Page 1

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

· 1·

Edição 1041 • Ano XX • 18 de fevereiro de 2014 • Semanário Gratuito • Sai à 3ª feira • Diretor: João Tavares Conceição • Siga-nos no

Reportagem Lojas de usados ganham clientes

Página 13 Página 2

Futebol Benfica CB empata no arranque da 2ª fase

Página 19

Passatempos

Ganhe bilhetes para os grandes espetáculos do Cine-Teatro Avenida Página 20

Unidade de Cuidados Continuados abre em maio

Página 12

Passos Coelho aponta novas medidas contra desertificação

Presumível homicida fica em prisão preventiva Página 5

PUB


· 2·

Destaque

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

O usado ganha nova vida

Mudam-se os tempos, mudam-se as mentalidades e os Portugueses perdem o preconceito de comprar em 2ª mão. Se há quem compra há também quem aposte na venda, e faça disso o seu negócio. Esta semana fomos conhecer dois estabelecimentos que vendem artigos em 2º mãos com conceitos diferentes. POR CRISTINA VALENTE

A crise ou mesmo a mudança de mentalidades fazem com que as lojas de artigos em segunda mão se tornem verdadeiros sucessos. POVO DA BEIRA foi à descoberta de quem apostou neste novo conceito. Em Castelo Branco visitámos duas lojas, que apesar de terem em comum o facto de venderem artigos em 2ª mão, têm conceitos diferentes. Uma dedicada apenas a coisas de crianças a “Kid to Kid” e outra que vende de tudo um pouco “2º mão Shop”. A “Kid to Kid” na Avenida de Zhuhai compra e vende produtos relacionados com crianças, “não só roupa e calçado, mas também brinquedos, livros, cadeirinhas, camas, enfim tudo o que é necessário a uma criança, mas que elas, crianças, como crescem tão PUB

depressa deixam de usar e acabam por deixar muitas vezes novo” explica uma das sócias da empresa Luísa Serra. A empresária está muito entusiasmada com a forma como está a decorrer o projeto, agora ainda só na fase da compra de artigos, brevemente começará também a venda. “O objetivo da Kid to Kid, é criar um ciclo dos artigos, o que deixa de servir a uma criança pode servir ainda muito bem outra criança” explica Luísa O conceito permite que se comprem produtos, em “ótimo estado” a preços “muitíssimo acessíveis”. Para além das peças usadas a loja vai ter também artigos em primeira mão (novos), “nomeadamente produtos que são mais íntimos, e por uma questão de saúde, vamos ter bombas de leite, biberons, aquecedores de lei-

te”. Quanto aos equipamentos, como os carrinhos de passeios e as cadeirinhas de transporte em automóveis, a exigência é grande, “estamos a falar da segurança da criança, e por isso mais importante que a marca do material, se é bonito ou não, é a resposta eficaz à necessidade da família”. Para além do equipamento usado, desde que ainda homologado, também nesta área a Kid to Kid vai trabalhar com equipamento novo. Desde o dia 29 que a Kid to Kid está a receber artigos, “em média de 600 artigos por dia” brevemente a loja vai começar a vender, e as expectativas são grandes, “a nível nacional as lojas Kid to Kid são um sucesso porque as pessoas já compram e vendem sem preconceitos, e esperamos que também em Castelo Branco o conceito seja bem recebido” afirma Luísa Serra.

Um pouco de tudo na “2ª mão Shop” A “2ª mão Shop” fica no Centro Comercial S.Tiago, uma loja que recebe de tudo um pouco, desde roupa a artigos para o lar. A ideia diz Alice Torres, foi aproveitar a loja, propriedade da empresa, com um conceito diferente e que não existe na cidade, “a ideia foi do meu filho, estas lojas existem já em muitas cidades, como tínhamos esta loja disponível, decidimos avançar” explica. E a verdade é que a ideia tem sido um sucesso, “temos recebido e vendido um pouco de tudo, e contrariamente ao que inicialmente pensávamos a procura é de todas as classes sociais”. Alice Torres, explica que primeiro as pessoas entram para perceber o conceito “e a forma como funciona a loja, depois de verem os nossos produtos, PUB

muitas acabam por comprar alguma coisa, e mais tarde voltam para vender”. A verdade é que dentro da “2ª Mão Shop” podemos encontrar mesmo de tudo, além da roupa e do calçado, malas, livros, discos, quadros, loiças, computadores, rádios, enfim, tudo o que para alguém já não tem interesse e que ainda está em bom estado para poder ser utilizado por outro. Nesta altura do ano, a roupa de inverno, principalmente os casacos, impermeáveis e gabardines são as peças mais procuradas e vendidas, “mas a verdade é que a maior parte das vezes a pessoa entra para ver de uma peça, e depois acaba sempre por encontrar outra coisa que gosta”. Alice Torres, acredita que as mentalidades estão a mudar, e a crise deu uma ajuda, “cabe-nos a nós contribuir para acabar com os preconceitos, obvia-

mente que tem que haver seleção dos produtos que recebemos, e temos que mostrar a quem nos procura que os artigos, apesar de usados, estão em bom estado”. A proprietária dá como exemplo a troca de roupa entre amigas, “há tanta gente a dar roupas, a familiares e amigos, porque não vender ou comprar essas roupas”. As peças que entram na loja são avaliadas “sempre por baixo preço, preenchemos uma ficha com as coisas que ficam para venda, e no final do mês a pessoa regressa para receber o dinheiro do que foi vendido e levar os produtos que não foram vendidos” explica Alice Torres. Como o espaço é pequeno e as solicitações têm sido muitas parte da montra é aproveitada para mostrar artigos maiores, como motas, bicicletas, moveis “e se for o caso até carros” diz Alice Torres. ■


Destaque

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

Castelo Branco

PSP deteve 9 indivíduos no âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes

O Comando Distrital de Castelo Branco Polícia de Segurança Pública, através da Esquadra de Investigação Criminal de Castelo Branco, deteve no passado dia 10, em Castelo Branco 8 indivíduos do sexo masculino que integravam uma rede de tráfico de estupefacientes que operava predominantemente na cidade de Castelo Branco, e um outro individuo, igualmen-

te do sexo masculino, por existir mandado judicial de detenção referente ao mesmo. A PSP levou a efeito uma operação policial para cumprimento 9 mandados de busca domiciliária. Na sequência desta operação, que contou ainda com o apoio operacional dos elementos da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial

de Castelo Branco foram apreendidas 1060 doses de haxixe, 380 de cannabis, 10 doses de cocaína além de 1 revólver calibre .32; 350 munições calibre .22; 200 cartuchos de caça e 1800€ em dinheiro. Dos detidos 5 ficaram em prisão preventiva e a 3 foi-lhes aplicada a medida de coação de apresentação periódicas na esquadra da PSP. ■

· 3·

EDITORIAL

D

evem saber que, por princípio, não discutimos as opções locais. A cidade evoluiu, mercê de várias circunstâncias e da visão de quem a dirige. Há obras de referência, cuja aplicabilidade, em termos económicos, podem ser discutíveis; mas existem e pode-se ver onde o dinheiro foi investido. A gestão camarária tem meia dúzia de dias, referenciando-mo-nos aos 500 anos da Misericórdia local. A uma e outra temos de reconhecer as obras realizadas. A zona industrial de Vilafranca, tal como a extensão da Misericórdia pela mão de Guardado Moreira, serviram de trampolim para obras futuras. Joaquim Morão, mercê de bons negócios, conseguiu rejuvenescer esta cidade, criando infraestruturas dignas e capazes para os seus habitantes. Cardoso Martins, continuando o trabalho do seu antecessor, e apesar das dificuldades financeiras do país, vai conseguir a breve trecho (maio?) abrir a unidade de cuidados

A Misericórdia DIRETOR JOÃO TAVARES CONCEIÇÃO

continuados. Tanto um como outro tentam(ram) durante o seu mandato, cumprir, senão as promessa a que se propuseram, pelo menos melhorar e satisfazer as necessidades dos habitantes deste burgo. Temos a noção que a nível autárquico (Luís Correia), o discurso se mantém, e disto foi exemplo a intervenção na cerimónia da Misericórdia. Sabemos quanto é necessário que o funcionamento dos cuidados continuados se materialize rapidamente. Percebemos a dificuldade e o empenho demonstrado pelos Irmãos da Santa Casa para que o apoio continue a chegar aos mais necessitados e carenciados. Mas não seriamos honestos senão compreendêssemos o ponto de vista de quem é o principal responsável pela condução do país. Dar dinheiro para suprir necessidades não garante absolutamente nada. São precisas novas

estratégias e novos recursos “para corrigir as entorses que foram feitas no desenvolvimento regional”. Solicitar estradas para ficarem desertas, ou investir em bens para oferecer, condicionadamente, a empresas para se localizarem, quando tal não se verifica, são opções menos acertadas. Mais do que tudo, a necessidade de criação de postos de trabalho impõe-se. Falar de sustentabilidade, alienando os jovens que procuraram conhecimentos longe do burgo, ou de desenvolvimento local, sem criar meios eficazes de realização pessoal, é uma asneira. A cidade precisa, mais do que quem a dirija, que tem, uma visão mais abrangente de uma política económica transversal às necessidades dos seus cidadãos. Apesar de haver ainda alguma obra de construção civil a fazer, tem que se obstar fundamentalmente à desertificação da juventude.

PUB

PUB

Dr.ª Mª José Pimenta - Consultas Clínica Geral Dr.ª Andréa Martins - Consultas Médicina Dentária PUB

Av. Nuno Álvares, 8F R/C Dto Castelo Branco 272 082 684 - 963 331 170 PUB

Carlos Crisóstomo Médico Chefe de Serviço de Clínica Geral PedroMédico Crisóstomo Dentista


· 4·

Castelo Branco

PSP promove ações de sensibilização no dia do 112 O Dispositivo da Polícia de Segurança Pública do Comando Distrital de Castelo Branco, através das Equipas do Programa Escola Segura (EPES), realizou em diversas escolas de ensino básico da sua área de responsabilidade, nas cidades de Castelo Branco e da Covilhã, durante a semana de 10 a 14 de Fevereiro, 16 ações de sensibilização, a cerca de 1200 crianças, no âmbito do dia do número europeu de emergência – 112, que se comemora no dia 11 de fevereiro. Durante estas ações os agentes explicaram às crianças a importância do

número de emergência e quando e como se deve ligar para lá. Com a aproximação do Carnaval, a temática “Bombas de Carnaval” assume especial preponderância. Por esse motivo, a PSP, aproveitou a realização das ações sobre o 112, para, através dos elementos da Equipa de Inativação de Engenhos Explosivos e Segurança em Subsolo da Unidade Especial de Polícia da PSP, alertar as crianças sobre os perigos dos engenhos explosivos e efeitos de uma bomba de carnaval na mão humana, ações essas que se irão prolongar ao longo das próximas semanas. ■

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Iniciativa decorreu na freguesia de Santo André das Tojeiras

Jornadas sobre a floresta centram-se na praga do nemátodo

A Câmara Municipal de Castelo Branco parceria com as Juntas de Freguesia das de Santo André das Tojeiras e de Sarzedas e a associação de produtores florestais Magarefa realizaram, no sábado, em Vale da Pereira, umas jornadas sobre a floresta, onde a temática central foi a praga do nemátodo. O vice-presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco explicou que a autarquia tem vindo a longo destes últimos anos, a fazer ações deste género nas freguesias do concelho mais ligadas a área florestal. “Esta ação de hoje teve a particularidade de

falar sobre o nemátodo, plantações um pouco uma praga que está a afe- abandonadas”, foi outro tar a nossa floresta. Esta dos temas em discussão. foi a principal razão des“Quisemos chamar a ta ação”, referiu Arnaldo atenção para aquilo que Brás. as pessoas devem No entanto, o autarca fazer”, disse o sublinhou que há outras vice-presidenrazões para realizar este te da Câmara tipo de ações, nomeada- de Castelo mente, “sobre os cuida- Branco. dos que as pessoas devem Arnaldo ter com a floresta, na sua Brás subligestão, nas queimadas, nhou ainda no fundo como devem que a autarquia tratar a sua floresta”. vai fazer As debilidades de ges- anualmentão das propriedades florestais da zona, “com uma população muito envelhecida, zonas bastante desertificadas, Arnaldo Brás

te uma ação deste género nas freguesias do concelho mais ligadas à floresta. “Trata-se de um setor que nos diz muito e queremos intervir. Iremos fazer novas ações do génro. Uma vez por ano é o suficiente para explicar e a alertar as pessoas” concluiu Arnaldo Brás. ■

Vereadores do PSD reúnem com Escuderia

PUB

João Paulo Benquerença, já anteriormente tinham visitado a Instituição na campanha eleitoral e a pista de Kart, financiamento e apoios da Câmara Municipal voltaram a ser temas abordados neste encontro. Em 2013 a Escuderia de Castelo Branco obteve um retorno financeiro para o Distrito de cerca de 1M€, sendo que mais 50% desse valor teve retorno financeiro só no Concelho. Em 2014 o plano de atividades da Instituição, prevê um acréscimo destes valores na ordem dos 30%. Com um volume de investimento de cerca de 500 mil euros para 2014, com o regresso do Rali de Castelo Branco ao Campeonato Nacional de Ralis, António Sequeira é da opinião que “as coletividades devem ser apoiadas

Cartomante - Vidente Almeirim e Sertã

Trinta anos de experiência feita com sinceridade e acredite, olhando bem fundo e apenas nos seus olhos, leio toda a carta da sua vida se preciso for e ajudo a resolver todos os vossos problemas de negocios, amor, inveja, mau olhado, desactivação de magía negra, aconselhamentos e outros problemas de difícil solução, para que tenha a vida que sempre sonhou! Honestidade, sigilo e caracter são outro dom que fazem a verdade da minha vida!

Telem.: 918 283 485

na proporcionalidade do retorno financeiro que dão às zonas onde operam e considera fundamental que a Escuderia tenha um apoio forte por parte das entidades públicas”. Paulo Moradias referiu que “esta é sem dúvida uma Instituição com elevado impacto económico no Concelho, associando o desporto motorizado ao mais alto nível à região e contribuindo para a promoção de Castelo Branco como destino turístico, cultural e desportivo no nosso país”. Quanto à pista de Kart, prometida pelo anterior executivo e que continua sem resposta por parte do atual Presidente da Câmara Municipal, o PSD, “vai estar atento e disponível para contribuir para a realização do projeto”.■

Meteorologia Quarta-Feira Dia 19 Quinta-Feira Dia 20

Dia Noite 11ºC 0ºC Sábado Dia 22

Dia Noite 12ºC 1ºC

Dia Noite 13ºC 3ºC

Domingo Dia 23

Dia Noite 13ºC 0ºC

Terça-Feira Dia 18

Dia Noite 14ºC 2ºC

Sexta-Feira Dia 21

Dia Noite 10ºC 1ºC Segunda-Feira Dia 24

Dia Noite 11ºC 3ºC

www.ipma.pt/pt/

Os vereadores social-democratas eleitos para a Câmara Municipal de Castelo Branco, Paulo Moradias e João Paulo Benquerença, reuniram no passado dia 4 de fevereiro com o Presidente da Escuderia Castelo Branco, António Sequeira. Este encontro surgiu por iniciativa do PSD, com o intuito de perceber as dificuldades e necessidades da Escuderia e no seguimento da comemoração dos 50 anos da coletividade. Segundo António Sequeira, a Escuderia, tem sido um dos grandes promotores turísticos da região da Beira Interior Sul e na qualidade de Instituição sem fins lucrativos, o financiamento por parte das entidades públicas, revela-se de extrema importância. Paulo Moradias e


Castelo Branco

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

· 5·

Terminal Rodoviário

Estrutura cumpre objetivos e valoriza zona da cidade POR CRISTINA VALENTE

Foi inaugurada esta sexta-feira o Novo Terminal Rodoviário, que está a funcionar desde o inicio do mês. O espaço, propriedade da autarquia albicastrense, está incluído numa vasta requalificação urbana realizada na zona da estação. Agora, autocarros e comboios estão lado a lado, com espaços modernos para acolher os seus utilizadores. Por isso para Luís Correia, autarca Albicastrense, a obra, “não representa apenas melhores condições para os operadores de transporte e para os utilizadores, mas representa, no seu conjunto uma ação de requalificação que beneficia do ponto de vista mobiliário toda esta zona

da cidade”. Para o autarca albicastrense o novo Terminal Rodoviário “cumpre os seus objetivos”. Luís Correia anunciou que a autarquia e as empresas rodoviárias estão a negociar para que seja possível a curto prazo, “ter uma melhor oferta de transportes públicos na cidade, com circuitos e horários que sirvam melhor os potenciais utentes”. A ligação direta entre o Terminal Rodoviário e a CP, é para Luís Correia uma mais valia importante, tanto ao nível da articulação de serviços como da acessibilidade e conforto dos passageiros. O parque de estacionamento subterrâneo permite aos utilizadores, um estacionamento rápido e perto dos dois meios de trans-

