Page 1

Gazeta DIVINÓPOLIS•MG | QUINTA-FEIRA, 29 de agosto de 2013 | ANO XX | N.º 2145 | R$ 2,50

DO OESTE

Amanhã é o prazo máximo para apresentação do anteprojeto do Plano Diretor Página 03 Daniel Michelini

Transporte Coletivo

“Efeito Tapete” cobre o Itapecerica Usuários terão

tarifa zero no segundo deslocamento

Benefício é válido somente para domingos e feriados a partir do dia 03 de setembro. Além disso, o prefeito Vladimir Azevedo anunciou uma série de obras de melhorias na área de trânsito e transporte como reforma de rotatórias e instalação de semáforos. Página 05

Página 07

Começa ampliação das UTI’s no HSJD As obras tiveram início ontem e tem previsão de término em 180 dias.

Página 05

Divulgação


02 opinião

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

editorial

Expectativas ou Ilusões?

Manter as vias em bom estado de conservação é uma tarefa complicada e ao mesmo tempo minuciosa, já que além da necessidade de verbas, conta com a interferência das condições climáticas para serem executadas. Principalmente quando o assunto é asfalto. Em contrapartida a esta situação que predomina em algumas ruas e avenidas dos pequenos, médios e grandes centros urbanos sofrem os motoristas que vez ou outra tem os veículos estragados por não poderem desviar dos buracos. Além dos impostos pagos às esferas municipais, uma via de contramão já que a maioria destes consertos precisam sair do bolso da população. Há que se salientar a importância de perfazer uma via de mão única, ou seja, a população contribui com os impostos e o governo direciona parte destes para manter a qualidade das vias da forma necessária. Estudos são desenvolvidos durante todos os mandatos para que o trânsito, tanto de veículos e pedestres se configure de forma harmoniosa. No entanto é importante ressaltar que há determinadas situações preferenciais em detrimento a outras. Manter a calma e a tolerância até que se possa obter resultados é a melhor forma para proporcionar uma cidade em equilíbrio. O retorno do que se faz necessário entre urgente e a longo prazo pode ser percebido pelos inúmeros apontamentos realizados pela população. As melhorias se fazem presentes desde que a sociedade também contribua para isto. Aqui reforçamos a educação e conservação vinda por parte da comunidade. Recentemente houve o anúncio do início dos ajustes para o Programa Olho Vivo, que em muitos locais já é utilizado para monitorar acidentes de trânsito. Isto colabora diretamente para que haja a criação de métodos preventivos nas áreas de maior incidência de sinistros. São parcerias firmadas que a primeira vista parecem apontar a estruturação de uma sociedade mais digna e ambientada. Tanto a nível de verbas quanto de planejamento. As últimas notícias oriundas da esfera governamental municipal denotam importantes transformações no setor de trânsito e transporte do município. Divinópolis contará com diversas obras, ações e serviços de revitalização do sistema viário. No projeto há a manutenção de rotatórias na região central e adjacências, implantação de novos semáforos, revitalização da pintura estatigráfica, sinalização em áreas escolares e manutenção e implantação de abrigos de ônibus em vários bairros da cidade. Para todas estas melhorias cerca de 400 mil reais serão empregados. Em contrapartida a estas melhorias está anunciada ainda a “Integração Custo Zero, aos Domingos e Feriados” para os usuários do cartão Divipass. Uma situação que sugere questionamentos entre os divinopolitanos, já que o maior fluxo de uso do coletivo ocorre entre as segundas e sextas-feiras. Se é um benefício porque não projetá-lo em períodos de maior fluxo dos usuários? De um lado a ação concreta de outra o legítimo “adoçar bocas”, como se a população não percebesse todo esse jogo de cadeiras. Ilusionismo mesmo só ocorre nos espetáculos circenses e mesmo assim, nos dias atuais, estes artistas tem estado em saia justa por causa da malícia do povo que não mais se contenta com o pouco, sabendo que pode ter mais. Jornal

“Se é um benefício porque não projetá-lo em períodos de maior fluxo dos usuários? De um lado a ação concreta de outra o legítimo “adoçar bocas”, como se a população não percebesse todo esse jogo de cadeiras”.

ÓRGÃO Do grupo Gazeta do Oeste de comunicação ltda FUNDADOR: Antônio Eustáquio Rodrigues Cassimiro (1947 2004)

Diretor PRESIDENTE Fernando Marcos Rodrigues

EDITORA CHEFE Carina Lelles

Assessores Jurídicos Dr. Márcio F. Vaz • Dr. Mauro M. Nogueira • Dr. Flávio Vaz Administração, Redação E GRÁFICA: Rua Rio Branco, 948 - Porto Velho • Divinópolis (MG) • CEP 35.500-430 TELEFONE: (37) 3222-6322 • www.g37.com.br • gazeta@gazetaoeste.com.br O jornal não é solidário com conceitos emitidos em colunas e matérias assinadas.

Francisco Resende

Eduardo Augusto

Corrupção: o câncer que afunda o Brasil

Aluno é condenado a pagar indenização a professora ofendida no ambiente escolar.

