Issuu on Google+

LOCUS Ambiente da inovação brasileira

Ano XVIAno/Year Year XIX | no 73 Outubro/October October 2013

Brazilian innovation habitat

MODELANDO NOVAS CIDADES A expansão das áreas urbanas em todo o mundo confere aos ambientes de inovação a responsabilidade de buscar soluções que tornem as cidades mais inteligentes, sustentáveis e humanas. Nesse movimento, parques tecnológicos e incubadoras de empresas assumem o papel de laboratórios para o desenvolvimento

SHAPING NEW CITIES Given the expansion of urban areas worldwide, innovation habitats have the responsibility of seeking solutions to make cities more intelligent, more sustainable and more human. In this movement, science parks and business incubators act as development laboratories

1


2


3


LOCUS

Ambiente da inovação brasileira Brazilian innovation habitat Ano XIX ∙ Outubro 2013 / Year XIX • October 2013 ∙ no 73 ∙ ISSN 1980-3842

A revista Locus é uma publicação da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) The Locus magazine is a publication of the Brazilian Association of Science Parks and Business Incubators (Anprotec) Conselho Editorial / Editorial Board Josealdo Tonholo (presidente / president) Jorge Audy Marli Elizabeth Ritter dos Santos Mauricio Guedes Mauricio Mendonça Coordenação e edição / Coordination and editing Débora Horn Bruna de Paula Reportagem / Report Alexandre Lenzi, Bruna de Paula, Carolina Franco, Débora Horn, Eduardo Kormives e Francisca Nery Jornalista responsável / Journalist Débora Horn MTb/SC 02714 JP Direção e edição de arte / Artistic director and editor Bruna de Paula e Guaraci Cabrera Revisão / Revision Sérgio Ribeiro Tradução / Translation MZ Translations Foto da capa / Cover photo Shutterstock

E

is que apresentamos mais uma edição especial da Locus, idealizada para nos fazer refletir sobre o tema central do Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Neste ano, o evento chega à

23 edição e ganha ainda mais força, ao ser realizado junto à 30a a

Conferência Mundial da Associação Internacional de Parques Tecnológicos e Áreas de Inovação (IASP). No centro do debate estão as cidades, com suas mazelas e encantamentos. A pergunta que permeia a programação do evento é uma só: o que os ambientes de inovação podem (e devem) fazer para tornar as cidades mais generosas aos que nelas habitam? As respostas, por sua vez, são múltiplas. E nossa equipe de reportagem foi atrás de algumas delas. Para começar, traçamos um panorama dos centros urbanos – passado, presente e futuro. Os números e projeções impressionam. Até 2050, sete em cada 10 pessoas do mundo estarão vivendo nas cidades. Antes disso, em 2025, a maior metrópole brasileira deverá chegar à marca de 21,7 milhões de habitantes. Nessa mesma cidade, atualmente, os gargalos de mobilidade custam cerca de R$ 40 bilhões por ano. Dados que revelam a dimensão do desafio que bate à porta. Para Anthony Townsend, nosso entrevistado especial, é preciso desenvolver soluções para os problemas urbanos de forma tão rápida quanto os criamos. E é justamente na busca por soluções que os parques tecnológicos e as incubadoras de

Presidente / President Francilene Procópio Garcia Vice-presidente / Vice-president Jorge Luís Nicolas Audy Diretoria / Directors Gisa Bassalo, Ronaldo Tadêu Pena, Sérgio Risola e Tony Chierighini Superintendência Executiva / Executive Superintendent Sheila Oliveira Pires Impressão / Printing Athalaia Gráfica e Editora Tiragem / Circulation 2.000 exemplares Produção Production

Apoio Support

empresas podem desempenhar seu papel mais relevante. Na reportagem especial de capa relatamos exemplos de ambientes de inovação que estão contribuindo para a transformação da cidade onde se inserem. Há algum tempo essa contribuição deixou de ser apenas econômica – é também social, ambiental e cultural. Por meio do apoio ao empreendedorismo e à inovação, o desenvolvimento é compartilhado, como nos ensina o exemplo de Recife (PE), sede do Seminário deste ano, onde uma importante área urbana foi revitalizada a partir da implantação do Porto Digital – um projeto ousado, que hoje mostra todo seu valor. Ao longo desta edição, nossa meta é apresentar a você não

Endereço SCN, quadra 1, bloco C, Ed. Brasília Trade Center, salas 209/211 - Brasília/DF CEP 70711-902

Address SCN, quadra 1, bloco C, Ed. Brasília Trade Center, 209/211 Brasília/DF CEP 70711-902

Telefone / Phone: (61) 3202-1555 E-mail / E-mail: revistalocus@anprotec.org.br Website / Website: www.anprotec.org.br Anúncios / Advertising: (61) 3202-1555

4

apenas os desafios que se impõem à construção de cidades melhores para todos, mas também dezenas de exemplos capazes de comprovar que é possível superá-los. Boa leitura!


CARTA AO LEITOR

LETTER TO OUR READERS

W

e present one more special edition of Locus, created to provoke thoughts on the main topic of Anprotec Seminar on Science Parks and Business Incubation. The event, which is in its 23rd edition, gained

strength this year, as it was held jointly with IASP’s 30th World Con-

ference on Technology Parks and Innovation Areas. Discussions are focused on cities, their problems and charms. The question that pervades the event’s agenda is: what can (and should) innovation habitats do to make cities gentler to the people? The answers abound, and our reporting team went after some of them. To begin with, we prepared an overview of the past, present and future of urban centers. The figures and projections are impressive. By 2050, seven out of ten people in the world will be living in the cities. Brazil’s largest metropolis is expected to have 21.7 million residents in 2025. Currently, costs with mobility bottleneck total around R$40 billion a year in this city. These figures show how big the challenge ahead is. According to Anthony Townsend, our special interviewee, we should develop solutions for urban issues as quickly as we create them. The pursuit of solutions allows technology parks and business incubators to perform their key role. In our special leading article, we show examples of innovation habitats that have contributed to transforming the cities where they are located. For some time, this contribution has gone beyond economic benefits, involving social, environmental and cultural benefits. Supporting entrepreneurship and innovation promotes development, as was the case with Recife (PE), which hosted the Seminar this year and where a large part of the urban area was revitalized with the implementation of Porto Digital. This was a challenging project that has proved valuable. In this edition, we aim to present not only the challenges imposed by the construction of better cities, but also several examples that show it is possible to overcome them. Enjoy!

5


ÍNDICE

TABLE OF CONTENTS

Shutterstock

58 ESPECIAL Há algumas décadas as cidades brasileiras contam com aliados importantes para a melhoria das condições de vida de seus habitantes: os ambientes de inovação. Espalhados pelo país, parques tecnológicos e incubadoras de empresas se consolidaram como importantes ferramentas de apoio ao desenvolvimento local. Mas ainda é possível (e necessário) fazer mais.

FEATURED ARTICLE For some decades, the Brazilian cities have counted on important allies to improve people’s lives: the innovation habitats. Spread across the country, technology parks and business incubators have emerged as important support tools to promote local development. But more can (and must) be done.

ENTREVISTA

8

EM MOVIMENTO

16

O diretor de pesquisas do Institute for The Future, Anthony Townsend, fala sobre a geração de cidades inteligentes e indica as tendências dos centros urbanos de alta tecnologia, destacando o papel dos parques tecnológicos.

As notícias de incubadoras e parques tecnológicos de todo o país, o relato das últimas ações da Anprotec e um panorama das políticas de fomento ao empreendedorismo inovador no Brasil.

INTERVIEW

IN MOVEMENT

Research director at the Institute for The Future Anthony Townsend discusses the creation of smart cities and points out high tech trends in urban centers, especially the role of technology parks.

News from incubators and technology parks across Brazil, a report of Anprotec’s latest initiatives and an overview of policies promote innovative entrepreneurship in Brazil.

CENÁRIO Uma transição em curso move as cidades para o modelo de desenvolvimento do século 21. A expectativa é de que a tecnologia promova competitividade, conservação ambiental e qualidade de vida às pessoas. Contexto em que os ambientes de inovação se tornam fundamentais.

SCENARIO An ongoing transition changing cities to the 21st century development model. Technology is expected to promote competitiveness, environment preservation and quality of life, hence the importance of innovation habitats. 6

32


ÍNDICE

TABLE OF CONTENTS

44

52

OPORTUNIDADE

DESAFIO

A expansão de construções sustentáveis reflete a necessidade da racionalização do uso de recursos naturais, garantindo, também, a redução dos resíduos nas áreas urbanas.

Infraestrutura de telecomunicação representa um passo fundamental para a organização das cidades. No Brasil, esse caminho começa a ser percorrido e a demanda por soluções não para de crescer.

OPPORTUNITY

CHALLENGE

The increase in sustainable constructions reflect the need to optimize the use of natural resources, while reducing the generation of waste in urban areas.

Telecommunication infrastructure represents a key step in the organization of cities. Brazil is beginning to tread that path, and demand for solutions won’t stop growing.

74

TENDÊNCIA Os setores criativos respondem por 10% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial. No Brasil essa contribuição não chega a 3%, apesar do reconhecido talento do país na área cultural. Em diferentes regiões, incubadoras de empresas especializadas tentam mudar esse quadro. TREND Creative sectors account for 10% of global GDP. In Brazil, the ratio is less than 3%, despite the country’s recognized talent in the cultural area. In various regions, specialized company incubators are trying to change this situation.

84

INTERNACIONAL Construir centros urbanos mais inovadores, generosos e habitáveis é a nova missão dos parques tecnológicos ao redor do mundo. Três exemplos estrangeiros confirmam que a interação com a cidade só traz benefícios. INTERNATIONAL Building more innovative, gentler and more liveable urban centers is the new mission of technology parks worldwide. Three international examples confirm that interacting with cities only brings benefits.

92

CULTURA Descubra o Recife, onde tradição e modernidade andam juntas pelas ruas da cidade. As atrações artísticas, culturais e gastronômicas são imperdíveis. CULTURE Discover Recife, where tradition and modernity walk hand in hand in the streets. Art, cultural and gastronomic attractions are a must-see.

96

OPINIÃO Para mostrar a dimensão do impacto que os parques tecnológicos podem trazer para as cidades, Mauricio Guedes apresenta dois exemplos que fogem do padrão. OPINION To show the impact of technology parks on the cities, Mauricio Guedes mentions two unconventional examples.

7


Divulgação / Disclosure

Laboratórios da inovação

Innovation laboratories Diretor de pesquisas do Institute for the Future desde 2005,

Anthony Townsend assessora, atualmente, organizações de desenvolvimento econômico e empresas de arquitetura e planejamento urbano em diversas cidades do mundo. Nesta entrevista, o pesquisador analisa a situação dos centros urbanos brasileiros e o papel que os ambientes de inovação devem desempenhar nesse cenário. Research director at Institute for the Future since 2005, Anthony Townsend advises economic development organizations and architecture and city planning firms in several global cities. In this interview, the researcher comments on the Brazilian urban centers situation and the role of science and innovation habitats.

FR ANCISCA NERY 8


ENTREVISTA > Anthony Townsend

A

nthony Townsend é bacharel em Estudos Urbanos com especialização em Física pela Rutgers University, mestre em Planejamen-

to Urbano pela New York University e doutor em Planejamento Urbano e Regional pelo Massachu-

setts Institute of Technology, o MIT. Townsend já

INTERVIEW desesperadamente delas. Um caso concreto: o Brasil foi pioneiro nos ônibus expressos em Curitiba, uma solução que está se espalhando como fogo em cidades de todo o mundo.

turo dos parques científicos e tecnológicos. Em seu

E no futuro, em uma perspectiva de 50 a 100 anos, quais serão os principais desafios? Eles estão relacionados diretamente à disponibilidade dos recursos naturais e ao próprio modo de vida nos centros urbanos?

perigos potenciais do boom das cidades inteligen-

daqui a 50, a 100 anos é muito difícil. Nesse

integrou o conselho consultivo da prefeitura mu-

nicipal das cidades de Nova Iorque e São Francisco e depôs no Senado dos Estados Unidos sobre o fu-

livro Smart Cities ele aborda causas, benefícios e

tes, define os protagonistas da modelagem de no-

vas cidades e indica o futuro dos centros urbanos

de alta tecnologia. Nesta entrevista, além de falar

sobre esses temas, Townsend analisa os caminhos que o Brasil está seguindo.

Dizer alguma coisa concreta sobre o mundo contexto, até prever algo tão simples como estimativas populacionais é complexo. No entanto, acredito que é seguro dizer que viveremos em um mundo predominantemente urbano e focado em adaptar-se aos enormes distúrbios dos sistemas ecológicos do planeta. Mas quando esse

LOCUS > Atualmente, quais são os principais desafios enfrentados pelas cidades de todo o mundo? Townsend > O desafio atual das cidades

tem sido desenvolver, diante do aumento das expectativas dos cidadãos e com uma oferta cada vez menor de recursos naturais e financeiros, soluções para problemas urbanos e globais de forma tão rápida quanto os criamos. Em todos os lugares, cidades estão enfrentando crises fiscais – nos Estados Unidos, Detroit acaba de declarar falência; na Europa, os governos locais estão enfrentando medidas de austeridade severas; e até mesmo cidades chinesas são confrontadas com uma dívida esmagadora. Ao mesmo tempo, os governos nacionais parecem não conseguir ajudá-las de forma eficaz e estão atolados em políticas de divisão. Os cidadãos, cujas expectativas têm sido definidas pelo tremendo ritmo de inovação de empresas concorrentes no mercado, agora esperam o mesmo tipo de criatividade e capacidade de resposta dos governos. Felizmente, temos verificado que as cidades são laboratórios de inovação extremamente produtivos, muito bons em exportar essas soluções para outros lugares que precisam

tempo chegar espero que também tenhamos desenvolvido estruturas tecnológicas e políticas

A

nthony Townsend holds a B.A. in urban studies with a

minor in physics from Rutgers University, a M.A. in urban planning from New York University and a PhD in urban

and regional planning from Massachusetts Institute of Technology. Townsend has served on mayoral municipal broadband

advisory boards in both New York City and San Francisco, and testified before the United States Senate on the future of sci-

ence and technology parks. In his book Smart Cities he points the reasons, benefits and potential dangers of a smart city

boom, the leaders in the shaping of new cities and the future of

high-technology urban centers. In this interview, besides talking about these themes, the American comments on the Brazilian urban centers situation.

LOCUS > Nowadays, what are the main challenges facing the world’s cities? Townsend > The big challenge facing cities is develop-

ing solutions to both urban and global problems as fast as we are creating them, in the face of rising citizen expectations, and with a dwindling supply of natural and financial resources. Cities everywhere are experiencing fiscal crises – in the United States, Detroit has just declared bankruptcy; in Europe, local governments are facing severe austerity 9


ENTREVISTA > Anthony Townsend INTERVIEW para estabilizar a situação global. Teremos um

measures; and even Chinese cities are saddled

entendimento científico muito maior do plane-

with a crushing debt burden. But, at the same

ta, das redes sociais humanas e até de nosso

time, national governments can’t seem to help

próprio cérebro. Esse conhecimento trará as

them effectively, and are mired in divisive

ferramentas necessárias para criar uma civi-

politics. At the same time, citizen expecta-

lização sustentável e possivelmente reverter

tions that have been set by the tremendous

parte dos danos ambientais que veremos nas

pace of innovation by companies competing

próximas décadas.

in the market, now expect the same kind of creativity and responsiveness from govern-

“O CONHECIMENTO TRARÁ AS FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA CRIAR UMA CIVILIZAÇÃO

ments. Fortunately, it’s turning out that cities are incredibly productive laboratories for innovation, and they are getting very good at exporting these solutions to other places that

SUSTENTÁVEL E POSSIVELMENTE REVERTER

desperately need them. A case in point: Brazil

PARTE DOS DANOS AMBIENTAIS QUE VEREMOS

tion that is spreading like wildfire to cities all

NAS PRÓXIMAS DÉCADAS”

“THE KNOWLEDGE WILL PROVIDE THE TOOLS TO DESIGN A SUSTAINABLE HUMAN CIVILIZATION AND POSSIBLY UNDO SOME OF THE ENVIRONMENTAL DAMAGES THAT WE WILL SEE IN COMING DECADES”

pioneered bus rapid transit in Curitiba, a soluover the world.

What about the future? What will be the main challenges in a 50-100 years perspective? Are they directly related to the availability of natural resources and to the urban centers’ way of life? Saying anything meaningful about the world 50-100 years out is very difficult. In that time frame, even something as straightforward as population estimates is highly

Um documento publicado recentemente pela Habitat, agência da ONU, afirma que “no futuro que vai tomando forma, as áreas urbanas ao redor do mundo serão não só a forma dominante de habitat da humanidade, mas também o motor do desenvolvimento urbano como um todo.” Você acredita nisso? A explosão urbana que estamos viven-

suspect. But I think it is safe to say that we will be living in a world that is predominantly urban and focused on adapting to massive disruptions in the planet’s ecological systems. But by that time I also expect that we will have come up with the technology and policy frameworks to stabilize the global situation. We will have a far greater scientific under-

ciando é o resultado direto da globalização.

standing of the planet, human social networks

À medida que cidades portuárias ao redor do

and even our own brains. This knowledge

mundo se integram a rotas de transporte ma-

will provide the tools to design a sustainable

rítimo, corredores de transporte aéreo e redes

human civilization and possibly undo some of

de fibra ótica, elas experimentam os benefícios

the environmental damages that we will see

econômicos do comércio. E, como os econo-

in coming decades.

mistas e sociólogos estão rapidamente aprendendo, as cidades permitem que indivíduos e empresas se tornem mais criativos e inovadores por meio do intercâmbio de conhecimento local. Geoffrey West, um renomado físico que 10

A document (State of the World’s Cities) recently published by UN-Habitat states that “a fresh future is taking shape, with urban areas around the world becoming not just the


ENTREVISTA > Anthony Townsend

estudou como as cidades crescem, argumenta que as grandes cidades têm mais problemas sociais e de saúde – per capita – do que as pequenas cidades e vilarejos, mas em contrapartida criam soluções para tais problemas mais rapidamente. Elas solucionam os problemas somente um pouco mais rapidamente do que

dominant form of habitat for humankind, but also the engine-rooms of human development as a whole.” Do you believe it?

os criam, e é isso que faz com que tais cidades

The urban boom

não entrem em colapso. A única questão é se

we are experiencing

há limites para o tamanho das cidades.

is the direct result

Jonathan Barkat

INTERVIEW

of globalization. As

O Brasil tem 85% da população vivendo em centros urbanos, um cenário distinto ao registrado até a década de 50, quando a taxa de urbanização era de 36%. Esse crescimento não foi, no entanto, acompanhado por políticas públicas capazes de garantir a mobilidade, a habitação e uma vida com mais qualidade aos moradores das cidades. É possível reverter esse cenário? E qual seria a contribuição da inovação para essa mudança? O Brasil é um país único entre os países do

port cities around the world get plugged into shipping routes, air transport corridors and fiber optic networks, they are experiencing the economic benefits of trade. And as economists and sociologists are rapidly learning, cities allow individuals and firms to be more creative and innovative through the local exchange of

BRICS, no sentido de que sua urbanização acon-

knowledge. Geoffrey West, a noted physicist

teceu muito antes da atual era da globalização.

who has studied how cities grow, argues that

Associe-se isso ao legado da escravatura – uma

while big cities have more social and health

experiência que também é partilhada pelos Es-

problems per capita than towns and villages,

tados Unidos – e temos a fórmula da desigual-

they also create solutions to those problems at

dade. Certamente é possível reverter tal cená-

a faster rate. They solve problems just slightly

rio, e ninguém pode negar o imenso progresso

faster than they create them, and that’s what

que aconteceu no Brasil na última década. Mas

keeps them from collapsing. The only question

poderia levar outros 50 anos para reverter sé-

is whether there are limits to city size.

culos de desigualdade no Brasil. O interessante é observar se a democratização da tecnologia da informação pode gerar novas plataformas para que grupos marginalizados tenham acesso a oportunidades e recursos aos quais não tinham acesso no passado – por meio de redes sem fio abertas, acesso universal a smartphones e à internet, e a abertura de dados governamentais, para citar alguns exemplos. Isso é algo que as instituições como a Fundação Rockfeller

Nowadays, 85% of the Brazilian population lives in urban centers, different than before the 50s, when the urbanization rate was 36%. However, this growth was not accompanied by public policies to ensure mobility, housing and a better quality of life for citizens. Is it possible to reverse this scenario? And how innovation could contribute to this change? Brazil is unique among the BRICS countries

[uma associação americana beneficente e não

in that its urbanization happened long before

governamental] e o Banco Mundial estão le-

the current era of globalization. Combined

vando muito a sério nos países mais pobres do

with the legacy of slavery (an experience

mundo. O Brasil é obviamente mais avançado,

shared by the United States), you have a

mas muitas dessas abordagens poderiam fun-

formula for inequality. It is certainly possible

cionar também no caso brasileiro.

to reverse this scenario, and no one can deny 11


ENTREVISTA > Anthony Townsend INTERVIEW A mobilidade urbana tem sido apontada como um dos principais problemas das cidades brasileiras. Estima-se que sua deficiência custe cerca de R$ 40 bilhões por ano ao país. De que forma a consolidação de cidades mais inteligentes poderia contribuir para minimizar esse problema? Transporte e mobilidade é a área de aplica-

the enormous progress that has occurred in Brazil in the last decade. But it could take another 50 years to undo centuries of inequality in Brazil. What is interesting is whether the democratization of information technology – through open wireless networks, universal access to smart phones and Internet, and

ção mais importante para cidades inteligentes.

open government data, to name a few – can

Mas isso não serve de curativo para a inade-

become new platforms for marginalized

quação de investimentos em infraestrutura

groups to get access to opportunities and

de transporte – e o Brasil está muito atrasado

resources they have not had in the past. This

nesse quesito. Por outro lado, isso significa uma

is something that institutions like the Rock-

oportunidade: o dinheiro que o Brasil investir,

efeller Foundation and the World Bank are

no futuro, em sistemas de transporte pode ala-

taking very seriously in the world’s poorest

vancar tecnologias inteligentes mais modernas.

countries. Brazil is obviously more advanced, but many of the same approaches could work

“PRECISAMOS COMPREENDER QUAL O MUNDO QUE QUEREMOS CONSTRUIR ANTES DE ESCOLHER AS FERRAMENTAS PARA FAZÊ-LO”

“WE NEED TO UNDERSTAND THE WORLD WE WANT TO BUILD BEFORE WE CHOOSE THE TOOLS TO DO IT”

there as well.

Urban mobility has been identified as one of the main problems of the cities in Brazil. It is estimated that its insufficiency costs around R$40 billion per year to the country. How could the consolidation of smarter cities help to mitigate this problem? Transportation and mobility is the single most important application area for smart cities. But it is not a band aid for inadequate investment in transportation infrastructure –

E qual seria a definição mais apropriada, hoje, para “cidades inteligentes”? Que elementos a compõem? Eu uso uma definição simples de “cidades

and Brazil is lagging badly there. But this is also an opportunity, the money Brazil spends in the future on transportation systems can leverage the newest smart technology.

inteligentes” para descrever lugares em que a tecnologia da informação está sendo utilizada para lidar com problemas urbanos. Outros muitas vezes utilizam-na para incluir novas abordagens para gerenciamento urbano, go-

And what would be, nowadays, the most appropriated definition for “smart cities”? Which elements compose it? I use a simple definition of “smart cities” to

vernança e planejamento também.

describe places where information technology

Quais são os riscos do desenvolvimento de cidades inteligentes?

ers often use it to include new approaches to

is being used to address urban problems. Oth-

Acho que os três grandes riscos são que as

urban management, governance and planning as well.

cidades inteligentes possam se tornar buggy, frágeis e grampeados. “Buggy” significa que elas terão erros em seus códigos, como qualquer software de computador. Infraestruturas 12

What are the risks of the development of smart cities? I think the three big risks are that smart


ENTREVISTA > Anthony Townsend INTERVIEW inteligentes serão as máquinas mais complica-

cities could become buggy, brittle, and

das que a humanidade terá construído e, como

bugged. Buggy means that they will have er-

um caça a jato fly-by-wire, não terão margem

rors in their code, like any computer software.

de erro. “Frágeis” refere-se à falta de resiliên-

Smart infrastructures will be the most com-

cia em muitos desses sistemas. No ano passa-

plicated machines humanity has constructed

do, vimos que quando os centros de dados da

and they will be like a fly-by-wire jet fighter,

Amazon caíram por conta de uma atualização

with no margin of error. Brittle refers to the

de software malfeita, milhares de serviços de

lack of resilience in many of these systems.

cidades inteligentes também caíram. “Grampe-

We saw last year that when Amazon’s data

ados”, é claro, refere-se a empresas e governos

centers went down from a botched software

espionando nossas atividades por meio dos re-

upgrade, thousands of smart city services

gistros coletados pelos sistemas inteligentes.

went down too. Bugged, of course, refers to

Edward Snowden tem dado um curso intensi-

businesses and governments snooping on

vo sobre o quão invasiva

our activities through

essa vigilância é – e isso

the records collected by

só vai piorar.

smart systems. Edward Snowden has been giving

De que forma esses riscos poderiam ser minimizados? Vou ser honesto com

a crash course in just how invasive this surveillance is, and it will only get worse.

você: eu não sei a resposta a essa pergunta, e é por isso mesmo que isso me assusta tanto. Ao longo da história viemos

In what way could these risks be mitigated? I’ll be honest with you, I don’t know the answer

adotando tecnologias ur-

to this, and this is pre-

banas – da eletricidade ao

cisely why it scares me

automóvel – sem quase

so. Throughout history

nenhuma discussão ou

we have adopted urban

previsão sobre as conse-

technologies – from elec-

quências de longo prazo

tricity to the automobile –

que tais tecnologias te-

with almost no discussion

riam. Frequentemente, é

or foresight about the

possível culpar poderosos interesses corpo-

long-term consequences they would have.

rativos e de marketing por tais escolhas. Vejo

Often, there are powerful corporate interests

isso acontecendo de novo com tecnologias da

and marketing to blame for these choices. I

informação urbana que empresas como a IBM

see this happening again with urban informa-

e a Cisco estão vendendo ao redor do mundo.

tion technologies that companies like IBM

Precisamos compreender qual o mundo que

and Cisco are selling around the world. We

queremos construir antes de escolher as ferra-

need to understand the world we want to

mentas para fazê-lo. Não estamos fazendo isso

build before we choose the tools to do it. We

neste momento.

are not doing that right now.

Como parques científicos e tecnológicos podem contribuir para a melhoria da qualidade

How can technology parks contribute to the improvement of high-quality urban living? 13


ENTREVISTA > Anthony Townsend INTERVIEW de vida nos centros urbanos? Parques científicos e tecnológicos devem

Science and technology parks must aspire to be more than just office buildings

aspirar a ser mais que apenas um conjunto de

that house companies and workers who are

escritórios de empresas e trabalhadores dedi-

creating new technologies. They need to

cados a criar novas tecnologias. Os parques

become living laboratories for smart urban

precisam se tornar laboratórios para a vida

living – which combines new technological

urbana inteligente – que associa a nova infra-

infrastructure, but also better urban design

estrutura tecnológica a políticas inteligentes

and architecture, and smart policy. We need

e melhores designs urbanos e arquiteturas.

to think of them as new special districts,

Temos que pensar neles como novos distritos

where the rules are different – quite literally

especiais, onde as regras são diferentes – lite-

even different laws governing them –, so that

ralmente, até mesmo regidos por leis diferen-

we can experiment and test the solutions

tes –, para que possamos experimentar e testar

that can be quickly applied to the rest of the

soluções rapidamente aplicáveis ao resto da ci-

city and nation and world.

dade, da nação e do mundo.

“OS PARQUES CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS PRECISAM SE TORNAR LABORATÓRIOS PARA A VIDA URBANA INTELIGENTE”

“SCIENCE AND TECHNOLOGY PARKS NEED TO BECOME LIVING LABORATORIES FOR SMART URBAN LIVING”

Here, in Brazil, we already have around 30 parks operating and other 60 under implementation. Is it possible to adapt these parks that already exist to this laboratory purpose? Or should this purpose be in the park conception since the beginning? Certainly you can adapt. Some of the oldest science parks in the world, like Research Triangle Park, in the United States, are re-inventing themselves as vibrant, walkable urban villages instead of suburban office parks. Science parks need to stop thinking of themselves as “parks” sanctuaries away from the city. They are,

No Brasil, já temos cerca de 30 parques em operação e outros 60 em implantação. É possível que os já existentes sejam adaptados para essa finalidade de laboratório? Ou essa função deve estar na concepção do parque desde o início? Certamente é possível fazer a adaptação. Alguns dos mais antigos parques científicos do

14

as the new name of the IASP indicates “areas of innovation”, special places within a web of technological innovation, not exclusive separate spaces.

