Page 1

ANO XVI - Nº 57 1º. TRIMESTRE - 2007 FLORIANÓPOLIS/SC

Impresso Especial 68001055/02-DR/SC Editora Sophos

CORREIOS

Jornal de Idéias da Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens

A Filosofia Viva na Educação Brasileira

Movimento Filosofia no Ensino Fundamental; Concurso de Textos Teatrais; Pós-graduação em Educação para o Pensar; Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R. e o 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar...

N

ossas atividades mostram que existe um movimento que faz história (18 a nos de existência) e, a cada ano, levanta frentes para a melhora da educação em nosso país.

O Movimento por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental prova que é uma realidade em nosso país o ensino da Filosofia em todos os segmentos escolares, tanto públicos como particulares. Hoje somos centenas de milhares de professores e escolas, em todos os estados brasileiros, oportunizando aulas sistemáticas de Filosofia.

criatividade e criação dos professores, alunos, escritores. Objetiva que essas peças teatrais possam servir de subsídios artísticos para que possa haver mais reflexões. A Pós-graduação em Educação para o Pensar faz-se urgente no momento histórico que vivemos, para que o sujeito da aprendizagem possa ser entendido em todos seus aspectos humanos.

interdisciplinaridade e em uma metodologia que prioriza o pensamento filosófico sobre os temas estudados nas várias disciplinas escolares. O 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual acontecerá em Brasília, no mês de julho. O congresso dará continuidade à reflexão iniciada nos congressos anteriores. O tema do 4º. Congresso será: Filosofia-Educação-Formação do homem

O 1º. Concurso Nacional de Textos Teatrais tem a finalidade de abrir espaço para a

Quanto ao Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R., haverá o lançamento em julho dos materiais didático-pedagógicos (5ª. série/6º. ano e 1º. ano do EF). É um sistema de ensino com livros didáticos para o cultivo da investigação,da formação filosófica continuada, no exercício da

Entrevista

Celebração

Fundamental

Dona Lia

3ª. Edição do Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia”

Filosofia na Escola Pública

Educadora, líder e empreendedora, companheira de lutas e sonhos, nossa entrevistada é a responsável pelo NUFEP/DF e coordenadora do 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar, que acontecerá em Brasília, de 17 a 20 de julho/07.

Estamos em fase das indicações e votação, em nosso Portal da Filosofia, dos professores e instituições que receberão no mês de julho o troféu. Veja como você, professor, pode participar indicando quem merece, por fazer, um trabalho significativo em prol do ensino da filosofia.

O Centro quer que a filosofia aconteça em todas as redes de ensino e, para tanto, tem historicamente feito um trabalho com as escolas públicas de nosso país. Tudo isso desperta para uma instrumentalização da crítica e da ampliação do universo experiencial e da visão de mundo.

(pág. 3)

(pág. 11)

(pág. 4) portaldafilosofia.com.br

integral: Paidéia. Essas e outras informações e notícias você, leitor, pode encontrar em nosso Portal da Filosofia.


EDITORIAL

A Filosofia Viva Teria sentido crianças, adolescentes e jovens se limitarem a receber repasses de informações e aprender a reproduzir conhecimentos estáticos e acabados, assim como aprender concepções e verdades absolutas que engessam o processo de ação e reflexão diante do mundo e de sua própria existência? Nisso reside, em boa parte, a problemática do ensino da filosofia: repasse mecânico de teorias desarticuladas da realidade. Rever a perspectiva de ensinar uma filosofia estritamente conteudista, para um ensino filosófico notadamente crítico e metodologicamente articulado é um desafio, já que, por uma aprendizagem filosófica, temos a possibilidade de desenvolver nas crianças, nos adolescentes e jovens suas capacidades cognitivas e intelectuais. Como? Por meio de uma vivência social, cultural e política, o que nada mais é do que contribuir para o exercício crítico, criativo e criterioso de uma consciência cidadã. Essa tem sido nossa luta nos 18 anos de atividades do Centro de Filosofia. O Centro marca, com sua história, sua maturidade com grandes iniciativas e frentes arrojadas de ações significativas e políticas. Queremos que você, professor de filosofia, aluno de filosofia do Ensino Fundamental e Médio e da graduação, saiba e participe ativamente do Centro. Conheça nosso programa filosófico-pedagógico, sua fundamentação teórica, nossos livros, nossos projetos, nossa prática e faça parte ativa de nossa história. Neste ano, realizamos o 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual, que será em Brasília (de 17 a 20 de julho). No congresso, lançaremos livros das várias coleções e os livros do Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R. Também efetivaremos o Movimento Por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental (veja detalhes e formas de participação em www.filosofiafundamental.com.br). A realização do 1º. Concurso de Textos Teatrais Filosóficos resultará em um livro com peças que poderão ser trabalhadas nas escolas. A Pós-graduação em Educação para o Pensar oportunizará aprofundamento significativo no programa que defendemos. Participe você também, pois temos muitas notícias boas, muitos convites para você. Venha fazer parte ativa desse Centro, que está sempre presente e defendendo uma Filosofia Viva na e para a Educação Brasileira. Boas leituras e vamos cada vez mais socializando nossos entendimentos e fazeres...

expediente

2

Opinião do leitor Espaço para os registros e participações de amigos em nosso portal da filosofia e por e-mail

Fiz uma visita a vosso site e gostei muito. Tenho a impressão de que aí no sul o ensino de filosofia no Fundamental e Médio está mais à frente do que em São Paulo. Quero saber se posso e como posso participar dos projetos e das propostas oferecidas pelo vosso grupo. Dou aulas de filosofia na cidade de Santos, SP, e gostaria de receber algum tipo de material de filosofia para o Ensino Médio. Muito Obrigado. Anderson S. Zanetti - Santos/SP Prof. de Filosofia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e mestre em Artes

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Sou coordenadora pedagógica no Ensino Fundamental e Médio, e estou iniciando um projeto de trabalho com uma aula semanal, discutindo valores. Portanto, gostei de descobrir esse site e gostaria de receber informativos seus. Obrigada. Francinete Alencar - Campo Grande/MS >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Culturalmente, no Brasil, mesmo quem gasta dinheiro com educação está procurando um salário maior, e não uma educação melhor. Por isso, quando o pai gasta um monte de dinheiro com a educação do filho e o filho com 18 diz que quer ser filósofo, o pai não gosta. Não há nada mais educado do que um filósofo, mas, como ele não ganha bem, o pai não gosta da idéia. Cláudia Bormen - Saquarema/RJ

Adorei o site e amei as entrevistas e reportagens. Esse site é ótimo para os adolescentes e seus pais, que podem, por meio da Internet, conhecer pessoas nos “chats”, mostrar o que pensam pelos recados e também ler os jornais. Os jornais são bem feitos, as reportagens bem elaboradas e muito, muito legais. A linguagem é interativa e inteligente. Muitos beijos e até mais. Camila Furlan - Guararapes/SP >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Quero parabenizar a todos que desenvolvem, no Portal da Filosofia, no Jornal Corujinha e também em todos os recantos brasileiros, a FILOSOFIA – a “Máquina de formar homens” com racionalidade e, acima de tudo, com ideal. A todos os educadores digo apenas que vale lutar para maior expansão da educação crítica e construtiva, pois tudo vale quando a alma não é pequena.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

José Alberto Orquisa Lima - Grajaú/MA

Prof. Silvio, conforme já sabe, estamos implementando um novo projeto na escola. Hoje tenho em mãos vários livros da Editora Sophos e estou encantada com o trabalho! Nossas rodas têm se baseado em conversas com nossos meninos e meninas acerca de temas como amizade, solidariedade, pluralidade, diferenças no pensar, e temos visto muita coisa bonita acontecer, embora ainda muito singelamente. Conversando com minha equipe, sentimos o desejo de contato mais direto com o Centro Filosófico e mais diretamente com você, quem sabe, para que viesse a nossa escola, conversar com nossas crianças e nossos professores, enfim, promover um diálogo que nos trouxesse alguma reflexão acerca do que estamos realizando. Até agora, o que temos é um desejo enorme de transformar nossa escola numa “escola sem paredes”, para que possamos implementar nossos sonhos de uma sociedade mais justa e digna para todos os homens e mulheres. Um abraço.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Diretora da EMEB Prof. Geraldo Pinto Duarte Paes

O Corujinha é um Jornal de Idéias do Programa filosófico-pedagógico “Educar para o Pensar: Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens”. Todas as matérias, idéias e opiniões aqui expressas são de responsabilidade das pessoas que contribuíram para este informativo. Querendo reproduzir partes, favor citar a fonte.

