Page 1

POSITIVO

COMVOCE INFORMATIVO DO COLÉGIO POSITIVO FEVEREIRO | JULHO 2014

Ex-aluno conquista 1º lugar geral em vestibular da UFPR Pág. 3

União e respeito entre os alunos marca Copa Positivo 2014 Págs. 8 e 9

Charges e outras atividades do projeto Geo + estimulam aprendizado de Geografia Págs. 20 e 21

Ouro para o verde Colégio Positivo Internacional conquista certificação LEED


POR DENTRO DO COLÉGIO POSITIVO EDITORIAL Por ser uma conquista diária, com validade vitalícia, todo aprendizado – assim como uma premiação – merece ser comemorado. E, com esse espírito, o Colégio Positivo chega ao fim do primeiro semestre letivo em festa: com aulas de qualidade, atividades e projetos diferenciados e eventos de caráter educativo e formativo, nossos alunos constroem conhecimentos e preparam-se para a vida, dando a nós, educadores, os maiores e melhores motivos para celebrar. As comemorações do Colégio Positivo começaram, em 2014, com o primeiro lugar geral no vestibular da Universidade Federal do Paraná, conquistado pelo ex-aluno Carlos Eduardo Motta Carvalho Filho, Cadu; e culminaram, no fim do primeiro semestre, com a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) no Colégio Positivo Internacional, posicionando a instituição como a primeira e única escola do país com reconhecimento internacional nível ouro para construções sustentáveis. Essas conquistas – assim como a festa diária do aprendizado no Colégio Positivo – você confere nesta edição do informativo Positivo com Você. Boa leitura! Prof. Celso Hartmann Diretor-geral do Colégio Positivo

APRIMORAMENTO DOCENTE

Quando os professores se tornam alunos

Colégio Positivo investe no aprimoramento docente e promove encontros, workshops e outras atividades voltadas para professores e gestores Positivação Em preparação para a volta às aulas, tanto no início do ano quanto após o recesso de inverno, os professores do Colégio Positivo participam de pelo menos uma semana de preparação e planejamento para o retorno. Na Positivação, também há palestras, oficinas e cursos de aperfeiçoamento, a maioria dos quais desenvolvidos e ministrados pela equipe da Editora Positivo. Este ano, na Positivação de inverno, foi realizado o Fórum Positivo de Relacionamento, no qual se reforçou o compromisso dos colaboradores da instituição com o atendimento de excelência à comunidade escolar.

Workshop de pre-text Também como parte da Positivação de inverno, os professores de Língua Portuguesa de 3º, 4º e 5º anos participaram de workshop sobre a metodologia pre-text, que propõe a utilização de ferramentas artísticas e práticas populares (como a literatura de cordel, por exemplo) para despertar o interesse e o entendimento mais profundo de qualquer texto. O workshop foi ministrado por Doris Sommer, professora de Literatura da Universidade de Harvard e autora do método, e Jacques Fux, ganhador do Prêmio São Paulo de Literatura e pesquisador visitante em Harvard. A partir da capacitação

nessa nova proposta, na qual os educadores atuam como facilitadores e incorporam formas criativas de trabalho anteriores ao texto em si, o Colégio Positivo desenvolverá, no segundo semestre, um projeto-piloto, que será acompanhado por Fux. Realizada em parceria com a Editora Positivo, a aplicação da metodologia no Colégio Positivo é iniciativa pioneira no Brasil.

Programa de Desenvolvimento Integral do Professor (PDIP) Palestra com Ari Rappoport Com encontros mensais, o PDIP oportuniza o planejamento e a troca de ideias entre os professores. Em abril, os docentes de Língua Inglesa receberam, por meio do programa, o professor Ari Rappoport, da Universidade Hebraica de Jerusalém (Israel), que falou sobre o aprendizado de línguas estrangeiras. Especialista em linguística computacional, o professor debateu assuntos como a função do cérebro e sua relação com o aprendizado de línguas; aprendizado e intensificação de funções cognitivas; interferência da idade no aprendizado de idiomas; habilidades e interferência da língua materna; motivação; e uso da tradução.

EXPEDIENTE O informativo Positivo com Você é um veículo de comunicação interna do Colégio Positivo, produzido pelo departamento de Marketing da instituição. Coordenação editorial e edição: Jaqueline Bartzen (DRT-PR 7548) Redação: Camila Tebet, Divana Kampa, Jaqueline Bartzen, João Lemos e Rodrigo Seccon

Colaboração: Guido Petinelli (Petinelli – Soluções em Green Building)

Impressão: Posigraf

Imagens: Ander Vecchia (Zen Fotografia), arquivo do Colégio Positivo, Carlos Poly, Daniel Derevecki, Guilherme Costa, Marco Charneski, Patrícia Koga, Piero Enrico Ribas Salamone e Renaclo Tekutli (Zen Fotografia)

As opiniões emitidas neste informativo são de responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Colégio Positivo. É proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sem autorização.

Projeto gráfico: Estúdio Sem Dublê Diagramação: O2 Design

2

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014

Tiragem: 6.5000 exemplares

FALE COM A REDAÇÃO positivocomvoce@positivo.com.br


VESTIBULAR Projeto Escola Inclusiva Idealizado pela Editora Positivo, o projeto Escola Inclusiva tem como objetivo mobilizar os colaboradores para que participem de webconferências e discussões sobre temas relacionados à inclusão no ambiente escolar, como dificuldades de aprendizagem e autismo. No Colégio Positivo, cada unidade possui um mobilizador, que é responsável por sensibilizar o grupo de colaboradores e mediar o debate e a realização de atividades em torno do tema trabalhado.

Jussara Oliveira, gerente de Relacionamento do Colégio Positivo, durante o Fórum de Relacionamento, que integrou a Positivação de inverno

Doris Sommer (ao centro), com professoras do Colégio Positivo, em workshop de pre-text, também durante a Positivação

O melhor no vestibular da UFPR Pela terceira vez em quatros anos, aluno do Colégio e Curso Positivo conquista 1° lugar geral no vestibular da UFPR

A

luno do Positivo desde a 1ª série do Ensino Fundamental, Carlos Eduardo Motta Carvalho Filho conquistou o primeiro lugar geral no vestibular 2014 da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e garantiu uma vaga no curso de Engenharia Mecânica da instituição. A trajetória de Carlos Eduardo no Colégio Positivo iniciou-se em 2003, quando se matriculou no Colégio Positivo Júnior. Lá, ele completou todo o nível de ensino e, em 2011, passou a estudar no Colégio Positivo – Ângelo Sampaio, de onde saiu em meados de 2012 para fazer intercâmbio. Em 2013, cursou a 3ª série do Ensino Médio no Curso Positivo – unidade Vicente Machado. “O Colégio Positivo foi essencial na minha formação. Foi a escola pela qual eu e a minha família optamos para prover a minha educação. A minha conquista só reafirma que acertamos na escolha. O colégio é ideal e oferece uma educação diferenciada”. Carlos Eduardo conta que foi necessário muito estudo para chegar a essa privilegiada colocação. De segunda a sexta-feira, das 7h às 22h, ele frequentava o Curso Positivo. Pela manhã e à tarde, assistia às aulas e usava o tempo para estudar e fazer os exercícios. Já no período noturno, o aluno participava da turma especial de preparação para o vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Além da dedicação, o estudante atribui a importante colocação ao suporte e apoio oferecidos pelo Colégio Positivo. “A preparação do colégio é excelente e foi imprescindível para essa conquista. Os professores e toda a equipe são espetaculares. Além de ensinar, eles motivam os alunos a fazer sempre o melhor. Sem contar a infraestrutura e tecnologia que a instituição possui. Isso acaba influenciando diretamente no Carlos Eduardo Motta Carvalho Filho, ex-aluno tivo e 1º lugar geral do Colégio e Curso Posi aprendizado”, afirma. ibular da UFPR no vest

CERTIFICADO POSICOBRA

Esforço e dedicação reconhecidos Se o ex-aluno Carlos Eduardo Motta Carvalho Filho, primeiro lugar geral no vestibular da UFPR, ainda estudasse no Colégio Positivo em 2014, ele, possivelmente, seria um Posicobra – título atribuído aos dez alunos de cada ano/série do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio que conquistam o melhor desempenho acadêmico no bimestre. Para valorizar o esforço e dedicação dos estudantes, assim como a superação de desafios, os alunos com as melhores médias recebem o certificado Posicobra. “Com essa ação, os alunos Posicobra têm seu empenho reconhecido pela instituição; enquanto os demais enxergam estímulo e oportunidade de prestar mais atenção às aulas e dedicar-se mais aos estudos”, explica o

diretor-geral do Colégio Positivo, professor Celso Hartmann. Retomado em 2014, o certificado Posicobra já foi, em anos anteriores, prática comum do Colégio Positivo e reconheceu estudantes que, hoje, são destaque no mercado de trabalho. Um exemplo é Lucas Guimarães, vice-presidente do Grupo Positivo. “Lembro-me dessa conquista com muita felicidade. O diploma era um reconhecimento que vinha depois, uma consequência. Ter me dedicado aos estudos resultou na base para enfrentar com tranquilidade o vestibular. Receber o incentivo e o reconhecimento por meu esforço foi válido para a minha experiência escolar. Agradeço ao Positivo por isso”, afirma.