franciscor@pitagoras.com.br

Caro leitor. Na coluna desta semana, republicarei um texto veiculado neste espaço em janeiro de 2012, mas que não deixa de ser atual pelo momento político que estamos vivendo. Um relatório apresentado pela FIESP em 2010 revelou que os prejuízos econômicos e sociais que a corrupção causa ao Brasil chega a R$ 69 bilhões de reais por ano, um montante capaz de resolver, de vez, grandes mazelas que atormentam a nossa sofrida população. É um desafio importante e crescente tanto para o ambiente de negócios como para a sociedade, cidadãos e nações de todo o mundo. Ainda seguindo esta linha de análise, resolvi aprofundar-me neste importante relatório publicado pela FIESP, no intuito de discutir alguns dados e, principalmente, algumas propostas apresentadas pelos técnicos da referida federação no relatório Corrupção: custos econômicos e propostas de combate. Para começar, penso que este documento deveria ser uma leitura obrigatória em todas as escolas de ensino básico, médio e superior, ampliando as discussões sobre este mal que assola a nossa sociedade e que pode gerar consequências muito mais graves do que imaginamos. Como afirma o relatório, “o custo da corrupção no Brasil é extremamente elevado. Isto prejudica o aumento da renda per capita, do crescimento e da competitividade do país, compromete a possibilidade de oferecer à população melhores condições econômicas e de bem estar social e às empresas melhores condições de infraestrutura e um ambiente de negócios mais estável. É preciso aumentar a eficiência e intensificar o combate à corrupção no país, que deve ocorrer de forma permanente, com punições severas e imediatas”. Fica evidente a necessidade de ações conjuntas, com medidas legais e administrativas que limitem o poder discricionário dos funcionários públicos e das instituições de um modo geral, estabelecendo regras e regulamentações claras e completas. Alinhado a isso, a promoção da boa governança, que pode ser obtida pelo estabelecimento de padrões de conduta claros e transparentes, tanto no setor público quanto no privado. Além de fortalecer o monitoramento das regras existentes, estas medidas devem, principalmente, elevar os custos morais do envolvimento em atos corruptos, que pode ser obtido pela elevação do rigor na punição dos infratores, seja pelo aumento do incentivo para delatá-los, como pelo aumento das penalidades. Alinhado a estas duas ações, a implementação das reformas econômicas que já devem vir desenhadas de modo a inviabilizar práticas corruptas. Entre outras questões, busca-se reduzir os custos e as assimetrias de informação e simplificar procedimentos administrativos, legais e tributários. Diante disso, o relatório emitido pela FIESP propõe algumas reformas de curto, médio e longo prazos, entre elas: a) Reforma política: reavaliar a questão da representatividade, de modo a aumentar o controle da sociedade sobre os seus representantes. Estabelecer regras claras e procedimentos transparentes para o financiamento das campanhas eleitorais. b) Reforma do sistema judiciário: adoção de medidas que reduzam a percepção de impunidade e aumentem a probabilidade de uma rápida punição, seja pela reforma das leis processuais como pela limitação do número de recursos. c) Reforma administrativa: eliminar o poder do Executivo em nomear pessoas para cargos de confiança, reduzindo o poder de barganha no jogo político e a captação de propinas também junto às estatais. d) Reformas econômicas: aumentar o controle sobre os processos licitatórios e os gastos públicos mais sujeitos ao pagamento de propinas, seja nos investimentos públicos em infraestrutura ou na aquisição de máquinas e equipamentos. Tornar a execução do orçamento obrigatória, reduzindo o poder discricionário do Estado e reforçando a transparência da administração do orçamento. Aumentar o uso das compras eletrônicas pelo setor público. e) Reforma do sistema tributário: incentivar a transparência e clareza do sistema, evitando o pagamento de propinas e comissões, que prejudicam tanto a competição quanto a competitividade das empresas. Evitar alterações casuísticas no código tributário nacional, reduzindo o poder discricionário do Estado e aumentando a previsibilidade do ambiente de negócios. f) Reforma microeconômica: Fortalecimento das agências reguladoras, garantindo sua independência e autonomia operacional. Aumento do estímulo da participação da sociedade sobre o controle da administração pública, seja por meio de ONGs e sites como Transparência Brasil, Contas Abertas e Congresso em Foco. Vale ressaltar a promoção da independência dos meios de comunicação. O relatório conclui que o combate à corrupção deve ser conduzido como um projeto nacional, considerando as diversas esferas da administração pública, sistemas legislativos, judiciários e tributários, além da esfera privada que, por muitas vezes, desempenha papel de corruptor do sistema. A estrutura de incentivos deve ser alterada de modo a minimizar o comportamento oportunista. A discussão do caso brasileiro converge para a necessidade urgente da redução da sensação de impunidade que impera no país. É possível? Sim, desde que os políticos e a própria sociedade comunguem de um sentimento único de que, antes de qualquer coisa, precisamos combater este mal que ameaça seriamente o desenvolvimento do nosso País.

easteduardo@yahoo.com.br

Atualmente, muito se discute sobre a Educação em nosso país, são reclamações por todos os lados, tanto dos professores, quanto dos alunos, governo e sociedade. Já virou rotina as notícias de extrema violência nas Escolas. Fatos e episódios jamais pensados de se ocorrer/verificar no ambiente Escolar. Uma adolescente de 15 anos tentou matar uma professora na tarde do dia 16, deste mês, na Escola Estadual Belém Câmara da cidade de Natal. Um adolescente de 16 anos foi apreendido pela Polícia Militar do Rio Grande do Norte após matar o estudante Josimar Arruda de Souza, de 20 anos, com três facadas no pescoço dentro de uma sala de aula na Escola Estadual Professora Josélia de Souza Silva, no centro de Porto do Mangue, em Natal. No dia 04 de julho deste ano, na Escola Estadual Ephigênia de Jesus Werneck, em Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte, o estudante Alexandre Esteves dos Santos, de 19 anos, tentou matar o colega Pablo Oliveira Triunfo, de 16 anos. São três exemplos que retratam a triste e violenta realidade vivenciada pela rede escolar. Um lugar que deveria ser sinônimo de satisfação e realização profissional, de tranquilidade e prazer com o aprendizado, de entretenimento e alegria entre os alunos, de segurança e qualidade no ensino, vêm se tornando um cenário com cenas de extrema violência, sobretudo, no uso de armas de fogo. Um verdadeiro ambiente de guerra. Na minha época escolar, havia, também, desentendimentos, mas, contudo, jamais comparados aos absurdos a que vivenciamos hoje dentro de nossas Escolas. Havia limites. E, quando algo extrapolava o razoável, o aluno era punido na escola e em sua casa, quando os pais conhecedores do certo e do errado, encerrava os ânimos com o corretivo exemplar. No meu tempo, o interesse no aprendizado e a dedicação do aluno, no dia a dia Escolar, era incentivado e premiado pela direção da Escola, pelos professores e pelos pais. O respeito e a reverência eram sempre pautados pelos alunos aos seus mestres. O ambiente era de harmonia e de comunhão de interesses, ninguém vinha de casa com intenção de cortar o pescoço do outro, de arrancar os cabelos do colega, de matar o colega ou o professor. E mais, lembro do sufoco que passei de quando não alcançava as notas em algumas matérias. Passei por recuperações sim, sem constrangimentos, pois, foram elas que me fizeram o homem capaz de vencer obstáculos interiores e exteriores. Ao contrário dos dias de hoje, onde deparamos com jovens desinteressados e descompromissados com o saldo Escolar e com seu futuro. Mas, entendo, quem vai se preocupar com as notas, se não há, sequer, reprovação! Os professores por sua vez vivem tempos de desmotivação e de desvalorização no ambiente escolar. O Estado e a sociedade não valorizam o profissional, profissional este que por sua dedicação laboral acaba por inspirar novos profissionais de tantas categorias. A queixa mais frequente dos professores contemporâneos é a indisciplina dos alunos e ausência de punição no ambiente escolar, seja durante as aulas ou no conhecido intervalo. Muitos dos professores pensam em abandonar a carreira, justamente porque não tem o respaldo da Escola, dos pais e, muito menos, do Estado. Alguns vivem sob o medo das ameaças de alunos, outros tão desestimulados que aguardam a aposentadoria, outros acometidos de doenças graves, como depressão, doenças cardiovasculares, etc. Na cidade de Bragança Paulista, uma professora recorreu a Justiça requerendo indenização com caráter punitivo a um aluno. Na ocasião, a aquela alegou sofrer danos morais pelo fato deste lhe ter jogado uma casca de banana, dentro do ambiente escolar. O juiz Juan Paulo Haye Biazevic do Juizado Especial da Comarca afirmou que a conduta atingiu a professora em seus atributos mais importantes da personalidade, expondo-a ao ridículo em um ambiente no qual deve-se deter a autoridade necessária e suficiente para ensinar e educar. Afirmou, ainda, na sentença que : “Em um momento histórico onde as ruas do país são tomadas por pessoas exigindo melhorias na educação, jovens esquecem que, além de direitos, eles também têm deveres. Não basta bradar por investimentos em educação se, na sala de aula, quem se dedica à tarefa de ensinar não é respeitado. Qualquer esforço do poder público para melhorar a educação do país cairá por terra se os alunos não estiverem dispostos a aprender. Grande parte da desmotivação dos professores, e isso, é óbvio, também deve ser atribuída à postura dos nossos jovens. Lamentavelmente prolifera no país uma cultura de que ser estudioso e esforçado não é digno de admiração, o que se admira é ser malandro e insolente”. Com base nesses fundamentos, o MM. Juiz condenou o aluno a pagar a professora uma indenização de R$10.000,00. A condenação arbitrada pelo nobre juiz servirá de caráter limitador do que é certo do errado, servirá como caráter educativo e punitivo, e, sobretudo de exemplo para a Rede Escolar de que ainda há esperança para educação do Brasil. Eduardo Augusto Silva Teixeira Advogado Fontes: www.conjur.com.br


