Page 1

Newsletter dos Portos de SetĂşbal e Sesimbra NÂş 20 - Abril de 2009 - Trimestral


FICHA TÉCNICA Newsletter dos Portos de Setúbal e Sesimbra Número 20 – Abril de 2009 Propriedade: APSS - Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA Morada: Praça da República - 2904-508 Setúbal Tel.: (+351) 265 542 000 - Fax: (+351) 265 230 992 Email: geral@portodesetubal.pt www.portodesetubal.pt Directora: Fátima Évora Edição: Departamento de Marketing e Documentação Coordenação gráfica: Paulo Simões Fotografia: Nuno Lobo Paulo / Paulo Simões Redacção: Maria João Bacalhau, Jorge Santos, João Gonçalves Colaboradores convidados: Abílio Miguel Teixeira - Alstom, Francisco Gonçalves Concepção Gráfica: White Brand Services Impressão: CORLITO ISSN: 1645-913X Depósito Legal: 202330/03 Tiragem: 1.200 exemplares Periodicidade: Trimestral Distribuição: Gratuita APSS,SA - Todos os direitos reservados.


EDITORIAL

O empenho da APSS num projecto de melhoria constante pode ser aferido pelos bons resultados atingidos em 2008,

É com agrado que anunciamos neste número da revista o

designadamente através do aumento verificado no volume de

encetar dos trabalhos de ordenamento do Porto de Sesimbra,

negócios, que ascendeu a 19,2 milhões de euros, valor superior

previstos no Plano de Ordenamento do Porto de Sesimbra, estudo

ao do ano anterior e o melhor dos últimos anos. Ainda em 2008,

que contou, refira-se, com a participação activa de todos os utentes

a empresa atingiu um resultado líquido de 2,6 milhões de euros e

do porto. A candidatura apresentada em Setembro de 2008 pela

um resultado operacional de 559 mil euros, ambos superaram os

APSS ao PROMAR - Programa Operacional do Sector das Pescas

obtidos no ano anterior.

está em fase de aprovação, possibilitando o início a curto prazo das intervenções, com a execução da Ponte-Cais nº 4, uma obra

Para que seja dada continuidade a este processo de

entendida como de prioridade absoluta.

melhoria, estamos a tomar medidas para alinhar os serviços portuários com os requisitos actuais e futuros dos nossos clientes,

A realização desta obra representa um investimento no

designadamente através da implementação do Sistema de Gestão

valor de um milhão e quatrocentos mil euros e insere-se no âmbito

da Qualidade, segundo a norma NP EN ISO 9001:2008. Este projecto,

dum conjunto de intervenções que visam melhorar as condições

após uma fase de planeamento e desenvolvimento, que incluiu a

de acostagem, operacionalidade e de segurança da actividade da

identificação e redesenho de processos e a selecção das melhores

pesca, procurando a conciliação entre as várias actividades que aí

metodologias, entrou agora em fase de implementação, isto é, de

se exercem.

cumprimento de procedimentos.

Com este projecto estamos a vincularmo-nos a um ciclo de melhoria contínua, que só se torna possível, refira-se, devido à motivação e envolvimento dos colaboradores da empresa e à sua atitude de abertura à mudança. Pretende-se uma actuação dinâmica, baseada na eficiência e eficácia organizacional, visandose assegurar o aumento da satisfação dos nossos clientes e colaboradores.

O Presidente, Engº Carlos Gouveia Lopes

Com o propósito de contribuir para o aumento da competitividade do Porto de Setúbal, a APSS adoptou algumas medidas anti-crise, designadamente através da suspensão do aumento da Taxa de Uso do Porto, nas componentes Navio e Carga, a vigorar a partir do dia 1 de Abril de 2009, em conformidade com o determinado pela Secretaria de Estado dos Transportes.

Esta medida de redução de preços, que irá representar um custo financeiro e um grande esforço para a APSS, é dirigida aos clientes directos do porto, que por sua vez deverão fazê-la repercutir nos vários elementos da cadeia de transporte.

Através do espaço que habitualmente é dedicado a uma empresa parceira ficamos, neste número, a conhecer com algum pormenor a actividade da Alstom, empresa que dispõe de um terminal de uso privativo no Porto de Setúbal. O seu core business é a engenharia e produção metalomecânica de alta tecnologia, onde tem vindo a crescer e é líder de mercado. O terminal portuário tem acompanhado este ritmo de crescimento.

03


NOTÍCIAS

Operadores de transporte marítimo reforçam aposta no Porto de Setúbal

serviços de linhas regulares, designadamente na ligação dos portos

A satisfação dos requisitos dos clientes é assumida

reforço das escalas em portos mediterrânicos. Foram incluídos na

A Grimaldi Lines também ajustou recentemente os seus de Mediterrâneo ao Norte da Europa. A linha Euroaegean, com escala semanal no Porto de Setúbal foi remodelada, incluindo um

pelos prestadores de serviços logístico-portuários do

rotação os portos de Lattakia, Tartous, Mersin e Beirute. O porto

Porto de Setúbal como o objectivo central na gestão das

de Alexandria já é escalado, igualmente, pelo serviço Euromed. É

suas empresas. Esta orientação estratégica tem sido

uma oferta destinada essencialmente à exportação de carga rolante,

reconhecida pelos clientes, na medida em que têm vindo

com excepção do porto de Alexandria, para o qual é admitida

a renovar o seu voto de confiança no porto, através dum

carga contentorizada.

aumento do número de escalas. A rotação completa, que pode sofrer alterações devido a situações de mercado, inclui os seguintes portos: Hamburgo, Antuérpia, Portbury, Setúbal, Casablanca, Valência, Livorno, Civitavecchia, Salerno, Piraeus, Alexandria, Beirute, Tripoli (Líbano), Lattakia, Mersin, Gemlik, Istanbul (Yenikoi), Salerno, Valencia, Southampton, Flushing.

