Issuu on Google+

Newsletter dos Portos de SetĂşbal e Sesimbra NÂş 29 - Julho de 2011 - Trimestral


FICHA TÉCNICA Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra Número 29 – Julho 2011 Propriedade: APSS - Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA Morada: Praça da República - 2904-508 Setúbal Tel.: (+351) 265 542 000 - Fax: (+351) 265 230 992 Email: geral@portodesetubal.pt www.portodesetubal.pt Directora: Fátima Évora Edição: Departamento de Marketing e Documentação Coordenação gráfica: Paulo Simões, Nuno Lobo Paulo Fotografia: Nuno Lobo Paulo, Paulo Simões Redacção: Maria João Bacalhau, João Gonçalves, Fátima Évora Colaboradores convidados: Paulo Aldeia, Augusto Felício Concepção Gráfica: White Brand Services Impressão: Armazém de Papéis do Sado ISSN: 1645-913X Depósito Legal: 202330/03 Tiragem: 1.200 exemplares Periodicidade: Trimestral

www.facebook.com/portodesetubal

Distribuição: Gratuita APSS,SA - Todos os direitos reservados. www.youtube.com/portoofsetubal


EDITORIAL

A preservação de elementos da história do Porto de Setúbal

o Porto de Setúbal passa a estar ligado à auto-estrada por via

e a sua disponibilização para consulta, foram os objectivos que

rápida, o que representa mais segurança e ganhos de tempo.

nortearam a criação do Museu Virtual do Porto de Setúbal, que já se encontra online, em versão experimental.

Por outro lado, foi realizada pela APSS uma intervenção nas vias ferroviárias de acesso aos terminais portuários, destinada

Trata-se de um projecto promovido pela APSS, que inclui

a optimizar as condições de tráfego dos comboios naquelas infra-

o património físico desta Administração Portuária, mas pretende

estruturas, adaptando-as ao forte crescimento que a movimentação

integrar no acervo virtual elementos de outra proveniência que

de mercadorias por ferrovia tem registado neste porto.

ilustrem, de algum modo, a história sócio-económica e cultural deste porto.

No Porto de Sesimbra, merece destaque a conclusão da obra da Ponte Cais nº 3. Trata-se de um investimento de

Neste sentido, estamos a dinamizar uma campanha,

1,3 milhões de euros, que representa melhorias efectivas nas

designada “Retratos do Porto de Setúbal”, que apela à participação

condições de operação e funcionalidade das infra-estruturas

de colaboradores, actuais e antigos da APSS, de outras

destinadas às actividades da pesca. Este investimento insere-se

empresas/entidades ligadas ao porto e ainda da população de

no âmbito das intervenções previstas no Plano de Ordenamento

Setúbal. Pretende-se sensibilizar as pessoas para o empréstimo de

do Porto.

documentos particulares para digitalização e integração no museu, que contribuam para o enriquecimento desta colecção, tornandoo no álbum virtual do Porto de Setúbal.

Ainda no Porto de Sesimbra, entrou em funcionamento o pontão Espadarte, localizado entre as pontes cais 1 e 2 (lado Norte), destinado à acostagem de embarcações que se dedicam ao exercício

Apesar do actual contexto económico, o movimento de

das actividades marítimo-turísticas

mercadorias no Porto de Setúbal no primeiro semestre, registou um aumento de 3,7%, comparativamente ao período homólogo de 2010, que, lembre-se, foi um recorde na tonelagem movimentada. Na vertente comercial, o segundo trimestre do ano destacouse pelo incremento da oferta de serviços de transporte marítimo, quer através duma nova linha da Maersk, quer na extensão da linha da Tarros a outros destinos, servidos directamente por Setúbal, designadamente através da ligação ao porto de Mersin, na Turquia, porta de entrada do Mediterrâneo para o Oriente.

O Presidente, Engº Carlos Gouveia Lopes

No caso do novo serviço da Maersk, merece referência o facto do Porto de Setúbal passar a dispor de ligação semanal directa ao porto de Algeciras, o que torna o porto mais atractivo neste segmento de tráfego, com benefícios reais, que serão, certamente, reconhecíveis pelas indústrias do hinterland. Refira-se que Setúbal tem sido objecto de um crescimento assinalável no movimento de mercadorias em contentores, que se cifra na ordem dos cinquenta por cento, comparativamente ao ano anterior. Do lado de terra também foram melhorados os factores de atractividade do porto, resultantes de obras de beneficiação dos acessos rodo e ferroviários. No que concerne à rodovia, com a abertura ao tráfego do sublanço entre o nó do Alto da Guerra (Estrada nacional 10) e o Nó A2/A12 (a Sul da portagem de Setúbal), cumpriu-se um desejo antigo da Comunidade Portuária de Setúbal:

03


NOTÍCIAS

Porto de Setúbal tem acesso directo à auto-estrada O Porto de Setúbal ficou ligado à auto-estrada A2, desde 19 de Maio, com a abertura ao tráfego do sublanço entre o Nó do Alto da Guerra (Estrada nacional 10) e o Nó A2/A12 (a Sul da portagem de Setúbal). Este melhoramento representa uma vantagem para o porto e um benefício real para os seus clientes, quer os que se localizam na Península da Mitrena, quer os que se distribuem pelo hinterland. Completou-se, deste modo, o acesso directo ao Porto de Setúbal sem cruzamentos e com maior segurança, ligando a marginal do porto, EN10-4, à A2 (Ponte 25 de Abril) e à A12 (Ponte Vasco da Gama), o que constitui um significativo ganho de tempo, quer em relação às ligações a Lisboa e a toda a rede rodoviária nacional, quer a todo o hinterland ibérico.

reforço das zonas onde estão instalados os aparelhos de mudança de via, quer no acesso ao parque do Terminal da Autoeuropa, quer