portaldafilosofia.com.br

Olá! Admiro muito o trabalho de vocês e por isso mesmo tomei a liberdade de levantar algumas questões. Ao final do livro “Eureka” consta um aviso de que exercícios, filmografia e atividades estariam disponíveis no site. Primeiramente, acho que esse conteúdo deveria estar constando no livro e não atrelado a uma obrigatoriedade de se cadastrar no site (eu já era cadastrado, mas não gostaria de ser obrigado a me cadastrar). Mas o maior problema é que não consegui localizar no site o conteúdo acerca do livro “Eureka”. Se tem, está tão bem escondido que não pude encontrá-lo. Esse, aliás, é um problema do site. Ele não é agradável de navegar, esteticamente, deixa muito a desejar e tem excesso de informações que estão muito mal distribuídas, e dificultam e desestimulam a navegação e pesquisa. Enfim, são algumas constatações que pude verificar nessas minhas visitas ao site. Estou no aguardo para saber onde pegar o material complementar para o livro “Eureka”. Giovane Michels - Florioanópolis/SC Endereço do CENFEP para corespondências: Rua Cristovão Nunes Pires, 161 - CEP 88.010-120 Centro - Florianópolis/SC - (48) 3025 2909 / 3024 6030

imprensa@portaldafilosofia.com.br • www.portaldafiosofia.com.br Diagramação: Studio S • Diagramação e Arte Visual - (48) 3025-3070


Entrevista

E

A Força do Acreditar e Realizar

stá no jeito de ser dessa educadora incansável o entusiasmo, o dinamismo e a liderança em todas as realizações. Responsável pelo Núcleo de Filosofia Educação para o Pensar do Distrito Federal, o qual é hoje um dos maiores núcleos do Centro de Filosofia, desenvolve um trabalho exemplar e dedicado com os colégios e professores. Nossa entrevistada, Dona Lia, além de fazer esse trabalho grandioso com o núcleo, está na Coordenação geral do 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar, que acontecerá em Brasília, no mês de julho (17 a 20), e, com certeza, será um grande congresso em todos os sentidos. Vamos conhecê-la. Como e quando foi que a senhora se envolveu com o Programa Filosófico-pedagógico Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens? Em 2001, visitando uma amiga pedagoga, filósofa e muito estudiosa, Profª. Marta Bergamaschi. Ela solicitou contato com a Editora Sophos, pois queria adquirir os livros que tinha visto em um dos congressos. No ano seguinte, o Colégio JK adotou sistematicamente a proposta e pude conviver com o entusiasmo da equipe, dando início à divulgação em outros colégios. Tive apoio dos professores do Colégio JK Asa Norte que, durante encontros, demonstravam aulas bem-sucedidas, realizavam oficinas e exposição de trabalhos. Nascia ali um maravilhoso grupo de amigos, professores, colaboradores. O NUFEP de Brasília desenvolve um belo trabalho junto às escolas e aos professores. Como ele está organizado e quais são as metas de sua equipe? É um belo trabalho, por ser desenvolvido com muito empenho e por um grupo de amigos, educadores, pedagogos, filósofos que acreditam no valor do Programa Educar para o Pensar. O grupo se reúne semanalmente para estudos e planejamentos, consciente da responsabilidade de conduzir da melhor maneira os temas propostos, para que outros colegas possam também conhecer e desenvolver bem o trabalho em suas escolas. Atualmente, o NUFEP/DF oferece cursos de formação, palestras e oficinas. Temos professores colaboradores que visitam os colégios, levando informações e convites. Esses cargos nasceram voluntariamente com a maturidade do grupo. A meta é estender a nossa assessoria a outros estados e estar capacitados para colaborar com os trabalhos do Centro de Filosofia em nível nacional.

Fale sobre o 4º. Congresso Nacional, os preparativos e as expectativas. Primeiramente, começamos um trabalho de preparação com nosso grupo, depois, com outros grupos e instituições. Nosso primeiro apoio foi do Brasília Convention, conseguimos cartas de apoio de autoridades locais, além de organizar uma pasta para divulgação e capitação de recursos. Esse material foi distribuído nos congressos regionais de 2006. Começamos a divulgar o 4º. Congresso em nossas atividades do NUFEP, angariando sugestões. Convidamos pessoalmente os colégios da rede para participar do congresso e socializar suas ações filosófico-pedagógicas bemsucedidas, a fazer uma troca de conhecimentos com colegas de outras regiões. Acredito muito neste congresso, pois o Centro Educar para o Pensar já tem uma história de sucesso e, com certeza, aqui em Brasília não vai ser diferente.

Brasília recebeu um presente: o 4º. Congresso Nacional. Nossos colegas educadores poderão conhecer, sentir e ter a oportunidade de nos ajudar a construir essa história que começou há 18 anos e que, a cada ano, agrega mais sucesso. O Programa “Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens” é um caminho para a escola reflexiva.

O 4º. Congresso será bastante significativo para todos os educadores presentes. Como a senhora espera a continuidade dos trabalhos do núcleo e da filosofia na região após o evento? Brasília recebeu um presente: o 4º. Congresso Nacional. Nossos colegas educadores poderão conhecer, sentir e ter oportunidade de nos ajudar a construir essa história, que começou há 18 anos e, a cada ano, agrega mais sucesso. O Programa “Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens” é um caminho para a escola reflexiva. Acredito que, com essa aprendizagem e o envolvimento de mais educadores, a equipe do NUFEP/DF vai conseguir atender a uma rede ainda maior e com novas perspectivas. A palavra é sua... deixe uma mensagem para os leitores do Corujinha. A minha família: Amor incondicional e meu carinho pelo apoio e companheirismo em todas essas atividades a que me proponho. A minha equipe: Nosso sucesso com certeza não é por acaso. Agradeço o respeito, a atenção, o carinho e a disponibilidade. Registro aqui o meu reconhecimento pelo apoio incansável a esse trabalho e a minha pessoa, muito obrigada. Aos leitores em geral: O sucesso dessa aprendizagem nos trará alegrias na escola, em casa, na família e na vida. A equipe do Centro de Filosofia Educar para o Pensar: Agradeço a oportunidade de ajudar na realização do 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar aqui em Brasília. Esse é um momento necessário para reflexões e mudanças.

RELAÇÃO DOS NUFEPs - (Núcleos de Filosofia Educação para o Pensar) e seus responsáveis Nosso Programa “Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens” busca oportunizar a todos um estudo reflexivo, crítico e emancipatório. Também é nossa meta lançar-nos ao estudo com mais afinco, dentro da filosofia e de outras disciplinas, tornar-nos atentos para aprender com as crianças e os jovens naquilo que eles têm para nos dizer e, juntos, maravilharmo-nos, fazer filosofia, uma filosofia viva, encharcada de vida em todas as dimensões. CONHEÇA mais sobre os núcleos e sobre o Centro no Portal da Filosofia. Entre em contato com o NUFEP mais próximo de você.

NUFEP Distrito Federal/DF......................................Lia.....................................(61) 8143.0038............................... liabazzo@superig.com.br NUFEP Grande São Luís/MA...................................Isabel.................................(98) 8121.3053............................... filocoruja@yahoo.com.br NUFEP Ceará/CE......................................................Jayme................................(85) 9145.2043............................... jaopai@uol.com.br NUFEP Sul Fluminense/RJ.......................................Teresa................................(24) 9819.5040............................... teresacborges@gmail.com.br NUFEP Norte do Paraná/PR......................................Valdecir ...........................(43) 9961.8614............................... valdecir.veloso@uol.com.br NUFEP Grande Rio/RJ..............................................Ângela...............................(21) 3414.2814............................... nufep.rj@globo.com NUFEP Mato Grosso/MT .........................................Sérgio................................(65) 6624.8068............................... sdecezaro@ig.com.br NUFEP Vale do Tijucas/SC.......................................Piva...................................(48) 3263.0576............................... edgarpiva@terra.com.br NUFEP Região Serrana/RJ........................................Márcio...............................(24) 9811.7177............................... marcioe@compuland.com.br NUFEP Região Méd. Alto Uruguai/RS.....................Vicente..............................(55) 3744.3187............................... vicentesandeski@brturbo.com.br NUFEP Região Metrop. Curitiba/PR.........................Nilson...............................(41) 9988.7791............................... nilson.pegorini@bomjesus.br NUFEP Piauí/PI ........................................................Eduardo.............................(86) 9991.2831............................... eduardoliva1@hotmail.com NUFEP Uberlândia/MG ..........................................Fátima...............................(34) 9969.4961............................... fatimaferna@hotmail.com NUFEP Manaus/AM..................................................Manoel..............................(92) 8803.9840............................... manoeldejesus@yahoo.com.br NUFEP Palmas/TO....................................................Expeditto...........................(63) 3602.2078............................... expeditto@brturbo.com.br NUFEP Norte/SC.......................................................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br NUFEP Mato Grosso do Sul/MS...............................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br NUFEP Noroeste/RS.................................................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br NUFEP Bahia/BA......................................................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br NUFEP Grande Natal/RN..........................................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br NUFEP Espírito Santo/ES ........................................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br NUFEP Uberaba/MG.................................................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br NUFEP Belo Horizonte/MG......................................Centro...............................(48) 3025.2909............................... centro@centro-filos.org.br

portaldafilosofia.com.br

3


Filosofia na Escola Pública

Ensino Público e a Filosofia

Programa para o Ensino da Filosofia na Rede Pública de Ensino já é realidade em municípios de Santa Catarina e em outros estados da federação

