Issuu on Google+

· 1·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Edição 994 • Ano XIX • 26 de março de 2013 • Semanário Gratuito • Sai à 3ª feira • Diretor: João Tavares Conceição • Siga-nos no

Castelo Branco

“Faltou Planeamento” diz candidato do PSD

Página 2

Cultura

Os Chibatas dão música a festas e romarias

Página 4

Autárquicas 2013 Filipe Lourenço candidato do BE à Câmara de Castelo Branco

Castelo Branco comemorou 242 anos da elevação a cidade Joaquim Morão inaugurou os Paços do Concelho e os SMAS renovados e anunciou a pretensão de adquirir a Valnor.

Páginas 12 e 13

Página 5

Oleiros

Autarquia ajuda na instalação de município de Ainara-Timor

Página 15

PUB

Desporto

Seleção do Porto vence torneio Interassociações de futebol feminino

Página 19

Sporting

José Biqueira continua à frente do Núcleo de Castelo Branco

Página 19


· 2·

Destaque

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

Castelo Branco

Idanha-a-Nova

Candidato do PSD diz que o ciclo da obra está a chegar ao fim POR CRISTINA VALENTE

Paulo Moradias, candidato do PSD à Câmara de Castelo Branco, acredita que há um ciclo que está a terminar, esse ciclo é o da obra, e que urge pensar em politicas para as pessoas. “O ciclo da realização de obra, da construção de infraestruturas e ultimamente, daquilo que chamo de Hiper-estruturação está no fim, há que dar atenção a novos paradigmas” afirmou o candidato na conferência de imprensa de apresentação. O desenvolvimento económico, criação de riqueza e criação de emprego, são aspetos fundamentais para Paulo Moradias, “emprego em quantidade e qualidade que também algo que não tem acontecido”. Para o candidato social-democrata “é claramente tempo” de entrar

Concelhia, Distrital e Nacional do PSD apresentam candidato à Câmara de Castelo Branco

num novo ciclo. Alterar politicas e canalizar investimentos são a formula para conseguir captar investimentos para o concelho, “a crise não pode ser desculpa para a falta de investimentos, porque eles continuam a acontecer nos concelhos vizinhos, o que há que ter é a arte da captação dos investimentos” afirmou o candidato. Paulo Moradias defen-

de que a nível concelhio o desenvolvimento do tecido empresarial é o pilar para o desenvolvimento do concelho a vários níveis, “e criará condições para resolver outro tipo de problemas, como os problemas sociais que existem fruto do desemprego”. Outras áreas há em que o candidato considera importante investir, desde logo a projeção do conce-

lho, “Castelo Branco tem que ser a capital de uma região, porque atualmente não o é. Tem que ser uma cidade com projeção a nível turístico, comercial, desportivo, na realização de eventos”. João Paulo Benquerença, presidente da concelhia social-democrata, reafirma que Paulo Moradias se encaixa no perfil sempre desejado pelo PSD de Caste-

lo Branco, “um candidato jovem, dinâmico, aglutinador e com um novo olhar sobre Castelo Branco para os desafios do futuro”. Questionado pelos jornalistas, o líder da concelhia social-democrata não quis ainda avançar com mais nomes de candidatos, mas adiantou que o PSD vai concorrer a todas as freguesias. António Carvalho,

presidente da Comissão Politica Distrital, destacou a forma “transparente” como decorreu a escolha do candidato. Para o líder distrital do PSD as autárquicas de outubro serão um “virar de página no concelho, com novos protagonistas e novas politicas, essencialmente viradas para o desenvolvimento económico e criação de emprego”. Em representação da Comissão Politica Nacional, na apresentação à comunicação social, Fernando Jorge destacou a unanimidade do partido em torno da candidatura de Paulo Moradia, “vai ser uma candidatura para ganhar Castelo Branco, tal como já aconteceu em eleições anteriores o PSD tem condições para ganhar a Câmara de Castelo Branco” afirmou recordado os resultados das eleições Presidenciais, Legislativas e Europeias. ■

Candidato do PSD acusa autarquia de falta de Planeamento na obra da ponte da Carapalha POR CRISTINA VALENTE

Paulo Moradias, candidato do PSD à Câmara de Castelo Branco acusa o atual executivo de falta de planeamento na obra de demolição da ponte da Carapalha. O candidato, que é morador na Carapalha e Engenheiro Civil de formação, lembra que a obra parou um dia depois de começar, “todos nos questionamos porquê.” Paulo Moradias não tem duvidas, “algo foi mal planeado”. Esta situação está a deixar preocupados os moradores do bairro, que diariamente têm que atravessar a ponte, “estamos a falar de uma questão de segurança, porque a passagem superior nem sequer tem iluminação” acrescenta o candidato social-democrata. “Esta questão deve preocupar-nos a todos, por-

que são centenas de pessoas que diariamente passam a ponte a pé para fazer a sua vida” acrescenta Paulo Moradias. O candidato recorda que foi responsável pela construção de várias passagens desniveladas da ci-

dade, e tecnicamente o que aconteceu com a Ponte da Carapalha é uma, “clara falta de planeamento”. Como alternativa está a ser construída uma passagem superior pedonal, mas que o candidato diz já devia estar pronta antes

de começar a demolição, “o planeamento devia ter sido feito de modo a que a passagem pedonal estivesse pronta antes de iniciarem a demolição, dando assim alternativas para carros e peões”. O candidato admite

Destaque

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

que possam ter acontecido imprevistos, “nas obras acontecem, licenças que se atrasam, autorizações que não chegam quando previsto, mas nesse caso, não começavam a demolição, para agora a obra estar parada há cinco se-

manas e obrigar as pessoas a utilizar a ponte naquelas condições”. POVO DA BEIRA esteve no local e falou com alguns transeuntes, que deram conta do seu desagrado pela situação, “isto não se entende, porque é que começaram a demolição, se não tinham alternativas para os peões, e agora têm a obra parada tantas semanas” disse uma moradora do bairro, que acrescenta que passa a pé pela ponte “pelo menos duas vezes por dia”. “Parece que se esqueceram que há gente que utiliza a pé a ponte” diz Maria Santos. Outro morador vai mais longe e questiona a construção da nova ponte, “não entendo, numa altura destas, de crise, deitar a baixo uma ponte para construir uma nova, praticamente igual”. ■

Tribunal condena à pena máxima homem que matou presidente de junta e marido

O Tribunal de Idanha-a-Nova condenou à pena máxima de 25 anos de prisão o empreiteiro que matou com tiros de caçadeira a presidente da Junta de Freguesia de Segura e o marido. José Torres, que não esteve presente na leitura do acórdão, foi condenado a 17 anos de prisão pelo homicídio da autarca, a outros 15 por matar o marido e ainda a dois anos de prisão por posse de arma proibida. Como cúmulo jurídico, o tribunal fixou-lhe a pena máxima praticada em Portugal: 25 anos de prisão. O tribunal deu como provado que o empreiteiro quis matar a presidente da junta por denunciar que o homem despejava ilegalmente entulho de obras, prejudicando-lhe a atividade, enquanto, segundo o arguido, fecharia os olhos a outros casos. Os crimes aconteceram

na manhã de 12 de junho de 2012, quando José Torres entrou na sede da Junta de Freguesia de Segura de caçadeira em punho, carregada com dois cartuchos, e disparou contra as vítimas. O homicida está em prisão preventiva em Castelo Branco, completa 63 anos a 17 de abril, é natural de Colares, Sintra, e reside em Segura há 40 anos. Segundo Augusta Palma, presidente do coletivo de juízas, tratou-se de uma reação incompreensível em relação às motivações, pelo que, referiu, José Torres agiu de forma "censurável e com especial perversidade". Para o tribunal, o homem "teve uma atuação insidiosa, traiçoeira" em que não deu "possibilidade de defesa", pelo que as juízas descartaram a hipótese de o crime não ser qualificado devido a emoções fortes e desespero, como alegado

pela defesa. Sobre a morte do marido, que também estava no gabinete da autarca quando o homicida disparou e que acabou por ser atingido com um segundo tiro, o coletivo considerou a atuação igualmente qualificada. O autor dos disparos "sabia e tinha consciência de que estava a tirar qualquer possibilidade de defesa", reitera o acórdão. No final da leitura do acórdão, Tânia e João, os dois filhos das vítimas, que se constituíram como assistentes no processo, abraçaram-se e choraram, por entre cerca de uma dezena de pessoas presentes na assistência. José Torres foi ainda condenado a indemnizar os dois filhos: vai ter que entregar a cada um 75 mil euros, a que acrescem 7.500 euros pelo sofrimento causado e 30 mil euros a título de danos patrimoniais. ■

PUB

EDITORIAL

A

inda soam os ecos da moção de censura, do regresso mediático do antigo senhor e das decisões dos tribunais. A crise de Chipre, com a hipotética saída da moeda comum e a pretensa ajuda russa, vai limitar os nossos horizontes. Não sabemos que país se seguirá, mas mais uma vez constatamos que a crise é generalizada e que qualquer hipotética saída terá de ter motivações profundas e abordagens distintas. A China e a India baralham as cartas, impõem as suas regras, mas não estão livres de se debaterem com problemas ainda mais graves que os nossos. A Europa está decrépita e a força económica alemã, ao residir nos restantes países europeus, começa a ter dificuldades. A saída, que se supunha lucrativa, para Angola e Moçambique, começa a estar restringida a profissões específicas, muito fruto das guerras comerciais que põem em causa as relações com estes países. Notam-se as ideias comunistas da terra queima-

· 3·

As Novas Frentes DIRETOR JOÃO TAVARES CONCEIÇÃO

da – o nivelamento tem de se fazer, mesmo que seja por baixo. Parece que, esgotados todos os recursos, os arguidos do caso Casa Pia irão finalmente cumprir as suas penas. No entanto muitos outros casos se mantêm ainda sem decisão. Não fazendo coro dos que acham que todos os políticos são corruptos, reconhecemos que existem muitos que passam entre os pingos da chuva sem se molharem. E outros há que atuando com toda a desfaçatez ainda se arrogam, ignorando toda a sua responsabilidade no processo, a fazer comentários políticos sobre a governação. É possível que esta situação seja uma cortina de fumo para alguns, como será contagem de espingardas no seu partido, ou um assomo eleitoral para outros fins. De qualquer forma esta brincadeira é de uma irresponsabi-

lidade enorme, e o apelo aos princípios democráticos é gozar com a própria Democracia. Temos dúvidas que o rumo tomado nos leve a bom porto. A decisão do Tribunal Constitucional, imprevisível quanto aos seus efeitos, é mais uma machadada neste Governo. Senão cair antes, a governação do partido do Governo acaba em 2015. Não há qualquer luz ao fundo do túnel, nem o efeito distrativo ou separatista do antigo senhor poderá inverter o rumo dos acontecimentos. A própria moção de censura é um flop para os partidos do centro: não altera coisa nenhuma e vai distrair-nos de algo importante. A remodelação do Governo impunha-se. Seria a única forma de não se cair no caos político. A alternativa Seguro, como o seu antigo líder já percebeu, ainda seria pior solução. ■

PUB

Orçamentos GRÁTIS

Limpeza e Inspeção

CHAMINÉS

Fornecimento da Declaração de Limpeza Fornecimento do Relatório de Inspeção Contatos: Tel.: 962 423 673 Email: geral.joao@hotmail.com PUB

PUB

Povo da Beira

deseja aos seus leitores Uma Feliz Páscoa!

COMMÉDICOS

CUIDADOS MÉDICOS LDA Dr.ª Ana Maria Soares - Clínica Geral Dr. José Mendes Gil - Dermatologia/Venerologia Dr. José Carvalhinho - Psiquiatria (Doenças nervosas) Dr. Mário Dionísio - Ginecologia/Obstetrícia Dr. Marquez de La Peña - Clínica Geral Dr. Carlos Mendes - Fisioterapeuta/Osteopatia

Dr. Pedro Abreu - Reumatologista Dr.ª Patrícia Bernardo - Psicologia Clínica Dr.ª Joana Pimenta Oliveira - Nutrição Clínica Dr.ª Sofia Lourenço - Acupunctura/Fitoterapia/ Emagrecimento

Marcações de Consultas: Das 14h às 20 horas Telefone: 272 346 482 | Telm: 961 843 412

Rua Conselheiro Albuquerque nº 4 - R/C Esq. - Castelo Branco


· 4·

Castelo Branco

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

Grupo de percussão da Associação Juvenil Ribeiro das Perdizes

“Os Chibatas” arrancam para animar festas e romarias POR TIAGO CARVALHO

O Grupo de Percussão Tradicional de Castelo Branco “Os Chibatas”, o mais recente projeto da Associação Juvenil Ribeiro das Perdizes (AJRP), estreou-se este mês ao vivo e promete complementar a representação da cultura tradicional nesta cidade. Uma das mais-valias d’Os Chibatas reside no valor dado à autenticidade dos instrumentos utilizados, que garante uma maior aproximação da música tocada aos sons tradicionais. Usamos “bombos típicos da região, feitos no Paul, que são construídos de forma artesanal com pele de cabra”, explica ao POVO DA BEIRA a responsável pelo grupo de

O grupo de percussão “Os Chibatas” reúne cerca de 20 pessoas

percussão, Tatiana Resende. A jovem, que faz parte dos órgãos sociais da AJRP, a estrutura juvenil da Associação Cultural e Recreativa “As Palmeiras”, adianta também que Os

Morão subscreve moção de censura ao governo POR CRISTINA VALENTE

Joaquim Morão, presidente da Federação Distrital do Partido Socialista subscreve a moção de censura ao governo que o seu partido vai apresentar ainda esta semana. “O Partido Socialista precisa de mostrar ao país que não está de acordo com esta governação e que tem uma alternativa para este governo” afirmou Joaquim Morão, que participou na reunião da Comissão Politica Nacional, onde a moção de Censura foi

aprovada. No domingo o secretário nacional do partido João Ribeiro, afirmou numa declaração aos jornalistas que a moção será apresentada nos próximos dias, para ser discutida na primeira semana de abril. ■

Em Nome da Beira

Festa da Ressurreição, em Alcains Bolo da Páscoa, esquecidos e borrachões com chá de Alecrim, amêndoas e tradições pascais da Beira Baixa, são os ingredientes principais da Festa da Ressurreição que a Alma Azul promove no próximo dia 1 de abril, segunda- feira de Páscoa na sua delegação em Alcains integrada no seu projecto de promoção de produtos culturais com tradição, Em Nome da Beira.

Uma Conversa-debate a partir do livro Festividades da Páscoa Beirã, da Professora Antonieta Garcia, edição Alma Azul, sobre as múltiplas tradições com que a Beira Baixa celebra a Páscoa, às 17 horas, aberta a todos os interessados, será o ponto principal desta Festa que inclui um lanche com produtos tradicionais da Beira Baixa. A entrada é livre e gratuita. ■

Chibatas destacam-se por “tocar e cantar ao mesmo tempo”, uma abordagem “pouco usual nas atuações de grupos de bombos”. Este grupo albicastrense é constituído por cerca de 20 elementos, que em-

bora tenham idades compreendidas entre os 7 e os 50 anos, são maioritariamente jovens. Sílvia Resende, vice-presidente da AJRP, conta que o “projeto arrancou em outubro do ano passa-

do”, iniciando com uma formação contínua, orientada pelo percussionista José Quezada, do grupo Velha Gaiteira. Desde então, pegando em diferentes instrumentos, como bombos, caixas e timbalões, e entoando cantigas da Beira Baixa, Os Chibatas surgiram para animar festas, feiras e romarias. “Saudades da Beira”, “Senhora do Almortão” e “Marcelada” são algumas das canções de Castelo Branco e Idanha-a-Nova que integram o reportório ao vivo deste grupo de percussão. Após a estreia nas comemorações do 21º aniversário da Associação “As Palmeiras”, no passado dia 11, Os Chibatas têm presença confirmada

na romaria da Senhora de Mércoles e na Marcha pelo Coração. “Não é fácil, mas queremos que o grupo de percussão ultrapasse as fronteiras de Castelo Branco e se dê a conhecer ��� junto com a coletividade – noutras paragens. Até porque quem vê uma atuação deste grupo, tem a garantia de que está a assistir a um espetáculo tradicional, com instrumentos realmente típicos da região”, afirma o presidente da AJRP, David Jacinto. Os Chibatas e a Associação Juvenil Ribeiro das Perdizes estão presentes na rede social Facebook e podem ser contactados através do correio eletrónico ajrpcb@gmail.com ou telemóvel 961 940 703. ■

Encontro sobre direitos das pessoas com deficiência

Instituto Nacional para a Reabilitação ouve sugestões das ONG locais POR TIAGO CARVALHO

O Instituto Nacional para a Reabilitação (INR) convidou um grupo de Organizações Não Governamentais (ONG) para um encontro sobre direitos das pessoas com deficiência, que decorreu na passada quinta-feira, na Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, em Castelo Branco. Nesta iniciativa, o presidente do IRN, José Serôdio, reuniu com dirigentes das ONG do distrito para recolher sugestões e conhecer melhor o trabalho desenvolvido por estas instituições, com intervenção no apoio a pessoas com deficiência. “As organizações apontaram sugestões com vista à resolução de algumas das suas preocupações, que têm a ver com o desenvolvimento de certas valências no terreno, nomeadamente os centros de atividades ocupacionais e os lares residenciais”, disse ao POVO DA BEIRA o presidente do IRN, organismo tutelado pelo Minis-

