Page 1

POSITIVO

COMVOCE

Felipe Scandelari (8M02), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

Instituto Positivo é criado para investir em ações de responsabilidade social

informativo do colégio positivo Fevereiro | julho 2012

Recursos virtuais aprendizagem real Com investimentos em tecnologia educacional, Colégio Positivo atrai interesse dos estudantes e amplia as possibilidades de aprendizado

Alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio participam da Olimpíada Positivo Pág. 6

Preparação para o vestibular marca atividades do Ensino Médio Pág. 20

Anne Loyze Silvestre e Fernanda Prestes (2M07), do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio

Pág. 4


POR DENTRO DO COLÉGIO POSITIVO esporte editorial Para o Positivo, 2012 é um ano de celebração. Ao completar 40 anos, o Grupo anuncia, com uma velocidade que lhe é característica, uma série de novidades, entre as quais a mais marcante é a criação do Instituto Positivo, que responderá pelas ações de responsabilidade social de todas as unidades educacionais e de negócios. Ao longo de sua história, inovação e empreendedorismo sempre foram palavras que definiram o Positivo, consagrando o Grupo como o líder nos segmentos em que atua. E, após quatro décadas, essa essência não mudou. Nas próximas páginas do informativo Positivo com Você, você confere um balanço das atividades inovadoras desenvolvidas no Colégio Positivo no primeiro semestre. Em especial, destacamos o investimento em tecnologia educacional para a ampliação do aprendizado, tema da matéria de capa desta edição. Como novidade, apresentamos também alguns projetos da Universidade Positivo, muitos dos quais beneficiam os alunos da Educação Básica.

Atleta Positivo em Londres Ex-aluno e ex-atleta do Colégio Positivo, nadador é promessa de medalha nos Jogos Olímpicos de 2012

R

epresentado por Henrique Rodrigues, ouro no pan-americano de Guadalajara, o Positivo marcará presença nas Olimpíadas de Londres, que acontecem em julho e agosto deste ano. Ex-aluno e ex-atleta do Colégio, o nadador conta, desde 2012, com o patrocínio do Grupo e utiliza a estrutura de piscina da Universidade para parte de seus treinamentos. Até o ano passado, Henrique integrava, em São Paulo, o Projeto Rumo ao Ouro em 2016 (PRO-16), programa de treinamento liderado por Cesar Cielo, com a participação de outros nadadores de elite. “Este ano marca o retorno do Henrique para casa. Além de voltar para o Paraná, ele volta ao Positivo, onde praticamente foi criado e sempre se sentiu bem. É um orgulho representar o Positivo e também o estado, que é carente em ídolos do esporte. Estamos trabalhando para colocar a natação paranaense em evidência”, afirma Nelson Rodrigues, pai do atleta. Henrique Rodrigues disputará medalhas nas provas de 200m medley, que estão marcadas para os dias 1º e 2 de agosto.

Aprecie a leitura.

Prof. Paulo Cunha Superintendente de Educação do Grupo Positivo

Henrique Rodrigues, em treinamento na piscina da Universidade Positivo

Queremos saber onde você está! O Grupo Positivo está criando um Centro de Ex-alunos, para manter relacionamento, trocar ideias e divulgar vantagens para todas as pessoas que estudaram no Colégio Positivo, no Curso Positivo e na Universidade Positivo. Se você é ex-aluno, cadastre-se por meio do site do Colégio Positivo (www.colegiopositivo.com.br), clicando no banner da página principal. Em breve, o Centro de Ex-alunos também lançará um site próprio. Participe!

expediente

2

O informativo Positivo com Você é um veículo de comunicação interna do Colégio Positivo, produzido pelo departamento de Marketing Educacional.

Imagens: Arquivo Positivo, Anderson Dalla Vecchia, Daniel Derevecki, Evandro Povh, Fábio Muniz, Gabriel Araújo, Luciana Santos e Renaclo Tekutli

Edição: Jaqueline Bartzen (DRT-PR 7548)

Projeto Gráfico: Estúdio Sem Dublê

Redação: Jaqueline Bartzen, Luan Galani e Suelen Ivanovski (DRT-PR 8268)

Impressão: Posigraf

Diagramação: O2 Design Tiragem: 8 mil exemplares

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012

As opiniões emitidas neste informativo são de responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião do Colégio Positivo. É proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio, sem autorização. FALE COM A REDAÇÃO: e-mail: positivocomvoce@positivo.com.br


Exames de Cambridge

Dia das Mães

Reconhecimento internacional

Homenagens especiais

Sob efusivos aplausos, alunos do Colégio Positivo aprovados nos exames de proficiência de Cambridge ESOL receberam os certificados internacionais que comprovam o domínio da Língua Inglesa. Durante o evento, foram apresentados detalhes sobre cada um dos testes prestados pelos estudantes e a importância da certificação para a vida acadêmica e profissional. Os exames foram realizados em 2012 e, com 80 alunos inscritos, o Colégio Positivo obteve 100% de aprovação. A cerimônia, realizada em abril, também marcou a primeira entrega de certificados do Centro de Línguas Positivo (CLP) como centro autorizado aplicador de exames de Cambridge ESOL.

Durante as reuniões para entrega de pareceres e boletins do primeiro trimestre, as mães de alunos da Educação Infantil ao 5º ano foram surpreendidas por homenagens carinhosas de seus filhos, por ocasião do Dia das Mães. Além de cantar e entregar lembranças pessoalmente, os estudantes também gravaram um vídeo, que foi disponibilizado às famílias na semana anterior à data, no Portal Educacional. Como presente, as mães ainda receberam um vidro de esmalte da coleção Mãe Positivo, que foi personalizado pelos alunos de acordo com as opções de rótulo: Mãe Multitarefas, Mãe Princesa, Mãe Atleta, Mãe Incrível ou Mãe Maravilha.

Estudantes recebem certificados de proficiência de Cambridge ESOL

Mariana de Paula Soares (PIIT01), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, e sua mãe, Renata de Paula Soares

Encontros com especialistas

Palestra para pais Por meio do projeto Encontros com Especialistas, pais de alunos participaram, durante o primeiro semestre, de debates sobre temas ligados aos desafios de educar em cada faixa etária. Em abril, pais de estudantes do 4º ano ao Ensino Médio reuniram-se com a advogada Patricia Peck para uma conversa sobre Segurança nas redes sociais. No mesmo mês, o educador Marcos Meier conduziu a palestra Educar com limites, na qual estiveram presentes pais de alunos da Educação Infantil ao 3º ano. Além dos encontros presenciais, o projeto também acontece por meio de web conferências. A primeira delas, realizada via Portal Educacional, aconteceu em maio e teve como tema a psicomotricidade na infância.

A advogada Patri cia Peck, em pa lestra do projet o Encontros com especialistas

FEVEREIRO-JULHO 2012 POSITIVO ˆ Fevereiro-Julho 2012 || Positivo com com voceˆ voce

3


POR DENTRO DO COLÉGIO POSITIVO instituto positivo

Responsabilidade social ampliada

Letícia Delattre Kluge (2T02), do Colégio Positivo Júnior

Ações educacionais, sociais e ambientais do Colégio Positivo passam a contar com o apoio do Instituto Positivo, criado para potencializar as atividades sociais desenvolvidas pelas empresas do Grupo

E

m comemoração aos 40 anos de sua história, o Grupo Positivo lança, em 2012, o Instituto Positivo (IP), uma organização voltada para a ampliação das ações de responsabilidade social das empresas e unidades educacionais. Com atuação nas linhas de Educação, Meio Ambiente e Mobilização Social, o Instituto já desenvolveu suas primeiras atividades no Colégio Positivo, apoiando eventos de caráter social – como, por exemplo, a Páscoa Solidária e a Festa Junina (saiba mais nos quadros abaixo) – e projetos pedagógicos, como as atividades voluntárias desenvolvidas pelos alunos do 9º ano (leia mais na página 18).

