Issuu on Google+

Gazeta DIVINÓPOLIS•MG | sexta-feira, 03 de fevereiro de 2012 | ANO XIX | N.º 1.755 | R$ 2,50

DO OESTE

Hepatite B

Saúde amplia faixa etária de vacinação para até 29 anos Página 05

Dependentes químicos

Nesta edição

Vereador denuncia esquema para liberação de corte de árvores Um esquema para liberação de corte de árvores em Divinópolis foi denunciado, ontem (2), pelo vereador Rodyson do Zé Milton (PSDB) durante a reunião ordinária do Legislativo Municipal. Rodyson irá propor projeto com critérios e responsabilidades pelo deferimento ou não do corte, no evitar os transtornos de queda de árvores. Página 03

Vinicius Soares

“Bolsa-Crack” poderá ser implantada na cidade Projeto para ajudar as famílias, já esta sendo testado em algumas cidades mineiras e a intenção é se expandir para todo o Estado. Página 11

Análise no “Canto da Mina” aponta contaminação Na manhã de ontem foi divulgado o laudo de análise das amostras retiradas na semana passado do “Canto da Mina” no bairro Niterói, após a mortandade de alguns peixes. A análise apontou que a água das torneiras não é própria para consumo. Já água que sai de um cano conhecido como “bica” é própria para consumo. A análise apontou a presença de Coliformes Fecais, mas não apontou as causas da contaminação. Página 05

Carnaval contará com “Espaço Divina Pirô” Sarah Rodrigues

Jovens representam mais de 19% na compra de celulares e linhas de telefonia fixa Flaviane Oliveira

Fale com a redação

(37) 3212-7838

3222-6322

Na manhã de ontem (02) o prefeito Vladimir Azevedo lançou o “Espaço Divina Pirô”, no Carnaval de Divinópolis. O espaço dá entrada gratuita a pelo menos 8 mil pessoas por ordem de chegada na pista durante os cinco dias de evento. Página 06

Com a oportunidade do primeiro emprego e a oferta do crédito fácil, jovens e pessoas de baixa renda estão comprando mais aparelhos celulares e solicitando linhas de telefone fixo. De acordo com pesquisa divulgada nessa semana, a maior facilidade na comprovação da renda e possibilidade de parcelamento figuram na lista dos pontos a favor de quem quer comprar. Página 12

Comerciante se sente prejudicado sem publicidade em banca de jornal Comerciante reclama sobre lei que regulamenta a afixação de anúncios publicitários em bancas de jornal e revista. De acordo com a lei, as mensagens veiculadas devem possuir caráter educativo. Página 07


02 POLÍTICA

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Jotha Lee

jldivinopolis@gmail.com

GENOCÍDIO O caos instalado no sistema público de Saúde, sem nenhuma dúvida, ocorre em várias cidades brasileiras. Não em todo país, ideia que alguns governistas tentam emplacar, com o objetivo de justificar o quadro caótico na cidade. A bem da verdade, no governo passado, Divinópolis sofria dos mesmos males, porém com menos intensidade. As reclamações existiam, mas não havia notícias de mortes de pacientes à espera de leitos hospitalares, não havia reclamações sobre falta de medicamentos nas farmácias municipais e o atendimento nos postos de saúde não era questionado com tanta frequência. Só em 2010, conforme dados disponibilizados pelo Ministério Público, foram instaurados 239 procedimentos pela promotoria pública para obrigar o município a oferecer atendimento médico a pacientes em quadro de urgência que permaneciam dias no Pronto-Socorro à espera de um leito hospitalar. Não foram poucas as famílias que denunciaram mortes de parentes por falta de atendimento médico, especialmente no Pronto-Socorro. Esta situação decorre de uma gestão deficiente, agravada pela falta de profissionais, especialmente médicos, que não se sentem atraídos pelos cargos do município, em razão dos baixos salários pagos em Divinópolis. Em 5 de abril do ano passado, os promotores Alessandro Garcia e Ubiratan Domingues, impetraram Ação Civil Pública contra o município de Divinópolis e o Estado de Minas Gerais, em razão da falta de leitos de UTI na cidade. Segundo os próprios promotores, este quadro tem sido responsável pela morte de diversos pacientes. Na petição inicial para a instauração da Ação Civil, os promotores afirmam que o que se tem com frequência são pacientes, inclusive com risco de morte ou risco de dano irreparável à saúde, que permanecem dias no Pronto-Socorro, “inclusive com vários registros de óbitos”. “Como podem os gestores permanecerem impassíveis diante de tantas omissões e mortes! Essa ausência de cuidados só é comparável aos momentos de guerra. Nada justifica tamanha frieza. Para o paciente necessitado o Estado monopoliza a saúde, de maneira diabólica, pois sendo seu único caminho, não tendo recursos para custear serviços particulares, é condenado ao descaso, à humilhação e ao desrespeito”, escreveram os promotores na Ação Civil Pública. “Ora, o município de Divinópolis assume os cuidados de saúde de sua população conjuntamente com o Estado de Minas Gerais, organizam-se administrativamente, repartindo atribuições e a operacionalização do sistema, mas lamentavelmente ambos não as cumprem. Preferem permanecer impassíveis, assistindo friamente o sofrimento e morte destes brasileiros. Um verdadeiro abandono que beira um genocídio de vidas e de dignidades”, enfatizaram os representantes do Ministério Público. Sem maiores comentários. PRONTO-SOCORRO O vereador Geraldinho da Saúde (PR), em pronunciamento ontem na Câmara, disse que a situação no Pronto-Socorro é grave, pois a maioria dos pacientes atendidos pela unidade são de outros municípios. Totalmente correto o vereador. Porém, não se pode esquecer que o atendimento de pacientes de outros municípios em Divinópolis é obrigatório, já que a cidade foi transformada em macrorregião da saúde. Ao aceitar ser macrorregião, Divinópolis assumiu esse compromisso. Aliás, a medida foi tomada pelo então prefeito, hoje deputado federal, Domingos Sávio (PSDB). Ao transformar a cidade em macrorregião, Domingos Sávio vislumbrava o futuro, pois era a largada de sua campanha para deputado, já que a medida lhe garantiu o apoio de diversos prefeitos da região. ESPINAFRADAS O pré-candidato a prefeito pelo Psol, Jorge Torquato, usou a Tribuna Live na sessão de ontem da Câmara. Como sempre polêmico, espinafrou com vontade a atual administração municipal. Quem mais sofreu foi o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB). Jorge Torquato classificou o chefe do Executivo de “Prefeito cara-de-

-pau”, “Prefeito fujão” e outros adjetivos nada agradáveis. “Nós não temos prefeito”, disparou Torquato. CENA LAMENTÁVEL A consciência ambiental da população está longe, muito longe de ser uma realidade. Na última terça-feira, um homem de cerca de 40 anos, ao passar pelo viaduto que liga o Centro ao bairro Porto Velho, jogou uma enorme caixa de papelão, lotada de lixo, no leito do Rio Itapecerica. Fez isso como se fosse a coisa mais natural, sem nenhum constrangimento ante as pessoas que transitavam pelo trecho. Este não é um gesto isolado. Centenas de pessoas agem assim. Tanto é verdade que é comum encontrar até sofás velhos boiando pelo Itapecerica. Assim não há rio que resista. FRASE DA SEMANA “Sou vítima de uma perseguição patrocinada pelo prefeito, que embora tenha sido oposição quando vereador, hoje assemelha-se a um ditador de uma republiqueta qualquer, tentando sufocar a voz daqueles que denunciam as mazelas desta administração”. Vereadora Heloisa Cerri, em pronunciamento na Câmara

Deputado pede agilidade para construção da nova sede do Judiciário em Divinópolis Em reunião com o parlamentar, o presidente do TJMG, Cláudio Costa firmou compromisso de licitar a obra no município após adequação do projeto ao modelo adotado em Uberaba. O deputado federal Domingos Sávio se reuniu ontem (02) com o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Cláudio Costa para reiterar o apelo para que seja autorizada a construção da sede do Fórum em Divinópolis. Na oportunidade, o parlamentar lembrou que há vários anos vem lutando pela obra e que a Prefeitura cumpriu todas as obrigações estabelecidas em uma parceria com o TJMG. O deputado descreveu o acordo firmado durante a gestão do ex-presidente do Tribunal, o desembargador Sérgio Resende, que estabelecia a doação do terreno por parte do município e exigia a execução de toda a infraestrutura urbana da área indicada no bairro Liberdade, como terraplanagem, asfaltamento e construção de rede de

Sérgio Resende atendendo ao pedido do deputado, prometeu agilidade no processo de construção da nova sede do Judiciário

água, esgoto e energia elétrica. Domingos Sávio ressaltou o cumprimento de todas as exigências por parte do governo municipal e colocou-se à disposição para viabilizar emenda parlamentar e recursos através do Governo do estado para viabilizar a obra. Na ocasião, o desembargador Cláudio Costa demonstrou muito interesse em resolver a questão e classificou a obra como prioridade de execução neste ano, reconhecendo que o município

fez a sua parte. Atendendo ao pedido do deputado federal Domingos Sávio, o magistrado prometeu agilidade no processo de construção da nova sede do Judiciário, determinando imediatamente a adequação do projeto de engenharia do município para o modelo utilizado na construção do Fórum de Uberaba, considerado um excelente projeto. Fazendo apenas algumas adequações, o desembargador garantiu ao deputado que espera ter o projeto do novo Fórum de

Divinópolis pronto o mais rápido possível e em seguida, licitar a obra. “Saio dessa reunião muito animado e com a certeza de que vamos conseguir realizar um sonho de dotar a Comarca de Divinópolis de uma sede à altura da nossa centenária cidade. A minha confiança é ainda maior porque sei que não faltará apoio do prefeito Vladimir Azevedo e seriedade e competência do desembargador Sérgio Costa” afirmou Domingos Sávio.

Lideranças políticas buscam melhorias para a Junta Comercial de Divinópolis O deputado estadual Fabiano Tolentino (PSD) e o prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo (PSDB), se reuniram na última quarta-feira (1º) com a presidente da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais, Angela Maria Prata de Assis, buscando melhorias para o atendimento da unidade da Junta no município. Com a proposta de agilizar o atendimento da Junta Comercial junto às empresas da cidade, ficou acertado que a prefeitura irá disponibilizar já no mês de março dois funcionários públicos que receberão capacitação para auxiliar no trabalho, na contraproposta de a Junta Comercial do Estado garantir duas vagas de especialistas para a unidade de Divinópolis no próximo concurso público. “Essa reunião foi extremamente proveitosa, porque conseguimos definir uma solução

para agilizar o atendimento da Junta Comercial de Divinópolis, beneficiando as empresas da cidade que necessitam dos serviços oferecidos pela Junta para poderem funcionar legalmente”, comentou Tolentino. OUTRAS CIDADES O prefeito Vladimir Azevedo lembrou que além de Divinópolis, o Posto atende outras vinte e cinco cidades do entorno. “Como nesse momento não há concur-

sado por parte da Junta, eu como prefeito assumi o compromisso de tentar colocar dois servidores, para treinamento na junta, e dessa maneira atender esse pleito da comunidade empresarial, principalmente o sindicato dos contabilistas”, afirmou. Hoje as alterações contratuais chegam a demorar de um a dois meses, já que precisam de avaliação em Belo Horizonte. “Divinópolis esta de parabéns, tem um prefeito dinâmico, de-

cido e preocupado com a cidade enquanto geração de riqueza e trabalho”, falou a presidente da Junta Comercial, Ângela Maria Prata, Pace Silva de Assis. O presidente do Sindicato dos Contabilistas de Divinópolis, José Geraldo Machado, que também participou da reunião, salientou a importância dos funcionários escolhidos se capacitarem em Belo Horizonte. “Foi muito interessante o encontro, porque o prefeito demonstrou sua força e vontade de servir melhor Divinópolis principalmente na abertura de empresas e alterações. Com esses novos analistas o tempo de espera será bem menor”, avaliou. A diretora da Junta Comercial da cidade, Maria Luzia Lemos, também participaram da reunião, assim como o secretário municipal de desenvolvimento econômico, Rodrigo Resende.

Prefeitura de Carmo do Cajuru realizará “Bota fora dengue” A Prefeitura de Carmo do Cajuru, em iniciativa desenvolvida pelo Serviço de Vigilância em Saúde e a Secretaria de Obras realizará uma importante ação visando coibir o surgimento de casos de dengue na cidade. Na

quinta-feira, dia 09, em São José dos Salgados e na sexta-feira, dia 10, em toda área urbana de Carmo do Cajuru será realizado um mutirão de limpeza contra a dengue. Nesta ocasião serão reco-

lhidos apenas, matérias que acumulem água e que possam servir de criador do mosquito da dengue. Lembrando que esse tipo de bota fora, não inclui coleta de entulhos como por exemplo: restos de materiais de

construções, terras e outros tipos de lixos. Para mais informações a respeito desta iniciativa ou para esclarecimento de dúvidas à população deve ligar para o telefone (37) 3244-1400.


POLÍTICA 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Sem polêmicas, primeira reunião ordinária é marcada por várias demandas dos edis Cobrança de melhorias de bairros, estradas, canalização de córregos e denúncias ao Executivo Municipal Flávia Brandão

Flávia Brandão

flavia.brandao@gazetaoeste.com.br

Ao contrário das ultimas reuniões do Legislativo, a primeira reunião ordinária de 2012 realizada, ontem (2), com ânimos calmos e sem polêmicas. O retorno foi marcado pela apresentação de várias demandas e denúncias a administração municipal pelos vereadores, que utilizaram da palavra. Apesar de constar quatro projetos na pauta, apenas três foram apreciados e nenhum aprovado. Entre os projetos que constavam estavam: o PELOC 005/2011, que acrescenta artigos e incisos a Lei Orgânica do Município de Divinópolis e dá outras providências - Denominação de ruas, que foi pedido vista de sete dias; PLCM 40/2011, que proíbe o trânsito de locomotivas e composições

Com ânimos calmos vereadores retornaram ao trabalho legislativo ontem

de carga no município no período noturno e que foi retirado da pauta pelo presidente e autor do projeto, Anderson Saleme (PR), por tempo indeterminado;

prejudicado com apresentação de subemenda e não pode ser apreciado; e o PLEM55/2011, que revoga, em todos os termos, a lei n 5558 de 18 de dezembro

o PLCM 89/2011, que institui o pólo turístico de negócios a região dos shoppings e demais lojas no Bairro Bom Pastor e dá outras providência, que ficou

Vereador denúncia esquema para liberação de corte de árvores Flávia Brandão

Flávia Brandão

flavia.brandao@gazetaoeste.com.br

Um esquema para liberação de corte de árvores em Divinópolis foi denunciado ontem (2) pelo vereador Rodyson do Zé Milton (PSDB) durante a reunião ordinária do Legislativo Municipal. O parlamentar disse que teve conhecimento por meio de uma cidadã que há dois anos pleiteava o corte de determinada árvore e somente após cumprir critério de funcionário da Secretaria de Meio Ambiente com a compra de nove mudas, ao valor de R$ 90,00 cada, é que teve o pedido deferido. O edil diz propor projeto para estabelecer critérios e responsabilidades técnicas para o deferimento ou indeferimento do corte Rodyson do Zé Milton (PSDB) disse que é sabido que Divinópolis não fez um planejamento urbanístico em relação ao plantio de árvores e hoje existem muitas delas em áreas inadequadas do perímetro urbano. “Isso está trazendo um transtorno muito grande para a cidade, principalmente agora na época de grandes chuvas, que prejudica com as queda de árvores em carros e casas e estou preocupado com a segurança pública”, declarou. Associado a esse problema, o vereador disse que atualmente existe uma grande dificuldade para os cidadãos substituírem determinada árvore, ou seja, no

conseguir o corte, sendo que algumas relataram prejuízo com a queda em cima de casa e carros trazendo prejuízos e até risco de vida.

Projeto de Lei Rodyson disse que irá propor o projeto de lei que a responsabilidade pelo deferimento ou indeferimento será do técnico, que assina o laudo, e caso haja danos ele será responsabilizado se o pedido dos moradores não for atendido.

Esquema O vereador conta que uma pessoa lhe informou que há dois anos estava pedindo o corte de uma árvore, sendo que conseguiu o corte após obedecer a determinado critério, onde teria que comprar nove mudas de árvores a R$90,00 cada, em determinado local. Após cumprido esse critério, o pedido foi deferido no outro dia. “Eu acho esse critério errado tem alguma coisa que a gente tem que observar e estudar para poder avançar nesse

Comunicado A reportagem questionou ao edil se ele chegou a comunicar ao Secretário de Meio Ambiente, Pedro Coelho, sobre o esquema para liberação do corte e em resposta Rodyson disse que ainda não, mas iria tomar as providências necessárias. “Já estou providenciando um agendamento pessoal com ele para conversar e quero uma reunião com todos os responsáveis pelo deferimento ou não pelos cortes de arvores em Divinópolis.

Vereador irá propor projeto de lei para estabelecer critérios para o corte de árvores

momento de pedir o protocolo e obter o deferimento para o corte na Secretaria de Meio Ambiente. “A Secretaria sem critérios colocam da forma, que lhes convéns se corta ou não e com esse projeto de lei eu quero que o técnico responsável pelo corte de árvore, na Prefeitura, dê um laudo pelo deferimento ou indeferimento e explique os motivos pelo sim ou pelo não porque se uma árvore dessa cair em cima de uma casa ou de um cidadão trazendo transtornos, sendo que o pedido da comunidade não foi atendido o técnico terá que ser responsabilizado”, disse. O parlamentar disse que vários cidadãos o procuraram relatando essa dificuldade para

intuito de melhorar a substituição de árvores em Divinópolis, que tem que ser o mais rápido já que tem muitas árvores podres ameaçando vidas”, declarou. O edil disse que o morador relatou que quem estabeleceu o critério é servidor ligado a Secretaria de Meio Ambiente. Rodyson disse que foi um caso isolado e quer descobrir quem foi esse servidor, que estabeleceu esse critério por conta própria fugindo da lei municipal, que prevê o plantio de uma ou no máximo de duas mudas.

de 2003, que autoriza o poder executivo a doar imóvel de propriedade do município ao sindicato das industrias do vestuário de Divinópolis - Sinvesd,

que foi sobrestado. Cobranças Entre as cobranças dos vereadores constou: a resolução para as cheias dos córregos do Milho e Fechas Catalão; a crítica pelo fechamento da Praça do Santuário nas férias sendo que as obras só iniciaram recentemente; o pedido de acesso facilitado aos deficientes visuais no transporte coletivo; obras de infraestrutura e manutenção para os bairros São Simão e Nova Fortaleza; estradas rurais sem canaletas para drenagem pluvial; críticas a terceirização do esgoto; o possível fechamento da escola Rosa Vaz de Araújo, no bairro Vila Romana; o abandono de casas populares no bairro Nova Suíça; denúncia contra o secretariado do executivo no atraso de obras, entre outras demandas e denúncias.

Aguinaldo Ribeiro é nomeado Ministro das Cidades Presidenta cobra resultados, e novo responsável pela pasta afirma vencer burocracias

Após ter sido anunciado como novo ministro das Cidades, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) afirmou ontem (2) que, no encontro com Dilma Rousseff (PT) no Palácio do Planalto, a presidente lhe pediu “resultados”. Em entrevista, Ribeiro disse que, para atender ao pedido da presidente, tem uma única preocupação: "trabalho". Ele toma posse na tarde de segunda-feira (6). “Vou me dedicar ao máximo, buscando ter um quadro de técnicos competentes. O próprio ministério, já sei, que tem muita gente competente. Mas buscando qualificar o trabalho que nós vamos fazer para que esse trabalho gere resultados de forma muito rápida”, declarou. Líder da bancada do PP na Câmara, Aguinaldo Ribeiro substituirá no ministério o colega de partido deputado Mário Negromonte (PP-BA), que pediu demissão nesta quinta, depois de ter sido alvo de uma série de denúncias de irregularidades.

Ribeiro disse que terá como tarefa "vencer as burocracias" para conseguir executar o orçamento da pasta previsto em lei para este ano. “Muitas vezes, você tem um orçamento, mas não consegue a execução orçamentária. Acho que esse é o grande desafio nosso: vencermos e termos uma boa execução orçamentária, fazendo acontecer todas as ações que estão planejadas pelo governo Dilma”, declarou. Segundo Ribeiro, o desafio é acelerar os investimentos em habitação (dentro do programa Minha Casa, Minha Vida) e os relacionados à Copa do Mundo (como as obras de mobilidade urbana), que cabem à pasta. “A presidente pediu foi resultados. Por isso, nós temos muito trabalho, para vencer os desafios que temos pela frente no Brasil, que é complexo, que tem suas diferenças regionais, com problemas em várias áreas, em que você tem que dar uma resposta muito rápida”, afirmou.


