Page 1

Recortes nº 075 Índice – 18 de abril de 2013 • Projeto para Marina de Setúbal volta a estar em cima da mesa • APSS e Câmara de Setúbal fortalecem relações • APSS e Câmara Municipal de Setúbal estreitam colaboração • APSS estreita colaboração com a Câmara Municipal de Setúbal • Portugal, Espanha e França desenvolvem transporte ferroviário de mercadorias comum • Lisboa está no “Top 10” dos cruzeiros e avança com novo terminal • Turistas passam nove horas em Lisboa e gastam 118 euros • Marcas de carros com fábricas em Portugal lideram quebra de vendas

APSS, SA Praça da República 2904-508 Setúbal Portugal Nº Reg. Comercial e NPC: 502256869

Tel.: +351 265 542000 Fax: +351 265 230992 Sítio Internet: www.portodesetubal.pt Email: geral@portodesetubal.pt


Setúbal na Rede, 17 de abril de 2013

Projeto para Marina de Setúbal volta a estar em cima da mesa O projeto para a construção da marina de Setúbal na antiga Doca do Pai Lopes volta a surgir em conversações entre a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) e a Câmara Municipal de Setúbal, apesar de não ser adiantada qualquer data para o seu arranque. Vítor Caldeirinha, presidente da APSS, explica que “o projeto implica um grande investimento no setor imobiliário em terrenos que pertencem à autarquia”. “É o setor imobiliário que paga uma marina”, adianta o presidente da APSS, que vê as atividades ligadas à náutica de recreio e os mega iates como uma mais valia para o porto de Setúbal, já que “é importante complementar a atividade logística com outras relacionadas com o lazer”. O setor logístico nos portos de Setúbal e Sesimbra tem sofrido uma quebra na ordem das importações, devido à crise financeira, mas Vítor Caldeirinha admite uma compensação nas exportações. “A atividade portuária está agora a recuperar das várias greves que se fizeram sentir” no segundo semestre de 2012, frisa o responsável pela APSS, acrescentando que, em breve, “a atividade volta aos níveis habituais”. A fusão entre as administrações dos portos de Setúbal e Sesimbra e a de Lisboa, que está em curso, é vista com agrado pelo que pode permitir “uma redução de custos, maximização de resultados e complementaridade de serviços”. Vítor Caldeirinha entende que “os portos devem ser coordenados em conjunto tendo em vista o desenvolvimento destes e do próprio país e região onde estão inseridos”. O presidente da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra explica que esta fusão tem como o principal objetivo colocar ao dispor de todos os portos os meios e serviços utilizados em Lisboa, Sesimbra e Setúbal. Rogério Matos - 17-04-2013 12:15


Transportes em Revista, 17 de abril de 2013

Futuro protocolo a assinar

APSS e Câmara de Setúbal fortalecem relações A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) e a Câmara Municipal de Setúbal reuniram-se, no dia 3 de abril, com objetivo de começar um novo ciclo no relacionamento institucional entre as duas entidades, anunciou a APSS em comunicado. “Tendo em vista o desenvolvimento harmonioso entre o porto e a cidade”, Vítor Caldeirinha, presidente do Conselho de Administração da APSS, e Maria das Dores Meira, presidente da Câmara Municipal de Setúbal, representaram as duas entidades na reunião. Ficou decidido que vai ser produzido um trabalho de raiz, realizado por uma equipa constituída por elementos das duas instituições, “cujo resultado deverá ser enquadrado num futuro protocolo conjunto a subscrever”. por: Laura Melgão


APP, 18 de abril de 2013

APSS e Câmara Municipal de Setúbal estreitam colaboração A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA e a Câmara Municipal de Setúbal reuniram-se, no dia 3 de abril, no edifício sede da APSS, com o objetivo de iniciar um novo ciclo no relacionamento institucional entre as duas entidades, tendo em vista o desenvolvimento harmonioso entre o porto e a cidade. As duas representações foram chefiadas, respetivamente, pelo Presidente do Conselho de Administração da APSS, Vítor Caldeirinha, e pela Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira. Vai ser produzido um trabalho de raiz, que será realizado por uma equipa constituída por elementos das duas instituições, cujo resultado deverá ser enquadrado num futuro protocolo conjunto a subscrever.


