Page 1

· 1·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

Edição 1053 • Ano XX • 13 de maio de 2014 • Semanário Gratuito • Sai à 3ª feira • Diretor: João Tavares Conceição • Siga-nos no

V

m

ercado edievaVlila de Rei

Visite-nos

Benfica C. Branco prejudicado pela arbitragem perde em Leiria Vila de Rei

Página 19

Páginas 12 e 13

Castelo Branco Delegado Distrital da AHRESP pede redução do IVA

Página 5

Penamacor Reabertura de balneário termal continua num impasse Página 9

Autarquia reforça aposta na agricultura

Fundão Misericórdia implementa Plano de Eficiência Energética

Página 11

Oleiros Orvalho recebe GeoRota dia 31 Página 15

200 correm Rede anti pobreza Enduro diz que estado social está a desmantelar-se Castelo Branco Página 2

Página 2

PUB

Carlos Crisóstomo Médico Chefe de Serviço de Clínica Geral Pedro Crisóstomo Médico Dentista

Clínica Geral e Medicina Dentária

Acordos:

ADSE, ADMG, C.G.D., EDP, PT-ACS, Advancecare, Médis, Multicare, Cheque Dentista Av. General Humberto Delgado, 59 - 1º - Castelo Branco Tel.:272 342 082 | 272 327 380


· 2·

Destaque

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

Estado social está a desmantelar-se POR CRISTINA VALENTE

Castelo Branco recebeu, nos dias 9 e 10, o encontro nacional da Rede Europeia Anti Pobreza, que juntou durante dois dias responsáveis e várias instituições para debater temas como os desafios futuros da integração europeia. O presidente da Rede Europeia Anti Pobreza (EAPN) Portugal, Jardim Moreira, afirmou que o desmantelamento do Estado Social e o aumento das desigualdades colocam o país perante “um desafio de mudança urgente". Jardim Moreira sublinhou que a luta contra a pobreza não é só uma luta contra a pobreza material. "Vivemos uma crise económica, mas a grande crise nacional é a dos valores humanos e espi-

rituais. O problema não é só dinheiro, é de valores", afirmou, acrescentando que existe no país, “uma mentalidade muito mesquinha, de minifúndio, onde cada um defende a sua horta”. Para o dirigente é urgente o envolvimento de todos na definição de politicas de combate à pobreza. Transformar o combate à pobreza como um combate nacional é “uma emergência” afirmou Jardim Moreira, e para que essa luta seja uma realidade é necessário mudar estratégias e mentalidades. A rede lançou um manifesto a propósito das eleições Europeias, um documento resultado de reflexão de diversas pessoas e instituições, “um documento muito abrangente”. O dirigente referiu-se também à necessidade de

existir uma Europa social, mais justa "que deixe de gerar, porque a Europa está a gerar milhões de pobres". Entretanto a Rede Europeia Anti Pobreza tem em preparação um outro

documento, este com propostas concretas ao país e ao Governo, porque as políticas "ou servem para as pessoas ou não são decentes", sublinhou. O objetivo do documento é colocar em mar-

cha um processo de análise e de agregação de ideias e, posteriormente, chegar a um consenso sobre uma estratégia nacional de erradicação da pobreza e da exclusão social em Portugal.

Melo Bernardo, diretor da Segurança Social, destacou a importância do tema do encontro, “quando cada vez mais é preciso fortalecer a interligação entre as instituições”. Para o responsável da Segurança Social as IPSS (instituições Particulares de Segurança Social) são hoje o coração da solidariedade em Portugal. Também para o autarca Luís Correia a pertinência e importância do encontro tem a ver com a atualidade do problema, “A luta contra a pobreza é uma questão atual em Portugal e em toda a Europa” afirmou o autarca que recordou alguns dados demostrativos do aumento de pobres, resultante de uma conjugação de fatores, como aumento de desemprego, quebra de rendimento e envelhecimento da população. ■

Escuderia aposta forte no Enduro

Mais de 200 pilotos disputam Enduro Castelo Branco Depois da estreia do clube no ano passado no campeonato Nacional de Enduro, o clube de Castelo Branco volta a apostar na prova, introduzindo melhorias nas três especiais. Lorenzo Santolini é um dos pilotos que já tem presença confirmada na prova com a assinatura da Escuderia. As emoções do desporto motorizado voltam no próximo fim de semana a Castelo Branco, com a realização da primeira prova do campeonato nacional de Vintage, e a quarta do Campeonato Nacional de Enduro. São esperado cerca de 200 pilotos no Nacional de Enduro, e mais 40 no Nacional Vintage. Helder Esteves, da Escuderia Castelo Branco, considera que o número de participantes reflete as criticas “muito positivas” que a organização recebeu no ano passado, quando fez a sua estreia neste tipo de organização. No sábado, dia 17, realiza-se a primeira prova do campeonato Nacional de Vintage, uma estreia que acontece pela mão da Escuderia. “Nunca houve este campeonato, é portanto uma estreia. Este ano três clubes vão organizar as provas, e cabe à Escuderia organizar a primeira prova do Campeonato”

afirma Helder Esteves. Neste campeonato são esperado cerca de 40 concorrentes, com motos com data anterior a 1995, que vão disputar o trofeu no sábado. A prova vai disputar-se na zona da Talagueira, “cada volta terá cerca de 20 quilómetros, com duas

especiais, o enduro test na Talagueira e a prova de aceleração que vai ter lugar na zona industrial, junto à Centralbat”. O público pode assistir à passagem dos pilotos na Talagueira cerca das 13:10, 14:10 e 15:10 e na zona Industrial, junto à Centralbat Às 13:30,

14:30 e 15:30. Escuderia melhora especiais no campeonato Nacional de Enduro No domingo, dia 18, cerca de 200 pilotos são esperados para disputar a prova do Campeonato

Nacional de Enduro, prova que tem assegurada a presença do piloto espanhol Lorenzo Santolini, da equipa oficial Sherco. A prova é composta por três especiais, a Cross test, na Talagueira, com a passagem dos pilotos programadas para as 10:10, 12:10 e 14:10 a Extreme

test no Barrocal, com passagens às 11:00 às 13:00 e às 15:00 e a Enduro test, na zona de lazer às 12:00, às 14:00 e às 16:00 horas. “Este ano alterámos um pouco as especiais, temos a melhor Extreme do campeonato, no Barrocal, e acreditamos que este ano ainda vai ser melhor, mais dura e com mais espetáculo” afirma Helder Esteves. O clube tem desde a primeira hora organizado estas provas junto à cidade, para assim conseguir atrair mais público. “As especiais realizam-se todas encostadas à cidade, em locais de fácil acesso para que os albicastrenses possam assistir à prova, além disso como os pilotos fazem três passagem em cada especial, os espectadores podem ver os pilotos em todas as especiais, por exemplo ver a Cross na Talagueira às 10:10, a Extreme, no Barrocal às 13 horas e depois a Enduro test às 16 na zona de lazer”. ■


Destaque

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

Manuel Ramalho confessa crime

COM RÁDIO COVA DA BEIRA

Apesar de ter jurado, no primeiro julgamento, que nunca tinha batido na mulher, Manuel Ramalho confessou agora, de forma “livre consciente e sem reservas” o crime. Hoje com 74 anos, completados no dia em que fez um ano que matou a mulher à paulada, Manuel Ramalho pediu perdão aos filhos “que ficaram sem mãe de forma tão estúpida”, e aos netos. O caso já tinha sido julgado há um ano, naquele que foi o primeiro julgamento sumário da história da justiça em Portugal, após a revisão do processo penal, e Manuel Ramalho foi condenado a 20 anos de prisão efetiva, três me-

ses depois de ter cometido o crime. No passado mês de novembro o Tribunal Constitucional confirma a inconstitucionalidade do julgamento que o tribunal da Relação de Coimbra manda repetir. No inicio deste novo julgamento o tribunal do Fundão dispensou a produção de prova e a audição de testemunhas por considerar que a prova era “abundante”, e depois de Manuel Ramalho ter confessado o crime, o que não aconteceu no primeiro julgamento, passou às alegações finais. O Ministério Público pediu uma pena de prisão de 19 anos e relativizou a confissão do arguido recordando as circunstâncias violentas em

que ocorreu o crime. Apesar do arguido ser considerado imputável, a defesa apresentou como atenuantes a doença do foro psicológico que o levou a “ultrapassar o limite do auto controle”, e a confissão de Manuel Ramalho que “viverá para todo o sempre com a culpa, o facto de ter confessado é prova disso”, disse o advogado de defesa nas alegações finais. O coletivo de juízes, presidido por Gabriel Santos, marcou a leitura do acórdão para o próximo dia 20 de Maio, às 14h, no tribunal do Fundão, e dispensou o arguido da presença na leitura do acórdão que assistirá na prisão através de vídeo conferência. ■

EDITORIAL

A

quinze dias das eleições, com uma campanha eleitoral morna, constata-se o pouco interesse manifestado pelas massas, com previsões de abstenção na ordem dos 60%. Aparentemente quem ganha com isso é a Oposição, donde o PS quase de certeza vai aumentar a sua votação. Mas querendo dar isto como verdade absoluta, Mário Soares lá vai dizendo que a vitória não vai ser tão maciça como se possa pensar. Entretanto já se começa a advogar a obrigatoriedade da votação eleitoral. Assim, existindo votações em massa, seria previsível que os partidos de menor expressão ficassem altamente prejudicados. A estabilidade governativa tem de assentar em partidos fortes, que procurem alternativas de governação, mas que não esqueçam o objetivo final de servir os seus cidadãos, praticando uma democracia sadia e responsável. Onde se vai, então, inserir o direito sagrado de escolha, quando se quer obrigar qualquer cidadão a ter PUB

PUB

PUB

PUB

· 3·

A Campanha DIRETOR JOÃO TAVARES CONCEIÇÃO

que exercer esse direito? Na realidade, fruto das responsabilidades da União Europeia na gestão da dívida, os portugueses, na linha do que já vinha acontecendo do anterior, colocam-se de fora neste momento eleitoral. Também o programa televisivo que passou esta semana sobre os eurodeputados e Estrasburgo deu uma imagem negativa da forma como se gastam milhões de euros. Depois numa União com 28 países, liderada pela Alemanha e acolitada pela França, já não de Sarkozy mas de Hollande, com cerca de 750 eurodeputados, dos quais vamos escolher 21, o que será normal o cidadão questionar? Qual será o peso do seu voto? Já nos obrigaram a esquecer os muitos milhões de euros por cá recebidos e por cá, e pelos off-shores, desbaratados. Efetivamente conseguimos, em 40 anos, saltar

barreiras que outros países tornearam ao longo de um século. Portugal melhorou, qualitativamente, numa série de indicadores que traduzem melhoria da qualidade de vida e bem-estar dos seus cidadãos, mas segundo as últimas sondagens, continuamos na cauda da tabela, tendo por companhia os países oriundos da Europa de leste. As metas atingidas ficam ainda aquém dos padrões desejáveis, pois a esquizofrenia económica assente no consumo e nas obras públicas, lubrificada pelo crédito fácil, mascarou a situação real do país. Afastámo-nos do que realmente interessava: as melhorias de qualificações, o desenvolvimento económico e uma melhor distribuição da riqueza. Na pretensa defesa intransigente dos nossos direitos, deitámos para trás das costas os nossos deveres. E ainda nos admiramos!


· 4·

Castelo Branco

Clube de Leitura Alma Azul sobre Wenceslau de Moraes

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

CGTP defende alterações no financiamento da Segurança Social POR CRISTINA VALENTE

ções de Wenceslau de Moraes. Ainda este mês de Maio, no dia 30, a Alma Azul promove uma homenagem a Wenceslau de Moraes na Feira Cultural de Coimbra, no Parque Manuel Braga. Amigo de Camilo Pessanha, Wenceslau de Moraes, escreveu sobre os rituais e costumes nipónicos, deixando-nos também algumas traduções de contos e tradições do Japão. Um dos livros mais conhecidos de Wenceslau de Moraes, O Culto do Chá, encontra-se disponível, em livro de bolso, na editora Relógio d'Água. ■

LUPA à descoberta dos Paraísos escondidos

No passado dia 3 de Maio, sábado, o LUPA realizou o 13º Laboratório LUPA – Paraísos Escondidos, que decorreu na cidade de Castelo Branco. A atividade teve o objetivo de explorar fotograficamente locais votados ao esquecimento e locais de acesso restrito ao público em geral com o intuito de construir um inventário destes espaços. Chegou-se a um grupo multidisciplinar que partilhou o gosto pela fotografia e pela história da cidade. Com os resultados obtidos neste laboratório pretende-se dar origem a uma exposição

no Cybercentro de Castelo Branco, com os melhores paraísos captados. O LUPA agradece à Câmara Municipal de Castelo Branco, ao Sr. André Azevedo e à Associação do Bairro do Cansado pela possibilidade de visitar a Quinta do Moinho Velho situada no bairro do Cansado. À Sra. Maria Jalles por deixar os participantes conhecerem a sua casa na Quinta das Isabeldeiras e, por fim, ao Diretor da Escola Superior Agrária, por permitir fotografar o espaço do Jardim Botânico situado no recinto da ESA. ■

O sindicalista admite no entanto que Segurança Social necessita de uma modernização e de um ajustamento no seu financiamento. “O sistema que temos estava adequado à situação quando foi criado, mas no período atual as

empresas que criam mais riqueza são de capital e conhecimento intensivo, logo com menor número de trabalhadores, neste contexto a CGTP defende o alargamento da base de incidência contributiva, considerando não só os salários, mas também outras

Amigos do museu vão proteger o Monte de S. Martinho POR CRISTINA VALENTE

A Sociedade dos Amigos do Museu de Francisco Tavares Proença Júnior organizou uma visita ao monte de S. Martinho importante sitío arqueológico situado nos arredores de Castelo Branco. A iniciativa enquadrada nas comemorações do centenário desta oragnização cultural teve por objetivo, segundo Celeste Capelo, presidente da Sociedade, “Para além de evocar a memória do fundador do Museu Francisco Tavares Proença, um dos maires arqueólogos do seu tempo esta inciativa relançou o debate cientifico sobre este monte que como sabemos congrega vestigíos milenares do que foi o passado na nesta região”. O objetivo da sociedde dos Amigos do Museu é contribuir para o desenvolvimento da arqueologia albicastresne e a visita serviu também para se analisar a real situação dos vestigíos e a sua activação futura como recursos turisticos e culturais. “Temos enquanto Sociedade um grande carinho e respeito pelo triângulo enquadrado entre a ermi-

Foto: David Caetano

A Alma Azul promove no próximo dia 17 de Maio, sábado, às 19 horas, um Clube de Leitura dedicado a Wenceslau de Moraes, escritor português que nasceu em Maio de 1854, em Lisboa, e morreu em Julho de 1929, em Tokushima, Japão. O Clube de Leitura Alma Azul Wenceslau de Moraes, realiza-se na delegação da Alma Azul, em Alcains, é gratuito, e podem participar os interessados maiores de 16 anos. Todos os inscritos através do alma-azul@almaazul.pt, até sexta-feira, dia 16, às 19 horas, recebem de oferta o livro Medita-

A CGTP assinalou no passo dia 8 o Dia da Segurança Social, com várias ações junto da população e também com um encontro , no Porto, sobre o tema “Afirmar e defender a segurança social pública, Universal e solidária”. Considerando a Segurança Social um bem adquirido pelos trabalhadores, a CGTP diz que é preciso defender esse bem, património dos trabalhadores. “A segurança social pública é património dos trabalhadores, e dispõe de um papel insubstituível enquanto instrumento de redistribuição do rendimento nacional, por via a proteção social aos trabalhadores” afirma Luís Garra.