Do we have examples, throughout the world, of parks that are already able to exercise the laboratory purpose?

mundo, como o Research Triangle Park, nos Es-

I think it is happening in fits and starts

tados Unidos, estão se reinventando como vila-

around the world, but it is something that

rejos vibrantes e transitáveis em vez de parques

is very difficult to create from the top-

de escritórios de subúrbio. Os parques científi-

down. I think that parks can best position

cos precisam parar de se ver como “parques”

themselves as nodes within their regional

– santuários fora da cidade. Eles são, como o

innovation systems –stimulating the develop-

novo nome da IASP indica, “áreas de inovação”,

ment of both firms and individual talent by

locais especiais em uma rede de inovação tec-

providing training, networking and business

nológica, e não espaços exclusivos e separados.

services.


ENTREVISTA > Anthony Townsend INTERVIEW Divulgação / Disclosure

Temos exemplos, em todo o mundo, de parques que já conseguem exercer essa finalidade de laboratório? Acho que isso está acontecendo de maneira intermitente ao redor do mundo, mas é algo que é muito difícil de criar de cima pra baixo. Acredito que os parques possam se posicionar melhor como nódulos dentro de seus sistemas de inovação regionais, estimulando o desenvolvimento tanto de empresas quanto de talento individual, por meio da promoção de treinamento, networking e serviços de negócios.

Qual seria a função das empresas apoiadas por parques tecnológicos e incubadoras na consolidação de cidades inteligentes? Acredito que os parques científicos pre-

What would be the companies’ role, supported by science parks and business incubators, in the smart cities consolidation?

cisam ser agressivos para envolver as com-

I think that science parks need to engage

panhias na discussão sobre como os ativos

companies aggressively in discussion about

físicos dos parques – terreno, edifícios e infra-

how the physical assets of parks – their land,

estrutura – podem ser utilizados como alavan-

buildings, and infrastructure – can be lever-

ca para testar produtos e serviços de cidades

aged to test smart city products and services.

inteligentes. Esse é o sentido literal de parques

This is the literal meaning of science parks

científicos como “laboratórios vivos”. Ao entrar

as “living laboratories”. When you step into a

em um parque, você deveria sentir que está vi-

park, it should feel like you are living in the

vendo no futuro, ou seja, deveria estar partici-

future. You should be participating in the co-

pando na cocriação da cidade do futuro.

creation of the city of the future.

E o governo? Qual a importância das políticas públicas para que tenhamos cidades mais inteligentes?

And what about the government? What is the importance of the public policies in the achievement of smarter cities?

O governo é a peça-chave nas cidades inteligentes. Ele, como o principal cliente, determina

The government is the critical player in smart cities. They, as the primary customer,

o plano de investimentos e inovações. E dita as

set the agenda for investment and innova-

regras segundo as quais as companhias devem

tion. And they write the rules within which

operar. Pensando de maneira mais crítica, o

companies must operate. But most critically,

governo fornece o ponto de partida para que

they provide the springboard for companies

as companhias lancem suas soluções no mer-

to take their solutions to a global market.

cado global. Em muitas regiões do mundo, os

In many parts of the world, governments

governos são obrigados a destinar de 1% a 2%

are required to set aside 1-2 percent of the

do orçamento de construção para arte e edifí-

construction budget for public buildings for

cios públicos. Se fizéssemos o mesmo para a

public art. If we did the same thing for smart

tecnologia inteligente, você veria uma explosão

technology, you’d see an explosion of small

de inovação de pequenas empresas que poderia

business innovation that could drive a new

estabelecer uma nova era de crescimento e me-

era of growth and better lives. It’s something to think about. L

lhoria de vida. É algo para se pensar.

15


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Programa Sinapse da Inovação abre espaço para ideias inovadoras Sinapse Innovation project accepting proposals for innovative ideas Fotos: Divulgação / Disclosure

No início do mês de agosto foi lançada a 4ª edição do Sinapse da Inovação, um programa de incentivo ao empreendedorismo inovador em Santa Catarina. O objetivo da iniciativa é selecionar ideias e oferecer recursos e capacitação para transformá-las em negócios de sucesso. Neste ano, os projetos escolhidos irão receber R$ 50 mil em recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) e até R$ 29 mil em consultorias, viabilizadas pelo Sebraetec, um programa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC). O programa, que contempla todas as regiões do estado, divide-se em três fases. A primeira é a inscrição da ideia e apresentação da equipe de trabalho, disponível para consulta no site do programa (www.sinapsedainovacao.com.br) até o dia 27 de setembro. As propostas escolhidas deverão elaborar, na segunda fase, um projeto de empreendimento e fomento. Ao final, serão selecionadas até 100 empresas, que receberão recursos e capacitação para inserir o projeto no mercado. O Sinapse da Inovação é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e da Fapesc, com realização da Fundação Certi.

The fourth edition of Sinapse Innovation, a program that aims at encouraging entrepreneurism, was launched in early August in Santa Catarina. The purpose of the initiative is to select ideas and to offer

Acima, lançamento regional do programa, em Jaraguá do Sul (SC); e o superintendente-geral da Fundação Certi, Carlos Alberto Schneider, Schneider apresentando resultados das operações anteriores do Sinapse

Above, regional launch of the program in Jaraguá do Sul (SC); and Carlos Alberto Schneider, general superintendent of the Certi Foundation, presenting Sinapse’s previous operating results

funding and training to help them to become successful businesses. The projects selected this year will receive R$ 50 thousand from the Research and Innovation Support Foundation of Santa Catarina State (Fapesc) and up to R$ 29 thousand in consultations through Sebraetec, a program sponsored by the Santa Catarina chapter of the Brazilian Micro and Small Enterprise Support Service (Sebrae/SC). The program, open to all of the state’s regions, is composed of three phases. The first phase is registration of the idea and its presentation by the work group. The presentations will be available on the program’s website (www.sinapsedainovacao.com.br) through September 27. In the second phase, the selected projects must prepare a development and promotional plan. In the final phase, up to 100 companies will be selected to receive funding and training to enable them to take their projects to market. The Sinapse Innovation program is sponsored by the Santa Catarina State government, specifically through the state’s Sustainable Economic Development Department (SDS) and Fapesc, with support from the Certi Foundation. 16


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Incubada na Raiar é a primeira a obter recursos do Inovacred Company supported by Raiar is first to receive Inovacred funding A Egalitê Recursos Humanos Especiais, residente na

Egalitê Recursos Humanos Especiais, a firm sup-

incubadora de empresas Raiar, de Porto Alegre (RS), foi o

ported by business incubator Raiar, de Porto Alegre

primeiro empreendimento do Brasil a receber recursos do

(RS), was the first enterprise in Brazil to secure Inova-

Inovacred. O programa de financiamento da Agência Bra-

cred funding. The Brazilian Innovation Agency (Finep)

sileira de Inovação (Finep) é voltado a empresas que pos-

financing program was designed for companies with

suem receita operacional bruta anual de até R$ 90 milhões.

annual gross operating revenue of up to R$ 90 million.

O Banco de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Bade-

The Rio Grando do Sul Development Bank (Badesul)

sul) foi o primeiro agente financeiro aprovado para operar

was the first financing agent authorized to handle the

a linha de crédito e realizou a liberação de recursos.

credit line and granted the funding to Egalitê.

Especializada em recrutar e assessorar portadores de

Specializing in recruiting and helping persons with

necessidades especiais para o mercado de trabalho, a Ega-

special needs to enter the job market, Egalitê applied to

litê participou do edital de seleção e foi considerada apta

the public notice and was considered an ideal candi-

para receber os benefícios do programa.

date to receive the program’s benefits.

Governo do Paraná lança Parque Tecnológico Virtual Paraná State government launches virtual technological park A Universidade Estadual de Maringá (UEM) sediou o

Maringá State University (UEM) hosted the launch of

evento de lançamento do Parque Tecnológico Virtual do

the Paraná Virtual Technological Park (PTV). Created by

Paraná (PTV). Operacionalizado pelo governo estadual,

the state government, in collaboration with the Tecpar

em parceria com o Instituto de Tecnologia (Tecpar), o

institute of technology (Tecpar), the park is based on a

Parque tem um modelo diferente das outras iniciativas

model that differs from other in use around the country.

em vigor no país. Enquanto tradicionalmente as empre-

While such parks are usually located in a fixed geograph-

sas ficam limitadas a um espaço geográfico próximo às

ic area close to universities, the Paraná model will bring

universidades, o modelo paranaense irá agrupar todos os

together all of the region’s sectors related to innovation

setores envolvidos com inovação e desenvolvimento tec-

and technological development by means of a virtual

nológico da região por meio de uma plataforma virtual.

platform.

Todos os projetos vinculados ao Parque estarão dis-

All of the projects connected to the Park will be

poníveis em um sistema online, onde os empresários

available via an online system, whereby business owners

poderão acessar e investir em pesquisadores, apoiar in-

will be able to access and invest in researchers, support

cubadoras e propor projetos inovadores. Além da visibi-

incubators and propose innovative projects. In addition to

lidade das suas ações, os participantes receberão orien-

enhancing the visibility of their actions, participants will

tações sobre como podem trabalhar juntos. O objetivo

receive guidance in terms of how they can collaborate.

é que exista um intercâmbio entre iniciativa privada e

The project is meant to facilitate exchanges between the

academia.

private sector and academia.

Para a coordenação das atividades, também serão im-

In order to coordinate the activities, innovation cen-

plantados núcleos de inovação em sete universidades do

ters will also be established at seven Paraná universities

Paraná, localizadas nas cidades de Cascavel, Curitiba, Gua-

located in the cities of Cascavel, Curitiba, Guarapuava,

rapuava, Jacarezinho, Londrina, Maringá e Ponta Grossa.

Jacarezinho, Londrina, Maringá and Ponta Grossa. Any-

Os interessados em participar do programa podem procu-

one interested in participating in the program can visit

rar um dos núcleos ou se associar pela internet.

one of the centers or join online. 17


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Tecnova investirá R$ 13,5 milhões em inovação na Paraíba Tecnova to invest R$ 13.5 million in innovation in Paraíba State A Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq/PB), em parceria com o governo estadual, lançou o edital do Programa Tecnova, voltado à subvenção econômica a micro e pequenas empresas inovadoras. Serão investidos recursos da ordem de R$ 13,5 milhões para fomentar atividades de inovação e incrementar a competitividade das empresas e da econo-

The Paraíba State Research Support Foundation (Fapesq/PB), in

mia local. Além da Fapesq/PB, já lançaram

collaboration with the state government, has released the public call

os editais do programa as fundações de

for applications for the Tecnova program, which provides grants

pesquisa de outros quatro estados: Ama-

to innovative micro and small enterprises. Approximately, R$ 13.5

zonas, Goiás, Minas Gerais e Santa Cata-

million will be allocated to foster innovation and to enhance the

rina.

competitiveness of local companies and of the state’s economy.

Serão apoiados projetos locais de

In addition to Fapesq/PB, the research support foundations of the

inovação em cinco áreas: tecnologias da

states of Amazonas, Goiás, Minas Gerais and Santa Catarina, also

informação e comunicação (TICs), com

released public call notices inviting applications for the program.

recursos de R$ 3 milhões; energia, com

The program will fund local innovation projects in five catego-

R$ 2,5 milhões; saúde, com R$ 3 milhões;

ries: IT and communication, at R$ 3 million in funding; energy, in

biotecnologia, com R$ 3 milhões, e desen-

the amount of R$ 2.5 million; health care, in the amount of R$ 3

volvimento social, com R$ 2 milhões.

million; biotechnology, at R$ 3 million; and social development, in

Para mais informações, acesse: www.fapesq.rpp.br

the amount of R$ 2 million. For more information visit, www.fapesq.rpp.br.

Incubadas alagoanas conquistam recursos para investir em inovação Alagoas State tenants secure funds to invest in innovation Dois empreendimentos residentes na Incubadora de

Incubator (Incubal) have secured funding through the

grama RHAE - Inovação, chamada pública lançada pelo

RHAE - Innovation Program in response to a public call

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) em

for applications released by the Ministry of Science,

parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento

Technology and Innovation (MCTI) and the National

Científico e Tecnológico (CNPq). As propostas Meu tutor

Scientific and Technological Development Council

e Alsan Ambiental foram enquadradas na categoria de

(CNPq). The Meu Tutor (My Tutor) and Alsan Ambien-

projetos em andamento e receberão, juntas, R$ 800 mil,

tal proposals were accepted in the ongoing projects

destinados ao financiamento de bolsas para estudantes

category and will receive a combined R$ 800 thousand

e professores.

in funding to provide grants for students and teachers.

Para aderir ao programa, cada empreendimento de-

18

Two enterprises supported by the Alagoas Business

Empresas de Alagoas (Incubal) foram aprovados no Pro-

In order to qualify for the program, each enterprise

verá se responsabilizar por uma contrapartida mínima

must be willing to match at least 20% of the funding

de 20% e executar o projeto em 36 meses.

and carry out the project in 36 months or less.


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Jogo empresarial capacitará empreendedores Corporate game helps entrepreneurs Em parceria com o Sebrae, a Anprotec lança no Seminário Nacional o Avance!, um jogo educacional e de negócios que simula situações empresariais, a fim de promover a aprendizagem por meio da experiência. O foco é a gestão de uma pequena empresa altamente inovadora, que vise ao mercado internacional. Voltado a empreendedores, o jogo será testado, nessa primeira fase, por gestores de incubadoras de empresas e parques tecnológicos associados à Anprotec. Depois dessa etapa, as inscrições serão abertas aos empresários – para se inscrever, é necessário estar vinculado a um ambiente de inovação associado à Anprotec. “O jogo permite ao participante adquirir conhecimento, desenvolver habilidades e avaliar atitudes. Assim, o aprendizado obtido com base na vivência dos processos decisórios os capacitará para conquistar o sucesso em suas empresas”, explica a presidente da Anprotec, Francilene Garcia. Saiba mais (e jogue!) em: www.anprotec.org.br/avance

Anprotec, in partnership with Sebrae, is launching Avance! in the National Seminar. Avance! is an educational business game that simulates business situations in order to promote learning through experience, by managing a small highly innovative businesses with ambitions to enter the international market. In the first phase, the game will be tested by managers of incubators and science parks which are members of Anprotec. After this stage, entrepreneurs linked to innovation habitats associated to Anprotec will be able to participate. “The game allows participants to acquire knowledge, develop skills and evaluate attitudes. Therefore, the learning acquired by experiencing decision making will help achieve success in their companies”, explained Francilene Garcia, Anprotec’s president. Learn more (and play!): www.anprotec.org.br/avance

Anprotec realiza Assembleia durante o evento Anprotec holds General Assembly during the event A 24ª Assembleia Geral Ordinária será realizada em Recife (PE), no dia16 de outubro de 2013, durante a

The 24th Annual Shareholders’ Meeting will be held in Recife (PE) on October 16, 2013, during the

programação do XXIII Seminário Nacional de Parques

XXIII Anprotec Seminar on Science Parks and Busi-

Tecnológicos e Incubadoras de Empresas. Entre os

ness Incubation.

itens da pauta estão a movimentação de associados,

Topics on the agenda include the associates’

a escolha da Sede do Seminário 2015, a eleição da Di-

initiatives, the venue for the 2015 Seminar, election

retoria para o mandato 2014/2015, além de outros

of the Executive Board for 2014/2015 and other

temas de interesse da Associação.

pertinent issues. 19


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Ponta Porã será sede do primeiro parque tecnológico do MS Ponta Porã will be the site of the Mato Grosso do Sul State’s first technological park Desde agosto estão sendo realizadas reuniões para ajustar os detalhes do projeto, que contará

Meetings have been convened since August to finetune the details of the project, which includes a R$ 300

com o investimento de R$ 300 mil da Superin-

thousand contribution from the Center-West Develop-

tendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste

ment Superintendence (Sudeco). According to Sudeco Assessment Director Gloria

(Sudeco). De acordo com a diretora de avaliação da Su-

Gama, the Ponto Porã municipal government has already

deco, Gloria Gama, a prefeitura de Ponta Porã já

set aside certain areas for the park. “The regions are be-

indicou algumas áreas para a implantação do par-

ing assessed and work on the sites is expected to begin

que. “As regiões estão sendo avaliadas e o início das

next year,” she said.

obras está previsto para o próximo ano”, afirma.

The Ponta Porã Technological Park project will

O projeto do Parque Tecnológico de Ponta Porã

receive support from the municipal, state and federal

conta com apoios dos governos municipal, estadual

governments, as well as from public education bodies

e federal, de órgãos e instituições de ensino públicos

and institutions and entities representing productive

e entidades representativas dos setores produtivos.

sectors.

Modelo - O Parque Tecnológico Itaipu, em Foz

The Model - The Itaipu Technological Park in Foz

do Iguaçu (PR), servirá de modelo para Ponta Porã.

do Iguaçu, Paraná State, will serve as the model for the

Quando as obras estiverem concluídas, haverá um

Ponta Porã project. Once work on the park is completed,

intercâmbio entre os profissionais do Parque de

an exchange between personnel from the Ponta Porã and

Ponta Porã e os profissionais de Itaipu.

Itaipu parks will take place.

Incubadora de Goiás recebe novos empreendimentos

O Programa de Incubadoras da Universidade Estadual de Goiás (Proin.UEG) recebeu no último dia 22 de agosto os novos empreendimentos selecionados para incubação. Ao todo, são seis projetos que ingressam nas áreas de biotecnologia, reciclagem e tecnologia da informação. Durante o primeiro dia na incubadora, as empresas conheceram a estrutura e os serviços oferecidos pelo programa. A incubadora foi criada em junho de 2011 e conta com 10 empreendimentos residentes.

On August 22, the Incubators Project of Goiás State University (Proin.UEG) accepted the new projects that will be included in the program. A total of six new projects were accepted in the areas of biotechnology, recycling and information technology. On the first day of the program, the companies were acquainted with the structure and the services provided by the program. The incubator project was created in June of 2011 and currently has 10 participants. 20

Shutterstock

Goiás State incubators accepts projects for incubation


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Universidade do Amazonas lança incubadora para potencializar projetos de inovação Amazonas university launches incubator to drive innovation projects Manaus contará com uma nova incubadora ligada à

Manaus will gain a new incubator associated with

Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Chamada de

the State University of Amazonas (UEA). Known as the

IN-UEA, a instituição terá o aporte inicial de R$ 100 mil.

UN-UEM, the institution will receive an initiate infusion

A iniciativa conta com o apoio da Fundação de Ampa-

of R$ 100 thousand. It is supported by the Amazonas

ro à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e da

State Research Support Foundation (Fapeam) and the

Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação

state’s Science, Technology and Innovation Department

(Secti-AM).

(Secti-AM).

Por meio de um processo seletivo a incubadora be-

By means of a selective process, the incubator

neficiará 15 empreendimentos com apoio financeiro

will benefit 15 projects with financial and structural

e estrutural, assessoria técnica e treinamento. Do total,

support, technical advisement and training. Of those

quatro serão residentes e oito associadas. As outras três

15 projects, four will be incubator residents and eight

vagas são destinadas ao hotel de projetos, direcionado

will be members. The other three spots will go to the

aos empreendedores em estágio inicial, com ideias de ne-

projects hotel, which has been set aside for directed to

gócios concebidas, mas ainda não implantadas. O edital para participar da seleção pode ser acessado no site www.uea.edu.br.

early-stage entrepreneurs who have developed business ideas which have not yet been implemented. The application for participating in the selective process is available online at www.uea.edu.br.

Pró-incubadora – O aporte é proveniente do pro-

Pró-incubadora – The contribution comes from

grama Pró-incubadora, que teve edital lançado pela

the Pró-incubadora program, whose public applica-

Fapeam em maio deste ano. A iniciativa disponibilizou

tion notice was released by Fapeam back in May. The

R$ 1,7 milhão para novos projetos de incubadoras e

initiative provided R$ 1.7 million for new and existing

para incubadoras já existentes. Atualmente, o Amazo-

incubator projects. Amazonas State currently has nine

nas conta com nove incubadoras e outras três devem

incubators, and an additional three are expected to be

ser criadas no interior do estado.

established in the interior.

Parque Guamá, de Belém (PA), recebe novos empreendimentos The Guamá Park, in Belém (PA), receives new companies O Parque de Ciência e Tecnologia Guamá recebeu,

On October 4, Guamá Science and Technol-

no último dia 4 de outubro, propostas para instalação

ogy Park received proposals for new projects.

de novos empreendimentos. O espaço disponibilizado

The available area comprises five allotments of

compreende cinco lotes de cerca de 3 mil metros qua-

around 3,000 square meters and the new projects

drados e os novos empreendimentos estarão alinhados

will be in line with Park’s priority areas: biotech-

às áreas prioritárias de atuação do parque: biotecnolo-

nology, energy, communication and information

gia, energia, tecnologia da informação e comunicação,

technology, environmental and mineral technol-

tecnologia ambiental e tecnologia mineral. Em opera-

ogy.

ção há três anos, o Parque Guamá já reúne 18 empreendimentos.

In operation for three years, Guamá Park already includes 18 projects. 21


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

PUC-SP inaugura laboratório no Parque Tecnológico de Sorocaba PUC-SP opens lab in Sorocaba Technological Park Divulgação / Disclosure

Uma parceria com a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) permitiu a inauguração de novos laboratórios de pesquisa no Parque Tecnológico de Sorocaba. Os laboratórios ocupam um espaço de 170 metros quadrados e servirão ao desenvolvimento de tecnologias em áreas da saúde, como biomateriais e engenharia biomédica. A expectativa é de que futuramente o local se torne um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologia em Saúde. Nos laboratórios serão desenvolvidos produtos médicos, odontológicos, laboratoriais, hospitalares, far-

Inauguração dos laboratórios, com presença de autoridades locais

macêuticos e de gestão. O espaço deverá ser usado por

Inauguration of the laboratories, with local authorities

empresas parceiras da área médica e órgãos de fomento

A partnership with the Pontifical Catholic Universi-

estaduais e federais.

ty of São Paulo (PUC-SP) has led to the opening of new research laboratories at the Sorocaba Technological Park. The labs occupy 170 square meters at the facility and will help to develop technologies in health care fields, including biomaterials and biomedical engineering. Plans call for the site to become a Health Care Research and Technology Development Center. The labs will be used to develop medical, dental, laboratory, hospital, pharmaceutical and management products. The site is expected to be used by partner companies from the medical sector and state and federal development bodies.

Região de Itajubá (MG) terá APL de TICs Itajubá region in Minas gains IT and communications local productive arrangement Organizado pela Rede de Empresas de Tecnologia da

local productive arrangement (LPA) organized by the

Centro Universitário de Itajubá (FEPI), o pré-lançamento

IT and Communications Companies Network (Retic)

do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação

in collaboration with the Itajubá University Center

e Comunicação (APL-TIC) ocorreu no último dia 10 de

(Fepi), took place September 10. Representatives of

setembro. Agora, representantes do APL buscam parce-

the LPA are now looking to partner with local com-

rias com empresas e instituições locais para concretizar

panies and institutions to implement the project.

o projeto. O objetivo do APL é reunir empreendimentos da re-

22

The pre-launch of the IT and communications

Informação e Comunicação (Retic), em parceria com o

The purpose of the LPA is to bring together projects from around the region in order to strengthen

gião para estreitar os vínculos de interação, cooperação

interaction, collaboration and learning among

e aprendizagem entre si e com outros agentes locais –

groups and other local entities – the government,

governo, associações e instituições de crédito, ensino e

associations, lenders and educational and research

pesquisa. Em parceria com o Sebrae-MG, serão feitos um

institutions. Partnering with Sebrae-MG, the LPA

mapeamento e um diagnóstico das empresas de tecnolo-

plans to run a full-scale assessment of IT-related

gia da informação e comunicação de Itajubá.

companies in Itajubá.


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

CNPq destina R$ 12,3 milhões para incubadoras de empresas e parques tecnológicos CNPq allocates R$ 12.3 million to business incubators and technological parks O Conselho Nacional de Desen-

CNPq complementa a lançada pela

resultados de gestão propostos pelo

volvimento Científico e Tecnológico

Finep no último mês de julho (veja

modelo Cerne, foco de um esforço

(CNPq) e o Ministério da Ciência,

na página 24). “Somando os valores

conjunto entre Anprotec e Sebrae”,

Tecnologia e Inovação (MCTI) lan-

previstos pelos dois editais, temos R$

explica Francilene.

çaram, no último dia 26 de agosto,

102,3 milhões investidos em parques

Entre os destaques do edital está

um edital destinado a incubadoras

e incubadoras, na forma de apoio não

a concessão de bolsas para desenvol-

de empresas e parques tecnológicos.

reembolsável. Quando somamos os

vimento tecnológico e inovação no

O financiamento chegará a R$ 12,3

instrumentos II e III do Edital da Fi-

exterior, o que permitirá a gestores

milhões. Desse total, R$ 8,3 milhões

nep, alcançamos o total de R$ 652,3

de incubadoras e parques brasileiros

se destinam a apoiar a infraestrutura

milhões – um patamar histórico de

realizar intercâmbio em instituições

de incubadoras em operação. Outros

investimento em ambientes de inova-

estrangeiras de referência.

R$ 4 milhões serão aportados na

ção”, afirma.

No último dia 12 de setembro a

elaboração do Estudo de Viabilidade

Ao todo, 67,5% dos recursos do

Anprotec promoveu, em Brasília (DF),

Técnica e Econômica (EVTE) para in-

edital do CNPq são destinados a in-

uma reunião entre seus associados e

cubadoras e parques tecnológicos.

cubadoras em operação. “Esse apor-

representantes do CNPq e do MCTI,

Segundo a presidente da Anpro-

te, voltado a custeio, capital e bolsas,

a fim de esclarecer possíveis dúvidas

tec, Francilene Garcia, a chamada do

será decisivo para que alcancemos os

sobre o edital.

cal Development Council (CNPq)

focus of a joint effort by Anprotec e

entific and Technological Council

call for applications complements

Sebrae,” Garcia said.

(CNPq) and the Ministry of Science,

another released by the Brazilian

Technology and Innovation (MCTI)

Innovation Agency (Finep) in July

include the grants for technologi-

released a public call for applica-

(see page 24). “If we combine the

cal development and innovation

tions targeting business incubators

amounts from both public calls,

abroad, which will allow managers

and technological parks. Total

we’re investing R$ 102.3 million

of Brazilian incubators and parks

funding for the program is R$ 12.3

in non-reimbursable support for

to participate in exchanges with

million, R$ 8.3 million of which

parks and incubators. IF we com-

leading foreign institutions.

will be allocated to support the

bine instruments II and II of the

infrastructure of existing incuba-

Finep Call, the total comes to R$

Association of Science Parks and

tors. The other R$ 4 million will

652.3 million – an unprecedented

Business Incubators (Anprotec)

be invested in the drafting of the

level of investment in innovation

held a meeting in Brasilia (Federal

Technical and Economic Feasibility

environments,” she said.

District) between its members and

On August 26, the National Sci-

Study (EVTE) for incubators and technological parks. According to Francilene Garcia,

Of the total, 67.5% of the CNPq

The key features of the call

On September 12, the Brazilian

representatives of the National

call funding is allocated to existing

Scientific and Technological De-

incubators. “That infusion, which

velopment Council (CNPq) and the

president of the Brazilian As-

targets funding, capital and grants,

Ministry of Science, Technology

sociation of Science Parks and

will be decisive in our ability to

and Innovation (MCTI) to respond

Business Incubators (Anprotec), the

attain the management outcomes

to any concerns relating to the

National Scientific and Technologi-

proposed by the Cerne model, the

public notice. 23


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Finep recebe 86 propostas para edital de parques tecnológicos Finep receives 86 proposals in response to technological parks call O edital de parques tecnológicos lançado em julho por Finep

The technological parks public call for appli-

e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) recebeu

cations, released in July by the Brazilian Innova-

86 propostas referentes ao Instrumento I (recursos não reem-

tion Agency (Finep) and the Ministry of Science,

bolsáveis), que oferece R$ 90 milhões a parques tecnológicos

Technology and Information (MCTI) resulted in

em implantação e operação. A demanda por recursos superou

86 proposals for Instrument I (non-reimbursable

em quase seis vezes o valor oferecido pelo edital. Do total de propostas recebidas, 24 foram submetidas à Linha A, destinada a parques tecnológicos em operação.

ready operating. Demand for funding was almost

Juntos, esses projetos demandam cerca de R$ 285 milhões

six times higher than the amount offered in the

em investimentos. Outras 62 propostas foram submetidas à

appliction notice.

Linha B, que envolve parques tecnológicos em implantação,

Twenty-four of the proposals received were

os quais solicitaram, ao todo, R$ 267 milhões. “As 86 inicia-

submitted under Line A, dedicated to operat-

tivas apresentadas revelam que a sociedade acredita nesse

ing technological parks. All told, those projects

modelo, pois um parque tecnológico exige uma construção

require close to R$ 285 million in investment

coletiva, envolvendo diversos atores regionais”, afirma o

funding. The other 62 proposals were submitted

secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do

under Line B, which involves technological parks

MCTI, Alvaro Prata.

that are under construction. Those proposals

A demanda superou a expectativa da Finep e do MCTI

requested a total of R$ 267 million. “The 86

tanto em número de projetos quanto em volume de recur-

proposals submitted show that society believes

sos. “Esse processo é muito relevante, pois reflete a demanda

in this model. After all, a technological park re-

já existente e sinaliza, ao governo, que ainda há muito para

quires a collective construction effort, involving

crescer no que se refere à oferta de recursos para esses am-

a number of regional participants,” said Alvaro

bientes”, explica o chefe do Departamento de Operações de

Prata, the MCTI’s secretary of Technological

Subvenção da Finep, Marcelo Camargo.

