Page 1

· 1·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Edição 1009 • Ano XIX • 9 de julho de 2013 • Semanário Gratuito • Sai à 3ª feira • Diretor: João Tavares Conceição • Siga-nos no

Castelo Branco Cidade volta a ter Banda Filarmónica

Página 2

Penamacor

Ministério da Saúde comparticipa Cuidados Continuados

Página 7

Castelo Branco

Joana e José defendem região no “IBERO-AMERICAN CONTEST”

Proença-a-Nova

Jorge Tomé avança pelo PSD Sertã

Bucho e Maranho ajudam a promover concelho

Página 13

Oleiros

Festival de Folclore repete sucesso

Página 16

Página 15

Desporto

Vitor Geirinhas brilha em torneio internacional de ténis

Página 19

PUB

Página 14

Castelo Branco

Cidade vive dias templários

Página 12


· 2·

Destaque

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Finalmente temos Banda A Banda Filarmónica Cidade de Castelo Branco, criada em abril de 2005, entrou agora numa nova fase. Com nova farda e com hino, a Banda da cidade promete representar dignamente Castelo Branco.

Entidades e população encheu salão para ver a Banda com nova farda

POR CRISTINA VALENTE

A Banda Filarmónica Cidade de Castelo Branco apresentou-se na passada semana com a sua nova farda, onde predominam as cores da cidade, vermelho, cinza e preto. Fundada a 4 de abril de 2005, a Banda é um projeto da Associação Cultural e Recreativa As Palmeiras, em parceria com a Câmara Municipal e Junta de Freguesia, com o objetivo de formar musicalmente pessoas de todas

as faixas etárias e colmatar uma lacuna existente na cidade na vertente da cultura popular. Davide Jacinto, presidente da coletividade, lembrou os altos e baixos que este projeto já sofreu, “mais baixos que altos” afirma Davide Jacinto. No dia da apresentação do novo fardamento o responsável da coletividade recordou que depois dos tempos mais difíceis, a Banda da Cidade de Castelo Branco, entra numa nova fase, “começa aqui

um novo capitulo”. Muitos anos depois Castelo Branco volta a ter uma Banda Filarmónica, uma aposta também ada autarquia albicastrense. Joaquim Morão, que desde a primeira hora, apoiou o projeto, não escondeu a satisfação de ver a banda da cidade com tanta dignidade. “Sempre achei que a banda podia ser melhorada, e aos poucos chegámos cá, já temos Banda e com dignidade. Fico muito satisfeito por saber que quan-

do eu estou a acabar o meu mandato na Câmara este é mais um problema resolvido.” Afirmou Joaquim Morão. Para o autarca as Bandas são parte da cultura popular que não deve ser esquecida, “ dêmos sempre uma particular atenção às cinco bandas existentes no concelho”. A autarquia tem apoiado desde sempre a Associação das Palmeiras para que o projeto vingasse, “temos ajudado sempre, desde os instrumentos, às

fardas, passando pela escola de música, temos estado ao lado da associação para ajudar a tornar este projeto uma realidade” acrescentou o autarca. Também a Junta de Freguesia de Castelo Branco, parceiro desde a primeira hora, tem apoiado e contribuindo para que a Banda da cidade continue ativa. “Hoje a Banda tem muita dignidade e isso orgulha-nos muito” afirmou Jorge Neves. O presidente da Jun-

ta de freguesia destacou a qualidade musical dos elementos da Banda, mas também a nova farda, “há aqui uma nova forma, as fardas, a forma é importante o conteúdo também. O conteúdo já tivemos oportunidade de ver a qualidade das interpretações; a forma tem agora mais dignidade com estas novas fardas.” Em dia de festa a Banda presenteou todos os presentes com a apresentação do seu Hino da autoria do maestro Vitor Ávila. ■

Olimpíadas da Biologia

Agrupamento de Escolas João Roiz obtém o 1º lugar coletivo nacional Seis Jovens alunos de 9º ano da EBI João Roiz foram distinguidos no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, no passado sábado, dia 6. A escola de Castelo Branco obteve o primeiro lugar coletivo nacional. Neste dia memorável para todos os participantes, os alunos da João Roiz foram, na maioria, acompanhados pelos seus pais, professoras e diretor do Agrupamento, Carlos Almeida. No palco sentaram-se as individualidades: Ana Noronha, diretora do Pavilhão do Conhecimento; António Abreu, bastonário da Ordem dos Biólogos; Fernando Reis, da Direção Geral de Educação

e Ciência e Nuno Crato, ministro da Educação e Ciência. O bastonário da Ordem dos Biólogos sublinhou a participação dos mais 15000 alunos, entre o 9º e o 12º ano de escolaridade, num evento que envolveu uma impressionante logística. O ministro Nuno Crato salientou que a Biologia é a ciência do presente e do futuro e, ao empenharmo-nos nela, de imediato nos empenhamos em muitas outras com as quais se relaciona. Todos felicitam os jovens premiados e os seus professores, elos fundamentais para a concretização das Olimpíadas. Chegada a hora do anúncio dos vencedores

anunciam-se três alunos ex-áqueo no 10º lugar, de seguida o 9º lugar e o vice-presidente da Ordem dos Biólogos, José Matos Pereira, faz uma pausa para anunciar a “geração de

oiro” de Castelo Branco. Um a um, os alunos da EBI João Roiz sobem também ao palco. No 8º lugar Patrícia Carvalho; no 7º lugar Adriana Janeca; no 6º lugar Rita Mendes;

no 5º lugar João Mateus; no quarto lugar Mariana Nascimento e no 3º lugar Rodrigo Diamantino. Os dois primeiros lugares foram atribuídos a dois alunos do Colégio Militar.

Entre muitos aplausos, a cerimónia prosseguiu para o 10º e 11º anos de escolaridade, e o momento alto aconteceu para os 10 primeiros do 12º ano, em que os quatro primeiros classificados têm reservada a aventura de participar nas Olimpíadas Ibero-Americanas da Biologia (OIAB), em setembro deste ano, na Argentina. Após tantas emoções vividas, dos troféus e prémios recebidos, foi hora de chamar ao palco os professores responsáveis pela organização das Olimpíadas em cada escola e também estes levaram para a sua escola um troféu com o registo dos alunos ganhadores e dos professores envolvidos. ■


Destaque

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Castelo Branco

Detido presumível incendiário florestal A Polícia Judiciária (PJ) deteve, com a colaboração da GNR, um homem, de 67 anos, aposentado, pela “presumível prática de quatro crimes de incêndio florestal, ocorridos no concelho de Castelo Branco”. O suspeito, “agindo num forte quadro impulsivo, está fortemente indiciado de, entre os dias

26 e 30 do passado mês de junho, a horas diversas, com um isqueiro, ter ateado quatro focos de incêndio em vegetação seca situada à beira da estrada, com continuidade para habitações e mancha florestal”, afirma a Diretoria do Centro da PJ em comunicado. Os incêndios “só não atingiram maiores pro-

porções devido à pronta intervenção dos populares e dos bombeiros, sendo certo que em todas as situações o suspeito ajudou também no combate às chamas”, refere o comunicado, adiantando que o detido foi “presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva”. ■

GNR e Guarda Civil patrulham rio Tejo

EDITORIAL

S

junho de 2012, com a periodicidade estabelecida pelas duas forças. Participaram na ação quatro militares dos núcleos de proteção ambiental de Castelo Branco e da Sertã, que integram a estrutura do SEPNA da GNR e quatro militares da equipa do SEPRONA

situada em Valencia de Alcántara. A atividade incidiu na verificação das normas legais que em cada país superintendem as atividades desenvolvidas no plano da água. Foi detetada uma infração, no lado português, no âmbito dos recursos hídricos. ■

PUB

Idanha-a-Nova

Monsanto recebe Verão Total A aldeia de Monsanto, no concelho de Idanha-a-Nova, recebe na próxima segunda-feira o programa da RTP, Verão total. O programa que prenche as manhãs e tardes do canal 1 , vai divulgar a culPUB

tura, as tradições e a gastronomia de Monsanto e do Concelho. O Verão Total volta a descobrir portugal, neste Verão quente. A RTP parte em viagem para descobir terras de norte a sul e PUB

ilhas. Fazendo as contas de somar, de cultura, de tradição, a televisão publica descobre os melhores sítios para passar as férias. Seis horas diárias de emissão, em direto, vão tornar o verão ainda mais quente. ■

A Semana Fantasma

e ignorássemos esta semana não nos faria qualquer diferença em termos governativos. Começámos da DIRETOR mesma maneira como a JOÃO TAVARES CONCEIÇÃO terminámos. Só que… Assistimos, entre a estupefação e a incredu- À esquerda tudo está mal, de antigamente. A posição do Prelidade, à demissão “irre- nada se deve pagar, mas vogável” de um ministro, ainda não os vimos fazer sidente é a de bobo da que é apenas o líder do barulho para que se exer- corte. Obrigam-no a rir-se partido que suporta a co- ça Justiça sobre quem nos para um lado e para ouligação governamental. deixou na posição em que tro, a dar o dito por não dito, e a fazer apologias Constatamos como uma nos encontramos. Quando a ministra cuja necessidade é sacucambada de putos, à direita e à esquerda, põem os foi empossada os pri- dir a água do seu capote. seus interesses particula- meiros améns vieram Nunca imaginou que ter res e eleitorais à frente do do gabinete do ministro esta orientação politica desígnio nacional. Não das Finanças alemão. O no poder fosse mais difípercebemos as birras, e mesmo que deve ter liga- cil do que aturar o antigo muito menos quando os do a Portas e lhe exigiu senhor. A remodelação goresponsáveis as fazem responsabilidade. Motivo escudados na vontade pelo qual no dia seguinte vernamental fez-se sacudo Povo. Portas está em Coelho se apresentou em dindo o ministro menos desacordo com Coelho Berlim. Até parecia que político. As alternativas porque coitado do Povo já não existia qualquer crise. obrigam-nos a pensar em está farto de ser massacra- Verdade que rapidamente continuidade, o que não augura nada de bom. Mas do. Coelho não aceita de- constatámos. Sobre as taxas de alternativas não existem. missão porque o interesse do Povo é mais impor- juro, a divida soberana e Pior que este se calhar só tante de que qualquer de- a evolução dos mercados o próximo que se avizisacordo governamental. é tudo conversa da tre- nha. Pode ser que promoSeguro diz que qualquer ta. Hoje em dia a reação vam mais uns putos para acordo entre PSD e PP dos mercados é imediata, assessores, para tentarem pode ser bom para eles, para cima ou para baixo. infletir o caminho tomamas não é para o PS. Coi- As ameaças, mesmo que do. Mas, no fundo, no tado esqueceu-se que o PS devam ser levadas em fundo, só nos podemos não é exatamente o Povo. conta, já não têm o peso queixar de nós próprios. ■ PUB

A GNR e a Guarda Civil Espanhola realizaram no passado dia 26 uma ação de fiscalização conjunta na área do Tejo Internacional e a montante da Barragem de Monte Fidalgo. A ação está inserida no âmbito de controlos móveis e realiza-se desde

· 3·

PUB

PUB


· 4·

Castelo Branco

Por cada euro gasto na campanha

Ana Rita Calmeiro promove uma hora de trabalho voluntário O movimento Nova Energia, liderado por Ana Rita Calmeiro, candidata do Partido Social Democrata à Junta de Freguesia de Castelo Branco, decidiu promover uma hora de trabalho voluntário por cada euro gasto na campanha autárquica. O objetivo, refere o movimento em nota enviada ao POVO DA BEIRA, é devolver “aos albicastrenses, em valor, o dinheiro recebido para financiar a campanha”. Considerando que “as campanhas políticas são caras, aborrecidas, inúteis e fechadas a grupos muito definidos de pessoas”, Ana Rita Calmeiro quis “marcar a sua campanha por uma clara diferenciação, procurando fazer com que os albicastrenses se sintam constantemente bem-vindos a participar no movimento Nova Energia e essa participação possa ter um resultado visível favorável para toda a comunidade”.

Na mesma nota, a equipa da Nova Energia diz que “além das ações tradicionais de campanha, organizará eventos de voluntariado a que os albicastrenses poderão juntar-se para melhorar a sua vida na cidade seja, por exemplo, na organização de um evento de solidariedade, no apoio a uma associação, na visita e no acompanhamento de idosos ou até na recuperação de um jardim que precise de ser devolvido às pessoas”. Em consonância com este objetivo, a equipa da Nova Energia vai promover uma hora de trabalho voluntário por cada euro gasto na campanha. “Esta decisão está totalmente alinhada com os nossos princípios e com o rigor democrático que nos imporemos sempre. Nunca foi feito, mas esperamos que inspire outras campanhas, pois quem ganha somos todos”, afirma Ana Rita Calmeiro. ■

Póvoa de Rio de Moinhos

Feira Medieval regressa à freguesia

A freguesia de Póvoa de Rio de Moinhos promove no próximo fim de semana a segunda edição da Feira Medieval. A feira começa sábado, pelas 16 horas, e domingo tem início logo pelas dez da

manhã. O evento promete muita animação, com mercado e tabernas medievais, animação de rua, mercado de espadas, espetáculos de fogo e de teatro e falcoaria.■

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Orquestra Típica Albicastrense lança CD no Museu Cargaleiro A Orquestra Típica Albicastrense lança esta sexta-feira, dia 12, pelas 21H30 no anfiteatro do Museu Cargaleiro, o seu próximo CD, intitulado “Tributos”. O CD faz um tributo à música tradicional Portuguesa com o medley "Um abraço a Portugal", que engloba vários temas de norte a sul de Portugal incluindo as ilhas; um tributo ao fado com o medley "Fados de Sempre", onde estão incluídos alguns dos

mais conhecidos fados portugueses; um medley a

Arlindo de Carvalho com várias das suas principais

composições; e por último um tributo à cidade de Castelo Branco com o hino da cidade e aquele que é o hino da Orquestra Típica Albicastrense: "Saudades da Beira". O concerto tem como convidados especiais a fundadora da Orquestra Típica Albicastrense, Eugénia Lima, e o compositor beirão Arlindo de Carvalho. Recorde-se que este grupo musical fará neste mês de julho 57 anos de vida. ■

Alcains

Oficinas de verão no Museu do Canteiro foram um sucesso Entre os dias 25 a 28 de junho decorreram mais umas oficinas de verão no Museu do Canteiro, em Alcains. Assim no primeiro dia, de manhã, o técnico de luz e som do Cine-Teatro Avenida, João Nuno Falcão, foi desafiado a mostrar os bastidores do auditório do Centro Cultural de Alcains e explicar as suas funções. No final os participantes puderam visionar o filme “A verdadeira História do Capuchinho Vermelho”. De tarde, foi a vez do Nuno Alves, da Oficina do Alcaíde, ensinar a fazer um mocho e um caracol em madeira, contribuindo assim com os seus saberes de artesão. O segundo dia foi passado na Quinta das Mentas, no Ladoeiro, onde são produzidas os famosos chás e ervas aromáticas das Ervas da Zoé. Recebidos pelo casal Rosário e Henri-

que, os participantes destas oficinas de verão ficaram a conhecer as diferentes propriedades atribuídas às plantas, como é feito o seu cultivo e transformadas nas tisanas “Ervas da Zoé”. Foi também dia de piquenique e de apanhar morangos para a sobremesa. A expressão plástica deu mote ao terceiro dia PUB

PUB

PROFESSOR JIKINEH Tlm.: 969 402 867 - 911 095 838 Africano, grande cientista espirutualista, cim super magia negra e branca mais forte. Resolve com rapidez no máximo de 4 dias qualquer que seja o seu caso, exemplo: Amor, Negócios, Impotência Sexual, Prender e Desviar, Afasta e Aproxima pessoas amadas, Exame, Jogo, Espirutuais, Alcoolismo, Droga, Maus olhados, Inveja, etc... Lê a sorte, dá previsão da vida e do futuro pelo bom espírito e forte talismã. CONSIDERADO UM DOS MELHORES PROFISSIONAIS Não há problema sem solução - Consultas das 9H às 22H / Segunda a Domingo

