Page 1

Edição 58

Mai/14

A Revista do Taxista www.revistataxi.com.br

3º ENCONTRO DAS MULHERES TAXISTAS Mulheres mostram sua força em evento histórico

GUIAS E ROTEIROS

O passado com o traço do futuro: a obra de Eduardo Kobra nas ruas da cidade

SEU TÁXI NA PONTA DO LÁPIS O olhar feminino nos negócios

E MAIS

VOLANTE SEGURO

Se dirigir, não se conecte Osteoporose – prevenção praticada ao longo da vida Fique ligado nas dicas de tecnologia


A revista do Taxista

EXPEDIENTE

Diretoria

Edição 58

ão Paulo tem uma das maiores e melhores frotas de táxi, não só do Brasil, mas do mundo. Seu diferencial é a qualidade dos táxis e, principalmente, de profissionais taxistas, homens e mulheres, que se esforçam para ofertar o melhor serviço a seus passageiros. E, ao realizarmos o 3º Encontro das Mulheres Taxistas - nossa matéria de capa -, fieis à nossa filosofia de trabalho, prestamos uma justa homenagem a essas profissionais, sem nos descuidarmos do propósito de contribuir para que o segmento taxista se consolide num elevado patamar de qualidade e excelência. Idealizado como forma de prestigiar e valorizar a inserção das mulheres no mercado de trabalho, o 3º Encontro fez história como a maior reunião de mulheres taxistas já acontecida no Brasil – e, nos atrevemos a dizer, do mundo! – para iniciar a reflexão e debate sobre o trabalho da mulher, sem perder, contudo, o encanto da confraternização entre profissionais importantíssimos na cadeia do negócio do turismo e cultura da cidade. Ainda sob esse olhar feminino, a edição de maio da TÁXI! traz aos leitores uma reportagem com o Cláudio Tomanini, professor do MBA da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e especialista em Vendas e Marketing, sobre a competitividade das mulheres no mundo do trabalho, coisas que, aliás, merecem ser consideradas, também, pelos homens. No Taxímetro da Saúde, trazemos dicas e cuidados sobre algo que apenas parece ser mais diretamente voltado às mulheres, mas que é um problema silencioso que, a cada dia, provoca mais

e mais vítimas, principalmente entre pessoas com idade acima dos 50 anos: a osteoporose. E, demonstrando aos nossos leitores que manter os olhos atentos pode ser uma alternativa inclusive para realizar bons negócios, apresentamos um roteiro bem paulistano, para conhecer e para indicar aos passageiros: os murais do artista plástico Eduardo Kobra. Espalhados pela cidade, particularmente a série Muros da Memória, são verdadeiros tuneis do tempo em que podemos mergulhar na São Paulo do início do Século 20. Há sete anos a Revista TÁXI! trabalha para seguir digna de circular a bordo da imensa frota de táxis paulistana, junto a cada um nossos leitores, num esforço permanente para se manter como publicação com padrão de excelência reconhecida por todos, do conteúdo editorial à produção gráfica: esse esforço é, em boa medida, nossa razão de existir. Vamos, juntos, seguir lutando por melhor qualificação e dignidade para homens e mulheres taxistas.

Boa viagem e boa leitura. Adilson Araújo Diretor da Revista TÁXI!

Redação Editor Waldir Martins MTB 19.069

Edição de Arte Mauro Bufano Reportagem Arnaldo Rocha, Camila Silva e Cida Nogueira Colaboradores Davi Francisco da Silva e Fernando Lemos Fotografia de Capa Waldir Martins Fotografias Davi Francisco da Silva Ilustração Eduardo Kakisaka Projeto Gráfico Editora Porto das Letras Revisão Naira Uehara

Publicidade Diretor Fábio Martucci Fornerón Fone: (11) 3392-1524 publicidade@portodasletras.com.br

Lucas Yuji

S

3º Encontro Mulheres Taxistas

Adilson Souza de Araújo Davi Francisco da Silva Fábio Martucci Fornerón (editora@portodasletras.com.br)

Assessoria jurídica Paulo Henrique Ribeiro Floriano

Comercial Suporte Administrativo Ana Maria S. Araújo Silva Assinaturas e mailling assinatura@portodasletras.com.br

Impressão

ESPAÇO DO LEITOR

Comentários e sugestões sobre a Revista Táxi! e sua cidade

Civilizar o trânsito

Corredores e faixas

Sem investir para melhorar de verdade o nosso sistema de educação, qualquer esforço para diminuir a violência e civilizar o trânsito que mata tantas pessoas em nossas ruas e avenidas estará destinada ao fracasso. A educação também contribuiria para acabar com a corrupção e tantas outras mazelas que assolam nosso país. Murilo Constantino

Manter os taxistas fora dos corredores de ônibus nos horários de pico em troca de poder circular em algumas faixas exclusivas é um paliativo que não resolve nada. Os taxistas continuam sem poder atender aos seus passageiros na hora em que esses mais necessitam. Cláudio Otávio

GMA Gráfica Ltda.

Tiragem

20.000 exemplares Distribuição Gratuita edição 58, é uma publicação da Editora Porto das Letras Ltda. Redação, publicidade, administração e correspondência: Rua do Bosque, 896, casa 24, CEP 01136-000. Barra Funda, São Paulo (SP). Telefone: (11) 3392-1524. E-mail revistataxi@portodasletras.com.br. Proibida a reprodução parcial ou total dos textos e das imagens desta publicação, exceto as imagens sob a licença do Creative Commons. As opiniões dos entrevistados publicadas nesta edição não expressam a opinião da revista. Os anúncios veiculados nessa revista são de inteira responsabilidade dos anunciantes.


sumário Seu táxi na ponta do lápis

3º Encontro das Mulheres Taxistas Mulheres mostram sua força em evento histórico

Capa 22

O olhar feminino nos negócios

Manutenção Calibre os pneus

Mundo Táxi Notícias e informações do segmento taxista

06 08 10

12 Tecnologia 14 Volante Seguro 16

Taxímetro da Saúde

Prevenção praticada ao longo da vida

Aplicativos, sites e inovações

Se dirigir, não se conecte

Seu táxi na ponta do lápis O olhar feminino nos negócios

6

Agenda

17 Capa 22 Guias e Roteiros 28 No Ponto 32 Perfil Taxista 36 O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

3º Encontro Mulheres Taxistas

A arte de Eduardo Kobra

Os desafios do ponto 1805

Guias e Roteiros

28

Passado com traço do futuro: a obra de Eduardo Kobra nas ruas da cidade

Uma carreira de sucesso

Onde Fica

40 Roda Solta 42

Presente da Comunidade Libanesa

Diversão e humor


Seu táxi na

ponta do lápis

Por Cláudio Tomanini

O olhar feminino nos negócios Divulgação

Especialista explica porque as mulheres tendem a ser melhores em suas atividades profissionais e o que os homens podem aprender com elas

Divulgação

S

6

egundo Cláudio Tomanini, professor de MBA da FGV e especialista em Vendas e Marketing, características intrínsecas ao feminino se tornavam vantagens competitivas para as mulheres no mundo do trabalho. “Sempre instigo os homens a aprenderem com suas colegas características essencialmente femininas que, se usadas no trabalho, são armas extremamente eficazes de networking e vendas”, afirma. Visão periférica Biologicamente programada para proteger a prole, a mulher desenvolve a visão periférica, enquanto o homem, que tinha como dever ir à caça de comida, desenvolveu a visão de mira, linear e focada em um único ponto. Para as mulheres essa é uma arma e tanto. “Com os clientes e na correria

TÁXI! EDIÇÃO 58

do dia a dia, as mulheres são mais capazes de identificar oportunidades em todo o seu redor, dosando conversas e otimizando o tempo de contato com cada interlocutor. Por isso elas são excelentes no networking”, explica Tomanini. Mais delicadeza e atenção O instinto feminino de cuidar, sempre com delicadeza e atenção aos detalhes (no caso de bebês, por exemplo), torna-as extremamente flexíveis na hora de lidar com diferentes perfis de clientes. Além disso, a atenção que as mulheres dedicam às regras é imbatível e transforma seu trabalho em uma atividade super profissional. A força da emoção Mais emotivas que os homens, nelas a emoção fala mais alto do que a razão - ao contrário dos homens, que possuem o lado pragmático muito mais desenvolvido. “É essa emoção que move as conquistas femininas. Elas

sabem usufruir de suas realizações, gostam de assumir suas vitórias e se deleitam em querer mais, justamente por saberem aproveitar o prazer da conquista”, diz Tomanini. “Além disso, atender um cliente com emoção aumenta as chances do taxista proporcionar uma experiência agradável ao passageiro e não uma simples corrida do dia a dia”. Ou seja, a emoção ajuda na geração de relacionamento, ponto fundamental para conquistar a fidelidade do cliente. Maior capacidade de empatia Condicionadas a compreender as necessidades da família mesmo antes da capacidade de verbalizar dos filhos, as mulheres têm o poder de ler nas entrelinhas das atitudes e linguagem corporal das pessoas. Essa característica possibilita que durante o atendimento ao cliente, a mulher consiga se alinhar rápida e objetivamente com as suas necessidades. “É preciso atender o cliente pelas necessidades que ele tem, entendê-lo e saber o que você pode oferecer para ajudá-lo a atingir seus objetivos da melhor maneira possível”, explica. A arte de saber ouvir Mulheres sabem ouvir. Falam muito, mas também ouvem mais. “Ouvir é uma condição básica em qualquer profissão. Como é que você vai dizer que o cliente precisa ir a algum lugar, por exemplo, se não sabe qual caminho ele prefere, como ele costuma fazer este trajeto?”, completa Tomanini. “Só por isso, as mulheres já saem na frente”, finaliza. Cláudio Tomanini é professor de MBA da Fundação Getúlio Vargas e autor do livro “Venda Muito Mais” (Editora Gente, 2012)


