Page 1

ANO XV - Nº 54 1º. TRIMESTRE - 2006 FLORIANÓPOLIS/SC

Impresso Especial 68001055/02-DR/SC Editora Sophos

CORREIOS

Jornal de Idéias da Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens

Novas Perspectivas e Ações Concretas O Centro de Filosofia e a Editora Sophos apresentam suas novas estruturas. A nova sede em Florianópolis foi inaugurada em dezembro, num espaço onde acontecerão cursos e toda administração pedagógica e estrutural. Em abril funcionarão, em Curitiba e São Paulo, escritórios para atenderem aos professores, colégios e colaboradores. Nestes escritórios também acontecerão reuniões, cursos e atividades filosófico-pedagógicas. Com estas novas estruturas, junto com os vinte e dois Núcleos – NUFEPs, estamos muito mais próximos dos colégios e professores. Isso nos impulsiona para contribuirmos significativamente, através do nosso Sistema de Ensino Reflexivo, com todas as escolas do nosso País.

• Entrevista com o Professor Dr. Silvio Wonsovicz – pág. 3 • Calendário de Atividades do Centro / Editora Sophos / NUFEPs para 2006 – pág. 5 • Projeto L.E.R. 2006 – pág. 6 e 7


O que pensamos!

NO CAMINHO CERTO É sempre um desafio renovado em cada início de ano buscar os caminhos que iremos realizar enquanto instituição. Nosso Centro congrega uma quantidade significativa de profissionais, simpatizantes e alunos de Filosofia, desde as séries iniciais por todo Brasil. Por isso, nesse jornal Corujinha do 1º. Trimestre, publicamos nosso calendário de atividades, desde fevereiro até dezembro. Muitas coisas marcadas para fazermos, outras que irão acontecer durante a caminhada e, humildemente, sabemos que outras não conseguiremos realizar, mas planejamos. Nosso calendário mostra o grande envolvimento da equipe do Centro, da Editora, dos 22 Núcleos de Filosofia Educação para o Pensar – NUFEPs. Envolvimento com todos, alunos, professores, simpatizantes, pais..., que acreditam numa educação reflexiva para a escola brasileira. Por isso, atividades de Norte a Sul do Brasil serão realizadas (ver calendário na pág. 5) Destaque também para a ampliação da estrutura do Centro e da Editora Sophos. No final de dezembro, inauguramos nossa nova sede em Florianópolis. No mês de abril, serão inaugurados os escritórios das capitais do Paraná e São Paulo. Estes dois escritórios irão impulsionar os trabalhos com os colégios, ampliar nossa participação junto aos professores e aprimorar nossos trabalhos. Vale a pena, ler com atenção, as páginas 6 e 7 falando dos nossos projetos e do que estamos realizando, junto aos colégios e professores. São os Projetos do Centro que buscam responder e contribuir significativamente com a Educação Reflexiva que buscamos. Finalmente, não poderíamos deixar de convidar cada leitor para participar, lendo as notícias e dando retorno por e-mail, para melhorarmos mais nossas informações. Sugestões e críticas poderão ser enviadas para imprensa@portaldafilosofia.com.br . Boas leituras e reflexões. Equipe Filosófica-pedagógica do Centro

2

www.portaldafilosofia.com.br

O que pensam os Leitores Sou professor de Filosofia no Curso Normal. É sempre uma dificuldade importante tornar os conhecimentos filosóficos acessíveis aos alunos; de oportunizar situações de aprendizagem onde possa desenvolver suas capacidades que envolvem pensamento, reflexão e consciência crítica, visão mais alargada da realidade (complexidade). Por isso, me interessa muito publicações neste sentido, sugestões etc. Um cordial abraço a toda equipe. ALCINDO DALCIN – SANTA ROSA/RS Centro – É justamente isso que nós do Centro oferecemos e buscamos cada vez mais em nosso material didático e método de Educar para o Pensar, seja sempre bem-vindo para usufruir nossos materiais e informativos, além de poder contar com a nossa Assessoria Filosófico-pedagógica e contribuir com suas sugestões e idéias! Fiz o curso através do Núcleo de Brasília e será um prazer iniciar meu trabalho com o material da editora. GILDA LUCIA SANTANA DUARTE VIEIRA – BRASILIA/DF Centro – Estamos muito satisfeitos com o sucesso e qualidade dos Cursos de Formação de Professores do Nufep/DF e conte com toda a estrutura que oferecemos para auxiliar os Educadores, nessa linda tarefa de Educar pela Filosofia! Fiquei feliz em encontrar um lugar assim... JUDINEY DIAS DE OLIVEIRA – SALVADOR/BA Centro – Que ótimo! Também ficamos muito contentes em proporcionar esse amparo aos Educadores e estamos de braços abertos para acolher e auxiliá-lo no que for preciso! Gostaria apenas de agradecer a parceria na difícil tarefa de educar. ELISABETE VIEIRA DOS SANTOS – ITAGUAÍ/RJ Centro – Temos certeza que essa tarefa só é possível de ser realizada pela união e esforço dos Educadores em torno desse ideal de melhorar cada vez mais a Educação! Obrigada á todos! O Centro de Filosofia nos convida o tempo todo para uma viagem deliciosa que é o pensar, como educadora acredito que só aprendemos coisas que nos dão prazer. DIANLVA DOLORES MARTINS MEIRA - GUANAMBI/BA Centro – Esta é nossa busca e crença também professora. Porém defendemos que o prazer e a delicia do bem e bom pensar só alcançamos depois do esforço. Assim antes do prazer temos a dor, condição para conhecermos algo. Filosofar é uma atividade árdua que leva a um prazer concreto. Sou professor de filosofia no Centro Federal de Educação Tecnológica, em Ouro Preto/ Minas. Entretanto,estou afastado da sala de aula desde l996. Estarei retornando em maio do corrente ano. Por esta razão, gostaria de receber desse Centro, informações, orientações, referências em relação a cursos, treinamentos, seminários, sugestões de livros didáticos para aulas de filosofia para alunos do ensino médio. Ficarei gratos pela atenção que me derem. JOÃO BOSCO RIOS – OURO PRETO/MG Centro – Professor queremos e trabalhamos para que você possa ter subsídios, dicas, materiais para que suas aulas possam ser boas e transformadoras. Utilize tudo o que temos em nosso site e precisando mais entre em contato com a nossa Equipe filosófico-pedagógica.


Diálogo “cabeça”

www.portaldafilosofia.com.br

ALCANÇANDO OBJETIVOS PARA ALCANÇAR CONHECIMENTOS Silvio Wonsovicz, natural de Curitiba e morador em Florianópolis há duas décadas, Presidente do Centro de Filosofia Educação para o Pensar e autor de 18 títulos direcionados ao ensino da Filosofia (Ed. Infantil/Ensino Fundamental) e formação de professores é também Doutor pela UNICAMP/SP, com tese publicada em três volumes – Filosofia? Sim, para todos; Crianças, Adolescentes e Jovens filosofam; Programa filosófico-pedagógico “Educar para o Pensar: Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens.

estar muito mais presentes na mídia, pois nosso momento é de muita produção e temos muito para dizer. C – Conte um pouco mais sobre a Programação 2006 do Centro, NUFEPs e Editora Sophos e, como será a implantação do projeto “Livros para Educadores Reflexivos – L.E.R.”?