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

3


POR DENTRO DO COLÉGIO POSITIVO abc

LÍNGUA INGLESA

PESQUISA

Aprovação de 99,7% Com número recorde de alunos participantes, Colégio Positivo obtém resultados expressivos nos exames internacionais de proficiência de Cambridge

O

Colégio Positivo obteve 99,7% de aprovação de seus alunos nos exames internacionais de proficiência em Língua Inglesa de Cambridge English Language Assessment, que certificam o domínio do idioma para falantes de outras línguas. Participaram dos exames 375 alunos, 94 a mais do que no ano anterior, que fizeram as provas em seis níveis distintos: YLE Starters, para alunos do 5º ano do Colégio Positivo Júnior e Colégio Positivo – Jardim Ambiental; YLE Movers, para alunos do 5º ano do Colégio Positivo Internacional; Key English Test (KET), para alunos de 7º e 9º anos; Preliminary English Test (PET), para alunos de 9º ano e Ensino Médio Especial; e First Certificate in English (FCE) e Cambridge English: Advanced (CAE), para alunos do Ensino Médio Especial. Os resultados foram divulgados em fevereiro, e a entrega dos certificados aconteceu em cerimônia especial, em março.

Colégio Positivo na maior feira de Ciências do país Instituição é representada por três projetos, de alunos do 9º ano e 1ª série do Ensino Médio

O

s projetos Energias SIRA; Escudo humano: a impunidade (jo)vem com o ECA; e A influência do videogame no raciocínio do adolescente representaram o Colégio Positivo na 12ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), a maior feira de Ciências brasileira para estudantes não universitários, promovida pela Universidade de São Paulo, de 18 a 20 de março. Ao todo, 331 projetos desenvolvidos por estudantes de escolas públicas e privadas do Ensino Fundamental (8º e 9º anos), Ensino Médio e Técnico de todo o país participaram do evento. Os trabalhos do Colégio Positivo foram desenvolvidos nos moldes da pesquisa internacional, por meio da exploração da metodologia científica e da busca por soluções coerentes para problemas cotidianos. Conheça os projetos. Energias SIRA, de Leonardo Fleury, Alex Soares e Matheus Carvalho (1M03), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental: apresenta as vantagens e desvantagens das fontes tradicionais de energia e propõe a exploração do sistema SIRA, que se refere a quatro qualidades básicas: sustentabilidade, inovação, renovação e alternação. Escudo humano: a impunidade (jo)vem com o ECA, de Rebecca Machado, Ana Luiza Bettega e Maria Carolina Guiffhorn (1I02), do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio: analisa o envolvimento de menores com a criminalidade e a transformação deles em “escudo”, uma vez que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) limita as punições para menores. A influência do videogame no raciocínio do adolescente, de Flávia Rossi e Mariane Martins (9M04), do Colégio Positivo Júnior: apresenta pesquisas de casos de adolescentes que cometeram crimes possivelmente estimulados pela prática exagerada de jogos violentos de videogame ou que sofreram algum tipo de dano físico e/ou psicológico por conta dela.

Positivo English Solution De acordo com o professor Luiz Fernando Schibelbain, diretor do Centro de Línguas Positivo, o resultado confirma que o ensino da Língua Inglesa inserido na matriz curricular leva os alunos à fluência nas habilidades de conversação, compreensão, leitura e escrita. Esse modelo, no qual os estudantes – divididos em turmas reduzidas, de acordo com o nível de domínio do idioma – contam com uma estrutura de escola de idiomas no próprio período curricular e, como consequência do ensino embasado na abordagem comunicativa, estão aptos a prestar os exames de proficiência, é conhecido como Positivo English Solution (PES). O PES é uma solução educacional da Editora Positivo, que nasceu e se desenvolveu no Colégio Positivo e, hoje, chega a escolas de todo o Brasil.

4

Alunos do Colégio Positivo na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, realizada na Universidade de São Paulo

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


CULTURA

Em cena, Encena Alunos do 9º ano apresentam peça em festival estudantil de Teatro Com a peça As aparências enganam, alunos do 9º ano do Colégio Positivo apresentaram-se, em abril, no Encena Santa, tradicional festival estudantil de Teatro de Curitiba. Incorporando personagens do folclore brasileiro, como Caipora, Gato Preto e Mula Sem Cabeça, os atores contaram a história do resgate da Mãe de Ouro, que cuidava de todo o tesouro da floresta até ser raptada por caçadores. O texto e os figurinos da peça foram adaptados pelos próprios alunos. “Os estudantes participaram ativamente da produção e desenvolveram habilidades corporais e de entonação de voz para interpretar os personagens. Foi uma atividade de grande integração do grupo. É bacana também que eles se apresentaram para um público externo, diferente daquele com o qual estão acostumados”, relata a professora Rafaela Ricardo Santos Marcolino, assessora de Teatro do Colégio Positivo.

Alunos do 9º ano do Colégio Positivo Júnior apresentam a peça As aparências enganam

Participação especial no Encontro Brasileiro da Canção Infantil Grupo Vocal Positivo marca presença no evento, voltado a profissionais da área musical e comunidade O Grupo Vocal Positivo encantou compositores, intérpretes, produtores, professores, estudantes de Música e público em geral no 2º Encontro Brasileiro da Canção Infantil, realizado em maio, no Teatro Positivo – Jardim Ambiental. A apresentação de alunos do Ensino Fundamental exibiu um pouco do repertório que irá compor a apresentação do Grupo Vocal Positivo em 2014. “O público ficou impressionado, porque, em geral, as pessoas tendem a associar o Grupo Positivo às áreas de Informática e Ensino. Mas demonstramos a preocupação institucional e a valorização da Arte e da Música. Os alunos receberam, inclusive, elogios de Bia Bedran, referência nacional em música infantil”, comenta a professora Ana Cristina Rissette Schereiber, assessora de Música do Colégio Positivo.

Vem aí: Posiarte 2014 De setembro a dezembro, o Colégio Positivo realiza a sétima edição da Posiarte, a série de eventos artísticos da instituição, que, este ano, tem como temática central a união dos povos, com foco na diversidade de culturas, no respeito ao outro e na paz entre as nações. Em setembro, acontece a apresentação de Ginástica de Gala e a Mostra de Teatro. Na sequência, em outubro, serão realizados a apresentação do Grupo Vocal Positivo, o Festival de Dança e as premiações dos concursos literários Palavrinha Viva e Palavra Viva. Novembro será marcado pelo lançamento da Exposição de Arte e pelo Musical e, para encerrar as atividades da Posiarte, acontece, em dezembro, a premiação do concurso de videoclipes Posimusic Awards.

Grupo Vocal Positivo apresenta-se no Teatro Positivo – Jardim Ambiental, durante Encontro Brasileiro da Canção Infantil

Concertos didáticos nas aulas de Música Clarineta, piano e ópera ganham destaque nas atividades da disciplina Durante o primeiro semestre, os alunos de 1º, 3º e 6º anos do Colégio Positivo assistiram, nas aulas de Música, a concertos didáticos, ampliando os conhecimentos de maneira descontraída. No concerto Clarineta, os alunos de 3º ano estudaram a obra clássica Pedro e o Lobo, de Sergei Prokofiev, e aprenderam sobre instrumentos da orquestra, em especial os de sopro. Já no concerto Piano, apresentado para os alunos de 1º ano, foram executados trechos de obras do compositor Beethoven. No fim da apresentação, os estudantes manusearam o instrumento e observaram seu funcionamento. Para os alunos de 6º ano do Colégio Positivo Internacional, foi apresentado o concerto didático da ópera A Bela e Fiel Ariadne, em parceria com a Universidade Positivo. Os alunos assistiram a uma apresentação de orquestra barroca, com instrumentos históricos e participação de solistas e coral da UP e da Universidade Federal do Paraná. No segundo semestre, devem ser realizados outros concertos didáticos, a partir de temáticas abordadas em sala de aula.

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

5


POR DENTRO DO COLÉGIO POSITIVO DIA DAS MÃES

Carinho e comemoração Alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I celebram a data com atividades conjuntas com os responsáveis que ocupam, em suas vidas, o papel materno

Germano Reichmann (2I03), do Colégio Positivo Internacional, e sua mãe, Tatiana Reichmann

Ana Carolina Sobral (2M01), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, e sua mãe, Keli Cristina Sobral

Julia Christoval Jung (PIIT04), do Colégio Positivo Júnior, e sua mãe, Fernanda C. Jung

Daniela Kornin Gabardo (3T03), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, e sua mãe, Débora Kornin Gabardo

Ana Luiza (3T03) e Henrique Volpato Alano (PIIT01), do Colégio Positivo Júnior, e sua mãe, Aliciana Waterkemper Volpato

Victor Ido Sabino (2I01), do Colégio Positivo Internacional, e sua mãe, Gabriela Ido Sabino

N

a programação do Dia das Mães Positivo, que aconteceu em 10 de maio, no Colégio Positivo Júnior, Colégio Positivo – Jardim Ambiental e Colégio Positivo Internacional, as atividades de destaque foram gincanas esportivas; oficinas de Ginástica Rítmica, Dança, Música e Bijuteria; contação de histórias; e spa (massagem) para as mãos. Mas as grandes atrações do dia foram a integração, a diversão em conjunto e as demonstrações de afeto entre os estudantes e os responsáveis que ocupam, em suas vidas, o papel materno. Juntos, mães e filhos participaram, entre outros, da ginástica maluca, com coreografias engraçadas, embaladas por vários ritmos, e da corrida de skate, na qual as mães puxaram os filhos sentados em uma prancha. Quem participou aprovou a iniciativa. “Passo muito tempo com a minha filha, e essa é mais uma oportunidade gostosa de interagir em família. Estava tudo muito bom. Participamos de algumas atividades e adoramos a aula de Música. Sou até suspeita para falar, pois amo a escola”, afirma Jaqueline Constância de Faria Monteiro, mãe de Rafaella Monteiro, da turma 4M02 do Colégio Positivo Júnior.