Manutenção

Por Arnaldo Rocha

Calibre seus pneus

8

TÁXI! EDIÇÃO 58

dãos sobre a importância e benefícios ecológicos que a calibragem correta proporciona, a Continental leva a ação também para as redes sociais e contará com diversas ativações e engajamento em sua fanpage, estimulando os seguidores a postarem imagens calibrando os pneus. “O mundial de futebol é uma mobilização nacional. Diante deste cenário, a Continental Pneus quer estimular as pessoas a cuidarem dos seus carros e, principalmente, tornar o hábito de calibrar os pneus, um processo cada vez mais frequente na rotina de tantos motoristas, abordando temas como a importância da calibragem correta e a contribuição para o meio ambiente”, destaca o Diretor Superintendente da Continental Pneus, Renato Sarzano. Brasil tem 5 milhões de automóveis, só em SP A campanha traduz diretamente as movimentações do mercado. Nos últimos 10 anos, o número de carros em circulação no Brasil aumentou aproximadamente 1,5 vez, segundo dados do Departamento Nacional de Trâsito (Denatran). Somente em São Paulo, esse número alcançou a mar-

ca de 4.940.944 de veículos. Diante deste número, estimam-se que mais de 50% dos automóveis andam com a pressão de ar incorreta ou não fazem regularmente uma calibragem nos pneus. A relação completa dos postos de gasolina, datas e horários, pode ser obtida na fanpage da Continental Pneus em https://www.facebook. com/continentalpneusbrasil?fref=ts Divulgação

A

importância de manter o carro em segurança e controlar a calibragem dos pneus levou a Continental Pneus, uma das patrocinadoras oficiais da Copa do Mundo da FIFA 2014, a realizar o programa de cidadania corporativa “Conti Conosco”. O projeto visa conscientizar as pessoas sobre a importância de calibrar os pneus regularmente e alertar sobre como essas medidas contribuem para a economia de combustível, redução de emissão de CO2 e preservação do meio ambiente. Para isso, mais de 50 funcionários da empresa, em esquema de voluntariado, estão participando desse grande movimento em defesa do meio ambiente e de segurança, em São Paulo e Jundiaí. Em 100 postos de combustíveis das duas cidades, os colaboradores oferecerão treinamentos para que frentistas e motoristas fiquem atentos quanto à regularidade e a calibragem correta dos pneus, e cientes dos benefícios da manutenção não só como item de segurança, mas também em prol do meio ambiente. Conscientizar os motoristas Para amplificar ainda mais esse movimento e mobilizar mais e mais cida-

Divulgação

Divulgação

Campanha de conscientização sobre a importância da calibragem promovida pela Continental Pneus acontece em 100 postos de combustíveis de São Paulo e Jundiaí

Renato Sarzano, diretor superintendente da Continental Pneus


Mundo

Táxi

Por Waldir Martins

A magia dos aplicativos

Divulgação

Divulgação

Oferecendo os mais diferentes serviços e funcionalidades, os aplicativos são uma verdadeira revolução e estão, literalmente, em toda parte

O

s chamados APPs conferem as mais diversas e inusitadas funcionalidades aos dispositivos móveis, como smartphones e tablets: desde pagar boletos, conversar com amigos, escapar de congestionamentos, ajudar nas compras de supermercados e chamar um táxi. Esta ferramenta já essencial e completamente incorporada ao nosso dia a dia ganhou destaque no noticiário graças à compra do Whatsapp - aplicativo de mensagens instantâneas e gratuitas que praticamente substituiu o mercado de SMS - pelo Facebook. Os

números impressionam: Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, pagou nada menos que US$ 19 bilhões (o equivalente a R$ 44,4 bilhões) pelo Whatsapp e seus 450 milhões de usuários. Esgana-se quem pensa que a bilionária transação é caso isolado. Pelo contrário: já tem muita gente lucrando alto com o desenvolviSimone Marçal e Thiago Goulart apostam em uma parceria com o segmento taxista mento das ferramentas que conferem aos nossos smartphones lidade ou cobranças extras. “O taxista facilidades para o dia a dia. Em 2013, pode receber pagamentos com cartões os aplicativos geraram receitas de de crédito ou através de contas préUS$ 26 bilhões em todo o mundo, de -pagas, mesmo de passageiros que acordo com a consultoria americana não tenham usado o aplicativo para Gardner, especializada em tecnologia. chamar o táxi, sendo que nesse caso E a perspectiva de que este mercado não será cobrada do taxista a taxa continue aquecido é grande. A expec- referente à corrida”, explica. “Além tativa da Appnation, outra consulto- de apenas recolher um valor fixo por ria especializada, é de que o mercado corrida, o profissional não precisará movimente US$ 151 bilhões em 2017. esperar por 30 dias para receber pelas corridas pagas com cartão de crédito. Os aplicativos no segmento taxista Apontado como um caso de sucesso, Oferecemos a possibilidade de anteo aplicativo Tecle Táxi, criado pela em- cipar o recebimento em até dois dias presa suíça de tecnologia Interfactory, úteis, com depósito realizado diretatem uma receita infalível para garan- mente na conta bancária informada tir sua expansão no mercado: ofere- pelo taxista”, continua. cer benefícios e serviço de qualidade O passageiro, por sua vez, além tanto para os usuários quanto para de poder realizar uma avaliação do os taxistas que utilizam o sistema. motorista a cada viagem, conta ainSegundo Simone Marçal, responsá- da com uma série de serviços como vel pelo Marketing da Interfactory, tempo médio de espera pelo taxista dentre as vantagens disponíveis para chamado; possibilidade de chamar o taxista, merecem destaque a faci- um taxista específico; previsão do lidade de se cadastrar ao sistema e o valor da corrida; buscar por táxis que recebimento pelas corridas. O taxista contenham itens específicos, como só pagará um valor único por corrida, ar-condicionado, espaço extra para que dispensa qualquer tipo de mensa- bagagem, entre outros.


Taxímetro

da Saúde

Por Cida Nogueira

Prevenção praticada ao longo da vida

A prática de atividades físicas e tomar banhos de sol com moderação ajudam o organismo a processar vitamina D

E

studos indicam que 25% da população adulta tem osteoporose, uma doença silenciosa que normalmente só se manifesta quando já está em grau avançado e, em decorrência da fragilidade dos ossos, começam a ocorrer as fraturas. Esse quadro é consequência da perda de densidade da massa óssea, causada por diversos fatores, como queda na produção de hormônios após a menopausa nas mulheres e andropausa nos homens, além do uso excessivo de medicamentos compostos por corticoide (prescrito no tratamento de doenças comuns, como dor, asma e doenças inflamatórias), alcoolismo, tabagismo e ingestão deficiente de cálcio na dieta. “A expectativa de vida está aumentando e, consequentemente, a quantidade de casos da doença também. Um dado alarmante: uma em cada duas mulheres acima de 50 anos sofrerá uma fratura por osteoporose no decorrer de um ano. Entre os homens, 12

TÁXI! EDIÇÃO 58

a proporção é de uma fratura a cada cinco anos”, adverte o endocrinologista Sergio Maeda, também integrante da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo. Viabilizar tratamento adequado Maeda explica que o osso é um tecido cuja estrutura assemelha-se a uma rede e que, com o aparecimento da doença, a perda de massa óssea compromete a sua capacidade de sustentação, o que o expõe a um maior risco de fratura. A osteoporose é mais comum nas mulheres porque no período pós-menopausa, existe uma queda brusca na produção de estrógeno - principal hormônio de proteção do osso. Além dos fatores já citados acima, doenças crônicas também desencadeiam o processo de perda de massa óssea, como a diabetes e alguns cânceres. Para prevenir e mesmo reverter este quadro clínico, a primeira orientação é aumentar a quantidade de cálcio na

alimentação, por meio da ingestão de alimentos de origem láctea, como leite e queijo. Essa preocupação com os ossos deve ser praticada ao longo de toda a vida, por meio da ingestão de cálcio desde a infância, seguida de banhos de sol para produzir e fixar a vitamina D, essencial para o fortalecimento ósseo. Nas primeiras horas da manhã é interessante que as pessoas possam tomar sol sem o uso de protetor solar, mas muita atenção para não se expor a riscos desnecessários: fazer isso apenas no comecinho do dia. Dr. Sérgio Maeda alerta ainda sobre a necessidade de estabelecer hábitos saudáveis como uma das principais formas de prevenção. “Também é preciso evitar hábitos ruins, como fumar e beber em excesso, que previne não só a osteoporose, mas também diversas outras doenças”. No caso do problema já ter-se instalado, além de incrementar a dieta, é preciso redobrar os cuidados com a casa, a fim de prevenir quedas. O endocrinologista recomenda ambientes bem iluminados, uso de sapatos antiderrapantes, evitar tapetes e pisos escorregadios. “É importante ainda fazer exercícios físicos, pois o paciente trabalha o músculo e o osso ao mesmo tempo”, finaliza Maeda. Divulgação

