Page 1

· 1·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Edição 1049 • Ano XX • 15 de abril de 2014 • Semanário Gratuito • Sai à 3ª feira • Diretor: João Tavares Conceição • Siga-nos no

Benfica e Castelo Branco assume liderança do campeonato

Página 19

Desporto Escolar Oleiros Fundão Castelo Branco Castelo Branco Mais de 10 mil Campeão Especialistas Paulo Fernandes UGT pede já visitaram Centro discriminação Nacional debateram preocupado de Cultura de Mega Salto Vinho com impasse positiva Contemporânea para a região Callum na CIM’S é de Castelo Branco Página 2

Página 5

HAL

Viola Beiroa dá nome a Azeite Virgem

Página 11

Página 15

Página 2

Portaria abre portas à saída de valências

Página 12 PUB

Página 7

Carlos Crisóstomo Médico Chefe de Serviço de Clínica Geral PedroMédico Crisóstomo Dentista

Clínica Geral e Medicila Dentária

Acordos:

ADSE, ADMG, C.G.D., EDP, PT-ACS, Advancecare, Médis, Multicare, Cheque Dentista Av. General Humberto Delgado, 59 - 1º - Castelo Branco Tel.:272 342 082 | 272 327 380


· 2·

Destaque

Mais de 10 mil visitaram Centro de Cultura Contemporânea

POR CRISTINA VALENTE

Inaugurado há 6 meses, o Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco recebeu já mais de 10 mil visitantes, oriundos de 19 países. Inaugurado a 13 de Outubro de 2013, o Centro de Cultura Contemporânea é já reconhecido a nível nacional e internacional, como um ícone da cidade “É já reconhecida a importância que o Centro tem no nosso desenvolvimento, em primeiro lugar pela sua arquitetura, somos hoje visitados por muitas pessoas que querem ver o edifício, e por outro lado a exposição tem também sido muito visitada” disse Luís Correia ao POVO DA BEIRA. A Câmara de Castelo Branco tem promovido o Centro de Cultura Contemporânea a nível nacional e em Espanha, “Temos procurado dar visibilidade ao Centro em Espanha, sobretudo na Extremadura. Fizemos uma promoção no Natal e sentimos de imediato o retorno, com o aumento de visitantes Espanhóis, aposta que refor-

çámos agora nesta altura da Pascoa”. Pelos números de visitantes e pelo reconhecimento Luís Correia não podia fazer outro balanço, “estou muito satisfeito, e o balanço é muito positivo”. Seis meses após a inauguração, o Centro de Cultura Contemporânea registou cerca de 10.100 visitas, das quais 3.000 são de estudantes, sobretudo oriundos de visitas de estudo. A nível nacional, o maior número de visitantes são de Castelo Branco, seguindo-se Lisboa, Porto e Coimbra, e, em termos de visitantes oriundos de países estrangeiros, a Espanha ocupa o primeiro lugar, seguindo-se Brasil e Inglaterra. O Centro de Cultura Contemporâneo de Castelo Branco foi inaugurado em outubro de 2013, com uma exposição de arte latino-americana da coleção Joe Berardo. O projeto arquitetónico é da autoria do arquiteto catalão Josep Luís Mateo e representou um investimento de cinco milhões de euros. ■

Idanha-a-Nova

Fórum Cultural enche para encontro de cantares quaresmais O Fórum Cultural de Idanha-a-Nova encheu sábado, por ocasião do VII Encontro de Cantares Quaresmais. O evento, inserido nas comemorações pascais e quaresmais promovidas pelo Município de Idanha-a-Nova, foi composto por dois momentos musicais intervalados por uma tertúlia.

Num primeiro momento atuaram quatro grupos de cantares. Escutaram-se os cânticos do Grupo de Santo Amaro de Azurara, do Grupo da Zebreira, do Grupo da Lousa e o Grupo da Aldeia de Santa Margarida. Seguiu-se uma mesa redonda moderada pelo coordenador do projeto. ■

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Saúde

Classificação das instituições hospitalares pode significar fecho de serviços

POR CRISTINA VALENTE

Foi publicada no passado dia 10, a portaria 82/2014 que visa classificar as instituições hospitalares e serviços do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Segundo o despacho, os hospitais passam a estar classificados em quatro grupos, para os quais estão definidas as valências que devem ter e que não devem ter. A portaria assenta, primordialmente em critérios de base populacional e complementaridade da rede hospitalar para a prestação de cuidados de saúde de elevada qualidade e proximidade. Os diferentes grupos hospitalares distinguem-se entre si, pela complexidade da resposta oferecida à população servida, garantindo proximidade e hierarquização da prestação de cuidados. As instituições estão dividias em quatro grupos, o Hospital Amato Lusitano de Castelo Branco, está integrado, tal como os hospitais da Covilhã e da Guarda no grupo 1, grupo que apresenta exclusivamente uma área de influencia direta. O grupo 1 tem uma área de influência direta para as valências existen-

tes, entre 75 mil e 500 mil habitantes. As valências que deverão existir nos hospitais do Grupo 1 são; medicina interna, neurologia, pediatria médica, psiquiatria, cirurgia geral, ginecologia, ortopedia, anestesiologia, radiologia, patologia clínica, imunohemoterapia e medicina física e de reabilitação. Outras valências poderão ser incluídas no Grupo 1, de acordo com um mínimo de população servida e em função de mapas nacionais de referenciação e distribuição de especialidades médicas e cirúrgicas. Entre essas valências estão oftalmologia, otorrinolaringologia, pneumologia, cardiologia gastrenterologia, hematologia clínica, oncologia médica, radioterapia, infeciologia, nefrologia, reumatologia e medicina nuclear. Até 30 de setembro a Administração Central do Sistema de Saúde tem que apresentar para aprovação pelo governo a relação mínima entre população e oferta de valências, o que condicionará as valências que podem ser incluídas no Grupo 1. Diz a portaria que as instituições do Grupo 1 estabelecem relações de

referenciação com instituições do grupo 2 e 3 para as áreas em que não tenham capacidade técnica ou recursos disponíveis. Para garantir a complementaridade e proximidade de cuidados, as instituições dos grupos 1 e 2 podem propor a celebração de acordos com instituições de outros grupos ( 3 e 4) mais diferenciados para a prestação de cuidados de saúde no âmbito das valências não disponíveis. As alterações devem estar concluídas em dezembro de 2015. 25 maternidade podem fechar Até 2015 poderão fechar 25 maternidades no país. Segundo a portaria que define as novas valências que deverão ter os hospitais, todos os hospitais do grupo 1 deixam de ter obstetrícia. O coordenador da Comissão de Saúde Materna e Infantil disse ao jornal i, que acredita que se trata de um lapso na redação do diploma. “Tenho de partir do princípio que há um erro no despacho se não fechavam as maternidades que fazem a maioria dos partos no país.”

“Portaria pode constituir uma ameaça” – Luís Correia O autarca albicastrense disse ao POVO DA BEIRA que a portaria pode constitui “uma ameaça ao nosso hospital, e que permite muita coisa no futuro e que nos poderá prejudicar”. Luís Correia destaca o facto de “nascer” com a portaria a possibilidade de o Hospital perder algumas valências, nomeadamente obstetrícia e urologia. O autarquia vai pedir explicações e esclarecimentos aos responsáveis sobre esta questão. A portaria, segundo o autarca, estabelece quais as valências que ficam no Hospital, numa primeira fase, mas deixa muitas portas abertas, “desde logo no grupo 1 não estão incluídas valências como obstetrícia e urologia, e sobre estas e outras valências não há certezas de poderem vir a estar no hospital, há pois muitas portas abertas e muitas coisas para esclarecer” acrescentou o autarca. Ao longo do dia de fecho desta edição, segunda-feira, dia 14, tentámos também obter uma reação do responsável máximo da ULS de Castelo Branco, Dr.º Vieira Pires, mas tal não foi possível. ■


Destaque

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Penamacor

Faleceu militar da GNR envolvido no acidente do dia 26 de março Faleceu na passada terça-feira, no Hospital da Covilhã, o militar da GNR envolvido no acidente do passado dia 26 de março, no qual faleceu a jovem Patricia Mendes. O militar da GNR, António Nabais de 39 anos, ficou ferido com gravidade na colisão frontal na Nacional 233, e foi transferido para o Hospital da Cova da Beira, na Covilhã, onde acabou por falecer. António Nabais vivia em Penamacor e era militar no quartel daquela localidade. É a segunda vitima mortal da colisão frontal, numa curva na estrada que liga Penamacor a Meimão. Recorde-se que no

mesmo acidente, teve morte imediata a jovem de 27 anos, Patricia Mendes, casada e mãe de uma criança de 3 anos. O acidente aconteceu

ao final da tarde, numa curva as duas viaturas chocaram frontalmente, ambos os condutores viajavam sozinhos, e acabaram por ser vitimas mortais do acidente. ■

GNR deteve suspeito de lenocínio Um individuo foi detido no passado dia 6, em Alcains, pelo crime de lenocínio, crime de aliciação para fim desonesto. Segundo o comunicado da GNR a detenção aconteceu após a realização de quatro buscas domiciliárias. Em sequência das buscas foi detido um

individuo de 24 anos fora de flagrante delito. Foi ainda recuperado diverso material, nomeadamente um ciclomotor furtado em novembro nos Cebolais de Cima. As diligências foram realizadas no decurso de um inquérito, que se desenvolve há vários meses,

relativo a um crime de lenocínio. O individuo foi presente ao primeiro interrogatório, no dia 7, tendo-lhe sido decretada a medida de coação de obrigação de permanência em habitação com recurso ao sistema de vigilância eletrónica. ■

EDITORIAL

E

m vésperas do dia da liberdade assistimos a uma troca de galhardetes entre a Assembleia da República e a Associação 25 de abril. Entre discursar e não discursar, fazer apologia de esquerda ou dar voz a quem acabou com a primavera marcelista, levantou-se uma discussão onde todos ficam mal. Não há tradição ou obrigação que discursem no Parlamento outras figuras que não as eleitas (talvez pontualmente algum Presidente estrangeiro) e não nos recordamos que estes militares de abril, além da revolução e do consequente Conselho da Revolução, que se manteve e condicionou durante meia dúzia de anos, tivessem feito algo de mais importante. Para quem viveu, e se recorda de outros tempos, falar em liberdade de expressão ou opinião é algo que bate fundo e de difícil explicação a quem nunca foi condicionado ou se sentiu espiado nas conversas ou reuniões em que possa ter partici-

PUB

PUB

PUB

PUB

· 3·

O Problema É Nosso DIRETOR JOÃO TAVARES CONCEIÇÃO

pado. Claro que hoje, ao contrário, se falam das amplas liberdades de uma forma pejorativa. Sabemos que a tentação dos oito ou oitenta nos está um bocado na massa do sangue. Acabou-se com uma guerra que estava a criar grandes traumas na população, para dar lugar a uma descolonização catastrófica. E por vezes a nossa memória parece atraiçoar-nos. Um estudo, dias atrás, diz que o grande responsável por esta grande gangrena, Mário Soares, tem uma notoriedade máxima, apesar de a positividade da sua imagem ir diminuindo a olhos vistos. Aquilo que poderia ser a sua reforma dourada, por força da necessidade de ter as luzes apontadas sobre a sua pessoa, tem-se tornado um pesadelo, com declarações erradas, fora de tempo e que parecem mostrar uma senilidade evidente.

Mas também, e apesar de tudo, a Presidente da Assembleia, utilizou uma imagem de marca, dando a impressão que tratou um assunto sensível como se de um ato brejeiro se tratasse. Apesar de se ter reformado com 42 anos (segundo a lei com um mínimo de 40 anos de idade e 10 anos como juíza conselheira do Constitucional), ou talvez por isso, parece ter esquecido a sua juventude, e de quanto beneficiou com os capitães de abril. Dizer que o “o problema é deles” com tal desenvoltura não soa bem, por toda a razão que lhe possa assistir. Infelizmente o problema não é dela, nem dos militares, mas nosso. Somos nós que no dia-a-dia estamos sujeitos a estas diatribes, que não glorificam ninguém, e nos confundem com um país militarista do terceiro mundo. Como se não chegasse todo o resto.


· 4·

Castelo Branco

CGTP assinala 25 de Abril A CGTP vai assinalar os 40 anos do 25 de abril, com várias iniciativas que começam logo a 24. No dia 24 às 18 horas, serão inauguradas as exposições, “Objetos do quotidiano dos portugueses nos anos 70” e “O papel dos autocolantes no pós 25 de Abril”. Uma iniciativa organizada pela AJUP- Associação Juvenil “Os Perdigotos”, cuja sede acolhe a exposição. À noite em colaboração com a Junta de Freguesia, a Central Sindical organiza uma conferência com o Coronel Matos Gomes, sobre o tema, “O 25 de Abril e os impasses da História de Portugal? Do

liberalismo ao fim do império”. Conferência que tem lugar às 21 horas na Biblioteca Municipal. Após a conferência haverá uma intervenção Cultural “40 Anos depois do Adeus” com os grupos Vaatão, Tramédia e Mãos no Ar. E às 23:50 uma arruada da Liberdade com a banda Filarmónica Cidade Castelo Branco em frente à Biblioteca Municipal. No dia 25 de abril, sexta-feira, realiza-se a partir das 10 horas na Associação Recreativa da Boa Esperança, um convívio desportivo com futsal, malha e jogo do saco. ■

Mesa redonda celebra Dia Internacional dos monumentos e sítios O Museu Francisco Tavares Proença Júnior e a Delegação de Castelo Branco da Ordem dos Arquitetos uniram-se para celebrar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, iniciativa de caráter mundial promovida pelo ICOMOS e assumida a nível nacional pela Direção Geral do Património Cultural. No âmbito desta co-

memoração será realizada no Museu, esta quarta-feira, dia 16 pelas 16:00 horas, uma Mesa Redonda com o tema: “Lugares de Memória: Identidade do Lugar” com a participação dos arquitetos/as Ana Teresa Ramos, Moreira Pinto, José Carlos Mocito, José da Conceição Afonso, João Marujo, Augusto Brandão e moderação de Esmeralda Mendes. ■

A Poesia do Vermelho : Oficina de Escrita e Desenho

A Alma Azul realiza na próxima semana duas Oficinas de Escrita e Desenho, gratuitas, para crianças de 8 e 9 anos. A primeira realiza-se no Museu do Canteiro, em Alcains, no dia 16 de Abril, quarta-feira, às 11 horas. A segunda, na Biblioteca Municipal de Penamacor, dia 17 de Abril, quinta- feira, também às 11 horas. A Poesia do Vermelho

parte do conto de Manuel António Pina : A Vida de Um Peixinho Vermelho, e pretende estimular a capacidade de pensar, através da associação de ideias, e promover a criação de uma ou mais histórias paralelas ao conto. As Oficina de Escrita e Desenho: A Poesia do Vermelho integram o Festival de Língua Portuguesa: A Língua Toda 2014. ■

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Clube comemorou 110 anos POR CRISTINA VALENTE

O Clube de Castelo Branco comemorou no domingo os seus 110 anos de existência. Aquela que é a mais antiga coletividade de Castelo Branco, comemorou este aniversário em festa, junto dos seus associados. Foi celebrada uma missa, na Sé Catedral, em memória dos associados já falecidos, e depois teve lugar na sede da coletividade, situada no Largo de S. João, o almoço comemorativo da efeméride. Alfredo Araújo, atual presidente da direção do Clube, disse ao POVO DA BEIRA, que no dia a dia a sede da coletividade é espaço de convívio para mais de 25 sócios. “Temos uma sala de convívio, que durante as tardes está cheia, são sócios que veem até aqui todos os dias, para fazer uns jogos e conviver um pouco” no dia-a-dia esta é a atividade da coletividade, mais antiga da cidade. Além disso a direção organiza algumas festas, nomeadamente a celebração do S. João, no largo

Alfredo Araújo presidente da coletividade mais antiga da cidade, o Clube de Castelo Branco

com o mesmo nome onde se encontra a sede, a festa de passagem de ano e o almoço de aniversário, são já três festas que a direção organiza anualmente. As dificuldades sentidas pela sociedade em ge-

ral, tem também influência na vida associativa das coletividades, e o Clube não é exceção, “quando cheguei à direção havia imensas dificuldades económicas , tive inclusive de cá colocar dinheiro meu, para endi-

reitar as contas, hoje felizmente temos algum fundo de maneio”. Alfredo Araújo cumpre o segundo mandato à frente do Clube, a coletividade mais antiga da cidade.■