POLÍTICA 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Anteprojeto do Plano Diretor deverá ser finalizado amanhã Diretor da Funedi/Uemg relata a importância das etapas do Plano Diretor até chegar nesta fase final

Carla Mariela

Carla Mariela

carla.mariela@gazetaoeste.com.br

O Plano Diretor está na fase do anteprojeto de lei, no qual se tem a redação oficial do. O diretor da Funedi/Uemg, Gilson Soares esclarece que reuniu com a comissão de 16 delegados eleitos para acompanhar esta etapa, na segunda-feira (26), onde todos compareceram e naquele momento houve algumas questões polêmicas sobre um dos itens e por isso, foi concedido prazo dessa semana para o fechamento do anteprojeto. “Encaminhei a lei para todos os delegados lerem novamente e na sexta-feira fechamos o anteprojeto com maior tranquilidade. Na sexta-feira o prazo esgota e temos que apresentá-lo porque senão começa a prejudicar o processo em termo de aprovação. Entretanto, na sexta finalizamos e em seguida marcamos a entrega deste anteprojeto com o prefeito na câmara. Tenho mantido contato com os 180 delegados, representantes das regiões, para que a entrega do documento

na casa legislativa seja feita com todos eles presentes. Também há a possibilidade do Ministério Público está junto conosco, pelo fato de ter acompanhado todas as fases. Vamos fazer esta entrega oficial mostrando que esse momento é histórico para a cidade”, informou. O diretor relatou que o Legislativo é o poder máximo em termos de lei e que o Plano Diretor é uma lei maior da cidade. “Pode ser que algum vereador ache que deva colocar alguma emenda para modificar alguma coisa no anteprojeto”, afirma Gilson. Porém ele completa que está preparado para orientá-los. “Acho que a câmara vai ter maturidade para analisar o anteprojeto e inclusive hoje vai ter uma reunião fechada com todos os vereadores, com os técnicos para mostrar quais os pontos que eles devem observar. Estamos a disposição para orientação durante votação”, concluiu. Etapas Gilson Soares, explica como ocorreram as fases do Plano Di-

retor Participativo e o que falta para este ser encaminhado pelo prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) para a Câmara Municipal de Divinópolis para ser votado. De acordo com o diretor, no mês de agosto do ano passado foi feita uma tentativa de conhecer em números, as vulnerabilidades, as questões que Divinópolis tem quanto ao potencial positivo, e os aspectos negativos, ou seja, realizar um diagnóstico, um retrato do município. Esse trabalho foi desenvolvido de agosto a novembro, com muitas atividades em campo, com muita filmagem e entrevistas para completar o diagnóstico. Foi no início de dezembro que o diagnóstico foi fechado e o grupo representativo de cada região do município pôde ter conhecimento do diagnóstico para verificá-lo e completá-lo com itens que talvez passasse despercebido pela equipe do plano. “Muitas vezes uma pessoa que mora em um determinado local tem um olhar que difere do trabalho técnico da equipe, por

isso que apresentamos este diagnóstico para os representantes e consideramos essa fase positiva. Esse período que nós tivemos no diagnóstico foi exatamente analisando-o como um todo e estabelecendo diretrizes para o que queremos da cidade para os próximos dez anos”, afirmou. Com base no diagnóstico, foi proposto mais de cem diretrizes que devem nortear o desenvolvimento de Divinópolis tentando evitar os fatores que foram prejudicando a cidade ao longo do tempo, como por exemplo, a questão dos loteamentos vagos em excesso, dentre outros. Segundo Soares, a equipe baseou na legislação do Estatuto da Cidade, nas legislações federais, estaduais e mesmo municipal. Para ele, todo o processo de planejamento da cidade deve ser norteado por esse plano diretor e é normal que surge uma nova demanda que vai ter que ser atendida de forma rápida. “Este é o momento de reordenar o processo de desenvolvimento da cidade, uma vez que até leis ordinárias existentes perdem a

Gilson Soares disse que o diagnóstico do plano foi desenvolvido de agosto até novembro, com muitas atividades em campo, com muita filmagem, entrevistas para completar o diagnóstico.

sua validade. A partir de agora, vai ter que ser aprovadas novas leis ordinárias como, por exemplo, lei de uso ocupação do solo, vai ter que ser aprovada novamente, seguindo o novo modelo de planejamento proposto.”, enfatizou.

A conferência da cidade ocorreu depois dos diagnósticos, e de acordo com o diretor foi um sucesso. “Foi um momento que a população participou de maneira organizada, discutindo temas complexos”, finalizou.