Joaquim Morão e Luís Correia inauguraram o Terminal Rodoviário

porte, “sem sobrecarga da área urbana envolvente”. Recorde-se que a primeira meia-hora do estacionamento subterrâneo é gratuita, de forma a per-

mitir, um acesso rápido à bilheteira ou aos cais de embarque e chegadas sem custos de estacionamento. “Convido e incentivo os albicastrenses a utili-

zar o parque subterrâneo, para que o trânsito na envolvente do Terminal Rodoviário e da Estação da CP, possa sempre fluir com normalidade e sem

complicações” apelou Luís Correia. Recorde-se que a obra, há muito aguardada, foi lançada no mandato anterior, liderado por Joaquim Morão, que esteve também presente na cerimónia de inauguração. O ex-autarca recordou como esta foi uma obra complicada, “não foi fácil decidir, porque havia muitas ideias, após muitas alterações a obra foi lançada e aqui está ao dispor dos albicastrenses e de todos os que utilizam os transportes públicos!” afirmou Joaquim Morão. Para o comendador esta foi a melhor opção, “acredito que esta é mesmo a melhor opção para os utilizadores, porque não precisam de andar a passar a linha nem a atravessar túneis”. ■

Homicídio no Bairro do Ribeiro das Perdizes

Mulher suspeita de matar octogenária ficou em prisão preventiva prisão preventiva, depois de ter sido ouvida, em primeiro interrogatório judicial, no Tribunal Judicial de Castelo Branco, na passada quinta-feira, 13 de fevereiro. Recorde-se que a PJ deteve a mulher, de 31 anos, pela presumível prática de um crime de homi-

cídio qualificado, cometido de forma consumada, com recurso a uma arma branca, de que foi vítima uma octogenária De acordo com a PJ, a suspeita, já com antecedentes criminais, após uma discussão com a vítima, terá empunhado uma faca e desferido vá-

rios golpes na octogenária, que lhe provocaram a morte. A vítima, uma mulher de 82 anos, foi encontrada morta no interior da sua residência, no bairro do Ribeiro das Perdizes, em Castelo Branco, apresentando indícios de crime, depois da PSP de Castelo

PUB

Foto: Edgar Martins - Correio da Manhã

A mulher detida pela Policia Judiciária (PJ) de Coimbra, por suspeita de homicídio qualificado de uma idosa de 82 anos, crime ocorrido na noite do passado dia 10 de fevereiro, na Avenida das Palmeiras, no Bairro do Ribeiro das Perdizes, em Castelo Branco, ficou em

Branco ter sido alertada por uma chamada do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) a alertar para a presença de uma octogenária, já cadáver, no interior da sua residência. Os agentes da PSP deslocaram-se ao local e verificaram que havia

indícios que apontavam para a prática de um crime, pelo que foi de imediato alertada a Polícia Judiciária (PJ) de Coimbra, que tomou conta do caso e procedeu às respetivas investigações que culminaram, dois dias depois, com a detenção da suspeita. ■


· 6·

Castelo Branco

Que política(s) para o ensino superior no interior do país

Discutir o Ensino Su­ perior é a proposta que o Sindicato Nacional do En­ sino Superior – SNESup, traz a Castelo Branco dia 20 de Fevereiro, entre as 14h e as 18h com a colaboração do Instituto Politécnico de Castelo Branco, este evento decorrerá no Auditório dos Serviços Centrais – Auditó­ rio Comenius. As últimas semanas foram profícuas em aconte­ cimentos e tomadas de po­ sição pelos diversos agentes que intervêm no Ensino Superior, desde o anúncio de Cursos Técnicos Supe­riores Profissionais (CTSP) pelo Secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, à tomada de posição do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos – CCISP. Mas também temas como, a reorganização do ensino superior, serão sem dúvida alguma, uma das questões fundamentais a ser discutida neste encon­ tro, sendo que as institui­ ções PUB

mais afetadas, são inequivo- riores Politécnicos – CCISP, camente as insti­ tuições do o Reitor da Universidade de ensino superior, no interior Trás-os-Mon­tes e Alto Doudo país. Para o SNESup, que ro, o Presidente do Instituto representa cada vez mais um Politéc­nico de Bragança, o maior número de docentes, Presidente da Co­missão de faz todo o sentido trazer esta Coordena­ ção e Desenvol­ discussão ao interior centro vimento R e g­ io­nal d o Cendo país, onde conta com tro – CCDRC, Profes­sor Pemuitos associados. Tanto dro Saraiva, Valter Lemos, mais que o impacto nas ins- ex-Secretário de Estado da tituições de ensino su­perior Educação, o Vice-Reitor no interior do país, em mui- da Universida­ de da Beira to extravasa as ins­tituições, Interior, João Canavilhas, repercutindo-se diretamente o Presi­dente da Câmara de na economia e no envolvi- Idanha-a­-Nova. Armin­do mento destas instituições Jacinto, bem como o Presocial e cultu­ralmente com a sidente do comunida­de local. Sindicato Entre os convidados Na­c ional está o Secretário de Estado do Ensino do Ensino Superior, José Superior Ferreira Gomes, o Presi­ – SNE­Sup, dente do Instituto Politéc­ António Vinico de Castelo Branco, Carcente. ■ los Maia, o Presidente do Instituto Politécnico de Portalegre, Joaquim Mou­rato e também Presidente do Conselho Secretário de Estado Coordenador dos é um dos convidados da iniciativa Institutos Supe­

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Eurodeputada do PCP visitou distrito de Castelo Branco

Inês Zuber preocupada com baixos salários e ajudas comunitárias para os jovens agricultores A deputada europeia eleita pelo PCP, Inês Zuber, esteve na passada sexta-feira, em visita ao distrito de Castelo Branco, onde reuniu com a Associação Distrital de Agricultores de Castelo Branco, Associação de Regantes da Cova da Beira e visitou diversas empresas do setor das confeções. No final do dia, em conferência de imprensa, realizada na sede do PCP, na cidade albicastrense, Inês Zuber deu conta do dia de trabalho, onde fez um balanço do que viu e ouviu pelo distrito. Os baixos salários praticados no setor das confeções, “todos perto do salário mínimo” foi uma das preocupações que a deputada europeia registou no setor das confeções, onde visitou uma empresa no Fundão (Twintex) e a ex-Cilvet, adquirida pelo grupo

Goucam, de Viseu, e que recentemente voltou a laborar na cidade de Castelo Branco. Já no que diz respeito ao capítulo da agricultura, Inês Zuber registou as grandes preocupações em relação aos financiamentos comunitários para os jovens ag ricultores bem como a obrigatoriedade dos pequenos agricultores terem de se coletar, apesar de pratica-

rem uma agricultura, sobretudo, de subsistência. Desta obrigatoriedade surgem os encargos para a Segurança Social o que cria graves dificuldades aos pequenos agricultores e que torna as pequenas explorações, “economicamente inviáveis”. Inês Zuber prometeu levar ao Parlamento Europeu (PE) estas preocupações e questionar a Comissão Europeia (CE), “com o objetivo de ajudar estes setores”.■

Castelo Branco

PS elege Secretariado da Comissão Política Concelhia Em reunião da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Castelo Branco, do dia 03 de Fevereiro, foi eleito o seu Secretariado para o período de 2013-2017. Para além do

Presidente da Comissão Política Concelhia, Luís Correia, integram ainda o Secretariado Arnaldo Brás, João Nuno Carvalhinho, Cristina Granada, Fernando Raposo, Leopoldo Rodrigues, José

Bernardino, Paula Reis, Carlos Casal e Jorge Micaelo. Por proposta do Presidente da Comissão Política, Arnaldo Brás, foi aprovado como Coordenador do Secretariado.■

Junta de Freguesia e STAL chegam a acordo para redução do horário para as 35 horas A Junta de Freguesia de Castelo Branco e o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), assinaram um acordo, na passada sexta-feira, para a reversão do horário para as

35 horas, disse hoje à agência Lusa, fonte do STAL. O acordo coletivo de entidade empregadora (ACEP), foi assinado nas instalações Junta de Freguesia de Castelo Branco, para

a reconversão do horário de trabalho para as 35 horas. Desde segunda-feira, os trabalhadores da autarquia passam a fazer 35 horas semanais em vez das 40 horas.■


Fundão

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

No dia 25 de fevereiro

Museu Arqueológico Municipal do Fundão comemora sétimo aniversário O Museu Arqueológie escultura "Arqueoarteco Municipal do Fundão irá comemorar o seu sétimo aniversário, no dia 25 de fevereiro, terça-feira, com um conjunto de atividades que decorrerão, entre os dias 21 e 28 de fevereiro. Entre 21 e 28 de fevereiro, as entradas no museu serão gratuitas, com o objetivo de dar a descobrir à comunidade o espaço cultural que constitui o museu, e os visitantes poderão ainda usufruir dos serviços de bar, conhecer os jogos de mesa romanos, participar em ateliers de olaria, metalurgia e fogo, assim como visitar a exposição de trabalhos de desenho realizados por alunos do 10º ano do Agrupamento de Escolas do Fundão, que estarão patentes no bar e na biblioteca. Recorde-se que o Museu Arqueológico dispõe

de uma sala de exposição permanente que reúne peças que permitem uma incursão cronológica por três grandes períodos: Pré-história (Paleolítico, Mesolítico, Neolítico e Calcolítico), Proto-história (Idade do Bronze e Ferro) e Período Romano (povoamento,

quotidiano e epigrafia), uma sala de exposições temporárias, auditório, sala de conservação e restauro, biblioteca especializada em História e Arqueologia, espaço internet e cafetaria. Na sexta-feira, dia 21, será inaugurada a exposição coletiva de pintura

Preâmbulo - O tempo fora do tempo", uma mostra patente até 21 de março e que contará com as obras de Bárbara Buhão, Coomonte, Gabriel Seixas, José Elvira, Luís Geraldes, Maria José Correia, Paloma Pájaro, Paula Sanches, Rute Campanha e Valeriano Hernandez. Na segunda-feira, dia 24, o museu estará aberto até mais tarde às 22 horas, e na terça-feira, dia 25, para além de visitas guiadas ao Museu do Centeio n' A Moagem, á noite há música com "Arqueomúsica". Na quarta-feira é dia de poesia e na quinta-feira dia 27, há a II Tertúlia no Museu. No últimodia, 28, tem lugar a partir das 18 horas uma caminhada noturna pelos caminhos de Santiago no Fundão, no Parque do Peregrino. ■

Sábado, 22

Peça de Teatro “Paisagens em Trânsito” O Município do Fundão irá promover, no dia 22 de fevereiro, sábado, às 21.30h, no auditório d’ A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, a exibição da peça de teatro “Paisagens em Trânsito”, pelo Teatro Circolando. Desenvolvendo as linguagens do Teatro de Marionetas, do objeto e teatro físico, a temática do exílio surge nesta peça como centro de interrogações. No átrio de uma estação de comboios imaginária

há um homem carregado de malas, um viajante sem destino com uma história guardada na bagagem. O comboio não chega e, desesperado, o homem abre uma mala atrás da outra, revelando, através dos objetos, pedaços da sua vida. A linha do comboio une as pontas à história, começando no mesmo ponto onde termina. Pelo meio atravessa, invisível, o mundo interior do viajante. As personagens, o condutor do comboio, o guarda da estação, ajudam-nos a

construir o nosso próprio comboio e a seguir viagem. A criação e a interpretação é de Patrick Murys; colaboração na encenação e dramaturgia de André Braga e Cláudia Figueiredo; composição musical de Luís Pedro Madeira e Isabelle Fuchs; construção de Sandra Neves (adereços, marionetas e figurinos); cenografia de Carlos Pinheiro e Nuno Guedes; direção de ator de Luciano Amarelo; operação de luz e som de Francisco Tavares Teles e Pedro Fonseca; execução

de figurinos de Alexandra Barbosa; produção de Ana Carvalhosa e Cláudia Santos e produção executiva da Corropio, Lda. Os bilhetes para esta peça de teatro, destinada a maiores de 10 anos, poderão ser adquiridos na bilheteira da Moagem. O seu custo será de quatro euros para o público em geral, havendo um desconto de 25% para estudantes e portadores do Cartão Social Municipal e do Cartão Moagem. As reservas poderão ser feitas através do 275773032. ■

Domingo, 23

· 7·

Inscrições até dia 20 de fevereiro

Oficina “Sabores à Volta do Mundo - Ásia” na Escola Profissional do Fundão Irá realizar-se no dia 22 de fevereiro, sábado, às 15.00h, na Escola Profissional do Fundão, a oficina “Sabores à Volta do Mundo - Ásia”, dinamizado pela Chef Shiila Serrano. Esta oficina irá proporcionar aos participantes um maior conhecimento dos sabores asiático, ensinando a cozinhar refeições saudáveis com os ingredientes

tradicionalmente usados nesse continente. A oficina terá o custo de 20 euros e as inscrições deverão ser efetuadas, até dia 20 de fevereiro, na Divisão de Ordenamento, Planeamento e Qualidade de Vida, através do telefone 275 779 060, do telemóvel 969 527 918 ou do e-mail qualidadedevida@cm-fun dao.pt. ■

ACICF promove seminário sobre recuperação e reestruturação de empresas A Associação Comercial e Industrial do Concelho do Fundão vai promover no próximo dia 25 de fevereiro pelas 16h, no seu salão nobre, um seminário subordinado ao tema "Recuperação e reestruturação de empresas". O objetivo é esclarecer qual o conceito e os pressupostos de uma situação de insolvência, a tramitação processual e todo o enquadramento legal, designadamente os efeitos civis, fiscais e comerciais nas empresas e nos Administradores/Gerentes. Informar quais os elementos colaterais de uma situação de insolvência e a avaliação do potencial de recuperação da empresa, antes e durante o processo

judicial, as condições da sua viabilização e a necessidade de uma ulterior reestruturação. Distinguir entre Recuperação e Reestruturação da Empresa e explicação da intervenção num e noutro caso. Outro dos temas em debate é a Recuperação de Empresas: PER/SIREVE, como pode uma empresa recorrer ao Processo Especial de Revitalização da Empresa (PER) ou ao Sistema de Recuperação de Empresas por Via Extrajudicial (SIREVE)? Em que situações atuam o PER e o SIREVE? E apresentar alguns instrumentos legais e/ou económico-jurídicos para recuperação de empresas e um Case-Study. ■

Até final do mês de fevereiro

Biblioteca Municipal assinala Dia dos Namorados

Município promove a segunda sessão de “Filminhos Infantis” O Município do Fundão, em parceria com a Zero em Comportamento, irá promover, no dia 23 de fevereiro, às 15.00h, no auditório d’ A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, a segunda sessão de cinema para a infância “Filminhos Infantis”. A par desta sessão irá decorrer, no dia 21 de feve-

reiro, sexta-feira, às 15.00h, no mesmo local uma sessão destinada exclusivamente às escolas. Através de pequenos filmes de animação, pretende-se dar a conhecer às crianças outras realidades, outras línguas e técnicas diferentes daquelas que veem na televisão ou no cinema comercial. No final das sessões dar-se-á espaço às

crianças para falarem sobre os filmes que viram, incentivando assim a reflexão sobre aquilo a que acabaram de assistir e alimentando a noção da importância de ouvirmos a opinião dos outros para formarmos a nossa. As curtas-metragens de animação direcionadas para a infância, indicadas para maiores de quatro

anos, serão as seguintes, “Maestro”, “As Aventuras de Miriam: As Cores”, “O Rapaz na Bolha”, “Demasiado Principezinho”, “Tigre”, “O Miúdo Loiro e a Ovelha Branca”, “ A Nuvem Fofinha”, - “As Fábulas Delirantes 2”. Os bilhetes poderão ser adquiridos na bilheteira da Moagem e terão o custo de três euros. ■

A Biblioteca Municipal Eugénio de Andrade, no Fundão, está a comemorar o Dia dos Namorados com o mote “Faça da Leitura a sua Paixão” e com uma instalação de ferro em forma de coração, feita pela Biblioteca Municipal João Brandão, de Tábua, expos-

ta no átrio do edifício. Nesta instalação estão expostas, até final de fevereiro, algumas sugestões de leitura dedicadas ao romance e quem as requisitar terá como oferta uma bolacha de canela e um marcador de livro dedicado a esta temática.■


· 8·

Regional

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Trail Run descobre o concelho de Ródão Contrariando lendas e antigas maldições, Ródão é herdeira de Terras de Oiro, onde a excelência e diversidade dos elementos naturais e da paisagem emprestam a toda esta região uma beleza única e diferenciadora. Compete aos rodenses gerir com critério esta herança, promovendo iniciativas que promovam e valorizem este legado natural, através do desporto e da aventura, mas também recorrendo a outras formas, abertas à imaginação,

atraindo os visitantes, proporcionando-lhe atividades e experiências que os levem a conhecer o território, em estreito respeito pela paisagem e pelos valores naturais. Estes princípios universais de desenvolvimento sustentável enquadram-se na promoção de atividades de ar livre como aquela que a empresa Horizontes, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, promoveu no passado dia 8 de fevereiro, ao organizar a segunda etapa do “Trail