É uma excelente

no acesso comum aos terminais multiusos. O procedimento em

notícia para a Comunidade

ambos os locais consistiu no levantamento das linhas, incluindo

Portuária de Setúbal e um

as estruturas e travessas, e na aplicação de uma laje em betão na

factor de competitividade a

qual voltaram a ser recolocadas as linhas.

somar ao Porto de Setúbal, já que esta ligação permite o acesso

dos

Ficaram assim substancialmente melhoradas as manobras

camiões

e a circulação ferroviária de e para os referidos terminais, adequando-

directamente ao porto em

as ao forte crescimento que a movimentação de carga por ferrovia

poucos minutos, sem qualquer cruzamento ou constrangimento

tem vindo a registar no Porto de Setúbal, crescimento esse, que

urbano, facilitando a chegada da carga e o seu escoamento, um

atingiu 56% em 2010.

benefício que se estende às unidades industriais localizadas na Península da Mitrena.

APSS moderniza acesso ferroviário aos terminais de carga As vias ferroviárias de acesso aos terminais Multiusos Zona 1 (Tersado), Multiusos Zona 2 (Sadoport) e

Terminal

Ro-Ro

(Autoreuropa) foram objecto

de

uma

intervenção destinada a optimizar as condições do tráfego ferroviário naquelas infra-estruturas. A obra, executada pela Neopul, SA, visou o

04


NOTÍCIAS

Linha Tarros reforça oferta em Setúbal A Linha de Serviço Regular Tarros, que escala o Porto de Setúbal desde 2009, agenciada pela AtlanticLusofrete, aumentou a sua oferta com uma ligação ao porto de Mersin, na Turquia, porta de entrada do Mediterrâneo para o Oriente.

Este porto italiano tem um movimento anual que já superou 19 milhões de toneladas, com a carga contentorizada a ultrapassar 1 milhão de TEU. É um porto de grande importância na ligação para os mercados mediterrânicos e norte-africanos.

Porto de Setúbal oferece novo serviço Maersk O operador de transporte marítimo Tarros passa a ligar regularmente, no sentido Leste, desde o Porto de Setúbal, os portos

A Maersk reforça a aposta no Porto de Setúbal através dum

de La Spezia e Salerno, na Itália; Piraeus, na Grécia; Istanbul e

novo serviço semanal de transporte de contentores, o F03 - Tenerife

Mersin, na Turquia, e, para Oeste, desde Mersin, os portos de

Feeder, com capacidade para cerca de 500 TEU. Com esta oferta

Alexandria, no Egipto; Nápoles e La Spezia, na Itália; Casablanca, em Marrocos, e Setúbal. Paralelamente, são oferecidos serviços com transhipment para os portos de Gemlik, Gebze e Izmir, na Turquia; Alger, Oran e Annaba, na Algéria; Trapani, na Itália; Lattakia, na Síria; Odessa, na Ucrânia; Novorossik, na Rússia e, ainda, serviços para Malta e para a Tunisia. Recorde-se que a APSS – Administração dos Portos de Setúbal, SA assinou um Protocolo de Cooperação com a Autoridade Portuária de La Spezia em 2010, potenciando ainda mais a oferta de serviços aos clientes do Porto de Setúbal, uma vez que aquele porto italiano tem ligações para o Médio e Extremo Oriente, Oceânia, África e Américas, para além da Europa e Mediterrânio. O movimento de contentores entre o Porto de Setúbal e o Porto de La Spezia tem vindo a registar um crescimento assinalável.

05


NOTÍCIAS

no segmento da carga contentorizada, concretamente no Terminal

investimento realizado na nova fábrica, que incluiu a instalação da

Multiusos Zona 2, concessionado à Sadoport, o porto passa a

mais sofisticada máquina do mundo para produzir papéis finos de

dispor de ligação semanal directa ao porto de Algeciras (nos

escritório e para a indústria gráfica, altamente valorizados nos

sentidos Norte e Sul).

mercados internacionais. Esta unidade permitiu ao Grupo elevar a sua produção para 1,6 milhões de toneladas/ano e reforçar a sua

Este serviço permite às indústrias exportadoras e

já forte vocação exportadora.

importadores localizadas no hinterland do porto beneficiar de uma ligação feeder ao hub port de Algeciras para expedição/recepção

A Maersk Line ocupa a posição de líder mundial na prestação

de cargas, no qual podem obter ligações a qualquer parte do

de serviços de transporte marítimo de contentores, dispõe de uma

mundo.

frota de aproximadamente quinhentos navios porta-contentores e de uma capacidade superior a 1.900.000 TEU, o que lhe permite

A linha tem a seguinte rotação: Algeciras – Setúbal -

uma oferta global com ampla cobertura geográfica.

Algeciras - Las Palmas -Tenerife - Agadir - Algeciras. O loop conta com os navios Skirner, de bandeira cipriota, e o Concordia, de bandeira alemã.

APSS lança Museu Virtual do Porto de Setúbal

Esta linha representa ainda uma real vantagem competitiva, quer para o Porto de Setúbal, quer para os seus clientes, permitindo

A APSS encetou um conjunto de acções conducentes

poupar tempo e custos. Os tempos de trânsito são os seguintes:

à criação do Museu Virtual do Porto de Setúbal, que já se

Algeciras (2 dias); Las Palmas (5 dias); Tenerife (6 dias); Agadir (8

encontra online, em versão experimental. Os objectivos do

dias).

projecto assentam na preservação de elementos do património histórico da Dos clientes com

APSS e, por outro lado, na

especial interesse neste

sua disponibilização para

serviço, destaca-se a Portucel

consulta virtual, uma vez

Soporcel, cliente-âncora do

que representam uma boa

porto,

fonte de informação para

que

aumentou a

trabalhos científicos ou

exportação de papel desde

empresariais e outros de

2009. Este facto deve-se ao

carácter

significativamente

menos

estruturado ou lúdico.

