Page 1

Mais conteĂşdo em qualquer lugar

1


2


3


Bons Negócios! Juntos fazemos melhor!

Maio - 2012

Revista mensal sobre mercado de imóveis

Editorial

Seções Feedback

Depoimentos dos anunciantes

Investimento Imobiliário O papel do investidor

Dicas Domésticas

Móveis de madeira: cuidados com a limpeza

Sustentabilidade

O progresso sustentável e o futuro

Viver & Morar Vila Centenário

Gestão

Inovação na construção: economia, qualidade e sustentabilidade

Casa & Design A escola Bauhaus

6 9 11 12 14 18 23 28 34 36 38 40 44 46

C

Contos, crônicas & causos

hegamos à 8ª edição e, com muito respeito e orgulho, podemos dizer que evoluímos muito até então. Adquirimos conhecimento, construímos novos relacionamentos comerciais e pessoais.

Noivamente

A cada dia trocamos experiências e aprendemos com nossos anunciantes, parceiros e leitores. Acredito que esse seja o ponto chave da nossa trajetória de vida. A existência perde o sentido se não conseguimos absorver o melhor dos momentos que vivenciamos, sejam eles bons ou difíceis.

Prevenção Casa + segura

Decoração

Preparamos para você uma edição mais versátil, com novo conteúdo e uma apresentação mais criativa. No entanto, o foco continua sendo o mesmo: oferecer informações atuais e variadas que ajudarão você, nosso leitor, a comprar, vender, investir, fazer parcerias ou bons negócios. Por meio da I & C, você poderá adquirir produtos e serviços de empresas idôneas, que prestam um suporte adequado e que estão preocupadas em conquistar e manter os seus clientes.

Corredores charmosos

Entrevista

Evandro Luis Locateli

Informe Social

As matérias desta edição são diversificadas, abordando assuntos como construção, decoração, investimento imobiliário, empreendedorismo e sustentabilidade. Temos também uma crônica, para sua reflexão, e a seção especial ‘De mãe para mãe’.

Informe Publicitário 21 eco dicas ECOLMEIA

Também vale lembrar que estamos em contagem regressiva para a ExpoNegócios.

Especial

Espero que usufrua desta edição, aprecie tudo o que preparamos para você, e tenha a certeza de que a próxima revista estará ainda melhor!

Programas sociais que fazem diferença e transformam vidas

De mãe para mãe

28

Edgar Ueda - Diretor Geral edgar@portalimoveisecia.com 44

38 Expediente Diretor Geral

Publicidade e Marketing

Executivos de Venda

Marketing - Planejamento - Estratégia Edgar Ueda edgar@portalimoveisecia.com

Edgar Ueda edgar@portalimoveisecia.com

Cláudio Cruz claudio@portalimoveisecia.com

Relacionamento & pós-venda

Esther Karina esther@portalimoveisecia.com

Jornalismo

Fátima Fernandes - MTb 57176/SP jornalismo@portalimoveisecia.com

Consuelita Faria consuelita@portalimoveisecia.com

Assessoria Jurídica

Edição e Revisão

Dra. Fátima da Silva Barros OAB/SP 275.253 fatimasbarros@yahoo.com.br

Design e Diagramação Mondeluz - Design & Performance

Gestão Financeira

Mariângela Silva de Almeida MTb 15615/SP

Michele Goto

Colaboradores nesta edição Márcio Borba Nilse Bernal - MTb 66145/SP

Diego Machado diego@portalimoveisecia.com

4

Anuncie: 11- 4594-3057 E-mail: info@portalimoveisecia.com

ASPR Auditoria

Rua Doutor Jorge Tibiriça, 55 1º andar - Salas 29/30 Centro - Itatiba - SP

www.aspr.com.br

Distribuição Gratuíta:

Auditoria

Tiragem

10.000 exemplares

Direção de Arte

Grupo Ueda & Goto Revista Imóveis & Cia

Periodicidade Mensal

Impressão Silvamarts

Itatiba, Louveira, Morungaba.

Locais:

Condomínios, Comércios, Panfletagem e Mala direta.


5


V

ocê tem sugestões? Críticas? Quer nos contar o que acha da revista Imóveis & Cia? Então, este é o seu espaço, parceiro e anunciante. Nosso objetivo, a cada edição, é fazer uma revista que tenha tudo a ver com você, com o seu negócio. Aproveitamos, também, para agradecer os elogios e as ideais que chegam à redação. É nessa troca de experiências que, juntos, vamos traçar um novo cenário, repleto de bons produtos e ótimos serviços.

O sucesso que se vê a cada edição

6

staria de ra e amiga go “Como parcei revista da equipe da parabenizar to abalho tr e pelo excelent cesso Imóveis & Cia su to ui m e desejar desenvolvido ue ntin mos ória. Que co em sua trajet merece , pois Itatiba talensempre juntos , os st ne assim: ho profissionais vencer! uita garra para tosos e com m a todos!” Grande abraço n co is Lidia Franc a, SP xclusiva - Itatib E ta vis re da Dieretora

“A equipe da Piu Arquitetura e Construção gostaria de parabenizar a revista I&C pelo profissionalismo e dedicação aos leitores e anunciantes. Nossa parceria vem trazendo resultados positivos com a divulgação dos nossos projetos nas edições, principalmente por ser voltada ao setor imobiliário. Continuem a desenvolver este excelente trabalho.” José Carlos Vaz Pinto Arquiteto e proprietário da

Piu Arquitetura e Constr ução, Itatiba, SP

iano, Detalhe Ital eis “Nós, da óv Im a revista ter agradecemos r po pe ui da a eq & Cia e to o çã e sultado, aten nos dado re a I&C m parceria co cordialidade. A rtante po im ia riênc foi uma expe óveis. m ão de nossos para a divulgaç Obrigado.” Malta Luiz Fernando ja de móveis lo da Proprietário , Itatiba, SP Detalhe Italiano


7


8


Noivamente

Contos, crônicas & causos: para ler, relaxar e curtir...

N

o mês de maio ela tirava o vestido da caixa. Antiga ela. Queria casar no mês de maio. Mas nunca aconteceu nada, nem antes, nem depois. Até que um dia, solitária, resolveu picar o vestido e fazer dele pedaços. Entremeou-os com outras sedas, de cores fortes, como a vida teimava em não lhe ser. Fez dali uma colcha, que ficou pronta na Primavera, quando ela a expôs na sua cama sempre vazia e empoeirada dela mesma.

Saiu para caminhar na praça, porque só isso a fazia sentir-se no mundo. O céu fechou-se de repente e ela ficou ilhada, no coreto, esperando a tempestade passar. O sol brilhou tímido por trás da torre da igreja, matriz onde ela tanto sonhava pisar, vestida no que agora virou uma colcha, mulher retalho. Voltou para casa, encharcada pela chuva, que adentrara pelas janelas raramente abertas. Chegou ao quarto e levou um susto suspirado. A colcha tinha virado um jardim de flores, de hastes longas e fortes. Um beija-flor sugava o néctar de uma delas. Era

azul a flor, era verde o que a beijava. A mulher retalho percebeu que desabrochava e que o tempo havia parado ali para que a vida tomasse novo rumo e se ‘reengatasse’. Sentindo-se outra, mais relva do que crepúsculo, tirou a roupa e vestiu-se na colcha, saindo pelas ruas que cheiravam dama-da-noite. Agora ela sabia: era chegada a hora de encontrar seu jardineiro. Mariângela de Almeida - Jornalista, editora e redatora.