Baião Junino

Páscoa Solidária Para mais de três mil crianças atendidas por instituições filantrópicas, a Páscoa deste ano teve um sabor especial: o da solidariedade. Nos dias 2 e 3 de abril, elas receberam as doações de ovos e chocolates feitas pelos alunos do Colégio Positivo e suas famílias na Páscoa Solidária 2012. Pela primeira vez, os estudantes foram convidados a “adotar” crianças em situação de risco para receber as doações, retirando seus nomes de grandes ovos cenográficos. A campanha deste ano teve um aumento de 50% das arrecadações em relação a 2011 e atendeu crianças de 30 instituições de Curitiba e região metropolitana, que foram indicadas pelo Instituto Positivo.

02) e Lucas Mirella Barreto (9M Colégio ), do Dallegrave (3T03 Ambiental Positivo – Jardim

4

Segundo a diretora do Instituto Positivo, Eliziane Gorniak, as ações em benefício da comunidade, conduzidas por alunos e colaboradores, sempre fizeram parte do DNA das empresas do Grupo. “Com a criação do Instituto, o Positivo reforça os seus valores e o seu compromisso em impulsionar o desenvolvimento das comunidades em que atua, numa visão de longo prazo, de articulação e de diálogo com a sociedade, investindo esforços para um futuro mais sustentável e uma sociedade mais justa”, afirma.

Pais, alunos e colaboradores do Colégio Positivo reuniram-se, no dia 16 de junho, para comemorar o centenário de nascimento do compositor Luiz Gonzaga, conhecido como o rei do baião. Tema da festa junina deste ano, o cantor embalou as apresentações de quadrilha e do Grupo Vocal Positivo, prestigiadas pelas cerca de nove mil pessoas presentes. Algumas novidades marcaram esta edição do evento, entre as quais a barraca de arrecadação de doações para o Lar Bom Caminho, organizada pelos alunos do 9º ano. No Colégio Positivo – Jardim Ambiental, os alunos do Ensino Médio também conduziram uma ação social para arrecadação de roupas de inverno.

João Olympio Trombin i (PIT05), do Colégio Positivo Jún ior

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012

Amanda Feldmann (3BI01) e Barba rá Campos (2T03), do Colégio Positivo Júnior


Conheça outras iniciativas da organização que tiveram início em 2012.

Pro par grama a Fo Su OG rne sten rup ced tab nec oP o e ore ilid tab dores sitivo inc ilid a ad s ade e a cad n d o eia e, a fi tar o tivará

Implantação do Sistema de Gestão Ambiental

u re s pr md seu fo odu e s tiva que t rçar p princ a ráti s. i mb ca pais ém infl s de s foru uen ciem stensua s

Prevê a certificação ambiental das empresas do Grupo Positivo (ISO 14.001), como comprovação do atendimento ambiental legal e do monitoramento contínuo dos impactos gerados pelas unidades.

Programa de Voluntariado Positivo Apadrinhamento ProUni Por meio de processo de seleção interno, alunos da Universidade Positivo bolsistas do Programa Universidade para Todos (do Governo Federal), que apresentem alta performance acadêmica, receberão bolsas complementares para manutenção pessoal e apoio para o aprimoramento profissional.

scolas Projeto IP e E e Plugadas Conveniadas ão na dos à educaç

lta o a projetos vo conveniaPrevê o apoi pelas escolas s do vi ol nv dese o de comunidade, no ou à divisã sitivo de Ensi Po a ica. em át st rm Si fo das ao tivo In ional da Posi ac uc Ed ia og Tecnol

Relatório de Sustentabilidade do Grupo Positivo O relatório, cuja primeira edição deverá ser concluída em 2013, apresentará a atuação das empresas e suas práticas de sustentabilidade.

Colaboradores do Positivo serão estimulados a dedicar seu tempo e o seu talento em iniciativas voluntárias, voltadas para o desenvolvimento da comunidade. Haverá, também, campanhas de mobilização social, das quais poderão participar também alunos e familiares.

Program Talentos Po a sitivo

Prevê a con cessão de b olsas no Co Po si ti vo p a légio ra a lu n o s d e b a ix a re n p ossuam ta d a que lento e demon strem grand ção aos estud e d edicaos. Nos próxi mos anos, a in deverá ser es ic ia tiva tendida para algumas das las brasileiras escoconveniadas ao Sistema Positivo de E nsino.

Ambiental Projeto de Educação bre a conso res aprenderão mais Alunos e colaborado Uru – um do ta Ma à s ita a, com vis servação da naturez na cidade floresta de Araucária espaço preservado de sde 2003. lo Grupo Positivo de da Lapa, mantido pe

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

5


especial esporte e cultura

Um torneio em prol da cooperação Positivo Júnior 01), do Colégio Isabela Alves (7M e ) 02 (7M hi Camila Rig

V

estindo camisetas de países diferentes – e “adversários” em quadra –, alunas do Colégio Positivo confraternizaram e fizeram um lanche juntas. E, assim, com uma ação simples e corriqueira, elas sintetizaram o espírito de cooperação que tomou conta de todas as turmas da Educação Infantil ao Ensino Médio, de 25 a 29 de junho. As palavras de Mariana Velinças, aluna da turma 4T02 do Colégio Positivo Júnior, resumem o clima da Olimpíada Positivo 2012: “mesmo jogando vôlei contra o time da minha melhor amiga, nós continuamos nos dando bem – e muito! Nós jogamos, brincamos, rimos, torcemos e fizemos mais amizades”, conta esfuziante.

Olimpíada Positivo 2012 estimula o respeito e a união, por meio de atividades esportivas e culturais

Assim como em nível mundial, no Colégio Positivo, a Olimpíada também busca a associação entre a competição esportiva e a união das nações em torno de um único objetivo: o de selar o bom relacionamento, a paz e a amizade entre os povos. Para atingir esse propósito, os alunos fizeram pesquisas sobre aspectos culturais, sociais e econômicos de países que estão presentes, este ano, nos Jogos Olímpicos de Londres. Cada turma representou uma nação, que foi escolhida por meio de sorteio. Os alunos da Educação Infantil ao 3º ano participaram de festivais esportivos, com jogos como cabo de guerra, estafetas (corridas de revezamento) e circuitos motores. Do 4º ano ao Ensino Médio, as turmas competiram nas modalidades de futsal, vôlei, basquete, natação, xadrez e tênis de mesa. Para cada modalidade e série, foram premiados, com

Alunas de Ginástica Rítmica e de Ginástica Artística do Colégio Positivo Júnior, na apresentação de abertura da Olimpíada Positivo

6

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012

medalhas, os primeiros, segundos e terceiros lugares, exceto no festival esportivo, em que todos os alunos receberam medalhas. O professor Glaucio Neves Woellner, coordenador de Esportes e Cultura do Colégio Positivo Júnior, explica que a Olimpíada Positivo promove a socialização e desperta o gosto pela participação em atividades esportivas, assim como estimula o aprendizado sobre a cultura e a história de diversos países. “Os alunos desenvolvem aspectos físicos e motores e ampliam seu conhecimento de mundo. Tudo isso, com uma boa dose de diversão e espírito esportivo”, diz.


gio ), do Colé er (2M01 olas Ziesem ic N e zi Vicen Bernardo

Gustavo d do Colég e Jesus (4M01) io Positivo e – Jardim Alysson Gottard Ambienta i Filho (4 l T01),

nior Positivo Jú

Do esporte à cultura Além das atividades esportivas, a Olimpíada Positivo 2012 foi marcada pelo aprendizado sobre diversas nações. Como atividades culturais do torneio, foram pontuadas a organização das torcidas, a caracterização das salas de aula com temáticas pertinentes a cada país, a criação de um banner sobre o cooperativismo (com um personagem da nação que tenha colaborado para a melhoria da sociedade) e o desfile de abertura do evento. Essas atividades integraram os dias de jogos e somaram pontos para definir as equipes vencedoras, que serão anunciadas em uma cerimônia oficial de premiação, em agosto. Os trabalhos passaram por uma banca avaliadora, que examinou a qualidades das tarefas apresentadas, analisando, além do conteúdo, a organização e a originalidade das propostas. Para a professora de Educação Física Michelle Correa Martins, esse formato permitiu o enriquecimento curricular e o crescimento interpessoal dos estudantes. “Toda a etapa de pesquisa aguçou a curiosidade e a motivação dos alunos pelos jogos. Até mesmo os que não costumam praticar esportes sentiram-se à vontade para brincar e competir”, afirma. Para o aluno Antônio Antimo Vezozzo, da turma 5T03 do Colégio Positivo Júnior, o trabalho em equipe em todas as atividades propostas, das pesquisas culturais à prática esportiva, foi o que mais marcou no campeonato. “Eu joguei futebol e vôlei, e, nos dois casos, todos os atletas entraram em campo, puderam competir e viver aquele momento. Isso sim é jogo escolar e jogo em equipe”, ressalta.