04 OPINIÃO

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

editorial

E

Ensinar a pescar

xistem hoje no mundo 27 milhões de desempregados a mais do que em 2007, quando começou a crise econômica global, segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT). A entidade afirma que o mundo enfrenta hoje um “desafio urgente” de criação de empregos. A Organização estima que serão necessários 600 milhões de vagas nos próximos dez anos. O Brasil é o terceiro país, atrás do Japão e Índia, no ranking que aborda a dificuldade de contratação de mão-de-obra qualificada. Um em cada três empresários brasileiros está sentindo essa falta de profissionais, sobretudo os de nível técnico, operários, engenheiros, assistentes administrativos, secretárias, motoristas, contadores, TI, mecânicos e vendedores. Para driblarem o problema, algumas empresas vêm investindo em universidades corporativas para formarem seus empregados. O número de desempregados no último mês de 2011 foi estimado em 2,02 milhões, 142 mil a mais que em novembro. O nível de ocupação cresceu 0,6%, com a abertura de 116 mil vagas. No período, 26 mil pessoas desistiram de concorrer aos postos de trabalho. Medidas tomadas pelo governo brasileiro estão tentando minimizar essa mazela mundial e uma das ferramentas que há muito atendem a população são as agências locais do Sine. Os índices divulgados essa semana demonstram a enormidade do trabalho prestado, mas não deixam dúvidas quanto ao muito “Realmente medidas são que ainda falta avançar. necessárias para que a Só em Minas Gerais, milhares de trabalhadores acorreram aos balcões população, principalmente do Sine, e o dado que chama a atenção aquela mais carente, seja é de que a grande maioria desses foi atendida e meios sejam encaminhada a uma entrevista, mas somente 12% deles conseguiram ser lhes dados para que a plena inseridas ou reinseridas no mercado de cidadania seja alcançada em trabalho. A grande motivação para esse todos os seus níveis. Ao dar baixo índice de aproveitamento é a falta de qualificação profissional, a esperança o caniço e ensinar a pesca do trabalhador acaba sendo barrada ao invés de simplesmente pelas exigências técnicas e específicas dar o peixe, condições das vagas pleiteadas contrapostas à falta de qualificação do trabalhador. estão sendo dadas para que O Sine implantou cursos de qualifimais cidadãos preparados cação profissional e conseguiu capacitar comecem realmente a fazer vários trabalhadores, mas ainda existem 20 mil vagas em aberto nas agênparte do País, e não sendo cias por todo o Estado. A construção civil mais deixados à margem do é dos setores que mais oferecem vagas e tão alardeado crescimento por consequência mais afetado por essa carência de profissionais capacitados nacional. Que o posto de ou que se coloquem a disposição para sexta maior economia serem treinados. mundial se reflita numa A especialização de mão obra esbarra na adaptação de parte da sociedade inclusiva e justa.” população, que atendida por políticas assistencialistas do governo como Bolsa Família e Seguro Desemprego, infelizmente vem criando certa acomodação e resistência, porque estando colocado profissionalmente o trabalhador perde direito às benesses ofertadas pelo governo, passando a subsistir exclusivamente de seu salário. Procurando combater esse quase vício, o Governo Federal, resolveu como uma das providências, vincular o seguro-desemprego à disponibilidade do trabalhador em fazer um curso de qualificação ofertado pelo Sine e atender a uma colocação de trabalho e que se recusado sem motivo plausível, causará a perda do benefício. Realmente medidas são necessárias para que a população, principalmente aquela mais carente, seja atendida e meios sejam lhes dados para que a plena cidadania seja alcançada em todos os seus níveis. Ao dar o caniço e ensinar a pesca ao invés de simplesmente dar o peixe, condições estão sendo dadas para que mais cidadãos preparados comecem realmente a fazer parte do País, e não sendo mais deixados à margem do tão alardeado crescimento nacional. Que o posto de sexta maior economia mundial se reflita numa sociedade inclusiva e justa.

ÓRGÃO Do grupo Gazeta do Oeste de comunicação ltda

FUNDADOR: Antônio Eustáquio Rodrigues Cassimiro (1947 2004)

Diretor PRESIDENTE Fernando Marcos Rodrigues

Diretor DE MARKETING Leonardo Marcos Rodrigues

EDITORA CHEFE Liziane Ricardo

Assessores Jurídicos Dr. Márcio F. Vaz • Dr. Mauro M. Nogueira • Dr. Breno M. de Faria Administração, Redação E GRÁFICA: Rua Rio Branco, 948 - Porto Velho • Divinópolis (MG) • CEP 35.500-430 TELEFONE: (37) 3222-6322 • www.g37.com.br • gazeta@gazetaoeste.com.br O jornal não é solidário com conceitos emitidos em colunas e matérias assinadas.

Andreza Silva

andreza@repensarndh.com.br

Hipnose e regressão Como vimos nos artigos anteriores, a hipnose é um estado da mente que todos nós experimentamos, naturalmente, ao longo do dia. Quando dirigimos um carro, por exemplo, podemos nos distrair com nossos pensamentos ou com uma conversa e dirigi-lo como se estivéssemos no “piloto automático”. Quando lemos um livro, ou vemos um filme interessante, focamos tanto, que muitas vezes não ouvimos quando alguém nos chama. O mesmo acontece quando ouvimos uma música que gostamos muito, viajamos na sua letra, no seu som e nas sensações que ela nos traz. Quando isso acontece estamos em um estado de transe, de focalização, que é um dos fenômenos da hipnose. Somos hipnotizados várias vezes durante o nosso dia. Estamos tão concentrados em algo, que vamos nos desligando de tudo a nosso redor. Durante a hipnose acontecem os chamados “fenômenos hipnóticos”, e são estes que mostram para o hipnoterapeuta e, alguns para a própria pessoa que ela realmente esteve em transe. Muitos desses fenômenos acontecem naturalmente ou são induzidos pelo hipnoterapeuta. Podemos citar o transe, a distorção do tempo, dissociação, amnésia, hipermnésia, regressão, progressão, analgesia e outros. Hoje iremos nos concentrar na regressão e nas muitas dúvidas que surgem em nossa mente sobre este tema. A regressão é um fenômeno hipnótico, isto é, um fenômeno da nossa mente, onde recordamos memórias, sentimentos, situações, há muito esquecidas. Está tudo armazenado em nosso cérebro, e às vezes basta um cheiro, uma música, para que a nossa mente nos transporte para outros momentos de nossas vidas. É muito bom poder lembrar de momentos agradáveis, que vivemos há muito tempo, como situações vividas na infância, uma palavra motivadora de alguém importante para nós, um gesto carinhoso, isto nos traz sentimentos e sensações agradáveis. Porém no nosso cérebro também estão armazenadas situações e sentimentos ruins, coisas que aconteceram em nossas vidas que trouxeram muitos sofrimentos. E estas percepções de fatos ocorridos, mesmo que há muito tempo, nos influenciam constantemente. Nestes casos, muitas vezes é importante fazer uma regressão com o paciente, até o momento traumático, dando um novo significado aquela situação. Normalmente usamos no consultório, a regressão de idade, onde o paciente revive o passado como se fosse presente. Não importa se esse passado tenha ocorrido há um mês ou há 20 anos. Estando regredido, o indivíduo se comportará da mesma forma como naquela idade. Sua voz, a forma de falar, de agir, a postura corporal será coerente com o momento que está sendo revivido. A regressão de idade acaba sendo muito confundida com a hipermnésia, que são lembranças nítidas do passado. No caso da regressão de idade, a pessoa se comporta de acordo com idade em que está naquele momento. Ela não somente lembra, mas revive aquele momento. Em relação à regressão à vidas passadas, autores como Brian Weiss aborda este tema de forma bem interessante. As pessoas que acreditam na existência de outras vidas e percebem que a lembrança das mesmas pode ajudar na solução das dificuldades atuais, nos hipnoterapeutas podemos ajudá-las neste processo, resgatando estas memórias. A regressão é indicada quando há situações do passado que afetam diretamente o paciente no aqui - agora. A vivência da situação traumática e a sua reelaboração é a maneira mais efetiva de conseguirmos modificar as gravações que dele derivam e nos acompanham, dificultando o nosso desenvolvimento. A regressão normalmente é realizada individualmente, através de técnica de hipnose, de forma segura e acolhedora, quando julgamos ser necessário para ajudar o paciente. A regressão é uma das possibilidades de ajudar o paciente a enxergar de forma diferente o seu passado. É uma forma de voltar onde algum trauma ou experiência desagradável ocorreu, e poder ver com olhos diferentes, podendo-se pensar de modo mais funcional sobre os fatos que aconteceram em sua vida. Durante a regressão, o hipnoterapeuta pode utilizar-se de vários recursos e fazer novos questionamentos para a pessoa naquele momento, tentando buscar novas formas de “enxergar” a situação, de ressignificar. Novas possibilidades, alternativas, que no momento do trauma a pessoa não tinha, mas que agora lhe é possível. A pessoa tem todos os recursos dentro dela, para ajudá-la a reagir da melhor forma agora. Cabe aos hipnoterapeutas ajudar o paciente na superação de suas crenças limitantes, podendo assim se libertar de um passado sofrido, para realmente viver o seu presente de forma mais equilibrada.

Hipnoterapia Neuropsicologia Psicologia Clínica Orientação Vocacional Consultoria Empresarial Cursos / Palestras / Treinamentos

Andreza Aparecida Silva Psicologia / Neuropsicologia / Hipnoterapia CRP 04/27079 Wagner de Oliveira Psicologia / Hipnoterapia CRP 04/27107

Rua João Morato de Faria 172 sala 702 37 3221-2581 . Centro . Divinópolis . MG repensar@repensarndh.com.br

Leonardo Cavalcante

lcavalcante@fractalinvestimentos.com.br

Investindo em Imóveis de Forma Inteligente Quem algum dia não ouviu a velha frase- quem compra terra nunca erra! Certamente boa parte dos leitores já ouviu algum dia. E essa frase tem sim seu fundamento, contudo, nunca deve ser considerada uma máxima. Investir em imóveis foi durante décadas um ótimo negócio. Durante o período de inflação avassaladora que vivemos, muitos especuladores imobiliários fizeram fortunas. A partir de 1994, com o plano real, a taxa de inflação caiu dramaticamente, e muitos destes mesmos viram seus anos de trabalho ser consumidos rapidamente. Os preços se fixaram, a inflação ficou cada vez menor, e por mais uma década os preços praticamente estagnaram. E investir em imóveis passou a não ser algo tão atrativo. É verdade que nos últimos três anos vimos um boom nos preços, devido ao aumento do crédito e ascendência das classes D e E. Teremos ainda um cenário de aquecimento, ainda é grande o déficit habitacional, mas é preciso cuidado, pois, isso não quer dizer que os preços continuem a subir. A oferta de imóveis tem sido também crescente, e isso deve levar a estabilização dos preços. O investimento em imóveis implica em vários inconvenientes. Ricardo Almeida, professor de finanças do Insper, não acredita em desaquecimento, no seu entender, ainda há “grande demanda reprimida pela casa própria”. Ainda assim, aponta desvantagens: depreciação e gastos com manutenção. Encarecem também despesas de cerca de 5% na compra, referentes ao ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), documentação e registro. Na venda, há gastos em torno de 5% com o pagamento de corretagem. Além disso, há uma dificuldade em diversificar. Para se reduzir riscos, uma das maneiras mais utilizadas nos investimentos é a diversificação. Porém, diversificar em imóveis demanda um capital bastante alto, além de muito tempo na procura dos imóveis. Há ainda a alta taxação de imposto de renda (IR) sobre os aluguéis, que chega a 27,5% sobre o valor bruto recebido, que já é um valor baixo em relação ao preço. Os aluguéis hoje dificilmente ultrapassam 0,6% do valor do imóvel, sem contar com a vacância (períodos sem inquilino), despesas rotineiras com o imóvel, e desconto do IR, que pode baixar a rentabilidade para uma média de 0,3% a 0,4% ao mês. Considerando a poupança, um dos investimentos com mais baixa rentabilidade, rende em média em 0,6% ao mês com isenção de IR, é preciso colocar na balança, fazer as contas, para decidir a melhor opção. Por fim, outra desvantagem, é a falta de liquidez na hora da venda. Não se consegue desfazer de um imóvel rapidamente, a menos que baixe muito o preço. Somando-se tudo, percebe-se a dor de cabeça de investir em imóveis da forma tradicional. Muitos ganharam muito nos últimos anos, mas isso não quer dizer que irá continuar. É obvio que não estou dizendo para não investir em imóveis, mas sim, levantando a questão, coloque qualquer investimento na ponta do lápis, na calculadora. Em um país com cerca de 0,5% de inflação ao mês, investir em algo que lhe dá menos que isso pode dar a falsa impressão de que esta sendo um bom investimento. Em 1993, chegou ao Brasil uma nova modalidade de investimento em imóveis, os fundos imobiliários, através da Lei 8.668 de 25/06/93. Mas só a partir de 2005, esta modalidade ganhou popularidade. Os fundos imobiliários, a semelhança dos fundos de investimentos tradicionais, são formados por grupo de investidores que tem o mesmo objetivo, aplicar recursos, solidariamente, em grandes empreendimentos imobiliários que, sozinhos, não conseguiriam fazê-lo. Apresentam vantagens substanciais em relação ao investimento em imóveis tradicional. Na próxima semana, abordaremos detalhadamente o que são, quais as vantagens e desvantagens dessa modalidade de investimento, muito conhecida no exterior. Acesse o link do vídeo institucional da BM&F Bovespa www.tvbvmf.com.br/Videos/962 veja mais sobre esses fundos, até a próxima semana! Leonardo Cavalcante - Agente Autônomo Credenciado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) - Certificado de Qualificação CPA-20 pela ANBID - Autor do livro “Investindo com Inteligência”, ed. Novatec-SP - Diretor de relacionamento da Fractal Investimentos www.fractalinvestimentos.com.br


CIDADES 05

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Análise aponta contaminação no “Canto da Mina”

Vacina contra Hepatite B tem faixa etária ampliada para 29 anos Arquivo GO

Coliformes fecais foram encontrados na água das torneiras abastecidas pela chamada mina 2 Vinicius Soares

Sarah Rodrigues

sarah.rodrigues@gazetaoeste.com.br

Na semana passada a mortandade de alguns peixes no “Canto da Mina”, no bairro Niterói assustou a população local. Imediatamente a Vigilância Sanitária através da Divisão de Saúde recolheu amostras e interditou a mina por suspeita de contaminação. Na manhã de ontem (02), foi divulgado pela Vigilância Sanitária o resultado da análise da água das minas. A expectativa era de que o laudo saísse em 10 dias, mas segundo a Diretora da Vigilância Sanitária Adriana Gomes, o setor pediu agilidade devido ao risco de contaminação na população. “A gente precisa ser ágil nestes assuntos, nós pedimos à Copasa um andamento mais rápido do resultado, dessa análise e eles atenderam a nossa solicitação e enviaram o resultado das análises”. A diretora explica que o Canto da Mina possui duas nascentes, uma primeira abastece as torneiras em que os moradores lavam roupas, e a outra abastece o cano que a população chama de “bica” e tem também a área do reservatório. “Com relação ao resultado desses locais, a Nascente Um, que abastece a bica, é própria para o consumo humano. Já a Nascente Dois, que está na área

A água das torneiras são impróprias para o consumo. Já de acordo com a análise a água que vem do cano conhecido como “bica”, pode ser consumida

das torneiras, onde lacramos e também no tanque onde ficavam os peixes, aquela água não é própria para o consumo humano, porque de acordo com a análise microbiológica que foi feita da água, constatou-se a presença de Coliformes Totais, Coliformes Fecais”, frisou. Gomes ressaltou que são necessárias ações com a população, para que entendam que não se pode beber da água que sai das torneiras, por serem impróprias para o consumo.“De acordo com a portaria n° 2914, a gente não pode deixar que eles bebam, porque é bacteriologicamente imprópria ao consumo humano, conforme artigo 11 da portaria n° 518 do Ministério da Saúde. Ou seja, aquela água não é própria para consumo humano”. Durante a interdição, os fis-

cais retiraram as placas de “Água própria para consumo”. Adriana ressalta que novas placas serão colocadas no local alertando qual é para o consumo e qual não deve ser consumida pela população. “Nós vamos colocar de novo a placa naquela que é própria para consumo humano e no outro local dizendo que é imprópria para consumo humano. E nós podemos esclarecer para a população que essa análise não apontou realmente o motivo da contaminação, qual o motivo da mortandade dos peixes, pode ter sido por vários motivos”, avalia. Como a análise não apontou as causas da contaminação, a diretora afirmou que uma equipe irá até a captação da mina para extrair novas análises. “Nós vamos fazer também, nossos técnicos da Vigilância em Saúde, da

“Vigi água”, que faz a vigilância da água aqui em Divinópolis, vamos fazer uma nova coleta na captação. Para vermos se conseguimos detectar algum problema”. Para a diretora da Vigilância Sanitária, a população deve ter uma atenção e entender a situação, para não ser prejudicada. “As pessoas não devem utilizar daquela água que é imprópria para o consumo humano. A gente pede que a população entenda, porque a sabemos que existem pessoas que ainda insistem em beber aquela água. A gente deixa claro que não pode. A água das torneiras não deve ser bebida, ela não é própria para o consumo. E o mal pode ocorrer com quem beber da água, podem acarretar vários distúrbios, como gastrointestinais e outras complicações”, ressalta Adriana.

Moradores dizem que vazamentos de água no São Roque são comuns Marina de Morais

Marina de Morais

marina.morais@gazetaoeste.com.br

Na última quinta-feira, 2, um vazamento de água na rua Ceará, bairro São Roque dificultou o tráfego de pessoas e ônibus. Um buraco foi aberto na terra devido ao volume constante do vazamento e a água escorria até o final do quarteirão. De acordo com Amilton Jésus, que mora em frente ao local onde o buraco foi aberto, a água está correndo desde quarta-feira a noite. Ele conta que os vazamentos na região são constantes e que os vizinhos sempre têm acionado a Copasa para os consertos. Entretanto, ele afirma que o problema está no rua que é de terra, e que, assim, não protege, de fato, a tubulação, uma vez que na rua há o tráfego constante de ônibus. Sirleia Lúcia, também moradora da região, conta que ela e vizinhos já foram à Câmara Municipal de Divinópolis, 3 ou 4 vezes, solicitando obras na rua, principalmente pelo fato de ser a rua utilizada pela linha de transporte coletivo. Sirleia, que mora há 24 anos na região, afirma que a rua sempre foi terra e que o clima castiga os moradores. “Quando

Vazamento de água dificulta o tráfego de pessoas e ônibus

chove, se abrem muitos buracos na rua e ela fica intransitável por causa do barro. E quando está muito quente, a gente precisa jogar água, porque não consegue aguentar a poeira que sobe”, argumenta a moradora. De acordo com os moradores, os incidentes são comuns na rua e a colocação de asfalto na região poderia melhorar a situação.

Sirleia conta que tratores passam constantemente na região, para nivelar o solo, mas que assim os canos ficam mais superficiais e fáceis de serem perfurados por veículos que trafegam pelo local: o que favorece o surgimento de novos vazamentos. Ela também conta que o projeto de asfaltar a rua já existe há vários anos, mas que até hoje não foi colocado

em prática. Amilton mostra como a água mina fácil na região e como o solo fica encharcado com o vazamento. Ele chuta a terra, poucos metros a frente do buraco, em um local que, de acordo com o morador, sempre há vazamentos também. Em poucos segundos é possível ver a água brotando da terra. A situação de toda a rua é delicada. Há vários buracos e não há calçamento ou asfalto. Próximo ao buraco é possível sentir a vibração do solo, além de um forte barulho que sai da terra, provocados pela quantidade abundante de água que passa pelos canos. Os moradores disseram que vários vizinhos acionaram a Copasa pela manhã. De acordo com Emerson Maia Menezes, responsável pelo atendimento aos clientes da Copasa, a previsão é de que o vazamento fosse consertado ainda na quinta-feira. Já em relação ao asfalto, de acordo com Lúcio Espíndola, superintendente municipal de Obras e Projetos Especiais, a previsão é de que as obras sejam realizadas na rua no segundo semestre do ano.

De acordo com Osmundo Santana, epidemiologista, a imunização contra Hepatite B necessita de três doses da vacina Marina de Morais

marina.morais@gazetaoeste.com.br

Segundo o Ministério da Saúde, em 2012 vacinas contra Hepatite B tem faixa etária ampliada para 29 anos. De acordo com Osmundo Santana, epidemiologista da Secretaria Municipal de Saúde, a vacina foi inserida no calendário vacinal brasileiro em 1999 e com o passar dos anos sua faixa etária foi ampliada, chegando, em 2012, ao limite de 29 anos. Osmundo conta que para a doença ser, de fato, prevenida, devem ser administradas três doses da vacina. A primeira no nascimento da criança, em que a vacina é aplicada no próprio hospital. A segunda após 30 dias, e a terceira, 6 meses depois da primeira dose. De acordo com ele, a meta mínima estabelecida pelo Ministério da Saúde, em 2011, era de que 95% das crianças abaixo de um ano estivessem sido imunizadas. Entretanto, em Divinópolis, a porcentagem alcançada foi de 90%. Já na população de adolescentes o número cai ainda mais: apenas 70% está imune à doença. De acordo com Osmundo, a Hepatite B é uma doença infecciosa, que pode causar cirrose hepática e câncer no fígado. Cerca de 10% das pessoas que contraem a doença não conseguem se curar, pois seu corpo não consegue produzir defesa. A doença pode ser transmitida através do contato de sangue, secreções, compartilhamento de agulhas, seringas, objetos cortantes e relações sexuais sem preservativo. Osmundo diz que é por essa série de fatores que a faixa etária da vacina foi ampliada, principalmente levando em consideração a taxa de imunidade entre os jovens e adultos e a atividade sexual, que tem sido iniciada cada vez mais cedo, sem a utilização de proteções de barreira. O epidemiologista ainda acrescenta que existe um grupo de comportamento de risco, ou seja, um grupo de pessoas mais vulneráveis a contrair a doença, como caminhoneiros, prostitutas, manicuras, doadores de

sangue, profissionais da saúde, entre outro, que pode tomar a vacina independentemente da idade, basta procurar um posto de vacinação. Ele explica que é recomendado às gestantes tomarem a vacina também, para protegerem a si mesmas e seus bebês. Osmundo conta que alguns fatores influenciam para a não imunidade da população à doença. O primeiro é o desconhecimento de disponibilidade da vacina nos postos. O segundo é a falta de continuidade no tratamento: às vezes a criança toma apenas uma dose da vacina. Outro fator citado por Osmundo foi verificado durante as campanhas de vacinação anteriores: a falta de adesão do sexo masculino à tomada de vacinas. Ele diz que existe um receio cultural entre os homens sobre as agulhas. Por fim, Osmundo ressalta as falhas das equipes de vacinação, que deveriam, ao invés de atender no posto sob demanda, ir até os locais frequentados pelo grupo em questão (adolescentes e adultos), como por exemplo, escolas. De acordo com o profissional, essa ação é chamada de “extra-muro”. Ele também cita que as campanhas nacionais devem alertar mais sobre a doença e seus riscos. “A vacina contra Hepatite B é segura e quase isenta de efeitos colaterais, pois foi produzida através da engenharia genética, o que também garante sua maior eficiência”, argumenta Osmundo. Ele ainda comenta que o programa brasileiro de vacinação é um modelo mundial do ramo. Hoje o país produz grande parte das vacinas e o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza vacinas contra mais de doze tipos de doenças como caxumba, difteria, poliomielite, sarampo, febre amarela, entre outras. De acordo com o epidemiologista a vacina pode ser tomada em qualquer posto de vacinação. Hoje, Divinópolis conta com 33 salas de vacina. Osmundo diz que os pais devem ficar alerta em relação às campanhas e levar seus filhos nas datas estabelecidas pelo Ministério da Saúde.