PÁSCOA SOLIDÁRIA

O doce sabor da solidariedade Campanha de arrecadação de chocolates do Colégio Positivo beneficia mais de 1.700 crianças, atendidas por instituições apoiadas pelo Instituto Positivo

P

ara 1.745 crianças, a Páscoa deste ano foi marcada pela solidariedade. Por meio da campanha Páscoa Solidária 2014 do Colégio Positivo, meninos e meninas, atendidos por 13 instituições indicadas e apoiadas pelo Instituto Positivo, receberam carinho em forma de caixas de chocolate. As doações da campanha, que teve como missão o envolvimento dos estudantes na atividade solidária, atenderam a creche-escola Associação Maria Amélia (AMA), os centros de Educação Infantil Tia Lucia e Mariinha, o Centro Socioeducacional Esperança, a ABBA Promoção Social, o projeto PET Rural (Programa de Educação para o Trabalho), a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais/PET, a Pastoral da Criança, a Pastoral Cristo Ressuscitado, o Instituto de Convivência Incluir, a Associação dos Moradores do Bairro Novo Horizonte, o projeto Pequeno Campolarguense e o programa Nossas Meninas. Os chocolates doados foram embalados em pacotes customizados pelos alunos do Colégio Positivo, que utilizaram arte para trabalhar e representar a partilha e outros significados da Páscoa. “Ao incentivarmos os alunos a doarem chocolates e customizarem a embalagem, estamos estimulando a solidariedade e o amor ao próximo. Essa entrega propiciou um gosto mais doce para a Páscoa

6

de centenas de crianças, tornando a Páscoa dos alunos do Colégio Positivo mais gostosa também”, afirma a gestora de 1º e 2º anos do Colégio Positivo Júnior, professora Isabel Nóbrega. Além da campanha de arrecadação, atividade principal da Páscoa Solidária do Colégio Positivo, os alunos da Educação Infantil receberam a visita do coelho da Páscoa, que, em uma peça teatral, conversou com os estudantes sobre a data. Mariane Victória Azzolin Camargo (9T01), do Colégio Positivo Júnior

Alunos da creche-escola Associação Maria Amélia recebem doações de caixas de chocolate de alunos do Colégio Positivo

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


FESTA JUNINA

OPINIÃO DE ESPECIALISTA

Arraial de todos os povos Mundão Junino celebra diversidade de culturas e união entre pessoas e países

N

o dia 7 de junho, os uniformes escolares deram lugar a trajes caipiras e os espaços educativos ganharam barraquinhas e estandes de brincadeiras. Realizado simultaneamente no Colégio Positivo Júnior, Colégio Positivo – Jardim Ambiental e Colégio Positivo Internacional, o Mundão Junino celebrou a união dos povos, por meio da valorização dos arraiais realizados em diferentes partes do mundo. Brincadeiras, comidas típicas e danças juninas fizeram parte da festa. Além de pescaria, boca do palhaço, argolas e derrubando latas, brincadeiras já tradicionais, algumas novidades marcaram essa edição do evento, entre as quais a possibilidade de ex-alunos cadastrarem-se no programa de relacionamento com egressos, o Sempre Aluno Positivo. O diretor do Colégio Positivo Júnior, professor José Wilson Cardoso, conta que, além do caráter de aprendizado cultural e de respeito a todos os povos, a festa junina buscou promover a alegria entre estudantes, familiares e comunidade escolar. “Preparamos tudo pensando nos alunos e nas famílias. Essa é uma forma de integrar toda a comunidade e oferecer um dia diferenciado, alegre e inesquecível para todos”. Melissa Bizinelli Gubert Bertão, mãe de Mariana e Eduardo Gubert Bertão, alunos das turmas 3T01 e PIIT03 do Colégio Positivo Júnior, ficou encantada com a festa. “A decoração está linda, as comidas uma delícia e as danças muito significativas. Hoje, o Colégio Positivo realmente tornou-se um grande arraial. Valeu a pena comparecer”, diz.

Mirella Hess (4I02), do Colégio Positivo Internacional

Leonardo Pianowski Moura (PIIT03), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

Do conflito à autonomia Ao chegar a sua casa, após buscar seu filho no colégio, você encontra uma anotação na agenda escolar, feita pelo professor: houvera um desentendimento dele com outro colega. Nessa situação, o que você, mãe ou pai, faz? É claro que, como pais, o primeiro sentimento é o de empatia pelo filho, o que pode levar a julgamentos e comentários desagradáveis sobre o outro estudante. Ou também pode parecer uma alternativa colocar seu filho de castigo, para que ele entenda que a briga não é o caminho para a resolução de conflitos. Confortar a criança ou puni-la: nenhuma dessas alternativas irá levá-la à reflexão, que, por sua vez, leva ao desenvolvimento da autonomia. Uma grande preocupação atual dos pais é estimular os filhos para que deem conta das exigências a que são submetidos na escola, na família e em seus relacionamentos sociais – exigências essas que trazem tanto experiências positivas quanto negativas, como a do conflito. Mas, em contrapartida, os pais adotam, por vezes inconscientemente, posturas protetoras, que desconsideram a capacidade da criança de agir e “se virar” diante de diferentes situações. Essa capacidade de pensar por si mesmo e decidir é algo que, sim, se ensina e se aprende. Família e escola podem colaborar para o desenvolvimento da autonomia, e o caminho é o mesmo para ambas: o diálogo. A conversa – inserida em um relacionamento caloroso, respeitoso, afetuoso e de confiança – entre crianças e adultos levará seu filho a aprender, construir e distinguir por ele mesmo a ideia de certo e errado (no âmbito moral). Assim, quando as crianças brigam na escola, o professor deve ser um mediador, retomando com os alunos envolvidos o ocorrido e levando-os a refletir sobre seus papéis no conflito. E é fundamental que, em casa, a família assuma uma postura coerente com a do professor. Em qualquer situação de conflito, críticas e punições distanciam a criança da reflexão e dos recursos saudáveis para fortalecer-se emocionalmente, solucionando e superando desafios cotidianos. Portanto, seja em meio ao conflito ou em qualquer outra descoberta e experimentação da infância, é o diálogo do adulto com a criança que a levará a perceber os vários pontos de vista de uma situação. A criança passará, por conta própria, a levar em conta os fatores relevantes, como direitos e sentimentos dos outros, e construirá internamente a regra sobre a forma mais tranquila para a resolução de qualquer tipo de conflito. Portanto, ao ler o bilhete do professor na agenda, aproveite a oportunidade de desenvolver a autonomia em seu filho: sente-se com ele e conversem. Profª. Alessandra Siufi Samaan Gestora da Educação Infantil do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

Mundão Junino no Colégio Positivo Júnior

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

7


ESPECIAL ESPORTES COPA POSITIVO 2014

Futebol do aprendizado Nove turmas conquistam o título de campeãs-gerais da Copa Positivo, torneio educacional que promove integração e estimula prática esportiva

A

s turmas 6T01, 7T01, 8T01 e 9M03 do Colégio Positivo Júnior; 6T01, 7M01, 8M01 e 9M01 do Colégio Positivo – Jardim Ambiental; e 6I02 do Colégio Positivo Internacional consagraram-se campeãs-gerais da Copa Positivo 2014, realizada de 23 de abril a 30 de maio. No torneio esportivo, as turmas competiram nas modalidades de futsal, corrida de orientação (jogo de velocidade no deslocamento entre pontos), foursquare (jogo de quadra, em que cada jogador deve evitar que a bola caia em seu espaço) e futebol freestyle (campeonato de embaixadinhas), assim como buscaram pontos pela organização e animação das torcidas. Os jogos evolveram alunos do Ensino Fundamental II e aconteceram durante as aulas de Educação Física e nos intervalos das aulas, pela manhã e à tarde. Para comemorar a vitória, garantida pela maior somatória de pontos conquistados nas atividades, as equipes campeãs participaram de um momento especial de confraternização, que oportunizou a socialização entre os estudantes. De acordo com o coordenador de Esportes e Cultura do Colégio Positivo Internacional, professor Glaucio Neves Woellner, o engajamento dos alunos durante a Copa Positivo foi notável. “Eles gostaram da variedade de atividades oferecidas, que abriu novas possibilidades de prática esportiva, ampliando o foco para além do campeonato de futsal”, analisa. Para o coordenador, o evento simboliza a inovação do Colégio Positivo no desenvolvimento de projetos, inspirados em acontecimentos de amplitude mundial – no caso, a Copa do Mundo da Fifa. No futsal, as turmas – que puderam ter mais de um time representando-as – jogaram entre si, divididas nas categorias feminino