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

itivo 01), do Colégio Pos Caetano Ferreira (7M

Júnior

7


capa tecnologia educacional

Recursos virtuais, aprendizado real Com investimentos em tecnologia educacional, Colégio Positivo atrai interesse dos estudantes e amplia as possibilidades de aprendizado

N

a medida em que a Geração Z (os nativos digitais) vai ocupando os espaços deixados pela Geração Y (a geração da internet) nas carteiras escolares do Colégio Positivo, as salas de aula da instituição também se transformam. Lousas interativas passam a dividir o espaço com o quadro, tablets e netbooks marcam presença ao lado de livros e cadernos, mesas educacionais e votadores tornam-se material tão corriqueiro quanto lápis e canetas. A tecnologia entra nas salas de aula para ficar: “já não é mais possível pensar a educação sem o uso de recursos tecnológicos”, afirma a

professora Juliana Milléo Sochascki, coordenadora de Informática do Colégio Positivo. É a partir dessa premissa que a instituição investe, sistematicamente, em tecnologia educacional. Apenas em 2012, foram adquiridos dezenas de tablets Ypy, Mobos (netbooks) e mesas educacionais com realidade aumentada, além de lousas Multitouch (que, como evolução às anteriores, dispensam as canetas e permitem o manuseio de conteúdos em mais de um ponto da tela). Aos novos equipamentos, saídos das mais modernas gerações de soluções educacionais da Positivo Informática, somam-se os recursos dos quais o Colégio Positivo já dispunha, como votadores, Classmates (netbooks), Max Câmeras, diversos modelos de mesas educacionais e lousas interativas.

Caroline Brandalize (2M07), do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio

Ana Clara Davila e Amanda Rossetim Silva (2M05), do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio

8

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012

Segundo a professora Juliana, ainda mais importante do que os equipamentos é o uso que se faz deles, com atividades que efetivamente contribuam para a ampliação do aprendizado dos alunos, nos mais diversos níveis de ensino. “Não basta ter os recursos mais modernos; o que realmente importa é utilizá-los de forma pedagógica, estendendo o conteúdo de uma maneira que o papel não permite. A tecnologia deve somar, complementar e ampliar o trabalho realizado em sala de aula. E é nisso que o Colégio Positivo investe”, diz.


Novo Portal Educacional O grande exemplo da aplicação da tecnologia em favor do aprendizado é o Portal Educacional, um espaço gerenciado pela Positivo Informática e integrado ao site do Colégio Positivo (www.colegiopositivo.com.br).Utilizado por alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio, o Portal passou, este ano, por uma importante mudança, consolidando-se como um verdadeiro ambiente virtual de aprendizado. O espaço integrou conceitos das redes sociais e tornou-se uma comunidade colaborativa on-line, na qual

professores e alunos podem trocar ideias de modo seguro. Victor Sebastian Reis da Silva, diretor de Serviços On-line da Positivo Informática, explica que, com a nova proposta, existe ainda a possibilidade de os professores criarem atividades dirigidas a alunos ou turmas específicas, acompanhando e avaliando os resultados. “O novo Portal Educacional aumenta os laços professor-aluno, ao permitir um maior contato entre eles. Com o uso de tecnologias

Colégio Positivo nas redes sociais

educacionais inovadoras como essa, estamos contribuindo para a melhoria da educação no país”, afirma. Reconhecido no país por contar com o maior e mais confiável conteúdo educacional em português, o Portal Educacional contém todo o dicionário Aurélio e traz ferramentas como simuladores e recursos multimídia, que permitem trabalhar temas de todas as áreas. Além disso, a partir de 2012, as tarefas dos estudantes de todos os níveis de ensino passaram a ser lançadas nesse espaço virtual, para acompanhamento das famílias. As avaliações descritivas, para alunos da Educação Infantil ao 2º ano, também podem ser acessadas no Portal.

Também neste ano, o Colégio Positivo lançou seus perfis oficiais no site de relacionamento Facebook e no microblog Twitter, com o objetivo de ampliar os canais de comunicação com alunos e seus pais. Nos espaços virtuais, são divulgados projetos, atividades e eventos da instituição, além de dicas e notícias sobre educação e ensino (para os pais) e novidades sobre esporte, cultura e vestibular (para os estudantes). Para conhecer os perfis, fotografe o código abaixo (utilizando celular ou tablet com conexão à internet) ou acesse os seguintes endereços:

facebook.com/colegiopositivopais

Eduardo Lima Cat e Rodrigo Feldman (2M07), do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio

Gabriela Hara (2M07), do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio

facebook.com/colegiopositivoalunos

twitter.com/ColegioPositivo

Giulia Meschino (2M07) e Crysla do Nascimento (2M06), do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio

FEVEREIRO-JULHO 2012 POSITIVO ˆ Fevereiro-Julho 2012 || Positivo com com voceˆ voce

99


capa tecnologia educacional Conheça os recursos tecnológicos disponíveis aos alunos do Colégio Positivo e sua aplicação no dia a dia escolar

Iris Maria Chomatas (8M01), do Colégio Positivo Júnior

Equipamentos em plena atividade Lousa interativa

(séries finais do Ensino Fundamental ao Ensino Médio)

Clara Souza da Frota (2M01), do Colégio Positivo - Ângelo Sampaio

Tablet (Ensino Médio)

Utilizado pelos alunos do Ensino Médio, principalmente os do Ensino Médio Especial, o Ypy, primeiro tablet brasileiro, é, em sala de aula, um extensor do material didático, pois permite o manuseio individual e instantâneo de conteúdos multimídia. Um exemplo de sua aplicação aconteceu nas aulas de Literatura, nas quais os alunos acessaram as versões para tablet dos jornais Gazeta do Povo e Folha de São Paulo, cujo conteúdo noticioso é costumeiramente cobrado em concursos vestibulares. A atividade buscou a ampliação do conhecimento e da capacidade de argumentação dos estudantes.

10

A lousa permite que o professor manipule objetos diversos – desde figuras até complexos simuladores de Física e Química – de uma forma dinâmica e prática, garantindo ao aluno a compreensão muito mais rápida e eficaz do que a proporcionada pela visualização em um material impresso ou projetado. Está instalada em todas as salas do Ensino Médio, nos auditórios e laboratórios de Informática. Como projeto-piloto, os alunos do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio já têm acesso às novas lousas Multitouch. “A dinâmica da aula com a lousa é outra, pois o equipamento permite a análise de gráficos e figuras de forma simples e eficiente. A lousa certamente amplia as possibilidades de aprendizado”, afirma o professor de Matemática Dirceu Fedalto, que faz anotações sobre os conteúdos, resolve exercícios nos próprios slides, utiliza os simuladores do Portal Educacional e manipula um software que gera poliedros, entre outras aplicações do equipamento.

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


Bernardo Klein (9M02), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

Ambiente Digital de Aprendizagem

Netbook

(Educação Infantil ao Ensino Médio)

(Ensino Fundamental)

Utilizada pelos professores de todas as disciplinas para estender e ampliar os conteúdos, a sala-ambiente, também conhecida como laboratório de Informática, dispõe de tecnologias avançadas em computadores, além de contar com lousas interativas e mesas educacionais. Um exemplo de utilização desse espaço é o bingo e o speed da tabuada, atividades desenvolvidas pelos alunos do 5º ano. No bingo, os estudantes receberam multiplicações e deveriam marcar na cartela virtual, com um clique do mouse, o resultado. Já no speed, eles tiveram segundos para digitar as respostas às multiplicações propostas.