Castelo Branco

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

· 5·

Autárquicas 2013

Filipe Lourenço candidato do Bloco à Câmara O Bloco de Esquerda apresentou os primeiros candidatos às autárquicas de outubro. Filipe Lourenço é candidato à Câmara Municipal, Luís Barroso à Assembleia Municipal e Pedro Coelho à Assembleia de Freguesia. POR CRISTINA VALENTE

Filipe Lourenço, independente, é a aposta do Bloco de Esquerda para a Câmara Municipal de Castelo Branco. O partido apresentou na passada sexta-feira os três cabeça de lista aos órgãos autárquicos do concelho, Câmara, Assembleia Municipal e Assembleia de Freguesia. O candidato à autarquia, deu a conhecer na cerimónia de apresentação, os três pilares da sua candidatura, “dinamização da economia local, criação de emprego para os jovens, apoio a idosos e famílias carenciadas” objetivos que a serem cumpridos, diz o candidato, “representarão toda a diferença”. Luís Barroso, 1º candidato à Assembleia Municipal (AM), defende a criação de um fórum municipal, onde os albicastrenses possam participar na vida da cidade, dando

Catarina Martins, coordenadora do BE

Estupidez e Violência na questão dos Cuidados Continuados

Luís Barroso, Filipe Lourenço e Pedro Coelho os candidatos do BE com a coordenadora do partido Catarina Martins

opiniões e sugestões, “com a capacidade consultiva e pela positiva, onde tenham assento os parceiros sociais, para discussão dos documentos estratégicos para a cidade e concelho”. O cabeça de lista à AM defende a realização descentralização das reuniões da Assembleia de forma a que, “o órgão cumpra o dever de informação publica e aproximação aos munícipes”. Luís Barroso, que já faz parte da AM, criticou o facto de apesar de o salão nobre ter sofrido profun-

das obras de remodelação, os deputados municipais, não terem condições de trabalho, “continuaremos a colocar os papeis no chão, a escrever e a utilizar os computadores nos joelhos”. O candidato à Assembleia de freguesia, Pedro Coelho, tem estado presente nas listas do Bloco, como independente, desde as autárquicas de 2001. Defende a descentralização das reunião da Assembleia de freguesia pelos bairros da cidade e anexas da freguesia,

“para aproximar os eleitos dos seus eleitores”. Pedro Coelho, quer que os orçamentos da Junta de freguesia, “promoveremos a participação dos albicastrenses, nas opções a tomar em termos de orçamento, para que estes sejam verdadeiros orçamentos participativos”. Como profissional ligado à educação Física, o candidato defendeu a criação, “de uma vez por todas” de uma rede de ciclovias que ligue as áreas de lazer, escolas e bairros habitacionais. ■

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considera uma estupidez e violência o que está a acontecer com a Unidade de Cuidados Continuados da Misericórdia de Castelo Branco. A responsável, diz que é uma estupidez, ter-se investido na construção da Unidade, “que neste momento não é colocada ao serviço da população e está a deteriorar-se”. A situação é também, para Catarina Martins, exemplo de violência, “porque há pessoas que precisam de cuidados continuados que estão a ser enviados para longe da sua família, ou que pura e simplesmente ficam sem acesso aos cuidados continuados”.

A coordenador do Bloco, recorda que o seu partido apresentou um projeto de resolução em fevereiro, que foi aprovado por unanimidade, onde um dos pontos referia que toda a capacidade privada já instalada, “devia ser imediatamente contratualizada e colocada ao serviço das populações”. Catarina Martins promete levar o assunto à Assembleia da Republica e questionar os responsáveis políticos sobre a situação concreta da Unidade de Cuidados Continuados de Castelo Branco, “até porque o provedor nos informou que este ano a unidade já não ia ser contratualizada, o que achamos inqualificável”. ■

Alcains

Queijo é um dos motores da economia local Produtos Gourmet nascem em Castelo Branco

José Serôdio, presidente do INR

tério da Solidariedade e da Segurança Social. Uma das alternativas aos lares apresentadas foi a criação de residências em regime de autoajuda entre os utentes. “A ideia é colocar grupos de pessoas a viver juntas, de modo a que se ajudem umas às outras no dia a dia, mantendo uma vida ativa”, explicou José Serôdio. Numa altura em que o Estado dificilmente aumentará o financiamento das ONG, José Serôdio defende que o caminho é “melhorar a organização

entre as instituições e desenvolver sinergias para uma melhor cooperação”. Apostar numa política de atividades que vise a “empregabilidade” dos utentes, para promover a sua “inclusão” na comunidade, é outra das ideias defendidas por José Serôdio, que enalteceu o trabalho desenvolvido, neste âmbito, por entidades como a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Castelo Branco. Entre outras entidades, reuniram com o presiden-

te do IRN as APPACDM de Castelo Branco e do Fundão, a Associação de Apoio à Criança do Distrito de Castelo Branco, a Associação dos Deficientes das Forças Armadas de Castelo Branco e a delegação local da Associação dos Cegos e Ambliopes de Portugal. O evento incluiu ainda um fórum onde as organizações apresentaram os procedimentos desenvolvidos no âmbito da aplicação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. ■

POR CRISTINA VALENTE

Alcains recebeu no fim de semana mais uma edição da Feira do Queijo, a oitava. Desta vez o certame aconteceu no coração da vila, Largo de Santo António, com o objetivo de dar mais visibilidade à iniciativa e dar vida á zona. “Temos espaço nesta zona da vila, temos um novo parque de estacionamento aqui perto, e este largo é o coração da vila,

a sala de visitas de Alcains, por isso achámos por bem fazer esta alteração” explicou ao POVO DA BEIRA António Carrega, Presidente da Junta de Freguesia. O número de produtores presentes no certame tem vindo a crescer e António Carrega considera que essa é a prova de que o certame está a cumprir os seus objetivos, “esta é a montra do produto, que se vende durante todo o ano,

aqui os produtores dão a conhecer-se para poderem fazer negócio o resto do ano”. “O queijo é um dos produtos referencia da vila de Alcains, é um cartão de visita da vila, nós, autarquia, temos vindo a incentivar estes certames, porque consideramos que ajudam à promoção do produto” afirmou Joaquim Morão depois de ter visitado o certame. Os certames temáticos

Amor Picante, Afrodisíaco, Doce de Castanha e Pera Bêbeda são quatro produtos desenvolvidos pelo jovem Frederico Barreto, que estão a conquistar o mercado nacional. O jovem de Castelo Branco, desenvolveu estes produtos gourmet que tem vindo a promover em certames nacionais, “estivemos na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), numa prova cega, onde obtivemos 96,4 de pontuação, de zero a cem, o que é excelente”. Estes são produtos, que acompanham com saladas, crepes, gelado, “não são compotas, não são

produtos para comer com pão, são mais que isso” diz Frederico Barreto, que considera estes produtos, quatro bebés que vão crescer muito. “Acredito que são produtos para vingar no mercado internacional” diz confiante. Como resultado da presença na BTL este jo-

vem empresário está a negociar a comercialização do seu produto no Corte Inglês e Barcos do Douro. Em Castelo Branco, os produtos podem ser adquiridos em algumas lojas com produtos gourmet e no Restaurante “Aromas e Sabores” do qual é proprietário. ■

que se realizam em algumas freguesias do concelho, “promovem e estimulam a economia local” diz

o autarca Albicastrense. A iniciativa, promovida pela Junta de Freguesia e Câmara Municipal, vai

ao encontro dos objetivos da autarquia Albicastrense em promover e divulgar os produtos regionais. ■


· 6·

Castelo Branco

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

Greve dos enfermeiros contratados com adesão de 100% no HAL O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses anunciou uma adesão total à greve dos enfermeiros no Hospital Amato Lusitano, de Castelo Branco, na quarta-feira, segundo dia de uma paralisação que começou na terça-feira na Covilhã e Fundão. Conceição Rodrigues, dirigente distrital do Sindicato, garantiu que no hospital de Castelo Branco "houve salas do bloco operatório que não funcionaram". O Sindicato entregou no hospital de Castelo Branco um abaixo-assinado em que pede a revisão desta situação, tendo reunido cerca de uma centena de assinaturas de enfermeiros da Unidade Local de Saúde. Conceição Rodrigues

Modelos brilham em 'passerelle' no Forum de Castelo Branco De 29 a 31 de março na rede museus no centro

António Carrega não é candidato em outubro POR CRISTINA VALENTE

garante ainda que foi pedido o agendamento de uma reunião com a administração da ULS, mas sem sucesso. No primeiro dia de greve, o SEP registou uma adesão de 98% no Centro Hospitalar da Cova da Beira. A greve foi convocada

em protesto pela situação dos enfermeiros com contrato individual de trabalho que alegam estar a receber abaixo do valor da remuneração mínima no Serviço Nacional de Saúde, exigindo cerca de 1.200 euros para as 35 horas semanais ou 1.373 euros para as 40 horas semanais. ■

GNR apreende roupa contrafeita no valor de 11 mil euros

de mercadorias num local ermo, próximo da praia fluvial, e abordaram os dois homens que se encontravam junto ao veículo. Após uma abordagem cuidadosa, efetuaram uma busca ao interior da referida viatura e encontraram vários artigos de vestuário e calçado, em caixas que se destinariam à comercialização em mercados. O material foi apre-

endido por suspeitas de contrafação e os dois indivíduos foram levados ao Comando Territorial, onde foram identificados e onde se apurou tratarem-se de vendedores ambulantes. Do material apreendido constam 776 peças de roupa interior masculina, três pares de botas, cinco camisas e dois polos, de várias marcas conhecidas, supostamente contrafeitas. ■

· 7·

João Manzarra apresentou o desfile

Alcains

Sarzedas

O Posto Territorial da GNR de Castelo Branco anunciou a apreensão, no passado dia 20, de roupa contrafeita no valor estimado de 11.350,50 euros a dois indivíduos que se encontravam numa praia fluvial situada na localidade de Sarzedas, em atividade suspeita. Os militares do posto da GNR aperceberam-se da presença de uma viatura

Castelo Branco

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Diz que foi uma experiência interessante, mas que não está disponível para ser recandidato nas próximas autárquicas. António Carrega, presidente da Junta de Alcains, diz que a mudança é necessária, “é preciso que entre gente nova, com novas ideias, e com outra forma de agir”.

O autarca admite que no inicio do mandato viveu situações difíceis, “mas o apoio da autarquia foi fundamental , e com esse apoio tudo é possível”. Já em jeito de balanço ao POVO DA BEIRA, António Carrega diz que é com muito orgulho, que viu ser construído no seu mandato o novo edifício da Junta de Freguesia, ser

requalificado o Largo da Igreja, construído o parque subterrâneo, “a nossa missão está cumprida”. Os desafios para o futuro executivo, são para António Carrega, “criar condições para que os Alcainenses continuem a viver na sua terra” as infraestruturas estão criadas, “é preciso agir na parte social”. ■

GNR cria museu e biblioteca O Comando Territorial da GNR de Castelo Branco após a conclusão de algumas obras nas suas instalações passou a dispor de um espaço que será especialmente dedicado aos seus novos Museu e Biblioteca. Os principais objetivos do futuro Museu consistem na incorporação, conservação, inventariação e divulgação dos testemunhos e memórias da Guarda. Pretende-se que o Museu seja um espaço onde se preserve a memória das diferentes passagens da vida da GNR e particularmente desta

unidade, através dos militares que servem ou serviram nela. A Biblioteca surge como espaço agregador do património cultural, nas suas diferentes vertentes e possibilidades, e enriquecerá a cultura organizacional da instituição secular GNR, ficando o seu conteúdo ao dispor de todos os militares da unidade. O acervo da Biblioteca integrará publicações de muito interesse para as missões da GNR, nomeadamente ao nível da segurança interna, atividade

Feira Solidária a favor da Cáritas Diocesana

policial, estratégia e informações, entre outras vertentes das ciências sociais. Está já em exposição no Museu um vasto espólio relativo a lembranças de convívios a nível nacional de militares da ex-Guarda-Fiscal, oferecido pelo major na reforma Luís Infante Chasqueira. A GNR espera que esta dádiva seja um embrião de contribuições de militares e seus familiares, que queiram doar ou emprestar para exposição temporária objetos que enriqueçam a Biblioteca ou o Museu. ■

POR TIAGO CARVALHO

O concurso Liga-te à Moda, promovido pelo Forum Castelo Branco, terminou em grande, na noite de sexta-feira passada, com um desfile apresentado por João Manzarra. Os 20 modelos finalistas desfilaram no centro comercial, vestindo roupas e acessórios de lojas instaladas naquele espaço, perante uma plateia bem composta. O júri integrou duas

personalidades ligadas à moda, Suzel Silva e a fotógrafa Ana Dias, o diretor do Forum, Vasco Varela, e o presidente da Câmara de Castelo Branco, Joaquim Morão. Nunos Gomes e Sara Guimarães venceram nas categorias meninos e meninas, respetivamente, e Elton Freire e Diana Santos ganharam nos escalões rapazes e raparigas. O apresentador de televisão João Manzarra,

anfitrião do evento, divertiu a plateia com vários apontamentos de humor. Recordou, por exemplo, as suas raízes em Idanha-a-Nova, concelho de onde é natural, e o namoro com uma rapariga de Castelo Branco (“Confesso que não foi bem um namoro… foram apenas uns beijinhos, mas marcou”, disse, arrancando risos e palmas do público). O desfile de moda decorreu após um espetáculo de ‘video mapping’ (mape-

amento de vídeo), que transformou a fachada norte do Forum Castelo Branco numa imensa tela. Esta técnica consiste na projeção de vídeo em objetos ou superfícies irregulares, tais como estruturas de grandes dimensões. O ‘video mapping’ foi realizado em parceria com a Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco (ESART), que está a desenvolver esta tecnologia. ■

Convívio de Os Josés em Retaxo 30 Josés estiveram em convívio no passado dia 23 na freguesia de Retaxo. Vindos de diversos locais, mas em que a maioria é residente, mantiveram uma iniciativa que já tem algumas décadas. Pequeno- almoço, almoço, jantar, uma pequena volta pela aldeia, em que se fizeram ouvir as vozes e alguns instrumentos musicais, muita confraternização e a nomeação da comissão para 2014, fizeram parte do programa que decorreu no Centro de

Convívio. O Cónego José da Costa não quis deixar de estar

presente, e também marcou presença no almoço. Este é um dos grupos onomásti-

A Direção Regional de Cultura do Centro vai promover uma feira solidária, em prol dos mais carenciados, no período da Páscoa. Entre Sexta-feira Santa e o Domingo de Páscoa (de 29 a 31 de Março) edições de qualidade, livros de cultura e de arte, música, CD, vão estar acessíveis ao público em troca de um contributo solidário a ser integralmente doado à Caritas Diocesana de cada região. Esta iniciativa solidária vai decorrer em cada um dos serviços que integram a nova rede DRCC - Museus no Centro, nomeadamente

no Museu Francisco Tavares Proença Júnior de Castelo Branco. A DRCC, implementando uma nova dinâmica na política cultural, está a operar uma mudança nestes serviços no sentido de maior aproximação aos cidadãos e identidade geográfica, com exposições renovadas, programação transregional, horários alargados, lojas atraentes e com mais oferta, serviços pedagógicos, projetos de inclusão, abrindo-os também a esta nova forma de contribuir para a sociedade civil, em tempos de crise. ■

Escola Agostinho Roseta discute Turismo no Interior A Escola profissional Agostinho Roseta vai realizar no próximo dia 8 uma conferência sobre o tema " Turismo no Interior". Estarão presentes, como oradores, Hortense Martins, deputada do PS,

António Trigueiros de Aragão, presidente do NERCAB e a docente da ESGIN Cristina Estevão. O evento é aberto a todos os interessados e vai ter lugar no auditório do NERCAB a partir das 14 horas. ■

ACICB

Minhós reeleito por quatro anos

cos, que ano após ano, assinala o dia do seu Padroeiro: S. José. ■

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Vila Velha de Ródão (ACICB) , Adelino Minhós, foi reeleito para o segundo mandato. A eleição realizou-se no passado dia 20, e apenas concorreu uma lista, que continua a contar com Alfredo da Silva na presidência da assembleia geral e de Adriano Martins no conselho fiscal. este é o primeiro mandato de quatro anos em vez de três, em consequência

das alterações estatutárias aprovadas recentemente. As novidades na lista reeleita para a associação são a entrada de uma mulher e a presença de um associado de Idanha-a-Nova para os orgãos da associação. ■