e masculino e de acordo com o ano de ensino, até chegarem às semifinais e finais. Já na corrida de orientação, munidos de um mapa da escola, os alunos foram desafiados a localizar e a dirigir-se a pontos específicos, onde responderam a perguntas sobre a Copa do Mundo para poder prosseguir. O futebol freestyle trouxe uma espécie de torneio de embaixadas, vencido por quem conseguiu controlar a bola, apenas com o uso dos pés, por mais tempo. No foursquare, por sua vez, um exercício que já faz sucesso entre os estudantes, quatro competidores, posicionados dentro de quadrados (em uma quadra dividida em quatro áreas), tinham que rebater uma bola de baixo para cima, em direção ao campo adversário, evitando que a bola caísse em seu espaço – o que acarretaria perda de pontos. Cada aluno começava o jogo com dez pontos e, ao término da rodada (em cinco minutos ou quando o primeiro estudante zerasse a pontuação), aquele que estivesse com mais pontos ganharia a partida para sua turma. Para os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I, a Copa Positivo aconteceu por meio de festivais esportivos, que contaram com a participação de todos os estudantes. Esta foi a segunda edição da Copa Positivo, evento promovido pelo Colégio Positivo a cada quatro anos, de forma coincidente ao evento mundial organizado pela Fifa. Entre cada torneio, ano a ano, a instituição promove ainda a Olimpíada Positivo e o Campeonato Brasileiro Positivo, eventos que compartilham do mesmo objetivo: estimular o aprendizado sobre os países e os estados brasileiros, promover a prática esportiva saudável e, em especial, desenvolver a integração e o trabalho em equipe entre os alunos.

Turma 5T01, do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, em festival esportivo

Apresentação de Ginástica Rítmica integrou abertura da Copa Positivo 2014

8

Festival esportivo integrou a Copa Positivo para alunos das séries iniciais

Organização das torcidas é um dos itens que contou pontos para a definição dos campeões-gerais

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


FESTIVAIS ESPORTIVOS

Talentos e habilidades em evidência Nos festivais, estudantes do Colégio Positivo que praticam modalidades esportivas nas atividades complementares demonstram aprendizados

Festival de Vôlei No dia 29 de março, cerca de 110 alunos do 4º ao 9º ano e 60 pais participaram do Festival de Voleibol do Colégio Positivo, realizado durante o período da manhã, no Colégio Positivo Júnior. O objetivo foi estimular a vida saudável e permitir aos estudantes demonstrar suas habilidades para o esporte. O festival aconteceu no gramado da escola, e os alunos jogaram em duplas (4º e 5º anos), trios (6º e 7º anos) ou quartetos (8º e 9º anos). Os pais também foram convidados a participar das atividades, podendo jogar nas quadras e praticar o minivôlei, em duplas com os filhos. Todos foram premiados com medalhas pela participação.

Festival de Vôlei reúne pais e alunos no Colégio Positivo Júnior

Festival de Basquete No dia 17 de abril, aconteceu, com a participação de aproximadamente 150 alunos do 4º ao 9º, o Festival de Basquete. Realizado no Colégio Positivo – Jardim Ambiental, o festival começou com uma conversa com o ex-jogador da Seleção Brasileira Rolando Ferreira, que falou sobre sua experiência com a modalidade esportiva. Depois, os estudantes foram divididos em trios e jogaram em diferentes tabelas e, ao fim das partidas, todos foram premiados com medalhas. Pais, familiares e amigos também compareceram, prestigiando os jogos.

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

9


COLÉGIO POSITIVO INTERNACIONAL OPEN HOUSE

Recepção de nível internacional Evento de início de ano, comum em escolas internacionais, traz diretor da Saint Andrews’ School, da Flórida

O

início do ano letivo no Colégio Positivo Internacional chegou com uma presença ilustre: Robert Bouressa, diretor da Saint Andrews’ School, na Flórida, Estados Unidos, foi o destaque do Open House, um evento de recepção comum em escolas internacionais. No dia 10 de fevereiro, no Teatro Positivo – Pequeno Auditório, enquanto os estudantes participavam de atividades de integração, Bouressa falou para os pais e familiares sobre educação internacional. Doutor em Educação de Nível Superior e integrante do International Baccalaureate, o educador foi diretor de Admissões Internacionais da Universidade de Georgetown e diretor conselheiro da Escola Americana do Rio de Janeiro. Além da palestra, foram exibidas as propostas e novidades para o ano letivo de 2014. De acordo com a diretora do Colégio Positivo Internacional, professora Audry Castello Branco, o evento é uma forma de aproximar as famílias, assim como uma oportunidade de aprendizado e de proposição de novas ideias. “O Open House promove o estreitamento dos laços entre a instituição, alunos e pais. É uma forma de familiarizá-los com o ambiente escolar. Dessa forma, iniciamos o ano letivo com todos em sintonia”, afirma.

Robert Bouressa, da Saint Andrews’ School, fala sobre educação internacional

HISTÓRIA DO CINEMA

Luz, câmera, aprendizado Com sessões mensais, Clube de Cinema do Colégio Positivo Internacional reúne pais e alunos para assistirem a filmes relacionados aos conteúdos estudados

O

Garoto, estrelado por Charlie Chaplin, e Cantando na Chuva, com Gene Kelly, são alguns dos clássicos já exibidos no Clube de Cinema do Colégio Positivo Internacional, do qual participam os alunos de 5º e 6º anos que cursam a atividade complementar de Film Studies (História do Cinema). Abertas aos pais dos estudantes, as atividades tiveram início em 25 de abril e acontecem mensalmente, na última sexta-feira do mês, com obras que focam nos conteúdos trabalhados na disciplina. “O objetivo é ampliar os conhecimentos culturais e sensibilizar os alunos para a linguagem visual. Além disso, buscamos refinar a habilidade de marcar historicamente eventos e movimentos culturais, colocando-os em seus devidos contextos históricos, por meio da leitura de imagem”, explicam as professoras Lauren Fraiz, historiadora, e Juliana Lazari, graduada em Artes Visuais. O projeto também contribui para o aperfeiçoamento da Língua Inglesa, já que a disciplina é trabalhada no idioma. Além de assistir ao filme, os alunos escrevem resenhas das obras em inglês, com enfoque nos aspectos históricos e linguísticos.

10

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


FAMILY DAY

Diversão em família Cerca de 400 pessoas participam do evento, que tem como objetivo aprendizado, integração e descontração

O

Colégio Positivo Internacional realizou, em 5 de abril, o Family Day. Com a participação de cerca de cem famílias (aproximadamente 400 pessoas), o evento teve como objetivo intensificar a integração entre os estudantes, pais e corpo docente e, na ocasião, foram desenvolvidas atividades educacionais, como apresentações culturais e oficinas artísticas, contemplando aspectos de países cujo idioma nativo é a Língua Inglesa. Houve, ainda, oficinas de confecção de pipas, após as quais os estudantes tiveram a oportunidade de soltá-las, em um momento de descontração. De acordo com a diretora do Colégio Positivo Internacional, professora Audry Castello Branco, as atividades realizadas contaram com envolvimento significativo dos alunos. “Todas as ações evidenciaram a produção dos estudantes: pesquisas e investigações sobre os países que têm como língua nativa o inglês. E, além do ganho em aprendizado, o Family Day oportunizou a aproximação das famílias do dia a dia escolar de seus filhos”, conta.

Pipas foram o destaque do Family Day

Luiza Gomes (6I03), Eduarda Aymore (6I03) e Marina Mello (4I01), do Colégio Positivo Internacional

Apresentações musicais também marcaram o evento

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

11


CAPA

Ouro para o verde Colégio Positivo Internacional conquista a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) e torna-se a primeira e única escola do país com reconhecimento internacional nível ouro para construções sustentáveis

M

esmo com a predominância do laranja nos vários espaços do Colégio Positivo Internacional, a essência do prédio – que abriga o projeto de ensino internacional do Colégio Positivo – é, indiscutivelmente, verde. Devido aos aspectos sustentáveis da edificação, a unidade conquistou, em junho deste ano, a certificação internacional LEED (Leadership in Energy and Environmental Design – Liderança em Energia e Design Ambiental, na tradução literal), na categoria Schools (escolas), e, assim, tornou-se a primeira e única escola nível ouro em construção verde do Brasil. O selo foi concedido pelo U. S. Green Building Council, membro do World Building Council, o conselho mundial que incentiva e regula operações sustentáveis na construção civil. Projetado e edificado de acordo com os critérios de green building (construção verde), o Colégio Positivo Internacional prevê a redução de 92% do consumo de água potável e de 63%

12

do consumo de energia elétrica (considerando-se apenas a economia em iluminação) em comparação com escolas do mesmo porte que não seguem esses padrões. Além da eficiência energética e do consumo sustentável de água, também foram considerados para a certificação o conforto térmico, luminoso e acústico, a qualidade do ar nos espaços do prédio e a redução, ao mínimo possível, do impacto causado no entorno da edificação. Os benefícios da adoção de padrões sustentáveis no local dividem-se, assim, em duas vertentes: conforto e economia de recursos. Segundo a professora Audry Castello Branco, diretora do Colégio Positivo Internacional, os impactos positivos vão além daqueles gerados pela própria estrutura do prédio, pois refletem-se também – e principalmente – na formação dos estudantes. “A certificação em nível ouro mostra que, além de proporcionarmos um espaço que valoriza a sustentabilidade e estimula em nossos alunos a prática do consumo consciente, somos

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014

também exemplo para outras instituições e contribuímos para o progresso sustentável da sociedade”, considera. “Estamos, assim, agindo de acordo com as políticas e práticas do Colégio Positivo, que privilegiam a educação pelo exemplo”. “Quando uma nova escola é planejada e construída, prevê-se uma atuação de longo prazo, em que inúmeras gerações terão a oportunidade de se apropriar desse espaço para desenvolver suas competências acadêmicas, bem como a consciência de seus direitos e deveres para participarem ativamente da sociedade”, declara a diretora do Instituto Positivo, Eliziane Gorniak, a respeito dos motivos que pautaram a adoção de critérios de green building. “Nosso desejo é o de que um aluno que estude em uma escola na qual se preconiza a minimização de impactos sociais e ambientais – e que é reconhecida internacionalmente pela apropriação desses conceitos –, presencie na prática uma educação diferenciada”, conclui.