Jaime Martins reúne com ministro dos transportes para pedir apoio aos grevistas do DNIT Carla Mariela

carla.mariela@gazetaoeste.com.br

O Deputado Federal Jaime Martins (PR/MG), participou de um encontro com o ministro dos transportes César Borges, na última terça-feira. O objetivo da reunião foi à busca por soluções relacionada com a greve dos funcionários do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que estão em greve desde o dia 27 de junho. O DNIT é o principal ór-

gão executor do Ministério dos Transportes. Foi implantado para desempenhar as funções relativas à construção, manutenção e operação de infraestrutura dos segmentos do Sistema Federal de Viação. É dirigido por um conselho administrativo e por cinco diretores nomeados pelo Presidente da República e conta com recursos da própria União para a execução das obras. O seu objetivo é operar e administrar infraestruturas de transporte, gerir projetos, supervisionar e fiscalizar as atividades

de entidades de obras. De acordo com o parlamentar é necessário o diálogo e políticas públicas para que os profissionais além de ter o estímulo, sejam valorizados. Para Martins, uma das coisas que os grevistas estão reivindicando é a falta de pessoal. Segundo o seu assessor, explicou que outra reclamação por parte dos grevistas é a melhoria do salário. Porém, eles mantém os 50% da força de trabalho como prevê a lei. O deputado explicou que o encontro com o ministro César

Borges, foi principalmente para solicitar o apoio nas negociações. Segundo o deputado, não se pode deixar que importantes obras em andamento no Brasil sejam prejudicadas fazendo com que a população seja penalizada. O ministro durante encontro ressaltou que estas questões devem ser resolvidas com o setor de planejamento, entretanto, ele vai marcar para a próxima semana uma reunião com a ministra do Planejamento, Mirian Belchior, para as devidas soluções. Diante o

parecer de César Borges, o deputado enfatizou que está otimista e lutará pelo reconhecimento dos servidores. Participaram do encontro além do deputado Jaime Martins, os parlamentares: Wellington Fagundes (PR/MT), Luciano Castro (PR/RR) e Gorete Pereira (PR/CE). Portanto, as áreas de atuação do DNIT são: vias navegáveis, ferrovias e rodovias federais, instalações e vias de transbordo e de interface inter-modal, instalações portuárias.

Aumento da participação das mulheres nas próximas eleições é debate presidido hoje na câmara dos deputados Carla Mariela

carla.mariela@gazetaoeste.com.br

A bancada feminina e as procuradorias da mulher da Câmara dos deputados e do Senado realizará audiência pública, hoje, às 10h, com as representantes dos diretórios femininos dos partidos políticos. A ideia é aumentar a participação das

mulheres nas próximas eleições não apenas para preencher a cota de 30% determinada pela lei 12.034/09. De acordo com a presidente do Partido Verde (PV) de Divinópolis Íris Moreira, a bancada feminina do PV vai discutir esta questão também. Segundo ela, este é um assunto que já está em pauta desde as eleições de 2012.

“Se Deus quiser vai chegar uma hora que vai ter mais mulheres e já estamos com esta pauta há bastante tempo já”, destacou. A reportagem tentou contato também com a presidente do diretório do PSDB, Cherie Mourão, para saber sua opinião sobre esta participação das mulheres, mas não obteve sucesso. A pesquisa “Mais Mulhe-

res na Política” serviu como referência para a bancada e as procuradorias. Esta pesquisa foi realizada pelo Ibope e pelo Instituto Patrícia Galvão em abril de 2013 com 2.002 pessoas. Os dados mostraram que 71% dos entrevistados consideram a reforma política muito importante para garantir que as listas de candidatos dos partidos sejam

montadas com equivalência entre homens e mulheres. 80% entendem que como as mulheres hoje representam mais de 50% da população brasileira, a representatividade feminina deveria ser equivalente. 74% acreditam que só há democracia com a presença de mais mulheres no poder. 75% entende que a lei deve mudar para garantir

a igualdade entre homens e mulheres em cargos políticos. Entre os entrevistados, 48% são do sexo masculino, 53% têm níveis médio e superior de escolaridade; e 82% integram as classes A/B/C. O intervalo de confiança da pesquisa é de 95%, com margem de erro máxima de dois pontos percentuais para mais ou menos.


04 cidades

Silvio França

silviocor@hotmail.com

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

“Leilão de prêmios” promete movimentar comércio de Divinópolis Bianca Damas

A Polêmica dos animais soltos O Crevisa está implantando um novo sistema de trabalho e a mudança tem gerado polêmica junto às entidades que defendem os direitos dos animais. O órgão que faz parte da Secretaria Municipal de Saúde, não irá mais fazer a castração de animais que possuem cuidadores ou donos (prefiro usar cuidadores porque acho que nenhuma vida é dona de outra, independente das diferenças, vida é vida). Apenas animais de rua ou de pessoas de menor renda poderão fazer a cirurgia gratuitamente. O objetivo, segundo a Diretoria de Vigilância em Saúde, que gerencia o Crevisa, é permitir que o Poder Público solucione os problemas daqueles animais que não tem quem os faça ou que possa resolver por eles. Muitos não tem sequer como levar estes animais até o órgão, porque não tem carro e não podem andar com os mesmos nos ônibus O anúncio, soou nas mentes de alguns, como um alerta para a possibilidade de matança desenfreada dos cães de rua. Mas já foi afirmado, inclusive na imprensa, que todos os cães, depois de recolhidos e castrados, serão devolvidos para seus locais de origem. O objetivo é impedir a procriação desorganizada que acaba provocando riscos para a saúde pública. Embora possa parecer crueldade não dar aos animais o mesmo tratamento que damos aos humanos, mesmo que gostemos deles como um, é impossível para o Sistema de Saúde, absorver a demanda de atuar como uma Clínica Veterinária Pública. Acredito que algum dia isso será possível, mas até lá, a prioridade continua sendo “os nossos”.

Bianca Damas

bianca.damas@gazetaoeste.com

As empresas da cidade terão a oportunidade de ganhar mais visibilidade e os clientes vão pagar por produtos e serviços pelo preço de 1% do valor real. A promoção será viabilizada por meio do projeto “Leilão de Prêmios”, criado pelo vice-presidente e Diretor Comercial da Associação Comercial e Industrial de Divinópolis (ACID), Alexandre Calmon. Segundo Alexandre, a proposta surgiu pela percepção que o diretor teve do mercado e do que ouviu dos empresários, que constantemente desejam o aumento das vendas. “O objetivo da entidade é trabalhar em prol dos associados e do desenvolvimento da cidade, por isso preocupamos com essa situação. Os empresários precisam de ferramentas, como planejamento financeiro e de marketing, investir em publicidade e em divulgação para fortalecer a marca”, explica. O formato do “Leilão de Prêmios” é interativo e será viabilizado por meio do endereço eletrônico www.leilaodepremios. com.br. No site, serão disponibilizados dez produtos e serviços por dia para o leilão.

