Page 1

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, garantia de manejo florestal responsável.

MACARENA LOBOS/ METRO RIO

EXPOSIÇÃO ‘I AM A CLICHÉ’ LEVA A REFLEXÃO SOBRE O PUNK AO CCBB {pág 11} JOSÉ WILKER DIZ QUE FICOU ‘APAVORADO’ AO ESTREAR NA DIREÇÃO DE LONGAS {pág 10}

PEARL JAM VEM AO RIO EM NOVEMBRO {pág 09}

RIO DE JANEIRO Terça-feira,

12 de julho de 2011

Edição nº 189, ano 1 Mín 12°C Máx 31°C

Locanty perde contrato, mas fica mais 30 dias Prefeitura afasta serviço terceirizado dos depósitos públicos Mas, até a escolha de substituta, deixa a empresa suspeita de fraude responsável por reboque e devolução de carros multados Secretaria de Ordem Pública vai fiscalizar e orienta quem teve carro roubado a acionar a Locanty Quem tentou reaver carro gastou até 8 horas {pág 02}

Tudo azul na vila da FAB

Escutas ilegais na zona sul

Policial chefiava quadrilha do grampo Agente da civil e outros três foram presos por fazer escutas ilegais em casos de infidelidade e em empresas Serviço custava R$ 2 mil {pág 04}

Bueiros serão monitorados RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSE ESTE JORNAL PARA OUTRO LEITOR

Empresa privada será contratada para evitar mais explosões {pág 04}

Lúcio pede seriedade Voluntários dos Jogos Militares participam da inauguração da Vila Azul, no Campo dos Afonsos, que vai abrigar 2,8 mil atletas {pág 15} CELSO PUPO/FOTOARENA/FOLHAPRESS

Capitão alerta companheiros que Seleção ‘não é só vitrine’ {pág 14}


rio

02

1 foco

Teleférico para antes da hora O recém-inaugurado teleférico do Complexo do Alemão fechou mais cedo ontem. De acordo com a SuperVia, em vez de terminar às 16h, a operação foi encerrada às 15h45, por causa da grande procura. Moradores relataram no Twitter que alguns passageiros apedrejaram as gôndolas. De acordo com a concessionária, foram 16.844 pessoas transportadas em seis horas de funcionamento. METRO RIO

TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

Até oito horas para retirar carro rebocado

Prefeitura vai contratar nova empresa para substituir Locanty, responsável pelos depósitos públicos Polícia Civil indicia mais três suspeitos por esquema de fraudes dos reboques Depois de romper o contrato com a Locanty – domingo à noite – e pedir afastamento da empresa, a prefeitura anunciou ontem à tarde que ela continuará a prestar o serviço de reboque de veículos irregulares das ruas e de gerenciamento dos depósitos municipais. A empresa só será substituída quando uma nova for contratada de forma emergencial para assumir as funções, o que deve acontecer em um mês. Para que não ocorram irregularidades no sistema dos quatro depósitos de carros da cidade (Caju, Recreio, Campo Grande e Inhaúma), a Secretaria de Ordem Pública (Seop) colocou guardas municipais e agentes da

“O sistema no depósito ficou caindo o dia inteiro. Quando não vi meu carro no sistema, cheguei a pensar que havia sido roubado” JORGE DOUGLAS, BIÓLOGO

“Caso como esse deve ser rigorosamente apurado, aqueles que cometeram abuso de autoridade e crime devem ser verificados e afastados, para o bem da grande maioria da corporação, que tem feito excelente trabalho”, disse o governador Sérgio Cabral sobre a morte do menino Juan.

www.metropoint.com

Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamento e Reboques nos postos. O contrato com a Locanty foi rompido depois que a Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) prendeu 19 suspeitos de integrar quadrilha especializada em liberar veículos rebocados de depósitos públicos no Rio. Em nota, a Locanty se limitou a dizer que não tem responsabilidade sobre os crimes e se diz vítima de ex-funcionários e terceiros. Segundo a empresa, 12 deles já estavam demitidos. Um dia sem reboques Ontem, sem os funcionários da empresa, os reboques não circularam. Carros que estavam em situação irregular não foram recolhidos. Já os motoristas que tentaram retirar os veículos enfrentaram filas longas e muita confusão. Apesar de a Seop ter informado que o serviço para a retirada dos carros aconteceria normalmente, o atendimento foi caótico. No Caju, por exemplo, FÁBIO FERREIRA / DIVULGAÇÃO

apenas dois funcionários atendiam aos motoristas. O professor Marcos Carvalho ficou das 8h às 16h para retirar seu veículo, que foi rebocado no aeroporto internacional do Galeão, no fim de semana. “Com o sistema automatizado, é um absurdo ficar tanto tempo aqui”, reclamou Marcos. Novos suspeitos Segundo o delegado Márcio Mendonça, da DRFA, novas prisões devem ser feitas. Ontem, mais três envolvidos foram ouvidos na delegacia. Além disso, policiais civis encontraram 10 motos e 17 carros desviados pela quadrilha em São Gonçalo. “Outras pessoas vão aparecer neste esquema com o cruzamento de informações”, disse o delegado. Pelo menos seis motoristas já foram identificados por terem se beneficiado com o esquema. Eles serão indiciados por corrupção ativa. A prefeitura orienta o motorista prejudicado pelo esquema a acionar a Locanty. METRO RIO E

Motoristas saem do depósito do Caju REGINALDO PIMENTA/ FUTURA PRESS

Câmeras e GPS nos reboques Para evitar novos casos, a Seop prometeu instalar câmera e GPS nos reboques. A secretaria também anunciou parceria com o Detran, na qual o

carro só será liberado – caso não tenha dívida com o órgão – pelo sistema através de uma chave de segurança, que vai agilizar o processo. Assim, o motorista só precisaria ir ao Detran em vez de ter de levar documentos também à prefeitura. Em caso de dúvidas, ligue 2203-0055. METRO RIO

Famílias ainda estão em abrigos na serra Alerta de SUPER-RADAR

Um grupo de estudantes conhece as obras da Linha 4

Moradores pedem mudança no metrô Um grupo de moradores começou a recolher assinaturas para pedir alteração no trajeto proposto pela Secretaria de Transporte para a Linha 4 do metrô. No site www.metroqueorioprecisa.com.br, há um abaixo-assinado eletrônico que será enviado para o governador Sérgio Cabral. Até a noite de ontem, 5.498 pessoas já havim assinado. O grupo não quer que a Linha 4 se ligue diretamen-

te com a Linha 1, passando direto por Ipanema. Eles preferem que o trajeto passe pelo Jardim Botânico, Humaitá e Laranjeiras antes de chegar ao Centro. Eles também querem a construção da estação da Gávea em dois níveis, para que seja possível fazer uma ligação com a Linha 1 e ter uma linha independente que ligue o bairro à futura estação Uruguai, na Tijuca. METRO RIO