06 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Prefeitura lança espaço “Divina Pirô” Pista está liberada para divinopolitanos Sarah Rodrigues

Sarah Rodrigues

sarah.rodrigues@gazetaoeste.com.br

Através de uma parceria entre a prefeitura municipal de Divinópolis e a Realíssima Eventos a pista do Carnaval de Divinópolis, denominada espaço “Divina Pirô” será aberta para a população. A expectativa é de que 10 mil pessoas passem pelo Parque de Exposições por dia

de evento. A prefeitura através da Secretaria de Esporte e Lazer (Sel) investirá R$ 160 mil no evento. Em uma coletiva de imprensa realizada na manhã de ontem (02) no gabinete do prefeito foi apresentado o plano de ação para a festa. Estiveram presentes o secretário municipal de Esportes, Rômulo Duarte, o empresário Artur Martins e o prefeito

Para o secretário a ordem de chegada é o melhor método para se evitar a possível venda dos ingressos

Vladimir Azevedo. De acordo com o prefeito através da Parceria entre o Público e o Privado todos saem ganhando, principalmente a população. Ele explica que o dinheiro que seria investido no carnaval municipal será encaminhado para o Carnaval no “Espaço Divina Pirô”. “Nós queremos fazer uma Divina Pirô especial para o Centenário, nós estamos fechando uma parceria com o Carnaval de Divinópolis, tivemos três anos de Divina Pirô, como um pré Carnaval, e a gente se consolidou como a abertura do Carnaval na região centro oeste, porque Divinópolis não tinha a tradição de fazer a festa na data magna”. Azevedo pontuou que a Divina Pirô era um pré-Carnaval, mas devido ao Centenário de Divinópolis, o Carnaval será especial. “Nós entendemos que é uma Divina Pirô especial do Centenário e fizemos de uma maneira inteligente e espero que cada vez mais, ocorre essa parceria sadia do público com o privado para fazer eventos melhores para nossa cidade, garantindo sempre com as diretrizes que nós colocamos a participação dos artistas

Martins garantiu que o preço dos alimentos será mais barato que qualquer festa que ocorreu em 2011

locais”, explica. Segundo Artur Martins, representante da Belíssima Eventos, organizadora, o Parque está equipado para receber cerca de 10 mil pessoas por dia, sendo que entre 8 e 9 mil pessoas devem circular pela pista, entrando gratuitamente por ordem de chegada. “Os demais setores representam entre 1500 e 2000 pessoas. Por questão de segurança pública, não existe mais a questão de portão aberto, hoje somos obrigados a ter um controle de acesso ao público. Estamos estudando isso, mas o que deve ser feito é um sistema de controle de catraca, para

que seja feita uma contagem”. Sobre o critério de escolha da forma de entrada ser pela ordem de chegada, o secretário de Esporte e Lazer, Rômulo Duarte explica que é para evitar possíveis cambistas. Para ele se tivesse que trocar abadá, ou outros métodos, as pessoas poderiam usar para vender os ingressos na porta do Parque. Sobre a classificação etária para entrada no Carnaval o organizador explica que foi solicitado através do alvará no setor de infância e juventude que adolescentes de 12 a 14 anos estejam com os pais. De 14 a 16

anos compareçam ao evento com um maior responsável e acima de 16 a entrada é liberada. “Isto ainda não foi autorizado, mas a solicitação foi feita nestes termos”, explica. A organização ainda informou que os preços a serem pagos nos alimentos e bebidas presentes no Parque serão os mais baixos já aplicados em festas na cidade. “Os preços que irão ser praticados, são menores do que todos os eventos que passaram pelo Parque de Exposição em 2011”, frisou Martins. Os demais espaços serão vendidos normalmente nos locais credenciados.

Quem tem São João de Deus Saúde tem a segurança de um plano com cobertura nacional em caso de urgência e emergência. De ser atendido em mais de 400 hospitais e clínicas em todo o país, através da Rede Abramge e das Santas Casas Unidas. Não importa onde esteja, uma coisa é certa, o São João de Deus Saúde está Sempre Perto de você. Sempre certo é ter o atendimento dos melhores médicos e profissionais de saúde. É contar com as melhores clínicas e laboratórios e a garantia do Hospital São João de Deus, um dos melhores e mais completos hospitais de Minas. Por isso, onde estiver, fique tranquilo porque estamos Sempre com você, em todo o país.

Sempre perto. Sempre certo.

Sempre com você.


CIDADES 07

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Comerciante reclama sobre lei que regulamenta a utilização de publicidade em bancas de jornal marina.morais@gazetaoeste.com.br

De acordo com a lei municipal nº 7.389/2011, que menciona a utilização do lado posterior de bancas de jornais e revistas, as publicidades afixadas no local “deverão conter mensagens educativas, que visem orientar sobre questões de interesse público, como meio ambiente, saúde pública, entre outros”. Último Reis, comerciante de uma banca de jornal, diz que fica indignado com a lei. Ele afirma que tinha contrato com uma operadora de telefonia móvel já há alguns anos e que a operadora não quis mais anunciar em sua banca devido à lei municipal. Reis conta que tentou utilizar anúncios que cumprissem a lei, trazendo mensagens sobre cuidados com o meio ambiente, juntamente com logomarca e nome de operadoras. Entretanto,

de acordo com ele, ainda assim os anúncios não foram aceitos, alegando poluição visual. O comerciante mostra documentos de queixas sobre o assunto, abertas por ele no Ministério Público. Ele mostra também a resposta obtida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que dizia que seriam aguardadas as manifestações feitas pelo ministério. Reis continua sem resposta. Ele ainda conta que esteve em reunião com o secretário municipal do Meio Ambiente, Pedro Coelho, e que o argumento para a proibição dos anúncios publicitários na banca seria a poluição visual causada por eles. “Eu não entendo porque outdoors são permitidos e os anúncios não. Afinal, eu anuncio na minha banca apenas o que eu vendo na banca. Você não compra cartão de créditos para celular debaixo do outdoor. Para mim, outdoor

Marina de Morais

Marina de Morais

De acordo com lei municipal, a utilização de anúncios publicitários nos lados posteriores de bancas de jornal e revistas deve ser exclusiva para mensagens educativas

polui muito mais, pois desbota e fica sujo e descascando”, argumenta o comerciante. Reis comenta que recebeu uma autuação da secretaria municipal de Meio Ambiente, no dia 25 de janeiro de 2011, que exigia a retirada do anúncio em até 24h. Reis entrou com um recurso em 26 de janeiro de 2011 pedindo a

anulação da autuação, afirmando que o anúncio dizia respeito aos seus produtos comercializados. De acordo com ele, nunca houve resposta. O comerciante afirma que gastou cerca de 30 mil reais com estrutura de banca para que os anúncios pudessem ser afixados. “Eu preciso do dinheiro dos

anúncios. Se alguma operadora quer colocar um anúncio na minha banca, ela procura saber primeiramente se pode ser afixado, dentro das leis municipais. Aí, procura o poder público, que afirma que a colocação de publicidades não é permitida em nenhuma hipótese”, diz. Reis ainda conta que paga

mais de R$1.600 em impostos, a cada dois anos, para o poder público, para poder comercializar em espaço público, chamado de ocupação de solo. O comerciante ainda disse que já procurou o prefeito para esclarecimentos e que não foi recebido. Também procurou o vice-prefeito, que, de acordo com Reis, disse que tomaria providências para solucionar o problema. Reis afirma não ter recebido qualquer retorno. O comerciante diz que procurou a redação da Gazeta do Oeste na espera de conseguir respostas para seus questionamentos. E para que a situação seja regulamentada. O secretário municipal de Meio Ambiente, Pedro Coelho, não concedeu entrevistas sobre o assunto até o fechamento desta edição. De acordo com secretaria, ele poderá dar esclarecimentos a partir de segunda-feira, 6 de fevereiro.

O silêncio é fundamental para a Mais de 85 mil atendimentos são cura dos pacientes em um hospital realizados na UAI de Divinópolis Para facilitar o tratamento, funcionários do Hospital São João Os dados são referentes ao ano de 2011 de Deus criaram a campanha do Silêncio

Arquivo GO

Cristiane Fernandes

Cristiane Fernandes

cristiane.fernandes@gazetaoeste.com.br

Visitar um hospital as vezes é muito triste, no local sempre existem pessoas doentes ou gravemente feridas, todos estão ali a procura da cura de algo ou são visitantes, funcionários ou colaboradores do hospital. Porém ao visitar, trabalhar ou ao ser internado em um hospital, a pessoa deve ter consciência que ali existem pessoas doentes e que o barulho, a conversa e as risadas atrapalham no tratamento, por isso, o Hospital São João de Deus (HSJD), em Divinópolis, resolveu fazer uma campanha para conscientizar as pessoas sobre a importância do silêncio para o tratamento dos pacientes. Para conscientizar todas as pessoas que frequentam um ambiente hospitalar, sobre a importância de não fazer barulho no local, o Grupo de Trabalho em Humanização do HSJD, criou a Campanha do Silêncio “a campanha foi criada com o intuito de minimizar o nível de ruídos que temos percebido dentro e fora do hospital. A proposta é tentar fazer com que as pessoas voltem a refletir sobre a vida e sobre o estar doente, porque o hospital é um local de silêncio, aqui falamos da dor, da luta, da dificuldade, da cura por um processo difícil e a gente sabe, já é comprovado pela medicina que o barulho dificulta o tratamento” explicou

Campanha do Silêncio será lançada no Hospital São João de Deus

Renato Ferreira, Supervisor do Voluntariado. O barulho prejudica o tratamento dos pacientes, até eles mesmo, segundo o supervisor, o falar muito reflete menos sobre a possibilidade de cura deles. Por isso, o silêncio é muito importante porque a internação em um hospital, é um momento da busca da força interior. A mobilização dentro do hospital, com os funcionários, já começou e cada setor é responsável por fazer cartazes de conscientização e criar um projeto de silêncio no setor. A campanha é voltada para os colaboradores, pacientes, população, usuários, visitantes, tudo isso para melhorar a qualidade do tratamento do doente. Na próxima segunda-feira, vai ser lançada a campanha a partir das duas horas no próprio hospital com a presença dos Doutores da

Alegria e do Mascote do Silêncio “a campanha vai se estender por muito tempo, porque na próxima semana, vai ser apenas uma chamada, porque no hospital é lugar de silêncio” frisou Renato. No próprio HSJD, os pacientes e visitantes já se sentiram incomodados com o barulho e tiveram o tratamento prejudicado “no hospital sempre tem problemas com ruídos, tanto para os pacientes quanto para os visitantes, já foi comprovado que o índice de stress aumenta muito de acordo com o barulho” ressaltou o supervisor. Antigamente o hospital tinha um projeto de música, porém não é mais utilizado porque, de acordo com Renato, acabava virando barulho, pois juntava a música com a fala desordenada das pessoas. E como já foi dito, o silêncio para o hospital é uma questão de cura, o paciente não se cura a base de grito.

Vários serviços são oferecidos no UAI Divinópolis Flaviane Oliveira

flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br

Em Divinópolis a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) realizou cerca de 85 mil atendimentos ao longo do último ano. No centro-oeste esse número chegou a 157.446 mil atendimentos à população. Já no Estado, as unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) realizaram cerca de 2.623.013 atendimentos aos trabalhadores mineiros, em todo o estado há 130 unidades do Sine que são coordenadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete). Em Divinópolis a unidade está localizada na Unidade de Atendimento Integrado (UAI). Em todo o estado as Unidades do Sine inscreveram 563.620 trabalhadores, captaram 245.107 vagas em empresas parceiras,

emitiram 133.365 carteiras de trabalho e requereram 606.344 benefícios do seguro-desemprego. No mesmo período foram encaminhados 699.301 trabalhadores, dos quais 84.533 foram inseridos no mercado de trabalho. QUALIFICAÇÃO Em nota, o secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Carlos Pimenta, falou das estatísticas do emprego no estado e acredita que os resultados serão ainda mais positivos nesse ano. O secretário ressaltou ainda que a falta de qualificação profissional ainda é um impedimento para a inserção no mercado de trabalho “Hoje, somente nas unidades do Sine, temos mais de 20 mil vagas de emprego abertas. Mas faltam trabalhadores qualificados para ocupá-las” relatou. Ainda segundo o secretário,

muitos cursos de qualificação abertos não tiveram todas as vagas preenchidas por falta de candidatos interessados. Entre os cursos com maior dificuldade para se fechar turmas está o de qualificação na área de construção civil. Em todo o estado há falta de profissionais na área mesmo com salários altos. Em nota a Secretaria Estadual de Trabalho ressaltou que somente em 2011, qualificou 6.148 trabalhadores em diversas áreas, como auxiliar de contabilidade, almoxarife, auxiliar de cozinha, bombeiro hidráulico, carpinteiro, costureira, eletricista de manutenção industrial, garçom, marceneiro, motorista operador de caixa, operador de telemarketing, pedreiro, pintor, salgadeiro, recepcionista e vendedor. A previsão é de que nesse ano mais de 30 mil trabalhadores sejam qualificados.


08 VARIEDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Paulo Henrique

psproducoesdivi@yahoo.com.br

Bezerro confirma Ivete Sangalo, O Rappa e Jota Quest na Festa da Cerveja 2012

Fernando & Sorocaba confirmam show na Divina Expô 2012

Ivete Sangalo fará parte da Festa Nacional da Cerveja em Divinópolis este ano. Em conversa com Luís Cláudio Bezerro, organizador do evento, ele comenta que desde o ano passado, já tinha fechado uma data com Ivete para se apresentar em Divinópolis, ele só estava decidindo se a estrela baiana viria para Fenacer ou Divina Folia. E nesta semana, ele divulgou que Ivete se apresentará sim, na Festa da Cerveja, junto com " O Rappa " e "Jota Quest ", atrações confirmadas por ele até o momento. Bezerro ainda revelou, que está contratando Gusttavo Lima, para se apresentar na Divina Ligth, e se der tudo certo, Jorge & Mateus fará parte da programação da Divina Folia 2012. Fiquem ligados no twitter de Bezerro e saiba tudo: @Bezerrocom

Agenda Hangar Music Bar

Sexta-Feira 03-02-12 Thiago & Júnior Sani Franklin Grupo Atraentes Dj JP Sábado 04-02-12 Rafael & Júnior Dias de Truta Chula Rock Band Dj Lú Informações: 37-3222-6665 www.hangarmusicbar.com.br

Babilônia Show

No início desta semana, o presidente do sindicato rural Irajá Nogueira, divulgou através de seu Twitter, que a dupla Fernando & Sorocaba, fará parte da programação musical da Divinaexpo no ano do Centenário. Ele divulgou até a data que a dupla irá se apresentar. O show está confirmado para o dia (2) de julho de 2012, e junto com Fernando & Sorocaba, se apresentará também a dupla Thaeme & Thiago, que estão fazendo o maior sucesso com sua nova música de trabalho “Tcha Tcha Tcha Tcha”. Em breve mais informações sobre a Divina Expô. Fiquem Ligados!!!

Começou as vendas do “Arena Brahma Country”

Começou na última quarta-feira (1), as vendas antecipadas do espaço mais disputado da Divinaexpo 2012. Este ano, está sendo nomeado como “Arena Brahma Country”. O Arena Brahma Country, oferece ao público o melhor atendimento, vista privilegiada para o palco e arena, para que os visitantes possam assistir aos shows e montarias. O Espaço Vip conta ainda com um receptivo, onde os convidados podem desfrutar de serviços exclusivos. Recheado de gente bonita, o Arena Brahma Country selecionou a mais bela equipe de bartenders e garçons para atender o público vip. Mais informações: www.vipbrahmacountry. com.br. Lembrando que o ponto de vendas oficial em Divinópolis, é na loja Jacks.

Administrando o Kaneco

Começou ontem, quinta-feira (2) as vendas de ingressos para o evento “Administrando o Kaneco 6”. O evento será realizado no Parque de Exposições dia (10) de março de 2012. Está sendo montada uma nova estrutura com muito conforto, o evento todos os anos, conta com muita gente bonita, as melhores bebidas, e lembrando que é um evento totalmente OPEN BAR. As atrações confirmadas até o momento, são, Grupo Atraentes, Deu Velha Rock, Dj Lú e Dj Luiz Otavio. Mais Informaçoes ligue: 37-32149320 ou 3221-4876. Ingresso a venda no Ponto do Cartão. NÃO COMPARE, COMPAREÇA!!!

Show Amigos Universitários

Axé Brasil 2012

Ótima notícia para os fãs de axé. A 14ª edição do Axé Brasil, o maior festival deste estilo musical no planeta, já tem data e local definidos, e acontece em 13 e 14 de abril de 2012, na Cidade da Folia, no MegaSpace. As vendas do “Axé Brasil no Escuro” já começaram. Para os primeiros foliões que garantirem os ingressos, uma supresa especial, eles poderão votar nos artistas que vão comandar a festa e deixar o Axé Brasil 2012 com a cara deles! Confira os preços dos ingressos no site: www.folia.com.br e fique ligado nesta coluna para saber de todas as novidades.

Aniversariantes da Semana

Sexta-Feira 03-02-12 Sávio Fernatti Part. Thales Maia Ronaldo Camargo Boate Babilonia Stage Dj Michel Franks Sábado 04-02-12 Sambanejo Nivaldo Braga Tripulantes do Samba Boate Babilonia Stage Dj Torto Domingo 05-02-12 Roda de Samba Grupo Toque A + Dj Residente Informações: 37-3222-5055 www.babiloniashow.com.br

Point Beer

Sexta-Feira 03-02-12 Noite Preta Maycon Mazza Sou Much Dj Residente Sábado 04-02-12 Tony & Alexandre João Paulo & Gil Dj Residente Domingo 05-02-12 Rebolejo Pra ti Sambar Thiago Patta Markinho Ket Felipe Lopes Informações: 37-3213-4929

Forró do Natal

Sábado 04-02-12 Jan Carvalho Fernando Vianna Informações: 37-3214-2838

Lux Lounge

Sexta-Feira 03-02-12 Rock In Samba Fre Asa Dj Roger Freitas Dj Tidus Kirschner Sábado 04-02-12 Aquecimento PlayGround Gabe Live Wrecked Machines Informações: 37-3214-5707

Girus Disco Show

Sábado 04-02-12 Dj Malboro Divas Informações: 37-3231-6633 www.girusdiscoshow.com.br

Adriana Valadares

Amanda Sthefanie

André Luiz

André Munaier

Cléo Júnior

Leonardo Rodrigues

Marliane Soli

A coluna não se responsabiliza por eventuais alterações na programação


VARIEDADES 09

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Eduardo Jáber dudu@jaber.net.br

Mini-Chef Fim de férias, chuva, crianças em casa. Vamos brincar de Mini-Chef ? Em algumas grandes cidades do Brasil já se encontram em escolas de criança, a disciplina “Mini-Chef”. Com toda segurança

e sem mexer com fogo, podemos ensinar crianças a ter gosto pelo maravilhoso mundo da gastronomia. Minhas sobrinhas, as gêmeas Marina e Rafaela, de 4 anos,

Bolo de fubá com queijo adoram bolo de fubá com queijo, como todo mineiro é claro. Quando são elas que fazem, fica melhor ainda. E para a sorte dos leitores elas ainda mandam a receita para vocês.

Ingredientes 3 ovos 1 xícara(chá) de açúcar ½ xícara(chá) de óleo 2 colheres(sopa)de margarina com sal 1 xícara(chá) de leite 2 xícaras(chá) de fubá 1 xícara(chá) de farinha de trigo 1 colher(sopa) de fermento em pó químico 300g de queijo minas cortado em cubos

Vinho da Semana Vinho Tinto Salton 100 Anos Descrição Composição: 50% Cabernet Sauvignon, 40% Merlot e 10% Cabernet Franc. Elaboração: As uvas foram selecionadas de nossos melhores vinhedos localizados na região da Serra Gaúcha. Após um controle rigoroso de sanidade e madurez das uvas colhidas são climatizadas a 5ºC antes de sua elaboração. Vinificação: Primeiramente é realizada a seleção de cachos e extração do engaço (cabinho), após é feita a seleção de grãos e maceração pelicular a baixa temperatura após 6 dias é iniciada a fermentação alcoólica e posteriormente maceração pós fermentativa totalizando aproximadamente 30 dias. Após a clarificação espontânea realiza-se o corte dos vinhos que compõem o produto e armazena-se o produto em barricas de carvalho novo francês meio tostado. Amadurecimento: 16 Meses em barricas francesas novas em cave climatizada com ar filtrado e temperatura entre 12-15°C, umidade entre 75-80%. Acompanhamentos Carnes vermelhas, massa a bolonhesa, carnes condimentadas e carne de caça. Em geral comidas fortes e condimentadas. Temperatura de Consumo 16 a 18 °C Graduação Alcoólica 13° vol

Modo de preparo No liquidificador, bata os ovos, o açúcar, o óleo, a margarina e o leite. Após bater coloque numa tigela. Acrescente o fubá, a farinha e o fermento, misturando bem com uma colher. Coloque numa forma untada com manteiga e farinha de trigo, depois salpique o queijo por cima. Leve ao forno médio pré aquecido por 30 minutos ou até dourar. Sirva ainda quente. As crianças vão

adorar. Se quiser enriquecer mais um pouco a receita, vamos começar com gastronomia molecular fazendo uma espuma de queijo minas. Bater o creme de leite fresco na batedeira até o ponto de chantilly e acrescentar o requeijão cremoso e o queijo, mexendo bem. Tirar o bolo da forma e servir quente com o creme de queijo bem gelado.

Comi, gostei e ensino a fazer Dobradinha ou dobrada é o nome dado, em culinária, ao bucho de animais, em especial do boi, cozido em pequenos pedaços com grande variedade de condimentos e acompanhamentos. É prato tradicional da cozinha do norte de Portugal e de diversas

regiões Brasil, tendo sido tema de célebre poema de Fernando Pessoa, Dobrada à moda do Porto. Na cidade do Porto e na região circundante, a dobrada é conhecida como tripas, sendo o prato mais conhecido designado por Tripas à moda do Porto. O

gentílico tripeiro, que designa um habitante da cidade do Porto, é derivado precisamente deste prato ancestral. Dobradinha é sempre assim: ame-a ou deixe-a. Mas quem é igual a mim, que morre de amores pelo prato, acompanhado de

feijão branco, vira fã de carteirinha da Taberna do Baltazar, no Bairro Serra, na região centro-sul de Belo Horizonte. A casa é comandada pela portuguesa Teresa Baltazar e sua filha Flávia. A Dobradinha... simplesmente maravilhosa.