06


NOTÍCIAS

Os trabalhos já realizados incluíram a definição da identidade gráfica do Museu Virtual, incluindo criação de logótipo e de layout das páginas Web, apostando no design e na simplicidade da consulta; Definição da estruturas de catalogação e de descritores

RETRATOS do Porto de Setúbal

(tags) que permitam a pesquisa temática dos elementos do espólio; Selecção de matérias, digitalização, catalogação e colocação online dos documentos. Este projecto contempla ainda a dinamização da campanha “Retratos do Porto de Setúbal”, que apela à participação dos colaboradores, ex-colaboradores da APSS e de outras empresas/entidades ligadas ao porto, incluindo ainda a população de Setúbal, sensibilizando-os para a disponibilização de documentos particulares para digitalização e integração no Museu Virtual e, por outro lado, convida-los para colaborarem na identificação das imagens que vão sendo colocadas online. O Museu Virtual do Porto de Setúbal já está online, visite-o em www.portodesetubal.pt/museu É um álbum virtual, que pretende recolher e divulgar memórias do porto através de fotografias, livros, folhetos e outros documentos que testemunhem o seu passado nos aspectos económico e sócio-cultural. O que é a campanha “Retratos do Porto de Setúbal”? É uma iniciativa da APSS que deseja envolver a comunidade portuária e os cidadãos da região na participação do Museu Virtual do Porto de Setúbal. Quem pode participar? Todas as pessoas podem participar. Quais são os formatos de participação ? · Empréstimo de documentos particulares para digitalização, que serão integrados no museu com indicação do nome do proprietário; · Colaboração na catalogação e descrição de fotografias; · Outras sugestões de melhoria. Para além de enriquecer o espólio virtual, pretende-se que o museu seja mais do que o “álbum virtual da APSS”, tornando-o efectivamente no “álbum virtual do Porto de Setúbal”, sublinhandose (simbolicamente) a importância da colaboração entre todas as

Como pode participar ? Pode contactar os nossos serviços, através de e-mail ou contacto telefónico: marketing@portodesetubal.pt; Telef. 265542009

entidades que constituem o porto. O Museu Virtual do Porto de Setúbal é acessível através do endereço www.portodesetubal.pt/museu, onde podem ainda ser deixadas sugestões e contributos para a campanha “Retratos do Porto de Setúbal”.

07


OPINIÃO

No quadro conceptual de avaliação do impacto económico reconheceu-se que um porto promove efeitos primários (directos), a que corresponde um primeiro nível de influência das actividades na economia, e efeitos secundários (indirectos, induzidos e catalíticos), referentes a um segundo nível de influência reportado com a cadeia de relações intersectoriais e de causa-efeito geradoras de um ciclo de causalidades cumulativas. Na estimação destes impactos recorreu-se, nomeadamente, ao modelo clássico inputoutput (MIO). Os efeitos catalíticos não se avaliaram quantitativamente. Os dados nacionais permitiram verificar que a Região de Lisboa, na qual se localiza o Porto de Setúbal, representa cerca de 37,0% do PIB nacional e 28,5% do total do emprego. Os resultados do estudo apuraram para o conjunto das actividades do porto, reportados ao ano de 2009, considerando a componente nacional e importada, que os efeitos totais das actividades centradas no

Impacto económico do porto de Setúbal J. Augusto Felício (*) Hoje em dia, todos os países reconhecem que a menor eficiência das infra-estruturas e condições portuárias implicam custos acrescidos com reflexos no preço dos bens, no custo de vida e nos resultados das empresas. As condições oferecidas por cada porto derivam dos tipos de mercado e características do porto que decorrem em geral de opções estratégicas. O Centro de Estudos de Gestão do Instituto Superior de Economia e Gestão (CEGE/ISEG) elaborou para a APSS “estudo sobre o impacto económico do Porto de Setúbal e Sesimbra”, reportado a 2009, identificando como hinterlands privilegiados do porto a Península de Setúbal e de forma mais ampla a região de Lisboa e Vale do Tejo. Determinou-se como objectivo analisar o impacto das actividades desenvolvidas no Porto numa perspectiva económica (e.g. rendimento, impostos, etc.), procurando-se em consequência isolar e identificar os contributos económicos mais significativos das entidades que trabalham directa e indirectamente no e para o Porto de Setúbal, mas também os efeitos induzidos e catalíticos. Seguiu-se, neste caso, a avaliação económica desenvolvida pelo ‘Bureau of Transport Economics’ da Austrália. Utilizaram-se as métricas baseadas no valor dos bens produzidos – output ou produto, no contributo para o valor acrescentado bruto – VAB, no rendimento disponível para as famílias – remunerações e no número de empregos gerados no ano – full-time equivalents (FTE).

08

porto asseguraram negócios de 10,7 mil milhões de euros, um VAB estimado de 2,3 mil milhões de euros, correspondendo a cerca de 1,57% do VAB nacional, e a criação de 33,3 mil postos de trabalho, cerca de 0,66% da população activa nacional, a que correspondem remunerações de 719 milhões de euros. Os efeitos directos do Porto de Setúbal contribuíram com um volume de negócios de 3,9 mil milhões de euros, VAB de 744 milhões de euros, emprego directo estimado em 8.300 postos de trabalho e remunerações brutas às famílias de 227 milhões de euros. Apurou-se a remuneração bruta média anual de um empregado em cerca de 27.309 euros. Os efeitos indirectos e induzidos totais do Porto de Setúbal contribuíram com um volume de negócios de 6,8 mil milhões de euros, VAB de 1,6 mil milhões de euros e a criação de 25 mil postos de trabalho a que correspondem remunerações de 492 milhões de euros. Analisando apenas a actividade dos operadores portuários e o seu efeito secundário verificou-se que contribuíram com um volume de negócios de 506 milhões de euros, VAB de 104 mil milhões de euros e a criação de 3 mil postos de trabalho com remunerações de 42 milhões de euros. Considerando apenas o impacto das actividades desenvolvidas

pelos

operadores portuários e excluindo os clientes do porto, o volume de negócios ascende a 704 milhões de euros, o VAB a 153 milhões de euros e os postos de