Classificações

Trail Femininos - 25 Km 1º Anabela Duque – A.C MAMEDE (Batalha) 2:46:40 horas 2º Cláudia Silva - A.C MAMEDE (Fátima) 3:04:32 horas 3º Marisa Lemos – Sun Set Runners (Tomar) 3:05:49horas Trail Masculinos - 25 Km 1º António Silvino – A.C.MAMEDE (Caldas da Rainha) 2:05:35 2º Guilherme Neto - Sun Set Runners (Leiria) 2:07:10 3º Ricardo Morgado - C.D.R.C (Vila Vª de Ródão) 2:08:58 Ultra Trail Femininos - 50 Km 1ª Isabel Moleiro – S.S C.G.D. (Lisboa) 5:45:59 2ª Raquel Afonso – Novabase ( Lisboa) 06:10:35 3ª Ana Lúcia Duarte – Falcões Selvagens ( Malveira) 6:29:48 Ultra Trail Masculinos - 50 Km 1º Luís Mota – Casa Benfica Abrantes (Tomar) 4:18:24 2º Rui Luz – Individual (Belas) 4:29:50 3º Jorge Bento - Individual (Ponte de Sor) 4:54:02

Run Território” e que levou a Ródão cerca de 200 atletas, com idades até aos 70 anos, mas que mostraram a capacidade e o arrojo para abraçar desafios exigentes, apelando às suas energias mais profundas para ultrapassar as dificuldades colocadas pela orografia e pela inclemência de uma meteorologia que, este ano, virou costas ao sol e teima em preencher, até aos limites, os cursos de água que cruzam toda esta região. Foi com enorme coragem que os participantes se lançaram a um percurso empapado, e que por isso se tornava ainda mais penoso e com um acréscimo de risco, atravessando ribeiros que se tornaram torrentes mas que não os impediu de avançar e apreciar os inúmeros pontos de interesse disseminados pelo percurso e que começavam logo no início com a travessia da ponte pedonal, recém-construída sobre o ribeiro do Enxarrique, com vista privilegiada para as Portas de Ródão; de seguida deu-se a “conquista” do castelo do rei Vamba, pelo íngreme caminho de romaria, que abriu os horizontes para os imensos desafios que esperavam estes corajosos guer-

reiros do Trail Run. Nas aldeias situadas ao longo deste percurso, Vilas Ruivas, Foz do Cobrão, Alvaiade e Tostão as populações locais saíram à rua para receber os atletas, aplaudindo com entusiasmo a sua passagem e as associações abriram as suas portas, pondo uma mesa farta à disposição, para compensar o físico e a alma dos atletas, desgastados pelo esforço resultante de horas de corrida. A chegada à meta e o final desta aventura por terras de Ródão processou-se a um ritmo suave, pautado

pela diversidade de ritmos de corrida dos intervenientes. Em todos eles ficaram registadas as imagens de um percurso duro mas com motivos mais do que suficientes para os compensar do esforço desenvolvido e onde registamos as palavras do vencedor da prova de ultra Trail, o campeão Luís Mota, “Correr no Coração de Portugal; hoje tive a felicidade de correr num percurso soberbo. Uma “pérola” do nosso Portugal! Felicito a organização pelo trabalho desenvolvido e pela qualidade do percurso que criou. Tive

apenas muita pena de não ter ficado mais tempo nos abastecimentos, dada a sua qualidade. Grande prova em Vila Velha de Ródão”. Os atletas classificados nos três primeiros lugares de cada categoria, foram agraciados pela Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, com um troféu, que recordará a participação nesta primeira edição do Trail em Ródão, e com a oferta de vouchers que convidam a voltar, juntamente com as famílias, e a conhecer melhor o concelho e os seus múltiplos pontos de interesse. ■

Programa de incentivo Covilhã presta homenagem a Isilda Barata Por proposta do Presi- riedade, com uma elevada da Covilhã. eleita pelo Distrito de Casdente Vítor Pereira, a Câimportância moral e cíviRefira-se que Isilda da Branco à Assembleia ao comércio no centro mara Municipal da Covi- ca, que sempre manteve as Silva Barata nasceu a 10 telo da República, nas I e II Lelhã apresentou um voto de suas convicções. Por mais de Janeiro de 1944, na fre- gislaturas, além de membro da cidade pesar pelo falecimento da que se recordem as suas guesia de Cortes do Meio, e da Assembleia Municipal Continuam abertas as inscrições para o Programa de Incentivo ao PICCC – Programa de Incentivo ao Comércio no Centro da Cidade, desenvolvido pela Câmara Municipal da Covilhã com o intuito de revitalizar a zona comercial do centro do município. Com efeito, em 20 ruas desta zona, é possível durante um ano, beneficiar de um subsídio a fundo perdido para o qual a Câmara Municipal da Covilhã disponibiliza um orçamento de 50 mil euros. Quem tiver a iniciativa de abrir uma loja na área abrangida pelo Programa, terá uma ajuda mensal da autarquia, sendo que para que tal aconteça, o espaço em questão terá que estar

encerrado há pelo menos três meses. Desde Julho de 2012, esta autarquia já recebeu 21 candidaturas, estando actualmente 11 delas a beneficiar do apoio do PICCC, num valor anual global de 22 mil euros. As candidaturas continuam abertas e estão disponíveis via internet, no site www.cm-covilha.pt, ou através do URL http:// piccc.cm-covilha.pt.■

Deputada Municipal Isilda da Silva Barata. A iniciativa do Presidente do município, feita na reunião de 7 de Fevereiro de 2014, foi acolhida positivamente por todos os membros do executivo. Para além deste voto de pesar é intenção da autarquia homenagear, a título póstumo, Isilda da Silva Barata, no próximo dia 20 de Outubro de 2014. Trata-se de “um sentido gesto de agradecimento à deputada municipal pela sua dedicação à consolidação da democracia portuguesa, em geral, e do concelho da Covilhã, em particular. Uma cidadã exemplar, com uma intervenção cívica marcante ao longo dos anos, uma mulher dedicada à solida-

qualidades nunca são demais as palavras de apreço para uma personalidade da dimensão humana de Isilda Barata”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal

faleceu no dia 24 de Janeiro de 2014, tendo dedicado grande parte da sua vida a causas públicas. Em termos políticos, foi deputada do CDS-PP,

da Covilhã durante vários mandatos e Presidente da Assembleia de Freguesia de Cortes do Meio. Ao nível profissional e sindical, Isilda Barata foi uma trabalhadora têxtil sempre dedicada à defesa dos direitos dos trabalhadores através da sua actividade sindical na UGT – União Geral, tendo sido também militante da Federação dos Trabalhadores Democratas-Cristãos (FTDC), onde também ocupou funções dirigentes. Até aos seus últimos dias, Isilda Barata não abandonou as suas fortes convicções políticas e os valores em que acreditava, sempre guiada pela generosidade, perseverança e ideais democráticos e cristãos. ■


Idanha-a-Nova

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

Ajidanha - Associação de Juventude de Idanha-a-Nova

Casa cheia para assistir “À deriva” em Lisboa A Ajidanha - Associação de Juventude de Idanha-a-Nova apresentou no domingo, dia 9, em Lisboa a sua mais recente peça de teatro, num espetáculo que encheu a Casa do Concelho de Idanha-a-Nova, situada na Avenida da Liberdade. Mais de 60 pessoas assistiram à encenação de “À deriva”, peça que parte de uma adaptação livre do texto teatral "Em Alto Mar", de Slawomir Mrozek, para criar uma dramaturgia própria, uma linguagem cómica e visual, capaz de dialogar com a profunda crise de valores em que Portugal, e o mundo em geral, estão mergulhados. É contada a história de dois homens e uma mulher perdidos em alto mar, após o que se julga ter sido uma catástrofe natural. O enredo da peça gira em torno da maneira como estes três

náufragos, circunscritos ao espaço de uma balsa (jangada) e ao mesmo tempo rodeados pela imensidão do mar, enfrentam o problema da fome. A apresentação da peça em Lisboa destinou-se a levar o trabalho realizado pela Ajidanha até à comunidade idanhense que reside na capital portuguesa. Face ao grande sucesso de “À Deriva”, com encenação de José Carlos Garcia e Nádia Santos e interpretação de Ana Grilo, Bruno Esteves e Rui Pinheiro, a produção estreada no ano passado soma mais de duas dezenas de apresentações. Estão já confirmados novos espetáculos, nomeadamente dia 17 de março, na Covilhã, no festival de teatro da ASTA - Associação de Teatro e Outras Artes. ■

4º Torneio de Ténis de Mesa CTIN O Clube de Ténis de Idanha-a-Nova (CTIN) organizou o seu 4º Torneio de Ténis de Mesa que terminou na segunda-feira, dia 10 de fevereiro, com a disputa da fase final entre os oito melhores jogadores apurados nas duas semanas anteriores. Nelson Santos saiu vencedor de um torneio em que participaram 13 atletas, 11 de Idanha-a-Nova e dois do Ladoeiro. A competição juntou jovens e adultos num evento intergeracional que demonstra a vitalidade do ténis de mesa em Idanha-a-Nova. Avós e netos, pais e filhos competiram neste torneio que teve a particularidade dos familiares mais “velhos” terem sidos eliminados na 1ª fase, permanecendo os mais novos a representar a sua família. A fase final do torneio ficou marcada pela ausência do líder do ranking, Renato Rodrigues, que não pôde comparecer. Um dos candidatos ao titulo ficou assim pelo caminho. Mas azar de uns, sorte de ou-

tros, pois o seu lugar nos quartos de final viria a ser ocupado pelo suplente Álvaro Rocha (ex-presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova) que terminou em 10º do ranking , batendo António Geraldes (9º) para ocupar esse lugar. Ainda nos quartos de final estiveram três jovens sub-16 (João, Pedro e Dinis), mas face à qualidade

dos seus adversários não conseguiram iram mais além. Nas meias finais registou-se um grande encontro entre Nelson Santos e João Caldeira, vencedor do último torneio do CTIN mas nesta ocasião derrotado por 3-1. Na outra meia final, e com o mesmo resultado, Rui Aziago, mais conhecido por Ruca, derrotou Álvaro Rocha.

Rui Aziago e Nelson Santos defrontaram-se, então, numa final bastante disputada. Nelson chegou aos 2-0 mas Ruca reagiu bem, vencendo o 3º jogo e chegando a liderar o marcador no 4º, que Nelson viria a ganhar por 11-9. O resultado final do encontro foi 3-1 e Nelson Santos foi proclamado vencedor do 4º Torneio de Ténis de Mesa CTIN, que contou mais uma vez com o apoio da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova. Realizou-se ainda um sorteio de dois bilhetes para o Oceanário de Lisboa, ganho pelo jovem João Ferrer. Todos os inscritos receberam um prémio de participação. Também foi apresentado o 4º CATI – Circuito dos Amigos do Ténis de Idanha-a-Nova, próximo evento aberto a todos, sobretudo aos não federados, com inicio em março (até novembro). Mais informações através do contacto 961 815 942 ou em www. C AT I d a n h a . b l o g s p o t . com.■

· 9·

Aldeias Históricas de Portugal

Foto de Monsanto conquista terceiro lugar em passatempo

Uma foto de Monsanto, da autoria de Joana Rocha, obteve o terceiro lugar no passatempo “A Minha História na Aldeia”, promovido pela rede de Aldeias Históricas de Portugal em parceria com a National Geographic-Portugal. Foram apresentadas 29 fotografias a concurso, tendo sido da responsabilidade do júri a seleção dos 10 melhores trabalhos. Aos fãs no Facebook foi dada a oportunidade de votarem online as fotografias a concurso. À que recebeu maior número de “likes” foi atribuído, de igual modo, prémios de participação.

A foto da aldeia Monsanto, no concelho de Idanha-a-Nova, foi a terceira participação mais votada pelo júri, composto pelo National Geographic, Aldeias Históricas de Portugal e um especialista em fotografia. Cada premiado vai receber vouchers para dois fins de semana nas Aldeias Históricas de Portugal. Os autores das cinco primeiras imagens premiadas pelo júri recebem uma assinatura anual da revista National Geographic-Portugal e um galardão, por via postal , certificando que foram as melhores participações no concurso. ■

Idanha-a-Nova investe 216 mil euros no edifício dos Paços do Concelho

A Câmara de Idanha-a-Nova vai requalificar o edifício dos Paços do Concelho, através de um investimento de 216 mil euros, anunciou o presidente do município. "Esta requalificação do edifício insere-se numa política de modernização que temos em curso em Idanha-a-Nova. Vamos instalar no edifício o balcão único de atendimento", disse Armindo Jacinto. O autarca referiu ain-

da que as obras incluem a "instalação de novas tecnologias, otimização de serviços e a melhoria da eficiência energética", além de permitirem uma "melhoria substancial na qualidade do atendimento aos munícipes". "Tudo isto integra o programa 'Mais Perto do Munícipe' que estamos a implementar no concelho, no âmbito de um processo de modernização administrativa", explicou Armindo Jacinto. ■


· 10· Europa

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

A Europa e Nós Comissão apresenta um plano de ação para apoiar o desenvolvimento da energia azul Os membros da Comissão Maria Damanaki e Günther Oettinger apresentaram, um novo plano de ação para promover o desenvolvimento do setor da energia oceânica renovável na Europa. Um elemento central do plano de ação será a criação de um fórum da energia oceânica, que reunirá as partes interessadas a fim de reforçar as capacidades e promover a cooperação. O plano de ação deve contribuir para dinamizar este setor emergente da «energia azul» na via de uma plena industrialização. A energia oceânica abrange todas as tecnologias de recolha das energias renováveis dos nossos mares e oceanos, com exceção da energia eólica marinha. A sua exploração deverá contribuir para a descarbonização da economia da UE e o fornecimento à Europa de energia renovável segura e fiável.

Evolução do emprego e da situação social Uma das consequências sociais mais tangíveis da crise económica é o aumento significativo da pobreza entre a população ativa. Uma redução gradual dos níveis de desemprego pode não ser suficiente para inverter esta situação caso se mantenha a polarização salarial, nomeadamente em resultado do aumento do trabalho a tempo parcial. Esta é uma dos principais conclusões da edição de 2013 do Relatório sobre a evolução do emprego e da situação social na Europa, que analisa igualmente o impacto positivo das prestações sociais na probabilidade de as pessoas regressarem ao mercado de trabalho, os efeitos das persistentes disparidades entre os géneros e a dimensão social da União Económica e Monetária. O relatório demonstra que só em metade dos casos um emprego pode ajudar as pessoas a sair de situações de pobreza, na medida em que muito depende do tipo de trabalho que o indivíduo encontra, mas também da composição do seu agregado familiar e da situação profissional do parceiro. O relatório revela ainda que, contrariamente ao que se possa pensar, em situações iguais, as pessoas que recebem prestações de desemprego têm maiores probabilidades de encontrar trabalho do que as que não beneficiam destas prestações. Ainda que as disparidades entre géneros que sempre prejudicaram as mulheres tenham regredido em resultado da crise, persistem as diferenças em termos da participação no mercado de trabalho, níveis salariais e risco de pobreza.

A Comissão Europeia insta os Estados-Membros a reconhecerem a importância central da indústria para a criação de emprego e o crescimento na Europa, bem como a integrarem as preocupações em matéria de competitividade da indústria em todos os domínios de intervenção política. A Comissão insta o Conselho e o Parlamento a adotarem propostas sobre a energia, os transportes, o espaço e a redes digitais de comunicações, bem como a aplicarem ou a garantirem a execução efetiva da legislação necessária para a consecução do mercado interno. Além disso, a modernização industrial deve ser prosseguida através do investimento na inovação, da eficiência dos recursos, das novas tecnologias, das competências e do acesso ao financiamento, acelerado pelo recurso a fundos da UE, especialmente concebidos para o efeito.