· 8·

Regional

PJ da Guarda desmantela rede que furtava cartões de débito na Covilhã e Castelo Branco A Polícia Judiciária anunciou o desmantelamento de uma alegada rede criminosa que furtava cartões de débito a clientes de casas de diversão noturna na Covilhã e Castelo Branco e os usava em compras ilícitas de milhares de euros. Seis pessoas foram detidas, com idades entre 19 e 54 anos: dois homens ficaram em prisão preventiva, duas mulheres e um outro homem estão em prisão domiciliária (com vigilância eletrónica) e há ainda uma pessoa sujeita a apresentações periódicas às autoridades. Sobre o grupo recaem ainda indícios da prática de crimes de lenocínio, associação criminosa, tráfico de estupefacientes e posse de ama ilegal, explicou fonte policial à agência Lusa. A operação "Noite Sem Sono" foi conduzida pelo Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária da Guarda, em articulação com o Ministério Público da Covilhã. O grupo era responsável por fixar os códigos dos

cartões de débito no momento de pagamento num estabelecimento de diversão noturna do concelho da Covilhã e numa residência em Castelo Branco. Os cartões eram depois furt a d o s e utilizados para a aquisição de vários bens de consumo de uso pessoal, como relógios, bolsas, material informático e de telecomunicações. Parte das compras ilícitas foi apreendida durante buscas domiciliárias e a estabelecimentos comerciais realizadas no âmbito da operação. A PJ estima que tenham sido feitas compras ilícitas da ordem de milhares de euros. Durante as buscas domiciliárias foram apreendidos vários cartões de débito, documentos, haxixe, cocaína, uma espingarda semiautomática, classificada pelas autoridades como "uma arma de guerra", uma caçadeira e munições. A investigação foi desencadeada "depois de terem sido recebidas muitas queixas" sobre utilização fraudulenta de cartões de débito. ■

Covilhã

Para assinalar o Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, a Câmara Municipal da Covilhã vai iluminar o edifício dos Paços do Concelho na cor azul, durante os dias 1 e 2 de Abril. Esta efeméride, comemorada a 2 de Abril, foi designada pela Assembleia Geral das Nações Unidas e a Campanha “Light it up Blue” já vai no seu quarto ano de existência, tendo conseguido iluminar edifícios como a Torre Eiffel, o Empire State Building e em Portugal, a Torre dos Clérigos, o Cristo-Rei, o Estádio do Dragão e vários edifícios de Câmaras Municipais. Para isso, a Federação

Portuguesa de Autismo, parceira de Autism-Europe e Autism Speaks, a maior organização americana de autismo, assinala este dia com a Campanha Mundial “Light it up blue”, que pretende chamar a atenção para esta doença. Refira-se que o autismo é uma perturbação neurobiológica complexa que afecta a comunicação, o comportamento e as relações sociais de 1 em cada 110 crianças nos Estados Unidos. Trata-se de uma fonte de preocupação crescente no domínio da saúde pública a nível mundial pois afecta cerca de 67 milhões de pessoas no mundo. ■

Exposição “Mistérios da Semana Santa em terras de Idanha” em Sevilha A exposição “Mistérios da Semana Santa em Terras de Idanha” está patente até 2 de abril no Consulado de Portugal em Sevilha. Este evento resultou de um acordo de cooperação entre a Progestur Associação para a promoção, gestão e desenvolvimento do turismo cultural português e a Fundação Luso-Espanhola. Esta iniciativa em parceria com o Consulado de Portugal em Sevilha, permitiu reunir história, património cultura e promoção turístico-cultural entre os mais de 300 convidados, dos quais destacamos diversas entidades da esfera política, económica e social como o presidente da Fundação Luso-Espanhola, a vice-alcaldesa e vereadores do Ayuntamiento de Sevilha, associações empresariais da Andaluzia, dirigentes das Irmandades e Confrarias da Semana Santa, elementos de vários corpos diplomáticos, o Turismo de Albufeira, agências de viagem.

Na inauguração, a Progestur para além de divulgar o património imaterial desta região, promoveu ainda uma degustação de produtos portugueses à responsabilidade da premiada chef Diva do restaurante “ A Eira”, onde foram servidas mais de 24 “tapas” aos convidados. Dos produtos destacamos os beirãos, como os “borrachões”, típicos de Idanha-a-Nova, as papas de carolo e os queijos da Cooperativa de Idanha, para além das conservas

Nero, do Sabor Serrano, dos vinhos da Adega Cooperativa da Granja Amareleja, do vinho do Porto, do ananás dos Açores ou do vinho verde e da broa de Amarante. A animação ficou a cargo da viola beirã por Miguel Carvalhinho. Em Idanha, as festividades são de uma enorme originalidade em termos mundiais, diferentes nas 17 freguesias, todas elas únicas e de grande beleza, apresentando-se num ambiente não só de fé mas também

Peça de Teatro “A verdadeira história da Tomada do Carvalhal” na Moagem

com influências de rituais pagãos, judaicos ou mesmo Templários. A exposição “Mistérios da Semana Santa em Terras de Idanha” ficará patente até dia 2 de Abril no Consulado de Portugal em Sevilha. O local de acolhimento da exposição está instalado no antigo pavilhão português da exposição de Sevilha de 1929, um espaço histórico e emblemático de uma das zonas mais importantes desta localidade andaluza. ■

Feiras temáticas e certame anual vão animar meses de junho e julho amantes de antiguidades e contará com exposição de peças que vão desde mobiliário a joias. Segue-se a 19.ª Feira Nacional de Artesanato, que começa no dia 07 e prolonga-se até ao feriado de 10 de junho.Trata-se de uma das feiras temáticas mais antigas da cidade e que vai contar com a participação de mais de 50 artesãos, oriundos de

todo o país. A partir de dia 14 realiza-se a Feira das Tradições e Sabores, com gastronomia e bebidas regionais, associadas a receitas tradicionais.A Feira da Música encerra o cartaz, a partir de dia 21, e pretende mostrar as atividades musicais que decorrem em diversas instituições de freguesias do concelho.

Do programa farão parte concertos e atuações no recinto da feira. A Feira de São Tiago realiza-se de 12 a 28 de julho e é a principal feira anual da Covilhã, que conta com a participação de feirantes e atividades de todo o país. Vai ocupar uma área de cerca de 12 mil metros quadrados, junto ao complexo desportivo da cidade. ■

Penamacor

Maratona Internacional de BTT quer ajudar a preservar o ambiente A empresa de animação turística "Recantos de Lazer", de Penamacor, vai organizar no próximo dia 28 de abril, a 2ª Maratona Internacional de BTT - "Trilhos do Lince". A iniciativa que tem 3 percursos e graus de dificuldade diferentes, 85 Km, 45 Km e 25 Km, é organizada em parceria com a autarquia local,

Reserva Natural da Serra da Malcata, Ayuntamento de Valverde del Fresno e Escola EB2/3 e Secundária Ribeiro Sanches. O principal objetivo

da organização é dar a conhecer aos participantes, o concelho de Penamacor, a região da Reserva Natural da Serra da Malcata e ajudar a proteger o

meio ambiente, através de reciclagem, preservação e limpeza de trilhos. A prova tem início às 09 horas, junto ao Pavilhão Municipal de Penamacor, os interessados podem inscrever-se através do site www.recantosdelazer.com ou através do Facebook, maratonainternacionaltrilhosdolince. pt ■

De forma a assinalar o Dia Mundial do Teatro, o Município do Fundão irá promover, no próximo dia 27, quarta-feira, às 21.30h, no auditório d’ A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, a exibição da peça de teatro “A verdadeira história da Tomada do Carvalhal”, da ESTE – Estação Teatral. No ano de 1890, a família Garrett era uma das mais importantes do distrito de Castelo Branco. Explorava as pastagens do Carvalhal e as castanhas eram apanhadas pela Irmandade do Santíssimo, enquanto o povo do Souto da Casa detinha o cultivo da terra. Mas houve uma época em que o proprietário incumbiu o seu feitor de impedir que se cultivassem esses terrenos. Quando tal

aconteceu, os sinos tocaram a rebate, o povo juntou-se e obrigou o feitor a carregar um pesado tronco de castanheiro às costas. A ESTE – Estação Teatral encontrou nesta lendária história, a base para criar um espetáculo, numa comunicação direta com o espectador, onde o gesto, o movimento, ação e a músi-

ca dos bombos e do pífaro expressam a força telúrica de uma história regional que serviu de inspiração para a Revolução dos Cravos. A encenação da peça é de Nuno Pina Custódio, a cenografia e os figurinos são de Marta Carreiras, a música de José Reis Fontão, o desenho de luz de

· 9·

Clube de Produtores do Fundão presente na Feira de Nanterre e no Mercado Epicur

Quarta-feira, 27

Covilhã

A Câmara da Covilhã vai organizar este ano um conjunto de feiras temáticas no mês de junho, que antecedem a feira anual de São Tiago que este ano celebra 602 anos. As feiras temáticas vão decorrer na Praça do Município, sempre de sexta-feira a domingo, e arrancam a 31 de maio com a Feira de Velharias.O certame será dedicado aos

Fundão

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Pedro Fino, a interpretação de Carlos Pereira, Leonor Cabral e Pedro Luzindro, a interpretação musical de Alexandre Barata, António Supico, Alfredo Abrantes e José Emílio Martins, com a participação especial do Grupo de Bombos do Souto da Casa. A entrada para este espetáculo será gratuita. ■

Quinta-feira, 28

O Clube de Produtores do Fundão participou no passado fim de semana na 10ª edição da Feira de Nanterre, em França, e no Mercado Epicur, em Cascais. A Feira de Nanterre é organizada pela ARCOP (Associação Recreativa e Cultural dos Originários de Portugal) e consiste numa montra de produtos tradicionais portugueses, tendo como principal objetivo reforçar a identidade lusa junto da comunidade emigrante. Esta feira é considerada a maior de produtos portugueses realizada na região de Paris e acolhe

anualmente milhares de visitantes. O Mercado Epicur faz parte de um projeto integrado de reorganização, requalificação e desenvolvimento económico do Mercado Municipal de Cascais. Este evento irá promover uma mostra de produtos gourmet e irá decorrer em pleno espaço do Mercado da Vila de Cascais. O Clube de Produtores do Fundão irá participar nestes eventos apresentando um portfólio de diversos produtos agregados numa estratégia conjunta de promoção. ■

De 20 de março a 20 de abril

Exposição “35 anos de história da Igreja Católica” na Biblioteca Municipal

Fundão Music Festival no Pavilhão Multiusos Irá realizar-se, na próxima quinta-feira, no Pavilhão Multiusos, o Fundão Music Festival, numa organização da FunJovem, com o apoio do Município do Fundão. Este projeto representa a inovação musical, focando-se no Drum and Bass e Dubstep, estilos musicais que surgiram em Inglaterra e que se expandiram Portugal há pouco tempo, contando com a participação de

Foto: lastfm.es

Iluminação azul assinala dia Mundial da Consciencialização do Autismo

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

DJ Oder

artistas como DJ Oder, Ninja Kore, Deep:her, DJ Lollipopz, Dj’s Relo-

ad e Broagil. O preço dos bilhetes será de 7 euros para quem

ainda adquirir a pulseira e de 12 euros no dia do evento nas bilheteiras. ■

Fundão tem Gabinete de Psicologia Abriu recentemente na cidade do Fundão um Gabinete de Psicologia, Trata-se de um espaço acolhedor, dinâmico e pensado para o desenvolvimento do bem-estar psicológico e emocional dos que o visitam e encontra-se disponível ao público todos os dias da semana. Com a direção técnica da psicóloga clinica Ana Cerieiro, membro da Ordem dos Psicólogos, este espaço terapêutico, destina-se ao acompanhamento de

crianças, jovens e adultos, com as mais variadas necessidades. Presta serviços de avaliação psicológica, consulta psicológica, orientação vocacional, bem como, um conjunto de programas de intervenção especializada. Segundo a psicóloga Ana Cerieiro, “é um espaço que na atual conjuntura socioeconómica se reveste de toda a pertinência e interesse para a população da cidade e concelho do Fundão”. ■

A Biblioteca Municipal Eugénio de Andrade, no Fundão, recebe até 20 de abril a exposição “35 anos de história da Igreja Católica”, realizada com o fundo que J.-M. Nobre-Correia cedeu à Biblioteca Municipal. A exposição aborda a eleição, falecimento e demissão de papas durante o período descrito, patenteando uma série de jornais alemães, belgas, espanhóis, franceses, ingleses, italianos e portugueses cujas primeiras páginas são consagradas à morte de Paulo VI, à morte de João Paulo I, à eleição de João Paulo II, à morte de João Paulo II, à eleição de Bento XVI e às recentes demissão de Bento XVI e eleição de Francisco, momentos que marcaram a história da Igreja Católica

nos últimos anos do século XX e no início do século XXI. Esta exposição coloca também em evidência a profunda evolução das condições de produção técnica da imprensa, a maneira como o grafismo mudou ao longo dos últimos 30 anos e os critérios editoriais específicos próprios de cada jornal. Esta é a segunda exposição baseada no fundo que J.-M. Nobre-Correia cedeu à Biblioteca Municipal, depois de uma primeira exposição realizada em dezembro e janeiro sobre quatro acontecimentos contemporâneos, como foram a morte de Mao Tsé-Tung, a queda do Muro de Berlim, o ataque às Torres Gémeas de Nova Iorque e a morte de José Saramago. ■


· 10· Educação

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

Cidade de Castelo Branco na XIV Gimnastrada Internacional

Rei falou com as crianças

O Pavilhão Multiusos de Cáceres recebeu no dia 16 de março a XIV Gimnastrada Internacional, que contou com participantes de vários pontos da Península Ibérica, entre os quais uma comitiva bastante representativa do Agrupamento Cidade de Castelo Branco e da Associação Juvenil «Os Perdigotos». Nesta edição do evento, subordinada ao tema “Por El Agua”, o Agrupamento participou com o Grupo de Ginástica do Desporto Escolar, a Classe de Ginástica Infantil e o Grupo de Ginástica de Manutenção, coordenados pela professora Magda Rocha. Pela primeira vez, o Clube de Dança do Agrupamento, em parceria com a Associação Juvenil «Os Perdigotos», marcou presença no evento, tendo os participantes vivido uma experiência única, pois além da vertente desporti-

O rei D. Manuel I “esteve” no passado dia 15 no Castelo da Sertã, para responder às perguntas das crianças, numa iniciativa da Câmara Municipal da Sertã em parceria com o Agrupamento de Escolas da Sertã. Após uma breve apresentação, em termos pessoais e enquanto monarca, o Rei D. Manuel I respondeu às questões colocadas pelos alunos do 4.º ano do 1.º Ciclo do Ensino Básico. As questões incidiram sobre a época em que viveu, o seu reinado e sobre si próprio. No final da conversa com o monarca, os alunos colocaram no “Baú do Tempo” (decorado pelos alunos do 1º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico do Agrupamento de Escolas da Sertã) algumas recordações da atualidade (Séc. XXI), em jeito de oferta ao Rei D. Manuel I. O “Baú do Tempo” irá viajar pelas vá-

PUB

va, estabeleceram um convívio muito saudável com participantes espanhóis e portugueses. Pelo quinto ano consecutivo, o grupo da Ginástica de Manutenção, constituído por Professores, Funcionários, Pais e Encarregados de Educação do ACCB, esteve presente, tendo mais uma vez conseguido uma excelente prestação, reflexo da forma como o grupo tem vindo a melhorar cada vez mais o seu trabalho. A Gimnastrada é um dos maiores eventos gímnicos da Península Ibérica que, em Cáceres, reúne dos melhores grupos de ginástica e onde a cidade de Castelo Branco tem sido representada por largas dezenas de atletas, em representação do Agrupamento Cidade de Castelo Branco, da Associação Juvenil «Os Perdigotos» e da Albigym. ■

Comemorações dos 500 Anos do Foral da Sertã

rias escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico do Concelho, para que os alunos tenham contacto direto com o mesmo e possam colocar mais objectos que lembrem o presente momento. Cláudia André, Vereadora da Educação, colocou no “Baú do Tempo”

duas missivas escritas José Farinha Nunes, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, e por José Luís de Moura Martins Jacinto, Presidente da Assembleia Municipal da Sertã. As missivas dirigem-se aos alunos que frequentarão as escolas do 1º Ciclo do Ensi-

Educação · 11·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Mérida e os Romanos

Cidade de Castelo Branco aprende na Emerita Augusta

no Básico do Concelho da Sertã daqui a 50 anos. No final da “viagem” pelas escolas, o Baú será fechado, lacrado e guardado no Arquivo Municipal. Só voltará a ser aberto naquele dia daqui a 50 anos (15 de março de 2063), em cerimónia oficial. ■

Os alunos do 7.º ano da Escola Cidade de Castelo Branco estiveram em Mérida, no passado dia 15, para um dia diferente, marcado pelo contacto com os vestígios da época romana que abundam naquela cidade da Extremadura espanhola, declarada em 1993 Património da Humanidade, pela Unesco. Logo após a passagem da fronteira, fez-se uma primeira paragem junto à ponte de Alcântara, sobre o rio Tejo, a ponte romana mais importante do mundo

no seu género, que facilitava a ligação entre Emerita Augusta e as terras da Lusitânia acima do Tejo. A visita a Mérida, a antiga capital da província romana da Lusitânia, começou pelo Consórcio Monumental, onde se encontra um notável conjunto arquitetónico da época romana que compreende o Anfiteatro e o Teatro Romanos, entre outros. Os alunos tiveram a oportunidade visitar o Museu Nacional de Arte Romana que, didaticamente,

dá a conhecer os vestígios arquitetónicos, a numismática, a cerâmica, as religiões, a arte, a cultura e a administração da cidade e da província. O edifício possui também uma cripta com restos arquitectónicos descobertos aquando da construção do próprio museu, destacando-se uma calçada romana, mosaicos e alguns sepulcros. Seguiu-se um pequeno percurso a pé, desfrutando do esplendor dos inúmeros monumentos que povoam a cidade e que convivem com

construções mais modernas. Apreciaram o Templo de Diana, a Ponte romana e também a Alcáçova. Esta visita foi preparada pelas disciplinas de Espanhol e História e, além de proporcionar um dia marcado pela cultura de um povo decisivo na génese da modernidade, permitiu contactar com a língua e a cultura espanholas, bem como experimentar vivências e fomentar conhecimentos que em muito contribuem para a formação integral do aluno. ■