componentes, como a riqueza liquida criada pelos trabalhadores”. Luís Garra adianta que esta riqueza liquida criada pelos trabalhadores, valor acrescentado foi, entre os anos de 200 e 2011, de 618.638 milhões de euros que não foram sujeitos a qualquer desconto para a Segurança Social. Com a combinação dos dois critérios, desconto por trabalhador e introduzindo o novo critério, pagamento em função do valor acrescentado, associando-se a dinamização da atividade produtiva e criação de emprego, há, diz o sindicalista, condições para afirmar que “o sistema público de segurança social é sustentável e que o perigo de não haver dinheiro para reformas não existe”. ■

da de Nossa Senhora de Mércoles,a Senhora Santa Ana e a de S. Martinho pois foi aqui que o itinerário deste nosso Museu já mais do que centenário, se iniciou. Apresentaremos mais tarde as conclusõses e o programa deste projecto de renovação das investigações arqueológicas no monte e na região de influência do Museu. Em S. Martinho os trabalhos serão orientados pela Professora da Universidade de Coimbra Raquel Vilaça que igualamante será a presidente científica do Congresso que estamos a organizar e que terá lugarf para o Outono deste ano” afirma Celeste Capelo. Também o historiador Pedro Salvado reforçou

esse objectivo e a urgência de voltar a recentralizar a arquelogia regional em Castelo Barnco. “O termos trazido uma réplica do célebre menir neo-calcolítico para o seu horizonte de origem teve um alto valor simbólico. S. Mércules e o monte S. Martinho são dos principais lugares da paisagem histórica e cultural albicastrense. A lenda fundacional de Castelo Branco remete-nos para estes horizontes e o menir e as estelas pré-e proto-históricas que Tavares Proença aí encontrou, assim como inúmeros vestigíos romanso e até árabes são monumentos e realidades que todos devemos conhecer. Os menir e as estelas são mesmo úni-

cos. É esta originalidade milenar que queremos dar a conhecer e continuar a investigar para fortalcer a nosso identidade” explica o historiador. O encontro foi também ocasião para um reencontro entre alguns investigadores associados a esta estação arqueológica entre os quais Joaquim Baptista ou o arqueólogo Francisco Henriques, responsável pelo relançamento da investigação arqueológica regional na década de setenta do século passado e cujo trabalho, recorde-se, já mereceu o reconhecimento público por parte da Sociedade de Amigos do Museu em Dezembro último como o “Povo da Beira” noticiou. ■


Castelo Branco

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

500 crianças nas comemorações da Fundação Aristides de Sousa Mendes

· 5·

Associação Juncalense comemora 39 anos

POR PATRÍCIA CALADO

O Centro Social Padres Redentoristas, o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva e o Agrupamento de Escolas Amato Lusitano associaram-se às comemorações da Fundação Aristides de Sousa Mendes, na passada sexta-feira, dia 9 de maio. As comemorações, que decorreram nas Docas, contaram com a participação de 500 crianças com idades compreendidas entre os três e os seis anos e tiveram com intuito comemorar o 60.º aniversário da morte de Aristides de Sousa Mendes. “Fizemos uma coreografia com os meninos e depois lançámos mais de 100 papagaios de papel feitos pelas crianças, educadores e professores. O papagaio de papel é o símbolo da liberdade e Aristides de Sousa Mendes

sempre lutou pela liberdade das pessoas”, explicou Helena André, educadora do Centro Social Padres Redentoristas. Com uma manhã quente e com as Docas como plano de fundo, as crianças brilharam na coreografia orientada pelos educadores e professores e, com a felicidade estampada

nos seus rostos lançaram os papagaios de papel. Inaugurada Lápide de Aristides de Sousa Mendes Luís Correia, Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, e o Padre Sanches inauguraram a Lápide que homenageia Aris-

AHRESP de Castelo Branco pretende redução do IVA POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Ricardo Ambrósio, diretor de operações do Restaurante Rural Gardunha, é novo delegado da AHRESP no distrito de Castelo Branco. A tomada de posse decorreu durante a reunião do Conselho Consultivo em Lisboa. Na equipa diretiva que tomou posse, fazem ainda parte os seguintes membros: António Carvalho (Hotel Rainha D. Amélia) e Carlos Couto (Hotel Samasa). Para Ricardo Ambrósio, este novo, representa mais responsabilidade e uma oportunidade para demonstrar publicamente que, "existem razões suficientes para que os empresários se associem à Ahresp", e esclarece. "Tudo está relacionado com custos fixos na restauração e hotelaria que podem ser otimizados na convergência de contatos que podem criar negócios, fazendo com que a operação diária se torne mais sustentável". Relativamente às preocupações dos empresários,

nomeadamente com a taxa do IVA, o dirigente considera que o imposto é "elevado", defendendo que seja reduzido para 13%. "Esta deveria ser a taxa aplicada, não só na restauração, como também nos serviços de apoio básicos para a tividade, nomeadamente na eletricidade". Manifestamente satisfeito pelo convite dirigido pela AHRESP, o proprietário do restaurante Rural Gardunha, em Castelo Branco, considera que, "a minha entrada neste organismo está relacionado com a distinção com que fui alvo em 2013, por ter sido considerado negócio inovador, em que o secre-

tário da Ahresp considerou ser importante entrar na equipa diretiva distrital". Também a sua experiência como presidente da Associação de Estudantes da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril e presidente da Secção Jovem da associação dos diretores hoteleiros de Portugal, assim como ser membro da Sedes Jovem foram fatores relevantes para reforçar o convite para o novo cargo. A concluir, Ricardo Ambrósio, dirige um apelo aos empresários da restauração e hotelaria, caso pretendem reduzir os seus custos, devrão contatar a AHRESP, na Avenida Nuno Álvares, em Castelo Branco. ■

tides de Sousa Mendes e a sua esposa, Angelina. A Lápide encontra-se nas Docas e consagra Aristides, um diplomata português que durante a II Guerra Mundial salvou mais de 30 mil vidas da perseguição Nazi. Assim, esta foi considerada a maior ação de salvamento empreendida por uma pessoa individual. ■

No passado dia 1 de Maio a ACRJ - Associação Cultural e Recreativa Juncalense comemorou o seu 39º aniverário com uma grande festa e convívio. O dia comemorativo começou às 9h30 com uma missa de homenagem aos falecidos associados, seguindo-se de um almoço com a presença de mais de 80 associados e amigos. Neste dia foi lançado uma publicação com documentos que retratavam a dinâmica associativa no inicio da década de 80. Na parte da tarde foi realizado um torneio triangular entre as aldeias amigas Jun-

cal do Campo, Barbaído e Freixial do Campo, onde com jogos bastante competitivos o Juncal do Campo foi o vencedor do torneio. A União das Freguesias ofereceu as respetivas taças do torneio. A direção da associação realça que esta saudável competição é um pilar da união das aldeias, da solidariedade e amizade que as populações partilham entre si. A direção agradece a todos os associados e amigos a sua presença e acreditar no seu trabalho, prometendo continuar a trabalhar afincadamente para bem comum do Juncal do Campo. ■

Europe Direct da Beira Interior Sul comemora o Dia da Europa

No âmbito das comemorações do Dia da Europa, celebrado a 9 de maio, o Centro de Informação Europe Direct da Beira Interior Sul desenvolveu um conjunto de iniciativas de sensibilização para a importância da Europa no quotidiano dos cidadãos da região e de apelo ao voto para as próximas Eleições Europeias de 25 de maio. No dia 8 de maio, em parceria com o Europe Direct Cova da Beira, o Parlamento Europeu e a Comissão Europeia, desenvolveu uma ação de formação dirigida a jornalistas dos ór-

gãos de comunicação social regionais sobre as Fontes de Informação Europeia, na Escola Profissional do Fundão. No dia 9 de maio, Dia da Europa, decorreram duas iniciativas simultaneamente. Com o Agrupamento de Escolas José Sanches de Alcains e São Vicente da Beira, as crianças experienciaram, juntamente com os seus avós, de um passeio pedestre de sensibilização para a importância de uma Europa mais saudável, através da realização de diversas atividades físicas/

lúdicas, nas imediações da ermida de Santa Apolónia, em Alcains. A manhã encerrou com a partilha de um lanche saudável. Em Idanha-a-Nova, o Europe Direct Beira Interior Sul levou a peça de teatro “Querida Europa… e tu, conheces?”, concebida e apresentada pelo Teatro Váatão de Castelo Branco que aborda a génese do projeto Europeu, apelando aos cidadãos mais jovens para uma cidadania europeia mais ativa e sensibilizando-os para o direito ao voto e para as Eleições Europeias de 2014. ■


· 6·

Castelo Branco

Centro Social e Paroquial de Cebolais de Cima organiza caminhada A 3.ª caminhada do Centro Social e Paroquial de Cebolais de Cima já tem data marcada: 31 de maio. A partir das 9 horas, os participantes partem do Lar de Idosos com destino a Maxiais, sendo então uma caminhada de 11 km. As inscrições podem

locar esta zona em perigo de incêndio. Uma zona onde existem propriedades agrícolas e habitações. ■

Cemitério de Cebolais de Cima sem limpezas O cemitério de Cebolais de Cima, tanto exteriormente como parte do seu interior, necessita de limpeza. Tanto o cemitério de

Cebolais de Cima como o do Retaxo são património da Freguesia, sendo então a autarquia local responsável pela gestão, limpeza e manutenção dos mesmos. ■

Movimento Monárquico promove colóquio em Alcains No próximo dia 17 de maio, pelas 15 horas, vai realizar-se uma palestra no salão da Junta Freguesia de Alcains subordinada ao tema "Nossa Senhora da Conceição

na História de Portugal". Evento organizado pelo Movimento Monárquico de Castelo Branco com o apoio da Junta Freguesia de Alcains. ■

Demostração de Ténis no Retaxo Integrada na Prova de Aptidão Tecnológica da aluna da ESAL Marta Mousinho, que estagiou na Associação Cultural e Social Rancho Folclórico de Retaxo, vai ter lugar no próximo sábado, dia 17, às 9h 30m, no campo de ténis de Retaxo, uma demonstração desta modalidade.,

Workshop de chocolate

Dias doces na AJUP

ser efetuadas através do 272 989 262 ou via e-mail: cspf.cebolaiscima@hot mail.com. Cada inscrição inclui almoço, kit e transporte de regresso e tem o custo de 10 euros por pessoa e cinco euros para os mais pequenos, até aos 12 anos. ■

Travessa no Retaxo precisa de limpezas

Parte da Travessa Padre Domingos Pires Moura, no Retaxo, necessita de ser limpa. A erva seca e bastante alta podem co-

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

aberta à participação de todos de forma gratuita. Para esta atividade, e para além da associação que a acolheu no estágio, Marta Mousinho conta com o apoio da Associação Desportiva e Recreativa de Retaxo, Academia de Ténis Colina do Castelo, Riba Clube e Zona Meeting. ■

Para quem gosta de chocolate e ao mesmo tempo quer aliar esse gosto ao prazer da sua confeção, a AJUP – associação juvenil os perdigotos, promove um novo workshop de fabrico de bombons de chocolate no próximo dia 24 de maio. Com esta nova iniciativa pretende-se dar possibilidade aos que não puderam frequentar o primeiro workshop por falta de vaga, ou por outras razões, de o fazerem agora. O chocolate, por muitos considerado de grande valor nutricional é considerado, quando ingerido em doses moderadas, um

alimento benéfico para a saúde, quer do ponto de vista físico quer psicológico, uma vez que pode proporcionar momentos agradáveis e de bem estar. Com esta segunda edição a AJUP tem como principais objetivos ligar duas vertentes importantes da vida, por um lado o prazer de degustar um produto muito agradável e por outro serem as próprias pessoas a proceder à sua confeção e em consequência fazê-lo de acordo com os seus gostos pessoais. Para além disso e a exemplo do que aconteceu nos primeiros cursos, dar a possibilidade aos

participantes de passarem agradáveis momentos de lazer, de convívio e descontração, longe das preocupações do dia a dia. Em suma, passar uma manhã ou uma tarde bem doce. O workshop vai ser dinamizado por Adriana Antunes que nasceu na Guarda e é mestre em Informação, Comunicação e Novos Média pela Universidade de Coimbra. Profissionalmente exerce funções de técnica superior na referida universidade. Apaixonada por cozinha, resolveu tirar um curso na área dos chocolates, tendo a partir daí dinamizado várias ações e workshops

de fabrico de bombons de chocolate em vários locais do país. Adota como máxima que "Tudo o que realmente precisamos é de amor, e de um pouco de chocolate!", parafraseando Van Pelt. Informações complementares e inscrições poderão ser efetuadas na AJUP – rua Comandante Filipe Trajano Vieira da Rocha, Lote 246, S-C Esq (junto ao mercado), todos os dias úteis entre as 15 e as 18 horas ou através dos telefones 963532927, 936582909 e também do email: ajupcb@gmail. com. As inscrições decorrerão até 20 de maio. ■

Centro de Empresas Inovadoras abre período de candidaturas O Centro de Empresas Inovadoras (CEI) de Castelo Branco abriu o período de candidaturas para acesso às fases de incubação ou empresas inovadoras. O período de candidaturas estende-se até 02 de junho "enquanto entidade recetora de empresas e projetos, o CEI disponibiliza espaço a custo reduzido, escritórios de 20 a 40 metros quadrados e oficinas, rede de mentores e realização de formações", adianta o CEI em comunicado. Este conjunto de incentivos destina-se a empresas ou projetos com menos de dois anos, que tenham como objetivo o desenvolvimento de atividades inovadoras, que, embora em estado embrionário ou com recursos limitados, tenham potencial para se tornar projetos de sucesso e motores de de-

senvolvimento local. Segundo o comunicado, os projetos para incubação no CEI serão posteriormente analisados por um júri que selecionará os mais promissores, "tendo em conta a inovação, as sinergias com outras empresas e a criação de pos-

tos de trabalho". Os candidatos devem ir ao sítio da internet do CEI e preencher o formulário disponível, até ao dia 02 de junho. Recorde-se que o CEI foi inaugurado em julho de 2013 e custou 3,6 milhões de euros. Com capacidade

para 40 empresas, o CEI está dotado de secretaria, reprografia, salas de reuniões, gabinetes de direção e de apoio, gabinetes para empresas, espaços para a contabilidade e atendimento, salas com acesso direto ao exterior para as empresas, anfiteatro e cafetaria. ■


Castelo Branco

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

Dia Internacional dos Museus

Museu Cargaleiro com entrada gratuita

O Museu Cargaleiro vai assinalar o Dia Internacional dos Museus com diversas atividades que decorrem de 16 a 18 de maio, sendo este ano o tema proposto pelo ICOM (International Council of Museums) “Museus: As coleções criam conexões”. Com o objetivo de divulgar a obra do artista Manuel Cargaleiro e também a sua coleção, o Museu apresenta uma programação cultural de forma a atrair visitantes e a criar novos públicos. Dia 16 de maio, sexta-feira, às 10h00 e às 14h00 o oleiro Noé Luís vai estar a modelar barro na Praça Académica (espaço exterior ao Museu). Esta atividade, programada em parceria com a Escola Superior de Educação, no âmbito do projeto “Diálogos… Ciência, Tradição e Cultura” financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, é destinada ao público escolar, dos 6 aos 10 anos de idade. O objetivo desta demonstração é dar a conhecer às crianças a arte tradicional de produzir peças de barro a partir da roda de oleiro. No mesmo local, o albicastrense Domingos Correia vai ensinar a gatear pratos e bacias de cerâmica, uma técnica utilizada antigamente para consertar e reaproveitar todas as peças que se par-

tiam. Ambas as atividades vão ao encontro da exposição temporária de Cerâmica Ratinha patente no Museu, visando deste modo criar pontes entre gerações e estabelecer laços com a comunidade. No sábado, dia 17 de maio, o Serviço Educativo irá promover uma Oficina de Barro dirigida aos mais pequenos, a realizar-se das 16h00 às 17h30 e com limite de 20 participações. Dia 18 de maio, domingo, o Museu Cargaleiro vai alargar o horário de funcionamento até às 20h00, com entradas gratuitas. Estão programadas duas visitas orientadas, às 11h00 e às 15h00, dando a conhecer o percurso de vida e a obra do artista Manuel Cargaleiro, natural de Vila Velha de Ródão. No período da tarde, o Museu promove um momento musical, em parceria com o Cultura Vibra, proporcionando aos visitantes um encontro com a arte em diferentes formas e sentidos. Recorde-se que no ano passado o Museu Cargaleiro também assinalou a efeméride do Dia Internacional dos Museus registando cerca de 400 visitantes durante o dia, muitos dos quais albicastrenses que visitaram pela primeira vez este espaço museológico de referência cultural da cidade albicastrense.■

· 7·

José Neves assume comando dos Bombeiros de Castelo Branco POR CRISTINA VALENTE

Formação, continua a ser a palavra de ordem nos Bombeiros de Castelo Branco. O novo comandante da corporação, José Neves, foi apresentado na passada quinta-feira, numa cerimónia que juntou vários elementos da corporação, elementos da direção, e autarca albicastrense. Manuel Eusébio, presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Castelo Branco afirmou na cerimónia que a direção vai continuar a apostar na formação, “penso que é imprescindível e os resultados são visíveis”. A aposta da direção vai também para o equipamento de segurança, “de forma a que os nossos

bombeiros possam cumprir a sua missão em segurança”. O responsável da as-

sociação, destacou também a qualidade do corpo ativo, e deixou uma palavra e agradecimento

ao comandante José Mariano. O novo comandante dos Voluntários de Castelo Branco, José Neves, que deixou o comando dos voluntários de Idanha-a-Nova, espera algumas dificuldades, mas também “muitos momentos de sentimento de missão cumprida”. O novo responsável pelos bombeiros Albicastrenses lembra que Castelo Branco é a maior cidade da região e também por isso a responsabilidade é grande, “no entanto esta equipa é capaz de responder a este desafio”. José Neves destacou a formação do corpo ativo e os meios ao seu dispor, “temos meios humanos e materiais para responder aos desafios. A qualidade de socorro no concelho é de excelência”. ■

