Page 1

Recortes nº 083 Índice – 2 de maio de 2013 • Porto de Setúbal movimenta 13,2 mil TEU’s • CAT também acredita no potencial do porto de Setúbal enquanto hub Ro-Ro • Administrações portuárias cortam custos e aumentam lucros • Início de Maio com intenso movimento de cruzeiros nos Açores • Mais de 66 milhões de euros gastos em Lisboa pelos passageiros e tripulantes de cruzeiro • SNCF adquire 25% da Comsa Rail Transport • Espanha e Alemanha colaboram no transporte ferroviário de mercadorias • Lisnave mantém estabilidade no primeiro trimestre de 2013

APSS, SA Praça da República 2904-508 Setúbal Portugal Nº Reg. Comercial e NPC: 502256869

Tel.: +351 265 542000 Fax: +351 265 230992 Sítio Internet: www.portodesetubal.pt Email: geral@portodesetubal.pt


Transportes em Revista, 29 de abril de 2013 Carga contentorizada

Porto de Setúbal movimenta 13,2 mil TEU’s O porto de Setúbal movimentou, no primeiro trimestre deste ano, 13,2 mil TEU’s de carga contentorizada, ultrapassando em 53 por cento os movimentos registados no último trimestre de 2012 e em 1,7 por cento os movimentos do período homólogo do ano passado. Em comunicado, a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) referiu que o Terminal Multiusos Zona 2 do porto de Setúbal tem “20 hectares disponíveis para a movimentação de contentores, os 750 metros de cais têm 15 metros de fundos e 12 metros utilizáveis atualmente, operado por dois pórticos, um Panamax e outro post-Panamax”. O terminal é ainda servido por cinco linhas de serviço regular de contentores, sendo três da Safmarine, quinzenais, que escalam os portos da Europa, do Mediterrâneo e de África Ocidental, uma da WEC, também quinzenal, que escala os portos da Europa e outra da Tarros, a cada 10 dias, que liga Setúbal aos portos do Mediterrâneo, do Norte de África e do Médio Oriente. por: Laura Melgão


Cargo News, 30 de abril de 2013

CAT também acredita no potencial do porto de Setúbal enquanto hub Ro-Ro Pedro Lemos, Country Manager do Grupo CAT Portugal, operador logístico especializado no setor automóvel, referiu acreditar que o porto de Setúbal tem potencial para vir a ser um hub ro-ro e, consequentemente, uma plataforma logística e de distribuição de automóvel intercontinental. “A atratividade e disponibilidade de terrenos, associados ao desenvolvimento da rede viária e acessibilidades de Lisboa, levaram a que os principais importadores optassem por se instalar na região, dando origem a um cluster do sector logístico automóvel no distrito de Setúbal”, referiu o responsável da CAT, acrsecentando que a localização é uma vantagem devido à "centralidade no contexto das grandes rotas marítimas internacionais, que deve ser obrigatoriamente potenciada para que o porto de Setúbal se torne uma referência na ligação do Mediterrâneo e Atlântico Norte com os continentes Americano e Africano”. “Apesar do caminho ser estreito, existe efetivamente potencial para desenvolver Setúbal como um porto hub ro-ro de referência, sendo que, para o atingir, urge avançar rapidamente com medidas efetivas que lhe permitam reforçar a sua competitividade a nível internacional”, concluiu.

Recorde-se que o porto de Setúbal é líder nacional na carga roll-on roll-off com uma quota de mais de 90% da carga ro-ro do país.

APSS e MAEDS promovem exposição “Ambientes Marítimos”

Entretanto, a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) e o Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal (MAEDS) estabeleceram uma parceria de cooperação destinada à promoção de ações relacionadas com a responsabilidade social e ambiental.

Nesse âmbito, o programa Ambientes Marítimos inclui duas exposições no MAEDS integradas na celebração do Dia Internacional dos Museus, “Entre Marés”, fotografia de natureza, de José A. Costa, e “Terra Verde”, fotografia, vídeo e instalação, de Rosa Nunes. As exposições serão inauguradas pelas 17.00 horas do dia 18 de maio e estarão patentes ao público até ao dia 14 de setembro.