Rua Duarte Pacheco Pereira Nº79, 5º F Damaia de Baixo 2720-213 Amadora

das oficinas de verão. Com a reciclagem de garrafas e o reaproveitamento de borras de café fizeram-se verdadeiras obras-primas. O último dia foi dedicado às ciências. De manhã as oficinas de verão contaram com o apoio da Escola Superior de Educação de Castelo Branco que cedeu a exposição interactiva “

Problemas com conta, peso e medida", da autoria dos professores Fátima Paixão, Fátima Regina Jorge, José Teodoro Prata e Paulo Silveira. As explicações couberam ao Professor Paulo Silveira, um dos autores dessa mesma exposição. A tarde foi dedicada às experiências pegajosas e espumas coloridas. ■


Castelo Branco

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Autárquicas 2013 / PS

José Custódio candidato a Almaceda POR TIAGO CARVALHO

O atual presidente da Junta de Freguesia de Almaceda, o socialista José Custódio, candidata-se a um terceiro mandato nas eleições autárquicas de 29 de setembro. A candidatura do Partido Socialista à freguesia de Almaceda, lançada no sábado, na sede da Junta local, pretende dar continuidade à obra desenvolvida pelo atual executivo. José Custódio recordou o trabalho realizado em Almaceda nos últimos oito anos, frisando que “nenhuma das aldeias da freguesia ficou sem uma intervenção significativas”. A “construção da capela” em Rochas de Baixo, a “construção da casa mortuária” em Rochas de Cima, a “intervenção na piscina fluvial” em Paiágua e a “instalação da Casa de Artes e recuperação das casas de xisto” em Martim Branco foram alguns dos exemplos dados. O candidato realçou ainda a instalação “de uma biblioteca e de uma ludoteca na sede da Junta”, a ins-

Convívio dos Joões no Retaxo Uma sardinhada na noite de S. João, e um dia cheio de animação, com pequeno almoço, almoço e jantar, assinalaram mais um convívio dos Joões de Retaxo. No lugar habitual, Quinta do Carreto, foram 17 os que este ano marcaram presença, o que para João “Laranja”, um dos organizadores, “é muito pouco, atendendo a que somos mais de cinco de-

zenas aqui a residir”. Segundo este elemento da organização, “queremos que no próximo ano, o grupo volte a ser mais numeroso”, aproveitando ainda a oportunidade para referir que o local e o companheirismo existentes são excelentes. A organização deste ano coube a João “Laranja”, João Lourenço e João Alberto Fazenda. ■

Luís Correia, líder da concelhia do PS, e o candidato José Custódio

talação de Internet em sinal aberto, o apoio “a todas as iniciativas de todas as associações da freguesia” e a instalação de um “serviço de transporte gratuito para deslocação ao médico em Almaceda”. “A grande preocupação desta equipa foi também dar vida às aldeias e, para isso, realizaram-se passeios temáticos e percursos pedestres entre Martim Branco e Almaceda”, acrescentou José Custódio, que no próximo mandato quer envolver mais uma localidade nestes trajetos.

A construção do Lar de Terceira Idade de Almaceda está concluída e o empreendimento deve ser inaugurado até setembro. Outros dos projetos do candidato do PS é “criar um parque de campismo” e “adaptar as escolas de Almaceda e do Padrão” à exploração lúdica e turística das casas de xisto de Martim Branco. Luís Correia, líder da concelhia do PS de Castelo Branco e candidato ao município, esteve presente no lançamento da candidatura de José Custódio.

“Nesta freguesia, onde foram construídas muitas infraestruturas, revelamos a força da obra feita. Obra que alguns [partidos da oposição] teimam em dizer que é demais, mas gostava que me dissessem qual foi desnecessária em Almaceda”, disse Luís Correia, que é o atual vice-presidente da Câmara de Castelo Branco. Segundo Luís Correia, em Almaceda, freguesia que se destaca pelas “paisagens e património histórico”, a obra deve estar “ao serviço do desenvolvimento económico e turístico”.■

GNR

21 postos de vigia olham pela floresta O Comando Territorial da GNR de Castelo Branco ativou no passado dia 1 de julho, data que corresponde ao início da fase Charlie de combate aos incêndios florestais, a Rede Nacional de Postos de Vigia. Segundo esta força de segurança foram colocados em funcionamento 19 postos de vigia no distrito de Castelo Branco. A GNR continua, assim, a “Operação Floresta Segura 2013” que se estenderá até 30 de outubro e cuja missão se traduz na intensificação das ações de patrulhamento e de vigilância das zonas florestais, e no incremento da fiscalização das atividades ilícitas contra a floresta, com vista a prevenir a eclosão de incêndios florestais. Nesta fase no distrito de Castelo Branco passam

· 5·

a operar plenamente os 10 postos de vigia da rede primária, que foram ativados em 15 de maio, e são ativados mais nove postos de vigia da rede secundária, para o que foram contratadas 56 pessoas. A larga maioria dos vigilantes contratados tem pelo menos dois anos de experiência nestas funções,

e todos receberam formação técnica ministrada pela GNR nas instalações da Escola Básica Integrada João Roiz, em Castelo Branco. A esta malha associam-se ainda dois postos de vigia privados, situados em Penamacor e no Rosmaninhal. Para assegurar a coordenação de toda a atividade de vigilância e de dete-

ção de incêndios florestais, onde se incluem, por exemplo, os sapadores florestais, é também reforçado o efetivo dos militares da GNR e da Equipa de Manutenção e Exploração de Informação Florestal (EMEIF) que, através da rede SIRESP, garantem uma ligação permanente e imediata à GNR e ao CDOS Castelo Branco.■

Nercab promove seminário “Dinamização Empresarial da Região Centro”

A Associação Empresarial da Região de Castelo Branco [NERCAB], vai realizar esta quarta-feira, dia 10, pelas 14h30m, nas suas instalações em Castelo Branco, um seminário sobre Dinamização Empresarial da Região Centro, Impulsionar Estratégicas Empresariais de Empreendedores, Empresários e PME com Recurso a Novos Instrumentos de Financiamento. O seminário está integrado no projeto Fincentro, a rede Fincentro é constituída por 8 Associações Empresariais: NERCAB, NERGA, ACG, ACICF, ACIFF,

AIRV,AICP, AIDA e pelo CEC que assume a liderança do projeto. O seu principal objetivo é mobilizar o tecido empresarial para dinâmicas de desenvolvimento empresarial diferenciadas, sustentadas em novos instrumentos de financiamento. Este seminário conduzido por António Trigueiros der Aragão, presidente da direção da Associação Empresarial [NERCAB], vai ter a intervenção de Nuno Nascimento, Diretor Executivo do CEC, André Março em representação do IAPME, José Rui Soares e Rui Perreia ambos partner da B’TEN. ■


· 6·

Castelo Branco

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

A problemática dos REEE’s A Associação APETE (Associação para a Promoção da Engenharia Tecnologia e Energia), realizou mais um dos seus jantares-debate. Esta foi a primeira iniciativa sob a presidência da equipa liderada por Sofia Pinto que juntou 4 dezenas de associados. O tema escolhido foi a questão dos resíduos sólidos. Para tal contou com a presença de Fernando Nunes da VALNOR, que abordou a forma de funcionamento desta empresa, centrando-se na triagem e posterior valorização dos resíduos recolhidos que são transportados para o Centro Integrado de Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos de Avis. Quando se desceu à especificidade dos REEE’s (Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos) iniciou a apresentação Francisco Lucas do IPCB, que coordenou a delegação portuguesa ao IP Program PUB

E-Wasteu que decorreu no passado mês em Izmir, na Turquia, estando também presentes no jantar Daniel Nogueira e António Carmona, desta equipa de trabalho do IPCB. Este programa teve o intuito de avaliar a aplicação a cada País da União Europeia, das Directivas referentes a esta matéria. O caso de estudo do IPCB centrou-se na Beira Interior sendo de realçar as boas práticas de alguns Concelhos, que já atingiram a meta definida nas diretivas de 4kg por habitante por ano de recolha

de REEE’s. A questão dos REEE’s preocupa o mundo dado que os aparelhos eléctricos são cada vez mais consumidos e infelizmente têm cada vez mais um tempo de vida limitado, sendo que, ao contrário do que era hábito há 20 anos, é hoje prática corrente o abandono de equipamentos que ainda trabalham em perfeitas condições, apenas porque a evolução tecnológica os tornou obsoletos. Foram passados vídeos que mostraram o ciclo de vida destes aparelhos,

bem como a situação dramática de países asiáticos e africanos, onde estes aparelhos são despejados, e desmantelados sem quaisquer condições, acabando por ser os aterros dos Estados Unidos e Europa. Foi notório o facto dos presentes não se encontrarem sensibilizados para este caso. Aguarda-se a aplicação e transposição nacional das novas diretivas que, entre outras coisas, pretendem melhorar as metas e impedir esta “exportação” de lixo para países sub-desenvolvidos, onde já se

nota o aumento de doenças cancerígenas. A VALNOR mostrou a forma como em Avis recolhe e valoriza, após desmantelamento, estes equipamentos. Ainda, e segundo a AMB3E, uma das entidades responsáveis pelo sector, foi referido que esta valorização permite criar cerca de 50 novos empregos por cada 1000 toneladas de equipamento recolhido e tratado, aguardando que a sociedade civil ajude nesta missão que é de todos. Foram referidas as

suas acções de sensibilização, sobretudo focadas nas crianças, uma vez que é mais fácil de as encontrar juntas e a permitir estas acções de sensibilização, mas a VALNOR mostrou também estar disponível para desenvolver estas acções junto de outras faixas etárias, como o caso deste debate da APETE, mas também associando-se a outros eventos, como o recente desfile de moda ou caminhadas. O importante é a missão da sensibilização e essa é mais difícil quando mais alta é a faixa etária. A nova Direcção da APETE espera assim, e após o mandato que agora findou, alargar a sua acção a outras actividades para além destes jantares-debate já consolidados, iniciando outros conjuntos de iniciativas como visitas de estudo, caminhadas, formação técnica e edição de conteúdos. ■

Associação de Apoio à Criança comemorou 17 anos

A Associação de Apoio à Criança do Distrito de Castelo Branco comemorou, no passado dia 29, o seu 17º ano de existência. Para assinalar esta efeméride, organizou um programa comemorativo norteado pela divulgação e valorização do seu trabalho e daqueles que, no dia a dia, mais têm contribuído para o sucesso do trabalho da AACCB. Num espaço bastante agradável e acolhedor, a AACCB escolheu o restaurante Repvblica, contando com mais de uma centena de pessoas, desde clientes, significativos, colaboradores, parceiros, amigos e ainda com a presença do Presidente da Câmara Mu-

nicipal de Castelo Branco Joaquim Morão. No final, todos os presentes saíram deliciados do aniversário com um fado bem típico, que acabou por alegrar em grande a festa da AACCB. Tiro com Arco no aniversário No âmbito da comemoração do seu 17º Aniversário, a Associação de Apoio à Criança do Distrito de Castelo Branco, em colaboração com a Juventude Albicastrense, promoveu uma demonstração de Tiro com Arco, para os seus utentes e colaboradores. Todos o utentes da associação tiveram a oportu-

nidade de testar a sua perícia e pontaria. De momento, a nível Nacional, esta modalidade não conta com a participação de atletas com necessidades especiais em competição, apesar de existir competição a nível internacional. Apenas 37 países participam nos Paraolimpicos de Verão, nesta modalidade. Com base no feedback dos participantes, existe agora a possibilidade de as duas associações realizarem uma parceria, de forma a que alguns dos utentes da AACBB, possam praticar a modalidade de forma mais regular, possibilitando assim uma melhor reintegração social dos mesmos. ■


Regional

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Penamacor

Ministério da Saúde apoia Unidade de Cuidados Continuados

· 7·

Canal Panda grava série sobre Aldeias Históricas

POR RÁDIO COVA DA BEIRA

O Ministério da Saúde comparticipa a Unidade de Cuidados Continuados de Penamacor. A informação foi deixada na última sessão da Assembleia Municipal penamacorense pelo líder da bancada do PS Para Porfírio Saraiva, trata-se de uma excelente notícia para o concelho. "Esta ambição e esforço que a direção do lar D. Bárbara Tavares da Silva tem feito culmina agora com a aprovação de um protocolo com o Ministério da Saúde. É mais um benefício para o concelho conseguido em tempos de crise. Esperamos que a unidade comece a funcionar em breve", referiu o líder da bancada do PS na Assembleia Municipal de Penamacor. As instalações estão praticamente concluídas, falta posteriormente a certificação final da parte elétrica e a aquisição de alguns

Autarca acredita na abertura antes do final do ano

equipamentos. Para o presidente da Câmara Municipal de Penamacor, a aprovação do protocolo pelo Ministério da Saúde é a resposta a algumas vozes que sempre duvidaram da concretização de alguns projetos no concelho "Havia mutos que não

CIMBIS na Feira dos Sabores de Perdição A Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul (CIMBIS) marcou presença, mais uma vez, na feira dos Sabores de Perdição, em Castelo Branco. Esta participação, que tal como o certame, se integram no projeto Beira Baixa Terras de Excelência, procurou, para além da já habitual mostra de produtos da região, promover a região da Beira Baixa. A todos os visitantes que estiveram no stand da CIMBIS, foi pedida a

O Canal Panda está a desenvolver a série “Panda Museus – À Descoberta das Aldeias Históricas de Portugal”, composta por 12 episódios, a estrear em setembro. Esta série integra como atores os alunos do 1º ciclo dos agrupamentos de escolas dos municípios da Rede das Aldeias Históricas de Portugal que participaram no projeto Histórias Cria-

colaboração para participar num estudo acerca da marca Beira Baixa, através do preenchimento de um inquérito de opinião relacionado com vários aspetos associados à criação e estruturação de uma “marca regional”. No fecho da feira, Joaquim morão, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, anfitriã deste evento, sorteou e ofereceu, entre os participantes, um fim de semana numa unidade de turismo rural da região. ■

acreditavam na concretização da unidade de cuidados continuados, do hotel… Todos gostam de Penamacor, mas trabalhar pelo concelho é que é mais complicado. É um prazer deixar muitas coisas que darão sustentabilidade ao futuro de Penamacor", disse Domingos Torrão.

A data para a assinatura do protocolo entre o Ministério da Saúde e o lar D. Bárbara Tavares da Silva ainda não está definida, mas o autarca mostra-se convicto de que a Unidade de Cuidados Continuados entre em funcionamento antes do final do corrente ano. ■

IPCB gera mais de 40 milhões de euros por ano na economia regional O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) tem um impacto anual de 40,2 milhões euros na economia da região onde está inserido, anunciou, o presidente da instituição, Carlos Maia. Os dados apresentados resultam de um estudo coordenado pela Universidade do Minho e pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, e desenvolvido pelos investigadores de Castelo Branco Sara Nunes e Luís Farinha. Carlos Maia sublinhou que "o impacto do IPCB equivale a 5,6% do Produto Interno Bruto dos concelhos de Castelo Branco e Idanha-a-Nova, onde o IPCB tem escolas". O estudo revela ainda que, por "cada euro gasto pelo Estado no financiamento do IPCB, gera-se um nível de atividade económica de 2,92 euros". O presidente do Politécnico disse "não conhecer

nenhum investimento público na região que tenha este retorno". Os dados agora anunciados reportam-se a 2012, altura em que o IPCB contava com 4.582 alunos, 374 docentes e 259 funcionários. Sara Nunes destacou o facto do "IPCB ser uma das instituições de ensino superior onde é mais económico estudar, tendo em conta outros estudos semelhantes junto de diferentes estabelecimentos". A investigadora explicou que "cada aluno do IPCB gasta em média 382 euros/mês, gastos estes associados ao alojamento, alimentação, transportes, propinas, bens pessoais, material escolar e informático e saúde". Perante estes dados, Carlos Maia disse que é "inconcebível, neste momento, podermos pensar a região sem uma instituição como o Politécnico de Castelo Branco". ■

tivas. Até 19 de julho, pelo período da manhã, o Panda vai percorrer as ruas e conhecer os pontos mais emblemáticos das Aldeias Históricas, onde em alguns momentos das gravações as crianças serão as “embaixadoras” destas povoações. As gravações decorrem dia 11 em Belmonte, dia 18 em Idanha-a-Velha e dia 19 em Monsanto. ■

PS organiza fórum “Um jovem uma ideia” A Concelhia de Castelo Branco da Juventude Socialista vai promover, na próxima quinta-feira dia 11 de Julho, às 21 horas no auditório da Biblioteca Municipal de Castelo Branco, o fórum ‘Um Jovem Uma Ideia’. A iniciativa contará com a presença de Luís correia, candidato do PS a Câmara Municipal de Castelo Branco. Este fórum pretende PUB

ser uma oportunidade para os jovens albicastrenses darem o seu contributo, com as suas ideias e propostas, para o futuro do concelho, de modo a que estas possam ser discutidas e promovidas no próximo mandato autárquico. A Concelhia de Castelo Branco da Juventude Socialista vai também apresentar neste fórum as suas propostas para as próximas eleições autárquicas.