Pioneirismo No Brasil, cerca de mil empreendimentos buscam a certificação LEED, entre os quais apenas 180 conquistaram-na. Desses, somente dois são escolas: o Colégio Positivo Internacional, com nível ouro, e uma instituição de Educação Básica em Santa Cruz, no Rio de Janeiro, com nível prata. Em plano internacional, existem hoje mais de 800 escolas certificadas. Adotado em 143 países, o sistema LEED oferece quatro níveis de certificação, de acordo com os resultados obtidos pela edificação em termos de otimização de recursos e de conforto: bronze, prata, ouro e platina, sendo esse último o mais representativo. As dimensões avaliadas são espaço sustentável, eficiência do uso da água, energia e atmosfera, materiais e recursos, qualidade ambiental interna e inovação e processos. Para o diretor-geral do Colégio Positivo, professor Celso Hartmann, a obtenção da certificação LEED no padrão ouro é um reconhecimento do compromisso da instituição em preparar os alunos para os desafios atuais da sociedade – não apenas por meio das aulas, mas permitindo que professores e estudantes experimentem na prática as soluções e atitudes positivas que beneficiam todos. “Ao seguir as dimensões estabelecidas pelo sistema LEED, desde a concepção da escola, procuramos aplacar os impactos ambientais, sociais e econômicos da edificação, considerando não apenas a obra, mas também a escola atuando em sua plena capacidade, ao longo dos anos. O LEED ouro no Colégio Positivo Internacional soma-se à recém-conquistada certificação ISO 14.001 de gestão ambiental, que reconhece os esforços das unidades educacionais do Grupo Positivo em minimizar seus impactos ambientais”, afirma.

Carolina Costa Cardoso (1I01), do Colégio Positivo Internacional

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

13


CAPA

Por dentro do Colégio Positivo Conheça, em detalhes, os aspectos de sustentabilidade contemplados pela edificação, os quais garantiram a certificação LEED ouro

14

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014

15

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

16

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

17


EDUCAÇA˜O INFANTIL ARTE

Criatividade em muros e pátios Com pintura e confecção artesanal de brinquedos, estudantes exercitam a capacidade de expressão e desenvolvem a socialização

N

as mãos dos alunos da Educação Infantil, a arte ultrapassou os limites da sala de aula no primeiro semestre. No Colégio Positivo Júnior, o Maternal ganhou o espaço de todo um muro para demonstrar seus talentos com a pintura e, com tintas das mais diversas cores, rolinhos, esponjas e pincéis, deixou seu legado artístico estampado no pátio da escola. Já no Colégio Positivo – Jardim Ambiental, o Pré II fez a confecção artesanal de brinquedos, como o jogo dos pontinhos e a bola na caixa (foto). Além de possibilitar a brincadeira da forma como faziam as gerações anteriores, a criação das peças ainda deu origem a feiras de brinquedos, das quais os pais também participaram. As atividades aconteceram em abril.

Desenvolvimento artístico, raciocínio, criatividade e trabalho em equipe foram alguns dos aspectos estimulados pelas atividades. É o que explica a professora Merylin Franciane Labatut, gestora de Educação Infantil do Colégio Positivo Júnior. “Por meio das atividades artísticas propostas, os alunos exercitaram a capacidade de expressão, desenvolveram a socialização e praticaram o entendimento de regras”, explica. A gestora da Educação Infantil do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, professora Alessandra Siufi Samaan, complementa. “Além de colocar em prática ideias originais, os estudantes puderam conhecer um pouco da realidade da infância de seus pais, e a participação das famílias estreitou o vínculo com a escola”, afirma.

Maternal do Co lég em atividade art io Positivo Júnior ística no pátio da instituição

Felipe Coelho Neto e Leonardo Pianowski Moura (PIIT03), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

HISTÓRIA

Uma imersão no universo dos faraós

Pré II desenvolve pesquisas e atividades práticas sobre a história e a cultura do antigo Egito, o berço das civilizações

H

ábitos, lendas, vestes e até pirâmides egípcias foram resgatados e reconstruídos pelos alunos do Pré II, durante os meses de abril e maio. Para estudar a história e a cultura do antigo Egito, os estudantes fizeram pesquisas sobre moradia, roupas e alimentos da região e, juntos, construíram pirâmides, a partir de caixas de leite decoradas individualmente por cada aluno. Para completar o estudo, aconteceu um baile temático, ao qual todos compareceram caracterizados de múmias, faraós e rainhas, como Cleópatra. Assim, além de descobrirem a história, os estudantes puderam vivenciar a imersão na cultura egípcia, como explica a professora Merylin Franciane Labatut, gestora de Educação Infantil do Colégio Positivo Júnior.

Turma PIIT02, do Colégio Positivo Júnior

18

“Todos os aspectos relacionados ao Egito despertaram a curiosidade dos alunos, que ampliaram seus conhecimentos usufruindo da própria imaginação. Eles aprenderam que os egípcios construíam suas cidades no entorno de oásis (pequena porção de água, cercada por vegetação) e representaram essa característica em detalhes, com areia azul, folhas e galhos de árvores e papéis picados. Depois, analisaram imagens e conheceram os alimentos que eram cultivados às margens do rio Nilo: alho poró, tâmara, figo e ervilha”, detalha. Segundo a gestora, as atividades práticas, como a construção das pirâmides e o baile egípcio, enriqueceram e auxiliaram na consolidação do aprendizado.

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


EDUCAÇÃO INFANTIL INTEGRAL

“Parque dos dinossauros” no Colégio Positivo Como parte do aprendizado sobre a Pré-História, alunos que estudam em período integral participam de projeto sobre os animais extintos

C

om pesquisas sobre anatomia, habitat e alimentação dos dinossauros, culminando na confecção, nas aulas de Marcenaria, de réplicas dos maiores animais que já habitaram a Terra, os alunos da Educação Infantil Integral participaram do projeto Dinossauros, no qual estudaram conteúdos relacionados à Pré-História. Também fizeram parte da programação o retrato artístico do aprendizado, com pinturas e desenhos livres, e a visita a uma exposição sobre os animais, em que os estudantes puderam ver réplicas, em tamanho quase real, dos dinossauros.

De acordo com a professora de Educação Infantil do Colégio Positivo Júnior, Dayane dos Santos Souza, a fase de que os alunos mais gostaram foi a da Marcenaria, quando construíram seus próprios dinossauros de madeira. “Iniciamos a atividade com a pintura das peças com tinta artesanal e rolo de pintura. Depois, destacamos as peças da cartela. Em seguida, montamos os dinossauros. Para finalizar, cada estudante escolheu o nome para seu animal. Foi interessante, porque os alunos relacionaram e consolidaram o que já haviam aprendido”, descreve. “Foram momentos de muito aprendizado, com a construção de conhecimentos diferenciados”.

DIAS DO PIJAMA E DA BIKE

Em ritmo de férias Para despedir-se da escola e dos colegas antes do recesso de inverno, Educação Infantil diverte-se com atividades diferenciadas

or Positivo Júni , do Colégio Turma PIIT02

A

semana que antecedeu as férias de inverno foi especial para os alunos da Educação Infantil do Colégio Positivo. No dia da bike, os estudantes, sobre duas – ou quatro – rodas, tomaram o estacionamento das unidades e, assim, conquistaram, com risadas e diversão, um espaço que, em geral, é destinado aos adultos. Já no dia do pijama, com direito à sessão de cinema e pipoca, os alunos puderam apresentar objetos especiais para si e, assim, conheceram-se melhor, interagiram e integraram-se, como forma de despedirem-se dos colegas e da escola pelo período de recesso. Segundo a gestora da Educação Infantil do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, professora Alessandra Siufi Samaan, os estudantes ficaram animados, pois, no dia do pijama, trouxeram para a escola bichinhos de pelúcia, cobertores e outros objetos pessoais. “Cada aluno trouxe aquilo que o deixa feliz e tranquilo, estabelecendo uma ponte entre a casa e a escola. Por mais gostoso que seja permanecer de pijama, os estudantes entenderam que a roupa de dormir não é a ideal para brincar, por exemplo”, afirma.