Transportes & Negócios, 29 de abril de 2013

Administrações portuárias cortam custos e aumentam lucros No último trimestre de 2012, as administrações portuárias obtiveram um resultado líquido agregado de 37,7 milhões de euros. Uma subida homóloga de 6%, de acordo com o relatório da Direcção-Geral do Tesouro e Finanças sobre o Sector Empresarial do Estado. Já se sabia, mas os números hoje divulgados confirmam-no, se necessário: os portos são verdadeiros oásis no universo das empresas públicas nas áreas das infra-estruturas e transportes. No quarto trimestre do ano passado, o conjunto das administrações portuárias aumentou em 1,1% os proveitos operacionais, para 140,3 milhões de euros, ao mesmo tempo que os gastos operacionais foram reduzidos em 9,4%, para 41,8 milhões de euros e os fornecimentos e serviços externos foram cortados em 10,4% para menos de 24,6 milhões. Em consequência, os resultados operacionais aumentaram 9,4% até muito perto dos 52 milhões de euros. O EBITDA atingiu os 106,5 milhões de euros (mais 4%) e a margem EBITDA galgou ainda mais 2,1 pontos percentuais até aos 75,9%. Com um rácio global de endividamento de apenas 10%, as administrações portuárias atingiram no último trimestre do exercício findo, resultados financeiros negativos em apenas 5,7 milhões de euros, uma melhoria de 3,3% em termos homólogos.


APP, 30 de abril de 2013 Início de Maio com intenso movimento de cruzeiros nos Açores O início de Maio coincide com um assinável movimento de navios de turismo nos portos açorianos. Abril findou com a estreia do Norwegian Star e com a escala não prevista do Star Flyer, num dia marcado pela realização de uma cerimónia alusiva ao dia da árvore, cerimónia esta que contou com a participação de staff e passageiros do navio da Norwegian Cruise Lines, Portos dos Açores, SA, Bensaúde Shipping e Azores Cruise Club. Para o feriado do dia 1 está agendada a escala inaugural do Adventure of the Seas em São Miguel, no mesmo dia que o navio e cruzeiros Balmoral visita a ilha Terceira. Na quinta-feira, dia 2 de maio, o mesmo Balmoral faz escala em Ponta Delgada e no dia 3 é a vez do Emerald Princess atracar nas Portas do Mar. No sábado das grandes festas em honra do Sr. Santo Cristo dos Milagres, estreia do Caribbean Princess em Ponta Delgada e visita do Arcadia na Horta. No dia 8 de maio estão previstas duas escalas em Ponta Delgada, o regresso do Prinsendam e a primeira passagem do Celebrity Infinity nos Açores. Ainda neste dia, o elegante Nieuw Amsterdam visita a ilha do Faial, rumando no dia seguinte para Ponta Delgada. Em sentido inverso segue o Prinsedam para a Horta, onde é aguardado no dia 9 de Maio. Adventure of the Seas Esta quarta-feira, dia 1 de Maio, Ponta Delgada recebe a estreia do navio de cruzeiros Adventure of the Seas, da Royal Caribbean Cruises International. Este navio encontra-se em viagem transatlântica entre San Juan, Puerto Rico e Southampton, incluindo o seu roteiro, para além da referida cidade açoriana, paragens em St. Thomas, St. Maarten, St. Lucia e St. Kitts. Com cerca de 2900 passageiros e 1200 tripulantes a bordo, o navio é aguardado pelas 07:00 horas, resumindo o seu percurso por volta das 17:00 horas. Inaugurado em Novembro de 2001, foi construído na Finlândia pelos estaleiros então designados Kvaerner Masa-Yards, em Turku. Mede 311 metros de comprimento, 47 metros de boca, 8,8 metros de calado, possui 137,276 mil toneladas de arqueação bruta e tem capacidade normal para 3138 hóspedes e 1176 tripulantes. O navio disponibiliza 14 decks para passageiros, com um total de 1557 cabines, das quais 939 têm vista para o exterior e 618 são interiores. O Adventure of the Seas foi o terceiro de uma série de cinco navios idênticos da popular classe Voyager, depois do Voyager of the Seas, Explorer of the Seas e antes do Navigator of the Seas e Mariner of the Seas. O sucesso deste projeto foi assinalável ao ponto de todos estes navios integrarem sistematicamente o topo das preferências do público americano em cruzeiros generalistas.Habituais visitantes do nosso arquipélago, assinale-se que o grupo Royal Caribbean tem vindo a manter uma regular assiduidade nas suas escalas nos Açores, tornando a nossa Região num importante ponto de visita das suas rotas transatlânticas. No próximo ano, e praticamente na mesma data, o Adventure of the Seas tem agendada nova escala nas Portas do Mar. Balmoral Nos primeiros dois dias do mês maio o navio de cruzeiros Balmoral, da conhecida companhia Fred Olsen Cruise Lines, realiza duas vistas a outros tantos portos açorianos. Com 1045 passageiros a bordo, maioria de nacionalidade britânica, a primeira escala tem lugar na Praia da Vitória, finda a qual vai rumar a Ponta Delgada, onde é aguardado na manhã do dia 2 de maio. Assinalamos a relevância deste importante itinerário de 17 dias, denominado Voyage to the Azores & North Africa, em virtude de, mais uma vez, os Açores serem entendidos como destino e ponto de referência nas rotas atlânticas. Construído nos estaleiros alemães Meyer Werft, em Papenburg, foi inaugurado em Junho de 1988 com a designação Crown Odyssey. Integrou então a frota da já extinta companhia grega Royal Cruise Line, armador que mais tarde passou a pertencer ao grupo Kloster, liderado pela Norwegian Cruise Line. Passou a designar-se Norwegian Crown e navegou com as cores da NCL até 2006, embora tenha passado 3 anos fretado à Orient Lines. Adquirido pelo seu atual proprietário em 2007, era um navio de menores dimensões e capacidade do que na atualidade, pois naquela data foi introduzida uma nova secção com 30 metros de comprimento (todos os 4 navios da Fred Olsen foram aumentados da mesma forma). Presentemente, o Balmoral mede 218 metros de comprimento por 28,2 metros de boca, 6,8 metros de calado, possuiu 43,537 toneladas de arqueação bruta e tem capacidade máxima para 1425 passageiros com 512 tripulantes. Com 10 decks de passageiros, disponibiliza 744 cabines, das quais 562 têm vista para o exterior e 182 são interiores. Para dezembro está prevista mais uma escala deste paquete e para o próximo ano, o Balmoral tem já programado 4 escalas nos Açores, três no mês de Outubro e uma em Dezembro.