Já estreou programa da RTP “Música Maestro” com apoio da Orquestra Sinfónica do IPCB O programa da RTP “Música Maestro”, dirigido pelo maestro Rui Massena e que cujo primeiro episódio foi emitido no passado dia 21, tem como orquestra residente a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Artes Aplicadas. Como refere a RTP “cada episódio terá sempre um tema clássico como fio condutor do programa e a partir dele surgirão conversas informais com compositores, reconstituições e, acima de tudo, uma viagem, não só musical, mas também por diversas cidades do país onde o contacto com a população servirá de mote à desconstrução explicativa de cada obra. O objetivo do “Música Maestro “é proporcionar um contato com a música considerada erudita, fornecendo as ferramentas necessárias, através de um

tipo de entretenimento moderno e com um visual gráfico apelativo, para que se possa compreender e, acima de tudo, a apreciar esta forma de arte”. O diretor da Escola Superior de Artes Aplicadas, José Raimundo, afirma que “ a qualidade e a tipologia da nossa orquestra, associadas ao número de alunos foram fatores que pesaram na escolha da Orquestra Sinfónica da ESART para dar corpo a este projeto. As peças que vão ser ouvidas são representativas de vários períodos e são obras que precisam de orquestras com 70 a 80 executantes”. As gravações dos primeiros seis episódios decorreram no Instituto Politécnico de Castelo Branco, no auditório da Escola Superior Agrária, no final do mês de fevereiro e a segunda série será gravada entre 26 e 30 de março. ■

Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches de Penamacor

Comemorações do Dia do Patrono - Ribeiro Sanches O Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches de Penamacor comemorou no passado dia 7 o Dia seu Patrono – Ribeiro Sanches – com diversas atividades. O ponto de partida foi a entrega de diversos prémios aos alunos entre os quais o de valor Ribeiro Sanches referente ao ano letivo 2011/12. Esta cerimónia contou com a participação da Banda Filarmónica da União da Aldeia de João Pires. Seguiu-se a conferência subordinada ao tema «O turismo religioso como indutor do desenvolvimento», atividade organizada pela turma do curso profissional Técnico de Turismo Ambiental e Rural e que contou com a presença de Jorge Patrão, secretário-geral da rede de Judiarias de Portugal, do rabino da comunidade Judaica de Belmonte, Elisha Salas, de Isabel Almeida, coordenadora

Na matemática temos os melhores do país

do Museu Tavares Proença Júnior de Castelo Branco e do Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Penamacor, João Cunha. Estes alunos organizaram também, depois do almoço, uma visita guiada ao Convento de Stº António para professores e alunos do ensino secundário. Durante todo o dia decorreram diversas atividades nas duas escolas do Agrupamento, Escola

Básica de Penamacor e Escola Básica e Secundária Ribeiro Sanches, tais como representações teatrais do grupo de teatro da Escola Básica e Secundária Ribeiro Sanches, Quebra-Gelo, conversas sobre Ribeiro Sanches, com a presença de Joaquim Nabais da Câmara Municipal de Penamacor, o dia das Ciências, com diversas experiências, atividades desportivas, a biblioquest que decorreu na

Biblioteca Escolar e o grupo de teatro Váatão com a peça «Conversas com o Mestre Gil». Estiveram presentes nestas atividades alunos e professores dos diferentes anos de escolaridade, desde o pré-escolar aos seniores, que se envolveram ativamente na dinamização das diversas atividades, cativando a participação harmoniosa de todos os presentes. ■

Decorreu na Escola Básica e Secundária de Albufeira, de 14 a 17 de Março de 2013 a Final Nacional das XXXI Olimpíadas Portuguesas de Matemática. Com a modalidades Categoria Júnior (6.º e 7.º anos), Categoria A (8.º e 9.º anos) e Categoria B (10.º, 11.º e 12.º anos). Estiveram presentes 86 participantes, os finalistas olimpícos de Matemática, seleccionados entre quarenta mil participantes em todo o países. Estes 86 verdadeiros campeões ultrapassam duas provas, uma a nivel de escola e outra a ní-

vel regional para poderem estar na Final Nacional. O concelho de Castelo Branco esteve presente com 3 finalistas, Luís Pedro Lopes Duarte - 12ª ano - categoria B - Escola Secundária de Alcains; Inês Margarida Santos Faustino - 8º ano - categoria A - Escola Secundária de Nuno Álvares e Tiago Francisco Duarte Afonso - 8º ano - categoria A - Escola Cidade Castelo Branco. O Luís Duarte foi medalhado com um terceiro lugar e os outros dois finalistas conseguiram um distinto quarto lugar. ■


· 12· Castelo Branco

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

Câmara quer adquirir Valnor POR TIAGO CARVALHO

A Câmara de Castelo Branco quer adquirir uma participação maioritária na Valnor, empresa pública responsável pela gestão dos resíduos sólidos do concelho, que o Governo pretende privatizar. Atualmente os 25 municípios da área de intervenção da Valnor detêm 47 por cento do capital social da empresa, sendo os restantes 53 por cento detidos pela Empresa Geral de Fomento, do Grupo Águas de Portugal. Com uma posição maioritária na Valnor, a autarquia poderá “controlar a gestão da empresa”, disse o presidente da Câmara de Castelo Branco, Joaquim Morão, que falava quarta-feira passada durante a apresentação do novo edifício dos Serviços Municipalizados, no âmbito das comemorações do Dia da Cidade. PUB

Joaquim Morão (ao centro) durante a visita aos Serviços Municipalizados

A autarquia “tem condições para ter uma posição maioritária na Valnor”, garante Joaquim Morão, que vê na aquisição desta empresa uma decisão “estratégica”. “Cada vez são precisos maiores investimentos no tratamento de resíduos” e esse já é “um esforço financeiro feito” pelos municípios, afirmou. Joaquim Morão adiantou ainda que está a ser construída em Castelo

Branco uma Estação de Tratamento de Águas Residuais “topo de gama”, orçamentada em 15 milhões de euros, que irá substituir as duas que hoje existem na cidade. “Queremos assegurar que temos uma palavra a dizer” em qualquer medida aplicada, disse o autarca, lembrando que a Câmara decidiu não “repercutir nos consumidores” os aumentos de 7 por cento para

as tarifas de abastecimento de água e tratamento de águas residuais, e de 15 por cento para o tratamento de resíduos sólidos, aprovados recentemente pelo Governo. Mas Joaquim Morão alerta que a Câmara “não pode continuar” a custear estes aumentos, pelo que o “controlo” dos serviços permite “servir cada vez melhor os albicastrenses”.■

A VALNOR Empresa responsável pela recolha, triagem, valorização e tratamento de resíduos sólidos nos 25 Municípios da sua área de influência, tem como principal missão a preservação do meio ambiente onde se insere e a melhoria do serviço prestado às populações no âmbito da gestão dos resíduos sólidos urbanos. O consumismo que tende a aumentar o desperdício e as quantidades de todo o tipo de resíduos são, hoje em dia, um dos problemas que as sociedades modernas se debatem. Segundo a Valnor, a solução para estes problemas passa pela adoção de comportamentos responsáveis por parte das

populações, com o apoio e incentivo dos seus representantes, as autarquias e os Governos. Os acionistas da Valnor são os municípios de Abrantes, Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo Branco, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Idanha-a-Nova, Mação, Marvão, Monforte, Nisa, Oleiros, Ponte de Sor, Portalegre, Proença-a-Nova, Sardoal, Sertã, Sousel, Vila de Rei e Vila Velha de Ródão. Os municípios referidos detêm 47 por cento do capital, sendo os restantes 53 por cento detidos pela Empresa Geral de Fomento S.A. (detida em 100% pela AdP-Águas de Portugal). ■

Destaque · 13·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Castelo Branco comemorou 242 anos da elevação a cidade A cidade comemorou mais um aniversário, 242 anos. Data assinalada com Pompa e Circunstancia, nos Paços de Concelho renovados. No último aniversário da cidade com Joaquim Morão à frente dos destinos da cidade a Assembleia Municipal aplaudiu de pé o autarca. À noite a autarquia ofereceu à cidade um espetáculo no Cine-Teatro Avenida. POR CRISTINA VALENTE

Em dia de aniversário da cidade, a Assembleia Municipal voltou a reunir no salão nobre da Autarquia Albicastrense. Um salão completamente renovado, onde predomina o branco e onde sobressaem, uma colcha com o bordado de Castelo Branco e algumas obras do mestre Manuel Cargaleiro em tons de azul. Valter Lemos, Presidente da Assembleia Municipal, centrou o seu discurso no trabalho desenvolvido por Joaquim Morão e na atual situação da autarquia e da cidade. “Na última celebração do dia da cidade, no mandato autárquico que terminará este ano, é o dia do elogio da cidade que vai ser legada pela atual administração aos futuros

representantes políticos dos albicastrenses”. O trabalho realizado nos últimos quinze anos por Joaquim Morão, mereceu rasgados elogios do Presidente da Assembleia Municipal, “a cidade e as freguesias são hoje uma realidade, mais bela, mais arrumada, mais desenvolvida, mais eficiente, mais amiga das pessoas”. Também Joaquim Morão aproveitou a cerimónia para lembrar a obra realizada, “terminarei o meu mandato com a consciência tranquila. Julgo ter feito o melhor que sabia e podia em cada momento…em 15 anos fizemos obra como nunca se fez” afirmou o autarca. O autarca lembrou uma das suas primeiras obras, “a demolição da Loja do Povo, que estrangulava o trânsito rodo-

Jornalistas trabalharam em cima do joelho

viário entre a rua da Sé e o Largo de D. José” e algumas obras que ainda vai inaugurar até final de mandato, “dentro em breve estará pronto o Centro de Interpretação do Jardim do Paço e o Centro de Cultura Contemporânea”.

Com uma sala totalmente remodelada, e diga-se em abono da verdade muito bonita, onde sobressaem as obras de Manuel Cargaleiro, os jornalistas foram esquecidos. Na sessão comemorativa do dia da cidade,

os profissionais da Comunicação Social tiveram que trabalhar literalmente com gravadores, máquinas e blocos em cima do joelho. Fica a esperança que nas próximas sessões as condições sejam outras. ■

“O Novo ciclo… no qual estou empenhado já começou” Joaquim Morão A pouco mais de meio ano de terminar o mandato, o autarca diz-se ciente de ter cumprido o seu dever, “pelo trabalho que fizemos, pelo património que construímos, pela excelente situação finan-

ceira em que deixamos a câmara”. E com os olhos postos no futuro, o autarca fala do novo ciclo que já começou, “em cujo sucesso acredito e, mais do que isso, no qual estou empenhado” afirmou. Para o Partido Socialista, representado pelo deputado Joaquim Martins, a situação de crise vivida em Portugal inviabiliza a comemoração do dia em festa, mas, “não impede a celebração”. E para Joaquim Martins a cidade tem razões para comemorar, “apesar da idade está mais jovem, mais sedutora, continua a crescer, apesar da oposição do Governo. Digo oposição pois, na verda-

de este governo nada nos deu e privou a cidade e a região de vários projetos” e lembrou a barragem do Alvito, Cadeia Regional e a remodelação da Escola Secundária Nun’Alvares. Joana Megre, felicitou em nome da bancada do PSD o autarca Joaquim Morão, que pela última vez representou a autarquia nas comemorações da cidade. A deputada lembra que Castelo Branco é hoje uma cidade com boa qualidade de vida, dotada de infraestruturas aos mais diversos níveis, “que se numa primeira análise parecem essenciais, só o tempo demostrará se estão ajustadas às reais necessidades dos

albicastrenses”. Para a deputada Social-Democrata, “a nova realidade económica, financeira e social seguramente exige novas abordagens politicas. Os nossos concidadãos mais desfavorecidos devem ser a prioridade das politicas desta cidade”. João Salavessa do CDS-PP, diz que os desafios futuros de Castelo Branco coincidem com os da própria nação, “a necessidade de garantir a subsistência local no contexto de globalização é de primordial importância e a não concretização deste objetivo comprometerá o bem estar e futuro da população”. “É preciso evitar a todo o custo a transformação de Castelo Branco, numa ilha urbana no seio de um vasto território rural decadente” afirmou o deputado centrista. O futuro da cidade passa, segundo João Salavessa, pela afirmação da cidade pela diferença, “tornando-se uma cidade atrativa e inclusiva”. O deputado do Bloco de Esquerda, Luís Barroso, criticou o facto de as comemorações, “passarem ao lado da grande maioria dos albicastrenses” e considera que a cidade tem que escolher os Albicastrenses como a sua prioridade. “Castelo Branco expulsou a sua população para a periferia, deixou o centro deserto e com um centro deserto é uma cidade morta” afirmou Luís Barroso. As comemorações do dia da cidade incluíram ainda a inauguração do edifício dos Serviços Municipalizados (ver página 12) e um espetáculo musical à noite no Cine-Teatro Avenida. ■


· 14· Proença-a-Nova

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

I Meeting

Ajudar na instalação do município de Ainara

Escola de natação em clima competitivo POR PAULO JORGE MARQUES

organizados em diferentes escalões, tendo em conta o ano de nascimento, sendo as características das provas adaptadas às idades. Os mais pequenos nadadores, a partir dos 5 anos, completaram a piscina em crawl e costas. Os restantes estilos foram introduzidos para os participantes mais velhos, aumentando também a exigência ao nível das distâncias percorridas.

A piscina municipal de Proença-a-Nova encheu-se de público para assistir, na sexta-feira passada, ao I Meeting da escola de natação. Depois de vários anos de atividades e apresentações aos pais, o encontro estreou os alunos no clima de competição, sempre com o convívio como objetivo principal. Os participantes foram

A diversão foi a palavra de ordem destacada pela equipa de Desporto do município que organizou a prova e, nas boas-vindas iniciais, agradeceu a adesão dos alunos e das famílias. Na subida ao pódio, alguns nadadores de palmo e meio mostraram-se surpreendidos com as medalhas e foi visível o incentivo que a iniciativa deu para uma prática desportiva regular. ■

Participação de 17 atletas

Torneio do calendário oficial de provas da Federação Portuguesa de Ténis POR PAULO JORGE MARQUES

Proença-a-Nova recebeu nos dias 16 e 21 de março o primeiro torneio oficial de ténis “Open Sénior Proença-a-Nova”, promovido pela Zonameeting, com o apoio da autarquia local e do Riba Clube. O torneio, inscrito no calendário oficial de provas da Federação Portuguesa de Ténis no escalão de sénior, que teve como diretor e juiz árbitro, João Ramalho e Nuno Pissarra respetivamente, contou com a participação de 17 atletas

em representação da Zonameeting (6 tenistas da Escola de Ténis de Proença-a-Nova), Riba Clube e Clube de Campo da Covihã. A competição, desenvolvida nas variantes de singulares, masculinos e femininos, e de pares masculinos, após de ter sido interrompida no dia 16 de março, devido às condições atmosféricas adversas, foi concluída no dia 21. Na variante de singulares masculinos, Paulo Martins, do Clube de Campo da Covilhã, depois de ter vencido Pedro Ramalho,

do Riba Clube, pelos parciais de 6/3 6/3, defrontou na final Rodrigo Ramalho, atleta de 15 anos do Riba Clube, que na sua meia final derrotou José António Martins, do Clube de Campo da Covilhã, em dois sets com os resultados de 6/1 e 6/2. Na final, em que o público teve a oportunidade de assistir a pontos extremamente bem disputados, a experiência competitiva de Paulo Martins marcou a diferença com a variação de jogo que apresentou, tendo este atleta do Clube de

Campo da Covilhã vencido pelos parciais 6/1 6/2. Na variante de singulares femininos, prova que neste escalão não se realizava no distrito de Castelo Branco há vários anos, Francisca Castelo Branco, tenista do Clube de Campo da Covilhã, venceu no derradeiro encontro a jogadora Ana Catarina Barroso, do Riba Clube, pelos parciais de 6/3 e 6/1, alcançando assim o primeiro lugar do torneio. Para além do excelente segundo lugar alcançado pela Ana Catarina, realça-se a prestação das

