Issuu on Google+

Recortes nº 166 Índice – 29 de agosto de 2012  Movimento de mercadorias nos portos nacionais cresceu 5,9% no 2º trimestre  Só as mercadorias por via marítima aumentaram no trimestre  Mercadorias. Subida nos portos disfarça quebra histórica na rodovia  «Atlântida» está há um ano ancorado em Lisboa e ainda sem destino

APSS, SA Praça da República 2904-508 Setúbal Portugal Nº Reg. Comercial e NPC: 502256869

Tel.: +351 265 542000 Fax: +351 265 230992 Sítio Internet: www.portodesetubal.pt Email: geral@portodesetubal.pt


Cargo News, 28 de agosto de 2012

Movimento de mercadorias nos portos nacionais cresceu 5,9% no 2º trimestre Segundo dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o total de mercadorias movimentadas nos portos nacionais cresceu 5,9% no segundo trimestre de 2012 quando comparado com o período homólogo do ano passado. Ao todo foram movimentadas 17,9 milhões de toneladas entre abril e junho deste ano. Sines destacou-se com um crescimento acentuado de 20,1%, em termos homólogos, mantendo o desempenho observado no trimestre anterior. Já os portos de Lisboa e Leixões sofreram ligeiras alterações face a período homólogo de 2011, se bem que com tendência contrária: +1,3% no porto da capital; -1,8% no porto leixonense. No seu conjunto, os portos de Sines, Lisboa e Leixões representaram 77,1% do movimento total de mercadorias. Também o porto de Aveiro registou crescimento no período em questão, com uma subida de 4,8%. Já os portos da Figueira da Foz e de Setúbal viram os seus números baixar 6,4% e 5,9%, respetivamente). O INE refere ainda que houve uma evolução positiva de 8,6% verificada no tráfego internacional de mercadorias. O crescimento neste segmento, o qual representa 83,5% do movimento total, compensou a diminuição de 6,3% registada no tráfego nacional. Aqui, uma vez mais o destaque vai para o porto de Sines que acolheu a larga maioria do acréscimo verificado no tráfego internacional, com uma variação homóloga positiva de 22,8%. Carga ferroviária e aérea em quebra Nos modos ferroviário e aéreo, a tonelagem de mercadorias transportadas ficou aquém da registada no mesmo trimestre do ano anterior, com reduções de 7% e 7,6%, respetivamente.


Jornal de Neg贸cios, 29 de agosto, p谩g. 13


Jornal i, 28 de agosto, pรกg. 8


APP, 29 de agosto «Atlântida» está há um ano ancorado em Lisboa e ainda sem destino Há um ano que o ferryboat ‘Atlântida’ está ancorado na base naval do Afeite, em Lisboa, mas, apesar do interesse demonstrado por vários armadores e países que o visitaram, continua sem ter qualquer destino definido. A chegada do ‘Atlântida’ ao Alfeite aconteceu a 28 de agosto de 2011, depois de uma viagem de menos de 24 horas que começou nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), onde esteve ancorado durante dois anos, após a sua conclusão. Segundo fonte da empresa, nos últimos meses recebeu "dezenas" de pedidos de informação e até a visita de armadores e adidos militares e comerciais de várias embaixadas em Portugal.


Recortes Nº 166 de 2012