Issuu on Google+

Gazeta DIVINÓPOLIS•MG | 04 a 05 de janeiro de 2011 | ANO XVIII | N.º 1.518 | R$ 2,50

DO OESTE

Imposto de renda é o tributo mais preocupante entre os brasileiros Página 06

Acidentes sofrem aumento de 220% no último feriado

Feriado chuvoso marcou a movimentação nas principais estradas do país. No total 1.385 acidentes foram registrados em todo o Brasil. Chuvas intensas na maior parte das rodovias monitoradas foram determinantes para aumentar a taxa de acidentes. No centro-oeste, o número de acidentes subiu de forma considerável,contudo não houve vítimas fatais. Página 05

Descaso no Jardim Alto nível do Rio Itapecerica Primavera incomoda preocupa moradores moradores Sarah Rodrigues

Sarah Rodrigues

População sofre com falta de saneamento e de pavimentação. Período chuvoso agrava problemas e causa transtornos frequentes aos moradores, que já pediram ajuda a inúmeros órgãos públicos e nada foi feito. Página 07

Animais peçonhentos são uma ameaça aos moradores devido a falta de capina

André Bernardes

Em Divinópolis, os meses de dezembro e janeiro são conhecidos por fomentar discussões acerca das probabilidades de enchentes e catástrofes causadas pelo excesso do volume pluvial. O Coordenador da Defesa Civil alerta que o nível atual do rio Itapecerica é de 3m10cm, considerado alto em relação ao tradicional, mas que a equipe de plantão para o Plano de Contingência só será acionada quando o nível ultrapassar os 4 metros. Apesar disso, afirma que a situação está tranqüila e pede o apoio da população. Página 03

Motoristas devem ficar atentos ao prazo de inspeção veicular Prazo para que os prestadores de serviço de transporte escolar regularizarem seus veículos termina dia 31 de janeiro. Os condutores devem procurar um centro de inspeção veicular credenciado pelo DETRAN para vistoriar seus veículos e encaminharem o laudo para a SEMED. Aqueles que não estiverem em dia com seus documentos poderão ser impedidos de exercer sua função. Página 03

Garoto mostra cobra e aranha que matou na porta de sua casa

A falta da capina em alguns bairros da cidade, preocupa moradores, pois além de sujeira, atrai animais peçonhentos e coloca suas vidas em risco. Página 06


02 POLÍTICA

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Durante a posse, Dilma reafirma compromisso de combater a pobreza

Congresso (José Cruz/ABr)

Dilma Rousseff discursa durante solenidade de posse no plenário do Congresso

A posse da presidente Dilma Rousseff no primeiro dia do ano atraiu grande número de pessoas à Esplanada dos Ministérios, em uma festa que já se tornou tradição na capital federal. Nos 45 minutos de discurso, após ser empossada na Presidência da República, Dilma Rousseff não conteve a emoção e chorou ao lembrar-se dos “companheiros e companheiras” que “tombaram” na luta contra a ditadura militar, período que a história trata como “anos de chumbo”. A primeira presidente do Brasil reservou o fim de seu pronunciamento, após elencar as prioridades de seu governo, para homenagear os brasileiros que atuaram na resistência contra o regime militar “Neste momento sou presidenta de todos os brasileiros”, disse já

com a voz embargada quando foi obrigada a silenciar para conter as lágrimas. Diante da emoção, coube aos parlamentares da base aliada interromper o silêncio do discurso com aplausos e gritos de “Dilma, Dilma”. Ao fim do discurso, no qual ressaltou que uma mulher não traz em si apenas a característica da coragem, mas, também, de carinho, a presidente compartilhou sua posse com a filha, o neto e com sua mãe. Encerrado seu pronunciamento, ela deixou o plenário da Câmara da mesma forma que entrou: aplaudida de pé por todos os parlamentares e autoridades. A presidente abriu seu pronunciamento no Congresso com uma homenagem especial às mulheres brasileiras. Neste sentido,

Dilma Rousseff discursa durante solenidade de posse no plenário do Congresso

ela destacou a “ousadia do voto popular”, que depois de levar um presidente operário a Presidência da República, dar a oportunidade a uma mulher de sucedê-lo. “Vim honrar as mulheres, proteger os mais frágeis e governar para todos”. Ela reservou no seu pronunciamento uma homenagem especial ao vice-presidente do governo Lula, o empresário José Alencar, que luta contra o câncer. Segundo Dilma, o vice-presidente “é um exemplo de coragem” a ser perseguido por ela e seu vice, Michel Temer. Dilma destacou que, nos seus quatro anos de mandato, travará “uma luta obstinada” pela erradicação da pobreza extrema e a garantia de oportunidades para todos os brasileiros. “Não vou descansar enquanto houver um

brasileiro sem comida na mesa, famílias ao desalento das ruas e crianças pobres abandonadas à própria sorte”, disse a presidente. Ela ressaltou que essa tarefa não é de exclusividade do governo, mas requer um pacto entre toda a sociedade brasileira. Neste sentido, Dilma Rousseff disse que o combate à miséria passa pelo crescimento econômico do país aliado à ampliação dos programas sociais. Dilma também falou sobre a necessidade de reformas para o aperfeiçoamento da sociedade brasileira como a política e a tributária. Quanto à reforma tributária, a presidente destacou a necessidade de se acabar com entraves que impedem o desenvolvimento. A presidente também assumiu, perante o Con-

gresso, o compromisso de evitar a todo custo o retorno da inflação e a manutenção da estabilidade da economia. “Não permitiremos que essa praga recaia sob o tecido econômico e nossas famílias”. Dilma Rousseff também ressaltou que acompanhará diretamente os investimentos no Sistema Único de Saúde (SUS). “Vou acompanhar pessoalmente o processo de melhoria do SUS”, disse ao destacar a necessidade de a população ter acesso a um atendimento médico e hospitalar de melhor qualidade. A ampliação da parceria entre União, Estados e Municípios foi lembrado pela presidente como o caminho para a redução da violência. Ela recordou a recente operação contra o tráfico no Rio de Janeiro que uniu as po-

lícias Militar, Civil, Federal e as Forças Armadas. A preservação ambiental é outro objetivo a ser perseguido pelo seu governo, entretanto, sem se pautar por imposições de terceiros ou acordos internacionais que impeçam o crescimento do país, afirmou a presidente. Para isso, ela lembrou a necessidade de se preservar as florestas brasileiras, em especial a Amazônia, e investir cada vez mais em matrizes energéticas limpas. Na política internacional, Dilma Rousseff pretende pautar seu governo com uma atenção especial aos países emergentes e aos vizinhos da América do Sul. Ela também rebateu qualquer apoio a países que tenham por objetivo desenvolver a produção de energia nuclear para fins bélicos.

Governador Antônio Anastasia toma posse para segundo mandato blica brasileira”, afirmou Antônio Anastasia. PACTO FEDERATIVO O governador cobrou a urgência de um fortalecimento do pacto federativo a fim de que, aliado a uma gestão de qualidade dos recursos públicos, o País possa reduzir suas desigualdades. Ele lembrou que a carga tributária no Brasil é uma das mais altas do mundo, “Não seremos capazes de atingir o pleno desenvolvimento sem desonerar a produção e os cidadãos, para assim elevar a produtividade e o consumo e domar aquela que é uma das maiores cargas tributárias do planeta. Não seremos capazes sem ajustar com coragem os gastos com a máquina pública, reorientando sempre os recursos para os investimentos. É nosso dever governar cada vez mais compartilhando responsabilidades, o que nos obriga fortalecer o pacto federativo, redimensionando direitos e deveres de forma justa e republicana. Somos, em essência, uma federação. Tendo essa natureza, sabemos que cada passo que os estados puderem dar na direção do efetivo desenvolvimento, significa que o país inteiro estará

Omar Freire/Imprensa MG

O governador Antônio Anastasia tomou posse, neste sábado (01/01), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Neste ano, o atual governador inicia seu segundo mandato como chefe do Executivo do Estado, tendo como vicegovernador Alberto Pinto Coelho. Durante o pronunciamento de posse, Antônio Anastasia fez uma convocação para que se inicie no país um novo ciclo de governança, a partir de uma reforma da gestão pública brasileira, “É bem provável que tenhamos que conviver com um crescimento muito menor das maiores economias do mundo. Isso significa menos investimento produtivo e mais concorrência nos mercados, com reflexos importantes no equilíbrio da nossa balança comercial. Essa nova realidade também obrigará a todos, e não apenas ao governo central, a governar com mais austeridade e com foco preciso nas grandes tarefas que precisamos cumprir. A densa experiência de Minas nesses últimos oito anos de transformações nos obriga a recolocar o tema, como uma das mais importantes reformas que se impõem neste novo ciclo de governança que se inicia em todo o país: a reforma da gestão pú-

Aécio Neves, Antônio Anastasia e Alberto Pinto Coelho durante a cerimônia de posse

também mais próximo dele. Não o alcançaremos diferenciando cidades, estados e extensas regiões. Só o alcançaremos juntos, fazendo o Brasil avançar como um todo” destacou o governador. COMPROMISSO Após a cerimônia da Assembleia Legislativa, o governador seguiu para a Praça da Liberdade, onde aconteceu a solenidade comemorativa à sua posse. Ele foi recebido na Alameda da Travessia por 300 crianças da rede pública

e 250 jovens do programa Valores de Minas, que o conduziram até o Palácio da Liberdade. Ao lado do vice-governador Alberto Pinto Coelho e do senador eleito Aécio Neves, nas sacadas do Palácio da Liberdade, o governador saudou as 5.000 pessoas presentes à solenidade. Em um pronunciamento emocionado, Antônio Anastasia defendeu a ética e a transparência na gestão pública. Ele também reafirmou seu compromisso com o trabalho sem trégua para garantir condi-

ções de vida dignas a todos os mineiros. “As razões de Minas não nos permitem descanso e trégua ou qualquer conivência com a imensa dívida social que se acumula à nossa porta e que nos imputa responsabilidade compartilhada para extirpar a miséria, a fome, a ignorância; o desemprego, a exploração e o crime; a injustiça e a desigualdade que nos submetem como organização social e amesquinham as prerrogativas do próprio Estado”, disse o go-

vernador. Antônio Anastasia destacou que liberdade e autonomia são as grandes bandeiras de Minas Gerais. Ele e afirmou que o combate às desigualdades regionais seguirá sendo o principal objetivo de seu governo. “Liberdade e autonomia são as nossas grandes bandeiras fincadas no topo dos nossos justos anseios por igualdade, que torna coletivo e solidário o combate permanente que travamos contra as desigualdades que ainda diferenciam os nossos irmãos e distanciam as nossas grandes regiões. Não há tarefa maior que esta. Nenhuma mais honrosa” destacou. O governador encerrou seu pronunciamento agradecendo a confiança dos mineiros ao reelegê-lo para um segundo mandato. “Minhas últimas palavras neste ato solene, mineiros, pretendem traduzir o amplo sentido de entrega e dedicação que me toma nesta hora. Entrego-lhes o meu amor por Minas. E a ela e a suas causas, estou pronto a dedicar o que há de melhor em mim. E convoco-lhes: é hora de seguir em frente. Vamos escrever juntos, as próximas páginas da nossa história”, disse Anastasia.


CIDADES 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Período chuvoso preocupa Motoristas devem ficar atentos ao população em Divinópolis prazo de inspeção Nível do Rio Itapecerica sobe consideravelmente com o aumento do volume pluvial

veicular

Veículos que fazem transporte escolar devem se regularizar até 31 de janeiro Divulgação

Os condutores têm até o dia 31 de janeiro para regularizem seus veículos Sarah Rodrigues

o condutor não pode exercer a função”.

Os motoristas de vans, microônibus e ônibus que fazem o transporte escolar em Divinópolis devem passar pela inspeção veicular semestral para continuarem a realizar o transporte. As vistorias devem ser realizadas entre os dias 03 a 31 de janeiro. Segundo a coordenadora do transporte alternativo, da Secretaria de Trânsito e Transportes (SETTRANS), Marisa Reis Sena as prestadoras de serviço de transporte escolar devem procurar um centro de inspeção veicular credenciado pelo Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (DETRAN-MG) para realizar a vistoria nos veículos escolares, com o intuito de receberem a autorização da Secretaria Municipal de Educação (SEMED). A coordenadora conta que como o processo de vistoria se iniciou ontem (03), apenas três condutores passaram por vistoria. “O processo ainda está no início, por isso o número de vistorias ainda é baixo. Com o passar dos dias a maioria dos condutores devem passar pela inspeção, eles têm até o dia 31 de janeiro”. Segundo Marisa são esperados para regularizarem a situação mais de 150 veículos. “Como pessoas físicas são esperadas 96 vans e jurídicos aproximadamente 57 veículos”, conta. De acordo com a coordenadora a partir de fevereiro começam as fiscalizações por parte da SETTRANS, os motoristas que não estiverem em dia com as documentações serão impedidos de trabalhar. “A partir de 01 de fevereiro começam as fiscalizações da secretaria para os veículos. A prefeitura fornece autorização a partir do laudo de inspeção. Sem a autorização

INSPEÇÃO Após a inspeção dos veículos, os motoristas e os auxiliares de condução devem apresentar o laudo de vistoria original do veículo contratado à SEMED, juntamente com a cópia legível (frente e verso) da Carteira Nacional de Habilitação; crachá de motorista emitido pela Secretaria de Trânsito e Transportes (SETTRANS); comprovante do curso de condutores de escolares; crachá de auxiliar de viagem cadastrado na SETTRANS e número de telefone. Reunidos os documentos, cada motorista e auxiliar de viagem devem fazer a cópia em uma única folha, evitando misturar a documentação de outro funcionário. A cópia dos documentos deve ser apresentada à SEMED a partir de janeiro de 2011 para os motoristas e os auxiliares de condução iniciarem regularizados, as atividades de fevereiro. Segundo a coordenadora as inspeções são semestrais e no segundo semestre do ano passado o resultado foi positivo. “Todos os prestadores de serviço fizeram a inspeção no segundo semestre de 2010 e esperamos que neste período aconteça o mesmo”, enfatiza.

sarah.rodrigues@gazetaoeste.com.br

Marielle Zum Bach

marielle.espindola@gazetaoeste.com.br

O período chuvoso na região Sudeste do Brasil concentra-se entre os meses de outubro a março, quando ocorrem mais de 80% do total anual de chuvas. Em Divinópolis, os meses de dezembro e janeiro são conhecidos por fomentar discussões acerca das probabilidades de enchentes e catástrofes causadas pelo excesso do volume pluvial. Estudos meteorológicos do Minas Tempo mostram que, em todo o estado, deverá chover intensamente nesta semana. A Coordenadoria Estadual de

Defesa Civil (Cedec) alerta aos coordenadores municipais para a realização de monitoramento constante nas áreas de risco, com vistas à redução de desastres. Segundo levantamento da Cedec no período chuvoso, que teve início em novembro de 2010 até o início deste ano, já foram registradas 15 mortes no Estado em consequência das chuvas. Há no momento em Minas Gerais 1.568 desabrigados, 12.115 desalojados, além da destruição de 153 casas e 51 pontes. O Secretario Municipal de Operações Urbanas e Coordenador da Defesa Civil de Divinópolis, Adilson Quadros,

afirma porém que ainda não é o momento para se preocupar. “Está tudo sobre controle mas, naturalmente pode acontecer alguma coisa eventual, um córrego com tromba d’água, por exemplo. Houveram transtornos no Vale do Sol, onde realmente foi verificado um volume significativo de chuva que trouxe um transtorno para a população. A nossa expectativa é que tenhamos a condição de ter um rio com uma carga mais profunda e darmos uma tranqüilidade maior para a população.” O secretário conta que o nível atual do rio Itapecerica é de 3m10cm, considerado alto

em relação ao tradicional, mas que a equipe de plantão para o Plano de Contingência só será acionada quando o nível ultrapassar os 4 metros. Adilson alerta a população para os números de emergência e pede a colaboração das pessoas, especialmente que moram em áreas próximas a regiões de risco de enchentes e desabamentos. “Temos o número 190 da Polícia Militar, 193 do Corpo de Bombeiros e 199 da Defesa Civil. Qualquer sinal de risco de desabamento, é necessário acionar os órgãos para que possamos verificar as situações das casas.”

Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais realiza vistorias em pontes e viadutos Obras e edificações de Divinópolis e região já estão sendo catalogadas Marielle Zum Bach

marielle.espindola@gazetaoeste.com.br

O programa de vistoria de viadutos, pontes e trincheiras do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de Minas Gerais, já verificou a situação de conservação de mais de 1.490 edificações presentes nas estradas mineiras. O trabalho segue o objetivo de reunir informações sobre o estado das edificações. Funcionários do DER já estiveram em Divinópolis e região verificando a situação atual, e todas as estruturas próximas já foram vistoriadas e catalogadas. A conclusão do relatório será divulgada após o término do primeiro trimestre de 2011. De acordo com informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), que

coordena as ações do DER, o trabalho é realizado em duas etapas: pesquisa de campo e análise técnica. Os arquivos provindos das pesquisas realizadas na região Centro-Oeste, onde se incluem as principais rodovias que passam por Divinópolis, já estão em fase de conclusão de análise. O número analisado até agora, abrangendo todas as rodovias mineiras, representa um percentual de cerca de 80% dos trabalhos concluídos. O programa, iniciado ao final de 2008, prevê a inspeção de 1.800 obras. Estão sendo investidos cerca de R$ 2,9 milhões e os trabalhos deverão ser concluídos em março de 2011. De acordo com o diretor-geral do DER/MG, José Elcio Santos Monteze, a partir do trabalho de vistorias, será feito um relatório sobre a situação de cada ponte, viaduto ou trincheira. “O

A rodovia AMG-0345, trecho compreendido entre Carmo do Cajuru e Divinópolis, teve suas obras vistoriadas

relatório apontará a necessidade de realização de algum tipo de intervenção, como substituição, restauração, reforço ou manutenção de cada uma delas. Será feito também um registro dos dados coletados, incluindo informações sobre localização, definições geométricas e dados relativos ao projeto, construção e histórico das intervenções realizadas”, explica. O trabalho de arquivamento

em um banco de dados pretende colaborar com o gerenciamento das atividades em cada região. O levantamento realizado a partir do banco de dados irá verificar se há infiltrações, a situação dos pilares de sustentação e ferragens. “De posse dos dados podemos programar os reparos permanentes de trincheiras, passarelas, pontes e viadutos, prevenindo o processo de degradação”, afirma Monteze.

EM DIA Para evitar problemas futuros os motoristas devem regularizar a situação para poderem trabalhar a partir de fevereiro. Élio Policarpo dos Santos é motorista de van há seis anos, todos os semestres ele faz vistoria em sua van já nos primeiros dias. “Estou com a documentação pronta desde dezembro. Mesmo que a gente tenha o mês inteiro para agir, até na quarta-feira espero passar pela inspeção para regularizar o transporte”, afirma o condutor.


04 OPINIÃO

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

editorial

Ano novo, velhas ações

O

Brasil agora é governado por uma mulher.É uma grande conquista, principalmente se pararmos para analisar tudo o que o sexo feminino teve que enfrentar para chegar ao grau de evolução que vem atingindo ao longo da caminhada. Já faz tempo que a mulher não se esconde à sombra de um marido, ou dos afazeres do lar. Elas vêm ganhando o mercado de trabalho, ocupando cargos políticos, quebrando tabus e assim, superam expectativas, mostram a que vieram. Há quem compare o ano que se inicia a uma construção. Cada dia é um novo tijolo a ser colocado no alicerce para que o edifício se solidifique. Cada dia acaba por ser uma nova oportunidade de melhorar o aspecto e a estrutura de nossa “construção pessoal”. O mais importante é ter em mente que não se pode mover os tijolos do ontem. Quanto aos tijolos do amanhã, esses ainda não foram recebidos. Portanto cabe a cada um trabalhar da melhor forma, com o que se tem nas mãos no hoje. Novo ano, novos governantes nomeados, esperanças renovadas. A maioria das pessoas renova não só as energias, mas também as promessas de mudança. Difícil mesmo é chegar ao fim de mais um ano com todos os propósitos cumpridos. Apesar de novo ano, algumas velhas atitudes ainda teimam em fazer parte do cotidiano. Durante o feriado do último fim de semana o número de imprudências cometidas nas estradas sofreu aumento considerável. Junto com o aumento das imprudências, o número de acidentes teve alta de mais de 200%. Nesse contexto, fica claro que ações são mais eficazes que propósitos. Bom mesmo é fazer de 2011, um ano realmente novo. Tirar planos do papel, lutar por tudo que se quer conquistar, valorizar direitos já garantidos, sabendo que ainda há muito que se fazer.

