescimento (rugas), Pigmentações, Problemas vasculares, Acne. Academia:

ticipação de um programa de

Personal Trainer, Avaliação da Condição Física, Prescrição de exercício, Musculação.

sidente da Câmara e os dirigen-

CONSULTAS DE NUTRICIONISTA E OSTEOPATA

Aberto de segunda a sábado, das 9 h. às 22 h.

na ZONA INDUSTRIAL, LOTE 4B MONDIM DE BASTO

Deseja aos seus estimados Clientes e Amigos Boas Festas e Feliz Ano Novo. “O POVO DE BASTO”, N.º 308, DE 21/DEZEMBRO/2012

Tribunal Judicial de Mondim de Basto Secção Única

Largo Conde de Vila Real T 4880-236 Mondim de Basto Telef. 255 091 650 Fax 255 091 669 Mail: mondimb.tc@tribunais.org.pt

ANÚNCIO 2.ª PUBLICAÇÃO

Processo: 55/12.5TBMDB Incumprimento das Responsabilidades Parentais Requerente: Ministério Público Requerido: Manuel Augusto da Silva Torres Nos autos acima identificados, correm éditos de 30

Teleassistência para idosos. O protocolo foi assinado no dia 7 de dezembro entre o Pretes da Associação.

exames das vias respiratórias,

Para o Presidente da Câ-

tência caracteriza-se como um

da frequência cardíaca, da gli-

mara, a implementação deste

serviço de atendimento por

cose e tensão arterial - sem ne-

serviço será muito útil porque

profissionais formados na área

cessidade de qualquer desloca-

evita situações de isolamento,

de saúde e/ou apoio social,

ção. Em caso de emergência, o

frequentes na população idosa.

que permite ao idoso, através

idoso poderá acionar um botão

A autarquia associou-se a este

de equipamento previamente

de pânico e entrar em contacto

projeto pelo benefício que irá

fornecido e configurado, entrar

imediato com os seus cuidado-

constituir para este setor da

em contacto com os cuidado-

res e/ou familiares para solici-

população.

res.

tar assistência.

Este equipamento permite

O apoio financeiro da au-

aos profissionais procederem

tarquia para comparticipação

à medição de parâmetros vitais

deste programa de ação é de

Basto deslocou-se ontem, dia

profissão: Serrador Mecânico da Madeira, estado civil:

de reivindicar a instalação de

Desconhecido, nascido(a) em 04-01-1960, NIF-132414350,

uma Viatura de Emergência

domicílio: Lugar de Bormela, S/n, Atei, 4880-016 Atei-Mondim

no concelho (Posto de Emer-

de Basto, com última residência conhecida na(s) morada(s)

gência Médica - PEM).

indicada(s) para no prazo de 10 dias, decorrido que seja o dos

O concelho de Mondim

éditos, alegar, querendo, o que tiver por conveniente, nos

de Basto e a sua população

termos e para os efeitos do art.º 181º n.º 2 da OTM.

continuam a sentir-se descriminados no acesso aos cuidados de saúde e anseiam por melhores condições. O concelho tem deficiente co-

Mondim de Basto, 11-09-2012

bertura na rede de emergên-

N/Referência: 478515

cia médica e não está dotado

O Juiz de Direito, Dr.ª Mariana Cidade O Oficial de Justiça, Alzira Nogueira

celho.

ra Municipal de Mondim de

rio da Saúde, com o objetivo

de mandatário judicial, salvo na fase de recurso.

mente, alargado a todo o con-

O Presidente da Câma-

notificando Requerido: Manuel Augusto da Silva Torres,

Fica advertido(a) de que não é obrigatória a constituição

Este serviço será, futura-

Câmara de Mondim exige Viatura de Emergência Médica para o concelho 19 de novembro, ao Ministé-

à disposição do citando.

17.000 euros.

O programa de Teleassis-

dias, contados da segunda e última publicação do anúncio,

O duplicado da petição inicial encontra-se nesta Secretaria,

do utente – avaliação do peso,

de nenhuma viatura específica para o efeito. Os concelhos vizinhos de Celorico e Cabeceiras de Bas-

to dispõem de Serviço de Atendimento Permanente e de uma ambulância do INEM.

permanente à população. Mondim é um dos 69 concelhos do país que não têm PEM.