Development and Innovation.

Além das referentes ao Instrumento I, a Finep recebeu

Divulgação / Disclosure

funding), which offers R$ 90 million to technological parks that are under construction or al-

Demand exceeded the expectations of Finep

quatro propostas relativas ao Instrumento III, que criará o

and of the MCTI in terms of both number of

Fundo Inova Empresa MPE, de R$ 50 milhões – destinado

projects and the volume of resources requested.

a negócios apoiados por incu-

“This is a very important process because it

badoras e parques tecnológi-

shows the level of current demand and signals

cos, ou ainda graduadas até

to the government that there is a lot of room for

dois anos, por meio de par-

growth in terms of the availability of resources

ticipação no capital e apoio

for these environments,” said Marcelo Camargo,

gerencial.

head of Finep’s Grant Operations Department. In addition to the Instrument I submissions, Finep received four proposals for Instrument III,

Camargo, da Finep: demanda elevada indica necessidade de mais investimentos

Camargo, from Finep: high demand indicates need for more investments 24

which will create the R$ 50 million MPE Business Innovates Fund, the proceeds from which may be allocated to businesses supported by incubators and technological park, or those supported within the past two years, through equity sharing and managerial support.


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Ministério da Cultura fomenta economia criativa por meio de dois editais Ministry of Culture releases two public calls for applications for project supporting Creative Economy Encerraram no último dia 13 de setembro as ins-

The submission period for the two public applica-

crições para dois editais lançados pelo Ministério da

tion calls released by the Ministry of Culture closed

Cultura (MinC), voltados ao desenvolvimento da Eco-

September 13. The notices focused on development of

nomia Criativa brasileira por meio do apoio financei-

Brazil’s Creative Economy by offering financial support to

ro à qualificação profissional e ao surgimento de no-

stimulate the emergence of new enterprises and support

vos empreendimentos nos setores criativos. Os dois

professional training in the creative sectors. The two pub-

editais são dirigidos a instituições públicas e privadas

lic application calls are directed at non-profit private and

sem fins lucrativos. O total de recursos investidos é

public institutions. The total funding is R$ 6.1 million. The Public Call for the Creative Economy Enterprise

de R$ 6,1 milhões. O Edital de Fomento a Incubadoras de Empreendimentos da Economia Criativa tem a finalidade de for-

Incubator program aims to strengthen the entities that work with creative and innovative enterprises, enabling them to expand their incu-

com empreendimentos cria-

bation capacity. Total fund-

tivos e inovadores para que ampliem a oferta de vagas

Shutterstock

talecer entidades que atuam

ing for the program is R$ 5 million. A maximum of 20

para a incubação. O total in-

projects will be selected,

vestido é de R$ 5 milhões.

and each project will

Serão contemplados até 20

receive MinC support of

projetos e cada projeto con-

between R$ 250 thousand

tará com o apoio do MinC no

and R$ 400 thousand. MinC’s first public no-

valor mínimo de R$ 250 mil e

tice of this kind is directed

máximo de R$ 400 mil. O primeiro edital dessa modalidade

lançado

pelo

MinC é dirigido a instituições públicas e privadas sem fins lucrativos que atuam como

at non-profit private and public institutions that have been operating in an incubator role for at least three years.

gestoras de incubadoras há, no mínimo, três anos.

Cultural management education and training Formação e qualificação em gestão cultural Já o Edital de Apoio à Formação para Profissionais

The Public Call for Support for the Training of Creative Professionals and Entrepreneurs involves

e Empreendedores Criativos é voltado à realização de

creative sector management training programs. The

cursos para formação e qualificação em gestão no se-

programs are created and delivered by non-profit

tor criativo, elaborados e ministrados por instituições

public or private institutions of higher learning that

públicas de ensino superior ou privadas sem fins lucra-

specialize in training courses.

tivos que atuam com formação. Serão selecionados 11 projetos, divididos em três ca-

The application call will result in the selection of 11 projects in three categories: Business and Project Man-

tegorias: Gestão de Negócios e Empreendimentos, Gestão

agement; Event Production Management; and Career

e Produção de Eventos e Gestão de Carreiras. Os recursos

Management. A total of R$ 1.1 million in funds will be

a serem distribuídos nesse edital somam R$ 1,1 milhão.

disbursed in conjunction with the public call. 25


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

STA

ENTREVI

“Seminário reflete maturidade do movimento” A presidente da Anprotec, Francilene

Garcia, fala sobre a importância do Seminário Nacional

incubadoras, incluindo nosso evento em uma agenda internacional.

de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas, que neste ano ganha ainda mais força ao ser realizado

A que fatores podemos atribuir a longevidade, o su-

em conjunto com a 30a Conferência da IASP.

cesso e o crescimento do evento ao longo das últimas décadas?

Historicamente, qual a importância da realização do

Tivemos a oportunidade de construir uma agenda

Seminário Nacional para a Anprotec e para o pró-

nacional para a qual convergem várias iniciativas com

prio movimento do empreendedorismo inovador

foco no apoio ao empreendedorismo inovador no país,

brasileiro?

reunindo nossos associados e os diferentes parceiros pú-

O Seminário Nacional é a agenda mais importan-

blicos e privados. Essa agenda vem evoluindo a cada ano,

te para todos os envolvidos com o empreendedoris-

acompanhando o amadurecimento do movimento e os

mo inovador no Brasil. Durante cada edição, temos a

novos desafios que se apresentam. Nesse processo, tem

oportunidade de comunicar os avanços do movimento,

sido fundamental a parceria com o Sebrae, que atua há

refletir sobre desafios atuais e futuros, trocar experi-

13 anos como instituição co-executora do evento, e com

ências e compartilhar conhecimentos de interesse de

diversas instituições apoiadoras, públicas e privadas.

todos. A cada ano, observamos o crescimento da visibilidade e do interesse em torno de temas estratégicos

Qual a expectativa da Anprotec ao realizar o evento

para o desenvolvimento do país – empreendedorismo

em conjunto com a Conferência Mundial da IASP?

e inovação, por meio das plataformas de parques tec-

Esta é a segunda vez que o Brasil sedia uma Confe-

nológicos e incubadoras. Ao longo dos anos, alcança-

rência da IASP. Nos últimos anos, em especial na última

mos uma maior presença em todas as regiões e esta-

década, o Brasil vem atraindo a atenção de investidores

dos brasileiros, em parte em razão dessa mobilidade

que buscam por ambientes inovadores para se instala-

na sede do evento. O Seminário da Anprotec também

rem. Tivemos um brasileiro, Maurício Guedes – dirigente

passou a atrair representantes de outros países, que

do Parque Tecnológico da UFRJ –, presidindo a IASP no

se fazem presentes em busca de informações sobre o

período 2010-2011, um reconhecimento do potencial

modelo brasileiro de apoio a parques tecnológicos e

de nosso movimento. Essa conjunção de eventos e a ini-

Divulgação / Disclosure

ciativa do Porto Digital na atração da Conferência IASP 2013 trouxeram o evento mundial de parques tecnológicos para o Brasil. Será um momento especial, pois estaremos tratando de um tema estratégico para o desenvolvimento de regiões inovadoras em nosso país. Além do tema central do evento, que certamente trará muitas ideias interessantes a partir de experiências de sucesso de várias partes do mundo, teremos a oportunidade de estabelecer novas conexões entre parques tecnológicos e empresas do Brasil e de dezenas de outros países. 26


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

“The seminar reflects the maturity of the initiative”. Francilene Garcia, Anprotec’s president, talks about the importance of the Seminar

INTER

VIEW

13 years, and other private and public supporting institutions, has been crucial.

on Science Parks and Business Incubation which this year is even stronger because

What is Anprotec’s expectation when

it is being held jointly with IASP’s 30th

holding the event jointly with IASP’s

Conference.

World Conference? This is the second time the IASP confer-

Historically, how important is the Nation-

ence is taking place in Brazil. In recent

al Seminar for Anprotec and for Brazilian

years, especially in the last decade, Brazil

innovative entrepreneurs?

has attracted the attention of investors

The National Seminar is the most impor-

seeking innovation habitats to operate

tant event for all those involved in innova-

there. A Brazilian, Mauricio Guedes, head of

tive entrepreneurship in Brazil. Every edi-

the UFRJ science park, presided over IASP

tion, we have the opportunity to discuss the

in 2010-2011, demonstrating the potential

progress of innovative entrepreneurship,

of our initiative. These events and the Porto

reflect on current and future challenges,

Digital initiative to promote the 2013 IASP

exchange experiences and share our knowl-

conference have brought the worldwide sci-

edge. Every year, we notice an increase

ence park event to Brazil. It will be a special

in visibility and interest in issues that are

moment because we will be discussing a

strategic for the country’s development -

strategic issue for the development of inno-

entrepreneurship and innovation, through

vative regions in our country. In addition to

science parks and incubators. Throughout

the main subject of the conference, we will

the years, we have achieved a greater pres-

have the opportunity to establish new con-

ence in all Brazilian regions and states. The

nections between companies and science

Anprotec seminar has also attracted rep-

parks in Brazil and other countries.

resentatives from other countries, seeking information on the Brazilian support model for science parks and incubators, including our event in the international calendar. To what can we attribute the event’s longevity, success and growth in the last decades? We have had the opportunity to create a national calendar with several initiatives focused on supporting innovative entrepre-

Além do tema central do evento, teremos a oportunidade de estabelecer novas conexões entre parques tecnológicos e empresas do Brasil e de outros países

neurship in the country, bringing together

In addition to the main subject of the

our associates and the different public and

conference, we will have the opportunity

private partners. This calendar is evolving every year keeping pace with the matura-

to establish new connections between

tion of the initiative and new challenges. In

companies and science parks in Brazil and

this process, the partnership with Sebrae, which has been the co-host of the event for

other countries 27


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Pré-evento da Anprotec oferece diversas atividades Anprotec’s pre-event offers several activities The activities in the field of Brazilian innovation habitats which take place before the official inauguration of the Anprotec Seminar on Science Parks and Business Incubation are intended to prepare the public for the discussions of the main event. This year it will be the same: the schedule for October, 14 is full of discussions on strategic issues for Brazilian innovative entrepreneurship. Anprotec’s XXI Workshop is aiming at Com lugar cativo no calendário dos ambientes de inovação brasileiros, as atividades que antecedem a abertura oficial do Seminá-

tats in Brazil: recent achievements, challeng-

rio Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas

es and appraisals of the latest investments.

têm a função de preparar o público para as discussões do grande

The Sebrae Forum, on the other hand, will

evento. Neste ano, não será diferente: a programação do dia 14 de

focus on the presentation of good prac-

outubro está repleta de discussões sobre temas estratégicos para

tices in Brazilian and European innovation

o empreendedorismo inovador brasileiro.

habitats, related to business acceleration,

O XXI Workshop Anprotec terá como foco as políticas de apoio e fomento aos ambientes de inovação no Brasil: as conquistas recentes, os desafios e a avaliação de resultados dos últimos

open innovation, investments and business internationalization. The latter topic will be the subject of the

investimentos realizados. Já o Fórum Sebrae de Inovação será de-

Internationalization of Innovative Businesses

dicado à apresentação de boas práticas verificadas em ambientes

Forum, where Anprotec and Apex-Brasil

de inovação brasileiros e europeus, relacionados à aceleração de

will present the project called “land2land”

empreendimentos, open innovation, investimentos e internaciona-

(see more on page 30). Successful cases of

lização de empresas.

internationalization supported by innovation

Esse último tema será foco do Fórum de Internacionalização de Empresas Inovadoras, no qual Anprotec e Apex-Brasil apresentarão

habitats in Brazil and abroad will also be presented.

o projeto “land2land” (veja mais na página 30). Além disso, serão

Investors and innovative businesses

apresentados casos de sucesso de internacionalização de empresas,

will meet at the Seed International Forum,

protagonizados por ambientes de inovação do Brasil e do exterior.

where 12 pre-selected companies will have

Investidores e empreendimentos inovadores se encontram no

an opportunity to present its businesses to

Seed Forum Internacional, onde 12 empresas pré-selecionadas te-

investment funds, corporate investors and

rão a oportunidade de apresentar seus negócios para fundos de

angel investors from different countries.

investimentos, investidores corporativos e investidores-anjo de diferentes países.

The Graduate Companies Forum, held for the first time, is intended to unite Brazilian

Realizado pela primeira vez, o Fórum de Empresas Graduadas

business incubator graduate companies and

tem por objetivo reunir empreendimentos egressos de incubado-

identify common points in their trajectories

ras de empresas brasileiras e identificar pontos em comum em

and current demands for support.

suas trajetórias e demandas de apoio atuais. A programação conta ainda com o minicurso “Como transfor-

28

supporting and promoting innovation habi-

The schedule also includes the course “How to transform your science park into

mar seu parque tecnológico em uma região inteligente”, ministra-

an intelligent region”, Managed by Eduardo

do por Eduardo Moreira Costa.

Moreira Costa.


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Associados escolherão sede do Seminário 2015 Anprotec’s members will choose the venue for the 2015 seminar Cuiabá (MT), Guarulhos (SP) e São José dos Campos

Cuiabá (MT), Guarulhos (SP) and São José dos

(SP) disputam a oportunidade de sediar o Seminário Na-

Campos (SP) are competing to hold the 2015 National

cional em 2015. A eleição será realizada pelos associa-

Seminar. Anprotec’s members will elect the host city at

dos da Anprotec, na Assembleia Geral do dia 16 de ou-

the Annual Shareholders’ Meeting held on October 16.

tubro. Em 2014, o evento será realizado em Belém (PA).

In 2014, the event will take place in Belém (PA).

`

Contato atendimento@portalinovacao.org.br 0800 - 6019600 Siga-nos no twitter @portalinovacao

Parcerias:

http://www.anprotec.org.br

Gestão Operacional:

http://www.inpi.gov.br

http://www.finep.gov.br

http://www.rnp.br

Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

Realização:

http://www.cgee.org.br

Iniciativa e Promoção:

29


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Anprotec e Apex-Brasil lançam plataforma para internacionalização de empresas inovadoras Anprotec and Apex-Brasil launch platform for the internationalization of innovative companies Promover a internacionalização de empresas inovadoras vinculadas a parques tecnológicos e incubadoras de empresas. Esse é o principal objetivo da plataforma land2land, lançada no dia 14 de outubro deste ano, em meio às atividades que antecedem a abertura do Seminário Nacional. Desenvolvida por meio de uma parceria entre a Anprotec e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a plataforma também deve contribuir para atrair empreendimentos estrangeiros para o país. Acessível em www.land2land.anprotec.org.br, a plataforma permite identificar ambientes de inovação de diferentes países do mundo onde são desenvolvidos programas de apoio à internacionalização, relacionados a soft

landing, matckmaking, take off e cross incubation. Na primeira etapa do projeto, integram a plataforma 12 instituições brasileiras, de diferentes regiões do país, além de 15 ambientes de inovação estrangeiros, localizados em 10 países. A partir do lançamento em Recife (PE), a expectativa é de que esse número seja expandido gradualmente. Todas as instituições participantes passam por um processo seletivo, coordenado pela Anprotec, com a colaboração de entidades parceiras de outros países.

To promote the internationalization of innovative companies linked to science parks and business incubators. This is the main goal of the land2land platform, launched on October 14 this year, among other activities that took place before the National Seminar. The platform, which was developed through a partnership between Anprotec and the Brazilian Export and Investment Promotion Agency (Apex-Brasil), should help attract foreign businesses to the The platform, available on www.land2land.anprotec.org.br allows the identification of innovation habitats from different countries where programs supporting internationalization, related to soft landing, matchmaking, take off and cross incubation, are developed. In the first stage of the project, the platform comprises12 institutions from different regions of Brazil and 15 foreign innovation habitats from 10 different countries. As of the launch in Recife (PE), the expectation is to gradually increase this number. All participating institutions undergo a selection process coordinated by Anprotec, with collaboration from partner entities from other countries. 30

Shutterstock

country.


EM MOVIMENTO IN MOVEMENT

Vencedores do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador serão conhecidos ao final do Seminário Winners of the National Innovative Entrepreneurship Awardwill be known at the end of the Seminar Reconhecer ações, serviços e produtos de institui-

To recognize the initiatives, products and

ções e empresas que fortaleçem o empreendedorismo

services of institutions and companies which

e a inovação. Esse é o principal objetivo do Prêmio

strengthen entrepreneurship and innovation.

Nacional de Empreendedorismo Inovador, realizado

This is the main objective of the National Innova-

pela Anprotec, com o apoio do Sebrae. O evento de di-

tive Entrepreneurship Award, held by Anprotec

vulgação dos resultados está marcado para o dia 17 de

with the support of Sebrae. The results will be

outubro deste ano, em Recife (PE), durante a progra-

announced on October 17, in Recife (PE) during

mação do XXIII Seminário Nacional da Anprotec e da

XXIII Anprotec Seminar on Science Parks and

30ª Conferência Mundial da IASP. Esta é a 17a edição

Business Incubation and IASP’s 30th World Con-

do Prêmio. Incubadoras, parques tecnológicos

ference. This is the 17th edition of the award.

e empresas incubadas e graduadas de

Outstanding Brazilian incuba-

destaque no cenário brasileiro serão

tors, science parks, and graduate

contempladas em seis categorias: Me-

and incubated companies will

lhor incubadora de empresas orientada

be awarded in six categories:

para a geração e uso intenso de tecno-

Best business incubator focused

logias, Melhor incubadora de empresas

on the generation and intensive

orientada para o desenvolvimento local e

use of technologies, Best busi-

setorial, Melhor parque tecnológico, Me-

ness incubator focused on local

lhor projeto de promoção da cultura do

and sectorial development, Best

empreendedorismo inovador, Melhor em-

science park, Best project promot-

presa incubada e Melhor empresa gradu-

ingan innovative entrepreneurship

ada. Entre os prêmios estão troféus, cer-

culture, Best incubated company;

tificados, passagens aéreas para viagens de estudos e negócios, além de valores em dinheiro.

and Best graduate company. The prizes are trophies, certificates, airline tickets for study and business trips and cash.

Resultado A Comissão Julgadora da 17ª edição do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador avaliou 39 inscrições, oriun-

Result The Judging Commission of the 17th edition of

das de diferentes estados do país. Do total,

the National Innovative Entrepreneurship Award

14 foram destinadas à categoria Melhor empresa

evaluated 39 candidates from different states of

incubada, a mais disputada entre as seis existentes.

the country. In all, 14 were allocated to the most

Presidida pela diretora da Anprotec Gisa Bassalo, a

disputed category “The best incubated company”.

Comissão contou com a participação de representan-

The Commission, chaired by Anprotec Director

tes de 13 instituições que atuam na área de empre-

Gisa Bassalo, was composed of representatives

endedorismo e inovação, além de veículos de comu-

from 13 institutions in the entrepreneurship and

nicação nacionais.

innovation area and national media outlets. 31


Shutterstock

É hora de transformar It’s time to change

Habitat dominante da humanidade, as cidades assumem a função de motor do desenvolvimento global. Esse protagonismo exige que o enfrentamento dos grandes problemas deste século ocorra a partir dos espaços urbanos - velhos ou novos, centrais ou periféricos. Mas ainda há um longo caminho a percorrer

The dominant habitat of mankind, the cities assume the role of drivers of global development. As a result, urban areas – old or new, central or peripheral – concentrate the major issues of the century. But there is still a long way to go

E D UA R D O KO R M I V E S 32


CENÁRIO SCENARIO

N

a cidade de São Paulo, onde 500 crianças nascem e 800 carros

novos são emplacados todos os dias, o trânsito caótico é um

I

n São Paulo, where 500 children are born and 800 new cars are licensed every day, chaotic traffic is an invitation to make a living elsewhere. But which other city in Brazil offers an event every six minutes

and an economy that generates 25% of all wealth produced in the country?

convite para ir fazer a vida em

The São Paulo state capital is a clear example of the challenges and

outro lugar. Mas que outro lu-

opportunities inherent in the ongoing transition that requires cities to

gar do país oferece um evento

adopt a development model aligned with the 21st century. In this model,

a cada seis minutos e uma eco-

technology is expected to foster competitiveness, environmental sustain-

nomia que gera 25% de toda a

ability and quality of life – a scenario in which innovation environments,

riqueza produzida no país?

such as technology parks and business incubators, can play a key role, as

A capital paulista é um

discussed later.

exemplo nítido dos desafios

It is no coincidence that there are around 145 smart city projects in the

e oportunidades inerentes à

four corners of the globe, 11 of which in South America. The world quietly

transição em curso, que move

crossed a turning point in 2010. For the first time in history, the number

as cidades para um modelo

of people living in cities exceeded those who live in rural areas. The urban

de desenvolvimento com cara

population is expected to grow at a daily average of 200 thousand people by

de século 21. Nesse modelo, a

2015, according to the biennial report State of the World’s Cities, published

expectativa é de que a tecno-

by the United Nations’ Habitat agency.

logia promova a competitivi-

This change is irreversible and will force us to zoom in on the global

dade, a sustentabilidade am-

economic map for a simple reason. In a scenario in which seven out of

biental e a qualidade de vida

every ten people will live in urban areas by 2050 – in Brazil, the outlook

dos cidadãos – cenário em

is for nine in ten – the cities “will be the engine-rooms of human develop-

que os ambientes de inovação,

ment as a whole,” the study affirmed. The consultancy firm McKinsey goes

como parques tecnológicos e incubadoras de empresas, podem desempenhar um papel relevante, como se verá mais adiante.

morar em áreas urbanas até 2050 – no Bra-

Não é coincidência que existam em tor-

sil, a perspectiva é de nove em cada 10 –, as

no de 145 projetos de cidades inteligentes

cidades “serão o motor do desenvolvimento

(smart cities) pelos quatro cantos do glo-

humano como um todo”, afirma o estudo.

bo, 11 deles na América do Sul. O mundo

A consultoria Mckinsey vai além e calcula

cruzou discretamente um ponto de virada

que as 600 maiores urbes do mundo serão

em 2010. Pela primeira vez na história, o

responsáveis por gerar 60% do PIB mundial

número de pessoas morando em cidades

em 2025.

superou o grupo das que vivem em áreas

Em outras palavras, o ritmo do cresci-

rurais. A população urbana deve crescer a

mento do Brasil estará intimamente liga-

uma média diária de 200 mil pessoas até

do a oportunidades e problemas de seus

2015, aponta o relatório bienal “State of the

grandes centros urbanos, tais como engar-

World’s Cities” (Estado das cidades do mun-

rafamentos, poluição, isolamento, falta de

do), da agência Habitat, da Organização das

moradia – especialmente nas 12 cidades

Nações Unidas.

metropolitanas, que abrigam 45% da po-

Essa mudança é irreversível e nos obri-

pulação do país. “O bom ambiente urbano

gará a aumentar o zoom do mapa econô-

é tão determinante para as atividades eco-

mico global por um motivo simples. Num

nômicas, no século 21, como a proximida-

cenário em que sete de cada 10 pessoas vão

de à fonte energética e à matéria-prima o 33


CENÁRIO SCENARIO

Entre 2010 e 2015, a população urbana deverá crescer com média diária de 200 mil pessoas. Desse total, 91% (ou 183 mil bebês) nascerão em países em desenvolvimento, enquanto 17 mil nascimentos (ou 9%) serão registrados nos países desenvolvidos diariamente.

Fonte: Agência Habitat/ONU

São Paulo: superpopulação e má infraestrutura para mobilidade são desafios

Shutterstock

São Paulo: the main challenges are overpopulation and poor mobility infrastructure

Between 2010 and 2015, some 200,000 people on average will be added to the world’s urban population every day. Of this total, 91% (or 183,000 babies) will be born in developing countries, while only 17,000 (or 9%) will be registered in developed countries

Source: United Nations Human Settlement Program

foi para a indústria no século 19”, atesta o

beyond that and calculates that the 600

relatório “Cidades: Mobilidade, Habitação e

largest cities of the world will be responsi-

Escala”, elaborado pela Confederação Na-

ble for generating 60% of the world’s GDP

cional da Indústria (CNI).

in 2025.

Por esse viés, as cidades brasileiras en-

In other words, the pace of growth in

tram na “era urbana” mal na foto. Volte-

Brazil will be closely linked to the oppor-

mos ao trânsito de São Paulo. No labirinto

tunities and issues of its large urban cen-

formado por 91 mil ruas e avenidas, com

ters, such as traffic jams, pollution, isola-

extensão de 17 mil quilômetros – mesma

tion, homelessness – especially in its 12

distância aérea que separa a capital pau-

metropolitan cities, home to 45% of the

lista e Pequim –, os motoristas paulistanos

population. “A proper urban environment

perdem o equivalente a 27 dias por ano

is as crucial to the economic activities in

em congestionamentos, segundo estudo do

the 21st century as proximity to energy

Movimento Nossa São Paulo e do Instituto

sources and raw material was for the industry in the 19th century,” according to the report Cities: Mobility, Housing and Scale, prepared by the National Confederation of Industry (CNI). According to this view, Brazilian cities enter the “urban age” at a disadvantage. Let’s get back to traffic in São Paulo. In the maze formed by 91,000 streets and avenues extending for 17,000 km – the same air distance that separates the state capital and Beijing – São Paulo drivers lose the equivalent of 27 days a year in traffic jams, according to a study conducted by Movimento Nossa São Paulo and the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). In a city where logistics is virtually an insurmountable challenge for companies,

34


CENÁRIO SCENARIO Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Numa cidade em que a logística é um de-

POPULAÇÃO URBANA NO MUNDO (%)

safio quase intransponível para empresas,

GLOBAL URBAN POPULATION (%)

estudos realizados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) indicam que os problemas de mobilidade custem até R$ 40 bilhões

90

ao ano e a poluição atmosférica exija R$ 17

80

bilhões para tratar doenças respiratórias. Medir as deficiências estruturais de São

70

70

Paulo e de outras metrópoles brasileiras é

50

60

o primeiro passo para atacar gargalos por meio de políticas públicas e não ações pontuais. A China é um exemplo de país onde

50

a urbanização não é vista como uma ques-

40

tão puramente técnica, mas estratégica. O

33

30

sonho chinês de rejuvenescimento do país aposta em construção e melhorias na malha de transporte nacional, que irão fomen-

20

tar a migração da população rural para as

0

cidades, escoar produtos e facilitar o trân-

20

1910

1960

2010

2050*

sito de turistas. O projeto terá um aporte Fonte: Agência Habitat/ONU Source: United Nations Human Settlement Program

de US$ 1 trilhão (R$ 2,1 trilhão) anualmente até 2030 – 28% da projeção mundial.

*Projeção

A maior parte das metas deliberadas no

studies conducted by Fundação Getulio

líticas nacionais chinesas de 2011 a 2015)

Vargas (FGV) and the Federal University

depende da eficiência do transporte e do flu-

of São Paulo (Unifesp) show that mobility

xo de capital, população e produtos dentro

problems cost up to R$40 billion a year and

e fora do país. Com isso, serão construídos

air pollution requires R$17 billion to treat

8,7 mil quilômetros de trilhos para trens rá-

respiratory diseases.

pidos, 300 mil quilômetros de estradas, 50 novos aeroportos e 440 portos até 2015.