D

esde a fundação do Centro de Filosofia Educação para o Pensar, há 18 anos, esta tem sido uma de suas preocupações centrais: “oportunizar que alunos das redes públicas de ensino de nosso país tenham a disciplina Educar para o Pensar: Filosofia em todo o processo escolar”. Por isso, o Centro, por meio de inúmeras investidas, vem colaborando com Secretarias Municipais e Estaduais de Ensino de nosso país para que, de forma sistemática, possa haver melhora na qualidade do ensino-aprendizagem. Conforme afirma o Prof. Wonsovicz, presidente do Centro: “Queremos que todos os alunos e professores das escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio tenham sistematicamente ensino e aprendizagem que os leve a pensar, criar e transformar a realidade que vivem”. A equipe do Centro de Filosofia, responsável pela formação dos professores no programa filosófico-pedagógico já realizou inúmeros cursos, palestras e assessorias em várias Secretarias Municipais e Estaduais de Ensino em nosso país. Hoje, o ensino da filosofia, de forma sistemática, acontece em muitas escolas públicas de norte a sul e o Centro

assessora e forma os professores. Os resultados são visíveis e significativos, tanto na melhora da qualidade nas relações como nas aprendizagens e consciência crítica de todos os envolvidos.

Projeto Filosofia no Ensino Público Com o objetivo de sistematizar o que já vem sendo feito e oportunizar que novas frentes sejam abertas nas redes públicas de ensino, fazendo com que todos os professores sejam formados, o Centro disponibilizou em seu Portal da Filosofia o projeto que fundamenta o que queremos e já fazemos com escolas públicas. “Um ensino filosófico com as crianças, com os adolescentes e jovens, portanto, na Educação Infantil, no Ensino Fundamental e Médio, deve contribuir para a formação de uma consciência crítica e abrir o entendimento para as formas atuais de dominação e opressão que estão presentes em todas as relações sociais da vida diária, manifestas sob ideologias, convenções e alienações. Deve-se aprender a pensar pela filosofia, que se traduz numa crítica constante à cultura dominante, suas manifestações diárias, que levam a um pragmatismo reducionista da vida. Para nós, a

Rede Municipal de Ensino de São José/SC

N

a Secretaria Municipal de Educação de São José, o ensino da filosofia acontece de forma sistemática há alguns anos. No setor pedagógico, foi criado um Departamento de Filosofia com o objetivo de implantar e coordenar os trabalhos nas escolas da rede. Iniciou-se esse departamento com total apoio do então Secretário de Educação Fernando Elias (atual prefeito) e coordenação do Prof. Alberto Thomal. Nos oito anos como Secretário da Educação, Fernando Elias deu todo apoio e incentivo, e o ensino da filosofia acontece em todas as escolas municipais do Ensino Fundamental (1ª a 4ª série e 7ª e 8ª série) e no EJA. O Departamento de Filosofia, coordenado atualmente pelo Prof. Emílio, é responsável pelos 20 professores específicos de filosofia, que ministram aulas semanais em 23 escolas municipais de São José/SC. Fazem filosofia nessas escolas 13.139 alunos uma vez por semana.

4

O Centro de Filosofia participou desde o início da luta para a implantação da filosofia na rede municipal e assessora o Departamento de Filosofia. Seu objetivo é: “Desencadear junto aos profissionais da área uma reflexão pertinente que os leve a uma práxis emancipadora junto aos seus alunos e nas escolas em que atuam, ocasionando, dessa forma, que as aulas de filosofia sejam momentos privilegiados de reflexões, criações e transformação na maneira de pensar, ver e agir na realidade”. A Secretária de Educação Profª. Méri Terezinha de Melo Hang, junto com toda a equipe pedagógica da secretaria, apóia o programa e o trabalho que se faz na rede com a disciplina de filosofia. Diz a profª. Méri: “A Secretaria Municipal de Educação de São José, entendendo como sendo seu maior objetivo oportunizar o acesso e a permanência do aluno, de forma qualificada, dentro do convívio escolar, não tem medido esforços para garantir o meio e a condição para formação, desenvolvimento, integração social e realização pessoal dos seus alunos e professores”.

Para mais detalhes, ver em: www.portaldafilosofia.com.br o projeto completo Educação para o Pensar, Filosofia na Rede Pública de Ensino.

portaldafilosofia.com.br

premissa fundante reside em reconhecer que todos os homens são filósofos, enquanto pensam e agem racionalmente, como dizia Gramsci, sendo papel peculiar da escola a formação para o aprimoramento constante dessa racionalidade. Desse modo, abrir espaços para uma educação filosófica com as crianças, os adolescentes e jovens é, acima de tudo, buscar um novo posicionamento diante da realidade social, ou seja, sair do senso comum e ir para a consciência crítica. Isso não está somente a cargo do ensino da filosofia, não será ela somente que despertará o aluno para as mudanças de atitude perante o mundo, que o fará agir como responsável por ser o sujeito de sua história. Porém, é de sua essência e de seu fazer alcançar tais finalidades, quando é ensinada e vivenciada na vida escolar, com as demais disciplinas.”

Col. Mãe do Divino Amor - Arapongas/PR

Colégio da Rede realiza o Projeto VIDA Comemorando o cinqüentenário através do que fez durante sua existência e com várias gerações

Em comemoração ao cinqüentenário do Colégio Mãe do Divino Amor, acontecerá durante todo o ano de 2007, o Projeto VIDA. Este projeto tem como objetivo a reflexão sobre a Ética na Convivência, dando assim continuidade aos Projetos de anos anteriores. O Projeto VIDA pretende estimular o pensamento crítico de todos os participantes (alunos, professores, direção, coordenação, etc.) com relação a questões de extrema urgência e importância no convívio social e na vida de nosso planeta, como o aquecimento global, as mudanças climáticas, os impactos ambientais, os conflitos religiosos e a bioética. A justificativa para a realização desse belo e engajado projeto se dá na seguinte afirmação: “Temos certeza de que o caminho será árduo, de que os fundamentos para ética da cooperação, do respeito ao outro, da conservação da natureza, da preservação da vida, do cultivo a paz, da busca da justiça social estão fundamentados no agir humano. Depende de nós a construção de um mundo onde a VIDA seja realmente um bem supremo.” “Temos o compromisso com nós mesmos de estarmos pensando constantemente sobre nossa existência.”


PARCERIAS

CAFÉ COM IDÉIAS: Um momento filosófico

C

Projeto do Centro que acontece há alguns anos e se expande pelo Brasil afé com Idéias: Um momento filosófico cria e quer ocupar um espaço social e filosófico de caráter muito especial, por ser eclético, pluralista, democrático e, sobretudo, livre. Vem para resgatar um antigo método de filosofar, quando os “amigos da filosofia” reuniam-se para conversar, discorrer e dissertar sobre as idéias, os homens, a vida na Pólis e o mundo em geral.

Café com Idéias Movimenta Educadores da Região

D

entro das atividades do Departamento de Filosofia da SME, São José/SC (Prof. Emílio) em parceria com o Centro de Filosofia, aconteceu no último sábado do mês de março o primeiro encontro do ano. Estavam presentes mais de 60 educadores, alunos de graduação e pais. O café reuniu pessoas de São José e Florianópolis. Alguns professores que atuam com filosofia na rede municipal puderam socializar seus fazeres pedagógicos, seus acertos e suas angústias. Todo encontro foi regado a um bom café e discussão de idéias. Além das trocas filosófico-pedagógicas, os participantes puderam participar de uma conversa muito produtiva e essencial, coordenada pelas fonoaudiólogas Débora Frutuoso Monguilhote e Carla Cristofolini, sobre “Saúde Vocal do Professor”.