Este serviço aumenta a oferta de serviços de transporte marítimo no segmento Roll-on Roll-Off do Porto de Setúbal, contribuindo para o incremento da posição de liderança nacional do porto, que em 2008 deteve uma quota de mercado de 92%. Como valor acrescentado ao serviço, refira-se ainda a garantia dos habituais parâmetros de regularidade e fiabilidade associados à Grimaldi Lines. A Safmarine Portugal aumentou a oferta para África, através dum reforço das escalas no Terminal Multiusos Zona 2 do Porto de Setúbal, concessionado à Sadoport, com o serviço OPEX. Trata-se de um serviço directo mensal para os portos de São Tomé e Príncipe, Bata e Malabo (Guiné Equatorial), Takaradi (Gana) e Onne (Nigéria), podendo ser escalados outros portos sob inducement. Com esta oferta, o armador compromete-se a dar resposta às necessidades dos carregadores ibéricos, quer nos contentores, quer na carga geral Lo-Lo. Estão afectos à linha quatro recentes navios, a saber: Safmarine Angela (2007); Safmarine Andisa (2008); Safmarine Akwaba (2008) e Safmarine Anita (2008), equipados com gruas Macgregor de 45 tons. Este é mais um passo no crescimento do Terminal Multiusos Zona 2, posicionando o Porto de Setúbal no grupo dos portos que dispõem de uma melhor oferta de serviços para o continente africano, neste segmento de carga.

04


NOTÍCIAS

Esta informação ficará disponível online no site da APSS, no endereço www.portodesetubal.pt, no tópico meteorologia, a partir do próximo mês de Maio, incluindo o histórico da informação colhida nas últimas vinte e quatro horas. A informação recolhida nestas estações irá migrar para bases de dados dedicadas, podendo ser consultada para estudos mais avançados. As estações encontram-se nos seguintes locais: Porto de Sesimbra, no topo do farol que assinala o molhe exterior; entrada da barra do Porto de Setúbal, no topo da baliza 2; Trem Naval e de combate à poluição, no topo do farol de assinalamento do lado poente; Lisnave, no topo da torre de iluminação poente.

De igual modo, poderá obter-se a previsão das características das condições de agitação (altura da onda e sua direcção) para três dias em intervalos de três horas, para a barra de Setúbal e costa portuguesa.

Informação meteorológica disponível online

Esta informação, a par de outra já recolhida designadamente a caracterização batímetrica dos fundos dos canais de acesso, bacias de manobra e de estacionamento, a caracterização dos índices de contaminação por metais pesados, que integram

No âmbito do Plano de Monitorização Ambiental,

o Plano de monitorização ambiental de dragagem – representa um

projecto financiado pelo FEDER e PIDDAC e Fundos próprios

contributo fundamental para uma gestão sustentada e eficaz das

da APSS, foram adquiridas quatro estações meteorológicas,

dragagens que periodicamente se realizam no Porto de Setúbal.

dois marégrafos e duas estações de agitação marítima. O investimento para o corrente ano cifra-se em 100 000 Estes equipamentos permitem a consulta online de dados sobre a direcção e intensidade do regime de ventos, pressão

euros, tendo sido dispendidos nos últimos cinco anos um montante global da ordem dos 900 000 euros.

atmosférica, temperatura e pluviosidade, altura de maré, altura de ondas, onda significativa e período de onda.

05


NOTÍCIAS

APSS promove acções de gestão racional de recursos

• Instalação de temporizadores e sensores electrónicos; • Substituição de janelas de vidros simples por janelas de vidros duplos; • Melhoria da eficiência dos sistemas de climatização;

O despertar da consciência dos Homens para as

• Eliminação dos consumos de energia reactiva;

alterações climáticas tem vindo a permitir o

• Auditorias periódicas ao consumo dos edifícios;

estabelecimento de acordos internacionais, dos quais se

• Implementação de sistemas de gestão de eco-eficiência;

destaca, pela importância e dimensão, o protocolo de

• Gestão adequada de resíduos e sua valorização (biomassa

Quioto. A dimensão deste problema a par da escassez

ou valorização de hidrocarbonetos).

crescente dos recursos energéticos, tendo como pano de fundo os princípios do desenvolvimento sustentável,

Outras medidas estão previstas para uma implementação

implicam a implementação de medidas e acções concretas

a curto/médio prazo, donde se destacam: a utilização de sistemas

e eficientes.

de painéis solares para aquecimento de águas quentes sanitárias; a colocação de painéis fotovoltaicos para alimentação de diversos equipamentos; a certificação energética dos edifícios. A outro nível, estão a ser desenvolvidas e avaliadas tecnologias de poupança energética ou redução do consumo de energia. Neste contexto, a APSS está a elaborar com a Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Setúbal um protocolo conducente ao desenvolvimento de um conjunto de estudos, entre eles são de destacar: a avaliação do potencial de uso e produção de energia renováveis, designadamente eólicas, marés, correntes, solar, biomassa; o estabelecimento de metodologias para determinar o nível de eco-eficiência, identificando medidas de melhoria.