S – Está no www.portaldafilosofia.com.br e também nesta edição do Corujinha a programação de trabalhos do Centro/Núcleos e Editora. Basta olhar em cada mês o volume de trabalhos que acontecem nas diversas partes do País, para sentir o ritmo do que fazemos e queremos. Tenho certeza de que não há no Brasil, dentro de um campo de trabalho especíSilvio: Realmente, 2005 foi muito marcante na história do Centro. fico como o nosso, uma estrutura que desencadeie tamanho volume de Coroamos o ciclo de 15 anos de trabalhos filosófico-pedagógicos, com atividades, nos mais diversos pontos do território. Somos uma instituição a realização de 10 Congressos Regionais. Congresorgânica que busca uma educação para a emancipaso Nacional de Educação para o Pensar que encerção, por meio da Reflexão Filosófica em todos os seg“Queremos que rou as festividades em julho/05. mentos da escola. Queremos que professores, de toEm 2006, vamos ampliar ainda mais nossas frentes de das as áreas da escola, possam fazer um ensino/aprenprofessores, de todas trabalho, por todos os Estados do País. Teremos a realizadizagem reflexivo. Por isso, toda nossa programação as áreas da escola, ção de inúmeros projetos pelo Centro e Núcleos, congresé para toda escola. Esta é também a tônica do Projepossam fazer um sos regionais, cursos de formação de professores, muito to L.E.R., uma parceria entre o Editorial Piaget (Porestudo, produção e solidificação de nossa liderança. tugal/Porto Alegre), o Centro e a Sophos. Sessenta ensino/aprendizagem escolas selecionadas irão receber dois livros (1º e 2º reflexivo” C – No primeiro trimestre ocorreu um assédio semestre) para ler, discutir em reuniões, fazer a resede TVs, rádios e jornais gráficos em relação à doanha, intercambiar as resenhas produzidas entre as cinção de livros, baseada no Projeto “Estamos com qüenta e nove escolas e participar de uma discussão você professor de Filosofia” que contempla na retomada da pesquisa on-line. Após estas etapas, todas as 60 resenhas serão postadas nos sítios A Filosofia no ensino da Filosofia. Você acredita que possa haver uma das três entidades responsáveis. Acreditamos contribuir para que profesmelhora nessa interação com a mídia, daqui para frente? sores possam ler mais e serem mais reflexivos. O projeto tem tudo para ser um sucesso e um marco na vida das escolas e professores. S – O Centro e a Editora Sophos, junto com os vinte e dois Núcleos de Filosofia espalhados pelos Estados e os seus mais novos escritórios C – O Centro e a Editora estão em nova sede, certo? Também es- São Paulo e Curitiba -, compõem uma história ininterrupta no ensino tão sendo implantados escritórios em Curitiba e São Paulo? Quais são da Filosofia em nosso País. Atualmente, falar de Filosofia passou a ser os planos de uso dos novos espaços físicos, na dinâmica filosófica? “moda”, dá audiência. Isso tem seu lado positivo e negativo. ResolveS – Realizamos um sonho antigo e estamos trabalhando em uma mos lutar para que seja positiva essa retomada do tema filosofia. Assim, lançamos o Projeto “Estamos com você professor de Filosofia” e divul- casa própria, na cidade de Florianópolis. Assim como estamos inaugamos na mídia do Sul do Brasil. As repercussões foram bastante inte- gurando em Curitiba e em São Paulo escritórios do Centro e da Sophos. ressantes e com um retorno significativo. Este projeto é político, pois Tudo para que possamos estar mais próximos dos professores que traquer contribuir com os professores das salas de aula dos colégios esta- balham Filosofia e dos colégios que utilizam nosso Programa e nossos duais e municipais do Sul, para desencadearem suas reflexões e o ensi- materiais didático-filosóficos. Nas novas estruturas, temos espaços no da Filosofia, dentro de um Programa que defendemos, com um fio para formação de professores, organização de projetos, como o Café condutor e uma práxis para nossa realidade. Por isso, temos a intenção com Idéias, reuniões etc.. Na sede em Florianópolis, a estrutura física de divulgarmos cada vez mais o que fazemos, juntamente com nossos foi pensada para a realização do Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R., projetos, na busca da melhora do ensino em Filosofia. A imprensa, de além de concentrar os trabalhos da Editora e do Centro, para um modo geral, está disposta a colaborar. Sendo assim, estamos e vamos atendimento mais rápido aos clientes e “Amigos da Filosofia”. Corujinha – Depois de um 2005 com muito trabalho e diversas realizações filosófico-pedagógicas por todo o País, quais são as prioridades para 2006, um ano estratégico às pretensões institucionais do Centro?

RELAÇÃO DOS NUFEPs Nosso Programa Educar para o Pensar: Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens quer oportunizar a todos um estudo reflexivo, crítico e emancipatório. Lançar-nos para o estudo com mais afinco, dentro da Filosofia e de outras disciplinas, tornar-nos atentos para aprendermos com as crianças e os jovens naquilo que eles têm para nos dizer e, juntos, maravilharmo-nos, fazermos Filosofia. Uma Filosofia viva, encharcada de vida em todas as dimensões. CONHEÇA mais sobre os núcleos e sobre o Centro na nossa página. Entre em contato com o NUFEP mais próximo de você.

- (Núcleos de Filosofia Educação para o Pensar) e seus responsáveis

NUFEP/Curitiba - PR - Rua Comendador Araújo, 499 - 10º andar - Centro - Fone (41) 2106.6871 NUFEP/São Paulo - SP - Av. Paulista, 726 - 17º andar - Bela Vistas NUFEP/Distrito Federal - DF ........................................... NUFEP/Grande São Luís - MA ......................................... NUFEP/Ceará - CE ............................................................. NUFEP/Sul Fluminense - RJ .............................................. NUFEP/Norte - SC ............................................................. NUFEP/Manaus - AM ........................................................ NUFEP/Mato Grosso do Sul - MS ..................................... NUFEP/Noroeste - RS ....................................................... NUFEP/Grande Rio - RJ .................................................... NUFEP/Mato Grosso - MT ............................................... NUFEP/Bahia - BA ............................................................ NUFEP/Grande Florianópolis - SC ................................... NUFEP/Vale do Tijucas - SC ............................................. NUFEP/Região Serrana - RJ .............................................. NUFEP/Região Médio e Alto Uruguai - RS ...................... NUFEP/Grande Natal - RN ............................................... NUFEP/Região Metropolitana Curitiba - PR .................. NUFEP/Espírito Santo - ES .............................................. NUFEP/Uberaba - MG ....................................................... NUFEP/Piauí - PI ............................................................... NUFEP/Uberlândia - MG ................................................... NUFEP/Belo Horizonte - MG ........................................... NUFEP/Norte do Paraná - PR ..........................................