Divulgação

Após os 50 anos, homens e mulheres ficam mais expostos a fraturas devido à osteoporose

Uma alimentação saudável ajuda a evitar a osteoporose


Nesta seção você encontrará dicas e novidades sobre o mundo da tecnologia para facilitar o seu dia a dia

Sites interessantes. Vale a pena conhecer! Divulgação

Quem lida com outros idiomas no trabalho ou mesmo no dia a dia precisa conhecer o site www.FORVO.com. Reunindo pessoas dos quatro cantos do planeta, o site propõe que os usuários gravem a pronúncia de palavras de seu idioma nativo. Desse modo, o esquema de colaboração transformou o FORVO.com no maior guia de pronúncias do mundo. Você procura por uma palavra e ouve a pronúncia correta. E como o site é colaborativo, você também pode se cadastrar para gravar pronúncias de palavras da nossa língua para ajudar interessados em aprender português. O site é um bom exemplo de como o uso da tecnologia pode aproximar fronteiras e promover a difusão de diversas culturas por meio do idioma.

www.FORVO.com

Divulgação

Se você gosta de notícias, de ficar bem informado, uma sugestão é o site japonês Newsmap, http://www. NEWSMAP.jp, que se destaca por agregar as principais notícias do mundo de forma muito interessante: é um verdadeiro MashUp de matérias e reportagens do Google News. O Newsmap apresenta as notícias em pequenos quadrados coloridos que enchem a tela. Quanto maior o quadrado, maior a relevância da notícia. O internauta ainda pode escolher se quer notícias mundiais ou de um país específico. É possível ainda optar apenas pelas informações mais recentes da última hora ou últimos 10 minutos. No seu próprio navegador você poderá pedir a tradução da página do idioma original para o português. Excelente opção para se manter sempre informado.

www.NEWSMAP.jp

Aplicativos e ferramentas POWER MAGIC

Divulgação

O controle de energia é cada vez mais importante especialmente no universo dos Notebooks. Por isso, todas as ações no sentido de economizar energia são válidas. E um utilitário ajuda bastante a controlar isso. É o POWER MAGIC, uma ferramenta de gerenciamento de energia para o computador que ajuda a visualizar vários comandos com os quais convivemos no dia a dia e que estão voltados a economia de energia como ShutDown, Stand By, Hibernate, até deixar mudos os falantes. Uma excelente ferramenta para se ter sempre à mão, especialmente no caso de dispositivos móveis como Notebooks e Netbooks.

Divulgação

WINCO TALK MANAGER

Se você é usuário do skype, vai gostar de conhecer uma ferramenta chamada WINCO TALK MANAGER. A ideia é gravar as conversas pelo skype para usá-las também no trabalho e para fins comerciais, registrando a comunicação entre colaboradores, clientes e parceiros de negócios. O Winco ajuda muito quando for preciso resgatar informações, já que é possível visualizar seus chats via Web, os usuários com quem conversou, a data da conversa, ou mesmo fazer a busca por uma palavra-chave. Ainda é possível emitir relatórios de apoio. Baixe o programa no site www. talkmanager.winco.com.br/.

Fernando Lemos é especialista em Soluções de Tecnologia, palestrante, colunista em rádios e TV. Autor de artigos em jornais, revistas e sites na web, e idealizador do Projeto Tecnologia Para Todos® Web: www.fernandolemos.com.br | Palestras: palestras@fernandolemos.com.br 14

TÁXI! TÁXI! EDIÇÃO EDIÇÃO 58 58


Volante

seguro

Por Arnaldo Rocha

s iv

a

OA

aZ

da d

i re ç ã o d e

fe n

Se dirigir, não se conecte raças à tecnologia, a rotina do taxista está muito mais fácil. Porém, estas mesmas facilidades também criam situações de risco para taxistas e usuários: a falta de atenção. Diferentes especialistas concordam que o desvio de atenção para manusear equipamentos eletrônicos pode causar, sim, acidentes. “Vejo muitos taxistas e outros motoristas conectados e entendo que, como o trânsito de São Paulo é muito intenso, os equipamentos tornam-se irresistíveis. Mas é previsível que, mais cedo ou mais tarde, o uso da tecnologia acabe provocando um acidente, um atropelamento de uma moto, mesmo em baixa velocidade”, adverte Eduardo Biavati, mestre em Sociologia da Universidade de Brasí-

16

TÁXI! EDIÇÃO 56

lia, escritor e especialista em educação e segurança no trânsito. Orientação Para evitar acidentes e também multas, já que o uso do celular ao volante é considerado infração média, com penalidade de R$ 85,13 e quatro pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), Biavati recomenda o uso do celular ou manuseio do GPS apenas com o carro parado no ponto ou depois do fim da corrida. “Estudos mais recentes indicam que a digitação desconecta completamente a atenção do motorista. É pior que falar ao celular. Não tem como digitar e olhar para frente”, explica o especialista. “E os smartphones com aplicativos demandam intervenção manual a toda hora. Os condutores têm de ter

isso claro: não dá. Deixe tocar ou tire o som do equipamento”, continua. Já sobre os demais acessórios, como TV ou DVDs, a recomendação é que estes sejam instalados no banco de trás, para comodidade apenas do passageiro. “O desvio de atenção para esses equipamentos é inevitável. E tem mais um porém: à noite, TVs e DVDs são muito brilhantes, o que contribui para o cansaço visual do motorista”, finaliza Biavati. Divulgação

G

Aplicativos e GPS facilitam a rotina dos taxistas, mas também podem provocar acidentes


O que vai agitar a metrópole nas próximas semanas

eventos em maio Confira a agenda dos principais eventos da cidade que é tudo de bom! Programe-se para aproveitar o melhor de São Paulo. Para mais informações, acesse o site: visitesaopaulo.com

15 a 18 de maio ADVENTURE SPORTS FAIR & CONGRESS Local: Bienal do Ibirapuera

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro

15 a 17 de maio 11º CONGRESSO PAULISTA DE DIABETES E METABOLISMO Local: Casa Grande Hotel

15 e 16 de maio CURSO DE BRAQUITERAPIA DA PRÓSTATA Local: Hospital Sírio Libanês Instituto de Ensino e Pesquisa

16 a 18 de maio AVISTAR - 9ª FEIRA INTERNACIONAL DE OBSERVAÇÃO DE AVES Local: Parque Villa Lobos São Paulo

15

quinta

sexta

sábado

17 e 18 de maio VIRADA CULTURAL 2014 Local: Diversos locais da cidade

17 de maio CURSO TEÓRICO-PRÁTICO ATENDIMENTO AO POLITRAUMATIZADO: RECENTES AVANÇOS Local: Hospital Sírio Libanês - Instituto de Ensino e Pesquisa

20 a 22 de maio MACEF BRASIL - FEIRA INTERNACIONAL DA CASA / FITAC - FEIRA DA INDÚSTRIA DE TAPETES E CARPETES Local: Centro de Convenções Frei Caneca

16 e 17 de maio AVIESTUR - FEIRA DE TURISMO DO ESTADO DE SÃO PAULO / VII SEMINÁRIO AVIESP PARA PROFISSIONAIS DO TURISMO Local: Espaço Ypê

17 a 31 de maio 10º SPA WEEK Local: Diversos SPAS na cidade

17 18

domingo

segunda

16

16 a 25 de maio FEIRA DO CIRCUITO DAS MALHAS - EDIÇÃO FAMÍLIA Local: Centro de Eventos São Luís

19

19 de maio 6º CONGRESSO RTI DATA CENTERS Local: WTC Convention Center

20 a 22 de maio CONTEXMOD - 2º CONGRESSO CIENTÍFICO TÊXTIL E DE MODA Local: Escola de Artes, Ciências e Humanidades - EACH USP

20

terça 20 a 23 de maio 3ª FEIRA E FÓRUM INTERNACIONAL DE TELEMEDICINA, TELESSAÚDE E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PARA SAÚDE Local: Expo Center Norte

20 a 23 de maio HOSPITALAR - 21ª FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS, EQUIPAMENTOS, SERVIÇOS E TECNOLOGIA PARA HOSPITAIS, LABORATÓRIOS, FARMÁCIAS, CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS / 12ª HOSPFARMA / 16ª DIAGNÓSTICA / 3ª DIGITAL HEALTH Local: Expo Center Norte

20 e 21 de maio II ENCONTRO EINSTEIN DE ENFERMAGEM Local: Expo Center Norte

20 a 24 de maio MECÂNICA - 30ª FEIRA INTERNACIONAL DA MECÂNICA Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

20 de maio CA EXPO´14 Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

20 a 22 de maio TECOBI EXPO - EVENTO INTERNACIONAL DE TELHADOS, COBERTURAS E IMPERMEABILIZAÇÃO / 1º FÓRUM LATINO-AMERICANO DE INFRAESTRUTURA VERDE URBANA Local: Transamerica Expo Center

TÁXI! EDIÇÃO 57

17


eventos em maio 21 a 24 de maio 9º CONGRESSO PAULISTA DE INFECTOLOGIA Local: Bourbon Convention & Spa Resort Atibaia

21 a 23 de maio 7ª CONFERÊNCIA & EXPO INTERNACIONAL HDI BRASIL 2014 Local: Centro Fecomercio de Eventos