GNR concentra serviços na Avenida de Zhuhai O Destacamento de Trânsito da GNR de Castelo Branco, deixou de funcionar nas instalações situadas na Quinta da Polida, junto à rotunda do "Modelo / Continente / Mini Preço" em Castelo Branco, e passou a estar localizado no quartel do comando da unidade, situado na Avenida Cidade de Zhuhai. Esta alteração traduz-se na mudança da sede e de todo o pessoal o que corresponde a um efetivo de 66 militares, oficiais, sargentos e guardas e dos diversos órgãos, como por exemplo o Núcleo de Investigação de Crimes em Acidentes de Viação (NICAV) e o Gabinete de Atendimento ao Cidadão (GAC) e não implica alterações nem no enquadramento, nem na área de atuação daquela subunidade operacional. Esta mudança de infraestruturas foi deferida

durante a visita realizada pelo tenente-general Comandante-geral da GNR A 25 de fevereiro ao distrito de Castelo Branco. Foi possível concretizá-la agora após a desocupação de diversas áreas por parte do Comando do Destacamento Territorial de Castelo Branco, que está em Alcains desde 17 de março. O objetivo é concen-

trar a GNR na cidade de Castelo Branco num único quartel, ficando aí todas as forças de âmbito distrital, economizar recursos financeiros e agilizar e melhorar a articulação funcional. Este Destacamento é uma subunidade operacional especializada na fiscalização, ordenamento e disciplina da circulação rodoviária, tem como área de atuação as principais

vias de comunicação rodoviárias no distrito de Castelo Branco, nomeadamente, a autoestrada A 23 e o IC 8. Com esta alteração o Comando Territorial da GNR de Castelo Branco mantem a sua presença no distrito em 31 localidades, tal como do antecedente, mas agora passa a dispor de idêntico número de quarteis. ■


Castelo Branco

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

· 5·

Congresso da UGT Castelo Branco

UGT pede discriminação positiva para o interior POR CRISTINA VALENTE

Realizou-se no sábado em Castelo Branco, o 2º Congresso da União Geral de Trabalhadores (UGT). Congresso que contou com a presença do secretário-geral, Carlos Silva, que quis deixar uma palavra de animo aos Congressistas. “Não podemos desistir de dar uma mensagem de esperança de que isto vai dar a volta. Somos um país demasiado antigo e até orgulhoso para desistir, apesar de reconhecer que o momento foi e continua difícil”. Carlos Silva considerou que o país está “cortado ao meio”, com a implementação de uma política de afastamento e de esquecimento do interior em detrimento do litoral. "O país está hoje longitudinalmente cortado ao meio, com a tentativa de implementação de uma política de afastamento, de esquecimento, de quase ultraje do interior em detrimento do litoral", disse o sindicalista na abertura do 2.º Congresso da UGT de Castelo Branco. Por isso Carlos Silva

Rogério Bentes re-eleito no Congresso da UGT

afirma que é preciso "encetar uma luta com os municípios no sentido de dizer que aqui também há portugueses e qualidade de vida é preciso continuar a investir no interior porque também é Portugal", disse o líder da UGT. Segundo Carlos Silva, a UGT vai fazer todos os esforços na concertação social para que haja uma política de discriminação positiva para as regiões do interior. "Se queremos atrair empresas e fixar gente, não podemos permitir que o produto final de

uma empresa situada no interior seja mais caro por causa dos transportes e por causa do pagamento das portagens nas autoestradas. É preciso perceber isto", sublinhou. O dirigente sindical explicou, ainda, que o que se impôs à sociedade "foi uma visão economicista em detrimento das questões sociais”. Carlos Silva foi mais longe ao afirmar que “apostar no interior é também uma questão social do Estado e um imperativo ético do Governo, deste e de todos os outros", sublinhou.

Lions Clube de Castelo Branco comemora 33º aniversário POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Pedro Crisóstomo, presidente do Lions Clube de Castelo Branco, anunciou várias atividades que estão a ser levadas a cabo, como a recolha de óculos usados, em clínicas, farmácias e outros locais. “Esta campanha faz-se com a recolha através de caixas onde está mencionado o símbolo e o nome do nosso Clube Lion”, sublinhou. Numa altura em que o Lions albicastrense está a comemorar 33 anos da sua existência, o dirigente, recorda as inúmeras atividades desenvolvidas. Também as pessoas carenciadas

são uma das preocupações, anunciando a continuidade da tradicional entrega de enxovais a mães, a cargo das companheiras do Clube. Foram igualmente realizados rastreios visuais e auditivos a cerca de 350 pessoas, tendo sido oferecidos óculos a três dezenas de estudantes carenciados. Ainda no âmbito altruísta dos Lions foram oferecidas cerca de 300 peças de vestuário novo, a uma instituição de caridade do concelho de Oleiros. Para os meses de abril e maio está agendado um convívio anual, sempre a pensar na união de todos

os companheiros do Lions de Castelo Branco, como esclareceu Pedro Crisóstomo “Temos todos, unidos, lutado por manter este clube, sermos uma presença ativa na comunidade onde nos inserimos”, realçou. Para o próximo dia 15 de Junho terá lugar a caminhada “Dê a volta à Diabetes” e a Feira “Prevenir Saúde”, no centro cívico da cidade, iniciativas totalmente gratuitas e dirigidas a toda a população, eventos organizados pelo Lions Clube de Castelo Branco, em conjunto com a Câmara Municipal local, e com o apoio de diversas associações. ■

UGT desafia Manpower a discutir acordo de empresa Para além da presença do Congresso, o líder da UGT, Carlos Silva, esteve em várias reuniões, com empresários e autarcas na sexta-feira, dia 11. O sindicalista visitou o Call Center da PT e a Delphi, PUB

empresas que juntas têm cerca de 1700 postos de trabalho, “e que se saíssem de Castelo Branco, seria uma tragédia, seria o arrasar do tecido económico e empresarial da região.” No Call Center da PT deixou o desafio à Manpower, “para se sentar à mesa com os sindicatos e discutir um acordo de empresa, para que se consigo combater a precaridade dos trabalhadores do Call Center”. Na Delphi o líder da UGT visitou a fábrica acompanhado pelo diretor da empresa, Jorge Santos, que tem no horizonte a abertura de uma outra empresa na cidade, dentro do mesmo grupo, mas para um outro tipo de componentes “é com satisfação que vejo empresários que apesar das dificuldades ainda continuam a investir no interior do país”. Carlos Santos salientou a importância de uma

empresa como a Delphi na economia da região, com cerca de mil postos de trabalho, mas lembrou também o temor que existe sempre da deslocalização, “esse e um temor que existe sempre” referiu, acrescentando que esse não foi assunto abordado durante a visita. O líder da UGT diz que os sindicatos continuam a ser uma força fundamental na democracia Portuguesa e nas Europeias, para defender os direitos das pessoas, “pese embora os grande ataques que temos sido alvo nos últimos três anos” acrescentando, Carlos Silva que muita gente se afastou dos sindicatos, não pela desilusão, mas antes pela perda de emprego. Durante o 2º Congresso foram eleitos os órgãos distrital para os próximos quatro anos, apresentou-se a sufrágio apenas uma lista liderada por Rogério Bentes. ■


· 6·

Castelo Branco

“Visite o Museu, leve um livro” Entre os dias 22 de abril e 6 de maio, o Museu Francisco Tavares Proença Júnior promove a iniciativa “Visite o Museu, leve um Livro”. Organizada com o formato de Feira do Livro, esta iniciativa pretende incentivar as pessoas a visitar o museu e, em simultâneo, promover o livro e a leitura. Estarão disponíveis aos visitantes livros de que a Biblioteca D. Fernando de Almeida possui exemplares repetidos, que po-

derão ser levados em troca de um ingresso no Museu. Ou seja, por um bilhete de 2€ pode visitar o Museu e escolher um livro dentre os disponibilizados pelo Museu. Caso estejam interessados em mais do que um livro, poderá levá-los mediante a aquisição de ingressos que poderá oferecer aos seus amigos e familiares para visitarem o Museu num prazo de duas semanas (data a carimbar no bilhete). ■

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Beira Serra dias 31 de maio e 1 de junho

Clássicos do Centro. Por esses museus fora…

Associação do Valongo cria escola de música A Associação do Bairro do Valongo, vai iniciar em maio as atividades de uma escola de música. O objetivo é porpocionar aos seus associados e publico em geral o maior número de actividades recreativas e culturais.

A escola vai lecionar viola e guitarra eléctrica e as inscrições estão já abertas. As aulas serão semanais, em grupos de quatro alunos. Os interessados podem inscrever-se através do telefone 272 32 04 91.■

Lardosa

Fim de Semana Solidário... Sempre a Bombar!

A Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC) e o Clube Automóvel do Centro vai realizar a 1ª edição do circuito “Beira Serra. Clássicos do Centro. Por esses Museus fora…” nos próximos dias 31 de maio e 1 de junho. Esta iniciativa, que conta com a colaboração do Automóvel Clube do Centro, Escuderia de Castelo Branco, Clube de Automóveis Antigos de

Castelo Branco, Câmaras Municipais e entidades privadas, tem como objetivo, no âmbito da Rede de Museus do Centro da DRCC, projetar a importância do património museológico da zona centro e o património automóvel clássico, promovendo as regiões e os seus territórios, numa simbiose de interesses que visam captar mais e novos olhares sobre estas áreas, diversificando as atividades

das organizações envolvidas, capitalizando mais visitantes e divulgando estes patrimónios. Pretende-se, assim, pautar pela preservação do património, pela promoção da cultura numa relação estreita com o turismo, pela abertura à comunidade, numa ligação transversal e dinâmica com os parceiros, numa visão contemporânea da sociedade. Esta primeira edição é

dedicada ao Museu Francisco Tavares Proença Júnior de Castelo Branco, estando prevista a 2ª edição, em 2015, para o Museu e Região da Guarda. O evento englobará atividades diversas como circuitos exibicionais, atividades pedagógicas, produção de documentário, palestra, apresentação de documentário, visitas guiadas e exposição miniaturas de carros clássicos. ■

ULS Castelo Branco

Dia Mundial da Saúde – saúde oral e estilos de vida saudáveis

O Grupo de Bombos da Lardosa irá realizar no dias 25 e 26 de Abril, dois eventos com componente de beneficência, onde toda a receita angariada reverte para a compra de aparelhos auditivos de um dos elementos do grupo. Dia 25 vai realizar-se um Paddy Paper pelas ruas da freguesia. A concentração será às 09:30 no Largo da Casa do Povo da Lardosa. As equipas devem ter quatro elementos. Haverá prémios até ao 3º lugar.

No dia 26 tem lugar um jantar e noite de Fados, com os fadistas de Castelo Branco, Helena Cleto, João Siborro Ferreirinho, José Freixo e Nunes Fradique. Na guitarra estará Pedro Veiga e na viola Pedro Manuel Mendes. As Inscrições decorrem até dia 21 de Abril. As inscrições para os dois eventos devem ser feitas na Junta de Freguesia de Lardosa ou pelos telemóveis 968 719 033 / 964 427 473. ■

Saúde não é apenas não estar doente. Saúde é bem mais amplo que isso, é estar bem fisicamente, mentalmente e socialmente! E nada como uma boa brincadeira, um brinquedo novo, um passeio em um dia de sol ou qualquer outra coisa que nos façam sentir bem, felizes e satisfeitos! Foi isso mesmo que aconteceu às 112 crianças (divididos pelas 5 turmas dos 2 aos 6 anos) do Centro Infantil da Segurança Social de Castelo Branco Nº II, que no passado dia 7 se deslocaram à ULSCB para participarem nas atividades relacionadas com o Dia Mundial da Saúde. “Saúde Oral & estilos de vida saudáveis”

foi o tema que a higienista oral Graça Moura e estagiárias desenvolveram ao longo do dia.

Houve ainda jogos, puzzles, pinturas faciais orientadas por um grupo de alunos

da ETEPA, danças, tudo relacionado com a higiene oral, seus benefícios e os cuidados a ter com a alimentação. No final da visita todas as crianças receberam umas pequenas lembranças, desde t-shirts, livros de atividades, escovas de dentes, balões e principalmente a ideia que ir ao dentista “Não DOI”. “Criar uma rotina de higiene bucal significa manter a boca e os dentes limpos. Faz parte da higiene escovar os dentes, usar fio dental, elixir bucal e, é claro, consultar o dentista frequentemente para verificar se não há nenhum problema”, foram as conclusões a tirar neste Dia Mundial da Saúde. ■


Fundão

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela ainda não tem secretários executivos

Paulo Fernandes preocupado COM RÁDIO COVA DA BEIRA

O presidente da câmara municipal do Fundão não esconde alguma apreensão pelo facto de a equipa de secretários executivos da comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela ainda não estar em funções. A proposta que apontava os nomes de António Ruas e José Gomes foi chumbada pela assembleia da comunidade e o autarca fundanense não esconde que o trabalho da CIM pode sofrer atrasos em virtude desta situação “para já a primeira versão do nosso plano estratégico até 2020 foi remetida à CCDR, cumprimos os prazos, mas não deixa de ser inquietante o facto de ainda não estarmos com os secretários executivos a operar numa altura em

que a grande maioria das CIM´S, pelo menos as que eu conheço, já tem esse assunto resolvido”. A ultima reunião da comunidade intermunicipal aconteceu no dia 8 e depois de mais de três horas de reunião, os autarcas da Comunidade, adiaram a escolha dos secretários executivos. Vítor Pereira, presidente da Comunidade, não esconde que se trata de um assunto delicado, sobretudo depois de a assembleia intermunicipal ter chumbado a constituição da primeira equipa proposta que integrava os nomes de António Ruas e José Gomes “estamos a trabalhar uma nova lista tal como diz a lei para submeter à assembleia intermunicipal; dada a correlação de forças que é notória temos de tratar este assunto com muita di-

plomacia e é isso que está a ser feito; hoje não adiámos a votação mas decidimos sim interromper a reunião para retomar o assunto num próximo encontro”. O presidente da comunidade intermunicipal reconhece a importância de encerrar este dossier mas sublinha que não se trata duma urgência “neste momento está elaborado o plano estratégico de desenvolvimento intermunicipal que já foi entregue à CCDR e quando

começar a fase da contratualização será ai muito mais importante e intenso o trabalho da equipa de secretários executivos que é um órgão muito importante tal como está consagrado na lei”. Quanto ao plano estratégico da região até 2020, cuja primeira versão já foi entregue à comissão de coordenação da região centro, Vítor Pereira não quis, para já, tornar público nenhum dos projetos que integram esse documento. ■

Quinta-feira, 17

Fundão Music Festival no Pavilhão Multiusos

Irá realizar-se, no próximo dia 17 de abril, quinta-feira, no Pavilhão Multiusos, o Fundão Music Festival, numa organização da FunJovem, com o apoio do Município do Fundão. O Fundão Music Festival tem como objetivo dinamizar cul-

Jerónimo de Sousa encheu o casino fundanense

“Desta Canção que Apeteço– Obra discográfica de José Afonso 1953/1985” O Município do Fundão, em colaboração com a Associação José Afonso, tem patente até 4 de maio a exposição discográfica “Desta Canção que Apeteço – Obra Discográfica de José Afonso 1953/1985”. Nesta mostra interativa, o visitante poderá visualizar as capas dos discos, ouvir as músicas e assistir ao vídeo realizado por Tiago Pereira, com o testemunho de instrumentistas que participaram nos discos, relatando essa colaboração. Da exposição fazem

A CDU espera que as próximas europeias contribuam para apressar a derrota do governo e antecipar as eleições legislativas. No comício de pré campanha realizado sábado no Fundão, Jerónimo de Sousa acusou o governo de inventar “milagres económicos” e lançar “renovadas promessas” com objetivos eleitoralistas. A disponibilidade do governo para discutir o aumento do salário mínimo nacional foi um dos exem-

plos deixados pelo secretário geral do PCP "acenam com a oferta de um chouriço mas esperam, não um porco, mas uma vara". Jerónimo de Sousa mantém a exigência de que o SMN passe "imediatamente para os 515 euros e progressivamente, até final de 2014, até aos 600 euros". No Fundão, o secretário geral do PCP falou das desigualdades, desertificação e regressão demográfica do interior, fruto de políticas de desvalorização de recursos, deixando como

turalmente o Fundão, aproveitando as férias da Páscoa, e representa a inovação musical, sendo composto por DJ’s e bandas nacional e internacionalmente conhecidas, nomeadamente Dear Telephone, PZ, Regula, Stereossauro, Slimcutz e Lollipopz. ■