Fase Bravo começa já dia 15 A fase Bravo de combate a incêndios florestais, a segunda mais crítica, começa no dia 15 e envolve no terreno 5.175 operacionais, 1.251 viaturas, 34 meios aéreos e 70 postos de vigia. Os dados constam do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais, que refere ainda que os meios aéreos não serão disponibilizados logo no início da fase Bra-

vo. O dispositivo é reforçado este ano com mais 250 bombeiros e quatro meios aéreos relativamente ao ano passado e terá um custo de 85 milhões de euros. A partir de dia 15, o combate a incêndios contará com oito meios aéreos, sendo que outros cinco serão disponibilizados a 01 de junho, 17 a partir de dia 15 de junho e

os restantes quatro no dia 20 de junho, segundo disse à Lusa fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil. Durante a fase Bravo estão operacionais 512 equipas de vigilância terrestre, 315 equipas de vigilância e ataque inicial e 681 equipas de combate, segundo os dados disponibilizados pelo DECIF. À fase Bravo – que termina a 30 de junho –

sucede a fase Delta, considerada a mais crítica em incêndios, que decorre entre 01 de julho e 30 de setembro. As várias fases no âmbito do combate a incêndios são: Alfa (01 de janeiro a 14 de maio), Bravo (15 de maio a 30 de junho), Charlie (01 de julho a 30 de setembro), Delta (entre 01 e 31 de outubro) e Echo (01 de novembro a 31 de dezembro). ■

Unidade de Cuidados Continuados Integrados

Abertura depende de publicação de Despacho POR CRISTINA VALENTE

Aquando das comemorações dos 500 anos da Misericórdia de Castelo Branco, Pedro Passos Coelho, anunciou a abertura da Unidade de Cuidados Continuados Integrados, no mês de maio. Com o mês praticamente a meio, POVO DA BEIRA foi saber se já há data para que a Unidade seja aberta. Manuel Cardoso Martins, Provedor da Misericórdia, diz que a instituição tem a Unidade pronta a receber utentes, o pes-

soal selecionado e aguarda apenas a confirmação do dia para a abertura. “A 16 de abril, o presidente da ARS Centro esteve em Castelo Branco, e em conjunto procurámos estabelecer um dia para a abertura, ficou decidido que seria o dia 26 de maio” apesar disso, até ao momento Cardoso Martins não recebeu qualquer confirmação oficial de que a abertura da Unidade será mesmo nesse dia. “Como não obtive confirmação oficial, envie um mail a pedir para

confirmar a data” mas a verdade é que até ao momento esse contacto não obteve qualquer resposta. A abertura, explica o provedor, está dependente de um despacho conjunto dos ministérios, da Saúde, Segurança Social e Finanças. “Tudo isto está a atrasar porque o

governo não definiu ainda quais as camas que vai atribuir às diversas Unidades que deveriam ter já aberto portas desde o inicio do ano” afirma Cardoso Martins. Apesar de mais este atraso, Cardoso Martins, acredita que no inicio de junho a unidade estará a receber os primeiros utentes. ■


· 8·

Idanha-a-Nova

Idanha-a-Nova recebe Taça da Europa de Ju-Jitsu

A Federação Nacional Ju-Jitsu Portugal vai organizar de 23 a 25 de maio, em Idanha-a-Nova, o próximo Evento Internacional de Defesa Pessoal, bem como a Taça da Europa Seniores WFJ. Neste evento irão estar presentes técnicos de renome nacional e internacional oriundos de países como a Alemanha, Bélgica, Inglaterra, Itália, Irlanda, Espanha, Finlândia, Rússia, Ucrânia, Suíça, Canadá, Áustria, Noruega, Reino Unido e Portugal. A organização espera ainda contar com a presença do presidente da World Federation of Ju Jitsu, que será o diretor técnico desta atividade. Está já confirmada a presença de três presidentes de federações mundiais da modalidade – a World Federation of Ju Jitsu, a

World Ju Jitsu Federation e ainda a World Jiu Jitsu Confederation–, assim como de presidentes de federações nacionais de diversas modalidades oriundos de Espanha, Noruega, Canadá, Alemanha e Suécia. A iniciativa tem o apoio da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e é promovida pelo PROVERE–Termas e co-financiada pelo QREN, no âmbito do Programa Mais Centro e da União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. Os interessados em mais informações devem contactar o secretário-geral da Federação Nacional Ju-Jitsu, Hugo Riscado (961 188 189), o presidente da Federação, Cavaco Nunes (962 329 406), ou ainda o site www.jujitsuemportu gal.no.sapo.pt. ■

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

Record de participações, 113 sopas no Festival de Proença-a-Velha POR CRISTINA VALENTE

foram:

113 foi o número de sopas que os visitantes puderam provar no Festival das Sopas de Proença-a-Velha. A adesão ao festival bateu todos os records e mesmo depois das inscrições para o concurso estarem fechadas continuaram a surgir interessados em participar. A concurso estiveram 108 sopas. Sopas para todos os gostos, das mais tradicionais, como a sopa de grão, às mais inovadoras como a sopa de frutos vermelhos com poejo. O festival das Sopas de Proença-a-Velha atrai visitantes de todo o distrito. Depois de provadas os comensais votaram na sua preferida e as vencedoras

Restaurantes 1º Sopa de Cogumelos – Tasquinha do Manteigas (Idanha-a-Nova) 2º Sopa de Peixe – Telheiro do Abílio (Castelo Branco) 3º Sopa à Pelourinho – Esplanada o Pelourinho (Proença-a-Velha) Instituições/Associações 1ºSopa Alentejana – Comissão de Festas Srª do Calvário (Proença-a-Velha) 2ºSopa de Cogumelos – Mascal (Ladoeiro) 3ºGaspacho d’Aldeia – Cantigas d’Aldeia (Ladoeiro)

Particulares 1ºSopa de Peixe - Joana Dias (Proença-a-Velha) 2ºSopa Fria – Júlia Batista (Rosmaninhal)

3ºSopa de Cogumelo com ovos escalfados – Tiago Santos (Proença-a-Velha) ■

Estudantes de 92 da ESGIN reúnem-se em convívio O Núcleo de Estudantes de 92 (N.E.’ 92), grupo de antigos alunos da então Escola Superior de Tecnologia e Gestão ​de Idanha-a-Nova (ESTIG), atual Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN), reuniu-se mais uma vez no passado dia 3 de maio. Este grupo junta-se todos os anos, em Idanha-a-Nova, no sábado do fim de semana que coincide com a romaria da Nossa Senhora do Almurtão.

O programa deste 22º encontro contou com um almoço convívio, seguido da

visita ao Fórum Cultural de Idanha-a-Nova, e da visita ao Centro de Artes Tradicio-

nais. Após a habitual fotografia de grupo, realizou-se um pequeno piquenique junto à Capela de Nossa Senhora do Almurtão, onde cada participante partilhou uma iguaria da sua terra com o grupo. Rui Afonso, organizador do convívio deste ano, passou o testemunho para os organizadores do encontro de 2015, a ser realizado no dia 18 de abril, que serão António Candeias e Fernando Mendonça. ■

de enfermagem e o Serviço Nacional de Saúde não assegura o custo das deslocações que sejam urgentes. Assim, perante as dificuldades económicas, têm de aligeirar o tratamento… E certos tratamentos deviam ter tanto o acompanhamento médico como o de enfermagem. Mas tal não é possível porque já não coincidem. É um absurdo”, argumentou António Gil ao POVO DA BEIRA. Recorde-se que os serviços de urgência, no período noturno, entre as 24 horas e as 8 horas já tinham sido encerrados. E, de acordo com vice-presidente do Centro Social e Paroquial de S. Miguel de Acha, nessa altura o SAP indicou que “como

compensação, iriam ser reforçados os serviços de proximidade, de modo a minorar os efeitos prejudiciais sobre a população do concelho de Idanha-a-Nova decorrente do encerramento parcial daquela valência”. Com um elevado número de utentes a recorrer aos serviços de enfermagem, António Gil acredita que esta é uma situação “particularmente gravosa”. “Cada vez que cá vem um enfermeiro, tem uma quantidade significativa de utentes. Os serviços de enfermagem são durante o período da manhã, os enfermeiros chegam às 8 horas e nunca estão despachados antes do meio-dia”, concluiu. ■

Redução dos horários de enfermagem POR PATRÍCIA CALADO

Os serviços de enfermagem do concelho de Idanha-a-Nova sofreram uma acentuada redução dos horários, uma situação que atinge a maioria das freguesias do concelho. Segundo António Gil, deputado da CDU e vice-presidente do Centro Social e Paroquial de S. Miguel de Acha, nem a autarquia tinha qualquer conhecimento dos cortes dos horários do serviço de enfermagem. “Fui eu que informei o município no dia 25 de abril. Informaram-me que iam questionar acerca da redução dos horários de enfermagens, contudo ainda não tive oportunidade de saber mais nada”,

disse António Gil ao POVO DA BEIRA. No caso da freguesia de São Miguel de Acha, a população foi confrontada com um aviso afixado onde se informava que os cuidados de enfermagem passavam para duas vezes por semana. “Já demos conta dos reflexos negativos que isto teve em alguns utentes do Centro Social. Temos dois utentes acamados que estavam em recuperação e com a diminuição dos horários de enfermagem, houve um retrocesso na saúde dos mesmos”, explicou. Com esta reformulação, nesta freguesia, os dias de consulta médica e de enfermagem deixaram de coincidir, o que consequen-

temente trouxe dificuldades na articulação entre estas duas áreas de saúde.

“Ao longo da semana, apenas às terças e sextas-feiras é que há serviço


Penamacor

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

Reabertura do balneário termal de Águas continua num impasse COM RÁDIO COVA DA BEIRA

A câmara municipal de Penamacor vai promover um encontro alargado com o executivo da junta da união de freguesias de Águas, Aldeia do Bispo e Aldeia de João Pires e com os responsáveis da “Águascoop” tendo em vista definir a reabertura do balneário termal de Águas. O tema foi novamente abordado na última reunião da assembleia municipal pelo presidente da junta da união de freguesias que anunciou que vai apresentar uma ação no tribunal administrativo e fiscal de Castelo Branco para declarar nula a deliberação do antigo executivo da junta de freguesia de Águas em transferir a gestão de todo o património para aquela cooperativa. José Aníbal Birra afirma que a chave do balneário termal nunca foi

entregue ao atual executivo “as chaves continuam em poder dele (anterior presidente de Junta), a contabilidade também continua em poder dele, os livros de atas estão em casa dele porque, segundo diz, estão lá mais seguros e agora quis livrar a água do capote dizendo que a responsabilidade de as

termas ainda não terem aberto é da junta e da câmara”. Manuel Robalo, da coligação “Juntos por Penamacor” deixou a questão, “então o ex-presidente da junta de Águas passa todo o património mobiliário e imobiliário para uma cooperativa a poucos dias das eleições

Relatório de Gestão aprovado

A câmara de Penamacor apresenta um passivo na ordem dos oito milhões de euros. Os números fazem parte do relatório de gestão da autarquia que foi aprovado por maioria na última reunião da assembleia municipal. A bancada da coligação “Juntos por Penamacor” absteve-se na votação dos documentos, mas Hélio Silva não escondeu alguma preocupação com os indicadores financeiros, nomeadamente da dívida a curto . A bancada do PS saiu em defesa dos documentos apresentado pelo executivo. No entanto Nuno Lucas alerta para a existência de vários indicadores que de-

vem ser melhorados “a receita de capital, que já era pouca, reduziu para metade e neste momento é ligeiramente superior a um milhão de euros e assim não vamos lá” afirmou. O presidente da câmara de Penamacor admite que a questão da dívida a curto prazo limita a gestão corrente da autarquia. António Beites admite, por isso, vir a recorrer a mecanismos extraordinários para ultrapassar a situação “essa situação limita não só a gestão corrente mas o executivo tem de estar preparado para recorrer ao próximo quadro comunitário para efeitos de fazer obra no nosso concelho e por isso estamos a equa-

cionar a adoção desses mecanismos extraordinários”. O autarca acrescenta que a criação de condições para fixar novas empresas é uma das prioridades. António Beites sublinha que estes resultados já refletem o valor total da dívida da câmara de Penamacor à empresa “águas do Zêzere e Côa” que é de 42 por cento do valor total do passivo da autarquia “a questão das tarifas também é uma preocupação para nós mas estamos convictos de que a fusão que está prevista para alguns sistemas multimunicipais pode trazer-nos alguns benefícios” afirmou o autarca. ■

e a câmara não tem uma palavra a dizer em relação a isso?” António Beites, presidente da Câmara de Penamacor, afirma que este é um assunto que preocupa o executivo, “naturalmente esta é uma questão que nos preocupa até porque existe ali uma mais valia que são as águas termais daquele balneário e que neste momento estão classificadas em termos de saúde pública; a câmara não pode acionar quaisquer procedimentos uma vez que não possui nenhum património mas é a detentora do alvará e por isso vamos promover uma reunião alargada, em que vão estar todos os intervenientes nesta matéria e onde vamos apresentar alguns pareceres que solicitámos sobre este assunto, creio que a curto prazo vamos conseguir desbloquear esta situação”. ■ PUB

· 9·

Autarquia contesta encerramento de escola de Aldeia do Bispo Escola de primeiro ciclo e jardim de infância de Aldeia do Bispo, no concelho de Penamacor, sinalizada pelo Ministério da Educação para encerrar portas no próximo ano letivo. A autarquia já contestou a decisão uma vez que o número de crianças no próximo ano letivo se mantém inalterável, 23 no primeiro ciclo e nove no jardim de infância. Além do número de crianças se manter inalterável, outro dos argumentos apresentados pela autarquia “foi a vontade dos pais em que a escola se mantenha em funcionamento, já o fizeram em anos anteriores através de um abaixo assinado, tudo acrescido de outro problema que é o do transporte de mais 32 alunos para Penamacor, que para a autarquia é um peso significativo uma

vez que vai obrigar a mais um circuito de transporte público ou à aquisição de uma viatura para fazer este circuito”, explica Ilídia Cruchinho. Apesar da autarquia ter acordado com o ministério o encerramento de escolas que não cumpram o número de alunos previstos na lei, depois de construído o centro escolar em Penamacor, a vereador com o pelouro da educação entende que “ainda não é altura certa para o fazer, embora tenhamos um compromisso com o ministério da educação de encerrar escolas a partir do momento que não têm número de alunos suficientes”. A autarca espera que o ministério seja sensível aos argumentos do município que contestou a decisão num ofício já enviado à delegação regional de educação do centro. ■


· 10· Europa

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

A Europa e Nós Nova Chefe da Representação da Comissão Europeia em Lisboa A Comissão Europeia nomeou Maria d'Aires Soares como Chefe da sua Representação em Portugal. A tomada de posse terá lugar em 16 de maio de 2014. Maria d'Aires Soares desempenhará as novas funções com capacidades de liderança e gestão comprovadas, um profundo conhecimento e uma grande experiência das instituições europeias, um percurso de trabalho conjunto com diferentes intervenientes e uma sólida preparação em análise política e política de comunicação. Desde novembro de 2011, Maria d'Aires Soares desempenhou, como funcionária da Comissão destacada no interesse do serviço, a função de Chefe do Departamento Finanças e Orçamento no ITER (Reator Termonuclear Experimental Internacional) em Cadarache, França. Antes da atual nomeação, Maria d'Aires Soares ocupou o cargo de Ministra Conselheira, Chefe da Divisão de Investigação, Tecnologia, Inovação e Educação da Delegação da União Europeia nos Estados Unidos da América, em Washington D.C. Maria d'Aires Soares integrou a Comissão Europeia em 1989, na Direção-Geral da Investigação e da Inovação, onde teve oportunidade de desempenhar diferentes cargos de gestão em domínios tão distintos como a administração e finanças ou a mobilidade dos investigadores e a energia. Em especial, promoveu e desenvolveu uma estratégia de cooperação entre a União Europeia e o Brasil, a China, a Índia, o Japão, a Rússia, a Coreia do Sul e os EUA. Inscrita na ordem dos advogados de Lisboa desde 1980, começou a sua carreira profissional num escritório de advogados igualmente nesta cidade. Imediatamente antes de integrar a Comissão Europeia ocupou um cargo de responsabilidade na Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), em Genebra. Possui uma licenciatura em Direito pela Universidade de Lisboa e um doutoramento em Direito pela Universidade de Montpellier.