É nesta perspectiva e na esteira da concretização destes objectivos que a APSS tem vindo a tomar medidas de eficiência energética. Para o efeito, têm vindo a ser implementadas no terreno um conjunto de acções que limitam e reduzem os consumos de energia, procurando-se formas mais racionais e mais eficientes de gestão dos recursos. Das acções já corporizadas no terreno, de simples aplicação mas com economias significativas, destacam-se as seguintes:

• Campanha de sensibilização para a redução de consumos de energia eléctrica junto dos utilizadores, • Substituição gradual de lâmpadas “tradicionais” por lâmpadas de baixo consumo; • Utilização de redutores de fluxo na rede de iluminação pública; • Uso de semáforos com tecnologia eficiente no campo dos leds;

06


NOTÍCIAS

Porto de Setúbal apresenta-se na Intermodal South America O Porto de Setúbal integrou o stand promocional dos portos portugueses na Intermodal South America,

Prémio de Logística do Porto de Setúbal

realizada em São Paulo, de 14 a 16 de Abril. Esta presença foi acompanhada pela Secretária de Estado dos Transportes, Dra. Ana Paula Vitorino, e por representantes dos Conselhos de Administração dos cinco principais portos do país.

A APSS-Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S.A. e a ESCE-Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal instituem a segunda edição do Prémio de Logística do Porto de Setúbal. Este prémio pretende distinguir alunos, ou grupos, finalistas das licenciaturas, pós graduações e mestrados, no âmbito nacional, com o objectivo de premiar o melhor trabalho académico em Logística Marítimo Portuária desenvolvido sobre temas relacionados com a região e o porto de Setúbal. Considerada a maior e mais importante feira da América Latina, a 15ª edição da Intermodal reuniu, em três dias de realização,

O regulamento pode ser consultado em www.portodesetubal.pt.

os principais players do sector da logística, comércio externo e transporte ao nível mundial. A APSS, SA fez-se representar pelo presidente do Conselho de Administração, Engº Carlos Gouveia Lopes, que avaliou esta participação como uma excelente aposta na divulgação do Porto de Setúbal junto de potenciais utilizadores deste porto, enquanto elo de cadeias logísticas do triângulo comercial constituído pela costa atlântica da Europa, América Latina e África. A Intermodal South America contou, para além dum número muito significativo de expositores brasileiros, com outras representações provenientes da América Latina, da América do Norte, da Europa e da Ásia. Este certame ocupou uma área de 28 mil m2, com um total de 450 expositores e mais de 45 mil visitantes. Os três dias do evento incluíram ainda diversos seminários, fóruns e workshops.

07


EMPRESA PARCEIRA

produção de energia em todo o mundo. O grupo está presente em todos os mercados, com tecnologias adaptadas a todas as principais fontes de energia; gás, carvão, hidroeléctrica e vento. A localização privilegiada da unidade da Alstom, situada em Setúbal, com acesso directo ao mar e cais privativo, torna-a altamente competitiva face aos restantes produtores internacionais existentes, incluindo os asiáticos. O sucesso da Alstom nesta área baseia-se em longos anos de experiência na produção deste tipo de equipamento de elevado nível tecnológico, e consolida-se, graças a uma estrutura organizada de meios humanos, bem preparados para toda a complexidade deste tipo de actividade internacional, assim como se apoia em instalações e equipamentos adequados às dimensões e pesos elevados que caracterizam o produto. Pode assim o Porto de Setúbal orgulhar-se de dispôr, na

Desenvolvimento do Porto de Setúbal: contributo da Alstom. Abílio Miguel Teixeira (*)

área da sua jurisdição, de uma unidade com fortes potencialidades produtivas

e

importante

contribuição para a economia nacional. Sobre o Grupo Alstom

Desde há muitos anos, a Unidade de Setúbal da Alstom tem vindo a desenvolver uma actividade quase totalmente virada para a exportação.

A Alstom é um dos líderes mundiais fornecedores de infra-estruturas de produção

Mais de 95% dos produtos de metalurgia pesada fabricados

de energia e de transporte

na Alstom, na Unidade da Mitrena, são expedidos por via marítima

ferroviário e constitui uma

através de um cais situado dentro das suas instalações, com ligação directa ao Canal Norte do rio Sado, permitindo assim o seu fácil encaminhamento para o mar, rumo aos mais diversos destinos mundiais, desde o Médio Oriente até à Tailândia, desde os inúmeros portos europeus até ao continente americano. O produto de excelência saído das instalações da Alstom, na Mitrena, é constituído por unidades de caldeiras de recuperação de calor de grande porte, elemento fundamental constituinte das centrais termoeléctricas de ciclo combinado a gás natural, um dos principais meios de produção de energia eléctrica em todo o mundo. Devido à especificidade e complexidade deste produto, a Unidade da Alstom de Setúbal é considerada, dentro do grupo mundial em que se insere, a sua principal unidade de produção em todo o mundo. Refira-se que o grupo Alstom é um dos líderes mundiais fornecedores de infra-estruturas de produção de energia e constitui uma referência em tecnologias inovadoras e amigas do ambiente. A Alstom já forneceu 25% da capacidade instalada de