Total de 34 equipas

No CCVFloresta

POR PAULO JORGE MARQUES

POR PAULO JORGE MARQUES

Às 10h35 a impaciência começava a tomar conta dos alunos do 4º ano que iam participar pela primeira vez na estafeta escolar entre Sobreira Formosa e Proença-a-Nova. “Falta quanto tempo? Quando é que nos dão o testemunho?” Ano após ano a estafeta conquista o entusiasmo das escolas – Agrupamento de Proença-a-Nova e Instituto de São Tiago – e à oitava edição foi atingido um novo recorde de participação, com um total de 34 equipas. “Façam por se divertir. Claro que todos estão aqui para dar o seu melhor, mas acima de tudo divirtam-se”, desafiava minutos antes do arranque um dos professores envolvidos na organização conjunta do Município e das escolas, num pequeno

Perante duas sessões de formação esgotadas num fim de semana, o trocadilho feito por Rui Apolinário é inevitável: “O interesse pelo tema cresce como cogumelos”. O tema é a produção caseira de cogumelos, recorrendo a técnicas simples e materiais como borra do café, casca de cereais ou serradura. No fim de semana, cerca de 40 formandos aprenderam os cuidados a ter na esterilização dos materiais, para que a inoculação se desenvolva corretamente, assim como as condições de temperatura e humidade necessárias. Sócios na empresa Gumelo, João Cavaleiro e Rui Apolinário iniciaram-se há pouco no mundo da formação. As primeiras experiências foram feitas com as escolas, com o objetivo

VIII estafeta com recorde de equipas

briefing para sublinhar as regras de segurança para a prova. Realizada no último dia antes da interrupção letiva da Páscoa, na sexta-feira passada, a estafeta é um dos principais momentos de intercâmbio entre as várias escolas e níveis de ensino. Por volta das 10h40, o presidente da Câmara, João Paulo Catarino, a diretora do Instituto de São Tiago, Francelina Sousa, e o vereador João Manso deram ordem de partida às equipas do 1º e 2º ciclos, que saíram com alguns mi-

nutos de avanço. Seguiram-se os restantes dois escalões – 3º ciclo e secundário. O trajeto Sobreira-Proença foi dividido, como habitualmente, em dez troços de cerca de um quilómetro cada. As crianças dos jardins-de-infância e os utentes dos lares de terceira idade de Sobreira Formosa e Proença-a-Nova já se tornaram público habitual da corrida e mais uma vez marcaram presença nas primeiras etapas e na penúltima antes da chegada à meta, junto aos Bombeiros Voluntários. ■

atletas de Proença-a-Nova, Margarida Bairrada e Diana Xavier que, apesar de ser a sua primeira participação num torneio oficial da modalidade, apresentaram um ténis de boa qualidade, alcançando as mesmas, o terceiro e quarto lugar respetivamente. Na variante de pares masculinos, a final foi disputada por quatro atletas do Riba Clube. Depois de dois sets bem disputados, com os resultados de 6/7 (8/6) e 6/3, a dupla constituída por Eduardo Rodrigues e Mi-

guel Antunes venceu, num super tie-break, os dois irmãos Pedro Ramalho e Rodrigo Ramalho, por 11/9. No ambiente característico dum torneio que, para além da discussão do prémio, está em causa a obtenção de pontos que permite uma melhor classificação no ranking nacional do escalão, destaca-se o clima bastante positivo e agradável que se estabeleceu entre os jogadores, diretor e juiz árbitro da prova, o que em muito contribuiu para o sucesso do torneio. ■

Interesse por cogumelos esgota formações de “habituar desde início as crianças a terem uma alimentação saudável”. As duas sessões do último fim de semana, no Centro Ciência Viva da Floresta, iniciam uma nova etapa no envolvimento do público em geral. Costuma dizer-se que o segredo é a alma do negócio e nas formações não faltaram perguntas sobre a receita do sucesso da Gumelo, que vende kits de produção de cogumelo com substrato constituído exclusivamente por borra de café. “Há segredos que não revelamos”, admite Rui Apolinário. “Ensinamos métodos simples e caseiros, mas a escala a que produzimos é mais difícil e exige algumas ferramentas.” Para chegar à fórmula do EcoGumelo, foram necessários demorados testes, iniciados por João Cavalei-

Oleiros · 15·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

ro em 2009. Desde então a equipa – que inclui ainda Tiago Marques – tem recebido muitas solicitações de pessoas interessadas em iniciar atividade. “O nosso intuito é no futuro dar esse apoio”, explica Rui Apolinário. “O objetivo não é só vender o produto, mas criar uma cultura e uma comunidade à volta dos cogumelos.” Além de esgotarem rapidamente as inscrições, os formandos constituíram um grupo heterogéneo que surpreendeu os formadores. A par de uma abordagem teórica sobre as técnicas e materiais a usar, a oficina contemplou uma vertente prática, em que os alunos experimentaram a misturar o substrato, recebendo “spawn” (branco de cogumelo) para testarem sozinhos o início da produção. ■

Oleiros ajuda Timor Leste POR PAULO JORGE MARQUES

A Câmara Municipal de Oleiros, juntamente com mais 26 autarquias do país estiveram na embaixada de Timor, em Lisboa, onde assinaram um protocolo de colaboração com vista a reforçar a amizade entre todos e delinear programas de cooperação, embora o objetivo principal, em Timor. As trocas económicas e educativas também serão consideradas. Vila Velha e Castelo Branco também integram este protocolo. Por exemplo, a Câ-

ações de natureza formativa e estágios. Este acordo de colaboração assinado tem a duração de dois anos, prorrogável por mais tempo. Refira-se que em Timor vai haver eleições em três distritos. Assim, pretendem colaboração entre as câmaras portuguesas porque estão a instalar os órgãos políticos. Na assinatura do protocolo esteve presente o secretario de Estado da Administração Local e o secretário de Estado da Descentralização Administrativa timorense. ■

mara de Oleiros, quanto à ajuda na criação do município de Ainara, vai proceder à formação dos trabalhadores com programas de estágios, fornecimento de ajuda a projetos municipais e apoiar e financiar projetos locais. O município de Ainara colaborará com Oleiros dentro das suas possibilidades. Haverá encontros para a discussão de possíveis parcerias. Oleiros poderá depois enviar alguns funcionários a Timor para que prestem apoio a Ainara na instalação deste município. Está previsto a realização de

Esteve presente o próprio autor

Lançamento da obra “A Descoberta Cristã do Tibete”, em Oleiros POR PAULO JORGE MARQUES

O Município de Oleiros e a editora Modocromia lançaram o livro do autor norte-americano Joseph C. Abdo "A DESCOBERTA CRISTÃ DO TIBETE", em Oleiros, terra natal do padre jesuíta António de Andrade. A obra é publicada em Língua Portuguesa pela editora Modocromia e na ocasião do seu lançamento, o qual relatou o estudo que fez sobre os vários séculos em que muitos missionários fizeram o seu caminho para

tura portuguesa tendo sido um colaborador regular de várias revistas em Portugal e no estrangeiro. É autor de obras como: “Tam Tours of Lisbon”, onde descreve os locais de interesse que se encontram ao longo das rotas dos centenários elétricos de Lisboa; “No Limiar da História”, história da família americana Dabney de Boston que viveu nos Açores no sec. XIX; “The Quiet Radical”, biografia de Samuel Longfellow, tutor das crianças Dabney, e irmão mais novo de um importante poeta america-

Leste, atingindo o apogeu na era das explorações portuguesas, no século XV, em que os descobridores viajavam acompanhados pelos missionários jesuítas. O livro dá um grande destaque à surpreendente história do padre jesuíta oleirense António de Andrade, o qual foi até aos Himalaias e daí para o Tibete, local onde fundou uma missão em 1625. O autor do livro, Joseph Abdo, é um americano que viveu em Portugal durante muitos anos. Aqui desenvolveu um grande interesse pela história e cul-

As obras custam 23 mil e 720 euro

Junta de Freguesia do Sobral vai ser requalificada POR PAULO JORGE MARQUES

A sede da junta de Freguesia do Sobral está degradada, pois já possui alguns anos. O Gabinete Técnico da Câmara de Oleiros já elaborou um orçamento de requalificação. As obras custam 23 mil e 720 euros. Os trabalhos serão da responsabilidade da Junta, mas acompanhadas pela Câmara. O embelezamento e apetrechamento do interior da Estalagem de Santa Margarida vai custar 10 mil e 300 euros. O Grupo de Ciclotu-

rismo do Vale do Tejo veio pedir a colaboração da

Câmara de Oleiros, uma vez que tem prevista uma

prova que vai passar pelo concelho de Oleiros, pela segunda vez. Aquele clube pede que a Câmara de Oleiros providencie diversos aspetos, desde a receção às entidades da prova, disponibilizar o pavilhão gimnodesportivo para banho dos ciclistas e entrega de lembranças do município a cada um deles. Trata-se de um grupo de 60 pessoas, que passam por Oleiros a caminho do Fundão. A biblioteca de Oleiros vai comprar livros e filmes. Vão ser gastos 120 euros em livros de dvd’s. ■

no, Henry Wadsworth Longfellow. Samuel foi influente nos movimentos sociais e religiosos mais radicais da América durante século XIX. Joe Abdo vive atualmente nos Estados, onde escreveu Mary, um guião para um filme de curta-metragem com estreia marcada para breve, o qual aborda a história de uma escrava que foi libertada e posta como espiã na casa de Jefferson Davis, presidente dos Estados do Sul durante a guerra civil americana. Tem estreia marcada para meados de 2013. ■

Oleiros coopera com Tarrafal POR PAULO JORGE MARQUES

O presidente da Câmara do Tarrafal esteve em Oleiros de visita aos alunos que ali estudam. Numa carta enviada ao município agradeceu os apoios disponibilizados pelo município, desde a alimentação e o alojamento

dos estudantes. Agradeceu a colaboração com o concelho do Tarrafal. Mostrou abertura para prosseguir a cooperação. Refira-se que o concelho do Tarrafal está em fase de instalação. Estão a apetrechar a biblioteca no centro da cidade. Pretendem livros e outro material. ■


· 16· Sertã

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

POR PAULO JORGE MARQUES

Extensão de 1 km

Troço de estrada na Cruz do Fundão quase intransitável

Desorientou-se e perdeu-se na mata

Homem passou uma semana no carro atolado na lama POR PAULO JORGE MARQUES

O homem que tinha desaparecido na zona da Sertã, devido a ter-se enganado na estrada, uma vez que pretendia dirigir-se a Ferreira de Zêzere, já apareceu são e salvo. Esteve uma semana dentro da viatura, num eucaliptal junto a Vilar da Carga. O carro estava atolado na lama e

foi preciso puxá-lo. O homem perdeu-se, ligou à família dizendo que estava algures num eucaliptal na Sertã, mas ficou sem bateria no telemóvel, as buscas começaram, mas foi o próprio homem a procurar socorro uma semana depois. Bastante debilitado e fraco, durante este tempo apenas bebia regularmente uma golada de vinho, mas

“pouco de cada vez” para poupar. Quando saiu do carro, para pedir socorro avistou dois cães e um homem, o pastor Álvaro Figueiredo que de imediato contatou a família em Ferreira de Zêzere. Para o local seguiu uma ambulância, sendo levado para o centro de saúde da Sertã para observação.

A população de Vilar da Carga estranha porque é que o homem ficou uma semana dentro do carro sem pedir auxílio. “Qualquer pessoa, logo que o carro atolava e ficava sem bateria no telemóvel, saia pela mata a pedir socorro, ate encontrar alguém, pois há pois há por ali muitas localidades”, realça um habitante. ■

Na Casa da Cultura

Grupos Corais reuniram na Sertã

O troço da estrada nacional entre a Cruz do Fundão e o nó da nova estrada Oleiros-Sertã, junto à serração de Allcino Castanheira, numa extensão de 1 km, está muito degradado, com buracos no asfalto, piso levantado e pequenas pedras. Tal deve-se à chuva e à passagem dos camiões e maquinas que laboram na construção da nova via. Uma vez que o tráfego também se processar por ali, contribuiu para esta situação. Os residen-

tes foram mesmo obrigados a reparar pedaços da via, tapando buracos e retirando pedras de gravilha solta. Relembre-se que a nova estrada entre Sertã e Oleiros já esta aberta ao trânsito, mas falta concluir o troço do Troviscal, o que vai acontecer em Abril. Com uma extensão de dois quilómetros, este troço tem dois viadutos, o que tem atrasado as obras a levar a cabo por uma empresa espanhola. ■

16 de Abril

Workshop "Sertã e o Património Natural" Irá decorrer no próximo dia 16 de Abril, pelas 9:30, na Casa da Cultura e Espetáculos da Sertã, o Workshop "Sertã e o Património Natural", inserido na Prova de Aptidão Profissional dos alunos Auria Trigueiros e Aylton Carvalho, do Curso Profissional Técnico de Turismo Ambiental e Rural da Escola Tecnológica e Profissional da Sertã. O encontro visa salientar aspectos preponderantes como a conservação e preservação da natureza, sendo apresentado neste

colóquio um conjunto de iniciativas de boas práticas implementadas um pouco por todo o país, com especial enfâse no campo da fauna, da flora e da geologia. Pelo periodo da tarde, será realizado um percurso pedestre em Pedrogão Pequeno, onde as pessoas que se queiram inscrever poderão escolher uma abordagem no campo da interpretação do património geológico, do património natural (fauna e flora) e o património cultural. ■

Vila de Rei · 17·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Enorme adesão de visitantes

Festival Gastronómico do Bacalhau e do Azeite arranca em grande em Vila de Rei POR PAULO JORGE MARQUES

O primeiro fim-de-semana do VI Festival Gastronómico do Bacalhau e do Azeite foi marcado por uma enorme adesão de visitantes aos restaurantes Vilarregenses aderentes. O certame, que irá decorrer até ao dia 24 de Março nos restaurantes Albergaria D. Dinis, Churrasqueira Central, O Cantinho do Petisco, O Cobra e O Paraíso do Zêzere, continua assim a colocar em destaque as melhores iguarias confeccionadas com Bacalhau e Azeite.

O Grupo de Concertinas da Casa do Benfica de Vila de Rei e a Villa d’el Rei Tuna oferecem também o seu contributo na realização do Festival, prometen-

do muita animação com as suas actuações durante o período da hora de almoço nos fins-de-semana. Os restaurantes aderentes manifestaram o seu

contentamento pela “muito boa adesão de clientes que vinham, essencialmente, experimentar os mais variados pratos de bacalhau.” ■

POR PAULO JORGE MARQUES

Aquisição de 27 equipamentos de proteção individual

No passado dia 16 de março, a Casa da Cultura da Sertã acolheu o concerto “Grupo Coral do Sertanense & Amigos”. Este evento representou o culminar do Encontro Internacional de Grupos Corais que decorreu na Sertã nos dias 15 e 16 de março, que incluiu um Seminário sobre Música Tradicional Portuguesa e um concerto onde foram interpretadas várias canções tradicionais europeias. O Encontro reuniu na Sertã representantes dos vários parceiros do Grupo Coral do Sertanense nesta iniciativa, designadamente o Coro Armonia Onesti (Roménia), Coro Local de Okehampton (Reino Unido), Coro Diapason de Montemurlo (Itália), Coro Madrigalchor Weimar,

Autarquia apoia candidatura para aquisição de equipamento para Bombeiros POR PAULO JORGE MARQUES

(Alemanha) e Coral Canticum Novum (Espanha). Segundo Paulo Farinha, Presidente do Sertanense, “o Grupo Coral do Sertanense representa o expoente máximo da vertente cultural do Sertanense Futebol Clube, contribuindo para elevar bem alto o nome do Clube e da Região”. O Presidente da Câmara Municipal da Sertã, José

Farinha Nunes, por seu lado, enalteceu o Projeto, que considerou “muito interessante, quer a nível cultural quer a nível pessoal”, aproveitando para “dar os parabéns aos mentores da iniciativa, esperando que aproveitem as oportunidades criadas pelo Projeto, certamente muito enriquecedoras para todos os participantes”. Fruto da aprovação

da candidatura do Sertanense Futebol Clube, em Setembro de 2011, ao Projeto Comunitário TESST - “Traditional European Songs Singing Together”, o Grupo Coral do Sertanense é o representante português nesta parceria GRUNDTVIG no âmbito do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida PROALV, financiado pela Comissão Europeia. ■

Sertã comemora Dia Mundial da Água

Exposição alusiva ao Sistema de Abastecimento de Água do Cabril POR PAULO JORGE MARQUES

A 22 de março assinala-se o Dia Mundial da Água. Consciente da importância daquele recurso cada vez mais escasso e essencial à vida, o Município da Sertã assinalou aquela efeméride com uma pequena exposição alusiva ao Sistema de Abastecimento de Água do Cabril. Trata-se de uma expo-

sição cedida pela empresa Águas do Centro alusiva a um dos principais sistemas do Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e Saneamento de Raia, Zêzere e Nabão, que serve cerca de 20% da população residente na sua área de abrangência, tendo capacidade de abastecer uma população de 51.710 habitantes. Aquele sistema foi

criado em junho de 2001 com o objetivo de desenvolver uma solução integrada para o abastecimento de água e para o saneamento de águas da região. É composto por uma captação na Albufeira do Cabril, uma Estação de Tratamento de Água (ETA), 10 Reservatórios, 16 estações elevatórias e 178Km de extensão de condutas adutoras. ■

A Câmara Municipal de Vila de Rei apoia a candidatura, realizada através da CIMPIS – Comunidade Intermunicipal do Pinhal Interior Sul, ao programa POVT – Programa Opera-

cional Temático - Valorização do Território. A candidatura prevê a aquisição de 27 equipamentos de protecção individual para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila de Rei, composto por capace-

te, cogula, dolmen, luvas, calças e botas. Ricardo Aires, Vice-Presidente da Autarquia e responsável pelo pelouro da Protecção Civil, adianta que “através desta iniciativa, a Autarquia de Vila de Rei continua a

fornecer o melhor apoio possível à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Concelho, ajudando-a a dispor dos melhores meios para a sua importante e notável missão de protecção de pessoas e bens.” ■

Jovens Vilarregenses celebram Dia Mundial da Árvore e Floresta

tarquia, Ricardo Aires. Pela tarde, já na Biblioteca Municipal, os jovens participaram na actividade “Os Últimos Anos das Comemorações do Dia da Árvore no Concelho”, construindo uma árvore gigante em esferovite, onde colocaram fotografias alusivas a esta comemoração em anos anteriores.