No âmbito de uma iniciativa específica lançada pela Comissão, as disposições fiscais dos Estados-Membros vão ser examinadas para garantir que não são discriminatórias relativamente aos trabalhadores móveis da UE. O exame incidirá quer nas pessoas economicamente ativas, tais como trabalhadores assalariados e independentes, quer nas que não o são, por exemplo, reformados. A iniciativa vem complementar e concluir um projeto anterior que analisou o tratamento fiscal dos trabalhadores transfronteiriços. A mobilidade dos trabalhadores constitui um dos principais fatores com grande potencial para aumentar o crescimento e o emprego na Europa. Estima-se que o PIB da UE-15 tenha aumentado quase 1 % a longo prazo em resultado da mobilidade suscitada pelo alargamento da União. Todavia, os obstáculos fiscais continuam a ser um dos principais fatores dissuasores para os cidadãos que saem do seu país de origem a fim de procurar trabalho noutro Estado-Membro. Os obstáculos fiscais podem surgir tanto no Estado-Membro de origem como no novo Estado de residência. Essa é a razão por que a Comissão irá levar a cabo, no decurso de 2014, uma avaliação aprofundada dos regimes fiscais dos Estados-Membros, para determinar se estes colocam em situação de desvantagem os cidadãos móveis da UE. Se forem detetadas violações às liberdades fundamentais consagradas pela UE, a Comissão irá alertar as autoridades nacionais para esse facto e insistir para que se proceda às alterações necessárias. Caso esses problemas persistam, a Comissão dará início a procedimentos por infração contra os Estados-Membros em causa.

Comissão Europeia recomenda princípios mínimos para a exploração de gás de xisto A Comissão Europeia adotou uma recomendação que visa assegurar uma proteção adequada do ambiente e do clima no que respeita à técnica de fracturação hidráulica maciça utilizada, nomeadamente, nas operações de exploração de gás de xisto. A recomendação deverá ajudar os Estados-Membros que pretendam recorrer a esta prática a fazerem face aos riscos para a saúde e o ambiente e a aumentarem a transparência para os cidadãos. Além disso, cria condições de concorrência equitativas para as empresas do setor e estabelece um quadro mais claro para os investidores. A recomendação é acompanhada de uma comunicação que analisa as oportunidades e os problemas da utilização da fracturação hidráulica maciça para a extração de hidrocarbonetos. Ambos os documentos se integram numa iniciativa mais vasta da Comissão destinada a criar um quadro integrado para as políticas do clima e da energia aplicável até 2030.

Fonte: Europe direct Beira Interior Sul

Comissão apela a uma ação imediata que conduza a um renascimento industrial europeu

Comissão aborda problema da discriminação fiscal dos cidadãos móveis da UE


Educação · 11·

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

João de Deus cumpre a tradição das Janeiras Os alunos do Jardim-Escola João de Deus de Castelo Branco, cumpriram a tradição e foram cantar as Janeiras com um enorme entusiasmo e felizes, por se fazerem acompanhar não só pelos seus docentes, mas por alguns familiares: pais, avós, tios, irmãos… O trajeto desta atividade foi realizado a pé, não só porque o tempo estava convidativo ao passeio, mas porque a tradição as-

sim o exige. A comunidade educativa do Jardim-Escola João de Deus cumpriu mais um ano esta tradição, ao entoar as Janeiras na Câmara Municipal, Junta de Freguesia e Museu Francisco Tavares Proença Júnior. É de salientar que as crianças se sentiram cidadãos importantes, pois foram recebidos no Salão Nobre pelo Presidente da Câmara; pelo Presidente da Junta e alguns colabo-

Escola Superior de Educação de Castelo Branco promove cursos breves A Escola Superior de Educação (ESECB) promove, nos dias 20, 21 e 27 de fevereiro, três cursos breves, com o professor e psicólogo clínico Hugo Pinto. Nos dias 20 e 21 de fevereiro, a formação incide sobre, respetivamente, os módulos I e II da “Análise e interpretação do desenho infantil”. O primeiro módulo abordará “A dimensão de avaliação sócio-emocional” enquanto o segundo será sobre a “Dimensão de desenvolvimento e avaliação cognitiva”. O terceiro curso breve é sobre o “Estilo da APA: Normas de elaboração de referências bibliográficas” e tem por objetivo “pro-

porcionar aos formandos um conjunto de recursos teóricos e práticos que contribuam para o desenvolvimento de competências de mestria no âmbito da elaboração de referências bibliográficas (American Psychological Association, 6ª edição) que contribuam para a qualidade, rigor e correção científica na realização de trabalhos académicos e monografias de fim de curso”. Os cursos destinam-se a profissionais, estudantes e público em geral. Cada formação tem um custo de inscrição de 10 euros para estudantes e 15 euros para o público em geral. ■

Troca de Sementes e Corantes Naturais na Covilhã A Cidade da Covilhã acolhe pela segunda vez uma Troca de Sementes no próximo dia 22 de Fe­vereiro, das 15h às 18h00, no Núcleo da Real Fábri­ca Veiga/ Centro de Inter­pretação dos Lanifícios, Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Inte­rior (UBI), organizado pelo Grupo de Transição da Co­vilhã em colaboração com o Museu de Lanifícios e o Grupo Tribo da Estrela. Neste evento, para além da troca tradicional de sementes da região, irá decorrer uma sessão sobre sementes autócto­nes da Beira Interior e um workshop de tingimento com corantes naturais. Estará patente ao pú­

blico um herbário de plan­ tas e árvores do jardim do Agrupamento de Escolas Frei Heitor Pinto e da auto­ ria dos alunos de 11ºano do Curso Técnico de Gestão do Ambiente desta escola. A troca de sementes entre os participantes irá decor­rer das 15h até as 18h00, sendo que qualquer pessoa poderá trazer as suas se­mentes (bem como estacas, bolbos, pequenas plantas...) para trocar. Associado a este even­to encontra-se uma exposi­ção temporária a inaugurar no dia 3 de Abril de 2014 da autoria de Lara Mon­ toya Andrès, intitulada de “Cores, Plantas e Povos”. A entrada no evento é gratuita. ■

radores, cantando no largo que ladeia a entrada; e por fim, pela Diretora e demais colaboradores do Museu. Como o Trabalho de Projeto tem como grande tema: As Artes, viram assim executada uma das atividades planeadas. Prometendo a todos voltar no próximo ano civil, com o mesmo entusiasmo e brilho na alma, por fazerem parte importante na divulgação e preservação da tradição.■

PUB

ANÚNCIO/EDITAL 1/2014 Implementação da Rota Moradal-Pangeia AVISO AOS PROPRIETÁRIOS DE TERRENOS Freguesias de: Estreito-Vilar Barroco, Sarnadas de S. Simão e Orvalho A Grande Rota do Moradal – Pangeia, é um projeto que visa a valorização e internacionalização do património natural e arqueológico do concelho, através da sua integração no Trilho Internacional dos Apalaches. O trilho português, a ser implementado em Oleiros – nas freguesias de Estreito-Vilar Barroco, Sarnadas de S. Simão e Orvalho, recebe o nome Rota do Moradal – Pangeia em alusão à emblemática montanha quartzítica deste concelho, muito valiosa em geo e biodiversidade, assim como ao continente que existiu até há 200 milhões de anos e que reunia todos os continentes que existem atualmente. Com a introdução em Portugal do mais famoso percurso pedestre do mundo, mais precisamente em Oleiros, permite-se não só essa ligação transcontinental, numa aproximação ao mercado americano, como também se potencia a diversificação da oferta turística desta região do Geopark Naturtejo, sob os auspícios da UNESCO, apostando no turismo de natureza e no touring cultural e paisagístico. Dando diversidade à oferta de experiências ao longo do percurso e pretendendo alargar o leque de potenciais utilizadores, para além da existência de uma via de BTT, da valorização de miradouros existentes e da recuperação de trilhos antigos, o projeto contempla ainda uma escola de escalada e uma Via Ferrata com 150 m, a primeira a ser implementada em Portugal. Inserindo-se na estratégia de organização e valorização dos pontos de interesse do concelho e no âmbito do projeto agregador - Rota das Montanhas de Oleiros, a Grande Rota do Moradal – Pangeia, será um eixo turístico de características polivalentes para dar resposta aos diferentes públicos e ampliar o interesse de qualquer visitante em conhecer a região. A sua implementação requer a abertura/limpeza de pequenas “veredas” e desobstrução de passagem, o que inclui corte de matos existentes e pequenas desramações de árvores ou arbustos. Todos os trabalhos serão feitos por gestão moto-manual da vegetação, sendo o material sobrante incorporado no solo. A previsão de início dos trabalhos é dia 1 de Março de 2014, nos locais assinalados em planta anexa. O acompanhamento dos trabalhos será feito pela Junta de Freguesia de Estreito/Vilar Barroco, pelo que qualquer outra informação adicional deverá ser obtida junto da mesma. E para constar se lavrou o presente anúncio/edital que vai ser afixado nos lugares designados por lei, na impossibilidade de contactar pessoalmente todos os proprietários. Município de Oleiros, 10 de Fevereiro de 2014. O Presidente da Câmara Municipal (Fernando Marques Jorge) Anexo:


· 12· Destaque

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Unidade de Cuidados Co

500 anos da Misericórdia de Castelo Branco

POR CRISTINA VALENTE

A Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco (SCMCB), abre no próximo mês de maio. O anúncio foi feito durante a sessão solene das comemorações dos 500 anos, no passado domingo. Este era um anseio de há muito, recorde-se que a unidade, pronta à cerca de ano e meio esperava o aval do governo para poder começar a funcionar. “Estas coisas não acontecem quando a gente deseja, estivemos demasiado tempo à espera, foi um pouco penoso” confessa o provedor da Santa Casa de Castelo Branco, Manuel Cardoso Martins. O facto de as instalações estarem prontas e não estarem a funcionar significava mensalmente um prejuízo avultado para a Instituição, que contraiu um empréstimo bancário de 2 milhões de euros, para a construção do edifício, “empréstimo que está a pagar, temos que o fazer em 15 anos, sem ter retorno e num período em

que a conjuntura do país está muito difícil não tem sido fácil, mas estamos a cumprir” afirma Cardoso Martins provedor da Misericórdia. Para o responsável o importante agora é a Unidade entrar em funcionamento. Cardoso Martins adianta que conhecida a data de abertura, a Santa Casa com os demais parceiros, Ministério da Saúde e Santa Casa da Misericórdia vão determinar qual será para já a capacidade inicial da unidade, “neste momento não posso adiantar quantas camas serão de média duração e quantas serão de longa duração, só para o final do mês esses dados estarão estabelecidos”. Recorda-se que a unidade foi construída para 61 camas, mas é possível, que nesta primeira fase fiquem em funcionamento apenas 51, “e depois com o tempo se chegará ao limite para que foi construída” afirma Cardoso Martins. A abertura da Unidade de Cuidados Continuados significa também a criação de postos de trabalho, “serão criados cerca de 30

novos postos de trabalho, haverá também a deslocalização de funcionários que já estão na instituição e disponíveis para ocupar lugares na nova unidade”. 500 anos de apoio à população mais necessitada

As comemorações oficiais dos 500 anos da Misericórdia de Castelo Branco, começaram com a celebração da missa, na Sé Catedral, transmitida pela TVI, e celebrada pelo Bispo da Diocese D. Antonino Dias. Na homilia D. Antonino destacou a atividade da Misericórdia, e os serviços que tem prestado, “à fé à cultura e à preservação do património material e imaterial Manuel Cardoso Martins, provedor da SCMCB, lembrou na sessão solene, que a instituição dedicou 450 anos da sua existência à área da saúde, das pessoas mais carenciadas e aos idosos, “tendo sido até 1975 o único hospital da cidade de Castelo Branco” passando a partir de então a instituição a dedicar-se aos idosos e às crianças.

Manifestantes contestaram visita de 1º Ministro

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, tinha a recebe-lo junto da Misericórdia de Castelo Branco algumas dezenas de manifestantes que, entre palavras de ordem e insultos, disseram considerar a presença do governante "uma ofensa

para a população". "Consideramos que a vinda de ministros e deste primeiro-ministro ao distrito é uma ofensa [porque] têm feito uma política que está a empobrecer os trabalhadores e a população, e que está a contribuir para a

desertificação do distrito", explicou Luís Garra, coordenador da União dos Sindicatos de Castelo Branco e porta-voz dos manifestantes. Luís Garra referiu ainda que "estas pessoas são 'personas non gratas' no distrito".■

Luís Correia lembra desertificação e envelhecimento do interior O autarca albicastrense aproveitou a presença do Primeiro Ministro para focar um dos temas que utilizou durante a campanha eleitoral, “discriminação positiva para o interior”. “A sua presença, revela a necessária preocupação com o interior e para com os seus problemas específicos, que justificam a adoção de medidas de desenvolvimento que coloquem o interior na agenda como

prioridade efetiva e definitiva da ação do estado” afirmou o autarca albicastrense. Luís Correia lembra que a desertificação e o envelhecimento do país, não é já “deste ou daquele concelho, é um problema nacional”. Recordando a importância da rede de serviços sociais, não só no apoio às populações mas também em termos económicos, o autarca afirma que “apesar disso, não

queremos ser empurrados para a condição de território limitado predominantemente às atividades deste sector” e lembra que o interior ambiciona também atrair mais empresas que possam instalar-se em condições competitivas, “tão competitivas como as existentes em zonas mais industrializadas, e que os empresários possam reforçar a sua expansão para os mercados externos”.■

Arranje lá maneira de ajudar os pobres Após a sessão solene, Pedro Passos Coelho visitou as instalações da Santa Casa da Misericórdia de Castelo Branco, onde pôde contactar com alguns dos idosos. Na sala de convívio,

onde o ambiente era de festa, o 1º Ministro ouviu o apelo de uma das idosas “ajude lá os mais pobres”. Sem se escusar ao contacto com os utentes, o 1º ministro lá foi

respondendo a algumas perguntas e dando alguns esclarecimentos. A fechar a visita, assinou o livro de Honra da Instituição e visitou o Museu de Arte Sacra.■


Destaque · 13·

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

ontinuados abre em maio Passos Coelho diz que é preciso mudar as politicas para combater desertificação

1º Ministro diz que é preciso mudar as politicas de combate à desertificação

Tem atualmente 340 trabalhadores, que respondem a várias necessidades, como lares, residenciais de pessoas idosas e acamados, creches e jardins de infância, centros de dia, centros de convívio, emergência social, cantina social, serviço de apoio domiciliário, acompanhando mais de 900 pessoas. Manuel Lemos, Presidente da União das Misericórdias Portuguesas, lembrou que as misericórdias têm sido parceiros do governo ao longo desta crise, “que hoje como à 500 anos estão ao lado do governo e dos portugueses que precisam para os ajudar nas suas dificuldades”. Admitindo que as Misericórdias, “nem sempre são parceiros fáceis” mas acrescenta “somos leais e frontais”.

Passos Coelho reiterou que sem investimento na economia não é possível desenvolver o interior do país. “Tivemos durante muitos anos oportunidade de gastar muito dinheiro, supostamente para corrigir as assimetrias, entre o interior e litoral do país, levamos mais de 25 anos de politicas suportadas por fundos europeus, em muitos aspetos essas assimetrias estenderam-se” para o Primeiro Ministro não é suficiente gastar dinheiro, afetar recursos ao investimento para que essas asManuel Lemos, aproveitou para “reafirmar” a disponibilidade das misericórdias para participar na reforma do estado, e por isso afirma a necessidade urgente das misericórdias participarem na definição das linhas eixos e regulamentos fundamentais, no-

simetrias desapareçam “é preciso uma estratégia diferente” afirmou Passos Coelho. “São necessárias orientações novas, que nos possam ajudar a gastar melhor o dinheiro. Investimentos que nos possam trazer alguma rentabilidade, para termos a certeza que não gastamos o dinheiro para construir aquilo que depois possa exigir grandes dispêndios a conservar e recuperar, mesmo quando é pouco utilizado” afirmou Passos Coelho. Para o Primeiro Ministro é fundamental ter meadamente nos programas operacionais, “porque o país já tem demasiados pavilhões multiusos fechados e rotundas que não levam a parte nenhuma”. Para o presidente da União das Misericórdias Portuguesas é preferível, “uma rede de apoio do-

a certeza que os investimentos que vão ser feitos nos próximos anos, “vai trazer emprego sustentável, possa gerar recursos que fiquem, que possam ser apropriados nos territórios onde os investimentos são feitos”. O novo ciclo de financiamento europeu, que se abre este ano, é para Pedro Passos Coelho, uma oportunidade para corrigir “alguns dos entorses” que foram permanecendo e outros que se foram agravando com as politicas de desenvolvimento regional que foram sendo seguidas. ■ miciliário, inteligente e eficaz a requalificação de equipamento dos idosos e crianças, e a recente Rede de Apoio Solidária” a ser assim, acrescenta, “têm que ser os atores da economia social e solidária os atores desses programas”.■


· 14· Vila de Rei

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Mostram dinamismo e apresentam um conjunto diversificado de atividades

Câmara aprova planos de atividades nos museus e biblioteca municipal POR PAULO JORGE MARQUES