· 8·

Regional

Covilhã

Autarquia interpôs recurso e adia pagamento a Associação Cultural Depois do Tribunal Administrativo de Castelo Branco condenar a Câmara Municipal da Covilhã para no prazo de 30 dias pagar à Associação Cultural Beira Interior (ACBI) cerca de 100 000 €, a autarquia interpôs agora um recurso ao processo, alegando que a Juíza do mesmo não indica na sentença, a taxa de juro aplicada, causando nova demora no pagamento. Em comunicado a associação considera, “curioso” que tenha sido a autarquia a sugerir o valor ao tribunal e, “vem agora dizer que necessita saber qual a taxa de juro que eles próprios utilizaram para chegar ao valor final”. A ACBI lamenta esta atitude da autarquia e considera que este comportamento visa unicamente adiar o pagamento, “mas

nunca adiará o nome do derrotado, Carlos Pinto”. Estando juntamente com os seus advogados a preparar os processos já anunciados, um contra a autarquia pelos danos causados e outro por dolo contra o presidente, a ACBI decidiu publicar no seu site www.acbi.pt todas as sentenças de modo todos possam analisar a postura da autarquia. “Esta atitude, da autarquia, traz graves problemas à ACBI, que não descansará, demore o tempo que demorar, em procurar fazer justiça a todos aqueles que tentaram prejudicar a instituição” diz a associação no comunicado. A ACBI participou por escrito a todos os candidatos à autarquia covilhanense e aguarda uma posição pública dos mesmos. ■

Exposição "Prémio Secil - 20 Anos" na UBI COM RÁDIO COVA DA BEIRA

A exposição "Prémio Secil - 20 Anos", patente no departamento de engenharia civil e arquitetura da faculdade de engenharia da Universidade da Beira Interior (UBI), pode ser visitada até ao próximo dia 21 de julho. "Esta exposição evidencia sinteticamente as obras distinguidas ao longo de vinte ano de concursos, homenageado, uma vez

mais, os insignes arquitetos e engenheiros civis autores dos projetos", refere a empresa. A mostra vai estar poder ser observada em várias cidades do país, em locais de referência como universidades ou obras distinguidas com o prémio Secil. A Secil é uma empresa industrial cimenteira, fundada em 1930, que tem seis fábricas de cimento em Portugal, Tunísia, Líbano, Angola e Brasil. ■

Fundão

Projeção do filme “Fado, História d’ uma Cantadeira” Inserida na iniciativa “A Casa d’Amália”, vai realizar-se, no dia 11 de julho, às 21.30h, na fachada do Casino Fundanense, no Fundão, a projeção do filme “Fado, História d’ uma Cantadeira”. Este filme foi realizado por Perdigão Queiroga, em 1948, considerado um dos melhores melodramas do cinema português, e contou

no elenco com Amália Rodrigues, Virgílio Teixeira, António Silva e Vasco Santana. ■

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Em Idanha-a-Velha

Concerto “Fora de Lugar” no Palácio Marrocos Dois músicos e 14 instrumentos animaram a noite do dia 29 de junho, no Palácio Marrocos, em Idanha-a-Velha, durante o primeiro concerto “Fora de Lugar 2013”, um projecto que teve lugar já em 2012, com enorme sucesso. Este concerto foi o primeiro de vários que constituirão a programação deste ano do “Fora de Lugar” e que terá as suas actividades desenvolvidas entre os meses de Novembro e Dezembro, das quais constam, além de concertos, actividades de serviço educativo (workshops de arte, construção de instrumentos, natureza, aventura e doçaria regional), provas, conferências e visitas guiadas. O projecto “Fora do Lugar” é da produtora Arte das Musas, dirigido por Filipe Faria e Tiago Matias, denominado “Noa Noa”, e levado a cabo em parceria com a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova. O espetáculo do passado dia 29, em Idanha-a-Velha, intitulou-se “língua” e viajou pelas línguas e culturas ibéricas. Importa referir que todas as línguas mudam com

o tempo. Evoluem e adaptam-se aos usos inovadores das comunidades, às suas idiossincrasias e hábitos. A língua não pode ser entendida como uma entidade imutável, estanque, parada ou desenhada no tempo e pelo tempo. Ela é, pelo contrário, resultado de uma dinâmica imensa da mesma forma e com o mesmo fulgor da comunidade ou da humanidade que muda… vagarosa mas imparável. Quanto ao Palácio Marrocos, onde teve lugar o concerto, é de referir que foi construído no século XX, ocupando uma consi-

derável extensão dentro da antiga cidade. Apesar de apresentar sinais evidentes de abandono, ostenta uma estrutura de estilo eclético, que combina vários estilos arquitetónicos, desde o classicismo ao barroco. A família Marrocos, considerada em pleno século XIX como a maior e mais poderosa da região, foi detentora de enormes extensões de terras agrícolas. O Palácio, agora propriedade da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, foi especialmente aberto para este concerto, estan-

do já em curso um projecto de recuperação do mesmo para um hotel rural de quatro estrelas. Fora do Lugar, Festival Internacional de Músicas Antigas coloca em diálogo, de forma inovadora e descomplexada, as músicas antigas de tradição erudita e popular, raízes do presente, com a contemporaneidade. Estes diálogos acontecem em espaços inesperados que promovem a descoberta, a aventura, a ligação com a natureza e o património ancestral e uma leitura diferente do que é a arte posta em música. ■

Concerto de estreia no dia dos 125 anos da associação

Banda Filarmónica Idanhense lança projeto com coro infantil O auditório do Centro Cultural Raiano (CCR) encheu-se, no passado dia 30 de Junho, para aquele que foi o concerto de estreia em sala do coro infantil “Notas Soltas”, recentemente criado, e que faz parte da Banda Filarmónica Idanhense. Antes do espetáculo no CCR, teve lugar uma reunião entre responsáveis da Banda e os pais das crianças, na sede da Filarmónica, na qual foram apresentados os principais objectivos a levar a cabo em termos de actividades conjuntas com o coro infantil. Foi também lançado pela direcção da Banda o repto aos pais para que possa vir a ser também constituído um coro adulto, que deverá iniciar os seus ensaios no dia 1 de Setembro, estando já programadas actuações conjuntas entre

a Banda e os dois coros a partir de Novembro deste ano. Importa referir que os pequenotes irão, dentro em breve, e sempre que actuem em conjunto com a Banda, apresentar-se com um fardamento próprio. Refira-se que o coro de crianças, na sua maioria de Castelo Branco, teve o seu

despontar com o apoio do Centro Social Padres Redentoristas da capital de distrito, pelo que muitos dos pequenos são oriundos daquela instituição católica. A atividade, integrada nas comemorações dos 125 anos da Fundação da Banda, fundada a 1 de julho de 1888, culminou, logo após

o concerto no CCR com um lanche comemorativo na sede da Banda Filarmónica Idanhense. É de salientar que a Banda Filarmónica tem tido um forte apoio da Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Idanha-a-Nova, sem o qual não seria possível manter de pé aquela agremiação e os seus projectos. ■


Fundão

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Barragem da Capinha recebe Acampamento Roda Viva A Barragem da Capinha acolhe a 10ª Edição do Acampamento Roda Viva, nos próximos dias 17, 18, 19 e 20 de julho. Esta iniciativa é dinamizada pelo Projeto Arca de Talentos E5G, um projeto promovido pela Beira Serra no âmbito do Programa Escolhas que desde 2001 procura promover a inclusão social e escolar dos jovens assim como promover hábitos de vida saudáveis. Este ano, inclui ainda o projeto RODA – Resgatar Oportunidades e Descobrir Aptidões, no âmbito do programa Juventude em Ação. O RODA é um Intercâmbio Trilateral de jovens, neste caso jovens portugueses, franceses e espanhóis, que durante 10 dias terão oportunidade de trocar experiências subordinadas à temática do Empreendedorismo Juvenil e de conhecerem a nossa região. Na décima edição do Acampamento Roda Viva, a Beira Serra permite deste

Inscrições abertas

Campus Arqueológico do Ervedal O Município do Fundão irá realizar até 30 de agosto mais uma campanha de escavações arqueológicas do sítio Romano do Ervedal, em Castelo Novo. O sítio Romano do Ervedal é constituído por duas termas romanas que terão tido uma ocupação desde o século I ao IV d. C. e que têm fornecido muitas informações sobre os primeiros tempos da nossa Era na Cova da Beira. Esta atividade pedagógica está inserida no programa de voluntariado do

Museu Arqueológico Municipal do Fundão e propicia aos jovens voluntários o contacto com todas as fases dos procedimentos arqueológicos desde a escavação até ao tratamento do material exumado, estimulando nas camadas mais jovens o gosto pela história e a consciencialização da importância do património cultural para o devir dos tempos. As inscrições para voluntariado poderão ser feitas no Museu ou em www. museuarqueologicofundao. com. ■

Durante o mês de julho

Ateliers de Verão na Biblioteca Municipal modo que os jovens para além das inúmeras atividades programadas, possam partilhar experiências e vivências diferentes com outros jovens. O acampamento pretende trabalhar competências pessoais e sociais, fomentar o contacto com a comunidade local que

acolhe este evento e ainda proporcionar momentos de lazer bem fresquinhos. Nesse sentido, e porque entendemos que a expressão artística favorece uma melhor articulação entre diferentes experiências, decorrerão este ano oficinas de arte circenses, facilitadoras do desenvolvimento de

habilidades que favorecem a autonomia, solidariedade, autoestima, comunicação e criatividade. Participam no Acampamento Roda Viva, uma centena de jovens dos 14 aos 20 anos, que responderam ao apelo deste projeto: resgata oportunidades e descobre aptidões. ■

De 12 a 14 de julho

“Serões N’ Aldeia” no Souto da Casa Entre sexta-feira e domingo, dias 12 a 14 de julho, irá realizar-se a festa do pão e da água “Serões N’ Aldeia”, no Souto da Casa. Este evento é uma organização da Junta de Freguesia do Souto da Casa e da Casa do Povo do Souto da Casa, com a colaboração da Câmara Municipal do Fundão. Na edição deste ano salientam-se o encontro de bombos, as visitas guiadas

· 9·

às Casas Museu da freguesia, os concertos do Grupo de Cavaquinhos do Louriçal, da Orquestra Típica Albicastrense, do Orfeão

da Liga dos Amigos do Tortosendo e do “Ensemble de Acordeonistas”, o workshop do pão. A iniciativa contará

ainda com a habitual animação de rua, tasquinhas e o conhecido Feijão no Forno, um dos pratos típicos do Souto da Casa. ■

O Município do Fundão irá promover ateliers de verão, até final do mês de julho, de terça a sexta-feira, às 15.00h, na Biblioteca Municipal Eugénio de Andrade, no Fundão. Os ateliers promovidos são: sacos andarilhos,

pintura, tardes de cinema, bolsa para porta-chaves, primeiros socorros e recriar e decorar com fruta. Os interessados terão que realizar inscrição prévia através do e-mail bmeainfantojuvenil@gmail. com ou do telefone 275 779 940. ■

Bienal promove saúde e bem-estar A música e as terapias alternativas estiveram em destaque no Fundão, no passado fim de semana, com a realização da Bienal de Saúde e Bem-Estar. A iniciativa foi promovida pela Câmara e Junta de Freguesia do Fundão e teve como objetivo a criação de momentos de bem-estar e de rotinas mais saudáveis junto da população. Durante os dois dias, o Parque das Tílias foi palco de workshops, palestras, terapias, rastreios, exposições, refeições naturais e venda de produtos naturais e artesanato.

Houve atividades nas áreas do yoga, reiki, shiatsu, tarot terapêutico, numerologia cármica, tarot, angeologia, calatonia, massagens, meditações, permacultura, danças bioenergéticas, musicoterapia, atividades físicas, defesa pessoal, live-cookings, entre outras. Na vertente da música, o destaque foi para um espetáculo musical de harpa com Helena Madeira, no átrio da Capela do Calvário, e para um concerto com taças tibetanas e gongos, com António e Lígia Botelho.

PUB

Povo da Beira 0, publicidadepbeira@gmail.com

Faça publicidade, divulgue o seu negócio num jornal de grande implementação regional. Contate-nos!

CASTELO BRANCO

69 €

Joi Vários Sabores 1,5 Lt. Unid.

6,

49 €

Persil Detergente p/ roupa Pó: 50 Doses Liquido: 54 Doses


· 10· Educação

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Escola Faria de Vasconcelos ganha prémio Internacional

O Agrupamento de Escolas Faria de Vasconcelos venceu o concurso internacional VIP – Vamos Investigar Plantas- promovido pela Sociedade Ibérica de Fisiologia Vegetal no FV 2013 – XIII congresso Luso-Espanhol. O projeto denominado “Fisiologia de plantas aromáticas utilizadas na Beira Interior Sul – uma abordagem à gastronomia molecular”, foi dinamizado pelo Departamento

de Ciências Físicas e Naturais da Escola, com os alunos da turma do 9ºB, em parceria com a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Fizeram parte do estudo de investigação plantas aromáticas utlizadas na gastronomia da Beira Interior Sul. No estudo, foram analisados parâmetros fotossintéticos numa abordagem à gastronomia molecular, com síntese química

de pérolas de alginato de sódio tendo por base estratos otimizados no estudo das plantas aromáticas. Concluiu-se que a qualidade da luz e o stress hídrico afetam a estabilidade, aroma e cor das pérolas. Os alunos e a Professora responsável, Célia Peixinho, irão apresentar o projeto de investigação, no dia 27 de Julho, no XIII Congresso Luso-Espanhol, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.■

Arraial popular encerra ano letivo em Vila Velha de Ródão Após um ano escolar que para os alunos e professores se mostrou longo e desgastante, o arraial popular encerrou em beleza o ano. Uma festa que resulta do esforço de toda a comunidade educativa que, com uma elevada adesão, transformaram o recinto escolar num espaço cheio e colorido, como as grandes festas impõem. Se o arraial foi o corolário do ano e o momento que maior destaque e visibilidade teve nas atividades de encerramento do ano, a

verdade é que durante todo o dia se registou uma enorme azáfama, resultante da

Academia Minorca promove Babyoga e Funyoga O Babyoga e o Funyoga Portugal são duas atividades extracurriculares que passarão a ser desenvolvidas na Academia Minorca a partir de setembro deste ano. Mas já a partir de julho haverá aulas abertas a todas as famílias. Com esta iniciativa, a Academia Minorca, em Castelo Branco, continua a apostar na inovação na área da educação. O Babyoga Portugal é uma escola que se dedica inteiramente à prática de yoga com bebés/crianças visando o desenvolvimento integral e holístico dos mesmos. É um conceito que resulta de uma mistura entre a adaptação de posturas do yoga clássico com

outras posturas desenvolvidas especificamente para estimular uma melhor integração sensorial do bebé (dos 2 meses aos 3 anos). O Funyoga é uma metodologia específica de yoga para crianças dos 4 aos 12 anos. Nestas aulas, as crianças têm a oportunidade de relaxar e se divertir enquanto desenvolvem não apenas a força, coordenação, flexibilidade e equilíbrio, mas também a consciência corporal, reforçam a concentração e a auto-confiança. Quem quiser experimentar estes momentos de partilha com o seu filho, deverá contactar 967882004 ou claudianeres.babyoga@ gmail.com. ■

participação dos alunos em diferentes atividades lúdicas e desportivas, mas

também nas experiências culinárias de inspiração inglesa e francesa e pela

sempre esperada entrega de prémios aos alunos que, durante o ano, pelo seu empenho e trabalho, mais se destacaram nos desafios lançados pelas diferentes disciplinas, projetos e clubes. O arraial compôs uma festa onde as canções dos pequeninos do pré-escolar, ensaiadas por um encarregado de educação, brilharam e serviram de mote às danças tradicionais com que as turmas do 1º ciclo presentearam o público e abriram o apetite para a saborosa sardinhada. Após

esta pausa os alunos do 2º ciclo entraram em cena com a opereta: “Nos montes de Viriato”, ensaiada nas aulas de educação musical e onde recordaram, cantando, a história do mítico Viriato, chefe lusitano que se opôs aos invasores romanos das terras da Lusitânia. O encerramento da festa ficou a cargo dos finalistas do 9º ano, que se despediram da comunidade escolar recordando episódios da relação estabelecida com os seus professores. ■

Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva

Do velho se faz novo

O departamento de educação pré-escolar do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva, organizou a 2.ª bienal de artes “Do Velho Se Faz Novo”,que esteve patente na Sala da Nora.