O Mobo, um minicomputador portátil, pode ser transportado com facilidade e, assim, traz mobilidade para a sala de aula e para os demais ambientes da escola. Sua utilização incentiva o raciocínio e a busca constante por novas descobertas.

“A tecnologia, aliada aos conteúdos de sala de aula, sempre gera bons resultados. Com exercícios lúdicos, os estudantes desenvolvem melhor o conhecimento e, nesse sentido, o bingo e o speed são maneiras atraentes de incentivá-los a estudar a tabuada”, afirma a professora de Matemática Maria Helena Perez. Os alunos concordam. “Eu gosto desse tipo de atividade porque aumenta o meu conhecimento em Matemática”, relata Pedro Nagano, da turma 5M01 do Colégio Positivo Júnior.

Max Câmera (Educação Infantil ao Ensino Médio) União entre uma câmera fotográfica e um microscópio, a Max Câmera permite que os professores captem imagens de livros, revistas, fotos impressas, jornais e qualquer material tridimencional e as reproduzam com alta qualidade e fidelidade de cores.

Valentine Nehring (2T01) e Lavinia Pereira (2T02), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

Mesas Educacionais

(Educação Infantil ao 4º ano)

Votador (Ensino Fundamental e Ensino Médio) O equipamento permite que os alunos respondam instantaneamente questões de múltiplas alternativas, como enquetes, votações e perguntas rápidas sobre o conteúdo estudado. Os estudantes do Ensino Médio, por exemplo, utilizaram os votadores para responder a um quiz gramatical, que retomou e revisou temas trabalhados nas aulas de Língua Portuguesa.

projeto-piloto

Ensino Bilíngue tem sala de aula digital

Compostas por uma espécie de plataforma, sobre a qual os alunos encaixam blocos com sensores, as mesas educacionais auxiliam os estudantes das séries iniciais durante o processo de reconhecimento de números e desenvolvimento da alfabetização. Por meio de jogos e atividades lúdicas, programas propõem situações que devem ser solucionadas pelos alunos. Para isso, eles colocam sobre a plataforma o bloco com a letra ou com o número que traz a resposta ao desafio apresentado. Nessa proposta, o novo aplicativo de realidade aumentada possibilita que os alunos, utilizando seus próprios avatares, interajam com os jogos educativos de forma mais real. Conheça as mesas educacionais utilizadas pelos alunos do Colégio Positivo: Mesa Educacional Mundo das Descobertas: trabalha conteúdos de Artes, Natureza e Sociedade, Linguagem Oral e Escrita, Movimentos e Matemática.

Para os alunos do Ensino Bilíngue Integral, o contato com a tecnologia educacional é ainda mais forte: eles dispõem de equipamentos exclusivos, instalados nas próprias salas de aula. Nos 1os e 2os anos, as salas contam com mesas educacionais Alfabeto, E-Blocks Inglês e E-Blocks Matemática. Já nos 3os e 4os anos, há os netbooks. As lousas interativas estão presentes nas salas de todas as séries dessa modalidade de ensino.

Mesa Alfabeto com Realidade Aumentada: trabalha o aprendizado de letras e palavras, com animações, vídeos, recursos sonoros e atividades que utilizam a tecnologia de realidade aumentada. Mesa Educacional E-Blocks Inglês: trabalha com o aprendizado da Língua Inglesa, com um método utilizado com sucesso em 25 países. Mesa Educacional E-Blocks Matemática: trabalha quatro principais blocos de conteúdo – Números e Operações, Espaço e Forma, Grandeza e Medidas e Tratamento da Informação.

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

11


educaça˜o infantil

Pinóquio no teatro

música, teatro e literatura

Com rostos pensativos, olhos estatelados e risadas tímidas, os alunos do Pré I e do Pré II acompanharam a apresentação da peça Pinóquio, no Teatro Parque da Criança, em maio. Por meio da história do boneco de madeira, que sonhava em se tornar um menino de verdade, os estudantes puderam vivenciar momentos de reflexão sobre valores, principalmente ao avaliar as atitudes de Pinóquio e ao colocar-se em seu lugar. A iniciativa também buscou despertar nos alunos o interesse pela leitura.

Poetas e suas primeiras obras

Cena da peça Pinóquio, no Teatro Parque da Criança

Também como atividade voltada à leitura e ao início do processo de letramento, os alunos do Pré I assinaram suas primeiras poesias, em formato de haicai – poemas breves (apenas três linhas), de estética japonesa. Além da criação, os estudantes também fizeram a apresentação dos textos, declamando-os e interpretando-os para seus pais em sala de aula, no mês de junho. Os exercícios foram resultado do trabalho sobre a cultura japonesa, desenvolvido ao longo de todo o trimestre.

O rato roeu a roupa do rei de Roma As lenga-lengas ou trava-línguas fizeram a diversão e o aprendizado dos alunos do Maternal em maio e junho, quando foi trabalhada a unidade temática Brincando com lenga-lengas. Além de verbalizar os jogos de palavras, os estudantes também experimentaram, nas aulas de Música, a composição musical dos trava-línguas, utilizando instrumentos como xilofone, violino, rabecão e flauta. A atividade favoreceu o desenvolvimento da oralidade dos alunos, assim como ampliou seu repertório de movimentos.

Alunos da turma MIIT01 do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

12

Felipe Silvestre e Davi Casalet (MIIT01), do Colégio Positivo – Jardim Ambiental

Branca de Neve e os atores-mirins Depois de ouvir a contação do clássico infantil Branca de Neve e os sete anões, os alunos do Maternal experimentaram seus talentos como atores e fizeram a dramatização da história. A atividade, realizada em maio, fez referência à unidade temática Espelho, espelho meu. A prática teatral permitiu aos estudantes o desenvolvimento da expressão corporal, além de oportunizar a ampliação do repertório criativo, por meio da representação de diferentes personagens.

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


ARTE E HISTÓRIA

Entre castelos e histórias Trajados como reis, princesas, cavaleiros e bufões, os alunos do Pré II vivenciaram um dia na Idade Média. Em um baile medieval, realizado em maio, eles completaram os estudos sobre esse período histórico, que incluíram o aprendizado sobre personagens, comidas e músicas da época, além da construção de castelos com materiais recicláveis. A atividade buscou resgatar a cultura do período de maneira lúdica, para promover o conhecimento sobre a história e a compreensão da importância de cada fase para a diversidade sociocultural. Depois dos “embalos medievais”, os estudantes provaram sopa de lentilha (prato típico da Idade Média), que foi preparada na aula de Culinária.

No jardim de Monet Durante algumas semanas do primeiro semestre, as salas de aula dos alunos do Pré I exibiram uma decoração de forte significado cultural: releituras de A ponte japonesa, famoso quadro de Claude Monet, enfeitaram as paredes. Os estudantes pintaram seus próprios quadros depois de fazer uma visita à réplica da ponte, localizada no laboratório a céu aberto do Colégio Positivo – Jardim Ambiental. Também foram realizadas, em sala de aula, diversas atividades sobre o pintor impressionista, como o estudo de suas obras mais famosas, entre as quais Impressão: nascer do sol e Mulheres no Jardim.

Festa à fantasia Para aprender mais sobre as tradições nacionais, suas origens e símbolos, os alunos da Educação Infantil e das séries iniciais do Ensino Fundamental participaram, em fevereiro, de um baile à fantasia, com direito a desfile, serpentinas, dança e comemoração, ao som de tradicionais marchinhas de Carnaval. A atividade aconteceu nas salas de aula e no pátio, e todos os alunos compareceram caracterizados, utilizando a criatividade e a imaginação em suas produções. Além do aprendizado sobre as origens e a história da comemoração do Carnaval, os estudantes estreitaram os vínculos com os colegas e os professores e intensificaram a alegria em estar na escola.