Fundão - Casino Fundanense Até 4 de maio

Europeias

COM RÁDIO COVA DA BEIRA

· 7·

o pior dos exemplos vindo da Europa a Política Agrícola Comum "a PAC que hoje existe está construída para proteger grandes empresas multinacionais do agro-negócio e isso está também patente nos efeitos devastadores dos últimos 20 anos, com o desaparecimento em Portugal de 300 000 explorações. Só aqui na Beira Interior 35% dos agricultores foram obrigados a abandonar a sua atividade. Há para aí uns defensores desta PAC - PSD, PS e CDS - que dirão que isto é um sinal da

evolução da nossa agricultura, mas é um logro! O que estes números traduzem é a desertificação do nosso mundo rural". O líder do PCP não esqueceu os mineiros da Panasqueira que deixou como exemplo da luta que não pode parar e que a CDU quer levar até ao voto nas eleições para o Parlamento Europeu, no próximo dia 25 de Maio "uma batalha cujo resultado pode e deve contribuir para apressar a derrota do governo PSD/ CDS e abrir espaço à alternativa". ■

parte livros sobre a obra de José Afonso, assim como partituras, fotografias, instrumentos musicais e outros objetos pertencentes a José Afonso, como gira-discos, gravador e o prémio “Disco de Ouro”, dando uma perspetiva completa da sua obra e da riqueza do ponto de vista musical, poético, histórico e cultural. A exposição poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 14.00h às 17.30h, sendo possível agendar visitas para grupos. A entrada será gratuita. ■

Até 18 de maio

Exposição “Succedâneo” na Moagem Esta patente n’ A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, a inauguração da exposição discográfica “Succedâneo”, de João Bragança. Esta exposição é baseada na fanzine “Succedâneo”, criada pelo fundanense João Bragança, e que foi pensada em 31 números, durante uma década de intensa produção. Esta produção gráfica, li-

gada ao universo das fanzines, é considerada uma das mais interessantes publicações nacionais, tendo atravessado diversas mutações físicas. Através de um discurso irónico e de grande liberdade criativa, João Bragança revela ao mundo a “fanzine-objeto”, transformando facetas da sua vida em objetos literários. Uma exposição para ver até 18 de maio. ■


· 8·

Covilhã

Mês da prevenção de maus tratos O mês de Abril é conhecido como o mês da prevenção de maus tratos. Neste âmbito, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens da Covilhã associa-se ao apelo nacional e internacional de erradicação dos abusos infantis através da distribuição de laços azuis como forma de sensibilizar a comunidade covilhanense para esta questão. Os laços azuis que visam promover e ajudar contra esta violenta realidade serão distribuídos no dia 12 de Abril, d u rante a manhã, no

Mercado Municipal, no dia 16, durante a tarde no Teixoso e no dia 30 na Boidobra. Ainda no dia 30, pelas 17:00 horas, haverá uma largada simbólica de balões brancos e azuis na Praça do Município. Esta iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã, Beira Serra e Coolabora. A Campanha do Laço Azul, nasceu em 1989, quando Bonnie W. Finney, uma avó atenta e preocupada, amarrou uma fita azul à antena do seu carro. A trágica história de maus tratos aos seus netos levou Bonnie a alertar a comunidade para este problema da sociedade actual, muitas vezes camuflado no seio familiar. O conceito baseou-se então em “fazer com que as pessoas se questionassem”. E porquê azul? A cor azul foi especialmente escolhida como constante lembrança aos corpos espancados e nódoas negras resultantes das agressões. ■

A Paixão de Cristo para ver no Museu Arte e Cultura

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Banda respira de alívio COM RÁDIO COVA DA BEIRA

Apesar de ter efeitos só no próximo ano, a câmara da Covilhã aprovou por unanimidade, na última reunião do executivo, a celebração de um protocolo com a associação recreativa musical Covilhanense, no valor de 90 mil euros. Recorde-se que este foi um dos protocolos que não passou na votação do executivo, no final do anterior mandato, à semelhança de outros, como o da ADE.

A banda da Covilhã ultrapassa desta forma um enorme obstáculo, após meses de vida atribulada, refere o presidente da direção. A decisão do executivo vai permitir à banda avançar com o processo e de não perder os fundos comunitários aprovados para a remodelação da sede, ao jardim público da Covilhã "O protocolo está previsto para 2015 mas permite-nos encontrar soluções, através de entidades bancárias, com recurso a

empréstimo, pro forma a que as obras consigam prosseguir e concluí-las em tempo útil para não perdermos fundos comunitários e que em conjunto com o apoio da CMC vêm revitalizar e dinamizar ao projeto pedagógico da banda da Covilhã", refere o presidente da coletividade. Eduardo Cavaco admite que se a autarquia não aprovasse este protocolo, a continuidade da coletividade estaria em causa. Os res-

Boidobra

Rancho Folclorico organiza "Cantar dos Martírios"

À semelhança dos anos transactos, o Cantar dos Martírios, organizado pelo Rancho Folclórico da Boidobra vai realizar-se na Boidobra. Este ano vai ter lugar no dia 17 de abril, pelas 22h, na Rua de Santo André onde a população vai juntar-se para em respeito e profundo pesar ouvir este

melodioso cântico. O Cantar dos Martírios é uma tradição que se perde na noite dos tempos. Na Quaresma não se dançava, não se cantava, apenas se podiam entoar temas sacros ou que de algum modo estivessem ligados com a religião, ou com a época que se vivia. Os Mar-

tírios são um exemplo bem vivo do que eram os cânticos religiosos pela altura da Quaresma. Cantam quadra por quadra todo o sofrimento, toda a agonia, todo o martírio de Cristo na Cruz. Cada uma narra-nos o sofrimento de cada parte do corpo, desde o cabelo aos pés. Eram cantados

contemplar obras de Fernando Simões, Rosalina Cruz, Maria Alice Peixeiro, Alberto Santos Alves e Artur Aleixo, artistas que frequentemente abordam esta temática nas suas criações. Já Teresa Gaspar, Orlindo Afonso, Mia Costa, João Nuno Simões e Mário Costa aceitaram o desafio e apresentaram-se, nesta exposição, com obras inéditas. José Esteves é o artista revelação. ■

por duas pessoas, que o faziam alternadamente. Não interessa a distância entre os cantadores, aliás quanto mais distantes melhor, porque aqui também interessa o poder vocal de cada um, e só canta quem tem boa voz e tinham de se fazer ouvir um ao outro, sem se verem.■

Museu de arte Sacra recebe exposição "O pão e o vinho" O Município da Covilhã, através do Museu de Arte Sacra, evoca a última refeição de Jesus Cristo, apresentando a exposição “O Pão e o Vinho”. Trata-se de uma exposição de forte simbolismo, numa alusão ao sacrifício físico de Jesus Cristo e ao momento da

transubstanciação presente na Eucaristia. A exposição é constituída por cálices e custódias e tem a participação da Paróquia de São Pedro, Santa Casa da Misericórdia da Covilhã e de diversos particulares. Esta exibição encontra-se patente ao público até ao dia 30 de Abril. ■

Covilhã comemora 25 de abril O Município da Covilhã, através do Museu Arte e Cultura, tem patente ao público, até ao dia 30 de Abril, a exposição colectiva “A Paixão de Cristo”, dedicada ao expoente máximo da religião católica, ou sejam, os mistérios da paixão, Morte e Ressurreição de Cristo, interpretados por alguns artistas plásticos do Concelho da Covilhã. Nesta mostra é possível

ponsáveis vão agora decidir qual a forma, se por empréstimo ou outro, para obter financiamento de modo a terminar as obras dentro do prazo útil estabelecido, o Verão deste ano. O projeto da sede vai também revitalizar uma das zonas centrais da cidade Enquanto não há nova sede, provisoriamente, a banda está instalada na antiga academia morangos, na ruda do Sineiro, também com amplas instalações. ■

A Câmara Municipal da Covilhã vai promover várias actividades no âmbito das comemorações do 40º Aniversário do Dia da Liberdade, que decorrem entre os dias 23 e 25 de Abril. Do programa global, é de destacar a inauguração da Galeria dos Presidentes, uma homenagem do executivo actual a todos os presidentes da Câmara Municipal da Covilhã, entre os anos 1900 e 2013 e a inauguração de um mural evocativo dos 40 anos do 25 de Abril.

O Dia da Liberdade será também marcado pela inauguração oficial do Lar do Centro de Assistência Social do Dominguiso e do Centro Interpretativo de Artes da Boidobra. No Do-

minguiso, a inauguração da nova estrutura de apoio está prevista para as 15h00, seguindo-se a abertura do Centro Interpretativo, às 16h30. Um programa que se

pretende abrangente e popular, desenhado pela Comissão Executiva composta por esta autarquia, Assembleia Municipal da Covilhã e União de Sindicatos da Beira Baixa (USBB/ CGTP). Destaque também para a Comissão Promotora composta pelas juntas de freguesia do concelho, Universidade da Beira Interior, Movimento Associativo do Concelho, Associação Académica da Universidade da Beira Interior, Escolas, Associações de Estudantes, Comissão Cívica do 25 de Abril e demais entidades. ■


Idanha-a-Nova

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Idanha-a-Nova

VIII Festival da Primavera dá cor ao Agrupamento de Escolas O Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, de Idanha-a-Nova, realizou o VIII Festival da Primavera. A animação, a alegria e a cor, tão características da primavera, foram uma constante nos dois dias do evento, que teve como lema “vamos celebrar a vida!”. O programa envolveu toda a comunidade educativa em torno de atividades culturais, recreativas, desportivas, gastronómicas, concursos e exposições de trabalhos realizados pelos alunos, do pré-escolar ao ensino secundário. No recinto da escola houve, em permanência, feiras do livro e dos minerais, rastreios, projeção de filmes e documentários, colóquios, ateliês, música ao vivo, torneios e artesanato

local. O Festival da Primavera terminou com um animado sarau cultural no Centro Cultural Raiano, espaço que acolheu algumas

das atividades. O festival contou com o apoio do Município de Idanha-a-Nova, União de Freguesias de Idanha-a-Nova e Alcafozes, Centro Munici-

pal de Cultura e Desenvolvimento de Idanha-a-Nova, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco de Idanha-a-Nova, entre outras entidades locais. ■

Workshop para descobrir história, monumentos e tradições do Ladoeiro O Workshop “História, Monumentos e Tradições do Ladoeiro” realiza-se na tarde do próximo dia 19 de abril, sábado, animado pelo investigador António Maria Romeiro Carvalho, natural da aldeia e autor de obra nestas temáticas. A atividade visa dar a conhecer diferentes aspetos da povoação do Ladoeiro, através da divulgação e análise do seu património histórico e cultural. A concentração está marcada para o Salão da Junta de Freguesia de Ladoeiro, pelas 14 horas, onde será apresentado o programa da iniciativa. A tarde arranca com a análise da toponímia de duas artérias do Ladoeiro, a Rua do Saco e a Rua da Porta, exemplares do processo popular de nomeação de ruas e lugares. Os participantes deslocam-se depois até à casa onde morou José Tomé, famoso ladrão que terá vivido no final do XIX e início do século XX. No local será contada a história des-

· 9·

Bombeiros Voluntários promovem II Passeio de BTT

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Idanha-a-Nova vai realizar no dia 26 de abril o seu II Passeio de BTT. São 55 quilómetros de belos trilhos para conhecer e desfrutar das paisagens do concelho de Idanha-a-Nova num evento único e cheio de boa disposição. O passeio tem por objetivo a angariação de fundos para aquisição de equipamentos de proteção individual para combate a incêndios urbanos e industriais, bem como promover o desporto na região. Os participantes partem da vila de Idanha-a-Nova, percorrem trilhos pelas freguesias de Oledo, São Miguel de Acha e Proença-a-Velha e terminam novamente na sede

deste concelho raiano, considerado por muitos a Catedral do BTT. A partida está marcada para as 9 horas, junto ao Quartel dos Bombeiros, e o percurso tem um nível de dificuldade médio-baixo. A iniciativa conta com o apoio do Município de Idanha-a-Nova, Associação de Cicloturismo de Idanha-a-Nova (ACIN) e Juntas de Freguesia de Proença-a-Velha, Oledo e São Miguel de Acha. O valor da inscrição é de 15 euros e inclui seguro, banho, almoço e brinde (polo). O valor para acompanhantes é de 8 euros. Mais informações e inscrições através do site orgbvidanha.wix.com/btt-bombeiros ou para os contactos 968 942 703/968 576 029. ■

Mais de 90 pessoas passeiam por Oledo

te personagem. O workshop prossegue com uma visita à Fonte Grande, o “centro” do Ladoeiro desde há milhares de anos até às últimas décadas do século XX. Aqui serão analisados vários dados históricos sobre o Ladoeiro e sobre o monumento que é hoje ex-libris da freguesia, encontrando-se representado no seu brasão. Às 16 horas os participantes vão de autocarro até à Capela do Espírito Santo, uma das quatro que

demarcam o povoado, local de paragem obrigatória dos tradicionais madeiros e de outros rituais. O autocarro prossegue a sua viagem até à fonte das Pias, umas principais zonas de pastos comuns e campos abertos no concelho de Idanha-a-Nova, até inícios do século XX. Segue-se depois até ao cemitério velho, local que ainda hoje conserva grande importância histórica para a população de Ladoeiro. Os participantes via-

jam, pelas 17h15, até à Igreja Matriz da aldeia, onde serão examinados vários elementos históricos sobre esta obra e as procissões locais. A tarde termina com o regresso dos participantes ao Salão da Junta de Freguesia de Ladoeiro. O workshop é uma organização conjunta da Junta de Freguesia de Ladoeiro e do Clube de Praticantes de Actividades Outdoor, com apoio do Município de Idanha-a-Nova. ■

Cerca de 90 pessoas participaram recentemente num percurso pedestre pela freguesia de Oledo, no âmbito das atividades do Turismo de Natureza promovidas pelo Município de Idanha-a-Nova. A boa disposição sobressaiu neste dia primaveril e contribuiu para um salutar e divertido convívio durante todo o passeio. Armados de máquinas fotográficas, os participantes percorreram uma distância aproximada de 12 km, onde não faltaram paisagens de grande beleza para mais tarde recordar.

Uma antiga ponte, completamente escondida dos olhares, foi uma das surpresas encontradas no percurso, que deixou memórias gratificantes a quem partiu à descoberta daquela região. O passeio, que contou com o apoio da Junta de Freguesia de Oledo, terminou com um animado almoço de convívio entre os participantes. A organização ofereceu a todos uma t-shirt temática onde figura a perdiz, espécie emblemática da caça na região e que está representada no brasão da freguesia de Oledo. ■


· 10· Europa

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

A Europa e Nós Comissão Europeia preconiza uma regulamentação estrita dos drones civis ? A Comissão Europeia propôs a adoção de novas normas para regulamentar estritamente a utilização de sistemas aéreos telepilotados (conhecidos por «drones» ou pela sigla inglesa RPAS) de uso civil. As novas normas abrangerão a segurança, nas suas várias vertentes, a privacidade, a proteção de dados, os seguros e a responsabilidade. Pretende-se que a indústria europeia se torne um dos líderes do mercado mundial desta tecnologia emergente, garantindo ao mesmo tempo todas as salvaguardas necessárias. Os drones civis são cada vez mais utilizados na União Europeia, em diversos setores, em países como a Suécia, a França e o Reino Unido, mas são-no num quadro regulamentar fragmentado. Aplicam-se-lhes as regulamentações de segurança nacionais de base, mas estas diferem de Estado-Membro para Estado-Membro e algumas salvaguardas fundamentais não estão regulamentadas de maneira uniforme. Siim Kallas, vice-presidente da Comissão Europeia, responsável pelos transportes, afirmou sobre a matéria “Os drones civis podem servir para verificar o estado de deterioração das pontes rodoviárias e ferroviárias, para observar catástrofes naturais, como cheias, e para pulverizar culturas com grande precisão. Existem destes sistemas aéreos com as mais diversas formas e dimensões. No futuro, poderão mesmo entregar livros encomendados pela Internet. Porém, muitas pessoas, nas quais me incluo, estão preocupadas com aspetos de segurança e privacidade relacionados com estes aparelhos”.

No âmbito do chamado procedimento de apuramento das contas, a Comissão Europeia reclamou a restituição de 318 milhões de EUR de fundos da política agrícola da UE indevidamente gastos pelos Estados-Membros. Na realidade, dado que uma parte desse montante já foi recuperada junto dos Estados-Membros, o impacto financeiro da decisão agora adotada é ligeiramente inferior: cerca de 315 milhões de euros. Ao abrigo desta decisão da Comissão, serão recuperadas verbas de 11 Estados-Membros: Dinamarca, Alemanha, Grécia, Espanha, França, Itália, Portugal, Roménia, Eslovénia, Finlândia e Reino Unido.

IVA Comissão publica orientações para ajudar as empresas a preparar a mudança de regras de serviços em linha

A Comissão publicou notas explicativas que ajudam as empresas a preparar-se para as novas regras de IVA aplicáveis aos serviços de telecomunicações, de radiodifusão e serviços eletrónicos, que entrarão em vigor em 2015. A partir dessa data e no caso de transações transfronteiras entre empresas e consumidores, o IVA é cobrado no local em que o cliente se encontra sedeado e não no local onde o vendedor se encontra estabelecido. As explicações publicadas incidem no "local de entrega", implementando medidas de execução, que se aplicam a todos os Estados-Membros e deverão ser lidas em conjunto com o “Guia do IVA um balcão único”, que foi publicado no ano passado pela Comissão.