Measuring the structural deficiencies of São Paulo and other Brazilian cities is the first step to tackle bottle-

Inteligente e humana

necks

Não existe um consenso sobre o que é

policy instead of punctual

uma cidade inteligente. Em seu relatório, a

actions. China is an ex-

ONU propõe um “Índice de Prosperidade

ample of a country where

da Cidade”, uma medida completa que leva

urbanization is not seen as

em consideração cinco fatores: infraestru-

a purely technical issue,

tura, produtividade econômica, qualidade

but as a strategic one. The

de vida, inclusão social e sustentabilidade

Chinese dream of rejuve-

ambiental. Esses fatores formam a “roda da

nating the country bets

prosperidade”.

on construction and im-

A dimensão do mercado de sistemas inteligentes, que atraiu grandes empresas de

through

public

Costa, da UFSC: locais de trabalho e lazer devem estar próximos das áreas residenciais

Costa, from UFSC: work and entertainment places should be close to residential areas Divulgação / Disclosure

Plano Quinquenal atual (que norteia as po-

provements in the national transportation

network, 35


CENÁRIO SCENARIO which will foster the migration of the rural population to the cities, the transportation of products, and facilitate the transit of tourists. The project calls for annual invest• Planejamento e gestão urbana efetivos • Effective urban planning and management

ments of US$1 trillion (R$2.1 trillion) by 2030 - 28% of the global estimates. Most of the targets established in the

• Descentralização e instituições apropriadas • Decentralization and appropriate institutions

current Five-Year Plan (that guides China’s

• Promoção da igualdade de oportunidades • Promotion of equal opportunities

pends on the efficiency of the transport

• Participação da sociedade civil • Participation of civil society

in and outside the country. In this light, the

• Ambiente empresarial favorável • Favorable business environment

fast trains, 300,000 kilometers of roads,

• Acesso a equipamentos básicos • Access to basic equipment • Mobilidade e transporte público • Mobility and public transport

FATORES QUE PROMOVEM A PROSPERIDADE

FACTORS THAT LEAD TO PROSPERITY

policies from 2011 through 2015) deand flow of capital, people and goods withcountry will build 8,700 km of trails for 50 new airports and 440 ports by 2015. Smart and human There is no consensus on what is a smart city. In its report, the UN proposes a City Prosperity Index, a complete measure that takes into account five factors: infrastructure, economic productivity, quality of life, social inclusion and environmental sustainability. These factors form the “wheel of

MAIORES ENTRAVES À PROSPERIDADE

SEVERE OBSTACLES TO PROSPERITY

prosperity.” The size of the smart system market, which attracted major technology compa-

• Governança pobre e instituições fracas • Poor governance and weak institutions • Corrupção • Corruption

nies (IBM, Siemens and Cisco, among others), demonstrates the interest of cities for solutions that are more efficient. Rio de Janeiro, for example, now has an advanced operations center that integrates data and

• Falta de infraestrutura adequada • Lack of adequate infrastructure

information from more than 30 municipal

• Alta incidência de pobreza • High levels of poverty

fic, water, energy, security and health. The

• Alto custo para se fazer negócios • High cost of doing business

disasters, allows governments to make an

agencies in the fields of meteorology, trafability to predict anomalies, such as natural advance decision. “Centers like this one are important,

• Capital humano pouco qualificado • Under-qualified human capital

but the managers of a city run the risk of

• Alta taxa de criminalidade • High crime rate

solutions,” affirmed Eduardo Moreira da

just looking at the problems and not the Costa, a professor at the Federal University of Santa Catarina (UFSC) and managing director of ÁgoraLab, an international multi-institutional laboratory targeted at

36


CENÁRIO SCENARIO tecnologia (IBM, Siemens e Cisco, entre ou-

human smart cities. Adding the word “hu-

tras), é prova do interesse das cidades em

man” is a reminder that the main concern

soluções que as aproximem da eficiência. O

of the future should be people, not tech-

Rio de Janeiro, por exemplo, tem hoje um

nology.

centro de operações avançado que integra

Is it possible, then, to create large cit-

dados e informações de mais de 30 agên-

ies in Brazil that are not just containers of

cias públicas municipais nas áreas de mete-

people but nice places to live? For Costa,

orologia, tráfego, água, energia, segurança

the answer is yes, but it will require more

e saúde. A capacidade de prever anomalias,

than good will and money. It will be nec-

como uma catástrofe natural, permite ao

essary to discard the urban model of the

poder público tomar decisões antecipadas.

second half of the 20th century, inspired

“Centros como esse são importantes, mas

by American cities, where citizens live in a

os gestores de uma cidade correm o risco

suburb, work downtown and have fun in a

de apenas olhar para os problemas e não

shopping mall.

para as soluções”, afirma Eduardo Moreira

This model explains the problem of ur-

da Costa, professor da Universidade Fede-

ban mobility in major Brazilian cities, which

ral de Santa Catarina (UFSC) e diretor geral

have expanded excessively. The side effect

do ÁgoraLab, um laboratório internacional

of low-density neighborhoods is that it be-

multinstitucional voltado para cidades inte-

comes expensive to invest in sanitation, for

ligentes humanas (human smart cities). O

example, and vehicular pollution grows ex-

acréscimo da palavra “humanas” é um lem-

ponentially due to the need to drive to get

brete de que a preocupação central do futu-

to places.

ro devem ser as pessoas, não a tecnologia. Será possível, então, criar grandes cidades

Changes

no Brasil que não sejam apenas contêineres

Brazil’s urbanization rate jumped from

de gente, mas lugares agradáveis para viver?

36% in the 1950s to 85% in the present.

Para Costa, a resposta é sim, mas isso irá exi-

This growth, however, was not accompa-

gir mais do que boa vontade e dinheiro. Será

nied by public policies. In Rio de Janeiro,

preciso aposentar de vez o modelo urbanísti-

the occupied area grew more than three

co da segunda metade do século 20, inspira-

times, while the population barely double

do nas cidades americanas, em que o cidadão

between 1960 and 2000.

mora no subúrbio, trabalha no centro da cidade e se diverte em um shopping center. Esse modelo explica o problema da mobilidade urbana nas principais capitais

Embora a maioria das megacidades esteja

brasileiras, que se expandiram demasia-

em países em desenvolvimento, seu

damente. O efeito colateral dos bairros de

peso na economia ainda é pequeno em

baixa densidade demográfica é que se torna caro investir em saneamento básico, por

comparação com os países ricos

exemplo, e a poluição veicular, decorrente da necessidade de deslocamento, cresce de forma exponencial. Mudanças O Brasil saltou de uma taxa de urbanização de 36%, nos anos 1950, para 85% nos

Although most megacities are in developing countries, their economic influence is still small compared to the wealthier nations 37


CENÁRIO SCENARIO

População e cidades: crescimento à vista Population and cities: future growth

73,1

EUA / USA França / France 74,1 75,3

87,0

20,6 Nova York / New York

México / Mexico

71,4

83,3

20,7 Cidade do México / Mexico City

Brasil / Brazil

As 100 maiores cidades do mundo produzem 30% dos bens e serviços globais

73,9

80% da população da América Latina vive nas cidades. O segundo continente mais urbanizado é

91,1

21,7 São Paulo/ Sao Paulo

a Europa, com 73%

Argentina / Argentina 7 das 10 cidades mais populosas do mundo estão na Ásia 87,0

The 100 largest cities in the world account for around 30% of the total production of goods and services 80% of Latin America’s population lives in cities. The second most urbanized continent is Europe, with 73% 7 of the world’s 10 most populous cities are in Asia

38

94,6

91,8


CENÁRIO SCENARIO

78,3

Alemanha / Germany

China / China 26,4 61,9 Délhi / Delhi

37,1 Tóquio / Tokyo

28,6 20,9 Daca / Dakha 20,0 Xangai / Shanghai Mumbai / Mumbai 25,8

20,1 Calcutá / Calcutta

25,5 39,7

Índia / India

Austrália / Australia África do Sul / South Africa 85,4 52,0

91,9

71,3

Fonte:Agência Habitat/ONU Source: United Nations Human Settlement Program 39


CENÁRIO SCENARIO

Nos países nórdicos os 10% mais ricos ganham seis vezes mais que os 10% mais pobres. No Brasil, a média dos mais ricos é 50 vezes superior à dos mais pobres

In the Nordic countries, the richest 10% earn six times more than the poorest 10%. In Brazil, the ratio is 50 times

dias atuais. Esse crescimento não foi, no en-

A key concept of human smart cities is

tanto, acompanhado por políticas públicas.

that they are planned so that citizens can

No Rio de Janeiro a área ocupada cresceu

work, live, relate to other people and have

mais de três vezes, enquanto a população

fun in a small area, within a radius of a mile

mal chegou a dobrar entre 1960 e 2000.

(about 1.6 kilometer). “In this area, you can

Um conceito-chave das cidades in-

walk from one end to the other in less than

teligentes humanas é que a cidade seja

an hour,” says Costa. This concept is present

planejada de modo que o cidadão possa

in the neighborhoods of Paris, as designed

trabalhar, morar, relacionar-se com ou-

by Baron Haussmann in the urban reform of

tras pessoas e se divertir em uma região

the French capital in the 1860s – at the time

pequena, um círculo com raio de uma mi-

there were four districts, now there are 20.

lha (cerca de 1,6 quilômetro). “Nessa área,

In this sense, technology parks can act

você consegue andar a pé de uma ponta

as embryos of a new town model, advocates

até a outra em menos de uma hora”, expli-

Costa. Many of them, created in the 1990s,

ca Costa. Esse conceito está presente nos

feature projects similar to the industrial dis-

bairros de Paris, tal como idealizado pelo

tricts which became a fever across Brazil in

Barão Haussmann na reforma urbana da

the 1970s, far from towns and marked by a

capital francesa nos anos 1860 – na época

lack of urban planning. “The parks in opera-

eram quatro bairros, hoje são 20.

tion need to take the city to its surroundings

“Nesse sentido, os parques tecnológicos

to turn it into a smart region,” he explains.

podem funcionar como embriões de um novo

Obviously, a city the size of São Paulo

modelo de cidade”, defende Costa. Muitos

or Rio de Janeiro is not expected to change overnight. The idea is that growth is decentralized and

DISTRIBUIÇÃO DE RENDA

each neighborhood finds its

INCOME DISTRIBUTION

vocation. In Barcelona, Distrito22@, a neighborhood under

construction,

will

serve as a testing labora-

Diferença de renda média entre os 10% mais ricos e os 10% mais pobres

tory for urban solutions (see more on page 82). In Rio, the works of the Maravilha

Difference in average income between the richest 10% and the poorest 10%

Port, a megaproject to revitalize the city’s port region, is in full swing. The same occurs in Recife (PE), where the implementation of Porto Digital has attributed a new meaning to the Old Recife neighborhood.

{ { { { {

In some countries, the Países nórdicos

Reino Unido, Itália e Coreia do Sul

Fonte:Agência Habitat/ONU 40

EUA, Israel e Turquia

Chile e México

Brasil

Source: United Nations Human Settlement Program

option was to build from scratch smarter and more sustainable cities. It is the case of Songdo, in South Korea, located 56 km west


Projeção de crescimento das áreas metropolitanas brasileiras de 2010 a 2025

CENÁRIO

Growth projection for Brazilian metropolitan areas between 2010 and 2025

SCENARIO

deles, idealizados na década de 1990, têm projetos similares aos distritos industriais que foram febre nos anos 1970 em todo o

+12,3% Belém

Brasil, distantes das cidades e marcados pela

Manaus +13,1%

falta de planejamento urbano. “Os parques que estão em operação precisam levar a ci-

Recife

dade para o seu entorno para transformá-la

+10,0%

em uma região inteligente”, explica. +13,3%

Claro que não se espera uma mudança da

Brasília

noite para o dia em uma cidade do tamanho

+14,6%

de São Paulo ou Rio de Janeiro. A ideia é que

of the capital

o crescimento seja descentralizado e cada

Seoul, which is

bairro encontre a sua vocação. Em Barcelo-

being built on an arti-

na, o Distrito22@, um bairro em construção,

ficial island. The imple-

servirá de laboratório de testes de soluções

mentation cost, estimated

urbanas (veja mais na página 82). No Rio, as

at US$35 billion, is among

obras do Porto Maravilha, um megaprojeto

the largest private real estate

de revitalização da zona portuária, seguem a

investments in the world’s

todo vapor. O mesmo ocorre em Recife (PE),

history.

onde a implantação do Porto Digital deu

funds are directed to the

novo sentido ao bairro do Recife Antigo.

creation of a network, via the

Much

of

+10,4% Belo Horizonte São Paulo

+6,9% +14,2%

+5,9%

Curitiba

Rio de Janeiro

these

Em alguns países, a opção foi construir,

Internet, to connect people, buildings and

do zero, cidades mais inteligentes e susten-

cars. During the construction of the city,

táveis. É o caso de Songdo, na Coreia do Sul,

scheduled to be concluded in 2015, sensors

localizada 56 quilômetros ao oeste da ca-

are being installed in asphalt, streets and

pital Seul, que está sendo construída sobre

buildings. They have the function to send

uma ilha artificial. O custo de implantação,

data to a control center that will analyze in-

estimado em US$ 35 bilhões, está entre os

formation about energy demand and traffic

maiores investimentos privados do setor

conditions, for instance. These technologies

imobiliário na história global. Boa parte

enable more intense lighting on pathways

desses recursos é destinada à criação de

that may be busier at a given time as well

uma rede, via internet, para conectar pes-

as traffic flow control.

soas, edificações e automóveis. Durante a

In Brazil, the largest project in this line

construção da cidade, que tem conclusão

is the Arena Pernambuco, in São Lourenço

prevista para 2015, estão sendo instalados

da Mata, located in the Recife metropolitan

sensores no asfalto, nas ruas e nos edifícios.

region. In the region surrounding the sta-

Eles têm a função de enviar dados a um cen-

dium that will be used in the 2014 World

tro de controle, onde serão analisadas infor-

Cup, the consortium responsible for the

mações a respeito da demanda por energia

project plans to build in an area equivalent

e das condições de tráfego, por exemplo.

to 300 football fields, an indoor arena, ho-

Por meio dessas tecnologias, será possível

tels, convention centers, a concert venue,

tornar mais intensa a iluminação pública

a shopping mall and a university. Smart

em vias que se mostrem mais movimenta-

grids, real-time security monitoring and

das em determinado momento, bem como

a network for data transmission at high

controlar o fluxo de veículos.

speed are some of the attractions for fu-

No Brasil, o maior projeto nessa linha

Salvador

+17,5% Florianópolis

Fonte: Agência Habitat/ONU Source: United Nations Human Settlement Program

ture residents. 41


CENÁRIO SCENARIO é a Arena Pernambuco, em São Lourenço

Creativity

da Mata, na região metropolitana de Re-

You can create the entire infrastructure,

cife. A partir do entorno do estádio que

but this does not guarantee that the city will

será usado na Copa de 2014, o consórcio

be creative, i.e. linked to innovation activities

responsável pelo projeto planeja erguer,

and knowledge that will set the pace of eco-

num espaço equivalente a 300 campos de

nomic productivity in the 21st century. “If

futebol, uma arena indoor, hotéis, centro

citizens are apathetic, the city will not be cre-

de convenções, espaço para shows, sho-

ative,” explains the economist specializing in

pping center e uma universidade. Redes

urbanism Ana Carla Fonseca Reis, organizer

inteligentes de energia, monitoramento

of the book Cidades Criativas – Perspectivas

de segurança em tempo real e rede para

(Creative Cities – Perspectives). “You have to

transmissão de dados em alta velocidade

think of the city as a puzzle, not as a pocket

serão alguns dos atrativos para os futuros

of innovation or creativity. That makes no

moradores.

urban center to be one thing or another.” More conducive to innovation, which in

Criatividade

this context means solutions to problems,

Pode-se criar toda a infraestrutura, mas

the most prominent creative cities – Paris,

isso não garante que a cidade será criativa,

New York, Barcelona and San Francisco –

ou seja, ligada a atividades de inovação e

have some common features, affirms Ana

conhecimento que ditarão o ritmo da pro-

Carla: the connections between public and

dutividade econômica no século 21. “Se os

private; between local and global; between

cidadãos forem apáticos, a cidade não será

areas of the city. Furthermore, the economic

criativa”, explica a economista especializa-

impact from the effervescent atmosphere of

POPULAÇÃO x PRODUTIVIDADE

POPULATION vs. PRODUCTIVITY

São Paulo

Nova York / New York 6,3%

População total no país Fatia no PIB nacional

42

10%

10%

25%

Country’s total population Share of national GDP

Fonte:Agência Habitat/ONU Source: United Nations Human Settlement Program


CENÁRIO SCENARIO Shutterstock

da em urbanismo Ana Carla Fonseca Reis, organizadora do livro Cidades Criativas – Perspectivas. “É preciso pensar a cidade como um quebra-cabeça, não como um bolsão de inovação ou criatividade. Isso não faz o centro urbano ser uma coisa ou outra.” Mais propícias à inovação, entendida aqui como a solução para problemas, as cidades criativas mais destacadas – Paris, Nova York, Barcelona e São Francisco – têm algumas características comuns, afirma Ana Carla: as conexões entre público e privado; entre local e global; entre áreas da cidade. Além disso, é marcante o impacto econômico advindo do ambiente efervescente de ideias gerado pelas artes, design, entretenimento e turismo cultural. Isso, obviamente, não é um modelo que

ideas generated by arts, design, entertainment and cultural tourism is striking.

pode ser simplesmente copiado. “Tem coisa

This obviously is not a model that can

mais paradoxal do que pretender ser criati-

simply be copied. “Is there anything more

vo querendo ser Barcelona? Seja para trans-

paradoxical than pretending to be creative

formar a cidade ou a economia, é preciso

while aiming to be Barcelona? Whether the

investir nas pessoas e torná-las mais bem

aim is to transform the city or the economy,

preparadas para um mundo globalizado. A

we must invest in people and make them

cidade tem que acolher cidadãos inteligen-

better prepared for a globalized world. A

tes”, explica.

city has to accommodate smart citizens,”

É justamente aí que parques tecnológi-

That is precisely the role of technol-

na estratégia de gerar cidades mais criati-

ogy parks and incubators in the strategy

vas e donas de identidade urbana singular.

of generating more creative cities, with

A oportunidade de interação social e pro-

a unique urban identity. The opportunity

fissional é fundamental para a inovação.

for social and professional interaction is

Além disso, o relatório “Creative Economy

key to innovation. In addition, the Cre-

Report”, publicado pela Conferência das

ative Economy Report, published by the

Nações Unidas sobre Comércio e Desen-

United Nations Conference on Trade and

volvimento (Unctad) em 2010, aponta a

Development (UNCTAD) in 2010, indicates

predominância, na economia criativa, de

the leading role of small and medium en-

pequenas e médias empresas. Em seu livro,

terprises in the creative economy. In her

Ana Carla ressalta que as MPEs são funda-

book, Ana Carla points out that SMEs are

mentais por “assumirem riscos e serem as

essential, as they “take on risks and are the

primeiras a adotar inovações, além de sina-

first to adopt innovative solutions, in ad-

lizar tendências e desenvolver talentos.”

dition to signaling trends and developing talents.”

tividade brasileira, é abundante. É hora de

The raw material, the self-proclaimed

direcionar esse recurso para a transforma-

Brazilian creativity, abounds. It’s time to use this resource to transform our cities. L

ção das cidades.

Effervescent cultural environment is one of the features of creative cities, such as New York

she explains.

cos e incubadoras encontram o seu papel

A matéria-prima, a autoproclamada cria-

Ambiente cultural efervescente é uma das caraterísticas de cidades criativas, como Nova York

43


Shutterstock

Menos impacto, mais eficiência Less impact, more efficiently

Construção civil se adapta a padrões sustentáveis, visando reduzir o consumo de recursos naturais e criar espaços cada vez mais confortáveis aos usuários

The construction industry adapts to sustainable standards, aiming to reduce the consumption of natural resources and create increasingly comfortable spaces for users

A L E X A NDR E L E NZI 44


OPORTUNIDADE OPPORTUNITY

N

a maioria das cida-

forma de criar elementos que

I

compõem o espaço urbano.

(CIB), the civil construction industry is one of the sectors with the highest

Por isso, o setor de constru-

consumption of natural resources. In addition to the impacts related to the

ção civil vem sendo apontado

use of water and energy, there are those associated with the generation of

como um dos protagonistas

solid, liquid and gas waste. The Ministry of the Environment (MMA) esti-

dessa transformação. De acor-

mates that more than 50% of the solid waste generated by all human activi-

do com o Conselho Interna-

ties comes from civil construction.

des, o caminho do desenvolvimento sus-

tentável passa por uma nova

n most cities, the path to sustainable development goes through a new manner to create elements that compose urban spaces. Therefore, the construction sector is being appointed as one of the protagonists of

this transformation. According to the International Council for Construction

cional da Construção (CIB), a

To reverse this scenario, city buildings are being transformed through

construção civil está entre os

the adoption of the green building concept, which calls for the rational use

setores da indústria que mais

of natural resources, reduction of impacts and the improvement of the qual-

consomem recursos naturais.

ity of built spaces. The domestic market is aware of this trend and the tech-

Além dos impactos relacio-

nology and innovation sector is also adopting this concept, either as a pro-

nados à utilização de água e

vider of clean and renewable services or through its own green buildings.

energia, há os associados à

To confirm their sustainable planning status, these projects must have

geração de resíduos sólidos,

an official certification. One of the certifications recognized in Brazil is

líquidos e gasosos. Segundo o

the Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) certification,

Ministério do Meio Ambiente

awarded by the Brazil Green Building Council (GBC), part of the World GBC,

(MMA), estima-se que mais

which gathers national green building councils from around the world. Op-

de 50% dos resíduos sólidos

erating in the country since June 2007, GBC has issued 112 LEED certifica-

gerados pelo conjunto das ati-

tions in Brazil and other 783 buildings have ongoing certification requests.

vidades humanas sejam provenientes da construção civil. Para reverter esse cenário, os modelos de edificações que formam

parte do World GBC, união dos conselhos

as cidades vêm se transformando, a par-

nacionais de green building de todo o mun-

tir da incorporação do conceito de green

do. Presente no país desde junho de 2007,

building, que preconiza o uso racional de

o GBC já emitiu 112 certificados LEED no

recursos naturais, a redução de impactos e

Brasil e tem outras 783 edificações com

a melhoria da qualidade dos espaços cons-

processo de certificação em andamento.

truídos. O mercado nacional está atento a

O diretor do GBC Brasil, Felipe Farias, ex-

essa tendência e o setor de tecnologia e

plica que os pré-requisitos e práticas suge-

inovação também embarca na onda, seja

ridas para a certificação referem-se a áreas

como fornecedor de serviços limpos e re-

como eficiência energética, uso racional de

nováveis, seja construindo seus próprios

água, utilização de materiais de baixo im-

prédios verdes.

pacto ambiental, qualidade ambiental inter-

Para comprovar que seguiram um pla-

na e inovação. “O processo de certificação

nejamento sustentável, esses empreendi-

inicia-se na fase de concepção do projeto,

mentos devem apresentar uma certificação

passa por toda etapa construtiva e somente

oficial. No país, uma das certificações reco-

após início de sua operação os últimos es-

nhecidas é a LEED (Leadership in Energy

tudos são auferidos, de modo a quantificar

and Environmental Design), concedida pelo

e evidenciar sua eficiência e o merecimento

Green Building Council Brasil (GBC), que faz

ou não da certificação”, destaca. Segundo 45


OPORTUNIDADE OPPORTUNITY

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) estima que mais de 50% dos resíduos sólidos gerados

The director of GBC Brazil, Felipe Farias, explains that the prerequisites and practices suggested for certification are

pelo conjunto das atividades humanas sejam

related to areas such as energy efficiency,

provenientes da construção civil

mental impact materials, internal environ-

rational use of water, use of low environmental quality and innovation. “The cer-

The Ministry of the Environment (MMA)

tification process begins with the project

estimates that more than 50% of the solid

construction phase and it is only after the

design phase, passes through the entire

waste generated by all human activities

operational start-up that the final studies

comes from civil construction

strate the project’s efficiency and the wor-

are conducted to measure and demonthiness of certification”, said Felipe Farias.

Farias, o tempo da certificação varia confor-

According to Farias, the time for receiving

me a dimensão da obra e o investimento re-

the certification varies depending on the

presenta um acréscimo de 1% a 5% no custo

magnitude of the project and the related

de construção.

investment represents an increase of 1% to 5% in construction costs.

Tendência Farias reconhece que, hoje, a maioria

Farias acknowledged that, today, the ma-

afirma que o GBC já tem processos para

jority of projects are in the Southeast, but

certificações em todas as regiões do país.

he adds that GBC already has ongoing cer-

Entre os segmentos que procuram a certifi-

tification processes from all regions of the

cação LEED estão shopping centers, hospi-

country. Among the projects seeking LEED

tais, escolas, prédios públicos, prédios co-

certification the most important are shop-

merciais e residenciais, plantas industriais,

ping malls, hospitals, schools, public build-

centros de distribuição e logística, arenas

ings, commercial and residential buildings,

esportivas, museus e até mesmo bairros

industrial units, distribution and logistics

inteiros.

centers, sports arenas, museums and even

Para Farias, a principal barreira para

46

Trend

dos projetos está na região Sudeste, mas

entire neighborhoods.

uma maior popularização dos prédios

For Farias, the main barrier to green

verdes é a falta de informação e a visão

buildings becoming more popular is the

imediatista do mercado. Ele lembra que o

lack of information and the market’s short-

custo adicional da construção sustentável

term vision. He stressed once again that the

é de 1% a 7% do custo de construção, mas

additional cost of sustainable construction

ressalta que um projeto do gênero garan-

is of between 1% and 7%, but emphasized

te uma redução de 9% do custo operacio-

that this type of project ensures a 9% reduc-

nal do empreendimento. “Ainda podemos

tion in the project’s operating costs. “We

somar os ganhos econômicos relacionados

can still add up the financial gains related

a valorização, aceleração da ocupação, re-

to appreciation, faster occupation, user re-

tenção dos usuários, diminuição do risco do

tention, reduced investment risk, increased

investimento, aumento de produtividade, e

productivity, and reduced costs with reno-

redução de custos com reformas e moderni-

vations and modernization. A sustainable

zação. Enfim, a construção sustentável faz

construction makes perfect sense in terms


OPORTUNIDADE OPPORTUNITY

_O QUE TORNA UMA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

_WHAT MAKES A PROJECT SUSTAINABLE

• O projeto arquitetônico é concebido de forma integrada e elaborado de modo a maximizar o aproveitamento da iluminação e da ventilação natural. • Na fachada e cobertura, a opção é por soluções que mantêm baixa a carga térmica da edificação, visando ganhos em eficiência. Por exemplo, no caso de fachada de vidro, a utilização de vidros especiais que permitem a entrada da iluminação natural, mas barram o calor. Ou ainda os telhados verdes, que melhoram o conforto térmico, auxiliam na drenagem da água da chuva, restauram o micro-habitat, entre outros benefícios. • Internamente, a opção é por elevadores inteligentes, automação do sistema elétrico, uso exclusivo de lâmpadas eficientes, sensores de presença, ar-condicionado de alta performance, entre outros recursos. • Com relação à água, usa-se a captação de água de chuva, tratamento e reúso de água, válvulas de duplo acionamento em bacias sanitárias e uso de plantas nativas para evitar gastos com irrigação, entre outras estratégias. • Os materiais produzidos na região são priorizados, visando evitar emissões de CO2 no transporte. • Uso de tintas, vernizes e selantes com baixos teores de compostos químicos voláteis. • Os espaços internos contam com monitoramento da qualidade do ar, controle individual de temperatura e iluminação, vista à área externa, controle de fumantes e sistemas de limpeza e purificação do ar. • As edificações também estimulam o transporte alternativo, com estruturas de apoio para bicicletas. Fonte: GBC

• The architectural project is designed and developed in an integrated manner in order to maximize the use of natural lighting and ventilation. • The façade and roof incorporate solutions that maintain a low thermal load for the building, aiming at efficiency gains. For example, in the case of a glass façade, the use of special glass that allows natural light to enter, but blocks the heat. Or even green roofs, which improve thermal comfort, help draining rain water, and restore the micro habitat, among other benefits.

Nelson Kon

• In indoor spaces, the option is for smart elevators, electric system automation, exclusive use of efficient bulbs, presence sensors, and high performance air conditioning, among others. • With regard to water, collection of rain water, treatment and reuse of water, dual flush toilets, and use of native plants to avoid expenses with irrigation, among others. • Priority use of materials produced in the region to avoid CO2 emissions during transportation. • Use of paints, varnishes and sealants with low content of volatile chemical compounds.

Exemplo de construção sustentável, o empreendimento Rochaverá, localizado em São Paulo (SP), é certificado pela LEED

An example of sustainable construction, the Rochaverá building, located in São Paulo (SP), is certified by LEED

• Internal spaces rely on air quality monitoring, individual control of temperature and lighting, view of the external area, control of smokers and cleaning and air purification systems. • The buildings also encourage alternative transportation, with supporting structure for bicycles. Source: GBC

47


OPORTUNIDADE OPPORTUNITY Divulgação / Disclosure

of financial benefits and offers enormous gains”, added Farias. The Chairman of the Committee on Environment of the Brazilian Chamber of Construction Industry (CBIC), José Antônio de Lucas Simon, also recognizes that the cost-benefit ratio of green buildings is very positive. But to make the investment value more attractive, there is a growing share being passed on to the production chain. “The industry has a massification power and this reflects in prices. The trend to build sustainable projects is a one-way street. todo sentido econômico e oferece ganhos a

Prédios do Tecnosinos foram construídos segundo padrões green building e são certificados pela LEED

todos”, acrescenta.

The Tecnosinos buildings were built in accordance with green building regulations and certified by LEED

How long this path will be is the pending issue. To speed up the process,

O presidente da Comissão de Meio Am-

we need the participation of the indus-

biente da Câmara Brasileira da Indústria da

try, through investments, and consumers,

Construção (CBIC), José Antônio de Lucas

through awareness at the time of pur-

Simon, também reconhece que a relação

chase”, said Simon.

custo-benefício dos prédios verdes é bastante positiva. Mas para tornar os valores

Examples

dos investimentos mais atrativos, cobra

The sustainable appeal of the buildings

uma participação cada vez maior da ca-

is gaining more and more strength in Bra-

deia produtiva. “A indústria tem o poder

zilian innovation environments, both due

de massificação e isso se reflete nos pre-

to incubators’ and parks’ own initiatives

ços. A tendência dos prédios sustentáveis

and the support to projects that operate

é um caminho sem volta. A duração des-

in the area. The São Leopoldo Technologi-

se caminho é a questão ainda em dúvida.

cal Park (Tecnosinos), in the state of Rio

Para percorrê-lo mais rápido, é preciso a

Grande do Sul, has a LEED-certified green building which was inaugurated in 2009.