OPINIÃO

trabalho a 4 mil com remunerações de 66 milhões de euros. Verificou-se que a prestação de serviços a 1.580 navios implicou um volume de negócios em média de 446 mil euros por navio. As cadeias de valor são diversas consoante o tipo de actividade das empresas e muito distintas entre empresas industriais e empresas que prestam serviços. Nuns casos verificam-se cadeias de valor de pequena dimensão e em outros casos cadeias de valor de maior dimensão e distintos contributos. Desta forma, os portos constituem um veículo de criação de valor e de bem-estar dos cidadãos portugueses, pois a sua capacidade de resposta é fundamental para satisfazer a procura de bens pelo mercado de forma rápida, eficiente e ecológica. Segundo a ESPO (2010), a eficácia e eficiência das operações portuárias de carga e descarga de mercadorias constituem pilares fundamentais para a competitividade do porto e para a sua capacidade de gerar efeitos económicos mais amplos em termos de criação de empregos e de criação de valor acrescentado. Esta visão é confirmada pelo estudo empírico de Lirn et al. (2004) que revela que a escolha dos

No caso do Porto de Setúbal na sua plataforma logística

portos é determinada pelos seguintes critérios: custos portuários

passaram 4,9 milhões de toneladas correspondendo a 6% das

(38,12%), localização geográfica (35,12%), infra-estruturas físicas

mercadorias importadas e a 22,7% das mercadorias exportadas

e técnicas (16,38%), gestão portuária (10,38%).

por Portugal. O peso da movimentação de mercadorias do Porto de Setúbal com

A adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia

destino/origem no mercado externo situou-se entre 79% a 83%

potenciou um desenvolvimento do comércio intra-comunitário.

nos últimos 5 anos, reforçando assim, o papel do Porto de Setúbal

Tendo como referência os anos de 1993 e 2008, constatou-se que

no comércio externo da economia portuguesa (2005-2009) (IPTM).

as exportações para países da UE passaram de 10 mil milhões de euros para 29 mil milhões e as importações de países da UE

Em síntese, a APSS assegura negócios da ordem de 10,7

passaram de 14,7 mil milhões de euros para 48 mil milhões de

mil milhões de euros, correspondendo 3,9 mil milhões a efeitos

euros (INE, 2010).

directos e 6,8 mil milhões de euros a efeitos indirectos e induzidos, um VAB cerca de 2,3 mil milhões de euros, correspondendo 744 milhões a efeitos directos e 1,6 mil milhões a efeitos indirectos e induzidos, e a criação de 33,3 mil postos de trabalho, estimandose 8,3 mil referentes a efeitos directos do porto e 25 mil postos de trabalho a efeitos indirectos e induzidos. Nas actividades directas do porto cada trabalhador, em média, usufrui de remuneração bruta anual cerca de 27.309 euros. (*)Doutor em Gestão Director do curso de Pós-graduação em Gestão do Transporte Marítimo e Gestão Portuária

09


COLABORADOR APSS

Certificação Energética do edifício sede da APSS Paulo Manuel Aldeia (*)

“A sabedoria da vida não está em fazer aquilo que se gosta, mas gostar daquilo que se faz" (Leonardo da Vinci)

A energia tornou-se um bem económico de primordial

Todos os grandes edifícios de serviços existentes com mais

importância no desenvolvimento económico e social, obrigando

de 1 000 m2 estão obrigados, desde 2009, à sua certificação

os organismos internacionais, nacionais e locais a grande atenção

energética e da qualidade do ar interior.

para com a sua utilização racional e com os efeitos resultantes das emissões de CO2 para a atmosfera.

A APSS, SA, dando cumprimento à legislação em vigor e tendo também em vista a sua Certificação pelo Sistema Ambiental

Verifica-se, a todos os níveis, que há um consenso sobre

ISO 14 001, adjudicou à empresa Enenergi, a certificação energética

a importância de melhorar a eficiência energética e de reduzir o

e da qualidade do ar interior (QAI) do seu edifício sede. Os trabalhos

consumo de energia e as correspondentes emissões de CO2 do

decorreram entre Outubro de 2010 e Maio de 2011, e contaram

sector dos edifícios.

com a colaboração da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal.

Neste sentido, a União Europeia publicou, em 4 de Janeiro

O edifico sede da APSS foi projectado em 1984 pelo senhor

de 2003, a Directiva 2002/91/CE, relativa ao desempenho energético

Arquitecto Castro Lobo, tendo a sua construção terminado no ano

dos edifícios, que entre outros requisitos, impõe aos Estados-

de 1990. O edifício é constituído por 4 pisos (incluindo o sótão) e

membros o estabelecimento e actualização periódica de

tem uma área útil aproximada de 2 000 m2. É sombreado nas

regulamentos para reduzir estes consumos.

fachadas Sul e Oeste por palas de betão verticais e horizontais.

Em Portugal, a transcrição desta Directiva resultou na

O sistema de climatização do edifício tem funções de

publicação, em 2006, do novo Regulamento dos Sistemas de

aquecimento, arrefecimento e ventilação. O sistema de arrefecimento

Climatização em Edifícios (RSECE). O Regulamento foi mais além

baseia-se num chiller (equipamento de refrigeração) de compressão

do que a Directiva obrigava e integrou também a componente do

água-ar. O aquecimento é feito por duas unidades centrais de

controlo da qualidade do ar interior (QAI) dos edifícios.

aquecimento e por resistências eléctricas instaladas nestas

Assim, o novo RSECE tem como meta os seguintes quatro

unidades e nas unidades

objectivos:

terminais (ventiloconvetores).