O executivo da câmara de Vila Rei aprovou os planos de atividades para o ano 2014 do museu municipal, museu da geodesia, museu do fogo e da resina e museu da escola e ainda o plano de exposições do ano 2014 da Biblioteca Municipal José Cardoso Pires. Esta decisão integra-se no seguimento da politica cultural levada a cabo pelo município, tendo em conta que as entidades referidas mostram bastante dinamismo, apresentando um conjunto diversificado de atividades. Entidades estas que, no âmbito das suas funções, procedem a in-

vestigação, recolha, conservação e divulgação do património, oferecendo a toda a comunidade, em particular aos jovens, novas e diferentes oportunidades de educação e formação. Entre as ações levadas a cabo refira-se as visitas guiadas aos visitantes, exposições temporárias, participação nas atividades comemorativas propostas pelo IGESPAR, nomeadamente a “Noite nos Museus”, “Dia Internacional dos Museus” e “Jornadas Europeias do Património”, entre outros. Refira-se ainda a participação e colaboração na planificação de ativida-

Assembleia Municipal elege representantes nas entidades externas POR PAULO JORGE MARQUES

A Assembleia Municipal de Vila de Rei procedeu à eleição dos membros deste órgão para diversas entidades externas. O presidente da Junta de Freguesia de Vila de Rei, João Bernardino é o representante de todas as juntas de freguesia do concelho que participou no Congres-

so da Associação Nacional de Municípios Portugueses. Já os representantes na Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo são Paulo Brito, Carlos Nunes e Carla Sarmento. Paulo Brito (presidente da mesa da Assembleia Municipal) representou também a AM no congresso da Associação Nacional de Municípios.■

des/comemorações com os gabinetes de educação, ação social, turis-

O executivo camarário aprovou também por unanimidade conceder um apoio no valor de 600 euros à

Moinho da Várzea da Arrifana recuperado POR PAULO JORGE MARQUES

A Junta de Freguesia da Fundada já iniciou as obras de recuperação do moinho da Várzea da Arrifana, na Ribeira do Bostelim. O objetivo passa por recuperá-lo e pô-lo a funcionar, para assim conservar um património. Os mais jovens podem ter contato com este engenho, que pode receber visitas pedagógicas e outras. O facto de se encontrar no percurso pedestre "A Rota do Bostelim" e ser possível a sua recuperação, foram fatores que pesaram nesta Junta de Freguesia., "Fundecisão. Associação Desportiva, Re- AS récitas obtidas com a dada a Riqueza de um Pacreativa e Cultural da Bor- venda do livro editado pela trimónio", vão custear os da da Ribeira, Louriceira e Marmoural. O objetivo e Reuniões do executivo proceder a obras de manutenção do recinto de festas.■

Associação dos Bombeiros de Vila de Rei recebe apoio POR PAULO JORGE MARQUES

A Associação dos Bombeiros de Vila de Rei vai receber um apoio camarário de 150 euros

para ajudar nas despesas respeitantes ao Conselho Nacional da Liga dos Bombeiros Portugueses , a realizar no concelho de Vila de Rei. ■

atualização das atividades no site do município e no facebook.

Pelo oitavo ano consecutivo, a autarquia de Vila de Rei vai realizar o concurso de pintura e desenho, este ano subordinado ao tema “ Ofícios Tradicionais”. Com este evento pretende-se a divulgação e promoção do concelho e a difusão da suas potencialidades turísticas, culturais e etnográficas. Até à data este concurso teve excelente participação, não só de Vilarregenses mas também de cidadãos anónimos, que assim partem à descoberta das potencialidades do concelho. ■

Junta de Freguesia da Fundada

Associação da Borda da Ribeira, Louriceira e Marmoural apoiada POR PAULO JORGE MARQUES

mo, desporto, ambiente, entre outros e o trabalho contínuo na divulgação e

Concurso de pintura e desenho subordinado ao tema “ Ofícios Tradicionais”

trabalhos. As obras já começaram, com a recuperação do te-

lhado, colocação de nova cobertura e limpezas no interior. ■

Câmara concede aulas de explicações POR PAULO JORGE MARQUES

A Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Agrupamento de Escolas de Vila de Rei solicitaram junto da Câmara Municipal apoio no sentido de serem dadas aulas de explicações

aos alunos com mais dificuldades de aprendizagem em algumas disciplinas. Em reunião do executivo foi aprovado conceder e custear as explicações aos alunos dos 10º, 11º e 12º anos do curso profissional da EBI de Vila de Rei. ■


Oleiros · 15·

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

Fazer face às mais variadas situações

Câmara Municipal de Oleiros apoia instituições do concelho

POR PAULO JORGE MARQUES

A Câmara Municipal de Oleiros, em reunião do executivo do dia 24 de janeiro, aprovou a atribuição de verbas a três instituições do concelho: Centro Social de Cambas (no valor de 10.000 euros), Associação Recreativa Amigos da Cardosa - ARAC (no valor de 1.500 euros) e Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade – AEPAA, neste último caso, 1.039,40 euros para a realização de obras e ainda os encargos com alojamento e alimentação de alguns convidados de uma palestra a realizar no mês de abril. A atribuição destas verbas às instituições em causa prende-se com a necessidade de apoio fi-

nanceiro requerido pelas mesmas, de forma a fazer face às mais variadas situações. Este é o caso da obra do Centro de Dia de Cambas, com quem a autarquia irá celebrar um protocolo; da publicação de um bo-

letim cultural contendo o estudo e a divulgação de documentação histórica, arqueológica e botânica da região, no caso da ARAC e por último, no caso do AEPAA, da reparação das paredes exteriores de um

dos blocos da Escola Padre António de Andrade e do apoio à palestra comemorativa do nascimento do Padre António de Andrade, a realizar pelo Agrupamento no próximo dia 28 de abril. ■

Na zona central da povoação

Aldeia do Xisto de Álvaro com Internet Gratuita

POR PAULO JORGE MARQUES

Com o objetivo de dotar a Aldeia do Xisto de Álvaro com as novas Tecnologias de Informação e Comunicação e no ano em que se assinalam os 500 anos da atribuição do Foral Manuelino àquela villa (outrora sede de concelho), a Junta de Freguesia de Álvaro implementou um serviço de Internet por Wireless (Wi-Fi) na zona central da povoação. Este serviço já se encontra em funcionamento e os equipamentos situam-se junto ao edifício-sede daquela autarquia. Neste momento está em fase experimental a extensão da rede Wireless até à Praia Fluvial de Álvaro, uma solução a pensar nos muitos veraneantes que procuram aquele destino e que reforça a aposta no Turismo, enquanto vetor de desenvolvimento de Álvaro. A internet será totalmente grátis e com tráfego ilimitado, pois o custo deste serviço resumiu-se

POR PAULO JORGE MARQUES

Prestará cuidados básicos de saúde ao nível do apoio domiciliário

Unidade Móvel de Saúde em Oleiros O município de Oleiros pretende reforçar o apoio social às famílias do concelho. Uma das medidas passa pela criação de uma Unidade Móvel de Saúde. Na área da Saúde, para além de apoios vários em situações de deficiência e dependência e na aquisição e/ou locação de equipamento e material de ajuda técnica destinado a indivíduos que se encontrem em situação económica precária (cujo agregado familiar possua rendimentos per capita iguais ou inferiores ao Valor do Indexante dos

Apoios Sociais), uma medida importante será a disponibilização de uma Unidade Móvel de Saúde, a qual prestará cuidados básicos de saúde ao nível do apoio domiciliário a doentes com dificuldades de locomoção ou com necessidade de intervenção urgente. Essa unidade móvel será composta por uma viatura devidamente equipada e tripulada por um motorista e um enfermeiro que entre as suas diversas incumbências, assumirá um apoio próximo ao paciente na preparação da medicação prescrita. ■

7.º Passeio turístico de TT Pinhal Total dia 22 de fevereiro A Associação Pinhal Total vai promover no próximo dia 22 de fevereiro, sábado, a sétima edição do passeio turístico de todo-o-terreno, este ano alusivo à celebração do Ano Internacional da Agricultura Fa-

miliar. Os interessados em obter mais informações sobre o passeio, deverão consultar o website da associação em www.pinhaltotal. com. Inscrições no website ou através do número 969 044 123. ■

Casa da Cultura promove tarde de teatro

única e exclusivamente à aquisição dos equipamentos. Aquela autarquia gostaria que os utilizadores da rede fizessem uma política de utilização responsável, ou seja, sem downloads, pois para além de uma grande parte deles ser ilegal, estes podem criar problemas de rede, diminuindo consideravelmente a velocidade para os restantes utilizadores. Desta

forma, a Junta de Freguesia de Álvaro não se responsabiliza por eventuais quebras ou cortes na rede Wireless ou por um eventual não acesso em alguns pontos daquela villa. Do mesmo modo, aquela autarquia reserva o direito de a qualquer momento limitar o acesso à rede, se a utilização da mesma se tornar abusiva. A internet vai ser

colocada inicialmente com nome de Utilizador (Alvaro_Aldeia_Xisto) e Password (aldeiaalvaro), podendo mais tarde ser colocada em funcionamentos sem qualquer limite de acesso. Caso algum utilizador não consiga aceder à internet Wireless, a Junta de Freguesia de Álvaro disponibiliza-se ainda a ajudar no que for possível. ■

Vai ter lugar no dia 23 de fevereiro, pelas 16 horas, no auditório da Casa da Cultura, mais uma peça de teatro a cargo de funcionários e utilizadores desta instituição. Depois de alguns meses de interregno e do acolhimento de novos apoiantes, o grupo volta a reunir-se aos serões para a construção do guião da peça, respetivos cenários e realização de ensaios. O acontecimento pretende, através da comédia, assinalar as comemorações do Dia Internacional da Língua Materna, celebrado a 21 de fevereiro. A peça de teatro que se exibe, ‘Escritos em Português: Bilhetes de Identidade’, refere-se a uma Tertúlia Lusitana que conta com a presença de ilustres figuras do mundo literário

português, desde a escrita à argumentação cinematográfica ou às composições musicais, as quais se apresentam caricaturadas. Este é o caso de Miguel Sousa Tavares, Rui Massena, Ruben Alves, Manuel Alegre, José Rodrigues dos Santos e Walter Hugo Mãe. Segundo os guionistas, “o facto de Ricardo Araújo Pereira (o moderador do encontro) ter convidado para o efeito apenas autores do sexo masculino, será um assunto que irá gerar alguma polémica e manifestações de boicote à tertúlia”. Na ordem de trabalhos irão debater-se assuntos relevantes que se prendem com a Literatura Portuguesa, como é o caso do acordo ortográfico, a iliteracia e os direitos de autor, entre outros. ■


· 16· Proença-a-Nova

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Música e pintura no Espaço Ribeiro Farinha

Aniversário do núcleo museológico comemorado com oficina de pintura e espetáculo

POR PAULO JORGE MARQUES

Não foram apenas as cores e linhas do artista, mas o próprio mestre a dar dicas a quem quis deitar mãos à obra. A assinalar o primeiro aniversário do núcleo museológico que reúne 75 peças da sua autoria, em Sobreira Formosa, o pintor Ribeiro Farinha participou numa oficina destinada a pessoas de todas as idades e

improvisou duas pequenas telas. O programa comemorativo incluiu, além da oficina de pintura, um concerto com o “Loco Trio” e declamação de poemas de autores portugueses. A tarde de temporal não assustou o público e cerca de meia centena de pessoas participaram na tarde cultural no espaço, que reúne quadros e esculturas doados por Ribei-

ro Farinha. O programa iniciou-se com a oficina de pintura, em que cada participante recebeu uma tela e materiais, escolhendo ainda um excerto de um quadro do artista para trabalhar e usar como referência. As atividades foram sendo acompanhadas e o autor explicou algumas das técnicas que usa para criar formas e manchas de cor. As artes, a natureza

tão presente na pintura de Ribeiro Farinha e temáticas universais como o amor e o homem foram abordadas pela antiga professora e investigadora Maria de Lurdes Barata (Milola) no conjunto de poemas que escolheu declamar, incluindo alguns da autoria do artista. À poesia juntou-se a música, num encontro invulgar de instrumentos – clarinete, acordeão e flauta trans-

versal – promovido pelo “Loco Trio”. Do jazz às sonoridades clássicas, os temas escolhidos deliciaram a plateia. Além de abrir portas a grupos sempre que há marcações, designadamente visitas escolares, o Espaço Ribeiro Farinha está aberto aos domingos, entre as 14 e as 18 horas. O edifício em que o núcleo museológico está instalado foi no passado

escola primária e naquelas mesmas salas Ribeiro Farinha esteve sentado como aluno. “Foi aqui que aprendi as primeiras letras”, recordou ontem, enquanto decorria a oficina de pintura. Nascido na aldeia do xisto de Figueira, José Ribeiro Farinha expôs em mais de uma dezena de países e conta com diversos prémios e distinções ao longo de meio século de carreira. ■

Lobo está novamente em expansão

Programa “Cão de gado” protege rebanhos dos ataques dos lobos POR PAULO JORGE MARQUES

Promovido pela Casa da Ti Augusta, a tertúlia “o Lobo Visita a Aldeia” marcou o encerramento da exposição do Grupo Lobo, na aldeia de xisto da Figueira. Sílvia Ribeiro, técnica do Grupo Lobo, responsável pela implementação do Programa Cão de Gado, falou da preservação do lobo, da intervenção da associação e da experiência de campo. No final aconteceu uma visita guiada pela aldeia de xisto. O Programa supracitado consiste em dotar os rebanhos de gado, nas zonas onde existem lobos, com cães que guardam os rebanhos e protegem-nos dos ataques dos lobos. As-

sim, com o gado protegido, a população dessas zonas evitar usar técnicas como o envenenamento para combater o lobo que muitas vezes preda as cabeças de gado. . Uma excelente ideia, diga-se, que já está a dar frutos com a expansão da população de canis lupus(lobo). Estes cães, de raças nacionais, protegem o gado de predadores como lobos, linces e raposas. São muito eficazes na sua função, não sendo animais de condução de gado, mas apenas de defesa, não atacam nem perturbam o gado. Animais de grande porte fazem frente aos predadores, acompanham o rebanho como sendo a sua família. São desde tenra idade integrados em rebanhos.

Sofia Ribeiro abordou também as causas da regressão do lobo e as estratégias de conservação do mesmo. Como cauda dessa regressão referiu os ata-

ques aos rebanhos e a falta de presas naturais, javalis e veados. Assim, tendo animais nos rebanhos disponíveis, ataca-os. Em relação à situação atual do lobo,

abunda na região norte do país, tendo tendência para se expandir para o Centro, à media que também aumentam as suas presas naturais. Relembre-se que

em 1920, o lobo estendia-se por toda a Península Ibérica, desde o algarve, Alentejo e mesmo próximo de Lisboa. Na década de 70 começou a escassear e refugiou-se nos pontos mais altos, nas zonas de montanha. Hoje o lobo está protegido por lei: não se pode caçar, expor ou ter em cativeiro. No caso do ataque a um rebanho, no norte do país, há um grupo de vigilantes da natureza que fazem o levantamento dos prejuízos causados. Se se confirma que o lobo foi o responsável pelos ataques, pagam-se os prejuízos. Sofia Ribeiro diz que hoje os pastores e a população que convive com lobo já são mais tolerantes. ■


Sertã · 17·

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

Plano de Atividades do município

Diversas requalificações e beneficiações para 2014 POR PAULO JORGE MARQUES

A Câmara Municipal da Sertã tem em Plano de Atividades para este ano de 2014 diversas obras e intervenções, nomeadamente os arranjos e conservação de diversos jardins-de-infância do concelho, bem como em escolas básicas e no centro escolar da Sertã; construção de um espaço para formação profissional; reconversão de edifícios destinados a espaços museológicos; beneficiação dos pavilhões desportivos da Sertã e de Cernache do Bonjardim; investimento no parque radical, instalado na margem esquerda da Ribeira da Sertã; remodelação dos equipamentos em parques infantis; ampliação do ginásio municipal e reconversão da escola do Outeiro da Lagoa para habitação de emergência. A nível e urbanismo, pretende-se o arranjo da

zona envolvente da igreja matriz de Cernache; requalificações em Chão da Forca e Venda da Pedra; requalificação urbanística do Largo do Município , com regeneração urbana; projeto de realinhamento do trânsito na zona da Fonte da Boneca; requalificação do espaço da antiga Casa Guimarães; requalificação da rua 5 de Outubro e da avenida Ângelo Henriques Vidigal ; requalificação da Praça da Repúbli-

ca; revitalização da praça de táxis em Cernache do bonjardim; arranjo urbanístico junto ao pavilhão desportivo e lar do Castelo; requalificação da Rua do Viriato, bem como do Monte de Nossa Senhora da Confiança; arranjo da envolvente à capela de São Facundo; ligação da rua Dr. Pedro Matos Neves e a Escola Básica da Sertã. Na área do saneamento, estão previstas diversas intervenções, nomeada-

mente em Pombas e Aldeia, incluindo construção da ETAR; em Outeiro da Lagoa; entre a APPACDM-Mougueira e o Casal Cerejeiro; na sede de freguesia do Marmeleiro; em Milheirós; na Roda da Estrada e zona envolvente; em Alcobia e Calvaria; no Robalo e entre Vale Cortiço e Alto da Carreira. Já na Rua do Viriato vai ser remodelada a rede de saneamento. Outras intervenções passam pela ampliação do quartel dos bombeiros voluntários da Sertã; abertura e conservação de estradões florestais e pontos de água. No abastecimento de água vão ser beneficiadas diversas localidades: Vale da Ursa, Brejo da Correia; bem como a remodelação das redes já existentes em cCsal do Calvo, Valongo, rua 5 de Outubro, Rua do Viriato e Moita-Barrocas.■