Observatório de Mídia

www.observatoriodemidia.blogspot.com | observatoriodemidia@pitagoras.com.br

Quando o menos prejudica o mais

Então estamos em 2011! A cada ano que começa as pessoas programam-se para viver 365 dias de novidades. Deveria ser assim com as empresas de comunicação e seus jornalistas. Os profissionais dos veículos midiáticos precisariam estar de olhos bem abertos para um dos fatores que determinam quando um fato é, e pode ser notícia: o quão novo, inusitado, é um acontecimento. Mas o que se vê não é bem isso! Antes mesmo de o ano começar, as redações preparam-se para as repetições, mantendo agendas atualizadas com as datas comemorativas e sugestões de coberturas para esses dias. Nada que condene essa atitude, pois também em comunicação diária, deve-se usar das ferramentas de gestão como o planejamento estratégico. O que questiono aqui é quando uma exceção vira regra, notadamente percebido nas publicações e transmissões noticiosas, espaço demais para as celebrações fixas e lugar de menos para os casos diversos. Posso estar sendo incompreendida se tomarem como referência as reportagens policiais que invadem os jornais a cada dia. A cobertura dessas ocorrências é burocrática, tecnicamente fácil, pois os fatos estão postos, se apresentam naturalmente e ainda são pré-apurados pelos policiais. Quando menciono novidades, fatos raros e acontecimentos inesperados trato de histórias escondidas, porém preciosas, enredos repentinos, mas que requer esforço para serem desvendados. Entretanto, as desculpas são muitas para não se fazer esse serviço de garimpagem ou de lapidação. Com o pretexto de redações reduzidas pela pressão econômica, de profissionais com múltiplas tarefas e até do interesse do público por esses assuntos, as chefias de reportagem optam pelos temas mais aparentes: a cobertura policial, os eventos oficiais, as manchetes programadas, e as notícias prontas empacotadas pelas agências de comunicação públicas e privadas. Nesse caso menos trabalho, para mim, não significa melhores resultados. Não há uma solução imediata para esse problema de incoerência, ou seja, sendo o jornalismo a ferramenta para informar sobre o novo, o quente, o inusitado, se valer de mecanismos para publicar coisas velhas, frias e tão previsíveis. O último Fantástico de 2010, exibido dia 26 de dezembro, já exibia um resumo de suas pautas dos programas deste ano. O aniversário de 70 anos de Roberto Carlos, os 80 de João Gilberto, os 100 de descoberta de Machu Picchu... e você verá com certeza, os 10 anos do atentado de 11 de setembro. Claro que tudo isso é notícia! Mas será que só isso é notícia? Laura Aguiar Jornalista e professora do curso de Jornalismo da Faculdade Pitágoras/Divinópolis Diretor Executivo Fernando Marcos Rodrigues EDITORA CHEFE Carina Lelles

ÓRGÃO Do grupo Gazeta do Oeste de comunicação ltda

FUNDADOR: Antônio Eustáquio Rodrigues Cassimiro (1947 2004)

Assessores Jurídicos Dr. Márcio F. Vaz Dr. Mauro M. Nogueira Dr. Breno M. de Faria

Administração, Redação E GRÁFICA: Rua Rio Branco, 948 - Porto Velho • Divinópolis (MG) • CEP 35.500-430 TELEFONE: (37) 3222-6322 • www.g37.com.br • gazeta@gazetaoeste.com.br O jornal não é solidário com conceitos emitidos em colunas e matérias assinadas.

Logosofia

Fundação Logosófica Em Prol da Superação Humana

Eduardo Augusto

easteduardo@yahoo.com.br

Para onde vai a escola, para onde vai a família? Participar de congressos, ler, estudar, concluir graduações, pós-graduações, mestrados, enfim, tudo isso significa muitos estímulos e novos conhecimentos para um educador. Numa dessas maratonas para capacitar-me, ouvi uma explicação do que significava a palavra “aluno”. Levei um susto. Cheguei a ficar um pouco pensativa por alguns segundos, após o que ouvi. Em latim, “aluno” significa sem luz. Como concordar com este significado se, em minha trajetória de educadora, o que não faltaram foram alunos cheios de luz, inteligência, vontade de aprender e de perguntar? E como mãe, observando a minha filha crescendo e desenvolvendo-se com alegria e muita energia (não seria isso um tipo de luz?) não via nada desta triste definição. Refletindo sobre a educação, que é um dos meus deveres já que sou educadora, qual é o papel da escola? Qual é a escola que deve surgir para atender os novos alunos, que de “sem luz” nada têm? E de onde têm vindo estes alunos? De que famílias surgiram? Que seres os colocaram no mundo? O que temos feito como família? E o que temos feito como escola? A escola precisa ser auxiliar, parceira, uma grande orquestra que, com esforços e talentos, tem o objetivo do sucesso escolar de seus alunos. Escola precisa ter projeto próprio e, seus docentes, também seus projetos individuais. Escola lida com pessoas das mais variadas crenças, costumes, manias. Pessoas com dificuldades e facilidades para aprender e ensinar. A escola cuida, informa, lida com o conhecimento. Lá dentro, há professores e alunos. Não há escola sem professor, nem professor sem aluno. Os dois são a alma dessa instituição. Para o aluno aprender bem, precisa ter professor que aprende bem. Professor e aluno que querem saber o porquê das coisas, o como, o quando, o para quê. Para isso, a escola precisa ensinar a pensar. Pensar para que seu aluno seja único, seja criativo. Pensar é habilidade só dos humanos. É isso que mostra a nossa individualidade: que cada um é único e faz de um jeito próprio as suas coisas. Nós, da escola, precisamos ocupar menos a nossa memória e de nossos alunos. Hoje, tudo o que é memoriável o computador faz para nós. Precisamos guardar só o que realmente é importante. A escola precisa fazer as pazes com a avaliação. Recordo de Rubem Alves, que sabiamente ensinou: “para educar bem-te-vi preciso gostar de bem-te-vi, respeitar seu gosto, não ter projeto para transformálo em urubu. Se assim insistir, um bem-te-vi será sempre um urubu de segunda categoria”. A escola tem o péssimo hábito de mandar o aluno esperar. O aluno faz uma pergunta e o professor diz: “Espere. Daqui a pouco chegaremos a essa parte.” Ou então o aluno quer fazer diferente, e o professor valoriza quem fez igual. O papel da escola é prender a atenção do aluno. Hoje, o aluno vai a qualquer banca de jornal e tem acesso a revistas científicas. A informação não pede para que ele espere. A grande qualidade da escola não será o conteúdo, será o espaço de convivência e troca entre os conteúdos que cada um sabe. A escola precisa ser a escola da vivência, das experiências. Ser a escola das relações, o lugar onde o aluno é seduzido para querer ficar lá, lugar de motivação. Ao pensar nessas coisas tão importantes, recordava-me de muitos elementos da Pedagogia Logosófica. De tudo o que já compreendo, sobre o verdadeiro porquê de sermos seres humanos, da grande missão que temos de aprender e ensinar, dos planos para uma humanidade melhor e mais preparada. Enfim, pensei muito em todo o trabalho que tenho pela frente como educadora. E para onde a escola vai? Penso que vai para onde o homem for capaz de levá-la. E para que este seja um destino acertado e melhor, só mesmo à custa de muito conhecimento, muito afeto e disposição. E o mais importante: longe dos muitos preconceitos que ainda pairam no ar, como que fantasmas das nossas escolas medievais. E a família? O que vem acontecendo com este tesouro humano? Para onde vai a família? É certo que há muitos, mas muitos pais esforçados, presentes, atuantes. Temos visto famílias muito boas. Mas coisas que eram tão comuns, tão boas de fazer em família, têm se tornado raridade. Uns culpam a televisão. Outros a saída da mulher para trabalhar. Ainda há aqueles que dizem que não há filhos com antigamente. Mas quem é que faz a família? Quem inventou a família? Venho compreendendo que a família é algo divino. É a base de toda sociedade bem organizada. É necessária para a nossa preservação como espécie e para subsistirmos como seres que possuem laços de afeto e de intensos sentimentos. É por isso que, ao pensar em educação, não consigo esquecer dessas duas instituições: família e escola. São dois pólos: fortes, cada uma com sua especificidade. Um não faz o que o outro faz. Não podem competir, podem se encontrar! Ao ler uma afirmativa da Logosofia, que diz “os filhotes que se lançam a voar deixando o ninho antes de ter as asas emplumadas, correm o perigo de cair e bater a cabeça. Poder-se-ia objetar que se não fizessem esse ensaio, não aprenderiam a voar; mas o certo é que o ensaio prematu¬ro costuma custar-lhes a quebra de uma asa, dos pés, da cabe¬ça, etc. Muito diferente acontece quando as aves genitoras os conduzem, primeiro de raminho em raminho, depois de galho em galho, prolongando mais e mais as distâncias à medida que os filhotes, longe de debilitarem-se, adquirem força, pois um dia, com a arrogância própria dos pássaros que cumpriram o processo de seu desenvolvimento, conseguirão efetuar já mag¬níficos vôos, sem o perigo de cair rendidos pelo cansaço ou outras causas.” Para onde vai a família? Para onde os seres humanos levarem-na. É por isso que nesta oficina imensa, onde todos precisam colaborar a aprender a amar seus pais e irmãos. Precisamos educar. E educar o outro é a tarefa humana mais digna depois que cada um propõe a educar-se. Marise Alencar integra o corpo docente da Fundação Logosófica, Unidade Funcionários – B.Hte, MG

Um sonho, um governo para todos!

No último dia 1º de Janeiro, o Brasil tem um novo presidente da República, ou melhor, uma nova presidente, Dilma Roussef. Depois de um operário, o Brasil será governado por uma mulher. Sentimos muita expectativa quanto ao jeito de governar desta mulher e, sobretudo muita esperança quanto aos resultados de seu governo. O governo de Dilma tem tudo para dar certo, primeiro, porque o Brasil vive a fase adulta de sua redemocratização. Os eleitores estão cada eleição mais maduro e consciente em suas escolhas, e a prova disso foi a escolha de uma mulher para o mais alto posto político do país. Em segundo lugar, a presidente assume o Brasil em fase de crescimento com índices jamais vistos na história do país. Outro fator que colabora para o governo de Dilma é a popularidade de seu antecessor. Sendo Lula de seu partido e considerado por muitos como padrinho de Dilma, no primeiro momento, o tempo é de tranqüilidade, e essa paz todo governante deseja ter para iniciar e conduzir seu mandato. Mesmo diante dos horrendos escândalos no meio político, o povo brasileiro tem muita esperança em tempos melhores. Mas, Dilma tem grandes desafios pela frente, pois governar um país não é tarefa fácil, ainda mais quando se trata de um país continental como o Brasil. A presidente tem pela frente grandes desafios, sobretudo quando vemos ainda um país rico de natureza, mas pobre em sua consciência social. É muita desigualdade! Temos ainda um dos maiores índices de pobreza do mundo. Sem falar ainda quanto ao caos que assola o SUS (Sistema Único de Saúde), a falta de estrutura em todo território brasileiro, a educação pública precária, a falta de moradia, o desemprego, a falta de segurança pública, a injustiça, etc, enfim, a situação do povo brasileiro ainda é muito cruel, longe de grandes comemorações!! E mais, a presidente tem em mãos grandes problemas que foram “empurrados” pelos antecessores como as reformas política, tributária, e da previdência. A altivez de Dilma em sua posse surpreende, pois afirmou que realmente o Brasil tem condições de se tornar o “maior e melhor país para se viver”. E ela tem razão sim, pois o brasileiro trabalha e não tem preguiça de trabalhar. Muitos cortam fronteiras de estados em busca de trabalho e sobrevivência para sua família. Isso o Brasil tem de sobra: mão de obra de qualidade. Nossa governante ao pensar em erradicar a pobreza precisa estancar a corrupção de nosso país, mazela esta que por longos anos, tira da vida de nosso brasileiro condições melhores do Brasil crescer, pois, esse dinheiro seria usado em benefícios para toda a sociedade, como saúde, moradia, educação de qualidade, etc. As primeiras palavras de Dilma como presidente da República, “governar para todos” enche nosso coração de fé de que verdadeiramente o Brasil tem condições de crescer a passos largos voltado ao bem de todos os brasileiros. Que Deus abençoe nossa governante!! Que Deus abençoe o povo brasileiro! Dr. Eduardo Augusto Silva Teixeira é advogado, pós-graduado em Direito Público


CIDADES 05

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Chuva intensa contribuiu para aumento de acidentes

Matrículas para a EJA do ensino médio abrem em janeiro

Na região centro-oeste não houve vítimas fatais

Já para a EJA do ensino fundamental as matrículas estarão abertas a partir de fevereiro

Arquivo GO

Sarah Rodrigues

sarah.rodrigues@gazetaoeste.com.br

Mau tempo foi determinante para aumento de acidentes Flaviane Oliveira

flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br

Feriado chuvoso marcou a movimentação nas principais estradas do país. Entre os dias 31 de dezembro e o primeiro domingo do ano (02), 47.517 veículos passaram por vistorias e 1.385 acidentes foram registrados em todo o Brasil. Juntos, Polícia Militar Rodoviária, Departamento de Estradas e Rodagem (DER) e Nascentes das Gerais, intensificaram trabalho nas rodovias para garantir a segurança de quem preferiu viajar no feriado. Um dos fatores determinantes para a ocorrência dos acidentes foi a incidência de

chuvas intensas na maior parte das rodovias monitoradas. No Brasil, o dia mais violento nas estradas foi o da virada do ano. No dia 31 de dezembro, morreram 46 pessoas, vítimas de acidentes. Durante todo o feriado, o número de mortos foi de 82 vítimas confirmadas. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, 951 pessoas ficaram feridas durante o período de fiscalização intensa. O maior número de pessoas com ferimentos foi registrado no último dia de 2010, fechando as estatísticas com total de 444 vítimas. Assim como na operação realizada no feriado de natal,

testes de alcoolemia foram realizados de forma intensificada. No total, 8.477 motoristas foram abordados para se submeter ao teste. Quase 200 testes tiveram resultado positivo na confirmação de elevada taxa de álcool consumida pelos condutores, o que ocasionou a prisão por embriaguez de 89 motoristas. Cerca de 70 pessoas foram presas por crimes diversos durante a operação realizada nas estradas. CENTRO-OESTE Assim como em todo o país, também na região centro-oeste, as fiscalizações foram iniciadas no dia 31 de dezembro, sendo

finalizadas na tarde de domingo (02/01). De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária (PR) que atua nas rodovias dos 51 municípios da região, em 2010 foram registrados 32 acidentes, contra 10, registrados no mesmo período do ano de 2009, o que contabiliza um aumento de 220%. Neste feriado, o número de feridos subiu 182%, contabilizando 31 vítimas. No mesmo período de 2009, o número de feridos foi de 11 pessoas. Apesar do aumento no número de acidentes, na região não houve vítimas fatais.

Sistema prisional elabora a proposta de Estatuto Penitenciário No centro oeste penitenciárias abrigam 2060 presidiários Flaviane Oliveira

flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br

Departamento Penitenciário Nacional.

Minas Gerais já conta com a elaboração da proposta de criação de um Estatuto Penitenciário. Na semana passada, o Conselho de Criminologia e Política Criminal de Minas Gerais (CCPC) entregou ao secretário de Estado de Defesa Social, Moacyr Lobato de Campos Filho o documento que tem como objetivo unificar os procedimentos das unidades prisionais. Tais procedimentos incluem o ingresso do preso no sistema, a classificação das faltas disciplinares dos detentos e atuação dos assistentes técnicos jurídicos dentro das penitenciárias e presídios. A iniciativa para a elaboração do Estatuto partiu do trabalho de integrantes do

ESTATUTO Composto por 190 artigos, o Estatuto foi criado por uma comissão formada por um Juiz e dois conselheiros. O documento foi elaborado a partir de um modelo enviado pelo Ministério da Justiça e passou por adaptações para ser adequado às necessidades encontradas nas penitenciarias mineiras. Porém, até o momento não há previsão para que o Estatuto seja colocado em prática. O Estatuto simboliza um pontapé inicial para a criação de um futuro Código Penitenciário. A possibilidade de eleger os chamados “oficiais de condicional” não é descartada. Basicamente

este profissional acompanharia o comportamento do preso fora da penitenciária, contribuindo para sua reintegração na sociedade. PIONEIRA Em nota a Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS) destaca que após a entrega do Estatuto, o presidente do Conselho de Criminologia e Política Criminal, Marcos Afonso de Souza, ressalta que Minas Gerais é o primeiro estado a analisar e entregar uma proposta, respondendo à demanda de regulamentação do Sistema Prisional. “A proposta é resultado de um trabalho que durou seis meses e buscou adequar leis federais e estaduais, bem como procedimentos já adotados, em um só documento que padronize

a atuação de nossos presídios e penitenciárias”, alega Marcos Afonso. DIVINÓPOLIS De acordo com a assessoria de comunicação da SEDS, na região centro oeste, são cerca de 2060 presidiários, distribuídos em oito unidades prisionais. Em Divinópolis, atualmente, cerca de 400 presos estão no Presídio Floramar. Atualmente o Sistema Prisional conta com o Procedimento Operacional Padrão (POP), um conjunto de normas que regem as 115 unidades prisionais, adotado desde o ano de 2007 pela Subsecretaria de Administração Prisional (SUAPI) que padroniza as ações das unidades no Estado.

Os alunos concluintes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em 2010, que participaram do programa Projovem Urbano de Divinópolis devem realizar a matrícula para a EJA do ensino médio em janeiro de 2011. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), as matrículas devem ser efetivadas nas sete escolas estaduais disponíveis. Para matrícula na EJA do ensino médio, é preciso apresentar-se pessoalmente na secretaria das escolas com a seguinte documentação: cópia de documento de identidade ou da Certidão de Casamento e histórico escolar. O atendimento é realizado pela manhã. As matrículas devem ser feitas nas seguintes escolas: Joaquim Nabuco, Manoel Correa Filho, Engenheiro Pedro Magalhães, Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro, Armando Nogueira Soares, e São Vicente. Pela proximidade, os concluintes da EJA do ensino fundamental da E.M. Professora Hermínia Corgozinho, foram indicados à E.E. Armando Nogueira.E os alunos que estudaram na E.E. Joaquim Nabuco e na E.E. São Vicente deverão efetivar a matrícula nos respectivos estabelecimentos de ensino. PROJOVEM Quando o Projovem começou, 700 matrículas foram efetivadas. A EJA começou com 463 alunos no ensino fundamental, dos quais 210 concluíram o curso. Maria Nilcemar Sousa Ferreira, coordenadora pedagógica do Projovem Urbano de Divinópolis em nota esclareceu que alunos que abandonaram o programa arrependeram-se mais tarde, mas não podiam regressar por causa da carga horária. “O maior problema para os alunos continuarem os estudos é o cansaço, por conciliar trabalho e escola”, disse a coordenadora. “A maioria das jovens mães matriculadas, que têm até cinco filhos, deseja estudar - e até começou -; mas em grande parte das vezes é difícil para elas dar continuidade aos estudos, por causa das crianças”, afirmou. EJA ENSINO FUNDAMENTAL Para aqueles que desejam ingressar no programa de Educação para Jovens e Adultos, para cursar o ensino fundamental as matrículas estarão abertas a partir de fevereiro. Segundo o coordenador do

programa, Cláudio Guadalupe, em 2011 as ações da EJA devem ser ampliadas. “As matrículas serão realizadas de 02 a 19 de fevereiro, e o diferencial deste ano é que as matrículas podem ser feitas em todas as 67 escolas municipais. A intenção é fazer um levantamento nas escolas locais, para saber onde a demanda é maior para ampliar as ações da EJA”. O coordenador da EJA explica que a divisão do programa é realizada por séries. Segundo ele o aluno tem um tempo mínimo para cursar as séries, que pode ser ampliado de acordo com suas necessidades. “O programa existe desde agosto de 2006 e possui dois segmentos. O primeiro segmento é feito em um ano, o aluno faz da 1° à 4° série. E depois faz da 5° à 8° série em dois anos. Após o aluno é encaminhado para o ensino médio”, esclarece. O cadastro pode ser feito nas 67 escolas em horário comercial de 7h às 17h.Ou de 17h às 20h. “O horário noturno foi estendido para atender quem não tem condição de ir durante o dia”, ressalta. O coordenador da EJA relata que a SEMED tem a intenção de fazer com que o programa se torne permanente no município. “O programa ainda é experimental. Com a implementação do sistema municipal de ensino, nós pretendemos que o EJA deixe de ser um projeto e se torne uma modalidade permanente em Divinópolis”. Segundo Cláudio o programa tem sido ampliado a cada ano e atendido muitos alunos. “Do ponto de vista do atendimento pode-se dizer que teve um aumento significativo. Em 2006 quando o programa foi criado atendia de 400 a 500 pessoas. Atualmente 800 pessoas são atendidas pela EJA. Nestes três anos muitas pessoas que saíram do programa foram encaminhadas para o ensino médio e também para faculdades”, explica. Sobre o desempenho e aproveitamento dos alunos o coordenador do programa afirma que todos saem capacitados para serem inseridos em outras séries. “O que nós ouvimos dos alunos são noticias boas. Os nossos alunos são alunos bons, que desenvolvem a cidadania, através do programas são incentivados a buscar, pesquisar, a criar o desejo pela leitura, pela oralidade e se saem muito bem nas outras séries”, conta. Podem se inscrever para a EJA todos os cidadãos acima de 14 anos que estejam fora da escola. As aulas estão previstas para terem inicio em março.