1) Definir as condições de conforto térmico e de higiene que devem ser requeridas nos diversos espaços dos edifícios.

A insuflação de ar novo e a

2) Melhorar a eficiência energética global dos edifícios.

extracção do ar viciado é feita

3) Impor regras de eficiência aos sistemas de climatização.

nas zonas de circulação e

4) Monitorizar com regularidade as práticas de manutenção dos

gabinetes por redes aerólicas

sistemas de climatização como condição para a eficiência

de condutas. O sistema é

energética e da qualidade do ar interior dos edifícios.

10


OPINIÃO

complementado por um conjunto de unidades do tipo split em

classe energética B-.

locais onde inicialmente não estava prevista a ocupação ou onde Foram propostas um conjunto de medidas de melhoria que

existam deficiências de funcionamento.

após implementadas permitirão a redução do consumo de energia Para uma correcta gestão da energia é necessário medir,

e uma melhoria da classe energética do edifício.

ou seja, saber onde, como e porquê se efectua o consumo, Assim, foi proposta a substituição gradual das lâmpadas

controlando os custos económicos e ambientais.

fluorescentes de tipologia T8 pelas novas T5 de menor potência e No âmbito da certificação energética foi feita a análise do

melhor rendimento.

consumo global do edifício, o levantamento de todos os equipamentos consumidores de energia, feita uma auditoria

Foi também proposto um novo horário de funcionamento das bombas de circulação de água gelada com

Indicadores de Desempenho

Classe Energética

a consequente redução do número de horas

Valor do Indicador de Eficiência Energética nominal (IEEnom) calculado por simulação energética

29

kgep/m2.ano

de funcionamento.

Valor do Indicador de Eficiência Energética de referência (IEEref) para edifícios novos (limite inferior da classe B-)

32

kgep/m2.ano

Finalmente, foi sugerida a substituição dos

Valor do Indicador de Eficiência correspondente ao limite da classe A+

21,875

Emissões anuais de gases de efeito de estufa associadas ao IEEnom

78,2

equipamentos com resistências eléctricas por uma bomba de calor com sistema reversível, +kgep/m2

através de um upgrade do chiller existente.

toneladas de CO2 equivalentes por ano

Estas medidas foram integradas nas 50 medidas de natureza técnica a implementar no âmbito do programa com a designação genérica de

energética e a desagregação dos consumos e uma simulação

ECO.AP.

energética do edifício com recurso ao software HAP- Hourly Analysis da Carrier.

Este programa surgiu no âmbito do Plano Novas Energias – ENE 2020 e tem como objectivo aumentar em 20% a eficiência

No âmbito da Qualidade do Ar Interior foram analisados os seguintes parâmetros: 1)

Inspecção visual das superfícies internas das câmaras das unidades de ar condicionado e do interior das condutas

energética nos serviços públicos, equipamentos e organismos da Administração pública, no horizonte de 2020. Além das medidas de natureza técnica são necessárias também medidas de natureza comportamental. Tendo em vista este objectivo está a decorrer

principais e avaliação do zestado higiénico. 2)

Avaliação da eficácia da ventilação.

uma nova campanha de

3)

Medição da velocidade do ar.

sensibilização junto de todos

4)

Medição da temperatura e da humidade relativa.

os

5)

Pesagem de partículas respiráveis.

sequência de outras já levadas

6)

Medição da concentração de monóxido e dióxido de carbono.

a efeito em anos anteriores.

7)

Medição da concentração de formaldeído.

8)

Medição dos compostos orgânicos voláteis (COVs).

9)

trabalhadores,

na

Concluindo, pretende-se que a APSS continue a ser um

Análise da concentração de ozono no ambiente.

10) Recolha e análise posterior de amostras micrológicas do ar.

bom exemplo no uso da

Nenhuns dos valores analisados se aproximaram dos

perspectiva económica com o ambiente e a sustentabilidade.

energia, compatibilizando a

máximos regulamentares, apenas sendo recomendado uma ventilação mais frequente nos locais onde se verifica elevada

(*) Chefe de Divisão de Infraestruturas Elétricas da APSS,SA.

quantidade de papel armazenada.

Licenciado em Engenharia Eletrotécnica, Pós-graduado em Climatização e Energias Renováveis em Edifícios e Perito Qualificado

O Indicador de Eficiência Energética do edifício, calculado por simulação, foi de 28,97 kgep/m2.ano a que corresponde uma

do Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior (SCE).

11


SESIMBRA

Pontão Espadarte entrou em funcionamento Entrou em funcionamento no Porto de Sesimbra, no dia 3 de Junho, o pontão Espadarte, instalado pela APSS entre as pontes cais 1 e 2 (lado Norte). Trata-se de um equipamento destinado à acostagem de embarcações que se dedicam ao exercício das actividades marítimo-turísticas. O pontão Espadarte com

12

metros

de

comprimento e 2,5 metros de largura é acedido por uma passerele com 15 metros de comprimento e 2,1 metros de largura, sendo o seu acesso terrestre condicionado através de um portão com abertura por cartão magnético.

destinadas às actividades piscatórias no Porto de Sesimbra que o tornam, simultaneamente, um ainda mais apresentável cartão-de-

Ficam assim, a partir de agora, substancialmente melhoradas

visita para os utentes das demais actividades que nele são

as condições de embarque e de desembarque dos utentes das

desenvolvidas, como sejam, a náutica de recreio e as actividades

actividades marítimo-turísticas, nomeadamente com a

marítimo-turísticas.

disponibilidade de um acesso exclusivo, facilitado e localizado numa zona central do porto.