Exatos seis meses após a tragédia que atingiu a serra fluminense, dezenas de famílias ainda vivem em abrigos montados para atender quem teve a casa destruída ou interditada pela Defesa Civil. As chuvas causaram a morte de mais de 900 pessoas em sete cidades. Os governos estadual e federal aplicaram R$ 41 milhões em aluguel social. Apenas em Nova Friburgo, cidade que teve o maior número de vítimas (429 mortos), 17 famílias ainda ocupam moradia coletiva no bairro de Olaria. De acordo com a prefeitura, mais de 200 casas foram demolidas e mil estão interditadas, principalmente na região de Córrego Dantas, Campo do Coelho e Alto Floresta. Nesses imóveis os serviços de água e luz não foram restabelecidos, para evitar a

pessoas vivem 52 ainda em três abrigos de Teresópolis, seis meses após tragédia. Em Petrópolis, há 44 pessoas. volta irregular dos moradores, e os sinais da tragédia ainda são visíveis na área. Em Teresópolis, onde 392 pessoas morreram, quem foi prejudicado pelo temporal reclama da lentidão na recuperação. O agricultor Joel Alves, vice-presidente da Associação de Vítimas do município, diz que ainda não foi possível retomar a produção de mandioca e de banana, porque o acesso à sua propriedade, em Poço dos Peixes, continua difícil. “Ainda é complicado chegar lá porque as estradas naquela região foram totalmente destruídas”, lamentou. METRO RIO E AGÊNCIA BRASIL

chuvas em 12h

Para evitar tragédias como a da região serrana, o Rio terá dois radares meteorológicos que poderão alertar com até 12 horas de antecedência a ocorrência de chuvas fortes. O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) vai lançar em setembro o edital de licitação para a compra dos equipamentos, que começarão a funcionar em 2012. O investimento será de cerca de US$ 5 milhões, com recursos do Banco Mundial e do Fundo Estadual de Compensação Ambiental (Fecam). METRO RIO


04

rio

www.metropoint.com TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

Quadrilha de espiões é presa Empresa fazia grampos ilegais para investigar firmas e casos de infidelidade Grupo cobrava R$ 2 mil de clientes a cada 15 dias para manter escutas Chefe do bando, inspetor da Polícia Civil foi preso em casa REPRODUÇÃO

A Corregedoria da Polícia Civil prendeu, ontem, uma quadrilha acusada de fazer escutas telefônicas ilegais para investigar empresas e casos de infidelidade conjugal. Entre os detidos está o inspetor da Polícia Civil José Maurício Fritz Bellini de Andrade, 39 anos, da 13ª DP (Ipanema), acusado de chefiar o esquema. Outras três pessoas foram presas. O policial, dono de escritórios que ofereciam serviços de detetive particular, foi preso em casa, no bairro Peixoto, em Copacabana. Segundo a polícia, antes de ser preso ele tentou ocultar provas ao atirar, pela janela, quatro celulares no telhado do prédio vizinho. Na residência foram apreendidos R$ 8 mil em dinheiro, duas motos importadas que, de acordo com a

corregedoria são bens incompatíveis com o salário do agente, além de CDs, DVDs, um computador e documentos. O suspeito admitiu investigar casos de traição, mas negou que instalava escutas telefônicas. José Maurício também afirmou que tem muitos clientes e, entre eles, “gente importante”, como deputados, empresários e esportistas. Segundo as investigações, a quadrilha cobrava R$ 2 mil do cliente a cada 15 dias para manter as escutas. Os grampos eram usados como prova de traições e para descobrir segredos de empresas concorrentes. A operação é resultado de investigação do Ministério Público, com a Coordenadoria de Inteligência (CSI) e apoio da Corregedoria Interna da Polícia Civil.

Empresa JMB leva as iniciais do policial preso, chefe da quadrilha, que diz utilizar equipamentos importados de última geração. Na foto, site do grupo

“A quadrilha interceptava ligações telefônicas sem autorização judicial. Elas foram feitas de modo particular para fins pessoais.” GLAUDISTON GALEANO, DELEGADO DA CORREGEDORIA DA POLÍCIA CIVIL

O promotor de Justiça Alexandre Themístocles pediu a quebra de sigilo bancá-

rio dos denunciados. Os clientes que contrataram os serviços também devem ser

investigados. Também foi presa Geci Frias, coordenadora do escritório que angariava clientes interessados em escutas ilegais. Seu sobrinho, Marcelo Frias da Silva, era responsável pela administração financeira do

empreendimento e auxiliava na instalação dos aparelhos, além de transcrever os diálogos gravados. O outro preso foi Renato Cavalcanti da Silva, que já tinha sido flagrado em 14 de maio de 2010, quando instalava uma escuta ilegal em um poste no Recreio, usando uniforme de uma empresa de telefonia. As investigações começaram a partir desse flagrante. Ontem, um escritório da quadrilha que funcionava no Centro foi fechado. Em uma das páginas na internet, o grupo oferece também serviços para monitorar babás e computadores, confirmar desconfiança de uso de drogas por parte de um membro da família e auxílio a advogados na busca por provas de instrução processual. METRO RIO E

RAFAEL ANDRADE/FOLHAPRESS

SuperVia anuncia 71 mil lugares novos, mas problemas continuam A SuperVia anunciou que os usuários de trens ganharam, desde ontem, 40 novas viagens com mais 71 mil lugares em horários de pico pela manhã e no fim da tarde. Segundo a concessionária que administra o serviço, serão 32 novos horários. Já nos intervalos com menor fluxo, os passageiros contarão com oito novas partidas. A SuperVia disse que o aumento de viagens vai contemplar todos os ramais e foi permitida,

principalmente, pelo tempo máximo regular – de seis minutos – que a composição permanecerá na plataforma de embarque. A mudança é uma preparação para a implantação da operação por intervalos, prevista para setembro. No entanto, ontem mesmo, os trens apresentaram problemas. No ramal de Japeri, um trem que seguia em direção à Central do Brasil descarrilou a 500 metros da estação de Queimados e

assustou passageiros. Segundo a concessionária, uma outra composição, que vinha na direção oposta, esbarrou na lateral do trem. Pela manhã, problemas técnicos impediram os trens de parar na estação de Cascadura por três horas. No ramal de Saracuruna, composições sofreram atrasos. Na madrugada, quatro homens foram presos por furtar cabos da rede elétrica entre as estações de Penha e Gramacho. METRO RIO

Breves

Orelhões sem fio cancelados

Adesivos feitos por artistas alertam para os bueiros-bomba na zona sul

Rio vai contratar empresa para monitorar bueiros Na tentativa de evitar novas explosões de bueiros, a prefeitura decidiu contratar uma empresa para monitorar as câmaras subterrâneas da Light e da CEG, concessionárias de luz e gás, respectivamente. A contratação será em caráter de urgência, ou seja, sem licitação. A meta é que a companhia apresente um relatório com a situação dos bueiros. A decisão foi tomada em uma reunião com representantes do governo, da prefeitura, do Ministério Público e do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-RJ), realizada on-

tem para fechar os termos de um acordo de cooperação das quatro entidades. O Crea-RJ será o órgão responsável por indicar as empresas que podem ser contratadas. “Essa empresa deve se antecipar aos fatos. Seu dever é informar as autoridades e as agências reguladoras a situação das caixas de inspeção”, diz o secretário municipal de Conservação, Carlos Roberto Osório. A CEG informou que vai trocar a rede subterrânea das ruas Sete de Setembro e Uruguaiana, no Centro, por causa do acidente na rua da Assembleia. METRO RIO

SEM LICENÇA. Após vistoria feita pela secretaria municipal de Conservação, na manhã de ontem, para avaliar o impacto visual e de circulação, a prefeitura cancelou a licença de instalação dos novos orelhões com internet sem fio, da concessionária Oi, que estavam sendo testados na cidade. As nove cabines, que estavam em caráter experimental na rua Visconde de Pirajá, em Ipanema, terão de ser removidas em 24 horas. METRO RIO