*Esta crônica foi premiada com o 2º lugar no X Concurso Literário JI/AEPTI de 2010

9


Praรงa da Bandeira, 127 - Centro - Itatiba/SP

(11) 4524-7700 | (11) 4538-0443

10


Investimento Imobiliário

O papel do investidor

O

primeiro dilema de qualquer investidor é justamente escolher no que investir, saber o que o motiva e se questionar qual e em quanto tempo será o retorno desse investimento. Outra questão é preocupar-se com a segurança que o negócio oferece e o percentual de lucro, dentre outros aspectos que necessitam de análise e pesquisa. No caso do mercado imobiliário, historicamente foi e é uma excelente opção. Comprar terrenos, casas, barracões, galpões e, em pouco tempo, ter uma valorização satisfatória, com lucros surpreendentes, é o que se espera desse tipo de investimento. Em nosso cenário atual, essa valorização emerge de uma forma positivamente agressiva e contínua. A lei da “oferta e procura” se faz valer, porém, com alguns complementos que impulsionam sua maximização de valorização, como os aspectos estratégico, geográfico, logístico e marketing que tornam qualquer projeto, a priori normal, em um surpreendente e lucrativo negócio imobiliário. As opções evoluíram: além de terrenos, casas, barracões e galpões, temos empreendimentos imobiliários residenciais e industriais, ou seja, incorporações de pequeno a grande porte em áreas geograficamente bem localizadas, nas quais as incorporadoras constroem torres residenciais, lofts (parecidos com o modelo flat) e, também, loteamentos. A partir disso, podemos definir melhor o papel atual do investidor em um negócio imobiliário, com o pressuposto de que a finalidade, além de obter ganhos financeiros, é potencializar e maximizar o que já existe em percentuais de lucro, o que uma negociação tradicional jamais ofereceria. Para exemplificar, citamos o papel do proprietário que faz uma parceria com a incorporadora, que tem o objetivo de transformar, edificar e valorizar a área. O empreendimento pode estar voltado tanto para o segmento residencial como empresarial. Em alguns casos, os valores

de mercado praticados em uma compra à vista podem, com a incorporadora, ultrapassar mais que o dobro do valor do imóvel ou, em outros casos, atingir o valor desejado pelo proprietário que dificilmente seria pago em uma venda à vista, sem a parceria. Nesse caso, o papel do investidor proprietário é também acompanhar a viabilidade do projeto e sua respectiva execução. Sempre há uma instituição financeira que dá suporte e segurança ao investimento, como a CEF (Caixa Econômica Federal) nos casos de MCMV (Minha Casa Minha Vida), garantindo à incorporadora a parte operacional, financeira e estratégica. Para definirmos o papel da incorporadora podemos dizer que é a empresa que articula o negócio imobiliário. Ela identifica as oportunidades, faz estudos de viabilidade, formata o produto a ser desenvolvido em determinada área. Além desses atributos, a incorporadora conta com outras empresas que fornecem pesquisas de mercado, marketing, publicidade e propaganda, dentre outras consultorias. A incorporadora é quem suporta e corre todos os riscos pertinentes a esse tipo de investimento. Outro exemplo refere-se ao investidor comprador que, em algumas transações imobiliárias, tem o papel fundamental de realizar a aquisição do imóvel para, desse modo, viabilizar a execução do projeto, concretizando a realização do empreendimento. O comprador participa, acompanha e “fiscaliza” todas as etapas da execução e intermediação do empreendimento. Para elucidar a situação, podemos classificar o investidor como a chave de ignição do motor, que coloca o projeto em funcionamento. A imobiliária, junto aos seus executivos de vendas, possui e detém expertise e know how em negócios imobiliários para direcionar o investidor e comprador a realizarem o melhor investimento dentro do contexto da demanda e oferta, objetivando a liquidez e a lucratividade do negócio.

Marcio Borba - Psicólogo e Executivo de Vendas da Issho Imóveis

11


Prevenção Casa + Segura

O

Informa:

s conceitos emitidos nos artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a opinião da revista Imóveis & Cia. O conteúdo dos anúncios aqui publicados são de total responsabilidade dos anunciantes. É proibida a reprodução de textos, fotos e ilustrações sem a prévia autorização desta revista.

Errata:

Na edição de abril/12, citamos na matéria “Cidade de Itatiba”, que a empresa EMS participa do pólo industrial da cidade, porém essa informação não confere, ou seja, esta empresa não possui filial em Itatiba.

“O

seguro morreu de velho”, “Melhor prevenir do que remediar”, “Com segurança não se brinca”... Por acreditar em tudo isso, a revista Imóveis & Cia dá continuidade à publicação de informações retiradas da cartilha Casa + Segura, produzida pela Associação Médica Brasileira (AMB). Na edição passada, falamos da prevenção de acidentes na lavanderia. Nesta edição, selecionamos 18 orientações gerais que, com certeza, vão ajudar você e sua família a manterem a saúde e a segurança em dia. 1. Proteger janelas com grades ou telas apropriadas. 2. Trocar vidros quebrados ou rachados – sempre! 3. Ter cuidado com piso molhado, escorregadio, quebrado ou solto – e consertá-lo quando estiver inadequado. 4. Usar tapetes antiderrapantes ou fixados no chão, sem bordas viradas. 5. Proteger todas as tomadas elétricas. 6. Avaliar os revestimentos dos fios elétricos. Estão rachados ou descascados? Hora de arrumá-los! 7. Utilizar os fios dos aparelhos eletroeletrônicos com dimensões apenas suficientes para alcançarem as tomadas, mantendo difícil acesso – nada daqueles emaranhados sem fim... 8. Evitar o uso de extensões e

benjamins, não ligando dois ou mais aparelhos numa mesma tomada. 9. Proteger os acessos à escada e à cozinha com portões, sempre que possível. 10. Garantir que as escadas possuam corrimão, sejam bem niveladas (sem vãos), com piso antiderrapante e uma boa iluminação. Se possível, destacar as bordas dos degraus com fitas ou cor diferente. 11. Instalar a chave elétrica geral em local de difícil acesso, mas garantindo que seja facilmente manejada. 12. Guardar os sacos plásticos fora do alcance das crianças. 13. Tirar móveis (mesa, cadeira, sofá, banco) muito próximos às janelas. 14. Guardar todos os produtos tóxicos (medicamentos, produtos de limpeza, tintas) nos recipientes originais, em armários trancados. 15. Evitar manter em casa objetos com partes pequenas (menores de 2 cm de diâmetro), brinquedos, balões, sacos plásticos para eliminar o risco de sufocação. 16. Não deixar armas de fogo em casa. Caso seja extremamente necessário, guardá-las em local de difícil acesso e trancado. 17. Manter um extintor de incêndio pronto para uso e em local acessível. 18. Anotar os números dos telefones do SAMU (192), dos Bombeiros de Itatiba e região (4524-1212) e da Polícia Militar (190), deixando-os em local visível.

