Page 1

Recortes nº 152 Índice – 10 de Agosto de 2011 • Movimento nos terminais da APSS já cresceu 4 por cento em 2011 • Estado recebe da APSS cerca de 3 milhões • Exercício Bomba-Set 2011 no porto de Setúbal • Adjudicada pela APSS reparação do molhe exterior da Doca de Pesca • Embarcadas no Porto de Setúbal viaturas participantes no SATA Rallye Açores 2011 • Linha Tarros reforça oferta no porto de Setúbal • Cidadãos e autarquias preocupadas com estado do Portinho • Embaixada Britânica recebida em Sines • Estado encaixa 5,3 M€ de dividendos da APS • Primeiro navio do serviço regular da Maditerraean Shipping Company recebido em Sines • Porto de Sines visitado por empresários chineses • Entregues diplomas da 1ª Edição do MBA Sines • Assinado protocolo de colaboração entre APS e CP Carga • Barreira contra pó da estilha de Leixões próxima da conclusão • Exportações sobre ameaça • Exportações de mercadorias já pagam mais de 70% das importações • Exportações arrefecem com crise na Europa • Secretário de Estado do Mar recebe Secretárias Regional do Turismo e Transportes da Madeira • Vagueira – Dois contentores perdidos a 15 milhas da costa • Contentores – Por ano caem dez mil ao mar • Inpacto biológico da queda de contentores ao mar • Desenvolvimento de projecções logísticas, especiais e autónomas, em direcção à Europa, são vitais para a Zona Centro • Sondagens marítimas condicionam pesca entre Mira e São Martinho do Porto 1


Setúbal na Rede – 9 de Agosto de 2011

Movimento nos terminais da APSS já cresceu 4 por cento em 2011 O movimento nos terminais do Porto de Setúbal já cresceu 3,7 por cento nos primeiros seis meses de 2011, para 3,5 milhões de toneladas, superando o ano recorde de 2010. Em comunicado, a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) refere que os bons resultados que vêm sendo obtidos a nível económico-financeiro “se devem à exigente e sustentada gestão que tem vindo a ser adotada” pela empresa. No mesmo documento, a empresa gaba também a redução em 9,4 por cento dos custos no primeiro semestre do ano face ao mesmo período homólogo de 2010, dos quais se destacam “os 14,8 por cento e os 14,5 por cento em gastos com pessoal e fornecimento de serviços externos, respetivamente”. “Registou-se ainda o desenvolvimento positivo do programa “Pagar a tempo e horas”, com um prazo de 38 dias”, refere a APSS. A empresa obteve assim um resultado líquido de 2,4 milhões de euros neste período de análise, um crescimento de quase 72 por cento face à primeira metade de 2010. A APSS obteve também resultados operacionais de 3,2 milhões de euros, o correspondente a aumento de 66 por cento face aos seis primeiros meses do ano anterior. Bruno Cardoso - 09-08-2011 12:34

2


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 24

3


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 24

4


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 25

5


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 26

6


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 26

7


Setúbal na Rede – 9 de Agosto de 2011

Cidadãos e autarquia preocupados com estado do Portinho A população da Arrábida e a Câmara Municipal de Setúbal continuam preocupados com o “excessivo” desassoreamento do Portinho da Arrábida e alertam para a necessidade de intervir e requalificar a zona. Durante uma concentração naquele local, Pedro Vieira, presidente do Clube da Arrábida, disse que este “problema se tem vindo a acentuar nos últimos anos”, acusando o Porto de Setúbal de ser em parte o responsável “pelas dragagens contínuas que se têm verificado nos últimos tempos”. Pedro Vieira recordou que um navio daquela entidade esteve “durante três meses a dragar areia em frente à praia”, considerando assim que essa pode ser uma das causas da perda de areia. “Para os navios entrarem no canal, este tem de ser dragado e, apesar de não se saber se isso tem ou não relação direta, o certo é que o Portinho da Arrábida tem cada vez menos areia”, acrescentou o responsável à agência Lusa, sublinhando que as causas do excessivo desassoreamento podem também estar relacionadas com a erosão, a subida do nível das águas e a existência de pontões ao longo da costa. A presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, também esteve presente na iniciativa, reiterando que as entidades “nada têm feito” quanto a este problema. “A autarquia anda há alguns anos a solicitar a gestão das praias, mas essa reunião com as diversas entidades ainda não se verificou, apesar da insistência da câmara municipal ao longo do ano de 2011”, referiu. A autarca considerou ainda que a falta de areia no Portinho da Arrábida pode estar igualmente relacionada com as dragagens levadas a cabo pelo Porto de Setúbal, pelo que pede que o despejo da areia que é dragada reforce o areal da praia em vez de ser feita no alto mar. O Clube da Arrábida pediu também que seja feito um estudo de impacto ambiental sobre as dragagens contínuas feitas pelo Porto de Setúbal. Bruno Cardoso e Lusa - 08-08-2011 15:41