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

13


educaça˜o infantil PROJETO CRIANÇAS BRASILEIRAS

Viagem ao centro do Brasil Alunos do Pré II descobrem a diversidade cultural das diferentes regiões do país

C

om seus 8,5 milhões de quilômetros quadrados, número que posiciona nosso país como o quinto maior do mundo, o Brasil equivale territorialmente a um continente. E, para conhecer a diversidade de hábitos, modos de vida e costumes que circulam por todo esse espaço e que ajudam a formar a cultura nacional, os alunos do Pré II participaram, no primeiro semestre, do projeto Crianças Brasileiras, por meio do qual aprenderam sobre as características mais marcantes de cada uma das cinco regiões do país. Em abril, os estudantes assistiram a uma peça, apresentada por alunos do Grupo de Teatro do Colégio Positivo, sobre as características das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul, cada qual representada por um personagem. Além de envolver-se com essa ação, o Pré II também recebeu seus pais na escola, para visitar uma exposição com os resultados das atividades realizadas no projeto. Na ocasião, houve a apresentação de músicas regionais e a exibição de objetos típicos de cada local, além de álbuns de figurinhas, mural de fotos e telas pintadas pelos alunos. “Foram abordados assuntos socioculturais diversos, articulados com aspectos que fazem parte do cotidiano das crianças, como alimentação, vestuário, músicas, jogos e brincadeiras”, detalha a professora Domus Aurea, gestora da Educação Infantil do Colégio Positivo – Jardim Ambiental. A professora Rosana Pessatti, gestora da Educação Infantil e do 1º ano do Colégio Positivo Júnior, complementa. “Além do aprendizado, o projeto também foi importante para fortalecer a integração entre pais e alunos”, diz.

14

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


astronomia

Com os olhos na Lua Realizada pelo quinto ano consecutivo, Jornada Espacial estimula o interesse dos alunos por ciência

N

os dias 27 e 28 de junho, o Colégio Positivo realizou a quinta edição da Jornada Espacial, evento lúdico especialmente desenvolvido para o aprendizado da Astronomia. E nem mesmo o frio foi capaz de desanimar os alunos do Pré II e seus pais, que participaram das cinco estações interativas. No total, cerca de 270 estudantes estiveram presentes nas atividades, que aconteceram no Colégio Positivo Júnior e no Colégio Positivo – Jardim Ambiental. Durante o evento, os participantes descobriram como ocorreu a conquista do espaço pelo homem, qual a influência da Lua sobre as marés e como observar os astros com o auxílio de telescópios, além de outras curiosidades sobre os corpos celestes, em especial a Lua.

Houve ainda um teatro infantil, que contou com a presença do personagem Buzz Lightyear, a apresentação de músicas relacionadas à Lua e aos astros e uma simulação de viagem ao espaço dentro do ônibus da escola, caracterizado como uma nave espacial. Para recordar o momento, os alunos levaram para casa um chaveiro almofadado, em forma de estrela. “Nunca é cedo demais para despertar a curiosidade e o espírito científico nas crianças. Com a Jornada Espacial, nosso intuito foi estimulá-los de maneira lúdica a compreender alguns dos mistérios que cercam nosso universo, além de reforçar os laços entre pais e filhos”, diz a professora Domus Aurea, gestora da Educação Infantil do Colégio Positivo – Jardim Ambiental.

Raquel Mei Alves (PIIT05), do Colégio Positivo Júnior

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

15 15


ensino FUNDAMENTAL ENSINO BILÍNGUE INTEGRAL

Piquenique multicultural Para aprofundar o conhecimento cultural e fortalecer a união entre pais e alunos do Ensino Bilíngue Integral, foi realizado, no dia 30 de junho, no câmpus da Universidade Positivo, um piquenique de confraternização. O evento, que teve como temática as Crianças do Mundo, contou com comidas tradicionais de alguns países falantes de língua inglesa, além de oficinas sobre África do Sul, Austrália, Estados Unidos e Grã-Bretanha. No total, participaram do piquenique famílias de cerca de 120 estudantes, alguns dos quais tiveram a oportunidade de registrar o encontro em vídeos e fotos a partir de suas perspectivas, com o auxílio de tablets Positivo Ypy, que foram emprestados aos alunos durante o encontro.

e Alunos do Ensino Bilíngue Integral, em oficina durante o piqueniqu

Sarah Raquel Plautz (1BI01 ), do

Colégio Positivo Júnior

Aula magna Para marcar o início das atividades no Ensino Bilíngue Integral, os pais e alunos do segmento participaram, em fevereiro, de uma aula magna. Na ocasião, os estudantes conheceram seu ambiente de estudos – um prédio exclusivo – e professores, enquanto os pais participaram de conversas com

especialistas. O encontro teve como temas de destaque a interculturalidade e o respeito às diversidades étnicas e culturais, itens de destaque do currículo internacional da modalidade de ensino. Para encerrar a atividade, as famílias reuniram-se para um café da manhã, seguido pelo início das aulas para os alunos.

Visita internacional Os alunos do Ensino Bilíngue Integral receberam, em maio, visitantes ilustres: três professores chineses da empresa Yibeile Education, que estiveram no Colégio Positivo Júnior para conhecer a instituição e, em especial, o trabalho realizado com as mesas educacionais E-Blocks e Mundo das Descobertas com Realidade Aumentada. Durante a visita, houve um encontro entre os chineses e os alunos do 4º ano, no qual foram feitas e respondidas perguntas sobre questões culturais relacionadas aos dois países, em inglês. Na sequência, os estrangeiros participaram de uma aula de Música dos alunos do 1º ano, na qual foram utilizadas as mesas educacionais.

16

Turma 1BI0 2 recebe vi sitantes ch ineses

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


saídas pedagógicas

Aprendizado em campo Conheça as saídas pedagógicas que os alunos do Ensino Fundamental fizeram no primeiro semestre e saiba o que eles acharam das atividades.

“Eu adorei a visita porque pude revisar todo o conteúdo aprendido em sala de aula sobre o Egito. Além de rever o processo de mumificação e aspectos da cultura egípcia, conheci uma múmia de verdade, com mais de três mil anos.” Bruna Pioli (6T02), do Colégio Positivo Júnior

6º ano Museu Egípcio e Rosacruz Data: 3 e 4 de maio Objetivo: compreender os elementos sociais e culturais da civilização Egípcia

ra vez que eu “Essa foi a primei eu achei a visita fui à Biblioteca e que existem muito legal. Eu vi s lá, inclusive muitos gibis e livro e deu vontade em braile. Isso m ente os gibis da de ler, principalm a.” Turma da Mônic

1º ano

blica Biblioteca Pú do Paraná 21 de junho Data: de 4 a riquecer Objetivo: en projeto do ho al ab o tr itores em cr Es e Leitores Formação

légio Positivo – stos (1M01), do Co Isabela Maia Ba l Jardim Ambienta

“A visita ao mus eu foi uma experi ência viva. Vi a public idade da época, ou vi sons das estações de trem utilizada s para deportaçõe s, li depoimentos e acompanhei a hi 9º ano stória de vida de algumas pessoas M useu do Ho durante a II G locausto uerra Mundial. Esper D ata: de 6 a 2 o que essa guerra 3 de junho sirva de lição pa Objetivo: am ra que nenhum p outro conhecimen liar o conflito se inicie.” to II Guerra Mu sobre a ndial consequênci as

Amanda Albuqu

meus “Quando vendaram os jardim, olhos para passear pelo cegos não vi como é difícil para os tem tudo enxergar e como eles sen ora, meu de um jeito diferente. Ag sentido favorito é o tato.” (2T03), do Gabriel Possinelli Otenio Positivo Júnior

Colégio

“No Mercado Municipa l, aprendi como escolher um a fruta madura e treinei Matemá tica com o dinheiro. Aprende r com o passeio foi divertido.” Maria Fernanda Rodrig

ues (3M01), do Colégio Positivo – Jardim Ambien tal

erque Fonseca (9 M01), do Colég io Positivo – Jard im Ambiental

2º ano

e suas

ões Jardim das Sensaç ) co ni tâ Bo (no Jardim maio Data: de 9 a 25 de ainda não

e (para as turmas qu sseio, a atividade participaram do pa ) sto ago em acontecerá

ar os Objetivo: estimul a os, id nt se es nt re fe di flexão re a e ão observaç

3º ano Mercado Municipa l de Curitiba Data: de 11 a 26 de abril Objetivo: compree ns da tipologia textua ão l de anúncios, prática de operações com o sistema monetário e iden tificação de aspectos socio culturais da alimentação

legal, princi“O passeio foi bem ta Bacaetava. palmente na Gru pude ver como é Pela primeira vez, dentro! Eu achei uma caverna por miscigenação impressionante a rque isso acabou dos imigrantes, po ras e povos.” criando novas cultu

io

1), do Colég aga Fávero (5T0 Carlos Eduardo Br Positivo Júnior

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

5º ano

no Circuito Italia 11 de maio Data: de 9 a rofundar o Objetivo: ap alimentação a e estudo sobr nhecer os co e el saudáv cultura dos a costumes e alianos imigrantes it