Mais trabalho de investigação, inquéritos mais rápidos e melhores resultados para os contribuintes da UE

23 milhões de euros de apoio da UE para promover os produtos agrícolas na União Europeia e nos países terceiros

Em 2013, o Organismo Europeu de Luta Antifraude (OLAF) intensificou a luta contra a fraude em toda a Europa. Os cidadãos e as instituições comunicaram mais do que nunca informações sobre potenciais inquéritos. O OLAF concluiu um número recorde de inquéritos, reduziu a sua duração global e emitiu mais recomendações do que nos últimos cinco anos. O OLAF recomendou a recuperação de 402,8 milhões de euros para o orçamento da UE, que vão ajudar a financiar outros projetos e reduzir os encargos para os contribuintes da UE. Estes excelentes resultados mostram que o OLAF se tem vindo a tornar um organismo cada vez mais eficaz ao serviço dos cidadãos europeus.

A Comissão Europeia aprovou 20 programas para promover os produtos agrícolas na União Europeia e nos países terceiros. O orçamento total dos programas, a maioria dos quais se desenvolverá ao longo de um período de três anos, é de 46,5 milhões de euros, contribuindo a UE com 23,3 milhões de euros. Os programas selecionados cobrem uma série de categorias de produtos, como os produtos de qualidade (DOP, IGP e ETG), os produtos biológicos, as frutas e os produtos hortícolas, o vinho, o leite e os produtos lácteos, as flores, as frutas e os produtos hortícolas transformados, os produtos transformados à base de cereais e o arroz, a rotulagem dos ovos e ainda outras categorias de produtos.

O relatório anual da Comissão Europeia sobre a frota de pesca europeia revela alguns progressos no sentido de obter um equilíbrio entre a capacidade e as possibilidades de pesca disponíveis. No entanto, é necessário fazer mais para assegurar que as unidades populacionais são geridas em conformidade com o objetivo do rendimento máximo sustentável e a Comissão considera que são necessárias medidas ativas de ajustamento da capacidade da frota, a fim de alcançar este objetivo.

Mais 1,5 milhões de postos de trabalho na Europa através do empreendedorismo digital são possíveis O principal desafio que os empresários enfrentam na Europa não é a falta de grandes ideias, mas o receio de passá-las à prática. Muitas pessoas com grandes ideias têm dúvidas sobre o espírito empresarial. Apenas 6 % da população adulta da Europa está envolvida numa nova empresa, em comparação com 13 % nos EUA. Por essa razão, a Comissão Europeia lançou a plataforma Watify, em conjunto com as partes interessadas no domínio das TIC.

Comissão Europeia disponibiliza 282,6 milhões de euros para 225 novos projetos nos domínios ambiental e climático: 4 em Portugal

A Comissão Europeia aprovou o financiamento de 225 novos projetos no âmbito do programa LIFE+, o fundo da União Europeia para o ambiente. Os projetos selecionados foram apresentados por beneficiários dos 28 Estados-Membros e abrangem ações nos domínios da conservação da natureza, das alterações climáticas, da política ambiental e da informação e comunicação sobre a problemática ambiental na União Europeia. Representam um investimento total de cerca de 589,3 milhões de euros, dos quais 282,6 milhões serão financiados pela União Europeia.

Fonte: Europe direct Beira Interior Sul

Capacidade de pesca Países da UE reduzem a frota, mas ainda se pode ir mais longe


Fundão · 11·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

Assembleia Municipal

Oposição vota contra conta de gerência COM RADIO COVA DA BEIRA

A assembleia municipal do Fundão aprovou, por maioria, com os votos contra das bancadas da oposição, a conta de gerência da autarquia referente ao ano passado. Os números apontam para um passivo na ordem dos 80 milhões de euros, sendo este o primeiro documento apresentado depois da adesão do município ao programa de apoio à economia local. Miguel Cardoso, da CDU, sublinha que esta conta de gerência “não verificou o principio de equilíbrio orçamental; claro que se vai justificar que esse excesso de endividamento, quase cinco milhões de euros, resulta da internalização das empresas «Fundão turismo» e o mercado abastecedor da Cova da Beira e a questão que agora se coloca é saber qual será a reação do tribunal de contas”. Também a bancada do PS votou contra os documentos. Conceição Martins

Sessão de Esclarecimentos a Produtores Agrícolas e Empresários no Fundão O Município do Fundão e a TEAM (Together Everyone Achieves More) irão promover, no dia 15 de maio, quinta-feira, às 18.00h, no Casino Fundanense, no Fundão, uma sessão de esclarecimentos para produtores agrícolas e empresários, sobre incenti-

vos ao investimento. Esta sessão irá abordar temáticas como o recebimento de subsídios diretos à exploração agrícola, medidas de incentivo ao investimento na agricultura, incentivos à modernização/criação de empresas e incentivos à contratação. ■

Entre os dias 14 a 18 de maio alerta para a existência de alguns indicadores muito preocupantes “uma inadequada especificação do principio contabilístico leva a empurrar dívida sempre para anos futuros; estas contas não refletem o principio do equilíbrio orçamental ao PAEL e ao saneamento financeiro e as despesas correntes foram superiores à receita em cerca de quatro milhões de 800 mil euros”. Já o presidente da autarquia, Paulo Fernandes, sublinha que estes números revelam a maior taxa de execução orçamental de sempre, a rondar os 92 por cento. O autarca sublinha que

foram poucos os indicadores que ficaram por cumprir “nos impostos indiretos nós tínhamos 414 mil euros a mais mas o IMT baixou bastante; nós sabíamos que a questão da crise, sobretudo na parte do imobiliário, é forte; também naquilo que era o nosso acordo com a «Aquália» estava prevista uma receita de um milhão e meio de euros proveniente da revisão do contrato de concessão que acabou por não se fazer, mas eu espero que se concretize em 2014 até porque temos obrigações legais relativamente a isso”. O autarca fundanense sublinha ainda que o rigor

orçamental vai continuar a ser uma das grandes prioridades do município e afirma que, apesar da conjuntura de crise, não há pagamentos em atraso “como sabem significa que estamos a falar de pagamentos a mais de 90 dias e não temos nenhuma entidade nessas circunstâncias e há cerca de 15 anos que isso não acontecia nesta casa”. Paulo Fernandes sublinhou ainda que o valor do passivo se manteve nos mesmos níveis de 2012 apesar da internalização de duas empresas municipais que detinham um passivo superior a quatro milhões de euros. ■

Misericórdia implementa Plano de Eficiência Energética Um investimento de 700 mil euros, comparticipado em 85% pelo programa Mais Centro e que implicou um investimento próprio de cerca de 180 mil euros. As várias valências da instituição, localizadas no Fundão, dispõem agora de painéis fotovoltaicos e termo solares que se traduzem em significativas reduções na fatura da eletricidade e combustíveis. “Se tivermos em conta que anualmente temos custos energéticos que ascendem a quase 500 mil euros, uma poupança de 30% na fatura é bastante significativo”, refere Jorge Gaspar provedor da Santa Casa da Misericórdia do Fundão. Os equipamentos permitem o aquecimento das águas para a creche, jardim-de-infância e lar da Misericórdia bem como a

Sobre Incentivos ao Investimento

XXXV Encontro de Teatro na Escola Os Agrupamentos de Escolas do Fundão e Ribeiro Sanches, em Penamacor, através dos seus clubes de teatro – Teatro Histérico e Quebra Gelo, respetivamente, irão organizar o XXXV Encontro de Teatro na Escola, entre os dias 14 e 18 de maio, no Fundão e em Penamacor. Ao longo dos cinco dias, os jovens irão partilhar experiências e mostrar os espetáculos que se fazem nas escolas. Haverá formação durante quatro dias e o último dia servirá para apresentar os resultados dessa formação. No âmbito deste encontro foram criadas duas peças autónomas, mas com título semelhante, “I Love Fun” e “I Love Pen”, com a intenção de mostrar um pouco destes concelhos, a sua história, as suas gentes

e a sua identidade social e cultural. No XXXV Encontro de Teatro na Escola irão estar presentes oito grupos oriundos de diferentes zonas do país, nomeadamente de Abrantes, Alvaiázere, Fundão, Lisboa, Moimenta da Beira, Penamacor, Porto e Serpa, assim como nove grupos observadores oriundos de Alcains, Santa Cruz da Trapa, Évora, Valverde del Fresno (Espanha), dois grupos de Vila Nova de Gaia e três grupos do Funchal. As manhãs do encontro serão preenchidas com formações diversas com formadores profissionais de teatro e dança. Todos os participantes terão ainda oportunidade de assistir a duas peças de uma companhia de teatro profissional ESTE – Estação Teatral. ■

PUB

produção de energia para consumo próprio nos lares Nossa Senhora de Fátima e da Misericórdia, ATL, creche e jardim-de-infância. Paralelamente foram equipados com painéis termo solares os lares de Capinha e Aldeia de Joanes. A estratégia de redução de custos na fatura da luz e combustíveis “poderá ser maior, pois a monitorização a realizar no decurso do corrente ano

poderá ajudar-nos a identificar outras formas de aumento da poupança”, referiu. Todos os equipamentos foram instalados por empresas da região, tendo a Enforcesco sido responsável pela instalação dos painéis fotovoltaicos e a Fundicalor cuidou dos painéis termo solares. No âmbito do plano de eficiência energética a Santa Casa da Misericór-

dia do Fundão realizou trabalhos de manutenção e conservação nos vários edifícios intervencionados a começar pelo Lar da Misericórdia onde foram realizadas “obras de substituição do telhado, portas e janelas”. A estratégia de redução de custos com a energia terá continuidade no lar das Minas da Panasqueira com a instalação de painéis fotovoltaicos. ■

Minha mãe é uma santa Que eu nunca esquecerei: Porque amor igual ao dela Nunca mais encontrarei Com muito Amor do teu filho querido Carlos Bartolo Ameixoeira - Estreito


· 12· Destaque

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

Vila de Rei reforça aposta na Agricultur “A Agricultura é uma das grandes apostas do Município de Vila de Rei para os próximos anos”. São palavras de Ricardo Aires, Presidente da Autarquia Vilarregense, numa altura em que o atual executivo prepara a criação, já para o próximo ano, de um lagar, destilaria e zona de embalamento, dotando o Concelho com as infraestruturas necessárias para transformar, embalar e escoar a sua produção. “Pretendemos aproveitar, estimular e potenciar, de forma sustentada, os recursos existentes no nosso Concelho, procurando melhorar os recursos financeiros ao dispor dos Vilarregenses, melhorando a sua capacidade

para fazer face aos encargos e às dificuldades dos nossos dias”. É também neste sentido que surge uma outra medida tomada pelo Município de Vila de Rei: transformar propriedades florestais da sua posse em propriedades de exploração agrícola, apostando na produção de medronho e na plantação de olival. A ideia é, segundo Ricardo Aires, “ dar o exemplo, estimulando que mais Vilarregenses o façam, criando também as bases para a transformação dos produtos e posterior rentabilização do nosso Concelho”. O Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei refere ainda que “estamos certos que a agricultura pode e deve

ser encarada como uma forma de potenciar os rendimentos das famílias, mas também a atividade económica em Vila de Rei. Neste sentido, o Município vai canalizar esforços e prioridades de forma a criar as condições que permitam a todos os Vilarregenses a potenciação da rentabilização dos seus excedentes agrícolas”. No que diz respeito à Floresta, a Autarquia está atualmente a ultimar a instalação de um programa de videovigilância no Picoto da Milriça, que estará em pleno funcionamento já no mês de Junho, que irá auxiliar os serviços de Bombeiros e Proteção Civil na deteção de incêndios florestais. ■

Social e Saúde

As áreas de Ação Social e Saúde têm sido uma das mais fortes apostas do Município de Vila de Rei. De entre as várias medidas tomadas, merecem especial destaque o programa de Teleassistência Domiciliária, a aposta na saúde visual dos Vilarregenses e o projeto “Um Amanhã + Humano”. O programa de Teleassistência engloba já 20 idosos do Concelho e permite que pessoas que residam sozinhas ou em situação de vulnerabilidade ou dependência possam contactar de imediato, através de um botão de emergência, uma Central de Assistên-

cia disponível 24 horas por dia e 365 dias por ano. Desta forma poderão aceder a ajuda imediata em casos acidentes domésticos, agravamento súbito do estado de saúde ou furtos, por exemplo. Na área da Saúde Visual, o executivo camarário Vilarregense aprovou recentemente a minuta de protocolo a celebrar com a Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP), que irá permitir a execução de um programa de rastreios e prevenção da cegueira por diabetes no Concelho de Vila de Rei, nomeadamente através de Rastreios de Retinopatia Diabética, realiza-

da em estreita parceria com o Centro de Saúde de Vila de Rei. Esta medida vem juntar-se às consultas de oftalmologia gratuitas que a Autarquia de Vila de Rei possibilita, mediante prévio contato com o Gabinete de Ação Social e Saúde, aos agregados familiares Vilarregenses com parcos recursos financeiros. No mesmo sentido, o Município de Vila de Rei continua empenhada na concretização do projeto “Um Amanhã + Humano”, que tem contribuído, de forma bastante efetiva, para atenuar e colmatar situações de isolamento de idosos do Concelho. ■

Educação

Oferecer as melhores condições possíveis às crianças e jovens de Vila de Rei continua a ser um dos objetivos principais do Município de Vila de Rei, visto como essencial para combater a desertificação e a “fuga” dos mais jovens do Interior do País. É neste sentido que a Autarquia proporciona um conjunto de apoios aos habitantes do Concelho, de onde se destacam, por exemplo, o acesso a Creche e Jardim-de-Infância gratuitos, Transportes Escolares gratuitos, Férias Desportivas (durante as pausas letivas do Natal, Carna-

val, Páscoa e Verão) e ATL – Componente de Apoio à Família (antes e após o horário escolar) gratuitos, Explicações Gratuitas para os alunos que frequentam o Ensino Secundário em Vila de Rei e alojamento gratuito para estudantes de fora de Concelho. Na área da Educação, o Município oferece ainda todo o apoio ao Projeto da Escola de Música de Vila de Rei, que decorre nas instalações da E.B.I. do Centro de Portugal e que conta já com perto de 50 alunos inscritos, e proporciona uma Viagem de Estudo de 5 dias aos melhores

alunos Vilarregenses do Ensino Secundário. Recentemente, a Câmara Municipal de Vila de Rei e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa assinaram um protocolo de colaboração que coloca Vila de Rei na “Rede de Escolas de Excelência”. Esta ação vai permitir uma troca e avaliação de experiências, soluções e modelos organizativos que serão uma mais valia para todo o processo pedagógico em Vila de Rei e que se traduzirá num importante passo no desenvolvimento educativo dos jovens Vilarregenses. ■


Destaque · 13·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

ra do Concelho Turismo Apresentando extraordinárias potencialidades turísticas, é também objetivo do Município de Vila de Rei oferecer aos seus visitantes o melhor das suas Praias Fluviais, Percursos Pedestres e magníficas paisagens, apostando também para isso na potencialização do Rio Zêzere. Com o aproximar da época balnear, a Autarquia está a ultimar todos os preparativos para que as Praias Fluviais e Percursos Pedestres (que, mesmo durante a época de Inverno, têm recebido largas centenas de

PUB

turistas) se encontrem nas melhores condições para receber os milhares de turistas e amantes da Natureza que visitam

anualmente o Concelho. Para esta época balnear haverá ainda uma novidade no Complexo de Piscinas de Vila de

Rei, com a construção da Piscina Descoberta Infantil que se encontra já em fase de conclusão. ■


· 14· Vila de Rei POR PAULO JORGE MARQUES

Mercado medieval A Câmara Municipal de Vila de Rei, com o apoio do Agrupamento de Escolas, organiza este ano a quinta edição do Mercado Medieval de Vila de Rei, que será realizado no dia 18 de maio. O V Mercado Medieval terá lugar no Largo da Misericórdia e na Rua Rainha Sta. Isabel, voltando a reunir dezenas de expositores e mais de uma centena de figurantes.

