Issuu on Google+

Recortes nº 017 Índice – 25 de Janeiro de 2011 - Prémio de Logística do Porto de Setúbal volta a ter edição em 2011-01-25 Governo aumenta custos dos porto em 30% e ameaça exportações - Agepor: Novas taxas de Sanidade e SEF retiram competitividade aos portos - Navios pagam mais 30% nos portos nacionais - Brasil estuda entreposto comercial em Sines - Brasil pondera criar hub para a Europa em Sines - CP Carga associa-se ao Fórum Empresarial da Economia do Mar - CP Carga associa-se ao Fórum Empresarial da Economia do Mar - Gijon recebe sessão de trabalho do Projecto Proposse - Porto de Gijón acolhe sessão de trabalho do Projecto PROPOSSE


Público.Online – Carga & Transportes, 16 de Janeiro de 2011

APSS e ESCE anunciam trabalho vencedor até 30 de Outubro

P rémio de Logística do Porto de Setúbal volta a ter edição em 2011 A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA (APSS) e a Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE) do Instituto Politécnico de Setúbal voltam a lançar em 2011 o Prémio de Logística do Porto de Setúbal, destinado a distinguir os alunos, pertencentes ao último ou penúltimo ano de qualquer Licenciatura, Pós-graduação ou Mestrado, a nível nacional, que aborde a Logística Marítimo Portuária, enquadrada em temas relacionados com a região e o porto de Setúbal, privilegiando os potenciais efeitos práticos nas empresas e na realidade económica. O prémio a atribuir à candidatura vencedora é de dois mil Euros e a data limite para a recepção de candidaturas é 15 de Julho. O regulamento do Prémio de Logística do Porto de Setúbal pode ser consultado no sítio da APSS: www.portodesetubal.pt Os trabalhos a concurso deverão apresentar análises inovadoras e versar um dos seguintes temas: logística ‘roll-on roll-off’; logística do papel; logística do contentor; logística dos produtos metalúrgicos; logística do sector cimenteiro; auto-estradas marítimas; sistemas de informação portuários; logística intermodal na Península Ibérica; formação portuária e logística; eficiência dos terminais portuários; ou marketing portuário. O anúncio do trabalho premiado será realizado até 30 de Outubro e publicado em dois jornais nacionais. As duas entidades promotoras do Prémio de Logística do Porto de Setúbal têm em consideração que interessa promover a região de Setúbal, sendo que a logística é uma ferramenta fundamental à excelência no desempenho da actividade portuária e à diferenciação em relação aos outros portos e regiões.


Diário Económico , 25 de Janeiro de 2011 – Pág. 48


Cargo News, 24 de Janeiro de 2011

Agepor: Novas taxas de Sanidade e SEF retiram competitividade aos portos A Agepor tornou pública uma carta enviada ao Primeiro-ministro em que alerta para a perda da competitividade dos portos portugueses, e em consequência as exportações nacionais, originados pelos custos acrescidos que as escalas dos navios nos portos nacionais passaram a ter desde o início do ano. Segundo a associação de classe dos agentes de navegação, as taxas de Sanidade aumentam o custo das escalas de navios de carga de médio porte em percentuais que variam entre 10 e 20 por cento, e que, se se somarem as novas taxas do SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), o intervalo do aumento situa-se entre os 11 e os 29. A Agepor clama que “estes custos são resultantes de um invulgar e irrazoável aumento no preço de serviços, sem que se vislumbre qualquer correspondência em acréscimo de trabalho ou investimento que os justifiquem”.