Fonte: Comissão de Prevenção de Acidentes Domésticos da Associação Médica Brasileira www.casamaissegura.com.br

12


13


Dicas Domésticas Móveis de madeira: cuidados com a limpeza

N

em sempre fazer uma boa limpeza em casa é tarefa agradável, muito menos simples. Alguns cuidados são essenciais para garantir a longevidade aos objetos. Um dos erros mais comuns é passar qualquer produto nos móveis. Pensando nisso, elaboramos um manual, com dicas bem práticas, para facilitar esse trabalho – e evitar prejuízos. Confira! Madeiras tratadas com óleo – para saber que madeira é essa, preste atenção no brilho, que é mais intenso. Nesse caso, basta usar uma flanela limpa para retirar o pó e, depois, um lustra-móveis. Madeira pintada – para esse tipo de madeira, não use lustra-móveis ou cera porque danifica a cor. Passe aspirador de pó com o bico de escova. Há manchas ou marcas de dedos? Então, retire-as com uma esponja úmida e um pouco de detergente. Quer dar um brilho? Tudo bem, desde que seja com cera sólida e apenas uma vez a cada ano. Madeira envernizada – essa madeira tem o acabamento em verniz, cera ou laca. Por isso, qualquer tipo de lustra-móvel é bom para mantê-la limpa. Você também pode usar cera

sólida, especialmente nos móveis mais antigos. Uma dica para móveis recém-envernizados é jogar um pouco de amido de milho na sua superfície para remover o excesso de oleosidade. Madeiras especiais – aqui estão incluídos os móveis feitos de bambu, ratã, vime e laca. A limpeza segue o mesmo padrão das madeiras pintadas: aspirador de pó com o bico de escova para remover o excesso de sujeira, passado com muito cuidado. Uma dica para enrijecer esses móveis é aplicar um pouco de água, aumentando assim a umidade das fibras. Dicas gerais – para manusear seus móveis e mantê-los vistosos e limpos, anote outras sugestões práticas: • Ao limpar seus móveis, use luvas de lã e evite as tão desagradáveis marcas dos dedos. • Não passe cera em móveis já encerados. Além do visual “oleoso” que isso causa, a aplicação pode entupir os poros da madeira, ressecando-a e tornando-a quebradiça. • Nos móveis encerados – e tão somente neles – retire as manchas de copos molhados, passando um pano com pasta de dentes nos locais marcados.

Fonte: Texto de Thamires G. Pedroso, em Faça VC Mesmo – Móveis Bürohaus www.burohaus.com.br

14


15


Comercial

Jardim da Luz - CA00080 Casa de alto padrão e excelente construção com piscina, churrasqueira, 5 quartos com armários embutidos (3 suítes), salas de jantar e estar, quarto de empregada e garagem para 2 carros. R$ 1.100.000,00

Jardim das Nações - CA00135 Aceita veículo como parte do pagamento. Cozinha ampla, sala de estar, 4 dormitórios, 2 banheiros e garagem coberta. Salão independente ao lado da garagem. Venha realizar o sonho da casa própria. R$ 138.000,00 Casa Nova

Bairro do Engenho

- CA00069

Bela casa, com 3 dormitórios sendo 1 suíte, salas de jantar e estar, jardim de inverno, despensa, lavanderia, área gourmet com churrasqueira e garagem para 3 carros. Agende uma visita! R$ 300.000,00

Requinte

Condomínio Itaembú - CH00023

Possui cozinha planejada, despensa, salas de TV, estar e jantar. Lavabos, 4 suítes com hidro sendo 1 closet, 2 banheiros sociais, piscina, vestiário, sauna, salão de jogos, churrasqueira e garagem com portão eletrônico. R$ 1.000.000,00

Industrial

Terreno Industrial - AR00008

16

Área Rodovia D. Pedro I com 26.000 m², 10.000 m² contruídos com desacelaração em frente e topografia plana. Ideal para indústria, condomínio empresarial ou transportadora de viacão. R$ 3.5000.000,00

Jardim Santa Filomena - CA00144

Imóvel novo com ótima localização. Possui 3 dormitórios sendo uma suíte, com ambientes abaixo do nível da rua, área de serviço, sala cozinha e garagem para 2 carros. Realize o sonho da casa própria. R$ 220.000,00

Casa Nova

Terra Nova - CA00138

Casa nova em um dos melhores bairros de Itatiba, terreno amplo e plano, garagens para 02 carros, 02 dormitórios sendo 1 suíte. Padrão de construção ótimo, excelente opção para morar em um imóvel novo e proporcionar conforto para você e sua família. R$ 190.800,00

Casa Nova

Jardim Santa Filomena

- CA00145

Imóvel novo com ótima localização. Possui 3 dormitórios sendo uma suíte, com ambientes abaixo do nível da rua,área de serviço, sala cozinha e garagem para 2 carros. Agende uma visita, sem compromisso! R$ 220.000,00

Investimento

Ville Chamonix - CH00006

Linda chácara com piscina, churrasqueira, amplo espaço para lazer. Localizada em condomínio fechado. Possui 5 dormitórios sendo 2 suítes, salas de jantar e estar conjugadas e lavanderia. R$ 477.000,00

Preço Baixo

Loteamento Residencial - AR00005 Área de 133.000 m², ideal para condomínios habitacionais ou loteamentos. Fácil acesso após os bairros constituídos. Excelente valor para investimento e grande oportunidade de negócio. R$ 4.500.000,00

Jardim Nice

- CA00139

Casa em excelente estado, de esquina, com duas entradas e duas casas no quintal. Possui salas, área de serviço, lavanderia, despensa, garagem para 3 carros, 5 dormitórios, dentre outros atributos. Bairro tranquilo e com ótima infraestrutura.

R$ 307.400,00

Casa Nova

Central Park II - CA00146

Casa em ótima localização, em um dos melhores bairros de Itatiba. Possui 4 dormitórios sendo 2 suítes, sala e garagem coberta para até 5 carros. Agende uma visita e confira o requinte da construção. R$ 339.200,00

Comercial

Bairro do Pinhal - CH00025

Possui 4 dormitórios sendo 2 suítes, 3 banheiros, salas de estar e jantar, lareira, adega, lavanderia, varanda, salão de jogos, churrasqueira, forno de pizza, 2 piscinas, 2 saunas, campo e garagem para 6 carros. R$ 550.000,00

Preço Baixo

Área Residencial - AR00004 Área de 68.000 m², permitido para indústrias, habitações e comércio. A 10 km do Centro de Itatiba. Disponível 80% do espaço para construção. Topografia declive suave. R$ 2.200.000,00

São Francisco - CH00026

Terreno com salão na frente, casa principal e edícula. Ambientes amplos com salas de estar e jantar, 3 dormitórios, escritório e 3 banheiros. Salão alugado para igreja. R$ 280.000,00

Industrial

Terreno Industrial - AR00003

Ideal para condomínio empresarial ou indústria. Excelente topografia sem APP, totalmente limpa, tratorável 99%. Localização privilegiada de acesso fácil as principais rodovias com 500 m de testada. 290.000 m². R$ 12.900.000,00


Casa Nova

Casa Nova

Jardim Santa Filomena

- CA00140

Sobrado em ótima localização, amplo e bem construído. Possui 3 dormitórios, salas, edícula com possibilidade para alugar e garagem para 02 carros. Aceita permuta. Agende uma visita, sem compromisso! R$ 318.000,00

Terra Nova

- CA00141

Ótima localização, casa nova, com espaço ideal para você e sua família. Possui 2 dormitórios sendo 1 suíte, sala, varanda, área de serviço e garagem para 02 carros. Realize o sonho da casa própria e venha morar em um dos melhores bairros de Itatiba. R$ 212.000,00

Comercial

Jardim Santa Filomena - CA00147

Casa ampla com 2 dormitórios, pronta para morar, localizada em excelente bairro. Ótima construção. R$ 180.000,00

Terra Nova - CA00142

Ótima localização, casa nova, com espaço ideal para você e sua família. Possui 2 dormitórios sendo 1 suíte, sala, varanda, área de serviço e garagem para 02 carros. Realize o sonho da casa própria e venha morar em um dos melhores bairros de Itatiba. R$ 212.000,00

São Francisco - CA00148

Adad Jaffet

Nova Itatiba - TE00047

Vila Mutton - TE00053

Casa com ótimo acabamento, excelente localização. Possui: cozinha, sala, 3 dormitórios sendo uma suíte, churrasqueira, garagem para 1 carro e um ponto comercial para locação. R$ 275.600,00