Cargo News, 17 de abril de 2013

APSS estreita colaboração Municipal de Setúbal

com

a

Câmara

No passado dia 3 de abril, a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) e a Câmara Municipal de Setúbal reuniram-se no edifício sede da APSS, com o objetivo de iniciar um novo ciclo no relacionamento institucional entre as duas entidades, tendo em vista o desenvolvimento harmonioso entre o porto e a cidade.

As duas representações foram chefiadas, respetivamente, pelo Presidente do Conselho de Administração da APSS, Vítor Caldeirinha, e pela Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira.

Irá ser produzido um trabalho de raiz, que será realizado por uma equipa constituída por elementos das duas instituições, cujo resultado deverá ser enquadrado num futuro protocolo conjunto a subscrever.


Cargo News, 17 de abril de 2013

Portugal, Espanha e França desenvolvem transporte ferroviário de mercadorias comum Os três países trabalham no desenvolvimento do transporte ferroviário de mercadorias, criando um órgão de gestão comum (AEIE) e um balcão único para o quarto corredor ferroviário (CFM4), refere a Lusa.

O acordo foi esta terça-feira assinado entre o presidente da Refer e os seus congéneres da RFF (francesa) e ADIF (espanhola), criando o Agrupamento Europeu de Interesse Económico (AEIE), que vai assegurar a coordenação, a gestão e a operacionalização de todos os trabalhos relativos ao transporte ferroviário de mercadorias nos três países. O objetivo é agilizar o funcionamento do Corredor Ferroviário de Mercadorias n.º 4 (CFM4 – comum aos três países) de forma a aumentar a competitividade e a quota do mercado. Aquele corredor abrange as linhas ferroviárias existentes nos itinerários.

Sines/Setúbal/Lisboa/Aveiro/Leixões-Algeciras/Madrid/Bilbau- Bordéus/Paris/Le Havre/Metz. A ideia é que, no futuro, um transporte que vá de Portugal para França possa ser feito numa única viagem e pelo mesmo comboio, sem necessidade de esperas nem transbordos.

No final da assinatura do AEIE, o presidente da Refer, Rui Lopes Loureiro, disse que o CFM4 conta com o “forte apoio político e financeiro da União Europeia, que permitiu cobrir grande parte” do investimento necessário. “Há um grande potencial de mercado [nesta área], mas também um longo caminho a percorrer”, prosseguiu, acrescentando que o balcão único, a estabelecer em Madrid e que vai centralizar a informação para evitar que os clientes interessados tenham de se dirigir a cada uma das empresas, vai estar operacional a partir de Novembro. Do lado da RFF, o presidente Jacques Rapoport destacou que Portugal, França e Espanha são “agora uma equipa que trabalha em conjunto”. Afirmando que “ainda existem obstáculos ao desenvolvimento do transporte ferroviário europeu”, frisou que a constituição do AEIE “traduz que há determinação” na instituição do corredor. Do lado espanhol, Gonzalo Ferre Moltó disse que o grande objectivo é “conseguir que cada vez mais o transporte de mercadorias utilize o comboio”.

Segundo a Refer, no conjunto dos três países o tráfego internacional de mercadorias representa um volume de cerca de 303 milhões de toneladas, das quais só aproximadamente 2% são transportados por caminho-de-ferro.


Jornal i, 18 de abril de 2013, pรกg. 9


Diário de Notícias, 18 de abril de 2013, pág. 20


Diรกrio Econรณmico, 18 de abril de 2013, pรกg. 20

Recortes 075 18-04-2013  

Projeto para Marina de Setúbal volta a estar em cima da mesa • APSS e Câmara de Setúbal fortalecem relações • APSS e Câmara Municipal de Set...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you