Na sessão inaugural, muito participada pela comunidade, a vereadora da educação da câmara municipal de Castelo Branco, Cristina Granada, a diretora da escola superior de educação, Cristina Pereira,

a presidente da comissão administrativa provisória (CAP) do agrupamento Zélia Magueijo, e a adjunta da CAP, educadora de infância Madalena Nunes, salientaram o envolvimento e o empenho das famílias

em ajudarem os seus filhos a darem corpo ao projeto “do velho se faz novo”, proposto pelo departamento de educação pré-escolar, no âmbito de um dos temas integradores do 2.º período, “reciclagem”. ■


Covilhã · 11·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Data Center da PT garante 400 empregos diretos na 1.ª fase O Data Center da Portugal Telecom (PT), que está a ser construído na Covilhã, vai garantir 400 empregos diretos já a partir de setembro, disse Zeinal Bava, presidente da empresa. Zeinal Bava falava momentos antes de ligar o relógio de contagem decrescente que foi instalado no centro daquela cidade e que marca os dias, horas, minutos e segundos que faltam para a inauguração do novo centro de dados, a 23 de setembro. Zeinal Bava explicou que dos 400 postos de trabalho, 100 já estão vinculados ao Data Center da Covilhã. Destes 100, 70 são quadros da PT que vão transferir-se para a cidade e 30 são técnicos contratados na região. Números que aumentam exponencialmente quando se trata de postos de trabalho indireto: mil,

de acordo com um levantamento da PT e tendo como base apenas a primeira fase. Recorde-se que o Data Center da PT será um dos maiores do mundo e será concretizado em fases distintas. As duas primeiras implicam um investimento de 90 milhões de euros. A primeira fase está praticamente concluída e

pronta a entrar em funcionamento já em setembro. Na entrada da Covilhã é já possível ver a estrutura em formato de cubo onde ficarão mais de 12.500 servidores. Os serviços que estes disponibilizam já estão a ser comercializados e o responsável da empresa aproveitou a cerimónia de hoje para incitar o departa-

António Fidalgo eleito reitor da UBI

PUB

Foto em: facebook.com/pages/DespUBI

António Fidalgo foi eleito na sexta-feira reitor da Universidade da Beira Interior (UBI). O professor catedrático da Faculdade de Artes e Letras conquistou 18 dos 29 votos possíveis. Na corrida à reitoria estava também o atual reitor, João Queiroz, que conseguiu 11 votos. O resultado foi conhecido menos de uma hora depois do início da votação, que ficou resolvida na primeira volta. “Foi rápido. Foi mais rápido do que esperava”, assumiu Paquete de Oliveira, presidente do conselho geral da UBI. O presidente do conselho geral manifestou o desejo de que “a mudança” não se traduza em qualquer penalização e deixou palavras de apreço a João Queiroz. “O reitor-cessante e respetiva equipa tinham um empenho muito dedicado à UBI”, afirmou. António Fidalgo falou aos jornalistas à porta da faculdade onde leciona há mais de 20 anos e assumiu que estava à espera da vitória.

Prometeu também ser “reitor de toda a universidade” e garantiu que todos serão incluídos. António Fidalgo comprometeu-se a lutar por uma “universidade una, coesa e plural”. “A captação de alunos e a questão do financiamento” são as principais dificuldades que António Fidalgo perspetiva. O candidato derrotado assumiu alguma “surpresa” pelo resultado, que atribuiu à união da candidatura de António Fidalgo à vontade do ex-reitor da UBI Santos Silva. “Se foi um chumbo [ao trabalho realizado] aceito-o, mas acredito que teve a ver com outras questões”, sustentou. João Queiroz garantiu ainda que continuará

mento de vendas a concretizar o maior número de contratos possível. “Este relógio também lhes marca um prazo. No dia 23 de setembro queremos assinar, 10, 20 ou 30 contratos com clientes europeus, americanos e de todo o mundo”, disse. Entre esses clientes poderão estar concorrentes da PT, garantiu Zeinal

a “pugnar pelo sucesso da UBI”, enquanto professor e investigador da Faculdade de Medicina. A tomada de posse ainda não está marcada porque têm de ser cumpridos procedimentos legais, mas Paquete de Oliveira acredita que tal ocorrerá num curto espaço de tempo. “Poderá ocorrer nessa data [sessão solene do início do ano letivo] ou até antes”, esclareceu Paquete de Oliveira. Esta foi a segunda vez que António Fidalgo concorreu ao cargo, tendo em 2009 (ano em que foram apresentadas quatro candidaturas) perdido para João Queiroz, que ganhou à quarta volta, disputada com o ex-reitor Santos Silva. ■

Bava, que não vê razão para que outros “não possam também usufruir” desta estrutura. Zeinal Bava garantiu ainda que é pretensão da PT concretizar a construção de quatro blocos. Nessa altura, o Data Center terá 50 mil servidores capazes de armazenar 30 'petabytes', o correspondente a 75 milhões de filmes em

alta definição, mais 14 mil milhões de fotografias, e três mil milhões de músicas. O projeto é da autoria do arquiteto Carrilho da Graça e contempla a utilização de sistemas de refrigeração ambientalmente responsáveis, o aproveitamento de energia solar e um parque eólico com 28 torres. No total, estima-se uma poupança de 144 mil toneladas de CO2 e de 40% de energia solar. A primeira pedra foi lançada em outubro de 2011, numa cerimónia que contou com a presença do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho. Para a cerimónia de inauguração ainda se desconhece quais as presenças governamentais. Zeinal Bava não revela, para já, se fez convites, tal como recusa tecer comentários acerca das recentes mudanças governamentais.■


· 12· Destaque

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Castelo Branco regressa a dias templários Castelo Branco fez uma viagem de quatro dias à Idade Média, com a realização da terceira edição da feira medieval Dias Templários. POR TIAGO CARVALHO

A zona histórica do castelo recebeu, entre quinta-feira e domingo, a terceira edição da feira medieval Dias Templários de Castelo Branco. Espetáculos e atividades alusivos à Idade Média, ao tempo dos templários e mouros, animaram toda a zona antiga da cidade, um palco onde se cruzaram produtos e memórias da história da região e do país. Na inauguração do evento, o presidente da Câmara de Castelo Branco, Joaquim Morão, recordou que “são acontecimentos como a festa templária que animam a zona antiga da cidade”. “É uma zona que esteve deprimida, mas que a Câmara Municipal tem vindo a recuperar e repovoPUB

ar”, sublinhou. Segundo o autarca, o investimento da autarquia na feira medieval “é cada vez maior”, acompanhando “a projeção e o êxito cada vez maiores” do evento. O convite para uma viagem ao passado conquistou albicastrenses e não só. Durante quatro dias, os visitantes adquiram todo o tipo de produtos alimentares e de artesanato no mercado medieval e assistiram a espetáculos e recriações históricas. Entre os espetáculos, o destaque foi, como é habitual, para o Assalto ao Castelo nas noites de sexta-feira e sábado. Mais uma vez, um grupo de árabes tentou assaltar o castelo de Castelo Branco, com o objetivo de libertar prisioneiros.

Destaque ainda para o Bosque da Bruxas, no Miradouro, um conceito que se inspirou nas práticas mágicas

ancestrais da Beira Baixa, como a boa hora, bruxa, má hora, diabólica, lobisomem e diabo. O Abrenúntio, que decorreu na Praça Académica, representou o caminhar das almas, os pecados e a passagem ou não entre céu, inferno e purgatório. ■


Destaque · 13·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Castelo Branco

Evento de moda elege representantes locais no ‘Ibero-American Contest’

O espetáculo de moda e representação dos alunos da escola Stylevel School elegeu a ‘Queen’ e o ‘King’ da Beira Interior Sul. Joana Baleiras e José Reis seguem em frente no concurso ‘Ibero-American Contest’. POR TIAGO CARVALHO

O auditório da Biblioteca Municipal de Castelo Branco foi palco de um espetáculo proporcionado pelos alunos do polo local da escola de moda Stylevel School, na noite de sábado. Um grupo de sete jovens de Castelo Branco, entre os 11 e os 17 anos de idade, competiram pelos prémios ‘Queen’ e ‘King’, que permitem representar a região Beira Interior Sul na final nacional. Os vencedores representarão Portugal no concurso ‘Ibero-American Contest’. Perante um júri nacional constituído por atores e profissionais da moda, os jovens mostraram o que aprenderam ao longo de 12 meses de formação, com exercícios de representação e passerelle. Jo a n a Baleiras foi eleita ‘Queen’ e José Reis foi eleito “King” da Beira Interior

Sul. Afonso Veríssimo foi distinguido com o prémio ‘Representação’ e Filomena Ascensão com o prémio ‘Simpatia’. “A turma do polo de Castelo Branco é das mais pequenas no país, mas resolvemos apostar nestes alunos devido à qualidade que têm”, disse ao POVO DA BEIRA o gerente da Stylevel School, Bruno Mourato. “Agora iremos proceder a um concurso nacional com as ‘Queen’ e os ‘Kings’ apurados em cada polo e escolher um vencedor masculino e feminino, que irão representar Portugal na competição internacional ‘Ibero-American Contest’”, explicou o responsável. O júri

nacional foi liderado pelo ‘sytlist’ Luís Alves da Costa, que esteve acompanhado da ‘make-up artist’ e ‘hair stylist’ Joana Guedes e do modelo e ator André Gonçalves. O júri local foi constituído pelo presidente da Junta de Freguesia de Castelo Branco, Jorge Neves, p e l o técnico

PUB

da Biblioteca de Castelo Branco, José Martins, e pela vereadora da Câmara de Castelo Branco, Cristina Granada. ■

Faça compras no Intermarché e ganhe vales desconto no combustível. CASTELO BRANCO

PROMOÇÃO de 9 de Julho a 15 de Julho Melão Branco Cat. II

Nectarina Cat. II

0,69 1,39 €/Kg

€/Kg

Preços baixos e descontos nos combustiveis = faça as suas contas

Novilho: Porco: Jardineira, Costeletas Mistas, Carne p/Cozer Rojões, c/Osso, Costeleta Mindinha Costeleta Mindinha

3,69

€/Kg

Bacalhau Corrente da Noruega

Cenoura Cat. II

0,39 4,79 €/Kg

€/Kg


· 14· Proença-a-Nova

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Jorge Tomé, candidato à Câmara de Proença pelo PSD

“Temos que ser imaginativos, competentes, de entrega total, abnegados à causa pública” POR PAULO JORGE MARQUES

O Candidato à Câmara Municipal de Proença-a-Nova pelo PSD apresentou a sua candidatura numa cerimónia no Hotel das Amoras, que juntou amigos, estruturas do partido, apoiantes e outras entidades. Jorge Tomé quer protagonizar um projeto de liderança do município de Proença a Nova que honre o seu presente e o seu passado e seja mobilizador para o futuro. Na sua intervenção, referiu diversas vezes que as pessoas estão primeiro. Embora admita que a criação de condições para a fixação de pessoas é difícil, referiu ser necessária imaginação, competência e a entrega total assente em propostas concretas poderão constituir contributos para o início da resolução desta autêntica “tragédia da interioridade”. Para o candidato, a fuga das pessoas do interior acentua-se sempre que no início de um novo ano escolar, as turmas têm cada vez menos alunos. Assim, defendeu os protocolos de colaboração com entidades estrangeiras e nacionais como um nicho a explorar. Tal permitiria um maior contingente de população escolar; permitir-nos-ia a manutenção dos estabelecimentos de ensino existentes e a manutenção dos postos de trabalho e das empresas fornecedoras de serviços”. “As instituições de solidariedade social; a segurança social será comigo um parceiro privilegiado no sentido de também aqui

trabalharmos para que os contributos contra a desertificação sejam um facto”, referiu ainda, frisando que as pessoas serão o elemento central das suas propostas; as pessoas entendidas nas suas diferentes variáveis; o emprego, sempre o emprego, a qualidade de vida, a fixação de populações. Defendeu também que a fixação de população também se consegue por via das condições igualitárias oferecidas a quem tem tido a coragem de por aqui se manter, oferecer condições especiais, isenções, incentivos iguais para os empresários locais; iguais às que são oferecidas a quem do exterior, investe no concelho. O emprego evidentemente que também beneficiaria com isso. O candidato quer apostar também no turismo, um setor para o qual já existem praticamente as infraestruturas criadas há muitos anos. Na sua aposta estratégica no turismo, diz que gostaria de contar com o

Largo da Devesa

Feira da Tigelada no dia 28 de julho POR PAULO JORGE MARQUES

Jogos tradicionais e animação a fazer recordar atividades de outros tempos vão dar umsabor único a esta feira da tigelada. Este

ano emlocal renovado, a feiramantéma qualidade e variedade a que as associações já habituaram o público, com as variadas receitas do doce mais característico do concelho. ■