- CA00149

Casa ampla, bem construída e pronta para morar. Ótima localização. Possui dois dormitórios sendo uma suíte, lavanderia, banheiro social e garagem coberta para um carro. Proporcione conforto para você e sua família. R$ 250.000,00

Casa Nova

Terra Nova - CA00143

Ótima localização, casa nova, com espaço ideal para você e sua família. Possui 2 dormitórios sendo 1 suíte, sala, varanda, área de serviço e garagem para 02 carros. Realize o sonho da casa própria e venha morar em um dos melhores bairros de Itatiba. R$ 212.000,00

Oportunidade

Itatiba Country

- CA00150

Imóvel localizado em um dos melhores condomínios de Itatiba, bela casa, em fase de acabamento. Portaria 24 horas. Possui 4 dormitórios sendo 3 suítes e 1 master, salas de jantar e estar com garagem para 4 carros. R$ 430.000,00

Comercial

Vila Bela Vista - TE00019

Terreno de 560 m² no Centro. Localização ótima e de fácil acesso. Casa construída na parte da frente. Oportunidade para morar e ter o seu próprio negócio. Venha conferir e agende uma visita! R$ 190.000,00

Industrial

Área Empresarial - AR00016

Área em Itatiba, Rod. D. Pedro I, com mais de 340 m de testada, 400 m de fundo e total de 145.000 m². Excelente topografia, ideal para indústria, condomínio empresarial, inclusão no projeto PROGRIDE. R$ 11.000.000,00

Terreno amplo de 420 m². Ótima localização, em um dos melhores bairros de Itatiba. Grande oportunidade para construir a casa dos seus sonhos. R$ 135.000,00

Preço Baixo

Área Residencial - AR00001 Sequência de bairros constituídos, com toda infraestrutura, topografia aclive suave e parte baixa plana de 46.000 m². Estuda proposta de incorporação e parceria. Ótima oportunidade de negócio! R$ 2.900.000,00

Ótimo terreno 275 m²de esquina, com pouco declive, boa localização, próximo a escola e mercado. Esta é a oportunidade de adquirir seu próprio negócio. Aceita permuta por outra casa. Venha conferir! R$ 155.000,00

Industrial

Área Industrial - AR00009

Localizada em Itatiba na Rodovia D. Pedro I, com mais de 440 metros de testada, topografia plana de 90.000 m² ideal para indústria e condomínio empresarial. Inclusão no projeto PROGRIDE. R$ 2.000.000,00

Loteamento Itatiba Park - TE00043

Excelente oportunidade! Amplo terreno de 2.735 m² em localização privilegiada com vista panorâmica. Agende uma visita, sem compromisso. R$ 180.500,00

Comercial

Área Comercial / Residencial - AR00012 Área de 10.000 m² total com 90 metros de testada. Ideal para projetos residenciais ou comerciais. Aproveite esta oportunidade de negócio. R$ 1.000.000,00

17


Corredores charmosos

DECORAÇÃO 18

será palco da mostra, conta com aproximadamente 1.800 m² de área total e 800 m² de área construída dividida em 50 ambientes. Um deles é o corredor Galleria di Camere da Letto (Galeria dos Quartos), assinado por mim e pela artista plástica Karla Bratfisch, que expressa essa nova tendência de integração e decoração de corredores.

ITU CASA DECOR 2012

Quarta a sexta-feira: 14h às 22h. Sábados, domingos e feriados: 12h às 22h Praça Maranhão, nº 16, Bairro Brasil Informações: 11 2715-0045 | 11 2715-0047

Fotos: Elson Yabiku

M

uitas vezes os corredores são esquecidos e até considerados um espaço perdido. No entanto, é melhor decorá-los por último, depois de todos os ambientes da edificação, para que se tornem passagens agradáveis, proveitosas, inusitadas e cheias de charme. Mesmo estreitos, pequenos ou grandes demais, os corredores podem se tornar mais úteis e funcionais com o uso de elementos que os valorizem. Para ambientes com menos de 1,20m de largura, não são recomendáveis os mobiliários, como poltronas, porque podem obstruir a passagem, trazendo uma volumetria carregada ao corredor, tornando-o desconfortável. Nesses ambientes mais estreitos, a prioridade da decoração fica por conta da escolha do piso, da parede e do forro. No caso de espaços maiores, o uso de cadeiras ou poltronas torna o ambiente muito elegante e agradável. Mas, e os corredores mais compridos? Neles devem ser destacadas as paredes das extremidades, com a aplicação de cores, papel ou obras coloridas e mais densas, procurando combinar os tons que, quanto mais escuros, mais próximos. Corredores curtos podem ser tratados com espelhos, por exemplo, que ampliam o espaço quando colocados na altura do pé direito (piso – laje) do ambiente. A utilização de obras de arte ou fotos da família em molduras diferenciadas nunca deixará de ser tendência. Mas, uma boa sugestão é a utilização de papel de parede e prateleiras finas para apoio de objetos decorativos. Também vale usar, com moderação, uma iluminação diferenciada ou lustres mais robustos, transformando esse espaço de passagem em um ambiente que cause uma boa sensação ao atravessá-lo. Decoração não se resume a usar objetos decorativos, mas, sim, a harmonizar todo ambiente, aliando esses objetos e uma nova diagramação às estruturas existentes (piso, parede e forro). Estas e outras formas de aproximação do corredor ao restante dos cômodos podem ser vistas em uma das mais bem conceituadas mostras de arquitetura, decoração e paisagismo do Estado de São Paulo, a ITU CASA DECOR 2012®, que acontece até 17 de junho de 2012, em Itu, SP. Em um local privilegiado, a casa, que

Jessica Brandemburgo - Arquiteta urbanista e designer de interiores


19


20


21


22


Sustentabilidade O progresso sustentável e o futuro

O

s países emergentes, que compõem o BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), estão frente ao desafio da sustentabilidade, ou seja, o desenvolvimento sustentável. O desafio ao qual me refiro está associado ao triângulo da sustentabilidade, presente nos resultados do desenvolvimento econômico e no atendimento ao mercado globalizado. Assim, ser ambientalmente correto, economicamente viável e socialmente justo tornaram-se metas constantes para esses países. Nesse contexto, a gestão ambiental é uma ferramenta essencial para qualquer empresa, município ou empreendimento imobiliário que queira agregar valor aos seus produtos e garantir que as gerações futuras possam herdar um ambiente despoluído e equilibrado, capaz de saciar as necessidades das populações atuais e futuras. Um empreendimento imobiliário, residencial, empresarial ou de qualquer outro segmento com fins comerciais precisa ser planejado com essa visão sustentável já na aquisição da área onde se pretende construí-lo, assim como na implantação de sua infraestrutura. O não cuidado com esse aspecto pode, inclusive, levar à inviabilização do empreendimento. Por outro lado, se a gestão ambiental for priorizada desde o inicio do planejamento, é possível garantir a valorização do produto final acima dos valores praticados no mercado. Atualmente, e principalmente no Estado de São Paulo, o território vem sendo subdividido em bacias hidrográficas e APAs (Áreas de Proteção Ambiental), somado a uma legislação considerada avançada (Lei 6.938/81), direcionando qualquer projeto voltado ao mercado de empreendimento imobiliário à ideia do desenvolvimento sustentável e da conservação. O governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (SMA), instituiu a