Justificativa: O viés filosófico permeia toda a discussão. Há na filosofia a imensa vantagem de ser, por excelência, o maior convite à interdisciplinaridade e à transtextualidade. A filosofia é uma disciplina e um modo de pensar que dão suporte e base a todas as demais disciplinas. Público: O Café com Idéias: Um momento filosófico quer reunir profissionais das escolas em geral, pais, alunos e demais interessados. Por isso, não deve perder-se em aprofundamentos excessivamente acadêmicos, nem ficar pairando sobre o imenso abismo do “Eu acho que...”. É preciso liberdade e é preciso um conteúdo. Organizadores: O Projeto Café com Idéias: Um momento filosófico é uma atividade filosófico-pedagógica organizada pelo Centro de Filosofia Educação para o Pensar e seus núcleos espalhados pelo Brasil, que estabelecem parcerias para a realização dos encontros. Cada núcleo busca seus parceiros para que o projeto possa ser viabilizado. A responsabilidade comum é socializarmos todos os encontros. Calendários definidos: 1 - SME de São José / SC e Centro de Filosofia Educação para o Pensar (Sempre no último sábado de cada mês)

2 - APEOC – Cooeducar – NUFEP/Ceará (Sempre no segundo sábado de cada mês em Fortaleza/CR)

3 - Em diversos Estados, divulgados pelo Centro através da internet

Curitiba Ganha Novo Núcleo e Parceria Parceria entre o Centro de Filosofia e a Associação Franciscana de Ensino Senhor Bom Jesus resulta em abertura de novas frentes

A

o estabelecer uma parceria com a Rede Bom Jesus, por meio de um Projeto Piloto “Educação para o Pensar”, o Centro de Filosofia põe em todos os colégios Bom Jesus do Rio de Janeiro até Santa Catarina e, em breve, nas escolas conveniadas, seu programa filosóficopedagógico. Neste ano, o Centro, junto com o professor Geraldo (coordenador da Filosofia), vai assessorar e acompanhar um trabalho piloto e os resultados de uma aplicação sistemática do material Educar para o Pensar. São livros para o trabalho de reflexão filosófica em todo o Ensino Fundamental das unidades Bom Jesus.

Essa parceria abrange os seguintes colégios e cidades: Curitiba/PR Bom Jesus Centro, Bom Jesus Água Verde, Bom Jesus Aldeia, Bom Jesus Divina Providência, Bom Jesus N.S.Lourdes, Bom Jesus Escola Especial e Bom Jesus Internacional Blumenau/SC Bom Jesus Santo Antônio Caçador/SC Bom Jesus Aurora

Florianópolis/SC

Petrópolis/RJ

Bom Jesus Coração de Jesus

Bom Jesus Canarinhos

Itatiba/SP

Rio Negro/PR

Bom Jesus Itatiba

Bom Jesus São José

Jaraguá do Sul/SC

São Bento do Sul/SC

Bom Jesus Divina

Bom Jesus São José

Lages/SC

São Paulo/SP

Bom Jesus Diocesano

Bom Jesus Santo Antônio do Pari

Ampliando essa parceria, firmamos com a Associação Franciscana de Ensino Senhor Bom Jesus o Contrato de Licença de Funcionamento do NUFEP/ Região Metropolitana de Curitiba. Portanto, o Núcleo de Filosofia da Região Metropolitana está sob a responsabilidade do Prof. Nilson Pegorini. Todo trabalho de divulgação, organização de eventos, contato com coordenações, direção e professores será da responsabilidade do Prof. Nilson, que foi designado pelo Bom Jesus para ampliar e portaldafilosofia.com.br

reforçar os trabalhos com o Programa Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens na região metropolitana. Trata-se de uma parceria sólida que com certeza abrirá novas frentes de trabalhos e proporcionará ganho significativo para a educação na capital do Paraná. Colégios, professores, amigos e interessados em conhecer mais nossos trabalhos e reflexões e participar deles procurem o Prof. Nilson (nilson.pegorini@ bomjesus.br).

5


Aprofundamento Teórico

Pós-graduação – Educação para o Pensar

N

No ano em que o Centro completa 18 anos de existência, um importante passo acadêmico o ano em que o Centro completa 18 anos, apresenta maturidade e história de ações e produções significativas para oferecer um curso de pós-graduação em nível de especialização.

Dessa forma, em parceria com a Faculdade Porto das Águas de Porto Belo/SC e com a Faculdade de Ampére/PR – Famper –, reuniu um corpo docente especial e mon-

tou uma pós-graduação para educadores que querem construir uma educação para o pensar em suas escolas e buscam fundamentar uma prática pedagógica reflexiva.

Justificativa:

Objetivo geral:

Número de vagas:

É imprescindível nos dias atuais que profissionais da educação tenham embasamento filosófico-pedagógico na prática de ensinar e aprender. É urgente que abramos espaços para uma reflexão sobre as concepções de educação, sobre a prática de sala de aula, sobre o entendimento das etapas de vida e o desenvolvimento cognitivo e emocional dos alunos. Faz-se urgente no momento histórico que vivemos uma Educação para o Pensar, em que o sujeito da aprendizagem possa ser entendido em todos seus aspectos humanos, uma educação para o pensar em que o professor, como coordenador do processo de ensino-aprendizagem, e os alunos posicionem-se como quem está aprendendo, fazendo parte da Comunidade de Aprendizagem Investigativa. Buscando maior entendimento do programa filosófico-pedagógico “Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens”, melhor desempenho em sala de aula, com grande contribuição de todos que estão envolvidos com o programa, queremos profissionais que, cada vez mais, eduquem para os dias atuais. Dessa forma, queremos, como estrutura de Centro em parceria com as instituições de ensino, oferecer aos professores e interessados a possibilidade de obter embasamento acadêmico filosófico e aprofundamento no que tange à Educação para o Pensar. Essa pós-graduação terá a duração de 450 horas e será em regime presencial.

“Oportunizar momentos para o aprofundamento e a especialização no Programa Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens, a fim de que tenhamos melhor desempenho profissional e possamos contribuir significativamente para a mudança da postura do educador, dos alunos e das famílias diante do saber.”

45 vagas A Faculdade e o Centro reservam-se o direito de não oferecer o curso, caso não haja no mínimo 25 (vinte e cinco) alunos matriculados.

Objetivos específicos: - Facilitar espaços de reflexão, discussão e pesquisa em torno da Filosofia e da Educação para o Pensar; - Explorar com os participantes a possibilidade de criar grupos de pesquisa em torno das temáticas fundamentais da especialização; - Conseguir que os participantes vislumbrem possibilidades teóricas e práticas no uso do programa Educar para o Pensar; - Produzir materiais didáticos e teóricos dentro da perspectiva da Educação para o Pensar; - Propiciar uma abordagem de temas e questões ligadas ao ensino de Filosofia e a análise de metodologias para esse fim; - Contribuir para a formação do educador reflexivo e capaz de estabelecer relações entre a filosofia e as demais áreas do conhecimento; - Oferecer subsídios para a reflexão do papel da filosofia na formação de educadores e das relações entre a filosofia e as demais áreas de conhecimento.

Matrícula: Requisitos: - Formulário de matrícula; - Cópia do diploma do curso de graduação; - Cópia do histórico escolar do curso de graduação; - 2 fotos 3x4; - Cópia da carteira de identidade e do CPF; - Assinatura do contrato de prestação de serviços educacionais; - Comprovante do pagamento de taxa de matrícula; - Texto que justifique a intenção do candidato e defenda sua linha de pesquisa. Total: 450 horas (Habilitação ao magistério superior, conforme resolução 01/2001 CES/CNE de 03/04/2001) Corpo Docente*: Prof. Dr. Silvio Wonsovicz • Prof. Dr. César Nunes • Prof. Dr. Marcos Sandrini • Profª. Drª. Bernadétte Beber • Prof. Me. Alberto Thomal • Prof. Me. Valdecir Veloso • Prof. Me. José Roberto Garcia • Profª. Me. Rosane S. Junckes • Profª. Me.Yara Maria Silva Daniele • Prof. Me. Clóvis Demarchi • Prof. Me. Edgar Antonio Piva • Prof. Me. João Roberto Barros II • Profª Esp. Neuza T. P. Valentim. _______

Conteúdo programático:

* Sujeito a alterações

DISCIPLINAS

C/H

A – Temas para uma Educação para o Pensar e a contribuição da Filosofia 1 – O ensino, a Filosofia e a Epistemologia

30 h

2 – Por uma Educação para o Pensar

30 h

3 – Teorias educacionais sobre a aprendizagem do jovem, do adolescente e da criança

30 h

4 – Educação para o Pensar e a interdisciplinaridade

30 h

5 – Na Educação para o Pensar os eixos temáticos da história da filosofia: Teoria do Conhecimento, Lógica, Ética, Política e Estética

30 h

B – Fundamentação pela história da Filosofia 6 – Da Paidéia grega ao ensino hoje

30 h

7 – História da Filosofia e da Educação na Idade Média

30 h

8 – O pensamento moderno e o ideal educacional

30 h

9 – A Filosofia contemporânea e os caminhos da Educação

30 h

C – Metodologia e didática no ensino da Filosofia com crianças, adolescentes e jovens 10 – Programa filosófico-pedagógico “Educar para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens”

30 h

11 – O ensino da Filosofia com as crianças – Educação Infantil

30 h

12 – A Educação para o Pensar pela Filosofia no Ensino Fundamental e Médio

30 h

D – Habilitação 13 – Metodologia e didática do ensino superior

60h

14 – Orientação do trabalho monográfico

30h

Considerações: A pós-graduação será oferecida nos meses de julho de 2007 a julho de 2008, em finais de semanas alternados, mais 06 (seis) meses para a realização de monografia, perfazendo uma carga horária de 450 h/a. As aulas serão ministradas às sextas-feiras à noite e aos sábados pela manhã e tarde, em finais de semanas alternados, as quais se constituirão por aulas expositivas, debates, seminários, trabalhos em grupo. Esse curso de pós-graduação em nível de especialização em Educação para o Pensar: Filosofia com crianças, adolescentes e jovens obedece às normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Educação, mediante a Resolução 01/2001 do CNE/CES, de 3 de abril de 2001. Investimento: O investimento no curso far-se-á em 18 parcelas, sendo uma no ato da matrícula, R$ 210,00, mais 17 (dezessete) parcelas no valor de R$ 210,00. As parcelas são mensais e consecutivas. O contrato de prestação de serviços educacionais será assinado pelo aluno no ato da matrícula.