06 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Falta de capina ainda é problema na cidade

André Bernardes

Mato toma conta da rua Vinícius de Morais André Bernardes Da redação

Moradores da rua Vinícius de Morais, no bairro São Judas, estão revoltados com o descaso da prefeitura na região. O mato tomou conta da rua e o trânsito de veículos não é possível. De acordo com os moradores, diversas reclamações já foram fei-

tas na prefeitura, mas nenhuma providência foi tomada. Animais peçonhentos também são uma preocupação constante dos moradores. A moradora Zilda Maria disse que é comum o aparecimento de cobras, aranhas e ratos dentro das residências. Para deixar a situação ainda mais crítica, moradores das ruas vizinhas

Pedestre anda no asfalto pois mato cobriu o passeio

jogam lixo no mato causando mau cheiro e atraindo mais animais: “Eu tive que por fogo no lixo que os moradores da rua de cima jogaram aqui, mas logo depois eles desceram com mais” disse Zilda. Em época de chuva, a lama e os buracos dificultam o trânsito de veículos. A moradora Maria da Glória, diz que sua mãe tem

problemas de saúde e precisa ser levada de ambulância para fazer os tratamentos, porém, com a situação da rua, a ambulância não consegue chegar até a porta de sua casa: “O motorista da ambulância disse que não tem condição de chegar aqui. Já furou o pneu na porta da minha casa”, disse Maria da Glória. De acordo com Maria da

Glória, a prefeitura alega não fazer o calçamento por causa da área verde em frente a rua. Entramos em contato com o Secretário de Obras Simonides Quadros, que diz não ter conhecimento do problema da rua e que a área verde não é impedimento para que a rua seja calçada. A secretaria municipal de operações urbanas

(SEMOUDS) disse que irá fazer uma visita ao local na próxima sexta feira (7). Outro ponto da cidade que também sofre com a falta de capina, é a rua Rio de Janeiro na região do bairro Santo Antônio. O mato que cresce no passeio faz com que os pedestres tenham de andar no asfalto, correndo o risco de acidentes.

Os impostos do começo do ano Alto número de impostos preocupa brasileiros logo nos primeiros meses de homologação: o contribuinte prepara uma declaração anual de ajuste e os valores são homologados (aceitos) ou não pela autoridade competente. No Brasil, o órgão responsável pela sua administração e gerenciamento é a Receita Federal. Neste ano de 2011, a declaração não poderá ser entregue via formulários em papel. O contribuinte precisará enviar a declaração pela internet, utilizando o programa disponível no site da Receita Federal (www.receita. fazenda.gov.br) ou via disquete, nas agências do Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. O prazo para entregar a declaração vai de 1º de março até 29 de abril.

Marielle Zum Bach

marielle.espindola@gazetaoeste.com.br

IPTU, IPVA, DPVAT, matrículas e materiais escolares. Taxas que devem ser quitadas logo no começo do ano perturbam grande parte dos brasileiros que, após temporada de festas e viagens, devem se preocupar com todos esses impostos. Uma das primeiras preocupações é o pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos), obrigatório para todos os proprietários de veículos. Por ser um imposto estadual, o valor a ser pago no IPVA pode variar de 1% a 5% sobre o valor do veículo. Alguns estados também oferecem descontos para o motorista que efetua o pagamento à vista. Esse pagamento vence ainda em janeiro e pode ser pago à vista ou em até três parcelas, com vencimento máximo para o mês de março. Atrelada ao IPVA está a cobrança do seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, o DPVAT. A quitação é obrigatoriamente realizada de forma conjunta com o pagamento do IPVA, ou da 1º parcela deste tributo. Os valores podem variar dependendo do porte do veículo. No geral, esse imposto estabelece a seguinte ordem: R$96,93 para automóveis e utilitários, R$274,06 para motocicletas, motonetas e triciclos e R$243,33 para ônibus e micro-ônibus. O pagamento do

O “impostômetro”, relógio instalado em São Paulo, mostra em tempo real, o quanto o brasileiro já pagou de impostos

DPVAT é realizado, necessariamente, à vista, juntamente com o vencimento ou a 1ª parcela. O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é outro tributo que abala o bolso dos contribuintes nesse período. Assim como o IPVA, o valor do IPTU depende da cidade onde o imóvel está localizado e é calculado sobre o valor da propriedade. Em Divinópolis, o IPTU de 2011 sofrerá aumento de 11% sobre a tarifa do ano passado, e os carnês já começaram a ser distribuídos. A previsão é de que, até o dia 10 de fevereiro, todos os boletos estejam entregues. Neste ano ainda, o IPTU terá um

desconto de 12% no pagamento à vista, até o dia 10 de fevereiro. Se o pagamento do valor total for realizado até o dia 10 de março, o desconto cai para 8%. Se o contribuinte optar pelo pagamento parcelado, poderá dividir o valor em 10 parcelas, que não podem ser inferiores a 50 reais cada, para pessoa física, ou 70 reais para pessoa jurídica. A arrecadação desses impostos gerou, em janeiro do ano passado, mais de 73 bilhões de reais, se consolidando como a maior arrecadação de toda a história. Além dos pagamentos tradicionais, ainda existem os valores referentes à educação, no qual se

incluem as matrículas nas escolas e a compra dos materiais escolares, compras que costumam ter seu auge no fim de janeiro e começo de fevereiro. Esses valores podem ser negociados de acordo com a escola, e o pagamento dos materiais pode ser realizado com desconto à vista ou parcelamento no cartão. DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA Além de todos os impostos de janeiro, o dinheiro remanescente ainda deve ser retido para a quitação do imposto de renda. O Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza (também

conhecido simplesmente por IR) é o tributo que incide sobre o produto do capital e do trabalho das pessoas. O universo de contribuintes do imposto de renda não se limita apenas aos funcionários de empresa com carteira assinada (CLT). Se você é profissional autônomo ou possui quaisquer outros rendimentos tributáveis (como, por exemplo, renda de aluguel de imóveis), também é contribuinte e deve, na maioria dos casos, pagar o IR. O imposto de renda é um tributo federal (sua instituição é de competência privativa da União) e enquadra-se na modalidade

O QUANTO O BRASILEIRO PAGA DE IMPOSTO? A expectativa de vida do brasileiro é de 72 anos, sendo que 30 destes são dedicados exclusivamente para pagar os impostos do governo, que totalizam 62 tributos. Os impostos consomem o equivalente a 148 dias de trabalho durante um único ano, ou ainda, 5 meses, dos 12 que trabalhamos. O site www.impostometro. org.br contabiliza de forma fiel, a quantidade de tributo cedida ao governo pelo brasileiro, em qualquer data e em qualquer local. A média geral calculada pelo site, é de 3 milhões por minuto de impostos pagos pelos brasileiros.


CIDADES 07

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Descaso incomoda moradores do bairro Jardim Primavera Falta de saneamento e pavimentação são os maiores problemas

Sarah Rodrigues

As ruas do bairro não possuem pavimentação, dificultando o acesso da população Sarah Rodrigues

sarah.rodrigues@gazetaoeste.com.br

Os moradores do Jardim Primavera estão cada vez mais incomodados com os problemas frequentes que assolam o bairro. Além da falta de saneamento básico, a população ainda sofre com a falta de pavimentação, que neste período chuvoso impede o acesso do transporte coletivo ao bairro. Segundo Luciene Cistina Morais, moradora do bairro, a população somente reivindica seus direitos, principalmente a falta de rede de esgoto. “O nosso maior problema são as ruas que não possuem calçamento, quando está neste período chuvoso os ônibus não vão ao ponto final. Hoje, por exemplo, durante a parte da manhã os ônibus não circularam até o ponto

final. Além disso, nós não temos rede de esgoto. Tudo é jogado ao ar livre e quando não está chovendo o problema é maior ainda”. A moradora ainda ressalta que o bairro está abandonado e o poder público não tem interesse em ajudar os moradores. “O nosso bairro está abandonado, o clube está largado, não tem nada. Daqui uns dias nem o resto do telhado será visto. A prefeitura poderia ter um pouco de atenção, pelo menos com os moradores que trabalham, tem dias em que os ônibus não vem hora nenhuma aqui na parte de cima, vão só até a linha na entrada do bairro e retornam, porque não conseguem passar pelas ruas. E o dono da empresa de ônibus já avisou que se ficar assim durante o período chuvoso, os ônibus não irão rodar.E a gente só tem um

ônibus que vem de 2 em 2 horas”, relata. FALTA AJUDA Luciene conta que a associação de moradores já pediu ajuda a vários órgãos, mas nenhum se dispôs a ajudar. “Nós já reclamamos, já pedimos na prefeitura, dizem que já tem um projeto para o bairro, que metade da verba já está disponível, mas ninguém faz nada, Precisamos de ações rápidas, pelo menos para melhorar as condições. Nós já pedimos ajuda para os vereadores, para deputado federal. Todos os possíveis. Porque a presidente do bairro corre atrás, briga pelo bairro e ninguém vem nos ajudar. Recentemente eles passaram a patrol, e continuou do mesmo jeito, nem sequer se dispuseram a colocar cascalhos, para melhorar”.

O descaso é tamanho que o clube do bairro foi abandonado

Ainda segundo a moradora, a presidente da associação de moradores do bairro Jardim Primavera, conseguiu em siderurgias da cidade, cascalhos para serem jogados nas ruas, com o intuito de melhorar o acesso ao bairro. Segundo ela, nada foi feito e a prefeitura se negou a ajudar no transporte do material. “A presidente da associação ganhou seis caminhões de cascalho, para colocar nas ruas do bairro. Nós pedimos para a prefeitura trazer os cascalhos e assentá-los, eles não se dispuseram. Queriam que todo mundo juntasse, pagasse os caminhões para trazer para o bairro. E a gente já paga imposto para tudo e ninguém está nem aí para o Jardim Primavera”, afirma Luciene. De acordo com Luciene, os moradores do bairro se juntaram no final do ano passado para pe-

direm intervenção dos vereadores da Câmara Municipal, para os problemas do bairro. “Na Câmara, nós pedimos para intervirem e providenciar a rede de esgoto e calçar, pelo menos a linha do ônibus, para termos melhores condições. E por enquanto não tivemos nenhum retorno. E nem aqui eles vêm, nenhum político. Na verdade eles aparecerem nas eleições para pedir votos. E se a gente chama para eles que vejam a situação, eles não vem. Outro dia, a gente brincou com um vereador chamou ele para nos ajudar e ele disse que tinha mais coisas para fazer.Ninguém está nem aí para cá”,enfatiza a moradora. DIFICULDADES No bairro existem cerca de 500 famílias. Na maioria das residências existem estudantes que

Registro de Identidade Civil será implantado no Brasil Em Divinópolis ainda não há previsão para que a nova identidade passe a ser emitida Flaviane Oliveira

flaviane.oliveira@gazetaoeste.com.br

Neste ano, cerca de dois milhões de brasileiros deverão substituir a cédula do Registro Geral (RG) pelo novo cartão de Registro de Identidade Civil (RIC). A partir da implantação do novo registro, cada cidadão passa a ser reconhecido em todo território nacional por um único número que será vinculado às impressões digitais, além de registrados em um chip presente no cartão. O novo documento foi lançado na última semana em Brasília, pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e pelo exministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto. Em nota divulgada pela Agência Brasil, o ex-ministro Luiz Paulo

Barreto afirma que a nova identidade é um dos documentos de identificação mais modernos do mundo, “Com o RIC, o Brasil ingressa no século 21. A identidade atual completou 27 anos sem muitas mudanças. O novo RIC é mais moderno, traz tecnologia de ponta, é mais seguro e mais prático. No futuro, esse documento também integrará o CPF, o título de eleitor e muitos outros documentos. Além disso, há possibilidade de fazer transações bancárias com o novo cartão.” frisou. O novo documento que se assemelha a um cartão magnético, evita que fraudes sejam realizadas, uma vez que cada pessoa é identificada com um número de registro diferente, o que evita que pessoas com mesmo nome sejam confundidas.

Os cidadãos contemplados nesta etapa inicial receberão uma carta indicando a possibilidade de troca do RG pelo RIC, além do local onde o novo documento poderá ser retirado. A emissão do RIC em 2011 será custeada pelo Ministério da Justiça, o cidadão não precisará pagar pela troca. Segundo o ministério, o investimento no primeiro ano será de cerca de R$ 90 milhões. Nova identidade é um cartão magnético que contém um microchip

Inicialmente, o documento será testado nos estados do Rio de Janeiro e Bahia e no Distrito Federal. Os primeiros cartões devem ser expedidos pela Casa da Moeda. A partir daí, os governos dos estados e do DF terão o prazo de um ano para começar o

cadastramento e implementação do documento. A nova carteira de identidade nacional não substituirá documentos como CPF, título de eleitor e passaporte, mas terá o mesmo registro em todos os institutos de identificação estaduais do país.

DIVINÓPOLIS De acordo com Marcelo Martins, supervisor de identificação da sede do UAI Divinópolis, a substituição da carteira de identidade será feita, gradualmente, ao longo de dez anos. Porém, ainda não há previsão para que a nova identidade seja implantada em Minas Gerais.

têm muita dificuldade para irem à escola no período chuvoso. “Os estudantes do bairro vão de ônibus para a escola e se chover nenhum aluno vai, ainda bem que eles estão no período de férias, pois o ônibus não passam aqui, não conseguem chegar até as casas”, reafirma Luciene. ESPERA A moradora ainda explica que os moradores receberam informações de que uma verba estará disponível para melhorias no bairro e estão previstas para se iniciarem nesse início de ano. “Agora nós estamos apreensivos, pois eles falaram que metade da verba está disponível para ajudar o bairro e as obras começarão no mês que vem. Vamos esperar para ver”, ressalta Luciene.

COMARCA DE DIVINÓPOLIS/MG - SECRETARIA DA 5ª VARA CÍVEL - EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 30 DIAS. O Dr. José Maria dos Reis, MM. J uiz de Direito da 5ª Vara Cível, desta cidade e comarca de Divinópolis, Estado de Minas Gerais, na forma da Lei, etc. FAZ SABER a todos que o presente edital, virem ou dele conhecimento tiverem, especialmente a Juliana Carneiro Rodrigues, pessoa jurídica, inscrita no CNPJ sob o nº 09.402.417/0001-55, Juliana Carneiro Rodrigues, inscrita no CPF sob o nº 015.208.786-99 e Marco Túlio Carneiro Rodrigues, inscrito no CPF sob o nº 014.684.686-93, atualmente,ambos, em lugar incerto e não sabido; que por esta Secretaria da 5ª Vara Cível se processam os termos e autos nº 0223 10 001497-4, da Ação de Despejo por Falta de Pagamento, requerida por Maria Rita Fonseca, e por este EDITAL, CITA JULIANA CARNEIRO RODRIGUES, pessoa jurídica, JULIANA CARNEIRO RODRIGUES, MARCO TÚLIO CARNEIRO RODRIGUES,acima qualificados, para no prazo de 15 (quinze) dias, contestar, querendo, sob pena de confissão e revelia, ficando desde já advertidas do disposto do art.285 do CPC, de que “ Não sendo contestada a ação, presumir-se-ão aceitos como verdadeiros os fatos articulados pelo autor”. O presente edital será afixado por cópia no saguão do Fórum local e publicado uma vez no Diário do Judiciário Eletrônico. Dado e passado nesta cidade e comarca de Divinópolis, aos 10 de dezembro de 2010. Eu, Kellen Silva Carvalho, Escrivã Judicial, o digitei e subscrevi. Dr.José Maria dos Reis, MM.Juíz de Direito. Advogada: Drª Andréa Costa Borges-OAB/MG 66851.


08 VARIEDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Dra. Karla Faria

Carol Corrêa

karlafaria@ortodontista.com.br

carolina@lacuisinecorrea.com.br

GELÉIA

Perguntas mais frequentes sobre tratamento ortodôntico 1. Qual a melhor idade para uma consulta com o Ortodontista? Sete anos de idade é uma boa idade para a avaliação da dentição, mas se os pais suspeitarem de alguma discrepância na arcada com menos de sete anos , aconselha-se uma visita ao Ortodontista. Uma consulta nesta idade permite que o Ortodontista planeje qual a melhor época de intervir nos pacientes que precisarem de tratamento. A maioria das más oclusões são mais facilmente e mais rapidamente tratadas durante a fase de crescimento. Se algum problema for notado antes desta idade a criança pode ser levada ao ortodontista assim que detectado o problema. 2. O que acontece se problemas ortodônticos não forem tratados? Dentes mal posicionados podem facilitar o aparecimento de cáries e de doença gengival devido a maior dificuldade de se higienizar os dentes quando eles não estão bem alinhados. Dentes protruídos (dentes para frente) são mais susceptíveis a traumas e fraturas. Dentes desalinhados ou uma face afetada pela má oclusão podem prejudicar a auto estima do indivíduo. Perda de osso em volta dos dentes, dores musculares na face e outros problemas funcionais podem ocorrer devido a falta de tratamento ortodôntico. 3. Adultos podem fazer tratamento ortodôntico? Sim. Desde que haja saúde na estrutura em volta do dente, a correção da posição dos dentes pode ser feita em qualquer idade. Não há idade limite para se iniciar o tratamento. Atualmente 25% dos pacientes são pacientes adultos. Existem aparelhos discretos que foram

especialmente desenvolvidos para o tratamento de adultos. A principal diferença entre o tratamento de adultos e crianças/adolescentes é o fato do adulto não apresentar mais crescimento ósseo, o que limita em alguns casos a correção total da má oclusão em casos de discrepância das bases ósseas. 4. Aparelhos ortodônticos causam manchas ou cáries nos dentes? Normalmente não. Estes problemas só ocorrem nos pacientes que negligenciam a higiene bucal durante o tratamento. Todos os pacientes recebem instruções sobre como fazer a limpeza dos dentes e do aparelho e orientação para manter uma alimentação adequada durante o uso dos aparelhos. Hoje Existem materiais que previnem as cáries, como a “cola” utilizada para fixar os aparelhos fixos - elas já vem com flúor incorporado em sua fórmula, o que previne a descalcificação do esmalte dentário. 5. Qual o melhor: aparelho fixo ou aparelho removível? Os dois tipos de aparelho funcionam bem desde que bem indicados. Normalmente os aparelhos removíveis são mais indicados antes da chegada de todos os dentes permanentes. Para que o aparelho removível atinja seu objetivo é necessário que o paciente seja colaborador e use o aparelho na maior parte do dia. O aparelho fixo tem um resultado mais previsível por não contar tanto com a colaboração do paciente. Normalmente o tratamento com estes tipos de aparelho é mais rápido do que com os removíveis. Por outro lado o paciente que utiliza o aparelho fixo deve tomar maior cuidado com a alimentação e com a higiene bucal. 6. Os “Sisos” interferem na posição dos incisivos inferiores? Existem controvérsias sobre este assunto, mas a maioria dos artigos publicados sobre este tema indica que não. Parece que o apinhamento (mudança da posição) dos incisivos inferiores é causado por vários motivos,

dentre eles os principais: a) Estreitamento da face, que ocorre ao longo de toda vida; b) Falta de desgaste dos dentes. Devido ao tipo de alimentação atual os dentes não sofrem desgastes e por isso não ficam mais estreitos como acontecia há centenas de anos atrás. Como a face se estreita e os dentes não, falta espaço. c) Crescimento terminal da mandíbula. A mandíbula apresenta um crescimento que coincide com a época de aparecimento dos “Sisos”. Este crescimento faz com que os dentes inferiores mudem de posição ao serem forçados contra os dentes superiores. Como o siso ao nascer fica um pouco dolorido e o apinhamento dos incisivos coincide com esta fase, o paciente pensa que são os “sisos” que estão empurrando os dentes para frente.. 7. É necessário o uso de aparelho removível após o uso de aparelhos fixos? Após a correção dos dentes mal posicionados através dos aparelhos fixos (peças de metal ou de cerâmica coladas na parte externa de cada dente) é necessária a contenção da posição dos dentes por um determinado tempo. Isto é feito para que o tecidos ósseo e gengival se adaptem às mudanças na posição dos dentes. A contenção pode ser feita com aparelhos removíveis ou fixos (os fixos são colados na parte interna dos dentes). Nos caso onde são indicados aparelhos removíveis para contenção do tratamento ortodôntico é fundamental a colaboração do paciente para a estabilidade do tratamento. 8. Os aparelhos estéticos mudam de cor ao longo do tratamento? Existem diferentes tipos de aparelhos estético. Os mais simples (feitos de um material plástico) podem sofrer alteração de cor ao longo do tratamento. Os aparelhos feitos de porcelana ou de safira não alteram sua cor durante o tratamento. Além da questão estética, estes últimos são mais resistentes que os primeiros e portanto permitem um tratamento mais eficiente.