Saúde pública

A Comissão sublinha a necessidade de uma maior eficácia, acessibilidade e resiliência dos sistemas de saúde da EU A Comissão apresenta um programa da União Europeia que irá capacitar os sistemas de saúde para enfrentar os atuais desafios e pressões. Destaca um certo número de iniciativas que a UE pode desenvolver e criar para ajudar os Estados-Membros a assegurarem que as aspirações dos cidadãos a cuidados de saúde de elevada qualidade podem ser satisfeitas. O programa incide essencialmente no desenvolvimento de métodos e de instrumentos que possam permitir aos sistemas de saúde dos Estados membros alcançar uma maior eficácia, acessibilidade e resiliência em conformidade com as recomendações de reforma que lhes foram dirigidas no âmbito do Semestre Europeu. Os Estados-Membros são também incentivados a fazer uma boa utilização dos instrumentos europeus de financiamento, tais como os fundos estruturais, na execução das reformas recomendadas.

Comissão adota regime de vistos mais flexível para estimular o crescimento e o emprego

Os cidadãos de países terceiros que desejam viajar para a UE têm de cumprir, muitas vezes, procedimentos de concessão de vistos complexos, demorados e onerosos. As propostas apresentadas recentemente irão encurtar e simplificar significativamente os procedimentos para as estadas de curta duração na UE, contribuindo para a diminuição dos custos e da burocracia mas mantendo simultaneamente o nível de segurança. Facultar o acesso ao espaço Schengen aos viajantes legítimos facilitará a visita a amigos e a familiares, assim como a atividade empresarial. Irá estimular a atividade económica e a criação de emprego, nomeadamente, no setor do turismo ou em atividades conexas, como as indústrias de transporte e de restauração. Um estudo recente veio evidenciar que, em 2012, cerca de 6,6 milhões de potenciais viajantes, provenientes dos seis países com maior número de viajantes, deixaram de viajar devido à complexidade dos processos de concessão de vistos.

Fonte: Europe direct Beira Interior Sul

Estados-Membros devem restituir à Comissão 318 milhões de EUR de despesas da PAC


Educação · 11·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Castelo Branco

Fábio Trindade Campeão Nacional no Mega Salto Nos dias 28 e 29 de março, realizaram-se as competições de Mega Sprinter e Mega Salto, no Estádio da Belavista, em Parchal, Lagoa. Neste evento, realizado no âmbito do Desporto Escolar, só os melhores atletas a nível nacional participaram. Daí, o realce e o reconhecimento devidos ao aluno Fábio Trindade, da escola Faria de Vasconcelos, do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares de Castelo Branco. O jovem, de apenas 12 anos, sagrou-se campeão nacional no Mega Salto, no escalão Infantil B, conseguindo a marca espetacular de 5,40 metros. Mas este atleta conseguiu, ainda, a proeza de ficar em 4º lugar, no Mega Sprinter. Já na fase distrital, rea-

EMPRESA DE CASTELO BRANCO DE PUBLICIDADE E MARKETING

▪ Dos 18 aos 45 anos ▪ Boa Apresentação ▪ Sentido de Responsabilidade ▪ Disponibilidade Total e Imediata ▪ Orientação para Objetivos ▪ Gosto pelo trabalho em equipa Interessados marcar entrevista:

272 326 439

Ou enviar CV para:

lizada na Covilhã, o aluno demonstrara as suas aptidões desportivas, ao ficar em 1º lugar em ambas as especialidades, onde teve a proeza de alcançar a magnífica marca de 5,55 metros

no Mega Salto. De acordo com os responsáveis da área, “estamos perante um caso sério na área desportiva, assumindo-se como um jovem promissor que, caso

assim ele o deseje, e desde que lhe sejam proporcionadas as condições ideais, poderá singrar no mundo desportivo e obter títulos não apenas a nível nacional”. ■

os tão desejados ovos de chocolate. Esta atividade teve

como finalidade comemorar a Páscoa e a chegada da Primavera. Como a tra-

dição indica, os ovos são símbolo de fertilidade e renascimento. ■

Clube de Teatro Afonso de Paiva

Representação da peça Leandro, o rei da Helíria

O Clube de Teatro da Escola Básica Afonso de Paiva apresentou recentemente, no auditório da escola-sede, um novo espetáculo teatral, tendo, desta vez, representado uma adaptação da célebre obra de Alice Vieira, Leandro, o rei da Helíria. Ao longo do dia, foram realizadas três apresentações, o que possibilitou que um elevado número de alunos de todos os ciclos

ATENÇÃO JOVENS

ADMITE 05 PROMOTORES (m/f)

“Easter Egg Hunt” na escola de Vila Velha de Ródão A escola sede do Agrupamento de Escolas de Vila Velha de Ródão, recebeu no passado dia 4, uma atividade designada “Easter Egg Hunt”, organizada pelos professores de inglês. Antes da hora determinada para a “abertura da caça aos ovos”, estes foram escondidos nos espaços verdes que rodeiam o exterior ao polivalente. Foi agradável observar a alegria dos mais pequenos que, entusiasmados, procuravam nos lugares mais recônditos do jardim,

PUB

de ensino do Agrupamento pudesse assistir à peça especialmente preparada pelo clube para a semana

da leitura. Num auditório decorado a preceito, o público acompanhou com muito

interesse e entusiasmo as angústias, desventuras e incompreensões do rei Leandro; conheceu príncipes e princesas, o mal e a virtude e, sobretudo, viu enaltecidos os valores da verdade, do amor e da lealdade. A magia só foi possível graças ao esforço, à dedicação e à qualidade do trabalho realizado pelos alunos/atores, que assumiram o exigente desafio com alegria, confiança e convicção. ■

entrevistas_cv@sapo.pt

ETPS debateu floresta e ambiente

A sala de convívio da ETPS foi pequena demais para a recepção ao Prof. Jorge Paiva, que no passado dia 2 de Abril esteve presente nas instalações da escola. O investigador e botânico da Universidade de Coimbra marcou presença numa iniciativa organizada no âmbito da Prova de Aptidão Profissional dos alunos Eva Fernandes, Jorciley Fernandes e Eugénio Pires, do CPT Turismo Ambiental e Rural da ETPS. A sua intervenção junto de toda a comunidade escolar presente alertou para a importância de preservar a floresta e o ambiente que nos rodeia, tendo em conta os perigos que se aproxima, tendo em conta os interesses políticos

que se mantém a frente dos interesses da população Durante a sua intervenção, o professor enumerou muitos factores que a população deveria precaver de forma a impedir uma catástrofe global, que se não houver mudanças radicais na mentalidade das pessoas, trará grandes problemas á humanidade. A floresta tropical e a floresta portuguesa foram os temas de debate, sendo que no final, o Coordenador do Curso Profissional de Técnico de Turismo Ambiental e Rural, Jorge Santos, salientou a importância da sustentabilidade económica e ambiental terem de caminhar lado a lado, de forma a podermos ter um mundo melhor! ■


· 12· Destaque

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Viola Beiroa é nome de azeite virgem

POR CRISTINA VALENTE

Chama-se Viola Beiroa, o novo produto da Quinta Pires Marques, um azeite virgem que presta homenagem a um dos instrumentos mais tradicionais de Castelo Branco. Da junção da tradição do azeite na Beira com a arte da Viola Beiroa nasceu este produto. É um azeite com aroma frutado suave ligeiramente verde e picante, “é um azeite proveniente de olivais tradicionais da Beira Baixa, a maior variedade é a azeitona galega, caracteriza-se por ter um sabor rústico e tradicional, e um aroma suave e adocicado, e é também ligeiramente picante” explicou na apresentação o Engenheiro Marco Correia, que acompanha a produção do azeite. Na sessão que decorreu no Lagar de Varas do Ninho do Açor, foi apresentado o azeite, embalado com um pacote de bolos de azeite, fabricados pela Padaria do Salgueiro, e um CD da Viola Beiroa de Miguel Carvalhinho.

Um produto para conquistar os mercados internacionais. Para Guida Pires Marques, promotora do evento, este azeite proporciona um regresso ao passado, “com este azeite vou buscar as memórias que tenho, das oliveiras, do azeite, dos meus avós, dos sabores e dos aromas da minha infância”. Para a responsável da marca Quinta Pires Marques, o objetivo deste produto é conquistar o mercado externo, “queremos sair da nossa zona de conforto, e levar um pouco da nossa Beira para o exterior, com estes três excelentes produtos”. Atualmente a Quinta Pires Marques exporta já cerca e 80% para Angola, Espanha e brevemente a China. Luís Correia, autarca Albicastrense, destacou a importância do produto criado para o desenvolvimento económico da região, e para promover o nome da região além fronteiras, com produtos de excelência. “Estão aqui, juntos,

produtos que nós queremos valorizar, o azeite, os bolos e a nossa cultura, neste caso a música da Viola Beiroa”. O autarca deixou claro que este é um produto que passará a fazer parte das ofertas da

autarquia albicastrense, “Faço questão disso, porque é uma excelente mostra dos nossos melhores produtos.” Acrescentou Luís Correia. A Quinta Pires Marques, Unipessoal, Lda.

nasce durante o ano 2013, no coração da Beira Baixa, região com uma forte tradição oleícola. Com fortes raízes nesta região, a fundadora da empresa Engenheira Guida Pires Marques,

voltou a terra que a viu crescer após concluir o seu percurso académico e exercer a sua profissão de engenheira eletrotécnica durante 10 anos. Do gosto pelo cheiro da terra, da sua forte ligação à tradição oleícola e essencialmente do enorme apoio do seu marido, nasceu o projeto Quinta Pires Marques. Este projeto iniciou-se em 2010 com a compra externa de azeites e de produtos derivados das azeitonas. Com o registo da marca Quinta Pires Marques, foram desenvolvidas alguns rótulos e embalagens com o intuito de analisar os mercados. Entretanto foi adquirido, no Ninho do Açor, um lagar, de uma antiga cooperativa que estava desativado desde 2006. O lagar foi colocado a funcionar e a produzir azeite virgem e virgem extra das azeitonas colhidas na quinta da família com cerca de 100 hectares, situados maioritariamente no concelho de Vila Velha de Ródão e dos pequenos produtores que rodeiam o lagar. ■

Alcains

Queijo foi o Rei da festa ! POR CRISTINA VALENTE

Alcains recebeu no fim de semana a 9ª edição da Feira do Queijo. O certame recebeu ao longo de dois dias, centenas de visitantes, atraídos não só pelo queijo daquela localidade, mas também pelos vários produtos locais e artesanato presentes. Estiveram presentes vários produtores de queijo da região, que deram a conhecer o produto mais tradicional, mas também algumas variedades que entretanto foram aparecendo, nomeadamente o queijo com alho, com salsa, o requeijão seco, e uma das atrações o queijo com cura de 12 meses. Cristina Granada, presidente da Junta de Freguesia, diz que esteve representada no certame, cerca de 80% da Beira Baixa, “estiveram no certame, produtores de queijo e expositores de uma área bastante alargada, para além do queijo houve outros

produtos, enchidos, pão, vinho, bolos e artesanato, que estiveram muito bem representados”. O certame foi inaugurado pelo autarca Albicastrense, que destacou a importância deste tipo de certames para promover os produtos de “excelência” da região. “Pegamos nos nossos produtos e fazemos uma festa de forma a promover esses produtos e assim criar riqueza nas nossas terras” afirmou Luís Correia. Os certames temáticos que acontecem em várias freguesias do concelho, integram-se numa estratégia mais vasta e ambiciosa, “que é a promoção do agroalimentar”, acrescentou o autarca Albicastrense. Por outro lado estes certames servem também, diz o autarca, para incentivar os produtores, “é preciso incentivar os pequenos produtores a terem mais ambição, a ambição de inovar, promover e produzir mais”. ■


Destaque · 13·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

EEMI no Hospital Amato Lusitano

Equipa diferenciada contribui para baixar taxa de mortalidade no HAL

Equipa dos Cuidados Intensivos cria grupo de elite

POR CRISTINA VALENTE

“Ter em qualquer situação de emergência pessoas muito treinadas” é para Vieira Pires, responsável da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, a mais valia da Equipa de Emergência Médica Intra-Hospitalar (EEMI). A equipa é constituída por médicos e enfermeiros com formação em técnicas de emergência e reanimação e está sediada na Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente (UCIP) do HAL. A função desta equipa é a prestação de cuidados médicos e de enfermagem específicos e diferenciados a doentes hospitalizados, utentes do hospital e funcionários em serviço que apresentem alterações súbitas ou deterioração progressiva da sua condição clinica, prevenindo a ocorrência do agravamento da sua doença e subsequentes episódios de paragem cardiorrespiratória (PCR), diminuindo a morbilidade e mortalidade associados aos cuidados de saúde hospitalares. “Não se pode dizer

que era uma falha que tínhamos, mas é uma mais valia na medida em que as pessoas estão muito preparadas” afirmou Vieira Pires. O responsável acrescentou que a criação desta equipa não acarreta custos, o mais importante são os elementos que constituem a equipa, “são preciso elementos com formação e com vocação para os cuidados intensivos, que nem toda a gente tem”. A mais valia desta equipa já foi comprovada, aquando do acidente no IC8, na Sertã, “é uma equipa diferenciada que acompanha o doente desde a entrada no hospital, nomeadamente através da VMER, até aos cuidados intensivos”. Estudos científicos sobre a problemática dos eventos clínicos adversos associados à prestação de cuidados de saúde, salientam que uma percentagem relevante dos doentes hospitalizados podem apresentar sinais prévios de deterioração da sua saúde, sendo possível prevenir essa deterioração e a consequente ocorrência de

PCR e diminuição da taxa de mortalidade associada. A Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu algumas orientações com vista à criação de Equipas de Emergência Médica Intra-hospitalar capazes de dar resposta a situações de emergência que envolvam não só doentes hospitalizados, mas também utentes dos espaços comuns e funcionários em serviço, contribuindo positivamente para a diminuição das taxas de PCR e mortalidade associada aos cuidados de saúde. No Hospital Amato Lusitano a Equipa surgiu em setembro de 2012, nesse ano aconteceram ainda cerca de 20 ações de formação e sensibilização a todos os profissionais médicos, de enfermagem e serviços gerais sobre a forma de avaliar os possíveis utentes que carecem de cuidados de emergência e a forma de contactar e ativar a EEMI. Equipa responde num minuto à chamada Esta equipa está facilmente contatável e acessível, em estado de pronti-

dão imediata, sendo que o âmbito da sua atuação corresponde a todo o espaço físico da instituição hospitalar e qualquer pessoa que frequente o mesmo. Ao ligar 7122 (extensão telefónica interna da EEMI) em qualquer telefone do hospital, a equipa é acionada para o utente de um determinado serviço ou área, que necessite de cuidados de emergência, fazendo deslocar todos os equipamentos e materiais de uso clinico necessários para dar essa efetiva resposta, no mais curto espaço de tempo. No decurso do ano de 2013, a EEMI foi chamada a intervir em 70 situações de emergência no HAL, sendo 25% dos casos respeitantes a utentes dos espaços comuns da instituição (pessoas não internadas). Do total de intervenções, a atuação da EEMI conseguiu reverter mais de 85% dos eventos clínicos adversos. ■


· 14· Vila de Rei

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Ações de sensibilização

POR PAULO JORGE MARQUES

Bombeiros Voluntários e GNR visitam Agrupamento de Escolas

Passeio Micológico de S. João do Peso reúne 70 pessoas

A Câmara Municipal de Vila de Rei, em colaboração com a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro, organizou, durante o dia 5 de Abril, um Passeio Micológico na

aldeia de S. João do Peso. A iniciativa juntou 70 pessoas que tiveram assim a oportunidade de, durante a manhã, realizar o Passeio com a respetiva apanha de cogumelos. ■

Exposição de Trabalhos dos utentes da Fundação Garcia no Museu Municipal

Encontra-se já patente no Museu Municipal de Vila de Rei uma Exposição de Trabalhos Manuais, realizados pelos utentes da Fundação João e Fernanda Garcia. A iniciativa irá decorrer até ao dia 15 de Maio.