Lia .................................... (61) Isabel ................................ (98) Jayme ............................... (85) Teresa .............................. (24) Centro .............................. (48) Manoel ............................ (92) Elizzete ............................ (67) Centro .............................. (48) Ângela .............................. (21) Sérgio ............................... (65) Holdaque .......................... (73) Alberto ............................ (48) Piva .................................. (48) Márcio ............................. (24) Vicente ............................. (55) João .................................. (84) Centro .............................. (48) Fátima .............................. (27) João Mendes ................... (34) Eduardo ............................ (86) Luis Fernando ................. (34) Valdemar .......................... (31) Valdecir Veloso ................ (43)

8143.0038 ................... liabazzo@hotmail.com 8121.3053 ................... filocoruja@yahoo.com.br 231.7479 ..................... jaopai@uol.com.br 9819 5040 ................... teresacborges@gmail.com.br 3224.5671 ................... centro@centro-filos.org.br 8803.9840 ................... manoeldejesus@yahoo.com.br 384.3655 ..................... livrariadombosco@brturbo.com.br 3224.5671 ................... centro@centro-filos.org.br 2426.8379 ................... nufep.rj@globo.com 6624 8068 ................... sdecezaro@ig.com.br 3613.0108 ................... nedicoesitabuna@uol.com.br 9102.1467 ................... althomal@ig.com.br 3263.0576 ................... edgar@unetvale.com.br 9811.7177 ................... marcioe@compuland.com.br 3744.3187 ................... vicentesandeski@brturbo.com.br 9953.8687 ................... pires.joao@uol.com.br 3224.5671 ................... centro@centro-filos.org.br 3314.3070 ................... piagetassessoria@yahoo.com.br 3333.0886 ................... joaomendesbussiness@terra.com.br 9991.0684 ................... eduardoliva1@hotmail.com 9997.0919 ................... luizfermartinelli@yahoo.com.br 3364.2741 ................... ssvaldemar@yahoo.com.br 9961.8614 ................... valdecir@sinprolondrina.com.br

3


www.portaldafilosofia.com.br

Pensando e agindo – Núcleos e Colégios

Projeto

FORMAÇÃO DE PROFESSORES

INSTITUTO MIRAFLORES ACREDITA QUE O PENSAMENTO VAI LONGE Escola do Rio de Janeiro recebe curso e já promove novos encontros Nufep/RJ No dia 25 de janeiro de 2006 foi realizado o Curso de Formação de Professores, no Instituto Miraflores/Unidade Laranjeiras. A coordenação das atividades ficou por conta das professoras Ângela Paiva e Márcia Senna, do Nufep/RJ. O Miraflores é uma instituição bilíngüe, para Crianças da Educação Infantil e Classe de Alfabetização. Desde 2005, o Miraflores/Unidade Barra já faz parte do Núcleo de Educação para o Pensar, apresentando um criativo trabalho com a Novela Filosófica “O Meu Quintal”, sob a orientação das professoras Fabiana Tavares, Jane Rocha e Marcia Figueiredo. As professoras Lea Rocha e Regina Rocha, que dirigem as Escolas Barra e Laranjeira, acreditam na pedagogia-filosófica e elegeram como slogan do Miraflores, a seguinte frase: “Aqui, o Pensamento vai longe!” O curso oferecido às professoras, na semana de Capacitação Profissional do Corpo Docen-

te, objetivou criar um espaço de reflexão e discussão da Filosofia, como viés necessário à formação do educando crítico e criativo que almejamos em nossas escolas. Este foi um primeiro momento de formação, no Programa Educação para o Pensar em 2006. Já ficaram marcados dois novos “Encontros Filosóficos”, para o primeiro semestre deste ano.

PAIS E FILHOS CONVIVENDO MELHOR. PAIS FILOSOFAM Local: Colégio Piaget – Formosa /Goiás Professor de Filosofia: Cláudio Roberto Silva Diretora: Rosana Bernardes Coordenadora: Rosane Azevedo Objetivos: Despertar a consciência dos pais, no sentido de formar esta nova geração mais atenta, mais crítica e apta a discutir, escolher e pensar por si própria Público alvo: Pais de alunos de 1ª a 4ª séries e professores Data: 20 de abril de 2006 DESENVOLVIMENTO

NUFEP/RN

UNIVERSIDADE RECEBE S.E.R. COM MUITO SUCESSO

1º momento: Educar para o Pensar. Uma proposta filosófica pedagógica. Apresentação do Centro e Nufep/DF 2º momento: A família na formação de pessoas capazes de pensar e decidir por si própria. Apresentação de um vídeo. Intervalo: Café Amigos da Filosofia 3º momento: Pensando com os pais, através de dinâmicas 4º momento: Exposição dos trabalhos e Avaliação

Mossoró tem espaço de reflexão e discussão O Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R., apoiado no Programa “Educação para o Pensar – Filosofia com crianças, adolescentes e jovens”, ocupa espaço no rol das atividades da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. O Programa e as principais ações desenvolvidas pelo Centro de Filosofia Educação para o Pensar – Cenfep - foram apresentadas e discutidas com alunos do Curso de Filosofia, pelo Prof. Dr. João Maria Pires, do Departamento de Filosofia da UERN. Pires representa, no Rio Grande do Norte, o Núcleo de Filosofia Educação para o Pensar – NUFEP/RN. O Núcleo passou a ter reuniões periódicas no Departamento de Filosofia da Universidade, todas as quartas-feiras, às 17h. Recentemente, o Núcleo ganhou reforços com a inclusão de novos membros: Ângela Mª Gurgel, Gildenilson Bezerra, Elder Nolasco, Clístenes Oliveira e Regina Célia, todos alunos do Curso de Filosofia. Por se identificarem com a proposta e por acreditarem no importante papel que a Filosofia tem hoje, para a construção de um ensino reflexivo e emancipatório, a partir de uma Educação para o Pensar, os novos membros estão motivados e envolvidos com a implantação e aplicação do exercício do filosofar nas escolas de Mossoró e região. Sob a coordenação do professor Pires, o NUFEP/RN, além das discussões internas, passou a atender solicitações de diretores, supervisores

4

e professores de escolas interessadas em conhecer e implantar o programa. O NUFEP/RN objetiva formar novos projetos com o Centro, a UERN e as escolas públicas e particulares, para desenvolver, em Mossoró, um encontro regional, discutindo temas de “Educação para o Pensar como alternativa consistente de um Sistema de Ensino Reflexivo”. No mais, o NUFEP/RN está aberto para receber novos parceiros e participantes. NUFEP/DF