O proprietário oferecerá um produto por mês com preço fixado e desconto de 99%. Ele terá também no mínimo duzentos cupons para conceder aos clientes mensalmente. Esses cupons serão distribuídos aos critérios da empresa, que pode ser, por exemplo, a partir de uma compra efetuada em determinado valor pelo consumidor. Com o cupom em mãos, o cliente tem o direito de se cadastrar no site e participar dos leilões, com a quantidade de cinco lances para o produto que desejar. O futuro ganhador deve se cadastrar para concorrer ao produto até o horário marcado para o início do leilão. O último a dar o lance ganhará o produto ou serviço, que será retirado no estabelecimento. “Cada pessoa que dá o lance vê o produto que a empresa trabalha. Com essa visibilidade, o empresário atrai mais cliente”, destaca Alexandre. Além disso, o vice-diretor reforça que o projeto estimula o consumo com prazer e responsabilidade, incitando o mercado. Além do leilão, o sistema “Publiclick” oferecerá para os empresários a veiculação da propaganda no site. Para participar,

Vice-presidente da Acid aposta no sistema de venda on-line interativo.

o proprietário deve pagar o valor de R$ 50 por dia de publicação. O cliente que tiver se cadastrado com pelo menos um cupom, após ver todas as publicidades publicadas ganhará cinco lances. De acordo com Alexandre, as vagas da primeira edição são limitadas às 300 empresas, com prioridade para aquelas associadas. O pré-cadastro das instituições se iniciará em setembro e outubro. A expectativa é que a fase de cadastro termine em novembro e os

leilões comecem em dezembro. Para participar, além de disponibilizar um produto por mês, a empresa deve assinar um contrato com duração de seis meses, no valor de R$ 600 à vista ou parcelado em seis vezes de R$ 120. Assim, o empresário terá direito a duzentos cupons. Mais duzentos cupons poderão ser adquiridos pelo valor de R$ 100 por quem tiver o contrato. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (37) 3512-7800.

Cabe às entidades, já que se trata de uma medida inevitável, fiscalizar e documentar o máximo de informações que conseguirem, para no caso de algum erro, alertarem para o mesmo e até tomar outras providências. A Semusa informou, por exemplo, que os animais receberão coleiras com microchip registrado, para que o animal possa ser monitorado periodicamente. As coleiras, também permitirão que os cidadãos identifiquem os cães que foram tratados no Crevisa. Quando ver um cão na rua com a coleira padrão que a Prefeitura vai adotar, o cidadão imediatamente já saberá

Conferência sobre Drogas discute propostas para município e Estado Bianca Damas

bianca.damas@gazetaoeste.com

que se trata de animal castrado, higienizado, vermifugado e vacinado. A Secretaria Municipal de Saúde não informou ainda como será feito o tratamento dos cães que às vezes ficam dentro de casa, mas pertencem a pessoas carentes e que portanto não serão recolhidos pelo Crevisa. É necessário criar um sistema com critérios para tratamento destes, afinal, mesmo dentro de casa, se não existirem condições sanitárias adequadas, eles podem se tornar um problema.

Para debater acerca de políticas públicas para enfrentamento das drogas, intervenções e ações na cidade, prevenção e tratamento do abuso e dependência de drogas, no dia 5 de setembro será realizada a III Conferência Municipal sobre Drogas. O evento é organizado pela secretaria Adjunta Antidrogas e de

Direitos Humanos e o Conselho Municipal Antidrogas (Comad). “O objetivo é construir propostas para serem implantadas pelo município e Estado, por meio da pluralidade dos envolvidos. Assim, o intuito é agrupar as opiniões desde um pai de aluno até uma autoridade no assunto”, afirma o presidente da Comad, Major Araújo. Segundo Araújo, a intenção é

fortalecer as redes para a criação de propostas em cada vertente discutida. Os eixos debatidos na Conferência serão ações de assistência social, segurança pública, legislação, educação e tratamento. As propostas também serão elaboradas para a Conferência Estadual, que será realizada em novembro. Alcançado o número de 170 participantes em Divinópolis, 17 pessoas serão delegadas para

integrarem o encontro estadual. A Conferência é direcionada aos órgãos que estejam ligados à temática do evento, como comunidades terapêuticas, igrejas, órgãos da prefeitura, além da comunidade. O evento será realizado na Fundação Educação de Divinópolis Funedi-UEMG, das 8h30 às 17h30. As inscrições devem ser efetuadas pelo e-mail sobredrogas@hotmail. com até o dia 3 de setembro.

Sabendo que os cães que estão sob a guarda de cidadãos de melhor poder aquisitivo tem mais chances de estarem bem cuidados, teremos então, com estas medidas, a maior parte dos cães e gatos da cidade protegidos de doenças e cidadãos menos expostos a elas. Verminoses, raiva, bactérias e até a temida leishimaniose, são transmitidas após se hospedarem em um animal. Evitando-se que estas doenças cheguem ao homem, diminui-se a procura por atendimento no SUS e assim ganha-se leitos e agilidade na prestação do serviço. O cidadão se torna muito mais eficiente em seu papel quando soma do que quando entra em uma queda de braço com o Agente Público. As quedas de braço sem diálogo tem se mostrado um excelente imã para aqueles que querem partidarizar as discussões. Esse caminho tem mais histórias de fracasso do que de sucesso. Para Refletir “O porco tornou-se sujo apenas depois de entrar em contacto com o homem. Em estado selvagem, é um animal muito limpo.” - Pierre Loti

Taxa de desemprego fica estável em julho Divulgação

Ficou estável em 10,9% no mês de julho a taxa de desemprego apurada na Pesquisa de Emprego e Desemprego da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e Departamento Intersindical de Estatística e Estudo Socioeconômico (Dieese). Foram criados no período 107 mil postos de trabalho, número igual ao total de pessoas que entraram para o mercado de trabalho. No conjunto das sete regiões metropolitanas onde a pesquisa é feita, duas tiveram redução na taxa: São Paulo (de 11,3% para 11%) e Salvador (de 19,1% para 18,7%). Em outras regiões, o mo-

vimento foi oposto: no Recife, a taxa subiu de 12,5% para 13,4%, e em Belo Horizonte, de 6,7% para 7,1%. No Distrito Federal, a taxa permaneceu em 12,1%. Por segmento, a indústria de transformação foi a que mais abriu vagas, somando 54 mil postos, resultado 1,9% superior ao de junho. No comércio de reparação de veículos automotores e motocicletas houve inflação de 1,2%, com a oferta de 46 mil vagas. Na construção surgiram 11 mil novas contratações, com alta de 0,7%, e nos serviços houve o corte de 7 mil empregos, com variação negativa de 0,1%

O rendimento médio dos ocupados em junho teve variação negativa de 0,1%, com o valor mensal calculado em R$ 1.610,00.