Os lucros obtidos com a venda dos trabalhos em exposição revertem totalmente a favor da Fundação João e Fernanda Garcia, residência para cidadãos portadores de deficiência em funcionamento desde Fevereiro de 2013. ■

Passeio Pedestre “No trilho das Bufareiras” A Câmara Municipal de Vila de Rei organizou, no dia 29 de Março, mais um Passeio Pedestre pelo Trilho das Bufareiras. A iniciativa contou com a presença de 40 caminhantes, que, ao longo dos 9 km que compõem o

percurso entre Vila de Rei e a Praia Fluvial do Penedo Furado, tiveram a oportunidade de conhecer a flora da região e, no final, contemplar alguns dos pormenores de um dos locais mais emblemáticos e místicos do Concelho. ■

Os Bombeiros Voluntários de Vila de Rei e a GNR local promoveram, na tarde de 4 de Abril, ações de sensibilização para os jovens da E.B.I. do Centro de Portugal, numa iniciativa organizada conjuntamente pelo Gabinete de Proteção Civil e Florestal do Município de Vila de Rei e pelo Agrupamento de Escolas. As sessões destinaram-se aos alunos do Ensino Secundário e Vocacional, tendo por temática “Socorro e Suporte Básico de

Vida”, na ação de sensibilização dos Bombeiros Voluntários, e “Novas Regras para Velocípedes sem Motor”, na sessão promovida pela GNR de Vila de Rei.

A iniciativa inseriu-se nas comemorações da Semana da Cultura do Agrupamento de Escolas e proporcionou aos jovens a possibilidade de relembra-

rem ou adquirirem novos conhecimentos relacionados com os comportamentos a ter em possíveis situações de emergência e com segurança rodoviária. ■

Enorme sucesso

Escola de Música de Vila de Rei com perto de 50 inscritos POR PAULO JORGE MARQUES

A Escola de Música de Vila de Rei, iniciativa conjunta do Agrupamento de Escolas e da Câmara Municipal de Vila de Rei, encontra-se em funcionamento desde Fevereiro, tendo-se revelado num enorme sucesso ao contar já com perto de 50 pessoas inscritas. As turmas na Escola de Música encontram-se divididas em Orquestra Clássica (ensino de violino, violoncelo e contrabaixo, entre outros), que conta com 18 inscritos, e Orquestra Tradicional (ensino de cavaquinho, bandolim e viola baixo, entre outros),

que apresenta já 30 pessoas inscritas. As aulas, lecionadas por professores da empre-

sa Canto Firme, de Tomar, decorrem às sextas-feiras, das 17h30 às 19h30, para a Orquestra Tradicional,

enquanto que as de Orquestra Clássica funcionam às quintas-feiras, em igual horário. ■

Junta de Freguesia de Fundada recupera moinho e organiza percurso pedestre POR PAULO JORGE MARQUES

A Junta de Freguesia da Fundada vai organizar no próximo dia 25 de Abril um passeio pedestre pela Rota do Bostelim, no percurso haverá uma passagem junto do moinho da “Várzea da Arrifana” que foi recentemente recuperado e posto a funcionar pela Junta de Freguesia. No dia do passeio o moinho vai estar a trabalhar e junto do mesmo será feito uma pequena exposição de

Foto arquivo

In: http://local.pt

POR PAULO JORGE MARQUES

fotografias que mostram as várias fases de recuperação. As obras realizadas foram pagas com o dinheiro conseguido com a venda do livro “ Fundada riqueza de um património histórico e cultural”, livro este que foi editado há um ano pela Junta de Freguesia e cujo a edição está quase esgotada. Convidam-se todos os Fundadenses e amigos da natureza a participar nesta iniciativa, pela natureza, pela saúde e pela terra. ■


Oleiros · 15·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Secretário de Estado da Administração Local visita Oleiros POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

O secretário de Estado da Administração Local, António Leitão Amaro visitou Oleiros, tendo reunido como o Executivo Camarário e Juntas de Freguesias. O Presidente da Camara Fernando Jorge não deixou de vincar a necessidade de através do "Programa Equipamentos" apoiar financeiramente Instituições e Coletividades sem fins lucrativos, na realização de projectos e/ ou obras de reabilitação em equipamentos desportivos, religiosos, culturais

e recreativos. Referiu que estava certo no apoio do governante. “Algumas obras são necessárias, mas de todas e naquelas

que se enquadra a sua Secretaria de Estado é importantíssimo a recuperação do teto na Igreja Matriz de Oleiros, pois

ela é uma das marcas históricas da nossa Vila e das obras mais valiosas e respeitadas pelas nossas gentes”, afirmou o au-

tarca. Também vários presidentes de Juntas de Freguesia tomaram a palavra, nomeadamente de Álvaro, Cambas, Madeira e Mosteiro solicitando apoios para as suas freguesias. De uma forma geral o Presidente da Camara acabou por falar em nome deles todos, solicitando quer através do "Programa Equipamentos", atrás referido, quer através do "Programa Aproximar" que Oleiros não seja esquecido nas deliberações do Ministério que aqui representa. António Leitão Ama-

Jornadas do vinho Callum em Oleiros Quem não esteve presente, perdeu seguramente um dos melhores fóruns realizados em geral sobre vinhos e em particular o vinho Callum. O programa era ambicioso, os oradores pessoas de reconhecido mérito, conhecedores entusiastas deram um grande brilho às jornadas. Num sábado, primaveril, no interior do país, nenhum dos oradores faltou, o que merece destaque e um elogio á organização e aos palestrantes. Na abertura destas jornadas, o Presidente da Camara Fernando Jorge, agradeceu a presença de todos. Cumprimentou individualmente os oradores e lá foi dizendo que para ele só havia dois tipos de vinhos, dos que gostava e dos que não gostava. E que do vinho Callum era um dos que gostava.

O professor António Ramos da Escola Superior Agraria de Castelo Branco dissertou sobre a Casta Callum e referiu-se a trabalhos científicos realizados no instituto politécnico de Castelo Branco sobre esta uva e este vinhos. O engenheiro Rui Silva abordou o tema da produção do vinho Callum no concelho de Oleiros, sobre tudo ao longo da ribeira da Sertã, referindo carate-

rísticas únicas deste vinho ancestral. Já o engenheiro José Vicente-Paulo, abordando os vinhos históricos, associação da qual é presidente, vem não só referir os vinhos históricos portugueses, como afirmou que o vinho Callum se enquadra perfeitamente no grupo dos vinhos históricos portugueses, podendo assim vir a ter outro protagonismo e trazer não só turismo a Oleiros,

Sessão de esclarecimento sobre Certificação Florestal FSC em Oleiros Com a finalidade de esclarecer os associados, empresas madeireiras locais e outros eventuais interessados acerca do processo de CERTIFICAÇÃO FLORESTAL, a APFAMAssociação dos Produtores Florestais de Alvelos e Muradal, irá realizar uma Ses-

são de Esclarecimento com a uma entidade sua parceira, ABASTENA - Sociedade Abastecedora de Madeiras, Lda., a qual terá lugar no próximo dia 15 de abril (terça feira), pelas 18 horas, no auditório da Casa da Cultura de Oleiros. Segundo a APFAM,

a iniciativa pretende continuar a defender a valorização da floresta, pois esta é a maior riqueza do concelho. Se é Proprietário Florestal não Falte! Por uma Melhor Floresta, Mais rentável e Mais responsável! ■

como levar a um aumento da sua produção. Uma lição dir-se-ia magistral, foi dada pelo Professor Doutor Virgílio Loureiro, reconhecido docente do Instituto Superior de Agronomia de Lisboa. Com humor, com história, com saber transmitiu conhecimentos e deu recomendações para que o vinho Callum venha a ser não só uma referencia de Oleiros, como de todo o Pinhal

Na noticia publicada no passado dia 8, na página 2 referente à visita do Secretário de Estado da Floresta e do Desenvolvimento Rural a Oleiros Na citação : “As obrigações que Portugal está sujeito por causa do mato, não são obrigações certas. Aquilo que a Europa quis foi guardar o problema em

interior. O Geopark Naturtejo, também esteve presente ao mais alto nível, através do Dr. Carlos Neto Carvalho, Diretor Científico, que como referiu não sendo um enólogo nem sequer especialista em vinhos, via no Callum mais um factor de desenvolvimento deste Geopark que tem o paio da Unesco. Uma breve história da Naturtejo, onde Oleiros se integra e do Trilho In-

Retificação Portugal, que apren­ dêssemos a viver com a doença do pinheiro. Mas este problema está a dei­ xar de ser português, por­ tanto agora é uma ques­ tão de tempo para que se perceba que a solução não passa por fechar o mato no nosso país” Deveria ler-se: “As obrigações que Portugal está sujeito por

ro, com a facilidade da palavra que se lhe conhece e reconhece, não deixou de agradecer a todos as palavras que ouviu e disponibilizar-se dentro das suas possibilidades a apoiar os projetos que lhe chegassem, informando sobretudo que eles tem que ser feitos por entidades sem fins lucrativos e que as obras não devem ultrapassar os 99.900 Euros e que a comparticipação da sua Secretaria de Estado, através da CCDR-C, seria na ordem dos 50 a 60%. Agora esperamos que os projetos apareçam e se tornem realidade. ■

ternacional dos Apalaches que vai ter o seu início no concelho de Oleiros, foram temas muito interessantes que abordou. O último orador foi o Dr. Paulo Veiga da Agencia Playme, que falou sobre a necessidade de uma Associação de Produtores da certificação da marca, da escolha do tipo de garrafa, do rótulo e da embalagem. Pelo meio ainda houve tempo de uma prova cega de cinco vinhos de produtores diferentes e da prova de uma geleia (diga-se excelente) de vinho Callum. Numa rápida conclusão, o vinho Callum, depois de certificado e integrado nos vinhos Históricos Portugueses com o seu respectivo selo, será seguramente um cartaz turístico para Oleiros, podendo vir a ser uma fonte de receita para as gentes desta terra. ■

causa do nemátodo, não são obrigações certas. Aquilo que a Europa quis foi guardar o problema em Portugal, que apren­ dêssemos a viver com a doença do pinheiro. Mas este problema está a dei­ xar de ser português, por­ tanto agora é uma ques­ tão de tempo para que se perceba que a solução não passa por fechar o nemátodo no nosso país” ■


· 16· Proença-a-Nova

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Câmara executou 93,5% da receita

Prazo médio de pagamento a fornecedores foi de apenas 17 dias POR PAULO JORGE MARQUES

A Câmara de Proença-a-Nova executou 93,5% da receita prevista no orçamento para 2013 e manteve a descida dos prazos médios de pagamento a fornecedores que se tem vindo a registar anualmente. Em 2013, o prazo médio foi de apenas 17 dias (menos dois que no ano anterior e muito abaixo do limite máximo de 90 estabelecido por lei), o que confirma a saúde financeira da autarquia. O equilíbrio das contas, à semelhança do que tem vindo a acontecer nos anos anteriores, é a princi-

pal nota que sobressai no balanço final aprovado na sessão de ontem do executivo camarário. As receitas totalizaram 10 milhões de euros, enquanto do lado da despesa o ano encerrou com cerca de 8,6 milhões, correspondentes a 80,7% do valor orçamentado. Além das despesas com pessoal, que absorveram 31,2% da dotação, outra das rubricas significativas é a aquisição de bens e serviços (particularmente a iluminação pública e o contrato de concessão de fornecimento de água). O Município não tem pagamentos em atraso e cumpre os

limites de endividamento líquido e de médio e longo prazo. O presidente da Câmara, João Paulo Catarino, congratula-se com a capacidade de execução e sublinha que estes números comprovam “o rigor e honestidade política” com que o orçamento tem vindo a ser feito. A sucessiva descida das transferências do orçamento do Estado, que tem vindo a manter-se desde 2010, tem tornado particularmente exigente a gestão municipal, sendo destacada a importância do equilíbrio das contas para enfrentar os desafios impostos pela crise. ■

Convívio entre gerações

CLDS-Agir e Associação de Pais organizam peddy paper

POR PAULO JORGE MARQUES

Seis equipas participaram, domingo, no peddy paper organizado pelo programa CLDS-Agir e Associação de Pais, que pelo terceiro ano promoveu o convívio entre gerações e a descoberta de locais e memórias de Proença-a-Nova. Depois de, no ano passado, ter cruzado a Sarzedinha e Corujeira, a prova deste ano voltou a centrar-se no centro da vila. A par da recuperação de memórias de instalações, como foi o

caso do antigo matadouro, o percurso associou património histórico da Misericórdia a contributos artísticos recentes, como o painel comemorativo dos 500 anos da instituição criado pela ceramista Yola Vale. A participação na prova era gratuita e tinha como único requisito a existência de pelo menos duas gerações em cada equipa, constituída por 3 a 7 elementos. Alunos e professores, pais e avós, amigos e famílias responderam

Feira da Ciência

ao desafio, constituindo equipas com elementos dos 3 aos 65 anos. A prova, incluía perguntas de observação e de cultura geral sobre o concelho. Cada equipa tinha ainda de apresentar uma folha de figueira, um pampilho e um esboço dos antigos Paços do Concelho (onde funcionou durante anos o serviço das Finanças). As pontuações equilibradas, entre os 95 e os 135 pontos, revelam o empenho com que todos os participantes se envolveram na prova. ■

Nos dias 25 e 26 de abril, o Parque Urbano vai estar cheio de iniciativas para todas as idades. Na Feira de Ciência vai ser possível aprender de forma divertida. ■ PUB

Prof. DRAME

Concedidas 29 bolsas a universitários POR PAULO JORGE MARQUES

A listagem final de atribuição de bolsas no ensino superior já foi aprovada e no total são 29 os alunos que irão beneficiar de apoio do Município. O regulamento prevê que sejam concedidas 20 bolsas, mas atendendo à conjuntura económica o executivo camarário decidiu, à semelhança do que aconteceu no ano letivo 2012/2013, alargar o benefício a todos os alunos que preenchessem os requisitos de admissão e não apenas aos 20 primeiros classificados. A partir do 21.º lugar, foi concedido o montante mensal de 50€. As bolsas são atribuídas anualmente, a alunos com menos de 25 anos que comprovem ter conseguido aproveitamento no ano letivo anterior. Abrangem

dez meses, de outubro a julho, e não podem ser concedidas por um período superior ao da duração do curso em que os candidatos ingressaram ou até ao limite máximo de seis anos. O principal critério para a concessão de bolsas é o rendimento mensal per capita do agregado, calculado de acordo com uma fórmula expressa no regulamento que tem em

conta encargos fixos com habitação e saúde, assim como bolsas concedidas por outras instituições. Só em caso de empate é dada preferência aos alunos que tenham obtido as melhores médias nos dois anos anteriores à candidatura, mas devido aos critérios de abrangência que têm sido aplicados não tem sido necessário recorrer a estes fatores. ■

PUB

Astrólogo - Grande Médium Vidente ESPIRITUALISTA CIENTISTA INTERNACIONAL

Espiritualista de todos os trabalhos ocultos, resultados rápidos em apenas 3 dias. Você têm um problema? Venha consultar-me, 15 anos de experiência graças ao seu dom hereditário ele resolve todos os seus problemas mesmo os casos mais desesperados: amor, protecção, fidelidade absoluta entre casais, retorno imediato ao contacto com a pessoa que ama, impotência sexual, concursos, exames, cura de doenças desconhecidas, facilidade de pagamento ou pagamento depois do resultado, dependente da sua possibilidade. Rua Santa Maria nº17 r/c - 6000-178 Castelo Branco

TLM.: 926 222 365

Agora nas novas instalações

Avenida 1º de Maio nº 89, 1º Esquerdo - Castelo Branco E-mails: racabgeral@gmail.com | racabcomercial@gmail.com Telefones: 272 347346 | 272 321050 ou 96 97 69 492


Sertã · 17·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Município aproveita para divulgar concelho

TVI atrai milhares de pessoas à Sertã POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Milhares de pessoas assistiram na Sertã ao programa “Somos Portugal”, transmitido em direto da Alameda da Carvalha. Durante uma tarde, a Sertã foi o centro das atenções a nível nacional. Um mar de gente, (chegaram a ser mais de seis mil as pessoas dos concelhos vizinhos e não só) que afluíram à Sertã. E os pontos de interesse eram muitos, além do programa em si, apresentado por Leonor Poeiras e Nuno Eiró. Artesanato, gastronomia, usos e tradições e produtos endógenos, tudo serviu para divulgar o concelho da Sertã. Já para não falar na vertente lúdica deste grande acontecimento, com atuação de ranchos folclóricos, passeios de kartcross, escalada, slide e passeios de caiaque, entre outros. A ponte de madeira sobre a ribeira serviu a margem esquerda, onde se concentrou toda a oferta a nível de atividades de lazer e desporto.

A nível de tradições, a grande novidade foi mesmo a colocação em funcionamento do lagar de varas que todos já se habituaram a ver na Carvalha, mas quase ninguém tinha visto a operar. Pois bem, quase toda a gente passou por ali, tal não foi o interesse deste engenho hidráulico, com uma roda gigante movida a água da Ribeira da Sertã, que acionava a mó que moia a azeitona. A massa era depois apertada com a tradicional vara,

um tronco pesadíssimo, como era costume usar nos lagares de varas antigos. A fornalha para aquecer a água, o enseiramento espremido debaixo da vara e outros pormenores causaram sensação entre os visitantes. Afinal, o município da Sertã não deixou nada ao acaso, divulgando ao máximo o concelho. O alambique a destilar aguardente de medronho voltou a fumegar. O precioso medronho foi provado por muita gente.