17


ensino fundamental

fotografia

Geografia “enquadrada” Alunos do 6º ao 9º ano participam do primeiro concurso de fotografias geográficas do Colégio Positivo

C

om o objetivo de oportunizar aos alunos do 6º ao 9º ano conhecer as realidades além de suas casas e da sala de aula, o Colégio Positivo promove o primeiro concurso de fotografias geográficas, com o tema Opostos Urbanos: geografia, fotografia e olhar crítico. Segundo o professor de Geografia Emilson Peracetta Filho, no primeiro semestre, os estudantes foram convidados a fotografar elementos de Curitiba que demonstrassem diferenças sociais, tendo como opção as abordagens cultural, social, econômica ou ambiental.

“Com a atividade, os alunos puderam observar as dualidades, diferenças e relações opostas expressas no cotidiano da cidade e nos lugares pelos quais passam todos os dias, exteriorizando, com olhar crítico, os conceitos trabalhados em sala”, afirma o professor. Para o concurso, cada aluno produziu uma foto. Depois, foi escolhida uma imagem por turma, que foi publicada, no segundo semestre, no Portal Educacional, espaço no qual pais, alunos e toda a comunidade escolar podem votar para escolher as melhores fotografias.

instituições Palestra e feira de

Fotografias produzida s pelos alunos, que concorrem, atualmente, entre as melhores imagens

ação social

De gota em gota, um oceano Por meio do projeto Beija-flor, alunos do 9º ano fazem atividades voluntárias com crianças em situação de risco

D

urante o primeiro semestre, os alunos do 9º ano participaram de um projeto voluntário no Lar Bom Caminho, instituição que acolhe crianças de zero a dois anos em situação de risco. Em visitas periódicas, os estudantes desenvolveram atividades lúdicas e de recreação, como jogos com bolas e balões e apresentações teatrais, além de promoverem campanhas de arrecadação de fraldas, cobertores e leite para destinar às crianças. Agora, os alunos preparam-se para dar continuidade ao projeto em outra instituição, que será atendida no segundo semestre. “O principal objetivo do projeto é auxiliar no desenvolvimento do potencial cooperativo de cada estudante, a fim

18

de que eles ajudem a transformar a realidade socioeconômica de outras pessoas”, explica a professora de Educação Física Giselle Bailo Uflacker, que acompanha os alunos no projeto. A iniciativa – que leva o nome de uma fábula, na qual um beija-flor trabalha, de gota em gota, para apagar um incêndio – é parte das ações do Colégio Positivo como instituição membro do Programa das Escolas Associadas (PEA) da Unesco. Em 2012, o PEA Unesco trabalha mais fortemente com a temática do Ano Internacional das Cooperativas e, por isso, o projeto que envolve os alunos do 9º ano busca estimular a cooperação em prol de um objetivo de amplitude social. A ação é apoiada pelo Instituto Positivo.

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


vôlei e basquete

Primeiros festivais do ano Alunos do 4º ao 9º ano participam de eventos esportivos dedicados ao vôlei e ao basquete

opinião de especialista

Estudar - uma tarefa para todos os dias A partir de 2012, o Colégio Positivo implantou a periodicidade semanal para as avaliações dos alunos do Ensino Fundamental. A nova proposta caracteriza-se pela constância na construção do hábito de estudo diário, pois, uma vez que haverá provas todas as semanas, é necessário que o estudante esteja sempre preparado. Estimular os alunos a realmente adquirir hábitos de estudos, no entanto, é um grande desafio, pois, frente a tantos atrativos disponíveis, fazer as tarefas de casa e estudar acabam ficando em segundo plano – se permitido. Nesse sentido, a participação e o envolvimento das famílias são essenciais para que os alunos vivenciem a capacidade de cumprir suas atribuições acadêmicas, apropriando-se dos resultados do estudo. O primeiro passo deve ser o elogio às capacidades de aprendizagem, para que os estudantes percebam seu potencial em produzir conhecimento. A rotina é também peça-chave nessa empreitada, mas, para que tenha eficácia, deve ser bem organizada, lembrada e exigida, ainda mais quando lidamos com crianças e adolescentes. A organização no momento de estudo é essencial, com a delimitação do tempo mínimo de estudo, do local adequado e do horário em que a atividade ocorrerá. O estudo deve, ainda, vir acompanhado de método, pois, além de fazer a tarefa de casa, é preciso rever os conteúdos trabalhados em sala de aula, consolidando o aprendizado. A melhor forma para que isso aconteça depende da habilidade de cada um, mas podem-se adotar resenhas dos conteúdos trabalhados, elaboração de perguntas e respostas e a repetição de exercícios, registrando o processo em um caderno especial. Esse material será de grande valia para os estudos posteriores.

C

omo primeiros eventos esportivos de 2012, o Colégio Positivo promoveu, em abril e maio, respectivamente, os festivais de basquete e de vôlei, que têm como objetivo estimular a prática esportiva e oportunizar aos estudantes demonstrar suas habilidades para o esporte. Ao todo, aproximadamente 250 alunos participaram dos eventos, que também tiveram a presença de pais e familiares. Após as breves partidas, todos os alunos foram premiados com medalhas. No festival de basquete, os alunos tiveram uma introdução sobre os movimentos e as principais jogadas do esporte e, depois, foram divididos em trios, de acordo com a faixa etária, para os jogos. Já o festival de vôlei aconteceu em duplas (4º e 5º anos), trios (6º e 7º anos) e quartetos (8º e 9º anos), com partidas entre colegas, pais e as equipes profissionais de vôlei adulto Araucária/ Universidade Positivo.

Família e escola devem investir para que a rotina de estudar realmente aconteça. Por vezes, percebemos no adulto o receio de exigir dos filhos, quer seja em comportamento ou tarefas. Em consequência, as crianças e adolescentes mostram dificuldades em dar conta de processos e podemos vê-los desistindo facilmente. Assim, auxiliá-los com os hábitos de estudo faz a diferença na qualidade do aprendizado e contribui para que os alunos cresçam em autonomia e independência, para lidar de forma segura e positiva com as exigências da vida.

A professora Maria Fernanda Suss é pedagoga, especialista em Ciência da Educação e possui MBA em Gestão das Instituições Educacionais. Atua como gestora do 7º ao 9º ano do Colégio Positivo – Jardim Ambiental.

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

19


ensino médio vestibular

Além de avaliar, preparar Novidades no sistema de avaliação do Ensino Médio auxiliam no preparo para exames de admissão para a Educação Superior

C

oncluir o segundo bimestre letivo exigiu dos alunos do Ensino Médio dedicação e estudo. As últimas avaliações desse nível de ensino aconteceram durante uma semana, com provas com questões no formato do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – uma das novidades implantadas este ano como parte do sistema de avaliação. Também passaram a fazer parte do dia a dia dos estudantes as provas semanais e os simulados, que, com o mesmo formato dos exames de admissão em faculdades e universidades, contemplam os conteúdos das três séries do Ensino Médio e acontecem uma vez por bimestre. Todo esse esforço tem um objetivo bastante visível: a preparação para o Enem e o vestibular, segundo explica o professor Celso Hartmann, diretor do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio. “Além do contato frequente com o formato das provas de admissão para a Educação Superior, que prepara os estudantes e ajuda-os a superar a ansiedade, o novo sistema de avaliação também conta com o aumento no número de provas realizadas, o que permite que os alunos se auto avaliem constantemente e percebam como está seu aprendizado em cada etapa do processo”, detalha.

