Page 1

Recortes nº 69 Índice – 5 de abril de 2012 • • • • •

Secil foi o maior carregador do porto de Setúbal Endesa vai trazer gás pelo terminal de Sines Porto de Sines testa meios de combate a acidente Presidente do porto de Luanda elogia Sines Presidente do porto de Luanda reconhece Sines como porto de referência • Pilotos do Porto de Cabinda fazem estágio em Sines • Titan de Leixões será desmontado e requalificado

APSS, SA Praça da República 2904-508 Setúbal Portugal Nº Reg. Comercial e NPC: 502256869 Tel.: +351 265 542000 Fax: +351 265 230992 Sítio Internet: www.portodesetubal.pt Email: geral@portodesetubal.pt


Transportes em Revista . Online – 28 de março de 2012 Em 2011

Secil foi o maior carregador do porto de Setúbal

A Secil foi o maior carregador do porto de Setúbal em 2011. De acordo com a APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, a Secil movimentou um total de 1,643 milhões de toneladas nesta infraestrutura. “A movimentação de carga da Secil foi distribuída entre o embarque de cimento ensacado e a granel no Terminal de Uso Privativo Secil, com 917 mil toneladas e a receção de clínquer e petcoke no Terminal de Uso Privativo Termitrena, com 726 mil toneladas”, fez saber a APSS em comunicado. Na lista dos quatro maiores carregadores contam a Portucel, com 702 mil toneladas, a Cimpor, com 504 mil toneladas e a Somincor, com 330 mil toneladas. por: Andreia Amaral


Público – 5 de abril de 2012 – Pág. 16


Transportes em Revista . Online – 29 de março de 2012 Simulacro

Porto de Sines testa meios de combate a acidente A APS – Administração do Porto de Sines participo num simulacro empreendido pelo Serviço Municipal de Proteção Civil de Sines, que teve como objetivo testar o Plano de Emergência Externo (PEE) de Sines. O exercício teve como objetivo testar os meios de combate a acidentes e a coordenação entre as diversas entidades em caso de acidente industrial grave. A ação concretizou-se em dois simulacros: o primeiro respeitante a um exercício com libertação de um gás (Butadieno) no Terminal Petroquímico; o segundo envolveu uma ocorrência na fábrica da EuroResinas localizada na ZILS – Zona Industrial e Logística de Sines “A APS teve um papel importante neste exercício uma vez que dispõe de um experiente corpo de bombeiros privativo, em total prontidão 24 horas por dia, que, para além dos elementos de segurança altamente treinados, conta também com viaturas especializadas para o combate a todo o tipo de incidentes que envolvam as diversas tipologias de mercadorias perigosas movimentadas no Porto de Sines”, revela a APS em comunicado. Além do corpo de bombeiros do Porto de Sines e do Serviço de Proteção Civil de Sines, participaram também as corporações de bombeiros dos concelhos de Sines e de Santiago do Cacém, a Capitania do Porto de Sines, a Guarda Nacional Republicana, a EuroResinas, a Repsol, a CLT e demais entidades representadas na Comissão Municipal de Proteção Civil de Sines (CMPC Sines). por: Andreia Amaral