Dobradinha com feijão branco Ingredientes 1 kg de dobradinha 200g de feijão branco 1 colher (chá) de sal 150 g de paio cortado em rodelas 100 g de bacon em cubos 1 colher (sopa) de óleo 1 limão 2 dentes de alho picados 1 cebola picada 1 colher (sopa) de colorau 1 colher (chá) de tempero alho e sal 1 folha de louro Pimenta-calabresa a gosto Salsa e cebolinha para decorar Modo de fazer Cozinhar a dobradinha, com a

folha de louro, meia colher (sopa) de sal e um limão cortado ao meio com casca durante 40 minutos,

na panela de pressão. Descartar a água e reservar a carne. Deixar o feijão de molho por 20 minutos e

cozinhá-lo com o sal, na panela de pressão também por 20 minutos. Enquanto o feijão estiver no fogo, cortar em tiras a dobradinha cozida. Em outra panela, dourar o bacon no óleo. Adicionar a cebola e o alho e mexer, até ficarem dourados por igual. Juntar o coloral e o tempero de alho e sal. Juntar o paio e deixar fritar um pouco. Acrescente a dobradinha e o feijão branco com a água do cozimento. Deixar ferver por aproximadamente 10 minutos, para apurar o tempero. O caldo deve ficar mais consistente. Se for necessário, acrescentar mais água. Decorar com salsa, cebolinha e servir com pão francês ou torradas.

Safra 2008 Características Organolépticas Bouquet maduro com aromas de chocolate, nozes, amêndoas, uvas e ameixas passas, eucalipto, menta, café torrado, tabaco, frutas vermelhas e especiarias. Seu sabor é prolongado deixando grande persistência de frutas no paladar.

Eduardo Jáber é Engenheiro de Alimentos, Chef de Cozinha e Sommelier, trabalha com jantares, cursos e eventos. (37) 9937-1826


10 VARIEDADES

Horóscopo A tensão Lua-Vênus-Marte pede cuidado com o que fala, pois você tende a ser mal entendida. Suas palavras podem se voltar contra si mesma, seja diplomática.

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Novelas A Vida da Gente Globo - 18h Iná diz a Moema que Laudelino precisa mudar para que ela volte a se relacionar com ele. Laudelino pensa em compartilhar com Iná o resultado de sua terapia. Ana conta para Alice

É preciso ser mais cuidadosa com as finanças, pois as quadraturas que a Lua, ainda em sua área material, forma com Vênus e Marte indica riscos, sobretudo em relação ao seu lazer.

que reatou com Lúcio. Celina se emociona com o pedido de Lúcio para estar com ela na sala de parto. Gabriel convida Manuela e Júlia para conhecer sua fazenda. Lourenço conta para Rodrigo que entrou com uma

Você tem dificuldades de harmonizar seus interesses aos das outras pessoas, neste momento em que a Lua passa por seu signo, formando quadraturas com Vênus e Marte.

ação contra Jonas. Tiago fica triste com a falta de atenção de Cris e Jonas e pede para Lorena ligar para Lourenço. Ana conta para Júlia que voltou a namorar Lúcio. Jonas recebe a notificação da ação de Lourenço contra ele.

Contradições internas refletem-se em suas argumentações. As quadraturas que a Lua forma com Vênus e Marte indicam que você deve ficar recolhida e refletir sobre seus problemas.

Aquele Beijo Globo - 19h Lucena diz a Henrique que Juan quer que seu filho nasça na Colômbia.Vera diz aVicente que

Suas amizades são estremecidas por disputas de cunho territorial. A Lua se tensiona a Vênus e Marte, aconselhando você a evitar o envolvimento com problemas alheios.

Henrique ficará furioso caso ele seja nomeado chefe da Comissão. Deusa conversa com Sarita. Olavo tenta negociar com Violante. Ricardo busca Flavinho no Lar e Otília sugere que Camila tenha ciúmes de Bernadete. Felizardo

Ao passar por seu signo e se tensionar a Lua e Vênus, Marte lhe traz uma impulsividade que deve ser controlada, a fim de evitar conflitos. Procure ser mais flexível.

diz a Valério e Damiana que eles estão noivos. Belezinha conta a Íntima que quer anular seu casamento com Agenor. Claudia encontra um

casamento. Regina encontra o registro do filho abandonado de Maruschka. Vicente apresenta Claudia para a mãe como sua namorada. Herondi flagra Iara dando banho em Amadeu. Henrique avisa que o depósito de Juan já está na conta conjunta de Lucena e

Não é um bom momento para sua vida social, pois a tensão estabelecida entre Lua, Vênus e Marte indica possíveis brigas. Prefira cuidar dos aspectos pessoais neste momento.

Vicente, e arma um golpe contra o Procurador.

Fina Estampa Globo - 21h Renê promete que pensará no pedido de

Sua convivência pessoal fica prejudicada, neste momento em que a Lua passa por sua área de relacionamentos. A tensão com Vênus e Marte alerta que os atritos podem tomar grandes proporções.

Renê Junior. Patrícia procura Griselda. Antenor avalia se ainda quer se casar com Patrícia, agora que sabe do segredo. Griselda expulsa Teodora de sua casa. Dagmar prepara o jantar para Wallace. Paulo chega à casa de Tereza Cristina e os dois conversam emocionados.

Livre-se das atividades e costumes que não lhe fazem bem. Sua saúde está mais vulnerável e a desarmonia entre Lua, Vênus e Marte inspira cuidado com suas energias.

Joana pede para falar com o diretor do hospital onde Marcela morreu. Renê avisa a Griselda que voltará para sua antiga casa. Paulo avisa que só fará um teste de DNA se sua irmã quiser. Tereza Cristina manda Crô avisar aos

A Lua ainda passa por sua área social, porém a desarmonia com Vênus e Marte lembra que você deve respeitar seu orçamento e cumprir compromissos. Seja responsável.

jornalistas que fará uma declaração. Antenor pede Patrícia em casamento. Patrícia marca um encontro com Alexandre. Louzada avisa a Joana que a enfermeira que viu a última pessoa que esteve com Marcela desapareceu. Tereza Cristina se faz de vítima para os jornalis-

Suas expectativas emocionais não são completamente atendidas, criando um clima tenso em suas relações. A tensão Lua-Vênus-Marte aconselha você a ser mais racional ao lidar com a situação.

Na madrugada da última quinta-feira (2), a vida da ex-BBB Jakeline ficou bem mais triste. Um acidente na BR-324, a principal ligação entre Salvador e Feira de Santana, provocou a morte do comerciante Otto Flick, o Toti, ex-namorado da ex-BBB, de quem ela falava tanto dentro do programa. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal ele estava dirigindo um Gol quando se chocou com a traseira de outro veículo. Segundo os policiais, Otto morreu na hora. Até o inicio da manhã desta quinta-feira (2), os policiais rodoviários ainda não

tinham identificado o veículo que provocou o acidente. Em sua página oficial do Facebook, Jakeline ainda deixou uma mensagem para o ex-namorado. "Depois de algum tempo você descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos! É muito doloroso ter que aceitar a maneira como você se foi, mas respeito a vontade de Deus!", escreveu.

Justiça proíbe a venda do DVD de Rafinha Bastos A 2ª Vara Cível de São Paulo determinou que os DVDs “A Arte do Insulto”, do ex- CQC Rafinha Bastos, sejam recolhidos do mercado. O motivo seria uma piada feita com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que cuida de portadores de defi-

Kelli Nascimento

ciência intelectual. Durante um trecho do vídeo, Rafinha diz que internou seu pênis na entidade após usar um preservativo com efeito retardante. A determinação diz ainda que o material deve estar fora das prateleiras em até 20 dias. Além

disse, ele terá que pagar uma indenização de R$ 200 mil, de acordo com a publicação. Em sua página do Twitter, o humorista retwitou a notícia: “Como diria a bruxa do Pica-pau: E lá vamos nós... 'Justiça proíbe venda de DVD de Rafinha Bastos’.”

kellinutri@gmail.com

presente de Rubinho em sua casa. Belezinha consulta Vicente sobre a anulação de seu

A tensão que se estabelece entre Lua, Vênus e Marte lhe deixa emocionalmente abalada, o que acaba afetando sua saúde. Não deixe que isso lhe deixe cega para as oportunidades.

Após deixar o BBB, Jakeline perde namorado em acidente de carro

tas. Beto deixa a vilã furiosa ao chamá-la pelo sobrenome de sua mãe. Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora, estando sujeitos a eventuais alterações.

REGRAS DE COMPORTAMENTO À MESA TALHERES Os talheres costumam assustar um pouco, pois se apresentam todos que serão usados até o final da refeição. Por isso exigem um pouco de cuidado, afinal a disposição dos talheres vai depender do cardápio que será servido na refeição. No entanto, algumas regrinhas básicas podem ser aprendidas: As facas de mesa e de entradas ficam sempre ao lado direito do prato com a serra voltada para o prato. Os garfos de mesa e de entradas ficam ao lado esquerdo do prato. Esses talheres devem sempre estar alinhados pela base na horizontal, acima do prato,sendo que a faca fica mais perto do prato com a serra para dentro e o cabo voltado para o lado direito, o garfo em seguida, com o cabo voltado para o lado esquerdo e, por último a colher acima do garfo, com o cabo voltado para o lado direito. Nem sempre se usam os três, quais escolher vai depender da consistência da sobremesa. Se prestarmos bem atenção, percebe-se que a disposição de todos os talheres são as mais práticas para sua própria utilização.Isso claro se o comensal for destro, infelizmente os canhotos aindo não têm vez na etiqueta à mesa. Mesmo com essas regrinhas ainda ficam algumas dúvidas: quantos garfos colocar? Quantas facas?A colher de sopa vem perto do prato?Bem, como já foi dito, a arrumação dos talheres vai depender do menu que será servido, mas uma coisa é certa, tanto para a preparação como para a utilização dos talheres nunca há erro se os utilizarmos de fora pra dentro do prato. Ao final de cada serviço os talheres utilizados serão levados junto com o prato pelo garçom. Prato e faca de pão O prato de pão, normalmente é um prato um pouco menor que o de sobremesa e um pouco maior que o pires de chá: sua função como o nome já diz é aparar o pão que acompanha todos os serviços de uma refeição mais refinada. Hábito muito comum entre os europeus, sua posição é a esquerda. A faca de pão é igual a uma faca de sobremesa e deve ser colocada na vertical sobre o pratinho de pão com a serra voltada para a esquerda, pois quando o comensal for fazer uso dela deverá pegá-la com a mão direita, já que com a serra posicionada para o uso. Copos Os copos assim como os talheres também estarão todos presentes desde o início e podem por isso, representar uma ameaça para os menos acostumados, mas sua arrumação também segue um sentido coerente. Da mesma forma que os talheres, eles irão sendo retirados conforme não forem sendo mais útil na refeição, com exceção do copo de água que fica presente

da primeira entrada á última sobremesa. Os copos a serem colocados dependerão das bebidas que serão servidas. Finalmente, são sempre quatro copos no máximo, a serem utilizados que devem estar assim organizados: o copo de água ( que é sempre o maior de todos) ocupa o local próprio a ponta da faca de mesa e ao lado dos talheres de sobremesa. Ao lado dele se posiciona o copo de vinho tinto ( o médio) e em seguida o de vinho branco (o menor). No caso de serviço de vinho espumante a taça deve ficar acima dos demais copos, é a taça alongada para preservar o gás da bebida. Guardanapo O guardanapo deve ir dobrado sobre o prato de mesa, se houve espaço na mesa, ele pode vir também em seguida dos talheres dispostos ao lado esquerdo. Muita atenção: há pouco tempo, muitos restaurantes ainda se dedicavam a arte de dobras de guardanapo de forma que ele seja o mínimo manuseado possível. A dobra mais comum é a chamada envelope, que o garçom pode fazer com uma pinça de colheres sem nem mesmo tocar a mão no tecido. Galheteiros, saleiros, pimenteiros e outros acessórios necessários não tem uma localização rígida para serem colocados. É necessário apenas cuidar para que fiquem em um local da mesa de fácil acesso par o maior número de comensais. Atenção: colocar paliteiro na mesa, só não é pior do que de fato utilizá-lo. A melhor saída para evitar incômodos é ter na bolsa uma caixinha de fio dental, que será usado sempre discretamente no banheiro. Decoração e arranjos Uma mesa de refeição deve ser o mais bonito, aconchegante e confortável possível, mas a atração principal deve ser a comida. Por ISS nada de ficar colocando objetos decorativos misturados aos pratos e talheres. No máximo pode-se usar um arranjo central, que deve obedecer a alguns cuidados: a) Cuidados com arranjos florais, flores tem cheiros que muitas vezes interferem negativamente no paladar e pode causar alergia a algum comensal mais sensível a odores. b) Arranjos artesanais com materiais que ficam se soltando e deixando pó ou outros resíduos na mesa, além de má aparência, podem causar contaminação na própria comida. c) Muita atenção com o tamanho dos arranjos não pode ficar parecendo uma pecinha perdida no meio da louça, mas também aqueles tão enormes que impedem que um convidado olhe para o outro sem esticar o pescoço ou se contorcer são totalmente desapropriados.


:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Cartão Aliança pela Vida poderá ser utilizado em Divinópolis em breve

CIDADES 11

O projeto “Bolsa-Crack” está em processo de avaliação e em breve poderá ser implantado na cidade cristiane.fernandes@gazetaoeste.com.br

As drogas é um dos grandes problemas enfrentados por toda sociedade, ultimamente vários jovens, adultos e até mesmo crianças entram no mundo das drogas e trazem sérios prejuízos para a população e principalmente para as famílias dos envolvidos. Para tentar diminuir o problema, o governo federal e estadual, sempre buscam estratégias e projetos para evitar a entrada de novos usuários e tentar retirar das ruas pessoas que já utilizam drogas no dia a dia. No final do ano passado, foi lançado o cartão Aliança

pela Vida e ele foi apelidado de “Bolsa-Crack”, o intuito é dar um auxílio às famílias de dependentes químicos e assim, tentar fazer com que os usuários deixem de usar drogas “esse projeto é uma bolsa que vai ser dada a família do usuário para ajudar no tratamento e os familiares vão gerenciar esse dinheiro” informou Paulo Sérgio dos Prazeres, Secretário de Desenvolvimento Social. As famílias que serão beneficiadas com a bolsa são aquelas com renda mensal menor que dois salários mínimos e o valor a ser liberado, todo mês, é de R$900,00, para ajudar na internação e transporte do usuário.

Arquivo GO

Cristiane Fernandes

Secretário de Desenvolvimento Social explica sobre o Cartão Aliança

O projeto ainda está em período de testes e apenas as cidades de Teófilo Otoni, no Vale Mucuri, e Juiz de Fora, na Zona da Mata, já foram beneficiadas. O secretário informou que ainda é um projeto piloto em avaliação e para Divinópolis ainda não existe uma previsão para entrada em vigor. Para receber o benefício, as famílias terão que se cadastrar em clínicas particulares, apresentar o atestado médico para comprovar a dependência do usuário e a carência da família. Vale ressaltar que o cartão Aliança pela Vida é um projeto que procura a reabilitação de dependentes químicos, principalmente de crack, e busca

evitar as internações de longo prazo em clínicas psiquiátricas e reduzir o problema da falta de leitos. Para as cidades começarem a receber o benefício as Prefeituras tem que se cadastrar junto ao Governo para assim, ter acesso ao cartão, porém como já foi citado, Divinópolis espera apenas a aprovação do projeto piloto para se inscrever junto ao Governo. Após a aprovação do projeto e a prefeitura da cidade se cadastrar junto ao governo, as famílias poderão se cadastrar nas clínicas e utilizar o cartão durante o período de tratamento, cerca de nove meses a dois anos.

Inmetro revisa eficiência energética de eletrodomésticos Opção por itens ‘A’ pode representar uma economia de cerca de R$ 600 nas contas de luz Da Redação

No começo do ano, a população sofre com o número de contas que deve liquidar. Água, telefone, internet, materiais escolares, mensalidade escolar, IPVA, IPTU e energia elétrica. No entanto, uma notícia animadora, chega com o propósito de economizar no bolso dos brasileiros. O Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), do Inmetro, está revisando os níveis de eficiência energética de geladeiras, fogões, fornos e ar-condicionado. Com a atualização, a estimativa é de que aproximadamente 40% dos aparelhos domésticos, apenas, permaneçam como ‘A’. E quem sai lucrando é o consumidor. Ao trocar aparelhos de baixa

eficiência, aqueles classificados como ‘E’, pelos de menor consumo, os que têm classe ‘A’, pode economizar mais de R$ 600 por ano na conta de luz. “Por ano, o consumidor pode economizar cerca de R$ 120 ao optar pelo condicionador de ar mais eficiente. Ou seja, considerando o tempo de vida útil do produto, em uma década ele estará comprando outro produto novo com o que se economiza com a sua utilização diária”, destaca Marcos Borges, coordenador do PBE. O valor foi calculado levando em conta a economia que pode ser feita com a troca de diferentes aparelhos, dentro da nova classificação de eficiência. “Na prática, essa revisão significa que os eletrodomésticos terão que consumir entre 3% e 5% menos energia para receber a

Vinícius Soares

Vinicius Soares

Refrigeradores, assim como fogões e outros aparelhos serão selados neste ano

nota máxima de avaliação. Os produtos da atual classe ‘E’ não poderão mais ser comercializados a partir de 2013. Quem comprar um aparelho mais eficiente (‘A’) poderá ter economia acima

de 10%”, calcula Marcos. O PBE foi iniciado em 1984 para promover a fabricação de produtos mais econômicos e de menor impacto ambiental, dando aos consumidores informa-

ções que permitam selecionar produtos de maior eficiência em relação ao consumo, e melhor utilizar eletrodomésticos, possibilitando economia de energia. Somente os programas de refrigeradores e condicionadores de ar são responsáveis por uma economia de energia de pelo menos R$ 2,4 bilhões que, desde 1984, deixaram de impactar nas contas de energia da população. Comparativamente, estamos falando de aproximadamente 3,2 milhões de toneladas de CO² ou quase 20,5 milhões de árvores salvas com a economia gerada nesses 28 anos. Os refrigeradores, por exemplo, são hoje 60% mais eficientes do que há 10 anos. A revisão ocorre, em média, a cada quatro anos ou quando a quantidade de produtos ‘A’ e ‘B’

alcança um número excessivamente alto no mercado. Na média, os produtos que estavam na faixa de 50% a 90% na Classe ‘A’ passarão a estar representados numa parcela em torno de 15% a 30%. Em pauta, a Companhia Energética de Minas Gerais, CEMIG, informou através de sua assessoria da capital, que as medidas tomadas pelo Inmetro serão de mais valia não só como para economizar, como também para ensinar a população a reeducar seus hábitos, informou Henry Bernardo. “Estas providências da Inmetro, em parceria com o Programa de PROCEL não vão só facilitar a economia na conta de energia dos cidadãos, como também irão reeducá-los. As pessoas agora terão tempo pra pensar com a porta da geladeira aberta” brincou o assessor.


12 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Jovens de baixa renda lideram ranking na compra de celulares e linhas telefônicas O grupo já representa mais de 19% das vendas Flaviane Oliveira

Flaviane Oliveira

flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br

A busca por aparelhos celulares cada vez mais modernos não tem feito a cabeça somente de quem tem condições financeiras para adquirir o aparelho. Internet e uma série de aplicativos como câmeras e redes sociais já estão incluídas na combinação que encabeça a lista dos desejos de qualquer jovem. A estudante Thais Vieira conta que assim que começou a trabalhar adquiriu um aparelho de celular mais moderno, “Sempre tive vontade de ter um celular mais novo e com acesso a internet. Então assim que completei três meses onde trabalho procurei a loja e comprei parcelado e estou muito satisfeita com meu telefone” concluiu. E os dados são comprovados por um estudo do setor de telefonia divulgado pelo Serasa Experian. A estimativa é de que em todo o país. O grupo que representa mais de 20% da população brasileira e inclui os

Possibilidade de parcelamento é um dos facilitadores na hora da compra

segmentos sociais jovens trabalhadores de baixa renda, jovens na informalidade, trabalhadores de baixa qualificação, estudantes da periferia e famílias assistidas da periferia, correspondeu a

19,8% das vendas realizadas pelas empresas de telefonia móvel e 25,5% das de fixa. Especialistas afirmam que o aumento na procura pelo segmento de telefonia tem haver

diretamente com o aumento dos empregos formais e a contratação de jovens para o primeiro emprego,o que beneficia a população de baixa renda, principalmente os jovens.

Graças a inserção no mercado de trabalho, os jovens adquirem maior estabilidade financeira devido às regras do mercado formal de trabalho e passam a contar com um comprovante que oficializa a renda recebida, fato que facilita e estimula a liberação de crédito. Apesar da fácil liberação do crédito, o representante do Serasa, Ricardo Loureiro, ressaltou em nota que “o jovem é novo não somente no crédito e consumo, mas também na sua relação com o dinheiro. A inexperiência justifica a importância do tema educação financeira. Além da pouca experiência em administrar seu orçamento, somadas compras financiadas, esse consumidor simultaneamente agrega novos hábitos de consumo em seus gastos, como celular, smartphone, TV a cabo e internet...” ressaltou. PROCURA E INADIMPLÊNCIA Além dos jovens de baixa renda, alguns outros grupos se destacam na lista dos que

mais compraram celulares ou solicitaram linhas telefônicas fixas. De acordo com o Serasa, profissionais em ascensão social e consumidores indisciplinados chegam a 9,7% da população nacional e chegam 18,9% das consultas feitas por empresas de telefonia móvel. Ainda segundo informações do Serasa, para a pesquisa sobre consumo de serviços de telefonia,foi acompanhada a inadimplência dos CPFs que compraram telefones ao longo de 12 meses entre outubro de 2010 e setembro de 2011. os pesquisadores chegaram a conclusão de que 7,6% dos CPFs que foram consultados pelas empresas de telefonia fixa e 8,7% dos consultados pela telefonia móvel se tornaram inadimplentes junto as respectivas operadoras do serviço. Segundo a pesquisa, jovens de baixa renda também figuram na porcentagem de inadimplentes tanto nas empresas de telefonia fixa quanto móvel: 28,4% e 24,4%, respectivamente.