21 e 22 de maio VI CONGRESSO INTERNACIONAL SIX SIGMA BRASIL Local: Centro Universitário SENAC

quarta

quinta

sexta

sábado

domingo

21 a 24 de maio GLASS SOUTH AMERICA - 11ª FEIRA INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA E DESIGN EM VIDRO Local: Transamerica Expo Center

22 a 25 de maio FECONATI - FEIRA DA CONSTRUÇÃO DE ATIBAIA Local: Estação Atibaia

22 a 25 de maio EXPO NOIVAS & FESTAS 2014 Local: Expo Center Norte

21 22 23

22 a 25 de maio 57ª CONFERÊNCIA DO DISTRITO 4510 DO ROTARY INTERNACIONAL Local: Centro de Convenções e Eventos São Pedro

24 25

22 e 23 de maio XIV ENCONTRO NACIONAL DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel

22 a 24 de maio XV SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE HEMOTERAPIA / VIII JORNADA DE IMUNO-HEMATOLOGIA Local: Hospital Sírio Libanês - Instituto de Ensino e Pesquisa

23 de maio VIII JORNADA DE ENFERMAGEM EM HEMOTERAPIA Local: Hospital Sírio Libanês - Instituto de Ensino e Pesquisa

25 a 30 de maio LARAW - VI LATIN AMERICA RISK ASSESSMENT WORKSHOP Local: Grande Hotel São Pedro

23 e 24 de maio III CONGRESSO INTERNACIONAL DE NEUROONCOLOGIA Local: Pullman Hotels

24 de maio JIGG - VI JORNADA INTERDISCIPLINAR DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA - GERENCIAMENTO DA SAÚDE DO IDOSO Local: Hospital Sírio Libanês - IEP - Instituto de Ensino e Pesquisa TÁXI! EDIÇÃO 58

21 a 24 de maio BOARD REVIEW - VIII CURSO DE REVISÃO EM HEMATOLOGIA E HEMOTERAPIA / II SIMPÓSIO DE NEOPLASIAS NIELÓIDES Local: Hospital Israelita Albert Einstein - Auditório Moise Safra

26

segunda

18

21 a 24 de maio EDUCADOR MANAGEMENT - 21º CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO / EDUCAR -21ª FEIRA INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO / EDUCADOR MANAGEMENT - 10º CONGRESSO DE GESTÃO EM EDUCAÇÃO Local: Centro de Convenções Imigrantes

26 a 28 de maio 7ª CONFERÊNCIA DE MARKETING IMOBILIÁRIO Local: Golden Tulip Park Plaza

26 a 28 de maio LTR - 54º CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO DO TRABALHO / 33º CONGRESSO BRASILEIRO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Local: Centro de Convenções Rebouças


eventos em maio 27 e 28 de maio REDESIGN - 3º RETAIL DESIGN / FICSEL FEIRA INTERNACIONAL DE CONCEITO EM SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS PARA LOJAS Local: Centro Fecomercio de Eventos

27 de maio a 20 de julho 28ª CASA COR 2014 Local: Jockey Club de São Paulo

28 de maio 11º FÓRUM - AS GRANDES SACADAS DE MARKETING DO BRASIL 2013 Local: Maksoud Plaza Hotel

28 a 30 de maio CONTECSI - 11º CONGRESSO INTERNACIONAL DE GESTÃO DE TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO / WCARS - 31ST WORLD CONTINUOUS AUDITING AND REPORTING SYMPOSIUM Local: Faculdade de Economia e Administração - USP

terça

29 de maio a 3 de junho BSOP - BRAZILIAN SERIES OF POKER Local: Holiday Inn Parque Anhembi

quinta

29 a 30 de maio 11º CONGRESSO DE DIREITO BANCÁRIO Local: Intercontinental São Paulo

27

29 30

sexta

sábado

29 a 31 de maio AFILIADOS BRASIL - CONGRESSO BRASILEIRO DE AFILIADOS Local: Centro de Convenções Rebouças

28

quarta

29 a 31 de maio XIV CONGRESSO DA SOCIEDADE CAIPIRA DE OFTALMOLOGIA Local: Tauá Hotel & Convention Atibaia

31

30 e 31 de maio II SIMPÓSIO DE ESPECIALIDADES PEDIÁTRICAS Local: Hospital Israelita Albert EinsteinAuditório Moise Safra

29 a 31 de maio BMW JAZZ FESTIVAL Local: HSBC Brasil / Auditório do Ibirapuera

29 e 30 de maio PCH 2014 - 6º ENCONTRO NACIONAL DE OPERADORES E INVESTIDORES EM PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS Local: Maksoud Plaza Hotel

29 de maio a 1 de junho COPA - 11º CONGRESSO PAULISTA DE ANESTESIOLOGIA / 48ª JASB JORNADA DE ANESTESIOLOGIA DO SUDESTE BRASILEIRO Local: Transamerica Expo Center

31 de maio a 3 de junho EXPO PARQUES E FESTAS - 8ª FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA PARQUES TEMÁTICOS, BUFFETS E FESTAS INFANTIS / 6ª NATAL SHOW / THE CANDY SHOW Local: Expo Center Norte

30 e 31 de maio I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INCONTINÊNCIA URINÁRIA Local: Hospital Sírio Libanês - IEP - Instituto de Ensino e Pesquisa

31 de maio UFC - ULTIMATE FIGHTING CHAMPIONSHIP BRASIL Local: Ginásio do Ibirapuera

27 de maio 2º MOBILE STRATEGIES CORPORATE Local: Staybridge Suites São Paulo

31 de maio e 1 de junho FA SÃO PAULO - 87ª FEIRA DE JOIAS FOLHEADAS, PRATA, AÇO E ACESSÓRIOS DE MODA Local: WTC Convention Center

31 de maio 6ª JORNADA DE REPRODUÇÃO HUMANA DO HOSPITAL PÉROLA BYINGTON Local: Maksoud Plaza Hotel

TÁXI! EDIÇÃO 58 57

19


eventos em junho terça

3 e 4 de junho CONGRESSO E EXPOSIÇÃO TI & VAREJO Local: Centro Fecomercio de Eventos

3 a 5 de junho 5º BIOGAS BRAZIL CONGRESS Local: Golden Tulip Paulista Plaza

03

4 e 5 de junho PHARMANAGER - FÓRUM NACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO SETOR FARMACÊUTICO E COSMÉTICO Local: Expo Center Norte

05 06

sexta sábado domingo

4 a 7 de junho BIO BRAZIL FAIR - 10ª FEIRA INTERNACIONAL DE PRODUTOS ORGÂNICOS E AGROECOLOGIA / NATURALTECH / BIOFACH AMÉRICA LATINA Local: Pavilhão da Bienal do Ibirapuera

quarta

sábado domingo

09 4 a 6 de junho CIAB FEBRABAN - CONGRESSO E EXPOSIÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Local: Transamerica Expo Center

4 e 5 de junho 15º FÓRUM BRASIL DE TELEVISÃO Local: WTC Convention Center

10 11 12

5 a 7 de junho 28ª JORNADA DE OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO PAULO Local: Centro de Convenções Rebouças

13

5 a 7 de junho CONSULFARMA - 9º CONGRESSO INTERNACIONAL DE FARMÁCIA, MEDICINA, NUTRIÇÃO E COSMÉTICOS Local: Palácio das Convenções do Anhembi

7 de junho 2ª VOLTA DO BAÚ 2014 Local: Pedra do Baú

14 15

10 e 11 de junho 64º ABERTURA OFICIAL E CONGRESSO FIFA 2014 Local: Transamerica Expo Center

11 de junho 7º CONGRESSO CRÉDITO & COBRANÇA Local: Golden Tulip Paulista Plaza

4 de junho CONGRESSO SECOVI NE Local: Secovi-SP - Sede

08

quinta sexta

4 a 7 de junho ABF FRANCHISING EXPO 2014 - 23ª FEIRA INTERNACIONAL DE NEGÓCIOS DE FRANQUIAS Local: Expo Center Norte

07

segunda terça

3 a 6 de junho FISPAL TECNOLOGIA - 30ª FEIRA INTERNACIONAL DE EMBALAGENS E PROCESSOS PARA AS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS E BEBIDAS Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

04

quarta quinta

3 e 4 de junho BROADBAND LATIN AMERICA 2014 Local: Grand Hyatt São Paulo

13 de junho 4ª CONFERÊNCIA DE ANÁLISE DE NEGÓCIOS DO IIBA SP Local: Universidade Anhembi Morumbi - Vila Olímpia

8 a 10 de junho GBTA CONFERENCE 2014 Local: Caesar Business São Paulo Faria Lima

15 e 16 de junho SUMIRÊ FASHION SHOW Local: Palácio das Convenções do Anhembi

Agenda de eventos: O São Paulo Convention & Visitors Bureau é uma Fundação sem fins lucrativos mantida pela iniciativa privada, sua missão é promover, captar, gerar e incrementar eventos que aumentem o fluxo de visitantes a São Paulo. As datas e locais dos eventos podem ser alterados, consulte sempre a agenda de eventos no site do São Paulo Convention & Visitors Bureau: visitesaopaulo.com - atendimento@visitesaopaulo.com 20

TÁXI! EDIÇÃO 58

Uma parceria com o taxista e um serviço a mais para o passageiro


Por Waldir Martins

Divulgação

Capa

3º Encontro das Mulheres Taxistas

O

desafio que a Revista TÁXI! assumiu de prestar uma homenagem às mulheres e mães taxistas em reconhecimento à contribuição que essas profissionais prestam à cidade de São Paulo foi plenamente alcançado. Realizado no dia 03 de maio, data escolhida por ser no início do mês das mães, o 3º Encontro das Mulheres Taxistas não poderia ter tido um resultado melhor: perto de 200 profissionais participaram do almoço que aconteceu na Churrascaria Novilho de Prata. E a homenagem era mais do que justa, uma vez que essas profissionais, assim como as mulheres de outros setores, não param de ampliar sua inserção na sociedade, conquistando novos espaços no mercado de trabalho, passando a atuar em atividades que até então eram eminentemente masculinas. As mulheres taxistas de São Paulo são um exemplo vitorioso dessa mudança e têm muito a ensinar à categoria como um todo.