O custo adicional da construção

of water through the building’s own treat-

sustentável é de 1% a 7% do custo de

ment system and the use of glass windows

construção, mas a redução é de 9% do

light to come in and minimizing the use of

custo operacional do empreendimento The additional cost of sustainable

on walls and on the roof, allowing natural electricity. “For Tecnosinos, sustainability is of vital importance. We have a program called Green Tech Park, which involves all the 75 companies of the Park and consists

construction is of between 1% and 7%, but

of a self-certification process based on a set

this type of project ensures a 9% reduction

segmented in degrees of maturity. The

in the project’s operating costs 48

Among the green initiatives are the reuse

of progressive sustainability requirements, program begins with the compliance with


OPORTUNIDADE OPPORTUNITY participação da indústria, por meio de investimentos, e dos consumidores, com a

Para que a tendência dos prédios

conscientização na hora da compra”, des-

sustentáveis se consolide, é preciso a

taca Simon.

participação da indústria, por meio dos

Exemplos O apelo sustentável das construções vem ganhando cada vez mais força nos

investimentos, e dos consumidores, com a conscientização na hora da compra

ambientes de inovação brasileiros, tanto parques quanto pelo apoio a empreendimentos que atuem na área. O Parque Tecnológico São Leopoldo (Tecnosinos), na Grande Porto Alegre (RS), conta com um prédio verde, inaugurado em 2009 e cer-

In order to strengthen the tendency towards sustainable buildings, industr y must par ticipate through investments

tificado pela LEED. Entre as iniciativas ver-

and consumers through purchasing

des, estão a reutilização da água por meio

awareness

de um sistema próprio de tratamento e o uso de vidraças nas paredes e no teto do prédio, permitindo a entrada de luz natural e minimizando o uso de eletricidade. “Para o Tecnosinos, o tema da sustentabilidade é de importância vital. Temos um programa denominado Green Tech Park, que envolve todas as 75 empresas do parque e que consiste num processo de autocertificação com base em um conjunto de requisitos progressivos de sustentabilidade, segmentados em graus de maturidade. O programa inicia com o atendimento do regramento legal e das normativas do SGA, sistema de gestão ambiental, e vai até práticas avançadas como a implantação de

green buildings”, explica a CEO do parque, Susana Kakuta.

SGA legal and regulatory requirements, environmental management system, and also includes advanced practices such as the implementation of green buildings”, said the park’s CEO, Susana Kakuta. Another proof of this awareness with sustainability is that the green building is undergoing expansion, once again adopting the concepts of a green project. Now with 6,000 square meters, the renovation will add 10,000 square meters, with an

Sócios da Solstício Energia, incubada da Incamp que trabalha com sistemas fotovoltaicos

Partners of Solstício Energia, a company incubated by Incamp that works with solar energy systems Divulgação / Disclosure

por iniciativas próprias de incubadoras e

Outra prova dessa atenção à sustentabilidade é que o atual prédio verde está em fase de ampliação, novamente dentro dos conceitos de green building. Hoje com 6 mil metros quadrados, o edifício ganhará mais 10 mil metros quadrados, com investimento de R$ 50 milhões. Segundo Susana, a obra fica pronta em novembro deste ano. E em 2014, acrescenta, deverá ser iniciada a construção de mais um prédio, desta vez um condomínio tecnológico, 49


OPORTUNIDADE

Divulgação / Disclosure

OPPORTUNITY com 19 mil metros quadrados e

investment of R$50 million. According

também em conformidade com

to Susana, the works will be concluded

os conceitos de green building.

in November this year. And in 2014, she

Já entre as empresas inova-

Susana Kakuta, do Tecnosinos: programa Green Tech Park envolve todas as 75 empresas residentes

Susana Kakuta, from Tecnosinos: the Green Tech Park Program involves all the 75 resident companies

doras que fornecem materiais

technological condominium also in accor-

sustentáveis, um bom exemplo

dance with the concepts of green building

em operação é a Solstício Ener-

will be initiated.

gia, atualmente residente na In-

Already among the innovative compa-

cubadora de Empresas de Base

nies that provide sustainable materials, a

Tecnológica da Universidade de

good example in operation is Solstício En-

Campinas (Incamp), no interior

ergia, currently residing in a technology-

paulista. A empresa realiza pro-

based business incubator at the University

jetos e instalações de sistemas

of Campinas (Incamp), in the state of São

fotovoltaicos (que utilizam energia solar) e

Paulo. The company carries out projects

trabalha com pesquisa e desenvolvimento

and installations of photovoltaic systems

de tecnologias aplicadas na instalação des-

(solar energy) and works with research and

ses sistemas.

development of technologies applied to the

O engenheiro Bruno Wilmer Fontes

installation of these systems.

Lima, um dos sócios da empresa, diz que

The engineer Bruno Wilmer Fontes

a procura por produtos e soluções susten-

Lima, one of the company’s partners, says

táveis vem aumentando nos últimos anos.

that the demand for sustainable products

O principal motivo, segundo ele, é a preo-

and solutions has been increasing in recent

cupação cada vez maior de pessoas e em-

years. The main reason, he said, is the grow-

presas sobre os impactos que suas atitudes

ing concern of people and companies about

têm sobre o meio ambiente, aliada à busca

the impact of their actions on the environ-

por economia. “Afinal, a sustentabilidade

ment, together with the search for savings.

é composta pelo tripé ambiental, social e

“After all, sustainability is made up of the

econômico. Uma solução realmente sus-

environmental, social and economic pillars.

tentável deve abordar esses três aspectos”,

A true sustainable solution must address

acrescenta.

these three aspects”, added him.

Lima engrossa o coro de que o inves-

Lima is another person who shares the

timento realizado deve ser pensado com

opinion that the investment should focus

foco no retorno em médio e longo pra-

on returns on the medium and long term.

zos. “Sistemas fotovoltaicos, por exemplo,

“Photovoltaic systems, for example, take

levam aproximadamente 10 anos para se

approximately 10 years to pay off; it may

pagar, pode ser mais ou menos, dependen-

be more or less, depending on the city

do da cidade onde o sistema é instalado.

where it is installed, but they last more

Mas eles duram mais de 25 anos. Soluções

than 25 years. Solutions such as an ar-

com um projeto arquitetônico que priorize

chitectural project that prioritizes natural

a iluminação e ventilação naturais vão du-

lighting and ventilation will last as long

rar tanto quanto o edifício em si e gerarão

as the building itself and generate sav-

economia nesse período”, explica. A divul-

ings during this period”, explained him.

gação cada vez maior dessas iniciativas,

The increasing awareness about these

com resultados comprovados, é que está

initiatives, with proven results, is what is

contribuindo para deixar a construção civil

contributing to make the Brazilian civil construction greener. L

brasileira mais verde. 50

adds, the construction of a 19,000 sqm


51


Shutterstock

No meio do caminho On our way

Infraestrutura de telecomunicação é fundamental à geração de cidades inteligentes. Como parte dos países emergentes, Brasil ainda precisa avançar para garantir conectividade nos espaços urbanos

Telecommunications infrastructure is absolutely essential for the creation of intelligent cities. As an emerging nation, Brazil still has some way to go before achieving connectivity in urban spaces

A L E X A NDR E L E NZI 52


DESAFIO CHALLENGE

O

fácil acesso à infor-

a infraestrutura de telecomu-

E

nicação representa um passo

is half full, but we’re getting there,” so says economist Marcelo Cortes Neri,

fundamental para a organi-

coordinator of the most recent published survey on digital inclusion. Con-

zação dos espaços urbanos,

ducted by the Getulio Vargas Foundation (FGV), the survey revealed that

contribuindo para conectar

51.2% of those questioned had access to a cell phone, wireline phone and

e engajar seus habitantes. No

computer with internet at home, versus the global average of 49.1%. But

Brasil, esse caminho começa

according to Neri, who currently presides over the Institute of Applied Eco-

a ser percorrido. “O copo está

nomic Research (IPEA), there are no grounds for complacency.

mação figura entre os principais pilares das

cidades inteligentes. Por isso,

asy access to information is one of the pillars of intelligent cities. Consequently, telecommunications infrastructure is absolutely essential for the organization of urban spaces, helping connect and

engage the inhabitants. In Brazil, we are beginning this journey. “The glass

meio vazio, mas enchendo”.

In order to further increase the Brazilian inclusion ratio, Neri believes we

Essa é a avaliação do econo-

have to invest in education and overcome barriers such as lack of market

mista Marcelo Cortes Neri,

regulation and public interest. The FGV survey was published last year and

coordenador da mais recente

introduced the Integrated Telephony, Internet and Cellular Index (ITIC), ac-

pesquisa divulgada sobre a

cording to which Brazil was in 72nd among the 150 countries surveyed. The

inclusão digital no Brasil. Re-

global access leader was Sweden, with an ITIC of 95.8%, followed by Iceland

alizado pela Fundação Getulio

and Singapore, in joint third with 95.5% each. Bringing up the rear were

Vargas (FGV), o levantamen-

Burundi (5.75%), the Central African Republic (5.5%) and Ethiopia (5.5%).

to revelou que 51,2% da po-

In the Brazilian city rankings, São Caetano, in São Paulo, came top, with

pulação pesquisada no país

an ITIC of 82.6% (see the other scores at the end of this article). According

tem acesso a celular, telefone

to the survey report, the cities with the highest inclusion ratios have also

fixo, computador e internet

traditionally recorded good quality of life and education indicators thanks

em casa, enquanto a média global marca 49,1%. Mas para Neri, que hoje preside o Instituto de Pesquisa Econômica Aplica-

foi o de São Caetano, em São Paulo, com

da (IPEA), os números não deixam espaço

82,6% (veja mais no ranking na página 57).

para acomodação.

Segundo o relatório da pesquisa, as cidades

Para aumentar ainda mais o percentual

com altas taxas de inclusão têm tradição

da inclusão brasileira, Neri diz que é preciso

em bons indicadores de qualidade de vida e

investir em educação e superar barreiras,

educação, por serem menores, ficarem pró-

como falta de regulação do mercado e o in-

ximas a capitais e aproveitarem uma eco-

teresse da população. A pesquisa da FGV foi

nomia de rede. Entre as capitais brasileiras,

divulgada no ano passado, apresentando o

Florianópolis (SC) aparece com o maior ín-

Indicador Integrado de Telefonia, Internet

dice de inclusão digital (77,1%), seguida de

e Celular (ITIC). O Brasil ficou em 72º lu-

perto por Vitória (76,6%) e Curitiba (75,8).

gar no ranking dos 150 países pesquisa-

No outro extremo do ranking da FGV,

dos. O líder mundial de acesso à tecnologia

os estados de Maranhão, Piauí, Pará e Ro-

pelo ITIC foi a Suécia (95,8%), seguida por

raima sediam os municípios com piores

Islândia (95,5%) e Singapura (95,5%), em-

índices: Fernando Falcão (MA), com apenas

patadas. As lanterninhas do ranking foram

3,7% da população com acesso digital; Cha-

República Centro Africana (5,5%), Burundi

ves (PA), com 3,7%, e Uiramutã (RR), com

(5,75%) e Etiópia (5.5%).

4,51%. Para Neri, a interação entre políticas

Na avaliação por cidades, o melhor ITIC

públicas e ações privadas é o caminho para 53


DESAFIO CHALLENGE

No Brasil, 51,2% da população tem acesso a celular, telefone fixo, computador

to the fact that they are smaller than the state capitals but are located close by and are able to take advantage of network sav-

e internet em casa, enquanto a média

ings. Among the state capitals themselves,

global é de 49,1%

sion ratio, with 77.1%, closely followed by

Florianópolis (SC) had the best digital incluVitória (76.6%) and Curitiba (75.8).

In Brazil, 51.2% of population had access to a cell phone, wireline phone and

At the other extreme, the states of Maranhão, Piauí, Pará and Roraima contain the municipalities with the worst ratios – Fer-

computer with internet at home, versus the

nando Falcão (MA) and Chaves (PA), where

global average of 49.1%

access, and Uiramutã (RR), with a ratio of

just 3.7% of the population have digital 4.51%. For Neri, interaction between public

diminuir a desigualdade entre as diferentes

policies and private initiatives is the way to

regiões brasileiras, diante da dimensão do

reduce the inequality between Brazil’s dif-

país. “Nessas áreas devemos usar platafor-

ferent regions, given the country’s size. “In

mas mais amigáveis, como o celular e a TV

these areas we have to adopt more user-

interativa”, avalia. Para o engenheiro Eduardo Tude, presi-

Florianópolis (SC) figura no ranking da FGV como a capital com maior inclusão digital (77,1%)

Divulgação / Disclosure

According to the FGV ranking, Florianópolis (SC) is the state capital with the highest level of digital inclusion (77.1%)

friendly platforms like cell phones and interactive TV,” he explained.

dente da consultoria Teleco, especializada

According to engineer Eduardo Tude, CEO

na área, é preciso uma ação conjunta para

of the consulting firm Teleco, which special-

avançar em inclusão digital nos estados que

izes in the area, a joint effort is needed to im-

aparecem na lanterna do ranking da FGV.

prove digital inclusion in the bottom-ranked

“Não adianta querer levar apenas o acesso à

states. “It’s not enough to just have internet

internet. É preciso combinar essa iniciativa

access. We need to combine this with initia-

com ações no campo social e educacional. O

tives in the social and educational areas. The

ranking de inclusão digital reflete na maior

digital inclusion ranking reflects most of the

parte dos casos as desigualdades regionais

regional inequalities already existing in Bra-

já existentes no Brasil em outras áreas”,

zil in other areas,” he declared. The survey also showed that individual internet use in Brazil has been growing at 8.8% per year. The reasons for connecting, independently of which device is used, are various, led by communication-related activities (37.3%), leisure (29.6%), reading magazines and newspapers and seeking information (28.7%), and education and learning (28.1%). More specific uses included e-commerce (8.1%), e-government (8%) and financial transactions (7%). Cell phones The survey also showed that there was an exaggerated emphasis on computers with internet, to the detriment of cellu-

54


DESAFIO

acrescenta Tude.

lar telephony, a more intuitive

O trabalho revelou também que o uso

technology that is widely dis-

individual de internet tem crescido à taxa

seminated in Brazil and world-

de 8,8% ao ano no Brasil. Os objetivos da

wide. The domestic cellular

conexão, independentemente do dispositivo

coverage ratio is 87%, versus

de acesso, são diversos, desde atividades

38% for wireline and 40% for

mais frequentes associadas a comunicação

computers with internet, with

(37,3%), entretenimento (29,6%), leitura de

respective global averages of

jornais e revistas até busca de informações

79.96%, 43.34% and 36.29%.

(28,7%), educação e aprendizado (28,1%).

“We have to learn from some

Além disso, foram apontados alguns usos

African countries in this aspect

mais específicos como comércio eletrônico

and make greater use of the in-

(8,1%), governo eletrônico (8%) e transa-

stalled infrastructure. So far, I have detect-

ções financeiras (7%).

ed no move towards valuing digital inclusion via cell phone in Brazil,” declared Neri.

Celulares

Seven of the ten countries that most use cell

A pesquisa da FGV alerta, ainda, que é

phones are Arab countries.

dada uma ênfase exagerada ao computador

According to the survey, the cell phone

com internet e pouca ênfase aos celulares,

is the main vehicle for inclusion and must,

que são uma tecnologia mais intuitiva e di-

therefore, include educational content. The

fundida no Brasil e no mundo. A taxa de co-

most cellular-concentrated city in Brazil is

bertura de domicílios com celular é de 87%,

Chapadão do Céu, in Goiás, where 97.9%

contra 38% da telefonia fixa e 40% de com-

of the population use cell phones, followed

putador com internet. Na média mundial,

by Tio Hugo (97.1%) and Capivari do Sul

esses números são 79,96%, contra 43,34%

(96.9%) in Rio Grande do Sul. Palmas, in

e 36,29%, respectivamente. “Temos que

Tocantins, heads the state capital rankings,

aprender com alguns países da África nesse

with 95.7%, followed by Brasília (95.4%)

aspecto de atitude e de aproveitar melhor

and Goiânia (94.6%).

a infraestrutura instalada. Ainda não vejo

For Teleco engineer and CEO Tude, the

movimentos no Brasil nessa direção, de va-

cell phone/smartphone is becoming the

lorizar a inclusão digital pelo celular”, avalia

main means of internet access in Brazil

Neri. Entre os dez primeiros países a faze-

and the world. “This is unquestionably the

rem mais uso do celular, sete são árabes.

best option for low-income earners who

Ainda segundo o relatório da pesquisa, o

R$0.50 per day,” he explained. He recog-

isso, é preciso levar conteúdo educacional

nizes the healthy numbers revealed by the

pela plataforma do celular móvel, que está

FGV survey, which put Brazil close to the

nas mãos das pessoas que se quer incluir.

global digital inclusion average, but main-

No Brasil, a cidade que mais usa celular é

tains there is still a long way to go in terms

Chapadão do Céu, em Goiás, com 97,9%

of broadband access. “We need to build new

habitantes usando o aparelho, seguida das

mobile and fixed high-speed broadband in-

cidades gaúchas de Tio Hugo (97,1%) e Ca-

frastructure nationwide, which will require

pivari do Sul (96,9%). Entre as capitais, as

heavy investments given the size of the

campeãs em uso do celular são Palmas, no

country,” he concluded.

nia, em Goiás (94,6%).

Neri, da FGV: no Brasil, a inclusão digital via celular ainda não é valorizada

Neri, from the FGV: the importance of digital inclusion via mobile phones has not been recognized in Brazil yet

can make use of pre-paid plans costing just

celular é o grande veículo de inclusão. E, por

Tocantins (95,7%); Brasília (95,4%) e Goiâ-

Divulgação / Disclosure

CHALLENGE

Figures from the consulting firm Akamai, disclosed this half, confirm this. According 55


DESAFIO CHALLENGE Para o engenheiro Tude, da Teleco, o

to the State of the Internet report, in the

smartphone está se tornando a principal

first quarter of 2013 Brazil was ranked

forma de acesso à internet no Brasil e no

73rd out of 243 countries in terms of in-

mundo. “Esta é a melhor opção para usuá-

ternet access speed, with an average of 2.3

rios de baixa renda, que podem utilizar os

Mbps. The leader, South Korea, has an av-

planos pré-pagos de R$ 0,50 por dia em

erage connection speed of 14.2 Mbps, six

que usar”, destaca. O presidente da Tele-

times higher than Brazil’s, which neverthe-

co reconhece os bons números da pesquisa

less still increased by 7.4% over 1Q12.

da FGV, que coloca o Brasil perto da média mundial da inclusão digital. Mas defende

Tude, da Teleco: é preciso ir além do acesso e investir em ações sociais e educacionais

Divulgação / Disclosure

Tude, from Teleco: it is necessary to go beyond access and invest in social and educational initiatives

56

Public policies

que o país ainda precisa avançar muito em

Researcher Leonardo de Souza Mendes,

acesso à banda larga. “É preciso construir

a professor at the Electrical Engineering

uma nova infraestrutura de acesso banda

and Computing Faculty of the University of

larga fixa e móvel de alta velocidade no país

Campinas (Unicamp) and head of its Com-

inteiro, o que exige pesados investimentos

munications Network Laboratory (LaRCom)

devido às dimensões do Brasil”, destaca.

adds that a major barrier against digital in-

Dados da consultoria Akamai, divulgados

clusion is the lack of public incentive poli-

neste semestre, confirmam isso. Segundo o

cies “so that modern and efficient projects

relatório State of Internet, com dados sobre

can compete with the traditional solutions

a situação da web no mundo no primeiro tri-

that operate in a quasi-monopolistic en-

mestre de 2013, o Brasil ocupa o 73º lugar

vironment in the main markets.” Mendes

no ranking da velocidade de conexão da in-

believes such policies would not only im-

ternet, com média de 2,3 Mbps. A pesquisa foi

prove service for users, but would also lead

realizada em 243 países. Líder mundial, a Co-

to unique opportunities for scientific and

reia do Sul tem conexão média de 14,2 Mbps,

technological development institutions to

seis vezes mais veloz que a brasileira. Apesar

partner with national business capital.

de ainda baixa, a velocidade de conexão no

Professor Mendes’s main research focus

Brasil registrou aumento de 7,4% em relação

at the moment is the study and develop-

ao primeiro trimestre do ano passado.

ment of processes and technologies involving the construction of Digital Cities. And he

Políticas públicas

maintains that these studies were capable

O pesquisador Leonardo de Souza Men-

of producing certain effective cases demon-

des, professor da Faculdade de Engenharia

strating the real possibility of uniting pub-

Elétrica e de Computação da Unicamp e

lic and private capital in order to achieve

diretor do Laboratório de Redes de Co-

100% inclusion in urban centers with tech-

municações (LaRCom) da universidade,

nologies comparable to those used by the

acrescenta como um grande entrave para

universal access projects in the most ad-

a inclusão digital a falta de uma política

vanced nations in the sector, such as Japan

pública de incentivo “para que empreendi-

and South Korea. “Nevertheless, instead of

mentos modernos e eficientes possam en-

taking advantage of these results to create a

frentar as soluções tradicionais que operam

national policy of encouraging private capi-

em um ambiente quase monopolista nos

tal to participate in these projects, national

principais mercados”. Para Mendes, essas

public policy insists in investing in a state-

políticas permitiriam não apenas o melhor

run system,” he declared.

atendimento ao usuário, mas também o

Mendes also cites the example of Ig-

surgimento de oportunidades diferenciadas

nisCom, a company incubated in the Uni-


DESAFIO CHALLENGE para que as instituições de desenvolvimento científico e tecnológico pudessem se aliar ao capital empresarial nacional. O professor Mendes tem hoje como prin-

RANKING ITIC GERAL - CIDADES BRASILEIRAS

OVERALL ITIC RANKING – BRAZILIAN CITIES

cipal área de pesquisa o estudo e desenvolvimento de processos e tecnologias que envolvem a construção de Cidades Digitais. E diz que esses estudos foram capazes de produzir alguns casos efetivos que demonstram a possibilidade real da união do capital público com o capital privado para a conquista de 100% de universalização nos núcleos urbanos com tecnologias comparáveis àquelas presentes nos projetos de universalização das nações mais avançadas no setor, como Japão e Coreia. “No entanto, em vez de aproveitar esses resultados para criar uma política nacional que estimule o capital privado a participar desses empreendimentos, a política pública nacional insiste em investir em um projeto estatizante”, acrescenta. Mendes cita, também, o exemplo da Ignis-

1) São Caetano do Sul (SP) - 82,6% 2) Santos (SP) ‒ 78,19% 3) Florianópolis (SC) ‒ 77,06% 4) Vitória (ES) ‒ 76,6% 5) Niterói (RJ) ‒ 76,03% 6) Curitiba (PR) ‒ 75,88% 7) Santo André (SP) - 74,83% 8) Valinhos (SP) ‒ 74,36% 9) Belo Horizonte (MG) ‒ 74% 10) Americana (SP) ‒ 73,73%

Com, uma empresa incubada na Incubadora de Empresas de Bases Tecnológicas da Unicamp (Incamp), que foi criada para permi-

camp Technology Company Incubator (In-

tir que pesquisadores e alunos do LaRCom

camp) which was created so that LaRCom

pudessem experimentar com seus projetos

researchers and students could experi-

acadêmicos, buscando soluções para atrair

ment with their academic projects, seek-

o interesse do mercado. Ele explica que o

ing solutions to attract the interest of the

objetivo de seus criadores era que a Ignis-

market. He explained that the purpose of

Com pudesse assumir o papel de ponte entre

its creators was that IgnisCom could form

os projetos acadêmicos e as construções do

a bridge between academic and market

mercado. Como resultado, a empresa possui

projects. As a result, the company has so-

hoje soluções que vão da inteligência no pro-

lutions ranging from project intelligence

jeto e desenvolvimento de Cidades Digitais

and the development of Digital Cities to the

ao fornecimento de produtos e serviços em

provision of products and services for the

educação, saúde e telecomunicações para es-

education, health and telecommunications

sas cidades. Assim, a IgnisCom oferece servi-

sectors of these cities. IgnisCom offers con-

ços de consultoria para iniciativas de cons-

sulting services for Digital City construction

trução de Cidades Digitais, principalmente

initiatives, especially through the union of

pela união dos capitais público e privado, e

public and private capital, and has solutions

possui soluções para atender à construção

for the construction of digital intelligence in

de inteligência digital em áreas específicas.

specific areas – a practical example of how

Um exemplo prático de que a união entre

the union between the academic world and

academia e mercado só contribui para au-

the market can help increase the level of digital inclusion. L

mentar cada vez mais a inclusão digital.

57


ESPECIAL FEATURED ARTICLE

58


Redesenhando a cidade Redesigning the city Em diferentes regiões do Brasil parques tecnológicos geram novas vocações econômicas, impulsionam o empreendedorismo e fomentam a inovação. Agora, o desafio é ir além, contribuindo para a melhoria efetiva das condições de vida nas In different regions of Brazil, science cidades onde estão parks generate new economic inseridos. De norte a vocations, boost entrepreneurship sul do país não faltam and foment innovation. Now the exemplos e disposição challenge is to go beyond, contributing para transformar a to the effective improvement of living realidade urbana conditions in the cities where they are inserted. From North to South of the country, there is no shortage of examples and willingness to transform the urban reality

E D UA R D O KO R M I V E S

59


ESPECIAL FEATURED ARTICLE

ção e Comunicação, 7,1 mil trabalhadores,

A

incubadoras, universidades e instituições

ness incubators, universities and research

U

Porto Digital: interação entre parque e cidade é referência no Brasil

Divulgação / Disclosure

Porto Digital: interaction between park and city is a benchmark in Brazil

m lugar que concentra 230 empreendimentos das áreas de Economia Criativa e Tecnologia da Informa-

place that gathers 230 ventures in the areas of Creative Economy and Information Technology and

Communication, 7,100 employees, busi-

de pesquisa. No mapa de uma cidade, é

institutions. It is only natural that an in-

natural que um centro de inovação desse

novation center of this size would appear

porte seja formado por edifícios moder-

in the landscape of a city as modern build-

nos, cercados de muros por todos os lados.

ings, surrounded by walls on all sides. But

Não em Recife, capital de Pernambuco. A

not in Recife, capital of Pernambuco. The

quinta maior área metropolitana do Brasil,

fifth largest metropolitan area of Brazil,

com 3,7 milhões de habitantes, abriga um

with 3.7 million inhabitants, hosts a great

expressivo exemplo de inserção de um par-

example of how to insert a science and

que científico e tecnológico na vida urba-

technology park in the urban life: Porto

na: o Porto Digital.

Digital.

Destaque entre os maiores ambientes

Featured among the largest innovation

de inovação do país, tanto pelo faturamen-

habitats in Brazil, both in terms of revenue

to (R$ 1 bilhão em 2011) quanto pelo nú-

(R$ 1 billion in 2011) and number of com-

mero de empresas, o parque está instalado

panies, the park is installed in the historic

no histórico bairro do Recife Antigo, que

neighborhood of Recife Antigo, which was

surgiu por volta de 1560 a partir de uma

established around 1560 in a port area,

zona portuária, por onde se escoava o pri-

where the Pau Brasil (Brazilwood), the first

meiro produto de exportação brasileiro,

Brazilian export product, was exported.

o pau-brasil. Séculos depois, em 1918, a

Centuries later, in 1918, the implementa-

implantação do Porto do Recife, maior e

tion of the port of Recife, the largest and most modern of the Northeast at the time, gave a new incentive to local economic development. But the glory days did not last long. When cargo

handling

migrated

to the Suape port complex, inaugurated in 1980, the neighborhood fell into decline. Abandoned by its inhabitants, the rich architectural complex deteriorated, along with its safety and quality of life. The revitalization of the neighborhood came from a collective effort, which united the government and private initiative in a common goal: transforming the historic area into a center 60


61


ESPECIAL

Fotos: Divulgação / Disclosure

FEATURED ARTICLE mais moderno do Nordeste

that would generate ideas, solutions, em-

à época, deu novo impulso

ployment and income. All this while retain-

ao

eco-

ing the original structure – the port. Now

nômico local. Mas os tem-

Porto Digital is the home of innovative proj-

pos áureos duraram pouco.

ects installed in restored historic buildings.

desenvolvimento

Quando as cargas migraram

More than 50,000 square meters have al-

para o Complexo Portuário

ready been renovated. “Porto Digital makes

de Suape, inaugurado nos

a particularly relevant contribution in the

anos 1980, o bairro entrou

requalification of the urban area and the

em decadência. Abandona-

historical heritage buildings in the Recife

do por seus habitantes, o

Antigo neighborhood”, says the CEO of Por-

rico conjunto arquitetônico

to Digital, Francisco Saboya.

Saboya, do Porto Digital: parque contribuiu na requalificação do bairro do Recife Antigo

se deteriorou, assim como as condições de

Saboya, of Porto Digital: park which contributed to the reconfiguration of Old Recife

A revitalização do bairro se deu a partir

more to the city where it is inserted. “It

de um esforço coletivo, que reuniu poder

would be presumptuous to say that Porto

público e iniciativa privada em torno do

Digital shapes Recife. As a science park, it

Restauração de construções históricas, como a do Núcleo de Gestão do Porto Digital, é resultado do esforço dos setores público e privado

Restoration of historical buildings, such as the Porto Digital Management Center, is the result of public and private efforts

segurança e a qualidade de vida.