08


EMPRESA PARCEIRA

referência em tecnologias inovadoras e "amigas do ambiente". O Grupo constrói os comboios mais rápidos do mundo e os metros de funcionamento automático com maior capacidade do mundo. A Alstom fornece também centrais chave-na-mão, equipamento e serviços associados a uma gama variada de fontes de energia, incluindo a hidroeléctrica, gás, carvão e a partir do vento. A Alstom emprega mais de 76.000 pessoas em 70 países e no ano fiscal de 2007/2008 registou encomendas que representam 23,5 mil milhões de euros. De referir que o grupo completou o processo de aquisição da empresa espanhola de turbinas eólicas, Ecotècnia. Esta aquisição constitui um importante passo, aumentando a capacidade da Alstom na área das energias renovavéis, nomeadamente a da energia eólica. A Alstom trará à empresa a sua capacidade de investimento,

da energia: 7 parcerias para 8 centrais piloto para a captura de CO2

a sua marca no sector industrial e providenciará à Ecotècnia um

(nos Estados Unidos da América, Alemanha, França, Noruega e

alcance global, bem como acesso aos recursos tecnológicos do

Suécia). No sector do Transporte, o novo comboio de muito alta

grupo e capacidades como integrador de unidades fabris

velocidade, o AGV (Automatrice à Grande Vitesse), o novo metro

capacidades como integrador de sistemas – projectos chave-na-

ligeiro Citadis e na área de sinalização.

-mão. Em Portugal a ALSTOM está presente em Lisboa, Setúbal, na Maia (Porto) e emprega cerca de 350 pessoas. Desenvolve actividades de engenharia e produção, nos domínios da produção de energia (centrais térmicas e hidroeléctricas) e dos serviços de assistência e manutenção, nos sectores da Energia e Transportes. Na

área

eólica

as

competências em Portugal situam-se na Maia. A unidade de

Sistemas

de

Instrumentação e Controlo conta com uma equipa técnica pluridisciplinar

com

competências e referências para conceber e fornecer Sistemas de Comando e Controlo para centrais de produção de energia, sejam eólicas, hídricas, térmicas ou a diesel e para instalações industriais. Refira-se ainda que a temática da inovação está no topo

(*) Licenciamento em Engenharia Mecânica, pelo Instituto Superior Técnico Director Geral da Alstom, Portugal

das preocupações do grupo, para tal registou-se no ano fiscal de 2007/8 um reforço no investimento em I&D (Investigação & Desenvolvimento), para os 554 milhões de euros. Por outro lado, salientamos a liderança técnica em programas, tais como, na área

09


COLABORADOR APSS

A situação económico-financeira da APSS em 2008 Dr. Francisco Gonçalves (*)

Após o ano de 2007 excepcional, o melhor desde sempre, o ano de 2008 vem mais uma vez comprovar o empenho da APSS na melhoria constante a vários níveis. Na movimentação de mercadorias, o porto de Setúbal, em 2008, num contexto internacional de desaceleração da actividade económica, e apesar do decréscimo, voltou a aproximar-se dos níveis registados em 2006, tendo movimentado 6,1 milhões de toneladas. Contudo, o porto de Setúbal continuou a assegurar a liderança nacional no tráfego de carga geral fraccionada e de carga roll-on roll-off, permitindo-lhe a manutenção da quota de 10% no sistema portuário nacional. O volume de negócios, o qual ascendeu a 19,2 milhões de euros foi superior ao verificado no ano anterior (18,6 milhões de euros após exclusão do correspondente à actividade temporária e transitória da Travessia Fluvial do Sado - Ferries), superior ao previsto no orçamento e o melhor dos últimos anos. Não obstante a conjuntura internacional desfavorável e a escalada da crise financeira, a APSS atingiu um resultado líquido de 2,6 milhões de euros e um resultado operacional de 559 mil euros, ambos superando os obtidos no ano anterior (com exclusão dos resultados dos Ferries) e apresentando-se, assim, como os melhores desde que a empresa é uma sociedade anónima. Excepção feita ao ano de 2004, mas consequência de situações pontuais, extraordinárias e irrepetíveis. Para os resultados obtidos contribuiu o acréscimo dos proveitos operacionais de 3,34%, superior ao acréscimo

10

de 2,92% dos custos da mesma natureza. Contribuíram, igualmente, os resultados financeiros que passaram a ser positivos e os resultados extraordinários, que se apresentaram superiores ao ano anterior, apesar das compensações pecuniárias de natureza indemnizatória, registadas na rubrica de custos extraordinários, em consequência do “Programa de Reestruturação do Quadro de Pessoal da APSS”. Da análise do gráfico, constata-se que os proveitos


OPINIÃO

operacionais, no valor de 19,5 milhões de euros, registaram um maior aumento ao nível das prestações de serviços, nomeadamente as resultantes de concessões, e ao nível dos proveitos suplementares. No que diz respeito aos serviços portuários, verificou-se uma manutenção dos valores da TUP navio, enquanto a TUP carga decresceu 9% em consequência da redução na movimentação de mercadoria.

e realista (conforme valor de EBIT Ajustado no quadro), se os proveitos (subsídios ao investimento) correspondentes às amortizações consideradas, estivessem contabilizados como operacionais, ao invés de estarem em rubricas extraordinárias, conforme preconizado no POC.