Por sua vez, o Centro de

Mas, Humberto Cerqueira saiu

Saúde de Mondim funciona

da audiência com a garantia de

apenas, nos dias úteis, das

que, sendo Mondim de Basto

09:00h às 18:00h e ao fim de

um concelho prioritário, estão

semana e feriados, das 09:00h

criadas as condições para que

às 16:00 horas, não assegu-

em 2013 nele seja instalado o

rando, assim, um atendimento

Posto de Emergência Médica.


21-12-2012

MONDIM: OFICINA MÓVEL É UMA REALIDADE

Na manhã do passado

uma

sia de Atei, foi apresentada a

a reparação de

oficina móvel, à comunicação

uma torneira ou

social, com a presença duma

de um eletro-

equipa da TVI, rádios da região

doméstico, pin-

e do jornal O Povo de Basto.

turas, a limpeza

lâmpada,

de chaminés ou

realizada numa habitação, com

a

a instalação de lâmpadas de

de vidros parti-

iluminação.

dos.

A partir de agora os cida-

substituição

Além

dis-

dãos carenciados, idosos, por-

so, os técnicos

tadores de deficiência e com

da viatura farão

mobilidade reduzida de Mon-

a entrega de alimentos, medi-

dim de Basto pasam a ser ser-

camentos, produtos de higie-

vidos por esta pequena oficina

ne pessoal, camas articuladas,

da câmara destinada a peque-

cadeira de rodas e correio. A

nas reparações domésticas gra-

limpeza e arrumação da habi-

tuitas.

tação, o transporte de roupa

A primeira beneficiada pela Oficina Móvel

Segundo o presidente da

para a lavandaria, a limpeza de

autarquia, Humberto Cerquei-

quintais e a ligação de equipa-

ra, o projeto “Oficina Móvel

mentos eléctricos também se-

Municipal” é um serviço de

rão feitos pela Oficina Móvel.

apoio domiciliário que visa ser-

A aquisição da viatura foi

vir as pessoas em situação de

financiada com 20.000 euros

carência, combater o isolamen-

pelo programa “EDP Solidária

to e a exclusão social, melhorar

Barragens”. A implementação

as condições de habitabilidade

no terreno, o equipamento da

e satisfazer as pequenas neces-

carrinha, os custos de deslo-

sidades que podem tornar-se

cação, os recursos humanos e

em grandes obstáculos.

os materiais usados nas repa-

O objetivo é, segundo o

rações são custeados pela au-

autarca, ajudar as pessoas a

tarquia com um orçamento de

resolver pequenos problemas

25.000 euros.

nas suas habitações, como a

III Encontro Micológico regista grande adesão

substituição de

dia 12 de Dezembro, na fregue-

A primeira intervenção foi

25

O POVO DE BASTO

Dada a situação financei-

ra do município, Humberto

Realizou-se no passado dia 18 de novembro o III Encontro Mi-

Cerqueira frisou que não será

cológico de Mondim de Basto, iniciativa que registou cerca de uma

possível fazer grandes inter-

centena de participantes.

venções, nem atender a todas as situações. “Para ser feita uma racionalização dos custos vamos programar e calendarizar os serviços”, disse. Para beneficiar deste apoio, os munícipes terão de se inscrever nos serviços sociais da Câmara de Mondim de Basto, que depois fará a triagem e a seleção dos pedidos. Humberto Cerqueira salientou que este projeto era “extremamente necessário” para o concelho, porque uma parte significativa da população é envelhecida e vive em situação de carência.

O Encontro Micológico é um evento organizado pelo Gabinete de Apoio ao Agricultor da autarquia, com caráter lúdico e formativo, que promoveu a identificação e apanha espécies micológicas no campo, com a utilização de guias especializados para o efeito. Este evento insere-se num conjunto de atividades que a Câmara Municipal tem realizado com o objetivo de promover o concelho e, particularmente, o seu património natural. “Reconhecemos que a floresta é um recurso com elevado potencial turístico e, por isso, temos vindo a apostar em atividades que destacam o uso múltiplo da floresta, como é o caso da caça, dos percursos pedestres e dos encontros temáticos”, explicou o Presidente da Câmara, Humberto Cerqueira. A terceira edição do Encontro Micológico de Mondim de Basto contou com o apoio da associação “A Pantorra”, que tem por objeto a promoção do conhecimento científico, técnico e gastronómico dos cogumelos, bem como dos aspetos ecológicos, culturais e sociais relativos aos mesmos.