Do programa da quinta edição do evento voltam a constar momentos de Teatro, Música, Animação e Jogos Tradicionais, estando ainda em destaque o Artesanato e Gastronomia locais. O Mercado Medieval de Vila de Rei insere-se na aposta feita pelo Município em actividades culturais, promovendo o Concelho como marca cultural e turística. ■

Associação Nacional dos Avaliadores Mobiliários promove curso na Biblioteca Municipal A Associação Nacional dos Avaliadores Imobiliários (ANAI), em parceria com a Associação Nacional de Peritos Avaliadores da Lista Oficial da Justiça (PAOJ), com o apoio da autarquia de Vila de Rei, vai promover, na Biblioteca Municipal José Cardoso Pires, o “Curso de Avaliação de Máquinas, Equipamentos, Instalações Técnicas e Industriais”. O curso vai decorrer de 17 a 24 de Maio e de 7 a 14 de Junho, entre as 10h00 e

as 13h00 e entre as 14h00 e as 18h00, num total de 28 horas.A atividade destina-se a peritos avaliadores, contabilistas, gestores, administradores de insolvência, profissionais e estudantes das áreas de engenharia, arquitetura, economia entre outras. As inscrições encontram-se já abertas através dos contactos 213 156 064 e associacaodosavaliadores@gmail.com (ANAI) ou do 919 366 967 e paoj@ paoj.pt (PAOJ). ■

Curso de Avaliação de Máquinas, Equipamentos, Instalações Técnicas e Industriais A Associação Nacional dos Avaliadores Imobiliários, em parceria com a Associação Nacional de Peritos Avaliadores da Lista Oficial da Justiça vai promover, na Biblioteca Municipal, o “Curso de Avaliação de Máquinas, Equipamentos, Instalações Técnicas e Industriais”. A iniciativa irá decorPUB

rer de 17 a 24 de Maio e de 7 a 14 de Junho. O curso destina-se a peritos avaliadores, contabilistas, gestores, administradores de insolvência, profissionais e estudantes das áreas de engenharia, arquitetura, economia entre outras. A atividade tem o apoio da autarquia de Vila de Rei.■

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

Dia Mundial do Trânsito celebrado em Vila de Rei Os alunos do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei comemoraram, na tarde do dia 5 de Maio, o Dia Mundial do Trânsito, numa iniciativa promovida pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e pelo Agrupamento de Escolas de Vila de Rei. A iniciativa, realizada nas instalações da Escola Fixa de Trânsito, contou com a presença de elementos da Guarda Nacional Republicana, que sensibilizaram as crianças para as formas corretas de se comportarem na via pública enquanto condutores das suas bicicletas ou skates e enquanto peões, e dos Bombeiros Voluntários de Vila de Rei, que realizaram

lientando que “a Autarquia voltou, desta forma, a juntar-se às celebrações do Dia Mundial do Trânsito, promovendo uma iniciativa que permite que as nossas crianças possam,

de uma forma descontraída, tomarem conhecimento de diversas ações relacionadas com o trânsito e com o trabalho das forças de segurança, como os Bombeiros e a GNR”. ■

Biblioteca Municipal recebe formação de Restauro de Livros O CEARTE – Centro de Formação Profissional do Artesanato, em colaboração com a Biblioteca Municipal José Cardoso Pires, vai promover, de 4 a 19 de Julho, o curso de Iniciação às Técnicas de Restauro do Livro. A iniciativa será realizada às sextas-feiras (das 15h00 às 21h00) e aos sábados (das 09h00 às 13h00 e das 14h30 às 18h00), na

Biblioteca Municipal José Cardoso Pires. Todos os interessados deverão efetuar a sua inscrição na receção da Biblioteca ou solicitar mais informações através do 274 890 000 ou do endereço de correio eletrónico biblioteca@cmviladerei.pt. Em www.cmviladerei.pt pode consultar o folheto promocional do curso e ter acesso à respetiva ficha de inscrição. ■

Centro de Saúde promove Passeio Pedestre O Centro de Saúde de Vila de Rei, com o apoio da Câmara Municipal, promove, no próximo dia 24 de Maio, um Passeio Pedestre integrado nas comemorações do Mês do Coração. A caminhada terá a duração aproximada de três horas, com início em Fernandaires e final em

Prof. DRAME

Astrólogo - Grande Médium Vidente ESPIRITUALISTA CIENTISTA INTERNACIONAL

Espiritualista de todos os trabalhos ocultos, resultados rápidos em apenas 3 dias. Você têm um problema? Venha consultar-me, 15 anos de experiência graças ao seu dom hereditário ele resolve todos os seus problemas mesmo os casos mais desesperados: amor, protecção, fidelidade absoluta entre casais, retorno imediato ao contacto com a pessoa que ama, impotência sexual, concursos, exames, cura de doenças desconhecidas, facilidade de pagamento ou pagamento depois do resultado, dependente da sua possibilidade. Rua Santa Maria nº17 r/c - 6000-178 Castelo Branco

TLM.: 926 222 365

algumas demonstrações com um veículo de desencarceramento. Ricardo Aires, Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, esteve presente na iniciativa, sa-

Zaboeira, percorrendo uma parte do percurso Vilarregense da Grande Rota do Zêzere. A concentração dos caminhantes está marcada para as 08h30, junto ao Centro de Saúde de Vila de Rei, estando prevista a saída de autocarro em direção a Fernandaires para

PUB

meia hora depois. A chegada dos participantes a Zaboeira terá lugar por volta das 12h30, onde decorrerá o almoço convívio no Restaurante Paraíso do Zêzere. Pelas 14h15 está previsto o regresso a Vila de Rei em autocarro.As inscrições deverão ser feitas até ao dia 22 de Maio no Centro de Saú-

de de Vila de Rei ou através do telefone 274 890 190. A inscrição tem um valor de 5,5€ para crianças dos 5 aos 10 anos e de 11€ para maiores de 11 anos. O valor inclui o almoço, acompanhamento nos trilhos e seguro. (A inscrição é gratuita para quem não participar no almoço-convívio). ■


Oleiros · 15·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

GeoRota do Orvalho no dia 31 de maio Está agendada para o próximo dia 31 de maio a nona edição do já mítico passeio pedestre promovido pela Junta de Freguesia do Orvalho: a GeoRota do Orvalho. Inserido na Semana Europeia dos Geoparques e no Festival da Paisagem, este é um evento que conta com o apoio do Município de Oleiros e da Naturtejo. O programa tem início com o passeio pedestre, pelas 15:00h, havendo lanche e muitas surpresas. Pelas 19h00 terá lugar, no Miradouro do Mosqueiro, o Jantar Medieval

com teatro ao vivo a cargo da Viv´Arte. No local, haverá ainda uma exposição de armaria da época constituída por elmos, escudos, coifas e cotas de aço. A animação, a cargo da companhia de teatro Viv´Arte, será uma constante

mero de fogo, correntes e garras), grupo de espadas, apresentação de armaria da época, exercício de esgrima simples de grupo, combate apeado, combate de espadas de fogo. Para mais informa-

ções e inscrições (limitadas até 350 pessoas), contacte a Junta de Freguesia de Orvalho por e-mail (freguesiaorvalho@gmail. com / geral@jf-orvalho. pt) ou por telefone 272 746 399. ■

e inclui música (com caixas e instrumentos de sopro), bailarina (com nú-

Um estudo do Jornal de Negócios, baseado em dados do INE de 2013, evidenciou os valores brutos das exportações e importações de cada concelho do território nacional. O concelho de Oleiros aparece destacado neste estudo com um valor de

Feira do Livro 2014 Integrada na Semana da Leitura, realizou-se em Oleiros, nos dias 28 e 29 de abril, a Feira do Livro 2014 promovida pelo Município de Oleiros, em parceria com o Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade. A feira decorreu numa tenda instalada no Recinto das Feiras, em Oleiros, diariamente das 9H30 às 17H30. Durante aqueles dias houve lugar para apresentações de livros, horas de conto, entre muitas outras atividades. O encerramento do evento, no dia 30, ocorreu com um Sarau Cultural, pelas 20H30, promovido pelo AEPAA, em parceria com o Município de Oleiros. Este acontecimento incluiu

exportações de 13.547.857 euros e um valor de importações de 478.275 euros. Face a estes dados, constata-se que o valor relativo das exportações sobre as importações é muito significativo (cerca de 28,33 vezes superior), sendo o mais elevado da região. ■

4.º Convívio de Pesca Embarcada ao Achigã

momentos de poesia, momentos musicais e de teatro, como a dramatização da comédia adaptada do texto

original do livro e do filme “A Rapariga que Roubava Livros”, da autoria de Markus Zusak. Esta foi uma

atividade desenvolvida pela Casa da Cultura de Oleiros e pelos alunos do Grupo de Teatro do AEPAA. ■

Nuno Valente apresenta livro em Oleiros A abrir a Feira do Livro 2004 promovida pelo Município de Oleiros, em parceria com o Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade (AEPAA), nos dias 29 e 30 de abril, realizou-se no passado dia 29 de abril a apresentação do livro “A Ordem do Poço do Inferno”, pelo autor Nuno Matos Valente, natural de Castelo Branco. A atividade destinou-se aos alunos dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico do AEPAA. ■

Trilhos do Estreito pela Serra do Muradal A associação Trilhos do Estreito já tem agendada a 8.ª edição do seu passeio pedestre anual, a ter lugar no dia 1 de junho, pela envolvente da mura-

Índice de exportações sobre importações em Oleiros é o mais elevado da região

lha natural que é a serra quartzítica do Muradal. A iniciativa insere-se no Festival da Paisagem 2014, no âmbito da Semana Europeia dos Geopar-

ques e conta com o apoio do Município de Oleiros e da Naturtejo. Para mais informações e inscrições, consulte o website tri-

lhosdoestreito.pt ou contacte aquela associação por e-mail (geral@trilhos doestreito.pt) ou por telefone 968 514 686 e 964 303 969. ■

A Associação Recreativa e Cultural de Oleiros (ARCO) leva a efeito no próximo dia 24 de maio a sua quarta edição do ConPUB

vívio de Pesca Embarcada ao Achigã, o qual terá lugar na albufeira do Cabril, junto à Aldeia do Xisto de Álvaro. ■


· 16· Proença-a-Nova POR PAULO JORGE MARQUES

Desfile de trajes com material reciclado No Edifício de Fortes e Baterias, em Sobreira Formosa, realiza-se, sábado, dia 17, pelas 20h30, um desfile de trajes com material reciclado. Embalagens de plástico, papel, latas, tecidos, tudo pode ser reutilizado e dar origem a trajes coloridos, à medida da imaginação. O desafio está lançado e no desfile de apresentação serão escolhi-

dos os melhores trajes – os três primeiros com direito a cabazes de produtos locais. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site do Município. O programa do desfile inclui uma conversa com Fernando Nunes, da Valnor, sobre o tema da reciclagem, e o público é convidado a levar um objeto para reciclar. ■

Passeio às cerejeiras dos Montes da Senhora No sábado, dia 17, pelas 14 horas, acontece um passeio turístico, com visita guiada. Em tempo de provar as primeiras cerejas, o passeio contempla a passagem por um cerejal e pela Feira nos Montes da Senhora. Há também espaço para o património, com a Igreja Matriz de

Montes Senhora e a capela da Senhora das Graças, no Chão do Galego, em que pode apreciar-se o vitral criado pelo artista António Dias Ribeiro. A Serra das Talhadas, as encostas de limoeiros das Rabacinas e as Portas de Ródão completam o programa, que termina com um lanche de produtos. ■

Até dia 16 de maio

Bares das praias a concurso Até dia 16 de maio os interessados na exploração dos bares das praias fluviais de Aldeia Ruiva e Malhadal devem formalizar junto do Município de Proença-a-Nova a intenção de participarem no procedimento de consulta, indicando o bar para o qual pretendem apresentar proposta. A cessão de exploração terá o prazo máximo de quatro meses, coincidindo com o período de verão. A intenção de candidatura deverá ser efetuada por carta registada com aviso de receção (Avenida do Colégio, 6150-401 Proença-a-Nova), entregue pessoalmente no Gabinete de Assessoria ou remetida por correio eletrónico para

geral@cm-proencanova.pt. As propostas serão abertas a 28 de maio, sendo a base de licitação de 100 euros. A próxima época balnear está a ser preparada em diferentes vertentes, prevendo-se tanto pequenas melhorias dos espaços como planeamento de ações de animação. No caso da Aldeia Ruiva, tendo em conta que o projeto de requalificação exigirá financiamento e não irá avançar este ano, serão feitas durante a primavera pequenas obras para minimizar as fugas de água. Outra novidade para este verão será a abertura de passeios pedestres nas praias fluviais de Aldeia Ruiva, Fróia e Malhadal.■

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

Abertas inscrições para campo arqueológico

Campo internacional decorre em agosto e vai receber 40 participantes Encontram-se abertas inscrições para o segundo Campo Arqueológico Internacional de Proença-a-Nova, que irá decorrer entre 3 e 30 de agosto, com participantes de todo o mundo. O período será dividido em dois turnos – de 3 a 17 e de 17 a 30 de agosto – com 20 elementos cada. Podem participar maiores de 18 anos, embora no caso de jovens residentes no concelho sejam aceites, excecionalmente, maiores de 16. Os interessados deverão apresentar a candidatura até 31 de maio, preenchendo a ficha disponível online ou diretamente na receção dos Paços do Concelho. As inscrições ou pedidos adicionais de informações deverão ser feitas pelo e-mail geral@ cm-proencanova.pt. Os trabalhos serão dinamizados

pela Associação de Estudos do Alto Tejo, em parceria com o Município, sendo a equipa de campo acompanhada por uma direção científica constituída por cinco arqueólogos. Os trabalhos irão prosseguir as escavações iniciadas, no verão passado, numa mamoa com cerca de 40 metros de diâmetro e quase quatro de altura, considerada uma das maiores

do distrito. A intervenção revelou já alguns objetos que testemunham a ocupação milenar do território, mas só este ano será possível confirmar até que ponto a área de colocação de peças foi preservada ao longo do tempo. Além das escavações, que se realizam durante a manhã para evitar as horas de maior calor, o programa contempla visitas culturais e tertúlias também

abertas ao público em geral. O concelho de Proença-a-Nova parece corresponder a uma das mais densas manchas de sepulturas megalíticas do distrito, mas após o levantamento das estruturas nunca tinha sido aprofundado o estudo sobre as características e artefactos. A execução dos trabalhos está aprovada pela Direção Regional de Cultura do Centro. ■

Em junho inicia-se colocação de sinalização em 32 localidades

Aprovados novos nomes de ruas As ruas de 32 localidades do concelho já têm nomes aprovados. A partir de junho vai iniciar-se a colocação de placas identificadas e de números de polícia, melhorando as condições de sinalização. As designações foram aprovadas pela Comissão Local de Toponímia, na sequência de um trabalho prévio das juntas de freguesia, que se reuniram com as populações e fizeram o levantamento dos nomes em uso e das sugestões para identificação.

PUB

O presidente da Câmara, que por inerência do cargo preside à comissão, destacou o “papel preponderante” das juntas de freguesia na operação em curso, uma vez que lhes cabe ouvir as populações das aldeias. “Pretende-se que as designações atribuídas sejam as que na maioria dos casos já se usam, mas que nunca foram homologadas”, salientou João Paulo Catarino. Com um mandato coincidente com o do executivo camarário, a ComisPUB

são Local de Toponímia integra representantes dos CTT, GNR e escola de condução, um representante da Assembleia Municipal (António Gil Dias), um especialista em história local designado pela Câmara (António Manuel Silva), um técnico do sector de Obras e, por inerência do cargo, os presidentes das Juntas de Freguesia das áreas em causa e a chefe de Divisão de Obras. Criada no âmbito do Regulamento de Toponímia e Numeração de Polí-

cia (aprovado em 2011), a comissão tem como missões propor a atribuição ou alteração de denominações de novas vias e espaços públicos, fazer o levantamento dos nomes existentes em cada freguesia e promover, em colaboração com os serviços municipais, a constituição de ficheiros e registos toponímicos. A par da relevância cultural e social, a adequada identificação de todos os locais é fundamental para efeitos de cadastro e georreferenciação. ■

Cartomante - Vidente Almeirim e Sertã

Agora nas novas instalações

Avenida 1º de Maio nº 89, 1º Esquerdo - Castelo Branco E-mails: racabgeral@gmail.com | racabcomercial@gmail.com Telefones: 272 347346 | 272 321050 ou 96 97 69 492

Trinta anos de experiência feita com sinceridade e acredite, olhando bem fundo e apenas nos seus olhos, leio toda a carta da sua vida se preciso for e ajudo a resolver todos os vossos problemas de negocios, amor, inveja, mau olhado, desactivação de magía negra, aconselhamentos e outros problemas de difícil solução, para que tenha a vida que sempre sonhou! Honestidade, sigilo e caracter são outro dom que fazem a verdade da minha vida!