FGV: inscrições estão abertas VESTIBULAR. A Fundação

Getúlio Vargas abriu ontem as inscrições para o vestibular 2012, que vai até 3 de outubro. A taxa será de R$ 75 até as 18h de 19 de agosto. Após esse horário e data, o valor passará para R$ 150. A instituição oferece os cursos de Administração, Economia e Direito. METRO RIO


rio

www.metropoint.com

05

TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

MP denuncia 8 PMs após mortes em comunidades

Fogo no supermercado

Policiais são suspeitos de matar seis pessoas em 2007 Como no caso do menino Juan, homicídios foram registrados como autos de resistência O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou, ontem, oito PMs do 16o BPM (Olaria), acusados de matar seis pessoas em incursões em favelas, em 2007. A denúncia pede a suspensão do exercício da função e a cassação da autorização de porte de arma de fogo pelos suspeitos. O promotor Alexandre Themístocles vai pedir ainda a instauração de inquéritos de improbidade administra-

Polícia faz operação de combate a milícias Policiais do 41o BPM (Irajá) apreenderam, na manhã de ontem, cinco vans, quatro motocicletas e 23 roteadores de “gatonet” em uma operação para surpreender milicianos, em um condomínio no bairro de Anchieta, zona norte. Os veículos estavam com a documentação irregular e, de acordo com a polícia, faziam transporte alternativo. Nenhum suspeito de integrar a milícia foi identificado. A PM levantou a suspeita de que uma milícia atuaria no condomínio, situado na estrada do Rio Pau, por causa de dois homicídios e uma tentativa de homicídio ocorridos na última sextafeira, próximo ao local. Segundo policiais, dois homens de moto passaram atirando nas vítimas, suspeitas de pertencer a uma quadrilha que atua no tráfico de drogas da região. As mortes seriam um “acerto de contas” com o tráfico. “Todas as mortes tinham ligação com a milícia que age na região. Fizemos um levantamento e descobrimos que o grupo usa o condomínio como base de atuação”, disse o comandante do 41o BPM, Alexandre Fontenelle. Em maio do ano passado, o grupo já havia sido desarticulado durante operação da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco). METRO RIO

tiva para que os policiais percam os cargos públicos. Se condenados, eles podem pegar de 12 a 30 anos de prisão por cada morte. De acordo com a denúncia, a quantidade de tiros disparados e os locais dos ferimentos indicam que as vítimas não tiveram chance de defesa. Eles também teriam tentado impedir a perícia. A PM vai aguardar a conclusão do inquérito para se manifestar. METRO RIO

Denunciados: Waltencir Machado Baptista e Júlio César da Costa Corrêa são acusados de matar Rodrigo Magalhães da Silva, 17 anos, e Gilson dos Santos, 24, em setembro/2007. Daniel Rodrigues Pinheiro e Marcelo Cândido da Silva Maia são acusados de matar André Luiz dos Anjos

Reis, 32, e Hugo Ferreira Vaz, 26, em setembro/2007. Flávio Alves Cardoso e Ricardo Justino Lopes de Medeiros são acusados de matar Nilton César Lyra de Jesus, 18 anos, em maio/2007. Rosemberg Ferreira de Miranda e Robert Nogueira Almeida são acusados de matar Felipe José da Silva, 18 anos, em janeiro/2007.

Bombeiros interditaram rua Bolívar para controlar fogo LUIZ GOMES/FUTURA PRESS

Susto em Copacabana O depósito do supermercado Zona Sul, na esquina da av. Nossa Senhora de Copacabana com a rua Bolívar, foi atingido por um princípio de incêndio. Ontem de manhã, uma faixa da rua Bolívar chegou a ser interditada. Segundo os bombeiros, o incêndio pode ter sido causado por pane elétrica ou por apenas um cigarro.


brasil

06

www.metropoint.com TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

Sem interessados, leilão do trem-bala fracassa

DIVULGAÇÃO

Diretor-geral da ANTT diz que próxima licitação será dividida em duas etapas, uma esse ano e outra em 2012 Como já era esperado, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) não recebeu ontem nenhuma proposta para o leilão do trem-bala, projeto que ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. Apesar da recomendação do TCU (Tribunal de Contas da União) de alterações no edital e dos pedidos do setor privado para uma extensão do processo licitatório, o governo decidiu manter para ontem a entrega das propostas. Durante o evento de entrega dos envelopes com as propostas, apenas grupos que detêm tecnologia estiveram na BM&FBovespa para verificar se havia ou não interessados no empreendimento . Compareceram representantes da Alstom e Mitsui, além de dois outros grupos que não quiseram se identificar. Com a falta de interessados, o governo terá que adiar a data do leilão, marcado para 29 de ju-

33

milhões de pessoas devem utilizar o trem-bala no primeiro ano de funcionamento. O trem ligará as cidades de Campinas, São Paulo e Rio. lho. Esta é a terceira vez que o processo foi adiado. Na semana passada, três grupos interessados no projeto do trem-bala entraram com pedidos para adiar o leilão. À tarde, o diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, disse, em entrevista coletiva, que o governo federal vai manter o projeto inicial do trem-bala, apesar de nenhuma empresa ter apresentado proposta. De acordo com Figueiredo, o governo decidiu que a nova licitação para o trembala vai ser feita em duas etapas. Na primeira, será

Coluna

CONVERSA COM A PRESIDENTA ENVIE SUAS PERGUNTAS À PRESIDENTA PARA O E-MAIL CARTAS@METROJORNAL.COM.BR

Marlon Salviano, 34 anos, empresário de Araguaína (TO) – O que, de fato, o governo federal tem feito para coibir a entrada e o uso do crack e outras drogas no Brasil? Presidenta Dilma – Esse é um problema muito grave e estamos tomando várias medidas para o seu enfrentamento. Em junho, lançamos o Plano Estratégico de Fronteiras, que integra, no combate ao tráfico e outros crimes, o Exército, Marinha, Aeronáutica, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Nacional de Segurança Pú-

blica e Força Nacional de Segurança. Vamos somar esforços de todas estas forças de segurança para impedir a entrada de drogas no Brasil. Iniciamos em fevereiro e vamos qualificar, até o fim de 2011, em parceria com universidades, quase 100 mil profissionais para atuar sobretudo na prevenção ao uso de drogas, em especial junto a crianças, adolescentes e moradores de rua. Esta ação é parte do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, lançado em 2010 e coordenado pela Secretaria Nacional de Políticas sobre

contratada apenas a empresa que vai fornecer a tecnologia para o empreendimento. Na segunda, será contratada a empresa responsável pela infraestrutura do projeto. A primeira etapa acontece neste ano e, a segunda, em 2012. O diretor disse ainda que não vai haver mudança das regras do edital, entre elas a que estabelece o traçado, pontos de parada do trem-bala e o teto do valor da tarifa. O custo do projeto do trem de alta velocidade está estimado em R$ 33,1 bilhões e a obra faz parte do PAC. A estimativa é de que, no primeiro ano de funcionamento, 33 milhões de pessoas utilizem o trem-bala. Serão obrigatórias estações no centro do Rio de Janeiro, no aeroporto do Galeão, em Aparecida (SP), em Guarulhos, no centro de São Paulo (Campo de Marte), em Viracopos e no centro da cidade de Campinas. METRO

Drogas. No início deste mês, o Ministério da Saúde mudou as normas para o credenciamento das Comunidades Terapêuticas, que fazem atendimento aos dependentes químicos. O objetivo é ajudar a financiar essas instituições, que hoje respondem por uma parcela muito importante dos leitos disponíveis para internação de usuários de drogas. Em breve, vamos também lançar campanhas publicitárias preventivas. E para informações e orientações sobre a questão das drogas, oferecemos um serviço telefônico gratuito: 0800-5100015. Paulina de Jesus Amarante, 45 anos, dona de casa de Recife (PE) – O que nós, brasileiros comuns, podemos esperar do programa Brasil sem Miséria? Presidenta Dilma – Os brasileiros podem esperar tempos de maior justiça social, com benefícios para todos os segmentos da so-