22

TÁXI! EDIÇÃO 58

Divulgação

Evento promovido pela Revista TÁXI! reúne um número recorde de mulheres taxistas, que puderam mostrar toda sua força e poder de realização


Divulgação

Simone Marçal apresentou para os convidados as funcionalidades e vantagens do apps da Tecle Táxi

mulheres taxistas foi a principal motivação para a participação da empresa no encontro. “Agradecemos a presença dessas mulheres maravilhosas. Nós da Tecle Táxi quisemos participar desse evento tão importante para apresentar às mulheres taxistas o aplicativo Tecle Táxi, que pode ajuDevincer Miguel, consultor de vendas corporativas ladeado dar muito no seu negópelas meninas da equipe Volkswagen cio”, ressaltou. Durante sua apresentação, a execu- que os taxistas que tiverem utilizantiva levou aos presentes um pouco do do o aplicativo da Tecle Táxi poderão novo produto da empresa, que conta receber chamadas agendadas pelo tucom novos serviços e funcionalidades. rista ou mesmo por usuários locais”, “Esse aplicativo conta com um dife- afirmou Marçal. rencial muito importante, uma vez Para o passageiro, o Tecle Táxi ofeque possibilita a realização de pagarece outro diferencial que é a possibimentos sem o uso de nenhum dispolidade de cadastrar-se em uma conta sitivo móvel auxiliar ao celular, sem pré-paga, que poderá ser utilizada o uso de uma maquinha, sem cobrar mensalidade fixa e sem a obrigação do para realizar o pagamento diretamenseu passageiro também ter o aplicati- te na conta do taxista. Através dessa conta pré-paga o passageiro também vo”, explicou. poderá fazer o pagamento em diverSimone Marçal destacou ainda a sos outros estabelecimentos que estão funcionalidade do apps, cuja tecnologia permite ao taxista disponibilizar sendo credenciados pela Tecle Táxi. um QR CODE ao passageiro (código de De olho no potencial do segmento barras bidimensional  que pode ser Marca tradicional do mercado de facilmente escaneado em  telefones automóveis e do próprio segmento do celulares equipados com câmera fo- táxi, a Volkswagen também marcou tográfica), que poderá ser lido atra- presença no 3º Encontro das Mulhevés do seu próprio celular, para reali- res Taxistas. De acordo com o consulzar o acesso à internet. “Isso garante tor comercial de vendas corporativas, mais segurança para o passageiro, Devincer Miguel, a marca, que já foi pois não precisa fornecer dados dos líder nesse setor e que teve seu ápice seus cartões de pagamentos para um com o modelo Santana, quer retomar equipamento desconhecido, caracteo espaço perdido oferecendo produrizando-se como um diferencial para tos e serviços específicos para o neo motorista que utilizar”, enfatiza. gócio do táxi. Outra característica do aplicativo “Para uma empresa que tem um pladiz respeito diretamente à realização da Copa do Mundo da FIFA. “Como no de liderança mundial até 2018, não a matriz da Interfactory é sediada podemos deixar de atender qualquer na Suiça, para o período da Copa do segmento de venda, principalmente Mundo, quando a cidade receberá um o taxista, que é muito importante, grande contingente de visitantes, es- oferecendo muita visibilidade aos protamos realizando ações para que to- dutos, além de serem formadores de dos os turistas cheguem ao Brasil com opinião. Nessa volta ao mercado, com chamadas agendadas. Isso significa a presença de muitos mais concorren-

Divulgação

Para o diretor da TÁXI!, Adilson Souza de Araújo, a realização de um evento dessa grandeza corresponde ao compromisso da revista em contribuir sempre com o desenvolvimento da categoria. “Foram vários dias de trabalho para que pudéssemos realizar um evento que fizesse justiça às nossas queridas taxistas. Mas valeu a pena. Hoje nós fizemos história, porque esse encontro, seguramente, é o maior já realizado com mulheres taxistas”, comemorou. Araújo fez questão de destacar o apoio e compromisso com a categoria, manifestado pelas empresas patrocinadoras, sem as quais o evento não teria acontecido de forma tão acolhedora. “Nós estamos aqui hoje graças a uma parceria que foi firmada com a Pneus Continental, Volkswagen Brasil e Tecle Táxi, empresas que abraçaram essa ideia e acreditaram que um grupo tão importante de profissionais possa contribuir, como já vem contribuindo no dia a dia, para uma cidade melhor”, lembrou. Inovação e tecnologia Para Simone Marçal, responsável pela área de marketing da Interfactory, empresa que comercializa o aplicativo Tecle Táxi e uma das patrocinadoras do evento, a força das

TÁXI! EDIÇÃO 58

23


tes, achamos importante participar em eventos como esse para estreitar nosso relacionamento com a categoria”, explica Devincer. Segundo o consultor, esse tipo de ação contribui para que a empresa possa ouvir as principais demandas da categoria, e levar essas informações para dentro da empresa como subsídio no desenvolvimento de produtos e serviços que atendam às necessidades dos profissionais. Devincer aponta ainda que as mulheres têm recebido uma atenção da montadora, devido ao seu poder de influência na hora de decidir a compra do automóvel, “As mulheres já decidem boa parte das vendas no país e a Volkswagen acompanha essa mudança do mercado, em que a mulher passa a decidir sobre a compra do carro. Alguns itens incluídos nos nossos modelos já têm o objetivo específico de atender a mulher. E com a taxista isso não é diferente: ela vai observar de forma diferente do homem os itens nos carros, e temos que estar preparado para oferecer o produto mais adequado para ela, que pode montar o carro de acordo com as suas necessidades e preferências”. A estratégia da montadora para voltar à liderança do segmento taxista já tem mostrado importantes resultados positivos. “As vendas da Volkswagen dentro do mercado de táxi no Brasil ficou em 21% em 2001, chegou a 22% em 2012, passou para quase 25% em 2013 e até abril de 2014 já estava em 25,2%. Isso quer dizer que, de todos os veículos vendidos nesse mercado, 25,2% foram da Volkswagen”, comemora. Devincer deu um destaque especial ao modelo Voyage, apontado pelo consultor como o carro mais vendido no Brasil para táxi. “Apesar de não ser ainda a realidade de São Paulo, o modelo tem uma forte penetração no Nordeste e também no Sul do país. Até o mês de março, o modelo já havia vendido mais de 2 mil unidades, segundo dados da Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores”, destaca. Cuidado com a economia e ecologia Para celebrar o Dia das Mães e acompanhar o crescimen-

24

TÁXI! EDIÇÃO 58

Divulgação

Divulgação

A Equipe da Continental Pneus verificou a calibragem de todos os carros dos convidados

to das mulheres nessa profissão, a Continental Pneus, uma companhia que vive em constante movimento e apoia cada vez mais a presença feminina no segmento automotivo, homenageou essas profissionais que se dividem entre o trabalho, rodando pela cidade, e os afazeres domésticos. De acordo com Carolina Wagner, gerente de marketing da Continental Pneus para Mercosul, a empresa entende que as frotas de táxi são estratégicas no cenário automotivo e pela perspectiva crescente desta área, as mulheres têm conquistado diariamente um espaço importante neste ambiente. “Hoje, vemos que determinados segmentos, antes com atuação exclusiva do público masculino, têm mudado e agora as mulheres atuam de forma ativa, a exemplo do ramo de táxis. E para nós, a mulher tem um papel especial no desenvolvimento da cultura de trabalho”, reforça. Durante o evento, o time da Continental Pneus esteve com uma van totalmente equipada e fez demonstrações práticas de como fazer a calibragem corretamente e orientou sobre como verificar os pneus de forma regular. “É uma classe importante e aproveitamos esta oportunidade para informar sobre os marca e os cuidados com os pneus, bem como os benefícios que ela oferece, como a economia de combustível, redução de gases e a melhoria do meio ambiente”, enfatiza a executiva. A empresa destaca que pretende continuar a fazer parcerias e ações especiais para estreitar o relacionamento com o setor e prevê promoções e ofertas exclusivas na venda de modelos do portfólio da Continental Pneus. As mulheres encaram o desafio Donas de histórias muito particulares, as mulheres taxistas, de maneira geral, possuem diversos pontos em comum, como serem mais cuidadosas e atentas aos detalhes, possuírem uma enorme capacidade de ouvir e uma inata praticidade para ligar com as rotinas do cotidiano. Outro ponto que é unanimidade entre as mulheres é a paixão com que se dedicam ao seu negócio. Taxista há 20 anos, Helena Rodrigues vem de uma família de taxistas, e entrou no ramo incentivada por uma tia.