Os proveitos provenientes das taxas e licenças de natureza dominial sofreram um decréscimo de 4% justificado essencialmente pela desafectação de área portuárias para o projecto POLIS ocorrida em Outubro de 2007.

Em termos globais, a estrutura de capitais (próprios e alheios) da APSS sofreu um decréscimo de 5,5 milhões de euros, fruto da significativa redução de capitais alheios. Efectivamente, a par da redução de custos e maximização de proveitos, tem vindo a ser política da empresa a redução da dívida a instituições bancárias, sendo que durante 2008, se procedeu à amortização antecipada de 3 milhões de euros.

Em termos globais, os proveitos com concessões registaram um aumento de 7%, salientando-se as de natureza não portuária. Este aumento é reflexo do início das concessões da Teporset, Mauri Fermentos, Atlantic Ferries e Marina de Tróia, o qual ocorreu em finais de 2007.

A redução de capitais alheios, o reforço dos capitais próprios e a obtenção de bons resultados líquidos, durante o ano de 2008, foram preponderantes para a melhoria da maior parte dos indicadores económico-financeiros, conforme espelhado no quadro.

Quanto aos custos operacionais, no valor de 18,9 milhões de euros, que registaram um acréscimo de 2,92%, têm na origem deste aumento os custos com fornecimentos e serviços externos, com custos com o pessoal e com outros custos operacionais. Por outro lado, verificou-se um decréscimo de 4% nos custos com amortizações e ajustamentos. Os outros custos operacionais sofreram um acréscimo de 36%, resultante da contabilização da quota-parte da APSS no âmbito do Projecto PIPE – Procedimentos e Informação Portuária Electrónica (279,2 mil euros). Embora a APSS tenha vindo a implementar o plano de reestruturação do quadro de pessoal, nomeadamente através de uma redução de efectivos, os custos com o pessoal registaram um acréscimo de 4,5%, já que no exercício de 2008 se verificaram diversas progressões na carreira, que em conjunto com o aumento salarial anual, reflectiram um acréscimo de custos desta natureza. Os custos com o pessoal e as amortizações e ajustamentos continuam a representar um significativo peso na globalidade dos custos operacionais da empresa, de respectivamente, 45% e 32%. Analisando, conjuntamente, estas duas rubricas absorvem 75% (77% em 2007) dos proveitos operacionais obtidos pela APSS no exercício em análise. Os meios libertos, numa óptica operacional, registaram um ligeiro decréscimo devido à redução de custos com amortizações e ajustamentos. O EBITDA também decresceu, contrariamente ao EBIT, que para além de positivo sofreu um aumento. Seria, no entanto, muito mais expressivo

Os fundos próprios têm vindo a ser a principal fonte de financiamento do investimento realizado pela APSS, atingindo, no ano de 2008, 59% do valor total do investimento. No entanto, continuam a revelar-se de grande importância o recurso aos apoios provenientes dos Fundos Comunitários e do Cap.º 50.º do OE/PIDDAC. No ano de 2008, os investimentos realizados pela APSS, no valor de 1,9 milhões de euros, apresentaram uma natureza diversificada, com especial incidência nas áreas da Pesca, Náutica de Recreio e Requalificação/Melhoramentos de espaços na área portuária. Também, na área do Ambiente foram realizados diversos trabalhos, cujo principal objectivo visa a minimização dos riscos ambientais decorrentes do exercício da actividade portuária no Porto de Setúbal. (*) Administrador na APSS,SA

11


SESIMBRA

Porto de Sesimbra O Plano de Ordenamento do Porto de Sesimbra, concluído em 2007, identificou um conjunto de intervenções prioritárias a realizar nos próximos anos, que foram, no que se refere ao sector da pesca, formalizadas numa candidatura apresentada ao PROMAR - Programa Operacional do Sector das Pescas, apresentada em 2008. De um modo global, estas intervenções visam melhorar as condições de acostagem, operacionalidade e de segurança da actividade da pesca, procurando a conciliação entre as várias actividades que aí se exercem. Note-se que este estudo de ordenamento contou com a participação activa de todos os utentes do porto de Sesimbra. Em 2009, com a aprovação esperada do financiamento comunitário, em complemento ao apoio nacional, os trabalhos centrar-se-ão na execução da Ponte-Cais nº 4, uma obra entendida de prioridade absoluta, uma vez que irá criar as condições de abrigo e de oferta de frente acostável que viabilizará e despoletará a dinâmica de planeamento definida.

Duração da obra de construção da Ponte-Cais Nº4 Início: Maio/2009 Conclusão: Novembro/2009

Investimento previsto 1.400.000 €

Financiamento previsto OE/PIDDAC, cap.º 50º e PROMAR

12

O projecto infra identifica as intervenções prioritárias, assinalando-se a amarelo a Ponte-Cais Nº4.


