Page 1

Recortes nº 015 Índice – 21 de Janeiro de 2011 - Carga contentorizada cresceu 120% em Setúbal - Prémio de Logística - APSS e ESCE lançam edição 2011 - Lisboa recebeu ‘Grande Congro na viagem inaugural - Embaixador do Brasil visita Porto de Sines - Porto de Sines recebeu mais um gigante dos mares em viagem inaugural - MSC Livorno escalou Sines na primeira viagem - Leixões fechou 2010 com 14,6 milhões de toneladas - APDL aumenta exportações em 115 - Novo contrato do TGV no Tribunal de Contas - Governo altera contrato do TGV para viabilizar visto do TC - Governo aprova alterações do contrato do TGV Poceirão-Caia - Governo altera concessão Poceirão-Caia para satisfazer Tribunal de Contas - Alphaliner: Crescimento da capacidade de transporte de contentores será de 8,8% em 2011-01-21 Los fabricantes pieden mejoras en los servicios para poder aumentar la cuota modal del tren

1


Transportes em Revista.Online, 18 de Janeiro de 2011 Para cerca de 45 mil TEUs

Carga contentorizada cresceu 120% em Setúbal O movimento de carga contentorizada no porto de Setúbal registou um crescimento de 120 por cento no ano passado, para mais de 500 mil toneladas, o que correspondeu a aproximadamente 45 mil TEU’s (mais 75 por cento do em 2009). Este foi um valor recorde num segmento que tem conhecido um forte crescimento, graças à nova fábrica da Portucel junto ao porto, bem como às novas linhas de navios porta-contentores que passaram a escalar regulamente o porto do Sado, com ligações ao Norte da Europa, ao Mediterrâneo e à Costa Africana. A Comunidade Portuária de Setúbal tem vindo a apostar no desenvolvimento do segmento de contentores, com um esforço de aumento do leque de soluções competitivas intermodais, quer para armadores quer para clientes, designadamente dos terminais da Sadoport e da Tersado. Além da Portucel existem outros clientes que utilizam o porto de Setúbal para a exportação de produtos transformados para África e para o movimento de produtos com os países da bacia do Mediterrâneo ou do Norte da Europa, recorrendo à ligação ferroviária diária entre a Bobadela e o porto de Setúbal e as linhas marítimas da Maersk, Safmarine, Portline, Grimaldi, UECC, WEC, Tarros ou Eurocondal. por: Carlos Moura

2


Logística Moderna.Online, 20 de Janeiro de 2011

Prémio de logística

APSS e ESCE lançam edição 2011

A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS) e a Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal (ESCE) já abriram a edição de 2011 do "Prémio de Logística do Porto de Setúbal". O prazo de entrega para as candidaturas é 15 de Julho e a vencedora ganha dois mil euros. O prémio visa distinguir um aluno ou um grupo a frequentar o último ou penúltimo ano de qualquer licenciatura, pós-graduação ou mestrado de logística marítimo portuária, que se prenda com questões ligadas ao porto de Setúbal e respectiva envolvente. De acordo com um comunicado veiculado pela APSS, os “trabalhos a concurso deverão apresentar análises inovadoras e versar um dos seguintes temas: logística roll-on roll-off; logística do papel; logística do contentor; logística dos produtos metalúrgicos; logística do sector cimenteiro; auto-estradas marítimas; sistemas de informação portuários; logística intermodal na Península Ibérica; formação portuária e logística; eficiência dos terminais portuários; marketing portuário”. O regulamento do referido concurso está disponível em www.portodesetubal.pt, sendo que o anúncio do premiado ocorrerá a 30 de Outubro e será publicado em dois jornais nacionais.

3


Transportes em Revista.Online, 14 de Janeiro de 2011 Navio “conro” de última geração

Lisboa recebeu ‘Grande Congo’ na viagem inaugural O navio “Grande Congo”, do armador italiano Grimaldi, escalou o porto de Lisboa na sua viagem inaugural. Construído pelos estaleiros da Hyundai, tem um comprimento de 210 metros, uma largura de 32 metros e dispõe de uma capacidade para transportar 3.550 veículos, assim como 1.286 TEU’s. Terceiro navio a ser entregue pelos estaleiros da Hyundai ao armador e oitavo desta geração de navios “conro”, o “Grande Congo” foi colocado ao serviço da linha regular “Southern Express Service”, que liga o Norte da Europa com África Ocidental. O serviço tem escalas em vários portos europeus e africanos, designadamente Amesterdão, Hamburgo, Tilbury, Antuérpia, Le Havre, Leixões, Dakar, Lomé, Pointe Noire, Boma, Mataldi e Luanda. Em Lisboa, opera no Terminal de Contentores de Santa Apolónia, concessionado à Sotagus, do grupo Tertir, que é detido pela Mota-Engil, na sua vertente de Ambiente e Serviços. por: Carlos Moura