Transportes & Negócios, 24 de Janeiro de 2011

Navios pagam mais 30% nos portos nacionais Depois do SEF, a Sanidade. Os agentes de navegação voltam a denunciar o aumento dos custos  imputados aos navios que aportam aos portos nacionais. Aparentemente sem resposta. [+]


Transportes & Negócios, 24 de Janeiro de 2011

Brasil estuda entreposto comercial em Sines A instalação de um entreposto comercial do Brasil em Sines é uma hipótese que se  mantém em aberto, garantiu o embaixador daquele país em Lisboa. [+]


Cargo News, 24 de Janeiro de 2011

Brasil pondera criar hub para a Europa em Sines O Brasil está a analisar a criação de um entreposto comercial em Sines para aumentar o comércio de contentores para a Europa, segundo revelou o embaixador do Brasil em Portugal. "Estamos interessados em ver a possibilidade de aumentar o comércio de contentores com Portugal, com vista ao mercado interno, mas também com vista a outros territórios dentro da Europa", disse hoje, em declarações à agência Lusa, o embaixador do Brasil em Portugal, Mário Vilalva. O representante da diplomacia brasileira em Portugal esteve hoje na cidade alentejana, onde reuniu com o presidente da aicep - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, Basílio Horta, bem como com a administração do Porto de Sines, com o objetivo de conhecer a Zona Industrial e Logística e a infraestrutura portuária. Mário Vilalva referiu-se à criação de um entreposto comercial em Sines como uma "possibilidade concreta", que está a ser analisada, mas também como um "sonho antigo que existe no Brasil" e que agora está "mais perto de se concretizar". A participação no "desenvolvimento da própria infra-estrutura de logística" também é uma possibilidade, não só do porto em si, mas de "tudo aquilo que leva o porto a outros lugares", avançou ainda o embaixador, mostrando interesse na construção da nova ferrovia entre Sines e Espanha. Colaborar na ligaçáo ferroviária é possibilidade "Se há uma ideia de se fazer uma ferrovia nova, o Brasil também pode participar na construção desta nova ferrovia, que obviamente diminuiria muitos dias de entrega de produtos, não só no mercado português, como também por toda a Espanha", disse. Esta é uma das formas do Brasil colaborar com Portugal, num momento de dificuldades para o país, respondeu, quando questionado se o actual governo continua disponível, como tinha assegurado o anterior presidente, Lula da Silva, para "ajudar Portugal". "O Brasil não tem condições para ajudar Portugal ou outros países, ainda é um país pobre, mas nós temos condições de colaborar neste momento de dificuldades e é o que estamos fazendo", disse, acrescentando que a sua deslocação a Sines "é uma manifestação nesse sentido". "Podemos colaborar incrementando o nosso fluxo de comércio, de investimento", destacou, sem se querer manifestar sobre a hipótese de o Brasil vir a comprar dívida pública portuguesa, remetendo essa decisão para o Banco Central Brasileiro, que, sublinhou, é independente do Governo.


Newsletter APP , 24 de Janeiro de 2011

CP Carga associa­se ao Fórum Empresarial da  Economia do Mar A CP Carga S.A. associou­se ao Fórum Empresarial da Economia do Mar, uma  associação de empresas que teve o seu lançamento oficial em 29 de Abril de 2010,  prevista no estudo "Hypercluster da Economia do Mar" elaborado pelo Professor  Ernâni Lopes. O FEM tem por objectivos: ­ contribuir para o assumir da economia do mar como um desígnio nacional, por  forma a afirmar Portugal como actor marítimo relevante, ao  nível global;  ­ Contribuir para o desenvolvimento sustentável do mar e  valorizar a sua importância como um dos principais recursos  económicos, projectando­o como o grande motor do  desenvolvimento económico do país;  ­ Promover uma estratégia comum e integrada das actividades relacionadas com a  economia do mar, bem como criar as condições e fomentar as boas práticas  empresariais de excelência e cooperação entre os actores estratégicos nacionais,  com vista ao desenvolvimento da economia portuguesa e à produção de riqueza  colectiva em todos os sectores de actividade relacionados com a economia do mar.  Face ao potencial estratégico que a Economia do Mar representa para o nosso país,  a CP Carga S.A. associou­se a este Fórum, sendo seu parceiro na colocação de  Portugal como importante player da Economia do Mar a nível global.