8


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 20

9


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 20

10


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 20

11


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 21

12


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 22

13


Oportunidades & Negócios – Agosto de 2011 – Pág. 22

14


Newsletter APP – 10 de Agosto de 2011

Barreira contra pó da estilha de Leixões próxima da conclusão Apesar da conclusão do projecto estar prevista para 15 de Setembro, João Pedro Neves salvaguarda que a barreira “já é efectiva” nesta altura. A maior parte dos contentores já está pintada de vermelho vivo, mas falta ainda reparar e pintar os restantes. A pintura a vermelho já melhora bastante a aparência da barreira, mas esta será ainda embelezada com motivos gráficos alusivos à Ode Marítima, de Álvaro de Campos.

15


Jornal de Notícias – 10 de Agosto de 2011 – Pag. 37

16


Jornal de Negócios – 10 de Agosto de 2011 – Pag. 31

17


Diário Económico – 10 de Agosto de 2011 – Pag. 10

18


Cargo News – 9 de Agosto de 2011

Secretário de Estado do Mar recebe Secretária Regional do Turismo e Transportes da Madeira Manuel Pinto Abreu, Secretário de Estado do Mar, reuniu-se ontem, em Lisboa, com Conceição Estudante, Secretária Regional do Turismo e Transportes da Madeira, para discutir o trasnporte marítimo na Madeira, noticia o Diário de Notícias local. O objetivo era analisar os processos que transitaram do Governo da República anterior, como o subsídio de mobilidade para o transporte marítimo, a política de promoção dos portos nacionais e o reforço da integração do Porto do Funchal nesta estratégia, a dinamização do Observatório para o Transporte Marítimo e a operacionalização do sistema VTS. Conceição Estudante esteve também reunida com a Secretária de Estado do Turismo, Cecília Meireles, onde, entre outros temas foram discutidos os cenários futuros que decorrem da privatização da TAP.

19


Newsletter APP – 10 de Agosto de 2011

VAGUEIRA

Dois contentores perdidos a 15

milhas da costa A Capitania do Porto de Aveiro emitiu ontem, dia 9 de Agosto, um aviso a alertar a navegação para a existência de dois contentores perdidos no mar a cerca de 15 milhas da costa. De acordo com o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Coelho Gil, os contentores estão vazios e pertenciam ao navio Wec Brueghel. Terão caído à água ao largo da Vagueira (Vagos), a cerca de 15 milhas da costa, pelo que constituem um perigo para a navegação. "Normalmente os contentores quando caem à água, ficam algum tempo à superfície e depois quando começam a meter água afundam, mas enquanto estão à superfície são um perigo para a navegação", explicou o comandante Coelho Gil. O comandante da Capitania do Porto de Aveiro acrescentou ainda que a queda de contentores no mar acontece normalmente durante o inverno. "Devido ao mau tempo e às tempestades há contentores que às vezes caem à água. Nesta altura do ano, como o tempo está bom, é uma situação pouco usual", declarou.