Telem.: 918 283 485


Sertã · 17·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

“Bússola” Projeto de intervenção deu os primeiros passos Chama-se “Bússola” o projeto de prevenção e intervenção desenvolvido pela Câmara Municipal da Sertã, em parceria com o Agrupamento de Escolas da Sertã, que abrange um gabinete de apoio a toda a comunidade educativa daquele agrupamento. Tem como público-alvo as crianças e alunos da Educação Pré Escolar ao Ensino Secundário e Profissional, assim como pais, professores e pessoal não docente. Este projeto surgiu da necessidade, previamente diagnosticada, de trabalhar em contexto escolar no sentido da prevenção de casos de comportamento desviante ou de risco. Pretende-se identificar problemas sociais das famílias do concelho a partir do aluno e intervir na resolução de problemas sociais inerentes

aos estabelecimentos escolares do Agrupamento de Escolas da Sertã. A formação de toda a comunidade educativa para a prevenção, identificação e intervenção pretende criar condições para acompanhar casos de risco social e comportamental identificados em contexto escolar e, assim, potenciar o desempenho global da comunidade educativa. A equipa multidisciplinar daquele gabinete é constituída por técnicos do Agrupamento de Escolas e do Município da Sertã, nomeadamente professores, psicólogos, uma socióloga e uma assistente social, que trabalham para prevenir, identificar, formar e intervir em situações que careçam de apoio social, psicológico e educacional. Iniciado em janeiro de

2014, o projeto possui um plano de atividades para o presente ano letivo, onde se incluem sessões de formação/sensibilização para pessoal não docente, assim como a iniciativa “Férias com Bússola”, que se realizou no último período de interrupção letiva. A Equipa do projeto “Bússola” trabalhou com 11 alunos do 6.º, 7.º e 8.º anos de escolaridade nos dias 9, 10, 14 e 21 de abril em atividades concretas, que visavam o desenvolvimento de competências pessoais e relacionais com o intuito de os orientar na sua formação pessoal e social. O resultado foi bastante positivo. O Gabinete de Apoio do projeto “Bússola” funciona às terças-feiras na Escola Secundária da Sertã (das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas), às quartas-

-feiras na Escola Básica da Sertã (das 8.30 às 12 horas e das 14 às 17 horas) e às quintas-feiras na Escola Básica Padre António Lourenço Farinha (das 9.30 às 13.30 e das 14 às 17 horas). Para além do contacto presencial, a equipa pode também ser contactada através do email bussola@ aes.edu.pt e dos telefones 274600650, 274600750 e 274600190. José Farinha Nunes, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, sublinha que "a extraordinária importância do Projeto Bússola está alicerçada na prevenção e no trabalho em parceria entre entidades que possuem os mesmos objetivos: melhores alunos e melhores cidadãos. Neste âmbito, prevenir situações de risco e perigo é apostar no futuro". ■

Natação

Piscina Municipal acolhe Torneio Meio-Fundo Realiza-se no próximo dia 17 de Maio, na Piscina Municipal da Sertã, a segunda edição do Torneio de Natação Meio-Fundo da Sertã. Organizado pelo Clube de Natação do CCD da Sertã (Centro de Cultura e Desporto do Pessoal da Câmara Municipal da Sertã), conta com o apoio do Município da Sertã e da Associação de Natação do Interior Centro. Trata-se de um torneio com características de meio-fundo, onde serão nadadas as provas de 400 livres, 200 mariposa, 200 bruços, 200 costas, 200 livres e a estafeta de 4x200 livres. Depois de uma primeira edição bastante competitiva, as expectativas

Um homem morreu na manhã de sábado, vítima de um acidente de viação no concelho da Sertã. Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco, a vítima era o único ocupante de uma viatura ligeira de mercadorias que se despistou na Estrada

para esta segunda edição são também muito altas, estando garantida a presença dos seguintes clubes: Associação Académica de Coimbra, Náutico de Abrantes, Clube de Natação de Torres Novas, Búzios de Coruche, Condeixa AC, Elétrico FC da Ponte de Sor, Clube de Natação

da Guarda, ANAR de Castelo Branco Clube de Natação de Elvas, ABPG de Gouveia, Sporting Clube Campomaiorense, Clube de Natação do Fundão e CCD da Sertã. Estes clubes trarão à Sertã um conjunto de nadadores de alto nível, nomea-

damente nadadores que participam regularmente em provas nacionais, pelo que será possível vermos na Piscina Municipal da Sertã natação de alta qualidade. As provas decorrerão durante todo o dia, tendo a primeira sessão inicio às 10 horas e a segunda sessão às 16h00. ■

dade mensal e diversas temáticas ao longo das várias edições. Assim, entre as 9 e as 17 horas, o Mercado Municipal da Sertã será uma montra rica em produtos económicos e saudáveis, onde não faltará a animação musical, desta feita com a Escola de Acordeão da Sertã. No âmbito dos “Produtos da Terra”, nes-

te dia, os estabelecimentos comerciais terão também o horário de funcionamento alargado, entre as 9h e as 18h, conforme deliberação da Reunião de Executivo do passado dia 2 de abril. A iniciativa “Produtos da Terra” assenta numa lógica de proximidade entre o cidadão e os produtores regionais. Quem procura produtos de qualidade

poderá assim fazê-lo num local próximo e sem recorrer às grandes superfícies. Decorre todos os terceiros domingos de cada mês, excetuando-se o domingo de Páscoa e os meses de julho e dezembro. As inscrições (de produtores) efetuam-se na Casa da Cultura da Sertã imediatamente após a realização de cada mercado, até ao dia 3 do mês seguinte. ■

Municipal 529, em Porto do Troviscal, cerca das 07:45. No local estiveram os Bombeiros Voluntários da Sertã, com sete elementos e duas viaturas, e uma equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), que atestou o óbito no local. ■

Festival Internacional de Passeios Pedestres

Nos dias 16, 17 e 18 de maio, o Concelho da Sertã recebe o Portugal Walking Festival, Festival Internacional de Percursos Pedestres. Promovida pela Câmara Municipal da Sertã em parceria com a SAL – Sistemas de Ar Livre, esta iniciativa pretende promover a rede de sete percursos pedestres do Concelho, num total de 83Km, distribuídos por locais bastante diferenciadas, com diferentes tipologias e graus de dificuldade. PUB

Terceira edição “Produtos da Terra” O “Artesanato” é o tema da terceira edição do mercado “Produtos da Terra” que se realiza no dia 18 de maio, domingo, no Mercado Municipal da Sertã. Esta estratégia de dinamização daquele espaço, promovida pela Câmara Municipal da Sertã, contempla a venda de produtos hortícolas, transformados e artesanais, com periodici-

Despiste na Nacional 529 provoca um morto

09

18

Maio

Durantes dois dias de passeios pedestres, caminheiros portugueses e estrangeiros irão percorrer três percursos baseados na Sertã, em Figueiredo e em Pedrogão Pequeno, perto da deslumbrante paisagem da Barragem do Cabril. Um dos momentos altos do evento será o jantar de sábado onde será apreciada a gastronomia com destaque para o Maranho e o Bucho, típicos do Concelho da Sertã. ■


· 18· Desporto Rodrigo Ramalho

Jgs 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26

Pts 68 68 61 54 40 38 35 30 29 26 24 21 15 14

Play-Of 1º Jogo Meias Finais

AD Fundão 6-2 Leões Porto Salvo Boavista 1-6 Sporting Belenenses 3-4 Benfica Rio Ave 4-4 (7-6 gp) SC Braga Play-Of 2º Jogo Meias Finais

Leões Porto Salvo - AD Fundão Sporting - Boavista Benfica - Belenenses SC Braga - Rio Ave

Nacional de Futsal 3ªDivisão-Série C 13/14 24ª Jornada - 10/5/2014

Belhó 1-7 MTBA GR Vilaverdense 4-3 GARECUS Quiaios 3-3 Bairro Boa Esperança Alhadense 4-2 Caldas Olho Marinho 4-4 Os Patos São Bento 0-3 Eléctrico Jgs 1 Bairro Boa Esperança 23 22 2 Olho Marinho 22 3 MTBA 22 4 Eléctrico 22 5 Alhadense 21 6 Retaxo 21 7 Quiaios 22 8 Caldas 22 9 GR Vilaverdense 23 10 Os Patos 22 11 GARECUS 22 12 São Bento 22 13 Belhó

Pts 52 52 49 48 38 38 29 25 23 22 18 17 0

25ª Jornada - 17/5/2014

Belhó - Retaxo MTBA -Alhadense Caldas -GR Vilaverdense GARECUS -São Bento Eléctrico - Olho Marinho Os Patos -Quiaios

Distritais de Futsal Jgs Cariense 16 C.Benf.Oleiros 16 C.Benf.Belmonte 16 Ladoeiro 16 Alcaria 16 C.P.Ferro 16 Carvalhal Formoso 16 ADC Proença 16 Penamacorense 16 Play-Of 1º Jogo Meias Finais

Pts 45 32 28 27 23 19 15 15 3

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Rodrigo Ramalho, atual Campeão Regional Sub 18, venceu o XVII Torneio Juvenil de Abrantes que se realizou de 9 a 11 de maio, nos campos de relva sintética do clube local. O atleta que representa a Academia de Ténis Colina do Castelo - Riba Clube/Zonameeting, apesar de competir num escalão etário superior ao seu (sub 18) e num piso no qual não está habituado a treinar e competir, chegou

à final da prova depois de ultrapassar o atleta Francisco Gomes, do Clu-

Albicastrenses mereciam vitória POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Num piso que deixa muito a desejar, a equipa da Boa Esperança encontrou sérias dificuldades nesta sua deslocação a terras da Figueira da Foz. Pela frente teve um adversáro que parecia estar a lutar pelo título, tal a agressividade que imprimiu ao jogo, chegando a estar a vencer nos primeiros minutos por 2-0. No entanto, foi sempre nitida a maior superioridade da turma de Castelo Branco, que dominou por completo o jogo, em que a infelicidade esteve pelo seu lado, com cinco remates ao poste da baliza defendida por Penedo, para além de duas grandes penalidades falhadas por Ricardo Machado.

3

Boa Esperança

3

Árbitros: Alberto pereira e Wlson Gomes (Leiria) Quiaios: Penedo, Cerdeira, Graça, Fábio, Davide, Hugo, Silva, Lopes, Santos, Luís, Loureiro e André Treinador: José Neto Marcadores: Cerdeira, Hugo e Luís

António Amaral com os seus jogadores

Os albicastrenses que lutam pela subida à segunda divisão, bem poderiam ter feito a festa neste encontro, que desta forma ficará adiada, caso consigam um resulta-

do positivo, no reduto do seu vizinho Retaxo, no próximo dia 24 de maio, dado que na próxima jornada a Boa Esperança, irá folgar. Deste jogo na Figueira

da Foz, fica-nos na retina, a boa forma física e técnica dos jogadores albicastrenses, sem dúvida um sério candidato à subida de escalão, e com jogadores bas-

Boa Esperança: César, André, Mauro, Pina, Daniel, Miguel duarte, Ricardo Machado, Rui Pedro, Artur, Diogo Reixa, Ruizinho e Fábio Carrilho Treinador: António Amaral Marcadores: André, Ruizinho e Fábio Carrilho

tante experientes, formando um excelente leque sempre capaz de dar a volta às situações mais adversas.■

Liga Covifil Campeonato Distrital Castelo Branco

Campeonato Nacional de Futsal

AD Fundão 6 Leões Porto Salvo 2 Vitória de Sernache campeão distrital

Cariense 7-4 Ladoeiro CB Oleiros 4-1 CB Belmonte Jogo de desempate Meias Finais

Cariense - CB Belmonte 24/05/2014

Quiaios

Pavilhão do Colégio de Quiaios (Figueira da Foz)

Play-Of 2º Jogo Meias Finais

Play-Of Final

Na final, o atleta albicastrense defrontou o atleta João Costa do Clube de

Ténis de Almada. Depois de um primeiro set em que o Rodrigo venceu por 6/1, o seu adversário equilibrou o resultado ao vencer o segundo set por 7/5. Face à igualdade no resultado, a partida foi decidida através de um super tie-break, tendo o Rodrigo vencido por 10/5. Após este torneio e ainda durante o mês de maio, o Rodrigo irá tentar revalidar o título de campeão regional sub 16 e participar no Torneio Juvenil de Proença-a-Nova.■

Futsal Campeonato Nacional 3ª Divisão

Ladoeiro 0-1 Cariense CB Belmonte 7-4 CB Oleiros

CB Oleiros 1-4 CB Belmonte

be de Ténis de Abrantes, pelo expressivo resultado 6/0 e 6/1.

In: facebook da ADFundão

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Participação no torneio de ténis em Abrantes

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

O atual detentor da Taça de Portugal, continua

a somar vitórias. A AD Fundão defrontando no seu reduto os Leões de Porto Salvo alcançou uma pre-

ciosa vitória, que mereceu fortes aplausos do público presente no pavilhão municipal do Fundão. ■

Foto arquivo

Nacional de Futsal 1ªDivisão 1 Benfica 2 Sporting 3 SC Braga 4 Leões Porto Salvo 5 AD Fundão 6 Rio Ave 7 Boavista 8 Belenenses 9 Modicus 10 Cascais 11 Póvoa Futsal 12 SL Olivais 13 Académica 14 Vila Verde

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A equipa do concelho da Sertã, conquistou o título de campeão distrital de Castelo Branco, com

um empate frente à turma do Atalaia do Campo, pelo que o Vitória de Sernache irá regressar ao Campeonato Nacional de Seniores, na próxima temporada. ■


Desporto · 19·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

Campeonato Nacional Seniores - Fase Subida

Campeonato Distrital

Arbitragem vergonhosa

21ª Jornada 4/5/2014

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

1

Benfica CB

0

Estádio Municipal Magalhães Pessoa Árbitro: André Filipe Narciso Auxiliares: João Lisboa e António Traguedo

Foto: Francisco Afonso

Com uma primeira parte bem disputada, onde o equilíbrio foi a nota dominante, com algumas oportunidades de golo para ambas as equipas, os dois guarda-redes foram sem dúvida os melhores jogadores em campo. Também o árbitro, esteve bem durante os primeiros 45 minutos. Na segunda parte, o juiz da partida foi o principal protagonista, com uma dualidade de critérios gritante, prejudicando quase sempre o Benfica e Castelo Branco, perante os fortes protestos das centenas de adeptos dos encarnados que deram um excelente colorido às bancadas do Municipal de Leiria. Amoreirinha e Tomás viram o cartão vermelho, por acumulação de cartões amarelos, enquanto que, pelo lado do União de Leiria, André Perre seguiu o mesmo caminho dos balneários. A vergonha deste

União Leiria

Golo mal anulado a Marocas

árbitro de Setúbal, André Narciso, viria a acontecer aos 94 minutos, quando a equipa encarnada perdia por 1-0. Marocas elevando-se bem, faria o empate, bastante festejado dentro e fora do retangulo de jogo. No entanto, para surpresa geral, o golo seria a anulado sem motivo para tal. Apesar o árbitro apontar o centro do terreno, o seu auxiliar, alegadamente o mesmo que anulou em Ferreiras, dois dos golos dos albicastrenses, viria agora também a anular o golo ao Benfica e Castelo Branco.