Biblioteca Municipal recebe Sarau Cultural A Biblioteca Municipal José Cardoso Pires recebeu, no final da tarde do dia 14 de Março, o Sarau Cultural, que, uma vez mais, marcou o início das actividades lúdicas e pedagógicas do final do período lectivo. A iniciativa, organizada por uma parceria entre o Município de Vila de Rei e o Agrupamento de Escolas, pretendeu proporcionar a alunos, agentes educativos e encarregados de educação um final de tarde recheado de momentos de música, teatro e poesia. Presente na iniciativa,

o Vice-Presidente da Autarquia e responsável pelo pelouro da Educação, Ricardo Aires, salientou que “a Biblioteca Municipal José Cardoso Pires encontra-se sempre de braços abertos para receber este tipo de iniciativas cujo objectivo é, através de demonstrações musicais, teatrais ou relacionadas com as letras ou as artes plásticas, estimular os alunos em variadas vertentes educativas, através de uma tarde animada de convívio entre estudantes, professores e encarregados de educação.” ■

Exposição de trabalhos do Concurso de Pintura e Desenho no Museu Municipal O Museu Municipal de Vila de Rei vai receber, entre os dias 22 de Março e 30 de Abril, a exposição das obras participantes na sexta edição do Concurso de Pintura e Desenho Padre João Maia. A iniciativa, este ano subordinada ao tema

A Biblioteca Municipal José Cardoso Pires recebeu, na tarde de 21 de Março, os jovens participantes nas Férias Desportivas da Páscoa e os utentes do Lar da Santa Casa da Misericórdia de Vila de Rei, Casa do Idoso, Centro de Acolhimento de São João do Peso e do Centro de Dia “Família Dias Cardoso” para as celebrações do Dia Mundial da Poesia. A iniciativa contou

POR PAULO JORGE MARQUES

Já no Museu, realizou-se uma demonstração dos Sapadores Florestais e o Jogo “Glória da Reciclagem”, promovido pela Valnor. As actividades da manhã terminaram com a plantação de três árvores no espaço anexo ao Museu da Geodesia, numa acção que contou com a presença do Vice-Presidente da Au-

Atividades lúdicas e pedagógicas

“Rota dos Elementos: A Água – Fontes de Mergulho e Moinhos”, tem como objectivo incentivar e premiar a criatividade e a arte na área da pintura e do desenho, ao mesmo tempo que divulga e promove o Concelho de Vila de Rei. ■

Dia Mundial da Poesia junta jovens e idosos

No dia 21 de março

Os jovens Vilarregenses das Férias Desportivas da Páscoa celebraram, no dia 21 de Março, os Dias Mundiais da Árvore e da Floresta, numa iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Vila de Rei. Durante todo o dia, os jovens realizararam actividades relacionadas com temas ambientais, começando com um Passeio Pedestre entre a Biblioteca Municipal e o Museu da Geodesia, em que, durante o percurso, foram abordados diversos temas relacionados com o Dia da Árvore e da Floresta, caracterizando também as diversas espécies de flora existentes ao longo do trajecto.

POR PAULO JORGE MARQUES

A iniciativa terminou com a plantação de outras três árvores no pátio da Biblioteca Municipal José Cardoso Pires. A iniciativa foi do agrado de todos os jovens participantes que, através de diversas actividades lúdicas, foram sensibilizados para a importância de matérias a nível ambiental. ■

com a partilha de poesias entre os jovens e os idosos, sendo recitados diversos poemas e quadras relacionados com as temáticas da Primavera. Graças à realização desta actividade intergeracional, todos os participantes saíram satisfeitos com a troca de experiências e convívio que existiu entre os mais jovens e os utentes dos Lares de Vila de Rei. ■

Programa Bandeira Azul 2013 A Câmara Municipal de Vila de Rei vai candidatar a praia fluvial do Pego das Cancelas e a zona balnear de Fernandaires ao programa Bandeira Azul 2013-plano de atividades de educação ambiental. Um dos critérios imperativos específicos de atribui-

ção da bandeira é a realização de pelo menos seis meses de atividades de educação ambiental. Estas devem ser distribuídas por quatro grupos sensibilidade ambiental. Que exige o mínimo de pelo menos uma atividade em seis. ■


· 18· Desporto POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Futsal |Campeonato Nacional 3ª Divisão - Série C Alhadense 1 - Boa Esperança 2

Vitória na casa do líder Nesta sua difícil deslocação ao reduto do líder do campeonato, a equipa da Boa Esperança alcançou uma preciosa vitória, que certamente lhe permite acalentar, uma maior motivação para os jogos que se aproximam, dado que agora ocupa o 5º lugar a cinco pontos do atual comandante da série, Elétrico da Ponte Sor. No jogo do passado sábado, os albicastrenses estiveram a

perder por 1-0, resultado que se registava ao intervalo. No entanto, na segunda parte, com uma exibição de gala, a Boa Esperança dominou o adversário, apontando dois golos, o último nos momentos finais da partida. A próxima jornada prossegue no dia 30 de março, com a formação de Castelo Branco a receber no seu pavilhão pelas 17 horas, a equipa do Achete. ■

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

Escuderia Castelo Branco

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

sobretudo do agrupamento João Roiz de Castelo Branco / Associação de pais, para além da atividade desportiva integraram também várias palestras relativas á educação, saúde e inerentes assuntos importantes para a sua formação. Estas palestras incluem-se

Agentes da Academia de Judo em alta

Enduro Cross em Tinalhas

assistirem a este espetáculo de motos, FMX Spirit, Team traz, freestyle e motocross. Os prémios são POR JOSÉ MANUEL R. ALVES aliciantes, com o primeiro, segundo e terceiro classifiO Indústria Futebol cados a receberem prémios Clube Cebolense (IFCC) aliciantes. ■ realizou, no dia 17 de março, a terceira edição do seu Passeio BTT. Apesar da chuva que se fazia seja mais um evento em sentir, estiveram presentes que o convívio e a amizade cerca de 105 participantes, sejam o momento mais alto entre os quais atletas de deste torneio, como vem equipas nacionais consasendo tradição na nossa gradas. A organização ticoletividade", acredita Jo- nha à disposição dos paraquim Neto, presidente da ticipantes dois percursos: direção da Associação do 35 e 65 quilómetros, respeValongo. ■ tivamente, que percorriam

Da esquerda para a direita: João, Nuno e Jorge

Maior, representantes dos arbitros e treinadores da Zona Centro Sul (Distritos de C.Branco, Portalegre e Evora ), tendo assim lugar efetivo na Assembleia Ge-

ral da Federação Portuguesa de Judo. Jorge Fernandes, Manuel Almeida (Ac.Judo C.Branco) e José Melo (Vt.S.Ant.Covilhã) partici-

param na Ação de Formação de Treinadores de Judo conforme estabelecido no Calendário Nacional para 2013. A Federação Portuguesa de Judo organizou esta ação em Coimbra. Os temas desta Formação integraram os seguintes aspetos: 1. Novas regras de competição; 2.Análise dos testes de capacidades físicas; 3. Análise das Competências Psicológicas; 4.Apresentação dos Planos de Cadetes e Juniores; e ainda 5. Aplicação informática de Gestão Desportiva -Inscrições e Revalidações de federados pelos Clubes. ■

Indústria Futebol Clube Cebolense realiza BTT

Torneio de Sueca no Valongo A Associação Recreativa e Cultural do Bairro do Valongo promove, no próximo dia 7 de abril, pelas 9 horas, no Polidesportivo da coletividade, o Torneio de Sueca - 2013, com a presença de vários participantes da região. "Esperamos que

no programa do Estágio de Judo realizado na Academia também nas férias da Páscoa. As atividades de tempos livres realizadas pelas várias escolas ficaram assim mais enriquecidas com o contributo da Academia de Judo Ginásio de Castelo Branco. ■

Participação bastante elevada

os trilhos das freguesias de Cebolais de Cima e arre-

dores. A direção do IFCC

ficou bastante agradada com os comentários que os participantes foram proferindo à medida que chegavam à zona de meta, pois a opinião generalizada era que se tinha tratado de um evento de elevada qualidade. Simultaneamente também foi realizado um Passeio Pedestre, de aproximadamente 10 km, em que participaram cerca de duas dezenas de praticantes das mais variadas idades. ■

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

A seleção da Associação de Futebol de Porto conquistou na passada sexta-feira, o Torneio Interassociações de Futebol 7 Feminino Sub-16, ao vencer a sua congénere de Braga. Recorde-se que durante quatro dias, a cidade albicastrense foi a capital do futebol feminino de Portugal, reunindo neste torneio 250 atletas prove-

Classificação final da prova: 1.º Porto 2.º Braga 3.º Leiria 4.º Lisboa 5.º Santarém 6.º Coimbra 7.º Vila Real 8.º Viseu 9.º Setúbal 10.º Aveiro 11.º Évora 12.º Viana do Castelo 13.º Beja 14.º Algarve 15.º Bragança 16.º Castelo Branco 17.º Guarda 18.º Madeira

nientes dos 18 distritos do país, englobando 40 jogos nos vários pisos sintéticos do Parque Urbano da Zona de Lazer, número considerado bastante importante para o desenvolvimento do futebol feminino em Portugal. "Este torneio foi um sucesso, provando que a política de descentralização de eventos desta natureza, está correta. Temos uma projeto de desenvolvimento para a modalidade feminina no nosso país", anunciou Hermínio Loureiro, vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, durante o jantar de honra para as delegações das seleções. "Pela sua excelente organização, temos que tecer os mais rasgados elogios à Associação de Futebol de Castelo Branco, nomeadamente ao seu presidente, que foi exímio na arte de bem receber, deixando a todos os participantes, a melhor imagem possível", acrescentou o responsável. Afinando pelo mesmo diapasão, Manuel Candeias, presidente da

16ª Jornada - 10/3/2013

Águias Moradal 5 - 0 At. do Campo Alcains 1 - 1 Belmonte Estação 4 - 1 Teixosense Pedrógão 0 - 3 Proença-a-Nova V.V. Ródão 0 - 1 Oleiros Jgs 1 Águias Moradal 16 2 Alcains 16 3 Belmonte 16 4 Estação 16 5 Atalaia do Campo 16 6 Oleiros 16 7 Proença-a-Nova 16 8 Teixosense 16 9 Vila Velha Ródão 16 10 Pedrógão 16

Pts 39 37 27 26 26 23 22 12 6 5

17ª Jornada - 7/4/2013

At. do Campo - Alcains Estação - Pedrógão Oleiros - Águias Moradal Proença-a-Nova - V.V. Ródão Teixosense - Belmonte Campeonato Nacional da 2ª divisão - Zona Centro 25ª Jornada - 24/3/2013

Foto: FPF

férias da Páscoa foram preenchidas com grande atividade, cujos alunos das várias escolas usufruíram das instalações, equipamentos e da equipa técnica sempre à disposição. Sem qualquer custo para as instituições que visitaram a Academia, os alunos das escolas e

Campeonato Distrital

Torneio Interassociações Futebol Feminino

Seleção de Castelo Branco com bom desempenho

Associação de Futebol de Castelo Branco (AFCB), manifestou a sua enorme satisfação pela forma como esta prova decorreu, realçando a importância destes eventos para o interior do país, que contou com o apoio da autarquia local. "Estamos bastante satisfeitos, e provamos que temos capacidade aos mais variados níveis para a realização de mais torneios

federativos. Sinto-me feliz, por saber que todos aqueles que estiveram nestes dias na nossa cidade, partem com a certeza da nossa hospitalidade", reiterou o dirigente. O objetivo desta competição foi promover o futebol feminino e contribuir para o seu crescimento no nosso país, dando com este torneio uma oportunidade a jogadoras mais jovens de

aumentarem os seus níveis competitivos e terem uma experiência enriquecedora, não só em termos desportivos como humanos. Paralelamente ao Torneio tiveram lugar duas ações de formação, para dirigentes e treinador, que visaram enriquecer os diversos públicos que contribuem diariamente para o trabalho da Formação no futebol nacional. ■

Ac. Viseu 3 - 0 Cinfães Anadia 0 - 2 Sp. Bustelo Cesarense 2 - 1 Sousense Lusitânia 0 - 3 Pampilhosa Operário 2 - 0 Benfica C.B. S. João Ver 1 - 1 Tourizense Sp. Espinho 3 - 1 AD Nogueirense Tocha 1 - 1 Coimbrões 1 Cinfães 2 Ac. Viseu 3 Sp. Espinho 4 Pampilhosa 5 Operário 6 Benfica C.B. 7 Sousense 8 S. João Ver 9 Anadia 10 Coimbrões 11 AD Nogueirense 12 Tourizense 13 Cesarense 14 Sp. Bustelo 15 Lusitânia 16 Tocha

Jgs 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25

Pts 48 47 44 42 40 36 36 33 33 33 31 28 28 25 20 14

26ª Jornada - 31/3/2013

Biqueira continua à frente do Núcleo Sportinguista de Castelo Branco

Campeonato Nacional 2ª Divisão Zona Centro

Operário dos Açores - 2 Benfica e Castelo Branco - 0

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

Biqueira continua a presidir Núcleo Sportinguista, Morão assume Assembleia Geral

POR JOSÉ MANUEL R. ALVES

José Biqueira, continua à frente dos destinos do Núcleo Sportinguista de Castelo Branco (NSCB), após as eleições que, decorreram, na passada sexta-feira na sede do núcleo, conseguindo alcançar 198 votos contra 76, da lista concorrente, liderada por José Mocito. O presidente reeleito, promete continuar neste seu quarto mandato, a desenvolver o trabalho efe-

tuado ao longo dos anos, nomeadamente as várias atividades, como o futsal, basquetebol e a incentivar mais eventos, para que a cidade se possa vestir de verde e branco. Também o departamento das mulheres sportinguistas continua a merecer todo o apoio do dirigente, prometendo a realização do tradicional jantar, considerando ser um evento "único" a nível nacional. Por outro lado, José

Fotomontagem

A Academia de Judo Ginásio de Castelo Branco ao longo dos anos tem sido uma parceira ativa com muitas instituições, cujo objetivo principal tem sido a promoção culvidas no treino de Karaté, de tural e desportiva. forma a serem trabalhadas no Mais uma vez estas sentido da prevenção de situações de conflito. A aplicação do novo Programa Nacional de Formação de Treinadores POR JOSÉ MANUEL R. ALVES (PNFT) trás novas exigênJorge Fernandes treinacias relativamente à robustez da Formação Contínua de dor da Academia de Judo Treinadores. É cientes des- Castelo Branco entre outa responsabilidade que a tros clubes e Diretor TécniFederação Nacional de Ka- co da Associação Distrital raté-Portugal (FNK-P), em de Judo de Castelo Branco, conjunto com a Associação integra a direção da AssoNacional de Treinadores de ciação Nacional de TreinaKaraté (ANTK) tem vindo dores de Judo. A eleição foi a construir o denominado realizada em Coimbra, senQuadro de Referência para a do o seu projeto muito amFormação Contínua de Trei- bicioso, que visa sobretudo uma maior valorização e nadores. ■ desenvolvimento da carreira de treinador. João Nunes (árbitro) nível desportivo", que cer- e Nuno Rosa (treinador), tamente atrairá inúmeras também afetos á Academia pessoas a Tinalhas, para foram eleitos em Campo

Ação de Formação de Treinadores

O Grupo Motard T'Atestar e o Centro Recreativo de Tinalhas organizam, no próximo dia 30 de março, no campo de futebol da aldeia, o "Enduro Cross" com a presença de 45 participantes de todo o país e estrangeiro, esperando a organização, que seja um evento de "elevado

Os vencedores de mais uma edição dos Picanços

Como habitualmente houve prémios para os três primeiros de cada classe; 1 - Gasolina atmosférico até 1400cc / Diesel todos até 1400cc , Classe 2 - Gasolina até 1600cc / Diesel todos até 1600cc, Classe 3 - Gasolina atmosféricos mais de 1600cc / gasolina todas as cilindradas Turbo / Diesel mais de 1600 cc, Classe 4 Todas as cilindradas e combustíveis 4x4. ■

Academia de Judo viva e solidária

Associação de karaté Wado de Castelo Branco

Joaquim Salgueiro, participou, no Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor, na Ação de Formação de Treinadores intitulada “KARATÉQUIPA- Dinâmicas Grupais, Gestão de Conflitos e Traços de Personalidade”, organizada pela Federação Nacional de Karaté e pela Associação Nacional de treinadores, tendo como objetivos: Capacitar os formandos com conhecimentos teóricos sobre a temática; Desenvolver competências práticas na gestão de situações de conflito experienciadas durante o treino e/ou competição; Contribuir para a tomada de consciência das dinâmicas grupais envol-

Final | Porto 3 - Braga 0

Picanços aqueceram noite de sábado Numa noite de sábado fria os motores aqueceram em mais uma edição dos Picanços. Mais de 1.500 pessoas estiveram presentes na pista do Lanço para participar e assistir a esta prova tão característica. Vindos de vários pontos da região os amantes dos desportos motorizados não se deixam intimidar pelo frio e a adrenalina esteve ao rubro.