Concluída construção da Ponte Cais nº 3

Ler um livro à beira-mar Aproveitar a oferta das Bibliotecas de Praia é uma excelente sugestão para os dias de Verão. Pode ler um livro ou conhecer as últimas notícias da imprensa diária e desfrutar das praias da Califórnia,

A construção da Ponte Cais nº 3 no Porto de Pesca de

Ouro, Meco e Lagoa de Albufeira. Para além da leitura, existem

Sesimbra terminou no dia 24 de Junho, com a colocação dos

ainda actividades direccionadas para os mais pequenos, como

acessórios indispensáveis ao correcto funcionamento do cais. Este

ateliês, horas do conto e jogos.

investimento insere-se no âmbito das intervenções previstas no projecto de Ordenamento do Porto de Pesca de Sesimbra.

Trata-se de uma iniciativa da Biblioteca Municipal de Sesimbra, que já faz parte da história do concelho, e pretende

Esta nova infra-estrutura do Porto de Sesimbra, executada

conquistar novos públicos, indo até à praia. Para além das bibliotecas

pela empresa Irmãos Cavaco, SA, teve um custo de cerca de 1,3

de praia, o projecto inclui ainda bibliotecas de jardim. Mais

milhões de euros, verba co-financiada pelo PROMAR - Fundo

informações sobre outras actividades do programa, podem ser

Europeu de Pescas.

obtidas junto da Biblioteca Municipal de Sesimbra (tefef. 212288588).

A Ponte Cais nº 3 tem um comprimento total de 180 metros, dos quais 160 metros constituem uma frente de cais acostável. Está apetrechada com equipamentos de apoio, tais como defensas, cabeços de amarração e escadas e, também, de fornecimento de água potável e de energia eléctrica. Estão assim criadas significativas melhorias nas condições de operação, funcionalidade e ordenamento das infra-estruturas

12

JUL e AGO BIBLIOTECAS DE PRAIA Histórias à Beira-mar Hora do Conto Destinatários: pais e crianças quartas | 10h | Biblioteca da Praia do Ouro quartas | 11.30h | Biblioteca da Praia da Califórnia sextas | 15h | Biblioteca da Praia do Moinho de Baixo sextas | 16.30h | Biblioteca da Praia da Lagoa de Albufeira


BREVES

Qualidade da água distribuída pela APSS

das forças em parada e demonstrações das diversas actividades desempenhas pela Marinha e pela Polícia

A APSS procede periodicamente à análise da qualidade da

Marítima, nomeadamente

água potável fornecida aos seus clientes nas áreas sob sua jurisdição,

abordagens, desembarques e

recorrendo aos serviços de um laboratório devidamente acreditado.

salvamento, que incluíram a

Dá-se, deste modo, cumprimento ao estabelecido pela legislação

participação

em vigor no que concerne a esta matéria, nomeadamente, pelo

helicóptero Lynx da Marinha.

Decreto-Lei nº 306/2007.

de

um

De tarde, realizou-se o desfile de todas as embarcações no rio Sado.

As análises requeridas pela APSS são complementares aos controlos efectuados pelas entidades fornecedoras, em Setúbal, pelas Águas do Sado, e, em Sesimbra, pela Câmara Municipal de Sesimbra. Os valores determinados em ambas as áreas

APSS disponibiliza serviços no Portal do Cidadão

enquadram-se dentro dos valores paramétricos legais, o que permite A APSS está presente no Portal do Cidadão como entidade

inferir ser de boa qualidade a água fornecida aos clientes da APSS.

prestadora de serviços. Após o dia 11 de Maio, a empresa passou

Porto de Setúbal acolhe comemorações do Dia da Marinha O Porto de Setúbal acolheu as comemorações do Dia da Marinha, que decorreram entre 19 e 22 de Maio. Para além de terem estado atracadas diversas embarcações participantes no evento, foi facultada a entrada nos terminais para visitas a bordo, bem como a realização de outras actividades, tais como baptismos de mar e passeios a bordo de lanchas anfíbias. Domingo, dia 22 de Maio, foi o mais preenchido das comemorações, de manhã, com as cerimónias oficiais, o desfile

a disponibilizar um pacote de serviços electrónicos, sendo a primeira administração portuária a oferecer essa ferramenta aos utentes do Portal. A integração da APSS no Portal do Cidadão decorre da estratégia seguida por Portugal em termos de eGovernment e cumpre a Lei Orgânica do XVIII Governo Constitucional, no nº 1 do artigo 28º, a qual estabelece a disponibilização, por parte das empresas da esfera pública, de serviços acessíveis através da Internet, no Portal do cidadão ou no Portal da Empresa.

Assinado contrato para obra de cobertura do Edifício do Cais 3 A APSS adjudicou, em Maio, à empresa Blocotelha, Lda a empreitada “Concepção e execução de cobertura autoportante sobre o edifício do Cais 3”, obra que terá um valor de cerca de 185 mil euros e um prazo de execução de três meses. A instalação desta cobertura autoportante visa proteger da degradação a estrutura do edifício com uma cobertura o mais aligeirada

possível.

A

utilização deste imóvel, após a saída da empresa Marina Atlântica, tem passado recentemente pela realização de eventos organizados por diversas entidades da cidade de Setúbal.

13


BREVES

Concurso para reparação do viaduto de acesso aos terminais

A intervenção consistiu na demolição de diversas rampas em cimento existentes, na limpeza

mecânica

do

As propostas para a “Empreitada de reparação das juntas

pavimento, no levantamento

de dilatação do viaduto da Cachofarra, no Porto de Setúbal” estão

das tampas, metálicas e em

em fase de avaliação pela APSS. A obra tem um custo base de

betão, das caixas de visita à

60 000 € e um prazo de execução previsto para seis semanas,

cota do novo pavimento e na

sendo uma intervenção controlada sob o ponto de vista de

aplicação de uma camada em

segurança, nomeadamente quanto à gestão do tráfego, bem como, da qualidade e do ambiente.

betão betuminoso com 4 centímetros de espessura.