Nas bancadas registaram-se cenas deploráveis com os adeptos locais a insultarem os albicastrenses, e algumas escaramuças a surgirem. Também não se entende que um estádio com capacidade para cerca de 30 mil espetadores, não houvesse o discernimento das autoridades presentes, garantirem a segurança dos adeptos, podendo separá-los com uma maior distância, e não quase juntá-los. A revolta e a indignação no final do jogo, estava estampada em todos aqueles que se deslocaram

de Castelo Branco para assistirem apenas a um jogo de futebol, e tentarem fazer a festa com um resultado postivo da sua equipa. Infelizmente assim não aconteceu, porque o "Senhor Narciso e companhia", assim o entenderam. Também não se entende os constantes insultos e provocações por parte dos adeptos do União de Leiria, aos albicastrenses, com toda a espécie de improprérios. Como remate final, no Vale do Romeiro, todas as equipas que aqui jogaram, assim como aos

União Leiria: João Guerra, André Sousa, Fabeta, Pedro Emanuel, Elton (65, Cedric), Hélio Vaz, Zézinho, Coça (75, Pimenta), Luís Carlos, André Perre e Bruno Simão Treinador: Rui Rodrigues Marcador: Cedric (90+3) Cartão amarelo: Elton (30), André Sousa (45), André Perre (55 e 80) e Coça (67) Cartão vermelho: André Perre (80) Benfica CB: Hidalgo, André Cunha, João Afonso, João Rui, Guilherme, Patas Moreno (65, Vasco Guerra), Amoreirinha, Marocas, Telmo (86, Ricardo Sousa), Dani Matos e Hugo Seco (20, Tomás) Treinador: Ricardo António Cartão amarelo: Amoreirinha (40 e 57), Guilherme (55), Tomás (76 e 85) e Dani Matos (89) Cartão vermelho: Amoreirinha (57) e Tomás (85)

seus acompanhantes, foram sempre bem recebidos, com a boa hospitalidade beirã. ■

Liga Covifil

Campeonato Distrital de Juniores

Chuva de golos no Trigueiros de Aragão

Associação do Valongo 0 Desportivo Castelo Branco 2

Alcains 3 Oleiros 5

Teixosense 0-6 Vit. Sernache Belmonte 2-1 AD Estação Ac. Fundão 4-0 Pedrogão ARC Oleiros 4-3 Vila Velha de Ródão ADC Proença-a-Nova 0-2 Alcains Jgs 1 Vit. Sernache 20 2 Alcains 20 3 Proença-a-Nova 20 4 ARC Oleiros 20 5 Atalaia do Campo 20 6 AD Estação 20 7 Vila Velha de Ródão 20 8 Ac. Fundão 20 9 Belmonte 20 10 Teixosense 20 11 Pedrogão 20

Pts 50 46 36 32 31 27 20 20 19 18 7

22ª Jornada 11/5/2014

Vit. Sernache 1-1 At. do Campo AD Estação 2-2 Teixosense Pedrogão 1-2 Belmonte Vila V. de Ródão 3-1 Ac. Fundão Alcains 3-5 ARC Oleiros Campeonato Nacional Seniores - Série E - Zona Sul 13ª Jornada - 11/5/2014

U. Leiria 1-0 Benfica C.Branco Pinhalnovense 2-3 Ferreiras Sertanense 2-1 Mafra Oriental 4-2 Loures Jgs Pts 1 Oriental 13 26 2 Benfica C.Branco 13 23 3 U. Leiria 13 21 4 Sertanense 13 20 5 Ferreiras 13 19 6 Mafra 13 16 7 Pinhalnovense 13 11 8 Loures 13 10 14ª Jornada - 25/5/2014

Alvinegros são Campeões Distritais

Ferreiras - Oriental Mafra - U. Leiria Loures - Sertanense Benfica C.Branco -Pinhalnovense Campeonato Nacional Seniores - Série E 13ª Jornada - 11/5/2014

Tourizense 0-2 Naval Ág. do Moradal 2-1 AD Nogueirense Carapinheirense 0-3 Sourense Manteigas 1-2 Pampilhosa

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Decorreu a última jornada da Liga Covifil um pouco por todo o distrito, e em Alcains, jogava-se uma das partidas de maior interesse, visto que a equipa da casa ainda aspirava a ser campeã distrital. Esperava-se então um jogo completamente dominado pelos “canarinhos” que entraram de rompante e aos 3 m abriram o ativo. Quem achava que daí para diante se ficaria a contar os golos dos homens da casa enganou-se redondamente. Dez minutos depois o Oleiros empatou, equilibrou a contenda, e assim atingimos o intervalo. Na segunda parte espe-

rava-se uma reação da equipa da casa mas quem se adiantou foram os forasteiros aos 51 m. Este golo foi como um clique a despertar os homens de Hugo Andriaça que viraram o jogo para 3 a 2. Os alcainenses balanceados no ataque descuravam a defesa e foi então que surgiu o homem do jogo, Alan Santolini, a dar a volta à partida, com vários raides a “rasgar” a defesa “amarela”, que os seus companheiros aproveitaram da melhor maneira e que culminaram com uma reviravolta histórica em 9 minutos e contribuíram para a melhor classificação de sempre da equipa de Oleiros que acabou na quarta posição da tabela. ■

No passado sábado no campo da ARCBValongo disputou-se o jogo que poderia decidir o Campeonato Distrital de Juniores. Assim veio a acontecer. Depois de ter derrotado o Sp. da Covilhã no seu campo (4-2) e de deste último ter escorregado na Sertã (2-0), o Desportivo com uma entrada decidida e controlada no jogo inaugurava o marcador por intermédio de João Miguel, na marcação de um livre direto. Tentaram reagir os jovens do Valongo, mas com

uma atitude de verdadeiros campeões, os atletas alvinegros não permitiram qualquer veleidade ao adversário, vindo a dilatar o resultado ainda na primeira parte, depois de um "roubo" de bola na defesa do Valongo, Castilho entrega a Eduardo Lourenço, que desmarca Kikas e este volta a não perdoar as redes do adversário. Estava feito o resultado, e a segunda parte jogou-se numa toada morna, onde o Valongo ainda viria a desperdiçar uma grande penalidade quase no final

do encontro. Aceita-se o resultado da equipa que durante a Taça e agora no Campeonato mostrou ser aquela que merece representar o distrito no Campeonato Nacional de Juniores da próxima época. Muita alegria e felicidade no final do encontro proporcionou o cortejo de celebração pelas ruas da cidade, onde a (inevitável) Rotunda da Europa foi visitada e a respetiva "Tomada de Posse" na Câmara de Castelo Branco. Boa arbitragem ■

1 2 3 4 5 6 7 8

Jgs Pampilhosa 13 Sourense 13 Tourizense 13 Águias do Moradal 13 AD Nogueirense 13 Naval 13 Carapinheirense 13 Manteigas 13

Pts 39 37 32 30 29 27 21 12

14ª Jornada - 25/5/2014

AD Nogueirense -Tourizense Sourense - Águias do Moradal Pampilhosa-Carapinheirense Naval - Manteigas

Siga o nosso jornal


· 20· Cultura

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

Castelo Branco – Sala da Nora De 16 de maio a 1 de junho

10 por 2 Tinalhas – Grémio de Artes e Letras De 18 de maio a 22 de junho

Exposição de Gabriela Simões ARARIPE / ARACÊ Trata-se de uma instalação que, utilizando a linguagem tupi-guarani, evoca as raízes culturais do Brasil onde a autora atualmente reside. O significado dos termos que dão o nome à instalação, ‘araripe’ e ‘aracê’, “lugar onde começa o dia” e, “ aurora, nascer do dia, canto dos pássaros pela manhã”, anunciam um diálogo com a exposição que no mesmo dia é inaugurada no Museu do Canteiro em Alcains, sob designação similar, ‘aracê’ e ‘araripe’. Para esta instalação, diz a autora, em cuja obra perpassa uma decidida vontade de experimentação e pesquisa, usando diversos materiais do quotidiano: “criei novas formas sim-

ples constituindo pequenos elementos sem significado individual mas que valem no seu todo; é um trabalho de repetição numa relação conceptual com a estrutura e o espaço. São elementos simples que se repetem em séries que emergem de placas de argila numa dicotomia de materiais contemporâneos e tradicionais – o barro, que remonta aos primórdios da humanidade.”

Belmonte – Auditório Municipal Dia 17 às 21:30

Custódio Castelo em concerto A Escola de Música do Centro de Cultura Pedro Álvares Cabral, celebram os seus 20 anos, com mais um

concerto comemorativo. Desta vez o concerto é com o guitarrista Custódio Castelo.

Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 15 às 21:30

Lançamento de disco “Ode Portrait” de Marco Santos Band

Ser-se designer implica uma elevada responsabilidade perante a sociedade. O design é criado para todas as pessoas e como tal tem de ser funcional e ergonómico, dando resposta às suas necessidades e aspirações. Forma e função andam de mãos dadas. O designer de interiores não é decorador. A sua atuação é criativa mas não é efémera nem superficial. Não está sujeito a modas ou tendências, que se desatualizam rapidamente. No exercício da sua prática profissional, recorre a processos metodológicos específicos. Procura soluções através de desenhos proces-

suais, desde o esquisso de carácter mais conceptual aos desenhos construtivos, perspetivas, axonometrias explodidas. O Curso de Design de Interiores e Equipamento da Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco faz este ano letivo 10 anos de existência. Ao longo deste período, um conjunto de professores transmitiram aos alunos conhecimentos e metodologias essenciais para o ato de projetar, procurando incutir nos mesmos capacidade de análise e de experimentação. Os projetos expostos espelham uma ínfima parte deste percurso.

Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 13 de maio às 21:30

Golpada Americana Situado no fascinante mundo de um dos escândalos mais impressionantes que abalou os EUA, Golpada Americana é uma ficção sobre a história do brilhante vigarista Irving Rosenfeld, que em conjunto com a igualmente astuta e sedutora Sydney Prosser se vê forçado a trabalhar para Richie DiMaso, um alucinado agente do FBI. DiMaso empurra-os para o mundo vigarista e mafioso de Jersey que tem tanto de perigoso quanto de aliciante. Carmine Polito,

é um apaixonado e volátil político de Jersey que acaba envolvido nesse universo de polícias e vigaristas. E Rosalyn, a imprevisível mulher de Irving, poderá ser aquela a puxar o fio que fará todo este mundo desabar.

Castelo Branco – Cineteatro Avenida Dia 17 às 21 horas

Festival nacional de folclore de primavera cidade Castelo Branco “Ode Portrait” de Marco Santos é um retrato poético audível, resultado de vários confrontos e perspetivas da íntima relação que este estabelece com a musica e com a vida. Acompanhado por mú-

sicos de excelência, Marco Santos apresenta em Portugal este seu trabalho “Ode Portrait” constituído por composições originais, que tentam estabelecer uma relação mais próxima entre músicos e a audiência.

O Cancioneiro de Castelo Branco organiza no próximo sábado mais uma edição do Festival Nacional de Folclore de Primavera cidade de Castelo Branco. Participam neste festival grupos representativos do folclore de várias zonas do país para além do grupo organizador, “ O cancio-

neiro de Castelo Branco” vão subir ao palco o Grupo folclórico de Alfarelos - Baixo Mondego, Grupo folclórico de S. António de Vagos da Beira litoral Vareira; Rancho regional e folclórico de Candosa – Tábua e o Rancho típico de Esposade – Custóias – Matosinhos.

Sugestões de Cristina Valente

Livros & Leituras

O Livro do Destino

Banido por duas vezes no Irão, tornou-se o maior best-seller do país. Uma adolescente iraniana descobre o amor a caminho da escola, mas família obriga-a a casar-se com um homem que ela nunca viu. O seu casamento está fortemente ligado às mudanças no país, até porque o marido é um dissidente político durante os últimos tempos do regime do Xá e acaba por ser executado às mãos do novo regime. Quando, ao fim de 32 anos, o seu primeiro amor reaparece, ela é vista com indignação pelos três filhos, incluindo os dois que vivem no estrangeiro. Deverá ela colocar os seus sentimentos em primeiro lugar, ou curvar-se aos preconceitos dos filhos? Uma história pungente acerca da vida das mulheres no Irão, que começa antes da revolução de 1979 e atravessa a República Islâmica até aos nossos dias, narrada por uma voz autêntica e isenta de interpretações ocidentais. Trata-se de uma história de mulheres fortes que lutam com grande dificuldade por aquilo que querem, uma história de amizade e paixão, de opressão religiosa, mas também de amor a um país.

Parinoush Saniee É socióloga e psicóloga. É autora de vários romances, dois deles publicados e os outros a aguardarem a aprovação da censura iraniana. Trabalhou para o governo iraniano, no Ministério do trabalho.

Género: Romance Tradutor: Ester Cortegano N.º de páginas: 480 PVP: 19,90€ As sinopses publicadas são da inteira responsabilidade das editoras


Lazer · 21·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira PUB

PASSATEMPOS

SOLUÇÕES Labirinto

ADIVINHAS 1 - O que é o que é, tem chapéu, mas não tem cabeça, tem boca mas não fala, tem asas mas não voa? 1 - O bule

2 -Tem cabeça, tem dentes, tem barba, não é bicho nem é gente, o que é? 2 - O alho 2 - O relógio

Ar

Água

Fogo

Terra

Carta Dominante: 3 de Copas, que significa Conclusão. Amor: Exija do seu par a verdade sobre as suas intenções. A confiança é a grande força da vida! Saúde: O cansaço físico pode ser resolvido com um bom banho relaxante. Dinheiro: Reflita acerca do seu futuro profissional. Números da Sorte: 8, 1, 4, 7, 17, 19 Pensamento positivo:Eu concluo tudo aquilo que começo.

Gémeos 22/5 a 21/6 Carta Dominante: O Rei de Ouros, que significa Inteligente, Prático Amor: A sua felicidade poderá despertar comentários invejosos. Descubra a imensa força e coragem que traz dentro de si! Saúde: Cuide do seu sistema cardiorrespiratório. Dinheiro: Esteja atento às atitudes de um colega pouco sincero. Números da Sorte: 44, 47, 49, 25, 26, 4 Pensamento positivo:A minha inteligência e sentido prático ajudam-me a seguir o melhor caminho. Balança 24/9 a 22/10 Carta Dominante: O Diabo, que significa Energias Negativas. Amor: Confie mais na sua cara-metade. Para quê discutir? Um pequeno gesto ou uma boa ação são bem mais importantes do que as palavras! Saúde: Poderá sentir-se psicologicamente fragilizado. Dinheiro: Seja firme e não deixe que abusem da sua boa vontade. Números da Sorte: 9, 14, 45, 46, 49, 7 Pensamento positivo:O pensamento positivo vence todos os obstáculos.

Terça-feira, 13 de maio Quarta-feira, 14 de maio

3 - Qual é coisa, qual é ela, que tem uma perna mais comprida que a outra e noite e dia anda sem parar?

Aquário 21/1 a 19/2

Farmácias de Serviço - Castelo Branco

Peixes 20/2 a 20/3 Carta Dominante: Rei de Espadas, que significa Poder, Autoridade. Amor: Alguém poderá pedir-lhe perdão por um erro cometido no passado. O poder da transformação leva o velho e traz o novo. Saúde: Cuide da sua saúde oral, poderá ter um abcesso. Dinheiro: Possível entrada de dinheiro. Números da Sorte: 45, 4, 10, 1, 2, 3 Pensamento positivo:Tenho o poder necessário para escolher com justiça. Caranguejo 22/6 a 23/7

Carta Dominante: O Carro, que significa Sucesso. Amor: Empenhe-se a cem por cento num envolvimento amoroso recente. Aprenda a escrever novas páginas no livro da sua vida! Saúde: Faça uma desintoxicação ao seu organismo. Dinheiro: Fase favorável ao fecho de negócios. Números da Sorte: 2, 4, 13, 22, 31, 44 Pensamento positivo:O sucesso espera por mim, porque eu mereço!

Escorpião 23/10 a 22/11 Carta Dominante: 9 de Espadas, que significa Mau Pressentimento, Angústia. Amor: Uma discussão com o seu par deixá-lo-á preocupado. Preocupe-se em ser bom e justo pois será feliz! Saúde: Poderá passar por uma fase de desânimo. Dinheiro: Não gaste mais do que tem, pense no futuro. Números da Sorte: 19, 22, 29, 36, 45, 47 Pensamento positivo:Tenho fé e confiança em mim, eu sei que sou capaz!

Salavessa Leal

Quinta-feira, 15de maio

Rodrigues dos Santos

Sexta-feira, 16 de maio

Grave

Sábado, 17 de maio Domingo, 18 de maio Segunda-feira, 19 de maio

Carneiro 21/3 a 20/4

Carta Dominante: 9 de Copas, que significa Vitória. Amor: Poderá ser surpreendido com uma declaração de amor. Não hesite em comprometer-se pelo que está correto. Saúde: Evite as gorduras. Dinheiro: Mantenha a calma para resolver um problema no seu trabalho. Números da Sorte: 8, 10, 1, 2, 3, 9 Pensamento positivo:Tenho vitórias, porque sei que as mereço! Leão 24/7 a 23/8 Carta Dominante: 7 de Paus, que significa Discussão, Negociação Difícil. Amor: Controle o mau-humor. Que a serenidade e a paz de espírito sejam uma constante na sua vida! Saúde: Deve gerir bem as suas energias para não se sentir desgastado. Dinheiro: Controle eficientemente a sua vida financeira. Números da Sorte: 11, 14, 32, 39, 41, 48 Pensamento positivo:Mantenho a calma mesmo em situações mais exigentes. Sagitário 23/11 a 21/12 Carta Dominante: 4 de Ouros, que significa Projetos. Amor: Aproveite para estar mais tempo com os seus amigos. A vida é uma surpresa, divirta-se! Saúde: Modere as suas emoções. Dinheiro: Ritmo de trabalho intenso mas o resultado será muito gratificante. Números da Sorte: 8, 10, 4, 3, 36, 33 Pensamento positivo:Cuido dos meus projetos com amor e cuidado.

Higiene Ferrer Pereira Rebelo

Touro 21/4 a 21/5 Carta Dominante: Cavaleiro de Ouros, que significa Pessoa Útil, Maturidade. Amor: Poderá viver uma relação fugaz, mas cheia de paixão. A Vida espera por si. Viva-a! Saúde: Relaxe e liberte o stress acumulado no dia a dia. Dinheiro: A nível financeiro está tudo controlado. Números da Sorte: 44, 11, 5, 36, 1, 4 Pensamento positivo:Tenho a maturidade necessária para tomar as decisões certas. Virgem 24/8 a 23/9 Carta Dominante: 5 de Copas, que significa Derrota. Amor: As suas mudanças de humor poderão trazer alguns problemas. A paz começa no seu próprio coração. Saúde: Receberá os resultados de um exame e sentir-se-á muito aliviado. Dinheiro: Procure não tomar nenhuma decisão sem antes analisar tudo o que ela implica. Números da Sorte: 33, 6, 21, 4, 7, 8 Pensamento positivo:Cultivo a paz no meu coração, e sei que assim sou vencedor! Capricórnio 22/12 a 20/1 Carta Dominante: O Louco, que significa Excentricidade. Amor: Procure dar um pouco mais de ânimo e vitalidade à sua relação afetiva. Tenha ideias e coloque-as em prática. Evite a monotonia! Saúde: Cuidado com as costas, não faça grandes esforços. Dinheiro: Nunca deixe para amanhã aquilo que pode fazer hoje, será prejudicial para si. Números da Sorte: 5, 25, 15, 45, 14, 7 Pensamento positivo:Tenho a ousadia de sonhar!