Simone Marçal, da Tecle Táxi, entrega para Valderez Alves Soliman Radaman a máquina Soda Stream Source sorteada durante o evento


Divulgação

Divulgação

“Comecei meio que na brincadeira, mas acabei adorando, tanto que estou na praça até hoje. É maravilhoso. Adoro. Adoro a liberdade que temos de horário, dá pra fazer outras coisas, cuidar da casa, cuidar do filho. Essa liberdade de horário é muito boa, pois consigo conciliar várias coisas”, avalia. Sobre o preconceito, Helena Rodrigues afirma que é coisa superada, ressaltando apenas a necessidade de cuidar da segurança, como qualquer cidadão. “Antigamente as pessoas estranhavam mais. Preconceito mesmo eu não sofri, sempre fui bem recebida, tanto pelos colegas de trabalho, como pelos passageiros. Temos de tomar certo cuidado com a segurança, mas hoje temos rádio táxi e aplicativo, então é mais seguro. Se as mulheres soubessem que é tranquilo trabalhar no táxi, teríamos muito mais taxistas”, brinca. Um negócio de pai para filha Outra profissional que tem uma tradição de taxistas na família é Rosemeire Azevedo da Costa, que há nove anos ingressou no táxi por influência do seu pai. “Quem trabalhava no táxi era meu pai. Em 2003 ele me deu a oportunidade de ir trabalhar com ele e em 2007 assumi definitivamente o táxi”.

Entre as vantagens de ser taxista Rosemeire destaca a falta de rotina e a possibilidade de organizar a própria agenda. “A cada hora estou em um lugar diferente, numa situação diferente. Hoje eu tenho disponibilidade de organizar o meu horário, ter os meus finais de semana, estar com a minha família, poder viajar”. A taxista mostrou ainda enorme satisfação em participar do evento em homenagem às mulheres. “Achei fantástico. É fundamental valorizarmos as mulheres. Hoje somos poucas, mas é muito gratificante a mulher trabalhando no mundo de táxi em que a maioria dos profissionais é homens”. A autonomia de administrar o próprio negócio Cada vez mais independentes e autônomas, muitas mulheres encontram no táxi uma real possibilidade de realização profissional. Foi o que aconteceu com Cláudia Guzzo Ferreira, que há três anos assumiu a direção do seu carro. “Eu tinha o Condutáxi há 6 anos, mas trabalhava na área comercial e nada dava certo na minha vida. Até que meu marido falou: ‘você está com a faca e o queijo na mão. Você tem o alvará, tem o táxi, vai trabalhar na praça’. A principio fiquei com muito medo, não sabia se

Patrícia Saraiva começou no táxi meio por acaso e se apaixonou pela atividade

Rosemeire Azevedo Costa valoriza a liberdade de organizar seus horários

Divulgação

Helena Rodrigues vem de uma família de taxistas e ressalta a tranquilidade que é trabalhar com táxi

Divulgação

Cláudia Guzzo Ferreira divide o carro com o marido e viu seus problemas se acabarem

TÁXI! EDIÇÃO 58

25


Divulgação

Natalício Bezerra, Adilson Araújo, Luis Maranhão e o deputado Carlos Zarattini se confraternizam durante o evento Divulgação

ia conseguir atender, ia conseguir fazer o trajeto que o passageiro queria, mas acabei indo. Hoje, eu e o meu marido dividimos o mesmo carro. E os meus problemas acabaram”, relata. Cláudia destaca ainda as vantagens de administrar o seu próprio negócio em parceria com o marido. “Virei a minha própria patroa, faço os meus horários. É como o pessoal comenta por aí, que quando somos picados pelo bichinho da praça, não tem mais volta. Eu me apaixonei pela profissão. Hoje me arrependo de não ter vindo para a praça antes”, avalia. Para a também taxista Patrícia Saraiva, o táxi entrou na vida quase que meio por acaso, através da conversa com amigos. “Entrei na área acompanhando uma amiga. Fui fazer o curso e me apaixonei. Acabei trocando outra atividade que exercia pela profissão de taxista. O táxi é uma experiência diária de paixão, de risadas, é uma entrega diária. Todos os dias são diferentes. O táxi não tem rotina, não tem monotonia”, analisa. Convidados especiais O evento contou ainda com a participação de autoridades e representantes da categoria, como o Deputado Federal Carlos Zarattini, o Secretário Adjunto de Esportes, Recreação e Lazer, Luiz Sales, o presidente do Sindicato dos Taxistas autônomos de São Paulo, Natalício Bezerra e diversos diretores de diferentes cooperativas e associações de rádios táxis que atuam na cidade de São Paulo.

26

TÁXI! EDIÇÃO 58


TÁXI! EDIÇÃO 58

27


Por Camila Silva

Divulgação

Guias & Roteiros

Passado com traço do futuro ocê consegue imaginar a cidade de São Paulo na década de 1920? O artista Eduardo Kobra, expoente da neovanguarda paulista e oriundo da região do Campo Limpo, extremo sul da capital paulista, não só consegue, como também, por meio de pesquisa de fotos, criou o projeto Muros da Memória - uma verdadeira galeria de arte ao ar livre, onde é possível desfrutar de imagens incríveis, que retratam a vida da cidade e dos paulistanos de antigamente. Composto por aproximadamente 40 painéis espalhados por diferentes pontos da cidade, o projeto foi inspirado no trabalho do artista mexicano Diego Rivera (1886-1957), representante da escola muralista dos anos 20. Produzidos com uma técnica apuradíssima, os painéis de Kobra, de diferentes tamanhos e formatos, alguns realmente gigantescos, ocupam muros, casas, viadutos, até mesmo o pavimento das ruas do centro da cidade e rapidamente se tornaram uma atração turística da cidade. Uma excelente dica de roteiro não só para visitantes mas, também, para os próprios paulistanos. A trajetória percorrida por Kobra desde a periferia paulista até o estrelato internacional não é diferente da maioria dos nossos artistas. Apoiado em um talento incrível e no seu pró28

TÁXI! EDIÇÃO 58

prio esforço pessoal, aos 12 anos, o jovem artista já estava nas ruas, mas ainda envolvido apenas com pichação. Em pouco tempo, inspirado pela arte de rua de Nova York, bem como a pop art de Andy Warhol e o primitivismo intelectualizado de Jean-Michel Basquiat, passou a lapidar sua técnica e aderiu ao grafite. Divulgação

V

Obra de Eduardo Kobra resgata a memória da cidade e levanta bandeira de defesa dos animais


TÁXI! EDIÇÃO 58

29


Divulgação

Divulgação

Divulgação

Praça Benedito Calixto

Um roteiro de incríveis imagens Uma das principais obras do projeto Muros da Memória é o da Avenida 23 de Maio. Em mil metros quadrados, Kobra faz uma provocação por meio do contraste, ao humanizar a tão movimentada avenida, pintando diferentes rostos nos muros. Outro portal que retrata a São Paulo antiga está na Avenida Domingo de Morais, em frente à estação Vila Mariana do metrô.

Personalidades Mas nem só de passado vive a obra de Kobra, que recria também ícones da arte e retrata pessoas que mudaram os rumos da história por meio da arte, da política, da ciência, da música e da religião. No Brasil, o maior exemplo é a homenagem a Oscar Niemeyer,

o artista paulistano usou as criações mais famosas do renomado arquiteto para compor o seu rosto. Além de Niemeyer, o compositor Adoniran Barbosa e o ator e compositor Mário Lago, Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela, Martin Luther King e Albert Einstein também compõem a obra de Kobra, em murais espalhados por todo o mundo.

Divulgação

Divulgação

Avenida Oscar Americano

Alan-Teixeira

Av. Henrique Schaumann, Igreja do Calvário

Avenida Rebouças - Muro do Primeiramão

Avenida Paulista

feita em janeiro do ano passado para o aniversário de São Paulo, na parede lateral do edifício Ragi, na Praça Oswaldo Cruz, número 124, no início da Avenida Paulista. Em um retrato policromático de 52 metros de altura, Divulgação

Divulgação

Kobra salienta que todas as suas intervenções têm autorização do proprietário do imóvel ou do poder público. É o caso da obra da Avenida Henrique Schaumann, 950, na esquina com a Rua Cardeal Arcoverde. A inauguração deste mural contou com a presença do então prefeito Gilberto Kassab, e é visto como um marco para a arte de rua, tão reprimida por aquela gestão que criou a Lei da Cidade Limpa.