Informações: Centro de Filosofia Educação para o Pensar Telefone/Fax: (48) 3025.2909 / 3024.6030 • centro@portaldafilosofia.com.br Informações e Inscrições: FAPAG – Faculdade Porto das Águas - Rodovia SC 412, km 02, 1499 - Perequê, Porto Belo/SC - CEP 88210-000 • Telefone/Fax: (47) 3369.9543 / 3369.6200

6

portaldafilosofia.com.br


portaldafilosofia.com.br


portaldafilosofia.com.br


portaldafilosofia.com.br


BRASILIA 17 a 20 de julho de 2007

Tema:

Filosofia, Educação e Formação

“Educadores: Profissionais em busca de uma formação integral (Paidéia)” Mensagem “Um congresso é um momento privilegiado para o coroamento, a partilha e o contato com reflexões, ações bem-sucedidas, novas idéias e a oportunidade de assumir metas e propósitos em comum. Reunir pessoas, instituições e lançar desafios para a melhora das relações humanas é o empenho de educadores, filósofos e instituições que defendem o encontro presencial, o olhar cara a cara, o sentir as emoções, o participar do debate de idéias e construir um relacionamento sólido. Educadores deste século precisam de uma formação integral para bem formar seus alunos. Nessa perspectiva, conscientes, os educadores oportunizam que os educandos se preparem para a vida, para a mudança de paradigmas, por meio do espetáculo das suas idéias. Preparem-se (educadores e educandos) para o pensar por si mesmos, sendo livres e querendo que todos sejam livres, porque pensam, e pensam porque amam a vida, e para buscar a consciência crítica e a auto-estima, ao ser líder de si mesmos. Esperamos você, Educador! O congresso foi pensado e organizado para que você assuma seu verdadeiro papel dentro da sociedade do conhecimento, sendo um profissional em formação integral.” Prof. Dr. Silvio Wonsovicz Presidente do 4º. Congresso

PROGRAMA Períodos

Manhã

Tarde

Noite

17/07

----

13:30-17:30 Funcionamento da Secretaria com entrega dos materiais e crachás aos congressistas

18/07

19/07

20/07

08:30-10:00 Conferência 10:30-12:00 Mesa Redonda: *Filosofia, Controle Social e Transformações Legais (2) *Educação Sexual - uma necessidade social (2)

08:30-10:00 Conferência 10:30-12:00 Mesa Redonda: *Filosofia nas escolas como meio para uma Educação para o Pensar (2) *Que Educação Sexual nas escolas? (2)

08:30-10:00 Conferência 10:30-12:00 Plenária final (Carta de Brasília, Movimento Nacional Ed. para o Pensar, Aprovação do tema e local do 5º. Congresso em julho de 2009)

14:00-15:30 Palestra no Auditório 14:00-15:30 10 Oficinas Intervalo 16:00-17h30 Palestra no Auditório 16:00-17:30 10 Oficinas

14:00-15:30 Palestra no Auditório 14:00-15:30 10 Oficinas Intervalo 16:00-17h30 Palestra no Auditório 16:00-17:30 10 Oficinas

----

Atividade Social (jantar por adesão)

----

19:00 Abertura Oficial 20:00 Conferência

10 Temas das oficinas teórica-práticas 1) Construindo um pensar consistente desde a Educação Infantil 2) Auto-estima :O primeiro passo para um pensar consciente – 1º e 2º ano 3) Aprender a conviver com as diferenças – 3º ao 5º ano 4) Educar para o pensar: Uma construção – 6º e 7º ano 5) Sujeitos aprendentes em busca da ética na política – 8º e 9º ano 6) Construindo ética e cidadania: O agir político no cotidiano – Ensino médio 7) O ensino da Filosofia :Construindo um novo caminho – Ensino Médio 8) O pensar sobre a sexualidade humana com crianças, adolescentes e jovens. 9) Os brinquedos, os jogos e a criatividade : Elos necessários no processo ensino-aprendizagem. 10) Dialogando com os meus saberes, fazeres e crenças: O educador enquanto ser em construção.

----

4  Conferências (Conferencistas de renome nacional) 4  Palestras (Palestrantes com experiências) 4  Mesas de Debates sobre Filosofia, Ensino e Sociedade 4  Mesas de Debates sobre Sexualidade, Ensino e Sociedade 10  Oficinas Teórico-Práticas

Inscrições a partir do dia 01 de maio de 2007 – Vagas Limitadas – Maiores Informações: Centro de Filosofia Educação para o Pensar centro@portaldafilosofia.com.br • Fone/Fax (48) 3025.2909 / 3024.6030 ou NUFEP/DF – Núcleo de Filosofia Educação para o Pensar liabazzo@superig.com.br • Fone (61) 9966.0038 / 3468.2936

Vanessa

portaldafilosofia.com.br


Escolha dos Amigos

Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia” 2007 Durante o 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar, em julho, na cidade de Brasília, o Centro entregará 12 troféus na 3ª. edição do prêmio

C

entro de Filosofia Educação para o Pensar instituiu o Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia”, por ocasião dos encerramentos das festividades de 15 anos de trabalhos (durante o 3º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar, em julho de 2005), com escolas, professores, alunos e suas famílias. Essa premiação passou então a ser anual. A partir desse prêmio, quer o Centro tornar público e reconhecer os trabalhos de professores e instituições em prol de uma educação filosófica e reflexiva nas escolas e universidades de todo o território nacional, junto às crianças, aos adolescentes e jovens.

CATEGORIAS: Este é o objetivo instituído nas duas categorias do Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia”:

Categoria: Práticas realizadas por professores Tendo presente sua relevância e o impacto social em seus alunos e comunidade escolar, professores serão indicados pelos internautas na página do Portal da Filosofia. Os seis profissionais mais indicados serão selecionados e colocados em votação popular. Os três mais votados serão agraciados com o prêmio no ano em curso. O Centro de Filosofia, mediante seus núcleos pelo Brasil, o acompanhamento junto às instituições e o contato com professores de todo Brasil, escolherá três professores que façam por merecer o prêmio. Ao todo, a cada ano, seis professores receberão o Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia”. Categoria: Práticas realizadas por instituições Serão agraciadas com o Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia” instituições (escolas, universidades, ONGs, grupos de trabalhos, movimentos populares) indicadas pelos internautas na página do Portal da Filosofia. As seis instituições mais indicadas serão disponibilizadas para a votação popular. As três mais votadas serão agraciadas. Caberá ao Centro de Filosofia, por meio de sua estrutura por todo o Brasil, escolher três instituições que façam por merecer o prêmio. Ao todo, a cada ano, seis instituições receberão o Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia”.

CRITÉRIOS Tanto para a indicação via portal da filosofia quanto na votação popular e também por parte do Centro de Fi-

losofia, os professores e as instituições indicadas devem atender a pelo menos um dos seguintes critérios: •  Impacto Ele deverá ser reconhecido por sua excelência, ou seja, por ter melhorado significativamente a qualidade do ensino da filosofia no país ou em alguma região do país, dentro de sua categoria. Na inscrição ou indicação pelos internautas, há um espaço para o autor ou os responsáveis pela indicação descreverem como o trabalho fez diferença ou por que foi reconhecido. •  Educação para o Pensar Será considerada sua contribuição no sentido de educar a comunidade escolar para um bom pensar. O trabalho indicado ou inscrito oferece de alguma maneira pistas, caminhos para a escola ser reflexiva, haver um bom ensino filosófico? Deve-se responder a essa pergunta no momento da indicação ou inscrição do professor ou instituição, para receber o prêmio. •  Originalidade Será considerado se o trabalho ou a ação inscrita promoveu avanços na educação reflexiva e filosófica, produzindo resultados inéditos, ou se aplicou de maneira inusitada situações já existentes. O autor ou alguém da indicação poderá destacar aspectos relevantes nesse sentido na ficha de inscrição. •  Uso de tecnologias Será considerado se o trabalho inscrito lançou mão de novas tecnologias importantes para a solução e ampliação da educação filosófica em nossas escolas. Veja no Portal da Filosofia o regulamento e participe.