POLÍCIA 13

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Duas mulheres são presas após fugirem da polícia As suspeitas estavam em um carro Gol Paulo reis

paulo.reis@gazetaoeste.com.br

Duas mulheres foram presas na noite de ontem (01) na avenida Governador Magalhães Pinto, bairro Niterói. Durante patrulhamento de rotina os militares se depararam com um veículo Gol de cor verde

em atitude suspeita. A condutora e a passageira que estavam no carro ao perceberem que estavam sendo observadas pelos militares fugiram em alta velocidade. Em determinado momento a motorista perdeu o controle da direção e acabou se chocando contra o meio fio. Após o acidente os policiais

desceram da viatura e perceberam que J.L.G. de 31 anos e L.G.S. de 27 estavam tentando fugir novamente, desta vez a pé. A fuga se transformou em um ato frustrado, pois elas foram capturadas pelos oficiais logo após a segunda tentativa de se livrar deles. Mediante a consulta ao sis-

tema informatizado a PM descobriu que o carro era furtado. As infratoras foram autuadas e conduzidas até a delegacia juntamente com alguns objetos de procedência duvidosa, localizados dentro do veículo, além de uma chave falsa. O carro foi conduzido à um pátio credenciado pelo DETRAN.

Assalto à posto de combustíveis acaba em troca de tiros em Pará de Minas O fato foi registrado no bairro São Francisco

Detentos de Oliveira conseguem trabalho fora do presídio

PM prende suspeitos de furto

Paulo reis

Paulo reis

paulo.reis@gazetaoeste.com.br

paulo.reis@gazetaoeste.com.br

Há cerca de cinco meses treze detentos do presídio de Oliveira, tem trabalhado na fabricação de blocos de concreto. A produção rende em média 700 unidades por dia, e tem sido destinada ao calçamento das ruas e avenidas da cidade. Este trabalho é fruto de uma parceria firmada entre a direção da unidade prisional e a prefeitura, em agosto do ano passado. De acordo com o diretor de segurança da unidade, Luciano André da Silva, essa é a primeira parceria firmada pelo presídio de Oliveira, que estava assumido desde dezembro de 2010 pela Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). O objetivo deste projeto é aumentar o número de presos trabalhando na fábrica. Além disso, pretende-se buscar novos parceiros para o contínuo desenvolvimento das atividades. O galpão onde os presos trabalham tem aproximadamente 150 metros quadrados e foi construído em parceria com o município. A

Um homem de 54 anos foi preso, por volta das 01h35 de ontem (02) na rodovia MG-050 próximo ao bairro Serra Verde. Uma denúncia anônima direcionou os militares ao local. Durante busca os policiais se depararam com A.L.E. que flagrado sobre o telhado de um estabelecimento comercial que pretendia furtar. Ele foi preso e ouvido na Delegacia Civil. Já às 04h10. também de ontem (02) a Polícia Militar prendeu outro homem na avenida Getúlio Vargas, na área central de Divinópolis. Durante patrulhamento de rotina os policiais se depararam com J.A.J de 54 anos que havia furtado um pneu, dois litros de whisky e 22 baterias de relógio. No momento do questionamento sobre a propriedade dos materiais, o suspeito entrou em contradição por diversas vezes. Diante do exposto o infrator foi autuado e levado junto aos matériais para a sede da 21ª Delegacia Civil.

Um homem de 34 anos foi preso e um menor de 17 apreendido, na madrugada de ontem (02), na BR-352 próximo ao bairro Santos Dumont em Pará de Minas. O roubo a mão armada foi efetuado no posto Avenida Presidente Vargas, do bairro São Francisco. Depois do roubo ao posto os policiais militares em rastreamento localizaram a motocicleta ocupada pelos infratores transitando pela BR-352, atrás do Bairro Santos Dumont, em direção ao Bairro Padre Libério. Os militares passaram a perseguir a moto, quando o garupeiro, o suspeito de 34 anos, começou a atirar contra os policiais, o que automaticamente os obrigou a usarem armas de fogo para se defenderem, o que acabou por alvejar os dois suspeitos nos pés. Na sequência os militares prestaram socorro a dupla e acionaram os Bombeiros Militares, que os conduziu ao Hospital Nossa Senhora da Conceição. Os assaltantes foram presos e

paulo.reis@gazetaoeste.com.br

Além da redução nas penas os detentos ocupam o tempo ocioso com tarefas que rendem objetos que poderão ser vendidos, o que por conseqüência se converte em ajuda financeiramente aos familiares

estrutura fica no bairro Dom Bosco, e erguida com a mão de obra dos próprios detentos. No lugar, os presos trabalham oito horas por dia manipulando cimento e areia, e operando betoneiras e mesas vibratórias. Além da remissão de pena - a cada três dias trabalhados, um a menos no cumprimento da sentença, os presos recebem ¾ do salário mínimo. Além da fábrica de blocos, o artesanato é outra oportunidade de ressocialização oferecida aos 24 sentenciados do presídio de Oliveira, que trabalham de forma autônoma dentro da unidade. Todo material confeccionado pelos detentos é encaminhado às famílias para a venda. Segundo um dos presos, de

30 anos, que produz vários tipos de artesanato, como bonés, bijuterias e tapetes de crochê, o trabalho faz com que ele esqueça os problemas, e também é uma forma de ajudar os familiares financeiramente. De acordo com a coordenadora de produção da unidade, Maria Elisa Vieira Nunes, os detentos que trabalham dentro e fora da unidade são avaliados por uma Comissão Técnica de Classificação (CTC) formada por um psicólogo, um assistente social, um assistente-técnico jurídico e pela direção da unidade. “O trabalho é mais do que uma simples atividade oferecida ao preso. Ele faz com que a pessoa se sinta útil e não fique ociosa”, afirmou.

Parte dos assaltantes saíram, mas foram detidos na BR-352 próximo ao bairro Santos Dumont em Pará de Minas Paulo reis

ficaram sob escolta policial no Hospital, até a alta, quando serão encaminhados à Delegacia de Polícia. Os oficiais também apreenderam a arma usada no crime, uma garrucha calibre 22, com dois cartuchos, sendo um deflagrado e o outro picotado. A moto usada no assalto e dois capacetes também foram apreendidos. O dinheiro e carteira roubados das vítimas foram recuperados. O adulto tem passagens policiais por furto e roubo e já cumpriu pena na penitenciária Pio Canedo, tendo sido liberado em setembro do ano passado. Os outros dois ocupantes de uma segunda motocicleta também envolvidos no roubo, não foram encontrados pelos militares. Porém, os policiais conseguiram algumas informações sobre eles e as repassaram para a Polícia Civil. Quanto aos seus policiais que tiveram que efetuar disparos contra os infratores em de defesa própria, a Polícia Militar tomará todas as medidas legais necessárias, junto à Polícia Civil, Justiça Militar e Comum, para a apuração transparente das ações.


14 ESPORTES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Chico Maia

chicomaiabd@gmail.com

Quando falta dinheiro Não me esqueço de uma frase do saudoso Marcelo Cláudio Guzella, então comandante do futebol do Atlético em fins dos anos 1980, para resumir mais uma crise pela qual passava o clube: “Casa aonde falta pão, todo mundo grita e ninguém tem razão”. Serve para definir o que o Cruzeiro está vivendo neste momento. O primeiro a ironizar que os jogadores ganham muito e que “os altos salários” deveriam estar fazendo muita falta foi o Zezé Perrella, à revista Placar, que só saiu às bancas segunda-feira. O Dr. Gilvan deve ter ouvido, gostou e repetiu na polêmica entrevista coletiva, dia 19, que resultou neste manifesto pesado dos jogadores, terça-feira, em carta distribuída à imprensa na Toca da Raposa. Aliás, o teor da reportagem de Placar não condiz com a chamada de capa, que diz: “Cruzeiro deve R$ 30 milhões ao seu ex-presidente, que segue dando as cartas no clube”. Lá dentro conta que o Zezé é avalista do clube desse montante. É normal dirigentes avalizarem seus clubes. O que deveria ser questionado é o fato de o banco aprovar um aval desses a alguém que declarou à Justiça Eleitoral ter um total de bens no valor de R$ 490 mil, como fez Perrella. Coisas do Brasil! Devedores Dos 20 clubes da Série A brasileira não é só o Cruzeiro que está em dificuldades para manter os salários em dia. Também o Vasco, Flamengo e Bahia estão passando por apertos. Interessante é que ano passado só se falava que a boa fase da economia brasileira estava proporcionando ao nosso futebol repatriar jogadores e segurar os novos craques no país.

Os pequenos Se os grandes clubes, que têm fontes para aliviarem as suas finanças, estão em dificuldades, imaginem os pequenos. O Bonsucesso, que voltou este ano à primeira divisão do Campeonato Carioca deu calote no Hotel Bragança, da nossa Caxambu, onde fez pré-temporada e a ocorrência policial foi registrada. Está devendo os salários de dezembro e 13º.

A rodada Faltando ainda o jogo entre Cruzeiro e Nacional, em Nova Serrana, o América foi quem fez mais bonito na primeira rodada do Campeonato Mineiro ao vencer fora de casa o Democrata-GV, por 3 x 1. Villa e América-TO foram bem demais também ao vencer fora o Guarani e o Uberaba. E destaque para a Caldense que venceu em casa o Tupi, campeão da Série D nacional. Muito bom ter jogos sem empates.

Jogada O que mais impressiona é que alguns dirigentes não estão nem aí e continuam gastando fortunas. De olho nas eleições municipais de outubro e em sua candidatura à reeleição para vereadora no Rio, a presidente Patricia Amorin finge que as dívidas do Flamengo não são com ela e repatria Wagner Love. Aumenta o problema, mas lhe garante milhares de votos da apaixonada torcida.

Walter Minhoca liberado para enfrentar o Cruzeiro Luciano Eurides

LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

A boa notícia com relação o Guarani vem da sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que divulgou no Boletim Informativo Diário (BID) o nome de Walter Junio da Silva Clementino, o Walter Minhoca. Assim é o quarto reforço para o time. Depois de perder em casa para o Villa Nova o Guarani tem uma missão muito difícil, encarar o Cruzeiro na Arena do Jacaré, no próximo domingo, 17h. Deverão cumprir suspensão Marinho, Ely Thadeu e Alex, estes expulsos na derrota por 2x1. A arbitragem de Wanderson Alves de Souza deixou muitos jogadores e o próprio treinador, insatisfeitos. Ele expulsou três jogadores do Guarani, um do Villa Nova e ainda 12 cartões amarelos, sendo seis acumulativos, ou seja, aqueles jogadores expulsos, como Ely Thadeu, sofrem punição de um cartão vermelho, embora o árbitro tenha lhe mostrado o

Treino do Guarani de hoje pode definir equipe que irá jogar contra o Cruzeiro

amarelo por duas vezes, mesmo caso de Carciano do Vila. No Guarani, Luisinho já acumula um cartão amarelo. Segundo a súmula do jogo o árbitro Wanderson Alves de Souza expulsou Alex por o mesmo “golpear o adversário na boca”, já Ely Thadeu por “calçar o adversário por trás quando já advertido pelo cartão amarelo” e Marinho “chutar o adversário quando a bola já

Escala de árbitros 2ª rodada campeonato Mineiro América X Caldense 04/02 - Arena do Jacaré-17h A: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA/MG) A1:Guilherme Camilo (Aspirante FIFA/MG) A2:Marcelo Francisco dos Reis (FMF) 4°A:Camilo Eustáquio Campos (FMF)

Cruzeiro X Guarani 05/02 - Arena do Jacaré - 17h A: Átila Carneiro Magalhães (Especial FMF) A1:Janette Mara Arcanjo (FIFA/MG) A2:Pablo Almeida Costa (CBF/FMF) 4°A:Fernando Miranda Arraz (FMF)

Tupi X Nacional 04/02 - Mário Helênio - 17h A: Ronei Cândido Alves (FMF) A1:Pedro Araújo Dias Cotta (CBF/FMF) A2:Ricardo Junio de Souza (FMF) 4ºA:Wilson do Carmo (FMF)

Villa Nova X Uberaba 05/02 - Castor Cifuentes - 17h A: Antônio Márcio Teixeira (FMF) A1:Wesley Moreira de Carvalho (CBF/FMF) A2:Luiz Antônio Barbosa (FMF) 4°A:Camila Junia Alvares (Liga Local)

Boa X E.C. Democrata-GV 05/02 - Melão - 10h30 A: Alício Pena Júnior (CBF/FMF) A1:Celso Luiz da Silva (CBF/FMF) A2:Mauro Antônio Ferreira Santos (FMF) 4°A:Hélio José dos Santos (FMF)

América-TO X Atlético 05/02-Nasrri Mattar - 19h30 A: Igor Junio Benevenuto (FMF) A1:Marconi Helbert Vieira (CBF/FMF) A2:Frederico Soares Vilarinho (CBF/FMF) 4ºA:Simildes Soares e Souza (Liga Local)

não estava em disputa”. A imprensa foi informada na manhã de ontem, pela assessoria de comunicação do Guarani que os trabalhos na tarde de ontem seguiriam as seguintes normas. “O atendimento à imprensa será hoje (ontem) a partir das 15h30 no Farião, em Divinópolis. O tático está marcado para começar às 16h. Informamos que a partir das 16h não serão concedidas entrevistas e nem será permitido permanecer no campo”. CRUZEIRO Após um mês de preparação, o Cruzeiro está perto de estrear no Campeonato Mineiro e dar a largada em busca de títulos na temporada. A Raposa vai encarar seu primeiro desafio neste domingo, às 17h, na Arena do Jacaré, diante do Guarani, e o lateral-esquerdo Gilson vê o time cinco estrelas pronto para entrar na disputa e mostrar todo o seu potencial. Gilson é um dos reforços que a diretoria celeste trouxe para 2012. O lateral afirma que o Cruzeiro está bem focado em ser campeão, e para tanto, quer estrear com boa vitória. O atleta destaca que uma das armas do

time celeste para se dar bem no Mineiro será o bom condicionamento físico adquirido na pré-temporada.“É importantíssimo, o futebol necessita muito dessa parte física. Nossa pré-temporada foi excelente, nos dedicamos bastante nos trabalhos físicos e táticos e agora é colocar tudo em prática no domingo. Vamos com esse pensamento na estreia, para buscar a vitória e começar bem”, comentou. Questionado sobre o primeiro adversário do Cruzeiro no Estadual, Gilson disse que o time está fechado em acertar os detalhes para a estreia e, por isso, ainda não tem muitos detalhes a respeito do Guarani. Mas ponderou que independentemente disso, a equipe estrelada sabe das dificuldades que terá pela frente, e, portanto, está bastante concentrada para o jogo. “Conhecemos pouco a equipe do Guarani, o professor ainda vai conversar com a gente sobre isso. Mas todos sabemos que não existe jogo fácil, temos que nos dedicar e nos entregar para conseguir vencer. Caso contrário, se não houver determinação, pode ser qualquer equipe, que não vamos conseguir vencer”, disse.

Imprensa carioca dá como certa a queda de Luxemburgo O anúncio da contratação do técnico Joel Santana pelo Flamengo foi acompanhada durante todo o dia de ontem depois que flagraram o vice de finanças, Michel Levy, e o empresário do treinador, Léo Rabello, deixando a casa de Hélio Ferraz, vice geral do Flamengo. O encontro serviu para acertar os detalhes do contrato do novo

treinador. Na noite de quarta-feira, após jogo contra o Feirense, pelo Campeonato Baiano, o próprio Joel Santana comunicou à direção do Bahia que deixaria o clube por causa de um convite do Flamengo. Nessa reunião também ficou acertada a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo que será oficializada pelo clube. O gerente de futebol, Isaías Tinoco, também

não continuará no clube. Já o diretor de futebol, Luiz Augusto Veloso, pediu demissão, mas poderá continuar no Flamengo. A intenção da cúpula rubro-negra é realocar o dirigente para que ele possa exercer uma nova função no Flamengo. O empenho apresentado pelo atacante Vagner Love nos treinamentos que está realizando no

CT de Vargem Grande somado ao seu condicionamento físico privilegiado estão fazendo com que o jogador alcance o nível desejado pela comissão técnica antes do planejado. Segundo o preparador Antônio Mello, o Artilheiro do Amor tem evoluído tão rapidamente que se tornou possível pular algumas etapas do trabalho.


ESPORTES 15

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Flamengo busca título de campeão em Araguari

LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

O Flamengo começou bem o ano de 2012 buscando em Araguari o titulo de campeão da Copa Brasil/Imef, na categoria mirim. A competição contou com seiscentos atletas, 33 treinadores, 26 preparadores físicos, 33 massagistas e 20 árbitros, assistentes e mesários. A competição teve o apoio da secretaria de Esportes da prefeitura, dentro das homenagens aos 70 anos do Fluminense Futebol Clube. A competição ocorreu entre os dias 22 e 28 de janeiro, em quatro categorias, com 75 partidas disputadas e 311 gols feitos, média de 4,14 por jogo, 173 cartões amarelos e 34 azuis. Foram utilizados os estádios Sebastião César da Silva e Vasconcelos Montes e os Cesac’s da prefeitura de Araguari. Os campeões: categoria 2000 – Craque do Futuro/ Lagoa da Prata (campeão), Cruzeiro (vice); 1999 – Bola na Rede/ Aracaju (campeão), Craque do Futuro/Lagoa da Prata (vice); 1998 – Flamengo (campeão), Sesi/Araguaína (vice); 1997 Sesi/Araguaína (campeão), VEL de Viçosa (vice). Levaram os troféus de equipes mais disciplinadas: Cruzeiro (categoria 2000), Craque do Futuro (1999/1998) e VEL de Viçosa (1997). Equipe mais distante: Bola na Rede de Aracaju/Sergipe. O time de Divinópolis voltou com o título de campeão e diversos títulos individuais. Jonas foi escolhido o atleta destaque da competição. Rafael foi o goleiro menos vazado, apenas dois gols sofridos. A força de ataque do Rubro Negro marcou 15 gols e sofreu apenas dois. O treinador Paulinho foi escolhido o melhor treinador da competição.

Na partida final, frente o Sesi de Araguaiana, de Tocantins, o time de Divinópolis venceu por 3x0, com dois gols de Vinícius Paulo e um de Lucas Gago. O treinador salientou a luta dos flamenguistas. “Muito satisfeito, um torneio nacional, e só temos a engrandecer com isso, suportou os jogos bem, a questão de adaptação foi muito bem e me deixaram orgulhoso. Tivemos jogos onde fomos aplaudidos de pé e recebemos muitos elogios. Mesmo de equipes grandes como Uberlândia e Aracaju. Para a cidade de Divinópolis foi um título muito rico”, falou e comentou o fato dele ter sido escolhido o melhor treinador. “Muito orgulho na carreira e tenho de agradecer a equipe, esse grupo”, considerou. Ainda houve a participação das categorias 97 e 99. A categoria 97 saiu na semifinal em cobranças de pênaltis. A equipe nascida em 99 foi eliminada em uma partida onde os jogadores tiveram dificuldades dentro e fora de campo. Demoraram a encontrar o campo de jogo, entrou sem aquecimento e acabou sendo derrotado por 2x0. PALMEIRAS A equipe do Palmeiras também fez bonito na Gazetinha-ES onde ficou na quarta colocação. O time enfrentou as grandes equipes do Brasil, inclusive a campeã carioca. O Botafogo teve de se render ao bom futebol do time do Afonso Pena. VASCO DA GAMA O time alvinegro optou pela categoria infantil onde no interior paulista participou de uma competição internacional e venceu a equipe do Santos. O time foi reinado por Artur Silva.

Restaurante Castanheira Self-service sem balança

R$ 2,99

Aberto de 10h às 14h Segunda à sábado

Rua Pernambuco, 155 - Centro Divinópolis-MG - Tel: (37) 3214-0453

Em mais uma etapa da preparação para o jogo contra o América-TO, pela 2ª rodada do Campeonato Mineiro, o técnico Cuca comandou um coletivo na tarde desta quinta-feira, na Cidade do Galo. A partida em Teófilo Otoni acontecerá às 19h30 deste domingo, no estádio Nassri Mattar. O time treinou com Renan Ribeiro; Marcos Rocha, Réver, Rafael Marques e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Bernard (Guilherme) e Escudero; Danilinho e André. A outra equipe teve Giovanni; Serginho, Werley, Luiz Eduardo e Triguinho; Fillipe Soutto, Eron, Yuri e Mancini; Neto Berola e Wesley. O zagueiro Lima foi liberado para resolver problemas particulares em Ribeirão Preto-SP e não participou do coletivo. Nesta sexta-feira, o treinamento será às 16h. O lateral-direito Carlos César foi submetido a cirurgia no nariz na tarde desta quinta-feira. O jogador do Atlético sofreu uma fratura no local durante o jogo-treino contra a Patrocinense, quarta-feira. Pelo Twitter, Carlos César disse que passa bem após a cirurgia: “Obrigado, galera. Deu tudo certo na cirurgia e já estou na sala de recuperação.” O lateral deve ficar pelo menos 10 dias afastado das atividades com o elenco na Cidade do Galo. “Geralmente,

Bruno Cantini

Equipe do Flamengo fez a festa em Araguari

Galo se desenha para enfrentar o América-TO

O jovem Bernard, deu um susto na comissão técnica e na torcida atleticana ao deixar o jogo-treino contra a Patrocinense carregado e com fortes dores no joelho

nós evitamos falar em previsão, ainda mais quando precisamos de um especialista, como neste caso. Mas é certo que ele ficará pelo menos 10 dias longe de qualquer atividade de contato.