WORKSHOP FILOSÓFICO PARA PAIS

Local: Centro Educacional Católica Cidade: Taguatinga – DF Data: 01 de abril

Salas temáticas Exposição de trabalhos


www.portaldafilosofia.com.br

Eventos

CALENDÁRIO dos EVENTOS – 2006 CENTRO DE FILOSOFIA – NUFEPs – SOPHOS Data

Abril

1 ............. Divulgação do 3º. Congresso Regional de Ed. para o Pensar e Ed. Sexual do Maranhão. Café com Idéias no NUFEP/Vale do Tijucas-SC 3 a 7 ........ Visita a Colégios de Florianópolis – NUFEP/Grande Florianópolis. Visita a Colégios de Tijucas/SC – NUFEP/Vale do Tijucas-SC 4 e 6 ........ Curso de Formação de Professores 1ª. a 4ª. série NUFEP/RJ 8 ............. Café com Idéias no NUFEP/Sul Fluminense-RJ (Volta Redonda) 10 a 12 ...... Atividades do Escritório de Curitiba (Centro e Editora) junto aos Colégios e Instituições 13 ........... Palestra sobre a importância da Educação para o Pensar Filosofia com crianças, adolescentes e jovens – NUFEP/Uberlândia 10 a 13 ...... Visitas às escolas Públicas (Estadual e Municipal) NUFEP/CE na cidade de Fortaleza/CE 17 ........... Sai o Informativo Philó Online nº. 33 18 ........... Encontro Filosófico NUFEP/RJ 18 a 21 ...... Atividades do Escritório de São Paulo (Centro e Editora) junto aos Colégios e Instituições 20 ........... Inicio do Grupo de Estudos Filosófico (professores de filosofia) – NUFEP/Grande Florianópolis 21 ........... Encontro com professores da Rede Pública para apresentação do Programa do Centro – NUFEP/CE Local: Fortaleza-CE 22 ........... Café com Idéias na cidade de Marajoara/Goiás (Secretaria de Educação) – NUFEP/DF. 27 ........... Café com idéias no NUFEP/RJ. Palestra para os Pais (Centro Ed. Tiradentes – Volta Redonda) – NUFEP/Sul Fluminense-RJ 29 ........... Café com Idéias – Centro de Filosofia e NUFEP/Florianópolis 28/29e 30 .. Formação de Professores – Núcleos do Centro-OesteLocal: Brasília - DF (responsabilidade: Centro de Filosofia)

Data

Maio

2 a 5 ........ Visita a Colégios de Florianópolis – NUFEP/Grande Florianópolis 5 ............. Encontro dos Professores de Teresina que trabalham o Programa filosófico-pedagógico – NUFEP/Teresina-PI 6 ............. Café com Idéias no NUFEP/Vale do Tijucas-SC 8 a 12 ....... Visitas as escolas e Secretarias de Educação de Porto Belo/SC e Bombinhas/SC – NUFEP/Vale do Tijucas-SC. Atividades com professores e colégios organizados pelo Escritório do Centro e Editora Sophos em Curitiba/PR 8 a 18 ....... Visitas as escolas que trabalham o Programa e Universidades convidando para Café com Idéias – Fortaleza/CE 13 ........... Café com Idéias em Gama/DF – NUFEP/DF, no NUFEP/São Luís e NUFEP/Sul Fluminense 16 ........... Encontro Filosófico NUFEP/RJ 16 a 19 ...... Atividades com professores e colégios organizados pelo Escritório do Centro e Editora Sophos em São Paulo/SP 18 ........... Encontro do Grupo de Estudos Filosófico (professores de filosofia) – NUFEP/Grande Florianópolis 20 ........... Café com Idéias no NUFEP/Uberlândia-MG. Café com Idéias no NUFEP/Mato Grosso – Cuiabá. Café com Idéias no NUFEP/Ceará – Local: Sindicato-APEOC 23 ........... Café com idéias no NUFEP/RJ 26 e 27 ...... Encontro de Pais. Tema: “Educar para o Pensar: convivendo melhor Pais e Filhos - NUFEP/DF 27 ........... Café com Idéias – Centro de Filosofia e NUFEP/Florianópolis 26-27 e 28 . Curso de Formação de Professores – Núcleos do SudesteLocal: São Paulo – SP (responsabilidade: Centro de Filosofia)

Data

Junho

3 ............. Café com Idéias no NUFEP/Vale do Tijucas-SC. 5 a 9 ........ Preparação do reencontro com os professores das Redes Públicas do Estado e dos Municípios – NUFEP/CE. Visita a Colégios de Florianópolis – NUFEP/Grande Florianópolis. Visita as escolas e a S. M. Ed. Itapema/SC – NUFEP/Vale do Tijucas-SC 6 a 9 ........ Atividades com professores e colégios organizados pelo Escritório do Centro e Editora Sophos em Curitiba/PR 13 a 16 ...... Atividades com professores e colégios organizados pelo Escritório do Centro e Editora Sophos em São Paulo/SP 10 ........... Café com Idéias em Valparízo I /Goiás – NUFEP/DF. 15 ........... Formação para professores das Escolas Públicas do Ceará – NUFEP/CE . Encontro do Grupo de Estudos Filosófico (professores de filosofia) – NUFEP/Grande Florianópolis 16 ........... Café com Idéias no NUFEP/Teresina-PI. 24 ........... Café com Idéias – Centro de Filosofia e NUFEP/Florianópolis. Café com Idéias no NUFEP/Mato Grosso – Cuiabá. Reunião com todos os professores dos Colégios que utilizam nosso Programa no Sul Fluminense – NUFEP/Sul Fluminense-RJ. 23-24 e 25 . Formação de Professores – Núcleos do Sul Local: Florianópolis/SC (responsabilidade: Centro de Filosofia) 27 ........... Café com Idéias no NUFEP/RJ 30/6 a 2/7 . Congresso Regional de Educação para o Pensar e Educação Sexual de São Luís – Maranhão - realização: NUFEP/São Luís-MA e CENFEP.

Data

Julho

1 ............. Café com Idéias no NUFEP/Vale do Tijucas-SC 3 a 7 ........ Formação de professores no NUFEP/São Luís-MA. Visita as escolas e Secretarias Municipais de Educação de São João Batista e Nova Trento/SC – NUFEP/Vale do Tijucas-SC 7 ............. Café com Idéias NUFEP/DF Local: Escola Classe (Oficinas filosófico-pedagógicas da Ed. Infantil a 4ª. série) 18 ........... Entrega do Troféu “Amigos da Filosofia - 2006” (escolhidos por indicação e consulta popular). Local: Florianópolis/SC 18 a 21 ...... Congresso Regional de Educação para o Pensar e Educação Sexual – Florianópolis/SC – realização NUFEP/Grande Florianópolis e CENFEP. 19 e 20 ...... Reunião anual dos NUFEPs do Brasil (Presença de todos os Núcleos)

Consultar no http://www.portaldafilosofia.com.br/?action=agenda todo Planejamento

5


www.portaldafilosofia.com.br

Centro de Filosofia

AÇÕES CONCRET

Amigos da Filosofia en

e conheçam mais sobre nosso

concretas, para que você

Centro e do Núcle Estamos trabalhando e faze educação reflexiva em todos

Um Projeto fundamental para os professores das escolas do nosso país. As três instituições querem desencadear este Projeto que sem dúvida marca presença na vida acadêmica escolar. Acreditamos ser urgente, enquanto instituições preocupadas com a formação continuada dos nossos educadores, desencadearmos este Projeto que terá com certeza, um forte impacto junto aos alunos e toda a comunidade local. Precisamos auxiliar nossos educadores a estarem atualizados, dispostos a aprenderem, desenvolvendo o hábito da leitura e reflexão para que pela educação possamos mudar nossa realidade social. Portanto, este projeto é urgente e fundamental. Desta forma nossas Instituições estarão contribuindo e auxiliando para a efetivação de uma escola de melhor qualidade. Por isso o retorno é imensurável a curto, médio e longo prazo para as três instituições envolvidas.

