Page 1

Recortes nº 071 Índice – 12 de abril de 2013 • Debate sobre o mar na APSS • Produção da Autoeuropa cai 31,5% no trimestre • Cruzeiros: Escalas no Porto de Lisboa cresceram 9% no trimestre • Porto de Portimão prevê receber nove escalas em abril • Espanha lança concessão do Porto Seco de Madrid • MacAndrews anuncia terceiro serviço Portugal – Norte da Europa

APSS, SA Praça da República 2904-508 Setúbal Portugal Nº Reg. Comercial e NPC: 502256869

Tel.: +351 265 542000 Fax: +351 265 230992 Sítio Internet: www.portodesetubal.pt Email: geral@portodesetubal.pt


Setubalense, 12 de abril de 2013, pรกg. 8


Diรกrio Econรณmico, 12 de abril de 2013, pรกg. 27


Cargo News, 11 de abril de 2013

Cruzeiros: Escalas no porto de Lisboa cresceram 9% no primeiro trimestre Entre janeiro e março deste ano, o porto de Lisboa registou um crescimento de 9% no total de escalas de navios de cruzeiro, quando comparado com período homólogo em 2012. Este crescimento faz também antecipar um novo recorde do número de escalas em 2013.

Nos primeiros três meses do ano, escalaram o porto de Lisboa um total de 38 navios, contra os 35 registados no mesmo período em 2012, o que confirma a tendência verificada nos últimos anos para a antecipação da época de cruzeiro para o primeiro trimestre, com o consequente esbatimento da sazonalidade da atividade de cruzeiros.

Alguns operadores aumentaram assim o número de escalas realizadas no porto de Lisboa, nomeadamente a Costa Cruises, a P&O Cruises e a Fred Olsen Cruises, e que outros passaram a escalar a capital portuguesa durante o primeiro trimestre, como foi o caso da Holland America Line.

O segundo trimestre é marcado pelas sete escalas em simultâneo no porto de Lisboa, já no próximo dia 17 de abril, um registo recorde que é alcançado pela segunda vez no porto da capital. Os sete navios de cruzeiro que vão atracar em Lisboa na próxima semana trazem à capital cerca de 8 500 turistas, um número muito significativo e com impacto na dinamização do comércio da cidade. Os sete navios de cruzeiro – Boudicca, Star Clipper, Costa Fortuna, Oriana, Sea Cloud, Liberty of the Seas e The World – vão estar distribuídos pelas várias zonas do Porto de Lisboa, entre o Terminal de Cruzeiros de Lisboa, na zona de Santa Apolónia e do Jardim do Tabaco, o Terminal de Cruzeiros da Rocha Conde de Óbidos e o Terminal de Cruzeiros de Alcântara.

Num ano que se prevê de novos recordes para a atividade de cruzeiros no porto de Lisboa, destacamse ainda as 14 escalas inaugurais previstas para 2013. Em abril destacam-se o navio Tere Moana, no dia 12 de abril, que assinala também a estreia do operador Paul Gauguin Cruises em Lisboa, e o Liberty of the Seas, no dia 17.

Durante o mês de abril o porto de Lisboa prevê um total de 54 escalas de cruzeiro, das quais 32 em trânsito, 17 em turnaround, e 5 em interporting, o que representará um crescimento de 38% face às 39 escalas contabilizadas em abril de 2012.


Transportes em Revista, 11 de abril de 2013 Após receção de mil passageiros

Porto de Portimão prevê receber nove escalas em abril O porto de Portimão prevê a receção de nove escalas até ao final do mês de abril, depois de ter recebido os navios “Boudicca” e “Fram”, que trouxeram mais de mil passageiros ao porto, refere a Câmara Municipal de Portimão em comunicado. No dia 14 de abril, o navio boutique “Tere Moana”, da companhia Paul Gaugin Cruises, irá fazer uma escala inaugural no porto, transportando 900 passageiros. A 17 de abril faz escala o “Silver Spirit” com 564 passageiros, enquanto que no dia seguinte o “Star Clipper” estará igualmente no porto de Portimão, com uma lotação de 170 passageiros. Já no dia 22 será a vez do “Seabourn Sojourn” com 450 passageiros, no dia 23 o “Rotterdam” com 1318 passageiros e no dia 28 de abril o “Ryndam” com 1266 passageiros. As duas últimas escalas do mês de abril vão estar a cargo do “Royal Clipper” no dia 29 e do “Thomson Dream” no dia 30. Ao longo do ano estão ainda previstas para o porto de Portimão mais de 50 escalas, trazendo cerca de 35 mil passageiros, o que irá representar um aumento de 53 por cento relativamente ao ano passado. por: Laura Melgão