Os assalariados conseguiram leve melhora nos ganhos mensais de 0,3%, com valor de R$ 1.664,00. Fonte: Agência Brasil


CIDADES 05

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Trânsito recebe obras para melhoria Mariana Gonçalves

Mariana Gonçalves

mariana.goncalves@gazetaoeste.com.br

Durante a reunião semanal da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp), o prefeito Vladimir Azevedo anunciou uma série de obras de melhorias na área de trânsito e transporte. Várias autoridades estiveram presentes, entre elas o comandante da 7ª Região da Policia Militar, coronel Eduardo Campos de Paulo; comandante do 23º Batalhão da Policia Militar, tenente-coronel Marcelo Carlos da Silva; presidente da Câmara Municipal, Rodyson Kristnamurt; comandante do 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros, major Manoel dos Reis Moraes; delegado regional de Polícia Civil, Fernando Vilaça; presidente da Acasp, José Vitor Batista de Freitas; secretário de trânsito e transporte, Simonides Quadros; além de vereadores e diretores do Consórcio Tran-

soeste, responsável pelo transporte público de passageiros no município. Na ocasião Azevedo assinou a ordem de serviço que autoriza a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Settrans) a providenciar a execução de diversas obras, ações e serviços de revitalização do sistema viário de Divinópolis. O pacote de melhorias prevê a manutenção de rotatórias na região central e adjacências, implantação de novos semáforos, revitalização da pintura estatigráfica, sinalização em áreas escolares e manutenção e implantação de abrigos de ônibus em vários bairros da cidade. Conforme conta o gestor da cidade estão sendo investidos cerca de 400 mil para a realização de todas as obras no trânsito. “Os serviços já devem ser iniciados a partir de hoje, e a expectativa é que tudo esteja pronto até dezembro para que no natal tenhamos uma cidade toda

As ações prevê a manutenção de rotatórias na região central e adjacências

revitalizada, bonita e preparada também para o período chuvoso de 2014”, comenta Azevedo. Ainda conforme o prefeito a Luiz Felipe Enes

Sobre os serviços de revitalização do trânsito o prefeito Vladimir Azevedo conta que até dezembro todas as ações já estarão finalizadas.

Avenida 21 de abril esquina com rua Pernambuco irá receber a instalação de um semáforo e ainda está em discussão também a possibilidade da colocação de semáforos na rua Itambé com Goiás, e na avenida Autorama com Duarte. “Além disso, teremos ainda a colocação de alguns quebra-molas em algumas partes da cidade e a implantação de duas novas rotatórias contemplando a Avenida Paraná com São Paulo perto do colégio integral e na rua Aguapé com José Alencar na região do bairro Belvedere”, explica. Está previsto a manutenção das pinturas de “PARE” e da travessia de pedestres nas ruas Osvaldo Macho do Gontijo com

Projeto prevê reformas na unidade de saúde do bairro Itaí

Rua Paraíba; Osvaldo Machado Gontijo com rua Cel. João Notini; Osvaldo Machado Gontijo com Rua Itapecerica; Av. Governador Magalhães Pinto entre rua Ouro Fino e Ponte Padre Libério; Francisco Carvalho/Rubi/Ouro Fino entre Ponte Padre Libério e Av. Governador Magalhães Pinto, rua Mato Grosso entre rua Sergipe e Avenida Divino Espírito Santo. CUSTO ZERO A ação “Integração Custo Zero, aos Domingos e Feriados” anunciada por Azevedo, vale para os usuários do cartão Divipass. O projeto concede direto a esses consumidores de realizar duas viagens com um passe do

coletivo urbano, esse sistema entrará em vigor a partir do dia 3 de setembro, ou seja, a partir do próximo feriado, 7 de setembro, os usuários terão direto à gratuidade no segundo deslocamento. O tempo para obtenção do benefício é de 30 minutos, entre o desembarque no primeiro ônibus e o embarque no segundo. “Toda população, usuária do transporte coletivo público, será beneficiada com essa medida, em que nós teremos um fomento ao lazer, a integração de bairros, sendo aos domingos e feriados com a integração custo zero. É um compromisso que nós tínhamos, e agora confirmamos”, completa Vladimir.

HSJD inicia as obras para as ampliações das UTI’s Divulgação

Solicitação foi feita pelo vereador Edimilson Andrade (PT). No local, rachaduras e infiltrações podem ser vistas e moradores se mostram favoráveis à manutenção Daniel Michelini

Daniel michelini

daniel.resende@gazetaoeste.com.br

Os postos de saúde da cidade são intensamente procurados por moradores de diversas regiões da cidade. Vacinações, consultas e medicamentos são requeridos nestes locais. Contudo, boa estrutura das unidades é o mínimo que a população deve pedir e insistir às autoridades. Pensando nisso, o vereador Edimilson Andrade (PT) divulgou, através de sua página em rede social, o projeto de restauração do posto de saúde do bairro Itaí, situado próximo à região do Hospital São João de Deus. De acordo com a postagem, o parlamentar enviou uma indicação onde solicita reforma do Posto de Saúde. Durante a visita, Edimilson pôde constatar algumas falhas na estrutura, como muros e pisos oferecendo riscos à quem utiliza a unidade de saúde para atendimento urgente: “O mesmo apresenta rachaduras

nas paredes e pisos, infiltrações e presença de lodo em vários pontos, além dos desgastes eventuais causados pelo tempo”, postou o vereador. No local, a equipe de reportagem registrou os problemas citados pelo parlamentar. Algumas infiltrações podem ser vistas mesmo sem entrar no local. De acordo com Maria do Rosário Lopes, moradora do bairro e freqüentadora da unidade, caso aconteçam os reparos solicitados pelo vereador, os usuários do Posto de Saúde ficarão satisfeitos: “O imóvel já é antigo e muitas pessoas consultam aqui durante a semana. A demanda só não é maior, pois o Hospital São João de Deus é consideravelmente próximo daqui. A reforma não é urgente, mas se for realizada mesmo, será bem vinda”, destacou. Ela elogia ainda o trabalho dos funcionários da unidade, dizendo ainda que os mais beneficiados por uma possível obra

serão eles: “Para os trabalhadores, acredito que será mais benéfica, pois eles trabalham aqui diariamente. É um local importante para o bairro e para os moradores. O atendimento é muito bom, o espaço é grande e os funcionários nos recebem muito bem”. Ela ressalta também que alguns usuários discutem sobre os problemas quanto a estrutura do local já há algum tempo, mas que a notícia da obra foi uma surpresa: “Não esperávamos. Já falaram sobre o problema de infiltração

e vemos algumas rachaduras. Como é um posto de saúde, acho válida a reforma”. Para concluir, Maria do Rosário disse que a reformulação deve ser bem feita para que consiga atender todos da melhor maneira possível: “Se a obra der mais conforto para os usuários e trabalhadores, que a façam. Caso contrário, não vejo motivos para isso. Como é grande o espaço, acredito que não precisarão aumentar. Devem ser apenas alguns reparos”, ponderou.