Turma MIIT01 , do Co légio P ositivo – Jardim Ambien tal

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

19


ENSINO FUNDAMENTAL BRINCADEIRAS ANTIGAS

De geração para geração

Resgate de brinquedos e brincadeiras antigas desperta a imaginação e auxilia no aprendizado e na socialização

B

rincar de amarelinha, pular corda ou divertir-se com o “lenço atrás”. Atualmente, com a evolução tecnológica, a maioria das crianças não tem acesso a esse tipo de diversão. Assim, para resgatar maneiras de brincar de gerações passadas, além de aumentar o repertório dos alunos e ampliar a socialização, estudantes das séries iniciais do Ensino Fundamental do Colégio Positivo participam de atividades com brinquedos e jogos antigos. Com trens de ferro, dominós, xadrez, cubos mágicos, bolinhas de gude, peões e bolas, os estudantes percebem as semelhanças e diferenças entre os brinquedos de outras gerações e podem compartilhar suas ideias e opiniões sobre os jogos com os colegas. A atividade começa com uma conversa com os alunos, na qual se debatem quais os brinquedos preferidos de cada um. Em outro encontro, os estudantes trazem para a escola e apresentam esses brinquedos para os colegas e, na ocasião seguinte, são os familiares que enviam brinquedos que fizeram parte de sua infância. “Resgatar a história dos brinquedos, por meio de pesquisa e observação, mostra o quanto é importante e rico conhecer as diferentes formas de brincar. Assim, é possível trabalhar a socialização e o respeito pelas diferenças nas preferências”, afirma a professora do 1º ano do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, Luciana Bononi.

Turma 1T04, do Colégio Positivo – Jardim Ambi ental

Geo + Outras atividades do m o projeto Geo + Também compusera do-se, na qual o 6º as atividades Orientan cuito com o auxílio ano percorreu um cir do a questões da en nd de bússolas, respo e se chegava a um disciplina sempre qu cção de jogos amenovo ponto; e a confe eja) pelo 7º ano, ricanos (jornais band ações sobre relevo, orm com imagens e inf rografia, história, clima, vegetação, hid mogramas do país e pontos extremos e cli de cidades brasileiras.

PREVENÇÃO CONTRA AS DROGAS

Diplomados para dizer não Alunos do 5º ano participam de formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas, o Proerd

E

m maio, 400 alunos do 5º ano do Colégio Positivo participaram da formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), concluindo as atividades de desenvolvimento de cidadania e de autoestima e prevenção contra vícios e agressões. A cerimônia aconteceu no Teatro Positivo – Pequeno Auditório e reuniu alunos, familiares e amigos, que celebraram o encerramento do projeto, desenvolvido em parceria pela Polícia Militar, escolas e famílias. Durante a celebração, que contou com uma apresentação especial da banda do Proerd, composta por instrutores do programa, os alunos receberam o certificado de participação e reafirmaram o compromisso de manter-se afastados das drogas. O diretor do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, professor Julio Kiyokatsu Inafuco, explica que o Proerd é desenvolvido nas escolas por policiais militares, que utilizam metodologias próprias para ensinar os alunos a valorizar a vida. “A cerimônia de formatura é motivo de orgulho para as famílias, pois podem ver seus filhos mais seguros”, diz. O Proerd está presente na rede de educação pública e privada do Paraná desde 2000 e já formou, aproximadamente, 1 milhão e 250 mil alunos, que se tornaram multiplicadores do programa na sociedade.

20

Apresen ta do Proerd ção de banda e ju

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014

ramento

de comp

romisso

marcam

formatu

ra


Históri a e Geo Para ap grafia e rofund ar com fo m cam co maio conteúdos re la r em His po primeir tória e G tivos a divers o seme as

GEOGRAFIA

Charges pelo meio ambiente Do 6º ao 9º ano, estudantes fazem críticas bemhumoradas e propõem soluções para questões ecológicas contemporâneas

M

eio ambiente em minhas mãos foi o tema que inspirou alunos do 6º ao 9º ano a produzir charges críticas – e bemhumoradas – sobre assuntos ligados às práticas ecológicas contemporâneas, propondo, por meio de desenhos e textos, possíveis soluções para problemas ambientais. Realizada em abril, a atividade integra o projeto pedagógico Geo +, da disciplina de Geografia, por meio do qual os alunos do Ensino Fundamental II participam de dois exercícios diferenciados por bimestre, os quais integram as notas da disciplina. “Os alunos demonstraram maior consciência e criticidade a respeito de suas ações sobre o meio natural. Esse tipo de atividade promove atitudes individuais e coletivas favoráveis à construção de um mundo mais sustentável”, explica o professor Ricardo Cassab, assessor de Geografia do Colégio Positivo.

eografi stre, du discipli do Ensin a, fo as s na o nente d Fundamenta aídas pedagó ram realizada s, s, no l. O 6º a gicas p o Muse ara os a no ud egípcia lunos s e a ún a Ordem Ros visitou a expo acruz, q sição p ica mú que po ermamia eg ue traz ssui cer ípc div ca de 2.7 de Ger 00 anos ia do Sul do p ersas peças en aís, Toth . Já a au Grande ciamento de la de me ,a Re as temá uxiliou os estu síduos Iguaç campo no Ce a, ntro dantes u, em ticas am de Faz b cal, os a lunos c ientais e de in 6º e 7º anos a c enda Rio on fraestru o as “mo tura da mpreender ntanha heceram a ba cidade lança d s de lix . No loe pesag o” e os e proced imento m de resíduos s para o , aterro.

HISTÓRIA

Da escavação arqueológica ao comércio medieval Atividades diferenciadas de História, em interface com outras disciplinas, trazem aprendizado prático sobre Pré-História e Idade Média

A

História tornou-se “atividade do presente” para os alunos do Ensino Fundamental do Colégio Positivo durante o primeiro semestre. Os estudantes do 6º ano, por exemplo, fizeram a vez de arqueólogos, escavando sítios criados por eles mesmos, com caixas de sapato cheias de areia e objetos enterrados. Ao utilizar técnicas de escavação – com pincéis e escovas de dente – e de pesquisa científica, os alunos descobriram o estudo das sociedades pré-históricas, por meio dos vestígios que deixaram. Além de conceitos da Arqueologia, o projeto abordou temas da Geografia, como estratigrafia e formação do solo, permitindo aos pesquisadores compreender, por exemplo, que, quanto maior a profundidade em que o vestígio se encontra, mais antigo é. Já o 7º ano vivenciou a dinâmica do comércio praticado na Idade Média. Eles organizaram uma feira para a venda de mercadorias fictícias, baseados na realidade medieval: câmbio de moedas para conversão monetária, cobrança abusiva de impostos feudais e investimento em armas para defesa, entre outros. Assim, exploraram os conceitos de burguesia, excedente agrícola, atividade mercantil e renascimento das cidades. Para o assessor de História do Ensino Fundamental II do Colégio Positivo, professor Rogério Pereira da Cunha, as atividades, além de ricas em conhecimento, estimulam a formação cidadã. “A História é uma grande jornada de experiência humana ao longo do tempo. Ao valorizá-la, formamos cidadãos sábios para decidir o presente e o futuro”.

Alunos da turma 6M02, do Colégio Positivo Júnior

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

21


ENSINO FUNDAMENTAL 2+2

MATEMÁTICA

Festival de números Alunos aprendem Matemática em atividades divertidas e constatam aplicações reais dos conceitos em situações do dia a dia

Positivo – (6T02), do Colégio Ravazzani Fenianos ra do Isa e ra rei Fer Isabela Jardim Ambiental

D

urante o primeiro semestre, os alunos do Ensino Fundamental II do Colégio Positivo participaram de uma série de atividades diferenciadas, com o objetivo de facilitar o aprendizado da Matemática. De pesquisas a exercícios “gastronômicos”, as ações buscaram promover o aprendizado de forma significativa e dinâmica, estimulando a diversão e a motivação, conforme explica a assessora de Matemática do Colégio Positivo, professora Luciane Marques de Mattos. Confira as atividades.

6º ano

Matemática explosiva

6º ano

Matemática relâmpago

Em um jogo, os alunos responderam, rapidamente, a questões sobre conceitos estudados Sem aviso-prévio, uma série de questões auxiliou os estudantes a sistematizar aprendizados

6º ano

ZOOMAT Matemática com compasso

Os alunos criaram, com o compasso, diferentes figuras geométricas

6º ano

Matemática + sorvete = combinação perfeita

Para estudar proporção, os estudantes trabalharam com os ingredientes de sorvete

6º ano

Matemática da pizza

Os alunos resolveram a situação-problema de criar uma pizza em que um terço deveria ser de um sabor, e o restante de outro Para relembrar conteúdos abordados no ano letivo anterior, os alunos prepararam sucos de frutas Os alunos aplicaram uma pesquisa sobre a convivência na escola, com coleta de dados, tabulação e gráficos

6º e 7º anos

Refrescando a memória matemática

7º ano

Atitude nota dez! Os valores não são somente os matemáticos

7º ano

Matemática do cheeseburger

No restaurante Madero, os alunos verificaram valores nutricionais, quantidades e preços, para, depois, resolver questões

8º ano

Consumo consciente de energia

Os estudantes aplicaram uma pesquisa sobre o consumo de energia elétrica, com coleta de dados, tabulação e gráficos

9º ano

Projeto de Educação Financeira: conheça o Imposto de Renda (IR)

Os estudantes aprenderam a calcular, de forma simplificada, o valor a ser pago em IR