6

OBJETIVO PRINCIPAL:

Desencadear junto às sessenta escolas selecionadas (em 2006), d processo de incentivo e de condições reais, para professores estarem t das grandes e atuais obras pedagógicas e filosóficas publicadas no

O PROJETO BUSCA TAM

• Oferecer um acervo (dois livros em 2006 – um a cada semestre) de obras fil selecionadas; • Estabelecer estrutura em que professores das escolas façam sínteses das obras • Oportunizar as trocas dessas sínteses (via e-mail) entre todas as escolas envol com foto das capas no sitio das entidades envolvidas (Centro de Filosofia, Insti • Divulgar diretamente junto a todos os professores das escolas as produções atua Sophos e Centro de Filosofia; • Divulgação no informativo Corujinha do andamento do Projeto nas quatro ediçõ utilização do nosso mailing (perto de 10.000 pessoas cadastradas). Utilização para divulgar livros das Editoras; • Participação e incentivo para que nas escolas aconteçam Feiras do Livro, Semana Seminários, Lançamento de livros nas escolas aberto para as Comunidades... • Criação de Grupos de Discussões virtuais para ampliação e entendimento das formal a cada semestre e a possibilidade de que este grupo de discussão venha a Maiores informações acesse www.portaldafilosofia.com.br

CRONOGRAMA

MARÇO _______ ABRIL _________ JUNHO ________ JULHO ________

Lançamento do Projeto par Envio de livros às escolas Resenha final do livro e di Colocação da Obra nos sí (segundo semestre, mesma


www.portaldafilosofia.com.br

Centro de Filosofia

TAS DO CENFEP

ntrem em nosso portal

os projetos, eventos e ações

ê participe ativamente do

eo mais próximo.

ndo história, buscando uma os seguimentos educacionais.

de vários estados brasileiros, um tendo acesso à leitura e discussão mercado de língua portuguesa.

MBÉM:

losóficas e pedagógicas para as escolas

recebidas. lvidas e a disponibilização das mesmas ituto Piaget e Sophos); uais e futuras do Editoral Piaget, Editora

ões de 2006. Com relação a outras obras do informativo eletrônico Philó online

as da Literatura Filosófica e Pedagógica,

leituras e resenhas feitas (um encontro a se estabelecer no dia-a-dia).

ra 2006

iscussão on-line. ítios a sistemática)

Assessoria Filosófico-pedagógico

Projeto

APROVEITE E USUFRUA DESTE BENEFÍCIO

ESTAMOS COM VOCÊ, PROFESSOR DE FILOSOFIA

Nossa área de Assessoria Filosóficopedagógica dá as boas-vindas a todos os professores(as) e convida para usarem esse serviço (Roteiros Pedagógicos, Planos de Aula que deram Certo, Artigos, Contatos etc.) disponibilizado em nosso portal. Esta sessão é dedicada a você que trabalha com o material da Editora Sophos, um espaço constantemente atualizado, onde disponibilizamos todo um material de apoio aos conteúdos encontrados nos livros de todas as obras e coleções da Editora Sophos. De forma simples e intuitiva, facilitando a associação com os livros adotados e através de arquivos de formato padrão e já amplamente utilizados (“.doc”), colocamos gratuitamente a sua disposição, os arquivos com a abordagem, atividades e sugestões propostas. Então não fique de fora e utilize essa assessoria, estamos aguardando você. Ampliando Relacionamentos

PARTICIPE PARA AMPLIAR SUA REDE DE CONTATOS O www.portaldafilosofia.com.br continua registrando sua pesquisa, a respeito de aumentarmos o relacionamento entre os Amigos da Filosofia. Logo que você acessa o sítio, clique no banner da pesquisa e preencha o cadastro, respondendo também a algumas perguntas estratégicas, no ponto-de-vista da melhoria deste nosso dia-a-dia. Troféu Amigos da Filosofia

FASE DE CONSULTA POPULAR As indicações estão abertas para o Troféu Amigos da Filosofia 2006. Segue o mesmo formato do ano passado, onde você deve acessar o www.portaldafilosofia.com.br e indicar 5 professores(as) e mais 5 instituições, para concorrer a essa premiação concedida pelo Centro de Filosofia Educação Para o Pensar.

Este projeto tem por objetivo a oportunidade para que educadores das escolas públicas do Sul do Brasil tenham acesso aos conteúdos e ao Programa filosófico-pedagógico do Centro, bem como o aluno disponibilize de livros da Coleção Filosofia o Início de uma Mudança, isto para que todos venham participar efetivamente de nossa história e luta por um ensino filosófico em todos os segmentos. A essência deste projeto é que você professor de Filosofia possa contar com nosso material e nosso suporte institucional para trabalhar bem e mais a reflexão filosófica em sua sala de aula. Já estamos trabalhando com 10 escolas e há possibilidade da participação de mais algumas. Núcleos

REUNIÕES MENSAIS A partir de agora, todo fim de mês acontecerão reuniões dos núcleos e serão realizadas por região. Em março, Norte/Nordeste são os pontos escolhidos; abril é no Centro-Oeste; maio Sudeste e junho Sul. Preparem-se para grandes reflexões e sugestões para que a cada dia melhoremos nossos serviços em direção da Educação Emancipatória para todos.

CONGRESSO REGIONAL SANTA CATARINA/2006 O mês de julho fica reservado para o encontro de todos os Núcleos da região Sul, em Florianópolis, durante os dias 18, 19, 20 e 21.

7


www.portaldafilosofia.com.br

Filosofia na Educação Infantil

CONVERSANDO COM O EDUCADOR INFANTIL “Para estudar o pensamento das crianças, para que sejam elas mesmas as verdadeiras protagonistas da aprendizagem é indispensável registrar as conversas, relê-las, compreender seus diferentes pontos-de-vista e as estratégias que revelam.” (Zabalza, 1998, p.136) Isso significa que é preciso construir com elas atitudes que ensinem um pensar crítico sobre o “estar aí” no mundo onde se situam, desde a mais tenra idade, desenvolvendo, assim, o “Ser Cidadão”. Para tal, torna-se necessário oferecer oportunidades que favoreçam a pesquisa, a busca, o interesse, a curiosidade natural que é inata na criança, tendo presente o que recomenda a Lei LDB nº. 9.394/96 em seu 6º. Capítulo, sobre a Educa-

ção Infantil (art.29): “a educação infantil tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até os 6 anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade”. Significa que a escola precisa trabalhar ativamente sobre esses aspectos que são determinantes na vida do ser humano. No aspecto intelectual, está implícito um trabalho filosófico bemestruturado, que esteja próximo do mundo concreto, da vida de cada uma destas crianças (...). (Continua no Material do Professor: O Meu Quintal – VALENTIM, Neuza T.P. e WONSOVICZ, Silvio. Ed. Sophos,2001)

EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA Nosso Lar Genius/RJ

O livro conta a história do galo Fi e da coruja Filó que conversam, trocam idéias, vivenciam experiências, questionam, levantam hipóteses, enfim, buscam várias atitudes reflexivas, construindo, em cada episódio, reflexões críticas diante dos fatos da vida. Vários assuntos foram abordados. Entre eles, as perguntas: Por que eu existo? Como eu nasci? Por que as pessoas não são iguais? etc.. Diante dessas reflexões, foram feitas várias atividades como dividir as turmas em grupos e confeccionar seu próprio quintal. Plantaram feijãozinho, deram nome a ele, além de ter certidão de nascimento. Os pais também participaram das atividades, pois ajudaram a completar as frases relacionadas ao nascimento de seus filhos. “Foi uma grande experiência trabalhar com os livros filosóficos com as turmas, pois foram trabalhados diversos assuntos, onde os alunos

tiveram a oportunidade de analisar os fatos, criticando-os de acordo com seu ponto-de-vista, a cerca de certas questões, através de sua lógica. Enfatizando que devemos ter capacidade de conviver, principalmente com situações em que as diferenças afloram e precisam ser respeitadas. Foi um trabalho coletivo, levando as turmas a terem uma postura de interatividade em sala de aula. O resultado dessa participação levou a apresentação de pesquisas, de trabalhos e de debates. Dentro desse processo de investigação e questionamentos, os alunos foram capazes de exporem suas idéias, tendo liberdade de expressão para sua formação do espírito crítico e sua auto-estima positiva, tendo também a autonomia para pensar”. Zaldinar Mourão

1ª fase: escolha dos materiais, água, algodão, feijão e copo descartável.