O diretor explica que as avaliações semanais e a semana de provas no formato Enem determinam as notas dos estudantes em cada uma das disciplinas, enquanto que os simulados, elaborados pelas equipes do Curso Positivo e da Editora Positivo, permitem que os alunos conquistem pontos extras. Os resultados são animadores: “já tivemos alunos que acertaram 50 das 80 questões dos simulados, isso considerando-se que eles ainda não estudaram quase metade do conteúdo cobrado”, conta Hartmann. Além do novo sistema de avaliação, a preparação para o vestibular também é intensificada por meio das tarefas on-line, que são diárias e envolvem o conteúdo trabalhado em sala no dia, e a assistência semanal para as disciplinas de Ciências Exatas e Redação – ações que colaboram para o desenvolvimento do hábito de estudo. “O aluno que participa das aulas, estuda com frequência e tira as dúvidas que tem, com certeza se destaca na escola e nos vestibulares das instituições mais cobiçadas e concorridas”, finaliza o diretor.

o - Ângelo Sampaio 02 do Colégio Positiv Alunos da turma 2M

20

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


ciclo de palestras

Atualidades e geopolítica em pauta Em palestras semanais, estudantes ampliam conhecimento sobre temas recorrentes nas redações de vestibular

D

urante o primeiro semestre, os alunos do Ensino Médio puderam participar, no contraturno, de 17 palestras sobre temas variados, que vão de atualidades, como aquecimento global, mobilidade urbana e redes sociais, a conteúdos relacionados à geopolítica, entre os quais uma visão socioeconômica sobre Cuba, alterações ambientais globais e o novo Código Florestal Brasileiro. A atividade, de caráter curricular para os alunos do Ensino Médio Especial e opcional para os demais estudantes do Ensino Médio, tem como objetivo ampliar o conhecimento sobre temáticas diversas, recorrentes nas redações de vestibular. Nos encontros semanais, também são trabalhados e discutidos filmes e documentários de relevância, sempre com a presença de professores do Colégio Positivo e de profissionais de áreas variadas, que oferecem visões diferenciadas sobre cada tema, levando os alunos à reflexão. Entre os palestrantes, já estiveram nomes como Luiz Felipe Leprevost, escritor e ator, e professores do Curso Positivo. Inicialmente, o projeto acontece apenas no Colégio Positivo – Ângelo Sampaio, mas os estudantes do Ensino Médio do Colégio Positivo – Jardim Ambiental também são convidados a participar.

orientação contra as drogas

Papo-legal e preventivo Por meio do projeto Papo-Legal, uma ação da Secretaria Antidrogas Municipal de Curitiba, os alunos do Ensino Médio participaram, em maio, de uma conversa sobre prevenção às drogas e à violência, conduzida por especialistas em uma linguagem voltada a adolescentes e jovens. Entre os temas

abordados, estiveram políticas públicas de prevenção, noções sobre a ação das substâncias psicoativas e os motivos e sinais da dependência química. A mesma equipe deve desenvolver, em agosto, uma palestra voltada aos pais de alunos, também visando à orientação sobre o tema.

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

21


ensino médio febrace 2012

Reconhecimento na bagagem Projeto do Colégio Positivo conquistou o primeiro lugar geral do júri popular na maior feira de Ciências do país

E

ntre os 325 projetos científicos apresentados na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) 2012, um trabalho do Colégio Positivo conquistou o primeiro lugar em uma votação inédita: a pesquisa Estratégias educacionais utilizando meios digitais, das alunas Isabella Moraes Rocha e Victoria Grassi Bonamigo, da turma 2M02 do Colégio Positivo – Jardim Ambiental, foi o grande destaque na categoria júri popular, com o maior número de votos em uma eleição aberta à comunidade e realizada pela internet. Considerada a maior feira de Ciências para estudantes não universitários, a Febrace aconteceu de 13 a 15 de março, na Universidade de São Paulo (USP). Outro trabalho do Colégio Positivo também voltou do evento com um importante reconhecimento. Os alunos Adriana Roginski Guetter e Matheus Henrique Padilha, das turmas 1M05 e 1M01 do Colégio Positivo – Ângelo Sampaio, foram convidados a apresentar seu projeto, Sa-cola – essa ideia cola, na Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia (Fenecit), que acontecerá na Universidade de Pernambuco, de 18 a 20 de setembro deste ano. O convite partiu da própria coordenadora da Fenecit, que incluiu a pesquisa entre os 20 finalistas indicados via Febrace (o que significa que o projeto não precisa passar pelo processo de seleção para ser apresentado, pois, como finalista, tem vaga garantida). Alunos do Colégio Positivo na

entrada da Febrace 2012, realizada na USP

Participou ainda da Febrace 2012 a aluna Bárbara Ribeiro de Brito, da 2ª série do Ensino Médio, com o projeto Estudo social através da análise da obra teatral de Nelson Rodrigues, que recebeu elogios da comissão avaliadora. O Colégio Positivo foi a única instituição da cidade de Curitiba no evento, sendo que as três pesquisas indicadas foram aquelas que obtiveram as maiores notas na Mostra de Soluções para uma Vida Melhor, a feira de ciências do Colégio Positivo, que é filiada à Febrace desde 2007.

o primeiro do projeto que conquistou Isabella e Victoria, autoras ular pop lugar geral do júri

Adriana e Matheus, com o protó tipo

22

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012

da sacola feita de cola branca


internacional

Do Colégio Positivo para o mundo Ex-alunos da instituição conquistam vagas em Stanford e Yale, concorridas universidades norte-americanas

D

ois ex-alunos do Colégio Positivo conquistaram, recentemente, a validação internacional de seu aprendizado. Enquanto Paulo Sergio de Albuquerque Coelho Filho graduou-se em Direito pela Universidade de Yale (Connecticut – EUA), Thomas Greiffo Von Buettner, acadêmico de Engenharia Industrial Mecânica na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, recebeu a aceitação para o Summer Institute for General Management, um concorrido curso de Business promovido pela Universidade de Stanford (Califórnia – EUA). Durante um mês, entre junho e julho, Thomas estudou Estratégia, Economia, Estatística e

Marketing, entre outros temas, com um grupo de cerca de 130 estudantes de mais de 20 países. Para conquistar a vaga, o estudante apresentou suas conquistas acadêmicas, entre as quais duas medalhas na Olimpíada Brasileira de Física (OBF): bronze, em 2007, e ouro, em 2008. “Obtive esses resultados devido às aulas preparatórias para a OBF que tive no Colégio Positivo – Ângelo Sampaio. Por isso, a aceitação em Stanford deve-se em parte ao Colégio Positivo e aos professores que tive. Acredito que os programas extracurriculares destinados aos alunos interessados fazem toda a diferença”, afirma.

Thomas Buettner

literatura

Clássicos em debate Alunos e professores do Ensino Médio participam de Grupo de Estudos Literários

O

s alunos do Ensino Médio que gostam de ler agora têm um compromisso certo: a cada 15 dias, acontece o encontro do Grupo de Estudos Literários, uma iniciativa que aborda clássicos da literatura universal, desde as obras do brasileiro Machado de Assis às do italiano Dante Alighieri. “As reuniões proporcionam aos estudantes uma abertura do universo literário, resgatando obras que não serão trabalhadas em sala de aula e desmistificando outras”, explica a professora de Literatura Janaína Alves More, uma das coordenadoras do projeto. No total, cerca de 40 alunos participam dos encontros, nos quais se discutem o enredo, a história de vida do autor e o contexto histórico das obras, entre outros aspectos. Embora os professores sugiram os títulos a ser trabalhados, a opção final é democrática, de acordo com o interesse dos alunos.