resolução SMA nº 09, de 31 de Janeiro de 2008, que estabelece diretivas ambientais para classificação dos municípios, denominada Município Verde. Basicamente os municípios terão de atender a dez diretivas voltadas ao planejamento ambiental, integradas aos procedimentos habituais, para assim oferecerem o suporte adequado aos empreendedores que almejam investir em determinada cidade. Estas diretivas são: esgoto tratado, lixo mínimo, recuperação de mata ciliar, arborização urbana, educação ambiental, habitação sustentável, uso da água, poluição do ar, estrutura ambiental e conselho ambiental. Apesar de parecerem corriqueiras, somente conseguirão atender aos critérios de avaliação da SMA se forem orientadas e discriminadas em um projeto de gestão ambiental. Portanto, essa gestão não é uma tendência ou um conjunto de intenções de um órgão público ou de empresas específicas que buscam adequação isolada ou limitada aos seus interesses corporativos. Gestão ambiental é um processo que precisa ser gerenciado e financiado pelos agentes econômicos, públicos ou privados, em conformidade com as legislações gerais e específicas e baseada em padrões e normas ambientais propostos pelo Poder Executivo e aprovados pelo Legislativo, sendo responsabilidade do Judiciário a aplicação adequada das leis e a proteção dos direitos ambientais, coletivos e difusos da população. Um projeto de gestão ambiental tem o valor de uma etiqueta/selo, ou seja, quando falamos em sustentabilidade estamos nos referindo a um novo conceito que criou uma nova virtude, de algo que permanece, perdura, sobrevive no tempo e torna o que fazemos mais valioso. Ciro Antonio Dias

Consultor Ambiental

Supervisor de Meio Ambiente do Residencial Quinta da Baroneza Conselheiro das APAs Piracicaba/Juqueri-Mirim Área II, Sistema Cantareira e Represa Bairro da Usina

23


24


25


“Parabéns pela inovação do trabalho e a clareza das informações. A revista está impressionante e atende às necessidades de leitura das pessoas que lidam com negócios. Para mim é um privilégio participar do Mural.” Davi Lima, Bragança Paulista, SP

“A I&C possui conteúdo diferenciad o, direcionado para pessoas do meio emp resarial. O leitor tem acesso a um conjunt o diversificado de negócios.” Vânia Freitas, Itatiba, SP

26

“A revista Imovéis & Cia é atrativa, pois não trata apenas de propaganda, como também traz entrevistas e matérias de diversos assuntos. Veio para suprir uma necessidade de veículos voltados para empreendedorismo.” Aline Antonio, Bragança Paulista, SP

ipe da revista “Gostaria de parabenizar a equ senta produapre pre sem que Imóveis & Cia to para o mui tos de qualidade, acrescenta e de de cida na s ócio desenvolvimento dos neg os ótim com s éria mat r ece ofer Itatiba, além de conteúdos.” Juliana Moura, Itatiba, SP


27


Arquivo Pessoal

De pai para filho, o dom de empreender

E

ENTREVISTA

Por Fátima Fernandes

vandro Luis Locateli, 20 anos, é aquela pessoa que se pode dizer ser uma exceção dentro da regra. Enquanto vários jovens brasileiros pensam no caminho tradicional – frequentar um curso superior e formar-se, para depois buscar ascensão profissional –, Evandro seguiu o exemplo do pai e, há quatro anos, atua como empreendedor, investindo seu tempo e trabalho no próprio negócio. Seu pai fundou a fábrica Janel, em 1992, na cidade de Paula Freitas, Paraná, para fabricação de portas e janelas de madeira. Evandro teve a ideia de abrir uma loja em Itatiba e comercializar esses artigos diretamente com os clientes. Para isso, não recebeu ajuda financeira de seu pai, mas contou com uma boa educação que o motivou a batalhar por seus projetos pessoais e profissionais. I&C: O que o motivou a empreender? ELL: O meu pai trabalhou muitos anos em outras empresas. Ele não possui estudo, mas é um autodidata e sempre buscou a superação, tanto que nos lugares onde trabalhou, sempre assumiu as tarefas que eram de responsabilidade de seus superiores. Aprendeu a liderar e administrar e, por isso, tomou a decisão de investir no próprio negócio, mesmo ganhando bem como gerente de recursos humanos. O que me motiva é isso: saber que uma pessoa como o meu pai, sem muita formação, lutou e conquistou o seu espaço no mercado empresarial. Penso que a falta de recursos não é obstáculo para uma pessoa ter a sua empresa. Sinto orgulho e aprendi - e aprendo - muito com ele, que há vinte anos sobrevive no mercado às custas de muito trabalho. Ele sempre me estimulou e ensinou a trilhar o meu caminho. I&C: Como você lida com o fato de ter apenas 20 anos e, é claro, não possuir a maturidade de uma pessoa com o dobro de idade para administrar e liderar seu empreendimento? ELL: Trabalho desde os 12 anos, quando cumpria tarefas na fábrica. Meu pai me educou da seguinte maneira: temos que dividir o tempo em hora para trabalhar e para brincar. Trabalhar já faz parte da minha personalidade. Sempre gostei e tenho muita afinidade com o produto que comercializo e sua matéria-prima, a madeira. Então, não foi difícil criar uma rotina. A única dificuldade

28

foi lidar com a parte financeira, a burocracia, a papelada etc. Vendas são o meu forte e, quando estava na fábrica, já as fazia. Quanto à gestão de pessoas, vou a cursos, assisto a palestras e participo de treinamentos. Mesmo sendo jovem, possuo uma base sólida, inclusive adquiri experiência prática e isso me ajuda a atuar com eficiência no comércio. I&C: Que você é um empreendedor isto é fato. Mas o que fazer para se tornar um líder? ELL : Na empresa Janel, de certa forma eu liderava os funcionários do setor de produção. Percebi que liderar é um processo muito delicado, pois inevitavelmente participamos da vida dos funcionários e criamos vínculos. Essa relação não pode ficar restrita apenas ao ambiente de trabalho, já que, como líderes, temos de pensar que os colaboradores têm famílias e até nos preocupar com o seu itinerário de ida e volta do trabalho e nas suas necessidades de um modo geral. Na realidade, lideramos vidas, então, temos de estar atentos aos fatores que desencadeiam a desmotivação. É por isso que é fundamental a interação, porque às vezes um problema pessoal pode impactar o desempenho do colaborador. Para gerar essa empatia realizamos frequentemente confraternizações, por exemplo, que é uma das receitas para manter a motivação. I&C: Você acha que a cidade de Itatiba oferece estrutura adequada para os empreendedores? ELL: A Prefeitura oferece o suporte necessário para instalarmos comércios. Na realidade, não entendo o consumidor de Itatiba, ou seja, por que as pessoas saem daqui para comprar em outras cidades? Por manter ainda um pouco a fama de cidade dos móveis, não encontrei dificuldade para vender o meu produto, mas outros comércios sofrem da escassez de clientes. I&C: A que você atribui esse fluxo contrário dos clientes de saírem daqui para comprar em outras cidades? ELL: Como disse anteriormente, não sei ao certo, mas minha intuição me diz que nós, comerciantes, temos de ter certa cautela na hora de colocar preços nos produtos e serviços. O comércio de Itatiba, de um modo geral, tem um costume inadequado, até ‘feio’, porque, quando vende, combina uma coisa com o cliente. No entanto, quando entrega, faz tudo diferente, o que desagrada o consumidor. Ou seja, tem de falar e cumprir. Muitos clientes precavidos primeiro investigam sobre a empresa para depois fazer negócio com ela. Temos de nos atentar ao pós-venda e oferecer o suporte que ele necessita e espera, porque, do contrário, vai achar que todos que atuam na cidade são iguais e agem de uma forma equivocada.

