Page 1

Recortes nº 100 Índice – 27 de maio de 2013 • Investimentos na base do Poceirão e no IP3 vão ser relançados • Governo quer porto de Aveiro nos novos fundos de Bruxelas • Bruxelas moderniza portos de Lisboa, Leixões e Sines • Lotas da região perderam mais de 2 300 toneladas de pescado • Porto de Sines visitado por membros do Colégio da Defesa Nacional da União Indiana • UE contribui na luta contra a pirataria com 37 milhões de euros • Estaleiros de Viana entregam asfalteiros de 128 milhões à Venezuela em 2015 • Viagem inaugural do “Europa 2” passou por Lisboa e Portimão

APSS, SA Praça da República 2904-508 Setúbal Portugal Nº Reg. Comercial e NPC: 502256869

Tel.: +351 265 542000 Fax: +351 265 230992 Sítio Internet: www.portodesetubal.pt Email: geral@portodesetubal.pt


Diรกrio Econรณmico, 27 de maio de 2013, pรกgs. 22 e 23


Diรกrio Econรณmico, 27 de maio de 2013, pรกg. 23


APP, 24 de maio de 2013 Bruxelas moderniza portos de Lisboa, Leixões e Sines

A Comissão Europeia avançou esta semana com um plano de modernização de mais de 300 portos europeus que inclui Leixões, Lisboa e Sines. A Comissão Europeia lançou uma iniciativa com o objectivo de melhorar as operações portuárias e as ligações às redes de transportes em 319 grandes portos marítimos da Europa. "As linhas de orientação e as alterações jurídicas propostas ajudarão os operadores portuários a modernizarem os seus serviços e instalações e conferir-lhes-ão maior autonomia financeira", sublinha um comunicado hoje divulgado pela Comissão Europeia. Portos mais eficientes, melhores ligações ao interior e um quadro de investimento financeiro flexível de inspiração comercial são as ideias-chave desta iniciativa de Bruxelas. Neste momento, 74% do comércio externo da União Europeia efectua-se por via marítima, sendo que um quinto desse volume transita actualmente por apenas três protos: Roterdão, Hamburgo e Antuérpia. "Este desequilíbrio no desempenho dos portos traduz-se em congestionamento e em custos adicionais para os carregadores, os operadores de transporte e os consumidores", destaca o referido comunicado da EU. O mesmo documento acrescenta que "as novas propostas poderão poupar à economia europeia 10 mil milhões de euros no horizonte de 2030 e contribuir para o estabelecimento de novas ligações marítimas de curta distância. Esta iniciativa insere-se no novo quadro comunitário de apoio que irá vigorar no espaço comunitário entre 2014 e 2020 e está directamente relacionado com o projecto das Redes Transeuropeias de Transportes. Os valores e áreas de investimentos globais e específicos para os portos nacionais ainda não estão definidos. O Económico sabe ainda que o Governo português está a tentar junto das instâncias de Bruxelas que o porto de Aveiro integre também esta rede prioritária de portos comunitários. Na Europa, existem 1.200 portos marítimos. A proposta da comissão europeia dirige-se aos 319 portos mais importantes, 83 integrando a rede principal e os restantes 236 portos integrando a rede global.

Fonte: DIário Económico.


Sem Mais, 25 de maio de 2013, pรกg. 4


Cargo News, 24 de maio de 2013

Porto de Sines visitado por membros do Colégio de Defesa Nacional da União Indiana O porto de Sines foi esta quarta-feira visitado por uma comitiva do Colégio de Defesa Nacional da União Indiana, que teve como objetivo conhecer as infraestruturas portuárias e a Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS). Em Sines, a delegação foi recebida por Duarte Lynce Faria, Administrador da APS, que apresentou características e os principais fatores diferenciadores porto de Sines. O encontro contou também com participação de Miguel Borralho, Diretor da ZILS.

de as do a

Este encontro, coordenado pelo Instituto da Defesa Nacional (IDN), está inserido na visita que esta instituição indiana está a fazer a Portugal, que tem como objetivo aprofundar o conhecimento acerca da capacidade e das potencialidades nacionais no plano militar, político e económico.

O Colégio de Defesa Nacional da União Indiana é um instituto que tem como objetivo proporcionar formação aos oficias superiores das Forças Armadas e membros dos serviços civis, para que estes possam estar mais aptos a lidar com problemas de segurança do país.


Cargo News, 26 de maio de 2013

UE contribui na luta contra a pirataria marítima com 37 milhões de euros A União Europeia (UE) vai doar 37 milhões de euros para financiar programas de luta contra a pirataria marítima na África Oriental e Austral.

Segundo uma nota da Comissão Europeia, a verba irá apoiar o Programa para a Segurança Marítima Regional (MASE) para a África Oriental e Austral e irá financiar o combate à pirataria por terra na Somália, reforçando os meios judiciais para a detenção e transferência de piratas.

Parte do projeto prevê a formação das autoridades para fazer face às consequências económicas da pirataria.

Segundo o mesmo documento, entre 2011 e 2012, os atos de pirataria caíram de 299 para 111, enquanto os desvios de navios no Oceano Índico recuaram de 25 para 12.


Diรกrio Econรณmico, 27 de maio de 2013, pรกg. 24


Diário de Notícias, 27 de maio de 2013, pág. 24

Recortes 100 27-05-2013  

Investimentos na base do Poceirão e no IP3 vão ser relançados • Governo quer porto de Aveiro nos novos fundos de Bruxelas • Bruxelas moderni...

Advertisement