HISTÓRICO DOS PRÊMIOS 1) Lançamento do Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia” 2005

Instituições, autoridades, professores e amigos do Centro de Filosofia

Ao encerrar o 3º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual, e abrindo um novo tempo de trabalhos e envolvimentos com escolas e professores, instituímos o Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia”. Nessa primeira edição do prêmio, o Centro de Filosofia Educação para o Pensar homenageou filósofos, educadores, amigos e simpatizantes do Centro e de sua história. Foram entregues 35 Troféus:

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

2) Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia” 2006 Percebendo a importância desse reconhecimento e homenagem, o Centro, junto com seus Núcleos – NUFEPs – do Brasil, resolveu abrir uma consulta popular, via indicação ou inscrição em seu Portal da Filosofia, com a finalidade de que pessoas indicassem pessoas significativas no trabalho reflexivo-filosófico e também instituições. Num primeiro momento, eram livres as indicações e inscrições de professores e instituições. O passo seguinte foi colocar em votação popular pela Internet os seis professores e as seis instituições mais colocados, para que desses fossem votados três professores e três instituições para receber o Troféu 2006. Outros três professores e instituições foram escolhas do Centro e dos núcleos. Foram entregues 12 troféus para as seguintes pessoas e instituições durante o Congresso Regional de Educação para o Pensar em Florianópolis/SC no mês de julho. Durante a cerimônia de entrega do Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia”, lançamos o Movimento Nacional por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental.

Direção do Colégio Mãe do Divino Amor – Arapongas/PR Direção do Colégio São José – São Bernardo/SP Direção do Colégio Coração de Jesus – Florianópolis/SC Provincial das Irmãs da Divina Providência – Florianópolis/SC Direção do Colégio Universitário – Londrina/PR Direção do Centro Educacional Charles Darwin – Vitória/ES Direção do Colégio Superativo – Joaçaba/SC Direção da Escola Primeiros Passos – Caçador/SC Prefeito Municipal de São José (SC) – Sr. Fernando Melquíades Elias 10. Secretária Municipal de Educação de São José/SC – Profª. Rosa Schmittd 11. Secretário Municipal de Educação de Florianópolis/SC – Prof. Rodolfo P. da Luz 12. Diretor da Editora Gráfica Pallotti – Santa Maria/RS – Pe. Nelsi Zamberiam 13. Diretor do Centro de Filosofia – Florianópolis/SC – Prof. Dr. Silvio Wonsovicz 14. Rudi Böhn (representado por Catarina Grisotti Böhn) 15. Antenor Grisotti – Editora Sophos 16. César Nunes – Presidente da ABRADES 17. Neuza Terezinha Pinto Valentim – CENFEP

PESSOA FÍSICA 1. Thiago Cristian Barbosa Nunes – Conselheiro Lafaiete/MG 2. Maria da Paz Fonseca e Costa – Conselheiro Lafaiete/MG 3. Márcia Senna – Rio de Janeiro/RJ 4. Pedro Francisco Uczae – Santa Catarina 5. Ângelo Vanhoni – Paraná 6. Ribamar Alves – Maranhão

PESSOA JURÍDICA 1. Colégio Santa Rita (Fasar) – Conselheiro Lafaiete/MG 2. Colégio Equipe Grau – Nilópolis/RJ 3. Centro Educacional Ludo – Castelo/ES 4. LEFIS – Laboratório de Ensino de Filosofia e Sociologia

Pedro Francisco Uczai, Márcia Senna e Ângela Paiva na premiação.

18. Alberto Thomal – NUFEP Grande Florianópolis/SC 19. Ângela Maria Paiva Gama – NUFEP, Grande Rio/RJ 20. Maria Conceição Bazzo – NUFEP Distrito Federal/DF 21. Isabel Cristina Costa Freire – NUFEP Grande São Luís/MA 22. Jayme Alencar de Oliveira – NUFEP Ceará/CE 23. Manoel de Jesus de Freitas Brandão – NUFEP Manaus/AM 24. Tereza da Cunha Borges – NUFEP Sul Fluminense/RJ 25. Yara Maria Silva Daniele – NUFEP Norte/SC 26. Sérgio de Cézaro – NUFEP Mato Grosso/MT 27. Elizzete Aparecida F. Santos – NUFEP Mato Grosso do Sul/MS 28. Márcio Luis dos Santos Ewald – NUFEP Região Serrana/RJ 29. Fátima Alves Pavan – NUFEP Espírito Santo/ES 30. Vicente Estevam Sandeski – NUFEP Região Médio e Alto Vale/RS 31. Edgar Antônio Piva – NUFEP Vale do Tijucas/SC 32. Ivo Triches – NUFEP Região Metropolitana Curitiba/PR 33. Roberto Crema – UNIPAZ Brasília/DF 34. Celso Vasconcelos – Instituto Libertad, São Paulo/SP 35. Antonio Joaquim Severino – USP, São Paulo/SP

– Florianópolis/SC 5. Biblioteca Superior de Cultura Simpozio – Florianópolis/SC 6. Dep. de Pós-grad. em Educação da UNICAMP – Campinas/SP

portaldafilosofia.com.br

Evaldo Pauli e equipe sendo homenageados com o troféu Amigos da Filosofia.

3) Prêmio Troféu “Amigos da Filosofia” 2007 Novamente, premiaremos seis professores e seis instituições nos mesmos moldes: indicação ou inscrição, votação popular e escolhas por parte da Diretoria do Centro e pelos NUFEPs. A premiação acontecerá no dia 17 de julho de 2007, na abertura do 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual, que acontecerá em Brasília/DF.

11


Creche Escola Planeta Criança

Filosofia EDUCAÇÃO INFANTIL

A Certeza de Estar no Caminho Certo Professores da Educação Infantil sentem alegria com o que fazem e seu resultado

F

alando de sua prática e também, com certeza, em nome de suas colegas de trabalho, a professora Aline, que coordena as atividades com a turma P2 em escola de Educação Infantil, no Rio de Janeiro, enviou a seguinte mensagem: “As professoras estão desenvolvendo o projeto ‘O meu quintal’. Estão atualmente explorando ao máximo a capa do livro, para desenvolver suas atividades dentro de uma Educação para o Pensar. A atividade da leitura da capa foi desenvolvida com o objetivo de trabalhar o dia e a noite. Por meio das atividades, abre-se o diálogo para se fazer perguntas, para se trocar conceitos, ouvir o que os colegas têm a dizer sobre o assunto que está sendo discutido. É muito prazeroso desenvolver as atividades dentro do tema do livro ‘O Meu Quintal’. Lemos a história em conjunto, comparamos com a capa do livro palavras que aparecem na história e as ilustrações, associando-as com o sol e o galo, a lua e a coruja. Estamos desenvolvendo símbolos, associação das palavras aos desenhos. Estou, como todas as professoras, encantada com o projeto, e esse sorriso estampado no meu rosto retrata o quanto estou feliz por trabalhar com o livro ‘O Meu Quintal’. A cada atividade, saio correndo para contar a alguém o quanto meus alunos estão amando e desenvolvendo suas habilidades. Está sendo um prazer cada ida, cada minuto que me sento para elaborar meu plano de aula, envolvendo uma Educação para o Pensar. Com a releitura da capa, podemos desenvolver outras atividades no nosso planejamento, buscando sempre o pensar dos nossos alunos. Estou encantada.”

Rio de Janeiro/RJ

Alunos da E. Infantil e o Primeiro Contato com Livro de Filosofia A primeira impressão é a que fica, diz o ditado popular, assim, crianças tiveram contato com o livro de filosofia A atividade foi marcante e deu início aos trabalhos com alunos da Ed. Infantil. Aconteceu na Creche Escola Planeta Criança. Segue o relato. 5ª. etapa – O que vocês acham que é um quintal? 6ª. etapa – Cada aluno teve de desenhar seu quintal e depois tinha de montar o nome do livro (o qual foi cortado em sílabas). Eles tinham de olhar para o livro e tentar montar o nome igualzinho ao do livro. O trabalho foi muito compensador e surpreendente pelos resultados alcançados. Um trabalho simples, porém, muito significativo em vários aspectos. Dele ficou uma certeza, com o livro e o programa filosófico-pedagógico, é possível criar muitas coisas dentro da realidade de cada sala de aula. Importante é fazer e abrir espaços para a reflexão sempre.