Cargo News, 24 de Janeiro de 2011

CP Carga associa-se ao Fórum Empresarial da Economia do Mar A CP Carga associou-se ao Fórum Empresarial da Economia do Mar, uma associação de empresas que teve o seu lançamento oficial em 29 de Abril de 2010, prevista no estudo "Hypercluster da Economia do Mar" elaborado pelo Professor Ernâni Lopes. O objetivo do referido Fórum é contribuir para o assumir da economia do mar como um desígnio nacional, por forma a afirmar Portugal como ator marítimo relevante, ao nível global; contribuir para o desenvolvimento sustentável do mar e valorizar a sua importância como um dos principais recursos económicos, projetando-o como o grande motor do desenvolvimento económico do país; e promover uma estratégia comum e integrada das atividades relacionadas com a economia do mar, bem como criar as condições e fomentar as boas práticas empresariais de excelência e cooperação entre os atores estratégicos nacionais, com vista ao desenvolvimento da economia portuguesa e à produção de riqueza coletiva em todos os setores de atividade relacionados com a economia do mar. Face ao potencial estratégico que a Economia do Mar representa para o nosso país, a CP Carga S.A. associou-se a este Fórum, sendo seu parceiro na colocação de Portugal como importante player da Economia do Mar a nível global. Mais informações sobre o Fórum Empresarial da Economia do Mar em www.fem.pt


Cargo News, 24 de Janeiro de 2011

Gijon recebe sessão de trabalho do Projeto Proposse Esta terça-feira, dia 25, vai realizar-se mais uma sessão de trabalho do Projeto Proposse, de que o porto de Aveiro é o representante português. O Porto de Gijón é a entidade anfitriã, estando previsto que participe o pleno das entidades que integram o projeto, informa a APP. O projeto Proposse - Promote Ports, SSS & SME Cooperation é um projeto europeu de cooperação entre os portos de Aveiro, de Gijón, Le Havre, Poole e Cork, as associações representativas de PME´S, Associação Industrial do Distrito de Aveiro e a Câmara de Comércio de Oviedo, e um organismo inglês de I&D, Marine South East, para a promoção do Short Sea Shipping (SSS) junto das PME`S fixadas nos respetivos hinterlands. Para além das atividades de gestão e monitorização e de disseminação dos resultados dos projetos, que são comuns e obrigatórias em projetos de cooperação transeuropeus, o projeto Proposse, iniciado em março de 2009, prevê a identificação e a caraterização das linhas regulares de SSS em serviço no Arco Atlântico, a realização de um estudo de mercado dos hinterlands dos portos do projecto, a análise das necessidades logísticas das PME´s, a promoção de alianças entre os transportadores rodoviários e os operadores marítimos/operadores logísticos e, por fim, a definição e o estudo da viabilidade de novos serviços potências de SSS.


Newsletter APP , 23 de Janeiro de 2011

Porto de Gijón acolhe sessão de trabalho do  Projecto PROPOSSE Esta terça­feira, dia 25, vai realizar­se mais uma sessão de trabalho do Projecto  Proposse. O Porto de Gijón é a entidade anfitriã, estando previsto que participe o  pleno das entidades que integram o projecto. O início do encontro está previsto para as 09:30. Recorde­se que o projecto PROPOSSE ­ Promote Ports, SSS & SME Cooperation é  um projecto europeu de cooperação entre os portos de Aveiro, de Gijón, Le Havre,  Poole e Cork, as associações representativas de PME´S, Associação Industrial do  Distrito de Aveiro e a Câmara de Comércio de Oviedo, e um  organismo inglês de I&D, Marine South East, para a  promoção do Short Sea Shipping (SSS) junto das PME`S  fixadas nos respectivos hinterlands. Para além das actividades de gestão e monitorização e de  disseminação dos resultados dos projectos, que são comuns  e obrigatórias em projectos de cooperação transeuropeus, o  projecto PROPOSSE, iniciado em Março de 2009, prevê a  identificação e a caracterização das linhas regulares de SSS  em serviço no Arco Atlântico, a realização de um estudo de mercado dos hinterlands  dos portos do projecto, a análise das necessidades logísticas das PME´s, a  promoção de alianças entre os transportadores rodoviários e os operadores  marítimos/operadores logísticos e, por fim, a definição e o estudo da viabilidade de  novos serviços potências de SSS.


Recortes Nº017 de 2011