Dra. Karla Faria Especialista em Ortodontia Mestre em Ortodontia pela SLM – Campinas – SP Membro da Associação Brasileira de Ortodontia (37) 3222.7932

Geléia é o produto elaborado com a junção de frutas, inteiras ou picadas, açúcar, e líquido, normalmente água. Uma vez que a própria fruta possui seu açúcar natural, a frutose, um monossacarídeo que é na realidade ainda mais doce que o açúcar comum (sacarose), tome cuidado para não exagerar no açúcar e adoçar muito ou açucarar sua receita. O resultado da cocção da fruta, açúcar e o líquido deve ser um produto gelatinoso, translúcido, de consistência firme e brilho intenso, mantendo o aroma e sabor originais da fruta. Dois itens fundamentais no sucesso de sua geléia fazem parte das propriedades da fruta escolhida: pectina e acidez. A pectina encontrase nas paredes celulares da fruta e possui a capacidade de formar um gel com o açúcar, demasiadamente importante no aspecto gelatinoso da geléia. Caso a fruta não possua pectina o suficiente para

formar este gel, há a necessidade de acrescentar pectina à produção, através de vários artifícios como o açúcar gelificante, adquirido em lojas especializadas, ou preparada com a polpa de maçã ou com o bagaço de frutas cítricas. Algumas frutas que contém muita pectina são: ameixa, damasco, framboesa, laranja, limão, maçã, marmelo, melão, pêra, pêssego, tangerina e uvas pretas. Já algumas frutas com pouca pectina são: morango, abacaxi e figo. Em relação à acidez, combinada à pectina e ao açúcar, resultará na consistência firme da geléia, portanto, caso a fruta escolhida não possua um nível mínimo de acidez, acrescente suco de limão ou algum ácido cítrico à produção. Escolha frutas maduras, pois estas estarão em sua melhor fase de aromas, cores, textura, açúcar, pectina e acidez. Lave-as muito bem antes de iniciar o processo de cocção e não retire a casca para cozinhá-las, pois é na casca que a pectina melhor se encontra. Para as frutas que serão partidas, cuidado para não mexer muito a panela durante o cozimento para não desfazer estes pedaços e não perder suas características

de aparência. Uma medida básica é: para cada 2 xícaras de fruta, coloque 1 xícara de açúcar e ¼ de xícara de água. Obviamente esta medida varia para cada fruta e para o gosto do consumidor final. Caso a sua geléia venha a ser armazenada em vidros e potes, lembre-se de esterilizá-los bem. Para que isso ocorra, primeiramente lave muito bem o recipiente e sua tampa, verifique se estão amassados ou enferrujados e, caso estejam, despreze-os e escolha outros. Para esterilizar, pegue uma panela funda e coloque em seu interior um pano de prato limpo dobrado. Sobre o pano, encaixe os vidro ou potes sem tampa com as bocas viradas para baixo. Encha a panela de água, de modo que o interior dos vidros e potes também fique cheio de água e que estes fiquem totalmente submersos. Coloque na mesma panela as tampas, submersas. Acenda o fogo em chama alta e, após ferver, aguarde cerca de 20 minutos. Retire com cuidado os vasilhames da panela quente e deixe-os secar ao natural. As geléias devem ser armazenadas em local fresco e sem contato com luz e, quando abertas, deverão ser armazenadas na geladeira.

Carol Corrêa Administradora, Chef de Cozinha Proprietária do La cuisine Corrêa - (37) 8838-8825


VARIEDADES 09

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Gaudêncio Torquato

gt@gtmarketing.com.br

O CICLO LULA DÁ ADEUS No final da tarde do próximo sábado, Luiz Inácio Lula da Silva descerá a rampa do Palácio do Planalto, deixando a condição de mandatário-mor do País. Nesse momento, as cortinas descerão sobre um palco aberto em 1.º de janeiro de 2003, onde peças sempre bem aplaudidas exibiram a performance do mais prestigiado líder do Brasil contemporâneo, um dos raros a combinar dois celebrados conceitos de Maquiavel: a virtú e a fortuna. Ao maximizar seu prestígio junto às massas, reforçado por um perfil carismático, Lula administrou, de maneira exemplar, as circunstâncias de um tempo pleno de aspirações, atingindo, por consequência, o grau de maior provedor das necessidades do povo que governou. A sorte que bafejou o governante, soprada por ventos que revigoraram o ambiente econômico, foi usada por ele de maneira eficaz para estreitar as distâncias entre as classes sociais. Ajudou-o nessa tarefa a alma intuitiva de um brasileiro que saiu do andar mais baixo do edifício nacional. Alma plasmada pelas carências das populações mais sofridas. Esse tempero fez a diferença de estilo. Afinal, o que foi o ciclo Lula? Foi, sobretudo, a era de intensa dinâmica social, que propiciou a inserção de apreciável contingente ao mercado de consumo. A pirâmide das classes teve seu meio alargado com afunilamento da base, ou seja, tornou-se menos triangular e mais retangular. Esse constitui o maior feito do governo comandado pelo ex-metalúrgico. Além de 30 milhões de brasileiros que ascenderam à classe média (baixa), outro núcleo se movimentou da margem extrema da base para um degrau acima, ou, nos termos da estratificação social, subiram da classe E para a D. Abre-se, aqui, um parêntesis. A ascensão social foi, é e sempre será meta prioritária das esquerdas. Por consequência, o PT procurou validar o seu passaporte esquerdista - até para estabelecer um diferencial sobre outros partidos - a partir da política de inserção social da era Lula. Mas é arrematado exagero dizer que uma guinada esquerdizante passou por aqui. Sob essa leitura se esvanece a tese de que o grid de largada do Brasil na pista internacional é coisa exclusiva do governo Lula. Na verdade, a montagem da corrida se deu lá atrás, quando o ciclo Itamar/FHC abria os tempos estáveis do Plano Real. Por isso, parcela ponderável da expressão cívico/ufanista do período que se encerra faz parte do enredo de autoglorificação. O verbo solto que se emprega para exalar os feitos contemporâneos chega a lembrar o ciclo militar, quando a harmonia social, flagrada nas imagens de crianças brincando em jardins, se fundia com o verde-amarelo da bandeira, enquanto um hino cívico enaltecia o Brasil Potência. Nem por isso se pode diminuir a inequívoca virtú do presidente Lula, exercida nos palanques populares e nos salões nobres e irradiando influência. Exemplo é a imagem externa do Brasil. Ficou mais forte, apesar de rompantes da diplomacia, ao cortejar países de inequívoca tradição repressiva, como o Irã. Não se imagina evento de magnitude no plano internacional sem a voz do Brasil. Os êxitos do lulismo, como se aduz, se devem sobretudo ao gerenciamento da economia. Ali se desenvolveu uma política conservadora. Controle de câmbio e juros elevados. A habilidade do dirigente em aproximar os frutos econômicos do estômago das massas - entendendo-se que as camadas atendidas incluíram fortes estratos das classes médias - ganhou realce nos palanques da redundância, que deram ampliação aos fatos e versões. Já na seara política, a situação não avançou. Pode-se até concluir que Luiz Inácio usou com mais astúcia do que seus antecessores os meios de cooptação para formar sólida base de apoio ao governo. Passou perto dele o trem do mensalão, mesmo que defenda ter sido o fenômeno uma invenção da mídia. Ora, a Justiça provou que o processo ocorreu. A mesma sensação de que a coisa não andou ocorre nos campos da saúde, segurança, Previdência, tributos e trabalho. Viu-se, em compensação, um Judiciário mais solto e aberto, descendo de um altar inacessível para ficar mais próximo da sociedade. E tomou às mãos pautas da mais alta relevância. Cassou mandatos. E contou com o esforço de um batalhão de defensores da sociedade, arregimentados no Ministério Público. A corrupção não acabou, porém ficou mais exposta a controles. Por último, a dúvida: com a descida da rampa, o ciclo Lula se encerra? Sem dúvida. A explicação para a resposta leva em consideração o fato de que os ciclos governamentais não se repetem, mesmo que antigos dirigentes sejam reconduzidos ao posto de comando. Relembramos a velha lição do filósofo: “Um rio nunca corre duas vezes pelo mesmo lugar.” Lula, como ele próprio já piscou, pode até voltar em 2014. Mas o ambiente deverá ser diferente. Outros movimentos aparecerão no cenário. A dinâmica social continuará em evolução, enquanto núcleos organizados energizarão a sociedade. É possível prever a migração do voto do bolso para o voto da cabeça. Bom sinal. O rio correrá por outros lugares.

Kelli Oliveira

kellinutri@gmail.com

FÉRIAS: O QUE FAZER COM A ALIMENTAÇÃO DOS PEQUENOS? oferecida. De acordo com a American Diabetes Association (ADA), a quantide diária permitida de açúcar varia de indivíduo para indivíduo, podendo-se consumir até 10% do valor calórico total da dieta. O REFRIGERANTE DEVE SER PROIBIDO? Deve ser oferecido nos finais de semana, pois contém muitas substâncias artificiais e quase nenhum nutriente.. Quanto ao refrigerante diet, não deve ser abusado por conter uma quantidade grande de sódio. POSSO SUBSTITUIR O LEITE INTEGRAL PELO DESNATADO OU PELO DE SOJA? Essa substituição não deve ser indicada, pois o leite integral oferece o teor de gordura necessário para o crescimento adequado da criança. Leite é fonte de cálcio e seu consumo deve ser preconizado dentro de uma dieta equilibrada. Uma possibilidade é oferecer o leite semidesnatado. DEVO OFERECER ALIMENTOS INTEGRAIS? Sim, pois alimentos integrais são ricos em fibras, que reduzem a absorção da glicose adquirida. É papel da família zelar pelo desenvolvimento saudável dos pequenos, gerenciando pessoalmente questões como alimentação.É essencial que os pais busquem informações. Uma alimentação correta e saudável na infância é a base para o crescimento adequado, além de contribuir para a formação de massa óssea consistente e para o desenvolvimento neuropsicomotor da criança. “Pais que compram e consomem alimentos não saudáveis apresentam uma tendência maior para criar filhos obesos. Eles são responsáveis pela compra, preparo e oferecimento do alimento, portanto, são peças-chave para uma alimentação saudável “garante. “O que a criança aprende a comer hoje se tornará seu hábito alimentar amanhã. A melhor forma de prevenir problemas futuros é manter uma alimentação adequada para a idade”.Ela argumenta, ainda, que a principal maneira de se cultivar bons hábitos alimentares está baseada no próprio exemplo dos pais, que, com atitudes positivas em relação ao consumo de alimentos e preparações saudáveis, fortalecem conceitos que irão acompanhar a criança durante toda a vida e, assim, prevenir doenças.” COMO DEVE SER COMPOSTA A ALIMENTAÇÃO DE UMA CRIANÇA? O cardápio deve incluir carboidratos, que fornecem energia necessária para o organismo funcionar e manter o cérebro ativo; proteínas, responsáveis pela construção e renovação das células e dos hormônios; e também gorduras, para transportar vitaminas A,D, E, K entre outras. Entre os alimentos ricos em carboidratos estão açúcares, cereais integrais, pães, biscoitos, massas, arroz, frutas, mel, leite e derivados. O consumo de fibras também é essencial e deve ser estimulado em conjunto com os carboidratos, pois ajuda na absorção dos mesmos e auxilia no controle da glicemia. As principais refeições devem conter entre 40g a 50 g de carboidrato e os lanches em média 20 g. Para se ter uma idéia, meio pão francês tem 15 g de carboidrato e 240 ml de leite, 12 g de carboidrato. Entre os alimentos ricos em proteínas estão os de origem animal (carne bovina, aves e peixes) e as leguminosas ( feijões, soja, lentilha, ervilha, nozes e amêndoas). Já entre as gorduras as mais indicadas são as monoinsaturadas (azeite,óleo de canola, abacate,etc.) e as poliinsaturadas (peixe,nozes e outras). A gordura saturada é o principal determinante do LDL colesterol (colesterol ruim), o consumo não deve ultrapassar 7% do gasto energético diário. Já a ingestão do colesterol deve ser limitada a 200 mg/dia. POSSO OFERECER PRODUTOS DIET E LIGHT AS CRIANÇAS? Produtos diet e light podem conter maior concentração de ciclamato de sódio, um tipo de sal que pode provocar sensação de inchaço e contribuir para o desenvolvimento de hipertensão arterial e problemas renais em crianças á longo prazo. A CRIANÇA DIABÉTICA PODE COMER DOCE COM AÇÚCAR? Não há problemas, porém tem que se ter cuidado com a quantidade

QUAIS ALIMENTOS ACRESCENTAM MUITA GORDURA À DIETA DAS CRIANÇAS? O ideal é moderar o consumo de carnes com gordura aparente, lingüiça, salshicha, mortadela, salame, presunto,queijo amarelo, salgadinho frito, batata frita, leite integral, bacon, maionese, chantili, margarina, manteiga, requeijão, sorvete cremoso, biscoito recheado ou amanteigado, bolos recheados ou com coberturas, pães recheados, croissant entre outros. QUAL SERIA O LANCHE DA TARDE IDEAL PARA A CRIANÇA NAS FÉRIAS? Aquele que contém 5% das necessidades diárias da criança, com quantidades equilibradas de todos os nutrientes, principalmente de carboidrato. COMO ESTIMULAR BONS HÁBITOS ALIMENTARES FAÇA FEIRA COM A CRIANÇA: Faça da ida á feira ( ou ao hortifruti) um programa em família. Escolham juntos os alimentos, explorem os aromas, sabores e cores. Ao voltar para casa, convide o pequeno para degustar a fruta que compraram, fazer um suco ou uma salada. VALORIZE A HORA DA REFEIÇÃO: Pais e filhos devem criar o hábito de fazer refeições juntos em horários regulares.Esqueça aquela história de jantar no sofá, em frente à TV, e cada um em horário diferente. Crie um ambiente agradável e estimule a criança a se alimentar corretamente. MONTE UM CENÁRIO FAVORÁVEL: A arrumação da mesa não é um mero detalhe. Estenda a toalha em toda a mesa e escolha louças coloridas e atrativas, mostrando para a criança que trata-se de um momento muito importante. INOVE SEMPRE: Procure variar o cardápio sempre que possível e cuide da apresentação dos pratos. Isso ajuda a despertar o paladar para alimentos saudáveis. SEJA SINCERO E RESPEITE A CRIANÇA: Diga a verdade, pois a criança tem o direito de saber o que está comendo. Ah, e os pequenos também têm paladar, por isso é preciso aceitar quando você perceber que eles realmente não gostam de determinado alimento.

Curso de dicas de culinária e alimentação saudável: 1º módulo: dicas de alimentação saudável. 2º módulo: Higiene na cozinha 3º módulo: Armazenamento de alimentos. 4º módulo: Dicas de congelamento e descongelamento. 5º módulo: Dicas de culinária. 6º módulo: Preparação de uma receita nutritiva. Local: Costa Rangel 9ºandar sala 910.Valor do curso todo:35,00 Turmas á tarde (14:30 hs) e a noite (18:30 hs).Inicia-se no dia 04/01/11 Tel: 32122434 99514034 88112388 Expositosa: Kelli Nascimento de Oliveira Nutricionista,CRN: 8100499 PÚBLICO ALVO: Estudantes de nutrição, donos de bares, restaurantes, cozinheiras, donas de casa, etc.


10 VARIEDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Resumos de Novelas Malhação Globo - 17h30

Araguaia Globo - 18h

Ti-Ti-Ti Globo - 19h

Passione Globo - 21h

Ribeirão do Tempo Record - 22h

4 de janeiro Depois de beijá-lo, Raquel expulsa Pedro de seu carro. Lurdes fica desconfiada quando Theo fala sobre a garota que tem perturbado o irmão. Agenor não consegue disfarçar para Catarina sua implicância com Lúcio. Romero repreende Pedro por dormir durante sua aula. Tereza apresenta Raquel para a turma. Denis fala com Marlene, sem que Maicon perceba. Catarina não gosta de ver Pedro conversando com Raquel. Ângela fica abalada com o comentário de Theo sobre Pedro e Raquel. Cláudia revela a Dona Zica que ela precisa ser operada o quanto antes. Babi ouve Denis humilhar Maicon e fica sem graça. Raquel observa Catarina e Pedro discutindo. Cláudia vê Agenor na sala de Roberto e fica curiosa para saber o motivo do encontro. Catarina pergunta se Lorelai pode falar com Theo para descobrir sobre a relação de Pedro e Raquel. Babi pede para Denis ajudar Maicon. Agenor leva o resultado de seus exames para Tereza. Catarina se esquiva para não ser atropelada por Raquel.

4 de Janeiro Solano discute com Estela. Fred se incomoda com a chegada de Max à festa. Max reclama da presença de Beatriz. Solano anuncia para a cidade que Beatriz é sua mãe. Amélia dança com o marido a contragosto. Todos param para ver Nancy dançar com Pimpinela. Ricardo e Tavinho dançam com Ametista e Esmeralda. Dora repara no flerte entre Safira e Geraldo e fica chateada. Beatriz sai com Mariquita da festa e Max resolve ir embora. Vitor convida Amélia para dançar. Janaína fica perturbada ao ver os dois dançando e comenta com Fred, que não lhe dá atenção. Fred e Solano anunciam o resultado do concurso da Rainha do Girassol. Safira não aceita dançar com Geraldo e ele despeja sua raiva contra Dora. Amélia e Vitor deixam a casa de show. Solano e Manuela namoram no salão de dança. Amélia vê Nancy conversar com Vitor. Max diz a Beatriz que Solano pode ser seu filho.

4 de Janeiro Alex fica transtornado ao ver Luisa com Edgar. Desirée discute com Stéfany. Marta questiona Ariclenes de onde vêm os vestidinhos de boneca e ele conta a verdade para ela. Alex sai de casa. Thales ensina Jaqueline a surfar. Ariclenes avisa Marta e Nicole que pretende comprar a marca de Jacques. Desirée pressiona Stéfany a voltar para casa. Marcela ouve Luisa contar para Suzana que Alex a flagrou beijando Edgar. Francis convida Stéfany para um ensaio fotográfico. Edgar leva Amanda para morar novamente no apartamento da agência. Pedro avisa a Valquíria que encontrou Camila com Luti na vila. Camila procura Luti e pergunta se ele ficou com ciúmes dela. Luisa diz a Edgar que Alex a deixou. Renato invade o quarto de Marcela e a beija.

4 de Janeiro Diogo enfrenta Fred. Candê teme que Clara tenha matado Totó de propósito e comenta com Felícia. Fred ameaça contar o que sabe para a polícia se Clara não convencer Bete a desistir de cobrar a dívida da metalúrgica. Mauro insulta Melina, acreditando que ela tenha machucado sua filha. Fortunato pede que Lurdinha pegue o texto da campanha para Jackie decorar no lugar de Clô. Melina exige que Mauro se afaste. Fátima diz a Stela e Lorena que Sinval precisa conhecer melhor Agnello para aceitá-lo. Lorena conta para o delegado que Laura era amante de Saulo. Clara conta para Bete as ameaças que Fred fez contra ela. Clô consegue gravar a campanha. Berilo liga para Agostina assim que Jéssica sai do quarto. Agostina fica irritada com os presentes enviados por seu ex-marido. Francesca pega o táxi de Mimi. Clara se vangloria por ter conseguido convencer Bete a não cobrar mais a dívida de Fred. Bete procura Fred e mostra todos os documentos que provam seus roubos.