Trem-bala ligará Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro

Governo banca obras da Copa O governo está pagando 60% dos custos dos estádios da Copa 2014 que estão sendo erguidos por meio de PPPs (Parcerias Público-Privadas) na Bahia, Ceará e Pernambuco, segundo levantamento feito pelo jornal “Folha de S.Paulo”. O caso mais grave é do estádio da Fonte Nova, em Salvador, onde o setor público se comprometeu com 80% do orçamento. Mesmo com as PPPs, os três governos estaduais re-

ceberam um financiamento de R$ 1 bilhão do BNDES para concluir as obras, que terão um custo de R$ 1,76 bilhão. De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), que está acompanhando a preparação do evento, a liberação dessa parcela de dinheiro público para a construção dos estádios desvirtua o modelo, no qual o setor privado financia e executa determinada obra ou serviço em troca de direito de concessão. METRO

ciedade. O Brasil vem mudando a olhos vistos. Mas ainda restam 16,2 milhões de brasileiros em situação de pobreza extrema, com renda familiar por pessoa inferior a R$ 70 por mês. São essas pessoas que o Brasil Sem Miséria precisa atender. Muitas delas já são beneficiárias de programas sociais, mas vivem em situação tão precária que precisam de apoio extra para conseguirem andar com suas próprias pernas. Nesse esforço, estamos integrando ações dos governos federal, estaduais e das prefeituras, para atacar o problema com base em três linhas: garantir renda, acesso aos serviços públicos (saúde, educação, moradia, água e luz, entre outros) e incluir em atividades produtivas. O Brasil sem Miséria não vai favorecer apenas os mais necessitados. A redução da miséria aumenta o mercado interno, estimula toda a economia e gera muitos empregos. Todos vão se beneficiar. É esse o nosso so-

nho, termos um país desenvolvido, rico e digno, um país sem pobreza e sem miséria. Doralice da Silva Nonais, 67 anos, aposentada de Angical (BA) – O que a senhora pode fazer para que as crianças e adolescentes tenham mais lazer? Presidenta Dilma – Nós temos diversas ações nessa área e continuamos expandindo os programas que já existiam. Por exemplo, o Mais Educação, do Ministério da Educação (MEC), criado em 2007, já está com 15 mil escolas participando e nossa meta é chegar a 32 mil em 2014. Pelo Mais Educação, as escolas recebem recursos para oferecer – nos turnos em que não há aulas regulares – atividades em várias áreas, incluindo de cultura, artes e esportes, em modalidades como vôlei, basquete, handebol, tênis, tênis de mesa, judô, caratê, natação, atletismo

LULA MARQUES / FOLHAPRESS

Paulo Sérgio Passos

Presidente confirma interino nos Transportes A presidente Dilma Rousseff informou ontem, por meio de nota oficial, que o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, será o novo titular da Pasta. Passos já ocupava o cargo interinamente desde a saída do ministro Alfredo Nascimento, derrubado por denúncias de corrupção no Dnit e Valec, órgãos ligados ao ministério. Na sexta-feira, Dilma havia convidado o senador e empresário Blairo Maggi (PR-MT) para assumir o ministério, mas ele recusou alegando ter atividades que entrariam em conflito com a sua participação no governo. Maggi disse que possui negócios na área de navegação, setor regulamentado por órgãos federais que seriam comandados por ele. METRO

e ciclismo. As atividades esportivas do Mais Educação são uma parceria com o programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte. Outra iniciativa: o MEC está financiando prefeituras para a construção de quadras poliesportivas cobertas. Já autorizamos a construção de 674 quadras, das 2,5 mil que estão planejadas para este ano. O programa Praça dos Esportes e da Cultura, coordenado pelo Ministério da Cultura, vai proporcionar cultura e lazer para crianças e adolescentes de comunidades vulneráveis. Serão 800 praças até 2014, que vão integrar, entre outros, espaços destinados a atividades culturais, esportes e lazer, biblioteca e cursos de capacitação profissional e de inclusão digital. Há várias outras iniciativas voltadas para atividades que desenvolvam a autoestima das crianças e adolescentes e os conduzam a levar uma vida digna, saudável, distante da criminalidade.


economia

www.metropoint.com

07

TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

Inadimplência registra o maior aumento em 9 anos Bancos devem ficar mais criteriosos na oferta do crédito, diz Serasa A inadimplência do consumidor brasileiro subiu 22,3% no primeiro semestre do ano na comparação com o mesmo período de 2010. O resutado representa o maior aumento em nove anos, segundo o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor, divulgado ontem. Com o crescente endividamento, o brasileiro está com dificuldades para pagar dívidas assumidas anteriormente. Na avaliação do economista da Serasa Experian Luiz Rabi, o aumento da inadimplência devese à forte expansão do crédito nos último dois anos, à redução do poder aquisitivo do consumidor e à alta dos juros. “Uma das conse-

quências é que os bancos devem mais ficar criteriosos na oferta de crédito”, diz Rabi. Os economistas alertam para o crescimento da inadimplência com cheques. Para contornar os custos com cartões de crédito e para aliviar o consumidor do maior IOF, vários segmentos do varejo intensificaram o uso do pré-datado. No mês de junho, o índice de inadimplência registrou alta de 7,9%, em relação a maio. Houve aumento em quase todas as modalidades de pagamento. De acordo com a pesquisa, o endividamento com os bancos foi o principal responsável pela alta do índice mensal, com aumento

22%

é o aumento no índice de compromissos não honrados pelos consumidores brasileiros no primeiro semestre deste ano, segundo pesquisa divulgada ontem pela Serasa Experian. de 8,1%. As dívidas com cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia, fornecimento de energia elétrica e água aumentaram 5,4%. Já os cheques sem fundos

apresentaram variação positiva de 18,9%. Os títulos protestados não contribuíram para que o índice subisse mais, com uma queda de 11,7% na comparação com maio. Para o segundo semestre do ano, a expectativa do economista da Serasa Experian é de uma redução no ritmo de crescimento da inadimplência. Além de uma avaliação mais criteriosa dos bancos na concessão de crédito, a inflação começa a perder força e diversas categorias de trabalhadores terão reajuste salarial no período. “O crédito vai evoluir de forma mais moderada”, diz Rabi. METRO

Alexander Porter C/Image Source/FOLHA PRESS

Calote Variação por modalidade de crédito de maio até junho, em %

18,9 8,1 Cheques

Total

5,4

Bancos

7,9

Dívidas não bancárias

Protestos

-11,7


08

mundo

www.metropoint.com TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

o

Espanha faz 1 transplante de pernas do mundo

Tragédia

Médico que fez a operação é especialista em transplantes complicados

Bulgaria fazia um cruzeiro pelo rio Volga DENIS SINYAKOV/REUTERS

Mortes na Rússia são 128 O ministro das Situações de Emergência da Rússia, Sergei Shoigu, afirmou que há poucas possibilidades de encontrar mais sobreviventes do naufrágio do Bulgaria, que afundou no rio Volga. Até 128 pessoas teriam morrido, e 48 foram resgatadas com vida.