Diário Económico – 5 de abril de 2012 - Pág. 71


Cargo News – 3 de abril de 2012

Presidente do porto de Luanda reconhece Sines como porto de referência O presidente do porto de Luanda, Francisco Venâncio, reconhece em Sines características ímpares que tornam este porto uma infraestrutura de referência, em recente visita efetuada ao porto nacional de águas profundas. A visita centrou-se na partilha de experiências entre os dois portos, nomeadamente no que diz respeito a características físicas e tráfegos, posicionamento estratégico e perspetivas de futuro. Durante a reunião, a presidente do porto de Sines, Lídia Sequeira, teve oportunidade de aflorar o papel de Sines à escala Ibérica e Europeia, bem como as novas oportunidades que se perfilam num futuro próximo com o alargamento do Canal do Panamá e consequente redesenhar das principais rotas transoceânicas. Fatores críticos de sucesso, como a localização geográfica estratégica, a crescente aposta na segurança e sistemas de informação, e uma oferta de serviços de excelência, são alguns dos aspetos que fazem de Sines um porto de referência, e que permitem perspetivar um crescimento sustentado para os próximos anos. Francisco Venâncio referiu alguns dados interessantes do porto de Luanda, o principal porto angolano responsável por cerca de 70% da movimentação total daquele país, dispondo de sete terminais e fáceis condições de acesso, com calados a rondar os -12m. Luanda vê em Sines um porto de referência, e esta visita teve como principal objetivo aprofundar conhecimentos principalmente ao nível da gestão portuária, onde a experiência e o know-how de Sines poderão aportar uma mais-valia considerável no desenvolvimento futuro do porto de Luanda. Refera-se que, por forma a obviar as limitações do porto de Luanda, o Governo de Angola irá investir na construção do Porto do Dande, uma infraestrutura de águas profundas situada a norte da capital, cujas características físicas se aproximarão da realidade de Sines, constituindo um ponto de partida para o intercâmbio comercial entre os dois portos e consequente reforço dos fluxos de mercadorias entre Portugal e Angola.


Transportes em Revista . Online – 2 de Abril de 2012

Protocolo

Pilotos do porto de Cabinda fazem estágios em Sines Os pilotos e técnicos de comunicação do porto de Cabinda vão passar a realizar estágios no porto de Sines. A ação surge na sequência de um protocolo assinado entre a APS – Administração do Porto de Sines e a EPC – Empresa Portuária de Cabinda. A parceria pretende de fomentar o intercâmbio de conhecimentos e experiências técnicas nos domínios de atividade portuária e transportes marítimos. Atualmente, a EPC está a desenvolver dois projetos: um novo porto de águas profundas e e uma nova ponte de cais, tendo como objetivo posicionar o Porto de Cabinda como uma infraestrutura de referência em toda a logística da região, servindo não só Cabinda, mas também os países vizinhos. “Esta empresa portuária angolana identificou Sines como um porto especializado na operação de grandes navios, movimentando diferentes tipos de carga, sendo por isso uma referência para o seu serviço de pilotagem”, explica a APS. “No seguimento deste protocolo está já prevista a receção de dois pilotos do Porto de Cabinda para a realização de estágios, acompanhando os pilotos do Porto de Sines nas manobras de atracação e largada dos navios, dotando-os assim de novas competências para o desempenho da sua atividade”, avança ainda a entidade gestora da infraestrutura portuária portuguesa. por: Andreia Amaral


Transportes em Revista . Online – 2 de Abril de 2012

Porto de Leixões

Titan de Leixões será desmontado e requalificado

O Titan do Molhe Sul do porto de Leixões será desmantelado temporariamente para ser alvo de obras de requalificação. De acordo com a APDL – Administração dos Portos do Douro e Leixões, o Titan “tem revelado alguma instabilidade estrutural e um elevado grau de corrosão, tendo sido já alvo de várias operações de manutenção e reforço de segurança”. Por esse motivo, e aproveitando a construção do futuro Terminal de Cruzeiros de Leixões, “o guindaste será desmontado para receber longas e profundas obras de beneficiação que irão assegurar ao símbolo de Leixões muitos mais anos de vida”. As obras, integradas no projeto de requalificação do Molhe Sul do Porto de Leixões, deverão estar concluídas no final de 2013, altura em que “o Ttitan estará já numa nova posição, cerca de 300 metros mais próximo das praias e da população”, avança a APDL. por: Andreia Amaral

Recortes Nº 69 de 2012  

• Secil foi o maior carregador do porto de Setúbal • Endesa vai trazer gás pelo terminal de Sines • Porto de Sines testa meios de combate a...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you