Transporte & Negócios, 12 de abril de 2013

Espanha lança concessão do Porto Seco de Madrid Afinal, não é apenas o terminal intermodal mas todo o porto seco de Madrid que será concessionado, por um prazo mínimo de 15 anos. O anúncio do concurso foi hoje publicado no Boletim Oficial do país vizinho. A concessão será feita por um prazo inicial de 15 anos, mas poderá ser prorrogada até Julho de 2046, o que representa um máximo de 33 anos. Os interessados têm até ao próximo dia 22 de Maio para apresentarem as respectivas propostas. O valor mínimo pedido pela concessão é de 7,5 milhões de euros nos primeiros 15 anos, acrescidos das rendas variáveis em função do número de unidades intermodais movimentadas no terminal. A ConteRail, que até agora operou o terminal intermodal do porto seco, é apontada como uma natural candidata à concessão. Mas é natural que surjam outros interessados, dada a localização estratégica do porto seco de Madrid nas relações com os principais portos da Península. O porto seco de Coslada é detido pela Puertos del Estado, pela Sepes, pela Comunidade de Madrid, pelo ayuntamiento de Coslada e pelos portos de Valência, Algeciras, Barcelona e Bilbau. No ano passado, o governo de Mariano Rajoy anunciou a privatização, mas o negócio gorou-se porque as avaliações feitas ficaram abaixo do mínimo considerado aceitável. Já no início deste ano, foi anunciado um novo concurso, apenas para a concessão do terminal intermodal, operado até aqui pela ConteRail. Agora surge a concessão de todoo complexo. No ano passado, o porto seco de Madrid terá movimentado cerca de 105 mil TEU, próximo da sua capacidade teórica de 115 mil TEU/ano.


Transporte & Negócios, 11 de abril de 2013

MacAndrews anuncia terceiro serviço Portugal – Norte da Europa A MacAndrews anuncia para o próximo dia 26 o arranque de um terceiro serviço semanal de transporte de contentores entre Lisboa e Leixões e o Norte da Europa. A rotação anunciada é Lisboa, Leixões, Dunquerque, Londres-Tilbury, Roterdão, Dunquerque e regresso a Lisboa. Manuel Baptista, director-geral da companhia em Portugal, destaca as “escalas inéditas em Dunquerque, no Norte de França e fronteira com a Bélgica, com tempos de trânsito de apenas 2/3 dias, imbatíveis à exportação e importação”. Com mais este passam a ser três os serviços semanais da MacAndrews entre Portugal e o Norte da Europa, o que garante saídas de Lisboa e Leixões a cada dois dias, e duas escalas semanais em Londres-Tilbury e Roterdão, uma escala semanal em Liverpool e Dublin e “uma escala em Dunquerque à exportação e outra à importação”. O novo serviço será assegurado “por navios de 450 TEU reais fretados pela MacAndrews”, adiantou aquele responsável ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS. E “neste momento não tem parceiros”. A OPDR é parceira da MacAndrews nas ligações para Roterdão, “mas apenas no serviço das terças-feiras em Leixões (segundas em Lisboa)”, acrescentou. Manuel Baptista destacou ainda a oferta de contentores “high cube pallet-wide” de 40 4 45 pés, reclamando para a MacAndrews a liderança europeia “nos contentores frigoríficos de 45 pés (33 euro-pallets)”.

Recortes 071 12-04-2013  

Debate sobre o mar na APSS • Produção da Autoeuropa cai 31,5% no trimestre • Cruzeiros: Escalas no Porto de Lisboa cresceram 9% no trimestre...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you