O cirurgião espanhol Pedro Cavadas concluiu ontem no Hospital La Fe, de Valência, o primeiro transplante bilateral de pernas já feito. A operação foi conduzida em conjunto pela Organização Nacional de Transplantes e as equipes de profissionais da Fundação Pedro Cavadas e de médicos da rede pública valenciana. Para realizar a intervenção, de “alta complexidade”, não havia antecedentes nem experiências prévias, segundo fontes citadas pela agência “Efe”, que não divulgaram dados sobre o paciente operado.

Segundo as fontes, Cavadas avalia ser necessário esperar pelo menos 48 horas para poder divulgar mais informações e apelaram à confidencialidade da doadora e do paciente. O cirurgião é conhecido pela realização de vários outros transplantes inéditos. O “Diário Oficial da Comunidade Valenciana” publicou em 4 de maio de 2010 a autorização concedida ao Hospital La Fe de Valência pela Secretaria de Saúde para o transplante de membros inferiores por um período de quatro anos. METRO COM AGÊNCIAS

Histórico

Cavadas foi o responsável pelo primeiro transplante total de rosto, realizado no ano passado

Em agosto de 2009, Cavadas já havia realizado o primeiro transplante de rosto, que incluiu mandíbula e língua, em um homem de 43 anos, que recebeu alta cerca de um mês depois da intervenção O cirurgião é também o autor do primeiro transplante bilateral de antebraços e mãos em uma mulher colombiana, em 2006 Além disso, o médico conseguiu reimplantar a perna direita em um jovem de 20 anos que teve o membro amputado em um acidente de trabalho

Missão da Nasa é estendida

REPRODUÇÃO DA INTERNET

Nasa TV mostrou retirada do módulo do ônibus espacial

A última missão do ônibus espacial Atlantis foi estendida em um dia pela Nasa. O retorno agora está previsto para a manhã do próximo dia 21 de julho. A missão pode ser assistida ao vivo pela internet na Nasa TV (www.nasa.gov/multimedia/na-

satv/). Ontem, os astronautas retiraram o módulo Raffaello do Atlantis e o integraram à ISS (Estação Espacial Internacional) com a utilização de um braço robótico. A nave está acoplada à ISS desde o último sábado. A última missão da

Nasa consiste no transporte de suprimentos que serão utilizados na estação pelos próximos anos. O módulo Raffaello, que é uma espécie de contêiner cilíndrico, voltará à Terra com 2,6 toneladas de material dispensável. METRO


cultura

TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

Pearl Jam faz shows no Brasil em novembro Grupo vai se apresentar no Rio dia 6, na Apoteose. Ingressos começam a ser vendidos em 1º de agosto

A banda americana liderada por Eddie Vedder GETTY IMAGES

A banda americana Pearl Jam vem soprar as velinhas de seus 20 anos de carreira com os fãs brasileiros. O grupo liderado pelo pop star Eddie Vedder – um dos principais do movimento grunge, do

qual também fazia parte o Nirvana – fará quatro shows no Brasil, em novembro: São Paulo (dia 4), Rio (dia 6), Curitiba (dia 9) e Porto Alegre (dia 11). Desde sua formação em 1990, em Seattle (EUA), a

09

www.metropoint.com

banda é formada, além de Vedder (vocal e guitarra), por Jeff Ament (baixo), Stone Gossard (guitarra) e Mike McCready (guitarra). O atual baterista do grupo é Matt Cameron, também do Soundgarden.

O Pearl Jam já vendeu mais de 60 milhões de discos no mundo.

PAULO.COSTA

@METROJORNAL.COM.BR WWW.METROPOINT.COM

GETTY IMAGES

Prince: de volta

Prince toca no Rio em agosto Vinte anos depois de fazer um show belíssimo no “Rock in Rio 2”, o americano Prince voltará a se apresentar no Rio de Janeiro. O cantor e compositor assinou para tocar no festival “Black2Black”, que acontecerá de 26 a 28 de agosto, na Estação Leopoldina. O show de Prince será no dia 27. O evento terá ainda as participações de Macy Gray, Chaca Khan e Aloe Blacc. METRO RIO

2

cultura Ingressos

Estão à venda os ingressos para o festival “SWU”, em agosto, em Paulínia (SP). Os bilhetes podem ser adquiridos no site ingressorapido.com. br ou pelo telefone 4003-1212.


cultura

10

Metro Entrevista

www.metropoint.com TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

FOTOS: MACARENA LOBOS/METRO RIO

JOSÉ WILKER ‘SOU TÍMIDO E CARETA’ Ator conta em seu ‘Depoimento para a Posteridade’, no MIS, que está cansado de TV Para Wilker, ‘Olimpíadas e Copa do Mundo são ameaças para a área da cultura’ Filmagens de ‘Giovanni Improtta’, seu primeiro trabalho como diretor, já começaram

Depois de ‘Giovanni’, Wilker planeja lançar uma peça sobre padre Cícero, ícone de sua cidade natal, Juazeiro do Norte

O que um bicheiro que fala “felomenal”, um cafajeste baiano viciado em jogos de azar e um artista mambembe que cruza o Brasil com o sonho de virar milionário têm em comum? Para os amantes da dramaturgia brasileira, a resposta está na ponta da língua: os três são personagens inesquecíveis interpretados pelo cearense José Wilker, que saiu ainda criança de Juazeiro do Norte para virar um dos maiores atores da história da dramaturgia brasileira. Aos 63 anos, 50 deles dedicados à profissão, Wilker comemora a ocasião com um recomeço: “Giovanni Improtta”, longa em que atua como o protagonista e estreia no cargo de diretor. Ele contou um pouco mais da montagem na série “Depoimentos para a Posteridade”, do Museu da Imagem e do Som. Como estão as filmagens de “Giovanni Improtta”, sua estreia como diretor?

“Giovanni” está sendo uma experiência fantástica. No

fim da novela “Senhora do Destino”, em 2005, achei que o personagem merecia uma sobrevida. Queria convidar o Cacá Diegues para ser o diretor, mas ele acabou me pedindo para dirigir. Fiquei apavorado. Dirigir e atuar me pareceu um desafio absurdo. Mas estou me adaptando. O filme é uma comédia diferente. Digo que é o encontro dos irmãos Cohen com Fellini. É um nonsense com olhar cômico. Como você avalia o atual momento do cinema brasileiro?

Ao longo de sua história, o cinema brasileiro teve uma série de ciclos, que prefiro chamar de surtos. O atual, chamado de Retomada, é o mais longo deles. Mas ainda produzimos pouco. Sem ser xiita, acho que temos que garantir 20% do mercado nacional com filmes de diversos gêneros, que possam entreter e se comunicar. Só temo uma coisa nos próximos anos: que os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo possam mexer nos inves-

timentos para cultura e levá-los para outros setores. Considero-os uma ameaça. O que mais o marcou na sua infância, no Nordeste?

Sou de Juazeiro do Norte e as imagens mais marcantes que guardei da infância são das romarias rumo à estátua de padre Cícero. Lembro de rastros de sangue e miséria, de olhares de tragédia dos romeiros que provocavam em mim muito riso, muito deboche. Hoje, tenho até uma peça escrita sobre padre Cícero, que será o próximo trabalho de Cacá Diegues. Esperei alguns tios meus, que estavam vivos, morrerem para poder tornar público esse trabalho. Eles iriam se incomodar por causa do meu olhar, que vai de encontro à história oficial.

mo para representar. Sou tímido e careta. Virei ator por convicção política. Decepcionado com a politicagem da Juventude Comunista, comecei a atuar, nos anos 1960, em Recife, para ilustrar aulas de alfabetização para adultos que utilizavam o método Paulo Freire. Essas peças em ambientes miseráveis me aprisionaram. Só nos anos 1970, a magia do teatro entrou em mim.

dos, sempre achei muito chato. Até que em 1971, Dias Gomes foi ver uma peça minha e, no fim, me chamou para fazer “Bandeira 2”. A partir daí fiz várias novelas maravilhosas. Mas, até hoje, tenho dificuldades com a televisão. Ela me obriga a um ritmo de trabalho que eu resisto. O tempo da TV me cansa. Tive sorte de entrar na TV em um período ousado, de

Dias Gomes, Janete Clair, Cassiano Gabus Mendes. Depois, fiz trabalhos que, até hoje, nego. Como ator, o envelhecimento incomoda?