APP, 30 de abril de 2013 Mais de 66 milhões de euros gastos em Lisboa pelos passageiros e tripulantes de cruzeiro Os passageiros e os tripulantes de cruzeiro gastaram em Lisboa, durante o ano de 2012, cerca de 66,3 milhões de euros contra os 30,9 milhões gastos em 2011, o que representa um aumento de 35,4 milhões, ou seja, 115% Pelo sétimo ano consecutivo, o Observatório do Turismo de Lisboa, em conjunto com a APL, realizou durante o ano de 2012, um estudo sobre o perfil do passageiro internacional de cruzeiros com escala no porto de Lisboa e que tem como objectivo avaliar a satisfação dos passageiros com a sua estadia em Lisboa. O trabalho conclui que: em média, um passageiro de cruzeiro efectua uma despesa diária na cidade na ordem dos €118,39, valor que em 2011 tinha sido de €52,91, o que representa um aumento de 124% na despesa. Este valor inclui gastos em alimentação, compras diversas, transportes na cidade e visitas a monumentos/museus e outras atrações; 97,4% e 97% dos entrevistados recomendam Lisboa como destino de cruzeiros e como destino turístico, respetivamente; 49,1% dos entrevistados que recomendam Lisboa tanto como destino de cruzeiros, como destino turístico, colocam Lisboa no Top 10 de destinos a visitar; 86,3% dos entrevistados consideram provável ou muito provável regressarem a Lisboa, contra os 72% de 2011;numa escala de 1 a 10, o grau de satisfação médio com a visita a Lisboa é de 8,3 quando em 2011 tinha sido de 8,1. O clima, a população local e a rapidez no acesso à cidade são os elementos mais bem classificados numa apreciação específica; De acordo com os dados do Observatório de Lisboa, de que o passageiro de cruzeiro gasta em média 118,39 €, e do estudo de 2011 do European Cruise Council, deque o tripulante gasta 21,10€, e reportando-nos ao ano de 2012, em que chegaram a bordo de navios de cruzeiro a Lisboa 522 604 passageiros e 202 908 tripulantes apuramos um impacto na economia local e nacional de mais de 66 milhões de euros, sem contabilizar o emprego direto e indireto gerado e as prestações de serviço associadas ao negócio, como sejam os gastos dos passageiros em excursões, hotel pré e pós cruzeiro e passagem aérea no caso dos passageiros embarcados/desembarcados. Atendendo a estes valores é indiscutível a importância que a atividade de cruzeiros representa para os seus destinos, que se pretende que sejam cada vez mais atrativos, tanto ao nível das suas instalações portuárias como ao nível do que a cidade pode oferecer passageiros de cruzeiro, e que Lisboa procura ser.