MORADIA EM ERMELO Aluga-se ou vende-se moradia T4 ou T2 para férias em Ermelo Mondim de Basto. A 4 Km das Fisgas de Ermelo para contactar de perto com a natureza e disfrutar do sossego da montanha. Em pleno Parque Natural da Serra do Alvão. Visite: http://fisgas-mondimdebasto.blogspot.com Informa Tel. 253 655 118, 253 655 415 ou Telemóvel 937 455 036


26

21-12-2012

O POVO DE BASTO

Prendinha BAZAR • Papelaria • Livraria SERVIÇO DE FOTOCÓPIAS Visite-nos no Edifício S. Tiago (Loja ao lado do Restaurante S. Tiago)

CELORICO DE BASTO

ALUGA-SE NO ALGARVE PARA FÉRIAS

Apartamentos T1 Situados em Torre, Armação de Pêra, com vista para o mar, inserido num pequeno condomínio privado, numa zona sossegada. Preparado para 4 pessoas. A habitação dispõe de 1 quarto com cama de casal ou duas individuais, roupeiro e cómoda. Cozinha equipada com fogão, máquina de lavar loiça, forno eléctrico, torradeira, varinha mágica, ferro de engomar, etc. A sala comum dispõe de sofá-cama, mesa com ca-

deiras e aparelho de TV. No terraço ou esplanada dispõe de uma mesa, cadeiras e guarda-sol. Jardim com piscina e barbecue. O apartamento é disponibilizado com roupas que são mudadas semanalmente.

A ECOambiente / RESUR

Visite http://feriasalgarve-aldtorre-blogspot.com Contactar Telem. 916 518 053

(A.C.E), deseja a todos os habitantes do Município de Mondim de Basto, Boas ECOambiente RESUR - ACE

Festas e um 2013 cheio de prosperidades.

- António Ilídio Machado, Unipessoal, Lda.

 Livraria / Papelaria  Material Escolar  Fotocópias e Encadernações  Jornais e Revistas, etc. S. SILVESTRE T (JUNTO À BIBLIOTECA) CELORICO DE BASTO TEL./FAX 255 323 067


21-12-2012

27

O POVO DE BASTO

PÃO QUENTE E PASTELARIA Rua Rodrigo Sousa e Castro Vila - Celorico de Basto

Deseja aos estimados Clientes Boas Festas e um Feliz 2013.

Publicidade e Serviços Gráficos BARREIRÓS - CELORICO DE BASTO Tlm. 918 543 495 - 963 508 412 - Tel./Fax 255 321 090

Agora em novas instalações no Edifício Portas da Vila (por cima do Restaurante Os Grilos) Deseja aos estimados Clientes Boas Festas e um Próspero 2013.

Móveis em Todos os Estilos, Cozinhas por Medida - Artigos de Iluminação e Decoração - Electrodomésticos Telef. /Fax 255 489 923 - Tel. (resid.) 255 321 450 - Telem. 962 746 430 POÇA DE PEDRA T 4890-108 BORBA DA MONTANHA CELORICO DE BASTO

ISMAEL MARINHO

Deseja aos estimados Clientes Boas Festas e um Próspero 2013.

TÁXIS DE 5 A 9 LUGARES TELEMÓVEL 968 018 284 E-mail: taxis-ismaelmarinho@sapo.pt

FAFE

e

REGIÃO DE BASTO

Ana Teixeira

Deseja aos seus Clientes e Amigos Bom Natal e Feliz 2013

Descontos

Aniversário dos 30 anos: até 40% nos Transportes

ESTETICISTA

para

2013

O Jornal O POVO DE BASTO vende-se em MONDIM DE BASTO na Livraria ZONA VERDE

Edifício Mira Rio Rua Rodrigues de Freitas 4890 CELORICO DE BASTO

Telemóvel 967 226 554

Deseja aos estimados Clientes Boas Festas e um Próspero 2013.


28

O POVO DE BASTO

21-12-2012


O POVO DE BASTO