4 de Janeiro de 2011 Bruno está aflito à procura de Querêncio. O candidato dorme na sala do Solar abraçado a uma garrafa de cachaça e Diana o acorda. Querêncio sai apressado quando lembra que está atrasado para o comício. Bruno, Teixeira, Célia, Sancha e Romeu estão tensos com a demora de Querêncio, que, para o alívio de todos, chega para ir ao comício. Como sempre, ele quer uma dose de cachaça antes do início do evento e Romeu lhe serve. Virgínia pede para que Sonia dirija o carro durante a carreata de Ari. Ela reluta, mas aceita, e pede para que a mãe defenda seu namoro com André. Marta volta a apoiar Ari e todos partem para a carreata. Arminda coloca uma roupa informal para assistir ao comício. Diana quer acompanhá-la e Arminda não a deixa ir. A menina fica revoltada. Enquanto Romeu serve Querêncio com mais doses, Bruno faz um discurso acalorado. Joca acompanha Arminda até o comício. André e Sergio se unem a outros integrantes do Comando Invisível e seguem para o comício. Nicolau chega ao evento com Karina e Arminda observa de longe. Flores convence Léia a não ir para o comício. Ela também não quer que ele vá, mas Flores diz que é um compromisso cívico dele. Clorís vai à casa de Flores, que a acompanhará até o comício. Marisa, muito confusa e tensa com sua promessa de casar-se com Querêncio, reluta, mas decide ir ao evento. Diana se livra de Elza e veste-se rapidamente para ir escondida ao comício. Nicolau começa a discursar. Joca critica o Senador para Arminda. Em outra parte da praça, Flores exalta o discurso de Nicolau para Clorís. Diana consegue sair de casa sem que ninguém a veja. Clarões e relâmpagos no céu de Ribeirão do Tempo indicam que uma tempestade se aproxima. Querêncio continua a beber e sorri quando vê Marisa. Filomena, Tito, Iara, Newton e Mateus falam sobre Querêncio e sobre sua empreitada política em um jantar na pousada. Filó se mostra preocupada com o juízo do pai. Após o jantar todos vão dormir. Filó pergunta para Tito como funciona um pára-quedas e ele a faz desistir da idéia de saltar. Filomena deixa o assunto de lado, mas fica pensativa. Newton e Iara não acham que Filó vai dar seguimento à ideia de saltar de pára-quedas. Mateus acha que ela parecia mais decidida dessa vez. Os três ficam em dúvida sobre ajudar Filomena. Diana se aproxima de André, que fica incomodado com a insistência da menina. O Comando Invisível aguarda Querêncio começar a falar para protestar. Karina termina seu discurso e Bruno dá a palavra a Querêncio.

5 de Janeiro Fred pede para ver Charles. Bete pede que Laura faça um release informando que a metalúrgica vai voltar a ser dela. Kelly comenta com Alfredo a tristeza de Adamo. Francesca pede para Mimi arrumar um encontro entre ela e Agnello. Laura recebe a intimação para depor. Arthurzinho fica nervoso e Stela percebe. Melina sofre com a constatação dos crimes de Fred e Mauro fica comovido. Fred rouba Candê e tenta conseguir um passaporte falso. Gerson diz a Felícia que a polícia tem muitas provas contra seu irmão. Clô fica horrorizada com o vídeo da campanha. Fred rouba Clara e a ameaça. Aluízio aconselha Fred a tentar fugir do país de carro. Agnello diz a Francesca que vai conversar com Adamo. Candê chora ao saber das falcatruas cometidas pelo filho. Fred entra em seu carro para iniciar sua fuga. Diógenes e Benedetto cortejam Brígida. Antero conta para Gemma que se divorciou. Laura vai à delegacia para depor. Arthurzinho decide contar a verdade para Stela. Bete e Mauro constatam que Fred fugiu. Fred é parado na fronteira do país.

5 de Janeiro Beatriz, preocupada com as atitudes de Nicolau, comenta com Larissa que está pensando em vasculhar as coisas do filho. Larissa, muito assustada, diz para Beatriz não fazer isso. Uma tempestade se aproxima de Ribeirão e Ari Jumento prossegue em carreata. Querêncio discursa calorosamente em meio a raios e trovões e André começa seu protesto junto a ativistas para que todos votem nulo. Ao lado de Lílian, Lincon fotografa o movimento do alto da sacada da Folha da Corredeira. O Comando Invisível começa a incomodar alguns eleitores de Querêncio, e uma briga pode acontecer a qualquer momento. Diana se esconde em meio aos manifestantes, de olho em Arminda. Querêncio se irrita com os manifestantes e pede para que o líder deles apareça. Flores, em meio à multidão junto de Clorís, anima-se com o protesto do Comando Invisível. Clorís fica tensa com o clima do comício. A carreata se aproxima da praça e Ari puxa uma rima de campanha. Ajuricaba liga para informar Virgínia da possível briga e diz que não vai fazer nada, já que está afastado do cargo de delegado. Arminda e Joca se afastam da confusão na praça e o detetive aproveita para jogar seu charme para a empresária. Desta vez, Arminda cede aos apelos de Joca e pede que ele a acompanhe, discretamente, até o Solar. Sérgio atira um ovo em Nicolau. Diana observa admirada. Cardoso, aflito, adentra a delegacia e conta como está a situação na praça à Marta. Ela resolve chamar o batalhão. A carreata chega à praça e Jumento manda seus eleitores partirem para a briga. Elza diz a Arminda que Diana estava estudando e foi dormir. Arminda diz que vai ver como ela está e que Elza pode ir dormir. Arminda descobre que Diana não está na cama e grita por Elza. A tempestade cai e dispersa a briga, todos saem correndo. André pega o carro para fugir com Sérgio e outros integrantes do Comando. Diana, que também foge da chuva, acaba entrando no carro e fica escondida no chão. Arminda dá uma bronca em Elza. Joca liga para Arminda, que pede para ele ajudar a procurar Diana. André se assusta quando percebe que Diana está no carro e diz que ela não precisava de carona, já que mora na praça. Diana confessa que queria conversar com ele. André mais uma vez diz que não quer nada com ela. Flores apresenta Sereno a Clorís e o expulsa disfarçadamente. Querêncio se abriga da chuva na boate. Léia descobre por Romeu que Flores estava com Clorís na praça e fica furiosa. André deixa Diana perto de casa e teme que alguém o veja com ela. Diana, para o pavor de André, diz que o ama.

5 de janeiro Raquel fala sobre a vida de Catarina e ela fica impressionada. Tereza vê que os exames confirmam a saúde de Agenor. Maicon enfrenta Denis e acaba ameaçado por seus seguranças. Catarina tira satisfações com Pedro por causa de Raquel. Roberto afirma a Fausto que Agenor não tem nenhum problema sério de saúde. Lúcio tem uma crise de ciúmes e Catarina fica assustada. Raquel derrama um copo de suco em um rapaz forte e aponta Pedro para defendê-la. Os seguranças de Denis levam Maicon para uma estrada deserta e o deixam lá. Maicon consegue pegar carona em um caminhão de galinhas. Pedro tenta conversar com Raquel para descobrir algo sobre ela, mas não tem sucesso. Seu Pintinho conta para Lorelai sobre a doença de Dona Zica. Maicon volta ao Botecão e conta o que aconteceu para Josiane, que não acredita. Catarina fica lisonjeada com a surpresa que seu namorado lhe faz. Lúcio estranha a reação de Fausto ao ver Raquel perto da casa de Cláudia. 6 de janeiro Dona Zica se desespera com a possibilidade de sua doença se agravar ainda mais e liga para Cláudia. Lúcio pergunta se Catarina sabe alguma coisa sobre Raquel. Fausto fica irritado quando Agenor conta que Roberto e Cláudia vão se casar. Josiane decide procurar um novo emprego. Cláudia tenta convencer Dona Zica a conversar com Maicon. Lúcio tenta descobrir se Raquel foi contratada por Fausto para atrapalhar a vida de Pedro. Cláudia convence Roberto a não contar para Maicon sobre a doença de Dona Zica. Lorelai conforta Dona Zica. Josiane sai para uma entrevista de emprego. Marlene conta para Maicon que Carlito autorizou que ele jogasse uma partida contra o time de Denis. A cirurgia de Dona Zica é marcada. Pedro consegue um carro para seguir Raquel e Theo o acompanha. 7 de janeiro Cláudia tenta novamente convencer Dona Zica a contar sobre sua cirurgia para Maicon. Maicon tenta se aproximar do carro onde Babi está com Denis. Pedro e Theo seguem Raquel até o cemitério a esperam sair de lá. Dona Zica não consegue contar para Maicon sobre sua cirurgia. Um policial ameaça prender Theo por atentado ao pudor. Beth seleciona Franja para o emprego e Josiane fica desanimada. Theo e Pedro discutem dentro do carro. Jaime, o dono da loja em que Lurdes trabalha, aborda Josiane e a convida para trabalhar. Franja comemora o novo emprego com os amigos e Josiane pede demissão a Seu Pintinho, que se surpreende com a notícia. Denis propõe levar Maicon para trabalhar fora do Brasil, se não jogar o amistoso contra ele. Dona Zica diz para Seu Pintinho que não pode contar para Maicon sobre sua cirurgia por causa do jogo do filho. Pedro e Theo observam Raquel conversando com Fausto.

5 de Janeiro Beatriz repreende Max por suspeitar ser pai de Solano. Vitor vê Amélia voltando para a casa de show e tenta se livrar de Nancy. Bruno dá um anel para Terezinha para selar seu compromisso. Vitor fica chateado ao saber que Amélia foi embora e Janaína percebe. Solano conta sobre o passado de Beatriz para Manuela e Estela observa os dois. Pimpinela agradece a Terê, Neca e Glorinha pelo apoio. Max conta a Amélia sua suspeita de ser o pai de Solano. Esmeralda deixa escapar que uma de suas irmãs pode não ser filha biológica de seus pais. Terezinha fica preocupada por não encontrar seus irmãos ao acordar. As crianças se divertem na mata e brincam de índio. Janaína repreende Nancy por se insinuar para Vitor. Terezinha descobre que as crianças fugiram e se desespera. Solano afirma que está protegido da maldição por seu amuleto e Manuela sugere que eles se casem o mais rapidamente possível. Amélia pergunta a Beatriz se ela tem certeza da paternidade de seu filho. Estela pede para Terê ajudá-la a salvar Solano. 6 de Janeiro Beatriz confirma a Amélia que Fernando é o pai de Solano. Manuela pede para Solano ficar com Estela para se salvar da maldição. Terê orienta Estela a procurar Cirso para que ele a leve ao cacique que fez o colar de proteção de Solano. Nancy impede que Vitor se aproxime de Amélia. Fred, Esmeralda, Safira e Ametista procuram os órfãos pela cidade. Amélia pergunta a Mariquita se Max pode ser o pai de Solano. Padre Emílio conversa com Vera sobre o paciente que pode ser seu amigo Gabriel. Ruriá ajuda as crianças na mata. Glorinha se declara para Neca. Pimpinela pede para Glorinha tentar encontrar o responsável pela morte de Elisa. Amélia discute com Max sobre a paternidade de Solano e Manuela ouve a conversa dos dois. 7 de Janeiro Manuela fica transtornada com a possibilidade de Solano ser seu irmão. Terezinha vai à delegacia avisar sobre o desaparecimento das crianças. Ruriá leva os órfãos até Estela. Vitor não consegue falar com Amélia. Os grupos de busca vasculham a mata atrás das crianças. Padre Emílio liga para o sítio e Dora disfarça, garantindo que tudo está bem. Terê pede para Neca levá-la ao sítio de Padre Emílio. Mariquita tranquiliza Manuela quanto à paternidade de Solano. Estela diz que vai levar as crianças para casa, mas elas não aceitam. Terê chega ao sítio, pede para Terezinha dar a ela um brinquedo de uma das crianças e tem uma visão de onde elas estão. Neca e Manuela encontram as crianças com Estela e Ruriá. Padre Emílio chega ao sítio e Terezinha o abraça. Manuela conta para Solano que eles podem ser irmãos. Solano leva Manuela até Beatriz. 8 de Janeiro Beatriz conta para Manuela e Solano que se afastou de Max antes de ficar grávida e garante que Solano não é filho do fazendeiro. Padre Emílio omite para as crianças que ainda correm o risco de serem levados do orfanato. Solano confronta Max sobre sua paternidade. Janaína se decepciona quando Fred diz que quer casar apenas no cartório. Amélia comenta com Manuela que Max conseguiu manipulá-la. Mariquita manda Aspásia pegar algumas ervas para benzer Solano. Estela pede para Cirso levá-la até o cacique carajá. Janaína tem um pesadelo com seu casamento e acorda assustada. Vitor chega à estalagem e Terê mente para Nancy não encontrá-lo. Amélia termina seu romance com Vitor pelo telefone. Janaína conta para Terê sobre o seu sonho de se casar na igreja e a vidente a incentiva a realizá-lo. Max invade o quarto de Beatriz.

5 de Janeiro Marcela rejeita o beijo de Renato e o expulsa de seu quarto. Luti nega que tenha ficado com ciúme de Camila. Luísa pede para Edgar passar a noite com ela. Stéfany conhece Alex no hotel e se interessa por ele. Stéfany liga para Armandinho e Desirée está ao lado dele. Ariclenes dá uma joia de presente para Marta. Jacques comenta que sua foto com Divina Magda na coluna social está atraindo suas clientes de volta. Marcela ameaça abandonar Renato caso ele não a respeite. Gino mostra a Rebeca a casa que ele gostaria de comprar para os dois, mas ela reprova. Francis leva Stéfany para ser fotografada na Lugar Models. Ariclenes lê no jornal que a marca de Jacques está à venda. Irmã Tormento chega a Saquarema para tentar impedir o casamento de Thales. 6 de Janeiro Suzana lê no jornal a notícia da venda da marca de Jacques. Chico alerta Ariclenes que Jacques pretende continuar como diretor criativo de sua marca. Help mostra sua revista de fofocas para Rony e anuncia que revelará tudo sobre Jacques. Irmã Tormento descobre que a noiva de Thales é Jaqueline e ameaça contar para Soledad. Jaqueline pede ajuda a Massa. Ariclenes manda Lourdes fazer uma proposta de compra da marca de Jacques, mas ele rejeita a oferta. Luti diz para Mabi que está dividido entre Valquíria e Camila. Thaísa vê Breno saindo com Dorinha e fica intrigada com sua mudança repentina. Irmã Tormento assume a personalidade da dançarina Esmeralda e passa a apoiar o casamento de Thales e Jaqueline. Dorinha encontra Alex no boliche. Marcela convida Ed Silveira para ser correspondente da Moda Brasil na Europa. Thales e Jaqueline se casam. Jorgito resolve terminar com Desirée. Stéfany encontra Alex no bar do hotel e se insinua para ele. Gino leva Rebeca para jantar no Grand Hotel. Magali pressiona Dona Mocinha a contar a verdade para Armandinho. A SOS Babado chega às bancas e Jacques ameaça processar a Editora que publicou a revista. 7 de Janeiro Thales afirma para Jaqueline que o casamento é um acordo entre amigos. Renato comemora o sucesso de vendas da sua revista de fofocas enquanto Giancarlo teme pelos prejuízos morais. Thales viaja para São Paulo com Jaqueline e Massa. Dona Mocinha conta para Magali que estava sendo chantageada por Stéfany. Marcela almoça com sua equipe quando Edgar chega no mesmo restaurante com Amanda. Luti e Camila se encontram no curso de espanhol. Magda ameaça romper a parceria com Jacques. Ariclenes leva Marta para conhecer Cecília. Jacques afirma que foi caluniado por Rony e Magda se oferece para ser sua testemunha. Thales chega ao convento das Pecadoras Redimidas e é recebido pela avó. Dorinha vê Alex paquerando Stéfany e desiste de se aproximar. Magali tira fotos de Stéfany com Alex. Thales conta para a avó que se casou e ela tem um ataque fulminante. Jacques comunica a Renato que irá processar a Editora. 8 de Janeiro Renato demite Help da revista. Gabriela convida Júlia e Pedro para jantar em sua casa. Valquíria tenta convencer o pai a desistir do processo. Luti se aproxima de Camila. Dorinha comenta que viu Alex com uma mulher no hotel e Desirée conclui que é Stéfany. Magali pressiona Dona Mocinha a contar a verdade para Armandinho. Ângelo briga com Pedro por causa de Gabriela. Valquíria ouve o pai conversando com seus advogados e conta para Suzana. Desirée assiste a um ensaio de Armandinho e os dois trocam olhares. Renato se desespera com a possibilidade de perder a Editora e Marcela se penaliza. Desirée conta que deu um tempo com Jorgito e Armandinho a beija. Thaísa pergunta ao pai se é verdade que não é sua filha. Marcela procura Jacques.

6 de Janeiro Fred acelera o carro e é perseguido pela polícia. Arthurzinho conta para Stela que é irmão de Laura e que foi contratado por Saulo para espioná-la. Fred é capturado e levado à delegacia. O delegado desconfia do depoimento de Laura. Stela perdoa Arthurzinho e pede para ele não ir embora. Antero pede Gemma em casamento, mas ela não aceita e Agostina a repreende. Adamo não acredita em Francesca e Agnello se penaliza. Gerson avisa a Candê e Felícia sobre a prisão de Fred. Clô fica eufórica com o seu comercial. Diógenes deixa Vitória dormindo e vai para seu quarto com Brígida. Clara concorda que Mauro volte à presidência da metalúrgica e Bete fica satisfeita. Brígida chama Benedetto para ir a seu quarto. Fred liga para Clara e exige que ela vá visitá-lo. Danilo pede para treinar Sinval. Candê fala com Felícia que não vai visitar Fred no presídio. Diogo desconfia de Clara querer ir ao presídio ver Fred. Mauro, Bete, Gerson, Laura, Cris e Diógenes comemoram a volta da família Gouveia para a metalúrgica. Mauro chama Melina para comemorar com ele. Clara se encontra com Fred no presídio. 7 de Janeiro Fred exige que Clara pague um advogado para o libertar da prisão. Melina pede demissão da metalúrgica e avisa a Mauro que precisa se afastar dele. Laura comenta com Gerson que quer que Lorena volte a trabalhar com ela. Clô recebe vários convites para eventos sociais. Jackie fica furiosa ao ver Clô ser abordada por várias pessoas no shopping. Fortunato implora que Olavo dê uma chance a sua esposa e ele sugere que o tio abra sua própria empresa. Clara avisa a Cavarzere que quer vender as ações de Totó. Melina pensa em sair de casa e Bete a consola. Mauro conversa com Diógenes sobre Melina. Candê visita Fred. Lorena volta a trabalhar na metalúrgica. Laura conversa com Arthurzinho sobre o álibi dos dois e pensam em procurar ajuda. Clô avisa a Olavo que vai a um jantar na casa de uma socialite. Jéssica sente-se mal e Berilo fica nervoso. Agostina sente-se mal e Mimi a ampara. Antero flagra Brígida flertando com Diógenes e Benedetto. Candê implora que Bete retire as acusações contra Fred e o livre da cadeia.