Cargo News, 30 de abril de 2013

SNCF adquire 25% da Comsa Rail Transport A francesa SNCF Geodis chegou a um acordo com a espanhola Comsa Emte para a aquisição de 25% das ações da sua filial Comsa Rail Transport, que faz parte da Ibercargo juntamente com a Takargo.

Assim, a SNCF-Fret, através da sua filial TFH, vai adquirir 25% das ações da Comsa Rail Transport, passando a companhia francesa a ter um representante no conselho de administração. Foi ainda assinado um acordo entre as empresas para a colaboração tendo em vista o desenvolvimento do transporte ferroviário de mercadorias entre a Península Ibérica, a França e o centro da Europa. As companhias comprometem-se a desenvolver condições para o crescimento do setor aproveitando o potencial da ferrovia mas também as novas infra-estruturas do Corredor Mediterrânico que liga Algeciras e Perpignan.

A colaboração contará ainda com o apoio das ligações da VIIA, gestora das auto-estradas ferroviárias da SNCF Geodis, que estudará a viabilidade de prolongar a conexão Bettembourg (Luxemburgo) – le Boulou (Perpignan) até França assim que as infra-estruturas o permitam.

A aquisição ficará concluída apenas com a autorização dos responsáveis europeus pela Concorrência.


Cargo News, 30 de abril de 2013

Espanha e Alemanha colaboram no transporte ferroviário de mercadorias Ana Pastor, ministra espanhola do Fomento, e Peter Ramsauer, ministro do Transporte da Alemanha, reuniram-se recentemente em Munique para acordar formas de impulsionar o transporte ferroviário de mercadorias entre os dois países.

A Alemanha é a principal origem mas também destino do tráfego ferroviário internacional de mercadorias espanhol e o ministério do Fomento do país vizinho anunciou que espera um crescimento importante nos próximos anos "graças a uma maior integração da rede ferroviária espanhola na rede europeia".

Os governantes assistiram ao assinar de um acordo entre os presidentes da Renfe e da DB Schenker Rail AG, Julio Gómez-Pomar e Alexander Hedderich, que tem como objetivo a cooperação no âmbito do transporte ferroviário de mercadorias no espaço europeu.

Com o acordo, os operadores ferroviários espanhol e alemão propõem uma colaboração em várias matérias, tais como o processo de liberalização do mercado ou a adaptação das empresas a uma procura de seviços logísticos. Serão analisados a eficiência e a rentibilidade dos fluxos de transporte ferroviário e as plataformas multimodais, assim como a possibilidade de estabelecer alianças para aumentar e melhorar o transporte ferroviário de mercadorias entre os dois países.

A cooperação será desenvolvida ao longo dos próximos dois anos.


Diรกrio da Regiรฃo, 30 de abril de 2013, pรกg. 5

Recortes 083 02-05-2013  

Porto de Setúbal movimenta 13,2 mil TEU’s • CAT também acredita no potencial do porto de Setúbal enquanto hub Ro-Ro • Administrações portuár...