Edifício sede da APSS recebeu Certificação Energética A APSS adjudicou, em finais de 2010, a Certificação Energética do edifício sede, acção inserida no âmbito da legislação do Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar interior dos Edifícios. O processo de auditoria foi conduzido pela empresa INENERGI, em colaboração com a Escola Superior de Tecnologia de Setúbal, que concluiu que o edifício apresenta boa qualidade do ar interior e que se enquadra na classe energética B-. A auditoria permitiu ainda a identificação de medidas de melhoria energética, que resultarão em poupanças de energia com retorno de investimento em prazos muito interessantes. O Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios em Portugal visa proporcionar economias de energia eficazes e significativas melhorias na qualidade do ar interior para Os trabalhos consistem, resumidamente, na substituição das juntas tipo PL 70 FIP, em cerca de 45 metros, com demolição e remoção das juntas e mesas de assentamento, e posterior reconstrução; na reparação das do tipo GPE 100, em cerca de 13,5 metros, com desmontagem e reordenação dos módulos, incluindo recomposição das mesas e execução de novos bordos de ataque e de fuga.

Pavimentação entre a Docapesca e o mercado de 2ª venda no Porto de Setúbal Foi pavimentado o arruamento situado entre o edifício da Docapesca e o mercado de 2ª venda no Porto de Setúbal, tendo decorrido apenas uma semana entre o início das obras e a sua reabertura ao serviço.

14

os seus utilizadores.


BREVES

Logz participa na Transport Logistic de Munique Decorreu em Munique, Alemanha, entre 10 e 13 de Maio, a 13ª Exposição Internacional de Logística “Transport Logistic, The Leading Exhibition” que contou com a presença de cerca de 1800 expositores, entre os quais a LOGZ – Atlantic Hub. A participação da plataforma logística nesta iniciativa, considerada uma das maiores feiras mundiais do sector, contou com o apoio da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA, permitindo realizar com sucesso a divulgação do projecto “Portugal, a Porta Atlântica para a Europa” A

LOGZ

é

uma

plataforma logística de elevada importância para o Porto de Setúbal pois devido à sua localização permite potenciar a ligação do porto às plataformas logísticas de

APSS é membro do Fórum Empresarial da Economia do Mar

Elvas/Badajoz, Mérida e Madrid

e

também

se

A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra,

apresenta como uma porta

SA tornou-se recentemente membro associado da AFEM –

para o tráfego de mercadorias dos continentes americano e africano.

Associação Fórum Empresarial da Economia do Mar, em várias componentes como Portos, Logística e Transportes Marítimos;

Stand do Porto de Setúbal integra Marketplace do FIAPAL

Visibilidade, Comunicação, Imagem e Cultura Marítima; Náutica de Recreio e Turismo Náutico; Pesca, Aquicultura e Indústria de Pescado e Produção de Pensamento Estratégico.

A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra,

Com esta participação a APSS pretende colaborar no

SA participou, com um stand institucional, no dia 14 de Abril, no

desenho de novas estratégias e apresentar propostas de dinamização

Marketplace do FIAPAL, que se realizou na Casa Ermelinda Freitas,

para as actividades desenvolvidas no âmbito do mar.

em Fernando Pó. Em simultâneo com a iniciativa, que contou com a presença de várias empresas e entidades da região, decorreu ainda a conferência dedicada ao tema “Palmela – Região Inovadora na Indústria Automóvel”, com um programa e painel de oradores aliciantes, dos quais destacamos o Presidente da AutoEuropa, António de Melo Pires. Um evento que divulga e promove a indústria automóvel, ao qual a APSS, SA se associou, revelando o seu interesse neste segmento de mercado que tem extrema importância na região e que contribui para manter a posição de liderança nacional deste porto na carga roll-on roll-off.

Visita da Escola Secundária de Mem Martins A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra,SA recebeu, nos dias 1 e 4 de Abril, dois grupos de alunos, do 10º ano, da Escola Secundária de Mem Martins, para duas visitas ao Porto de Setúbal, realizadas no âmbito da disciplina de Geografia. Os dois grupos de alunos e professores foram recebidos no auditório do edifício sede da APSS, SA, onde foi feita uma breve apresentação do porto e visionaram o filme institucional, seguindose as visitas aos terminais portuários onde puderam observar como funciona o Porto de Setúbal.

15


BREVES

Visita da Escola Secundária Infanta D. Maria A Escola Secundária Infanta D. Maria de Coimbra realizou no passado dia 9 de Junho, duas visitas ao Porto de Setúbal, com cerca de 50 alunos do 10º ano com o objectivo de observar a actividade desenvolvida nas infra-estruturas portuárias. Uma visita no âmbito da área de ciências económico-sociais em que foi cumprido o plano do Projecto Escolas com a recepção dos grupos no auditório do edifício sede, onde visionaram o filme

institucional, após o qual se seguiram as visitas aos Terminais Multiusos Zonas 1 e 2 e Terminal Roll-on Roll-off.

APSS apoia “Golfinho Parade” A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA apoia o evento “Golfinho Parade”, promovido pela Câmara Municipal de Setúbal, que decorre de 8 de Junho a 30 de Setembro, junto à Doca dos Pescadores. A iniciativa que consistiu num concurso de pintura de réplicas de golfinhos em fibra de vidro, nas mais variadas posições de movimento, como sair da água, sobrevoar e mergulhar, contou com a participação de cerca de 341 participantes, envolvendo toda a população setubalense. Os 20 melhores trabalhos foram premiados numa cerimónia que decorreu no dia 8 de Junho e encontram-se expostos junto à Doca dos Pescadores, promovendo este símbolo de orgulho para a cidade. Um dos trabalhos premiados pertence a Marta Catela, de 7 anos, aluna do 2º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico do Externato Diocesano Sebastião da Gama, filha de uma colaboradora da APSS, SA.