Consolidated as a local development agent, the park now wants to contribute

objetivo comum de tornar a área históri-

represents a real and recognized contribu-

ca um polo gerador de ideias, soluções,

tion to the city, but this contribution is still

emprego e renda. Tudo isso mantendo a

limited. And cities worldwide are showing

mesma origem: um porto. Mas agora, no

signs of collapse, becoming hostile environ-

Porto Digital, embarcam-se empreendi-

ments, they are no longer a great solution

mentos inovadores, que ocupam edifica-

for humanity but turning into a problem”,

ções históricas restauradas. Ao todo, já

explains Saboya.

foram revitalizados mais de 50 mil me-

According to him, the park should

tros quadrados. “O Porto Digital tem uma

work as a type of urban experimentation

contribuição especialmente relevante na

laboratory. “Porto Digital implemented in the park area some urban mobility improvement services that now begin to be expanded to the rest of the city. An example of this is the shared bikes and intelligent control of public car parking spaces”, said him. Not surprisingly, Porto Digital was appointed as the local organizer of IASP’s 30th World Conference and the XXIII Anprotec Seminar on Science Parks and Business Incubation. The Pernambuco initiative is not isolated. The innovative habitats in Brazil grow in number – there are close to 400 business incubators and 90 parks installed or under implementation in the country, according to Anprotec–, and in strategic

62


63


ESPECIAL FEATURED ARTICLE Divulgação / Disclosure

importance as the country moves forward in the new 21st

century

economy.

Proof of that was the R$640 million bid for science parks and innovative projects launched by the federal government in July this year. New vocations Having just completed ten years of existence, the Science Park of the Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ) has a vocation for in building bridges, says the director Porto Leve: serviço de compartilhamento de bicicletas tem impacto positivo nas imediações do parque

Porto Leve: bike sharing project has a positive impact on the park’s surrounding areas

requalificação do tecido urbano e do patrimônio edificado do bairro do Recife Antigo”, afirma o diretor-presidente do Porto Digital, Francisco Saboya. Consolidado como agente de desenvolvimento local, o parque agora quer contribuir mais com a cidade onde está inserido. “Seria muita presunção afirmar que o Porto Digital modela Recife. Como parque tecnológico, ele tem uma contribuição real e reconhecida para a cidade, mas ainda limitada. E no mundo inteiro as cidades estão apontando sinais de colapso, se tornando ambientes hostis, deixando de ser uma grande solução para a humanidade e passando a ser um problema”, explica Saboya. Segundo ele, o parque deve se tornar, cada vez mais, uma espécie de laboratório de experimentação urbana. “O Porto Digital implantou, no território do parque, alguns serviços para melhorar a mobilidade urbana que agora começam a ser expandidos para o resto da cidade. Isso acontece, por exemplo, com as bicicletas compartilhadas e com o controle inteligente de vagas de estacionamentos públicos”, relata.

64

Mauricio Guedes. As the old base of operations for the construction of the Rio-Niterói bridge – an engineering milestone for Brazil, the 13 kmlong bridge was inaugurated in 1974–, the southern part of Cidade Universitária, on the Fundão island, continues to be a construction site. Today the site serves as a connection between academic research and the private sector with the potential to shape the future of Rio de Janeiro. “Maybe due to the fact that Rio de Janeiro has other important and attractive vocations, such as tourism and culture, its inhabitants don’t perceive the city’s vocation for science and technology. The park plays a very important role in showing the community this characteristic of the city, in addition to the benefits generated by the thousands of jobs created here for researchers”, points out Guedes. The concentration of highly qualified labor is fundamental to attract more innovative companies. Supporting the park’s success are the pre-salt oil discoveries in 2007, which increased the Brazilian reserves by three fold, to 70 billion barrels, and placed the country among the world’s ten larg-


ESPECIAL FEATURED ARTICLE Não à toa, o Porto Digital foi eleito o organizador local da 30a Conferência Mundial

Atualmente existem no Brasil cerca

da IASP e do XXIII Seminário Nacional de

de 400 incubadoras de empresas

Parques Tecnológicos e Incubadoras de

e 90 parques tecnológicos instalados ou

Empresas. A iniciativa pernambucana não é um ponto fora da curva. Os ambientes de inovação no Brasil crescem em quantida-

em fase de instalação, presentes em todas as regiões do país

de – existem perto de 400 incubadoras e 90 parques instalados ou em fase de implantação no país, segundo a Anprotec –, e

Nowadays there are around 400

também em importância estratégica à me-

business incubators and 90 science parks

dida em que o país avança na nova economia do século 21. Prova disso foi o edital

nationwide, in place or in the process of

de R$ 640 milhões destinado a parques

implementation

tecnológicos e empreendimentos inovadores lançado pelo governo federal em julho deste ano.

Com 10 anos recém-completados, o Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tem vocação para erguer pontes, costuma filosofar o diretor Mauricio Guedes. Antiga base de operações da construção da ponte Rio-Niterói –

Vista aérea do Parque Tecnológico UFRJ, na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro

Aerial view of UFRJ Science Park, in Ilha do Fundão, in Rio de Janeiro Divulgação / Disclosure

Novas vocações

um marco da engenharia brasileira com 13 quilômetros de extensão, inaugurada em 1974 –, a parte sul da Cidade Universitária, na Ilha do Fundão, segue como um canteiro de obras. Hoje edifica-se ali uma ponte entre a pesquisa acadêmica e a iniciativa privada com potencial para moldar o futuro da Cidade Maravilhosa. “Talvez pelo fato de o Rio de Janeiro ter outras vocações importantes e atraentes, como o turismo e a cultura, o carioca não percebe a vocação para Ciência e Tecnologia. O parque tem um papel muito importante de explicitar à sociedade essa faceta da cidade, além dos benefícios gerados com os milhares de empregos criados aqui para pesquisadores”, aponta Guedes. A concentração de mão de obra altamente qualificada é fator fundamental para atrair mais empresas inovadoras. Por 65


ESPECIAL FEATURED ARTICLE

O Parque Tecnológico da UFRJ

est oil producers. More than ten research

ganhou impulso na descoberta

the industry’s giants, such as Halliburton,

centers are being implemented by some of

das reservas do pré-sal para atrair

Siemens, FMC Technologies, BG Group and

empresas e desenvolver tecnologias

43 companies, 22 of which are startups.

General Electric. Today the site is home to In five years, this number should increase

UFRJ Science Park gained

to more than 200 companies, the majority

momentum as a result of the pre-salt

R$1 billion in the area and generate 5 ,000

discoveries, attracting companies and developing technologies

of them small businesses, which will invest qualified jobs. One of the greatest challenges of becoming a global player in innovation is trying to address global issues without disre-

trás do boom do parque está a descoberta

garding its own problems. One of the goals

de petróleo na camada pré-sal, em 2007,

for the future in Rio is to make innovation

que triplicou as reservas brasileiras para

“overflow” to the surroundings of the is-

70 bilhões de barris, o que irá colocar o

land of Cidade Universitária and influence

país entre os 10 maiores produtores do

the region’s economic vocation.

mundo. Mais de 10 centros de pesquisa

Parque Tecnológico da Paraíba, em Campina Grande: cidade transformada em polo exportador de software

Divulgação / Disclosure

Paraíba Science Park, in Campina Grande: transforming the city into a software export center

This effort to interact with the city and

estão sendo implantados por gigantes do

seek solutions to local problems is an irre-

setor, entre eles Halliburton, Siemens, FMC

versible trend in parks born in the second

Technologies, BG Group e General Electric.

generation of innovative entrepreneurship

Hoje o local abriga 43 empresas, 22 delas

in Brazil in the 1990s, a time that came af-

startups. Daqui a cinco anos esse número

ter the creation of business incubators. This

deve saltar para mais de 200 empresas, a

is the key condition to the success of new

maioria delas de pequeno porte, que inves-

projects. “In this evolutionary cycle, third-

tirão R$ 1 bilhão na área e gerarão 5 mil

generation parks are born with a much

empregos qualificados.

stronger concern with their impact on

Um dos grandes desafios de se tornar

the urban environment where they are in-

um player global de inovação é tentar resol-

stalled”, says Francilene Garcia, president of

ver os problemas do mundo, mas sem dei-

Anprotec and director of Fundação Parque

xar de olhar para o próprio quintal. No Rio,

Tecnológico da Paraíba, located in Campina Grande, a city with 400 thousand inhabitants in the northeastern hinterland that became a great software exporting hub. Concern with the surroundings A high impact project called “Smart Services for the Community” that the newly-created Smart Cities Laboratory of the Federal University of Campina Grande (UFCG), whose intention is to implement this project in partnership with the City Hall, draws attention to the municipality in Paraíba. The idea is that the city will have

66


ESPECIAL FEATURED ARTICLE Bruno Todeschin

uma das metas para o futuro é fazer a inovação “transbordar” para o entorno da ilha da Cidade Universitária e influenciar a vocação econômica da região. Essa preocupação em interagir com a cidade e buscar soluções para problemas locais é uma tendência irreversível nos parques nascidos na segunda geração de empreendedorismo inovador no Brasil, nos anos 1990, que sucedeu a fase de criação das incubadoras. Em novos projetos, é condição-chave de sucesso. “Nesse ciclo evoluti-

free internet as of next year. Besides the

terceira geração chegam com uma preocu-

obvious benefit of digital inclusion, the

pação muito maior com os impactos no am-

measure would enable the connection be-

biente urbano em que se instalam”, afirma

tween all public bodies and improve the

Francilene Garcia, presidente da Anprotec

quality of services, reducing bureaucracy

e diretora da Fundação Parque Tecnológico

to the minimum necessary. A practical ex-

da Paraíba, localizada em Campina Gran-

ample: a patient goes to a basic health unit

de, cidade de 400 mil habitantes no sertão

and is told that he needs an exam, which

nordestino que se tornou um grande polo

is scheduled electronically, and the result,

exportador de software.

also digital, is sent to the health unit, saving time and avoiding staying in lines. In

Preocupação com o entorno

addition, the infrastructure generated by

Chama a atenção no município paraiba-

the high-speed networks can attract new

no um projeto de alto impacto que o recém-criado Laboratório de Cidades Inteligentes,

projects and investments. “Science parks are micro environments

da Universidade Federal de Campina Gran-

with

an

innovation

DNA

de (UFCG) pretende implantar em parceria

which, if applied outside the

com a prefeitura, chamado “Serviços Inte-

park’s walls, will help estab-

ligentes para a Sociedade”. A ideia é que, a

lish smart cities”, says pro-

partir do próximo ano, a cidade conte com

fessor Roberto Moschetta,

acesso gratuito à internet. Além do benefí-

director of Tecnopuc, a sci-

cio óbvio da inclusão digital, a medida per-

ence park installed inside

mitiria interligar todos os órgãos públicos e

the campus of Pontíficia Uni-

melhorar a qualidade dos serviços, cortan-

versidade Católica (PUC-RS),

do a burocracia ao mínimo necessário. Um

in Porto Alegre, in southern

exemplo prático: um paciente vai a uma uni-

Brazil. Created 10 years ago,

dade básica de saúde e descobre que preci-

the park not only helped the

sa de um exame. A solicitação é eletrônica,

university become a refer-

e o resultado, também digital, é enviado à

ence in research and inno-

unidade de saúde, poupando tempo e filas.

vation, but also attracted 93

Tecnopuc, em Porto Alegre (RS): parque atraiu 93 empresas e emprega 6 mil pessoas

Tecnopuc, in Porto Alegre (RS): the park attracted 93 companies and employs 6,000 people

Moschetta, do Tecnopuc: parques são microcosmos da inovação que devem extrapolar seus muros

Moschetta, of Tecnopuc: the parks are everexpanding microcosms of innovation Divulgação / Disclosure

vo do movimento, os parques de

67


ESPECIAL FEATURED ARTICLE

Os parques de terceira geração, já em sua origem, devem analisar

soft, which now offer 6,000 jobs. The fast growth led to the opening in

os impactos no ambiente urbano e

August of a new area capable of hosting

desenvolver produtos e serviços para a

dred companies in Viamão, in the metro-

melhoria da vida nas cidades

more than 5,000 employees and one hunpolitan region, 25 kilometers from the capital of Rio Grande do Sul. The bet on the creation of a creative economy cen-

Third generation parks, which are

ter (video, animation, and games), with

beginning now, will analyze impacts

the future installation of the Audiovisual

on the urban environment and

(Tecna), should broaden the horizons of

develop products and services to improve life in the cities Além disso, a própria infraestrutura gerada pelas redes de alta velocidade pode atrair projetos e investimentos. “Parques tecnológicos são microcosmos com o DNA de inovação que, se conseguirem extrapolar os seus muros, ajudarão a estabelecer cidades inteligentes”, diz o professor Roberto Moschetta, diretor do Tecnopuc, parque tecnológico instalado dentro do campus da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS), em Porto Alegre, no Sul do país. Criado há 10 anos, o parque não só tornou a universidade referência em pesquisa e inovação, como atraiu 93 empresas, entre elas Dell, HP e Microsoft, onde trabalham 6 mil pessoas. O rápido crescimento levou à inauguração, em agosto, de uma nova área capaz de acolher mais de 5 mil funcionários e cem empresas em Viamão, na região metropolitana, a 25 quilômetros da capital gaúcha. A aposta na criação de um polo de economia criativa (vídeo, animação e games), com a futura instalação do Centro Tecnológico Audiovisual do Rio Grande do Sul (Tecna), deve expandir os horizontes da economia local, hoje centrada na produção de leite e de hortifrutigranjeiros. 68

companies, including Dell, HP and Micro-

Technology Center of Rio Grande do Sul the local economy, currently focused on the production of milk and vegetable, fruit and poultry products. Another project developed in partnership with the state government is a free application for mobile devices called Smart Cup. It uses georeferencing to show visitors the location of stadiums, tourist attractions, hotels, restaurants, leisure areas, public safety and health units and also enables internet users to contribute generating content. The idea is to use it across the country and transform this integrated data system into one of the legacies of the sports competition. Favorable environment For Antônio Abelém, CEO of the Guamá Science and Technology Park, in Belém, Pará, in the North of Brazil with more than 2 million inhabitants (including the metropolitan region), the innovation spaces may test pilot projects of solutions that can be later extended to the entire city. The capital of Pará, which will host the next edition of Anprotec’s Seminar in 2014, suffers with mobility and waste management problems, for example. The state government has even paid for a master plan prepared by technicians of the Japan International Cooperation Agency (JICA). The plan was completed in 1989,


ESPECIAL FEATURED ARTICLE projeto

desen-

Fotos: Divulgação / Disclosure

Outro

volvido, em parceria com o governo do estado, é um aplicativo gratuito para dispositivos móveis chamado de Copa Inteligente. Ele usa o georreferenciamento para indicar aos visitantes a localização do estádio, pontos

turísticos,

hotéis,

restaurantes, áreas de lazer, postos de segurança pública e de saúde e ainda permite a colaboração dos internautas na geração de conteúdo. A ideia é utilizá-lo em todo o país e tornar esse sistema integrado de dados um dos

but was never implemented.

legados da competição esportiva.

Recently, the Guamá Park attempted to negotiate with the state government two

Ambiente propício Para

Antônio

Abelém,

pilot ideas for sustainable solutions: one to diretor-presi-

generate energy from waste and another

dente do Parque de Ciência e Tecnologia

to use bacteria for sewage treatment. Both

Guamá, em Belém do Pará, os ambientes de

projects stopped due to lack of financing.

inovação podem testar projetos-piloto de

“On major issues, the government rarely

soluções para as cidades.

listens to entrepreneurs. Decisions are

A capital paraense, sede da próxima edição do Seminário Nacional da Anprotec,

PCT Guamá: parque trabalha na busca de soluções sustentáveis para Belém (PA)

Guamá Science and Technology Park: seeking sustainable solutions for Belém (PA)

made in closed groups of ten or 20 people”, said Abelém.

em 2014, tem 2 milhões de pessoas em

Ten times the size of Belém do Pará,

sua região metropolitana e sofre com pro-

São Paulo is the country’s largest city, with

blemas de mobilidade e gestão de resíduos,

20.3 million inhabitants. To cope with the

por exemplo. O governo do estado chegou

challenges, the Innovation, Entrepreneur-

a bancar um plano diretor elaborado por

ship and Technology Center (Cietec), Latin

Abelém, do PCT Guamá: parques devem testar soluções que possam ser aplicadas na cidade

Abelém, of Guamá: parks should test solutions that can be applied to the city

técnicos da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA). O documento ficou pronto em 1989, mas nunca foi implantado. Recentemente, o PCT Guamá tentou negociar junto ao governo do estado duas ideias-piloto de soluções sustentáveis: uma de geração de energia a partir dos resíduos e outra de utilização de bactérias para o tratamento de esgoto. Ambos os projetos emperraram no financiamento. “Em questões importantes, o governo raramente ouve os empresários. As decisões são to69


ESPECIAL FEATURED ARTICLE madas em grupos fechados, de 10 ou 20

America’s largest business incubator, has

pessoas”, critica Abelém.

a ready but not implemented project to

Dez vezes maior que Belém do Pará, São

life and data intelligence.

com 20,3 milhões de habitantes. Para fazer

was developed in partnership with the

frente aos desafios, o Centro de Inovação,

state government and the ten major São

Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec),

Divulgação / Disclosure

Cietec, Latin America’s biggest incubator, is working on a data intelligence project to improve the quality of life in São Paulo

The initiative

Paulo state universities.

maior incubadora da América Latina, tem

If the project in fact starts to be imple-

um projeto pronto e engavetado para abri-

mented in 2014, SPIN (São Paulo New

gar ideias ligadas a qualidade de vida do

Ideas) can receive up to 100 people in a

cidadão e inteligência de dados. A inicia-

400-square meter area. “There are a lot of

tiva foi desenvolvida em parceria com o

people with good ideas, but they are incipi-

governo do Estado e as 10 principais uni-

ent”, says the executive director of Cietec,

versidades paulistas.

Maior incubadora da América Latina, o Cietec trabalha em um projeto de inteligência de dados orientado à qualidade de vida em São Paulo

house ideas linked to citizens’ quality of

Paulo (SP) é a maior metrópole do país,

Sérgio Risola. These ideas would be trans-

Se de fato sair do papel em 2014, a SPIN

formed into mini business plans and then

– São Paulo Ideias Novas poderá receber até

incubated. “Currently we see a great deal

100 potenciais empreendedores em um es-

of things brewing. Sustainable technologies

paço de 400 metros quadrados. “Muita gen-

that will generate new parameters for cit-

te com ideias boas, mas muito incipientes”,

ies in ten or fifteen years are beginning to

diz o diretor executivo do Cietec, Sérgio Ri-

emerge”, explained him.

sola. Essas ideias seriam transformadas em

And it was based on new ideas that

miniplanos de negócios e então incubadas.

other Brazilian southern capital managed

“O momento é o de um grande celeiro. Estão

to reinvent itself. Florianópolis, with ap-

começando a surgir as tecnologias susten-

proximately 400 thousand inhabitants,

táveis que vão gerar novos parâmetros para

found in technology a way to live in har-

as cidades, daqui a 10, 15 anos”, explica.

mony with the tourism industry and the

E foi a partir de novas ideias que outra

natural beauties that made Santa Catarina

capital do Sul do Brasil conseguiu se rein-

famous. With no large anchor company,

ventar. Florianópolis, com cerca de 400 mil

Florianópolis managed to create an eco-

habitantes, encontrou na tecnologia uma for-

system of innovative projects. Its 600 technology companies recorded revenue of more than R$1 billion last year. The turning point was the creation of the country’s first business incubator, Business Center for the Development of Advanced Technologies (Celta). Until then, local universities only exported labor. The Alpha Park, built in 1993, is currently the work environment for 4,000 people. The incubator was established there in 1995. The space was fully occupied in three months – Celta receives between 150 to 200 projects per year and graduated seven companies in 2013 alone. The demand has led to the creation of a new business incubator (Inaitec) in a

70


ESPECIAL FEATURED ARTICLE Fotos: Divulgação / Disclosure

ma de viver em harmonia com a indústria do turismo e com as belezas naturais que deram fama à Ilha de Santa Catarina. Sem nenhuma grande empresa-âncora, Florianópolis conseguiu criar um ecossistema de empreendimentos inovadores. As suas 600 empresas de tecnologia ultrapassaram R$ 1 bilhão em faturamento no ano passado. O ponto de virada foi a criação da primeira incubadora do país, o Centro de Laboração de Tecnologias Avançadas (Celta). Até então, as universidades locais só exportavam mão de obra. O Parque Alfa, construído em 1993, é hoje o endereço de trabalho de 4 mil pessoas. A incubadora iniciou as atividades no parque em 1995. O espaço foi totalmente ocupado em três meses – o Celta recebe de 150 a 200 projetos por ano e só em 2013

planned neighborhood in Palhoça, in the

graduou sete empresas. A demanda levou à

greater Florianópolis, focused on IT solu-

criação de uma nova incubadora (Inaitec)

tions in the health and environmental ar-

num bairro planejado de Palhoça, na Gran-

eas. Due to the growth in the number of

de Florianópolis, voltada para soluções de

incubated companies, currently 30, it was

TI nas áreas de saúde e meio ambiente. O

necessary to move the incubator to a new

crescimento no número de empresas incu-

7,000-square-meter building.

badas – hoje 30 – exigiu a mudança para

The result of this effervescence was

um prédio novo de 7 mil metros quadrados.

raising innovation to a public policy level in Florianopolis. A municipal law and a

Nova rota

fund were created for this purpose. There

O resultado dessa efervescência foi elevar

is a more ambitious project underway:

a inovação ao patamar de política pública em

the consolidation of a Innovation Route,

Florianópolis. Uma lei municipal e um fundo

which crosses the city and leads to Sapi-

de investimento foram criados para esse fim.

ens Park, an implementation environment

Um projeto mais ambicioso está em curso: a

focused on strong areas that

consolidação de uma Rota da Inovação, que

address local needs, such as

atravessa a cidade e leva ao Sapiens Parque,

creative economy and tourism.

um ambiente em implantação focado em

The estimate is that 90% of the

áreas de forte apelo local, como economia

technology companies, as well

criativa e turismo. A estimativa é de que 90%

as educational and research

das empresas de tecnologia, além de institui-

institutions, are installed in

ções de ensino e pesquisa, sejam instaladas

this area. “The so-called triple

nesse trajeto. “A tão falada tríplice hélice co-

association began to happen.

meçou a acontecer. Prefeitura, governo do

The City Hall, the State Govern-

estado, universidades e empresas privadas

ment, universities and private

estão envolvidas na rota da inovação”, afirma

companies are involved in in-

o diretor do Celta, Tony Chierighini.

novation”, says the director of

Rotas como essa revelam que um novo

Criação do Celta, em Florianópolis (SC), foi fundamental para reconfigurar a economia da cidade

The creation of Celta, in Florianópolis (SC) played a crucial role in reconfiguring the city’s economy Chierighini, do Celta: triplice hélice está acontecendo na capital catarinense

Chierighini, of Celta: a triple helix is developing in Santa Catarina’s capital

Celta, Tony Chierighini. 71


ESPECIAL FEATURED ARTICLE

ENTREVISTA: MARCO ANTONIO RAUPP, MINISTRO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO BRASIL

Augusto Coelho/MCTI

INTERVIEW: MARCO ANTONIO RAUPP, BRAZIL’S MINISTER OF SCIENCE, TECHNOLOGY AND INNOVATION

Por que os parques são considerados estratégicos para o desenvolvimento do país? Porque podem reunir, às vezes simultaneamente, características fundamentais ao desenvolvimento. Além de sediar e estimular pequenas e médias empresas de base tecnológica, que geram produtos e serviços com maior valor agregado, os parques podem abrigar laboratórios que produzem conhecimento científico e tecnológico. Dependendo de seu formato, podem servir também como polos de atração de grandes empresas inovadoras, brasileiras ou estrangeiras, que têm larga experiência em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação. Em resumo, os parques tecnológicos são um ambiente para que a inovação chegue mais rapidamente – são uma alavanca para o desenvolvimento. O senhor acredita na contribuição desses ambientes de inovação na melhoria dos centros urbanos? Acredito, sim, e penso que essa contribuição pode ocorrer, pelo menos, sob dois aspectos muito importantes. O primeiro se refere ao papel que os parques tecnológicos podem ter na solução para os problemas dos centros urbanos em geral. As empresas e instituições de pesquisa sediadas em um parque podem desenvolver novas tecnologias que proporcionarão melhorias em questões relacionadas a mobilidade, acessibilidade, construção sustentável, tecnologias assistivas etc. Ou seja, os parques tecnológicos podem contribuir para a construção de ambientes urbanos que ofereçam melhor qualidade de vida a seus habitantes. O segundo se refere às características dos parques como um ecossistema moderno e sempre voltado para o futuro. Por exemplo, as empresas sediadas em um parque jamais serão poluidoras, elas tenderão sempre a gerar tecnologias cada vez mais limpas e ambientalmente sustentáveis. Por produzirem bens e serviços com maior valor agregado, essas empresas também geram mais riquezas e não necessitam de grandes espaços para operar. Outro fator é que empregam mão de obra qualificada, com mais anos de estudos, e pagam melhores salários. Enfim, os parques tecnológicos, per se, se constituem em um ambiente favorável à melhoria dos centros urbanos.

72

Why are parks considered strategic for the development of the country? Because they can gather, sometimes even simultaneously, characteristics that are critical to a country’s development. In addition to hosting and encouraging small and medium-sized technology-based companies, which generate higher added value products and services, parks may host laboratories that produce scientific and technological knowledge. Depending on their format, parks can also serve as hubs that attract large innovative Brazilian and foreign companies with vast experience in research, development and innovation. In short, science parks are habitats that allow innovation to occur more quickly, they are a lever for development. Do you believe in the contribution of these habitats in improving the quality of life in urban centers? Yes, I do, and I think that this contribution may occur under at least two very important aspects: The first aspect refers to the role that science parks may have in addressing the problems of urban centers in general. Companies and research institutions headquartered in a park may develop new technologies that will provide improvements in mobility, accessibility, sustainable construction, assistive technologies, etc. Science parks can contribute to build urban environments that offer better quality of life for its inhabitants. The second aspect refers to parks’ characteristics as modern and always forward-looking ecosystems. For example, the companies headquartered in a park will never be polluters; they will always tend to create increasingly cleaner and environmentally sustainable technologies. By producing higher added value goods and services, these companies also generate more wealth and do not need large spaces to operate. Another factor is that they employ skilled workers, with more years of study behind them, and pay better salaries. Finally, science parks, per se, are environments favorable to the improvement of urban centers. * Por/By Francisca Nery


ESPECIAL FEATURED ARTICLE ciclo de empreendedorismo inovador está

Initiatives like this reveal that a new

em curso no Brasil. O resultado desse re-

cycle of innovative entrepreneurship is un-

desenho vai depender do amadurecimen-

derway in Brazil. The result of this redesign

to de políticas públicas e da facilidade de

will depend on the maturity of public poli-

interação entre o público e o privado e

cies and the ease of interaction between the

entre os ambientes de inovação e os espa-

public and the private sectors, and between

ços urbanos. Se a equação for resolvida de

the innovative habitats and urban spaces. If

forma correta, o futuro será, no mínimo,

the equation is solved correctly, the future will be at least smarter. L

mais inteligente.