1ª. etapa Foi levado para a sala de aula o livro “O Meu Quintal”. Eles foram colocados desordenadamente pela sala de aula, com a intenção de ver qual seria a reação dos alunos. Logo eles viram os livros e começaram a pegá-lo para vê-lo. Algumas questões levantadas pelas crianças: - Esse livro é de quem? - Quem será que deixou aqui? A professora começou a estimular a oralidade e o despertar do interesse sobre o livro, fazendo muitas perguntas: - Será que é para nós? - Quem deve ter deixado este livro? - Que história deve ser? - Já que deixaram aqui, quem quer adivinhar o nome do livro? - Como esse livro dever se chamar? 2ª. etapa – Levantamento de hipóteses sobre o nome do livro. 3ª. etapa – Descrição da capa do livro. 4ª. etapa – Depois que levantaram as hipóteses, descobriram o nome do livro.

Professora Surpreende-se e Fica Maravilhada A cada dia professoras da Educação Infantil maravilham-se com o desenvolvimento reflexivo dos alunos auxiliados por material apropriado

A

arte de encantar os educandos para a aprendizagem é uma das grandes características dos excelentes educadores, principalmente, quando esses educandos estão chegando à estrutura escolar, na Educação Infantil. Afinal, as crianças são sinceras e não mascaram suas respostas. Assim, vale a pena ler o relato da Profª. Isabella. Relato da atividade A professora ficou muito encantada com as hipóteses levantadas sobre o que é um quintal e com a mudança de conclusão de seu aluno Vitor, que, ao ser estimulado, pensou e mudou sua idéia. Quando perguntei para a turma o que é um quintal, se alguém conhecia um, muitos disseram que o quintal é um lugar para brincar, com brinquedos e gramas, flores e plantas.

Então perguntei: – Se um quintal tem gramas, flores, brinquedos, podemos dizer que a nossa escola é um quintal? – Recebi a resposta do aluno Vitor (5 anos): – Claro que não! Eu disse, então: – Não entendo, se vocês disseram que o quintal tem gramado, flores e que podemos brincar em um quintal, por que a nossa escola não pode ser um quintal, Vitor? Ele parou, pensou e disse: – Ah! Aqui no Planeta o nosso gramado é o quintal, porque podemos brincar, ter brinquedos, flores e muita graminha. – Então, houve uma mudança de pensamento, antes, ele disse que não, depois, parou e pensou que ali poderia ser considerado um quintal. Para encerrar o diálogo, cada aluno levou uma pesquisa para responder: Onde eu brinco em minha casa? Profª. Isabella Turma PA

12

portaldafilosofia.com.br


Filosofia

Colégio Santa Rita

Ensino fundamental

Col. N. S. do Rosário

Cornélio Procópio/PR

Linguagem, Valores e Sentimentos Alunos da 4ª. série começam o ano com muita animação, reflexão e investigação

A

ristóteles afirma que somente o homem é um “animal político”, porque ele é dotado de linguagem. Os animais têm voz, e com ela exprimem dor e prazer, mas o homem tem a palavra e, com ela, exprime valores que tornam possível a vida social e política. A linguagem é um sistema de signos ou sinais usados para indicar coisas, para comunicação entre as pessoas e para expressão de idéias, valores e sentimentos. Essas foram, resumidamente, as considerações feitas pela Profª Sandra Eloiza ao iniciar as aulas de filosofia, com alunos de 4ª série. Professora e alunos lançaram os primeiros passos para um trabalho efetivo neste ano letivo: diversão, desenvolvimento da imaginação e da criatividade, por meio da reflexão e investigação, levando-se em conta as especificidades individuais. O resultado da primeira atividade proposta pelo Novo Espaço Filosófico Criativo comprovou essas idéias. Vejam! É linguagem mostrando valores e sentimentos, por meio da criatividade.

Conselheiro Lafaiete/MG

Xadrez e Filosofia para Quem Gosta de Pensar

O

Aprender sobre política, ética, estratégias e desenvolvimento de habilidades, esta é a ligação entre filosofia e xadrez

xadrez é o segundo esporte mais praticado no mundo, abaixo apenas do futebol. É um grande impulsionador da imaginação, que também contribui para o desenvolvimento da memória, da capacidade de concentração e da velocidade de raciocínio. Foi constatado que o xadrez desempenha importante papel socializante, por ensinar a lidar com a derrota e com a vitória, mostrando que a derrota não é sinônimo de fracasso nem vitória é sinônimo de sucesso. O xadrez é uma arte de grande beleza e apresenta imensa riqueza de possibilidades. É um passatempo agradável e instrutivo, que entreteve grandes personalidades de nossa história, como Napoleão, Einstein, Voltaire, Goethe, Montesquieu, Benjamin Franklin, Victor Hugo, Machado de Assis e Monteiro Lobato – para citar apenas alguns. Hoje é um esporte que pode ser jogado não presencialmente, através de redes de computadores, como a Internet, e o adversário pode estar em qualquer lugar do planeta. Por isso, é o esporte que mais cresce em adeptos, sendo já considerado o esporte do novo milênio. Se quisermos também uma explicação científica que mostre os benefícios práticos que podem ser alcançados pela prática desse esporte, poderíamos apresentar opiniões e pesquisas de pedagogos, psicólogos, intelectuais e instrutores de xadrez. Resumindo, o xadrez contribui para o desenvolvimento das faculdades mentais. Num estudo realizado na ex-Alemanha Oriental que comparou o desenvolvimento de estudantes de diversas idades, separados em dois grupos: os que jogavam e os que não jogavam xadrez, concluiu-se que: • O xadrez estimula a atividade intelectual e estabiliza a personalidade de crianças e jovens durante seu crescimento. Isso é evidente, sobretudo, na puberdade: crianças que jogam xadrez apresentam menos crises decorrentes das transformações dessa fase etária do que as que não jogam. • O raciocínio lógico e a capacidade de cálculo são estimulados, produzindo excelentes resultados no desempenho escolar, com destaque particularmente notável nos casos da física e da matemática. • Em aspectos gerais, os alunos que jogam xadrez apresentam nítida superioridade em força de vontade, tenacidade, memória e concentração. • O xadrez ensina a criança a avaliar as conseqüências de seus atos, tornando-as mais prudentes e responsáveis. Também em pesquisas realizadas na Inglaterra, chegou-se à conclusão de que a concentração e a habilidade de formular e posteriormente concretizar planos no tabuleiro contribui significativamente para a tomada de decisões e execução delas no jogo mais importante de todos, que é o jogo da vida. Essa atividade proporciona não apenas mais uma opção de lazer, mas a possibilidade de valorizar o

raciocínio por meio de um exercício lúdico. Segundo Charles Partos, mestre internacional suíço, o aprendizado e a prática do xadrez desenvolvem as seguintes habilidades: a) a atenção e a concentração; b) o julgamento e o planejamento; c) a imaginação e a antecipação; d) a memória; e) a vontade de vencer, a paciência e o autocontrole; f) o espírito de decisão e a coragem; g) a lógica matemática, o raciocínio analítico e sintético; h) a criatividade; i) a inteligência; j) a organização metódica do estudo; l) o interesse pelas línguas estrangeiras. Deve-se ter em mente que o xadrez reproduz uma situação de guerra, mas num contexto lúdico. Cada jogador funciona como um general na condução de um exército, e suas decisões são fundamentais para ganhar ou perder a partida. O jogo reproduz assim, em escala diminuta, o que poderia acontecer em uma batalha. Acreditamos que o projeto “Xadrez na Escola” pode desenvolver as habilidades cognitivas citadas, bem como democratizar esse jogo-arte-ciência, cujas origem e história perdem-se no tempo. O Colégio Santa Rita de Conselheiro Lafaiete/ MG, desde sua fundação, implantou o xadrez dentro das aulas de filosofia, em comunhão com o projeto do Centro de Filosofia Educação para o Pensar, sob a batuta do professor Thiago Cristian, coordenador do NUFEP/CL, no Ensino Fundamental I e II. O resultado não foi diferente, admite o professor Thiago: “Nossos alunos estudam Lógica na 6ª serie, e isso facilita”. O colégio trabalha com toda a coleção Novo Espaço Filosófico Criativo da Editora Sophos. Qualquer dúvida e interesse de conhecer o Projeto Filosofia e Xadrez, entre em contato com o professor Thiago Cristian pelo e-mail: tcristian@viareal.com.br

Col. Monteiro Lobato - Distrito Federal

Político vai à escola falar sobre Política e Ética

N

o livro “Somos Filhos da Polis”, para a 8ª série (9º ano), a investigação filosófica é sobre política e estética. Porém, ao abordar a política, principalmente nos tempos atuais, sentimos sempre a necessidade de evocar a ética e a relação intrínseca que deve haver entre uma e outra. Foi pensando em fomentar essa discussão, e aproveitando a sugestão dessa atividade proposta no livro (página 15), que a professora Gersoneides