· 22· Lazer

Povo da Beira Diretor: João Tavares Conceição Coordenação: Cristina Valente (CP2370) (povodabeira@gmail.com) Redação: José Manuel R. Alves (CP8361) Patricia Calado Colaborador Permanente: Paulo Jorge Marques Colaboradores: Álvaro Baptista Ana Paula Atanásio Armando Soares Carlos Vale César Amaro Clementina Leite Cristina Granada Eduardo Bastos Fernando Jorge Filipe Antunes Guilherme Almeida João Carlos Nunes Luís Malato Mário Marinho Nuno Figuinha Patrícia André Pedro Pitté Ricardo Portugal Conceção gráfica: Leticia Ramos Pina (paginacaopbeira@gmail. com) Publicidade: Gustavo Teixeira (publicidadepbeira@gmail. com) Secretária de Administração: Florinda Cruz (secretariapovodabeira@ gmail.com) Sede: Press Ibérica Comunicação Social, Lda Av. Gen. Humb. Delgado, Lote 58 - 1º andar 6000-081 CASTELO BRANCO NIF: 506 583 023 Tel: 272 324 432 Fax: 272 327 732 Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telf.: 256040526 / 910253116 / 914602969 geral@coraze.com Registo no ICS: 117 501 Depósito Legal: 74145/94 Empresa Jornalística: 218 326 Tiragem Semanal: 10.000 exemplares Distribuição gratuita

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053

N

ós não herdámos a terra dos nossos antepassados, pedimos emprestada aos nossos filhos”. Provérbio Indio

Sem qualquer consulta à População de Alcains a Câmara Municipal resolveu deliberar favoravelmente uma proposta onde se permite a desanexação e se autoriza a venda de uma parcela de terreno de 43.232 m2 a uma empresa de nome VALAMB, LDA para aí ser instalada uma unidade para tratamento de bagaços de azeitona ( vidé ata nº 9 do Executivo Camarário de 4/04/2014). Ora esta parcela de terreno com uma área desta grandeza, será vendida ou foi já, àquela empresa pelo preço de 0,01 cêntimo o m2, e deriva da aquisição em tempos ( finais de 2010 ) feita pela Câmara, de um terreno que se situa às portas da Vila de Alcains, entre a empresa Sodicel ( antigas instalações da Alprema ) e a A23. Segundo a notícia da altura o terreno custou ao erário público o valor de 175 000 € para apoiar a instalação de empresas. O motivo destas referências radica na elevada conturbação e preocupação que esta decisão traz a quem habita a menos de um Km daquele terreno o que é quase extensivo a toda a povoação. De salientar em todo este processo que se foi desenvolvendo na Câmara, é o inequívoco carácter sigiloso e anti – democrático que se revela na falta

de participação e audição das pessoas e/ou Entidades de Alcains. Também porque, segundo parece e é dito pelos interessados, a instalação era para ficar na zona industrial de Castelo Branco ( onde muitos Alcainenses trabalham e até instalaram empresas ) para se vir a instalar em Alcains e que todos até deveríamos agradecer, dados os postos de trabalho que aqui iriam criar. Entendo, acrescentando, que esta forma de pensar, justificar e manipular a população onde vivo, não merece sequer um de dezenas de comentários que aqui poderia proferir. Na verdade, a concretizar –se tal atrocidade ambiental, nós residentes em Alcains, localidades vizinhas e até a própria Cidade de Castelo Branco, pagadores de impostos, contribuímos para nos porem, sem quê nem porquê, uma unidade fabril de alto risco ambiental para a natureza e saúde, um “ monstro “ que modifica e destrói a paisagem envolvente, um investimento de muito duvidosa rentabilidade económica e social para o Concelho. Este tipo de empreendimento, afasta outros investimentos da localidade ou proximidade da zona onde se instala. Não é um fator de atração mas sim de repulsa. Isto para não mencionar os efeitos negativos sobre o desenvolvimento do turismo, do comércio e das prestações de serviços. Também nos ocorre que nenhuma

Unidade fabril de secagem de bagaço de azeitona em Alcains mais valia nos traz tal investimento, pelo contrário, desvaloriza terrenos e habitações, além do essencial que é o risco grande ou pequeno do cheiro e da emissão de poluentes prejudiciais à saúde pública. Caramba ! não basta o castigo permanente que temos com os casos ambientais da Ribeira da Líria ? Para mais, os ex-libris da Vila que são o granito e o queijo de Alcains, serão parcialmente destruídos pela adversidade provocada pelo efeitos da armazenagem, secagem e transporte do bagaço ( Alcains? a terra do bagaço ? ) pelas ruas e avenidas de Alcains. Tem andado a circular nas redes sociais e não só, uma boa quantidade de informação sobre este assunto. Esta circulação e intensificação da informação e da emissão de opiniões é bastante benéfica para que todo este famigerado processo, de contornos algo duvidosos porque não se conhece o projeto e nem se conhecem os pormenores do licenciamento de tal atentado ambiental, volte para trás, prevalecendo o bom senso. Para quem tem dúvidas sobre os prejuízos que adviriam para Alcains e para o Concelho no seu todo, bastará procurar a informação na Internet ou mesmo passar perto de

determinados lagares do Distrito, e recolher opiniões de técnicos credenciados e estudiosos destes assuntos ( nas pesquisas obtemos inclusivamente teses de mestrado onde se menciona que este processo de secagem tem poluição e mau cheiro inerente). Basicamente, as operações fundamentais que seriam desenvolvidas aqui, pela tal Unidade da VALAMB LDA, a acreditar que se ficaria por aqui, consistiriam no transporte do bagaço para aprovisionamento e posteriormente na sua secagem para baixar o teor de humidade desde 25 a 35 % até 8% a 10% que é a humidade aconselhada para ainda a partir daí se submeter à extração de óleo de bagaço de azeitona. A Informação do vereador do ambiente é a de que esta fase da extração do óleo do bagaço seria entregue a outras unidades no País que se dedicam a essa função e que essa fase é que era poluente e não a da secagem e pré –secagem. Peritos na matéria e engenheiros químicos afiançam que é precisamente o contrário que acontece. Em pesquisas que efetuámos até nos aparece um proprietário deste tipo de unidade fabril a reconhecer que de facto uma pequeníssima parte da libertação do vapor de água

vindo da secagem contém matéria poluente e consequentemente tóxica. Tudo isto é lamentável. É necessário que as Entidades Públicas, em especial os Serviços responsáveis do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e da Energia e as Associações de Defesa do Ambiente venham a assumir as suas posições sobre este projeto, venham a esclarecer devidamente as populações do Concelho todos os seus detalhes e claro que compete também ao poder local movimentar – se a favor desse esclarecimento que conduza a uma decisão participativa, mas deve faze –lo de uma forma transparente e nada facciosa. Termino perguntando aos responsáveis pela Agência Portuguesa do Ambiente se concordam com a localização ( tão próxima de uma população ? não haveria outras opções, nomeadamente para áreas de muita baixa ou insipiente taxa populacional ? ) desta unidade, se impõem ou não a elaboração de um estudo de impacte ambiental e se obrigam à consulta pública para efeitos de licenciamento. Alcains, 8 de Maio de 2014 Francisco CB Rafael

CLASSIFICADOS PUB

PUB

PUB

ALUGAM-SE 2 QUARTOS Mobilados e com serventia de cozinha completamente equipada

Este jornal escreve segundo o novo Acordo Ortográfico Todos os artigos de opinião e assinados pelos respetivos autores, são da sua inteira responsabilidade não podendo em circunstância alguma o Povo da Beira ser responsabilizado pelo conteúdo dos mesmos. Reservamo-nos no direito de não publicar, caso os artigos enviados não respeitem a legislação em vigor e o Estatuto Editorial do jornal.

Correio do Leitor

A RAPAZES OU RAPARIGAS Quinta Pires Marques

(Junto ao CALL CENTER/ ESCOLA AGRÁRIA)

961 807 077- 272 083 271

http://www.facebook.com/Informaticareis| Email: reinuno@hotmail.com PUB

PUB

Castelo Branco Tel: 927138620 - 965802491 Tel: 272344314

Email: reisnuno@hotmail.com Quinta Dr. Beirão lote 4, Castelo Branco lj 18 sala G

PUB

Senhor 35 anos com muita necessidade de trabalhar

Procura trabalho como ajudante de cozinha ou copa em empresas ou restaurantes Inscrito no Centro de Emprego

Telf.: 272 654 517 / 964 576 771


Opinião · 23·

Edição 1053 • 13 de maio de 2014 • Povo da Beira

Associativismo e coletividades

Em teu nome, pátria

POR CRISTINA GRANADA

POR JOÃO DE SOUSA TEIXEIRA

O

ser humano, ao longo de milénios de evolução, teve permanentemente necessidade de se organizar em grupo, como forma de proteção, entreajuda, para garantir a sua sobrevivência. Viver em comunidade representa interação, proximidade, ajuda mútua, mas também responsabilidade e cuidados partilhados. Nos tempos modernos, final do Século XIX e decurso do Século XX, com a era industrial e o advento das modernas tecnologias, as coletividades passaram a ter muitos mais meios para se organizarem, construir e expandir os seus projetos. A conquista e a consolidação da democracia também conferiram aos movimentos associativos e coletivos, meios muito mais coesos e propensos ao seu desenvolvimento equilibrado, para o bem das sociedades humanas. Porém, também os regimes totalitários ou extremistas, souberam tirar proveito das necessidades dos grupos organizados. Nos dias de hoje, per-

tencer a uma associação, ou ser membro de uma coletividade organizada nos moldes associativos, é tão corrente que já nem pensamos nas implicações inerentes. Contudo, alguns constrangimentos se lhes vão adicionando. Num tempo em que os recursos económicos públicos são cada vez mais parcos e difíceis de conseguir, atendendo a que muitas associações e coletividades se habituaram a viver maioritariamente dessa fonte de financiamento, a própria atividade desses grupos se vai tornando mais difícil de executar atendendo a essa interdependência. Os poderes públicos que, por razões sobre as quais não irei tecer nenhum juízo de valor, habituaram as coletividades a dependerem deles, reagem por vezes de forma abrupta, a esta interdependência. E, os grupos que maior dependência criaram dos meios externos, veem-se a braços com grandes dificuldades na gestão de contas … é como se lhes mudassem as regras a meios de um campeonato … www.ipma.pt/pt/

Meteorologia * Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o Novo Acordo Ortográfico

Quarta-Feira Dia 14 Quinta-Feira Dia 15

Terça-Feira Dia 13

Dia Noite 28ºC 12ºC Sexta-Feira Dia 16

Dia Noite 29ºC 17ºC

Dia Noite 30ºC 14ºC Sábado Dia 17

Mas as coletividades fazem falta, por exemplo, nas localidades em quer os poderes públicos não conseguem organizar espaços de cultura, recreio, desporto, lazer, atendimento social ou outros, em número suficiente e capaz, para responderem aos anseios de todos os seus concidadãos, são estas entidades de caráter associativo que permitem preencher esse vazio. Assim sendo, algum equilíbrio terá de haver de parte a parte, para que uns consigam ter todas as respostas socioculturais asseguradas e outros possam desenvolver de forma equilibrada as suas iniciativas. O ideal seria haver total independência económica e financeira por parte das entidades coletivas, mas como não se trilhou, de há muito tempo a esta parte, esse caminho, necessidade haverá de encontrar soluções. Nem os poderes públicos podem ficar reféns de coletividades demasiado onerosas, nem as associações poderão ficar desprovidas de meios para corresponder às necessidades que entretanto se lhes foram solicitando.

Domingo Dia 18

Dia Noite 29ºC 16ºC

Partida

Chegada

cessam de engordar as respectivas fortunas e mordomias à custa da miséria dum povo inteiro, a quem são diariamente retirados direitos e o pão da boca, empenhando de forma criminosa o futuro da pátria portuguesa. As eleições europeias estão à porta. Os tartufos a soldo inventam agora progressos económicos, deitando a mão a toda a espécie de expedientes para estrangeiro ver. Esmeram-se em sondagens de encomenda, “comentam” progressos que ninguém sente, enfatizam a “saída limpa” da troika, como se as patas que esta possui não ficassem bem dentro do nosso território, a expensas de quem dorme com a besta. Mentem com quantos dentes têm. O povo, os verdadeiros patriotas, saberão desmentir os vendilhões do templo, elevar a bandeira dos valores conquistados em Abril de 1974 e honrar a memória de quantos, ao longo do nosso processo histórico, combateram até às últimas consequências por um Portugal próspero, berço acolhedor para as gerações vindouras, verdadeiramente democrático e independente. O povo português, tal como em 1641, nunca bradará vivas seja a que Filipe for, tenha ele o nome que tiver.

Segunda-Feira Dia 19

Dia Noite 21ºC 10ºC

Dia Noite 27ºC 14ºC

LISBOA CASTELO BRANCO Partida

ser mortos do primeiro ao último. E, a concluir: “sendo portugueses são todos assim, excepto os nobres leais”. Quando, em Abril de 1974, fez há pouco quarenta anos, o movimento dos capitães desferiu o golpe fatal na ditadura fascista e este se transformou na mais bela e profunda revolução em Portugal, logo começou a conspiração para a denegrir e asfixiar. Agora não era à nomenclatura castelhana a que os poderosos de cá se aliavam. Tinham nomes e siglas anglo-saxónicos e zurziam do lado de lá do Atlântico. Chegou mesmo a estar iminente a invasão militar imperialista, à semelhança do que havia feito no ano anterior, no Chile de Salvador Allende. Satisfizeram-se com dinheiro, muitos milhares de dólares, para corromper, para inverter o caminho e os novos valores que a Revolução trazia no seu seio. Foram minando (quando não dinamitando) os alicerces de Abril. CIA, FMI ou Banco Mundial; Frank Carlucci ou Henry Kissinger podiam ter um único nome: imperialismo. O mesmo que hoje continua a tentar afundar de vez a Revolução dos Cravos, pela mão da mesma casta neoliberal dos sem pátria, e que não

Dia Noite 28ºC 15ºC

Chegada

Siga o nosso jornal em recortes.pt

Horários Semanais do Comboio

Horários Semanais do Expresso CASTELO BRANCO LISBOA

S

empre que os poderosos tomam o poder ou podem aproveitar-se da fraqueza pontual dos povos tratam de utilizar a oportunidade para entregar o país aos interesses estrageiros. O verdadeiro conceito de pátria só tem valor quando é invocado pelo povo; os exploradores nunca tiveram pátria nem nunca lutaram por ela. Foi assim em 1385, quando o rei de Castela invadiu Portugal com um numeroso exército, que incluía a maioria da nobreza portuguesa, que resultaria na batalha de Aljubarrota, a 14 de Agosto; e foi assim durante a crise de 1578/1580, por morte do cardeal Henrique. A sucessão recaía entre os netos do rei Manuel I: Filipe II de Espanha, António, prior do Crato (filho bastardo do infante Luís e de uma cristã-nova ou Catarina, duquesa de Bragança. Pois foi para o rei de Castela que pendeu a “nata quase toda e gente de sustância”, segundo documentação da época; e também assim foi na guerra da Restauração, em 1640. Segundo as crónicas, as camadas populares deram provas de patriotismo sem limites e relatos militares espanhóis, com data de 1641, dão conta de “não haver um que aceitasse gritar viva el-rei D. Filipe e tiveram por isso de

CASTELO BRANCO - STA APOLÓNIA STA APOLÓNIA - CASTELO BRANCO Partida

Serviço

Chegada

Partida

Serviço

Chegada

5h00

8h30

8h00

10h47

6h00

R

9h41

5h48

R

9h57

8h00

11h45

9h50

12h20

8h25

IC

11h19

8h16

IC

11h05

8h42

11h31

13h00

16h35

10h10

R

14h11

9h48

R

13h50

10h06

12h53

14h00

16h30

14h31

R

18h11

13h16

IC

16h11

13h00

16h45

16h30

19h19

15h25

IC

18h19

16h16

R

19h52

14h42

17h31

17h15

20h50

18h28

R

22h11

18h30

IC|R

21h54

15h51

18h38

18h45

21h25

19h25

IC

22h19

19h16

IC

22h05

18h36

21h23

19h00

22h35

R - Regional | IC - Intercidades


· 24· Última PUB

Povo da Beira • 13 de maio de 2014 • Edição 1053


Edição nº 1053  

Povo da Beira - O seu semanário regional gratuito, disponivel em toda a Beira Baixa.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you