73


Shutterstock

Talento para inovar Innovation talent

Transformar a vocação criativa dos brasileiros em empreendimentos sólidos é a meta de uma nova geração de incubadoras que se expande pelo país. Com potencial para moldar cidades cada vez mais inovadoras, setor passa a contar com políticas públicas de fomento

Transforming Brazilians’ creativity into projects is the goal of a new generation of incubators that have emerged throughout the country. With potential to shape increasingly innovative cities, the sector has adopted public incentive policie

E D UA R D O KO R M I V E S 74


TENDÊNCIA TREND

O

Rock in Rio 2013 vai deixar sauda-

blicidade, turismo e design. No Brasil 320

de no Rio de Janeiro. Não só pelas

mil empresas estão voltadas para a produ-

160 atrações e 98 horas de música

ção cultural. Segundo o Instituto Brasileiro

distribuídas por sete dias de setembro. O

de Geografia e Estatística (IBGE), elas em-

festival autoproclamado o maior do mun-

pregam formalmente cerca de 3,7 milhões

do atraiu 300 mil turistas à cidade, fez a

de pessoas e são responsáveis por 8,5% dos

taxa de ocupação hoteleira bater nos 90% e

postos de trabalho do país.

gerou um impacto financeiro estimado em

As cidades do Rio de Janeiro (RJ) e de

US$ 482 milhões na economia local. Os nú-

São Paulo (SP) despontam naturalmen-

meros fazem do Rock in Rio um produto de

te como polos na área por concentrarem

exportação da economia criativa brasileira:

boa parte da oferta e demanda de bens e

já teve edições em Madri e Lisboa e está em

serviços culturais. O impacto da indústria

negociações avançadas para estrear em Las

criativa, porém, não se resume a grandes

Vegas, nos Estados Unidos, em 2015. Infe-

centros. Que o diga a pequena Guaramiran-

lizmente, o festival ainda é uma exceção.

ga, cidade do Ceará com 5 mil habitantes,

Embora o Brasil seja reconhecido inter-

distante 100 quilômetros de Fortaleza. Em

nacionalmente pela diversidade cultural,

2000, duas gestoras culturais resolveram

isso não se reverteu em abertura para a

criar o Festival Jazz & Blues. Hoje o evento,

venda de seus bens e serviços culturais no

que ocorre durante o carnaval, atrai 15 mil

exterior. Existem outros exemplos de su-

pessoas à cidade e se prepara para a 15ª

cesso, como o carnaval carioca, os irmãos

edição em 2014. De quebra, ajudou a di-

Campana, os designers brasileiros de destaque global ou o recorde histórico de leões de ouro das agências de publicidade brasileiras no Festival de Cannes deste ano. Mas ainda há muito espaço para crescer. Os setores criativos respondem por 10% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial. No Brasil, essa fatia é de apenas 2,6%, calcula a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Não existe uma definição única do que seja economia criativa. O termo costuma se referir ao potencial socioeconômico de atividades baseadas em criatividade, conhecimento e informação. Isso inclui áreas como moda, cultura, música, cinema, gastronomia, arquitetura, literatura, artesanato, videogames, pu-

R

ock in Rio 2013 will be missed in Rio de Janeiro – and not only due to the 160 attractions and 98 hours of music for seven days in September. The self-proclaimed largest festival in the world attracted

300,000 tourists to the city, increased the hotel’s occupancy rate to 90% and turned over US$482 million in the local economy. The figures make Rock in Rio an export product of the creative Brazilian economy: the festival has already been held in Madrid and Lisbon, and is in advanced talks to debut in Las Vegas in 2015. Unfortunately, the festival is still an exception. Although Brazil is globally recognized for its cultural diversity, this has not expanded sales of its cultural goods and services abroad. There are oth-

er successful examples, including Rio de Janeiro’s carnival, the Campana brothers, world-renowned Brazilian designers and the historical record of Golden Lions won by Brazilian advertising agencies in the Cannes Festival this year. However, there is still much room for growth. Creative sectors account for 10% of the world’s GDP. In Brazil, this share is 2.6%, according to the Federation of Industries of the State of Rio de Janeiro (Firjan). There is no single definition for creative economy. The term usually refers to the social and economic potential of activities based on creativity, knowledge and information. The areas include fashion, culture, music, cinema, gastronomy, literature, handicrafts, videogames, advertising, tourism and design. In Brazil, 320,000 companies focus on cultural production. According to the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE), they create around 3.7 million direct jobs and account for 8.5% of total jobs in the country. 75


TENDÊNCIA TREND Divulgação / Disclosure

Rio de Janeiro and São Paulo are natural centers in the area, as they concentrate a large part of supply and demand for cultural goods and services. The impact of the creative industry is not restricted to big centers, however. One example is Guaramiranga, a small town of 5,000 located in Ceará state, 100 kilometers away from Fortaleza. In 2000, two cultural managers created the Jazz & Blues Festival. Today, the event, which will be in its 15th edition in 2014, takes place during carnival, attracting 15,000 people to the city. Additionally, it helped drive the local economy with the inauguration of hotels, inns and restaurants, as well as the creation of music groups formed by young O projeto Cinema Nosso já treinou mais de 1,5 mil pessoas por meio de 50 cursos e 70 oficinas

Cinema Nosso has already trained more than 1,500 people through 50 courses and 70 workshops

namizar a economia local impulsionando a abertura de hotéis, pousadas e restaurantes e a criação de bandas formadas por jovens de Guaramiranga que garantem movimentação turística o ano todo. É verdade que o Brasil se voltou com considerável atraso para a economia criativa. Inglaterra e Austrália fizeram isso ainda nos anos 1990. E a China começou a oferecer um curso superior de design 23 anos antes de a Universidade de São Paulo (USP), uma das principais do país, inclui-lo entre as graduações disponíveis, o que ocorreu em 2006. Pioneirismo Uma série de investimentos e a formulação de uma política pública para o setor, capitaneada pela Secretaria de Economia Criativa do Ministério da Cultura, criada em 2012, podem ajudar a recuperar esse atraso em relação a países como Colômbia, Chile e a própria China, que considera as economias criativa e verde como ramos da atividade econômica em seu plano quinquenal. Os ambientes de inovação têm contribuído nesse sentido. Em 2002 surgia no Rio de Janeiro a primeira incubadora cultural da América Latina: o Instituto Gênesis, da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ). Foi ali que ganhou corpo o projeto Cine-

76

people from Guaramiranga, which guarantee tourism throughout the year. Brazil is certainly behind other countries in terms of creative economy. England and Australia began investing in this field in the 1990s. China created a design graduation course 23 years before the University of São Paulo (USP), one of Brazil’s major universities, started offering one, in 2006. Pioneering spirit Investments and the adoption of a public policy for the sector, headed by the Secretariat of Creative Economics of the Ministry of Culture, created in 2012, can help change that scenario, which is different than in countries such as Colombia, Chile and even China, which includes creative and green economies as branches of the economic activity in its five-year plan. Innovation habitats have contributed in this context. In 2002, Latin America’s first cultural incubator was launched in Rio de Janeiro – the Gênesis Institute, part of the Catholic University of Rio de Janeiro (PUCRJ). That was when the Cinema Nosso project, created two years before by a group of boys and girls from needy districts from Rio and who were selected by Fernando Meirelles and Kátia Lund to act in the movie Cidade


TENDÊNCIA TREND ma Nosso, nascido dois anos antes com um

de Deus (City of God), which would happen

grupo de meninos e meninas de bairros

to be receive four nominations to the Oscar,

pobres do Rio, selecionados por Fernando

took shape. After footage and with the sup-

Meirelles e Kátia Lund para atuar no filme

port of the Gênesis Institute, the project be-

Cidade de Deus – que receberia, mais tarde,

came an organization located in a four-floor

quatro indicações ao Oscar. Depois das fil-

building, dedicated to training young people

magens e com o apoio do Instituto Gênesis,

to work in the cinema production chain.

o projeto virou uma organização abrigada

Cinema Nosso has already trained more

em um prédio de quatro andares, dedicado

than 1,500 people through 50 courses and

a capacitar jovens para trabalhar na cadeia

70 workshops, to become actors/actresses,

produtiva do cinema.

art directors, illuminators, soundtrackers

O Cinema Nosso já treinou mais de 1,5

and producers, among other roles. Addi-

mil pessoas por meio de 50 cursos e 70

tionally, the project produced more than

oficinas – para formar atores, diretores, ilu-

one hundred shorts featured in some of

minadores, sonoplastas e produtores, entre

the main international film festivals. “The

outras funções – e produziu mais de cem

creative sector features totally different en-

curtas-metragens exibidos em alguns dos

trepreneurs. Pre-established models cannot

principais festivais internacionais. “O setor

be used in technology incubators. Those in-

criativo tem um empreendedor completa-

volved in the cultural universe are still too

mente diferente. Não dá para usar modelos

linked to project. They are really good at

prontos das incubadoras de tecnologia. O

creating, but they have difficulty in making

pessoal da cultura ainda está muito ligado a

things happen,” affirmed the Gênesis Insti-

projetos, tem potencial criativo muito forte,

tute coordinator José Alberto Aranha.

mas encontra dificuldades para fazer acon-

In December 2009, the Institute estab-

tecer”, afirma o coordenador do Instituto

lished a partnership with Rio’s Culture De-

Gênesis, José Alberto Aranha.

partment in the Rio Criativo Incubator Proj-

Em dezembro de 2009, o Instituto tor-

ect, the first public initiative in this area in

nou-se parceiro da Secretaria de Cultura

Brazil. The first invitation for selection, in-

do Rio no Projeto Incubadora Rio Criativo,

volving 20 fields of creative economy, was

primeira iniciativa pública nessa área no

launched in the following year with a view

Brasil. O primeiro edital de seleção, volta-

to monitoring projects for 19 consecutive

do a 20 campos da economia criativa, foi

months. A total of 2,750 candidates applied

lançado no ano seguinte com a proposta

to free training, resulting in 131 business

de acompanhar empreendimentos ao lon-

plans submitted to evaluation. A total of 17

go de 18 meses consecutivos. O número de

projects were selected, 13 of which were im-

candidatos à capacitação gratuita chegou

plemented in the incubator created in Rio’s

a 2.750. Desse bolo saíram 131 planos de

port region, one in the incubator located in

negócios submetidos a avaliação. Ao final

São João do Meriti and three at a distance.

sobraram 17 empreendimentos,13 deles instalados na incubadora criada na zona portuária do Rio, um na incubadora de São João do Meriti e três a distância.

Urban creativity Although incipient, Rio Criativo already has a successful case – the crowdfunding website Benfeitoria (www.benfeitoria.com),

Criatividade urbana

which developed from a challenge taken

Apesar de recente, o Rio Criativo já tem

on by four friends: doing good every day.

um caso de sucesso, o site de crowdfun-

Through the website, it is possible to support 77


TENDÊNCIA TREND

im Pat ate rim rit ria ôn ag is, io e: mu ma mu : m seu te se ate r us ria ms ial is: is, res e a is a a r a n a a l u n rqu e d d a im s, ult visu opu t ivo r c s r ma a re c s tes e p l h s e ive te ua ultu sõ , ar na s s r i s ial e to íge v rc r , , p Ex sana , ind raft ula dc pop e fro t n r a d a sa s: h an OS ra ion nous ltu s u s c e e r ig p CINCO SETORES ex ind al an, r u c t i l r CRIATIVOS BRASILEIROS Cu d Af an

SECTORS IN BRAZIL

mod

os: ro t ácul spet e tea see irco Arte úsica, c t: men a, m rtain s danç ente ic, circu s and Arts nce, mu eater da nd th a

THE FIVE CREATIVE

transforming social or cultural projects with donations of as low as R$10. Among the recent crowdfunding financing is the purchase in the amount of R$60,000 of the new tent of the circus Crescer e Viver, which serves children, and capital

a, ar Criaçõe quit etur s funcio a, de nais Func : sign tion e ar a te d arch l creati igita ite on l and cture, d s: fashio e digit n, al ar sign t

He

to produce the first Brazilian color reader for visually impaired people, which cost R$64,000. The success of the idea led Benfeitoria to take a step further to develop an interactive digital platform for Rio+, which allows anyone living in Rio to suggest improvements to the city. The partnership with the city (www.riomais. vc) was launched in September.

Audiovisual, livro e literatura: cinema e vídeo e publicações Audiovisual, book and literature: films and videos, and publications

After a selection carried out by experts, at least 12 ideas, chosen by popular vote, will take shape in 2014, provided that the prototype implementation cost does not exceed R$100,000. If endorsed by the population and the Getu-

78

lio Vargas Foundation (FGV), which will

Fonte: Secretaria da Economia Criativa/MinC

ding Benfeitoria (www.benfeitoria.com), que

analyze the project’s feasibility, these ideas

Source: Secretariat of Creative Economy/ Ministry of Culture

nasceu de um desafio encarado por quatro

may take the streets permanently.

amigos: fazer o bem todos os dias. No site é

In addition to Rio Criativo, other incuba-

possível ajudar projetos sociais ou culturais

tors focused on the creative economy begin

transformadores com colaborações a partir

to emerge in other regions of the country. In

de R$ 10. Entre os financiamentos coletivos

the South, the Technology Park of PUC-RS

recentes estão a compra, no valor de R$ 60

(Tecnopuc), recently opened in Viamão, in the

mil, da nova lona do circo Crescer e Viver,

metropolitan region of Porto Alegre, now has

que atende crianças, e o capital para a pro-

an Audiovisual Technology Center (Tecna). In

dução do primeiro leitor de cores brasileiro

this center, Famecos, the communication col-

para pessoas com deficiência visual, que cus-

lege of PUC-RS, has installed a number of labs

tou R$ 64 mil.

at a cost of R$300,000, an investment repre-

O sucesso da ideia fez a Benfeitoria ir

senting the first bet in the creative industry

além, desenvolvendo uma plataforma digi-

in the areas of video, TV, movies, animation

tal interativa para o projeto Rio+, que permi-

and games, all of which anchored in IT. In the

te a todo cidadão do Rio sugerir melhorias

Northeast, the Bahia technology park, located

para a cidade. A parceria com a prefeitura

in Salvador and opened in 2012, has just

(www.riomais.vc) foi lançada em setembro.

announced an invitation for the selection of

Depois de uma triagem feita por especialis-

creative projects for incubation in the areas

tas, ao menos 12 ideias, escolhidas por voto

of digital content, audiovisual production, de-

popular, sairão do site em 2014, desde que

sign, photography and music.


TENDÊNCIA TREND o custo de implantação do protótipo não ul-

In August this year, Porto Digital, located

trapasse os R$ 100 mil. Se as ideias forem

in Recife (PE), inaugurated the first phase

aprovadas pela população e pela Fundação

of the Porto Mídia incubator, focused on

Getulio Vargas (FGV) – que analisará a via-

promoting businesses in the areas of fash-

bilidade – poderão ganhar as ruas da cidade

ion, design, film, music and other segments

em definitivo.

involving creativity. Housed in a renovated

Além do Rio Criativo, novas incubadoras

historic mansion, Porto Mídia has an initial

voltadas à economia criativa começam a

investment of R$24 million. Its 500 m² are

surgir em outras regiões do país. No Sul, a

divided into two training rooms, a business

nova fase do Parque Tecnológico da PUCRS

incubator, five image, sound, design and

(Tecnopuc), recém-inaugurada em Viamão,

animation laboratories, a room for viewing

na região metropolitana de Porto Alegre,

videos and an equipped room for sound and

inclui um Centro Tecnológico Audiovisual

image editing and mixing. Some advanced

(Tecna). Ali foram instalados alguns labo-

equipment are unprecedented in the North-

ratórios da Famecos, faculdade de Comu-

east and will allow the completion of films,

nicação da PUCRS, a um custo de R$ 300

which previously was only possible in Rio

mil, investimento que é a primeira aposta

de Janeiro or São Paulo. “Porto Mídia will

na indústria criativa nos segmentos de ví-

represent for the creative economy what

deo, TV, filmes, animação e games, tudo

Porto Digital represented for IT in the past.

ancorado em TI. No Nordeste, o parque tec-

We expect to consolidate our position the

nológico da Bahia, em Salvador, inaugurado

sector in the next five years,” affirmed Porto

em 2012, acaba de de lançar um edital de

Digital’s president Francisco Saboya.

seleção de empreendimentos criativos para

This year a second property is expected

incubação nas áreas de conteúdo digital, au-

to be renovated at a cost of R$8.8 million,

diovisual, design, fotografia e música.

which includes the installation of produc-

Em agosto deste ano, o Porto Digital, lo-

tion equipment. This phase will be ready in

calizado em Recife (PE), inaugurou a primei-

2015. Before that, Porto Mídia expects to

ra fase da Porto Mídia, incubadora focada

open a movie theater.

em fomentar negócios nas áreas de moda,

Creating spaces with infrastructure to

design, cinema, música e outros segmentos

incubate creative projects is the first of a

que envolvam criatividade. Abrigada em um

number of gaps that need to be filled if the

casarão histórico reformado, a Porto Mídia

country is to advance the creative economy.

tem investimento inicial de R$ 24 milhões.

Another issue that must be addressed is

Os seus 500 m² estão divididos em duas sa-

financing. There is no venture, risk capital

las de capacitação, uma incubadora de em-

in this segment in the country. “For micro

presas, cinco laboratórios de imagem, som,

and small businesses in this area, obtaining

design e animação, uma sala para exibição

financing is even more complicated than it

de vídeos e uma equipada para mixagem e

would be for companies of similar size in

finalização de som e imagem. Alguns equi-

other sectors, since there are no guaran-

pamentos de ponta são inéditos no Nordes-

tees and traditional financial institutions

te e permitirão a finalização de filmes, o que

have not yet found a suitable methodology

antes só era possível no Rio de Janeiro ou

to evaluate intangible aspects,” highlights

em São Paulo. “O Porto Mídia vai represen-

economist Ana Carla Fonseca Reis, one of

tar para a economia criativa o que o Por-

the leading experts in the industry in Brazil.

to Digital foi para a área de TI no passado.

Created in mid-2012, the Secretariat of

Esperamos consolidar o setor nos próximos

Creative Economy (SEC) of the Ministry of 79


TENDÊNCIA TREND cinco anos”, afirma o diretor-presidente do Porto Digital, Francisco Saboya. Ainda este ano deve começar a reforma de lhões, que receberá equipamentos de produção. Essa fase deve ficar pronta em 2015. Antes disso, a Porto Mídia espera inaugurar uma sala de cinema. Criar espaços com infraestrutura para incubar empreendimentos criativos é a primeira de algumas lacunas que precisam ser preenchidas se o país quiser avançar em economia criativa. Outra questão que deve ser atacada é a de financiamento. Não existe capital empreendedor, de risco, nesse segmento no país. “Para as micro e pequenas empresas dessa área, obter financiamento é ainda mais complicado do que seria para empresas do mesmo porte de outros setores, uma vez que não há garantias tradicionais e as instituições financeiras ainda não encontraram uma metodologia adequada de avaliação de intangíveis”, destaca a economista Ana Carla Fonseca Reis, uma das maiores especialistas brasileiras no setor. Criada em meados de 2012, a Secretaria de Economia Criativa (SEC) do Ministério da Cultura entrou em cena para resolver alguns dos dramas dos empreendedores da área. O novo secretário, o carioca Marcos André Carvalho, conhece bem os dois lados do balcão. Além de ter atuado como empreendedor cultural, músico e diretor artístico, foi o responsável pela concepção e implementação do Rio Criativo. “Para transformar essa criatividade em desenvolvimento socioeconômico temos alguns desafios, como a produção e difusão de dados e indicadores, a formação – que seja multidisciplinar e não se concentre apenas na técnica ou nas competências artísticas –, a revisão dos marcos legais e o fortalecimento de uma rede diversificada de infraestrutura, que passe por todas as etapas das cadeias produtivas da economia criativa”, afirma o Secretário. 80

Divulgação / Disclosure

um segundo imóvel, ao custo de R$ 8,8 mi-

O brasileiro se considera um povo criativo. O que falta para transformar esta característica numa indústria forte? O Brasil é reconhecido internacionalmente pela sua diversidade cultural e a “marca Brasil” possui um imensurável valor agregado, embora ainda não tenhamos conseguido reverter isso em abertura para comercialização dos nossos bens e serviços culturais no exterior. Para transformar essa criatividade em desenvolvimento socioeconômico, temos alguns desafios como a produção e difusão de dados e indicadores, a formação - uma formação que seja multidisciplinar e não se concentre apenas na técnica ou nas competências artísticas-, a revisão dos marcos legais e o fortalecimento de uma rede diversificada de infraestrutura que passe por todas as etapas das cadeia produtivas da economia criativa: a criação, a produção, distribuição, e por fim, o consumo ou fruição de bens e serviços criativos. A falta de capacitação para o empreendedorismo e a dificuldade para obter financiamento são apontados como gargalos do setor. Como o governo está enfrentando essas questões? A formação e a informação são os principais objetivos de um dos projetos mais estratégicos da Secretaria de Economia Criativa: as Incubadoras Brasil Criativo, que estão sendo implementadas em parceria com 13 estados da União. As Incubadoras serão espaços compartilhados de produção criativa, funcionando como um hub para dar suporte aos empreendedores culturais e criativos. Além da infraestrutura oferecida, plataforma para aulas, encontros, rodadas de negócio, experimentações e eventos, estamos trabalhando para que sejam imple-


TENDÊNCIA TREND

ENTREVISTA: SECRETÁRIO DE ECONOMIA CRIATIVA DO MINISTÉRIO DA CULTURA, MARCOS ANDRÉ CARVALHO

INTERVIEW: SECRETARY OF CREATIVE ECONOMY OF THE MINISTRY OF CULTURE, MARCOS ANDRÉ CARVALHO

mentados balcões de assistência aos empreendedores, em parceria com diversas instituições. O setor de economia criativa depende muito de aprovação de projetos via incentivos fiscais. Como estimular o setor sem criar mais dependência de editais? De fato, há no cenário atual da produção cultural brasileira uma visão restrita, baseada somente no fomento via leis de incentivo e na política de editais. O acordo de cooperação que firmamos com o Sebrae recentemente tem como objetivo justamente criar alternativas, por meio da qualificação na gestão do seu negócio, para que o empreendedor criativo possa se desenvolver sem depender unicamente de editais. Nossa ideia é introduzir um pensamento de sustentabilidade mais amplo, com planejamento estratégico de médio e longo prazos, e com uma diversidade maior de fontes de fomento. A falta de qualificação em gestão gera descontinuidade e enfraquece os empreendimentos culturais. E o Sebrae é a entidade que mais entende de gestão de pequenos e médios empreendimentos no país. Algum outro país seria um modelo a seguir na área? Claro que o Reino Unido, por seu pioneirismo, continua sendo uma referência. Mas de alguns anos para cá Colômbia, França, Argentina e China (para citar apenas alguns países) vêm desenvolvendo políticas públicas interessantes e voltadas às realidades locais. Estamos sempre abertos a referências externas, mas nosso foco é descobrir qual é o modelo que o Brasil precisa e quer construir para fomentar a economia criativa.

Brazilians consider themselves a creative people. What is needed to turn this feature into a strong industry? Brazil is internationally recognized for its cultural diversity, and the “Brazil brand” has an immeasurable added value, although we have not managed to use this to sell our cultural goods and services abroad. To turn that creativity into social and economic development, we will have to face some challenges, such as the production and dissemination of data and indicators, multidisciplinary training, instead of training focused on the technical or artistic skills, the revision of the legal framework, and strengthening of a diversified infrastructure network that passes through all stages of the production chains of the creative economy: creation, production, distribution, and, lastly, consumption or possession of creative goods and services. The lack of training for entrepreneurship and the difficulty in obtaining funding are identified as bottlenecks in the industry. How is the government tackling these issues? Training and information are the main objectives of one of the most strategic projects of the Secretariat of Creative Economy: The Creative Brazil Incubators, which are being implemented in partnership with 13 states of the Union. The Incubators are shared spaces of creative production, acting as a hub to support cultural and creative entrepreneurs. Besides the infrastructure offered, including platforms for classes, meetings, business rounds, trials and events, we are working on providing assistance to entrepreneurs in partnership with various institutions. The creative economy sector is highly dependent on the approval of projects through tax incentives. How to stimulate the sector without creating more dependence on invitations to bid? In fact, there is a restricted vision in the current scenario of the Brazilian cultural production, based only on promotion via incentive laws and policies related to invitations to bid. The cooperation agreement we have signed with Sebrae recently aims precisely to create alternatives through the qualification of business management, enabling creative entrepreneurs to thrive without relying solely on invitations to bid. Our idea is to introduce a broader sustainability concept, involving medium to long term strategic planning, with a greater diversity of sources of incentives. The lack of qualified management halts and weakens cultural enterprises. And Sebrae is the entity that best understands small and medium enterprise management in the country. Would any other country be a role model in the area? The United Kingdom, obviously remains a reference to have on the radar, thanks to its pioneering spirit. But for some years now Colombia, France, Argentina and China, to name a few countries, have developed interested public policies targeting their local realities. We are always open to external references, but our focus is to find out what model Brazil needs and wants to build to foster its creative economy.

81


TENDÊNCIA TREND Divulgação / Disclosure

Culture stepped in to solve some of the issues faced by the sector. The new secretary, Marcos André Carvalho, who is from Rio de Janeiro, knows both sides of the fence. Besides having acted as cultural entrepreneur, musician and artistic director, he was responsible for the creation and implementation of Rio Criativo. “To turn creativity into social and economic development, we will have to face some challenges, such as the production and dissemination of data and indicators, training that is multidisciplinary, instead of focused on the technical or artistic skills, the revision of the legal framework, and strengthening Incubadora Porto Mídia é voltada a empreendimentos nas áreas de moda, design, cinema e música

The Porto Mídia business incubator focuses on enterprises operating in the fashion, design, cinema and music industries

No encerramento do XXIII Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas, em Recife, o MinC anunciará o resultado dos selecionados em dois editais lançados pela SEC: o de fomento a incubadoras de empreendimentos da economia criativa e o de apoio à formação para profissionais e empreendedores criativos. O repasse total chegará a R$ 6 milhões. Dois outros projetos estratégicos da Secretaria, aponta Carvalho, estão em desenvolvimento. O primeiro são as Incubadoras Brasil Criativo, que estão em fase de implantação em 13 estados. O outro é direcionado à produção de dados e informações estratégicos sobre a economia criativa brasileira, ainda pouco monitorada. Entre as inovações está a criação e implementação da Conta-Satélite da Cultura, em parceria com o IBGE. O objetivo é quantificar o tamanho desse setor, por meio do levantamento de dados, como número de empregos gerados, o valor adicionado pelos empreendimentos culturais ao PIB brasileiro e os gastos das famílias com bens e serviços culturais, entre outras variáveis. É consenso que uma cidade se torna mais agradável ao oferecer opções de entretenimento. Mas seria um erro pensar que a economia criativa é apenas um adereço à vida urbana. O urbanista americano Richard Florida, um dos primeiros pesquisadores da

82

of a diversified infrastructure network that encompasses all phases of the production chains of the creative economy,” he says. At the close of the XXIII National Seminar on Science Parks and Business Incubators, held in Recife, the Ministry of Culture will announce the result of the selected projects in two invitations to bid issued by the SEC: one to encourage the creative economy project incubators and another one to support training for creative professionals and entrepreneurs. Total funding will reach R$6 million. According to Carvalho, another two strategic projects of the Secretariat are under development. First, the Creative Brazil Incubators, which are being implemented in 13 states. The other is focused on generating strategic data and information on the Brazilian creative economy, which is still poorly monitored. Among the innovations is the creation and implementation of the Culture Satellite Account, in partnership with IBGE, to quantify the size of this sector by gathering data such as number of jobs created, the value added by cultural projects to the Brazilian GDP, and household spending on goods and services, among other variables. It is a consensus that a city becomes more enjoyable by offering entertainment options to the people. But it would be a mistake to think that the creative economy is just an adornment to urban life. American urban


TENDÊNCIA TREND área, chegou a criar um índice de boe-

studies theorist Richard Florida, one of the first

mia, que media a proporção de pessoas

researchers in the area, created a bohemian in-

ligadas à economia criativa em relação à

dex, which measures the proportion of people

população total da cidade. A conclusão

connected to the creative economy in relation to

foi a seguinte: as cidades mais inovado-

the total population of the city. The conclusion

ras eram também as mais “boêmias”. Em

was that the most innovative cities were also the

outras palavras, atraíam e retinham mais

most “bohemian” ones. In other words, they at-

talentos, provocando impacto na econo-

tracted and retained more talent, consequently impacting the economy as a whole. L

mia como um todo.

83


Shutterstock

Compromisso local e conexão global Local commitment and global connection

Em diferentes países, essas são as características de parques científicos e tecnológicos que se destacam pela relação com as cidades onde estão inseridos. Exemplos revelam que trajetórias dos centros urbanos e dos ambientes de inovação são indissociáveis

In different countries, these are the characteristics of science and technology parks which are distinguished by the relationship with the cities where they are located. Examples show that the trajectories of urban centers and innovation habitats are inseparable

FR ANCISCA NERY 84


INTERNACIONAL INTERNATIONAL

O

conceito

de

parque

e as grandes protagonistas

T

dessa transformação são as

between urban and corporate zones is spreading through the continents; as

cidades. Nesse cenário, regi-

a result, innovation habitats are pursuing new models that contribute to the

ões que antes eram passivas

construction of more creative, generous and habitable urban centers.

científico e tecnológico está passando por

mudanças em todo o mundo

tornam-se espaços dinâmicos

he concept of the science and technology park is changing worldwide and the cities are the main drivers of this transformation. In this scenario, regions that were previously passive have become dynamic and

active spaces in the process of economic development. Little by little, a fusion

There is no ideal formula for this new trajectory. “Every model has to

e ativos no processo de desen-

adjust to the specific needs and characteristics of the park’s immediate sur-

volvimento econômico. Aos

roundings, always bearing in mind that, regardless of the region, it is oper-

poucos, uma hibridação entre

ating in an increasingly globalized economy. If there were an ideal model,

zonas urbanas e zonas empre-

therefore, it would be a park with local roots and an international outlook,”

sariais e de tecnologia toma

declared Luis Sanz, director general of the International Association of Sci-

conta dos continentes, fazen-

ence Parks - IASP.

do com que ambientes de ino-

Following this trend, science and technology parks have been successful

vação passem a buscar novos

in many countries. Despite the differences in regard to the specific operat-

modelos que contribuam para

ing model and the characteristics of the regions where they are located,

a construção de centros urba-

they have many features in common, including close relations with their

nos mais criativos, generosos

cities, internationalization, a previously planned strategy and a qualified

e habitáveis.

management team, all of which are essential ingredients of success.