Alunos do En sino

Médio em at ividade do Gr upo de

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

Estudos Liter ários

23


UNIVERSIDADE POSITIVO proximidade com o colégio positivo

Embaixadora do Youth Journalism International nas redondezas Professora da UP assume cargo na entidade, voltada para a produção jornalística de relevância global. Alunos do Ensino Médio podem participar da iniciativa

U

ma professora do curso de Jornalismo da Universidade Positivo conquistou, recentemente, um cargo de relevância internacional. Rosiane Correia de Freitas, que integra o quadro docente da UP há dois anos, tornou-se a única embaixadora brasileira do Youth Journalism International (YJI – Jornalismo Internacional da Juventude, na tradução literal), uma entidade sem fins lucrativos que reúne mais de 200 estudantes de 40 países, com idades que variam de 12 a

Professora Rosiane Correia de Freitas

24 anos, e cujo interesse comum é a produção jornalística sobre temas de importância global. Como primeira ação em solo brasileiro, a professora planeja a organização da cobertura que o YJI fará da Copa de 2014. O convite à professora foi feito – e aceito – em junho, durante a Conferência de Repórteres e Editores Investigativos, realizada em Boston (EUA). Na nova função, Rosiane irá divulgar e envolver estudantes, especialmente os do Ensino Médio, nos

projetos desenvolvidos pelo YJI. “A proposta da entidade é formar uma rede internacional de contatos e de colaboração entre adolescentes e jovens que gostam de Jornalismo, a fim de que eles possam trocar experiências e aprendizados e desenvolver matérias em conjunto”. Alunos do Ensino Médio que tenham interesse em participar da iniciativa podem entrar em contato com a professora por meio do endereço rosianefreitas@up.com.br.

Pais recebem orientação para declaração de Imposto de Renda Um grupo de alunos de Ciências Contábeis da UP promoveu, em março, ações de assessoria aos pais de alunos do Colégio Positivo para a declaração do Imposto de Renda 2012. Orientados por professores do curso, os acadêmicos estiveram nas três unidades da instituição, para prestar consultoria e solucionar dúvidas em relação ao processo de prestação de contas à Receita Federal. Além de atender os pais de alunos, a iniciativa também envolveu colaboradores do Grupo Positivo e a comunidade em geral, com ações em espaços públicos de Curitiba e de Campo Largo. Os estudantes ainda prestaram orientações on-line, no blog, Twitter e Facebook do projeto.

24

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


pesquisa e inovação

UP faz montagem de primeira lâmpada LED no Brasil Projeto da empresa incubada Engeled é etapa inicial do processo de nacionalização do produto

N

uma iniciativa pioneira no Brasil, a Engeled, empresa incubada na Universidade Positivo, anuncia a montagem em escala industrial de lâmpadas LED, um produto que, até então, só alcançava o território nacional por meio de importações. Especializada em produtos baseados em diodos emissores de luz (LED), a empresa fez a montagem das primeiras lâmpadas e concluiu os testes iniciais no primeiro semestre. Agora, a intenção é ampliar a produção para uma escala de milhares de unidades, com o apoio de um investidor externo.

Além de ser a primeira montada no país, a lâmpada produzida pela Engeled ainda traz outro diferencial competitivo: a tecnologia utilizada dispensa a necessidade de drivers ou fontes internas, pois utiliza um circuito integrado, o que diminui a possibilidade de queima. “Esse é um primeiro passo em direção à nacionalização da lâmpada LED. Hoje, os componentes do produto ainda são importados, mas, a partir da nossa iniciativa, podemos pensar na produção dessas peças pela indústria brasileira”, afirma Rodrigo Ferraz, aluno de Engenharia Elétrica da UP e sócio da Engeled.

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

Rodrigo Ferraz, alu no da

UP e sócio da Enge led

Sobre a lâmpada LED A lâmpada produzida pela Engeled é composta por um soquete de rosca (peça que se encaixa na base), um dissipador térmico de alumínio, os LEDs (diodos emissores de luz) e uma capa acrílica (que “fecha” a lâmpada e substitui o que seria o vidro em uma lâmpada incandescente). Em comparação com as lâmpadas incandescentes e fluorescentes, é conhecida por ser menos agressiva ao meio ambiente (99% do material utilizado em sua produção é reciclável, além de não deixar resíduos poluentes quando do seu descarte) e mais econômica (uma lâmpada LED de 4W produz a mesma luminosidade do que uma lâmpada incandescente de 40W e dura cerca de 35 mil horas em uso).

25


UNIVERSIDADE POSITIVO reconhecimento Professores e alunos de Jogos Digitais da UP, durante a Imagine Cup

Conquista internacional em competição da Microsoft Projeto de alunos do Centro Tecnológico da UP ficou com o segundo lugar da categoria Game Design - Xbox/Windows na 10ª Imagine Cup, realizada na Austrália

O

jogo digital Do More (Faça Mais, em português), desenvolvido por alunos do Centro Tecnológico da Universidade Positivo, conquistou, no dia 10 de julho, em Sidney (Austrália), o segundo lugar na categoria Game Design - Xbox/Windows na 10ª Imagine Cup, importante competição anual promovida pela Microsoft. O projeto, assinado pelos alunos Eduardo Schildt, Guilherme Sávio, Luiz Gustavo Gomes Monclar e Rhandros Dembicki, com orientação do professor Michael Bahr, foi o único representante do Brasil na categoria, e o jogo competiu com outras nove propostas de alunos de 75 países.

O projeto dos alunos da UP propõe que o usuário, por meio de uma organização, auxilie no desenvolvimento de várias cidades ao redor do globo, fazendo a diferença com suas intenções e esforços. “A Imagine Cup é um caminho para que possamos inovar e criar produtos que, dentro de um plano de negócios, podem até mesmo chegar ao mercado”, analisa o professor Michael. Este é o segundo ano consecutivo em que um projeto da UP conquista reconhecimento na competição, sendo que, em 2011, a instituição ficou com o primeiro lugar nessa mesma categoria.

Atletas no câmpus A Universidade Positivo foi selecionada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) como uma das instalações aptas a receber delegações estrangeiras durante os Jogos Olímpicos de 2016. Foram aprovados para os treinos dos atletas dois ginásios poliesportivos, quadras de tênis, sala de lutas, campo de futebol e piscina – espaços que serão ocupados de acordo com o interesse dos comitês dos países que participarão do evento esportivo. Para a aprovação, a UP recebeu uma equipe de vistoria do COB, que avaliou a infraestrutura dos ambientes. Segundo o professor Zair Candido Netto, coordenador do curso de Educação Física da UP, a presença de delegações de atletas de outros países possibilita uma grande oportunidade de intercâmbio cultural.

26

Positivo com voceˆ | Fevereiro-Julho 2012


responsabilidade social

Exercício profissional e voluntário no Pará Pela primeira vez, Universidade Positivo participa do Projeto Rondon, uma iniciativa que prevê ações para o desenvolvimento sustentável de comunidades em situação de risco

D

e 6 a 22 de julho, oito alunos e dois professores de Medicina, Enfermagem, Odontologia, Psicologia e Arquitetura da Universidade Positivo participaram da operação Açaí, uma iniciativa do Projeto Rondon na cidade de Tracuateua, no Pará. Os estudantes foram responsáveis por atividades sociais voltadas à saúde, à educação e à cultura, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos habitantes locais. Uma aluna de Medicina também integrou o Projeto em um navio da Marinha, com ações destinadas às comunidades ribeirinhas do rio Tocantins.

Durante o processo de seleção, a UP recebeu cerca de 40 inscrições, sendo que esses alunos ajudaram a montar, em março, duas propostas de trabalho para o Projeto Rondon, das quais uma foi aprovada. Cada Instituição de Ensino Superior pode participar de uma operação por vez. Tracuateua é uma cidade com cerca de 25 mil habitantes, localizada a 165 km de distância de Belém do Pará, na região de campos alagados.

Esta foi a primeira vez em que a Universidade Positivo participou da iniciativa, que existe desde 1967 e é coordenada pelo Ministério da Defesa, com o apoio das Forças Armadas. O Projeto envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades em situação de risco e ampliem o bem-estar da população.

eua, no Pará Alunos da UP em Tracuat

Fevereiro-Julho 2012 | Positivo com voceˆ

27


Colégio Positivo Júnior Rua Marcelino Champagnat, 733 Colégio Positivo – Jardim Ambiental Rua Itupava, 985 Colégio Positivo – Ângelo Sampaio Rua Alferes Ângelo Sampaio, 2300

www.colegiopositivo.com.br (41) 3335-3535

Fevereiro | Julho 2012  
Fevereiro | Julho 2012  
Advertisement