I&C: Então, a receita e o conselho seriam mudar a mentalidade, a postura e deixar os preços mais atraentes? ELL: Temos de sempre pensar na concorrência e às vezes cobrir preços, para assim conquistar clientes. Chegamos a um ponto que, para adquirir produtos e serviços, aqui em Itatiba, tem de ganhar muito bem. Então, como a maioria não ganha, esse é outro motivo para comprar em cidades que têm preços razoáveis e competitivos. I&C: Quais são os seus planos para o futuro? ELL: Já planejei e sei aonde quero chegar daqui cinco anos. Tenho o hábito de prospectar minha vida. Às vezes pode dar certo, assim como pode não dar. Provavelmente, até dezembro, ou mais tardar em fevereiro de 2013, será inaugurada uma nova filial em outra cidade. Minha ideia é montar uma loja por ano. Fazer com que cada loja gere outra, e assim sucessivamente. No total, quero abrir mais cinco lojas, e a que tenho hoje será a matriz, responsável pelo estoque para abastecer as demais. Meu objetivo é distribuir para cidades vizinhas e fazer com que a marca Janel cresça. Portas e janelas de aço têm marcas fortes, já as de madeira ainda não possuem uma marca consolidada. Futuramente vou criar um selo que, quando alguém pensar em comprar janelas e portas de madeira, já pense na marca Janel. Condicionar o consumidor a quando adquirir nosso produto ter a certeza de sua procedência correta por sermos sinônimo de credibilidade. Pretendo destacar e projetar positivamente a marca Janel no mercado. I&C: Quais os principais cuidados que se deve ter para administrar o próprio negócio? ELL: Primeiro de tudo é estudar, não necessariamente em alguma instituição, mas ser autodidata e esforçado. O segundo é acreditar. Para sobreviver no mercado, tenha a certeza de que todos que estão ao redor vão ‘bater muito’. Normalmente, o primeiro ano do negócio é só ‘pancada’. Planejar, pois não se conquista nada caminhando para lugar nenhum. Saber, conhecer e se inteirar de todos os processos e procedimentos da sua empresa. Por exemplo, saber como se fabrica, vende e administra o seu negócio. Ter propriedade sobre seu produto para assim oferecê-lo com segurança aos seus parceiros e clientes. Comece de baixo e procure o crescimento para, assim, chegar ao ponto mais alto. E sempre aprender mais: participar de feiras, seminários, treinamentos, cursos. Viajar para conhecer novas técnicas e métodos de trabalho, ou seja, se atualizar, multiplicar e dividir o conhecimento com aqueles que estão envolvidos com sua empresa.


29


Classificados

30


31


32


33


O texto desta edição fala de mais um tradicional bairro de Itatiba, outro lugar para morar e viver bem. Confira!

Vila Centenário

VIVER & MORAR 34

da época Engenheiro Roberto Arantes Lanhoso (1ª gestão) na condição de ser construída a escola no prazo de cinco anos e também de se preservar a mata nativa – área verde – que até hoje é a única da região. Jardim Lúcia: Construído a partir de 1979. O nome foi escolhido em homenagem à mãe do senhor Derville Baptistella. Os antigos proprietários das terras eram da Família Segatto. Jardim América: Esta região pertencia ao senhor Arão Silva. O trecho foi urbanizado, principalmente para a interligação da Vila Centenário ao centro da cidade, dando acesso à Rua Santo Antonio. Parque Elisa Tescarollo e Loteamento Tescarollo: Terras loteadas a partir de 1980. Receberam estes nomes em homenagem aos pais do senhor Gentil Tescarollo. Vila Rita: Loteamento mais recente destinado à área industrial. Essas informações foram obtidas pelos alunos, professores e direção da escola, em entrevistas realizadas com os senhores

Fotos: Google Street View

O

s bairros que compreendem a micro região em estudo são: Vila Centenário, Jardim Lúcia, Parque Elisa Tescarollo, Jardim América e Loteamento Tescarollo. Antigamente havia um sítio nessa região com plantação de café, abacaxi e árvores frutíferas. O sítio possuía também muito gado, portanto, em uma grande parte, havia pasto. Essas terras começaram a ser loteadas e havia dificuldade para se vender os lotes por dois motivos: a proximidade com o cemitério e o fato de o bairro ser considerado pobre. No início, também não havia benfeitorias como: asfalto, água, esgoto, energia elétrica. Na medida em que os primeiros moradores começaram a construir, os próprios providenciaram a infraestrutura. Muitos moradores, de cidades vizinhas, perderam suas residências por causa de um grande represamento que ocorreu na região. Atraídos pelo baixo custo dos lotes, compraram seus terrenos e começaram a povoar o local. Esses compradores vieram de Piracaia, Atibaia, Joanópolis, Nazaré Paulista e Perdões. Logo os itatibenses também começaram a adquirir lotes e construir casas no bairro. Vila Centenário: Recebeu este nome por ter sido criado na época do centenário da cidade, em 1957. Os loteamentos começaram por volta de 1975 – plantas e registros. O terreno onde se situa a EMEF ‘Prof. Agenor Vedovello’ pertencia à família Tescarollo e foi doado para a Prefeitura num acordo entre a família e o então Prefeito

EMEB PROF. AGENOR VEDOVELLO

Gentil Tescarollo que gentilmente cedeu as plantas do primeiro loteamento do bairro, Magno Borella, que nos recebeu em sua propriedade e nos contou como foi crescer neste bairro e nos deixou claro o carinho e o respeito para com ele e o Engenheiro Antonio Ettore Nallin que nos forneceu dados recentes e fotos aéreas da região. Texto transcrito integralmente do Livro “Conhecendo Itatiba e sua comunidade” – diagnóstico socioambiental, Autoria Coletiva, envolvendo alunos da rede municipal, páginas 47 e 48, Publicação da Prefeitura Municipal, 2000. Citação cedida pelo Museu Municipal Padre Francisco de Paula Lima


35


Informe Social

Fotos: Arquivo PEPE

Programas sociais que fazem diferença e transformam vidas

O PEPE Vida Feliz de Itatiba, situado no templo batista, no bairro do Real Parque, Km 95,5 da Rod. D. Pedro I, completa 6 anos de existência neste mês de maio. Por isso, estamos em festa! Esse programa, organizado pela ABIAH (Associação Brasileira de Incentivo e Apoio ao Homem), já existe em 18 países, assistindo cerca de 8 mil crianças de regiões empobrecidas da América Latina e África. Nesses 6 anos em Itatiba, já beneficiamos mais de 100 crianças, que chegam da escola, almoçam conosco, brincam, têm acesso a uma biblioteca ampla, ao parquinho de diversão, aprendem princípios éticos cristãos de amor, de colaboração e de boa convivência, baseados na Bíblia.

