Page 1

Recortes nº 80 Índice – 23 de abril de 2012 • • • • •

Exportações de bens e serviços ganham quota de mercado Portugal passou a comprar muito menos carros do que produz Cinco milhões de euros para ampliar e remodelar quatro cais fluviais Matos Fernandes “bate com a porta” na APDL «Curso Life Rail foi um grande sucesso»

APSS, SA Praça da República 2904-508 Setúbal Portugal Nº Reg. Comercial e NPC: 502256869 Tel.: +351 265 542000 Fax: +351 265 230992 Sítio Internet: www.portodesetubal.pt Email: geral@portodesetubal.pt


Diário Económico – 23 de abril de 2012, Pág. 8


Jornal de Negocios – 23 de abril de 2012, Påg. 16


Jornal de Notícias – 23 de abril de 2012, Pág. 24


Transportes & Negócios – 23 de abril de 2012

Matos Fernandes “bate com a porta” na APDL Farto de esperar pela definição do novo modelo de gestão dos portos, Matos Fernandes renunciou ao cargo de presidente da APDL. O ministro da Economia valoriza a autonomia e a boa gestão de Leixões.

Matos Fernandes formalizou a demissão ontem, quinta-feira, em carta enviada ao ministro da Economia. Numa nota escrita a que o TRANSPORTES & NEGÓCIOS teve acesso, o gestor sustenta que “a ambição de Leixões não é compatível com a indefinição de mandatos, e a minha saída, voluntária, tem como objectivo garantir a nomeação de um novo Conselho de Administração a 21 de Maio” (data da assembleia geral da APDL).

Matos Fernandes diz-se ainda profundamente preocupado com a “ausência de decisões nas restantes empresas do sector” e lembra que, no caso de Leixões, “o accionista [Estado] tem ainda um mês para a ponderar”.

O mandato do actual Conselho de Administração da APDL – que além de Matos Fernandes integra Brogueira Dias e Amadeu Rocha (estes dois quadros da empresa) – terminou já no final de 2010. A mudança de Governo entretanto ocorrida e a vontade assumida de mexer no modelo de governance do sector fizeram prolongar o exercício de funções até agora.

A piorar a situação de indefinição, e ao que o TRANSPORTES & NEGÓCIOS logrou apurar, está o facto de a tutela há muito não falar com o CA da APDL, nomeadamente a propósito, precisamente, do desenho do modelo de gestão portuária que se pretenderá implementar.

Recorde-se que desde há vários anos que o porto de Viana do Castelo passou a ser detido pelo Porto de Leixões (e o da Figueira da Foz pelo de Aveiro), com o Conselho de Administração da APDL a acumular as mesmas funções na APVC.


Matos Fernandes entrou para a Administração de Leixões por convite expresso da então secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, sua amiga pessoal. Sucedeu na presidência a Ricardo Fonseca, quando aquele foi chamado pelo Executivo socialista para assumir a liderança da Metro do Porto. E aí se manteve até agora, ou até ao final de Maio, quando terá efeito o pedido de demissão ontem apresentado.

Antes de ir para a APDL, Matos Fernandes era um dos rostos da Quaternaire, empresa de consultoria, tendo estado envolvido na elaboração do Plano de Desenvolvimento Estratégico de Leixões.

Apesar dos bons resultados alcançados pelo Porto de Leixões nos últimos anos, a permanência de Matos Fernandes na liderança da APDL era por muitos considerada improvável, independentemente do modelo de governance do sector que vier a ser adoptado. Nomeadamente por causa da sua pública condição de militante socialista.

Confrontando com o anúncio da saída do presidente da APDL, o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, agradeceu-lhe “o trabalho que realizou nos últimos tempos” e garantiu que no novo modelo portuário que está a ser trabalhado com a “troika” serão valorizados “a autonomia e boa gestão” de Leixões.

No ano passado, o Porto de Leixões atingiu um recorde de movimentação de cargas e a APDL um recorde de lucros (10,3 milhões de euros). A tendência de crescimento das cargas manteve-se, e até acelerou, nos dois primeiros meses de 2012.

A APDL tem em curso a construção do terminal de cruzeiros e continua a trabalhar na implantação da plataforma logística portuária. O Plano Estratégico de Transportes prevê para Leixões a criação de um novo terminal de contentores.


Transportes em Revista – 20 de abril de 2012 «Curso Life Rail foi um grande sucesso» Em declarações à Transportes em Revista (TR), após a realização do primeiro curso prático “Life Rail” em Portugal, o presidente da E23S – Escola Europeia de Transporte Marítimo de Curta Distância, Eduard Rodés, classificou a jornada de três dias como «extraordinária». Segundo o responsável, esta primeira edição do curso, que teve lugar entre 16 e 18 de abril, a bordo de um comboio da CP no percurso Bobadela/Sines/Setúbal/Aveiro/Bobadela, «todos os alunos e professores trabalharam muito. Conseguimos aproveitar todos os meios disponíveis e todos nos disseram que tinha valido a pena. Essa situação faz com que tenhamos vontade de fazer mais cursos em Portugal». Eduard Rodés referiu ainda que a segunda edição do curso Life Rail em Portugal poderá realizar-se já em novembro, no entanto, «é necessário confirmar, junto dos nossos parceiros, a disponibilidade dos vários meios envolvidos». Um dos meios envolvidos e que permite a realização do curso, é a carruagem-auditório da CP, que estava já destinada para abate, mas que a escola conseguiu alugar de modo a que pudesse receber os formandos e formadores do “Life Rail”. A E23S está, inclusive, a estudar a hipótese de adquirir o material circulante à CP, conforme referiu Eduard Rodés à TR: «a escola tem a intenção de adquirir esta carruagem. Ficaríamos com um “comboio-escola” magnífico não só para a realização de cursos e eventos em Portugal como também em Espanha. Contamos com a ajuda e colaboração de todos para concretizar este objetivo, principalmente da CP». Rodés referiu também que «é difícil explicar como são os cursos da E23S. Há que vivê-los. No final todos nos disseram que tinha sido uma grande experiência, não só profissional como também pessoal».

Recortes Nº 80 de 2012  

• Exportações de bens e serviços ganham quota de mercado• Portugal passou a comprar muito menos carros do que produz• Cinco milhões de euros...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you