Os homens do Figueiredo manobraram e alambique, seguindo a tradição, como o uso de lenha. O forno a lenha também voltou a cozer o delicioso pãozinho com chouriço. A massa era amassada e tendida no local. Os pães erram depois colocados no forno, manobrado por um experiente forneiro . Não chegaram para as encomendas e chegou a formar-se uma fila de dezenas de metros. No artesanato estive-

Casa da Comarca

Passeio a Pedrógão Pequeno e Sertã POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A Casa da Comarca realizou um passeio à Vila de Pedrógão Pequeno, com paragem na Sertã. A iniciativa inseriu-se no âmbito das visitas às "Antigas Vilas e Aldeias de Xisto da Comarca da Sertã" e teve o apoio da Câmara Municipal da Sertã e da Junta de Freguesia de Pedrógão Pequeno. Logo pela manhã, saiu-se de Lisboa tendo como primeiro destino a Vila da

Sertã, onde se visitou uma exposição de fotografia e imagem sobre a vida de Silvino Santos, natural de Cernache do Bonjardim que emigrou para o Brasil, tendo sido um dos pioneiros da cinematografia naquele país. Patente na antiga igreja do Convento de Santo António, agora um espaço multiusos do actual Hotel de 4 estrelas que o grupo teve oportunidade de visitar, a referida exposição foi promovida pela Câmara Municipal da Sertã. Após o almoço, ofere-

cido pelo do município e servido pelas mães dos escuteiros na Carvalha, o grupo rumou a Pedrógão Pequeno que, tal como a Sertã, foi uma das doze Vilas do Priorado do Crato (Ordem de Malta), tendo sido sede de concelho com o mesmo nome. A visita, guiada pelo Presidente da Junta de Freguesia, teve início na Capela de N. Sra. da Confiança. Neste templo, mandado edificar no início do séc. XX pela família Conceição e Silva sobre as ruínas da

anterior ermida, os participantes tiveram a rara oportunidade de poder admirar os altares em talha dourada provenientes do antigo Convento de Santo António da Sertã. Após breve paragem junto ao cruzeiro para observar a paisagem única da região, desceu-se em direção à Barragem do Cabril, para vislumbrar ao longe a Ponte Filipina, antigamente a única via de comunicação rodoviária entre Pedrógão Pequeno e Pedrógão Grande. ■

Sertã recebeu Seleção Regional de natação No passado domingo, 6 de abril, a Piscina Municipal da Sertã recebeu a seleção regional dos nadadores mais jovens da Associação de natação do Interior Centro (ANIC): o escalão de Cadetes. Assim, participaram no total 32 nadadores jovens até aos 12 anos, vindos de oito clubes.

Da equipa da casa, o CCD Sertã, participaram cinco raparigas e três rapazes, sendo o clube mais representado. O estágio foi seguido por sete treinadores que realizaram diversas avaliações técnicas previstes pela Federação Portuguesa de Natação para este escalão de nadadores. ■

ram os grandes “mestres” da região. Começando pelos irmãos cesteiros de Vila de Rei, que elaboram diversos artefactos em vime, passando pelos artesãos de terra. Todos eles de grande qualidade. Começando pelo estreante nestas andanças, Joaquim Pedro que, imagine-se, elabora, em tamanho real e em miniaturas, em ferro e inox sertãs, vulgo frigideiras típicas da Sertã. Esta sertã ou frigideira esteve na origem do nome Sertã, associada que está a uma lenda local. O artesão diz que aprendeu o ofício com o pai e o avô Fernando Nunes, outro mestre na sua arte, elabora peças em madeira de pinho, desde miniaturas de utensílios e instrumentos agrícolas. Refira-se ainda bancos, carroças, cantareiras, mesas, tremelas espanta pragas, bancos moxos e de três pernas. Elabora ainda caixas de madeira para colocar garrafas. De momento está a apostar na tanoaria- construção e conserto de pipos de vinho.

Isabel Nunes, outra artesã da terra, virou-se para a produção de peças em linho produzidas no seu tear. Na Carvalha fez uma demonstração de fiação do linho. Na gastronomia, os coscoreis confecionados pelas mulheres da Cumeada adoçaram a boca a muita gente. Doce tipo daquela localidade, foi frito no local, em grandes frigideiras. Os cartuchos de Cernache e os pastéis de nata, especialidade da Pastelaria Império de Cernache, também foram muito procurados. Até a TVI fez um direto a partir do stand da dita pastelaria. Não faltaram também os queijos e os vinhos produzidos no concelho da Sertã. O queijo de cabra curado, o mel e os vinhos produzidos no Seminário de Cernache e no Nesperal. A Academia Sénior da Sertã, o Instituto Vaz Serra, a Escola Tecnologia da Sertã e o Agrupamento de Escolas da Sertã foram outras presenças de destaque. ■

Despiste na Nacional 237 faz um ferido grave

COM RÁDIO CONDESTÁVEL

O despiste de um ligeiro de passageiros na EN 237, junto ao cruzamento de acesso ao Castelo, na passada terça-feira, provocou um ferido grave. Após sair da estrada, por motivos que se desconhecem, a viatura foi colidir com um poste de telefone, partindo-o. O condutor e único ocupante da viatura ficou ferido com gravidade e teve que ser desencarcerado. Um helicóptero Kamov

do INEM de Coimbra esteve estacionado no Estádio Municipal D. Nuno Álvares Pereira para fazer a evacuação. Porém, a vítima depois de estabilizada acabaria por ser transportada de ambulância para Coimbra. Os bombeiros Voluntários de Cernache do Bonjardim estiveram no local com dispositivo constituído por 17 homens e seis viaturas. A GNR esteve no local a tomar conta da ocorrência e a controlar o trânsito que chegou a estar condicionado. ■


· 18· Desporto Nacional de Futsal 1ªDivisão 25ª Jornada - 12/4/2014

Leões Porto Salvo 2-3 Póvoa Futsal Rio Ave 4-4 Cascais Boavista 7-0 Vila Verde AD Fundão 4-6 SC Braga Modicus 5-0 Belenenses Académica 2-15 Sporting SL Olivais 0-5 Benfica Jgs 1 Benfica 25 2 Sporting 25 3 SC Braga 25 4 Leões Porto Salvo 25 5 AD Fundão 25 6 Boavista 25 7 Rio Ave 25 8 Belenenses 25 9 Modicus 25 10 Cascais 25 11 SL Olivais 25 12 Póvoa Futsal 25 13 Académica 25 14 Vila Verde 25

Pts 65 65 58 54 37 35 35 30 29 23 21 21 15 12

26ª Jornada - 19/4/2014

Cascais - Leões Porto Salvo Vila Verde -Rio Ave SC Braga -Boavista Belenenses - AD Fundão Sporting - Modicus Benfica - Académica Póvoa Futsal -SL Olivais

Nacional de Futsal 3ªDivisão-Série C 13/14 22ª Jornada - 12/4/2014

Belhó 3-6 GARECUS GR Vilaverdense 8-5 Os Patos São Bento 1-4 B. B. Esperança MTBA 6-0 Caldas Alhadense 3-4 Eléctrico Quiaios ADI Retaxo Jgs 20 1 Olho Marinho 2 Bairro Boa Esperança 21 20 3 MTBA 20 4 Eléctrico 20 5 Retaxo 20 6 Alhadense 20 7 Quiaios 20 8 Caldas 20 9 GR Vilaverdense 21 10 Os Patos 20 11 GARECUS 20 12 São Bento 20 13 Belhó

Pts 51 48 43 42 38 32 28 22 20 20 18 16 0

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Torneio de Andebol Cidade de Castelo Branco POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A Associação Desportiva Albicastrense (ADA) promove, nos dias 18 e 19 de abril, a segunda edição do Torneio Cidade de Castelo Branco na modalidade de andebol para Bambis e Minis. O evento que decorre no Pavilhão Municipal (Minis) e Pavilhão da Escola João Roiz (Bambis) conta com a presença de várias equipas a nível nacional, num total de 180 atletas. António Mata, presidente do ADA destacou a importância da prova, que este ano se repete novamente, após a edição anterior ter sido um sucesso, com as equipas a aderirem novamente ao convite feito. “Estes torneios são necessários para dinamizar

a formação, sem as quais os Clubes sentem mais dificuldades em criar as suas equipas seniores. No caso da ADA, temos presentemente apenas três

elementos das escolas de formação, pelo que cada vez mais estamos a formar mais atletas para garantirmos o futuro”, reitera o dirigente, que endereça os

Futsal/Liga Sportzone

AD Fundão 4 Sporting de Braga 6

agradecimentos aos pais dos atletas, simpatizantes, pela ajuda que têm dado no sentido de manter a formação. O Torneio Cidade de

Castelo Branco conta com o apoio da Câmara Municipal e Junta de Freguesia da cidade, assim como o patrocínio de algumas empresas. ■

Futsal/Campeonato Nacional 3ª Divisão – Série C – 22ª Jornada

São Bento 1 Boa Esperança 4

23ª Jornada - 19/4/2014

Retaxo - MTBA Os Patos-São Bento B. B. Esperança - Olho Marinho Caldas - Belhó Eléctrico - GR Vilaverdense GARECUS - Alhadense

Distritais de Futsal

Ladoeiro 2-2 ADC Proença-a-Nova CB Oleiros 0-6 Cariense CP Ferro 7-1 Penamacorense CB Belmonte 7-3 Alcaria

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Play-Of 1º Jogo Meias Finais

Ladoeiro - Cariense CB Belmonte - CB Oleiros

Disputado com enorme emoção e incerteza no resultado até final, o jogo entre as equipas da AD

Fundão e o Sporting de Braga, constituiu um excelente espetáculo e um hino à modalidade, bastante aplaudido pelo público presente no pavilhão.

A AD Fundão desloca-se na próxima jornada, sábado, para jogar em Belém, com a equipa do Belenenses. O encontro está aprazado para as 16 horas. ■

Campeonato Distrital de Infantis

18ª Jornada - 12/4/2014

Jgs Cariense 16 C.Benf.Oleiros 16 C.Benf.Belmonte 16 Ladoeiro 16 Alcaria 16 C.P.Ferro 16 Carvalhal Formoso 16 ADC Proença 16 Penamacorense 16

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Pts 45 32 28 27 23 19 15 15 3

Desportivo CB 1 CA Fundão 2 POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Jogo emocionante Numa partida com incerteza até ao apito final, o Académico venceu o Desportivo pela diferença mínima e continua destacado na liderança do Campeonato Distrital de Infantis A. O jogo não começou nada bem para os fundanenses, que poucas vezes conseguiram levar perigo à área contrária. O Desportivo defendia bem e

sempre que podia tentava surpreender com ataques rápidos. Num deles, a defesa comprometeu e João Garrido nada pôde fazer para impedir que os locais chegassem ao intervalo a vencer por 1-0. No segundo tempo, a equipa de Rui Reis entrou disposta a dar a volta aos acontecimentos e não demorou a introduzir a bola na baliza, só que o golo foi anulado por um hipotético fora de jogo de João Madaleno. No entanto, al-

guns minutos mais tarde, o mesmo jogador restabeleceu a igualdade com um remate cruzado e colocou os academistas mais perto do seu objetivo. A partir daí, os visitantes estiveram sempre mais perto da vitória, acabando por consegui-la no derradeiro minuto do encontro. Afonso Tavares trabalhou bem na ala direita e cruzou rasteiro para o oportuno Filipe Loureiro garantir a conquista de mais três pontos. ■

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Excelente exibição da equipa da Boa Esperança perante um adversário que nunca baixou os braços, tornando ainda mais reforçada

a vitória da turma de Castelo Branco, que na próxima jornada, dia 19 de abril, recebe no seu pavilhão o líder da série, Olho Marinho, jogo aguardado com enorme expetativa. ■

Andebol

Boavista FC 34 ADA 27

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Nesta sua difícil deslocação ao Porto, a equipa da ADA viria a ser derrotada pelo Boavista por 34-27. No entanto, apesar deste

resultado desfavorável, os albicastrenses mantém-se no 4º lugar da classificação, dado que o seu adversário mais direto, Estarreja, também foi derrotado pela Juventude do Lis. ■


Desporto · 19·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

Campeonato Nacional Seniores – Zona Sul – Subida

Encarnados assumem liderança do campeonato

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Bastante público no Vale do Romeiro para assistir ao jogo mais importante da jornada. O Benfica e Castelo Branco apostou tudo nesta partida para garantir a vitória, perante a turma do Oriental que veio jogar nitidamente à defesa, nomeadamente na primeira parte. No entanto os encarnados da capital da Beira Baixa, tal como vem acontecendo há cinco jogos, conseguiram dominar o jogo, embora a nível exibicional não estivessem tão bem como nas jornadas anteriores. Se na primeira parte, a superioridade albicastrense foi notória, na etapa complementar o Benfica e Castelo Branco foi a equipa que mais oportuni-

Benfica CB

1

Estádio Municipal de Castelo Branco Árbitro: Hélder Lamas Auxiliares: José Caldeira e Nelson (AF Braga) Benfica CB: Hidalgo, André Cunha, João Afonso, João Rui, Tomás (57, Hugo Seco), Telmo (81, Ricardo Sousa), Guilherme, Patas Moreno, Amoreirinha, Marocas e Dani Matos Treinador: Ricardo António Marcador: Dani Matos (90+3) Cartão amarelo: Patas Moreno (72)

dades criou, valendo a boa exibição do guardião Mota. Mesmo nos segundo finais, após um livre direto, Dani

Pinhalnovense 3 Sertanense 3 No difícil reduto de Pinhal Novo, a equipa da Sertã soube dar a volta ao resultado depois de estar a perder por 2-0, conse-

20ª Jornada 13/4/2014

Atalaia do Campo 2-1 Teixosense Vit. Sernache 6-0 Belmonte AD Estação 1-1 Ac. Fundão Pedrogão 0-5 ARC Oleiros V.V. de Ródão 3-3 Proença-a-Nova

C Orien. de Lisboa 0

Campeonato Nacional Séniores – Subida

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Campeonato Distrital

Matos, faria o golo da vitória, que levantou o Estádio, com os sócios e adeptos a festejar o feito que conduz

os albicastrenses à liderança do campeonato. Razoável trabalho da arbitragem. ■

Oriental: Mota, Tom, Carlos Alves, Tiago Mota, Pedro Alves (70, Ballack), Amorim, Ibraime (60, Córdoba), Daniel Almeida, Hugo Grilo, Mauro Bastos e Sebastião Nogueira (82, Sebastien) Treinador: João Barbosa Cartão amarelo: Daniel Almeida (17), Sebastião Nogueira (35), Ibraime (47), Carlos Alves (70) e Mauro Bastos (81)

Selecção Grega de Futebol Estagia em Oleiros

Liga Covifil

Pedrógão São Pedro 0 Oleiros 5

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Vitória indiscutível da melhor equipa em campo, que com este resultado alcançou o sexto lugar da classificação, com 26 pon-

tos. A equipa de Oleiros demonstrou estar em forma fisicamente e tecnicamente, e será sempre uma turma que irá criar dificuldades aos próximos adversários. ■

Teixosense- Vit. Sernache Belmonte- AD Estação Ac. Fundão -Pedrogão ARC Oleiros -Vila Velha de Ródão ADC Proença-a-Nova -Alcains Campeonato Nacional Seniores - Série E - Zona Sul 8ª Jornada - 6/4/2014

Ferreiras 1-2 Sertanense Oriental 2-1Pinhalnovense U. Leiria 1-1 Loures Mafra 1-3 Benf.C.Branco Jgs 1 Oriental 8 2 Sertanense 8 3 Benf.C.Branco 8 4 U. Leiria 8 5 Mafra 8 6 Ferreiras 8 7 Loures 8 8 Pinhalnovense 8

Pts 17 15 14 11 11 10 7 4

Campeonato Nacional Seniores - Série E 8ª Jornada - 13/4/2014

Naval 0-0 Carapinheirense Manteigas 1-3 Águias do Moradal Pampilhosa 1-0 Tourizense Sourense 1-0 AD Nogueirense

Manteigas 1 Águias do Moradal 3

A equipa do Estreito com esta vitória em Manteigas, deu um passo importante para a manutenção no campeonato.