Avenida Oscar Americano

30

Defesa dos animais Em março de 2011, o artista, que sempre teve grande ligação com a natureza, criou o projeto GreenPincel, em que alerta e busca combater as agressões do homem aos animais e ao planeta. “Se no Muro das Memórias mostro a beleza e convido à contemplação, no GreenPincel mostro o horror e convido para a tomada de posição e para a ação”, explica o artista. O chocante Welcome to Amazônia, na Av. Rebouças, 167, critica o desenDivulgação

Avenida Tiradentes, 822

TÁXI! EDIÇÃO 58

Avenida Rebouças - Muro do Primeiramão

Avenida Sumaré


Divulgação Divulgação

Mural Praça Panamericana ao lado do viaduto Cidade Universitária

Divulgação

freado desmatamento da maior floresta do mundo. Já o Navio Baleeiro, o primeiro do GreenPincel, na rua Domingos de Morais, retrata a crueldade da caça às baleias pelo navio Yushin Maru. Após ver jornais e sites com imagens de um bezerro abatido durante a 56ª Festa do Peão de Barretos, Kobra e outros artistas pintaram a obra Sem Rodeios, na Av. Brigadeiro Faria Lima. Seguindo o mesmo tema, o mural Mar de Vergonha critica o massacre de centenas de golfinhos ocorrido na pequena cidade de Taiji, na costa meridional da ilha japonesa de Honshu. “Todas as tragédias naturais que têm acontecido em nosso planeta mostram que proteger os animais e a natureza como um todo é também uma forma de protegermos o ser humano. Particularmente, sou um apaixonado por plantas e animais. São temas que namoro há muito tempo e, por isso, decidi que já era hora de colocá-los também dentro do meu trabalho como artista”, justifica o artista. A lista completa de obras do Eduardo Kobra você confere no Facebook da Revista TÁXI!.

Rua Cayowaa, 802

Avenida Morumbi

TÁXI! EDIÇÃO 58

31


No

ponto

Por Camila Silva

Os desafios do ponto 1805 Instalado há 15 anos nas imediações do Shopping Interlagos, o ponto 1805 se equilibra entre uma rotina com bom fluxo de passageiros, mas muita violência em seu entorno Divulgação

Leroy Merlin e fornecemos recibos das corridas para eles. Essa parceria nos ajuda também porque, ao ceder o espaço, conseguimos mais corridas graças à grande circulação de pessoas”, conta Guerman Gabian, presidente da Associação de Táxi de Interlagos - empresa que cuida da administração de recursos e parcerias do ponto 1805. Outro diferencial do ponto é a carteira de clientes que moram nos arredores. “Temos clientes que pegam táxi conosco todo dia. Nosso público é diversificado, mas a maioria dos passageiros é de idosos e as corridas são curtas, por isso a nossa rotatividade é grande”, complementa Nelson Lino.

elson Gomes de Lino trabalhava na praça há quatro anos quando decidiu, em conjunto com outros taxistas, fundar o ponto 1805, na Rua Odete Tobias Marino, na Zona Sul, 27 anos atrás. O que os taxistas não imaginavam é que o local terminaria por se tornar um dos melhores da região para se trabalhar. Isso porque, pouco tempo depois do ponto começar a funcionar, o Shopping Interlagos foi inaugurado e mudou totalmente a rotina da região. No entanto, consolidar o local de trabalho não foi uma tarefa tão simples. “Foi uma luta difícil para nós estabelecermos o ponto, porque os gerentes do shopping não nos aceitavam aqui. Por isso, no começo, o ponto era lá embaixo”, comenta Lino, apontando para o estacionamento do centro comercial. Além da restrição inicial da administração do shopping, a falta de es32

TÁXI! EDIÇÃO 58

trutura também atrapalhava o negócio, já que nem telefone os taxistas tinham. “Depois de muita conversa com a gerência, conseguimos estabelecer um espaço para embarcar passageiros na entrada do shopping. Inclusive o telefone do shopping foi colocado na época em que eu era coordenador. Estamos aqui há 15 anos”, comemora Nelson. Trabalho de parceria Uma vez consolidado, o trabalho dos taxistas do ponto 1805 começou a dar frutos. Os 40 profissionais que atuam no ponto realizam, em média, 500 corridas diariamente. “O movimento aqui é muito bom. Hoje temos uma parceria com o shopping, com o Carrefour e também com a

Reclamação do trânsito intenso da capital é uma das principais reclamações de 99% dos taxistas. Mas não a de Luiz Horácio, que está no ponto há 20 anos. “Aqui o trânsito nos favorece, porque o destino das nossas corridas é principalmente as vilas vizinhas. Então, vamos desviando do trânsito e chegamos mais rápido. O que nos favorece é isso, porque não pegamos tanto trânsito no bairro”, ressalta. Divulgação

N

Uma equipe unida e que aposta no profissionalismo

O intenso fluxo de clientes do Carrefour garante um excelente fluxo de passageiros


TÁXI! EDIÇÃO 58

33


Divulgação

do pouco, só 17 vezes. Há três bases policiais aqui, mas eles não dão vencimento. É bandido demais”, reclama José Eugenio Florêncio, que trabalha no 1805 desde 2002.

Os motoristas do ponto 1805 solicitam mais segurança do poder público

O desafio da segurança Um dos mais antigos profissionais do ponto, Nelson Lino afirma que uma das aspirações dos motoristas é a construção de um ponto coberto. “Nunca conseguimos colocar uma cobertura. Quando era coordenador fui ao sindicato, mas nunca conseguimos. Ninguém consegue mexer na estrutura do shopping. Os clientes, portanto, reclamam em dias de chuva, porque ficam todos molhados ao embarcar no táxi”, continua Lino.

partir das 18h, 19h, tem muito assalto aqui. Por isso, os moradores preferem pagar R$ 6, R$ 8 da corrida para evitar riscos”, explica Anthony Paul Maia. O medo de ser assaltado faz com que muitos encerrem o expediente bem no horário de maior demanda; tanto é que no fim da tarde os usuários chegam a fazer fila para voltar para casa de táxi. Gabian estima que apenas 20 motoristas trabalham no período noturno, o período de maior movimento. “Os motoqueiros não deixam ninguém trabalhar aqui. Eu fui assalta-

Divulgação

A união entre os taxistas do ponto, que estão sempre conversando e fazendo brincadeiras uns com os outros, proporciona um verdadeiro clima de descontração no ambiente de trabalho, contudo sem perder nunca o profissionalismo.

Busca por mais ações do poder público O complexo comercial de Interlagos, composto por grandes varejistas, como o próprio shopping, Carrefour, Leroy Merlin, Lar Center, Cobasi e Makro, tem três bases policiais. A presença da polícia, no entanto, não intimida os criminosos. “A 300 metros da base da polícia militar me tomaram o carro no dia 02 de janeiro. Só encontrei o carro porque ele tem segredo”, acrescenta Luiz Horácio. Segundo os taxistas, a maioria dos assaltos é realizada por motoqueiros, o que dificulta a ação da polícia. A sensação de insegurança é tão grande que chega até a desestimular os trabalhadores. “Adoro trabalhar aqui, mas estou pensando em parar exatamente por causa da insegurança. Já fui assaltado cinco vezes, em uma delas tomei um tiro, e fiquei mais de um ano sem trabalhar”, lamenta Nelson Lima. Além das bases polícias da região, que não conseguem conter a escalada da violência, os profissionais do ponto 1805 pedem novas medidas do poder público para que possam exercer sua atividade em segurança.

Mas a dificuldade de conseguir autorização para construir uma cobertura é um mero detalhe diante do principal problema que interfere no dia a dia dos motoristas: a segurança. “Se você perguntar para os 40 taxistas daqui qual é o problema deste ponto, os 40 vão responder que é a insegurança da região”, diz Gabian. Ao serem questionados, os motoristas colecionam histórias em que seus pertences e o de passageiros, bem como o resultado do trabalho do dia foram levados por assaltantes. “A 34

TÁXI! EDIÇÃO 58

Os motoristas contam com uma carteira de clientes fieis que moram na região de Interlagos


Perfil Taxista Por Camila Silva

Uma carreira de sucesso Para Diva Nonato, taxista do Aeroporto de Congonhas, todas as pessoas precisam ter uma meta. A sua era chegar à melhor idade com dignidade. E conseguiu com louvor

O desafio de ser independente Nascida em Itaucara, no Rio de Janeiro, Diva se mudou para a capital aos 14 anos. Oito anos mais tarde, aos 22 anos, casou-se. O relacionamento, no entanto, não prosperou e, aos 25, ela se separou e decidiu morar em São Paulo porque “não podia ficar perto de alguém que não a fazia feliz”. Conseguiu um emprego como vendedora no Shopping Eldorado, mas, apesar das diversas promoções ao longo dos oito anos de carreira, o fu36

TÁXI! EDIÇÃO 58

Divulgação

N

ão foi fácil, trabalhou arduamente durante mais de 30 anos, tanto é que, em alguns dias, chegava a dirigir até 20 horas. Sua filha diz, orgulhosamente, que não teve uma mãe, mas sim uma máquina. Diva também “não teve tempo de namorar”, pois apesar de ter alguns relacionamentos, não tinha disponibilidade para se dedicar aos parceiros. Pergunta se valeu a pena? A taxista responde, sem pestanejar, que sim e que faria tudo de novo. Basta olhar para a elegante senhora de 64 anos que é possível perceber que ela atingiu a meta que traçara décadas atrás. Hoje, ela trabalha apenas para manter suas conquistas. “Acertei nas coisas que fiz. Moro bem, me alimento bem, tenho uma casa na praia, para onde viajo aos finais de semana. Minha família mora comigo. Posso dizer que sou muito feliz”. Outro motivo de orgulho é a saúde. “Todos os meses vou ao médico e faço todos os tipos de exames que você possa imaginar. Os médicos dizem que se eu continuar mais dois ou três anos assim, não preciso mais ir ao médico. Tenho uma pressão ótima, saúde perfeita”, comemora.