Hotel das Amoras como o elemento central; contará igualmente com as estruturas existentes nas praias fluviais. Num contexto de grande sensibilidade para o ambiente a qualidade de vida, pretende também nesta área otimizar recursos e articular respostas às necessidades sentidas pelas populações, confirmando o papel fundamental do poder local democrático na garantia dos serviços públicos essenciais num estado de direito. Para Jorge Tomé, o município dentro das suas competências, assume-se como dinamizador do tecido económico, apoiando os agentes locais, através de iniciativas destinadas a capacitar e a promover a sua actividade. Propõe a realização de uma grande feira anual; a realização de eventos gastronómicos; eventos de carácter cultural e desportivo, onde todos possam participar. O desporto, o movi-

mento associativo e a juventude são também áreas de intervenção prioritária no seu mandato enquanto presidente da Câmara Municipal. A defesa intransigente do serviço público na área da cultura passará pelos projetos de educação pela arte, pela programação cultural, e pela gestão e valorização dos equipamentos culturais. Num contexto de crise nacional e de diminuição dos apoios prestados pelo Estado, diz que o município encontrará respostas articuladas no sentido de atender e dar resposta às situações de vulnerabilidade na comunidade local. Apostará nas intervenções em parceria e com as estruturas nacionais de solidariedade, criando uma verdadeira, ativa, interventiva e atuante Rede Social. Os conselhos locais de ação social, a atribuição de subsídios escolares, de transportes, alimentares; e a dinamização de projetos de cariz social serão absolu-

tamente prioritários na sua estão autárquica. A Universidade Sénior é um projeto já criado que pretende dinamizar ainda mais. Disse que o Concelho tem as estruturas criadas, aquilo que poderá constituir e servir de ponto de partida para o futuro. “Para isso temos que ser imaginativos, competentes, de entrega total, abnegados à causa pública e nunca ter qualquer prurido em apoiar o que está bem, sugerir melhorias onde isso é aconselhável”. Quer também lutar contra o esvaziamento de alguns serviços, que vão sendo sucessivamente retirados. Por tudo isto, diz que apresenta-se à população do concelho com um projeto que pretendo ser inovador, profundamente argumentado, sensato, competente, e que faça sentido às pessoas, às suas necessidades diária, básicas, aos seus anseios, às suas expetativas, sobre aquilo

que deve ser o exercício de funções públicas, neste caso funções autárquicas. Por último, quer protagonizar um sobressalto cívico, que passa por falar, propor, reclamar, requerer, fazer chegar a quem de direito, sejam os diferentes protagonistas interlocutores dos dirigentes locais, câmaras, freguesias, unidades de saúde e outros. Jorge Tomé recebeu diversas mensagens de apoio de quem não pode estar presente. Mas as estruturas do partido não lhe pouparam elogios. Carlos São Martinho, deputado por Castelo Branco, disse que o candidato é uma pessoa de convicções, que coloca o concelho em 1º lugar. “Passo a passo vai conquistar a Câmara”, realçou, sublinhando que há pessoas em Proença que acreditam na mudança e que haja oportunidades para todos. “È preciso atrair jovens, bem como empreendedores e empresários” Já António Carvalho, da distrital do PSD, disse igualmente que reconheceu em Jorge Tomé, desde a 1ª hora, uma pessoa de convicções claras e profundas, homem de inequívoco valor, que vai dar, de forma desinteressada, um contributo para a defesa dos interesses de quem vive e abala no concelho; quer fazer o melhor pelas gentes do Concelho; quer mais e melhor justiça social; dar futuro aos mais jovens; tem força e competência para traçar um novo rumo para este concelho; no dia 27 de Setembro, dia das eleições, vai surpreender muita gente.” ■

Acordo com BCP incentiva autoemprego POR PAULO JORGE MARQUES

O município de Proença-a-Nova e o Millennium BCP formalizaram um acordo de cooperação pelo empreendedorismo, que estabelece as condições de financiamento a conceder a microempresas. A parce-

ria visa identificar, apoiar e desenvolver projetos de criação de microempresas e autoemprego. Da parte da instituição bancária, prevê-se a atribuição de crédito no montante máximo de 25 mil euros por empreendedor, para projetos que sejam conside-

rados viáveis. O reembolso, em prestações mensais, varia entre no máximo 48 meses (para montantes até sete mil euros) e 60 meses (para montantes superiores). O acordo prevê, entre outras ações de incentivo ao empreendedorismo, a realização de ações de forma-

ção e sensibilização, apoio técnico à formalização das candidaturas ao financiamento e acompanhamento na fase de lançamento e consolidação das iniciativas. Para mais informações contactar o Gabinete de Apoio ao Agricultor e Empresário. ■


Oleiros · 15·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Festival de Folclore em Oleiros foi excecional

POR PAULO JORGE MARQUES

O Encontro de Ranchos Folclóricos em Oleiros, na noite do dia 29 de junho pautou-se por mais um êxito assinalável. Quatro Ranchos presentes em que cada um apresentou o seu reportório e, por serem de lugares diferentes, não só as cantigas eram diferentes como a forma de dançar. A noite estava

amena, nada que se comparasse com a anterior e o jardim dos Paços do Concelho estava cheio, com imensas cadeiras e com muitos outros nas mesas da tasca localizada logo à entrada. Estiveram presentes os Ranchos de Oleiros, de Facais – Pedrogão Grande, do Clube de Cernache do Bonjardim e Rancho Folclórico “As Ceifeiras de S.

Martinho de Fajões” (Oliveira de Azeméis). O dirigente do Rancho da casa, Aniceto Rijo, fez a apresentação de toda a cerimónia inicial e dos ranchos um a um. A direção do Rancho Folclórico e Etnográfico de Oleiros entregou aos Presidentes da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia uma lembrança marcante deste momento.

Tratou-se de um prato em madeira feito pelo artista Mário Antunes e com a participação posterior da consagrada artista local Rosa Afonso. Seguiu-se a colocação das fitas respetivas nos estandartes dos ranchos pelas entidades em palco. Foram quatro Ranchos “endiabrados”, porque todos deram o seu melhor, com alegria, com

Espaço de Recreio Infantil da Praia Fluvial Açude Pinto requalificado POR PAULO JORGE MARQUES

A pensar numa maior segurança e comodidade dos utilizadores, a Câmara Municipal de Oleiros levou a efeito uma necessária requalificação do espaço de recreio infantil situado na Praia Fluvial de Açude Pinto, recentemente reconhecida pela Quercus pela sua Qualidade de Ouro. Recorde-se que todos os anos são efetuados melhoramentos naquele espaço, tentando sempre torná-lo mais acessível e dentro dos mais elevados patamares de qualidade. Este ano foi a vez do espaço de

A exemplo de anos anteriores, Oleiros volta a ver as suas praias fluviais distinguidas com a Qualidade do Ouro. Este é um reconhecimento da QUERCUS - Associação Nacional de Conservação

uma apresentadora - só pode ter o resultado que teve. Falou ainda o Presidente da Junta de Freguesia depois do Presidente da Câmara. Que venha o próximo festival com o impacto deste ou ainda maior pois a população já se habituou e não regateou palmas a todos com ovações significativas. ■

POR PAULO JORGE MARQUES

75.ª Volta a Portugal em Bicicleta passa em Oleiros No ano em que se comemoram as Bodas de Diamante da prova, na sua 75.ª edição, a Volta a Portugal em Bicicleta – um dos eventos mais populares do nosso país - a decorrer entre 7 e 18 de agosto de

2013, irá passar pelo concelho no dia 14 de agosto (quarta feira), local onde será colocada uma Meta Volante. O município de Oleiros é um dos parceiros institucionais da organização da prova. ■

Quintais nas Praças do Pinhal

recreio infantil, destinado a crianças e adolescentes dos 2 aos 14 anos, onde para além de uma zona de jogo

e recreio mais segura e esteticamente mais apelativa, situada num plano elevado e com um pavimento ade-

quado, houve ainda lugar para a criação de um espaço de lazer dotado de mesas de apoio. ■

Bandeiras d´Ouro nas Praias Fluviais POR PAULO JORGE MARQUES

saber e com uma entrega total. Vimos transpiração, satisfação plena por estarem a participar num momento destes, antecedido de missa em que todos estiveram nela e posteriormente percorreram ruas da Vila até ao local, sempre em desfile, tocando e cantando. O momento foi bonito. E, “quem canta e dança com o folclore no coração” - como afirmou

da Natureza, entidade que no início da época balnear avalia as zonas balneares do país com melhores resultados em termos de qualidade da água. As bandeiras estão já hasteadas nas praias e Oleiros continua a orgulhar-se de ser um dos

concelhos com maior número de praias interiores com essa distinção: Praia Fluvial de Açude Pinto e Cambas. Recorde-se que para receber a classificação de praia com qualidade de ouro, uma zona balnear tem de respeitar os seguin-

tes critérios: qualidade da água boa nas duas épocas balneares entre os anos de 2008 e 2009, qualidade da água excelente nas três últimas épocas balneares de 2010 a 2012; todas as análises realizadas na última época balnear (de 2012) serem excelentes. ■

A próxima edição dos quintais nas Praças do Pinhal de Oleiros irá dar destaque à temática da saúde e bem-estar, conseguidos através de uma alimentação saudável e da prática do desporto. Assim, o programa inclui, para além da animação cultural musical, uma demonstração de Yoga, pela manhã, a cargo de Sara Nunes e outra de

Pilates, ao final da tarde, a cargo de João Mateus. Com a exibição destas duas modalidades, aberta a qualquer pessoa interessada em experimentar, apela-se à prática de uma vida saudável, física e mentalmente, conseguida através do exercício físico, mas também da ingestão de produtos frescos e de qualidade como os que crescem nos quintais do Pinhal. ■


· 16· Sertã

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Milhares de visitantes

III Festival de Gastronomia do Maranho e Bucho promove o turismo POR PAULO JORGE MARQUES

A Alameda da Carvalha recebeu o III Festival de Gastronomia do Maranho e do Bucho, um evento que teve milhares de visitantes. Além dos restaurantes presentes, que serviram as especialidades bucho e maranho, estiveram também representadas as juntas de freguesia, em stands, onde mostraram os seus usos e costumes. Diversas entidades, colectividades e associações associaram-se também a este evento. Na parte da divulgação cultural, o destaque foi para a produção ao vivo de aguardente de medronho e o forno tradicional de onde saia pão de qualidade. Todo o processo, desde amassar e tender era feito ao vivo. Esta representação esteve a cargo de um grupo do Marmeleiro. Já o alambique integrava-se na participação da junta do Figueiredo. Mas houve mais: o visitante pode ver a demonstração do ciclo do linho; os coscuréis e filhos confeccionados no local pelas mulheres da Cumeada, os bolos festa de Palhais, o artesanato/cestaria da freguesia do Troviscal; os enchidos e uma replica de uma cozinha antiga do Castelo e o artesanato-linho e tecelagem

do Carvalhal, entre outros atrativos. O Presidente da Câmara da Sertã, José Farinha Nunes, realçou que mais que um acontecimento lúdico, o Festival insere-se numa estratégia de promoção e divulgação do turismo no Concelho, “uma vez que consideramos este setor fundamental para a revitalização da nossa economia e para a criação de emprego”. Referiu depois que o Concelho da Sertã tem potencialidades únicas que se revestem da maior importância neste setor, onde a água e as albufeiras, o campo e as belas paisagens, a gastronomia, os desportos de laser e o turismo religioso, são fatores muito relevantes para a dinâmica que pretendem implementar e consolidar a nível turístico e económico. “O setor do turismo não sendo o único em termos de potencial na região com aptidão para a criação de emprego e riqueza, é seguramente daqueles que mais rápida e eficazmente têm obtido bons resultados”, realçou, dizendo que a par da indústria da madeira, das energias renováveis ou do setor ligado aos cuidados de geriatria, este setor dá emprego a largas

centenas de pessoas no Concelho e na região. Defendeu que o turismo é um setor que deve ser olhado com especial atenção. Exemplo disso é a taxa de IVA que se aplica a parte desta indústria que deve ser encarada com redobrada prudência. Asfixiar um setor tão importante, impondo-lhe custos incomportáveis, “torna-nos menos competitivos relativamente a outros mercados turísticos internacionais, ao mesmo tempo que implica perda de preciosos postos de trabalho”.

Ao nível das acessibilidades, e depois do esforço nacional feito em infraestruturas rodoviárias, disse que esta região continua na espectativa que o troço fundamental da EN 238 entre Cernache do Bonjardim e Ferreira do Zêzere receba as necessárias correções e melhorias. “Tanto o turismo como a indústria e o comércio da nossa região sofrem de relevantes prejuízos com as debilidades desta obsoleta infraestrutura”, sublinhou. Sobre o Centro de Saúde da Sertã disse que nas

condições atuais não serve condignamente “a população e quem nos visita, e não sendo economicamente viável a sua reconstrução, torna-se premente a construção de uma nova unidade de saúde”. A terminar disse que já não virá longe o dia em que irão usufruir desse novo centro de saúde e de uma ligação a Tomar e à nova A13 em condições que esta região há muito já merece. O Presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado, referiu

que o turismo é um fator de desenvolvimento da região, de criação de riqueza, transversal a todo o interior, apelando para a necessidade de valorizar os recursos endógenos, que podem ser afirmados turisticamente. Defendeu que o turismo deve estar estruturado, por isso pediu o empenho das instituições, para que se promovam esses produtos que diferenciam as regiões, enquanto genuínos e autênticos. O responsável deixou ainda uma palavra de incentivo para os promotores do turismo religioso que disse ser estratégico. Deixou a ideia de que a Sertã, por possuir a rota do Santo Condestável, pode coligar-se com Fátima. E receber também os turistas que afluem áquele grande santuário. O deputado Carlos São Martinho defendeu também a necessidade de valorizar os produtos endógenos que valorizam um território. Sobre a zona do Pinhal disse que o património está alicerçado na gastronomia, tradições, água, cultura e floresta. Defendendo a necessidade da afirmação da Sertã no todo nacional, mostrou a importância de atrair projectos que criem emprego e fixem os jovens. ■

Feriado Municipal

Homenagem marca comemorações POR PAULO JORGE MARQUES

Realizaram-se a 24 de junho as habituais comemorações do Feriado Municipal do Concelho da Sertã, desta feita integradas nas Comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino. O programa teve início às 9 horas, no Edifício dos Paços do Concelho, na Sertã, com o Hastear da Bandeira Nacional. Mais tarde, cerca das 9h45m, decorreu a colocação de uma coroa de flores junto à estátua de D. Nuno Álvares Pereira em Cernache do Bonjardim. A partir das 11 horas, no Jardim da Cerrada, na Sertã realizou-se a ho-

menagem ao Dr. Rogério Marinha Lucas, com o descerramento de um busto evocativo, da autoria do escultor Paulo Moura. José Farinha Nunes, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, destacou a preocupação do Dr. Ro-

gério Marinha Lucas pelo Hospital da Misericórdia da Sertã, onde promoveu consultas de especialidade, modernizou equipamentos, chamou àquele hospital colegas especialistas em áreas específicas, implementando na altura

um bloco operatório onde se realizaram operações de risco com rigor. Referindo-se à homenagem, “é uma antiga aspiração de todos nós, de todos os quadrantes e instituições, de todo o povo da Sertã. É um ato verdadeiramente sentido

e coletivo e por isso este reconhecimento que todos sem exceção fazemos ao Dr. Rogério tem muito mais significado “, acrescentou o autarca. A cerimónia de homenagem decorreu na presença dos filhos do homenageado: Helena Lucas, Ângelo Lucas e Zeferino Lucas, tendo este proferido um comovido discurso de agradecimento. O edil sertaginense sublinhou o facto de ser o primeiro evento a decorrer naquele espaço verde, em cujo projeto esteve patente uma forte preocupação ambiental “observando-se aqui uma obra integrada, comprometida com a Vila, com a água e com os cida-

dãos.” Cerca das 15h30m, no Auditório da Junta de Freguesia de Cernache do Bonjardim, realizou-se a palestra “Freguesia de Cernache do Bonjardim: Território e Património” com Marta Gonçalves. Mais tarde, pelas 18 horas, no Cineteatro Tasso do Clube da Sertã, decorreu a exibição do documentário “Bibliografia”, da autoria de João Manso e Miguel Manso, que retrata a aventura do pai daqueles dois irmãos e de mais três amigos que, em 1969, construíram uma jangada e partiram da Foz da Ribeira da Sertã até ao Cais das Colunas em Lisboa. ■


Vila de Rei · 17·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

“Álvaro Cunhal – Vida, Pensamento e Luta” em exposição na Biblioteca Municipal POR PAULO JORGE MARQUES

A Biblioteca Municipal José Cardoso Pires, em Vila de Rei, vai receber, de 13 a 25 de Julho, a exposição “Álvaro Cunhal – Vida, Pensamento e Luta”. Promovida pela Co-

missão das Comemorações do Centenário de Álvaro Cunhal, com o apoio da Câmara Municipal de Vila de Rei, a exposição irá retractar, através de fotografia, audiovisuais, documentos, objectos, livros, desenhos, pinturas e reconstituições