2ª fase: colocar os feijões e o algodão no copo descartável

8

3ª fase: colocar água no copo descartável

4ª fase: feijões nasceram e tiveram nomes e certidões de nascimento

ACOSTUMAR-SE Atenção Professores! Na cena 12, do livro O Meu quintal, temos a expressão “que dia feio”, quando o dia está chuvoso no quintal. Para muitas pessoas essa expressão é dita sem pensar, ou mesmo tendo por base um outro padrão: “dia de sol é bonito, eu gosto”; quando “chove é feio, eu não gosto”. Algumas expressões ou mesmo valores vêm de uma convenção social. Outros ganham uma universalização. Aqui, nosso interesse filosófico e pedagógico é despertar nas crianças o espírito investigativo e questionador sobre essas idéias. Partindo da generalização “que dia feio” e no mesmo texto, contemplando sua crítica e também outra forma de pensar sobre um dia de chuva, queremos que as crianças pensem nas convenções e saibam o porquê delas. Que elas pensem sobre o “acostumar-se” ou, como a Fi diz, “vocês se habituaram e nem pensam para ver se é feio”. Mostra-se aqui a questão do perspectivismo, maneiras diferentes de entender as coisas e o mundo. Queremos que as crianças tenham esse interesse de questionar seus ideais e expressões que têm e também aquelas que todos dizem, tendo presente que é um começo e que essa atitude é a que buscamos em todo processo de aprendizagem (sugestão de atividade).

VAMOS BRINCAR? Acostumando-se com as coisas Objetivo: Percepção visual, capacidade associativa, observação, diversão. Desenvolvimento: Os alunos se dividem em duplas. Uma dupla (A) escolhe um objeto da sala dizendo “Vejo algo... e é da cor laranja”. A dupla (B) deve adivinhar o objeto. Outras indicações podem ser dadas acerca do lugar, forma ou uso, sem ser muito preciso. Depois se invertem os papéis. Variação: Joga-se em grupo. Uma pessoa escolhe algo que os outros devem adivinhar. Marcação de pontos, cronometragem para a atividade...


Filosofia no Ensino Fundamental

www.portaldafilosofia.com.br

TRABALHAR FILOSOFIA COM CRIANÇAS?

PARTILHAR E COMPARTILHAR

O objetivo do trabalho de Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens é transformar a sala de aula em uma Comunidade de Aprendizagem Investigativa, a partir do trabalho de investigação em grupo, passando pelo conhecimento das potencialidades individuais. Nessa perspectiva, o papel do professor passa a ser o de coordenador das discussões e incentivador das investigações e das descobertas feitas pelos alunos, que são colocadas em comum, para serem discutidas. É papel do professor cuidar para que os saberes da tradição e da história do pensamento sejam considerados. Esta postura quer indicar o compromisso da instituição escolar e do professor em garantir o acesso aos saberes elaborados socialmente e até questioná-los. Além disso, os conhecimentos instituídos servem de instrumentos para o desenvolvimento, para a socialização e para o uso da cidadania democrática. Por isso mesmo, estes conteúdos escolares precisam estar em sintonia com as questões sociais de cada momento histórico. A Comunidade de Aprendizagem Investigativa quer abrir um espaço de informação e ao mesmo tempo, de formação. Ambos ocorrem quando se traduz o fundamento epistemológico com base sócio-construtivista para a sala de aula. Por isso, é fundamental que a participação dos alunos se traduza em condições e atividades que permitam construir constantemente seu próprio conhecimento, num processo de diálogo constante com os outros participantes da comunidade.

No início da cena 1.4, temos o chefe da tribo falando ao seu filho, “Meu filho, de acordo com as nossas leis, aquele cuja flecha for despedaçada, dever repartir as honras com seu rival... ou lutar com ele. Cabe a ti decidir; lutarás?” A ênfase que queremos atribuir a esta Idéia Relevante tem a ver com a que já foi trabalhada na novela “O Menino e a caboré” (Idéia Relevante nº. 16). Porém, queremos que agora os alunos possam perceber que a partilha não é só de bens materiais. Ao trabalharmos esse destaque com os alunos, estamos querendo reforçar a idéia de que, na sala de aula, todos são responsáveis pelo saber. Sendo assim, a participação de cada um é condição de crescimento geral. A Comunidade de Aprendizagem Investigativa acontece, quando todos estão dispostos e quando todos se importam com todos. Neste aspecto vale ressaltar aos professores que algumas técnicas de diálogo, de participação, são de grande ajuda, para podermos envolver a todos na participação, que é investigar, discutir, expor suas idéias, reconsiderar suas opiniões, buscar aprofundamentos, participar da construção dos saberes.

Sugestão de atividade para o livro O menino e a caboré (material do professor)

HISTÓRIA DE AMOR (Lenda) Era uma vez uma ilha, onde moravam os seguintes sentimentos: a alegria, a tristeza, a vaidade, a sabedoria, o amor entre outros. Um dia avisaram aos moradores desta ilha que ela ia ser inundada. Apavorado, o amor cuidou para que todos os sentimentos se salvassem. Ele então falou: - Fujam todos, a ilha vai ser inundada. Todos correram e pegaram seu barquinho, para irem a um morro bem alto. Só o amor não se apressou, pois queria ficar um pouco mais com sua ilha. Quando já estava se afogando, correu para pedir ajuda. Estava passando a Riqueza e ele disse: - Riqueza, leve-me com você. - Ela respondeu: Não posso, meu barco está cheio de ouro e prata e você não vai caber. Passou então a vaidade ele pediu: - Ih! Vaidade leva-me com você... Não posso, você vai sujar meu barco. Logo atrás vinha tristeza. - Tristeza, posso ir com você? Ah! Amor, estou tão triste que prefiro ir sozinha. Passou a alegria, mas estava tão alegre que nem ouviu o amor chamar por ela. Já desesperado, achando que ia ficar só, o Amor começou a chorar. Então passou um barquinho, onde estava um velhinho e ele então falou: Sobe, Amor que eu te levo. O amor ficou radiante de felicidade que até esqueceu de perguntar o nome do velhinho. Chegando no morro alto onde estavam todos os sentimentos, ele perguntou a Sabedoria: - Sabedoria, quem era o velhinho que me trouxe aqui? Ela respondeu: - O Tempo. - O Tempo? Mas, por que só o tempo me trouxe aqui? - Porque só o tempo é capaz de ajudar a entender um grande amor. (Autor desconhecido) Colaboração – Colégio SuperAtivo – Joaçaba / SC

EXERCITANDO A MENTE JUSTO OU INJUSTO PARTICIPAR? A situação é a seguinte: alguém organizou uma brincadeira na hora do intervalo das aulas. A brincadeira era coletiva e todos teriam que se esforçar para dar certo. Porém, um amigo do grupo não queria que uma menina participasse da brincadeira. Muitas acharam injusto, mas ninguém fez nada. Diante desta situação, marque o que você faz quando acontece alguma injustiça com outra pessoa. Após, todos irão dar suas respostas, justificando a escolha. ( ) Sente muito, mas não reage, pois não quer se comprometer. ( ) Reclama e não se conforma. ( ) Finge que não vê ou não entendeu o que está acontecendo. ( ) Não se importa porque não é da sua conta. ( ) Organiza mais colegas e busca um protesto com mais força.