6º, 8º e 9º anos

Matemática da Copa do Mundo

Dados numéricos foram trabalhados para montar um álbum da Copa do Mundo e criar camisetas e caricaturas dos jogadores

Eduarda Maria Lazof Mota (6T0 2), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

Destaque na Olimpíada Brasileira de Matemática O aluno Luis Henrique Costa, da turma 8M02 do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, conquistou menção honrosa pela participação na edição 2013 da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), o que garantiu a participação do estudante na 20ª Olimpíada de Maio, de caráter internacional, realizada em 12 países ibero-americanos e destinada a estudantes de 13 a 15 anos. Só participam dessa competição os alunos premiados com medalhas de ouro, prata, bronze e menções honrosas na OBM. No ano passado, Luis Henrique competiu pelo Nível 1 (6º e 7º anos) e foi um dos 83 premiados na OBM. Este ano, o estudante também participa da Olimpíada, no Nível 2 (8º e 9º anos), e aguarda a segunda fase, que será realizada no dia 6 de setembro. Em preparação para os próximos desafios, Luis Henrique, assim como outros alunos aprovados na primeira fase, participam de aulas preparatórias para as etapas seguintes da competição, ministradas por professores da escola e baseadas em provas dos anos anteriores. Luis Henrique Costa recebeu menção honrosa na OBM

22

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


LÍNGUA PORTUGUESA

Mitologia em quadrinhos Após leitura sobre a mitologia grega, 6º ano cria histórias em continuidade a trabalho de Maurício de Sousa

N

as mãos dos alunos do 6º ano do Colégio Positivo, a mitologia grega ganhou espaço em um gênero literário ao qual comumente não é associada: a história em quadrinhos (HQ). A atividade, realizada pela disciplina de Oficina de Leitura e Redação, teve início com a leitura de livros nas férias de verão e no primeiro bimestre, associados à temática. Depois, os alunos foram desafiados a continuar uma história em quadrinhos, iniciada por Maurício de Sousa, cujo enredo dialoga com a história mitológica dos doze trabalhos de Hércules. Assim, a partir do conhecimento adquirido nas leituras e nas aulas, os estudantes criaram aventuras para a personagem Mônica, que recebeu uma missão de Hera, esposa de Zeus, com o objetivo de recuperar seu coelhinho Sansão. O resultado foram produções textuais criativas e divertidas.

A mitologia ganha destaque na produção textual por ser uma inspiração bastante rica, conforme explica a professora Mara Solange Guedes Campos, assessora de Língua Portuguesa do Colégio Positivo. “As aventuras mitológicas são tão criativas que, não só motivam o aluno a escrever com mais riqueza de informações, como também são inspirações para muitas obras atuais, inclusive cinematográficas. Conhecendo as histórias da mitologia grega, o estudante desenvolve a compreensão dos personagens e das ações que marcam as releituras de sucesso na literatura e no cinema. Afinal, ensinar leitura de mundo também é uma das missões da área de Língua Portuguesa”, destaca.

PREPARAÇÃO PARA O VESTIBULAR

Simulados já no 9º ano Por meio de iniciativa inédita no Colégio Positivo, a partir deste ano, ao fim de cada bimestre, alunos do 9º ano podem testar conhecimentos e preparar-se para vestibulares

M

ais de 90% dos alunos do 9º ano do Colégio Positivo aderiram, voluntariamente, às provas simuladas realizadas ao fim do primeiro e do segundo bimestres – em abril e junho, respectivamente. Os testes apresentaram 30 questões de cinco disciplinas (Matemática, Língua Portuguesa, Ciências, História e Geografia) e buscaram, além de avaliar os conteúdos trabalhos no período, dar aos estudantes a experiência sobre o funcionamento de vestibulares e concursos públicos.

Pietra Baggio Peixoto de Oliveira (9M02), do Colégio Positivo Júnior

Algumas questões foram feitas com base em edições anteriores do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), segundo explica o professor Carlos Roberto Merlin Júnior, gestor de 8º e 9º anos do Colégio Positivo Júnior. “O simulado é uma prova que irá valer no futuro, pois é uma oportunidade de aprender e de praticar para concursos e vestibulares. Ao fim de cada bimestre, vai aumentando o grau de dificuldade das provas, na medida em que o aluno absorve o conteúdo lecionado”, comenta.

Turma 9M05, do Colégio Positivo Júnior

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

23


ENSINO MÉDIO 3a SÉRIE DO ENSINO MÉDIO

Um semestre de estudos intensificados Implementada no início do ano, 3ª série do Ensino Médio do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio possibilita aprofundamentos, aulas especiais, revisões e vestibulares simulados

C

om 68 alunos em uma turma especial, completa um semestre de funcionamento a 3ª série do Ensino Médio, lançada, em 2014, no Colégio Positivo – Ângelo Sampaio. Continuação do projeto de Ensino Médio Especial – que, com aulas em período integral, foca na preparação para concursos seletivos de universidades –, a 3ª série segue a proposta pedagógica do Curso Positivo, a qual prevê aulas em formato de curso pré-vestibular e a realização de simulados ao longo de todo o ano. O diferencial é a turma reduzida, que frequenta as aulas no Colégio Positivo pela manhã, e, à tarde, assiste a revisões e aulas especiais de Redação no Curso Positivo. Além disso, os alunos têm assistência diária de Matemática, Física e Química e assistência semanal de Biologia, História e Geografia, e podem participar do curso de aprofundamento, com aulas que acontecem às terças e quintas-feiras, no período noturno.

Em 2014, foi lançada turma da 3ª série do Ensino Médio no Colégio Positivo – Ângelo Sampaio

Para a gestora da 3ª série do Ensino Médio, professora Izabella Milléo Bini, outro diferencial é o fato de que, ao ingressar no Ensino Médio Especial, os estudantes passaram por processo seletivo concorrido e já investiram dois anos no aprofundamento de conhecimentos. “Esses alunos têm agora a oportunidade de cursar a 3ª série de maneira personalizada, com um número menor de alunos em sala e com aulas com os professores do Curso Positivo. Assim, a motivação e o índice de aproveitamento são superiores: os estudantes conseguem extrair muito mais das aulas e de seus professores. Temos grandes expectativas em relação aos resultados que o grupo poderá apresentar”, diz a gestora.

ENSINO MÉDIO DIGITAL

Aprendizado via tecnologia Livros digitais e tablets integram rotina de sala de alunos do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

P

ara um grupo de alunos da 1ª série do Ensino Médio do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, o ano de 2014 marca o momento em que a tecnologia definitivamente tornou-se material escolar. No Ensino Médio Digital, os livros ganharam roupagem virtual e deram espaço aos tablets, ampliando os conteúdos – antes impressos – com o uso de simuladores, vídeos, exercícios e atividades exclusivas. Durante as aulas, os alunos podem acompanhar as explicações sem a preocupação de anotar as informações, o que faz com que prestem mais atenção às exposições e debates. Além disso, os recursos que os tablets apresentam, como o detalhamento de imagens (zoom), exercícios de vestibulares ao fim de cada unidade e mapas que resumem as principais ideias do tema abordado, entre outros, ajudam a compreender melhor cada assunto e servem como ferramenta de fixação. É o que explica a professora Claudia Vera Jankowski, gestora do Ensino Médio do Colégio Positivo – Jardim Ambiental no primeiro semestre e, hoje, assessora pedagógica da Editora Positivo. “Com o projeto, aproximamos a escola da tecnologia disponível, que é de uso comum do aluno, de forma que ele aprenda a utilizá-la para o estudo, além de tornar as aulas mais interessantes, abordando o conteúdo de maneira mais atraente”, explica. Em cada sala, há uma pedagoga com conhecimentos em Informática para realizar o acompanhamento do professor e alunos e ensinar como usar os recursos adequadamente. “A resposta dos estudantes tem sido bastante positiva”, destaca Jankowski.

24

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


JUNIOR ACHIEVEMENT

Marketing em foco nas miniempresas de estudantes As empresa Unbox e PechPet, de alunos da 2ª série do Ensino Médio, recebem palestrante. Projeto funciona em parceria com associação educativa Junior Achievement

P

ara as miniempresas Unbox e PechPet, criadas e gerenciadas por alunos da 2ª série do Ensino Médio do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio e do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, respectivamente, maio foi o mês dedicado ao Marketing. Participantes do programa Miniempresa, da Junior Achievement – associação educativa cujo objetivo é despertar o espírito empreendedor nos jovens –, os estudantes assistiram a uma palestra com o diretor corporativo de Marketing do Grupo Positivo e diretor da Escola de Comunicação e Negócios da Universidade Positivo, Rogério Mainardes. Na ocasião, discutiram como incorporar conceitos e estratégias de Marketing às empresas, que produzem caixas para óculos que viram carteiras (Unbox) e roupas para cães (PechPet).

Rogério Mainardes palestra sobre Marketing para alunos que integram projeto Junior Achievement

No projeto, a escola pode manter uma miniempresa, administrada por estudantes, na qual há presidente, funcionários e departamentos específicos, como Recursos Humanos, Produção, Financeiro e Marketing. Regularmente, os alunos recebem palestras e orientações de profissionais atuantes no mercado de trabalho. Nos primeiros encontros do projeto, os alunos assistiram a apresentações teóricas e, posteriormente, definiram-se os produtos e teve início seu desenvolvimento. “Em encontros semanais, com duração de três horas e meia cada, 35 participantes de cada empreendimento definem o que deve ser feito na miniempresa e, no restante da semana, vendem o produto. Quem faltar três vezes, sem justificativa, é sujeito à demissão. O funcionamento é similar a uma empresa normal”, descreve a professora de Literatura Janaína More, que orienta e acompanha o projeto no Colégio Positivo.