Desporto · 19·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Biqueira, irá realizar várias tertúlias, onde a história do Sporting será o fulcral destas reuniões. Ainda em matéria de novidades, revelou a realização da primeira corrida de atletismo do NSCB denominada comendador Joaquim Morão, que decorrerá, no dia 3 de maio. O responsável leonino, promete igualmente continuar a acompanhar a equipa de futebol do Sporting e à Academia do Clube. ■

Num jogo com uma péssima arbitragem, prejudicando os encarnados que aos oito minutos se viram privados do guarda-redes Hélder Cruz, após o árbitro lhe ter mostrado o cartão vermelho, devido a uma falta inexistente, e apontado a marca de grande penalidade, os locais viriam a apontar o primeiro golo. Apesar da boa reação por parte dos comandados de Ricardo António, as oportunidades criadas, não foram concretizadas, também por culpa do juiz da partida que tudo fez para evitar que o Benfica e Castelo Branco empatasse a marcha do marcador. Antes do intervalo, o Operário elevaria a contagem para 2-0. Na segunda parte, a equipa da casa abusando de entradas

duras sobre os jogadores albicastrenses, sem que fossem sancionadas, nomeadamente cargar violentas a João Afonso e a Álvaro, o resultado não viria a sofrer alteração. Com esta derrota, perante uma arbitragem intimidatória, os encarnados da capital da Beira Baixa encontram-se na 6ª posição da tabela classificativa. No dia em que assinalou o seu 89º aniversário, António Machado, presidente da coletividade albicastrense, afirmou no início do jogo, que a maior prenda que gostaria de oferecer ao Clube que dirige, seria a vitória, pormenor que não aconteceu, devido aos motivos apontados. No próximo sábado o Benfica e Castelo Branco recebe no Estádio Municipal a equipa do Lusitânia dos Açores. ■

Benfica C.B. - Lusitânia Cinfães - S. João Ver Coimbrões - Ac. Viseu Pampilhosa - AD Nogueirense Sousense - Operário Sp. Bustelo - Cesarense Tocha - Sp. Espinho Tourizense - Anadia Campeonato Nacional da 2ª divisão - Zona Sul 25ª Jornada - 24/3/2013

1º Dezembro 1 - 0 Carregado Casa Pia 3 - 0 Pinhalnovense Fátima 1 - 2 Farense Louletano 0 - 0 Oeiras Mafra 1 - 0 Quarteirense Oriental 1 - 0 U. Leiria Ribeira Brava 1 - 0 Fut. Benfica Sertanense 2 - 1 Torreense 1 Mafra 2 Farense 3 U. Leiria 4 Sertanense 5 Torreense 6 Oriental 7 1º Dezembro 8 Casa Pia 9 Fátima 10 Louletano 11 Quarteirense 12 Pinhalnovense 13 Fut. Benfica 14 Carregado 15 Oeiras 16 Ribeira Brava

Jgs 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25 25

26ª Jornada - 31/3/2013

Pts 53 50 45 44 44 42 42 33 32 32 26 25 24 23 18 13

1º Dezembro - Oriental Carregado - Mafra Farense - Sertanense Fut. Benfica - U. Leiria Oeiras - Casa Pia Pinhalnovense - Ribeira Brava Quarteirense - Fátima Torreense - Louletano


· 20· Cultura

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

Publicidade · 21·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira PUB

Maria Leonor Bernardo Perquilhas

ANÚNCIO DE VENDA (1ª Publicação)

Execução Comum

Castelo Branco – Cine-teatro Avenida Dia 26 às 21:30

The Hunt - A Caça

Sugestões de Cristina Valente

Covilhã - Auditório do Teatro das Beiras

"O Cerco de Leninegrado" estreia na Covilhã no Dia Mundial do Teatro

Livros & Leituras

A Confissão

Esta terça-feira o cinema regressa ao grande ecrã do Cine-teatro Avenida, com o filme de Thomas Vinterberg “A caça”. Depois de um duro divórcio, Lucas, 40 anos, tem uma nova namorada, um novo trabalho e está a tentar recuperar a sua relação

com o filho adolescente, Marcus. Mas uma mentira que se espalha como um vírus vai mudar a vida de Lucas. A desconfiança abate-se sobre a pequena comunidade e Lucas é obrigado a lutar para salvar a sua dignidade.

Alcains – Museu do Canteiro Até 7 de abril

Cruzes Credo, quase no final

A exposição “Cruzes Credo” que conta uma vez mais com peças do acervo particular do Dr. Francisco Elias, apresenta trabalhos de alguns dos melhores artesãos nacionais sobre o culto popular pascal reforçando a divulgação do património etnográfico português e sua evolução ao longo dos tempos, realizada pelo Museu do Canteiro. A coleção apresenta um leque variado de crucifixos de diversas épocas,

feitos em diversos materiais, refletindo as diferenças artesanais regionais na abordagem artística desta temática do culto popular pascal. A coleção particular do Dr. Francisco Elias é, no entanto, constituída tanto por autores nacionais tradicionais como por diversos trabalhos desenvolvidos numa vertente mais contemporânea. A exposição estará patente no Museu do Canteiro até ao dia 7 de abril.

“O Cerco de Leninegrado” de José Sanchis Sinisterra, coprodução do Teatro das Beiras e do Imaginário é o espetáculo comemorativo do Dia Mundial do Teatro 2013 na Covilhã. No Auditório do Teatro das Beiras em 27 de março às 21,30h. A peça estará em cena também nos dias 28, 29 e

30 de março, 3, 4, 5 e 6 de abril, sempre às 21,30. Encenação: Gil Salgueiro Nave | Tradução: Ernesto Sampaio |Interpretação: Cláudia Lázaro e Isabel Bilou | Cenário e Figurinos: Luís Mouro |Sonoplastia: Wladimiro Garrido |Desenho de luz: Jay Collin |Operação de luz: Pedro Bilou

Oleiros - Posto de Turismo

Realismo mágico para ver até 30 de abril

Foi prolongada em Oleiros, até ao dia 30 de abril, a exposição de pintura "Cantos e Recantos da Cor", da autoria de José de Paula, patente no Posto de Turismo Municipal. O autor é o maior especialista em Realismo Mágico em Portugal. José de Paula é considerado um dos 25 melhores pintores portugueses, tendo exposto com outros nomes de relevo da cena artística nacional como Júlio Pomar, Paula Rego ou Graça

Morais. Os 22 óleos expostos no Posto de Turismo de Oleiros evidenciam o talento de José de Paula, o qual estudou em Sevilha e Madrid. A sua obra encontra-se representada em museus e coleções particulares e os seus trabalhos estão espalhados por vários países. O reconhecimento pelo seu talento já lhe valeu a atribuição de diversos galardões, de onde se destaca o 1.º prémio de pintura Luís de Camões.

Em 1998, numa pequena cidade do Texas, Travis Boyette raptou, violou e estrangulou uma rapariga da sua escola. Enterrou o corpo para que nunca fosse encontrado e, em seguida, assistiu com espanto à prisão e condenação de Donté Drumm, uma estrela local do futebol, cujo destino foi o corredor da morte. Agora, nove anos depois, Donté está a quatro dias da sua execução e Travis, pela primeira vez na vida, decide fazer o que está certo e confessar. Mas como pode um homem culpado convencer advogados, juízes e políticos de que estão prestes a executar um homem inocente?

Processo Executivo n.º 858/08.5TBCTB Castelo Branco - Tribunal Judicial – 1º Juízo

Salgueiro do Campo

Ref. Interna: PE- 15/2013

Exequente: Finangeste – Empresa Financeira Gestão e Desenvolvimento, SARL Executado: Mitalbi – Com. e Rep. Veículos Automóveis, Lda. SUSANA BARRADAS, Agente de Execução, CP 4602, com domicílio profissional em Rua Nª Srª das Dores, 146, 2º A, 2420-403 Boa Vista, Leiria. Nos termos do disposto no artigo 890º do Código de Processo Civil, anuncia-se a venda do bem adiante designado: Bem em Venda TIPO DE BEM: IMÓVEL DESCRIÇÃO: Prédio urbano composto de lote para construção urbana, com 2746,14m2, com a denominação lote n.º 37, sito em Garroncheiro, freguesia de Tortosendo e concelho da Covilhã, inscrito na matriz predial urbana sob o art.º n.º 2591 e descrito na CRP da Covilhã sob o nº 1720. PENHORADO EM: 05.08.2010 INTERVENIENTE ASSOCIADO AO BEM: EXECUTADOS: Mitalbi – Com. e Rep. Veículos Automóveis, Lda., NIPC 504516531, com domicílio na Rua A Lt. 2, Zona Industrial, 6000-459 Castelo Branco. MODALIDADE DA VENDA: Venda mediante propostas em carta fechada, tendo sido designado para abertura das propostas o dia 22 de Abril de 2013, pelas 14:00 Horas. VALOR BASE DA VENDA: 35.427,23€, sendo que só serão aceites as propostas, cujo valor seja igual ou superior a 24.799,06€, correspondente a 70% do valor base. Nos termos do nº1 do art.º 897º C.P.Civil “os proponentes devem juntar à sua proposta, como caução, um cheque visado, à ordem do solicitador de execução (…) no montante correspondente a 20% do valor base dos bens, ou garantia bancária no mesmo valor”, devendo a mesma ser entregue na Secretaria do supra mencionado Tribunal, em envelope fechado e com a identificação completa do proponente, acompanhada de cópia de bilhete de identidade/ cartão de cidadão do proponente ou do seu legal representante, caso remetidas pelo correio, ou mediante exibição de tal documento de identificação, caso apresentadas pessoalmente, no dia supra designado. A sentença que se executa está pendente de recurso ordinário

Não

Está pendente oposição à execução

Não

Está pendente oposição à penhora

Não

Reclamação de Créditos

Não

A Agente de Execução, (Susana Barradas) PUB

Género: Romance Tradutor: Catarina Andrade N.º de páginas: 448 PVP: 17,70€

''Saudade não tem forma nem cor; não tem cheiro nem sabor. Fala-se nela, mas não se vê; só pensa nela quem acredita. Ela é parte da ausência; ela é parte do amor; ela tem realidade, mas quem a tem sente dor, uma dor miudinha, que cresce no coração, e que nunca vem sozinha… Acompanha a solidão; quem a sente nunca esquece, nem nunca esquecerá, o sentimento que não adormece, por alguém que não está.''

Missa de 30º dia

Participa-se que será celebrada Missa pelo seu eterno descanso no próximo dia 27 de Março pelas 18h30 na Igreja Nª Sr.ª de Fátima (Fradinhos), em Castelo Branco.. Um especial agradecimento a quem participar, por parte do seu Marido, Filhos, Nora, Netos e Restantes Familiares. A todos o nosso Bem-haja. PUB

CAFÉ ESTRELA Dormidas

Telef.: 275 971 380 - Av 1º Maio Nº78 Telem.: 969 344 641 - 6215-517 Unhais da Serra

John Grisham Nasceu no Arkansas a 8 de fevereiro de 1955. Antes de se tornar escritor a tempo inteiro licenciou-se em Direito, exerceu advocacia e tornou-se profundo conhecedor do sistema jurídico americano. Inspirou-se na sua experiência profissional em toda a sua obra literária que se inicia em 1989 com a publicação de Tempo de Matar. É autor de vinte e quatro romances. Com mais de 250 milhões de exemplares vendidos e traduzido para mais de 29 línguas, é um autor que ocupa permanentemente os lugares cimeiros nas listas dos livros mais vendidos. A sua enorme popularidade e a mestria da escrita fazem de John Grisham um autores com intensa atividade na escrita de guiões cinematográficos e de séries televisivas. Vive na Virginia e no Mississippi.

Nasceu a 11-07-1937 - Faleceu a 27 -02-2013

PUB

ARTE-DA-ALMA

É parte da cura o desejo ser curado Resolvemos seus problemas Tel.: 927 535 902 PUB

CARTOMANTE - CASTELO BRANCO

Ajudo a resolver qualquer tipo de problema, graças ao meu dom hereditário e fé. Trabalho de 2ª feira a domingo | Marcações pelo Telm.: 965 245 573 PUB

PUB

CARTÓRIO NOTARIAL - CASTELO BRANCO NOTÁRIA LIC MARIA FERNANDA CORDEIRO VICENTE JUSTIFICAÇÃO

CERTIFICO que por escritura de vinte de Março de dois mil e treze, lavrada a folhas cento e trinta e seis e seguintes, do respectivo Livro de Notas para Escrituras Diversas número Cento e Cinquenta e Dois, do Cartório Notarial, sito na Rua Cadetes Toledo, Lote Cinco-C, rés-do-chão, em Castelo Branco, da Notária Lic. Maria Fernanda Cordeiro Vicente: Manuel Martins Barata e mulher Maria Fernanda das Neves Martins, casados sob o regime da comunhão de adquiridos, naturais ele da freguesia e concelho de Castelo Branco e ela da freguesia de Santa Maria dos Olivais, concelho de Lisboa, residentes na Rua da Cruz Cimeira, n° 100, Lentiscais, Castelo Branco, NIFs 113 271 182 e 167 252 186, justificaram por não possuírem título a aquisição por usucapião do prédio urbano, que se compõe por terreno para construção, sito em Areia Grande, Lugar de Lentiscais, na freguesia e concelho de Castelo Branco, com a área de dois mil e cem metros quadrados, a confrontar do norte, sul, nascente e do poente com Via Pública, inscrito na matriz predial urbana sob o artigo 7 790, com o valor patrimonial tributário e atribuído de quinze mil duzentos e setenta euros, omisso na Conservatória do Registo Predial de Castelo Branco. Está conforme o original. Castelo Branco, vinte de Março de dois mil e treze. A Notária, (Maria Fernanda Cordeiro Vicente)

PUB

Cartomante - Vidente Almeirim e Sertã

Trinta anos de experiência feita com sinceridade e acredite, olhando bem fundo e apenas nos seus olhos, leio toda a carta da sua vida se preciso for e ajudo a resolver todos os vossos problemas de negocios, amor, inveja, mau olhado, desactivação de magía negra, aconselhamentos e outros problemas de difícil solução, para que tenha a vida que sempre sonhou! Honestidade, sigilo e caracter são outro dom que fazem a verdade da minha vida!

Telem.: 918 283 485


· 22· Opinião Diretor João Tavares Conceição Redação: (povodabeira@gmail.com) Coordenação: Cristina Valente (CP2370) Jaime Pires (CP4484) José Manuel R. Alves (CP8361) Tiago Carvalho (CO1015) Colaborador Permanente: Paulo Jorge Marques Colaboradores: Álvaro Baptista Ana Paula Atanásio Ângela Gonçalves Armando Soares Carlos Vale César Amaro Clementina Leite Cristina Granada Eduardo Bastos Fernando Jorge Filipe Antunes Guilherme Almeida João Carlos Nunes Luís Malato Mário Marinho Nuno Figuinha Patrícia André Pedro Pitté Ricardo Portugal Sónia Carreira Vanessa Cruz Conceção gráfica: Cristina Levita Martins (paginacaopbeira@gmail. com) Publicidade: Gustavo Teixeira (publicidadepbeira@gmail. com) José Carlos Marques (publicidadepovodabeira@ gmail.com) Secretária de Administração: Florinda Cruz (secretariapovodabeira@ gmail.com) Sede: Press Ibérica Comunicação Social, Lda Av. Gen. Humb. Delgado, Lote 58 - 1º andar 6000-081 CASTELO BRANCO NIF: 506 583 023 Tel: 272 324 432 Fax: 272 327 732

A

febre das raspadinhas tem invadido Portugal e os portugueses são tentados a jogar na esperança de ganhar um prémio que melhore a sua vida. No último ano a venda de raspadinhas aumentou cerca de 80% o que demonstra bem a vontade de ganhar dinheiro rápido! Eu próprio também gosto de raspar e por isso mesmo decidi elaborar a tabela abaixo, com base nos dados do site dos jogos da Santa Casa (https://www. jogossantacasa.pt/web/ JogarLotInst/) para saber até que ponto este impulso pode servir para ganhar alguma coisa de especial ou se o melhor é ficar quieto e guardar o dinheiro na carteira! Na primeira coluna está o nome da raspadinha a seguir, o seu custo. Na terceira coluna temos quantas raspadinhas foram emitidas. Na coluna

a seguir está a quantidade dessas raspadinhas que foram premiadas. Na coluna “Total de Prémios” está a quantidade de euros distribuída em prémios. As duas últimas colunas são as que nos interessam neste artigo. A coluna “Probabilidade de Ganho” é a relação entre as colunas “Emissão” e “Raspadinhas Premiadas” e é a informação que está no verso da raspadinha. Nessa mesma coluna aparece o cálculo dessa probabilidade aproximado a 3 casas decimais. A última coluna refere qual a percentagem da receita que é destinada a prémios. Quanto maior é esse valor, menos se perde “colectivamente”. Uma forma rápida de ver se a raspadinha que comprou é daquelas em que é mais provável ganhar alguma coisa é volta-la ao contrário. Se reparar está lá escrito “Probabilidade

Impressão: Coraze - Oliveira de Azeméis Telf.: 910252676 / 910253116 / 914602969 geral@coraze.com Registo no ICS: 117 501 Depósito Legal: 74145/94 Empresa Jornalística: 218 326 Tiragem Semanal: 10.000 exemplares Distribuição gratuita Este jornal escreve segundo o novo Acordo Ortográfico Todos os artigos de opinião e assinados pelos respetivos autores, são da sua inteira responsabilidade não podendo em circunstância alguma o Povo da Beira ser responsabilizado pelo conteúdo dos mesmos. Reservamo-nos no direito de não publicar, caso os artigos enviados não respeitem a legislação em vigor e o Estatuto Editorial do jornal.