POR PAULO JORGE MARQUES

Torneio de Fut7 em Vila de Rei A Câmara Municipal de Vila de Rei organiza, entre os dias 27 de Julho e 4 de Agosto, o Torneio de Futebol de 7 Inter-Associações, integrado no programa desportivo da XXIV Feira de Enchidos, Queijo e Mel. As associações do Concelho são assim, uma vez mais, convidadas a criar a sua equipa de futebol, numa iniciativa que tem contado com uma boa

escultóricas, a vida e obra de Álvaro Cunhal. Os interessados poderão visitar a exposição na Biblioteca Municipal José Cardoso Pires de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 18h30, e aos sábados, entre as 15h00 e as 18h00. ■

Promovido pela Câmara Municipal

Vencedores já encontrados no Concurso Literário “Padre João Maia” POR PAULO JORGE MARQUES

O concurso literário Padre João Maia, promovido pela Câmara Municipal de Vila de Rei como forma de celebrar do Dia Mundial do Livro, já tem vencedores encontrados. O objectivo do concurso, este ano subordinado ao tema “A Água

– fontes de mergulho e moinhos”, era promover a produção literária, estimulando o envolvimento das pessoas, ao mesmo tempo que se poderia promover o concelho de Vila de Rei, numa iniciativa que, uma vez mais, voltou a contar com uma elevada participação. O júri decidiu, tendo

em atenção critérios de criatividade, qualidade literária, organização, coerência e coesão do texto e forma de abordagem sobre o tema, atribuir a vitória ao trabalho “Recordar é Viver”, de Luís Lucas Francisco, na categoria de poesia, e a Telma Sofia de Carvalho Francisco, na categoria de prosa, com

Autarquia apoia projecto de Reciclagem de Rolhas de Cortiça

o trabalho “Férias na aldeia”. Foi ainda distinguido com Menção Honrosa o trabalho em poesia “Vila de Rei – Rota dos Elementos: a Água – fontes de mergulho e moinhos”, de Américo Gomes António. O vencedor de cada categoria foi premiado com o valor de 75€. ■

Época Balnear em Vila de Rei em pleno funcionamento POR PAULO JORGE MARQUES

A época balnear no Concelho de Vila de Rei, que teve início no dia 15 de Junho, desenrolando-se até 15 de Setembro, encontra-se actualmente a funcionar na sua máxima força, com todas as infra-estruturas e bares de apoio abertos ao público. Desta forma, todas as praias fluviais do Concelho encontram-se preparadas para voltar a receber milhares de visitantes neste Verão, estando os seus baPUB

res de apoio abertos nos seguintes horários: Penedo Furado – das 09h00 às 24h00; Fernandaires – das 10h00 às 20h00; Pego das

Cancelas – 10h00 às 18h00; Bostelim – das 08h00 às 02h00 (com funcionamento do Parque de Campismo Rural durante todo o dia).

A Câmara Municipal de Vila de Rei aliou-se à Quercus para a realização no Concelho do projecto Green Cork, programa de recolha e reciclagem de rolhas de cortiça. A iniciativa tem como objectivo não só a transformação das rolhas usadas noutros produtos, mas, também, com o seu esforço de reciclagem, permitir o financiamento de parte do Programa “Floresta Comum”, que possibilitará a criação de novos bosques, utilizando exclusivamente árvores que constituem a nossa floresta autóctone.

A Piscina Descoberta de Vila de Rei encontra-se também aberta ao público, funcionado das 10h00 às 12h00 e das 15h00 às 20h00. Para além dos bares de apoio, os visitantes vão ainda encontrar balneários e zonas de estacionamento fácil em todos estes locais. As Praias Fluviais do Concelho e a Piscina Municipal Descoberta encontram-se vigiadas por Nadadores Salvadores, salvaguardando toda a segurança dos seus visitantes. ■ PUB

O Município de Vila de Rei vai colocar à disposição pontos de recolha de rolhas de cortiça, denominados de “Rolhinhas”, situados no edifício dos Paços do Concelho, nas sedes das três Juntas de Freguesia e em todos os restaurantes do Concelho. A realização do projecto Green Cork permitirá a redução de resíduos, a valorização da rolha de cortiça como produto plenamente ecológico, e consequente defesa do montado de sobro, e a possibilidade de plantação de novas árvores.■

PUB

CAFÉ ESTRELA Dormidas

Telef.: 275 971 380 Telem.: 969 344 641 Av 1º Maio Nº78 6215-517 Unhais da Serra PUB

adesão nas últimas edições. Os interessados deverão realizar a sua inscrição, até ao dia 24 de Julho, na Recepção da Câmara Municipal de Vila de Rei ou através do correio electrónico carlos.tereso@cm-viladerei.pt ou tiago.santos@cm-viladerei.pt. As normas do torneio e a ficha de inscrição encontram-se disponíveis em www.cm-viladerei.pt. ■

CARTOMANTE CASTELO BRANCO Ajudo a resolver qualquer tipo de problema, graças ao meu dom hereditário e fé. Trabalho de 2ª feira a domingo Marcações pelo Telm.: 965 245 573

Cartomante - Vidente Almeirim e Sertã

Trinta anos de experiência feita com sinceridade e acredite, olhando bem fundo e apenas nos seus olhos, leio toda a carta da sua vida se preciso for e ajudo a resolver todos os vossos problemas de negocios, amor, inveja, mau olhado, desactivação de magía negra, aconselhamentos e outros problemas de difícil solução, para que tenha a vida que sempre sonhou! Honestidade, sigilo e caracter são outro dom que fazem a verdade da minha vida!

Telem.: 918 283 485


· 18· Desporto

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Beatriz Ferreira bate recordes POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

onato Nacional de Juvenis, em Guimarães nos dias 22 e 23 de junho. Com este tempo detém, atualmente, o recorde regional nesta modalidade. Ainda neste Campeonato conseguiu apurar-se para a final dos 100 metros /barreiras com o tempo de 15,32 segundos. Embora tenha sido desqualificada

A atleta juvenil, Beatriz Ferreira, da Associação Desportiva e Cultural do Bairro do Valongo conseguiu novas marcas depois de bater os seguintes recordes: 4.º lugar, a nível nacional, nos 300 metros barreiras com a marca de 46,8 segundos, no Campe-

Hipismo

na final, com esta marca a atleta conseguiu um novo recorde distrital, nos 100 m /barreiras. No fim de semana, 29 e 30 de junho, durante o Campeonato Distrital de Juniores, na Covilhã, a atleta bateu um outro recorde distrital, desta vez nos 400m barreiras com o tempo de 70,3 segundos. ■

Natação

Sucesso dos alunos do CCD Sertã em terceiro lugar Picadeiro Tavares Ramos POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Alunos de Tavares Ramos de Castelo Branco, Fundão e Covilhã não deixam “créditos em mãos alheias”, batendo-se e até ultrapassando figuras do hipismo. O Picadeiro sediado nas Donas/ Fundão esteve representado no Concurso de Obstáculos CSN-C de Almeida, que se realizou naquela localidade nos dias 29 e 30 junho, reunindo um número médio de 25 conjuntos por prova. No primeiro dia na prova de 0,60m Margarida Hilário/ Ramadan foi 1º, 3º Francisco Cavaca , 5º Ana Hilario / Flica , 7º Matilde Oliveira. Na prova de 0, 80 m 1ª Alexandra Batista / ZiZi , 5º Francisco Cavaca / Ramadan e 6º Maria Matos / Universo. Na prova de 1,00m foi 2º João Abrantes / Ramadan e 4º Iris Casanova / Dali. No segundo dia 30 de junho, os pódios repetiram-se sendo 1ª Margarida Aguas, 2º Margarida Hila-

rio e 3º Antonio Mendes nos 0,40m. Nos 0,60 m foi 1º Francisco Cavaca / Ramadan, 2º Margarida Hilário, 3º Antonio Mendes, 7º Margarida Águas / Vicky e 8º Ana Hilario / Flica. Na prova de 0,80 m 1º Francisco Cavaca / Ramadam, 2º Ema Batista /Edy, 5º Maria Matos / Universo, 7º Iris Casanova / Dali. Na prova de 1,00 m em 5º ficou Alexandra Batista / ZiZi e 7º Ingride Fernandes/ Bitoria. Na prova de 1,10 João Abrantes/ Ramadan foi 7º. Participaram ainda neste evento Catarina Carvalho com Duquesa e Gurugu, Catarina Ramos / Canjóca, Mariana Bernardino/ Vicky, Inés Fernandes/ Benhur, Bruno Ramos / Corisco, Carolina Pinto / Vicky e Afonso Batista / Xatria. Equipa Técnica de Tavares Ramos, pais e sobretudo as crianças e jovens cavaleiros, estão já a preparar/ organizar o 2º Festival Hipico que vai realizar no Fundão a 3 de agosto. ■

Mais de duas dezenas de nadadores do CCD da Sertã participaram no passado fim de semana nos Campeonatos Regionais de Verão das associações do Alentejo e do Interior Centro, na Piscina Municipal de Reguengos de Monsaraz. O melhor desempenho nesta prova esteve a cargo de Carolina Catarino, juvenil, que conquistou o lugar mais alto do pódio por três vezes, nas provas de 100 e 200 costas e 100 livres. Já Francisco Pereira, infantil, ficou em primeiro lugar nas provas de 100 e 200 livres, nos 100 livres com o tempo 1:04,39, a pouco mais de 2 segundos do TAC para os Campeonatos Nacionais de Infantis. Subiram ainda ao topo do pódio os juvenis Amélia Garcia nos 200 livres, Daniela Antunes nos 200 mariposa e Tiago Rodrigues nos 400 livres. Ainda em primeiro lugar classificou-se João Ferreira, infantil, nos 400 estilos. Foram ainda obtidas pelos nadadores da Sertã 20 classificações de segundo lugar e 12 de terceiro lugar, para os quais contribuíram nadadores como José Antunes, Leandro Antunes, Luís Farinha, Maria Mendonça, Mariana Martins e André Farinha. Nas estafetas de 4x100 livres femininos com Carolina, Amélia, Beatriz Martins e Mariana, o CCD fez um segundo lugar em absolutos a apenas um segundo do Elétrico de Ponte de Sor que se classificou em primeiro lugar. Já nos 4x100 estilos femininos obteve o terceiro lugar, desta vez

pela Carolina, Beatriz, Daniela e Mariana. Ainda nas estafetas, os infantis Luís, João, Rodrigo Alves e Francisco obtiveram o terceiro lugar de absolutos na prova de 4x200 livres. As classificações desta prova serviram ainda para apurar o Clube Campeão Regional da ANIC, troféu que foi conquistado pelo Elétrico de Ponte de Sor com 192 pontos. Já o CCD da Sertã classificou-se em terceiro lugar da geral com 139 pontos, atrás da ANAR de Castelo Branco com 175 pontos. Seguiram-se as equipas de Guarda, Portalegre, Campo Maior, Gouveia e Sabugal. Estes campeonatos regionais do Interior Centro estavam inicialmente previstos para Vila Viçosa, mas devido à impossibilidade de utilização desta piscina, realizaram-se em conjunto com a associação do

Alentejo, com organização desta, o que veio a revelar-se muito positivo, uma vez que o nível competitivo foi muito superior. Participaram nesta prova 258 nadadores em representação das duas associações e também dos clubes do Belenenses e da Lisnave que competiram em extra-prova. Para as cores da Sertã os resultados podem considerar-se muito positivos revelando uma tendência de evolução face aos já obtidos no passado. Ficou a faltar a obtenção de tempos de admissão para participar nos nacionais (TAC´s), o que ocorrerá certamente no futuro, se o empenho e dedicação de todos os nadadores do clube se mantiver, como tem ocorrido até aqui. Fundamental também para o sucesso que estes jovens têm alcançado é o apoio dos pais que tem sido inexcedível a cada prova que passa.

Campeonato Regional de Clubes ANIC Classificação Femininos: 1º ANAR 101 Pontos 2º Elétrico 80 3º CCD Sertã 75 4º Guarda 56 5º Portalegre 38 6º ABPG 36 7º Campo Maior 30 8º Sabugal 16 Classificação Masculinos: 1º Elétrico 112 Pontos 2º ANAR 74 3º Guarda 71 4º CCD Sertã 64 5º Portalegre 55 6º Campo Maior 40 7º Sabugal 19 Classificação Geral: 1º Elétrico 192 Pontos 2º ANAR 175 3º CCD Sertã 139 4º Guarda 127 5º Portalegre 93 6º Campo Maior 70 7º ABPG 36 8º Sabugal 35 ■


Desporto · 19·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

Associação de Judo do Distrito de Santarém de Cadetes

Vítor Geirinhas brilhou no I Torneio Internacional Open POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A Escola de Judo Ana Hormigo deslocou-se, no dia 30 de junho, a Torres Novas ao Palácio dos Desportos onde se realizou o I Torneio Internacional Open organizado pela Associação de Judo do Distrito de Santarém de Cadetes. O emblema beirão da atleta olímpica Ana Hormigo foi novamente o único clube a representar o nosso distrito como já vem sendo hábito, levando até Torres Novas oito atletas, sendo que a maioria destes é de primeiro ano deste escalão etário. Participaram nesta primeira edição 120 atletas de 18 clubes participantes de vários pontos do nosso país, de Espanha estiveram dois clubes presentes que trouxeram e deram mais qualidade

Vitor Geirinhas 1º lugar -60 Kg

a este torneio, sendo que os clubes portugueses demonstraram uma excelente qualidade competitiva com muitos dos melhores clubes portugueses a marcar presença. Em grande destaque esteve o atleta Vítor Geirinhas que alcançou o primeiro lugar da categoria de -60 Kg, vencendo todos os combates realizados, no total o atleta alcai-

David Santarém 3º lugar -55 Kg

nense realizou cinco combates dos quais venceu 4 pela pontuação máxima (ippon) e na final venceu um atleta espanhol pela pontuação quase máxima (Wazari). Inês Ascenção -52 Kg e David Santarém -55 Kg conseguiram também alcançar um excelente resultado conseguindo classificar-se em 3º lugar, medalhas de bronze.

Inês Ascenção venceu um combate na sua poule e saiu em segundo lugar para a meia final, aí a atleta albicastrense cedeu para uma atleta do Judo Clube de Lisboa e subiu ao pódio fruto do seu trabalho e dedicação. David Santarém fez a sua estreia em competição e logo da melhor forma, sendo este atleta ainda muito recente na modali-

Ténis

dade conseguiu surpreender pelo seu excelente 3º lugar alcançado, o atleta conseguiu vencer dois combates dos três realizados na sua poule e na meia final cedeu para o seu adversário do Judo Clube de Portugal, classificando-se num merecido 3º lugar. José Carvalho -60 Kg e Horácio Carvalhinho -66 Kg alcançaram o 9º lugar nesta competição

Paulo Barata e João Bicho conquistam o 1º lugar

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Paulo Barata e João Bicho venceram, no passado domingo, a prova referente ao torneio de malha realizado nos terrenos do Aeroclube de Castelo Branco, num total de 14 equipas participantes.