Escola Profissional da Sertã

Alunas do curso técnico auxiliar de saúde realizaram visita de estudo a Coimbra

No âmbito da disciplina de Saúde lecionada pelo Enfermeiro Amílcar Carvalho e Higiene e Segurança nos Cuidados Gerais, pelo Enfermeiro Olímpio Baía, as turmas G-12/15 e G-13/16 do Curso Técnico Auxiliar de Saúde realizaram no passado dia 17, uma visita à exposição temática sobre SIDA no Hall das HUC/CHUC, ao Centro de Prevenção e Tratamento do Trauma Psicogénico, assistiram a uma palestra sobre o tabagismo na Fundação Portuguesa do Pulmão, e visitaram a Lavandaria e Rouparia do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra (CHUC). Um dos objetivos da visita, “foi identificar o percurso, o contexto de cuidados e tratamento da pessoa com SIDA ao longo

PUB

POR PAULO JORGE MARQUES

Fevereiro mês do Desporto no CEFAS O mês de fevereiro no Centro de Estudos e Formação Avançada da Sertã tem sido dedicado ao desenvolvimento de um Ciclo de Conferências na área do Desporto, com vista à divulgação da Pós-Graduação em “Desporto Ativo e Turismo de Lazer”, que pretende iniciar brevemente. Na primeira sessão, dedicada ao Turismo de Lazer, estiveram presentes dois oradores de renome, que contam com um cur-

rículo e experiência profissional na organização de grandes eventos nacionais e internacionais relacionados com o Desporto. Com uma plateia atenta e interessada, Carlos Silvério, docente da ESECS de Leiria, e Nuno Ribeiro, gestor da empresa “Realizar”, puderam partilhar a sua experiência e sensibilidade para a necessidade de cada vez mais, se aproveitar a rentabilidade dos recursos turísticos locais. ■

HidroCarnaval

dos últimos anos; conhecer as respostas clínicas do Centro de Prevenção e Tratamento do Trauma Psicogénico”. Pretende-se também “identificar as tarefas executadas pelo Técnicos Auxiliares de Saúde” e ainda,

a sensibilização para a problemática do tabagismo, tal como as suas consequências. Durante a visita os alunos tiveram oportunidade de assistir à palestra sobre o tabagismo e efetuar uma visita ao Centro de Preven-

ção e Tratamento do Trauma Psicogénico, no Sobral Cid, ação interativa e de grande interesse inscrita na abordagem da violência, maus tratos e negligência, inserida no módulo “Cuidados de Saúde a Pessoas mais Vulneráveis”. ■

A Piscina Municipal da Sertã volta a receber o “HidroCarnaval”, desta feita a 28 de fevereiro, a partir das 20 horas. A quadra carnavalesca vai ser assinalada, à semelhança de

anos anteriores, com uma mega aula de hidroginástica e hidrodeep, recheada de movimento, novas coreografias onde não faltarão surpresas, animação e exercício físico. ■


· 18· Desporto 19ª Jornada - 15/2/2014

Sporting 10-1 Vila Verde Póvoa Futsal 1-2 AD Fundão Académica 1-5 Rio Ave Belenenses 3-6 SC Braga Modicus 2-5 Boavistaeo SL Olivais 3-4 Leões Porto Salvo Benfica 4-2 Cascais Pts 50 48 47 41 29 25 24 21 19 18 18 15 14 9

17ª Jornada - 1/3/2014

SC Braga - Sporting Rio Ave - Modicus Cascais - SL Olivais Vila Verde - Benfica Belenenses - Póvoa Futsal Boavista - AD Fundão Leões Porto Salvo - Académica Nacional de Futsal 3ªDivisão-Série C 13/14 16ª Jornada - 15/2/2014

Belhó 1-2 Olho Marinho Eléctrico 4-1 Os Patos MTBA 7-0 Quiaios GR Vilaverdense 4-7Retaxo GARECUS 1-5 B. Boa Esperança Alhadense 2-4 São Bento Jgs 1 B. Boa Esperança 15 15 2 Olho Marinho 15 3 Alhadense 14 4 Eléctrico 15 5 MTBA 15 6 Retaxo 15 7 Quiaios 14 8 Caldas 9 GR Vilaverdense 15 15 10 Os Patos 14 11 GARECUS 15 12 São Bento 15 13 Belhó

Pts 37 36 29 29 28 28 20 19 16 13 12 12 0

17ª Jornada - 1/3/2014

São Bento -GR Vilaverdense Retaxo - Eléctrico Os Patos - GARECUS B. Boa Esperança -Caldas Quiaios- Belhó Olho Marinho - Alhadense

12ª Jornada - 15/2/2014

Carvalhal Formoso 3-4 CP Ferro Proença-a-Nova 6-6 Belmonte Ladoeiro 5-5 CB Oleiros Cariense 6-2 Alcaria

Cariense CB Oleiros Ladoeiro CB Belmonte Proença-a-Nova CP Ferro Alcaria Carvalhal Formoso Penamacorense

Jgs 11 11 10 11 11 11 10 11 10

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Equipa da ADA

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Excelente vitória da equipa albicastrense que neste jogo, demonstrou toda a sua qualidade técnica, onde pontuam alguns

atletas com nível acentuado. O resultado final de 16-12 não deixa margem para dúvidas, frente a um adversário valoroso, pormenor que ainda valorizou mais a vitória da ADA. ■

Pts 30 25 20 17 13 12 11 9 2

13ª Jornada - 1/3/2014

CB Belmonte - Carvalhal Formoso Penamacorense -CarienseCP Ferro - Ladoeiro Alcaria - Proença-a-Nova

A Associação Desportiva Albipesca acaba de comemorar o seu 20º aniversário, efeméride assinalada com um almoço entre os seus associados. "Estes anos representam a história da nossa coletividade, em que os nossos pescadores, com o desaparecimento do antigo clube, têm vindo a desenvolver, através da vertente da pesca desportiva", revelou Manuel Damas, presidente da Albipesca. Atualmente com 45 associados, a associação, está no bom caminho nos vários campeonatos que

Juniores/Desportivo C.B. 6 Proença-a-Nova 0

Vitória incontestável da melhor equipa POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Na primeira jornada do campeonato distrital de Juniores, o Desportivo de C.B., com ambição de lutar pelo primeiro lugar, entrou determinado em cumprir a sua obrigação de vencer o jogo, e se o ímpeto inicial foi travado pela equipa do Proença-a-Nova, a partir dos 25 minutos, altura em que surge o primeiro golo, por André Simão, tudo se tornou mais complexo para os visitantes. André Simão, ainda antes do intervalo, viria a bisar, Kikas a fazer o terceiro da tarde, e Eduardo Lourenço a concretizar um penalti que seria o 4-0, resultado com que se

Parque Urbano da Zona de Lazer Arbitragem: João Rafael; João Marques e Nuno Filipe; Desportivo C.B: Diogo Marques Diogo Rechena Zé João João Fonseca Gabriel Brito Gonçalo Sequeira Zé Robalo João Miguel Eduardo Lourenço Kikas André Simão Treinador – Francisco Pires

chegou a intervalo. No reatamento a tendência foi a mesma, com algum desperdício por parte

Futsal Liga Sportzone – 19ª Jornada

Distritais de Futsal

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Albipesca comemora ADA 16 Batalha 12 20º aniversário Andebol Campeonato Nacional de Infantis

Nacional de Futsal 1ªDivisão

Jgs 1 Sporting 19 2 SC Braga 19 3 Benfica 19 4 Leões Porto Salvo 19 5 Boavista 19 6 AD Fundão 19 7 Belenenses 19 8 Rio Ave 19 9 Modicus 19 10 Cascais 19 11 Póvoa Futsal 19 12 Académica 19 13 SL Olivais 19 14 Vila Verde 19

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Proença-a-Nova: Damas David Bernardo Daniel João Miguel Pedro Júlio Rúben Ricardo Rodrigo Treinador – Nuno Alves

dos da casa, que ainda assim, novamente por Simão e Kikas, dilatariam um resultado que se manteve até ao final. ■

Póvoa Futsal 1 AD Fundão 2 POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Na sua difícil deslocação à Póvoa de Varzim, a equipa fundanense viria a alcançar uma brilhante vitória perante um adversário que nunca facilitou. Numa partida bastante amarelada (6 cartões amarelos) e dois vermelhos, para Couto e Noé Pardo, a arbitragem não esteve bem. Vitória justa da turma do Fundão, que assinalou neste jogo mais uma boa exibição. ■

tem participado, a nível nacional e em Espanha. "Temos participado em vários torneios, sempre com sucesso, fator que nos apraz registar", sublinha o dirigente. "Somos

em conjunto com a Casa do Benfica em Castelo Branco, os únicos clubes federados, pormenor bastante importante para a divulgação da pesca desportiva", reitera.■

Futsal Campeonato Nacional 3ª Divisão Série C

Garecus 1 Boa Esperança 5

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A equipa de Castelo Branco nesta sua deslocação a Pombal, para defrontar a turma do Garecus, conseguiu graças a uma boa exibição, vencer

os locais por um resultado concludente, que não deixa margem para dúvidas. Com jogadores bastante experientes, os albicastrenses, ao arrecadarem mais três pontos, continuam a manter a liderança da sua série. ■

Futsal Campeonato Nacional 3ª Divisão Série C

Vilaverdense 4 Retaxo 7

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Excelente vitória da equipa do Retaxo nesta sua deslocação a Vila Verde, tendo dominando a partida, num recinto onde

as dificuldades são habituais. Com uma boa exibição, a turma do concelho de Castelo Branco, soube gerir bem a bola, conquistando uma preciosa vitória. ■


Desporto · 19·

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

Campeonato Nacional Seniores - 2ª Fase

Campeonato Distrital

Penalti por marcar contra os visitantes POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

o guardião albicastrense. Ainda antes do intervalo, Patas Moreno, num remate bastante forte, fora da área, mereceu por parte do guarda-redes, Godinho, a defesa da tarde, num lance espetacular. Para a etapa complementar, o Benfica e Castelo Branco, foi a melhor equipa em campo, dominando o seu adversário, e procurando afincadamente o golo do empate. No

Pampilhosa 3 Águias do Moradal 1 A equipa do Estreito foi derrotada por 3-1 na sua deslocação ao terreno do Pampilhosa do Botão, num jogo que apesar de oferecer uma boa réplica, não foi o suficiente para construir

A equipa do Sertanense que logo aos três minutos sofreu o primeiro golo, rapidamente assentou o seu jogo, passando ao ataque, viria a empatar

CD Mafra

1

entanto, aos 62 minutos, Amoreirinha viu pela segunda vez o cartão amarelo, e o consequente vermelho. Mesmo reduzido a 10 elementos, os donos da casa continuaram na senda do ataque, pelo que sem surpresa, Guilherme, ao minuto 72, viria a empatar a marcha do marcador, repondo a justiça no resultado. Bonifácio aos 78 minutos, por tentar iludir o árbitro, na área local,

fazendo-se à falta, viria a receber o segundo cartão amarelo, e a ser expulso do terreno. Caminhava-se para o final, a emoção crescia, pairando a incerteza no resultado final. Quando faltavam cinco minutos para o final do tempo regulamentar, o árbitro, ignorou uma clara grande penalidade contra o Mafra, apesar dos protestos dos jogadores e dos adeptos da casa, lance que

Benfica CB: Hidalgo, André Cunha, João Afonso, João Rui, Fábio Brito (67, Ricardo Sousa), Tomás, Samarra, Guilherme (72, Vasco Guerra), Patas Moreno, Amoreirinha e Marocas Treinador: Ricardo António Marcador: Guilherme (72) Cartão amarelo: Patas Moreno (39) e Amoreirinha (47 e 62) Cartão vermelho: Amoreirinha (62) Miguel Vaz, diretor, recebeu ordem de expulsão Mafra: Godinho, João Pedro, Baixinho, Tiago Costa, Tuga (76, Yang Tan), Bonifácio, Anicet, Tiago Rente (63, Eduardo), Leo (72, Luís Tavares), Alisson e Hugo Monteiro. Treinador: Elói Zeferino Marcador: Tiago Costa (33) Cartão amarelo: Tiago Costa (13), Tuga (37), João Pedro (49) e Bonifácio (70 e 78) Cartão vermelho: Bonifácio (78)

de certa maneira, manchou o seu trabalho, que vinha sendo regular. ■

a marcha do marcador ao minuto 20, com um tento apontado por Rafael Silveira. A segunda parte, registou um certo equilíbrio, com os algarvios a suster o maior ímpeto dos locais. ■

Jgs 1 Vit. Sernache 12 2 Alcains 13 3 Proença-a-Nova 13 4 Atalaia do Campo 13 5 AD Estação 12 6 ARC Oleiros 13 7 Vila Velha de Ródão 13 8 Teixosense 13 9 Ac. Fundão 13 10 Belmonte 13 11 Pedrogão 13

Pts 31 30 25 22 19 16 13 13 11 10 6

15ª Jornada 23/2/2014

ARC Oleiros - Belmonte ADC Proença-a-Nova -Teixosense Alcains - Atalaia do Campo Vila Velha de Ródão -Vit. Sernache Pedrogão - AD Estação Campeonato Nacional Seniores - Série E - Zona Sul 1ª Jornada - 16/2/2014

Pinhalnovense 1-1 Oriental Loures 0-2 U. Leiria Benf.C.Branco1-1Mafra Ferreiras 06/04 16:00 Sertanense Jgs Pts 1 U. Leiria 1 3 2 Sertanense 1 1 3 Pinhalnovense 1 1 4 Mafra 1 1 5 Oriental 1 1 6 Benf.C.Branco 1 1 7 Ferreiras 1 1 8 Loures 1 0 2ª Jornada - 23/2/2014

Campeonato Distrital de Infantis - Nível B

U. Leiria -Ferreiras Mafra - Loures Oriental - Benf.C.Branco Sertanense - Pinhalnovense

Benfica e Castelo Branco 6 AD Estação 3 Excelente jogo

Campeonato Nacional Seniores - Série E

um resultado positivo. No entanto, dado tratar-se do primeiro jogo desta fase, ainda há muito campeonato para disputar, pelo que o emblema do concelho de Oleiros, poderá acertar nos próximo encontros que tem pela frente. ■

Sertanense 1 Ferreiras 1

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

1

Árbitro: Luís Catita Auxiliares: Vasco Guedelha e Gonçalo Brálio (AF Évora)

Campeonato Nacional Seniores Fase de Manutenção

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Benfica CB

Estádio Municipal de Castelo Branco

Foto: Francisco Afonso

Bastante público presente no Vale do Romeiro para assistir ao jogo inaugural da segunda fase do Campeonato Nacional de Séniores. Os visitantes que vinham rotulados de uma boa equipa, sem ter sofrido o sabor amargo da derrota ao longo da primeira fase da prova, demonstraram neste encontro a sua qualidade técnica, começando a partida a abrir as hostilidades aos locais, chegando mesmo a causar alguns calafrios a Hidalgo, que teve de interferir com duas excelente defesas para evitar o pior, nomeadamente nos primeiros 20 minutos do jogo. A partir desta altura, os encarnados da capital da Beira Baixa, assentaram o seu jogo, trocando bem a bola, mas sem que a concretização fosse uma realidade. Ao minuto 33, Tiago Costa, inaugurou o marcador, com um remate bastane oportuno batendo

14ª Jornada 9/2/2014

A.do Campo 4-3 Vila V. de Ródão Ac. Fundão 1-1 ARC Oleiros Belmonte 0-3 ADC Proença-a-Nova Teixosense 0-2 Alcains Vit. Sernache 7-0 Pedrogão

1ª Jornada - 16/2/2014

Manteigas 1-0 Carapinheirense Pampilhosa 3-1 Águias do Moradal Sourense 2-0 Tourizense Naval 1-1 AD Nogueirense

1 2 3 4 5 6 7 8

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Em mais um jornada do Campeonato Distrital de Infantis - Nível B, todos aqueles que se deslocaram à Zona de Lazer de Castelo Branco puderam assistir a um jogo bastante interessante entre duas boas equipas. A equipa da casa entrou a mandar no jogo, praticando um futebol bastante agradável e criando várias situações de golo. Os jovens da Covilhã iam resistindo como podiam, mas o domínio era tão acentuado

que foi sem surpresa que o Benfica e Castelo Branco chegou ao intervalo a vencer por 3-0. Para a 2ª parte, e quando se esperava que o jogo estivesse resolvido, a equipa da Estação reagiu de forma surpreendente e muito positiva. Sem nunca desistir, começou a pressionar mais o adversário, e conseguiu fazer um golo. Aproveitando alguma intranquilidade dos atletas da casa, continuou ao ataque e marcou mais dois golos colocando o resultado em 3-3. Estava relançado o jogo.