EXERCITANDO A MENTE A FIGURA DOS TRÊS MACAQUINHOS Você já viu a representação abaixo. Agora, você deverá fazer uma relação entre a idéia participar e o que representa a gravura dos macaquinhos. Escreva as relações que você poderá descobrir e elabore uma conclusão sobre o que é participar hoje.

Sugestão de atividade para o livro Irmãos de Sangue (pág. 52 e 53)

9


Filosofia no Ensino Fundamental

Discussão filosófica

ALUNOS PREOCUPADOS COM A REALIDADE SOCIAL DO PAÍS É preciso ampliar essa discussão, em todos os níveis e setores da sociedade brasileira, para que a população pare de ser cúmplice da derrocada existencial que aflige a nação • Por que vivemos da maneira que vivemos? • Por que muitas vezes escolhemos o que é melhor? Porque não temos noção. E por não termos noção vamos vivendo sem opção? • Por escolhas? • Por que precisamos viver em sociedade e obedecer a determinadas regras? • Mais o que são regras? • Elas são iguais para todos? • O que é viver? • O que é viver de qualquer maneira?

www.portaldafilosofia.com.br

O QUE ME DEIXA INTRIGADO? Por que o céu é azul? Se o universo é tão grande deverá existir vida somente na Terra? Por quê...? Por quê...? Por quê....? Conhecer o Universo, continua sendo o anseio da humanidade. As primeiras civilizações explicavam os fenômenos celestes, baseando-se apenas na observação e na intuição. Com o desenvolvimento das outras ciências e dos cálculos matemáticos, os conhecimentos progrediram, mas continuamos intrigados com os mistérios do Universo. Os alunos da 3ª , 4ª, 5ª e 6ª Séries do Ensino Fundamental do Colégio SuperAtivo, participam deste 2004 da Olimpíada Brasileira de Astronomia – OBA e quanto mais estudam, observam, pesquisam, ficam mais fascinados e com mais interrogações. Os professores de Filosofia, Geografia, Ciências, Matemática ... utilizam-se de diferentes recursos para manter e incentivar a curiosidade e buscar maiores conhecimentos.

Através do diálogo filosófico, pensamos e ficamos com muitas dúvidas sobre a vida; sobre viver sem objetivo; fazer o que o outro faz; viver a vida do outro. Enfim, percebemos que as regras são importantes, mas muitas vezes não as cumprimos, porque o outro também não cumpre e nada acontece. Por que eu preciso cumprir regras?

APÓS O DIÁLOGO, A TURMA CONSTRUIU UM TEXTO COLETIVO: Para que regras? Para que viver? Viver é um dilema? Estamos sempre nos perguntando: Por que vivemos? O que buscamos? O que é importante? Perguntas, sem respostas. Por que precisamos viver dentro de um padrão, onde não sabe-se quem estabeleceu certas regras para serem cumpridas e obedecidas? Pensamos que as regras são importantíssimas para vivermos em sociedade. Então nos perguntamos; as regras são iguais para todos? Vivemos em um País onde todos cumprem, dentro da lei, as regras necessárias para viver honestamente? Ou manda quem tem o poder? Vivemos em uma sociedade justa ? Acreditamos que as regras são importantes para ajudar a organizar a sociedade, mas elas precisam ser mais rígidas, pois estamos vivendo com muito medo; medo da violência, medo de acreditar nas pessoas;.e com isso nos isolamos cada vez mais. Pensamos que isso é reflexo de um mundo onde as regras são violadas, vendidas e compradas por aqueles que tem o poder? Perguntas, muitas perguntas e também muitas dúvidas. Mas ainda acreditamos que viver eticamente pode ser a solução e se cada um fizer a sua parte, teremos uma sociedade mais justa. Mas mesmo assim perguntamos para você. De quem é a culpa? Minha ou sua? Existem culpados?

Identificando as estrelas

Observando a lua através do telescópio

“Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos, para mudar o que somos”. Eduardo Galeano

Livro: Aprendendo a viver juntos Texto coletivo Turma: 802 – 8ª série Idéia trabalhada: regras e normas, costumes hábitos. (falso sobre ética) Estratégia: Em círculo, escolhemos apenas uma idéia para ser discutida, pensada e construída: Professora: Marcia Senna Colégio Curso Equipe Grau - Unidade de Nilópolis/RJ

10

A lua fotografada através do telescópio Alunos, pais e professores no Observatório Astronômico na cidade de Videira/SC


www.portaldafilosofia.com.br

PROJETO P.E.A.PAZ

PROJETO PENSANDO E AGINDO PELA PAZ

O

Projeto Pensando e Agindo pela Paz quer colaborar para que seus participantes, desde crianças, tornem-se, pouco a pouco, cidadãos plenos, conscientes, esclarecidos, criativos, críticos, participativos, capazes de realizar ações em equipe, solidários, autônomos e, sobretudo, éticos. Tem como um de seus pressupostos valorizar o contexto e a realidade de cada comunidade escolar, sugerindo e incentivando o desenvolvimento de projetos filosófico-pedagógicos que promovam a cultura da paz.

NO ANO EM QUE A PAZ INVADIU OS CORAÇÕES A paz invadindo meu coração De repente me encheu de paz... Diretores, equipe pedagógica, todos os funcionários reunindo-se, planejando e, acima de tudo estruturando este novo ano em que a paz invadiu os corações. O cuidado com a metodologia e com a técnica esteve sempre presente, afinal, são ferramentas necessárias à escola, uma instituição que tem como objetivo educar. No entanto, a consciência que o amor é a grande força impulsionou e orientou todos os passos que antecederam a chegada dos alunos. Como se o vento de um tufão Arrancasse meus pés do chão Onde um dia não me enterro mais... Arrebatados por essa paz que sempre esteve em cada um, por vezes adormecida, conseguimos enxergar com clareza o quanto precisamos estar atentos aos nossos desejos, nossos apegos, nossas emoções. O auto-conhecimento é um ato de rebeldia, de ir além. É preciso cuidar de si mesmo, amar a si mesmo, para poder cuidar do outro. Como queremos que exista paz no mundo? Começamos pela parte do Universo que nos foi confiada: nosso corpo, nossos pensamentos e nossas emoções. Aprendemos a relaxar, silenciar nossa mente, ter tempo para fazer nada sem culpa, diferenciar inquietação de ação. A paz fez o mar da revolução Invadir meu destino, a paz.... Plenamente atentos ao momento presente, desapegados do antigo paradigma que fragmentou o conhecimento e dividiu o homem em corpo, emoção, razão e intuição. Recupera-

mos a unidade perdida, integrando os vários saberes que a humanidade desenvolveu em sua história, tornamo-nos libertos para raciocinar com o coração e sentir com o cérebro. No ano em que a paz invadiu os corações, o cultivo da alegria, do amor verdadeiro, da compaixão e da equanimidade passou de transversal à tema essencial no currículo escolar. Unindo esforços em benefício da harmonia e do bem comum, a mídia anunciava a volta às aulas destacando a verdade, a beleza e o amor como valores indissociáveis que se reforçam mutuamente:

“A verdade só, é fria e pode ferir, a beleza isolada pode se tomar a serviço do egoísmo, o amor sem sabedoria pode levar a ações inconseqüentes.”