20


Newsletter APP – 10 de Agosto de 2011

CONTENTORES

Por ano caem dez mil ao mar Em média estima-se que caiam ao mar, todos os anos, dez mil contentores. Há quedas que não ficam na história mas outras que dão estórias engraçadas, como o navio que deixou cair ao mar um contentor com milhares de brinquedos de plástico para diversão das crianças no banho. Aconteceu em 1992, no Oceano Pacífico. Uma tempestade esteve na origem da queda ao mar de outro contentor, este com 29 mil rãs verdes, tartarugas azuis, castores vermelhos, mais uns tantos patos. O navio havia saído de Hong Kong com destino a Tacoma, Washington. Em 2006, um contentor cheio de embalagens de Doritos arribou a uma praia da Carolina do Norte. Rebentou e a população local aproveitou a prenda inusitada.

21


Newsletter APP – 10 de Agosto de 2011

Inpacto biológico da queda de

contentores ao mar Em Março passado, uma equipa de investigadores do MBARI and the Monterey Bay National Marine Sanctuary (MBNMS) utilizou um robot submarino para estudar o impacto biológico da queda de um contentor ao mar, a 20 quilómetros da costa da Baía de Monterey.

22


Newsletter APP – 9 de Agosto de 2011 ARMANDO TEIXEIRA CARNEIRO:

Desenvolvimento de projecções logísticas, especiais e autónomas, em direcção à Europa, são vitais para a Zona Centro A Fundação para o Estudo e Desenvolvimento da Região de Aveiro (FEDRAVE) em conjugação com as suas instituições: o Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração (ISCIA) e a recente Escola Profissional Marítima de Aveiro (EPMA), há muitos anos que vem defendendo e dinamizando a necessidade de se entender, táctica e estrategicamente, como vital para a zona Centro do País o desenvolvimento de projecções logísticas, especiais e autónomas, em direcção à Europa, contando com a Comunidade Autónoma de Castela-Leão como parceiro privilegiado e, por razões óbvias, igualmente interessado no processo. A estratégia de desenvolvimento do eixo logístico dirigido à Europa a partir de Aveiro e da Figueira da Foz, pela via comum Viseu-Guarda-Salamanca-Valladolid, em franca e saudável concorrência com os outros eixos estratégicos que há mais tempo se desenvolvem, e bem, a norte, com base nos Portos de Leixões, Viana do Castelo e de Vigo, e a sul, com base nos Portos de Sines, Setúbal e Lisboa, que também têm as suas estratégias independentes de desenvolvimento. Três eixos logísticos que se devem complementar mas que devem ser perfeitamente autónomos a fim de evitar o condicionamento do desenvolvimento económico-social da Zona Centro do País aos interesses específicos da grande Lisboa ou do grande Porto. A aposta do Departamento de Tecnologias do Mar (DETMAR) do ISCIA é a de ser um elemento de base desta importante estratégia de desenvolvimento regional, entendendo que quanto mais forte for a autonomia regional do Centro de Portugal mais importante será a sua participação no esforço do desenvolvimento do País. A criação da Escola Profissional Marítima (EPMA), que vai começar a funcionar em 2012, vai reforçar a nível profissionalizante as competências regionais viradas ao Mar. Esta aposta estratégica das Instituições da FEDRAVE vem criar condições para, quando se der o “arranque económico” na área das actividades marítimas, existirem profissionais, a níveis médios e superiores, para trabalharem no multifacetado processo. A Região de Aveiro que desde sempre teve características específicas e diferenciadas relativamente ao resto do País, de entre as quais uma das mais importantes é a elevada capacidade de empreendedorismo e de propensão para o investimento reprodutivo. Mas para que tal característica se possa desenvolver e servir de elemento catalisador na tessitura económico-social da Região é importante que as suas condições de criação de infra-estruturas, nomeadamente a nível formativo superior e a nível profissional, possam ser desenvolvidas sem entraves e constrangimentos, muito menos dependências. O Prof. Doutor Armando Teixeira Carneiro é Director do ISCIA

23


Diário Económico – 10 de Agosto de 2011 – Pag. 17

24

Recortes Nº152 de 2011  

Movimento nos terminais da APSS já cresceu 4 por cento em 2011 - Estado recebe da APSS cerca de 3 milhões - Exercício Bomba-Set 2011 no port...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you