A partir daqui o Benfica e Castelo Branco serenou, puxou dos galões e partiu para um final de jogo muito forte tendo marcado mais 3 golos chegando ao 6-3 final. Pelo caminho houve ainda tempo para os da casa desperdiçarem uma grande penalidade e mais algumas boas oportunidades de golo. Boa propaganda do futebol de formação num jogo com uma vitória inquestionável da equipa da casa, mas onde se deve destacar a excelente reação dos jovens da Covilhã. ■

Jgs Pampilhosa 17 AD Nogueirense 13 Tourizense 13 Sourense 12 Naval 11 Águias do Moradal 11 Manteigas 10 Carapinheirense 10

Pts 1 1 1 1 1 1 1 1

2ª Jornada - 23/2/2014

Carapinheirense - Naval Águias do Moradal -Manteigas Tourizense - Pampilhosa AD Nogueirense - Sourense

Siga o nosso jornal


· 20· Cultura

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

Castelo Branco - 102-100 Galeria de Arte Até 12 de abril

José Loureiro apresenta "Tampo"

Está patente em Castelo Branco, na 102-100 Galeria de Arte a exposição de José Loureiro, Tampo. Porque acontece com frequência um lápis ultrapassar os limites da folha de papel sobre a qual desenhamos. A superfície em volta vai ficando raiada de marcas e borrões e um universo elementar começa a surgir no tampo sobre o qual desenhamos. A exposição "Tampo" compõe-se de 35 desenhos de 33x 25cm e de 6 desenhos de 56x 76cm, todos de

2013. Linhas difusas e evanescentes vão em missão de reconhecimento de um lugar. Deslocam-se no vazio branco da folha de papel e desviam-se quando encontram algum obstáculo. Evitam o contacto físico, mas o rasto que deixam fica gravado para sempre nesse lugar, dotando-o de coordenadas e de um sentido. Estabelecem ligações límpidas, sem interferências, entre planos de cor recortados com a máxima nitidez. A comunicação faz-se através do éter, deixando todo o ruído de lado.

Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 21 às 14.30 e às 21:30

Gregor Wollny teatro gestual Este ator é um criativo e abraçou a causa da diferença. Ele revela a grandiosidade das coisas na sua simplicidade. A comédia e a pantomina oscilam entre a anarquia infantil e o charme do artista Vaudeville. Ele luta contra a perversidade de objetos inanimados, com um ambiente sonoro kitsch e um sorriso na cara que passa a insegurança no momento seguinte. Os seus espetáculos

Delírio Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida Dia 22 às 21:30

Noites Azuladas com Glenn Miller Orchestra A Glenn Miller Orchestra não deixa morrer a memória e a herança musical do grande trombonista norte-americano desaparecido em 1944. A Glenn Miller Orchestra continua a encantar nos seus espetáculos com os grandes sucessos, Moonli-

ght Serenade, In The Mood, Tuxedo Junction ou Chattanooga Choo Choo. Ray McVay dirige cerca de 20 talentosos músicos e cantores nesta Big Band que em duas horas de espetáculo, como num estalar de dedos, nos faz recuar até aos anos trinta.

Passatempo - Glenn Miller Orchestra Ganhe um dos 3 bilhetes simples que temos para oferecer, envie os seus dados, nome, BI/CC e telefone para passatempopovodabeira@gmail.com. Coloque no assunto o nome do espectáculo

Sertã – Casa da Cultura Dia 23 às 15 horas

Teatro “O Gato das Botas”

são de uma simplicidade desconcertante, em que o público não consegue tirar os olhos da personagem nem por um minuto.

Passatempo - Gregor Wollny Ganhe um dos 5 bilhetes simples que temos para oferecer, envie os seus dados, nome, BI/CC e telefone para passatempopovodabeira@gmail.com. Coloque no assunto o nome do espectáculo

Covilhã - Loja Ponto JÁ Até 28 de fevereiro

Artesanato urbano por Sofia Prata Na Loja Ponto Já da Covilhã está patente ao público, até ao dia 28 de Fevereiro, uma exposição de artesanato urbano. Trata-se de uma mostra de peças de artesanato de Sofia Prata, cuja originalidade reside na utilização de um simples fecho éclair. Um fecho que se transforma numa carteira, numa

Livros & Leituras

mochila, num porta-moedas; num estojo ou bolsa para telemóvel. A exposição denominada “As Carteiras da Sofia” ganha especial beleza com a diversidade de cores, feitios e formatos existentes. São peças muito úteis para o dia-a-dia pois são leves, laváveis, ocupam pouco espaço e estão na moda.

Sugestões de Cristina Valente

“O Gato das Botas” é um musical para toda a família, adaptado do célebre conto infantil de Charles Perrault, que narra as aventuras de um estranho gato herdado por um jovem camponês. Sem saber ao certo o que fazer com o gato, o jovem camponês acaba por descobrir que, além de usar umas botas fantásticas, o gato possui capacidade de improvisação. Através de um plano mirabolante, o gato vai tentar fazer com que o camponês case com uma princesa. Mas, para isso, terá que enfrente o conselheiro do Rei que pretende ficar com o trono… Com produção da Vivonstage, esta peça promete animar miúdos e graúdos. “O Gato das Botas” sobe ao palco da Casa da Cultura da Sertã no próximo dia 23 de fevereiro, às 15 horas. Recorde-se que a Câmara Municipal da Sertã promove espetáculos de teatro para toda a família,

Depois de Obsessão chega agora Delírio, o segundo volume da trilogia Sem Fôlego. Foi sempre tudo jogo e diversão, até que alguém se apaixonou... Gabe, Jace e Ash: três dos homens mais ricos e mais poderosos do país. Estão habituados a conseguir tudo aquilo que querem. Tudo mesmo. Jace, Ash e Gabe são amigos e sócios cheios de sucesso há muitos anos. São poderosos, influentes, sensuais e irresistíveis. Jace e Ash partilham tudo, incluindo as mulheres. Quando conhecem Bethany, Jace começa a sentir algo pela primeira vez na vida: ciúmes e uma obsessão forte, esmagadora que o ameaça, mas que também o excita descontroladamente. Jace não quer partilhar Bethany com ninguém. Está decidido a ser o único homem da vida dela, mas isso está a pôr em causa a amizade de uma vida inteira com Ash. Bethany será sua, e apenas sua. Mesmo que para tal tenha de virar costas ao amigo…

Maya Banks

no último domingo de cada mês, na Casa da Cultura da Sertã. No âmbito da campanha “Cultura Solidária”, os espetadores desta peça serão convidados a contribuir com bens alimentares, tratando-se assim da “entrada solidária”. Os bens alimentares entregues ajudarão a minimizar as dificuldades socioeconómicas de algumas famílias do Concelho. A contribuição é facultativa.

Maya Banks, autora best-seller do New York Times é uma das grandes pioneiras do movimento de ficção erótica. Com mais de cinquenta títulos publicados, Maya Banks é adorada pelos fãs. A Trilogia Sem fôlego é o seu mais recente projeto e está a criar sensação em todo o mundo.

Género: Romance Erótico Tradutor: Ana Cunha Ribeiro N.º de páginas: 408 PVP: 16,60€


Lazer · 21·

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira PUB

Telefones Úteis Bombeiros - Castelo Branco Hospital Amato Lusitano GNR - Castelo Branco PSP - Castelo Branco Câmara Municipal - Castelo Branco Centro de Saúde - Castelo Branco Proteção Civil

Aquário 21/1 a 19/2 Carta Dominante: A Imperatriz, que significa Realização. Amor: O amor espera por si. Saiba estar à sua altura. Que o amor esteja sempre no seu coração! Saúde: Tendência para dores de barriga. Dinheiro: Efetuará bons negócios. Números da Semana: 7, 22, 23, 28, 33, 39. Pensamento positivo: Eu sei que consigo realizar os meus projetos, acredito em mim!

Ar

Água

Fogo

Terra

Gémeos 22/5 a 21/6 Carta Dominante: 8 de Paus, que significa Rapidez. Amor: Não deixe que a rotina perturbe a sua relação afetiva. Tenha a ousadia de sonhar! Saúde: Cuidado com o consumo excessivo de doces. Dinheiro: Não gaste mais do que aquilo que realmente pode. Números da Semana: 5, 9, 17, 20, 39, 49. Pensamento positivo: Acredito nos meus sonhos, por isso corro atrás deles! Balança 24/9 a 22/10 Carta Dominante: 3 de Copas, que significa Conclusão. Amor: Deixe de lado o orgulho e dê o braço a torcer. Seja honesto consigo próprio, não tenha receio de reconhecer os seus erros e traçar novas rotas de vida. Saúde: Possíveis dores musculares, sem motivo aparente. Dinheiro: Se gastar em demasia, poderá não ter dinheiro para pagar as contas que tem certas. Números da Semana: 4, 9, 15, 19, 36, 48. Pensamento positivo: Esforço-me por concluir tudo o que começo.

272 342 122 272 000 272 272 340 900 272 340 622 272 330 330 272 340 290 272 337 733

Peixes 20/2 a 20/3

Carta Dominante: o Sol, que significa Proteção e Germinação. Amor: O amor e o carinho reinarão na sua relação afetiva. Que tudo o que é belo seja atraído para junto de si! Saúde: A rotina poderá levá-lo a estados depressivos. Dinheiro: Sem problemas neste campo da sua vida. Números da Semana: 8, 9, 20, 24, 26, 33. Pensamento positivo: Os meus sonhos dão bons frutos, porque eu cultivo-os com Esperança e Amor.

Caranguejo 22/6 a 23/7

Carta Dominante: 8 de Ouros, que significa Esforço Pessoal. Amor: Os defeitos também fazem parte da nossa personalidade, não espere encontrar alguém perfeito. Descubra a imensa força e coragem que traz dentro de si! Saúde: Poderá sofrer algumas dores de cabeça. Dinheiro: Nada o preocupará. Números da Semana: 10, 20, 24, 27, 29, 36. Pensamento positivo: Esforço-me todos os dias por ser uma pessoa mais feliz.

Escorpião 23/10 a 22/11 Carta Dominante: O Mágico, que significa Habilidade. Amor: Aproveite os momentos com a família pois dar-lhe-ão um grande bem-estar emocional. Viva de uma forma sábia. Saúde: Faça um retiro que lhe proporcione bem-estar físico e emocional. Dinheiro: Tenha presente a situação de crise em que se vive. Números da Semana: 25, 31, 32, 39, 42, 43. Pensamento positivo: Eu sou capaz de criar as oportunidades certas para mim!

272 342 012 808 208 208 272 340 120 272 340 840 272 004 700 272 340 500 16 208

Táxis CP Rodoviária Correios EDP SMAS Avarias PT

Carneiro 21/3 a 20/4 Carta Dominante: 9 de Paus, que significa Força na Adversidade. Amor: Os ciúmes não o levam a lado algum, tenha confiança na pessoa que tem a seu lado. Viva o presente com confiança! Saúde: Cuidado com a diabetes, não coma muitos doces. Dinheiro: Momento propício para fazer um investimento mais sério. Números da Semana: 15, 20, 24, 36, 45, 49. Pensamento positivo: Tenho coragem e determinação, por isso venço os momentos difíceis! Leão 24/7 a 23/8 Carta Dominante: 6 de Espadas, que significa Viagem Inesperada. Amor: Não sinta saudades daquilo que não viveu. Pense nos momentos lindos que teve na sua infância. Que o futuro lhe seja risonho! Saúde: Poderá sofrer de uma quebra de tensão, tenha cuidado! Dinheiro: A impulsividade poderá causar alguns estragos na sua conta bancária. Números da Semana: 5, 15, 26, 29, 38, 39. Pensamento positivo: Vejo o futuro como uma viagem maravilhosa que irei fazer. Sagitário 23/11 a 21/12 Carta Dominante: A Estrela, que significa Proteção, Luz. Amor: Dê mais atenção aos seus familiares mais próximos. Reúna a sua família com o propósito de falarem sobre os problemas que vos preocupam. Saúde: Tudo correrá dentro dos parâmetros normais. Dinheiro: Nada de preocupante acontecerá. Números da Semana: 5, 6, 18, 22, 31, 34. Pensamento positivo: Acredito que há uma estrela que olha por mim!

Touro 21/4 a 21/5 Carta Dominante: 7 de Paus, que significa Discussão, Negociação Difícil. Amor: Poderá reconciliar-se com uma pessoa com quem já não fala há alguns anos. Aprenda a escrever novas páginas no livro da sua vida! Saúde: Sistema nervoso alterado. Pense positivo. Dinheiro: Tudo correrá dentro da normalidade, se souber argumentar. Números da Semana: 1, 4, 13, 24, 28, 29. Pensamento positivo: resolvo as discussões através do diálogo honesto e sincero. Virgem 24/8 a 23/9 Carta Dominante: Valete de Ouros, que significa Reflexão, Novidades. Amor: As brincadeiras serão uma constante na sua relação afetiva. Exercitar a arte de ser feliz é muito divertido! Saúde: Não deixe que a irresponsabilidade afete a sua saúde, e procure com maior regularidade o médico. Dinheiro: Cuidado com os gastos inesperados. Números da Semana: 18, 19, 17, 12, 26, 38. Pensamento positivo: Sou cuidadoso comigo mesmo, penso duas vezes para não me precipitar.

Capricórnio 22/12 a 20/1 Carta Dominante: A Lua, que significa Falsas Ilusões. Amor: Não esconda os sentimentos, partilhe as suas dúvidas e receios com a pessoa amada. Que a luz da sua alma ilumine todos os que você ama! Saúde: Não deixe que o stress e a tensão o conduzam a desequilíbrios. Dinheiro: Não aposte em investimentos de risco. Números da Semana: 8, 19, 22, 26, 31, 39. Pensamento positivo: Sou mais prudente para não me iludir.


· 22· Lazer

Coordenação: Cristina Valente (CP2370) (povodabeira@gmail.com) Redação: José Manuel R. Alves (CP8361) Colaborador Permanente: Paulo Jorge Marques Colaboradores: Álvaro Baptista Ana Paula Atanásio Armando Soares Carlos Vale César Amaro Clementina Leite Cristina Granada Eduardo Bastos Fernando Jorge Filipe Antunes Guilherme Almeida João Carlos Nunes Luís Malato Mário Marinho Nuno Figuinha Patrícia André Pedro Pitté Ricardo Portugal

POR MÁRIO MARINHO - chef

10 Batatas

Pão ralado q.b.

2 Postas de bacalhau

3-4 C. (sopa) de manteiga

Molho:

Descasque as batatas, corte-as em gomos e coza-as em água temperada com sal. Depois de 12 minutos junte o bacalhau e deixe cozer. Retire as batatas sem cozerem muito, para que não fiquem muito moles, passe-as por pão ralado e frite até ficarem douradas. Depois do bacalhau cozido, tire-lhe as peles e separa-se em lascas largas e direitinhas, passam-se por manteiga a ferver, até aloirarem. Entretanto, prepare o molho, derretendo a manteiga num tacho pequeno, junte a farinha e mexa bem, junte o leite quente, aos poucos e mexendo bem. Retire do lume, junte o sumo de limão, bata as gemas e incorpore-as. Disponha as batatas numa travessa, colocando o bacalhau ao lado, regando-o com o molho por cima.

2 C. (sopa) de manteiga 1 C. (sopa) de farinha 5dl.de leite 2 Gemas Sal q.b. Umas gotas sumo de limão

PASSATEMPOS

ADIVINHAS

Encontre as palavras na sopa de letras

Secretária de Administração: Florinda Cruz (secretariapovodabeira@ gmail.com)

Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telf.: 256040526 / 910253116 / 914602969 geral@coraze.com Registo no ICS: 117 501 Depósito Legal: 74145/94 Empresa Jornalística: 218 326 Tiragem Semanal: 10.000 exemplares Distribuição gratuita Este jornal escreve segundo o novo Acordo Ortográfico Todos os artigos de opinião e assinados pelos respetivos autores, são da sua inteira responsabilidade não podendo em circunstância alguma o Povo da Beira ser responsabilizado pelo conteúdo dos mesmos. Reservamo-nos no direito de não publicar, caso os artigos enviados não respeitem a legislação em vigor e o Estatuto Editorial do jornal.

2 - Nas montanhas altas habito E muita gente divirto. Queimo por ser tão fria Se me tocas até te arrepias.