A idade para o ator é um prêmio. Na medida em que ficamos mais velhos os papéis vão ficando melhores. Não me preparei para ser famoso. Me preparei para fazer as coisas bem. METRO RIO DIVULGAÇÃO

E quanto ao cinema? Por que ele o atraiu tanto?

O cinema me fez olhar para a vida de forma diferente. Desde quando entrava escondido nos cinemas em Juazeiro, ainda criança, já achava o cinema especial. Ele é grande. Até hoje defendo que um “close-up” em uma tela de cinema é a possibilidade mais próxima de ver a alma de alguém.

Como você começou a atuar?

Nunca fui vaidoso, por isso sempre resisti à ideia de ser ator. Não conto a ninguém, mas sempre que represento, abro mão de mim mes-

Como se deu o primeiro convite para fazer televisão?

Quando comecei a atuar, recebi vários convites para atuar na TV e recusei to-

Para Wilker (em cena com Jô Soares), ‘Giovanni’ é ‘o encontro dos irmãos Cohen e Fellini’


cultura

11

www.metropoint.com TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

A gênese plástica do movimento punk ROBERT MAPPLETHORPE /DIVULGAÇÃO

Exposição no CCBB reúne 150 fotografias de ícones do estilo

Xico Chaves leva sua arte ao Oi Futuro Artista com 40 anos de carreira em diversos suportes, entre os quais as artes visuais, a música e a poesia, Xico Chaves expõe de hoje a 28 de agosto no Oi Futuro Flamengo (rua Dois de Dezembro, 63, tel.: 31313060). A exposição “Órbita – Poética” tem entrada franca. A classificação etária é livre. METRO RIO

Xico Chaves DIVULGAÇÃO

Um time de grandes artistas que, entre outros, inclui Andy Warhol, Bruce Conner, Peter Hujar, Robert Mapplethorpe e Stephen Shore refletiu sobre a explosão do movimento punk, que, a partir do rock simples e de contestação social, contaminou outras manifestações culturais nos anos 1970. Montada na França, a exposição “I am a Cliché” chega agora ao CCBB, reunindo fotografias, colagens e instalações sobre o período cuja efervescência, como comprova a foto ao lado, não se limitou aos três acordes das músicas de Sex Pistols e cia.

Programe-se

Candidatas a Miss Brasil chegam a SP

“I am a Cliché – Ecos da Estética Punk” No Centro Cultural Banco do Brasil (rua Primeiro de Março, 66, Centro, tel.: 3808-2020). De hoje a 2 de outubro. De terça a domingo, das 9h às 21h. Entrada franca.

PAULO.COSTA

@METROJORNAL.COM.BR WWW.METROPOINT.COM

A cantora Patti Smith, mulher de Mapplethorpe

As 27 jovens beldades que competirão pela coroa de miss Brasil 2011 chegaram ontem à capital paulista. A noite de gala do concurso acontecerá no próximo dia 23, às 22h, no HSBC, em São Paulo. A Band transmitirá o evento ao vivo para todo o país. A apresentação será de Adriane Galisteu. METRO RIO

TV

Rafinha no ‘The NYT’ PERFIL. Entrevistado por

Larry Rother, o CQC Rafinha Bastos terá seu perfil publicado no jornal “The New York Times”, o mesmo que o elegeu como a personalidade mais influente do Twitter no mundo. METRO RIO


cultura

12

www.metropoint.com TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

Horóscopo

Os invasores

por Farini

Na África era comemorada a deusa Aziri ou Ezili, regente da água doce, da beleza e do amor, chamade de Oxum, na tradição iorubá. Na Polinésia e na Austrália, celebram-se as deusas do amor e da sexualidade Hapai e Hine Moa. por Tânia Gori

Áries – 21/3 a 20/4 Você se tornará bastante produtivo em tudo que faz. Tome cuidado para não se transformar em uma pessoa fria, que só pensa no trabalho.

Libra – 23/9 a 22/10 Talvez seja bom você não se mostrar muito exigente no trabalho. Seu chefe pode achá-lo antipático, o que poderá prejudicá-lo. Seja prudente e controle sua ambição.

Touro – 21/4 a 20/5 Bom período para comprar um carro novo ou máquinas de qualquer tipo. Além de coragem, esse projeto também dá força para levar as tarefas até o fim.

Escorpião – 23/10 a 21/11 Veja seu lado profissional como ele é. Evite gastar muito. Pode passar por problemas legais ou fiscais. Se você é empresário, precisa ser prudente com suas finanças.

Gêmeos – 21/5 a 20/6 O contato com assuntos e pessoas orientais será aumentado. Ótimo período para quem trabalha com eletrônica, computação, psicologia ou biologia.

Sagitário – 22/11 a 21/12 Você pode receber surpresas repentinas e muito agradáveis. Alguma coisa que julgava muito improvável de conseguir pode acabar dando certo.

Câncer – 21/6 a 22/7 Aproveite sua estratégia para tirar melhor proveito das boas oportunidades que vão aparecer. Bom período para fazer tratamentos regenerativos de saúde.

Capricórnio – 22/12 a 20/1 Você ficará mais sério, sensato e ponderado. Vai transparecer maior maturidade. O contato com pessoas mais velhas será bom e elas vão encará-lo com mais confiança.

Leão – 23/7 a 22/8 Pode ser levado a mudanças repentinas causadas por uma decepção com alguma pessoa. É uma época em que se deve evitar criar situações novas.

Aquário – 21/1 a 19/2 Controle seu mau humor a qualquer preço. Estará muito irritado, pouco diplomático e propenso a atitudes drásticas. Assim, pode criar conflitos.

Virgem – 23/8 a 22/9 Poderá lidar com assuntos imobiliários e fazer bons negócios. Poderá também executar ótimas reformas em casa. Paciência e perseverança em estudos.

Peixes – 20/2 a 20/3 A saúde estará boa e o organismo regulado. Quem tem problemas ósseos, de pele ou de cabelos, pode conseguir fazer tratamentos que tragam bons resultados.

Sudoku

Cruzadas

Tânia Gori é reitora da Universidade Livre Holística Casa de Bruxa. Consultas on-line de astrologia e tarô pelo site: www.taniagori.com.br. Mais informações: (11) 4994-4327.