6 de Janeiro Sereno conta sobre o seu passado e Marta se admira com o conhecimento que ele tem. Clorís insinua a Flores que quer morar junto dele e o professor se esquiva. Léia liga para Flores enquanto Clorís está na casa dele. Flores dispensa Léia educadamente e diz a Clorís que só estava ajudando uma mãe sofrida. André consegue fazer com que Diana saia do carro e quando ela sai, Joca e Arminda estão observando tudo. Joca se coloca na frente do carro de André, que tenta sair, mas o detetive o ameaça com sua arma e todos vão para o Solar. Cardoso interrompe a conversa de Marta e Sereno, que fica zangado. Marta pede para continuar a conversa outro dia porque precisa trabalhar. Arminda leva Diana para conversar no quarto enquanto Joca conversa com André na sala. André conta o que aconteceu para Joca, que o deixa ir embora. Diana não se conforma com a situação, mas Joca consegue acalmá-la. Arminda consegue conversar com Diana e diz entender o que se passa com a menina. André chega a sua casa e Patrícia, que estava tensa, fica mais tranqüila. Tito sonha com Filomena e Karina nuas e fica na dúvida sobre quem ele quer. Tito acorda gritando e Filomena fica preocupada. Tito resolve ir ao congresso de hotelaria no lugar de Virgílio. Chega o dia da votação em Ribeirão do Tempo. Querêncio toma um café com Sancha, Romeu, Bruno e Teixeira e vai votar. Ari anda de um lado para o outro, tenso com a possibilidade de não se reeleger. Querêncio caminha para votar e o povo o saúda pelas ruas. Arminda acorda Diana, que faz drama, não quer comer nem tomar café. Tito confessa a Newton que vai viajar para dar um tempo da cidade porque tem sonhado com Karina. Tito avisa Filó que vai ao congresso e explica que não a convidou porque vai ser muito chato para quem não entende do assunto. Filomena não argumenta e Tito a leva para votar. Querêncio abraça Marisa depois de votar e diz que ela será a primeira dama de Ribeirão. Marisa tenta evitar o constrangimento. Joca conversa com Carmem sobre André. André conta o aconteceu para Sérgio, que diz que tudo pode piorar se Sônia ficar sabendo da confusão. Arminda se irrita com a forma como Diana fala com ela. Na mesa de café da manhã, Diana confronta Arminda e diz que não agüenta mais tanto controle sobre ela. Joca explica a Carmem o que aconteceu e que Arminda pediu para investigar a vida de André. Tito e Filomena chegam à zona eleitoral e se deparam com Karina, que os cumprimenta. 7 de Janeiro Carmem diz para Joca não se preocupar com André. Logo que Joca sai, Carmem liga para Sônia e pede para se encontrar com ela. Karina fala com Zuleide sobre suas pretensões políticas e seu encontro com Tito na junta eleitoral. Ela diz que percebeu que ele ficou mexido. Karina provoca Tito e Filomena quando eles saem da votação, só para provar a Zuleide que ela mexe com Tito. Filomena pergunta se Tito fica abalado com a presença de Karina e ele nega. Filomena diz que votou nulo porque acha que não vai fazer bem a Querêncio se tornar prefeito. Joca vai à casa de André falar sobre o que houve. Sônia está enjoada, acha que foi algo que comeu. Carmem explica por que Joca quer informações sobre André. Sônia sai do banheiro depois de vomitar. Diz que se sente melhor e continua a conversar com Carmem. Sônia diz que quer saber o que aconteceu da boca de André. Ari acaba de votar e agradece Virgínia pelo apoio. Jumento está confiante na sua reeleição. Querêncio, Bruno, Célia e Teixeira aguardam os resultados da eleição na boate. Marisa ensaia com outras meninas e evita ficar perto de Querêncio. Arminda liga para Joca e pede para que ele converse com Diana para acalmá-la. Joca insiste para que Arminda assuma o que sente por ele. A empresária muda de assunto e o detetive garante que André não fez nada com Diana. Joca diz para Diana que André é apaixonado por Sônia e a menina não aceita. Sônia continua enjoada. Virgínia percebe que a filha não está bem e a quer levá-la ao médico. A menina diz que, por enquanto, não precisa ir ao médico e Virgínia não insiste. Sônia fica remoendo em pensamento as palavras de Carmem sobre Diana e André. Diana começa a aceitar que André não a ama, mas insiste que só ela pode fazê-lo feliz. Joca diz a Arminda que Diana está mais calma. Arminda remarca o seu encontro noturno com Joca. Em um protesto silencioso do Comando Invisível, André conta a Sérgio sobre a visita de Joca. Ajuricaba faz um discurso a favor de Ari no Agito Colonial. Ari discursa para seus correligionários. Sereno fica nervoso, pois não entende o que Flores planeja. O professor explica a Sereno seu plano para desmoralizar a democracia. Nicolau diz a Karina que se Querêncio ganhar começará a segunda parte de um plano secreto. Lincon diz a Lílian que só precisarão fazer uma capa, pois ele sabe de primeira mão quem venceu as eleições. Ari toma um chope para aliviar a pressão e Ajuricaba liga para o fiscal do partido na apuração. Ao telefone, o fiscal diz que vai falar pessoalmente com Ari Jumento, que fica ainda mais nervoso. Na boate, Lincon anuncia a vitória de Querêncio e todos comemoram. Karina recebe por telefone a notícia sobre o resultado e comunica a Nicolau, que vibra. Sônia se arruma para ir falar com André e relembra Carmem falando de André e Diana. Ajuricaba leva Ari para sua casa, desolado e de porre. Ao chegar, percebe que Sônia está de saída. Sônia, irritada, sai sem dizer para onde vai. Ajuricaba fica furioso.

Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora, estando sujeitos a eventuais alterações.


VARIEDADES 11

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Marco Aurélio Braga braga.marco@gmail.com

Show

Dica

Bruno Barros e João Wellington abrem a agenda de shows 2011 com super evento marcado para o dia 25 de março. Intitulado “Gigantes do Sertanejo”, o encontro irá reunir no mesmo palco as duplas Zezé di Camargo & Luciano e Bruno & Marrone, ás 22 horas, na AABB.

Henrique Raposo e Daniel Mendes movimentam a cena social do próximo dia 8 quando promovem a primeira edição da “Conexão Fest”. O evento, que abre o calendário de boas festas da cidade, será a partir das 14h59, no Espaço Tânia Rodarte com som comandado pela banda Destila Samba e pela dupla sertaneja Luiz e Luan, ambos de Belo Horizonte, mais participações de DJ´s e de bandas locais. O passaporte dá direito a sistema “open bar”, com cerveja, vodka, refrigerante e energético a vontade.Ponto de encontro da galera jovem, bonita, descontraída e presença de modelos que apresentarão itens de moda praia também estão na agenda da Conexão Fest 2011. Mais informações com Henrique Raposo (35) 9988 1304 e Bruno Mendes (31) 8418 9321

10

Cássio Cabral e Andréa Silva, que atualmente dirigem duas fortes marcas fashion em Monte Sião, preparam uma super festa para comemorar os 10 anos de casados para quando maio chegar. Depois eu conto! Andrea e Emilio batizaram o filho Lorenzo

Crevisa

Um dos grandes feitos da administração municipal foi a criação do Crevisa- Centro de Referência em Vigilância da Saúde Ambiental,inaugurado em junho de 2009 o espaço só tem recebido elogios. A única crítica, com fundamento, é quanto ao número de fichas distribuídas para atendimento a cadelas, apenas 25 para o mês todo. Filas e mais filas se formam no primeiro dia útil de cada mês, única data mensal que o órgão a distribui, e, na sua maioria, as pessoas voltam prá casa sem conseguir a ficha para o atendimento. Tomara que em 2011 este número de atendimento seja ampliado e atenda a demanda da população.

Edgar Mourão, Mirtzy Costa, Jussara Machado e Marcos Elizeu

Copa

O ano começa com boas novidades no esporte. A “Copa Centenário de Futebol de Areia”, uma realização conjunta entre o Prodesp – Programa de Desenvolvimento do Esporte da Prefeitura e o publicitário Luís Fernando Martins, acontecerá nas manhãs de domingo na arena do Parque da Divinaexpo, dentro das atividades do Feirão de Divinópolis. Cada equipe poderá inscrever até 15 atletas. As inscrições estarão abertas na Lugo Esportes durante este mês todo.

A DJ Lorena Diniz

Global

Ricardo Nunes, da rede Ricardo Eletro, que em 2010 fez a mega fusão com Insinuante e criou a “Máquina de Vendas” tem sido conselheiro habitué de Luciano Huck. O apresentador global quer investir no segmento, sobretudo no comércio eletrônico, agora em 2011.

Música

As inscrições para a edição 2011 do “Festival Nacional de Música de Divinópolis”, que será realizado de 22 a 29 deste mês, terminam no dia 8. Haverá oficinas musicais para artistas e grandes apresentações públicas e gratuitas para a comunidade. Mais informações no site: www. festivalmusicadivinopolis.com.br

Breno Brugnara, Reanata e Rosana Vidal

Guilherme Braga, Andréa Drumond e Suely Braga, que movimentou a cena social da cidade


12 GERAL

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Entrevista da Semana

“Essa distribuição (de renda) é muito perversa, a maior parte fica na mão do governo federal, embora a maior parte das obrigações esteja no município e governo do estado.” Liziane Ricardo e Marielle Zum Bach

Quais foram os projetos em destaque na assembleia esse ano? Nós votamos algumas centenas de projetos, mas alguns mais importantes. Projetos que garantiram recursos financeiros ao governo do estado para continuar com obras importantes de pavimentação de estradas, ligando vários municípios mineiros e também conseguimos aprovar projetos como um de minha autoria que gerou um benefício muito importante para o produtor de leite, produtor rural, e indústrias e cooperativas que trabalham com leite. O projeto deu isenção de ICMS ao produtor de leite e deu um crédito presumido para a cooperativa e laticínio. Com isso, toda a cadeia produtiva do leite cresceu em Minas Gerais. Recentemente, a Itambé definiu um investimento de mais de 40 milhões de reais, aqui no Estado, devido a esse beneficio. Eu fui convidado pelo governador Anastasia e pelo presidente da Itambé, Jacques Gontijo, a estar presente na assinatura da ampliação da fábrica em Pará de Minas. Isso ajudou desde indústrias grandes, como pequenos e médios laticínios em todo o Estado. Além disto eu pude estar presente em vários momentos, ajudando a viabilizar recursos importantes para nossa sociedade, porque além de elaborar leis, o deputado tem que ser também aquele interlocutor para buscar recursos. Neste ano de 2010, nós tivemos a alegria de conseguir o dinheiro para começar a grande obra deste início de milênio que é o hospital público, que será a maior obra pública já construída em Divinópolis. O dinheiro está aí e a obra já saiu do chão, já está virando uma realidade. E eu espero que ela possa ajudar a salvar muitas vidas em Divinópolis. Cidades da região também foram beneficiadas com seus projetos. Quais foram essas cidades e esses projetos em destaque? O trabalho nosso foi para Divinópolis e toda a região. Isso acabou se refletindo na minha eleição para deputado federal, em que acabei sendo um dos deputados mais votados de Minas Gerais. Esse trabalho foi parasendo no dia-a-dia um deputado acessível, que recebe o cidadão humilde que precisa de um atendimento médico em Belo Horizonte, onde eu tenho uma casa de apoio, uma estrutura que eu banco com recursos próprios.

O deputado não tem obrigação de fazer assistência social, mas eu sinto que é tanto sofrimento do nosso povo que nós que temos uma condição melhor temos que ter a capacidade de compartilhar com o povo. Não com interesse meramente eleitoreiro, mas a consequência vem porque o povo reconhece seu trabalho. Recebi pessoas de todo o Estado, diariamente, na casa de apoio em Belo Horizonte. Mas consegui ajudar muita gente que está em situação de sofrimento e também ajudei as cidades através de recursos de minha autoria, como os hospitais de Oliveira, Piumhi, Santo Antônio do Amparo, Lavras, Nepomuceno, Coronel Fabriciano e vários outros. Praticamente eu ajudei todas as cidades da região na área da educação, com a construção e reforma de escolas e ter lutado muito para melhorar a condição do servidor público e professor, especialmente no momento em que houve a greve dos professores, da qual eu participei ativamente como negociador entre as partes. Quais foram as maiores dificuldades durante esse mandato como deputado estadual? A principal dificuldade é ver que muitas das mudanças que desejamos, não temos autoridade e poder para mudar. A constituição brasileira reserva para a Câmara Federal e para o Senado, 99% do poder de legislar no Brasil, portanto não temos poder para mexer na legislação que distribui os impostos entre o governo federal e os estados e municípios. Essa distribuição é muito perversa, a maior parte fica na mão do governo federal embora a maior parte das obrigações esteja no município e governo do estado. O grande obstáculo é esse: ver o problema e não ter o poder de resolver, ver que falta dinheiro na saúde e não ter condição de garantir o volume suficiente para melhorar o número de médicos, melhorar o salário dos profissionais e garantir atendimento bom para todo mundo, isso vale para educação, segurança pública, e assim por diante. É claro que agora tendo sido eleito deputado federal, meu grande sonho é transformar isso em realidade e poder ajudar. Não tenho a menor possibilidade de fazer isso sozinho, na Câmara são 513 deputados federais, qualquer votação precisa de maioria. Mas eu vou procurar fazer a diferença a favor dessas mudanças para dar ao Brasil uma educação melhor, uma saúde melhor, uma segurança melhor.

D

omingos Sávio: Deputado Federal, filiado ao PSDB, eleito pelo estado de Minas Gerais. Deputado Estadual eleito em 2002 e reeleito em 2006. Prefeito de Divinópolis de 1996 a 2000, afirma que não concorda com o último aumento salarial votado e direcionado aos deputados e que será necessária uma desconstrução da imagem negativa atribuída a essa legislatura. Ficou algum projeto pen- o leite de cabra pasteurizado e dente na câmara, que você resfriado. Produto esse que é de tinha a meta de cumprir e excelente qualidade nutricional, não deu tempo por causa do chega a ser, até por algumas período eleitoral? propriedades, de natureza até Sempre fica alguma coisa. medicinal para algumas crianças Tem um projeto de minha au- ou pessoas que possuem rejeição toria que regulamenta a forma ao leite dos bovinos. Esse produde industrialização e comercia- to precisa de uma lei especial. Eu lização do leite de apresentei o projeto “Então eu tenho cabra, que alcança de lei, mas infelizmuitos pequenos mente ele ficou pao dever de ser produtores e que, rado em algumas a oposição, é claro, você não comissões, porque a oposição pode querer que deu algumas polêum pequeno pro- responsável e fazer micas e infelizmente dutor de leite de não foi aprovado. dessa condição, ele cabra, que normalVou pedir a um coleum negociador. ga deputado estadumente processa 50 ou 100 litros de lei- Estou pronto para al para continuar a te, construa uma Mas estou entre ajudar o governo luta. indústria de latios deputados estacínios com toda a Dilma. Desde que duais que conseguiu sofisticação e todas o governo Dilma aprovar o maior nuas exigências que a mero de projetos ao inspeção faz para a ajude Divinópolis, longo desse período, indústria de laticí- ajude Minas Gerais eu cheguei a quase nios. Você não pode e, é claro, ajude o 100 projetos de lei, deixar também que de minha autoria, ele faça o processa- Brasil a melhorar.” aprovados. mento desse leite sem higiene, sem regras seguras Você se sente politicamenpara o cidadão consumidor. te atingido, tendo a Cherie Então é preciso uma legislação na Secretaria de Saúde e a especifica que dê segurança ao saúde é, querendo ou não, consumidor, mas que também um caos, não só em Divinóseja viável para aquele produtor polis, mas em qualquer luartesanal, que fabrica o queijo gar. Você se sente atingido de leite de cabra, que entrega quando as pessoas fazem

essa relação? Em primeiro lugar, me sinto privilegiado por ter na minha vida uma pessoa como a Cherie, com quem sou casado há 33 anos. A Cherie é funcionária pública concursada, ela não está ali por favor de ninguém. Ela está ali por que é concursada, passou em primeiro lugar, há mais de 20 anos atrás, em um concurso do Governo do Estado. Eu nem era da vida pública, eu era veterinário da cooperativa e a Cherie era enfermeira do Hospital São Judas, quando ela prestou o concurso do estado. Ela, além de funcionária pública concursada, quando veio para a prefeitura, estava sendo professora de nível superior do curso de enfermagem do Inesp, onde ela foi uma das coordenadoras do curso de enfermagem. Recentemente o próprio professor Gilson disse que só não leva a Cherie de novo para dentro da Funedi porque ele prejudicaria o município porque ele sabe que o município precisa da Cherie como Secretária de Saúde. Quando o Vladimir foi montar a equipe, eu pedi que ele não colocasse a Cherie, pedi que ele colocasse o Zeuler, que não aceitou. Então, o Vladimir disse para mim e para a própria Cherie que, naquele momento, ele não tinha outra opção, que ele precisava da Cherie. Então ela foi convocada. É claro que no dia-adia, como uma área que envolve muito sofrimento, uma área de muita dificuldade, não é raro a Cherie ser chamada na minha casa às três horas da madrugada. A Cherie passa noites inteiras dentro do pronto-socorro medicando e dirigindo o trabalho. Isso ela faz com certa frequência pelo amor ao trabalho com a saúde pública. Então hoje, quanto mais difícil está, mais a gente se sente na obrigação de continuar. Para nós seria muito mais cômodo, mais fácil, a Cherie dizer que não aceita mais. Aliás, ela entregou o cargo para o Vladimir e tomara que ele encontre outra pessoa e nomeie outra pessoa que tenha a mesma competência que a Cherie tem. Mas eu tenho certeza de que se a cidade precisar dela, ela não vai negar. Mas a vida pública é isso, é o mesmo caso: eu, como deputado, se for pensar nas críticas e incompreensões, não me candidataria mais, mas não seria uma atitude corajosa da minha parte, renunciar a essa vocação. Eu acredito no meu potencial e as pessoas concordam quando votam em mim. Quais são os seus planos para a Câmara Federal? Trabalhar muito. Não tem

nenhum segredo para ter sucesso na vida pública, a questão é trabalhar muito, com humildade, estando sempre pronto para ouvir as críticas, sugestões e reclamações. Trabalhando muito, tenho certeza que a gente vai conseguir bons resultados. Eu pretendo ocupar alguns espaços estratégicos, porque a experiência já me mostrou isso, eu pretendo ocupar algumas comissões estratégicas, vou tentar participar da comissão de orçamento da casa, porque as grandes decisões são tomadas ali e você pode ajudar Divinópolis e região a conseguir mais recursos. Pretendo também estar presente na vida do meu partido, o PSDB, que é a terceira maior bancada do país. Está presente em todos os estados da federação, e tem uma responsabilidade com o país. Você já imaginou se, no Brasil, o governo não tivesse nenhuma oposição? O governo faria o que bem quisesse e ninguém teria a menor possibilidade de fazer sequer uma crítica, mesmo construtiva. Então eu tenho o dever de ser a oposição, a oposição responsável e fazer dessa condição, um negociador. Acredito que seja possível se negociar com ética, eu não vou negociar cargo, vantagem pessoal. Mas, benefícios para Minas Gerais, para Divinópolis. Estou pronto para ajudar o governo Dilma. Desde que o governo Dilma ajude Divinópolis, ajude Minas Gerais e, é claro, ajude o Brasil a melhorar. Muito tem sido falado sobre o aumento salarial no Senado e na Câmara Federal. O senhor é a favor? Qual a sua postura em relação a isso? Eu acho que o Congresso foi extremamente infeliz ao fazer um reajuste acima da inflação. A Câmara teria o direito de fazer um ajuste dentro da inflação, mesmo corrigindo os quatro anos, já que havia quatro anos que estava congelado o salário dos deputados, corrigir, somando a inflação, daria algo em torno de 20% que seria o ajuste mais do que satisfatório. A situação fica pior quando você vê que o Congresso não tem tido a mesma rapidez para rever o salário mínimo, a situação dos aposentados, que continuam tendo seus salários defasados, então a atitude foi infeliz em tomar essa decisão. Espero que a gente possa, mais do que nunca, ter uma gestão em que a Câmara trabalhe muito, produza bons resultados para que pelo menos com o trabalho sério ela possa apagar essa imagem ruim que ficou dessa legislatura.