A febre das Raspadinhas!

Voltei, Voltei…

O mundo é um manicómio

POR RICARDO PORTUGAL - professor de matemática

POR NUNO DUARTE M. FIGUINHA

POR CARLOS VALE *

Raspadinha

Custo

Emissão

Raspadinhas Premiadas

Total Prémios

Probabilidade de Ganho

% para Prémios

193 Labirinto

2.00€

8 000 000

2 380 056

10 400 000€

1:3,36≈0,298

65

187 Super Pé-de-Meia

5.00€

4 004 000

1 155 702

14 014 000€

1:3,46≈0,289

70

194 Feliz Natal

4.00€

4 000 000

1 113 568

11 200 000€

1:3,59≈0,279

70

181 Palavras Cruzadas

2.00€

6 000 000

1 667 577

7 680 000€

1:3,6≈0,278

64

186 Multiplica

2.00€

6 000 000

1 642 392

8 280 000€

1:3,365≈0,274

69

172 Pé de Meia

3.00€

5 082 000

1 306 459

10 672 200€

1:3,86≈0,257

70

188 Rock in Rio

2.00€

6 000 000

1 473 671

7 680 000€

1:4,07≈0,246

64

191 Janelas da Sorte

1.00€

15 000 000

3 622 560

8 700 000€

1:4,14≈0,242

58

165 Grande Sorte

2.00€

4 000 000

957 957

5 120 000€

1:4,18≈0,239

64

185 Boas Férias

1.00€

15 000 000

3 574 800

8 700 000€

1:4,2≈0,238

58

195 Raspadinha de Inverno

1.00€

20 000 000

4 469 812

11 600 000€

1:4,47≈0,224

58

190 Alta Voltagem

1.00€

15 000 000

3 352 359

8 700 000€

1:4,47≈0,224

58

151 Raspadinha

1.00€

15 000 000

3 272 166

8 700 000€

1:4,58≈0,218

58

de ganho” e quanto menor for esse número, maior é a probabilidade de lhe sair qualquer coisa, por exemplo vamos comparar a raspadinha “Labirinto” que tem uma probabilidade de ganho de 1: 3,36 com a raspadinha “Raspadinha de Inverno” cuja probabilidade de ganho é de 1: 4,47 aquela que apresenta melhor probabilidade de ganho é a raspadinha “Labirinto”. Não precisa fazer cálculos olhe apenas para o número a seguir ao 1, quanto menor esse número

maior a probabilidade de ganhar! Repare que, por exemplo na raspadinha, “Labirinto”, estatisticamente uma em cada 3,36 raspadinhas é premiada, ainda que quase metade dos prémios sejam de apenas 2 euros.A probabilidade de ganhar alguma coisa decente nas raspadinhas mantém-se diminuta. O facto de saírem muitos prémios deve-se ao valor reduzido dos prémios, o que visa incentivar os jogadores a continuarem a jogar!

Por exemplo, no caso do Euromilhõesa percentagem destinada a prémios é de 50% bem menor do que em qualquer uma das raspadinhas e para além disso as raspadinhas são vendidas apenas em Portugal. Ainda assim a conclusão que se pode retirar é que a probabilidade de ganhar algum prémio decente é bastante pequena, porém é bastante mais provável do que ganhar o Euromilhões. Como sempre aguardo sugestões e comentários em portugal.pt@sapo.pt

Folares da páscoa POR MÁRIO MARINHO - chef *

Modo de preparação:

Ingredientes: • 450g. de massa de pão

padeiro

• 1/5kg. de farinha

• 5dl. de leite

• 160g. de manteiga

• 140g. de Sal,

• 750g. de açúcar

• Ovos cozidos com

• 10 ovos

casca q.b.

• Raspa de 2 laranjas

• Canela e erva-doce q.b.

• 75g. de fermento

Voltei, voltei….Voltei de lá! Ainda ontem estava em França e agora já estou cá…” Não, não estamos em Agosto para se invocar o falecido cantor Dino Meira e um dos seus maiores êxitos, mas sim a dedicar esse mesmo êxito ao regressado José Sócrates! Qual D. Sebastião “rosa”, ele voltou, não do meio do nevoeiro mas de França! E o mais inacreditável é que foi não para assumir as consequências dos seus erros, que levaram o país à ruína, mas para (pasmo) comentador político! Ainda se fosse para um programa de tertúlias, com colegas de conversa do calibre de um Cláudio Ramos e afins…agora, para falar de política? Mas... estará a gozar ou simplesmente a tratar todos os portugueses por completos ignorantes?!?! Vem comentar o quê? O resultado das asneiras que fez? As dívidas estratosféricas que provocou? O papel do FMI que foi ele a chamar para Portugal? Quê? E o mais inadmissível é ser em plena televisão pública, paga por todos nós…para darem tempo de antena a alguém que nos pôs também a todos a pagar do nosso bolso os disparates que fez! Na realidade, Sócrates provavelmente voltou

Misture o leite com a massa de pão, amassando até desfazer a massa de pão no leite e junta-se a farinha continuando a amassar, de seguida junte o açúcar, a manteiga amolecida, o sal, a canela, a erva-doce, o fermento esfarelado e os ovos amassando tudo junto e muito bem como se estivesse amassando massa de pão. Deixa-se descansar a massa num recipiente, em lugar com ambiente quente, cerca de 2-3 horas até que a massa dobre de volume. Divide-se a massa em bolas, reservando alguma massa para fazer as tiras. Colocam-se um ou dois ovos, em cada folar sobre o centro da massa, dependendo do tamanho dos bolos e prendem-se os ovos com tiras de massa colocadas em cruz sobre os mesmos. Deixe levedar novamente, pincele-os com ovo batido, pode juntar um pouquinho de leite no ovo de pincelar para lhes dar uma cor mais brilhante e bonita. Leve a forno médio cerca de 35 minutos, tendo o cuidado de ir espreitando para não os deixar queimar. Uma feliz páscoa a todos! Sugestão: pode acrescentar na massa, quando estiver a amassar, ½ cálice de aguardente ou brandy.

* Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o Novo Acordo Ortográfico

Povo da Beira

Opinião · 23·

Edição 994 • 26 de março de 2013 • Povo da Beira

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

D

iz o velho ditado que a Esperança é sempre a última coisa a morrer. Na verdade assim está a acontecer. A maioria do Povo Português já perdeu a esperança no Governo em funções, para que de facto tenha o saber, a vontade e a responsabilidade governativa de ser capaz e de ter também a coragem para: por um lado corrigir as regras da severa austeridade que abusivamente e com prepotência impuseram à maioria dos Portugueses. Por outro lado, criar condições no sentido de inverter a grave situação em que o País se encontra mergulhado. Infelizmente já ninguém acredita, inclusive até alguns membros do Governo, nas promessas demagógicas e esfarrapadas que o Execu-

porque acha que já passou o período de nojo e que a curta memória do povo já o teria perdoado…mas não! Mal se soube da notícia, rapidamente bem mais de 120 mil pessoas assinaram uma petição contra o seu regresso, para não dizer que o seu índice de popularidade consegue estar bem abaixo do de Pedro Passos Coelho. Por outro lado, Sócrates também quer condicionar António José Seguro e o certo é que “Sócrates voltou e Seguro censurou” o governo…ou pelo menos ameaça que o vai fazer…logo se vê…como já é típico vindo de quem vem, mais parecendo um pequeno Chihuahua a ladrar alarvemente mas sem resultado prático final! Mas a mais provável razão para este regresso é porque Sócrates quer ver se tem a menor hipótese de ser candidato presidencial! E a isso só respondo: Vade Retro!!! Mas quererá ele fazer o papel de “Exterminador Implacável II”? Não verá que o país já está mau o suficiente e nem põe a mão na consciência para ver o peso que lá tem? O “peso” da dívida pública, da Parque Escolar, dos défices públicos, das PPP, de ser o responsável material e formal por um pedido de resgate que trouxe o país à

situação que hoje se vê… E agora é o convidado de honra da RTP que é paga com o dinheiro de todos os contribuintes? Haja bom senso! Dar espaço de antena a este senhor, só seria razoável se fosse para fazer um ato de contrição! E mesmo assim… Para cúmulo, pelo espaço de antena a RTP, diz que não o paga diretamente! Pois…”diretamente”… Curiosamente, os 120 mil signatários contra esta pouca-vergonha sentem-se ofendidos por Sócrates usar a televisão pública. E logo ele, que não bastou lançar o país na bancarrota como foi dos maiores inimigo da liberdade de expressão nos últimos anos, inclusive “gozando” com a própria RTP! Todos estarão ainda lembrados das rábulas dos Gato Fedorento à alegada manipulação e controle das notícias por alturas da governação socialista… Também cinismo épico da RTP, por ao tempo de antena de Sócrates, chamar-lhe "comentário", sabendo que é propaganda pessoal e intervenção direta no processo político atual e futuro! Por tudo isto, apetece cantar a Sócrates não o “voltei, voltei” mas sim um “irás, irás, irás” de vez e não voltes! Quiçá seria esse um próximo sucesso de verão!

tivo pretende incutir no espirito dos Cidadãos. O País parou no tempo e na ação, que por incúria dos seus responsáveis diretos, já não tem ponta por onde se lhe pegue. O Governo não quer ouvir o Povo, ignorando e desprezando os graves problemas de que está a ser vítima. Para o Senhor Primeiro-Ministro Pedro Passos Coelho e para o Ministro das Finanças Vítor Gaspar já pouco lhes importa as denúncias e as acusações que lhe são feitas, pois são eles que têm o poder e a liberdade de fazer o que quiserem e muito bem lhes apetecer. A Assembleia da República continua a ser palco das mais variadíssimas acusações e discussões entre o Governo e a Oposição, sem que se tenha conseguido alcançar resultados para

libertar o País da grave situação em que se encontra. A Oposição, com o Partido Socialista na vanguarda, continua a divagar sem apresentar alternativas credíveis para que seja possível corrigir os erros de governação afim de, isso sim, serem criadas as condições necessárias e adequadas para que o País retome a sua normal produtividade, evitando por essa via o encerramento diário do tecido empresarial, eliminando ou pelo menos diminuindo o terrível flagelo do desemprego. O Partido Socialista, pela voz do seu Secretário-Geral António José Seguro, vai anunciando que está a pensar em apresentar na Assembleia da República uma Moção de Censura contra o Governo. Será oportuno perguntar. Qual será o valor

U

m dia destes fui confrontado com uma informação que dá muito que pensar. Vamos a ela: Cada cidadão americano consome em média 10 litros de combustível por dia; por sua vez, cada cidadão europeu consome 5 litros; enquando cada cidadão chinês ou indiano consome apenas 9 decilitros, ou seja, menos de 1 litro por dia. Imaginemos, agora, como será o globo quando os cidadãos da China e da India, que se prevê a breve trecho serem à volta de 2.800 biliões de habitantes consumirem apenas 2 litros por dia, sabendo-se que não vai demorar assim tanto tempo, dado o aumento colossal da venda de veículos nesses países. Pelo que consegui apurar são as previsões mais pessimistas que dominam. Há quem preveja o fim da energia barata, que não constitui novidade, por outro lado prevê-se a escassez dos combustíveis fósseis, o que poderá provocar colapso económico, conflitos, guerras, fome generalizada e um decréscimo maciço da população mundial, o que, também, já não constitui novidade. De facto, muito do que dizem ser visões pessimistas, é já uma realidade quotidiana. As crises económicas estão instaladas em muitos países, a fome grassa em

muitos pontos do mundo, os conflitos e as guerras, basta ver os telejornais. Um dos métodos mais utilizado é, precisamente, o saque que os países considerados mais ricos e consequentemente mais bem armados fazem a pretexto da defesa das populações e dos direitos humanos. Penso não ser necessário lembrar o número de invasões armadas feitas à custa de muitos milhões de mortes num passado muito próximo, assim como os conflitos e guerras que estão na ordem do dia. Posto isto, já pensaram o que poderá acontecer quando os cidadãos chineses e indianos consumirem os tais 2 litros de combustível por dia? Por cá os resultados da chamada “sétima avaliação” da troika confirmam a catástrofe há muito anunciada, as políticas conduzem o País para mais recessão, défice e divida agravados e sem solução, mais desemprego a juntar à trágica situação existente, a maioria da população a viver em drama permanente, enquanto o capital financeiro é contemplado com mais vantagens, benesses e favores à custa do afundamento nacional, com efeitos negativos para a economia. As trapalhadas mal desenhadas do Gaspar depois de abalarem a confiança de membros do PSD

e do CDS, ameaçam abalar a própria coligação. Certo, é que o plano das troikas não resultou e fez subir a divida e os juros. Entretanto, o PS vota contra a moção de censura que o PCP apresentou contra a política do Governo, ao mesmo tempo que anunciava a entrada de uma moção de censura contra as políticas do Governo! Tudo aponta para um faz-de-conta eleitoralista, até porque, segundo o Expresso, na hipótese do PS ser governo, “Seguro diz à troika que respeitará memorando”, aliás, um compromisso frequente e obedientemente assumido. Posição mil vezes repetida de um PS comprometido com o capital. Enquanto Gaspar falava do “desenho mal desenhado”, que agrava a situação económica e social do nosso país, os “amigos” UE, BCE e FMI, em simultâneo, surpreendiam tudo e todos, impondo ao Chipre ruinosos “planos de resgate” em favor do capital, com um ataque sem procedentes aos depósitos bancários, provocando uma onda indignação e revolta. Chipre passa a ser o quinto país sujeito às ruinosas políticas da UE, juntando-se à Irlanda, Grécia, Portugal e Espanha. É caso para dizer: Com amigos destes, nem precisamos de inimigos…

Tapar o sol com a peneira POR CÉSAR AMARO * acrescentado dessa tomada de posição, quando na verdade o PM Pedro Passos Coelho disse na Assembleia da República, que em nada o vai afetar a referida Moção de Censura? Aliás, recorde-se a prepósito do que o PM já referiu na Assembleia da República. Que o Governo cairá quando a maioria que o compõe quiser, ou seja, daqui não saio - daqui ninguém me tira. Como é possível Portugal sair da situação caótica em que se encontra quando: a) O patrão dos patrões de Portugal (Belmiro de Azevedo-Sonae) diz que só com mão-de-obra barata

o País poderá novamente crescer? - b) O PM Passos Coelho diz não aumentar o Salário Mínimo Nacional, porque tal medida agravaria ainda mais a situação do País? - c) Um grande senhor dono do Capital Bancário afirma publicamente que o Povo Português ainda pode aguentar mais austeridade! Porém, o Presidente da República Aníbal Cavaco Silva refere num Jornal Nacional que os salários baixos não resolvem os problemas da economia Portuguesa; e que só o investimento privado e a aposta na capacidade de produzir são a alavanca

para a solução. Apesar desta chamada de atenção, quiçá silenciosa, tudo continua na mesma, com tendência a piorar, na medida em que ninguém ouve ninguém. Qual será o futuro de Portugal, enquanto o Primeiro-Ministro Pedro Passos Coelho e o Ministro das Finanças Vítor Gaspar se intitularem os donos do País? Bastará recordar o que disse o Comentador da SIC Dr. Luís Marques Mendes no passado dia 23. Estamos em Democracia. Será que nos querem fazer voltar ao terrível passado ditatorial? Que mais nos irá acontecer!...


· 24· Última

Povo da Beira • 26 de março de 2013 • Edição 994

PUB

ESCUDOS INCUMPRIMENTO DE CRÉDITO, NÓS RESOLVEMOS…

Cartão MAXFINANCE R OFE

TA

Maximize o seu tempo e dinheiro. MaxFinance - Escudos Av.ª Nuno Álvares N.º 2 C Loja Esquerda 6000-083 Castelo Branco Telm: 91 755 41 29 | Telef: 272 342 584 E-mail: escudos@maxfinance.pt URL: http://www.maxfinance.pt


edição 994