BREVES

Patrocínio do Seminário do Transporte Marítimo A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA patrocinou a XIª edição do Ciclo de Seminários do Transportes e Negócios, dando continuidade aos apoios dados em anos anteriores, sempre no âmbito do Transporte Marítimo. O evento que teve lugar no dia 12 de Março, no Porto, contou com a presença das principais associações e entidades do sector, e revelou-se de grande interesse no que respeita aos temas abordados como o Short Sea Shipping e as Auto-estradas do Mar, a Política e Planos de Acção em Bruxelas e o Contributo do Sector para o Comércio Português.

Apoio à cerimónia dos vinte anos do naufrágio do River Gurara A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA apoiou a cerimónia dos vinte anos do naufrágio do River Gurara, que decorreu de 26 a 29 de Fevereiro, em Sesimbra. O evento teve como objectivo contar a história do cargueiro nigeriano afundado ao largo do Cabo Espichel homenageando todos os que estiveram envolvidos nos salvamentos. A iniciativa, constituída por exposições, documentários, mergulhos ao local de afundamento e colocação de uma placa no River Gurara, contou com o apoio e presença de várias associações e entidades ligadas ao sector.

Patrocínio do Livro “Roteiro do Estuário do Sado” No seguimento de uma política de comunicação externa dinâmica, a APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA patrocinou a edição do livro “Roteiro do Estuário do Sado – Rotas e Destinos” da auditoria de José Gomes. A publicação, cujo objectivo é promover a náutica de recreio e o turismo no Estuário do Sado, terá a sua cerimónia de lançamento no próximo dia 1 de Junho, no auditório do edifício sede da APSS, SA e contará com a presença de diversas associações e entidades ligadas ao sector e à região.

APSS institui Portal da Assiduidade A APSS está a implementar o “Portal da Assiduidade”, uma ferramenta informática que tem por objectivo contribuir para a desburocratização da empresa no que concerne a procedimentos internos relacionados com as questões da Assiduidade e Tempos de Trabalho. Estão envolvidos no processo, visando a consequente responsabilidade individual, tanto

cada

um

dos

colaboradores, como as respectivas chefias.

13


BREVES

O portal possibilita, para além da consulta de informação referente à assiduidade e tempos de trabalho, solicitar directamente na aplicação a necessária autorização para ausências, a indicação dos respectivos motivos/justificações e, ainda, a marcação e/ou alteração de férias. Por último, é possível introduzir os registos no sistema de ponto, sempre que, por alguma razão, não tenha sido possível fazê-lo de forma automática nos respectivos terminais de registo.

A comitiva foi recebida pelo Director de Desenvolvimento Estratégico e Logístico, Dr. Vítor Caldeirinha, no auditório do edifício sede da APSS, onde foi feita uma breve apresentação do porto e visionado o vídeo institucional. A visita foi completada com uma deslocação pelo porto que incluiu as instalações do VTS, o Terminal Multiusos Zona 1, concessionado à Tersado, o Terminal Multiusos Zona 2, concessionado à Sadoport, e o Terminal Roll-on Roll-off.

Editado Handbook do Porto de Setúbal

Recuperação dos postos de embarque de passageiros

No âmbito das acções de comunicação da APSS, já está disponível a edição 2009/2010 do Handbook do Porto de Setúbal.

Foi lançada pela APSS uma consulta para o redimensionamento e recuperação dos pontões/batelões dos

A publicação, bilingue, é direccionada para os clientes do

terminais de passageiros no Cais 3 e Cais Convencional, em Tróia,

Porto de Setúbal, constituindo um excelente guia sobre os serviços

de forma a poderem receber os novos catamarans de passageiros

prestados pela APSS e parceiros logísticos, incluindo informação

já na próxima época balnear.

detalhada sobre as infra-estruturas do porto, actividades industriais, actividades logísticas e ligações multimodais do hinterland; para

A intervenção consiste na ampliação dos pontões, na

além de um directório, mapas e outras informações.

substituição das estruturas existentes e colocação de estacas com um metro de diâmetro para apoio à fixação dos pontões.

Visita de alunos do ISCIA de Aveiro

Visita de alunos da Escola Secundária da Portela

Um grupo de alunos do Curso Avançado de Pós Graduação

Um grupo de alunos do 11º ano da Escola Secundária da

em Logística e Gestão Portuária do ISCIA – Instituto Superior de

Portela visitou o Porto de Setúbal no dia 17 de Março, no âmbito

Ciências da Informação e da Administração, de Aveiro, visitou o

da disciplina de Geografia, inserindo-se na temática dos transportes

Porto de Setúbal, no dia 13 de Fevereiro de 2009.

marítimos. Foi ainda focada a importância nacional e regional dos

14


BREVES

Cooperação entre entidades para Exercícios de Protecção No âmbito da protecção do transporte marítimo, designadamente no que respeita à protecção dos Navios e das Instalações Portuárias do Porto de Setúbal, evidencia-se a excelente cooperação e interacção entre as Autoridades Portuária e Marítima, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, GNR, PSP, Protecção Civil, Oficiais de Protecção das Instalações Portuárias e Armadores, manifestada no decurso dos exercícios e acções de formação que têm decorrido neste Porto.

portos, da logística e das plataformas intermodais. O grupo foi recebido no auditório do edifício sede da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA, onde visionou o filme institucional, seguindo-se uma visita aos terminais portuários onde puderam observar no local o funcionamento do porto e o desenvolvimento da actividade portuária.