NACIONAL 13

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Tombini indica possibilidade de Exportações redução da meta de inflação devem crescer 13% Divulgação

Stênio Ribeiro

Repórter da Agência Brasil

Alexandre Tombini assumiu ontem, (3) a presidência do Banco Central (BC) reafirmando a função da autoridade monetária no sentido de assegurar a estabilidade da política monetária, preferencialmente mantendo a inflação baixa e sob controle. Para ele, o regime de metas de inflação, adotado há 11 anos, “é mais adequado para assegurar a estabilidade econômica do país, com mais emprego e renda.” Tombini indicou a possibilidade de redução da meta de inflação, que hoje é de 4,5%, com flutuação de dois pontos para cima ou para baixo. O novo presidente do BC ressaltou que os desafios continuam grandes, mas que está convicto que há elementos apropriados para enfrentá-los. Segundo ele, os mecanismos para atingir esse objetivo se devem, em grande parte à “mais longa e bem sucedida gestão do BC”, num explícito elogio a Henrique Meirelles. Tombini considerou acertada a decisão de Meirelles, durante sua gestão, em escolher para a diretoria do banco só servidores de carreira, prestigiando o quadro de pessoal do BC. Antes de assumir a presidência do banco, Tombini era diretor de Normas e Organização do Sistema Financeiro. O presidente do BC se comprometeu a manter “foco amplo no monitoramento do sistema bancário”, cujo modelo de regulação, segundo ele, é referência mundial. Tombini também

Divulgação

Exportações devem crescer 13% em 2011 Tombini disse que a função do banco, de assegurar a estabilidade monetária, será pautada pela manutenção da inflação baixa e sob controle

destacou o aumento do volume de crédito à disposição do mercado, o que, para ele, reflete a estabilidade econômica, com fortalecimento do real. Meirelles, em seu discurso de despedida, lembrou que, em oito anos, o volume de crédito aumentou de R$ 300 bilhões para mais de R$ 1,4 trilhão e Tombini reforçou o dado, acrescentando que o volume atual representa praticamente metade do Produto Interno Bruto (PIB). O novo presidente do BC acredita que, a partir de agora, no entanto, o crescimento do crédito tende a uma desaceleração, com exceção do crédito imobiliário. Ele destacou que é importante que o crédito imobiliário cresça com qualidade para

que não se crie uma “bolha”, a exemplo do que ocorreu em outros países. De acordo com Tombini, a expansão do crédito foi de suma importância para a sustentabilidade econômica do país, em especial no auge da crise financeira, que dificultou o acesso ao crédito. Mas as medidas adotadas no governo Lula, destacou o presidente do BC, permitiram que a oferta de crédito voltasse à normalidade e também que se aumentasse a base de correntistas nos bancos brasileiros. Hoje, são mais de 140 milhões de contas. Ele disse que uma das ações do BC, agora, será direcionada na busca pela inclusão financeira, ou seja, fazer com que

pessoas de menor renda tenham acesso a serviços bancários como a conta-corrente. De acordo com Tombini, o BC fará campanhas educativas para que os novos correntistas não se endividem. A expectativa da elevação da taxa básica de juros nas próximas reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC também foi alvo de comentários na cerimônia de transmissão de cargo. Meirelles destacou, por exemplo, que não há motivo de alarde diante dessa possibilidade. “Nada indica que os juros não possam convergir para patamares dos países desenvolvidos”, numa indicação de que a taxa poderia entrar numa tendência de redução.

Mensalidade escolar é o item que terá o maior peso no orçamento doméstico, diz economista Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil

O mês de janeiro traz impactos importantes no orçamento dos brasileiros que poderão, em alguns casos, continuar ao longo do ano. De acordo com o coordenador do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S Brasil) da Fundação Getulio Vargas (FGV), Paulo Picchetti, o grande aumento em janeiro são as mensalidades escolares. Embora ainda não tenha um valor médio, “pelas informações preliminares, a gente sabe que são aumentos substanciais, na maior parte, inclusive, acima da inflação acumulada em 2010”, disse o economista à Agência Brasil. A inflação medida pelo IPC-S no ano passado ficou em 6,24%. Ele explicou que a variação de preço das escolas influi no orçamento doméstico em janei-

em 2011, segundo meta do governo

ro, mas “a mensalidade, a gente paga no resto do ano. Então, eu diria que esse é o item mais expressivo que está variando agora e a gente vai sentir ao longo de 2011”. Picchetti acredita que, em janeiro, a inflação pelo IPC-S ficará acima da variação de dezembro (0,72%). Destacou que o item alimentação, de forte peso no orçamento do consumidor, embora se mostre em desaceleração, “ainda está em aumento”. A trajetória até agora sinaliza que a tendência é de aumento. “Então, eu acredito que o mês de janeiro vai ser ainda superior a dezembro, mas, felizmente, não estabelecendo uma tendência para o resto do ano”. Segundo Picchetti, alguns aumentos, como os do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Auto-

motores (IPVA) não têm grande peso, “porque os índices de preços ao consumidor pegam os consumidores mais comuns, mais representativos, de até 33 salários mínimos, caso do IPC-S”. Na capital paulista, em especial, o aumento de 11,11% nas tarifas dos ônibus, autorizado pela prefeitura, terá um grande peso no orçamento doméstico, representando dois terços da inflação de dezembro. “É muita coisa se considerar que o índice de dezembro foi de 0,72%”, ponderou o economista da FGV.

Estendendo para o nível Brasil, o impacto do reajuste de ônibus em São Paulo no IPC-S ainda é significativo, passando de 0,56 ponto percentual para 0,23 ponto percentual, disse Picchetti. O economista admitiu, contudo, que se por um lado o custo da passagem de ônibus tem um peso grande no orçamento do consumidor, o carro e os tributos associados a esses veículos têm um peso muito menor no começo do ano, em especial entre os consumidores de mais baixa renda.

Wellton Máximo Repórter da Agência Brasil

Depois de bater recorde em 2010, as exportações brasileiras devem continuar a crescer este ano, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Segundo estimativa divulgada a pouco pelo Ministério, a meta de exportações para 2011 é de US$ 238 bilhões, 13% a mais que os US$ 201,9 bilhões em vendas externas registrados no ano passado. Segundo o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, a trajetória de crescimento nas exportações continuará, apesar do cenário internacional desfavorável, marcado pela queda do dólar e pela crise nos países desenvolvidos. Na avaliação de Barral, o crescimento dos países emergentes compensará a crise na Europa e nos Estados Unidos. “O crescimento dos países em desenvolvimento vai gerar demandas e, de certa forma, suprir a lenta recuperação da Europa e dos Estados Unidos”. Apesar da crise internacional, o ministério acredita que a taxa de crescimento das exportações mundiais em 2010 feche em 9%. No ano passado, as exportações foram impulsionadas pelas vendas de produtos agrícolas e minerais, cujos preços no mercado internacional subiram no ano passado. O grande destaque foi o minério de ferro, cujo valor exportado aumentou 117% em 2010; seguido do petróleo, com alta de 76%. Em 2010, as vendas de produtos básicos subiram 44%, contra expansão de 37,1% em bens semi-manufaturados e de 17,7%

nos itens manufaturados. Como cresceram em ritmo mais intenso que os outros tipos de produtos, as commodities (minérios e produtos agrícolas com cotação internacional) aumentaram a participação no total das exportações brasileiras. De 40,5% em 2009, as exportações de produtos básicos saltaram para 44,6%. Em contrapartida, a participação dos bens manufaturados caiu de 44% para 39%. A fatia dos bens semi-manufaturados ficou praticamente estável, passando de 13,4% para 14%. Barral afirmou que a indústria brasileira ainda não está ameaçada, mas admitiu que o governo está atento ao aumento da participação das commodities na pauta de exportações brasileira. “Essa preocupação existe e foi admitida pelo ministro [Fernando Pimentel, do Desenvolvimento] que tomou posse hoje”, ressaltou o secretário. “É importante observar que, em todos os tipos de produtos, as vendas externas cresceram em termos absolutos.” Em relação às importações, que também bateram recorde em 2010, o secretário afirmou que refletiram a expansão da economia e a ampliação da renda e do emprego. As importações continuam sustentadas pela compra de matéria-prima e de bens de capital [máquinas e equipamentos], mas o maior crescimento foi registrado em bens de consumo duráveis, cujas importações aumentaram 59,3% no ano passado. O secretário evitou comentar se continuará no cargo. Somente nas próximas semanas, o novo ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, anunciará a composição do segundo escalão da pasta.


14 ESPORTES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Guarani se reapresenta com novidades

Luciano Eurides

Treinador José Ângelo recepcionou os atletas na volta do recesso LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

O Guarani se reapresentou na tarde de ontem com alguns novos atletas e outros velhos conhecidos. Os zagueiros Ferreira e Tiago Emílio, o volante Alex e o goleiro Breno são as caras novas. Já Douglas Junior e Leandro Rodrigues são divinopolitanos de sucesso em outros clubes e recebem a primeira oportunidade no Bugre. Chegaram a Divinópolis o zagueiro Tiago Emílio, 26 anos, irá completar 27 no próximo dia 11. Ele é natural da cidade de Teófilo Ottoni e estava no futebol guatemalteco. Ele mora em Juatuba desde um ano de idade e já trabalhou com José Ângelo em dois clubes sendo um deles

o América. “As expectativas são as melhores possíveis, estive aqui no final de dezembro, pouco antes do Natal, e vi o potencial do grupo, são grandes jogadores, e muito conhecidos no futebol mineiro, e um grande treinador que é o José Ângelo”, falou e comentou o fato de estar fora do futebol mineiro. “Joguei no Social de Coronel Fabriciano e sei como é o futebol mineiro, fiz minha base no América, onde fiquei oito anos, conheço o interior mineiro, é muito competitivo, muito difícil, são grandes equipes e este campeonato não será diferente, o Guarani vem forte para essa competição”, considerou e ainda aguarda sua documentação, já que se trata de uma transferência internacional. “Eu conversei com o Renato, ele falou que não

O divinopolitano Douglas Junior tem a oportunidade tão esperada de defender o Guarani

haveria problema e assim que assinar o contrato vamos correr atrás de tudo”, finalizou. Outro zagueiro, Reiner Ferreira Corrêa Gomes, o Ferreira, de 25 anos é nascido na capital paulista e jogava no Juventude. O volante Alex, 21 anos, veio do Camaçari (Salvador BA) e falou das expectativas dele. “Comecei na base do Vitória e não tive muitas oportunidades e pelo segundo ano consecutivo disputei o campeonato baiano, foi através do meu procurador que vim para Divinópolis”, disse Para completar o quadro de goleiros chegou Breno, 20 anos, natural de Caeté e formado nas categorias de base do Tupi. “Eu fui liberado do Tupi e por intermédio do meu antigo treinador vim para fazer parte do grupo e

Leandro Rodrigues defendeu o Grêmio de Porto Alegre e volta a Divinópolis onde já se uniu ao Guarani

vou trabalhar para isso. Comecei no Real Caeté e fui para o Vila. Fui titular nos juniores e quando subi para o profissional não foi possível continuar e estou aqui”, falou. O jogador Douglas Junior, 23 anos, já atuou no Nacional de Nova Serrana, Itaúna, Fabriciano e mesmo formado nas categorias de base divinopolitana ainda não havia defendido profissionalmente o Bugre. “Acho que isso mostra um trabalho que venho fazendo fora de Divinópolis e agora tenho a alegria de vestir a camisa do Guarani, para mim uma felicidade muito grande, sempre tive essa vontade e estou tendo essa oportunidade é saber aproveitar”, falou ele que nas equipes de formação era atacante e vem como ala. “Sem-

pre estou disponível a ajudar, venho como ala e se precisar de jogar como atacante estou para servir”, disse. Também divinopolitano, Leandro Rodrigues jogou no Divinópolis Esporte Clube, tem 20 anos, estava no Grêmio Porto Alegrense e de volta a cidade abraça essa nova oportunidade. “Com certeza é uma nova etapa na minha vida, defender o Guarani, eu já tinha vontade disso a tempo, já tem um mês que rescindi (meu contrato) com o Grêmio e não tenho dificuldades na parte física. E encaro a nova etapa e os novos atletas a conviver e soma muito para nossas vidas”, falou. Recesso fez bem Para o experiente jogador

Goleiro Breno e o zagueiro Ferreira são novos contratados do Bugre

Jackson o período de recesso no final de ano deixou os jogadores descansados para uma nova etapa a cumpri. “Curtimos a família tudo correu bem e agora começa a disputa sadia para dar uma dor de cabeça em José Ângelo e que ele possa escolher os melhores para defender o Guarani no Campeonato Mineiro. Voltamos descansados e todos renovados para esse trabalho e no dia 30 estrearmos bem frente o Ipatinga”, avaliou. Farião Apesar das fortes chuvas que insistem em cair sobre Divinópolis o treino é realizado no Farião. O gramado está em excelentes condições e mostra que chegara a estreia como um dos melhores de Minas Gerais.

Alex volante veio para defender o Bugre divinopolitano


ESPORTES 15

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Chico Maia

Copa São Paulo de Futebol Junior

chicomaiabd@gmail.com

Ano Novo; história antiga, e ruim! Vi ontem no canal Sportv uma ótima reportagem sobre os estádios onde foram jogadas as partidas da Copa do Mundo da África do Sul’2010. Apenas três ainda estão sem destino definido, mas têm boas opções de projetos para não se tornarem “elefantes brancos”. O maior de todos, com capacidade para 90 mil torcedores de futebol ou rugby, está garantido. É o Soccer City, palco da abertura e encerramento, que terá neste início de 2011, um show da banda U2 para 120 mil fãs, já que o estádio é multiuso, devidamente projetado para tal. O poderoso Danny Jordan, chefe do Comitê Organizador Sul-Africano, concedeu entrevista e deu sugestões ao Brasil para 2014. Lembrou um fato importante que precisa ser levado em consideração: alguns anos atrás o país gastou 4 bilhões de rands ( US$ 1 bi) com publicidade mundo afora, visando melhorar a imagem e atrair turistas estrangeiros. O resultado foi pífio, e não houve melhoria significativa nos índices do turismo. Com a Copa foram gastos 16 bilhões de rands (US$ 16 bi), porém, a África do Sul passou a ter uma imagem muito mais positiva, os índices do turismo já aumentaram de forma sensível e a populaçãoficoucomótimasestradas, aeroportos, hospitais, comunicações e o primeiro trem-bala entre os países em desenvolvimento. O perigo Ou seja: é vantajoso para um país organizar a Copa do Mundo, desde que a população ganhe em infra-estrutura e o resultado final do evento seja positivo, a ponto de fazer os estrangeiros ter uma outra visão do anfitrião. Aí é que mora o perigo: teremos sim bons estádios, porém, a tendência é que o nosso sistema de transportes continue deficiente e a infra em geral cause a pior das impressões naqueles que virão nos visitar em 2013 e 2014. História de sempre A corrupção verde e amarela, já mundialmente famosa, tende a ocupar manchetes dos principais jornais e TVs do mundo nestes três anos que faltam, e a inoperância dos governantes seja mais realçada interna e externamente. O Ministério da dona Dilma Roussef não provocou nenhuma esperança de melhoria e

Cruzeiro e Atlético estréiam hoje

Luciano Eurides

nos Estados, o secretariado político dos senhores governadores segue a tendência de sempre: acomodar aliados políticos, especialmente caciques derrotados em pastas fundamentais para grandes eventos como uma Copa. Complicado A gravidade do problema no Brasil começa pelo Comitê Organizador nacional, presidido por Ricardo Teixeira, que também é o presidente da CBF há mais de duas décadas. As acusações sobre ele, de uso do cargo para lucros financeiros pessoais, feitas pelo jornal Lance!, em novembro, continuam sem respostas, dele e dos órgãos governamentais. Os países que antecederam o Brasil na organização da Copa do Mundo tinham à frente de seus Comitês Organizadoresexecutivosoupolíticos independentes, acima de qualquer suspeita. Boas novas Para não dizer que fiquei só em assuntos negativos nesta primeira coluna do ano, algumas notas positivas: Neymar está realmente empenhado em melhorar a sua imagem: demonstra total humildade na seleção brasileira sub-20, comandada pelo Ney Franco; foi um dos jogadores mais simpáticos para dar autógrafos e tirar fotos com os fãs no jogo da solidariedade na Arena do Jacaré, em dezembro. Douglas, bravo volante do Cruzeiro nos anos 1980, está iniciando sua caminhada como treinador e é o auxiliar do José Ângelo, no Guarani de Divinópolis, na volta do Bugre à nossa primeira divisão. Com Jairo Gomes na presidência, dá para acreditar na recuperação do Villa Nova. Nova Lima merece! Um ótimo 2011 a todos.

(37) 3221.5677 / 9126.8460

O Coritiba vai disputar a 42ª Copa São Paulo de Futebol Júnior neste ano

A Copa São Paulo de Futebol Junior, que chega a sua 42ª edição, será realizada entre os dias quatro e 25 de janeiro de 2011. Organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF), a disputa se inicia com a participação de 92 equipes de todo o Brasil, distribuídas em 23 grupos. A primeira fase terá a dinâmica de pontos corridos para decidir os times que avançarão de etapa. Classificam para a segunda fase os líderes de cada grupo e os nove melhores segundos colocados. Assim 32 agremiações seguem na competição. A partir da segunda fase o critério de classificação será pelo conhecido mata-mata, em confronto único, até chegar ao jogo final, que decidirá o campeão. O time junior do Cruzeiro entra na principal competição nacional da categoria como um dos favoritos, credenciado pelo título do Campeonato Brasileiro sub 20, recentemente conquistado no qual o time celeste se sagrou bi-campeão ao bater o Palmeiras nos pênaltis. A Raposa que já ergueu a taça em 2007, entra na disputa almejando o bicampeonato, a exemplo da conquista do Brasileiro sub 20. As partidas de cada grupo, dos 23 que compõe a primeira fase da chamada “Copinha”, serão sediadas em diferentes cidades do estado paulista. O Cruzeiro está no Grupo O e jogará em Araras. Os primeiros adversários da Raposa serão União São João-SP, Iape-MA e União Barbarense-SP, que fará o confronto inaugural com o time estrelado na competição. A equipe celeste, que vem treinando firme desde o início da semana, realizou mais dois trabalhos, neste sábado e no do-

mingo na Toca da Raposa I. Nesta segunda-feira pela manhã a delegação embarcou para Araras-SP e estréia as 16h, no estádio Doutor Hermínio Ometto. Trinta atletas celestes estão relacionados para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior. A base da equipe que foi campeã do Brasileiro sub 20 foi mantida, com exceção do goleiro Douglas Pires, o volante Anderson Uchoa e o atacante Thiaguinho, que atingiram a idade máxima e não podem participar do torneio. Confira a lista de atletas relacionados: Goleiros: Ruan Gusmão, Igor Rayan, Victor e Charles. Laterais: Gil, Gabriel Araújo, Vinícius de Freitas e Mayke. Zagueiros: Weslley, Deivisson, Murilo, Helbert, Lucas Silva e Miller. Volantes: Marquinhos, Fabrício e Eurico. Meias: Éber, Élber, Alisson e Warley. Atacantes: Sebá, Maranhão, Cristian, Romário, Vitor Emanuel, Pedro Paulo, Rodrigo Dias, Bruno Edgar e Leo Bonatini. Galo Em busca do tetracampeonato da Copa São Paulo, o time júnior do Atlético está em São José do Rio Preto-SP, sede do Grupo I. A estreia alvinegra na ‘Copinha’ será às 19h de hoje, contra o Criciúma-SC, no estádio Benedito Teixeira. Ainda na primeira fase do torneio, a equipe atleticana enfrentará o Pantanal-MS e o América-SP. Diante da saída do técnico Rogério Micale, o time será dirigido pelo coordenador técnico das categorias de base, Mauro Sérgio. O Atlético é tricampeão da Copa São Paulo, tendo conquistado a competição em 1975, 1976 e 1982. Em 1994, o Galo também

foi campeão da 1ª Super Taça São Paulo de Futebol Júnior. A delegação alvinegra conta com 21 atletas confira a relação: Goleiros: Lucas Pereira e Claysson. Laterais: Paulinho (D), Shayder (D), Willian (E) e Leandro Augusto (E). Zagueiros: Sidimar, Jemerson e Igor. Meio-campistas: Leleu, Álvaro, Lucas Cândido, Roger, Rafael Vítor, Luan, Fernando Pavão e Café. Atacantes: Felipe Augusto, Vítor Fernando Viana, Tony e Souza. América A equipe júnior fez ontem pela manhã, no CT Lanna Drumond, seu último treino antes da viagem para Taboão da Serra, em São Paulo, onde disputará a primeira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. A equipe comandada pelo técnico Milagres está treinando com 30 atletas e fez seu último amistoso na quinta-feira, quando empatou em 2 a 2 com o Atlético, no estádio Municipal de Ibirité. Confirma os jogos do América na primeira fase:

05/jan: 16:00 - EC BAHIA - BA x AMÉRICA 09/jan: 14:00 - CA TABOÃO DA SERRA - SP x AMÉRICA 12/jan: 14:00 - AMÉRICA x EC NORDESTE - SP Campeão da Taça BH O Coritiba vai disputar a 42ª Copa São Paulo de Futebol Júnior neste ano e para isso fez alguns amistosos. O último jogo preparativo foi o mais importante e acirrado: o clássico regional contra o Atlético Paranaense. O jogo acabou empatado por 1 a 1 e o técnico da equipe na competição, Marquinhos Santos, fez uma análise positiva. "Foi um jogo bom para sanar dúvidas táticas, preparar melhor os atletas e para montar estratégias de jogo. Além disso, foi uma partida contra um adversário extremamente forte e complicado", declarou Marquinhos. O time estreia na competição no próximo dia 5 contra o Fortaleza (CE) às 16h na cidade de Monte Azul. O clube está no Grupo J e enfrenta além do time cearense, o Vila Nova (GO) e o Monte Azul.