Leitor fala

Pergunta

Descaso em Belford Roxo Só usuários o Palocci precisa Os dasnão linhas 421, 423, 728 e 800, que Se atéBelford o caseiro teve que comprovar ligam Roxo à cidade do Rio deos Janeiro, 25 mil reais, por queo odescaso Paloccicom que que temsão não aguentam mais histórico Diariamente em Ribeirão nos Preto, não devecom tratados. deparamos mostrarmuito a origem deetanto dinheiro? ônibus cheios grandes intervalos. Por que éencarecidamente do PT? Ou por que é do go- que Pedimos às empresas verno Dilma? melhorem os serviços e que o Detro fiscalize de Antonio Jose Marques – Rio de Janeiro, maneira enérgica as referidas linhas,RJmitigando assim o sofrimento dos passageiros. Bruno Machado – Rio de Janeiro, RJ Tragédia

O naufrágio de uma embarcação Erros no caso Juan mais que lotada no lago Paranoá,

Tem razão o secretário de Segurança ao se em Brasília, demonstra mais uma dizer envergonhado com os erros no caso do vez que as regras, no Brasil, só exismenino morto na Baixada. Uma sucessão de tem para serem desrespeitadas. equívocos como essa pode minar a confiança Nem mesmo a morte dessas pessoas – na polícia que, ao menosdos emmoradores parte, foi como também a morte readquirida pela população em decorrência em áreas de risco – vai fazer com que das UPPs. as autoridades se disponham a fazer Zilda decerta. Souza – Rio de Janeiro, RJ a coisa

com o trajeto da Linha VocêVocê achaconcorda que o iPad 2 será lançado com 4 do Metrô, que passa pelo Leblon, ao invés do preços acessíveis ao consumidor? Jardim Botânico? Siga o Metro Twitter: Siga o Metro nono Twitter: @jornal_metro @jornal_metro

@GutavCoutinho: Sou completamente contra. O metrô deve ser pensado como uma malha, e não como uma linha para que não tenhamos problemas de lotação. @menezes_pgt: É fundamental que o metrô passe pelo Jardim Botânico para diminuir os engarrafamentos da região. @lalimelo98: Concordo, a linha deve passar por toda a orla da cidade.

André Alveiro – São Paulo, SP

Para falar com a redação: leitor.rj@metrojornal.com.br

Telefone: 021/2586-9565 (redação) 021/2586-9575 (comercial)

Participe no Facebook: Participe tambémtambém no Facebook:

Web Web www.facebook.com/metrojornal www.facebook.com/metrojornal O jornal Metro é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicação e da Metro Internacional. Está presente em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhões de leitores. Distribuído gratuitamente de segunda a sexta na cidade do Rio de Janeiro.

“A tiragem e distribuição desta edição de 100.000 exemplares são auditadas pela BDO.”

EXPEDIENTE Metro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. Diretor de Redação: Fábio Cunha (MTB: 22.269) Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini. Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Operações: Luís Henrique Correa. Metro Rio de Janeiro. Gerente Executivo: Túlio Guimarães. Editora Geral: Ana Lúcia do Vale. (MTB: 18.892) Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editora de Arte: Cláudia Lorena. Grupo Bandeirantes de Comunicação RJ - Diretor Geral: Daruiz Paranhos Editado e distribuído por SP Publimetro S/A. Endereço: Rua Álvaro Ramos, 350, 4º andar, Botafogo, CEP 22280-110, Rio de Janeiro, RJ. O jornal Metro Rio é impresso pela News Technology Gráfica e Editora Ltda.


esporte

14

3

esporte Fluminense

www.metropoint.com TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

Pede para sair, 09! DORIVAL ROSA/NEWS FREE/FOLHAPRESS

De olho no Fla, Kléber encara o Palmeiras e solta o verbo Patrícia Amorim avisa: ‘Só depende dele’ Depois de se recusar a enfrentar o Santos, domingo – que seria a sua sétima participação no Brasileiro, inviabilizando sua transferência para qualquer clube do Brasil em 2011, o atacante Kléber, pretendido pelo Fla, soltou o verbo contra a diretoria alviverde: “Pô, ele [Roberto Frizzo, presidente do Palmeiras] quer me forçar a jogar o sétimo jogo porque tem medo. Isso só mostra desrespeito comigo e com o Palmeiras. É falta de caráter. Vai lá e fala [para o Flamengo] ‘Não vendo’ e acaba com isso!”, disparou o atacante, que joga com a camisa 30, mas no Fla desempenharia o papel de centroavante, um típico camisa 9.

O presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, pediu para que o governo do Estado ceda ao Alvinegro o terreno de 102 metros quadrados onde funcionam hoje as categorias de base, em Marchal Hermes, para que o clube inicie as obras do futuro CT, avaliado em R$ 15 milhões. Quinto colocado no Brasileiro, com 16 pontos, o Glorioso recebe o líder Corinthians, domingo, no Engenhão. METRO RIO

O Gladiador quer o aumento salarial que teria sido prometido pela diretoria em janeiro. Ele teme que, após fazer o sétimo jogo, o aumento fique só na promessa. “O Kleber sentou na minha frente e disse ‘eu quero sair’”, contou Frizzo. O Flamengo aguarda o desfecho da confusão e espera pelo reforço. “Só depende dele”, disse a presidente Patrícia Amorim. METRO RIO

13,3

milhões de reais é a proposta do Flamengo para tirar o Gladiador do Palmeiras.

Vice-líder do Brasileiro, Flamengo aguarda o desfecho da crise entre Kléber e Palmeiras para ir atrás do atacante

‘Seleção não é vitrine’, diz Lúcio

1

MOWA PRESS/DIVULGAÇÃO

2

3

1

Conca teve recepção de ídolo ontem, na chegada ao Guangzhou Evergrande, líder do Campeonato Chinês. METRO RIO

2

O meia Lincoln, exPalmeiras e amigo pessoal de Fred, está perto de ser anunciado pelo Flu. METRO RIO

3

Sem Fred e Conca, Abel vai manter o rodízio de capitães. Diguinho foi o escolhido no Fla x Flu. METRO RIO

Capitão Lúcio puxa a orelha dos companheiros e pede empenho

Fogão pede ajuda ao governo para construir CT

Após dois empates em dois jogos na Copa América - o último, sábado, com o Paraguai, teve sabor de vitória já que a Seleção Brasileira perdia por 2 a 1 até os 44 minutos do segundo tempo -, coube ao capitão Lúcio pedir empenho e seriedade aos companheiros. O Brasil enfrenta o Equador, amanhã, às 21h50, por vaga na segunda fase da Copa América. “O símbolo da camisa é mais importante que o nome que está nas costas”, alfinetou o capitão. No treino de ontem, o técnico Mano Menezes mexeu na lateral e no meiocampo. Pela primeira vez, o lateral-direito Maicon foi testado no time titular no lugar do então insubstituível Daniel Alves. Robinho voltou ao lugar de Jadson,

que marcou o primeiro gol do Brasil contra o Paraguai. A CBF iniciou campanha no Twitter para os internautas enviarem mensagens de apoio à Seleção, mas o tiro saiu pela culatra. Pedidos de ‘Fora Mano’, ‘Muricy Já’ e críticas aos jogadores inundaram a conta da entidade no microblog. METRO RIO

Márcio Careca para por um mês O lateral-esquerdo Márcio Careca deixou o gramado de São Januário ainda no primeiro tempo da vitória sobre o Internacional depois de torcer o joelho gravemente. O jogador ainda vai passar por exames detalhados, mas os médicos do Vasco já adiantam que ele está fora da partida de sábado, contra o Atlético-PR, e deve permanecer afastado por pelo menos 30 dias. O time da Colina é sétimo colocado no Brasileiro, com 14 pontos. METRO RIO FOTOCOM.NET

“Tenho errado passes na hora de deixar os atacantes na cara do gol.” GANSO

“Aqui não é só uma vitrine. Cada um tem de saber o peso e dessa camisa.”