Diva Nonato encontrou no táxi a possibilidade de realização profissional e pessoal

turo a preocupava. “Comecei a ficar preocupada com o amanhã porque eu já não era mais menina. Acima dos 30 anos, naquela época, preocupava-se muito coma aparência e não com o profissionalismo. Daí eu decidi que eu tinha de fazer alguma coisa que, depois de 10, 20 anos ninguém me mandasse embora. Foi aí que decidi dirigir táxi”, lembra. Aprendeu a dirigir com 32 anos e, com a habilitação nas mãos, fez o curso para ser taxista. A pouca prática de direção foi uma das principais dificuldades enfrentadas pela motorista. “Dirigia tão mal, tão mal, que o primeiro passageiro que peguei falava: ‘sai detrás do ônibus, minha senhora. Está muito devagar, deixa que eu dirijo para a senhora’. Foi complicado. Eu pagava para trabalhar, porque não sabia dirigir e não conhecia São Paulo”, continua. Hoje ela se descreve como uma profissio-

nal que tem um GPS na cabeça. Além de conhecer os melhores caminhos e alternativas de rota. Preconceito No final da década de 1980, quando começou a trabalhar no táxi, Diva lembra que existia uma visão estereotipada das taxistas. Acreditava-se que “mulher que dirige táxi era capaz de qualquer coisa por dinheiro”. Ela conta, no entanto, que nunca sofreu discriminação, mas, sim, a admiração e curiosidade de outras pessoas. “Eu chamava atenção. Eu tinha um opala 91 prata muito bonito e as pessoas paravam e me olhavam. A mulher, o marido, as crianças ficavam me olhando. Eu dava um tchauzinho para quebrar aquele estigma. As pessoas paravam, admiravam”. Hoje ela ouve elogios do tipo: “nossa, que legal, uma mulher taxista” e “gosto muito da mulher taxista, porque ela é mais cautelosa, tranquila”.


Caminhar para se divertir, para conhecer ou ver, de form

Caminhar, verbo transitivo Passos decididos, curiosos, largos ou preguiçosos... Andar é apenas um modo de se deslocar e cumprir percursos. Mas, caminhar é muito mais: é um jeito de viver a cidade, a montanha, a praia; atrevo-me a dizer: um jeito de viver o mundo! Nesse espírito, o Clube da Caminhada fez a segunda etapa do Projeto InterParques - Zona Oeste. Do Metrô Butantã, o caminho nos levou aos parques da Previdência e Luiz Carlos Prestes (curiosidade: a Coluna Prestes foi a maior marcha a pé já realizada registrada na historia da humanidade, com mais de 25 mil km, do Rio Grande do Sul a todas as regiões do país!). Fomos ao Morumbi e seu estádio, Praça Vinícius de Morais e, coroando, à Fundação Maria Luisa e Oscar Americano onde, além do maravilhoso jardim, visitamos o riquíssimo acervo histórico e artístico. Qualquer dia, baixaremos lá para provar o famosíssimo brunch!

Informações e inscrições


ma diferente, outros lugares, outras caras, outras tribos

No caminho, surpresas singelas, como uma rua chamada Esperanto, homenagem ao desejo e busca pela comunicação e paz na terra aos homens (e mulheres, ora pois!) de boa vontade; grafites amistosos e envolventes; e uma placa interessantíssima que gostaríamos de ver noutros tantos lugares da cidade: “Atenção, pessoas caminhando!”

Bora caminhar! Neste mês, vamos para a Pedra Grande de Atibaia, um maciço de pedra com volume maior que o Pão de Açúcar! Acompanhe os passos do Clube da Caminhada: no Facebook/clube da caminhada ou www.clubedacaminhada.com.br. E, mais importante ainda, envie email ao fale@clubedacaminhada.com. br para receber regularmente nossa programação.

Tel.: 11 3294-9373 E-mail: fale@clubedacaminhada.com.br www.facebook.com/clubedacaminhada http://tinyurl.com/clubedacaminhada


Presente da comunidade libanesa Odette Eid homenageou o Brasil em seu aniversário de 500 anos artística em 1983 e, desde então, produziu mais de 1.200 esculturas. A artista é dinâmica: os temas de suas obras variam desde animais a máscaras, retratando também mulheres e movimento. A artista libanesa radicada no Brasil defende que, “se todo humano conseguisse mostrar a centelha de artista que tem dentro de si, o mundo seria mais belo”. Com a obra Homenagem, Odette consegue mostrar de forma delicada e sutil a beleza e integração dos libaneses no Brasil, que, além de abraçarem o novo país, criaram aqui raízes. Você já parou para admirar esta obra? Então conte para nós: onde fica?

Creative Commons - ARTExplorer

O

enigma da edição 58 da TÁXI! mostra mais uma vez o quão cosmopolita é a capital, composta por diversas comunidades que, por causa de conflitos ou em busca de oportunidades, fizeram de São Paulo o seu lar. Tanto é que o enigma deste mês é um presente doado em 2000 pela comunidade libanesa para a cidade, como homenagem ao 500º aniversário do descobrimento do Brasil. Homenagem da comunidade Líbano - Brasileira em comemoração dos 500 anos do descobrimento do Brasil é assinada por Odette Eid, libanesa de Zahle, nascida em 1922 e que chegou ao país aos três anos de idade. Odette iniciou sua carreira

Os primeiros 10 leitores que identificarem a localização da foto ao lado ganharão um par de ingressos para o teatro e livros da Editora Novo Conceito, que deverão ser retirados na editora Porto das Letras.

Sua resposta deverá ser enviada para o e-mail:

leitor@TAXICULTURA.com.br

GANHADORES

40

Silvio Barretos

Tarcisio Demógenes

Valmir Donizete

Silvia Lourenço

Jose João Cardoso

Marcos Levi

Renata Siqueira

Rubens Santos

Adalgiza Luz

Manoel Silveira

TÁXI! EDIÇÃO 58

Avenida Paulista Criado pelo artista paulistano Eduardo Kobra, o gigante retrato do arquiteto Oscar Niemeyer está na Avenida Paulista, na altura do Shopping Pátio Paulista. A obra de 52 metros de altura traz, além do rosto do mais famoso arquiteto do país, as suas obras consagradas, como a Pampulha, o Copan, o Museu Oscar Niemeyer e o Palácio do Planalto.

Camila Silva

O resultado sairá na próxima edição junto com os nomes dos ganhadores.


Roda Solta Sampa Street

O Fusca foi o primeiro carro fabricado pela empresa alemã Volkswagen e o seu nome original era KDF (Kraft Durch Freude, que significa “Força através da alegria”). O primeiro lote de Fuscas chegou ao Brasil em 1950. Fabricados na Alemanha, as 30 unidades foram importadas pela família Matarazzo. Os primeiros Fuscas produzidos no Brasil não eram montados pela Volkswagen, mas por uma empresa chamada Brasmotor, que importava as peças e montava o automóvel.  O apelido Fusca nasceu da dificuldade do brasileiro de pronunciar Volks. Ele pronunciava o V com som de F, ficando Folks, que a sabedoria popular entendeu como Fusca. Fonte: site Mundo Automóvel.

Divulgação

Divulgação

Avenida São Luis

Você Sabia?

Fonte: Arquivo Histórico de São Paulo.

Quadrinho

42

TÁXI! EDIÇÃO 58

Curiosidade

Comer banana ajuda a evitar cãibras? A cãibra é uma contração involuntária e dolorosa dos músculos que pode durar segundos ou, em casos mais raros, alguns minutos. Muitas pessoas acreditam que a melhor maneira para evitá-las é ter uma dieta rica em bananas e potássio, mas isso não pode ser seguido à risca. De fato, a falta de potássio pode até causar cãibras, mas seu principal sintoma é fraqueza ou paralisia dos músculos. Por isso, ter uma alimentação balanceada com cálcio e magnésio é mais relevante para prevenir esses espasmos.

Divulgação

A abertura da Avenida São Luis data do século XVIII e era conhecida como o Beco Comprido. Presente no mapa mais antigo da cidade, datado de 1810, ainda sem denominação, aparece no mapa de 1881, já com o nome de Rua de São Luiz. Na origem dessa denominação encontramos o Brigadeiro Luís Antonio (Luís Antônio de Souza Queirós), um dos homens mais ricos de São Paulo na primeira metade do século XIX e que também dá nome a outra das mais importantes avenidas da cidade. Dentre as suas propriedades, encontrava-se uma chácara no bairro da Consolação, localizada entre a atual Rua 7 de Abril (antiga Rua da Palha) e a Praça da República (antigo Largo dos Curros). No interior dessa chácara, foi aberta uma trilha que, mais tarde, se transformaria na Avenida São Luís. Por volta de 1860, a rua recebeu sua denominação atual, uma homenagem ao santo de devoção do Brigadeiro Luís Antônio. Em 1920, o Circolo Italiano adquire o lote onde mais tarde seria construído o Edifício Itália. A partir de então, a São Luís transforma-se numa das mais elegantes avenidas de São Paulo, abrigando diversos palacetes. No ano de 1944, a avenida foi urbanizada, assumindo seu aspecto atual. O primeiro grande edifício ali construído foi o São Luís, inaugurado em 1945. Nas décadas de 1950 e 1960, transformou-se num ponto onde circulavam intelectuais e artistas.


TÁXI! EDIÇÃO 58

43


Revista TÁXI! - Edição 58  

A Revista do Taxista

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you