Fornecemos, também, um lanchinho e amparo às famílias. Além da oferta do pão, alimentamos a autoestima desses pequeninos, dando-lhes as possibilidades de crescimento como indivíduos, investindo numa sociedade melhor. Passamos orientações sobre cuidados com a segurança pessoal, com a natureza, com as pessoas e a higiene por meio de historinhas e atividades lúdicas. Temos equipe de pedagogas trabalhando na orientação e estruturação dessa obra. Conheça melhor nosso maravilhoso programa, acessando www.pepe-network.org ou agende uma visita ao PEPE VIDA FELIZ. É só entrar em contato conosco através do e-mail pepevidafeliz@ hotmail.com

Conheça o PEPE VIDA FELIZ Rodovia Dom Pedro I KM 95.5 - Real Parque Itatiba - SP 36


37


Foto: www.construtorasenso.com.br/steel-framing

Inovação na construção: economia, qualidade e sustentabilidade

F

GESTÃO

alar em inovação na construção civil abrange mais do que novas tecnologias. Nos dias atuais, inovação vem acompanhada de sustentabilidade, uma das maiores discussões envolvendo o setor. No mês de junho, o Brasil sediará a Rio+20, uma conferência da ONU (Organização das Nações Unidas), que reunirá líderes do mundo todo para discutir meios de transformar o Planeta em um lugar melhor para se viver. Um dos principais temas é a mudança no setor da construção civil, que só se aplica com uma integração entre inovações tecnológicas e sustentabilidade nos diversos segmentos da área. É necessária uma modernização dos processos e da construção, contribuindo para vários aspectos como o de uma maior qualidade e da redução do desperdício, o grande vilão da construção civil. Para isso, o mercado já vem apresentando novos métodos construtivos, como o LSF (Light Steel Frame), estrutura em aço leve, conhecido também como construção a seco e que ganha força no Brasil, depois de ser muito utilizado em países como Estados Unidos, Canadá, Japão e Inglaterra. O método foge dos padrões de alvenaria convencional e usa apenas aço como base, o que apresenta melhores respostas às questões de sustentabilidade, já que esse material pode

38

ser reciclado inúmeras vezes e todos os seus resíduos são reutilizáveis. Nesse processo de construção, os perfis de aço leve chegam ao canteiro de obra nas dimensões corretas para formar a estrutura da residência de acordo com um projeto já elaborado para essa técnica construtiva. Por ser leve, a estrutura de aço exige fundação simples e, para o fechamento interno das paredes, são utilizadas placas de gesso acartonado. Na parte externa, aplicam-se placas cimentícias. As paredes são tratadas com isolamento térmico e acústico, utilizando lã de vidro ou rocha, material já conhecido no mercado. O sistema construtivo funciona de forma industrial, bem diferente da alvenaria convencional, que é praticamente um método artesanal. A vantagem dessa técnica é a incrível velocidade da montagem, a limpeza, a organização do canteiro e a inexistência de entulho, o que proporciona uma economia significativa e qualidade superior. As possibilidades de aplicação do sistema steel frame são muitas, tanto para construções residenciais como comerciais, no fechamento de fachadas e na construção de conjuntos habitacionais de até 5 pavimentos. Os acabamentos podem ser os mesmos da obra de alvenaria, como o mármore, texturas, pastilhas de vidro e cerâmica.

Desde que previsto em projeto, é possível também definir diferentes tipos de telhado e utilizar acabamentos mais comuns. Essa flexibilidade proporciona ao profissional uma liberdade de projetar construções seguindo conceitos específicos para cada situação, com padrões de acabamento para estruturas simples e para projetos mais elaborados e trabalhados. A técnica já se aperfeiçoou e ganhou força no Brasil, pois temos uma grande produção de aço galvanizado de qualidade, que abastece o mercado sem precisar de importação, diferentemente do que acontecia inicialmente. Hoje o uso desse material começa a se expandir em áreas fora dos grandes centros, já que seus componentes são leves e de fácil transporte. Quanto ao aspecto estrutural, possibilita cargas menores nas fundações, o que gera economia também nessa fase, além de viabilizar o uso em vários tipos de solos, o que garante um ganho financeiro considerável, porque a construção é executada de forma muito rápida. O que ainda impede a implementação dessa técnica inovadora é o comportamento e a cultura do mercado, uma vez que há milhares de empresas no setor da construção civil voltadas aos tradicionais métodos construtivos por acharem que a alvenaria é mais resistente e duradoura - o que não é


Foto: www.arestdesign.com

verdade. Ambas têm suas características, mas uma construção com o sistema de aço resiste a ventos de furacões, apresenta segurança a tempestades e terremotos, e isso se comprova pela origem da técnica, em países com registros de desastres naturais, como Japão e Estados Unidos. O atual cenário da construção civil brasileira mostra um mercado crescendo exponencialmente e com uma demanda alta, em que há a necessidade de constantes melhorias, já que a proximidade com eventos esportivos exige qualidade, rapidez e funcionalidade. Vale lembrar que não serão apenas construídos estádios e, sim, toda uma infraestrutura, como meios de transporte, vias públicas, hotelaria e lazer, além dos programas habitacionais do governo que preveem milhares de construções até 2014. As técnicas convencionais não atendem a essa demanda, o que reforça a importância de investir em novas tecnologias como a construção a seco, que viabiliza obras rápidas, com otimização de tempo e recursos. Como consequência, melhora a qualidade e contribui para a sustentabilidade do Planeta.

Josiane Melo - Arquiteta e Urbanista, atua na Nova Forma Projetos e Construções Ltda, Itatiba|SP

39


Informe Publicitário 21 eco dicas ECOLMEIA

P

ara você que sabe a importância do seu papel frente ao meio ambiente, confira estas dicas e ajude a manter o presente para garantir um futuro sustentável. 1. Evite luzes ou equipamentos ligados quando não for necessário. 2. Desligue os equipamentos da tomada, no lugar de desligar apenas no comando. Os aparelhos em modo stand by continuam consumindo energia. 3. Antes de comprar um novo equipamento, verifique a etiqueta energética e escolha aquele que consome menos energia. 4. Reduza o tempo no banho. Você poupa água e ajuda a diminuir o consumo de energia. 5. Substitua as lâmpadas incandescentes por lâmpadas econômicas. Elas geram a mesma luminosidade, mas poupam 80% de energia, além de durarem mais. 6. Não ligue a televisão só para servir de companhia, nem adormeça com ela ligada. Programe-a para que se desligue sozinha. 7. Verifique a vedação da geladeira e do forno colocando uma folha de papel entre a borracha e a porta. Se a folha ficar solta, a porta não está fechando de forma eficiente. 8. Ligue a máquina de lavar roupas e louças apenas com carga máxima. Você poupa água, energia e tempo. 9. Na máquina de lavar roupas, evite a pré-lavagem, exceto quando a roupa está muito suja. 10. Procure utilizar os transportes coletivos. E, para distâncias curtas, opte por se deslocar a pé ou de bicicleta. 11. Programe as definições do seu computador para ele se desligar automaticamente (hibernar) após um tempo sem ser utilizado. 12. Reduza a quantidade de sacolas plásticas nas suas compras utilizando sacola de pano ou caixas

40

plásticas para compras maiores. Recuse embalagens em excesso. 13. Se for comprar um carro, escolha um modelo eficiente no consumo de combustível. Dê preferência aos modelos flex e utilize álcool sempre que possível. 14. Separe os resíduos orgânicos (como restos de alimentos) e os recicláveis (plásticos, vidros, latas, papéis) do lixo imprestável, encaminhando-os para a reciclagem. 15. Compre móveis de madeira e madeiras para construção certificadas para garantir que você não está contribuindo para o desmatamento de nossas florestas. 16. Cobre das autoridades o cumprimento de políticas públicas que promovam a diminuição das causas e a adaptação aos impactos irreversíveis ao clima nos diferentes setores (energia, transporte, florestas, saneamento, produção agrícola e pecuária). 17. Solicite aos supermercados, restaurantes e fornecedores de alimentos e insumos domésticos a disponibilização de produtos orgânicos ou com certificação de origem ou qualidade de gestão ambiental. 18. Solicite aos supermercados que você frequenta que exijam de seus fornecedores um sistema de rastreamento que garanta que a carne consumida não venha de área de desmatamento da Amazônia Legal. 19. Exija dos supermercados a informação sobre a qualidade ambiental dos produtos. 20. Solicite às empresas de eletroeletrônicos produtos mais eficientes no consumo de energia e informações sobre sua eficiência energética. 21. Cobre das empresas das marcas que você consome a criação de alternativas, para que os consumidores possam mudar os hábitos de consumo de forma mais significativa.