Os 3 laureados do CATI 2013

nº3 do RK) arrasou Paulo Tiago (nº2 do RK) por 2-0 mesmo a jogar todo o 2º set com uma raquete emprestada após “perder” a sua no final do 1º set. Para a final do MASTER apuraram-se João Miguel Varão (sub 14) e Jorge Machado, ambos vencedores de um MASTER cada um, 2012 e 2009 respetivamente. O 1º set foi muito equilibrado e de bastante respeito pelo adversário, mas acabaria

por vencer Varão por 6-4. No 2º set Jorge Machado, incomodado por uma lesão antiga num dos pés, não conseguiu combater o ténis consistente do jovem sub 14 idanhense. João Miguel Varão acabaria por vencer por 2-0 arrecadando assim o seu 2º MASTER CATI consecutivo. A novidade deste ano foi a realização do torneio AMIZADE para todos aqueles que não conseguiram apurar-se para a fase

tendo vencido um combate na fase de eliminatórias perdendo de seguida, ainda assim foram repescados mas não conseguiram vencer saindo de competição num lugar de honra. Participaram ainda Diana Vinheiras -48 Kg, José Nunes -55 Kg e Wilson Ferrero -60 Kg que não conseguiram alcançar qualquer classificação nesta competição. ■

Torneio Regional de Malha Época 2013

Circuito Amigos de Idanha-a-Nova A final da 3ª edição do CATI, Circuito Amigos do Ténis de Idanha-a-Nova 2013 decorreu, no passado dia 30 de junho, após quatro meses de prova. Foi uma competição “amigável” em que os 14 participantes tiveram oito eventos para poderem pontuar para o ranking (RK 2013) de modo a apurarem-se para o torneio MASTER final que se realizou neste ultimo fim-de-semana de junho. O nº 1 do RK 2013 foi Jorge Machado que comandou o ranking desde do início deste CATI. As meias-finais deste MASTER foram disputadas por quatro jogadores classificados entre os cinco primeiros lugares do ranking CATI 2013, sendo que dois deles são jovens promessas sub 14 do ténis idanhense. Na 1ª meia-final, Francisco Fernandes (sub 14 e nº5 do RK) perdeu 0-2 contra o nº1 do ranking Jorge Machado. Na outra meia-final, João Miguel Varão (sub 14 e

Inês Ascenção 3º lugar -52 Kg

final do MASTER nestes mesmos dias. A final foi disputada por outro sub 14, Tobias Martins, contra João Varão (pai do vencedor do MASTER). Neste 1º torneio AMIZADE saiu vencedor João Varão por 2-0. Destaca-se ainda a participação neste CATI de duas ténistas, Andreia e a Mariana, que realizaram um bom circuito tendo obtido o 6º e 9º lugar no RK CATI 2013. ■

"Foi mais uma jornada de convívio salutar entre todos os participantes, com destaque para a presença do presidente da Junta de Freguesia, Jorge Neves, que nos fez companhia durante o almoço", realçou Manuel Rolo, presidente do Aeroclube. ■


· 20· Cultura

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Cinema Castelo Branco - Cine-Teatro Avenida Dia 9 às 21:30

À procura de Sugar Man

Rodriguez é o maior ícone de rock dos anos 70 que nunca chegou a ser. Momentaneamente aclamado como o melhor cantor e compositor da sua geração,Rodriguez caiu no esquecimento, renascendo das cinzas num contexto completamente diferente, a um continente de distância. À procura de Sugar Man é um filme sobre a

esperança, a inspiração e o poder de repercussão da música. Com Rodriguez, Stephen 'Sugar' Segerman e Dennis Coffey.

Música Alcains - Centro Cultural dia 14 às 17 horas

Filarmónica de Tinalhas em Alcains

A Sociedade Filarmónica de Tinalhas, vai realizar um concerto no próximo domingo, dia 14 às 17 horas, no Centro

Sugestões de Cristina Valente

Exposição Fundão : Moagem Até 31 de Agosto

“A Casa d’ Amália”

Está patente n' A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão a exposição “A Casa d’Amália”. A mostra é uma forma a homenagear Amália Rodrigues, considerada a maior fadista de todos os tempos, sendo constituída por peças pertencentes à fadista, cedidas pela Fundação Amália Rodrigues, nomeadamente vestidos,

joias, títulos honoríficos, fotografias, entre outros. A exposição estará patente até dia 31 de agosto e a entrada terá o custo de um euro, sendo esse valor destinado à Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental do Fundão e à Academia de Música e Dança da Santa Casa da Misericórdia do Fundão.

Exposição Alcains – Museu do canteiro De 13 de julho a 15 de setembro 2013

Vida e obra de Rafael Bordalo Pinheiro

Cultural de Alcains. Este concerto é promovido pela Fundação INATEL e Cultura Vibra.

Está patente no Posto de Turismo de Oleiros, até ao dia 31 de julho, a exposição fotográfica de Joaquim Antunes intitulada "Aves da Beira Baixa, Aves da nossa Terra". A iniciativa

conta com o apoio institucional do Museu do Canteiro, de Alcains, sendo uma oportunidade para conhecer uma parte importante do património ornitológico da região.

O Miúdo Advogado A estreia de um dos autores mais aclamados no juvenil. Na pequena cidade de Strattenburg há muitos advogados e, embora tenha apenas treze anos, Theodore Boone julga-se um deles. Theo conhece todos os juízes, polícias, funcionários do tribunal e sabe imenso sobre a lei. Sonha com uma vida futura na sala do tribunal. Mas dá por si numa muito antes do esperado. Por saber tanto, talvez de mais, é arrastado para o meio de um processo sensacional de homicídio. Um assassino de sangue frio está prestes a sair em liberdade e Theo é o único que sabe a verdade. A fasquia é elevada, mas o jovem não vai desistir até que se faça justiça.

John Grisham

Exposição Oleiros - Posto de turismo Até 31 de julho

Aves da Beira Baixa em exposição

Livros & Leituras

Está patente a partir do dia 1 e até 15 de setembro no Museu do canteiro a exposição sobre a vida e obra de Rafael Bordalo Pinheiro. Nascido no seio de uma família de artistas, Bordalo Pinheiro, em 1883, no auge da sua carreira como caricaturista e ilustrador, aceita dirigir o sector técnico e artístico da então fundada Fábrica de Fainças, em Caldas da Rainha. Aí viria a desenvolver uma fecunda e criativa actividade de ceramista, influenciada pelos diversos figurinos estéticos coevos, mas sobretudo, por corren-

tes naturalistas, às quais empresta a sua visão acutilante sobre a sociedade. As figuras de movimento tornaram-se muito populares. Bordalo Pinheiro reproduziu tipos políticos e populares como o cura, o sacristão, o polícia da secreta, a ama das Caldas ou a alcoviteira e o Zé-povinho. Esta exposição itinerante cedida pelo Museu Bordalo Pinheiro da Câmara Municipal de Lisboa contará com várias figuras de movimentos e outras cerâmicas de Bordalo Pinheiro cedidas por alguns coleccionadores.

Nasceu no Arkansas a 8 de fevereiro de 1955. Antes de se tornar escritor a tempo inteiro licenciou-se em Direito, exerceu advocacia e tornou-se profundo conhecedor do sistema jurídico americano. Inspirou-se na sua experiência profissional em toda a sua obra literária que se inicia em 1989 com a publicação de Tempo de Matar. É autor de vinte e quatro romances. Com mais de 250 milhões de exemplares vendidos e traduzido para mais de 29 línguas, é um autor que ocupa permanentemente os lugares cimeiros nas listas dos livros mais vendidos. A sua enorme popularidade e a mestria da escrita fazem de John Grisham um autores com intensa atividade na escrita de guiões cinematográficos e de séries televisivas. Vive na Virginia e no Mississippi. Género: Juvenil Tradutor: Catarina Andrade N.º de páginas: 224 PVP: 13,30 €


Lazer · 21·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira PUB

Pudim Papa-jerimum

Ingredientes:

Modo de preparação:

• 600g. de açúcar

Bate-se muito bem o açúcar com a POR MÁRIO MARINHO - chef manteiga e as gemas, até ficar tudo num creme. Molham-se as bolachas no café, (de maneira que não se desfaçam), colocam-se num prato de vidro, (uma bolacha no centro e umas 6 ou 7 em volta, conforme o tamanho do prato), cobrindo as bolachas com uma camada de creme, colocando outra camada de bolachas, molhadas no café, e assim sucessivamente até terminar, finalizando com uma camada de creme. Entretanto, leve a lume brando o chocolate partido em pedaços, juntando-lhe o leite condensado e a ½ chávena de leite, mexendo sempre, até obter um creme aveludado, (Chocolate negro – amargo, para não tornar o creme enjoativo). Coloque esta cobertura de chocolate em cima do pudim e decore com morangos, colocando em volta na lateral amêndoa laminada.

• 300g. de manteiga sem sal • 2 Gemas de ovo • 750g. de bolacha torrada • 2 Chávenas de café forte (doce) • 400g. de morangos • 200g. de chocolate culinária • 1 Lata de leite condensado • ½ Chávena (chá) leite

(nome alusivo à cidade de Natal, rio grande do norte)

Previsão Semanal

Aquário 21/1 a 19/2

Carta Dominante: Rainha de Copas, que significa Amiga Sincera. Amor: Se não disser aquilo que sente verdadeiramente, ninguém o poderá adivinhar. Saúde: Cuidado com o excesso de açúcar no seu sangue, pois poderá ter tendência para diabetes. Dinheiro: Este é um período em que pode fazer uma pequena extravagância, mas não se exceda. Números da Sorte: 2, 13, 37, 45, 47, 49 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 41

Gémeos 22/5 a 21/6 Carta Dominante: A Justiça, que significa Justiça. Amor: Deixe o orgulho de lado e peça desculpa quando errar. Saúde: Agasalhe-se mais, pois as constipações andam por aí. Dinheiro: Cuidado com os gastos supérfluos. Números da Sorte: 5, 15, 29, 33, 34, 40 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 33

Balança 24/9 a 22/10

Carta Dominante: 3 de Paus, que significa Iniciativa. Amor: Não viva obcecado com a ideia de perder a pessoa que tem ao seu lado. Saúde: Não se desleixe e cuide de si. Dinheiro: As suas economias estão a descer, tenha algum cuidado. Números da Sorte: 11, 32, 38, 39, 44, 47 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 37

Peixes 20/2 a 20/3 Carta Dominante: 10 de Ouros, que significa Prosperidade, Riqueza e Segurança. Amor: Não deixe que o seu orgulho fira a pessoa que tem a seu lado. Saúde: Faça uma caminhada por semana e verá como a sua circulação sanguínea vai melhorar. Dinheiro: Tente fazer um pé-de-meia, pois mais tarde poderá vir a precisar de um dinheiro extra. Números da Sorte: 4, 18, 19, 26, 37, 42 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 42

Caranguejo 22/6 a 23/7 Carta Dominante: A Estrela, que significa Proteção, Luz. Amor: Não seja injusto com os seus amigos, pense bem naquilo que diz. Saúde: Procure o oftalmologista, pois essas dores de cabeça podem estar relacionadas com os seus olhos. Dinheiro: Tudo estará dentro da normalidade. Números da Sorte: 9, 12, 22, 34, 45, 48 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 34

Escorpião 23/10 a 22/11

Carta Dominante: 5 de Ouros, que significa Perda, Falha. Amor: Procure ser mais extrovertido, só tem a ganhar com isso. Saúde: Cuidado com as correntes de ar, está com tendência para se constipar. Dinheiro: Se pretende investir, esta é uma boa altura para o fazer. Números da Sorte: 7, 15, 19, 23, 32, 41 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 38

Carneiro 21/3 a 20/4

Carta Dominante: 5 de Espadas, que significa Avareza. Amor: Não seja mal-humorado, cultive diariamente o otimismo. Saúde: Faça alguns exercícios físicos, mesmo em sua casa. Dinheiro: Não deixe para amanhã aquilo que pode fazer hoje. Números da Sorte: 1, 3, 18, 19, 22, 29 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 31

Leão 24/7 a 23/8 Carta Dominante: 3 de Copas, que significa Conclusão. Amor: Se existir desconfianças entre o casal, será difícil a harmonia. Saúde: Na saúde em geral não se sentirá muito bem. Dinheiro: Poderá ter tendência para gastar mais do que habitualmente. Números da Sorte: 7, 22, 36, 45, 48, 49 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 35

Sagitário 23/11 a 21/12 Carta Dominante: Rei de Ouros, que significa Inteligente, Prático. Amor: Festeje as datas importantes da sua relação. Saúde: Vá ao médico, nem que seja por rotina. Dinheiro: Pense bem antes de tomar qualquer tipo de decisão nesta área. Números da Sorte: 2, 14, 21, 24, 28, 33 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 39

Touro 21/4 a 21/5 Carta Dominante: Os Enamorados, que significa Escolha. Amor: Exprima os seus sentimentos sem medo de ser ridículo. Saúde: Cuidado com o frio. Dinheiro: Momento favorável. Números da Sorte: 8, 11, 36, 45, 47, 49 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 32

Virgem 24/8 a 23/9 Carta Dominante: Ás de Espadas, que significa Sucesso. Amor: Sentir-se-á irresistível e sentimental. Saúde: Poderão surgir bloqueios de ordem psicológica. Dinheiro: Oportunidade para executar aquele projeto com êxito. Números da Sorte: 2, 14, 22, 29, 37, 47 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 36

Capricórnio 22/12 a 20/1 Carta Dominante: 10 de Paus, que significa Sucessos Temporários, Ilusão. Amor: A harmonia reina na sua família. Saúde: Previna-se contra otites. Dinheiro: As suas finanças poderão sofrer uma quebra acentuada. Números da Sorte: 1, 12, 26, 36, 44, 46 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 40


· 22· Opinião

Povo da Beira

Diretor João Tavares Conceição Redação: (povodabeira@gmail.com) Coordenação: Cristina Valente (CP2370) Jaime Pires (CP4484) José Manuel R. Alves (CP8361) Tiago Carvalho (CO1015) Colaborador Permanente: Paulo Jorge Marques Colaboradores: Álvaro Baptista Ana Paula Atanásio Ângela Gonçalves Armando Soares Carlos Vale César Amaro Clementina Leite Cristina Granada Eduardo Bastos Fernando Jorge Filipe Antunes Guilherme Almeida João Carlos Nunes Luís Malato Mário Marinho Nuno Figuinha Patrícia André Pedro Pitté Ricardo Portugal Sónia Carreira Vanessa Cruz Conceção gráfica: Cristina Levita Martins (paginacaopbeira@gmail. com) Publicidade: Gustavo Teixeira (publicidadepbeira@gmail. com) José Carlos Marques (publicidadepovodabeira@ gmail.com)

A

o falar da temática de marcas e patentes temos, necessariamente, de começar por abordar o conceito de "Propriedade Industrial”. Este diz respeito a um conjunto de direitos sobre aspetos imateriais desenvolvidos pela empresa, entre os quais podemos destacar, as patentes de invenção, as marcas, os desenhos, entre outras modalidades. As empresas que lançam no mercado um produto ou serviço devem cuidar da sua proteção, salvaguardando a usurpação ou utilização abusiva, por terceiros. O conceito marca, remete-nos para a existência de um sinal que possibilita a identificação, no mercado, de produtos ou de serviços com origem numa dada empresa, permitindo efetuar a distinção entre esses e outros produtos disponíveis no mercado. Com o principal propósito de proteger os produtos ou serviços, poderá proceder-se ao registo da marca e, em consequência desse ato, o titular da marca passa a usufruir do exclusivo da mesma, razão

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

pela qual, do ponto de vista legal, pode impedir que outras pessoas utilizem, sem a sua permissão, sinal igual ou idêntico, em produtos de características também elas semelhantes. Assim uma das grandes vantagens do registo das marcas é a proteção contra utilizações indevidas como é o caso, por exemplo, dos produtos que são imitações da marca original. As marcas podem assumir múltiplas formas, motivo pela qual é possível proceder à sua categorização em: nominativas, figurativas, mistas, sonoras, tridimensionais, compostas por slogans e, ainda, as marcas coletivas. As marcas nominativas são constituídas por elementos verbais (palavras, nomes de pessoas/objetos, letras) ou por números. As figurativas correspondem àquelas que são compostas por elementos figurativos (e. g. ilustrações, desenhos, imagens ou figuras). Da combinação dos dois tipos de marcas referidos anteriormente resultam as marcas mistas que recorrem à utilização simultânea de elementos verbais e figurati-

Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telf.: 910252676 / 910253116 / 914602969 geral@coraze.com Registo no ICS: 117 501 Depósito Legal: 74145/94 Empresa Jornalística: 218 326 Tiragem Semanal: 10.000 exemplares Distribuição gratuita Este jornal escreve segundo o novo Acordo Ortográfico Todos os artigos de opinião e assinados pelos respetivos autores, são da sua inteira responsabilidade não podendo em circunstância alguma o Povo da Beira ser responsabilizado pelo conteúdo dos mesmos. Reservamo-nos no direito de não publicar, caso os artigos enviados não respeitem a legislação em vigor e o Estatuto Editorial do jornal.