Foram iniciadas ontem, as obras para as ampliações das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) - Adulto e Mista (Infantil e Neonatal) do Hospital São João de Deus (HSJD). Nesta primeira etapa da construção será realizada a adequação do 1º andar do Edifício Irmão Diamantino, onde serão instaladas as novas unidades. O local passará por uma limpeza, criação de uma rampa de acesso e demolição de algumas paredes internas. De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, as obras estão orçadas em aproximadamente R$ 3,8 milhões, sendo R$ 2,3 milhões em equipamentos e R$ 1,5 milhões para a adequação do local. Os recursos

já foram garantidos com a ajuda de deputados, do Governo do Estado e do Ministério da Saúde. Com o decreto de estado de emergência no município, feito pelo prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, no último dia 21, as obras serão projetadas e realizadas com mais rapidez, sem passar pelo processo de licitação. A previsão de entrega dos leitos é de até 180 dias, a contar da data do decreto. Atualmente o Hospital São João de Deus possui 27 leitos de UTI, sendo 11 adultos, 08 infantis e 08 cardiológicas. Com a ampliação serão disponibilizados 61 leitos: 31 para o UTI Adulto, 22 para a mista e 08 para a cardiológica.


06 Cidades

Roberto Clementino bobclementinoo@gmail.com

O país ganhou a Copa do Mundo dos moradores de rua Brasil, que vai sediar Copa do Mundo de futebol profissional, foi o grande vencedor da 11º edição da Copa do Mundo de Futebol Social (Homeless World Cup). O campeonato contou com a participação de 59 seleções dos cinco continentes e foi realizado em Poznan, na Polônia, entre os dias 11 e 18 de agosto. O time do Brasil, vencedor na categoria masculino, teve que viajar com apenas metade do time por uma razão tão prosaica quanto reveladora: falta de recursos! Como forma de protesto, os brasileiros entraram em campo segurando a camisa dos demais jogadores, além da bandeira verde-amarela. Em Divinópolis existem 63.175 lotes vagos porque não transformá-los em hortas urbanas? Segundo o diagnóstico organizado pela Funedi/Uemg para elaboração do Plano Diretor, em Divinópolis existem 63.175 lotes vagos. Estes lotes vagos regra geral, estão tomados pelos matos, entulhos e lixos que a própria população despeja ali. Ora, precisamos repensar a cidade de Divinópolis, e o Plano Diretor Participativo propõe exatamente isso. Então porque não estudar uma forma de transformar estes espaços urbanos vazios em áreas de agricultura urbana? Normalmente a agricultura familiar é incentivada a se instalar em torno das cidades. São os chamados cinturões verdes, onde são produzidos alimentos: hortas, viveiros, lavouras, mudas e criação de pequenos animais. Hoje em dia dos cinturões verdes saem para a cidade estes alimentos em caminhões, camionetes e até em automóveis. Estes transportes, além de encarecer os produtos, porque todas as despesas são repassadas aos preços dos alimentos, ainda contribuí, nem que minimamente, para o engarrafamento do trânsito urbano. Por que não criar uma lei autorizativa, normatizando o uso dos lotes vazios para agricultura urbana? Imaginem se grande parte destes 63.175 lotes vagos em Divinópolis passassem a ser usados pelos agricultores urbanos? Como funcionariam? Quais as vantagens para os consumidores urbanos? Lotes vazios transformados em hortas urbanas Em todos os bairros de Divinópolis existem lotes vagos onde após a criação de uma lei autorizativa, estes seriam usados para cultivo hortas urbanas. Esta lei municipal permitiria que o proprietário do lote vago o emprestasse para um cidadão interessando, para nele cultivar uma horta orgânica. Esta lei municipal autorizativa, poderia incluir no seu bojo uma compensação, para o proprietário cedente. Talvez uma pequena redução no seu IPTU. Este projeto municipal, mapearia a cidade e instalaria estas hortas em locais, onde os agricultores pudessem vender à custo zero com transporte, para as cozinhas comunitárias, restaurantes populares, creches etc. A venda dos excedentes seria comercializado em uma feira popular, autorizada a funcionar ao lado das hortas urbanas. Horta urbana uma experiência bem sucedida de José Luiz. Esta idéia de se usar os lotes vagos, para serem ocupados por agricultores urbanos, vem de um projeto já posto em prática no Bairro Belvedere 1, exatamente na rua Olimpio Meireles 31. Neste local em um espaço de apenas 60 m² o sr. José Luiz Rabelo, cuida de uma horta urbana, que abastece todos os moradores do bairro. Ali se pode comprar couve, alface, salsas enfim uma gama de verduras e legumes, sem agrotóxico e a preços módicos. José Luiz além de vender verduras e legumes na sua porta, ainda vende parte para a mercearia do bairro. José e sua esposa Hortência Bernardes Rabelo, depois de aposentados e filhos criados, resolveram partir para este empreendimento. Hortência, além de costureira é também uma exímia quitandeira e oferece aos privilegiados moradores do bairro: broas, bolos de fubá e farinha de trigo, roscas, pães de queijo. E outras delícias da culinária mineira.Tudo feito artesanalmente e vendidos a preços convidativos.