41


42


43


A escola Bauhaus

44

Foto: Revista Arquitetura & Construção

as construções e os objetos tinham um caráter muito expressivo, ornamentados e detalhados, como na Art Nouveau, em que se destacava a forma muito mais do que a função do objeto ou da construção. Obviamente, tornava-se caro e dispendioso, dependendo de um trabalho artesanal, tornando-se inviável para a produção em massa. É nesse contexto que entra a Bauhaus, fomentando o racionalismo na concepção das formas. Falar sobre Bauhaus certamente renderia algumas páginas. Para os amantes do design, arquitetura e decoração é altamente recomendado ler sobre o assunto. Conheça os famosos professores, como Johannes Itten e Wassily Kandinsky, conheça também as mudanças de sede para Dessau e Berlim e como os estilos foram distinguindo-se ao decorrer do tempo. Leia também sobre a perseguição nazista e a influência da “De Stijl” de Mondrian. Em julho de 1933, em Berlim, é extinta essa singular instituição, mas seu legado fica marcado na história.

A cortina de vidro contínua da fachada, uma inovação para a época, o prédio foi inaugurado em 1926

Fonte: Design do Século XX - Taschen - 2005 Diego Machado - Designer Gráfico da Agência Mondeluz Design & Performance. Estudou História do Design e História da Arte na Universida- Em 1925, a escola mudou-se para Dessau, situada a 113 km de Weimar. Ali fica o famoso prédio desenhado por Walter de Anhembi Morumbi. Gropius que tornou-se o símbolo da Bauhaus.

Foto: Revista Arquitetura & Construção

CASA & DESIGN

Por Diego Machado

Foto: bertrand-benoit.com

B

auhaus foi uma escola de design, artes e arquitetura constituída em 1919 em Weimar, na Alemanha, e, ao contrário de que muitos pensam, Bauhaus não era um estilo, pois passou por várias estéticas e é considerada a primeira escola de design. Formalmente nomeada a Staatliches-Bauhaus, que na tradução livre seria algo como “Casa Estatal da Construção”, foi fundada por Walter Gropius que presumiu, assim, começar um novo período da história, depois da Primeira Guerra Mundial. A partir daí deveria criar novos conceitos arquitetônicos que refletissem aquela época; por isso, Bauhaus se tornou uma das maiores expressões do Modernismo no design e na arquitetura, um sentimento racional que primava pela funcionalidade, pelo custo reduzido e por uma tendência voltada ao consumo de massa. As mudanças do modo como pensar o design e arquitetura, causadas pela Bauhaus, refletem até hoje na nossa vida, como no visual clean e funcional dos produtos Apple ou em exemplo não tão contemporâneo, mas próximo da gente, que é o trabalho do arquiteto Oscar Niemeyer, em Brasília, fortemente influenciado pela Bauhaus e pelo Modernismo. A Bauhaus instituiu o design e a arquitetura, deu propriedade aos conhecimentos e técnicas, forneceu bases para o estudo e a elaboração de projetos, trouxe a concepção do curso preliminar em que os alunos aprendiam princípios básicos do design, o estudo das formas e a teoria da cor, além de ter sido um importante alicerce à indústria que se favoreceu com tudo isso. As características dessa Escola são várias. Ela propiciou a interligação de todo tipo de arte, mesmo as consideradas “inferiores”, como cerâmica, tecelagem e marcenaria. Induziu o uso de novos materiais pré-fabricados, a simplificação dos volumes, geometrização das formas e predomínio de linhas retas. Exaltou as paredes lisas, geralmente brancas, abolindo a decoração. As coberturas planas foram transformadas em terraços. Adotou amplas janelas em fita ou fachadas de vidro e aboliu as paredes internas (como nos lofts). Nos períodos anteriores a Bauhaus,


45


Dia das Mães Foto: setimodia.wordpress.com

De mãe para mãe

N

ESPECIAL

o mês de maio, em que tudo se volta àquela que dá à luz, acho que vale uma reflexão de mãe para mãe. Quero fugir da mesmice: repetir o quanto somos queridas, que nossas vidas são duras porque, muitas de nós, trabalham fora, que presentear é homenagear... prefiro compartilhar com você outras coisas. Por exemplo: lembra-se do parto de seu primeiro filho? E daquela sensação “louca”, durante os nove meses, de que a barriga ía estourar de tão grande? E quando você cantava para seu bebê, que era o terror dos pontapés, e ele sossegava dentro do seu útero, só para te ouvir? O dia em que você chegou da maternidade, com o pequeno nos braços, andando devagar por causa dos pontos e com aquela cara de “o que é que eu faço agora?” Lembra? Porque, minha amiga e mãe, por mais bacana que o papai seja, é conosco que ficam as atividades mais complexas – e, por que não dizer, as mais prazerosas? Ver aquele biquinho esfomeado sugando o seu peito, não é incrível? Mais incrível ainda é, alguns meses depois, olhar para o seu menininho ou menininha bem forte, jogando os brinquedos pra fora do berço, porque o seu leite foi um dos principais responsáveis por esse crescimento sadio. Acordar de madrugada, trocar a fralda,

46

dar banho, fazer a papinha... percebe que essas ações qualquer um pode fazer pelo seu filho? Mas, quando é você quem faz, parece que tudo tem novo sentido. No meio de uma brincadeira de bater palmas, ele solta uma gargalhada. Emocionada, você se percebe querendo fazer tudo qualquer coisa mesmo! – para que seu filho, sua filha possam gargalhar para o resto de suas vidas. Uma das coisas que descobri, e que não sei se para você foi assim também, é a intensidade do amor de mãe. Você olha pra todos que te são importantes e nenhum – nem mesmo o maridão por quem você arrastou caminhões de paixão – te comovem e te motivam tanto como o seu filho. Mas a vida corre em frente e você segue atrás, sem fôlego quase, para acompanhar a sua prole. Vem o tempo da escola, das notas baixas, das notas altas, dos trabalhos em equipe – que às vezes você acaba ajudando a fazer –, das primeiras festinhas. Vem também a dureza de encarar uma desfeita ou uma malcriação - e como isso dói na gente, não é? E a delícia de entender que cada um tem seu jeito e sua forma especial de estar e ser no mundo. Existe aquela fase que chega de carona com a independência deles: a fase do medo. Medo da violência, das drogas, das más

companhias, de ele ou ela não ser ético... e você fala, conversa, faz terapia, lê livros de autoajuda e não perde tempo, só para vê-los se fazendo, realizando-se, tendo ‘quereres’ próprios. Até que um dia... as asas, que eram tão frágeis, se fortalecem, e nossos filhos começam a arriscar voos próprios. De um lado, uma sensação de vazio por saber que, em breve, eles tomarão seu rumo – e você ficará ali, como mera espectadora. De outro, um orgulho danado, transbordante, porque você fez parte disso e abriu as portas para que eles traçassem os seus caminhos, fazendo diferença para que esse mundo seja melhor. Então, no mês de maio, faço aqui a minha homenagem: primeiro a todas as mães que vivenciam o seu papel da melhor maneira possível – com todos os erros e acertos (porque, lembrem-se: somos mães, não deusas). Aproveito também para dedicar um carinho especial e único a quem me deu a oportunidade de me reaprender, de olhar para a minha mãe e respeitá-la e amá-la ainda mais e de eu ser, hoje, uma pessoa melhor. Obrigada, meu filho Gabriel. Mariângela de Almeida - mãe e jornalista


47


48


49


50


51


52


Revista Imóveis & Cia - Maio 2012  

Revista Imóveis e Cia - Maio de 2012 - 8ª Edição

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you