Márcio Careca

LÚCIO

Argentina, enfim, estreia na Copa América ENRIQUE MARCARIAN/REUTERS

Depois de dois empates consecutivos e de ser ameaçada de eliminação ainda na primeira fase da Copa América, a anfitriã Argentina finalmente desencantou, ontem. Magoado com as críticas, Messi não cantou o hino nacional antes do jogo. Mas acabou sendo o melhor em campo e comandou a goleada por 3 a 0 sobre a

Costa Rica - dois gols de Agüero e um de Dí Maria -, com passes precisos. Com o resultado, os hermanos avançaram às quartas de final em segundo lugar no Grupo A. A Colômbia ficou em primeiro. Na próxima fase, os donos da casa vão encarar o segundo melhor do Grupo C - Uruguai, Peru ou Chile. METRO RIO

3x 0 Agüero marcou dois

Argentina: Romero; Zabaleta, Burdisso, Gabriel Milito e Zanetti ; Mascherano, Gago e Messi; Di Maria (Biglia ), Agüero (Lavezzi ) e Higuaín (Pastore). Técnico: Sergio Batista Costa Rica: Moreira; Acosta, Savatierra e Calvo (Brenes); Duarte, Leal, Mora, Cubero e Elizondo (Valle); Martínez (Madrigal) e Campbell. Técnico: Ricardo La Volpe

• Gols: Agüero aos 45 minutos do 1o tempo e aos 7 do 2o tempo; Di Maria aos 18 minutos do 2o tempo • Arbitragem: Victor Rivera (PER)


esporte

www.metropoint.com

15

TERÇA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2011

LUIZ GOMES / FUTURAPRESS

Opinião

FRUSTRADO POR TER COMETIDO UM ERRO NAS RUAS DE TORONTO HELIO CASTRONEVES

Q No Campo dos Afonsos, os 402 apartamentos estão distribuídos em 67 blocos, que possuem três andares cada

No prazo, última vila é inaugurada Após os Jogos, estrutura servirá de moradia para as família dos oficiais Há quatro dias do início da abertura oficial do 5º Jogos Mundiais Militares do Rio - que começa sextafeira er vai até o dia 24 -, foi inaugurada ontem a Vila Azul, no Campo dos Afonsos. Os prédios construídos pela FAB (Força Aérea Brasileira) têm 67 blocos e 402 apartamentos, que irão abrigar atletas de 110 países. Com 105 mil metros quadrados, a maior de todas as vilas militares tem capacidade para até 2,8 mil atletas e comissões. No Campo dos Afonsos, ficarão os atletas do Basquete, Judô, Natação, Paraquedismo, Pentatlo Moderno e Aeronáutico, Triatlo, Vôlei e Vôlei de Praia. A casa provisória dos atletas terá centro de imprensa; academia, lavanderia, lan house, restaurantes, posto médico, centro de serviços religiosos e estrutura de clube com piscina e sauna. Cada imóvel mede cer-

400

milhões de reais é o valor que as três vilas construídas para os Jogos Mundiais Militares custaram aos cofres públicos. ca de 100m². Após o fim dos Jogos, os apartamentos vão servir como moradias para oficiais das Forças Armadas. Para o prefeito da Vila Azul, o Coronel da Aeronáutica Ronaldo, os prédios ficarão como um grande legado. “Existe uma carência de moradias para os oficiais que será suprida”, acredita. A cerimônia de inauguração, ontem, contou ainda com a presença do comandante da Aeronáutica Ten-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito e do comandante do 3º COMAR (Terceiro Comando Aéreo Regional), Major Brigadeiro-do-Ar Luiz Carlos Terciotti. METRO RIO

Cada apartamento tem três quartos e 100 metros quadrados, em média CELSO PUPO / FOTOARENA / FOLHAPRESS

Vilas Verde e Branca têm mais 5 mil leitos Além da Azul, as vilas Verde, em Deodoro, e Branca, em Campo Grande, oferecem mais 5.628 mil leitos para atletas e comissões técnicas. Na Verde, capaz de instalar

2.856 pessoas, ficarão as equipes de Futebol, Esgrima, Hipismo, Atletismo e Pentatlo Moderno. Na Branca, que pode receber até 2.772 atletas, ficarão os competidores o Pentatlo Naval, Boxe, Vela, Orientação e Tae-kwondo. Ao todo, as vilas podem acomodar mais de 8 mil pessoas. Estima-se que serão servidas entre 1,8 e 2 mil refeições por dia em cada uma. METRO RIO

ue o traçado de Toronto é muito difícil e passível de acidentes, todos nós sabemos. Mas a corrida do último domingo foi potencialmente complicada, e a presença do Safety Car em oito oportunidades dá bem uma ideia do que aconteceu no Canadá, com quase 40% das voltas em regime de bandeira amarela. Obviamente que esse tipo de problema não é legal para ninguém, mas há alguns fatos que podem explicar, pelo menos em parte. Em primeiro lugar, a Curva 3 de Toronto, onde ocorreram muitos acidentes, vem logo após uma reta muito grande e a freada é violenta. Por ser um circuito de rua, as ondulações são normais, mas naquele ponto a incidência é muito acentuada. Junte a isso o fato de os Dallara Honda da Indy estar muito próximos em termos de desempenho. Claro que temos uma hegemonia da Chip Ganassi e Team Penske, mas nem por isso a disputa está isolada entre essas duas equipes. A vitória de Marco Andretti (Andretti Autosport) em Iowa, a pole de Alex Tagliani (Sam Schmidt Motorsports) em Indianápolis e o desempenho de Tony Kanaan (KV Racing) são apenas alguns exemplos desse equilíbrio. O importante é reiterar que Toronto é um lugar muito especial, o público é entusiasmado e é uma corrida muito importante para a IndyCar. Talvez tenhamos de pensar em soluções para esses trechos mais críticos, mas, de forma alguma, a solução passa por tirar essa prova do calendário. Para mim, a etapa foi decepcionante. Estava de “roupa nova”, com o carro amarelo por causa da Penske Truck Rental, empresa da Penske Corporation que terei prazer em defender também em Edmonton e Mid-Ohio. Na semana de Toronto, a equipe anunciou algumas mudanças e passei a contar, já a partir dessa primeira corrida canadense do ano, com o John Erickson como estrategista. A classificação não foi boa e a 12ª posição de largada exigia muita atenção para fugir dos acidentes do bloco intermediário. Larguei com muita cautela, troquei os pneus macios pelos duros no pit da volta 20 e estava gostando do comportamento do carro, com acerto mais adequado para a corrida. Fui numa crescente e já era o 14º, depois de retornar do pit em 19º, quando passei a disputar posição com o Tagliani. Mas em vez de continuar nessa progressão, cometi um erro e, na volta 31, acabei batendo na traseira do carro dele. Fiz de tudo para evitar a batida, travei roda e tentei atravessar o meu carro, mas não teve como. Fiquei muito aborrecido e pedi desculpas ao Tagliani, a sua equipe e a todos do Team Penske. Perdi quatro voltas nos pits até conseguir voltar à pista. Chegar em 17º, completando 81 das 85 voltas, foi o que se mostrou possível. O negócio é voltar as atenções para Edmondon, de “grandes histórias”, e virar esse jogo. Até a próxima semana e abração a todos! www.twitter.com/h3lio e press@heliocastroneves.com.


20110712_MetroRio  

JOSÉ WILKER DIZ QUE FICOU ‘APAVORADO’ AO ESTREAR NA DIREÇÃO DE LONGAS {pág 10} EXPOSIÇÃO ‘I AM A CLICHÉ’ LEVA A REFLEXÃO SOBRE O PUNK AO CCB...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you