SOLUÇÕES

Publicidade: Gustavo Teixeira (publicidadepbeira@gmail. com)

1 -Estou sempre entre as plantas E visto-me de brilhantes cores. Se me quiseres encontrar Procura-me entre as flores.

Sopa de letras

AFODIO APARUTA BRUCO CARPOCAPSA DINASTA DITICO DROSOFILA EUCARIA EUNICE GLOSSINA HELICONIOS HEMEROBIO LABIA LIBELULA LUCANO LUCINA METABLETO NECROBIA PRISOPO PSOCO RISSO RUTELA SAPRINO SATURNIA SEMANOTO TEFRONIA TRICODE TURU URANIA ZIGENA

Conceção gráfica: Leticia Ramos Pina (paginacaopbeira@gmail. com)

Sede: Press Ibérica Comunicação Social, Lda Av. Gen. Humb. Delgado, Lote 58 - 1º andar 6000-081 CASTELO BRANCO NIF: 506 583 023 Tel: 272 324 432 Fax: 272 327 732

Modo de preparação:

2 - Neve

Diretor: João Tavares Conceição

Bifes de bacalhau com molho amarelo e batata panada

Ingredientes:

1 -Borboleta

Povo da Beira

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

CLASSIFICADOS PUB

PUB

PUB

VENDE-SE

Peugeot 106 Ano 1994 Muito estimado IPO e Selo em dia

Telf.: 272 654 517 964 576 771

PUB

PUB

Tel: 927138620 - 965802491 Email: reisnuno@hotmail.com http://hinvoiz.blogspot.pt/ https://www.facebook.com/ Astrologia.espiritual.e.Ajuda Ajudamos no que mais necessita

Senhor 35 anos divorciado, culto, sério e honesto procura senhora para futura relação Distrito Castelo Branco

Tel: 964 576 771

Quinta Dr. Beirão lote 4 nº27 lj 18 sala G PUB

ALUGAM-SE 2 QUARTOS

Mobilados, Serventia de cozinha completamente equipada, 2wc Quinta Pires Marques (junto ao mercado)

272 08 32 71 / 96 180 70 77

PUB

OFERECE-SE:

Senhora Idónea e Responsável para cuidar de Srª ou Casal Idoso, durante a noite. Dão-se boas referências

Tem.: 967 614 692

PUB

OFERECE-SE PARA: Ajudante de cozinha e copa

Em Castelo Branco ou arredores Telf.: 272 654 517 / 964 576 771 PUB

Senhora oferece-se

para trabalhar em part-time nas limpezas Castelo Branco ou arredores

915 910 294


Opinião · 23·

Edição 1041 • 18 de fevereiro de 2014 • Povo da Beira

O Descoroçoado

Quem semeia ventos…

POR NUNO DUARTE M. FIGUINHA

POR CARLOS VALE *

D

* Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o Novo Acordo Ortográfico

escoroçoado -- desanimado; sem coragem, desalentado. Foi com esta “filosófica” expressão, que o ex-líder socialista, José Sócrates, numa recente “aparição” pública, defendeu a tese de que já terá acabado o tradicional consenso europeu entre o centro direita e o centro esquerda e por isso a esquerda terá de dizer "não" à liderança "exclusiva" da Alemanha na União Europeia. Acusou ainda o atual Governo de ser "capataz" de Berlim… e curiosamente, manifestou-se "descoroçoado" com a linha política seguida pelo chefe de Estado francês, François Hollande! E logo aqui muita coisa se poderia dizer. Em primeiro lugar, se o atual Governo é o “capataz” de Berlim, então Sócrates foi a “governanta” de Merkel, pois todos certamente se recordarão da tão criticada subserviência deste à líder alemã, numa altura em que nem sequer havia nenhum acordo da “troika” para cumprir! Em segundo lugar, a coerência e manutenção da palavra, é algo de “extraordinário” em Sócrates. É que aquando da vitória de Hollande, este passou a ser olhado como um semi-deus aos olhos do Partido Socialista e principalmente por António Seguro, que na falta de ganhar quaisquer eleições, resolveu praticar o seu melhor estilo de “emplastro” e tudo fez para aparecer em fotos ao lado do então vitorioso Hollande! Mas, azares da vida… agora que Hollande começou a cair em desgraça, (previsível face à irrealidade das promessas que lhe deram a vitória), o PS já se tenta paulatinamente afastar dele, quiçá com medo de contágio por ter estado tão perto! Mas, e porquê esta repentina aparição de Sócrates, para além dos comentários na RTP com cada vez menos audiência? Simples! Aproximam-se as eleições europeias e o

T

oda a gente tem cultura. Todos nós fazemos opções culturais. Os hábitos culturais que adquirimos são, frequentemente, influenciados pelo meio em que nascemos, crescemos e nos desenvolvemos. Se nos habituarmos a ler, se a leitura for valorizada por quem nos educa, se os livros estiverem ao nosso alcance, em bibliotecas, em livrarias (com custos acessíveis), etc., ganharemos hábitos de leitura, com muita probabilidade. Se os audiovisuais forem o elemento cultural que marcar mais abundantemente a nossa infância, o mais provável é que seja esse o veículo cultural que iremos privilegiar. Se nos habituarmos sobretudo à televisão, ou à rádio, ou à internet, aos jornais, aos museus, aos espetáculos de dança, teatro, circo, música de todo o tipo, banda filarmónica,

PS arrisca-se a não capitalizar minimamente o “desgaste” do atual Governo. E isto simplesmente por ter um líder que não está “à altura do campeonato”, nem uma equipa, nem uma ideia ou uma linha da política que pretende levar a cabo além-fronteiras! Apenas pede a vitória, sem dizer como ou para quê! Só que entre “paredes” socialistas o “para quê” de uma derrota ou não expressiva vitória socialista nas “europeias” significa a desculpa perfeita para irradiar Seguro da liderança. Uma oposição quer-se forte mas credível, com ideias alternativas concretas e quantificáveis. Colaborante ou intransigente, conforme as situações ou os assuntos em causa. Ora isto é diametralmente oposto à “oposição” socialista vigente! Se é certo de que o papel de Seguro seria sempre um pouco inglório, por representar a liderança de um Partido que deixou o país na bancarrota (o que logo à partida lhe retiraria credibilidade em ideias que propusesse), também é certo de que poderia ter tentado um “descolar” com o passado, tentando ao mesmo tempo ganhar respeito e credibilidade se colaborasse com o Governo na resolução da situação criada pelo seu Partido! Mas não… Seguro optou sempre por uma oposição cega, surda e muda, que sempre se limitou a “ser contra” o que quer que fosse, completamente vazia de ideias ou propostas, apenas optando por demagogias baratas ou seguidismo “populucho”! Talvez precisamente por isso, Sócrates diz ter “a maior expectativa sobre o posicionamento do PS nas eleições europeias”… O Governo, por seu lado, conseguiu em dois anos e meio, cumprir mais de 400 medidas de reforma, a uma média de três por semana e Portugal é na atualidade já considerado pelo mundo como um exem-

plo de crescimento económico ao nível das exportações e do turismo, para além de que, inclusive, o programa cautelar se mostra cada vez mais desnecessário! E tudo isto sem a menor colaboração do maior partido da oposição! E isso para Seguro é “mau” a dobrar! É que Governo e oposição, podem (e devem) ter desacordo em muitas matérias, mas acima de tudo, devem conseguir, tendo em conta a realidade atual, fazer concessões para haver um entendimento conjunto, uma vez que a perceção do exterior relativamente a Portugal seria assim muito melhor. Curioso é que não é só Sócrates a sentir-se “descoroçoado” com a atual liderança PS… Até já o coordenador do Bloco de Esquerda garantiu recentemente que não irá aceitar nenhuma convergência à esquerda que possa conduzir António José Seguro ao poder! Também numa análise muito crítica à atual prestação de Seguro, o socialista Carlos César diz não se rever no rumo que tem sido seguido, apesar de ter votado em Seguro no último congresso e afirma que as eleições europeias “vão aferir da credibilidade do PS”, sendo que o partido deve ter um resultado expressivo, caso contrário deve ser reaberta a questão da liderança. Afirma ainda que o PS tem sido “demasiado oponente e pouco proponente”, considerando que “o Partido Socialista não deve pensar que não se pode sentar à mesma mesa com um partido por causa dos valores desse partido, deve fazê-lo com base na defesa dos seus valores”. Ou seja, até Socialistas de relevo acham um erro crasso não haver colaboração entre as partes! Parece que só Seguro não entende isso… Assim, facilmente se conclui que, se algum dia ele hipoteticamente formasse um Governo…quem ficaria “descoroçoado” seriamos todos nós!

rancho folclórico … etc., etc., serão esses, ou algum desses canais, que irão marcar o nosso universo cultural. A cultura tem custos? Sim! Tem custos económicos, um espetáculo de música, de teatro, de dança, um filme, um livro, uma telenovela, um jogo multimédia para consolas ou para computador … têm custos. Alguém vende, alguém compra. Os objetos culturais são todos iguais? Não! Mas também não irei aqui dizer o que é melhor e o que é pior! Numa sociedade plural devemos poder ter acesso a tudo. Devemos poder escolher o que melhor nos completa. Quando moramos numa Cidade, numa Vila, numa Aldeia e se nessa Cidade, Vila ou Aldeia houver museus, devemos visitá-los todos, frequentemente, porque estão à mão, porque foram construídos e são

mantidos com bastante esforço de dinheiros públicos, porque têm sempre matéria cultural à nossa espera para enriquecer o nosso saber. Ninguém nasce ensinado e ninguém sabe tudo, portanto devemos procurar aprender sempre mais e os locais de cultura que existem nas nossas áreas de residência são bons veículos de aprendizagem. Se houver cinema, de acordo com os gostos, devemos aproveitar e ir ao cinema. Se houver teatro devemos ir ao teatro, se houver música devemos ir também, se houver dança … etc. Se não formos, perdemos a oportunidade de aprender algo mais, como também perdemos o direito de dizer “nunca cá há nada” – porque não corresponderá à realidade. Enfim, cada um faz as escolhas que quer. Estou convencida, para mais, que só aprende quem quer, só dá

O

que é o agronegócio? Diz a Wilkipedia: “Agronegócio é o conjunto das operações financeiras relacionadas com a agricultura, pecuária ou actividades económicas afins. Costuma dividir-se em três partes: num primeiro grupo, são incluídas todas as actividades que digam respeito à economia rural (pequenos, médios, grandes produtores); numa fase seguinte, o agronegócio agrupa igualmente os chamados insumos (a exemplo dos fabricantes de fertilizantes químicos, dos fabricantes de maquinaria agrícola ou dos produtores de sementes transgénicas); num 3.º patamar, o campo de operações corresponde igualmente a uma rede comercial alimentada por grupos empresariais transportadoras, intermediários e vendedores ao público das existências em “stoK”– nomeadamente, grandes supermercados ou os bancos alimentares”. Como o leitor já deduziu, são negócios chorudos, de alta rentabilidade. Claro, que negócios de grande envergadura, nos tempos que correm, estão nas mãos das poderosas multinacionais. É que, a um só tempo, o neocapitalismo vai desmontando as empresas estatais e lançando ou expandindo as bases de uma sociedade autoritária e de exploração do homem pelo homem. Basta ver o que por cá se passa. Tudo o que dá lucro é oferecido aos privados do costume. Sim sim, tem razão caro leitor, por cá e por todo o mundo. É uma estratégia global, que preocupa organizações e técnicos da área, também a FAO, organismo da ONU que trata dos problemas relacionados com a fome, por serem extremamente complexos e levantados à escala global, e também, relacionados com os direitos humanos. Os canais National Geográfic, Odisseia, por vezes, a

RTP, têm vindo a exibir documentários de vários pontos do mundo, com imagens terrivelmente chocantes e desumanas, que denunciam comportamentos verdadeiramente criminosos, resultantes da prática de trabalhos forçados. Em 2013, durante 9 meses, o jornalista Benjamin Skinner e a sua equipa investigaram em plantações de palmeiras na Indonésia as condições laborais deploráveis, indignas e desumanas a que estão sujeitos trabalhadores e crianças. Os trabalhadores nas monoculturas da empresa malaia KLK foram atraídos com falsas promessas, roubaram-lhes passaportes e documentos, e obrigaram-nos ao trabalho forçado. A Bloomberg Businessweek dedicou um artigo ao tema. Já em 2010, a organização ambiental Rainforest Action Newport, acusou o Grupo KLK e os seus clientes de graves violações dos direitos humanos. Com 200 mil hectares de plantação, a KLK é a número 5 do mundo na produção de óleo de palma. Empresas ocidentais como a Cargill compram aos donos dos escravos. Só a Cargill comprou 27 mil toneladas de óleo de palma da KLK. Por outro lado, a multinacional americana abastece os grandes produtores de alimentos Nestlé, Kellogg´s e Unilever, bem como a indústria de biodiesel com óleo de palma importado. Assim, os produtos do trabalho escravo, também chegam às nossas mesas ou aos tanques de produção das margarinas, dos cereais matinais, dos cremes de chocolate e do biodiesel. Um outro documentário revelou imagens de uma propriedade de 14 mil hectares no Quénia, totalmente dedicada ao cultivo de chá e pertencente à Unilever, que é acusada da prática de trabalhos forçados. Outra acusação tem a ver com

a violação de mulheres trabalhadoras. As imagens revelam a existência de uma pequena cidade no interior da sua área, com habitações de tamanho aceitável, já bastante degradadas, completamente cercadas por uma alta e bem construída vedação de arame-farpado. Quanto às acusações de que são alvo, colocadas pelos enviados da organização ambiental Rainforest Action Newport, o delegado da multinacional, que até então, tinha mostrado toda a disponibilidade e simpatia para responder às perguntas, ainda para louvar os esforços realizados na preservação da fauna existente na área, todavia, mostrou-se completamente indisponível para tecer qualquer comentário sobre as acusações. Entretanto, os mais ricos do globo intensificam a compra de milhões de hectares por tudo o que é sítio. O agronegócio baseado no esgotamento dos recursos naturais assim o exige. Além do Quénia e Indonésia, outros povos são vítimas da gula das multinacionais do agronegócio, incluindo o trabalho forçado. Países como, Bangladesh, Paquistão, Sri Lanka, India, Tanzânia, Malawi, também são alvo destas práticas abomináveis. Cerca de metade das terras produtivas da UE já foram compradas por grandes capitais com raízes nos EUA, na China, Médio Oriente ou nas gigantescas reservas financeiras da especulação. Até a Ucrânia vendeu as suas terras negras. O Brasil é hoje, o maior exportador mundial de matéria-prima alimentar e de sementes modificadas. Contudo, a agricultura brasileira está dominada pelas grandes transnacionais que comercializam 90% dos alimentos em todo o mundo. E, no Brasil, existe trabalho escravo… Creio valer a pena voltar ao tema.

Cultura e hábitos culturais POR CRISTINA GRANADA sugestões – para isto ou aquilo – quem está interessado em colaborar construtivamente. Isto é, pode haver uma oferta cultural muito abundante e ainda assim haver pessoas que não se revejam na oferta disponível. Então, sensato seria que, quem tivesse outros interesses, contactasse quem faz a programação para lhe pedir algo mais próximo dos seus gostos. Já passámos por isso, já nos aconteceu rever a programação cultural para coincidir um pouco mais com as diferentes correntes e diferentes sensibilidades e sabemos que há sempre possibilidade de conciliar. O que não se conse-

gue mudar é o desinteresse ou o “botabaixismo”, isso fica por conta de quem o pratica. Concluindo, apesar de estarmos no interior, num país que passa, como o resto do mundo, por condicionantes económicas dramáticas, temos nas nossas localidades os mais variados lugares de cultura que talvez ainda não tenhamos (alguns) descoberto. Nas escolas o esforço é feito pelos professores que levam os meninos e meninas, nas famílias compete aos pais fazerem o resto. Sim, compete às famílias partilharem o esforço educacional dos seus filhos. E sei que muitas famílias o fa-

zem, porque eu também tenho família e sempre o fiz. E termino com um exemplo magnífico que sucedeu muito recentemente: uma mãe que gosta do “Ler a Dois”, que se continua a fazer mensalmente na biblioteca de Castelo Branco, veio ter connosco e perguntou se seria possível fazê-lo na nossa freguesia. “Claro que sim, aceita participar em regime de voluntariado?” … Ela disse que sim. Vamos acertar tudo e começar. Isto é Cultura. E não passa de uma migalha, mas o retorno será gigantesco. Bem-haja a quem continua a fazer o esforço de manter a cultura ao alcance de todos.


· 24· Última

Povo da Beira • 18 de fevereiro de 2014 • Edição 1041

PUB

Av. 1º de Maio nº 95 6000-086 Castelo Branco

Telf: 272 348 130

www.SGH-LING.com

Telm: 968 700 810

Edição nº 1041  

Povo da Beira - O seu semanário regional gratuito, disponivel em toda a Beira Baixa.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you