Copa São Paulo de Futebol Junior Data/Hora 04/01 - 16:00 04/01 - 19:00 04/01 - 21:00 05/01 - 14:00 05/01 - 14:00 05/01 - 16:00 05/01 - 16:00 05/01 - 16:00 05/01 - 18:00 05/01 - 21:00 06/01 - 14:00 06/01 - 16:00 06/01 - 19:00 06/01 - 21:00

Jogos Cruzeiro (MG) X UA Barbarense Atlético (MG) X Criciúma (SC) Flamengo (RJ) X Mogi Mirim Red Bull Brasil X GA Sampaio (RR) Taubaté X Nacional (AM) São Bernardo FC X Funorte EC (MG) Bahia (BA) X América (MG) Fluminense (RJ) X Sertãozinho Corinthians X Cacerense (MT) São Paulo X JI-Paraná (RO) Ceará (CE) X Mirassol Palmeiras X Bandeirante (DF) Grêmio (RS) X Marília Santos X Confiança (SE)

TV ESPN Sportv Sportv|ESPN|Rede Vida Rede Família Sportv TV Mais Sportv Sportv|ESPN|Rede TV Sportv|ESPN|Rede Vida Sportv|ESPN Sportv|ESPN Sportv Sportv|ESPN|Rede Vida


16 ESPORTES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Luciano Eurides

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

Cruzeiro completa 90 anos

Começou 2011

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí, entra o milagre da RENOVAÇÃO e tudo começa outra vez, com outro número, e outra vontade de acreditar que daqui para diante vai ser diferente”, Carlos Drummond de Andrade. Esse é o sentimento de recomeço. A esperança de termos um planejamento direto, com funcionalidade. Renovar é preciso. Assim a partir desta edição as páginas da Gazeta já entram em novo ritmo, e certamente mudanças ainda mais drásticas prometem acontecer em curto prazo. A primeira grande mudança a ser notada pelo leitor é o acompanhamento direto dos Clubes da Série A do Brasileirão. Nesse novo projeto não apenas Cruzeiro, Atlético e América terão atenção especial, mas, especialmente também os clubes do Rio de Janeiro e São Paulo. Outra mudança a médio prazo será a valorização do esporte especializado. Natação é um esporte muito apreciado na cidade e merecerá um espaço maior. O tênis também é uma grande aposta da cidade. Com relação ao futebol (não profissional) daremos uma ênfase no amador e clubes parceiros, como o Divinópolis Esporte Clube (DEC), Estrela do Oeste Clube e Divinópolis Clube. Reapresentação Os clubes por todo o país se reapresentaram durante todo o dia de ontem. Foram reforços e boatos para todos os lados. Sem o meia Petkovic e os atacantes Diogo e Val Baiano, o Flamengo se reapresentou na manhã desta segunda-feira, na Gávea, para iniciar os trabalhos de 2011. Recém-contratados, o goleiro Felipe (ex-Corinthians e Braga) e o meia Vander (exBahia) se juntaram ao elenco. Outra novidade é a presença de João Vitor, que foi integrado ao grupo profissional. Já a ausência de Petkovic era prevista. Ele foi liberado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo para passar o Natal Ortodoxo na Sérvia. A situação de Diogo, por sua vez, ainda está indefinida. O Flamengo ainda deve cerca de R$ 790 mil ao Olympiacos pela segunda parcela do empréstimo do atacante. O camisa 9 também foi cortado da viagem para LondrinaPR, onde será realizada a prétemporada rubro negra, mas ainda não houve um pronunciamento oficial da comissão técnica para a sua ausência. O mesmo se aplica a Val Baiano. Como Guilherme Negueba participará da Copa São Paulo de Futebol Júnior e Diego Maurício está com a Seleção Brasileira Sub-20 que se prepara para o Sul-Americano da categoria, Deivid foi o único atacante a aparecer na Gávea. Após um mês de férias, os jogadores chegaram às 9h desta segunda e fizeram um trabalho de alongamento e aquecimento visto de perto pelo preparador físico Antônio Mello. À noite, os jogadores embarcam para Londrina. Apresentado no dia 22 de dezembro, o meia argentino Darío Bottinelli só se juntará ao elenco em Londrina. Ele ainda resolve pendências no consula-

do de seu país. Catapora O Corinthians se reapresentou na manhã desta segunda-feira com 27 jogadores no elenco e já realiza seu primeiro treinamento para a temporada de 2011. A notícia negativa ficou por conta do lateral direito Alessandro, que, com catapora, nem foi para o Centro de Treinamento em São Paulo e não viaja para a cidade de Itu, cidade em que o clube realizará a prétemporada. Alessandro será examinado na tarde desta segunda por um infectologista e, por conta da doença contagiosa, deve ser reintegrado ao grupo em um prazo de duas ou três semanas. O longo período deixa o atleta com o risco de desfalcar o Corinthians na primeira partida contra o Tolima (COL), válida pela Pré-Libertadores, no dia 26 de janeiro, no Estádio do Pacaembu. Outra baixa do elenco corintiano foi Ronaldo. Como já era previsto, ele seguirá com o grupo diretamente para Itu. O primeiro reforço do clube para 2011, o zagueiro Wallace, tem a chegada de seu voo a São Paulo prevista para esta segunda e deve ser apresentado oficialmente somente na terça-feira, já na concentração do Corinthians em Itu. O elenco corintiano realiza exames durante a manhã e tarde desta segunda-feira ainda no CT Joaquim Grava. A viagem para o interior paulista está marcada para o final da tarde. Em Divinópolis O que se tem em vista para os apreciadores do futebol local é o Campeonato de Futebol de Areia, a ser realizado no Parque de Exposições a partir do dia 6 de fevereiro. As inscrições já estão abertas nas lojas Lugo Esportes.

Torcida celeste comemora os 90 anos do Cruzeiro Esporte Clube

O Cruzeiro comemorou no último domingo nove décadas, nas quais proporcionou aos seus 8 milhões de torcedores apaixonados, espalhados pelo mundo, muitas alegrias por diversos títulos conquistados e o orgulho de vestir a camisa estrelada. O Cruzeiro foi fundado em 2 de janeiro de 1921 com o nome de Societá Sportiva Palestra Itália, pela colônia italiana de Belo Horizonte, que sonhava ser representada por uma associação esportiva. A estreia oficial do clube celeste ocorreu no dia 3 de abril do ano de sua fundação, em partida realizada no antigo Estádio do Prado Mineiro. O então Palestra Itália venceu um misto de equipes da cidade de Nova Lima, por 2 x 0. O primeiro título mineiro conquistado veio em 1926 e em grande estilo, ao aplicar um retumbante goleada de 10 x 1 sobre o Grêmio, no estádio do Barro Preto. Em virtude da entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial em 1942, um decreto-lei do governo federal proibiu o uso de termos relacionados às nações inimigas. Com isso, o Palestra Itália passou a chamar-se Palestra Mineiro. Posteriormente, em 7 de outubro do mesmo ano, veio a mudança definitiva de nome, após reunião entre sócios e dirigentes. Inspirado na constelação do Cruzeiro do Sul, símbolo maior da pátria, foi dado o nome de Cruzeiro Esporte Clube, uma

sugestão do ex-presidente do Clube, Oswaldo Pinto Coelho. Na década de 60 o Cruzeiro começou a aparecer para o mundo e iniciou a trajetória de inúmeras conquistas, com o título da Taça Brasil de 1966, recentemente oficializado como título do Campeonato Brasileiro, alcançado através de duas magistrais vitórias sobre o Santos de Pelé, 6 x 2, em 30 de novembro no Mineirão e 3 x 2 em 7 de dezembro no Pacaembu. A década seguinte também foi eternizada pela conquista da Taça Libertadores da América, hoje chamada Copa Santander Libertadores, em 1976. A final do torneio continental daquele ano foi decidida em três confrontos. O título foi garantido com dois triunfos azuis sobre o argentino River Plate. No primeiro jogo no Mineirão, vitória celeste por 4 x 1, em 21 de julho, o segundo em Buenos Aires, uma semana depois, o adversário venceria por 2 x1 e o tira-teima em Santiago, no Chile, 3 x 2 para o Cruzeiro e assim, a equipe estrelada conquista a América. Os anos 70 foram marcados pelo elenco galáctico que compunha o time do Cruzeiro. Eternos ídolos como Raul Plassmann, Zé Carlos, Nelinho, Palhinha, Revétria, Dirceu Lopes, Piazza, Perfumo e Tostão vestiram a camisa cinco estrelas e ajudaram a firmar o time celeste entre os melhores do Brasil e do mundo. Em 3 de fevereiro de 1973 a Toca da Raposa I foi fundada, o que estabeleceu a Raposa como uma

das maiores estruturas do país. Após uma década infértil, nos anos 80, o Cruzeiro voltou a dar muitas alegrias à sua imensa torcida, conquistando títulos de expressão, o que recolocou a Raposa na vitrine do futebol mundial. O time cinco estrelas conquistou a Supercopa em 91 e 92, derrotando equipes argentinas, o River Plate e Racing, respectivamente. Em 1997, mais uma vez, o Cruzeiro conquista a América e se sagra bi-campeão da Libertadores, em 13 de agosto, com uma vitória inesquecível sobre o Sporting Cristal, do Peru, por 1 x 0, diante de aproximadamente 100 mil torcedores. A década de 90 marcou também pela conquista da Copa da Brasil, duas vezes, em 93 e 96. Vale ressaltar o feito heróico celeste no segundo título, ao bater a equipe do Palmeiras, que tinha atletas como Rivaldo, Cafú, Djalminha e Muller, na casa do adversário e trazer o troféu para Belo Horizonte. O Cruzeiro encerrou o século XX como o melhor clube brasileiro, de acordo com a Federação Internacional de História e Estatística (IFFHS), depois de tantas vitórias, conquistas e o crescimento de sua torcida. O século XXI se iniciou da melhor maneira possível, confirmando a grandeza do Cruzeiro. Logo no primeiro ano da década a Raposa conquistou o tricampeonato da Copa do Brasil. Em 2003 veio a glória completa. O time estrelado conquis-

tou tudo que disputou e foi o único clube brasileiro a receber a Tríplice Coroa. O Maior de Minas foi campeão mineiro, alcançou o tetra da Copa do Brasil e o bi da principal competição do país, o Campeonato Brasileiro, com uma campanha recorde. A equipe comandada em campo pelo ídolo Alex, atingiu 100 pontos e foi campeã com quatro rodadas de antecedência. A melhor campanha realizada no campeonato, na era de pontos corridos. O Cruzeiro encerrou a primeira década do século XXI sendo campeão estadual por mais quatro vezes, após a conquista da Tríplice Coroa. Em 2004, 2006, 2008 e 2009. Em 2011 a Raposa busca o tri do Brasileirão e da Copa Libertadores, títulos que estiveram muito próximos em anos anteriores. Em 2009 a chance de conquistar a América pela terceira vez passou perto, o time celeste foi vice ao ser derrotado pelo Estudiantes de La Plata. Em 2010, após excelente campanha no segundo turno do campeonato nacional, a equipe cinco estrelas chegou ao fim da competição em segundo lugar. O Melhor Clube Brasileiro do Século XX pretende escrever uma história ainda mais gloriosa nos próximos dez anos, que antecedem o centenário azul, com inúmeras novas páginas heróicas e imortais. O grande campeão Cruzeiro quer dar a China Azul, outras tantas alegrias nesta nova etapa que se inicia, assim como todas que já enchem o torcedor estrelado de orgulho.


ESPORTES 17

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11

Taylor de Freitas

taylor.divi@hotmail.com

E AGORA?

Ta chegando a hora. Em breve a bola volta a rolar e saberemos quem errou e acertou no planejamento. E por falar em planejamento. TEM PLANEJAMENTO OU É MAIS NA VONTADE No ano passado uma das palavras que mais se ouviu em Minas Gerais e, sobretudo no Atlético foi planejamento. O conceito sofreu na mão da diretoria e do departamento técnico do clube. O tal do planejamento rendeu críticas das mais diversas. Começou bem pois o Mineiro fora conquistado pelo Galo, mas daí pra frente melhor nem recordar. Espero que a experiência tenha sido de alguma forma proveitosa pois a grande pergunta que fica para 2011 é se foi reavaliado o planejamento ou se está contratando simplesmente por ter verba disponível. O Atlético já fez tantas tentativas que não deram certo que mesmo contratando, gastando, investindo a desconfiança aparece. Não basta somente contratar, talvez fosse mais prudente fazer esse processo aos poucos até porque o Campeonato Mineiro não oferece tanta resistência. Mas já que assim está é reavaliar e aprender com os erros para que novos sejam cometidos em 2011. Pão com a manteiga para baixo novamente não. CRUZEIRO AINDA SERÁ UM DOS MELHORES Sempre se falou em Cruzeiro pelo seu poder administrativo, boas negociações, vendas por valores consideráveis e também pela equipe. As notícias continuam as mesmas só que aos avessos. A falta de contratações, a falta de recursos, e se ainda é um grande time. Como estou aqui para isso segue a opinião: Sim, mesmo sem contratar ninguém o Cruzeiro é um dos melhores do Brasil não puramente pela equipe, mas tendo como base os adversários. Qual equipe poderíamos apontar como “o time” de 2011. Difícil. Nenhum elenco estava perfeito em 2010 e nem está montando um grande time para 2011. Corremos o risco de ter um ano medíocre sem grandes sensações. Diante disso o

Cruzeiro continua como sério candidato ao que for disputar porém preciso de um atacante urgente. No futebol dinâmico não se vive mais de placares de um a zero. FUTEBOL FINANÇAS Como no Corintians deu tudo certo, todos agora estão querendo copiar o rival. Mesmo sem ganhar nada o Timão foi uma das equipes que mais cresceu e o Ronaldo e o trabalho de marketing são os responsáveis por isso. Grêmio está tentando fazer a mesma coisa com o outro Ronaldo. Tá vendendo a alma para ter o jogador a qualquer custo. Não contratou ninguém, não gastou um centavo sequer, está economizando para apostar todas as fichas num só jogador, ou melhor, num só ídolo que pode não significar vitórias mas com certeza significará dinheiro. O Flamengo também está no desespero e até fechou negócio com a Rede Globo que decidiu investir e ajudar o clube na contratação de Ronaldinho Gaucho. Se isso acontecer com certeza vamos ter que assistir quase todos os domingos Flamengo A x Flamengo B. Vai ser difícil agüentar. É o rumo que o futebol toma. Os próprios clubes criaram o problema e perderam o manual. Afundam-se em si mesmo e não tem volta. Mas enquanto tiver bobo no mundo, o mundo é mundo.

Galo só aguarda o Twitter para anunciar Junior Cesar

Wagner Carmo/VIPCOMM

SÃO SILVESTRE O Brasil ganhou a São Silvestre, até que enfim. Alguém me responde o que aconteceu com Quenianos. DENTRO DE CASA – GUARANI Apenas para registrar que o pessoal se reapresenta e a expectativa é ver a bola rolando. O tempo passa rápido e janeiro então nem se fala. Em breve queremos colocar a provável escalação da equipe. Trabalho para o Zé Ângelo não falta.

Av 21 de Abril, 2450 - (37) 3214-4119

Junior Cesar disse ter ficado muito feliz pelo interesse do Atlético

Dono da conta de Twitter mais movimentada do mercado, Alexandre Kalil, presidente do Atlético, está perto de anunciar a contratação de um lateralesquerdo. A dúvida está entre Juan, do Flamengo, e Junior Cesar, do São Paulo. Juan também interessa ao

São Paulo e, caso a transferência seja confirmada, o clube paulista liberaria Junior Cesar, que vê com bons olhos uma transferência para a equipe mineira. “Eu fico muito feliz pelo interesse do Atlético, que é um grande clube, com uma grande história. Meu empresário está chegando agora, depois do réveillon, ao Brasil. Vamos sentar e conversar”, revelou à Rádio Itatiaia. Junior também pretende se reunir com a diretoria do São Paulo para definir seu futuro. “Eu tenho mais dois anos de contrato com o São Paulo, tenho de respeitar esta situação, mas fico feliz. Devo me reapresentar, e então conversar com a diretoria”, completou. O Galo já conta com um lateral-esquerdo em seu elenco: Leandro que teve o contrato renovado por mais uma temporada.

Campeonato Mineiro - Módulo I 2011 - 1ª Fase 29/01 29/01 30/01 30/01 30/01 31/01

17:00 17:00 17:00 17:00 19:30 20:30

02/02 06/02 06/02 06/02 06/02 07/02

21:50 17:00 17:00 17:00 19:30 20:30

12/02 12/02 12/02 13/02 13/02 13/02

17:00 17:00 20:30 16:00 17:00 17:00

16/02 19/02 19/02 20/02 20/02 20/02 21/02

20:30 17:00 17:00 16:00 16:00 18:30 20:30

26/02 26/02 27/02 27/02 27/02 27/02

16:00 16:00 16:00 16:00 16:00 16:00

12/03 12/03 13/03 13/03 13/03 13/03

16:00 17:00 16:00 16:00 16:00 16:00

19/03 20/03 20/03 20/03 20/03 21/03

16:00 16:00 16:00 16:00 16:00 20:30

23/03 24/03 26/03 27/03 27/03 27/03

21:50 20:30 16:00 16:00 16:00 16:00

02/04 03/04 03/04 03/04 03/04

16:00 16:00 16:00 16:00 18:30

09/03 10/04 10/04 10/04 10/04 10/04

21:50 16:00 16:00 16:00 16:00 16:00

17/04 17/04 17/04 17/04 17/04 17/04

16:00 16:00 16:00 16:00 16:00 16:00

1ª Rodada América X Uberaba Tupi X Villa Nova Guarani X Ipatinga Cruzeiro X Caldense Funorte X Atlético EC Democrata X América - T.O. 2ª Rodada Caldense X América Atlético X Tupi Ipatinga X Funorte Uberaba X América - T.O. Villa Nova X Cruzeiro EC Democrata X Guarani 3ª Rodada Cruzeiro X Atlético Tupi X EC Democrata América - T.O. X Caldense Funorte X Villa Nova América X Ipatinga Guarani X Uberaba 4ª Rodada EC Democrata X Caldense Tupi X América - T.O. América X Funorte Cruzeiro X Ipatinga Caldense X Uberaba Guarani X Atlético EC Democrata Villa Nova 5ª Rodada X Funorte X Caldense América - T.O. X Cruzeiro Atlético X América Uberaba X Tupi Villa Nova X Guarani Ipatinga EC Democrata 6ª Rodada X Guarani X América América - T.O. X Funorte Ipatinga X Atlético Cruzeiro X EC Democrata Tupi X Caldense Uberaba X Villa Nova 7ª Rodada Cruzeiro X Funorte Atlético X Villa Nova Caldense X Ipatinga Guarani X Tupi EC Democrata X Uberaba América X América - T.O. 8ª Rodada Atlético X Uberaba Ipatinga X América - T.O. Funorte X Tupi América - T.O. X Guarani Villa Nova X Ipatinga América X Cruzeiro 9ª Rodada Tupi X América Cruzeiro X Guarani Uberaba X Funorte Villa Nova X Caldense EC Democrata X Atlético 10ª Rodada Tupi X Cruzeiro Caldense X Atlético Guarani X Funorte América X EC Democrata América - T.O. X Villa Nova Ipatinga X Uberaba 11ª Rodada Atlético X América - T.O. Ipatinga X Tupi Uberaba X Cruzeiro Funorte X EC Democrata Villa Nova X América Caldense X Guarani

Sete Lagoas Juiz de Fora Divinópolis Sete Lagoas Montes Claros Gov. Valadares Poços de Caldas Sete Lagoas Ipatinga Uberaba Nova Lima Gov. Valadares Sete Lagoas Juiz de Fora Teófilo Otoni Montes Claros Sete Lagoas Divinópolis Gov. Valadares Juiz de Fora Sete Lagoas Sete Lagoas Poços de Caldas Divinópolis Gov. Valadares Montes Claros Teófilo Otoni Sete Lagoas Uberaba Nova Lima Ipatinga Divinópolis Teófilo Otoni Ipatinga Sete Lagoas Juiz de Fora Uberaba Sete Lagoas Sete Lagoas Poços de Caldas Divinópolis Gov. Valadares Sete Lagoas Sete Lagoas Ipatinga Montes Claros Teófilo Otoni Nova Lima Sete Lagoas Juiz de Fora Sete Lagoas Uberaba Nova Lima Gov. Valadares Juiz de Fora Poços de Caldas Divinópolis Sete Lagoas Teófilo Otoni Ipatinga Sete Lagoas Ipatinga Uberaba Montes Claros Nova Lima Poços de Caldas


18 GERAL

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - 04/01/11 a 05/01/11


Gazeta do Oeste - Edição 1518