Dependendo da evolução, ele poderá retomar algum tipo de atividade física antes desse prazo”, disse o médico Otaviano de Oliveira. O jovem Bernard, revelação

do Atlético, deu um susto na comissão técnica e na torcida atleticana ao deixar o jogo-treino contra a Patrocinense carregado e com fortes dores no joelho. A lesão, no entanto, parece não ser grave, e o jogador não deverá ser problema, para a partida contra o América-TO, na segunda rodada do Estadual. “Foi uma pancada forte no joelho. Cheguei a achar que era algo grave, mas o médico olhou e viu que foi uma pancada na patela do joelho e vi que não foi nada grave”, disse o atleta, que já iniciou o tratamento para atuar em Teófilo Otoni, no próximo domingo. Questionado sobre o posicionamento na partida contra o Boa Esporte e no jogo-treino contra a Patrocinense, Bernard revelou que vem atuando de forma diferente do que vinha fazendo no ano passado. Apesar da necessidade de ajudar na marcação do lateral da equipe adversária, o atleta garante que está disposto a atuar da forma que o técnico Cuca que solicitar. “O que ele pedir eu faço. Se ele está me pedindo é porque sabe que eu posso fazer. Há muito tempo ele pede para eu fazer a diagonal. Estou tentando ajudar o grupo. A maneira que eu joguei ano passado é totalmente diferente. No júnior eu jogava dessa maneira, não é novidade para mim. É se readaptar porque não atuo há muito tempo dessa maneira”, declarou.

Escola de Esportes do Roberto Carneiro se prepara para 2012 A Escola de Esportes do Minas Tênis Clube/Colégio Roberto Carneiro, unidade Divinópolis, se prepara para as atividades planejadas para o ano de 2012. Atualmente são atendidos 200 alunos nos Cursos de Natação, Futsal, Voleibol e Curso Básico de Esportes e ainda se oferece os cursos esportivos de Judô, Taekwondo, Street Dance, Jazz e Handebol. Para a Coordenadora, Elis Madeira, este ano o projeto irá ganhar corpo de competição. “A proposta que possamos alimentar o sonho de nossos alunos ao projeto de participar de grandes torneios esportivos na cidade e inclusive em parceria com o Minas Tênis Clube”, disse. A parceria do Minas Tênis

Garotada volta às atividades depois do descanso das férias escolares

Clube e o Colégio Roberto Carneiro existe deste o ano de 2009

com a gestão da Levi Esportes Consultoria Esportiva , empresa

que desenvolve este tipo de projeto pelo Minas Tênis Clube. Para o coordenador geral, Mateus Levi, o projeto esta a cada ano conquistado espaço e prestígio entre os alunos e a comunidade esportiva da cidade. “Nossa proposta este ano é dar maior qualidade ao processo de ensino do esporte e aliá-lo também processo de competição”, confirmou. As atividades esportivas da Escola de Esportes do Minas Tênis Clube / Colégio Roberto Carneiro terão retorno a partir do dia 06 de fevereiro com as aulas após ás 17h30min.Tendo a frente Elis Madeira, Fernanda Aparecida, Fernanda Antônia, Soraia de Oliveira, Marçal Braga, Juninho Arilton, Bruno Vieira, Carlos Silva e Bruno Márcio.


16 GERAL

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

IPTU2012

Nossa cidade agradece de coração Pague seu IPTU até 15 de fevereiro com 10% de desconto e contribua com uma Divinópolis melhor a cada dia, no ano de seu centenário. Use o carnê. Ou retire sua guia no site da prefeitura, sem taxa de serviço administrativo*. Nesse caso, ao efetuar o pagamento, elimine o carnê para evitar duplicidade.

www.divinopolis.mg.gov.br DISQUE

IPTU 37 3229 6528


Carreira: O que a faculdade normalmente não te ensina Um curso regular de graduação completo leva entre 4 e 5 anos para ser concluído. Você sai da faculdade como bacharel ou licenciado em determinada profissão. Então, está preparado para enfrentar o mercado e conseguir uma carreira de sucesso, certo? Nem sempre… A faculdade geralmente ensina a profissão, mas não prepara para o mercado. Poucas são as instituições que têm uma preocupação sincera com a carreira de seus alunos e ex-alunos. A melhor prova de que uma faculdade tem um ótimo ensino é a carreira que seus ex-alunos estão trilhando e as conquistas deles. Mesmo assim, visando apenas o ensino basicão e barato, várias faculdades preferem entupir suas salas, jogar uma água benta por cima e despachar os clientes o mais rápido possível, já de olho no próximo lote. Mas isso é assunto para discussão em outro momento. Não estou dizendo que o ensino superior seja inútil. Na verdade, ele está incompleto. Mesmo com matérias de empreendedorismo e algumas raras empresas juniores, muitas faculdades brasileiras estão longe do prepararem as pessoas para a realidade do mercado. Algumas coisas que observei faltarem

Deixar a zona de conforto Agora que o curso está concluído, é hora de alçar voos maiores, não? Para muita gente, o medo de voar é maior. As faculdades raramente estimulam os alunos a ganhar velocidade, abrir as asas e deixar a aconchegante zona de conforto. Há um precipício entre o lugar onde você está e o sucesso que você quer alcançar. Você tem coragem de pular? Sua faculdade te ajuda nisso? O ensino superior no Brasil ainda vai melhorar bastante (espero), mas os alunos não podem ficar a esperar por esse dia, que pode demorar muito a vir. Preparar-se e complementar-se com o que falta na faculdade é necessário para atender às exigências de um mercado que corre mais rápido que a academia. Estar na faculdade é parte de um processo, mas apenas parte. Enquanto isso, corra atrás de ser empreendedor, inovador, desafiador e chutador de pau de barraca!

no curso normal superior nas faculdades: Empreendedorismo Como disse acima, o empreendedorismo não é levado a sério em muitas faculdades. Aulas simples de empreendedorismo não são o bastante para ensinar e estimular um aluno a ter atitudes empreendedoras e buscar o sucesso. Tem de ter laboratório para experimentações, suporte constante da instituição e integração com o mercado real. Trancar seis ou sete pessoas numa sala da faculdade e dizer que eles estão em uma empresa júnior não adianta. Inovação Empreender é bom, mas empreender inovando é melhor ainda. Inovação é o que faz o mundo evoluir. Quando se tem, ao final de um curso, metade dos formandos dizendo que querem agora “estudar pra concurso” e uma outra parte falando que “só fez faculdade porque a empresa obrigou“, sabe-se que não há qualquer estímulo para inovar e apresentar soluções inéditas ao mercado. As empresas precisam constantemente de inovação, pois as que preservam a inovação em suas culturas são as que mais

se destacam, e a faculdade tem papel fundamental no foco para inovação. Enfrentar desafios Algumas pessoas se iludem achando que, imediatadamen-

te ao final do curso, vão vestir seus ternos e gravatas e assumir cargos da alta cúpula de alguma multinacional. Para chegar a tal posto, o candidato irá enfrentar muitos desafios. Chegando lá, enfrentará mais ainda, e eles

vão aumentando de tamanho e importância. Quem não tem capacidade de encarar problemas dessa magnitude nunca chegará aos tão almejados cargos estratégicos. O que sua faculdade te disse sobre isso?

Por Gabriel Galvão Veja o original em: http://www. pontomarketing.com/gestao/ carreira-o-que-a-faculdadenormalmente-nao-teensina/#ixzz1kJQ0HiMR ou nos siga no Twitter: @pontomarketing


02 CLASSIFICADOS

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Pequenos Anúncios Vende-se um Fiat Oggy ano 84, impostos 2012 pagos, pneus novos, preço R$2.300,00. Motor 1300 - Tratar: Guilherme - 3214-6149 Vendo carreta com tampa e geladeria térmica. Tratar com Sílvio. Fone: 3212-2001. Varal & Companhia: Vende-se incluindo maquinário, ferramentas, matrizes, gabaritos. Dezesseis anos de funcionamento. Tratar 37 9987-3267 com Roberto Vende-se uma casa contrução nova no bairro Santa Rosa, 02 quartos, sala, copa, cozinha, banho, varanda colonial, estrutura metálica. Fone: 8814-6733 - Tito Vende-se um lote de 300m² na rua Frei Respicio – Nova Fortaleza I. Ótima localização, ônibus na porta. Tratar no 9931-2425 ou 8815-7948 Vende-se uma máquina de presponto marca Tuki, um vaporeto. Contato: (37) 3222-2251 / 88279534 Vende-se mudas frutíferas, ornamentais, palmeiras e gramas. Tratar no 3222-2740 ou 88366938 Vendo VW Santana 97 Mi completo 1.8 gasolina. Azul metálico. R$12.500,00. Tratar 37 9148-4536 Vendo Honda CG Titan, ano 2007 prata. Alarme, 2 capacetes, partida elétrica. R$3.800,00. 8835-9845 Vende-se ou troca, por Fiat 147, um Fiat Oggy ano 84 (bom estado). Fone: 3214-6149 Vende-se Fiat Uno 04 portas, ótimo estado de conservação, pneus novos. Tratar com Damasceno – cel 9984 3080

Aluga-se apartamento para 08 pessoas na primeira quinzena de Janeiro, localizado próximo ao Malibu em Cabo Frio. Fone 3221 3177 ou 3221 4347 Vende-se Sorveteria com produção de sorvetes de Açaí e sorvete expresso. Ótimo ponto e clientela formada. Av. Getúlio Vargas 253 – esquina com Goiás. Fone 9944 7952 com Luciano Vendo Gol 1.6, 4 portas, direção hidráulica, alarme e travas. (37) 8805-8642 Vende-se uma esteira Caloi CLE 10 conservadíssima, uma moto Twistter vermelha ano 2002 com pneus novos. Telefone 8815-0036 Leandro Vendo moto YBR 05/06 completa. Único dono. R$2.300,00. Fone 9966-8617 Vende-se dez vidros de prateleira para loja com cremalheira zincada, vinte mão francesa, uma arara cromada, um vidro para placa, dois ventiladores. Telefone 8815-0036 VENDO CAMINHÃO V.W. 13180, ANO 2011/2012- NOVISSIMO. TRATAR COM LUIS ROBERTO. FONE 3222 9459 Vendo Clínica Odontológica na Rua Goiás. Montada e com pacientes. Telefone 3213 0813 e 9112 2360 Aluga-se galpão de 431 m2, na Av. Autorama, 701. Tratar com Márcio. 8804-2856 Vende-se uma casa no Bairro Porto Velho, próxima a Igreja Nossa Senhora de Fátima. Tratar 8836-6938 Vendo uma geladeira Consul 340 litros e um fogão Continetal 4 bocas. 9987-9941 - André

Vendo Gol 04 portas Ano 98, com direção hidráulica, alarme e travas. Valor R$ 12.000,00fone 37 88058642 Vendo ou alugo imóvel a 03 quadras da Goiás com Primeiro de Junho, com 2.500 m², 27 cômodos e estacionamento para 20 carros. Telefone 037 9116 2573 Vendo maquinário para venda de lanches em geral, adaptável a carroceria de Fiorino. Comporta 2 geladeiras, fogão de 2 bocas, 1 chapa para sanduíches e 2 armários. 8835-9845 ou 8803-0075 Vende-se Palio 2000/2000 cinza completo. Vende-se som separado Gradiente toca disco, toca-fita, CD com rack, equalizador e receiver. Fone 3221-6160 Vende-se um Chevrolet Astra Elegance – Ano 2005, segundo dono – completo com bancos de couro, air bag duplo e ar digital. Tratar 3221 3311 ou 9961-3311 Carro particular Vende-se Daewoo Espero DLX automático ano 94/95 Valor R$ 8.000,00 – Fone 84017595/1212-7761 Vendo Peugeot 206 Ano 2000 – 04 portas, cor Prata 1.6, 08 válvulas completo. Fone 91378984 Vende-se Fusca 1968 (azul pastel) todo novo (original). R$15.000,00 (quinze mil reais). Tel: 8838-7417 / 8826-1465 Vendo Voyage ano 85, bom estado. Valor R$5000,00 - 37805-8642 Vende-se um furgão Mercedes Benz 180D, ano 94, a diesel, cor branca. Preço de mercado a combinar. Tratar: 3212-7711 / 8816-2104

6 mantras de sucesso para os negócios Você pode ser uma das pessoas mais experientes na sua área e até mesmo na sua empresa, mas sempre vai ter aquele dia em que você vai sentir que não sabe o que está para acontecer a seguir. Isso pode dificultar o seu desempenho notrabalho, mesmo quando o problema for uma coisa totalmente boba. Para isso, alguns mantras podem te ajudar a manter o foco. Uns são relacionados aos negócios e outros mais direcionados às ideias que você precisa levar para o trabalho. O importante é que todos eles têm o objetivo de te ajudar a passar pelos momentos de incerteza nos negócios. Tente se lembrar desses mantras quando você tiver uma decisão difícil a ser tomada. Com um pouco de repetição eles irão, naturalmente, se tornar uma parte do seu processo de pensamento, te ajudando a manter um caminho contínuo para o sucesso. Veja a lista com 6 mantras que podem te ajudar: 1. Mantenha o foco no jogo Como líder de uma companhia ou de uma equipe, você

precisa passar um estado de espírito vencedor e energia positiva. Isso é relativamente fácil de ser mantido nas redes sociais, mas difícil de ser realizado frente a frente. Por isso procure focar em boas atitudes, que contagiam e inspiram outras pessoas. Se for necessário fingir isso até que você se acostume a ser assim, faça isso. 2. Estreite seus objetivos Se você se distrai facilmente pelos novos lançamentos de cada semana, procure evitar isso. Tente ficar mais atento às ideias para ser bom em identificar oportunidades e tirar vantagem delas. Isso significa que você precisará descobrir, também, quais oportunidades podem ser dispensadas e quais você vai deixar passar. 3. Mantenha as reações estáveis Essa é a principal para guiar com sucesso uma equipe ou empresa. Manter as reações é uma habilidade fácil de desenvolver e que pode influenciar o dia a dia das empresas e da equipe. Reações bruscas e impensadas

atrapalham o desenvolvimento da sua equipe. Procure se controlar e planejar proativamente. 4. Conheça e mantenha os seus valores morais Ser seduzido por grandes oportunidades ou soluções rápidas é muito fácil. Procure desenvolver o seu lado profissional e a sua empresa conhecendo os seus limites e o que você está disposto a fazer para alcançar os seus objetivos. 5. Percepção é fundamental Falarem de você nem sempre é uma coisa boa. Você deve procurar manter a sua reputação acima de tudo. A forma como as pessoas percebem você e a sua empresa vai determinar o seu alcance. 6. Continue lutando Ser o melhor não significa vencer sempre. Mas se você tiver determinação e vontade de brigar pelo que você quer, vai alcançar seus objetivos. Use o que você faz melhor para favorecer o seu desenvolvimento. Fonte: Universia Brasil


CLASSIFICADOS 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

ESCOLA MUSICAL Violão & Sonho Aulas práticas de: VIOLÃO • BAIXO • TECLADO • BATERIA Aprenda em até 90 dias Telefones: (37) 9914-6673 (Oi) / 9905-3686 (Vivo) Professor Braz Rua Bolívia, 1551 - Loja / Bairro Santa Rosa

Vagas IEPE Ajudante de Motorista: Auxílio na entrega de produtos alimentícios. Trabalhar de seg. a sex. de 7:00 às 17:00h e sábado de 7:00 às 12:00h. Disponibilidade de horário. Aplicadora de Laser: Responsável pela aplicação de laser em depilação. Necessário graduação em Fisioterapia. Sal. R$1.000,00 + com. + ticket + VT. Artista de Sanduíche: Responsável pelo preparo de sanduíches e atendimento aos clientes. Horário: 11:00 às 23:00 (escala 12/36). Sal. R$545,00 – após 1 mês R$650,00. Assistente Financeiro: Responsável por todo o financeiro de uma empresa do ramo de concessionária. Sal. R$1.500,00 + VT + alimentação. Horário: seg. a sex. 08:00 às 18:00. Auxiliar de cozinha: Responsável pela limpeza do restaurante e auxílio na cozinha. Horário: quar. a dom. - 15:00 às 22:45. Churrasqueiro: Responsável pelo preparo de churrasquinhos. Não é necessário experiência. Sal. R$577,00 + com. + AD + VT. Horário: quar. a dom. – 17:00 às 01:00. Consultor externo de vendas: Responsável pela venda de produtos alimentícios em Divinópolis e região. Necessário CNH A e moto própria. Sal. R$700,00 + com. + benefícios. Copeiro: Responsável pelo preparo de drinks e auxílio aos garçons de um restaurante. Sal. R$577,00 + com. + AD + VT. Horário: quar. a dom. – 17:00 às 01:00. Faxineira: Responsável pela limpeza de um shopping de carros. Horário: 08:00 às 14:00 – seg. a sábado. Sal. R$600,00 + VT. Interessados entregar currículos na Rua Rio de Janeiro, 426 – Sala 512 ou encaminhar para curriculo.iepe@hotmail.com - Tel.: (37) 3215 8667

Oportunidade de emprego!

VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE! • AUX. ADM • AUX. DE TESOURARIA • MOTORISTA Com habilitação D ou E. • MECÂNICO OU APRENDIZ DE MECÂNICO • COBRADOR (A) (Promoção para motorista em poucos meses) • LANTERNEIRO OU APRENDIZ DE LANTERNEIRO OFERECEMOS: Ticket alimentação, Plano de saúde familiar, Transporte gratuito Inscrições feitas na Empresa de segunda a sexta-feira de 08:30 as 16:00, pelo SINE toda terça-feira de 13:00hs às 17:00hs e no site da empresa: www.trancid.com.br

Fale com a redação

(37) 3212-7838

3222-6322

Estamos recrutando profissionais do ramo de restaurante para vagas de: copeiro, garçom, garçonete, auxiliar de cozinha e operador de caixa. É necessário experiência. Interessados deixar currículum com foto à Rua Paraíba, 300. Centro – Divinópolis-MG. Informações: (37)3222-5755

Empresa de contabilidade contrata Encarregado de Depto Pessoal com experiência mínima de 5 anos. Salário R$2.000,00. Interessados enviar Currículo para recrutacontabil@bol.com.br

Vagas SINE VAGAS COM EXPERIÊNCIA Acabador de mármore e granito Açougueiro Administrador de orçamento (orçamentista) Ajudante de cozinha Ajudante de padeiro Ajudante de pátio de sucata Ajudante de serralheiro Aplicador de silkscreen Arte-finalista Atendente de balcão Auxiliar de cozinha Auxiliar de depósito Auxiliar de limpeza Auxiliar de linha de produção Balconista de açougue Bordador, à máquina Calculista de tempos (assistente de PCP) Capoteiro Carpinteiro Caseiro Cobrador de transportes coletivos (exceto trem) Consultor de vendas Copeiro de restaurante Copeiro Cortador de roupas Cortador Costureiro de roupas (confecção em série) Costureiro na confecção em série Cozinheiro de restaurante Cozinheiro geral Cozinheiro industrial Cuidador de idoso Desenhista de páginas da internet (web designer) Editor de fotografia Eletricista Embalador, a mão Empregado doméstico nos serviços gerais Enfermeiro Faxineiro Fiscal de loja Garçom Gerente administrativo de lanchonete Gerente comercial Impressor de cartazes Inspetor de qualidade Instrutor de informática Lavadeiro, em geral Magarefe Mecânico de veículos Modelador de fundição Modelista de roupas Montador soldador Motoboy Motorista carreteiro Motorista de ônibus urbano Motorista entregador Operador de caixa Operador de microcomputador Operador de telemarketing ativo e receptivo Padeiro Passadeira de peças confeccionadas Pedreiro Pintor de paredes Programador de sistemas de informação Rebarbador de metal Repositor - em supermercados Serrador de pedras Serralheiro Servente (construção civil) Servente de pedreiro Supervisor de atendimento ao cliente Técnico agrícola Técnico analista de estudos de tempo (coordenador de PCP) Técnico de manutenção eletrônica Técnico de refrigeração (instalação) Técnico em manutenção de equipamentos de informática Técnico em segurança no trabalho Torneiro mecânico Trabalhador de pavimentação (rodovias) Vendedor interno Vendedor pracista Vendedor de consórcio VAGAS EXCLUSIVAS PARA PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA Almoxarife Auxiliar de limpeza Operador de telemarketing ativo e receptivo


04 CLASSIFICADOS

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

TRANZ – AREIA LTDA, por determinação do Conselho Estadual de Política Ambiental – COPAM ASF, torna público que solicitou, através de requerimento de licença nº 24634/2011, referente à LOC – Licença de Operação Corretiva, para a atividade Reciclagem ou Regeneração de outros resíduos classe 2 (não perigosos) não especificados, localizado na Rua Antônio Isaac Ferreira, nº 471, Bairro Rancho Alegre – Divinópolis - MG

Divirede Dedetizadora Rede de proteção para crianças Rua Minas Gerais, 31 - Tel: (37) 3216.3335 / 32162007

Seja um instrumento da Vida! Vamos juntos equipar o bloco cirúrgico do Hospital do Câncer!

O MELHOR IMÓVEL ESTÁ NA CIDADE www.locadoracidade.com.br


CLASSIFICADOS 05

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. - SICOOB CARMOCREDI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Relatório da Administração

Conforme preceitua o artigo 11 da Resolução CMN 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. aderiu à estrutura única de gestão do risco operacional do Sicoob, centralizada na Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob Ltda. (Sicoob Confederação), a qual encontra-se evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br.

Senhores Associados, Submetemos à apreciação de V.S.as as Demonstrações Contábeis do exercício de 2011 da Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. – SICOOB CARMOCREDI na forma da Legislação em vigor. 1. Política Operacional Em 2011 o SICOOB CARMOCREDI completou 19 anos mantendo sua vocação de instituição voltada para fomentar o crédito para seu público alvo, os cooperados. A atuação junto aos seus cooperados se dá principalmente através da concessão de empréstimos e captação de depósitos.

O processo de gerenciamento do risco operacional está estruturado com base no preenchimento de Listas de Verificação de Conformidade (LVC), baseada na metodologia Controll Self Assessment (CSA), processo por meio do qual, sob a responsabilidade da Diretoria Executiva, coordenação do Departamento de Controles e Riscos e a atuação do Agente de Controle Interno e Risco, são identificadas situações de risco que são avaliadas quanto ao impacto e à probabilidade de ocorrência, de forma padronizada.

A Cooperativa possui ainda um Agente de Controles Internos, supervisionado diretamente pelo SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, que, por sua vez, faz as auditorias internas. Os balanços da Cooperativa são auditados por auditor externo, que emite relatórios, levados ao conhecimento dos Conselhos e da Diretoria. Todos esses processos são acompanhados e fiscalizados pelo Banco Central do Brasil, órgão ao qual cabe a competência de fiscalizar a Cooperativa. Tendo em vista o risco que envolve a intermediação financeira, a Cooperativa adota ferramentas de gestão. Para exemplificar, na concessão de crédito, a Cooperativa adota o Manual de Crédito, aprovado, como muitos outros manuais, pela confederação SICOOB e homologado pela Central.