21ª Jornada 9/5/2014

Benf.C.Branco - Oriental Pinhalnovense - Sertanense Ferreiras - U. Leiria Loures - Mafra

guindo alcançar um ponto, perante a turma do Pinhalnovense. Na reta final, a Sertã podia ter conquistado a vitória mas alguma infelicidade não permitiu esse objetivo. ■

Três pontos conquistados perante um adversário que ofereceu boa réplica, conduziram a equipa liderada por João Laia ao segundo lugar da classificação. ■

Pts 46 43 36 30 26 26 17 17 17 13 7

8ª Jornada - 27/4/2014

Campeonato Nacional Seniores – Fase Manutenção

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Jgs 1 Vit. Sernache 18 2 Alcains 18 3 Proença-a-Nova 19 4 Atalaia do Campo 19 5 ARC Oleiros 18 6 AD Estação 18 7 Vila Velha de Ródão 18 8 Teixosense 18 9 Ac. Fundão 18 10 Belmonte 18 11 Pedrogão 18

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A seleção A feminina da Grécia na qualificação para o campeonato do Mundo de 2015 no Canadá, estagiou durante seis dias no Hotel de Santa Margarida em Oleiros, tendo efetuado os seus treinos iniciais no Campo da Associação Recreativa e Cultural de Oleiros (ARCO). Recebida pelo Presidente da Associação de Futebol de Castelo Branco, Manuel Candeias e pelo Presidente da Camara Municipal de Oleiros, Fernando Jorge, trocaram

cumprimentos tendo-lhe sido oferecido um Callum de honra por ocasião da sua primeira visita ao interior de Portugal. Diga-se, que apesar da pouco graduação do vinho Callum, mas único no país, as atletas preferiram um sumo de laranja que acharam delicioso. Ficaram impressionadas com a grande mancha de pinho bravo e com as excelentes condições hoteleiras que Oleiros tinha para oferecer. Foi importante para o concelho a Seleção da Grécia ter tido aqui a sua esta-

dia e o seu estágio, contribuindo assim não só para a divulgação do turismo na zona do pinhal, como promoveu a excelente unidade hoteleira que Oleiros possui. De referir que outros eventos a curto prazo virão enriquecer a Vila de Oleiros como a reunião da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) e o Congresso Nacional de Turismo Rural, as Jornadas sobre o vinho Callum ou os Festivais do Cabrito Estonado. É, assim também que se promove uma região. ■

1 2 3 4 5 6 7 8

Jgs Pampilhosa 9 Águias do Moradal 9 Sourense 9 Tourizense 9 Naval 9 AD Nogueirense 9 Carapinheirense 9 Manteigas 9

Pts 32 25 25 23 23 22 20 12

9ª Jornada - 19/4/2014

Águias do Moradal -Carapinheirense Tourizense -Manteigas AD Nogueirense -Pampilhosa Sourense - Naval

Siga o nosso jornal


· 20· Cultura

Castelo Branco – Foyer do Cine-Teatro Dia 16 às 21:30

João Roiz EnSEMBLE A obra As Sete Últimas Palavras de Cristo na Cruz, de Joseph Haydn foram estreadas em 1787 e continuam a ser uma composição singular na produção do compositor e da história da música. Será aqui apresentada na versão de quarteto de cordas, arranjada pelo próprio compositor, com recitação. O Ensemble João Roiz de Castelo Branco, tem como objetivo artístico central a criação de uma dinâmica musical intensa com todos aqueles que o quiserem acompanhar ao longo

dos concertos e iniciativas. Para a sua temporada inaugural, o Ensemble propõe um programa pensado com a cidade e a região, e para a cidade e a região. O foco é apontado para a divulgação das grandes obras de música de câmara do repertório universal, pedras basilares de alguns dos períodos mais profícuos da história da música, sem embargo de evitar cair no convencional, de procurar constantemente a abertura de novos caminhos, o vislumbre de novos horizontes, e a ligação intrínseca com a realidade envolvente.

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Sugestões de Cristina Valente

Alcains – Junta de Freguesia De 21 a 26 de abril

Exposição assinala aniversário da Associação de Dadores de Sangue

Para comemorar o seu 10º. Aniversário, esta Associação vai realizar uma Exposição Filatélica que estará patente de 21 a 26 de abril na Junta de Freguesia de Al-

cains. A de abertura da exposição, que terá lugar no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Alcains, vai ter lugar dia 21 às 14 horas.

Castelo Branco - Museu Francisco Tavares Proença Júnior Dia 25 de abril às 18 horas

“Palavras da Liberdade: Ary dos Santos” 40 anos do 25 de abril

Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 23 às 21:30

Sérgio Godinho em “Liberdade”

Em “Liberdade”, Sérgio Godinho revê, através do seu repertório, os quarenta anos do Portugal democrático. Desde a música empenhada, bandeira de causas e consciência social, ao diário íntimo e plural, uma visão de nós próprios a partir do trabalho de um dos mais

importantes criadores de imaginário destas últimas quatro décadas. O canta-autor afirma que “Liberdade” é de todas as palavras e conceitos que usa na sua vida, e por arrasto nas canções, a que mais acarinha e que mais defenda, “aquela que dá ao norte a sua bússola” afirma.

Passatempo - Sérgio Godinho

Ganhe um dos três bilhetes simples que temos para oferecer. Envie o seu nome, BI/CC e telefone para o email

passatempopovodabeira@gmail.com

Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 17 às 21:30

A Máscara

Considerado por muitos como o melhor filme de Ingmar Bergman, é indubitavelmente uma peça cinematográfica de primeira grandeza. Realizado em 1966, com Bibi Anderson e Liv Ulmann

nos principais papéis, Persona reflete sobre as máscaras que vamos usando ao longo da nossa vida e o efeito que essa metamorfose tem sobre a perceção individual sobre o seu ser.

No dia 25 de abril, pelas 18:00 horas, o Museu Francisco Tavares Proença Júnior inaugura a exposição temporária comemorativa dos 40 Anos de Abril, “Palavras da Liberdade: Ary dos Santos”. Trata-se duma exposição com poemas de José Carlos Ary dos Santos, um dos poetas portugueses associado

aos ideais de abril, onde são apresentados poemas, letras de canções, fotografias e reproduções de alguns documentos escritos por Ary. A acompanhar a exposição ouvem-se canções com letras de Ary dos Santos. Na cerimónia de inauguração, ouviremos João Teixeira declamar poemas de Ary.

Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 22 às 10:30 e às 21:30

Capitães de abril Um retrato da Revolução dos Cravos, que mudou a história portuguesa na década de 70. Maria de Medeiros faz um retrato pessoal e nostálgico dos episódios mais marcantes do 25 de Abril. Na madrugada de 25 de Abril de 1974 o Rádio Clube Português emite a célebre e interdita canção de Zeca Afonso, “Grândola”. Trata-se um código combinado com o clandestino Movimento das Forças Armadas que nessa madru-

gada levou um grupo de capitães a executar um golpe de estado e acabar com o regime do Estado Novo. O capitão Salgueiro Maia marcha com o seu regimento sobre Lisboa, decidido a tomar a capital sem derramamento de sangue. Entretanto, Manuel, um outro veterano da guerra de África, toma com um punhado de camaradas o Rádio Clube Português que se vai transformar no centro difusor do progresso.

Livros & Leituras

Este País é uma Anedota

Mais de 300 anedotas sobre a crise, a saúde, a justiça, os transportes, o emprego, a educação e outras tragédias à portuguesa Há anos que a crise domina as notícias: falências, desemprego, emigração jovem, pensionistas na miséria, enquanto os casos de corrupção entre políticos e empresários se multiplicam… quase tanto como os novos impostos, que o Governo inventa. Porque este país parece uma anedota pegada, não há mesmo nada melhor do que recorrer ao humor para passar os dias difíceis. Nestas páginas estão reunidas as mais variadas anedotas sobre este querido jardim à beira-mar plantado. E, tal como os programas de governo, este livro aborda todas as questões que pesam na conjuntura da vida dos portugueses: a crise; os políticos, a saúde, a justiça, a educação e o emprego. Mas também aborda assuntos sérios – há um capítulo inteiro dedicado em exclusivo ao futebol.

Razões para ler este livro: - Não paga TSU por ler este livro. - É mais animador do que ver o Telejornal. - Contém alguns dos comentários mais inteligentes que alguma vez vai ler sobre a crise. - Este livro não é uma PPP. - Não paga sobretaxa por se rir ao ler este livro. - Este não é um livro que goza com a crise: também goza com a História, com o Futebol, com os Empresários, os Políticos, os Trabalhadores e os Estudantes (com pensionistas também, mas menos). - Não paga IVA por contar aos seus amigos as anedotas deste livro. - Algumas destas anedotas explicam a crise melhor do que o Governo ou a Oposição. - Pode ser reutilizado sem se danificar (pode ser relido dezenas de vezes sem perder a graça). A compilação de anedotas foi feita por Catarina Araújo e António Gomes de Almeida, as ilustrações são der Manel Cruz. Género: Sátira N.º de páginas: 176 PVP: 11,10€ As sinopses publicadas são da inteira responsabilidade das editoras


Lazer · 21·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira PUB

Cartomante - Vidente Almeirim e Sertã

Trinta anos de experiência feita com sinceridade e acredite, olhando bem fundo e apenas nos seus olhos, leio toda a carta da sua vida se preciso for e ajudo a resolver todos os vossos problemas de negocios, amor, inveja, mau olhado, desactivação de magía negra, aconselhamentos e outros problemas de difícil solução, para que tenha a vida que sempre sonhou! Honestidade, sigilo e caracter são outro dom que fazem a verdade da minha vida!

Telem.: 918 283 485 PUB

Siga o nosso jornal em recortes.pt

Aquário 21/1 a 19/2 Carta Dominante: Rei de Paus, que significa Força, Coragem e Justiça. Amor: Poderá ter uma discussão com os seus filhos. Lembre-se que eles têm vida própria. Saúde: Trate-se com amor! A sua saúde é o espelho das suas emoções. Dinheiro: Período de grande estabilidade. Números da Sorte: 11, 20, 28, 29, 30, 36 Pensamento positivo: Tenho a coragem necessária para fazer mudanças na minha vida.

Ar

Água

Fogo

Terra

Gémeos 22/5 a 21/6 Carta Dominante: Valete de Ouros, que significa Reflexão, Novidades. Amor: Saiba ouvir a sua cara-metade. Lembre-se que ele também precisa de si. Procure dizer coisas boas, a palavra tem muita força! Saúde: Espere um período regular. Dinheiro: Poderá investir em novos projetos, com prudência. Números da Sorte: 5, 11, 17, 19, 28, 36 Pensamento positivo: Procuro refletir bem antes de agir. Balança 24/9 a 22/10 Carta Dominante: a Força, que significa Força, Domínio. Amor: Dê mais atenção às necessidades da sua cara-metade. Não ponha de parte aqueles que ama, cuide deles com carinho. Saúde: Possível inflamação dentária. Dinheiro: É provável que surja a oportunidade pela qual esperava, para dar andamento a um projeto que tinha parado. Números da Sorte: 5, 20, 30, 40, 44, 48 Pensamento positivo: Tenho força para superar todos os desafios.

PUB

CARTÓRIO NOTARIAL DE CASTELO BRANCO - Maria de Jesus Folgado Leal Prudente, Notária do Cartório Notarial de Castelo Branco sito na Rua Mousinho Magro, n.º 8, 1º andar, certifico para efeitos de publicação que, por escritura de hoje, exarada a partir de folhas oitenta e uma do livro de notas número cento e oitenta e oito-G, Maria Teodora, NIF 131 079 743, viúva, natural da freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, onde reside, na Rua Vale da Pela, n.º 3, lugar de Adgiraldo, justificou a posse do direito de propriedade, invocando a usucapião, sobre os seguintes bens: - Um - prédio rústico, composto por pastagem e uma oliveira, com a área de setecentos metros quadrados, sito em "Ramalheirinha" freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte e do nascente com Maria Joaquina Lucas Reis, do sul com Manuel André e do poente com Francisco Miguel, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora, sob o artigo 4.770, com o valor patrimonial tributário e atribuído de dois euros e vinte e quatro cêntimos. -Dois - prédio rústico, composto por pinhal e mato, com a área de dois mil e duzentos metros quadrados, sito em "Ramalheirinha" freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte com Augusto Ramos dos Santos, do sul e do poente com Manuel André e do nascente com Francisco Miguel, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora, sob o artigo 4.772, com o valor patrimonial tributário e atribuído de trinta e sete euros e catorze cêntimos. -Três - prédio rústico, composto por mato, cultivo e sete oliveiras, com a área de trezentos e noventa metros quadrados, sito em "Horta Vergada", freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte com ribeiro, do sul com Américo Nunes Ribeiro, do nascente com Manuel Francisco Lucas e do poente com Manuel Francisco Roque, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora, sob o artigo 4.802, com o valor patrimonial tributário e atribuído de quinze euros e oitenta e oito cêntimos. -Quatro - prédio rústico, composto por mato, com a área de nove mil e novecentos metros quadrados, sito em "Cavada Velha", freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte e do poente com Francisco Lucas, do sul com Manuel Francisco Lucas e outro e do nascente com José Pires Valente e outro, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora, sob o artigo 4.835, com o valor patrimonial tributário e atribuído de doze euros e onze cêntimos. - Cinco - prédio rústico, composto por pinhal e mato, com a área de mil e trezentos metros quadrados, sito em "Pobreiro", freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte com Júlio Martins, do sul e do nascente com Manuel André e do poente com viso, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora, sob o artigo 4.905, com o valor patrimonial tributário e atribuído de dezoito euros e oitenta e dois cêntimos. - Seis - prédio rústico, composto por pinhal e mato, com a área de mil metros quadrados, sito em "Pobreiro", freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte com caminho, do sul e do nascente com Manuel Francisco Lucas e do poente com António Domingues, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora sob o artigo 4.908, com o valor patrimonial tributário e atribuído de treze euros e trinta e três cêntimos. -Sete - prédio rústico, composto por pinhal, com a área de três mil e novecentos metros quadrados, sito em "Fonte da Ramalhinha" freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte com viso, do sul com Manuel Joaquim Antunes, do nascente com Manuel André e do poente com Manuel Francisco Lucas, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora, sob o artigo 5.030, com o valor patrimonial tributário e atribuído de setenta e um euros e oitenta e quatro cêntimos. - Oito- metade do prédio rústico, composto por mato, com a área de cinco mil e quatrocentos metros quadrados, sito em "Fernã Coelha" freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros, a confrontar do norte com José Miguel e outro, do sul com António Jorge, do nascente com Manuel Joaquim Antunes e do poente com viso, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oleiros, inscrito na matriz predial respectiva, em nome de Maria Teodora e Francisco Miguel, sob o artigo 5.228, com o valor patrimonial tributário e atribuído de três euros e trinta e um cêntimos, correspondente á dita fracção de metade. -- Está conforme o original. -- Castelo Branco nove de Abril de dois mil e catorze A Notária

Peixes 20/2 a 20/3

Carneiro 21/3 a 20/4 Carta Dominante: 6 de Copas, que significa Nostalgia. Amor: Saudades da sua infância poderão ocupar-lhe a mente. A vida é um canto eterno de beleza! Saúde: Cuidado com o aparelho digestivo. Dinheiro: Tenha cuidado com os conflitos entre colegas. Pode sair prejudicado. Números da Sorte: 1, 14, 25, 36, 47, 49 Pensamento positivo: Concentro-me com confiança no presente.

Caranguejo 22/6 a 23/7

Leão 24/7 a 23/8 Carta Dominante: 4 de Paus, que significa Ocasião Inesperada, Amizade. Amor: É possível que reencontre alguém que não via há muito tempo. Que o futuro lhe seja risonho! Saúde: Estará tudo na normalidade. Dinheiro: Poderá ter necessidade de utilizar as suas poupanças. Números da Sorte: 11, 22, 29, 32, 39, 49 Pensamento positivo: A vida traz-me boas surpresas e oportunidades.

Carta Dominante: Valete de Espadas, que significa Vigilante e Atento. Amor: Andará um pouco desconfiado do seu parceiro. Fale e esclareça as suas dúvidas com ele. Agora é tempo para partilhar. Saúde: Sentir-se-á cheio de energia. Dinheiro: Aproveite bem as oportunidades que lhe surjam. Números da Sorte: 8, 12, 17, 19, 30, 48 Pensamento positivo: Estou atento às oportunidades que a vida me traz.

Carta Dominante: O Imperador, que significa Concretização. Amor: Estará num período bastante propício ao romantismo. Que a juventude de espírito o faça ter o mais belo sorriso! Saúde: Se sofrer de alguma doença crónica, poderá ressentir-se um pouco neste período. Dinheiro: Poderá alcançar os seus objetivos profissionais. Números da Sorte: 9, 18, 22, 36, 39, 44 Pensamento positivo: Sei que consigo concretizar os meus objetivos!

Escorpião 23/10 a 22/11 Carta Dominante: 6 de Espadas, que significa Viagem Inesperada. Amor: Deixe de lado o passado e concentre-se mais no presente. Pratique agora o pensamento positivo e as ações construtivas! Saúde: Poderá sofrer de quebras de tensão, tenha cuidado! Dinheiro: A impulsividade irá causar alguns estragos na sua conta bancária. Números da Sorte: 14, 28, 32, 33, 41, 49 Pensamento positivo: A vida é uma viagem cheia de surpresas boas!