Da paz individual e da paz com os outros brotaram idéias que, com certeza, com a chegada dos alunos serão multiplicadas e transformadas em ações em prol da paz ambiental. Cultivando a harmonia com a matéria, lidando com a terra sem poluí-la, com a água viva e saudável, com o fogo sem ele nos destruir, com o ar indispensável à vida, educadores e educandos construirão uma rede de respeito à vida em todas as suas formas, inclusive a vida humana. No ano em que a paz invadiu os corações. Utopia? Poesia? Filosofia?...

“Se a Paz é Movimento, qual é o seu Movimento pela Paz?”

Prof.ª Sandra Magalhães Albertino Londrina/PR

A MENTIRA DESCOBERTA O Dr. Arun Gandhi, neto de Mahatma Gandhi e fundador do Instituto M.K. Gandhi para a Vida Sem Violência, em uma palestra, compartilhou a seguinte história, como exemplo da vida sem violência exemplificada por seus pais: “Eu tinha 16 anos e estava vivendo com meus pais no instituto que meu avô havia fundado, a 18 milhas da cidade de Durban, na África do Sul, em meio a plantações de cana- de-açúcar”. Estávamos bem no interior do país e não tínhamos vizinhos. Assim, sempre nos entusiasmava, às duas irmãs e a mim, poder ir à cidade visitar amigos ou ir ao cinema. Certo dia, meu pai me pediu que o levasse à cidade para assistir a uma conferência que duraria o dia inteiro, e eu me apressei de imediato diante da oportunidade. Como iria à cidade, minha mãe deu-me uma lista de coisas do supermercado, as quais necessitava, e como iria passar todo o dia na cidade, meu pai me pediu que me encarregasse de algumas tarefas pendentes, como levar o carro à oficina. Quando me despedi de meu pai, ele me disse: ‘Nós nos veremos neste local às 5 horas da tarde e retornaremos à casa juntos.’ Após, muito rapidamente completar todas as tarefas, fui ao cinema mais próximo. Estava tão concentrado no filme, um filme duplo de John Wayne, que me esqueci do tempo. Eram 05:30 horas da tarde, quando me lembrei. Corri à oficina, peguei o carro e corri até onde meu pai estava me esperando. Já eram quase 6 horas da tarde. Ele me perguntou com ansiedade: ‘Por que chegaste tarde?’ Eu me sentia mal com o fato e não lhe podia dizer que estava assistindo um filme de John Wayne. Então, eu lhe disse que o carro não estava pronto e que tive que esperar... isto eu disse sem saber que meu pai já havia ligado para a oficina. Quando ele se deu conta de que eu havia mentido, disse-me: ‘Algo não anda bem, na maneira pela qual te tenho educado, que não te tem proporcionado confiança em dizer-me a verdade. Vou refletir sobre o que fiz de errado contigo. Vou caminhar as 18 milhas à casa e pensar sobre isto.’ Assim, vestido com seu traje e seus sapatos elegantes, começou a caminhar até a casa, por caminhos que nem estavam asfaltados nem iluminados. Não podia deixá-lo só. Assim, dirigi por 5 horas e meia atrás dele... vendo meu pai sofrer a agonia de uma mentira estúpida que eu havia dito. Decidi, desde aquele momento, que nunca mais iria mentir. Muitas vezes, me recordo desse episódio e penso: se ele me tivesse castigado do modo que castigamos nossos filhos, teria eu aprendido a lição? Não acredito... Se tivesse sofrido o castigo, continuaria fazendo o mesmo... Mas, tal ação de não-violência foi tão forte que a tenho impressa na memória como se fosse ontem. Este é o poder da vida sem violência.”

11


“Contribuir para que a Educação seja um caminho emancipatório, levando a uma Educação para o Pensar, para que desta forma professores, alunos e pais pensem por si mesmos, pensem sobre o outro e o mundo em que vivem. Por isso, produzimos livros de qualidade que desenvolvam o raciocínio crítico, criativo e criterioso em todos os segmentos do processo educativo.” Essa é nossa missão!

INDICAÇÕES:

CANTAR É FILOSOFAR

catarse das emoções e construção de um caráter ético forte, no dizer de Aristóteles. Vamos cantar e refletir, pois CANTAR É FILOSOFAR.

COM A PALAVRA, OS PROFESSORES:

E

ste livro quer, por meio da música (ritmo/letra/conteúdo/reflexão) chamar todos para a reflexão e a investigação filosóficas prazerosas, contagiantes. Para isso, cada aluno, sua turma e toda escola, aprenderão a cantar as músicas. Terão momentos para realizar as Atividades Reflexivas de cada música, aprofundando as idéias pela pesquisa, discussão e pelos entendimentos dos assuntos tratados nas letras. Os ritmos das canções filosóficas têm por finalidade despertar para o bom gosto musical. Por isso, no CD que acompanha o livro, é possível cantar os ritmos: samba, rap, marcha, xote, balada, pop, funk, guarânia, pop rock, bolero, forró, reggae... Assim, trabalhar este livro nas aulas de Filosofia, como material didático, pode ser uma excelente forma de desenvolver um

“O livro é super-interessante, pois é uma forma diferente de expor a Filosofia para a nossa sociedade, com uma idéia voltada ao capitalismo e, esta forma é muito legal pois se contradiz às pessoas que falam que a Filosofia está ultrapassada”. (Prof. Rogério da Silva Barros - Monte Alegre de Minas/MG)

gosto pela música e o pensar de qualidade. Fazer com que os alunos trabalhem, reflitam com os ritmos e melodias, pois, elas devem servir como

“Apesar de não ter lido o livro, apenas comentários, percebi ser interessante, pois não havia visto ainda um livro nessa perspectiva”. (Prof. Eraldo Arapiraca/Alagoas)

AGUARDEM NOVO LANÇAMENTO PARA ABRIL FILO FILÓSOFOS – Amigo dos Amigos da Sabedoria

• Livro Ilustrado e Interativo para Crianças, Adolescentes e Jovens.

ENTRE EM CONTATO PELO FONE (48) 3222-8826


Corujinha_54  

Impresso Especial • Calendário de Atividades do Centro / Editora Sophos / NUFEPs para 2006 – pág. 5 • Entrevista com o Professor Dr. Silvio...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you