Para as situações de risco identificadas são estabelecidos planos de ação, com a aprovação da Diretoria Executiva, que são registrados em sistema próprio para acompanhamento, pelo Agente de Controle Interno e Risco.

Além do Estatuto Social, são adotados regimentos e regulamentos, entre os quais destacamos o Regimento Interno, o Regimento do Conselho de Administração, o Regimento do Conselho Fiscal, o Regulamento Eleitoral.

Da mesma forma, perdas operacionais ocorridas têm as causas e as ações de mitigação identificadas, sendo as informações devidamente registradas em sistema informatizado, para acompanhamento pelo Agente de Controle Interno e Risco.

A Cooperativa adota procedimentos para cumprir todas as normas contábeis e fiscais, além de ter uma política de remuneração de seus empregados e estagiários dentro de um plano de cargos e salários que contempla a remuneração adequada, a separação de funções e o gerenciamento do desempenho de todo o seu quadro funcional.

Não obstante a centralização do gerenciamento do risco operacional, a Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda., possui estrutura compatível com a natureza das operações, a complexidade dos produtos e serviços oferecidos e é proporcional à dimensão da exposição ao risco operacional.

Todos esses mecanismos de controle, além de necessários, são fundamentais para levar aos associados e à sociedade em geral a transparência da gestão e de todas as atividades desenvolvidas pela instituição.

2. Avaliação de Resultados No exercício de 2011, o SICOOB CARMOCREDI obteve um resultado de R$ 855.134,25, representando um retorno semestral sobre o Patrimônio Líquido de 16,10%. 3. Ativos Os recursos depositados na Centralização Financeira somaram R$ 11.970.107,21. Por sua vez a carteira de créditos representava R$ 17.468.076,87.

9. Conselho Fiscal II - Risco de Mercado

A carteira de crédito encontrava-se assim distribuída: Modalidade Valor % Carteira Rural 2.620.585,96 15,00% Carteira Comercial 14.847.490,91 85,00% Total da Carteira 17.468.076,87 100,00% Os Vinte Maiores Devedores representavam na data-base de 31/12/2011 o percentual de 20,09% da carteira, no montante de R$ 3.654.121,57. 4. Captação As captações, no total de R$ 20.099.711,54, apresentaram uma evolução em relação ao exercício anterior de 15,35%. As captações encontravam-se assim distribuídas: Modalidade Depósitos à Vista Depósitos a Prazo

Valor 5.177.773,64 14.921.937,90

% 25,76% 74,24%

Os Vinte Maiores Depositantes representavam na data-base de 31/12/2011 o percentual de 28,40% da captação, no montante de R$ 5.708.281,62.

O gerenciamento do risco de mercado da Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda objetiva garantir a aderência às normas vigentes e minimizar o risco de mercado, por meio da adoção de boas práticas de gestão de riscos, na forma instruída na Resolução CMN 3.464/2007. Conforme preceitua o artigo 11 da Resolução CMN 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. aderiu à estrutura única de gestão do risco de mercado do Sicoob, centralizada no Banco Cooperativo do Brasil S.A. (Bancoob), a qual encontra-se evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. No gerenciamento do risco de mercado são adotados procedimentos padronizados de identificação de fatores de risco, de classificação da carteira em trading e banking, de mensuração do risco de mercado (Value at Risk – VaR), de estabelecimento de limites de risco, de testes de estresse e de aderência do modelo de mensuração de risco (backtesting do VaR). Não obstante a centralização do gerenciamento do risco de mercado, a Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. possui estrutura compatível com a natureza das operações, a complexidade dos produtos e serviços oferecidos e é proporcional à dimensão da exposição ao risco de mercado da entidade. III - Risco de Crédito O gerenciamento de risco de crédito da Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. objetiva garantir a aderência às normas vigentes, maximizar o uso do capital e minimizar os risco envolvidos nos negócios de crédito por meio da adoção de boas práticas de gestão de riscos.

5. Patrimônio de Referência O Patrimônio de Referência do SICOOB CARMOCREDI era de R$ 5.352.207,57. O quadro de associados era composto por 4.109 cooperados, havendo um acréscimo de 2,65% em relação ao exercício anterior. 6. Política de Crédito A concessão de crédito está pautada em prévia análise do propenso tomador, havendo limites de alçadas pré-estabelecidos a serem observados e cumpridos, cercando ainda a Singular de todas as consultas cadastrais e com análise do Associado através do “RATING” (avaliação por pontos), buscando assim garantir ao máximo a liquidez das operações. A Singular passou a utilizar-se dos serviços prestados pela Cobrança Centralizada do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, visando padronizar os procedimentos de cobrança de créditos de difícil recuperação. O SICOOB CARMOCREDI adota a política de classificação de crédito de sua carteira de acordo com as diretrizes estabelecidas na Resolução CMN nº 2.682, havendo uma concentração de 96,29% nos níveis de “A” a “C”.

Conforme preceitua o artigo 10 da Resolução CMN 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. aderiu à estrutura única de gestão do risco de crédito do Sicoob, centralizada no Banco Cooperativo do Brasil S.A. (Bancoob), a qual encontra-se evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. Compete aos responsáveis pela estrutura centralizada de riscos a padronização de processos, de metodologias de análises de risco de clientes e de operações, de criação e de manutenção de política única de risco de crédito para o Sicoob, além do monitoramento das carteiras de crédito das cooperativas.

Eleito bienamente na AGO, com mandato até a AGO de 2012, o Conselho Fiscal tem função complementar à do Conselho de Administração. Sua responsabilidade é verificar de forma sistemática os atos da administração da Cooperativa, bem como validar seus balancetes mensais e seu balanço patrimonial anual. Em 2011, todos os membros efetivos do Conselho Fiscal participaram de um curso de formação ministrado pela SICOOB Central Crediminas, com o objetivo de detalhar as responsabilidades dos conselheiros fiscais e as formas de exercê-las. 10. Código de Ética Todos os integrantes da equipe do SICOOB CARMOCREDI aderiram, em 2008, por meio de compromisso firmado, ao Código de Ética e de Conduta Profissional proposto pelo Sicoob – Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil. A partir de então, todos os novos funcionários, ao ingressar na Cooperativa, assumem o mesmo compromisso. 11. Sistema de Ouvidoria A Ouvidoria, constituída em 2007 representou um importante avanço a serviço dos cooperados, dispõe de diretor responsável pela área e de um Ouvidor. Atende às manifestações recebidas por meio do Sistema de Ouvidoria do SICOOB, composto por sistema tecnológico específico, atendimento via DDG 0800 e sítio na internet integrado com o sistema informatizado de ouvidoria tendo a atribuição de assegurar o cumprimento das normas relacionadas aos direitos dos usuários de nossos produtos, além de atuar como canal de comunicação com os nossos associados e integrantes das comunidades onde estamos presentes. Em 2011, a Ouvidoria do SICOOB CARMOCREDI registrou 01 (uma) manifestação de cooperados sobre a qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela Cooperativa, porém, esta reclamação foi considerada improcedente. Agradecimentos Agradecemos aos nossos Associados pela preferência e confiança e aos funcionários e colaboradores pela dedicação.

Carmo do Cajuru (MG), 31 de dezembro de 2011. Não obstante a centralização do gerenciamento de risco de crédito, a Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. possui estrutura compatível com a natureza das operações, com a complexidade dos produtos e serviços oferecidos e é proporcional à dimensão da exposição ao risco de crédito da entidade. 8. Governança Corporativa Governança corporativa é o conjunto de mecanismos e controles, internos e externos, que permitem aos associados definir e assegurar a execução dos objetivos da cooperativa, garantindo a sua continuidade, os princípios cooperativistas ou, simplesmente, a adoção de boas práticas de gestão.

___________________________ José Neuton Rabelo Diretor Presidente ____________________________ Mario Graças Souza Diretor Financeiro

____________________________ Afonso Celso de Souza Fonseca Conselheiro de Administração ___________________________ Décio Nogueira de Souza Conselheiro de Administração

7. Gerenciamento de Risco I - Risco Operacional

Nesse sentido, a administração da Cooperativa tem na assembléia geral, que é a reunião de todos os associados, o poder maior de decisão.

O gerenciamento do risco operacional da Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda, objetiva garantir a aderência às normas vigentes e minimizar o risco operacional, por meio da adoção de boas práticas de gestão de riscos, na forma instruída na Resolução CMN 3.380/2006.

A gestão da Cooperativa está alicerçada em papéis definidos, com clara separação de funções. Cabem ao Conselho de Administração as decisões estratégicas e à Diretoria Executiva, a gestão dos negócios da Cooperativa no seu dia a dia.

Em nossa opinião, as Demonstrações Financeiras representam adequadamente em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da SICOOB CARMOCREDI, Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda, em 31 de dezembro de 2011.

Assim, somos unânimes e favoráveis à aprovação, das demonstrações financeiras relativas ao período de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2011.

________________________ Edésio Eustáquio Avelar Conselheiro de Administração

Conselho de Administração e Diretoria

RELATÓRIO DE AUDITORIA SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Parecer do Conselho Fiscal

O Conselho Fiscal do SICOOB CARMOCREDI – Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda, reunido em cumprimento do art. 41, alínea “II”, do Estatuto Social, declara para os devidos fins legais e estatutários, que procedeu a minucioso exame em todos os documentos e peças contábeis, que compreendem o Balanço Geral, relativo ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011, tendo encontrado tudo na mais perfeita ordem.

___________________________ Vera Imaculada da Silva Diretor Administrativo

Ao Conselho de Administração e Cooperados da COOPERATIVA DE CRÉDITO DE CARMO DO CAJURU LTDA. SICOOB CARMOCREDI Carmo do Cajuru - MG Prezados Senhores: Examinamos as demonstrações contábeis da Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. – SICOOB CARMOCREDI, que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2011 e as respectivas demonstrações de sobras ou perdas, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis A administração da Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. – SICOOB CARMOCREDI é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da Cooperativa para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Cooperativa. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião.

Carmo do Cajuru, 26 de janeiro de 2012.

César Pereira Marra Coordenador do Conselho Fiscal

Edina Maria de Fatima de Toledo Secretário do Conselho Fiscal

Opinião Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. – SICOOB CARMOCREDI em 31 de dezembro de 2011, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. Belo Horizonte, 30 de janeiro de 2012

Francisco Pereira Rabelo Conselheiro Fiscal Efetivo

Alexandre Marx Victor Rodrigues Contador CRC MG 068.570/O-1 CNAI 1909


06 CLASSIFICADOS

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. - SICOOB CARMOCREDI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DEZEMBRO DE 2011 E 2010


CLASSIFICADOS 07

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. - SICOOB CARMOCREDI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. - SICOOB CARMOCREDI

Nível / Percentual f) Depósitos em garantia

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA

Emprést. /

Financiamentos

Financ. Rurais

de Risco / Situação Tít. Desc. * AA

Total em

Provisões

Total em

Provisões

2011

2011

2010

2010

Normal

-

-

-

-

-

145,72

795.324,45

2.357.295,64

373.192,77

3.525.812,86

17.629,06

3.308.097,76

16.540,49

93.300,84

O SEMESTRE E EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011

Existem situações em que a cooperativa questiona a legitimidade de determinados passivos ou ações movidas contra si. Por

A 0,5% Normal

E PARA O EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010

conta desses questionamentos, por ordem judicial ou por estratégia da própria administração, os valores em questão podem ser

B

1% Normal 3.998.375,55

3.138.562,44

1.363.105,66

8.500.043,65

85.000,44

9.330.083,56

depositados em juízo, sem que haja a caracterização da liquidação do passivo.

B

1% Vencidas

26.806,95

86.712,29

4.628,76

118.148,00

1.181,48

3.509,34

35,09

C

3% Normal 3.441.511,27

768.167,92

909.099,91

5.118.779,10

153.563,37

4.072.056,59

122.161,70

C

136.561,35

10.441,94

253.598,81

7.607,96

126.477,22

3.794,32

892,13

36.639,46

3.663,95

45.523,66

4.552,37

-

67.740,72

6.774,07

45.998,93

4.599,89

-

7.374,33

2.212,30

56.631,25

16.989,38

-

135.727,68

40.718,30

-

-

7.606,48

3.803,24

31.530,78

15.765,39

32.667,25

16.333,63

19.558,64

9.779,32

8.088,21

5.661,88

6.623,62

4.636,53

58.860,53

41.202,78 229.419,82

1. Contexto operacional g) Investimentos A Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. - SICOOB CARMOCREDI, é uma cooperativa de crédito singular, instituição financeira não bancária, fundada em 22 de novembro de 1992, filiada à Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda.

Representados substancialmente por quotas do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, avaliadas pelo método de custo de aquisição.

– SICOOB CENTRAL CREDIMINAS e componente da Confederação Nacional das Cooperativas do SICOOB – SICOOB CONFEDERAÇÃO, em conjunto com outras cooperativas singulares e centrais. Tem sua constituição e o funcionamento regulamentados

3% Vencidas

106.595,52

D 10% Normal

35.747,33

D 10% Vencidas

36.859,01

E h) Imobilizado

pela Lei nº 4.595/64, que dispõe sobre a Política e as Instituições Monetárias, Bancárias e Creditícias, pela Lei nº 5.764/71,

30% Normal

7.374,33

E

30% Vencidas

135.727,68

F

50% Normal

2.743,89

50% Vencidas

30.881,71 4.862,59

que define a Política Nacional do Cooperativismo, pela Lei Complementar nº 130/09, que dispõe sobre o Sistema Nacional de

Equipamentos de processamento de dados, móveis, utensílios e outros equipamentos, instalações, veículos, benfeitorias em

F

27.780,08

-

Crédito Cooperativo e pela Resolução CMN nº 3.859/10, do Conselho Monetário Nacional, que dispões sobre a constituição e

imóveis de terceiros e softwares, são demonstrados pelo custo de aquisição, deduzido da depreciação acumulada. A depreciação

G 70% Normal

8.088,21

-

-

funcionamento de cooperativas de crédito.

é calculada pelo método linear para baixar o custo de cada ativo a seus valores residuais de acordo com as taxas divulgadas em

G 70% Vencidas

-

-

-

nota específica abaixo, que levam em consideração a vida útil econômica dos bens.

H 100% Normal

292.307,45

H 100% Vencidas

77.506,02

O SICOOB CARMOCREDI possui 01 Posto de Atendimento Cooperativo (PAC) no Distrito de São José dos Salgados.

4.887,17

8.596,49

-

-

-

-

292.307,45

292.307,45

229.419,82

-

86.102,51

86.102,51

82.478,85

82.478,85

17.496.651,54

563.841,69

17.080.112,76

503.366,51

O SICOOB CARMOCREDI tem como atividade preponderante a operação na área creditícia, tendo como finalidade:

i) Diferido

411.275,26

262.751,84

19.957,87

693.984,97

158.717,96

336.883,51

141.890,25

(i) Proporcionar, através da mutualidade, assistência financeira aos associados;

O ativo diferido foi constituído pelas benfeitorias realizadas nas propriedades de terceiros, e pelos softwares adquiridos, registra-

Total Geral

8.992.747,74

6.531.640,43

2.666.248,34

18.190.636,51

722.559,64

17.416.996,27

645.256,76

(ii) A formação educacional de seus associados, no sentido de fomentar o cooperativismo, através da ajuda mútua da economia

dos pelos custos incorridos nas benfeitorias e pelo custo de aquisição, respectivamente, e classificados nessa conta conforme

Provisões

(591.600,14)

(85.297,12)

(45.662,38)

(722.559,64)

(645.256,76)

sistemática e do uso adequado do crédito; e

determinação do COSIF. Esses gastos estão sendo amortizados pelo método linear no período de 10 anos.

Total Líquido

8.401.147,60

2.620.585,96

17.468.076,87

16.771.739,51

Total Normal

8.581.472,48

Total Vencido

6.268.888,59

2.646.290,47

6.446.343,31

* Em Empréstimos estão contidos os valores das Operações Renegociadas.

(iii) Praticar, nos termos dos normativos vigentes, as seguintes operações dentre outras: captação de recursos, concessão de créditos, prestação de garantias, prestação de serviços, formalização de convênios com outras instituições financeiras e aplicação

Conforme determinado pela Resolução CMN nº 3.617/08, devem ser registrados no ativo diferido, exclusivamente, os gastos

de recursos no mercado financeiro, inclusive depósitos a prazo com ou sem emissão de certificado, visando preservar o poder

que contribuirão para o aumento do resultado de mais de um exercício social. Os saldos existentes em setembro de 2008 são

Em cumprimento às orientações do Banco Central do Brasil, no primeiro semestre de 2011 o Sistema Sicoob concluiu o cro-

de compra da moeda e remunerar os recursos.

mantidos até a sua efetiva realização.

nograma de implantação da exigência contida no artigo 3º da Resolução CMN nº 2.682, que estabelece que a classificação das

Em 13/02/2007 ocorreu a transformação do SICOOB CARMOCREDI para entidade de “Livre Admissão de Associados”; aprovada

j) Intangível

operações de crédito de um mesmo cliente ou grupo econômico deve ser definida considerando aquela que apresentar maior risco. b) Composição da carteira de crédito por faixa de vencimento (dias):

junto ao Banco Central do Brasil - BACEN em 04/04/2007. Correspondem aos direitos adquiridos que tenham por objeto bens incorpóreos destinados à manutenção da Cooperativa ou 2. Apresentação das demonstrações contábeis As demonstrações contábeis são de responsabilidades da Administração da Cooperativa e foram aprovadas em 24/01/2012. As

exercidos com essa finalidade. Os ativos intangíveis com vida útil definida são geralmente amortizados de forma linear no decorrer

Descrição

Até 90

De 91 a 360

de um período estimado de benefício econômico. Os ativos intangíveis compreendem softwares adquiridos de terceiros e são

Empréstimos

1.142.081,74

5.714.629,87

amortizados ao longo de sua vida útil estimada.

Títulos Descontados

1.739.915,35

113.014,11

775.970,43

1.912.179,61

3.843.490,39

6.531.640,43

Financiamentos Rurais

345.944,91

1.278.164,24

1.042.139,19

2.666.248,34

Total

4.253.304,00

9.017.987,83

5.135.021,15

17.907.529,84

31/12/2010

% Carteira Total

299.560,20

1,72%

Financiamentos

demonstrações são elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, consideradas as alterações exigidas pelas Leis nº 11.638/07 e nº 11.941/09, adaptadas às peculiaridades da legislação cooperativista e às normas e instruções do

k) Ativos contingentes

Banco Central do Brasil – BACEN, bem como apresentadas conforme o Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro

Não são reconhecidos contabilmente, exceto quando a Administração possui total controle da situação ou quando há garantias

Obs.: Não inclui Adiantamento a Depositantes, Cheque Especial e Conta Garantida.

técnicas emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC.

reais ou decisões judiciais favoráveis sobre as quais não cabem mais recursos contrários, caracterizando o ganho como prati-

camente certo. Os ativos contingentes com probabilidade de êxito provável, quando aplicável, são apenas divulgados em notas

c) Concentração dos Principais Devedores:

6.856.711,61

-

1.852.929,46

explicativas às demonstrações contábeis. Descrição

Contábil (CPC), criado pela Resolução do Conselho Federal de Contabilidade - CFC nº 1.055/2005, emitiu, até o término deste exercício, 43 pronunciamentos. Entretanto, o Conselho Monetário Nacional elaborou normativos direcionados para sete destes

Total

249.391,57

Nacional – COSIF. Consideram ainda, no que for julgado pertinente e relevante, os pronunciamentos, orientações e as interpretações

Em aderência ao processo de convergência com as normas internacionais de Contabilidade, o Comitê de Pronunciamento

Acima de 360

l) Obrigações por empréstimos e repasses

pronunciamentos: a Resolução 3.566/2008 - Redução ao Valor Recuperável do Ativo (CPC 01), Resolução 3.604/2008 - Fluxo de

31/12/2011

% Carteira Total

252.858,61

1,39%

10 Maiores Devedores

2.137.348,77

11,75%

50 Maiores Devedores

6.242.014,61

34,31%

Maior Devedor

Caixa (CPC 03), Resolução 3.750/2009 - Divulgação sobre Partes Relacionadas (CPC 05), Resolução 3.989/2011 – Pagamento

As obrigações por empréstimos e repasses são reconhecidas inicialmente no recebimento dos recursos, líquidos dos custos de

Baseado em Ações (CPC 10), Resolução 4.007/2011 - Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro (CPC

transação. Em seguida, os empréstimos tomados são apresentados pelo custo amortizado, isto é, acrescidos de encargos e juros

23), Resolução 3.973/2011 – Eventos Subsequente (CPC 24) e Resolução 3.823/2009 – Provisões, Passivos Contingentes e

proporcionais ao período incorrido (“pro rata temporis”).

d) Créditos Baixados Como Prejuízo, Renegociados e Recuperados:

m) Demais ativos e passivos

Descrição

- 5.777.073,76

0,00% 33,17%

Ativos Contingentes (CPC 25). 3. Resumo das principais práticas contábeis

31/12/2011

31/12/2010

Saldo inicial 402.853,20 577.203,63 São registrados pelo regime de competência, apresentados ao valor de custo ou de realização, incluindo, quando aplicável, os

Valor das operações transferidas no período

77.809,44

60.547,64

rendimentos e as variações monetárias auferidos, até a data do balanço. Os demais passivos são demonstrados pelos valores

Valor das operações recuperadas no período

(61.462,11)

(234.898,07)

conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e das variações monetárias incorridos.