Sagitário 23/11 a 21/12 Carta Dominante: Ás de Ouros, que significa Harmonia e Prosperidade. Amor: Será elogiado pela sua tolerância e compreensão. Dê sempre em primeiro lugar um bom exemplo de conduta! Saúde: O bem-estar físico vai acompanhá-lo durante toda a semana. Dinheiro: Poderá receber uma quantia considerável de dinheiro. Números da Sorte: 1, 21, 23, 29, 32, 33 Pensamento positivo: Cultivo a harmonia na minha vida!

Touro 21/4 a 21/5 Carta Dominante: 9 de Ouros, que significa Prudência. Amor: A sua relação poderá estar a avançar muito rapidamente. Aja com cautela mas não se preocupe com o seu futuro. Deus cuidará de si! Saúde: Cuide melhor dos seus dentes, pois merece ter um lindo sorriso. Dinheiro: Não gaste mais do que aquilo que realmente pode. Faça bem as suas contas. Números da Sorte: 2, 15, 24, 26, 41, 42 Pensamento positivo: Sou prudente nos meus passos, para chegar ao sucesso. Virgem 24/8 a 23/9 Carta Dominante: 2 de Copas, que significa Amor. Amor: Aproveite bem os momentos mais íntimos para mostrar à sua cara-metade o tamanho do seu amor. A felicidade espera por si, aproveite-a! Saúde: Procure o seu médico de família para fazer exames de rotina. Dinheiro: Dedique-se com afinco e determinação ao seu emprego porque pode ter uma excelente surpresa. Números da Sorte: 8, 17, 21, 25, 27, 47 Pensamento positivo: O Amor habita o meu coração.

Capricórnio 22/12 a 20/1 Carta Dominante: o Sol, que significa Glória, Honra. Amor: Aprecie uma reunião familiar e ponha de lado as preocupações profissionais. O ambiente familiar encontra-se na perfeição, aproveite a boa disposição que vos rodeia. Saúde: Possíveis problemas de obstipação. Dinheiro: Seja mais flexível; o facto de ser tão minucioso pode prejudicá-lo. Números da Sorte: 9, 14, 18, 22, 33, 44 Pensamento positivo: Mereço a glória que existe na minha vida!


· 22· Lazer Ingredientes:

Delicia escocesa

Diretor: João Tavares Conceição

POR MÁRIO MARINHO - chef

Modo de preparação:

Coordenação: Cristina Valente (CP2370) (povodabeira@gmail.com)

Comece por misturar a farinha com o açúcar, acrescentando o leite aos pou-

Redação: José Manuel R. Alves (CP8361)

cos e mexendo, por fim, junte as gemas previamente batidas, levando ao lume de seguida cerca de 5 minutos, mexendo sempre, até engrossar um pouco. Desligue

Colaborador Permanente: Paulo Jorge Marques

a engrossar, acrescente as 30g.de açúcar. De seguida derreta o chocolate, divida 750ml de leite

200g.de chocolate em

o creme de ovo em duas partes iguais e numa delas junte o chocolate derretido

300g.de açúcar

tablete

envolvendo-o bem. Em taças individuais, coloque uma camada de creme, uma

75g.de farinha

1 Pacotinho de natas

de natas e outra de chocolate, e assim sucessivamente, até terminar os cremes.

8 Gemas

30g.de açúcar

Pode finalizar, decorando com uma fatia de carambola, uma groselha, ou peda-

PASSATEMPOS

9 6 9

Secretária de Administração: Florinda Cruz (secretariapovodabeira@ gmail.com)

7 4 9 6 3

6

Sede: Press Ibérica Comunicação Social, Lda Av. Gen. Humb. Delgado, Lote 58 - 1º andar 6000-081 CASTELO BRANCO NIF: 506 583 023 Tel: 272 324 432 Fax: 272 327 732

2 7

Labirinto

8 3 1 9 7 7 8

1 4

ADIVINHAS 2 - Qual é coisa, qual é ela, que põe o mundo a dançar, tem notas e não é dinheiro?

1 - - Qual é coisa, qual é ela, que respira sem pulmões e tem pés mas não anda?

3 -O que será, que será, que é feito de vidro e mostra tudo o que vê?

2 -A música

3 -O espelho

1 -A planta

CLASSIFICADOS PUB

PUB

PUB

OFERECE-SE PARA:

Ajudante de cozinha e copa Carta de Condução motas, ligueiros e pesados

Este jornal escreve segundo o novo Acordo Ortográfico Todos os artigos de opinião e assinados pelos respetivos autores, são da sua inteira responsabilidade não podendo em circunstância alguma o Povo da Beira ser responsabilizado pelo conteúdo dos mesmos. Reservamo-nos no direito de não publicar, caso os artigos enviados não respeitem a legislação em vigor e o Estatuto Editorial do jornal.

6 8 5 9 7 3 2 1 4

2

3 4 7 1 2 8 5 6 9

5 7 3

7

9 1 2 6 5 4 3 7 8

1 3 4

7 6 4 8 3 5 1 9 2

6 1

5 9 3 2 6 1 8 4 7

9 3

5 7

Publicidade: Gustavo Teixeira (publicidadepbeira@gmail. com)

Sudoku

8 2 1 4 9 7 6 5 3

4

SOLUÇÕES 4 7 6 3 1 2 9 8 5

1

Conceção gráfica: Leticia Ramos Pina (paginacaopbeira@gmail. com)

Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telf.: 256040526 / 910253116 / 914602969 geral@coraze.com Registo no ICS: 117 501 Depósito Legal: 74145/94 Empresa Jornalística: 218 326 Tiragem Semanal: 10.000 exemplares Distribuição gratuita

cinhos de noz.

Baunilha q.b.

2 5 9 7 8 6 4 3 1

Colaboradores: Álvaro Baptista Ana Paula Atanásio Armando Soares Carlos Vale César Amaro Clementina Leite Cristina Granada Eduardo Bastos Fernando Jorge Filipe Antunes Guilherme Almeida João Carlos Nunes Luís Malato Mário Marinho Nuno Figuinha Patrícia André Pedro Pitté Ricardo Portugal

o lume e adicione umas gotas de baunilha. Bata as natas, e quando começarem

1 3 8 5 4 9 7 2 6

Povo da Beira

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049

Distrito Castelo Branco Telf.: 272 654 517 / 964 576 771

http://www.facebook.com/Informaticareis| Email: reinuno@hotmail.com PUB

PUB

Castelo Branco Tel: 927138620 - 965802491 Tel: 272344314

Email: reisnuno@hotmail.com Quinta Dr. Beirão lote 4, Castelo Branco lj 18 sala G

PUB

Senhor 35 anos divorciado, muito sério e honesto procura senhora entre os 30 e 45 anos Distrito Castelo Branco

Tel: 964 576 771


Opinião · 23·

Edição 1049 • 15 de abril de 2014 • Povo da Beira

O Fim (do Regresso)?

Está nas nossas mãos…

POR NUNO DUARTE M. FIGUINHA

POR CARLOS VALE *

* Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o Novo Acordo Ortográfico

A

assistência financeira a Portugal está próxima do seu términus, mesmo sendo noticiado que, de acordo com um documento da Comissão Europeia, deverá ser prolongada por mais seis semanas, até 29 de junho, data em que Portugal receberá a última tranche do empréstimo. Embora o Governo tenha já anunciado que o programa de resgate de Portugal termina a 17 de maio, exatamente três anos depois da assinatura do memorando de entendimento pelo Governo socialista de Sócrates, tal data prender-se-á com meras questões técnicas relativamente ao seu encerramento. O certo é que, para “azia” de toda a oposição, o Governo conseguiu cumprir todo o programa e SEMPRE com avaliações positivas! No exacto oposto do que dizia em uníssono toda a oposição, que apenas exigia gastos como se vivêssemos num pré-troika rosa e endividadamente desafogado! Mas de acordo com (mais) um documento da Comissão Europeia, divulgado recentemente em vários meios de comunicação social, o Governo terá de realizar "uma reforma global do regime de pensões", que deverá incluir "medidas a curto prazo", reforçando-se "o vínculo entre direitos de pensão e critérios demográficos e económicos". Ora tal notícia, fez logo alguns recordarem a recente polémica, com a informação transmitida por fonte do Ministério das Finanças, de que o executivo ponderava criar um mecanismo permanente para substituir a Contribuição Extraor-

U

m conto de inverno, uma história inacabada um segredo partilhado, uma alma destinada. Nós dançamos num tom diferente ao sabor das baladas de dezembro. Um estranho sentimento,

M

dinária de Solidariedade (CES) nas pensões. De pronto, o primeiro-ministro afirmou que "não há novidades" em tais notícias, enquanto Paulo Portas, acrescentou que "não há contradições". Contudo houve logo quem, na sua magníficiente falta de ideias e planos reais para o país, logo tentasse tirar proveito político do assunto, nomeadamente o (suposto) líder do Partido Socialista, António José Seguro. Este, veio logo a público dizer que o Governo anda a “enganar os portugueses, para negociar com a 'troika' mais sacrifícios” e que no Governo "não jogam limpo" e, a “melhor” de todas, disse a espantosa frase de que "Podemos concordar ou discordar da governação, o que não é aceitável é que haja um Governo e um primeiro-ministro que governe mentindo aos portugueses"! Ora… estará Seguro a pensar que ainda se encontra no Governo o atual comentador político da RTP, José Sócrates? Quiçá… Mas e dele próprio, o que se pode esperar? Que concretize “pérolas” como “Vou acabar com os sem abrigo em Portugal”, ou “Se eu for primeiro-ministro volto a abrir todos os tribunais que fecharem”, ou quaisquer outras promessas ocas derivadas a meras declarações de circunstância? O certo é que, nem para o pós-“troika” foi capaz de chegar a um qualquer entendimento com o Governo quando o que está em causa é o futuro de Portugal! Nem sequer de dar uma qualquer visão de um hipotético plano que tivesse para o futuro do país! A sua coerência

política ficou inclusive recentemente marcada com o discordar e contestar de medidas que ele próprio repetidamente pediu, como o relançar o investimento público (o Governo anunciou-o…e Seguro contestou) ou o aumento do salário mínimo (o Governo anunciou…e Seguro contestou!), limitando-se a anunciar gastos a rodos como se o dinheiro fosse miraculosamente cair do céu, sabendo ele que nunca poderá concretizar rigorosamente nada do que diz! Logo, quem anda a mentir aos portugueses? Quem se preocupa com o país ou quem só pensa na sua situação pessoal? Pois… Mas já que se fala nas “contas” de Seguro, foi também recentemente noticiado que as finanças do próprio PS em sí, têm um buraco de 3,6 milhões de euros! Tal deve-se, em parte, à não razão na reclamação que o PS apresentou sobre o valor de subvenção pública nas autárquicas, pois segundo um despacho de Assunção Esteves, a exigência do PS contraria a letra da lei e o entendimento consensual de todos os outros partidos e até a leitura, comunicada antes das eleições, da Entidade das Contas e Financiamentos Partidários. Assim, digamos que as contas do PS, vivem dias de vacas magras desde que Seguro dirige o partido, ao não terem conseguido ir buscar mais uns dinheiros públicos! Necessidade de austeridade “rosa”..? Quiçá. E se no próprio partido faz “buracos financeiros”…como seria nas contas públicas do país? Manter-se-ia o “fim” ou seria o regresso da “troika”? Pois…

esmo com a “tanga” da retoma e das reformas estruturais que dizem elevar a “economia e a inovação para um nível superior”, Portugal vai ficar no grupo dos 16 piores países do mundo em termos de desemprego nos próximos cinco anos, pelo menos. Em 2013, arrancou em 12º lugar (16,2% da população activa sem trabalho) num grupo de 103 economias e vai chegar a 2019 na mesma posição, ainda com 12,9% de desemprego. De 2014 a 2019, são cinco longos anos. De facto, e de acordo com os dados actualizados do FMI, os altos níveis de desemprego vão persistir, bem como as condições para o país se livrar dos pesados constrangimentos da dívida pública e privada. Segundo o relatório da primavera de Perspectivas Económicas Globais (Outlook) publicado pelo FMI, a economia portuguesa deverá crescer 1,2 este ano, em termos reais, contra os 0,8% que constavam na décima avaliação da troika. Já relativamente a 2015, a instituição vai manter 1,5%, mas daí para a frente o país nunca ultrapassará o ritmo de 1,8%. Não esquecer, que os índices de desemprego são mais altos dos que vêm sendo anunciados. Outra análise comparativa mostra que Portugal também vai estagnar no “ranking” da riqueza média por habitante. Este indicador, já corrigido pelas paridades do poder de compra, mostra que no grupo das 185 economias analisadas pelo FMI, Portugal era 46ª em 2013, subindo um lugar este ano, mas depois vai perder posições. Assim, até 2019, no

renascido nesse momento, uma curta metragem, de uma história sem tempo. Vem a brisa da noite entrelaçando os nossos cabelos, percorrendo os nossos dedos permanecendo-os presos. Risos encobertos

pelo calor da nossa paixão, soltam-se sussurros no meio da escuridão. A chuva caía, rodeando nossos pés tua mão segurava a minha como nunca ninguém fez. Conjugada nos teus braços, entre beijos roubados nossos olhares se cruzaram

Correio do Leitor

indicador da riqueza por habitante, o país será ultrapassado por Timor Leste e Gabão (2 economias ricas em petróleo), e também, pela Estónia e Lituânia, diz o FMI. Em termos nominais a expansão da economia ficará sempre abaixo de 4%, nível referido pelo Presidente da República como o mais compatível com a redução do défice, em respeito pelas novas regras do pacto europeu. Isso explica a razão pela qual Portugal, segundo diz o FMI, irá violar o pacto (redução anual de 0,5% no défice estrutural) a partir de 2016. O défice nominal (a medida clássica) vai continuar a descer, mas em 2019 a divida pública vai continuar elevada (113,8% do PIB), muito acima dos 60% que são a meta de longo prazo do tratado. Conclusão: Depois de tanto foguetório, constata-se que vai haver violação do Pacto Orçamental. Além do mais, como as análises e os dados referidos são da autoria do próprio FMI, será lógico pensar que a situação real da nossa economia é, certamente, muito mais gravosa do que aquilo que vão bufando cá para fora. A provar que assim é, está o anúncio de novas e graves medidas contra os trabalhadores e os pensionistas. A semana passada foi desferido um traiçoeiro e rude golpe sobre os pensionistas do regime contributivo. Como se não bastassem já, os sucessivos roubos de rendimentos que já tinha minguado pensões a partir de 1350 euros – anunciados como transitórios e que agora pretende transformar em definitivos – o Governo decidiu ir ainda mais adiante e surripiar

os rendimentos das pensões a partir dos 1000 euros brutos mensais e agravar os cortes que já existiam sobre as pensões superiores a esse valor, com enormes consequências para a vida e protecção das famílias, afectando, ainda mais, a solidariedade e a coesão social. Até porque, outros indicadores muito preocupantes foram conhecidos: Um relativo ao crescimento da taxa da população em idade activa, que está “desencorajada” em relação à procura de emprego e, por consequência, deixou de se registar nos centros de emprego. Também, que o subemprego já atinge 263 mil trabalhadores, mais 43 mil em relação a 2011. Analisando a situação e, notem bem, com base em dados e relatórios dos grandes artífices da grave crise económica, financeira e social que nos assola (pouco fiáveis), mais óbvia se torna a responsabilidade e participação cúmplice que tiveram os governos PSD/CDS/PS com políticas verdadeiramente desastrosas de 38 anos, de 27 anos de integração capitalista europeia e de 15 anos de moeda única, que no quadro de crise sistémica do capitalismo e de contra ofensiva imperialista, conduziram Portugal a esta situação dramática de empobrecimento brutal e de declínio nacional. Pelo que, a dar-se qualquer desenvolvimento no sentido de qualquer acordo PS/ PSD/CDS, autores da crise que se vive, será um golpe profundo nas aspirações da maioria do povo. Perante a situação dramática de milhões de portugueses, é urgente, a ruptura com as políticas responsáveis pelo estado a que isto chegou.

Sussurros perdidos admirando o vasto céu, ambos tentando perceber se o que tinhamos iria sobreviver. Num instante tudo desapareceu

as memórias ficaram perdidas como gotas deixadas à deriva. Fecha os olhos, ouves o sussurro do meu

coração? Ele ainda se ouve perdido na noite, procurando a tua mão. Joana Ribeiro


· 24· Última PUB

Povo da Beira • 15 de abril de 2014 • Edição 1049


Edição nº 1049  

Povo da Beira - O seu semanário regional gratuito, disponivel em toda a Beira Baixa.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you