POR CONCEIÇÃO CARVALHO - Diretora Adjunta do NERCAB vos. As marcas sonoras, tal como a própria designação sugere, são compostas por sons. As tridimensionais dizem respeito às questões de estrutura e de forma, que é dada do produto ou ao invólucro/embalagem que o envolve, sendo este o aspeto que irá funcionar como aspeto distintivo da marca em relação às demais. Existem ainda as marcas compostas por slogans que se apresentam sob o mote de determinada frase publicitária. Por fim, elencamos as marcas coletivas (de associação ou de certificação), e que conferem também ao respetivo titular o direito de regular a comercialização dos produtos. Muitas vezes, associado ao conceito de marca surge o de patente. Uma patente é, por definição, um direito exclusivo, atribuído ao titular da mesma, de explorar os resultados da atividade inventiva e, ao mesmo tempo, impedir que

terceiros o façam sem terem por base a sua aprovação. Com efeito, uma invenção, a novidade na produção, disponibilização e comercialização de um produto ou serviço inovador pode e deve ser protegida através do registo da patente. Podemos referir-nos a dois tipos de patentes: as patentes de invenção, correspondentes a avanços técnicos que combinam atividade inventiva e a posterior aplicação industrial, o modelo de utilidade, referente a uma nova forma de uso prático, com aplicação a nível industrial, que corresponde a uma melhoria funcional de produto/processo já existente. Importa referir que durante o ano de 2012, em Portugal, foram pedidos cerca de 450 desenhos ou modelos e 350 patentes nacionais ou conversão de pedidos provisórios em pedidos nacionais. A nível

comunitário houve cerca de 250.000 pedidos nesse mesmo ano. No caso dos pedidos de patentes, cerca de 41% feitos por inventores individuais, 40% por empresas e 18% por universidades. Nos mercados atuais, cada vez mais globais e competitivos, devemos equacionar, a utilização de marcas e patentes como instrumento competitivo que não deve ser, de forma alguma, descurado. São estes registos que permitem assegurar os direitos da empresa sobre os seus investimentos em processos, produtos e serviços, na tentativa de obter vantagens competitivas sobre os concorrentes e permitindo a sua afirmação pela diferença! As empresas podem contar com a Associação Empresarial da Região de Castelo Branco [NERCAB] como o parceiro privilegiado para explorar estes mecanismos.

Medidas em polegadas

Secretária de Administração: Florinda Cruz (secretariapovodabeira@ gmail.com) Sede: Press Ibérica Comunicação Social, Lda Av. Gen. Humb. Delgado, Lote 58 - 1º andar 6000-081 CASTELO BRANCO NIF: 506 583 023 Tel: 272 324 432 Fax: 272 327 732

A Importância das Marcas e Patentes nas Empresas

POR RICARDO PORTUGAL - professor de matemática

C

ertamente já reparou que normalmente as dimensões dos monitores de computador ou da sua televisão aparecem em polegadas. Porém essas medidas também são utilizadas nos aros de pneus, no diâmetro de mangueiras ou tubos. Usualmente diz-se que a televisão tem 32 ou 40 polegadas, mas afinal o que é uma polegada? Uma polegada é uma unidade de comprimento usada no sistema imperial de medidasbritânico. Habitualmente diz-se que uma polegada é igual à largura do nosso polegar, ou seja aproximadamente 2,54 cm. Ora, no caso dos tele-

visores em que o formato é 16:9 o tamanho em polegadas fornecido pelo fabricante equivale à distância diagonal dos monitores. Uma forma prática de usar a matemática para determinar o comprimento da diagonal é usar o famoso Teorema de Pitágoras. Para os mais cépticos, que dizem que não serve para nada, aqui está mais um exemplo da sua aplicação. Vou passar a dar um exemplo bem simples. O seu televisor tem, por exemplo 32 polegadas. Para convertendo polegadas a centímetros multiplicamos por 2,54 (valor aproximado de uma polegada) e obtemos 88,9 cm.

Aplicando o Teorema de Pitágoras concluímos que o valor de x é aproximadamente 4,84. Multiplicando por 9 e por 16 obtemos 43,6 cm e 77,4 cm que correspondem às medidas da largura e do comprimento da televisão, respectivamente. Pode experimentar com a televisão de casa e confirmar os valores. Outra preocupação é saber onde colocar o televisor para que se consiga ob-

ter uma boa imagem sem causar problemas de visão. Existem muitas fórmulas para ajustar o tamanho do monitor ao espaço que temos disponível. Uma que conheço e é bem fácil de utilizar dá-nos a distância máxima e mínima a que deve ficar o monitor. Distância mínima = 2,0 x altura do monitor Distância máxima = 2,5 x altura do monitor Por exemplo, um mo-

nitor de 52 polegadas tem aproximadamente 65 cm de altura. Neste caso, a distância ideal para colocar a televisão está compreendida entre 1,30 m e 1,62 m. Usando a fórmula, obtém a distância ideal para colocar a TV.Está a ver como a matemática o pode ajudar a proteger os seus olhos! Como sempre fico a aguardar as suas sugestões em portugal.pt@sapo.pt


Opinião · 23·

Edição 1009 • 9 de julho de 2013 • Povo da Beira

O Festival do Panda

A Grande Balbúrdia

POR NUNO DUARTE M. FIGUINHA

POR CARLOS VALE *

* Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o Novo Acordo Ortográfico

D

ecorreu recentemente em Lisboa, o já conhecido Festival do Panda. Muitos pais foram “obrigados” a ir com os respetivos descendentes a assistir a adultos, vestidos de desenhos animados, a fazerem o papel de crianças. Porém, durante a última semana, houve mais adultos a fazerem papel de crianças sem sequer estarem vestidos de boneco! Falo, claro, da “quase-crise” política em que o país ia mergulhando à custa de uma “birra infantil” de alguém que não “estava a ver o festival” da perspetiva que queria nem com as personagens que queria. Ou seja, se Vítor Gaspar já era esperado que fosse “remodelável”, Paulo Portas apresentar um pedido de demissão, caiu que nem uma bomba atómica e soou mais a uma querela de uma associação estudantil, do que a governantes com altas responsabilidades no país! Felizmente, já no papel de pessoas adultas, Paulo Portas e Pedro Passos Coelho apercebendo-se do caos em que o país ficaria se fossem realizadas eleições antecipadas, chegaram a um acordo que permitiu formar um governo até mais estável do que seria antes, contrariando todos os críticos que inicialmente reagiram a quente. Perante a situação de “perigo eminente” para o país, Passos Coelho reagiu com a hombridade que um verdadeiro chefe de estado deve ter, não virando as costas às contrariedades, evitando a queda do governo e

Q

uando se aproxima o Verão, as tradições e memórias das comunidades voltam a encher bairros, vilas e aldeias, com as cores próprias das festas populares. Na maior parte dos casos, as populações esforçam-se por manter uma dimensão religiosa ou cultural secular; noutros renovam-se as festividades, transformadas em festivais de música Rock, Pop, ou outras, que convergem num mesmo desejo de quebrar rotinas, (re)encontrar amigos, conviver. Mais recentemente, algumas festas de Verão têm recorrido a uma dimensão

assim evitando a queda do país numa espiral recessiva que, em caso de eleições antecipadas, iria durar até à aprovação do próximo orçamento de estado, a ocorrer só daqui a muitos meses! E mesmo isso não era certo, pois segundo os resultados que saíssem das eleições, havia sempre a possibilidade de, após dois anos de sacrifícios a ganhar credibilidade internacional, se ir “entregar o ouro ao bandido”, ou seja, entregar novamente o poder a quem deixou o país na situação de falência e que solicitou a ajuda do FMI! Tal risco refletiu-se logo nos mercados após a possibilidade de queda do governo e subsequentes eleições, com a subida das taxas de juro e a queda registada na bolsa. E foi aqui que se começou a vislumbrar o cenário expectável para o nosso país, em caso de mudanças de governo! É que nem as instituições internacionais vêm qualquer laivo de credibilidade no principal partido da oposição português, ou melhor, no líder desse partido! Depois de tudo, Passos Coelho pode ter abdicado de algumas coisas a nível governativo, mas ganhou a nível de reconhecimento popular. Paulo Portas, ganhou algumas coisas a nível governativo mas perdeu enormidades a nível de popularidade! E mesmo assim, não foi Portas quem mais perdeu, mas sim, António José Seguro, que tomou a atitude menos digna possível quando estava em causa o futuro do país! Depois de estar provado por

“A” mais “B” que um cenário de eleições seria catastrófico para o país e para o respetivo cumprimento das metas estabelecidas com a “troika”, Seguro ligou a sua típica “cassete” e emitiu sucessivamente os sons: - “Quero eleições! Tem de haver eleições! Quero ser primeiro-ministro!” Resumindo, se dúvidas houvesse, ficou publicamente provado que Seguro é apenas movido por interesses pessoais e nunca patrióticos! E quando após o anúncio de “reconciliação governativa” e subsequente acalmia dos mercados e das instâncias internacionais, Seguro em vez de congratular o governo e o país, afirma que "agora, o mal já está feito"! Mal? Porquê? Porque, segundo Seguro, "É solução para o PSD e para o CDS-PP mas não é uma solução para o país", ou melhor dizendo, não foi a solução ideal para ele próprio e para o PS, “apenas” para o país! Ora Seguro podia perfeitamente ter saído muito bem de toda esta situação se, ao ver o governo a cair em duodécimos, viesse a público afirmar que ele estaria disposto a colaborar de forma a fazer parte da solução e não do problema! Mas não! E são estas atitudes que diferenciam chefes de estado dignos e dedicados à pátria e ao bem comum, de meros “aprendizes” que ao ver o próprio lugar de líder da oposição tremido e o de primeiro-ministro inalcançável, fazem cara de “panda” chorão e amuam por verem que nunca mais irão “participar no festival”!

mais ecológica, gastronómica ou ainda à recriação de vivências ancestrais, de vínculo pagão ou profano, sem fugir à tipicidade das festas de Verão, onde não faltam a música, a comida, a bebida, o convívio, com ou sem venda de produtos/ objetos artesanais, mais ou menos locais. As feiras temáticas completam, de certo modo, a variedade específica destes certames. Estas festas abrem para duas realidades distintas. Por um lado sobressai o aspeto socioeconómico, por outro a vertente sociocultural. Do ponto de vista socioeconómico, se refletirmos sobre as vanta-

gens de um certame com estas características, tudo temos a ganhar com a maior diferenciação possível, assinalada em pormenores específicos ou típicos de cada lugar, de cada comunidade. Oferecer/ divulgar/ vender produtos muito diferentes dos restantes potencia um território, um mercado e uma marca destacada. Se essa diferenciação se impuser à escala nacional ou global, melhor. Do ponto de vista sociocultural, a diversidade é a marca. Cada povoado tem um carácter próprio, a preservação e promoção da cultura local são a salvaguarda de uma

Enquanto a velha ordem morre e a nova não nasce ainda surge uma grande variedade de sintomas mórbidos”. (António Gramsci, Cadernos do Cárcere) Como se sabe, a política posta em prática desde há dois anos, representava uma experiência pioneira de desmantelamento do modelo social existente nos países da Europa ocidental que desenvolveram princípios de carácter social, considerados, até aos nossos dias, como grandes conquistas civilizacionais para o bem-estar dos seus povos. O que quer dizer, que o nosso país passou a ser um campo/laboratório de ensaios para combater essas conquistas civilizacionais. Subitamente, no meio do campo experimental ou do “paraíso” da coligação, estoirou uma enorme confusão. Vítor Gaspar, o homem mais inteligente do mundo e arredores, demitiu-se do Governo. Escreveu uma carta, qual “bomba relógio” a explicar os motivos da sua atitude, em que, além das acusações a alguns dos parceiros de Governo, acabou por reconhecer o absoluto fracasso das medidas impostas pelo Governo PSD/ CDS e pela troika estrangeira ao País e aos portugueses, ou seja, reconheceu os erros que, teimosamente, levou avante. Ainda se estava a digerir tão indigesta situação, quando quase em cima da tomada de posse da ministra swap, M. Luís Albuquerque, e pimba, estoira uma confusão ainda maior. O “das Feiras” para uns, ou “grande estadista”

para outros, acabara há momentos de pedir a demissão do Governo. Mais, tal como fez Gaspar, também escreveu uma carta “bomba relógio” a pedir a sua demissão de ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, que dizia ser irrevogável, despejando uma série de acusações, além de um sem número de exigências e condições para o CDS se manter na coligação. Uma balbúrdia. As acusações atingiam o próprio Passos Coelho, acusado de decidir sozinho. A carta falava das discordâncias na nomeação da ministra das Finanças. Sacudia a “água do capote” nas medidas mais gravosas e impopulares, que em parte também deixou passar. Um espertalhão. Como para pior já bastava assim, o Presidente da República, mesmo sabendo da demissão do dito “irrevogável”, teimou em levar por diante o velório, perdão, a cerimónia de posse da nova ministra das Finanças, assim como, dos secretários de Estado. Como diz o ditado, “uma desgraça nunca vem só”… E, tanto assim é, que ainda faltava a cereja em cima do bolo. O inefável Passos Coelho decidiu não aceitar a demissão do “estadista”, que, como estamos lembrados, era irrevogável, pelo que, a partir de agora, podemos enviar para o lixo todos os dicionários que temos em casa… Como há muito vem acontecendo, tudo tem sido apadrinhado por alguém que jurou cumprir e fazer cumprir a Constituição da República. Falamos, obviamente, do Presidente da República, essa

intragável figura que renega o seu juramento, apoiando activa e empenhadamente o Governo PSD/CDS e suas políticas de desastre nacional. Governo que vem cometendo uma série de asneiras e erros grosseiros na governação, que dramaticamente tem recaído sobre a imensa maioria do povo. O Presidente ao apoiar as políticas do Governo e suas clientelas é conivente, juntando-se aos principais responsáveis pelo momento que vivemos. Aliás, Cavaco Silva já está ligado aos períodos mais negros da história recente do nosso País. Com os acontecimentos a resvalarem para situações incríveis e impensáveis no dia anterior, até a constelação de comentadores e analistas políticos/económicos, escolhidos a dedo, quase todos oriundos do que dizem ser, os partidos do arco do poder, se mostra completamente desorientada. Dizem-se fervorosos militantes da democracia, mas estão contra a realização de eleições, para eles é: democracia sim, eleições não. Na mesma linha está o novo Cardeal. Que foi mais longe ao dizer: “não se resolve nada contestando” e até aconselha, “Não vos revolteis”. Pela conversa de sua eminência: Toca a amochar… As conversas do “ministro irrevogável” com aquele que dizem ser o primeiro-ministro, e ainda com o Presidente da República, também não auguram nada de bom para o povo português. Está visto, temos que derrotar os “sintomas mórbidos” na rua.

Festas de Verão POR CRISTINA GRANADA dessa marca identitária e fortalecedora de uma pertença e de uma ligação pessoal e coletiva. Recentemente, e por força dos tempos modernos, em que as pessoas se vêm obrigadas a pugnar por um quotidiano adverso, observamos alguma diferença na forma como são organizadas as festas das Freguesias, ou dos Bairros. Onde havia comissões de festas aparecem entidades públicas ou associativas

a recuperar uma ou outra tradição. Felizmente. Pior seria deixar cair. Porém o envolvimento e responsabilidade populares nas atividades são muito importantes, porque conferem um vínculo pessoal maior ao evento. E assumir o “amor à camisola” é muito positivo! Estive presente, recentemente, na apresentação de um grande evento de Verão organizado por uma Entidade Associativa numa vila do Concelho

de Castelo Branco (que não nomearei, para que não fique a ideia de algum aproveitamento da minha parte) e nessa apresentação ficou patente a força da união, a capacidade, a criatividade e sobretudo sentido apurado da responsabilidade dos Jovens, que se envolvem no referido evento de Verão. Nada substitui a vontade das pessoas. Nada é mais importante do que unir esforços em prol do bem comum.


· 24· Última PUB

Povo da Beira • 9 de julho de 2013 • Edição 1009

Pb 1009