4


Newsletter APP, 21 de Janeiro de 2011

HOJE, SEXTA-FEIRA, 21 DE JANEIRO

Embaixador do Brasil visita Porto de Sines Hoje,

dia 21 de Janeiro, o Porto de Sines recebe a visita do Embaixador do Brasil em Portugal, Mário Vilalva. A visita inicia-se pelas 10h30 na Zona Industrial e Logística de Sines, contando com a presença de Basílio Horta, Presidente da AICEP Portugal Global e Lídia Sequeira, Presidente do Porto de Sines.

5


Newsletter APP, 20 de Janeiro de 2011

VIAGEM INAUGURAL DO MSC LIVORNO

Porto de Sines recebeu mais um gigante dos mares em viagem inaugural O Porto de Sines voltou a receber no Terminal XXI, no passado dia 18 de Janeiro, mais um gigante dos mares em viagem inaugural, o “MSC Livorno”, um dos maiores navios porta-contentores em operação no mundo. Este navio da Mediterraneam Shipping Company (MSC) apresenta como características um comprimento fora-a-fora de 356,5 metros, uma boca de 51,2 metros e um Deadweight de 153.115 toneladas, possibilitando o transporte de 14.000 TEU. O MSC Livorno teve como último porto de escala Singapura fazendo ligação dos Portos Extremo Oriente à Europa, sendo Sines o primeiro Porto da Europa a recebe-lo. Como prática habitual e forma de distinguir este acontecimento a Administração do Porto de Sines entregou uma placa comemorativa ao comandante do navio, referente à sua estadia no terminal XXI na viagem inaugural. Desta forma, o Porto de Sines acumula já a recepção de 7 motherships de última geração (14.000 TEU) em viagem inaugural nos últimos meses, o que demonstra a preferência deste porto nas linhas de maior valor, que têm vindo a incorporar os mais modernos e maiores navios portacontentores. Estes navios e linhas apresentam maiores economias de escala e potencial de crescimento e Sines está no grupo restrito de portos com características físicas e operacionais para os receber, pois são exigidos fundos de pelo menos 16 metros e pórticos de cais super postpanamax.

6


Cargo News, 20 de Janeiro de 2011

MSC Livorno escalou Sines na primeira viagem Sines voltou a receber no Terminal XXI, no passado dia 18 de Janeiro, mais um gigante dos mares em viagem inaugural, o “MSC Livorno”, um dos maiores navios porta-contentores em operação no mundo. Este navio da Mediterraneam Shipping Company (MSC) apresenta como caraterísticas um comprimento fora-a-fora de 356,5 metros, uma boca de 51,2 metros e um deadweight de 153.115 toneladas, possibilitando o transporte de 14.000 teu. O MSC Livorno teve como último porto de escala Singapura fazendo ligação dos portos do Extremo Oriente à Europa, sendo Sines o primeiro porto do velho continente a recebê-lo. Como prática habitual, e forma de assinalar este acontecimento, a Administração do Porto de Sines entregou uma placa comemorativa ao comandante do navio, referente à sua estadia no terminal XXI na viagem inaugural. O porto de Sines acumula já a receção de sete motherships de última geração (14.000 teu) em viagem inaugural nos últimos meses. Estes navios apresentam maiores economias de escala e potencial de crescimento e Sines está no grupo restrito de portos com caraterísticas físicas e operacionais para os receber, pois são exigidos fundos de pelo menos 16 metros e pórticos de cais super post-panamax. Embaixador do Brasil visita porto de Sines Amanhã, dia 21 de janeiro, o porto de Sines recebe a visita do Embaixador do Brasil em Portugal, Mário Vilalva. A visita inicia-se na Zona Industrial e Logística de Sines, e contará com a presença de Basílio Horta, presidente aicep Global Parques e Lídia Sequeira, presidente do porto de Sines.