16


ESTATÍSTICAS

Valores Acumulados a Maio

Número de Navios

GT Médio 2010

2010

Unidade: Mil toneladas

2011

2011

Contentores

Contentores

Graneleiros Graneleiros Granéis Líquidos Granéis Líquidos Transportes Especiais Transportes Especiais

Carga geral

Mercadorias movimentadas

por tipo

por modo de acondicionamento

12% 3%

16%

9%

0 25

20

Mercadorias movimentadas Produtos Metalúrgicos

.0 0

0 .0 0

0 .0 0

10

15

.0 0

0 5. 00

0

0 30

0 25

0 20

0 15

0 10

50

0

0

Total

Carga geral

Granéis Líquidos

Outros

4% Carvão e Coque 4% Gasóleo e Gasolina 4% Roll- On Roll-Off 7% Adubos 10% Concentrado de cobre e zinco

10%

18%

Cimento

Ácidos

4%

Granéis Sólidos

Roll-On Roll-Off

12%

Clinquer

Madeiras

Contentorizada

32%

10%

Carga Fraccionada

Mercadorias movimentadas 2010/2011

2010

Unidade: Toneladas

2011

700.000 600.000 500.000 400.000 300.000 200.000 100.000

s ro ut

en am

O

rn

O

ta

is

as ut Fr

qu

er

s in Cl

ci

de

Á

ad M

do

ra ei

ra ei ad

a

Pe

dr

as

st Pa

e .d nc Co

s

co e e

br co

ão rv Ca

M

zin

qu Co e

A

n O llRo

e

s bo du

O llRo

as G e eo

ól as G

ff

a in ol

ol íc gr A

os Pr

od

ut

M os ut od Pr

as

to en m Ci

et

al

Fu

úr

el

gi

ól

co

eo

s

0

17

45%


Casa de Pessoal da APSS

XXII Aniversário da CPPSS No passado dia 20 de Abril, pelas 20h00, o Hotel do Sado em Setúbal, foi palco da comemoração do XXII Aniversário da CPPSS, num jantar onde reinou a boa disposição e o convívio de todos os presentes. O evento contou com a presença de cerca de uma centena

O espectáculo de variedades foi animado pelos cantores Jorge Nice, Xena e pelo Magico Di Faldo. Perto das 00h00, usaram da palavra para os habituais discursos o senhor Presidente da Direcção, Eng. Paulo Aldeia, e o Senhor Presidente do Conselho de Administração da APSS,SA, Eng. Carlos Gouveia Lopes, terminando, já no dia 21 de Abril, ao som dos Parabéns e com o bolo de aniversário.

de pessoas, entre sócios e familiares, bem como do Senhor Presidente do Conselho de Administração da APSS, SA.

Concurso Interno de Pesca de Mar O torneio de pesca de mar de 2011 decorreu entre as 5 horas da madrugada e as 18 horas do passado dia 25 de Abril , a bordo da embarcação marítimo - turística de nome “Emília”. O peixe foi abundante em quantidade, mas não na qualidade, devido à captura de mais de cem quilogramas dos denominados “Pampos”. A classificação final da prova foi a seguinte: · 1º Fernando Chagas - 27 kg · 2º Luís Durães - 21 kg · 3º Eduardo Oliveira - 18,5 kg · 4º Paulo Aldeia - 17,5 kg · 5º António Martins - 14 kg Maior exemplar: Fernando Chagas – 500g (Besugo)

18


Casa de Pessoal da APSS

Novos estatutos entraram em vigor

2º Torneio de Karting

No passado dia 10 de Maio, nas instalações do Cartório

O Kartódromo Internacional de Palmela – KIP foi de novo

Notarial da Drª Ana Sofia Chainho, em Setúbal, teve lugar o acto

o local escolhido para a realização, no passado dia 9 de Junho, do

de publicação dos novos estatutos da Casa do Pessoal dos Portos

Segundo Torneio de Karting da CPPSS.

de Setúbal e Sesimbra, aprovados na Assembleia Geral do passado dia 18 de Novembro de 2010.

O Torneio teve início com uma explicação das regras de segurança a respeitar por todos os intervenientes na condução

Como principal alteração importa realçar a possibilidade

dos Karts com cilindrada de 270 C.C., seguindo-se cinco minutos

dos ex-trabalhadores da APSS,SA, que estiveram no activo mais

de treinos livres e cinco minutos de treinos cronometrados que

de 10 anos, poderem continuar como sócios efectivos.

permitiram definir a posição dos 23 concorrentes na grelha de largada.

A prova com a duração de 15 minutos, foi ganha pelo associado Pedro Farrica, ficando com os seguintes lugares no pódio Celestino Massano (2º) e Jorge Borda D´Água (3º). Após a distribuição de prémios seguiu-se um jantar convívio com todos os participantes que decorreu no restaurante Flor da Biscaia em ambiente de convívio e alegria.

Jogo de Futsal entre a CPPSS e o GD da APS A Equipa de Futsal da CPPSS deslocou-se a Santo André, no dia 4 de Junho, onde defrontou a equipa do Grupo Desportivo da APS, ao que se seguiu um almoço de convívio com os jogadores e dirigentes no Porto de Sines.

Próximas actividades O almoço decorreu num animado ambiente de confraternização e de troca de experiências das actividades realizadas

Estão previstas como próximas actividades um passeio de

pelos dois grupos. Quanto ao jogo, a nossa equipa venceu por 9

canoagem no rio Sado, um jogo amigável de FutSal com a

golos contra 8, apostando na táctica marcar muito e bem cedo,

Administração do Porto de Sines, em Setúbal , entre outras ainda

sendo que, no restante tempo, foi adoptada a difícil estratégia de

a definir.

gestão das capacidades físicas e do tempo em falta, numa tarefa executada, pode dizer-se, ao segundo.

19



/Newsletter_n29