APSS abre concurso para reparação do pavimento do Terminal Ro-Ro Foi lançado um concurso para a repavimentação de oito hectares do terrapleno do Terminal Ro-Ro do Porto de Setúbal,

Os referidos exercícios e acções de formação conjuntas

que incluirá a substituição do colector de grande diâmetro de águas

são preparados tendo em conta as probabilidades de ocorrência

residuais.

de determinadas incidências relacionadas com o transporte marítimo e os portos. São realizados, pelo menos, uma vez por ano e visam

Com esta obra, a APSS pretende melhorar a qualidade do

garantir a aplicação eficaz dos Planos de Protecção, salvaguardar

piso do terminal, infra-estrutura com um considerável volume de

as competências para o desempenho de todas as funções de

movimentação de carga e

protecção que estão atribuídas

essencial para o cumprimento

às diferentes entidades, testar

dos objectivos do Porto de

as

Setúbal, que passam pela

coordenação,

liderança a nível nacional e

disponibilidade de recursos,

contínuo crescimento neste

a capacidade de intervenção

tipo de carga.

e identificar eventuais

comunicações,

a a

deficiências do sistema de protecção para que sejam corrigidas ou melhoradas.

15


BREVES

Aprovada Avaliação de Protecção do Porto de Setúbal

requisitos actuais e futuros dos seus clientes, passou à fase de implementação do Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ), segundo a norma NP

Em linha com o definido no Decreto-lei 226/2006 de 15 de

EN ISO 9001:2008. O que

Novembro, a APSS - Administração dos Portos de Setúbal e

pressupõe a construção de um

Sesimbra, SA recebeu da Autoridade Competente para a Protecção do Transporte Marítimo e Portos a aprovação da Avaliação da Protecção do Porto de Setúbal.

processo

dinâmico

de

actuação,

baseado

na

eficiência

e

eficácia

organizacional dos recursos materiais e humanos, visando assegurar o aumento da satisfação dos clientes e dos seus colaboradores.

Aprovado Regulamento de Aquisições de Bens e Serviços Foi aprovado em sessão do Conselho de Administração, de 26 de Fevereiro de 2009, o Regulamento de Aquisições de Bens e Serviços da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA. O documento, que estabelece o regime de contratação relativo à aquisição e locação de bens e serviços necessários ao exercício das atribuições da APSS, encontra-se disponível para consulta no site da empresa.

Na sequência da aprovação da avaliação de protecção, irá proceder-se à elaboração do Plano de Protecção do Porto, instrumento importante na identificação dos Riscos e na respectiva sistematização de procedimentos e acções necessárias para a mitigação dos mesmos. Refira-se que é neste documento que ficam definidas as interacções entre Autoridades e Entidades com competências nesta vertente crítica da Protecção do Transporte Marítimo.

Sistema de Gestão da Qualidade entra em fase de implementação No contexto actual do mercado, caracterizado por inúmeros factores que obrigam a que as empresas melhorem continuamente o seu desempenho, torna-se imperioso que as mesmas possuam medidas de desempenho adequadas a uma melhoria contínua. Deste modo, a APSS - Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA, no sentido de alinhar os seus serviços com os

16


Valores acumulados a Dezembro de 2008

ESTATÍSTICAS

Movimento de Navios Unidade : Número Tipos de Navio Carga geral Transp. Especiais G. Líquidos Graneleiros Contentores Outros Total

Dezembro 06 Dezembro 07 Dezembro 08 764 821 727 459 387 401 158 147 157 96 78 68 17 13 42 4 0 2 1.498 1.446 1.397

Var.07/06 7,5% -15,7% -7,0% -18,8% -23,5% -100,0% -3,5%

Var.08/07 -11,4% 3,6% 6,8% -12,8% 223,1% 100,0% -3,4%

Movimento de Mercadorias Mercadorias por modo de acondicionamento Mercadorias por modo de Graneis líquidos acondicionamento Mercadorias por modo de Graneis sólidos Graneis líquidos acondicionamento Carga geral sólidos Graneis líquidos Carga fraccionada Carga geral Graneis sólidos Carga contentorizada Carga fraccionada Carga geral Carga ro-ro Carga contentorizada fraccionada ro-ro Carga contentorizada Total Carga ro-ro Total

Unidade : Mil Tons Dezembro 06 Dezembro 07 Dezembro 08 955 1.092 953 3.696 3.172 3.144 2.183 1.940 2.026 1.740 1.442 1.518 118 120 183 325 377 326

Var.07/06 -12,5% 16,5% 12,5% 20,6% -1,8% -13,7%

Var.08/07 -0,2% -14,9% -7,2% -12,7% 54,5% 0,2% -10,4%

6.204

6.834

6.124

10,2%

243.290 8.635 15.736

193.472 7.511 12.425

196.830 13.843 19.952

-20,5% -13,0% -21,0%

Mercadorias carregadas Dezembro 06 Dezembro 07 Dezembro 08 Cimento 1.023 1.404 1.129 Concentrado de Cobre e Zinco 695 688 853 Pasta de Madeira 349 426 494 P.Metalúrgicos 64 124 200 Ro-Ro 240 217 190 Clinquer 202 140 143 Pedras Ornamentais 19 16 22 Outros 113 45 212