Bastos, do Colégio Monteiro Lobato/DF, convidou o Secretário de Estado, Professor Izalci Lucas Ferreira, para uma palestra e reflexão com os estudantes do 7º ao 9º ano. A palestra aconteceu no dia 12 de março, e o tema foi “Política e Ética nos dias atuais”. O secretário de Estado ficou muito motivado por estar entre estudantes e educadores nesse trabalho reflexivo tão importante.

portaldafilosofia.com.br

13


Colégio Equipe Grau

Filosofia

Unidade de Nova Iguaçu/RJ

Ensino fundamental

O Desafio Mental Jogo da Velha Lógico

Colégio Ser e Crescer Rio de Janeiro/RJ

Intenção e Confiança

A

Adolescentes buscam identificar as diferenças entre os conceitos e fazem filosofia

atividade foi realizada após a leitura do texto “Intenção e Confiança”. A leitura em silêncio aconteceu num clima de concentração, em que todos os alunos deveriam ler para si mesmo. Durante a leitura, não se podia falar com ninguém. Depois fizemos o jogo das perguntas, cada um deveria elaborar três perguntas do texto, mas não precisava dar resposta. Seguem as perguntas elaboradas pelos alunos: - Será que ao acreditarmos nas palavras podemos mudar nossas vidas? - As palavras têm mesmo poder? - O que será que é conspirar? Depois, cada aluno representou o texto, colocando-se no lugar do mendigo. Sendo isso com você, que palavras você escreveria na placa abaixo para a chamar atenção das pessoas? Profª. Márcia Senna Turma: 602

P

Todos gostamos de desafios e jogos, é isso que alunos fazem também ao filosofar em suas escolas

rofessores atentos e buscando cada vez mais interagir com seus alunos percebem que suas aulas tornam-se mais atrativas, e os resultados são evidentes. Cada vez mais percebemos que assim as aulas ganham novas formas e há participação de todos. Fazer filosofia é brincar com as idéias e construir significados. Segue relato do que foi feito em uma aula muito agradável. Estratégia: Solicitei que cada aluno buscasse seu entendimento sobre o que é esse jogo. Quais são suas regras? Como jogar? Quantos jogadores há e qual é a lógica do jogo? Os alunos disseram o que sabiam, e depois abrimos o debate: - Por que esse jogo está em nosso livro? - Por que é um jogo lógico? - Em todo jogo se trabalha com o raciocínio? - Jogo é uma atividade em que tem de se chegar a um resultado, obedecendo a algumas regras? - Podemos concordar que todo jogo é usado dentro de uma lógica? Todos concordam que não há jogo sem regras? Todos disseram que sim, mas uma aluna disse que, às vezes, escuta dizer: “Não tem regras, vamos jogar

de qualquer forma”. Será que há algum jogo que não tenha regras? Alguns alunos acharam que sim e outros disseram que não. Como resultado dessas e de outras questões, antes de iniciar o jogo da velha lógico, incentivei os alunos a fazer a seguinte pesquisa: - Podemos ter algum jogo sem regras? Qual? - Como se deve jogar sem nenhuma regra? - O que são regras e para que servem? Depois, cada aluno leu a regra do jogo, e tinha de explicar o que entendeu para o grupo. O grupo podia fazer perguntas para o aluno, e os membros do grupo tinham de dizer se o que o colega pensou foi o que cada um deles pensou. Houve pontos de entendimento variados sobre as regras do jogo, e então resolvemos jogar, usando as regras de nosso grupo. Acordamos que o número só podia ser até 27, só ganharia o jogo quem acertasse o número solicitado na diagonal e não podia repetir o número. Assim criamos nossas regras...

Márcia Senna Turma 701

Desafio Mental - Jogo da velha lógico ● Fazer o gráfico do jogo da velha. ●

O número maior que se pode colocar dentro do gráfico é 9.

São dois a jogar e, em comum acordo, escolham um número que não ultrapasse 81 para alcançar.

Ganha quem, a partir da terceira jogada, conquistar o número acordado. Chega-se ao número acordado pela soma em diagonal ou paralelo dos números do gráfico.

Exemplo: número acordado é 15.

Escola Evolução - Apucarana/PR

Manhã Filosófica Discute a Filosofia da Ciência Projeto interdisciplinar marcou o início dos trabalhos de reflexão filosófica com os adolescentes No dia 23 de março, ocorreu a “Manhã Filosófica”, evento que é realizado anualmente em nossa escola, com os alunos de 5ª a 8ª série, e que consiste numa série de atividades de cunho teórico e prático a respeito de um tema predeterminado. Na ocasião, o tema abordado foi Ciência: Os benefícios da ciência e a responsabilidade social do cientista. Durante quase quatro horas, foram realizadas palestras, dinâmicas e análises de músicas que tinham relação com o tema. Dentre os aspectos mais relevantes relacionados ao tema e que mais chamaram a atenção dos alunos, podemos destacar: o avanço tecnológico – progresso para que e para quem?; os impactos do avanço tecnológico no meio natural – destruição da natureza, transformações climáticas e os impactos da ciência na vida das pessoas.

14

portaldafilosofia.com.br

A escolha do tema deste ano foi influenciada pelo projeto de ciência da escola, que conscientiza e estimula a doação de sangue: “A gota que salva”. Tivemos como palestrante convidado o Prof. Marcelo R. Rosa, que colaborou para o sucesso do evento. Durante as atividades, ocorreram muitas discussões interessantes e oportunas, que mostraram o quanto o tema desperta interesse nos alunos, e assim redobramos nossas esperanças de que, com tais atividades, poderemos formar pessoas mais conscientes e críticas, que contribuam ativamente para a resolução de problemas, da qual dependerá, num futuro muito próximo, a sobrevivência da humanidade. Professora Maria Piai


Mobilização Nacional

Movimento

Por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental Movimento ganha força em todo país. É hora de uma grande mobilização por parte dos educadores

L

ançado em julho de 2006, em Florianópolis/SC, o movimento ganha força e cumpre seu cronograma de atividades. Atualmente, a ênfase está no abaixo-assinado, com a intenção de conseguir significativo número de assinaturas, para o entregarmos aos presidentes do Congresso Nacional e do Conselho Nacional de Educação, durante o 4º. Congresso Nacional, em Brasília. Esse movimento surgiu com o objetivo de desencadear uma mobilização popular nacional, por meio das instituições representativas na educação, dos profissionais da reflexão filosófica nas escolas, com mobilizações populares, e das estruturas representativas e organizadas.

Como participar? Estamos nos mobilizando em todo país para a coleta de assinaturas no abaixo-assinado que entregaremos em Brasília, durante o 4º. Congresso Nacional. Esse abaixo-assinado quer coletar o máximo de assinaturas em diversos estados, para criarmos “o fato político”. A entrega das assinaturas acontecerá durante o congresso, e faremos, simbolicamente, um ato político, entregando todo material para os pre-

sidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, bem como para o presidente do Conselho Nacional de Educação. Por isso, precisamos que cada leitor do Corujinha e amigo desse movimento transforme a lista do abaixo-assinado que se encontra abaixo e também no site do movimento em muitas listas completas de assinantes. Quanto mais assinaturas, mais peso político.

VOCÊ está convocado, como amigo da filosofia, a atuar nesse movimento!

Passos do Movimento ●

Divulgar o “Movimento Por uma Educação para o Pensar: Filosofia no Ensino Fundamental” em todos os meios de comunicação.

Sensibilizar as instituições representativas da educação para que somem esforços em torno da causa, agregando legitimidade à luta e participação nela.

Operacionalizar de forma criativa o movimento, utilizando a Internet e demais meios para conseguir o máximo de assinaturas em abaixo-assinados e outras formas de mobilização dos educadores e das autoridades.

Oportunizar via Congressos Regionais e o Nacional (julho/2007) a discussão sobre os conteúdos e a metodologia, para que haja um referencial para os trabalhos com os alunos e professores do Ensino Fundamental.

Organizar um fórum de discussões e acompanhamento sobre o movimento e todos os aspectos da sensibilização desencadeados pelas instituições envolvidas e sua abrangência, por meio da criação do site: www.filosofiafundamental.com.br

Enviar esse abaixo-assinado para: Centro de Filosofia Educação para o Pensar Rua Cristóvão Nunes Pires, 161, Centro • Florianópolis/SC, CEP 88010-120 Fax (48) 3025 2909 • centro@portaldafilosofia.com.br ou Núcleo de Filosofia Educação para o Pensar (NUFEP) mais próximo de você (ver endereço na pág. 3).

portaldafilosofia.com.br

15


16

portaldafilosofia.com.br

Profile for Admin Sistema de Ensino Reflexivo

Corujinha_57  

A Pós-graduação em Educação para o Pensar faz-se urgente no momento histó- rico que vivemos, para que o sujeito da apren- dizagem possa ser...

Corujinha_57  

A Pós-graduação em Educação para o Pensar faz-se urgente no momento histó- rico que vivemos, para que o sujeito da apren- dizagem possa ser...

Profile for portalser
Advertisement