OLIMPÍADA DE CONHECIMENTO

Biologia à prova Mais de 40 alunos do Colégio Positivo participam da Olimpíada Brasileira de Biologia Alunos de 1ª e 2ª séries do Ensino Médio do Colégio Positivo participaram, este ano, da Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB). A primeira fase da competição, realizada no início de abril, consistiu em uma prova objetiva de caráter eliminatório com 30 questões, respondidas por estudantes do Brasil inteiro. Dessa etapa, participaram 43 alunos da instituição. Para a segunda fase, classificaram-se dez estudantes do Colégio Positivo, que tiveram, no mínimo, 19 acertos. A segunda fase da OBB, que aconteceu no dia 4 de maio,

teve caráter classificatório e contou com uma prova mais longa, de 120 questões objetivas. Dos alunos que enfrentaram essa etapa, somente 15 foram convocados para um treinamento no Rio de Janeiro, para seguir para a Olimpíada Internacional de Biologia, que, este ano, acontece na Indonésia. Apesar de não passarem para a terceira etapa, os alunos do Colégio Positivo que participaram da OBB tiveram crescimento significativo. De acordo com o assessor de Biologia do

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

Ensino Médio, professor Guilherme Teitge, a participação nesse tipo de evento “permite que o aluno desenvolva melhor suas habilidades, como lógica, interpretação de texto e aplicação de teorias em diferentes tipos de questões e temas variados da Biologia”. Além disso, o clima de competição estimula o estudo e aprimora os conhecimentos sobre o assunto. “Após a prova e a divulgação dos gabaritos, alunos e professores envolvidos no processo ajudam na correção e na interpretação das questões”, finaliza o professor.

25


UNIVERSIDADE POSITIVO MOSTRA DE PROFISSÕES

Para um grande futuro, as melhores escolhas Mostra de Profissões 2014 da Universidade Positivo apresenta 36 cursos de Graduação, em oficinas e feira, e traz Emicida para bate-papo

E

stão abertas as inscrições para a Mostra de Profissões 2014 da Universidade Positivo, que será realizada no dia 27 de agosto, das 8h30 às 17h30, no câmpus da instituição. Este ano, serão apresentados 36 cursos de Graduação, entre Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia, para que estudantes do Ensino Médio possam conhecer diversas carreiras, conversar com professores e alunos e tirar dúvidas antes do vestibular. Além da feira de cursos, o grande diferencial da Mostra de Profissões da UP são as oficinas, nas quais são desenvolvidas palestras e atividades práticas ligadas a cada curso, com informações detalhadas sobre as carreiras e o mercado de trabalho, o que auxilia os estudantes na escolha profissional. Durante todo o dia, também serão realizadas visitas guiadas pelo câmpus da UP.

O encerramento do evento ficará por conta do empreendedor social Emicida, que, em 2014, foi nomeado pela revista Forbes Brasil um dos 30 destaques brasileiros abaixo de 30 anos. Proprietário da empresa Laboratório Fantasma, que concebe, desenvolve e vende álbuns musicais, camisetas, bonés, canecas e acessórios e emprega 20 pessoas na Zona Norte da capital paulista, o cantor e rapper conduzirá um bate-papo sobre inovação e empreendedorismo – conversa essa que será mediada por Jairo Nascimento e Michelly Corrêa, do programa Plug, da Rede Paranaense de Comunicação (afiliada da Rede Globo no Paraná). O bate-papo acontecerá das 16h30 às 17h30, no Teatro Positivo – Grande Auditório. As vagas são limitadas.

Oficinas Realizadas em cinco horários distintos, pela manhã e à tarde, as oficinas de cursos contemplarão, em todos os horários, 36 cursos: Administração, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Comércio Exterior, Design de Interiores, Design de Moda, Design – Projeto de Produto, Design – Projeto Visual, Direito, Economia, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia, Engenharia de Energia, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Educação Física, Enfermagem, Estética e Cosmetologia, Eventos, Fisioterapia, Fotografia, Gastronomia, Jogos Digitais, Jornalismo, Medicina, Nutrição, Odontologia, Pedagogia, Produção de Projetos de Edificações, Psicologia, Publicidade e Propaganda e Sistema de Informação. Cada estudante poderá participar de quantas e quais oficinas desejar, sendo que a entrada nas salas será limitada pela lotação do espaço.

Rapper e empreender social Emicida será destaque da Mostra de Profissões UP 2014

Inscrições As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas, até o dia do evento, pelo site up.com. br/mostradeprofissoes. Você também pode fazer o acesso de seu celular ou tablet, utilizando um software e fotografando o código abaixo.

26

POSITIVO COM VOCEˆ | FEVEREIRO-JULHO 2014


IMAGINE CUP

Brasil na final da Copa do Mundo da Computação Promovida pela Microsoft, a Imagine Cup 2014 teve final em Seattle, nos Estados Unidos. Equipe de alunos da UP foi a única representante brasileira no evento

O

s curitibanos Eduardo Schildt, Luiz Henrique Gomes Monclar, Rhandros Dembicki e Robson Keidy Sewo foram os únicos representantes brasileiros na final mundial do concurso Imagine Cup 2014, a Copa do Mundo da Computação, que aconteceu em Seattle, nos Estados Unidos, de 29 de julho a 2 de agosto. Com o jogo Liaison, a equipe de estudantes, que cursam a Pós-Graduação em Aplicativos para Jogos Digitais da Universidade Positivo e a Graduação em Jogos Digitais do Centro Tecnológico Positivo, conquistou o primeiro lugar nacional na categoria Games, vencendo as melhores equipes nacionais. Desenvolvido para PC e Xbox, o game Liaison é baseado na amizade de um menino e seu cachorro que, presos em um calabouço, devem buscar juntos a saída do castelo, decifrando enigmas. Na final internacional, os alunos competiram com outros nove países pelo título de melhor jogo do mundo. Ao todo, 34 países participaram da fase final da Imagine Cup 2014, com projetos também nas categorias Inovação e Cidadania Mundial, além de Games. De acordo com o orientador do projeto, professor Michael Bahr, a participação no evento significa um grande incentivo para a equipe, pois representa a dedicação e o sucesso dos alunos com o projeto. “Eles acreditaram e mostraram que jogos digitais têm espaço no mercado e podem ser reconhecidos”, afirma. Além disso, o professor explica que participar de um torneio desse porte e ter o trabalho avaliado por importantes profissionais da área estimula a continuidade do projeto.

Sobre o game Liaison No jogo Liaison (termo para ligação, conexão e elo, em inglês e francês), o menino e o cachorro têm habilidades diferentes e precisam trabalhar juntos para enfrentar os obstáculos. Quanto mais se distanciam e deixam de colaborar entre si, mais sombrio o ambiente do jogo se torna – inclusive com o surgimento de novos inimigos e passagens secretas –, o que dificulta a conclusão das tarefas. Ambos os personagens têm habilidades básicas de movimentação: andar, pular, empurrar, segurar e trocar itens entre si. Lug, o menino, consegue também operar máquinas, subir e descer escadas e impulsionar o cachorro para um pulo mais alto, enquanto Savior, o animal de estimação, corre mais rápido sozinho, pula distâncias maiores e passa por espaços mais estreitos.

Equipe Liaison representa Brasil na final mundial da Imagine Cup 2014

A equipe destaca um dos princípios que nortearam o projeto: o desejo de criar um jogo com uma mensagem. “No dia a dia, as pessoas enfrentam a escuridão em muitas formas diferentes e, para superá-la, buscam forças em outras pessoas ou até mesmo animais, como mostra a relação entre Lug e Savior. O conceito fundamental do Liaison é mostrar que a amizade é capaz de derrotar a escuridão e que, mesmo na ausência de luz, pode haver um grande aprendizado para a vida”, afirma Sewo, membro da equipe.

Sobre a Imagine Cup A Imagine Cup é uma importante competição anual promovida pela Microsoft, que reconhece as inovações tecnológicas produzidas por estudantes. A competição, que é dividida em categorias, engloba equipes do mundo todo. Para a etapa final, foram selecionadas 34 equipes, escolhidas entre mais de 170 projetos, de 76 países. Antes da competição oficial, foram realizados alguns Challenges (desafios intermediários), para validar e direcionar o trabalho das equipes. A equipe Liaison venceu o Blue Print Project Challenge, em que deveria produzir um documento escrito que contivesse detalhes do jogo (história, público-alvo, objetivo etc.), levando o prêmio de 3 mil dólares.

FEVEREIRO-JULHO 2014 | POSITIVO COM VOCEˆ

27


Colégio Positivo Júnior Rua Marcelino Champagnat, 733 Colégio Positivo – Jardim Ambiental Rua Itupava, 985 Colégio Positivo – Ângelo Sampaio Rua Alferes Ângelo Sampaio, 2300 Colégio Positivo Internacional Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300

www.colegiopositivo.com.br (41) 3335-3535

Profile for Colégio Positivo

Fevereiro | Julho 2014  

Fevereiro | Julho 2014  

Advertisement