Var.07/06 37,3% -1,0% 22,1% 93,5% -9,8% -30,3% -16,5% -60,3%

Var.08/07 -19,6% 24,0% 15,8% 61,3% -12,3% 1,7% 36,4% 375,6%

3.243

13,2%

6,0%

Dezembro 06 Dezembro 07 Dezembro 08 822 777 574 507 410 571 535 376 390 380 398 390 256 282 205 176 185 183 39 220 143 137 123 110 247 218 102 88 498 65 74 40 33 240 247 115 3.500 3.774 2.881

Var.07/06 -5,5% -19,1% -29,8% 4,9% 10,3% 5,3% 462,8% -10,1% -11,8% 468,9% -45,9% 3,0% 7,8%

Carga unitizada Veículos Contentores TEU’s

Unidade : Número 1,7% 84,3% 60,6%

Unidade : Mil Tons

Total

2.704

3.060

Unidade : Mil Tons Mercadorias descarregadas P.Metalúrgicos Carvão e Coque Fuelóleo Gasóleo e Gasolina Adubos Ro-Ro Madeiras Ácidos P. Agrícolas Clinquer Frutas Outros Total

Var.08/07 -26,1% 39,2% 3,8% -2,2% -27,2% -1,0% -35,1% -10,6% -53,3% -86,9% -18,2% -53,3% -23,7%

Fonte: APSS, SA (DELOG)

17


Casa de Pessoal da APSS

Torneio de Snooker No dia 11 de Março realizou-se o Torneio Anual de Snooker da Casa do Pessoal da APSS, SA que decorreu na sala “Ora Bolas”, em Setúbal. O torneio foi disputado na modalidade de eliminatórias e contou com a participação de 14 associados. A final foi disputada entre os associados António Martins e Jorge Borda d’Água, tendo o último vencido o torneio, conquistando o prémio para o 1º Classificado: um taco de snooker semi profissional.

Ida ao Teatro Maria Vitória A CPPSS continua a proporcionar aos seus associados, familiares e amigos, momentos de lazer e cultura. Cerca de trinta pessoas assistiram, no dia 19 de Fevereiro, no Teatro Maria Vitória,

qual foi aprovado o Relatório e Contas de 2008, apresentado pela

à Revista “Piratada à Portuguesa”.

Direcção bem como o Parecer do Conselho Fiscal.

Esta iniciativa inseriu-se no cumprimento do plano de actividades aprovado para o ano de 2009, pela CPPSS, e foi uma

Foram igualmente aprovados os seguintes votos de agradecimento:

noite de diversão e muito riso. 1 - Ao Conselho de Administração da APSS, SA, pelas

Assembleia Geral da CPPSS

comparticipações financeiras concedidas, bem como, ao apoio e colaboração prestados para a organização das actividades

No dia 26 de Março, pelas 17h30, realizou-se a 1ª Assembleia

programadas pela CPPSS.

Geral - Ordinária de 2009, da Casa do Pessoal dos Portos de Setúbal e Sesimbra, na Sala de Reuniões do edifício Sede da APSS, SA, na

18

2 - Ao Sindicato Nacional dos Trabalhadores das


Casa de Pessoal da APSS

Administrações e Juntas Portuárias, pelo apoio às organizações

Para a Direcção:

sociais e desportivas da CPPSS. Eng.º Paulo Aldeia, presidente; Manuel Caparica, A Assembleia terminou com a eleição dos novos corpos gerentes da CPPSS para o biénio 2009/2010.

vice-presidente; Fernando Borda D’Água, tesoureiro; Lilia Morais, secretária; e Rui Ferreira, Amândio Borges, Jorge Borda D´Água e Henrique Caracol, vogais.

Foram eleitos para a Assembleia Geral os associados: Finalmente, para o Conselho Fiscal: Eng.º Pedro Ponte, presidente; Dr.ª Lucia Teixeira, vicepresidente e Dr.ª Maria João Cabrito, secretária.

Júlio Crespo, presidente; Dra. Isabel Cebolinho, vice-presidente e Vânia Mendes, relatora.

Passeio de Carnaval No dia 24 de Fevereiro, cerca de cinquenta associados, familiares e amigos participaram no “Passeio de Carnaval”, organizado pela Casa do Pessoal dos Portos de Setúbal e Sesimbra. Desta vez, partindo de Setúbal de manhã cedo, o grupo rumou a Sines, onde assistiu ao desfile de Carnaval organizado nesta bonita cidade do litoral alentejano.

Próximas actividades Estão previstas como próximas actividades o jantar comemorativo do XX Aniversário, o 3º Torneio de Bowling, um torneio de Sueca e Damas, um passeio à Tunísia e um cruzeiro com partida de Málaga, passando por Tenerife, Funchal e regresso a Málaga, a bordo do paquete “NAVIGATOR OF THE SEAS” da companhia

ROYAL

CARIBBEAN

INTERNATIONAL.

19


/Newsletter_n20  

http://www.portodesetubal.pt/files_newsletter/Newsletter_n20.pdf

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you