Nessa nova trajetória para

Orlando, in the United States, is one of the cities that house innovation

os parques e as cidades, não

habitats with these characteristics. Lake Nona Medical City, for example, is a

há uma fórmula ideal a ser

health science park covering around 260 hectares occupied by research in-

seguida. “Cada modelo deve se ajustar às necessidades e características específicas da zona em que o parque irá funcionar, porém

Orlando, nos Estados Unidos, é uma das

levando sempre em conta um aspecto: inde-

cidades que abrigam ambientes de inova-

pendentemente da região, opera-se em uma

ção com essas características. O Lake Nona

economia cada vez mais global. Portanto, se

Medical City é um parque de ciências da

houvesse um modelo ideal, seria um parque

saúde com cerca de 260 hectares ocupados

com raízes locais e projeções internacio-

por institutos de pesquisa, universidades e

nais”, defende o diretor geral da Associação

hospitais. Apesar de afastado do centro da

Internacional dos Parques Tecnológicos

cidade, o parque traz todos os elementos

(IASP, da sigla em inglês), Luis Sanz.

urbanos para a comunidade da região, que

Seguindo essa tendência, parques cien-

se mistura ao ambiente de inovação por

tíficos e tecnológicos de diferentes países

meio de áreas residenciais, centros comer-

têm obtido sucesso. Apesar das peculiari-

ciais, escolas, atividades culturais e de lazer,

dades relacionadas ao modelo de atuação e

que somam 2,8 mil hectares, sendo 40% de

à região onde estão inseridos, eles têm em

áreas verdes e rios.

comum o relacionamento próximo com a ci-

Antes da implantação de Lake Nona, Or-

dade, a internacionalização, o planejamento

lando, cuja região metropolitana concentra

prévio de uma estratégia e uma equipe de

cerca de 2 milhões de habitantes, tinha em

gestão qualificada – fatores de êxito indis-

outro tipo de parques sua principal ânco-

pensáveis.

ra econômica: os parques temáticos da 85


INTERNACIONAL

Fotos: Divulgação / Disclosure

INTERNATIONAL

Sanz, da IASP: o modelo ideal de parque é o que tem raízes locais e projeções internacionais

Sanz, from IASP: the ideal park model has local roots and international projections

Seymour, do Lake Nona: somos um laboratório de testes para a ciência e para a comunidade

Seymour, from Lake Nona: we are the laboratory which conducts tests for science and the community

Disney World. Ao longo

stitutes, universities and hospitals. Despite

dos anos, porém, o mo-

being located far from the city center, the

delo de desenvolvimen-

park has all the urban elements necessary

to calcado no turismo

for the region’s community, which com-

mostrava-se vulnerável,

mingles with the innovation habitat via resi-

ameaçado por sucessi-

dential areas, commercial centers, schools,

vas crises econômicas e

and cultural and leisure activities, totaling

fatalidades como o 11 de

2,800 hectares in all, 40% of which com-

setembro – que reduziu

posed of green areas and rivers.

drasticamente o número

Prior to the installation of Lake Nona,

de visitantes na época.

Orlando, whose metropolitan region has a

Uma vez que o polo avan-

population of around two million, had an-

çado de medicina começou a ser construído,

other type of park as its economic anchor -

a cidade passou a ser destino de milhares

Disney World theme parks. Over time, how-

de pessoas com outros interesses, dinami-

ever, the tourism-based development model

zando a economia local. Atualmente, o Lake

proved to be vulnerable, threatened by suc-

Nona Medical City tem cerca de 1,5 mil em-

cessive economic crisis and fatalities, such

pregados. Até o final do próximo ano, esse

as September 11, which drastically reduced

número deve se aproximar de 5 mil.

the number of visitors at the time. As soon

De acordo com um estudo do Arduin,

as the advanced medical complex began to

Laffer & Moore Econometrics, o Lake Nona

be built, the city began to attract thousands

Medical City deverá criar cerca de 30 mil

of people with other interests, fueling the

empregos e gerar mais de US$ 7 bilhões

local economy. Currently, Lake Nona Medi-

para a região na próxima década. “Não terí-

cal City has around 1,500 employees; by

amos chegado até aqui se não tivesse existi-

the end of next year, this should number

do uma colaboração entre governo, organi-

should be close to 5,000.

zações, indústrias, universidades e pessoas.

According to an Arduin, Laffer & Moore

É extremamente importante ter uma visão

Econometrics study, Lake Nona Medical

de futuro e uma equipe capaz de executá-la.

City will create around 30,000 jobs and

Estamos otimistas: Orlando não é mais ape-

generate over US$7 billion for the region in

nas um destino de parque temático, e sim

the next decade. “We could not have gotten

de ciência e negócios. Em Lake Nona nos

where we are without close collaboration

preocupamos com as pesquisas, mas tam-

between government, organizations, indus-

bém com o local onde as crianças

try, universities and people. It is absolutely

vão estudar, o que cada um poderá

vital to have a forward-looking vision and

fazer em sua vida individual. Somos

a team capable of putting it into practice.

um laboratório vivo para testar so-

We are optimistic: Orlando is no longer just

luções para a ciência e para a comu-

a theme park destination, but also a sci-

nidade”, explica o vice-presidente

ence and business location. At Lake Nona,

do parque, Thad Seymour.

we care equally about research, the place where our children are going to study and

86

Novos rumos

what each individual will do with their

A ideia de fazer do parque cien-

lives. We are a living laboratory for testing

tífico e tecnológico um ambiente de

solutions for science and the community,”

ensaio para enfrentar os desafios

explained Thad Seymour, the park’s vice-

da cidade também ressoou em Bar-

president.


re / Disclosu Divulgação

LAKE NONA MEDICA

L CITY

• Deverá criar cerca de 30 mil empregos e gerar ma is de US$ 7 bilhões para a região na próxima década

• The park will create around 30,000 jobs and generate over US$7 billion for the region in the next decade • 260 hectares ocup ados por institutos de pesquisa, unive hospitais rsidades e • 260 hectares occu pied by research ins titutes, universities hospitals and • 2,8 mil hectares de

área construída, send o 40% de áreas verde • 2,800 hectares in s e rios all, 40% of which co mp osed of green areas rivers and

celona, a segunda cidade mais populosa da

New headings

Espanha, com mais de 1,6 milhão de habi-

The idea of turning science and technol-

tantes. Sistemas para monitorar a poluição

ogy parks into an environment for testing

sonora, gerenciar resíduos sólidos e facilitar

solutions to the challenges faced by cities

a mobilidade urbana estão entre as soluções

is also embodied in Barcelona. Systems to

desenvolvidas no projeto espanhol 22@Bar-

monitor noise pollution, manage solid waste

celona. O principal objetivo do Barcelona

and facilitate urban mobility are among the

Urban Lab, onde essas ideias são testadas,

solutions developed by the Spanish 22@

é utilizar o parque como um laboratório ur-

Barcelona project, while the main goal of

bano para proporcionar mais qualidade de

the Barcelona Urban Lab is to use the park

vida aos cidadãos. Criado a partir da parceria entre gover-

as an urban laboratory for improving citizens’ quality of life.

no, universidades e indústrias, o 22@Barce-

Created from a partnership between

lona surgiu para transformar 200 hectares

government, universities and industry, 22@

de uma antiga e degradada região da cidade

Barcelona has transformed 200 hectares of

– que abrigava indústrias têxteis e compa-

an old, run-down city district (which used

nhias de baixo valor agregado – em uma

to house textile factories and low added-

área moderna e inovadora, que combina

value companies) into a modern and inno-

negócios, ciência, educação e cultura. “Par-

vative area, combining business, science,

timos de um conceito composto por três

education and culture. “We are based on a

eixos: a cidade, com planejamento, constru-

three-pillar concept: the city, with planning,

ção e infraestrutra; a economia, com com-

construction and infrastructure; the econ-

panhias, e os cidadãos, com conhecimento e

omy, with companies; and citizens, with

qualidade de vida. A partir deles, chegamos

knowledge and quality of life. With these as 87


INTERNACIONAL INTERNATIONAL a soluções de negócios, moradia, sustenta-

a platform, we have achieved solutions for

bilidade, inclusão, tecnologia e mobilidade,

business, housing, sustainability, inclusion,

entre outras”, relata o CEO do 22@Barcelo-

technology and mobility, among others,”

na, Josep Piqué.

said Josep Piqué, CEO of 22@Barcelona.

Os € 200 milhões investidos em infra-

Investments of €200 million in infra-

estrutura para as cinco principais áreas de

structure for the project’s five main opera-

atuação do projeto – mídia, tecnologias da

tional areas (media, information and com-

informação e comunicação, energia, tec-

munication technologies, energy, medical

nologia médica e design – já geraram mais

technology and design) have already gener-

de 44 mil empregos e 1,5 mil companhias,

ated over 44,000 jobs and 1,500 companies,

além de novos espaços e possibilidades

in addition to new spaces and possibilities

para os cidadãos, que, no parque, têm a

for citizens, who can combine their personal

oportunidade de fazer com que vida pessoal

and professional lives in the park. It includes

e profissional andem em sinergia. O parque

companies of all sizes, from gigantic mul-

concentra empresas de diferentes portes,

tinationals to recent incubator graduates,

das gigantes multinacionais às recém-saí-

whose interaction generates products and

das de incubadoras. Da interação entre elas

processes for the international market.

mercado internacional.

The project is still ongoing and numbers are expected to grow. “Thanks to long-term

22@BARCELONA • 44 mil empregos e 1,5 mil companhias

• 44,000 jobs and 1,5 00 companies

• € 200 milhões em infraestrutura

• € 200 million in inf rastructure • Áreas de atuação : mídia, tecnologias da informação e comunicação, energ ia, tecnologia médic a e design • Areas: media, infor mation and commun ication technologies, energy, medic al technology and design

88

Divulgação / Dis closure

nascem processos e produtos voltados ao


INTERNACIONAL INTERNATIONAL planning, talent, the commitment

rem de crescer. “Graças ao planejamento de

those involved and the

of

longo prazo, ao comprometimento de todas

concepts of an intelli-

as partes, aos talentos e aos conceitos de ci-

gent city, we have been

dade inteligente, nossa experiência tem sido

successful,

bem-sucedida e permitido que transportemos

us to transfer our ex-

nosso exemplo para novas áreas de inovação,

ample to new planned

que já estão sendo planejadas não só aqui na

innovation areas, not

Espanha, mas em cidades de todo o mundo,

only in Spain, but also

inclusive no Brasil”, acrescenta Piqué.

in cities around the

Fotos: Divulgação / Disclosure

O projeto ainda está em andamento e a expectativa é de que os números não pa-

all

allowing

world, including Brazil,” added Piqué. Reconstrução Em Berlim, onde estão concentrados

Reconstruction

3,5 milhões dos 82 milhões de habitantes

A further example of interaction with

da Alemanha, também é possível encontrar

the city can be found in Germany. In 1991,

um importante exemplo de interação com a

the Berlin Adlershof was established in

cidade. Em 1991, nasceu no leste da capital

the east of the federal capital, comprising

federal o Berlin Adlershof, parque científico

a science and technology park occupying

e tecnológico criado sobre 420 hectares da

420 hectares of the GDR’s Academy of Sci-

Academia de Ciências da República Demo-

ence, which was closed during the reuni-

crática Alemã, fechada durante o processo

fication process. The main purpose was

de reunificação do país. O principal propó-

to ensure a dignified future for the 6,000

sito era proporcionar um futuro digno aos

unemployed Academy personnel. “The po-

6 mil desempregados da Academia. “A deci-

litical decision was taken and we turned a

são política foi tomada e transformamos um

dreadful environment into a competitive

ambiente terrível em um parque competiti-

park. With federal and state government

vo. Construímos, com investimentos dos go-

investments, we built a university, 40 ki-

vernos federal e estadual, uma universida-

lometers of roads and 150,000 square

de, institutos, 40 quilômetros de ruas e 150

meters of buildings to be occupied by

mil metros quadrados de edifícios para se-

technology companies,” ex-

rem ocupados por empresas de tecnologia”,

plained Hardy Schmitz, the

ressalta o CEO do parque, Hardy Schmitz .

park’s CEO.

A região que antes não tinha nenhum es-

The region, where not a

tabelecimento sobrevivente à reunificação,

single establishment survived

agora conta com 950 companhias, 15 mil

reunification, now unites 950

empregados e 8 mil estudantes, reunidos

companies,

em um ambiente propício para estudar,

ers and 8,000 students in a

abrir um negócio e vê-lo crescer. Soluções

propitious environment for

e oportunidades nas áreas de ótica, mate-

studying, opening a business

riais, mídia, meio ambiente e energia foto-

and seeing it grow. Solutions

15,000

Piqué, do 22@Barcelona: a construção do parque foi baseada na cidade, na economia e nos cidadãos

Piqué, from 22@Barcelona: the construction of the park was based on the city, its economy and its people

Schmitz, do Berlin Adlershof: transformamos um ambiente terrível, após a reunificação, em um parque competitivo

Schmitz, from Berlin Adlershof: we have transformed a run-down area into a competitive park after reunification

work-

voltaica são amparadas pelos laboratórios

and opportunities in the op-

ao mesmo tempo em que atividades cul-

tical, materials, media, envi-

turais, comércios e parques proporcionam

ronmental and solar energy

qualidade de vida aos cidadãos. Além disso,

areas are supported by labo-

o parque científico e tecnológico investe no

ratories, while cultural activi89


BERLIN ADLERSHOF Divulgação / Disclosu

re

• 950 companhias, 15 mil empregados e 8 mil estudantes

• 950 companies, 15 ,000 workers and 8,000 students

• Com base nas soluç ões geradas no parque , o Adlershof pretende reduzir se u consumo de energia em 30% até 2020 • As a result, Adlersh of intends to reduc e its energy consumption by 30 % by 2020

• Áreas de atuação : ótica, materiais, mí dia, meio ambiente energia fotovoltaic e a

• Areas: optical, ma terials, media, envir onmental and solar energy areas

relacionamento com as comunidades de en-

ties, commerce and parks improve citizens’

torno, por meio de visitas abertas e criação

quality of life. The science and technology

de oportunidades para incentivar e inspirar

park also invests in community relations

futuros cientistas.

through open visits and the creation of op-

Das ideias provenientes do Berlin Adlershof que têm sido implantadas na capital da

scientists.

Alemanha, chamam atenção as relacionadas

Of those ideas arising from the Berlin

à energia renovável, área de atuação de 36

Adlershof and implemented in the city, it

empresas instaladas no parque. As pesqui-

is particularly worth highlighting those re-

sas incluem tecnologias de filme-fino solar,

lated to renewable energy, an area involv-

novos sistemas de armazenamento de ener-

ing 36 companies installed in the park.

gia, eletromobilidade e redes inteligentes.

Research projects include thin-film solar

Com base nas soluções geradas, o Adlershof

technologies, new energy storage systems,

pretende reduzir seu consumo de energia

electromobility and smart networks. As a

em 30% até 2020.

result, Adlershof intends to reduce its en-

Assim como acontece nos Estados Uni-

90

portunities to encourage and inspire future

ergy consumption by 30% by 2020.

dos, na Espanha e na Alemanha, são mui-

As in the United States, Spain and Ger-

tos os casos de ambientes de inovação

many, there are many other cases of in-

que agora traçam um caminho de impacto

novation habitats that that have a positive

positivo nas cidades, alicerçados tanto em

impact on their host cities, based on spe-

especificidades regionais quanto em uma

cific regional characteristics and an overall

visão global de atuação. Ainda que não

operational vision. Although it is not yet

seja possível listar todos os bons exemplos

possible to list and classify all the good ex-

e classificá-los, vale observar os diferentes

amples, it is worth mentioning the different

papéis que os parques exercem em seu en-

roles exercised by the parks in their sur-


INTERNACIONAL INTERNATIONAL torno. Segundo o presidente da IASP, Rick

roundings. According to IASP’s president,

Weddle , o destino dos ambientes de ino-

Rick Weddle, the destination of innovation

vação depende do rumo construído para

habitats depends on the trajectory of ur-

os centros urbanos. “O papel das cidades

ban centers. “The role of cities in this new

nesta nova economia mundial do conhe-

global knowledge economy will determine

cimento é algo que determinará o futuro

the future of many science and technology

de muitos parques científicos e tecnológi-

parks worldwide, as well as the emergence

cos do mundo, bem como a emergência de

of further innovation areas,” affirmed Wed-

muitas áreas de inovação”, afirma. Um de-

dle. Without doubt, it is a challenge that deserves all our attention. L

safio que merece atenção.

91


O melhor do Recife

The best of Recife

Na capital pernambucana, passado e presente diviFotos: Divulgação / Disclosure

dem o mesmo espaço. A relação fica evidente em um passeio pelo Centro Histórico da cidade, onde está localizado o Porto Digital. Essa e outras regiões do Recife preservam alguns resquícios da colonização holandesa, que durou três décadas e deixou marcas na arquitetura e, principalmente, nas manifestações artísticas e no traçado urbanístico da cidade.

In the capital of Pernambuco, past and present share the same space. The relationship is evident on a stroll through the historic city center, where Porto Digital is located. This and other regions of Recife preserve some remnants of Dutch colonization, which lasted three decades and left its marks on the architecture and, mainly,

Rua do Bom Jesus, no Centro Histórico do Recife

Rua do Bom Jesus, in the Historical Center of Recife

in artistic events and in the city’s urban layout.

O legado dos Brennand

The Brennand’s legacy

Francisco Brennand transformou a olaria da família em seu ateliê e museu, a Oficina Brennand, que reúne centenas de suas esculturas e trabalhos em cerâmica – muitos deles com motivos fálicos. Cercada por um jardim projetado por Burle Marx, a Oficina será palco do Jantar de Gala do evento. Primo de Francisco, o colecionador de arte Ricardo Brennand é o fundador do Instituto que leva seu nome. O complexo arquitetônico em estilo medieval é rodeado por um parque e abriga um museu, uma pinacoteca e uma galeria, que totalizam 77 mil metros quadrados de área construída. Não deixe de conferir a maior coleção privada de pinturas de Frans Post e uma das maiores coleções de armas brancas do mundo.

Francisco Brennand transformed the family pottery business in his studio and museum, Oficina Brennand (Brennand workshop), which gathers hundreds of pottery works and sculptures – many of them with phallic motifs. Surrounded by a garden designed by Burle Marx, the workshop will host the event’s Gala dinner. Francisco’s cousin, the art collector Ricardo Brennand is the founder of the Institute that bears his name. The medieval-style architectural complex is surrounded by a park and houses a museum, an art gallery and a gallery, for a total 77,000 square meters of constructed area. Be sure to check the largest private collection of paintings by Frans Post and one of the world’s largest collecOficina Brennand 92

tions of cold weapons.


CULTURA CULTURE

Atrações do Centro Histórico Tourist Attractions in the Historical Center Caminhar a pé pelo Centro Histórico é a melhor forma de entrar em contato com a cultura popular do Recife. Aos domingos, a Rua do Bom Jesus recebe uma feira de artesanato e centenas de turistas, atraídos pelos diversos bares e restaurantes e pela primeira sinagoga construída na América. Partindo do Centro Histórico de barco, é possível chegar até o Parque das Esculturas, que abriga obras do artista plástico Francisco Brennand. A atração principal fica por conta da Coluna de Cristal, uma escultura de 32 metros de altura. Walking through the historical center is the best way to get in touch with the popular culture of Recife. On Sundays, Rua do Bom Jesus hosts an artisanal fair and hundreds of tourists, attracted by the various bars and restaurants and the first synagogue built in the Americas. Leaving the historical center by boat, it is possible to get to Parque das Esculturas (sculpture park), which houses works by the artist Francisco Brennand. The main attraction is Coluna de Cristal (crystal column), a 32-meter high

Imperativo / Imperative Explore: dar um pulo até Olinda é um passeio imperdível. Não à toa, o Centro Histórico da cidade foi nomeado Patrimônio da Humanidade em 1982. Depois de bater perna pelas ladeiras e conhecer lugares como o Convento de São Francisco, o Mercado da Ribeira, a Igreja e Mosteiro de São Bento e a Rua do Amparo, a pedida é encerrar a tarde no Alto da Sé, com uma vista espetacular para a capital pernambucana.

Fotos: Shutterstock

sculpture.

Explore: make a quick trip to Olinda, it is an attraction you cannot miss. Not for nothing, the historic city center was appointed as a world heritage site in 1982. After walking around the slopes and visiting places such as the São Francisco Convent, the Ribeira Market, the São Bento Church and Monastery and Rua do Amparo, the best is to end the afternoon at Alto da Sé, with a spectacular view of the capital of Pernambuco.

Experimente: outro patrimônio cultural que merece destaque é o bolo de rolo (foto) – uma espécie de rocambole preparado em finíssimas camadas. O tradicional, com recheio de goiabada, é o acompanhante ideal para um café quente. Try: other cultural heritage that deserves attention is the bolo de rolo (roll cake) ‒ a type of cream roll prepared with ultra thin layers. The traditional cake, filled with guava, is the ideal combination for a cup of hot coffee. 93


94


Emprel. Tecnologia a serviço de todos os recifenses. Servir e interligar a Prefeitura do Recife aos seus cidadãos a qualquer hora e em qualquer lugar. Este é o trabalho da Emprel - Empresa Municipal de Informática, que está presente em todas as áreas de gestão municipal, com serviços de tecnologia da informação e de comunicação, como o Disque-Cidadão, Nota Fiscal Eletrônica, Recife Participa, gerenciamento do sistema do SAMU, entre outros. É assim que a Emprel desempenha seu papel de agente na melhoria da qualidade na prestação dos serviços municipais e na consolidação do Recife como uma capital moderna. Promovendo, dessa forma, o desenvolvimento sustentável da cidade, transformando-a, cada dia mais, em uma cidade melhor para se viver.

Emprel. Technology at the service of all Recifenses. Serve and connect the city of Recife to its citizens anytime and anywhere. This is the job of Emprel - The Municipal Company of Information Technology, which is present in all areas of municipal management with information technology and communication services, such as The Citizen Hotline, Electronic Billing, Recife Participates, SAMU's Management System, among others. This is how Emprel performs its role as an agent, improving the quality in the rendering of municipal services, and in the consolidation of Recife as a modern capital city. Thus, promoting the city' sustainable development, transforming it, every day, in a better place to live.

95


OPINIÃO OPINION

Muito além das cidades

Divulgação / Disclosure

Maur ic io Gue des Diretor do Par que Te c noló gico da UF R J E x - presidente da I A S P – A s s o c iaç ã o Inter nac ional de Par ques Te c noló gicos Cons elheiro e ex - presidente da A nprote c

O

s parques tecnológicos podem ter impacto e dimensão que, muitas vezes, ultrapassam os limites das cidades. Dois exemplos no mundo ilustram bem esse poder dos ambientes de inovação.

Há pouco mais de 50 anos, o estado da Carolina do Norte, nos Estados Uni-

dos, enfrentava uma grave crise econômica, com a decadência da indústria madeireira e de mobiliário. Três universidades, de diferentes cidades, se uniram na busca de novos caminhos para a região: Duke University, North Carolina State University e University of North Carolina. Nascia assim o Research Triangle Park, um dos primeiros parques tecnológicos do mundo. Ocupando uma área de 28 milhões de metros quadrados entre as cidades de Durham, Raleigh e Chapel Hill, o RTP abriga hoje 170 empresas e emprega 40 mil pessoas. As três universidades estão entre as melhores do país e a região se transformou em um dos símbolos da articulação entre ensino, pesquisa, empreendedorismo e inovação. Essas universidades e as empresas que ali se instalaram conquistaram quatro Prêmios Nobel e nos trouxeram inovações de repercussão mundial, como o código de barras e o AZT, primeira droga para o tratamento da AIDS. A previsão dos atuais dirigentes do RTP é de que nos próximos 20 anos o parque aumente a sua população para 150 mil pessoas. Transformação semelhante ocorre em Beijing, onde, no início da década de 1980, uma avenida da cidade passou a concentrar o comércio de produtos eletrônicos. Uma espécie de Santa Efigênia chinesa. Embalado pelo sonho de ter um Silicon Valley local, em 1988 o governo estabeleceu na área a “Beijing High Technology Industry Development Experimental Zone”. Foi nesse local que surgiram o Zhongguancun Science Park e seus 16 subparques, se estendendo hoje por 488 quilômetros quadrados na região noroeste de Beijing. Nove capitais brasileiras têm área inferior a essa – Recife, por exemplo, ocupa 217 quilômetros quadrados. O parque abriga mais de 400 laboratórios nacionais, centros de tecnologia e engenharia, instituições de pesquisa e 25 incubadoras de empresas. Duas das melhores universidades do país – Peking University e Tsinghua University – estão entre as 39 presentes no local. As 20 mil empresas do Z- Park empregam 1,4 milhão de pessoas e faturaram, em 2011, US$ 320 bilhões, valor equivalente ao PIB do Chile. No mesmo ano essas empresas depositaram 22 mil pedidos e tiveram 12 mil patentes concedidas. Visão estratégica e comprometimento de longo prazo por parte do governo e das universidades formam as bases para iniciativas dessa natureza. E isso não vale só para projetos de grande porte. Os ambientes estruturados para a inovação, independentemente do tamanho, são conquistas da sociedade e podem redesenhar a imagem de uma cidade, região, ou até mesmo de um país. Temos aqui em Recife um dos melhores exemplos do Brasil. 96


Beyond cities Maur ic io Gue des Dire c tor of UF R J S c ience Par k F or mer P resident of I A S P – Inter na t ional A s s o c ia t ion of S c ience Par k s and A re as of Innova t ion Couns ellor and F or mer P resident of A nprote c

S

cience parks can have an impact and size that often extend beyond the limits of the cities. Two examples show the power of innovation habitats. Little more than 50 years ago, North Carolina faced a serious economic

crisis due to the decline of the timber and furniture sectors. Three universities from different cities have come together seeking new pathways for the region: Duke University, North Carolina State University and the University of North Carolina. That was the beginning of Research Triangle Park, one of the world’s first science parks. Occupying an area of 28 million square meters between the cities of Durham, Raleigh and Chapel Hill, RTP now houses 170 companies and employs 40,000 people. The three universities are among the best in the country and the region has become one of the symbols for the interaction of teaching, research, entrepreneurship and innovation. These universities and the companies based there have won four Nobel Prizes and have gene-

rated innovations with worldwide repercussions, such as barcodes and AZT, the first drug to treat AIDS. RTP’s management expects its population to increase to 150,000 over the next 20 years. A similar change has been taking place in Beijing, where electronics sales have been concentrated on a single avenue since the beginning of the 1980s - a Chinese Santa Efigênia. Inspired by the idea of a local Silicon Valley, in 1988 the government established the Beijing High Technology Industry Development Experimental Zone in the area. That is where Zhongguancun Science Park and its 16 sub-parks were installed, currently occupying 488 square kilometers in Northwestern Beijing. Nine Brazilian capitals are smaller than this – Recife, for example, has 217 square kilometers. The park houses more than 400 national laboratories, technology and engineering centers, research institutions and 25 company incubators. Two of the country’s best universities – Peking University and Tsinghua University – are among the 39 institutions installed there. The 20,000 Z-Park companies employ 1.4 million companies and generate US$320 billion in revenue, an amount equivalent to Chile’s GDP. In the same year, these companies requested 22,000 patents and obtained 12,000. Strategic vision and long-term commitment by the government and the universities are the bases for initiatives of this nature. And this also applies to small projects. Innovation habitats, regardless of their size, are the achievements of society and can redesign the image of a city, region or even a country. We have one of the best examples of Brazil here in Recife. 97


98


A Ç N A V A O C U B M PERNA A I G O L O N C E T , A I C N Ê I C M O C . O Ã Ç A M E INFOR O Governo de Pernambuco trabalha para ampliar o acesso ao conhecimento, incentivar a pesquisa e a inovação em todo o Estado. Em parceria com instituições públicas e privadas, a Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia desenvolve diversas ações em cinco áreas principais: • Ampliação e interiorização do Ensino Superior gratuito. • Apoio à pós-graduação, pesquisa e inovação tecnológica. • Investimento em habitats de inovação voltados ao desenvolvimento local. • Parcerias para a pesquisa e a produção de energia renovável. • Divulgação e popularização da ciência para a qualificação educacional. Os resultados dessas ações vêm contribuindo para o desenvolvimento de Pernambuco. Garantir um ambiente favorável à pesquisa e à inovação, do cais até o Sertão, é fundamental para o crescimento do Estado. E esse é um compromisso com o futuro de todos os pernambucanos.

Secretaria de Ciência e Tecnologia O FUTURO A GENTE FAZ AGORA

99


XXIV Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e XXII Workshop Anprotec 24rd Anprotec Seminar on Science Parks and Business Incubation Vamos compartilhar iniciativas de empreendedorismo inovador que agregam valor à biodiversidade brasileira Let’s share initiatives of the inovative entrepreneurship that adds value to the brazilian biodiversity

Em Belém (PA), de 22 a 26 de setembro de 2014 In Belém (PA), September 22-26, 2014

Realização Realization

100

Organização local Local organization


Locus 73