Total

419.200,53

402.853,20

n) Provisões

6. Outros créditos

critério “pro-rata temporis” e calculados com base no método exponencial, exceto aquelas relativas a títulos descontados, que

São reconhecidas quando a cooperativa tem uma obrigação presente legal ou implícita como resultado de eventos passados,

Valores referentes às importâncias devidas a Cooperativa por pessoas físicas ou jurídicas domiciliadas no país, conforme

são calculadas com base no método linear. As operações de crédito com taxas pós-fixadas são atualizadas até a data do balanço.

sendo provável que um recurso econômico seja requerido para saldar uma obrigação legal. As provisões são registradas tendo

demonstrado:

a) Apuração do resultado Os ingressos e dispêndios são registrados de acordo com o regime de competência. As operações de crédito com taxas pré-fixadas são registradas pelo valor de resgate, e os ingressos e dispêndios correspondentes ao período futuro são apresentados em conta redutora dos respectivos ativos e passivos. Os ingressos e dispêndios de natureza financeira são contabilizados pelo

como base as melhores estimativas do risco envolvido. As receitas e despesas são reconhecidas na demonstração de sobras em conformidade com o regime de competência. As receitas com prestação de serviços são reconhecidas na demonstração de sobras ou perdas quando da prestação de serviços

o) Passivos contingentes

a terceiros, substancialmente serviços bancários. Os dispêndios e as despesas e os ingressos e receitas operacionais, são

Descrição

31/12/2011

Avais e Fianças Honrados

585,92

31/12/2010

Rendas a Receber (a)

125.248,31

89.491,42

-

proporcionalizados de acordo com os montantes do ingresso bruto de ato cooperativo e da receita bruta de ato não-cooperativo,

São reconhecidos contabilmente quando, com base na opinião de assessores jurídicos, for considerado provável o risco de

Adiantamento e Antecipações Salariais

1.893,36

300,67

quando não identificados com cada atividade.

perda de uma ação judicial ou administrativa, gerando uma provável saída no futuro de recursos para liquidação das ações, e

Adiantamento para Pagamentos Diversos

13.391,84

15.500,00

quando os montantes envolvidos forem mensurados com suficiente segurança. As ações com chance de perda possível são

Adiantamento por Conta de Imobilizações

27.090,19

b) Estimativas contábeis

apenas divulgadas em nota explicativa às demonstrações contábeis e as ações com chance remota de perda não são divulgadas.

Devedores por Depósito e Garantia (b)

446.168,82

402.155,30

Títulos e Créditos a Receber (c)

9.743,50

10.711,75

Na elaboração das demonstrações contábeis faz-se necessário utilizar estimativas para contabilizar certos ativos, passivos e outras

p) Obrigações legais

transações. As demonstrações contábeis da Cooperativa incluem, portanto, estimativas referentes à provisão para créditos de liquidação duvidosa, à seleção das vidas úteis dos bens do ativo imobilizado, provisões necessárias para passivos contingentes,

São aquelas que decorrem de um contrato por meio de termos explícitos ou implícitos, de uma lei ou outro instrumento funda-

entre outros. Os resultados reais podem apresentar variação em relação às estimativas utilizadas. A Cooperativa revisa as

mentado em lei, aos quais a Cooperativa tem por diretriz.

-

Devedores Diversos 2.943,98 14.220,51 Provisão para Outros Créditos

(585,92)

Total

626.480,00

532.379,65

(a) Em Rendas a Receber estão registrados: receita sobre saldo mantido na Centralização Financeira do SICOOB CENTRAL

estimativas e premissas, no mínimo, semestralmente. q) Imposto de renda e contribuição social c) Caixa e equivalentes de caixa

CREDIMINAS (R$ 106.586,92), rendas a receber da previdência social – INSS (R$ 3.746,51), rendas de convênio (R$ 3.226,51) e outras rendas de convênios (R$ 11.688,37);

O imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro são calculados sobre o resultado apurado em operações consideradas Caixa e equivalentes de caixa, conforme Resolução CMN nº 3.604/08, incluem as rubricas caixa, depósitos bancários e as

como atos não-cooperativos. O resultado apurado em operações realizadas com cooperados é isento de tributação.

(b) Em Devedores por Depósito em Garantia estão registrados depósitos judiciais para: PIS sobre Atos Cooperativos (R$ 58.884,83), COFINS sobre Atos Cooperativos (R$ 290.972,54), PIS s/ folha de pagamento (R$ 56.917,35) e INSS patronal sobre cédulas de

relações interfinanceiras de curto prazo e de alta liquidez, com risco insignificante de mudança de valores e limites, com prazo de vencimento igual ou inferior a 90 dias.

r) Segregação em circulante e não circulante

presença dos Conselheiros (R$ 29.194,10), Recursos Trabalhistas (R$ 10.200,00);

O caixa e equivalente de caixa compreendem:

Os valores realizáveis e exigíveis com prazos inferiores a 360 dias estão classificados no circulante, e os prazos superiores, no

(c) Em Títulos e Créditos a Receber estão registrados os valores a receber de tarifas (R$ 9.743,50);

longo prazo (não circulante). 7. Outros valores e bens s) Valor recuperável de ativos – impairment Registram-se neste grupo, as despesas antecipadas, no montante de R$ 10.763,30, referentes a prêmios de seguros, processaA redução do valor recuperável dos ativos não financeiros (impairment) é reconhecida como perda, quando o valor de contabilização d) Operações de crédito

quando aplicável, são registradas no resultado do período em que foram identificadas. Em 31 de dezembro de 2011 não existem As operações de crédito com encargos financeiros pré-fixados são registradas a valor futuro, retificadas por conta de rendas a

mento de dados e contribuição cooperativista.

de um ativo, exceto outros valores e bens, for maior do que o seu valor recuperável ou de realização. As perdas por “impairment”, 8. Investimentos

indícios da necessidade de redução do valor recuperável dos ativos não financeiros. O saldo é representado por aportes de capital e o recebimento de distribuição de sobras efetuadas pelo SICOOB CENTRAL

apropriar e as operações de crédito pós-fixadas são registradas a valor presente, calculadas “pro rata temporis”, com base na variação dos respectivos indexadores pactuados.

4. Relações interfinanceiras

CREDIMINAS e aquisição de ações do BANCOOB e outros investimentos, conforme demonstrado:

e) Provisão para operações de crédito

Referem-se à centralização financeira das disponibilidades líquidas da Cooperativa, depositadas junto ao SICOOB CENTRAL

Descrição

CREDIMINAS, conforme determinado no art. 37, da Resolução CMN nº 3.859/10.

Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda Banco Cooperativo do Brasil S.A. – BANCOOB

Constituída em montante julgado suficiente pela Administração para cobrir eventuais perdas na realização dos valores a receber, levando-se em consideração a análise das operações em aberto, as garantias existentes, a experiência passada, a capacidade de

5. Operações de crédito

TOTAL

a) Composição por tipo de operação, e classificação por nível de risco de acordo com a Resolução CMN nº 2.682 de 21/12/1999:

9. Imobilizado de uso

pagamento e liquidez do tomador do crédito e os riscos específicos apresentados em cada operação, além da conjuntura econômica. A Resolução CMN nº 2.682 introduziu os critérios para classificação das operações de crédito definindo regras para constituição da provisão para operações de crédito, as quais estabelecem nove níveis de risco, de AA (rico mínimo) a H (risco máximo).

31/12/2011

579.836,23

31/12/2010

12.194,00 592.030,23

570.892,36

12.194,00 583.086,36


08 CLASSIFICADOS

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - SEXTA-FEIRA, 03/02/12

Cooperativa de Crédito de Carmo do Cajuru Ltda. - SICOOB CARMOCREDI DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DEZEMBRO DE 2011 E 2010 Demonstrado pelo custo de aquisição, menos depreciação acumulada. As depreciações são calculadas pelo método linear, com

base em taxas determinadas pelo prazo de vida útil estimado conforme abaixo:

Descrição

2011

2010

Provisão para Depósitos

Provisão para

Operações ativas e passivas – saldo em 31/12/2011: Depósitos

Contingências judiciais

Contingências judiciais

PIS s/ Receita de Atos Cooperativos

58.884,83

58.884,83

54.290,41

54.290,41

NATUREZA DA

VALOR DA

PCLD (PROVISÃO PARA

% DA OPERAÇÃO DE

PIS s/ folha de pagamento

57.791,36

56.917,35

38.269,88

37.354,88

OPERAÇÃO

OPERAÇÃO

CRÉDITO DE

CRÉDITO EM RELAÇÃO

290.972,54

290.972,54

277.360,12

277.360,12

DE CRÉDITO

DE CRÉDITO

LIQUIDAÇÃO DUVIDOSA)

À CARTEIRA TOTAL

29.194,10

29.194,10

27.327,89

27.327,89

Cheque Especial e Conta Garantida 462,79

8,57

17.200,00

10.200,00

30.000,00

5.822,00

Empréstimo

5.220,45

454.042,83

446.168,82

427.248,30

310.510,01

COFINS INSS s/ Cédula de Presença Trabalhistas Total

OPERAÇÕES ATIVAS

323.677,64

1,85

OPERAÇÕES PASSIVAS PIS e COFINS - quando do advento da Lei nº 9.718/98, a cooperativa entrou com ação judicial questionando a legalidade da

Aplicações Financeiras

% em relação à carteira total

Taxa Média - %

inclusão de seus ingressos decorrentes de atos cooperados na base de cálculo do PIS e COFINS. Conseqüentemente, registrou

R$ 1.327.714,47

8,90%

86 a 105% CDI

as correspondentes obrigações referentes ao período de março de 1999 a julho de 2004, sendo que os valores equivalentes foram

Depósito a Vista

% em relação à carteira total

Taxa Média - %

depositados em juízo e estão contabilizados na rubrica Depósitos em Garantia.

R$ 57.738,14

1,12%

17. Instrumentos financeiros

Foram realizadas transações com partes relacionadas, na forma de: depósito a prazo, cheque especial, conta garantida, cheques

10. Diferido Nesta rubrica registram-se as benfeitorias realizadas nas propriedades de terceiros, e pelos softwares adquiridos, registrados pelos custos incorridos nas benfeitorias e pelo custo de aquisição, respectivamente.

descontados, empréstimos, dentre outras, à taxa/remuneração relacionada no quadro abaixo, por modalidade: O SICOOB CARMOCREDI opera com diversos instrumentos financeiros, com destaque para disponibilidades, aplicações interfinanceiras de liquidez, títulos e valores mobiliários, relações interfinanceiras, operações de crédito, depósitos a vista e a prazo, empréstimos e repasses.

NATUREZA DAS

TAXAS APLICADAS

TAXA APROVADA PELO

OPERAÇÕES ATIVAS

EM RELAÇÃO ÀS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO /

Os instrumentos financeiros ativos e passivos estão registrados no balanço patrimonial a valores contábeis, os quais se aproximam

E PASSIVAS PARTES RELACIONADAS DIRETORIA EXECUTIVA

dos valores justos, conforme critérios mencionados nas correspondentes notas explicativas.

Cheque Especial

8% a.m

8% a.m

Conta Garantida

6,50% a.m

6,50% a.m

Desconto de Cheques

1,33 a 1,80% a.m

1,33 a 1,80% a.m

Empréstimos

1.02 a 3,26% a.m

1.02 a 3,26% a.m

Aplicação Financeira - RDC

86 a 105% CDI

86 a 105% CDI

18. Patrimônio líquido 11. Intangível a) Capital Social

Nesta rubrica registram-se os direitos que tenham por objeto os bens incorpóreos, destinados à manutenção da companhia, como as licenças de uso de softwares.

PERCENTUAL EM RELAÇÃO À CARTEIRA GERAL

O capital social é representado por cotas-partes no valor nominal de R$ 1,00 cada e integralizado por seus cooperados. De acordo

MOVIMENTAÇÃO NO EXERCÍCIO DE 2011

com o Estatuto Social cada cooperado tem direito em um voto, independente do número de suas cotas-partes.

Empréstimos e Financiamentos 1,23% b) Reserva Legal

Títulos Descontados e Cheques Descontados

0,13%

Aplicações Financeiras 7,14% Representada pelas destinações estatutárias das sobras, no percentual de 20%, utilizada para reparar perdas e atender ao desenvolvimento de suas Atividades.

No exercício de 2011, os benefícios monetários destinados às partes relacionadas foram representados por honorários e custeio parcial de plano de saúde, apresentando-se da seguinte forma:

12. Depósitos

c) Sobras Acumuladas

Os depósitos à vista não são remunerados. Os depósitos a prazo recebem encargos financeiros contratados.

As sobras são distribuídas e apropriadas conforme Estatuto Social, normas do Banco Central do Brasil e posterior deliberação da Assem-

BENEFÍCIOS MONETÁRIOS

Descrição

31/12/2011

Depósito a Vista

5.177.773,64

Depósito Sob Aviso Depósito a Prazo

31/12/2010

4.491.600,92

Honorários R$ 106.665,69

Educacional e Social – FATES é registrado como exigibilidade, e utilizado em despesas para o qual se destina, conforme a Lei nº 5.764/71.

Plano de Saúde 948,74 21. Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda. - SICOOB CENTRAL CREDIMINAS

1.279.451,43

1.469.522,82

Em Assembléia Geral Ordinária, realizada em 25 de fevereiro de 2011, os cooperados deliberaram pelo aumento do Capital Social com as sobras do

13.642.486,47

11.463.169,75

exercício findo em 31 de dezembro de 2010, no valor de R$ 216.607,30, e o restante, no valor de R$ 216.607,28, foi incorporado a Reserva Legal.

20.099.711,54

17.424.293,49

Total dos Depósitos

O SICOOB CARMOCREDI, em conjunto com outras cooperativas singulares, é filiado à Cooperativa Central de Crédito de Minas d) Destinações estatutárias e legais

Gerais Ltda. - SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, que representa o grupo formado por suas afiliadas perante as autoridades

Os depósitos, até o limite de R$70.000,00 (Setenta mil reais), por CPF/CNPJ, estão garantidos pelo Fundo Garantidor do SICOOB - FGS, o qual é um Fundo constituído pelas Cooperativas do Sistema SICOOB regido por regulamento próprio.

monetárias, organismos governamentais e entidades privadas. De acordo com o estatuto social da cooperativa e a Lei nº 5.764/71, as sobras líquidas do exercício terão a seguinte destinação:

13. Relações interfinanceiras / Obrigações por empréstimos e repasses

O SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, é uma sociedade cooperativista que tem por objetivo a organização em comum em maior

Descrição

2011

2010

escala dos serviços econômico-financeiros e assistenciais de suas filiadas (cooperativas singulares), integrando e orientando suas

Sobras /lucro líquido do exercício

855.134,25

847.781,75

atividades, de forma autônoma e independente, através dos instrumentos previstos na legislação pertinente e normas exaradas

(31.837,38)

(60.118,87)

pelo Banco Central do Brasil, bem como facilitando a utilização recíproca dos serviços, para consecução de seus objetivos.

823.296,86

787.662,88

(164.659,37)

(315.065,16)

a difusão e fomento do cooperativismo de crédito, a orientação e aplicação dos recursos captados, a implantação e implementação de

(41.164,84)

(39.383,14)

controles internos voltados para os sistemas que acompanhem informações econômico-financeiras, operacionais e gerenciais, entre outras.

617.472,66

433.214,58

São demonstradas pelo valor principal acrescido de encargos financeiros e registram os recursos captados junto a outras insti-

Lucro líquido decorrente de atos não-cooperativos apropriado ao FATES

tuições financeiras para repasse aos associados em diversas modalidades (art. 37, da Resolução CMN nº 3.859/2010) e Capital

Sobras líquidas, base de cálculo das destinações

de Giro. As garantias oferecidas são a caução dos títulos de créditos dos associados beneficiados.

Instituições

Taxa

Vencimento

31/12/2011

31/12/2010

Fundo de assistência técnica, educacional e social - 5%

Crediminas

1,01 a 1,02% a.m

Diversos

1.549.484,31

2.103.006,05

Sobras à disposição da Assembléia Geral

BANCOOB

1,00% a 6,75% a.a

Diversos

2.032.263,38

1.740.763,39

3.581.747,69

3.843.769,44

14. Obrigações sociais e estatutárias Descrição

31/12/2011

31/12/2010

FATES - Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social

107.140,85

99.502,01

Cotas de capital a pagar

26.679,54

8.122,84

Gratificações e Participações a Pagar

Total

26.577,37

-

160.397,76

99.502,01

Destinações estatutárias

Reserva legal - 20%

Total

EXERCÍCIO DE 2011 (R$)

bleia Geral Ordinária (AGO). Atendendo à instrução do BACEN, por meio da Carta Circular nº 3.224/06, o Fundo de Assistência Técnica,

Para assegurar a consecução de seus objetivos, cabe ao SICOOB CENTRAL CREDIMINAS a coordenação das atividades de suas filiadas,

O SICOOB CARMOCREDI responde solidariamente pelas obrigações contraídas pelo SICOOB CENTRAL CREDIMINAS perante A Reserva legal destina-se a reparar perdas e atender ao desenvolvimento de suas Atividades;

terceiros, até o limite do valor das cotas-partes do capital que subscrever, proporcionalmente à sua participação nessas operações.

O Fundo de assistência técnica, educacional e social (FATES) é destinado a atividades educacionais, à prestação de assistência

As demonstrações contábeis do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, em 30 de junho de 2011, foram auditadas por outros auditores indepen-

aos cooperados, seus familiares e empregados da cooperativa; e

dentes que emitiram relatório de auditoria sobre as demonstrações contábeis, datado de 12 de agosto de 2011, com opinião sem modificação.

Os resultados decorrentes de atos não cooperativos são destinados ao FATES.

Coobrigações e riscos em garantias prestadas

19. Resultado de atos não cooperativos

Em 31 de dezembro de 2011, a cooperativa é responsável por coobrigações e riscos em garantias prestadas, no montante de R$ 38.735,12, (31/12/2010 - R$ 38.691,82), referentes a aval prestado em diversas operações de crédito de seus associados

O resultado de atos não cooperativos tem a seguinte composição:

com instituições financeiras oficiais.

O FATES é destinado a atividades educacionais, à prestação de assistência aos cooperados, seus familiares e empregados da cooperativa, sendo constituído pelo resultado dos atos não-cooperados e 5% das sobras líquidas, conforme determinação

Descrição

2011

2010

estatutária. A classificação desses valores em contas passivas segue determinação do Plano Contábil das Instituições do Sistema

Receita de prestação de serviços

270.983,94

184.842,40

Financeiro Nacional – COSIF.

Despesas específicas de atos não cooperativos

15. Outras obrigações – Diversas

(40.558,44)

(16.809,67)

A Cooperativa adota política de contratar seguros de diversas modalidades, cuja cobertura é considerada suficiente pela Administração e

Despesas apropriadas na proporção das receitas de atos não cooperativos

(125.333,21)

(91.966,17)

agentes seguradores para fazer face à ocorrência de sinistros. As premissas de riscos adotados, dada a sua natureza, não fazem parte do

Resultado operacional

105.092,29

73.066,56

escopo de auditoria das demonstrações contábeis, consequentemente, não foram examinadas pelos nossos auditores independentes.

(46.522,01)

13.681,02

58.570,28

86.747,58

(26.732,90)

(26.628,72)

31.837,38

60.118,86

Receitas (despesas) não operacionais, líquidas Descrição

31/12/2011

Cheques administrativos (a)

1.283.856,00

Despesas de Pessoal

127.282,45

Outras Despesas Administrativas (b)

36.187,06

Obrigações por Prestação de Serviços de Pagamentos

31/12/2010

Lucro antes do imposto de renda e da contribuição social

1.154.860,40

Imposto de Renda e CSLL

148.611,51

Resultado de atos não cooperativos (lucro líquido)

6.386,25

33.851,51

16.677,23

24. Contingências Passivas

23.643,68

21.371,62

44.677,00

39.748,50

As partes relacionadas existentes são as pessoas físicas que têm autoridade e responsabilidade de planejar, dirigir e controlar as

1.387.655,51

atividades da cooperativa e membros próximos da família de tais pessoas.

1.549.497,70

O Patrimônio de Referência (PR) da Cooperativa encontra-se compatível com o grau de risco da estrutura dos ativos, apresentando margem para o limite de compatibilização de R$ 2.755.078,31, em 31 de dezembro de 2011.

Cheques Descontados (c)

23. Índice de Basiléia

20. Partes Relacionadas

Credores diversos País Total

22. Seguros contratados – Não auditado

Segundo a assessoria jurídica do SICOOB CARMOCREDI, dos processos judiciais em que figura como pólo passivo, foram classificados como perda possíveis cinco processos, totalizando R$ 7.000,00.

(a) Refere-se a cheques emitidos pela Cooperativa contra o próprio caixa da instituição, porém não compensados até a data-

As operações são realizadas no contexto das atividades operacionais da Cooperativa e de suas atribuições estabelecidas em

-base de 31/12/2011.

regulamentação específica.

(b) Refere-se a provisão para pagamento de despesas com água/energia/gás (R$ 679,96), comunicação (R$ 5.413,34), proces-

As operações com tais partes relacionadas não são relevantes no contexto global das operações da cooperativa, e caracterizam-se

samento de dados (R$ 6.917,63), transporte (R$ 820,39), seguro (R$ 579,54), tarifa recebimento de convênio (R$ 1.504,61),

basicamente por transações financeiras em regime normal de operações, com observância irrestrita das limitações impostas pelas

compensação (R$ 15. 722,30), estagiários a pagar (R$ 2.100,00), e outras despesas administrativas (R$ 2.449,29);

normas do Banco Central, tais como movimentação de contas correntes, aplicações e resgates de RDC e operações de crédito.

(c) Refere-se a cheques depositados, relativo a descontos enviados a compensação, porém não baixados até a data-base de

As garantias oferecidas em razão das operações de crédito são: avais, garantias hipotecárias, caução e alienação fiduciária.

Carmo do Cajuru (MG), 30 de dezembro de 2011.

___________________________ ___________________________ 31/12/2011.

José Neuton Rabelo

Diretor Presidente

Mario Graças Souza Diretor Financeiro

Montante das operações ativas e passivas no exercício de 2011: 16. Outras obrigações - Diversas - Provisões para riscos tributários e trabalhistas

MONTANTE DAS OPERAÇÕES ATIVAS

% em relação à carteira total

Considerando a avaliação dos consultores jurídicos quanto às chances de êxito em determinados questionamentos fiscais e

R$ 236.886,01 1,36%

___________________________ ___________________________

trabalhistas em que a cooperativa é parte envolvida, foram constituídas as seguintes provisões:

Vera Imaculada da Silva

Elaine Cristina Neto

Diretor Administrativo

Contador – CRC nº: 082.177

MONTANTE DAS OPERAÇÕES PASSIVAS

% em relação à carteira total

R$ 1.066.146,69 7,14%


gazeta do Oeste