7


Cargo News, 19 de Janeiro de 2011

Leixões fechou 2010 com 14,6 milhões de toneladas O porto de Leixões registou em 2010 um aumento de 11% nas mercadorias exportadas para países não comunitários face ao ano anterior, um valor determinante para Leixões encerrar o ano com um crescimento de 3% no volume de mercadoria movimentada, num total de 14,6 milhões de toneladas. Do balanço final de 2010 destaca-se o aumento na carga geral fraccionada (+72%), granéis sólidos (+7%) e na carga contentorizada (+10%), que mantém a tendência de crescimento graças ao aumento das exportações. Os mercados de destino que mais contribuíram para o aumento das exportações foram os EUA, Moçambique, Canadá e Marrocos e as mercadorias que mais cresceram foram o ferro e aço, o cimento, máquinas e bebidas. Como já aqui foi dito, o porto de Leixões atingiu um novo máximo na movimentação de contentores totalizando 481.811 teu. O crescimento verificou-se nos contentores cheios (+11%) .

8


Transportes em Revista.Online, 20 de Janeiro de 2011

Em 2010

APDL aumenta exportações em 11% O Porto de Leixões registou, em 2010, um aumento de 11 por cento nas mercadorias exportadas para países não comunitários face ao ano anterior. No total de mercadorias movimentadas, Leixões atingiu os 14,6 milhões de toneladas, mais três por cento que em 2009. Segundo a APDL “do balanço final de 2010 destaca-se o aumento na Carga Geral Fraccionada (+72%), Granéis Sólidos (+7%) e na Carga Contentorizada (+10%), que mantém a tendência de crescimento graças ao aumento das exportações”. Os mercados de destino que mais contribuíram para o aumento das exportações foram os EUA, Moçambique, Canadá e Marrocos e as mercadorias que mais cresceram foram o Ferro e Aço, o Cimento, Máquinas e Bebidas. Entretanto, a APDL anunciou também que atingiu um novo máximo na movimentação de contentores totalizando 481.811 TEU. O crescimento verificou-se nos contentores cheios (+11%) . por: Pedro Pereira

9


Diário Económico, 21 de Janeiro de 2011 – Pág. 52

10


Público, 21 de Janeiro de 2011 – Pág. 25

11


Jornal de Negócios, 21 de Janeiro de 2011 – Pág. 27

12


Cargo News, 20 de Janeiro de 2011

Governo altera concessão Poceirão-Caia para satisfazer Tribunal de Contas O Governo aprovou em conselho de ministros uma alteração ao contrato de concessão da alta velocidade entre Poceirão e Caia de forma a preencher os requisitos para obter o visto prévio do Tribunal de Contas. A Refer e a Rave decidiram, em outubro, retirar o pedido de visto prévio à concessão que fará a ligação por alta velocidade ferroviária entre Lisboa e Madrid "na sequência de pedidos de esclarecimento formulados oportunamente pelo Tribunal de Contas em relação a aspetos particulares do contrato". O Executivo explica que em causa está a uniformização do regime de modificações unilaterais do Concedente; a eliminação do Anexo referente ao Acordo relativo aos efeitos da Variação do Indexante da Taxa de Juro; a eliminação da garantia pessoal do Estado, no âmbito do empréstimo contraído pela Elos, Ligações de Alta Velocidade, S. A., junto do Banco Europeu de Investimento, a substituir por garantia prestada por um sindicato bancário; e a alteração, em consequência, do caso base do Contrato de Concessão.

13


Cargo News, 20 de Janeiro de 2011

Alphaliner: Crescimento da capacidade de transporte de contentores será de 8,8% em 2011 A oferta de capacidade em navios portacontentores vai crescer a taxa anual média de 8,7% durante os próximos dois anos: 1,26 milhões de teu devem ser adicionados em 2011 e 1,33 milhões de teu em 2012, segundo a Alphaliner, que acrescenta ter sido de 1,320 milhões de teu o aumento em 2010. Embora os aumentos da frota em 2011 e 2012 não alcancem os números de 2006-2008, quando foram adicionados 1,37 milhões de teu, o nível de aumento da capacidade permanece um desafio para a indústria. Uma grande parte das novas ofertas de slots de 2010 foi absorvida pelo aumentado derivado da ráoida recuperação económica. A nível global os cinco maiores portos cresceram 18% em média no primeiro trimestre de 2010, mas quebraram 8% no quarto trimestre, com a tendência para o crescimento mais lento a persistir provavelmente nos primeiros meses deste 2011.

14


El Vigia, 7 de Dezembro de 2010 – Pág. 18 e 19

15

Recortes Nº015 de 2011  

- Carga contentorizada cresceu 120% em Setúbal - Prémio de Logística - APSS e ESCE lançam edição 2011 - Lisboa recebeu ‘Grande Congro na via...