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Começam hoje as matrículas da 3ª chamada do Pronatec Faculdade Pitágoras oferece 360 vagas curso de Técnico em Informática gratuito para quem já concluiu o Ensino Médio Começa hoje, a 3ª e última chamada de matrículas, para as vagas remanescentes, do curso de Técnico em Informática oferecido gratuitamente pela Faculdade Pitágoras de Divinópolis através do Pronatec. Nesta etapa, estão aptos a se matricular todos os interessados que tenham como requisito único obrigatório, apenas ter concluído o Ensino Médio em qualquer época, dispensando a necessidade de sido feito o ENEM 2012. Os interessados devem se inscrever no site www. guiapronatec.com.br e o critério principal para a ocupação destas vagas é a ordem de inscrição no site. Em seguida, de posse de toda documentação solicitada no Portal, o interessado deverá procurar pessoalmente a Faculdade Pitágoras, de 12h às 21h, para efetivação da matrícula. O curso oferecido pela Faculdade Pitágoras terá duração de 18 meses e contará com cinco disciplinas por semestre, com carga horária de 80 horas cada. São ofe-

recidas turmas no período matutino (8h às 11h30) e vespertino (14h às 17h30). Além de professores extremamente qualificados e titulados, a instituição oferece toda sua estrutura tecnológica para o curso. O material didático será concedido gratuitamente a todos estudantes matriculados. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), até 2015 o setor produtivo brasileiro demandará 7,2 milhões novos técnicos. Procura intensa pelo curso Segundo a diretoria da Faculdade Pitágoras, a procura pelo curso de Técnico em Informática está intensa e, para fazer a inscrição para a terceira chamada, os interessados devem possuir apenas o Ensino Médio completo (dispensando a necessidade do ENEM) e preencher o formulário de inscrição no portal www. guiapronatec.com.br. A seleção destas vagas remanescentes será feita diretamente pelo Ministério

da Educação (MEC), levando-se em consideração a ordem pela procura. As aulas começarão em 21 de setembro, na Faculdade Pitágoras de Divinópolis. O Pronatec - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, criado em 2011, pelo Governo Federal, oferece cursos técnicos gratuitos. O objetivo do Programa é ampliar a oferta de Educação Profissional e Tecnológica à população. Na Faculdade Pitágoras de Divinópolis, foi autorizada pelo MEC a oferta do curso de Técnico em Informática, com 360 vagas e duração de 3 semestres, nos seguintes horários (dependendo da formação de turma): matutino (segunda à sexta, de 8h às 11h30) e no vespertino (segunda à sexta, de 14h às 17h30). Curso 100% subsidiado pelo Governo Federal O financiamento de todo o curso (incluindo material didático) será feito pelo projeto

Bolsa-Formação, uma das iniciativas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec), do Governo Federal, que tem como objetivo ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica para jovens que buscam uma melhor qualificação para o mercado de trabalho. “É uma ótima opção para quem deseja ingressar no mercado de trabalho com um curso de qualidade, mas ainda não possui condições para investir em uma graduação e busca outras formas de qualificação profissional”, afirma o diretor da Faculdade Pitágoras de Divinópolis, Francisco Resende. Para fazer a inscrição, os interessados devem possuir o ensino médio completo e preencher o formulário de inscrição no portal www. guiapronatec.com.br. Nesta 3ª chamada, a inscrição poderá ser feita na própria instituição. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (37) 2101 4805 ou 0800 283 1010.

Veterinários do Crevisa participam de capacitação Mariana Gonçalves

O Centro de Referência em Vigilância em Saúde Ambiental (Crevisa) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) está em processo de reestruturação e por isso hoje não haverá atendimento veterinário no período da tarde. O motivo é a capacitação de três veterinários do Crevisa sobre novas técnicas de teste rápido para Leismaniose. De acordo com a coordenadora do Crevisa, Ana Carolina Tavares, o treinamento será ministrado pelo professor da UFSJ, Gilberto Fontes “O intuito é aumentar e melhorar o conhecimento dos profissionais com relação à Leishmaniose. Como a universidade está em contato direito com estas atualizações, através do estudo sobre a leishmaniose coordenado

pelo professor Gilberto, essas informações serão repassadas para os profissionais do Crevisa”, destaca Carol. Reestruturação A partir do dia 01 de setembro o Crevisa estará com uma nova rotina de trabalho. Serão realizadas consultas clínicas em domicilio para casos de confirmação de Leishmaniose. No local será realizado o teste rápido, DPP, e serão passadas informações importantes à população sobre essa doença. As cirurgias de castração serão disponibilizadas somente para os cães de rua, que após sua recuperação, serão devolvidas ao local de origem. Os cães recolhidos que não podem retornar ao seu local de origem, serão disponibilizados

para doação. Os animais realizam teste de Leishmaniose e depois serão castrados e vermifugados para só então, ser disponibilizados para doação. Em paralelo será desenvolvido um trabalho mais efetivo sobre o controle da Leishmaniose, no bairro Bom Pastor, onde houve um registro positivo em humano

este ano. E posteriormente, nos bairros com maior incidência de casos positivos em cães. Sendo assim, a partir de segunda-feira (02/09) não haverá mais agendamento para castração na unidade, segundo a coordenadora do Crevisa, Ana Caroline Tavares Melo, a prioridade são os cães de rua.

Professores da Educação Infantil participam de palestra com Márcio Gatto Dando continuidade às comemorações da Semana Nacional da Educação Infantil em Divinópolis, a Secretaria Municipal de Educação recebeu mais de 300 professores da Educação Infantil do município de todas as redes de ensino. O evento aconteceu no salão de festas da sede campestre do Divinópolis Clube, gentilmente cedido pelo Clube para que os profissionais pudessem assistir, e principal-

mente, participar da palestra Brincarte, com o Arte-Educador Márcio Gatto. O palestrante proporcionou ao público presente momentos de descontração, socialização, interação e muita alegria por meio de músicas e brincadeiras mostrando para os educadores a importância de brincar nas escolas de educação infantil. Estas atividades ajudam a construir o conhecimento, podem ser en-

tendidas como situações em que as crianças possam expressar diferentes sentimentos, podendo, gradativamente, aceitar a existência do outro. São atividades lúdicas que visam melhorar a socialização entre as crianças, fazendo com que vivenciem situações de colaboração, trabalho em equipe e respeito. Ações que proporcionam momentos lúdicos e prazerosos, fazendo com que a criança classifique, orde-

ne, estruture, resolva pequenos problemas e sinta-se motivada a ultrapassar seus próprios limites. Enquanto brinca, a criança está pensando, criando e desenvolvendo, dentre outros fatores, o pensamento crítico. Com brincadeiras e jogos, o espaço escolar pode-se transformar em um espaço agradável, prazeroso, de forma a permitir que o educador alcance sucesso em sala de aula.


Cidades 07

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Aguapés são motivo de preocupação para Secretaria de Meio Ambiente Antes no nível de tolerância, aguapés oferecem risco de impacto ambiental negativo, pois cobrem parte do rio Itapecerica Daniel Michelini

Daniel michelini

daniel.resende@gazetaoeste.com.br

Há algumas semanas, a Gazeta do Oeste vem reportando a questão dos aguapés no rio Itapecerica, uma vez que a planta está tomando conta de algumas regiões. Além do rio, a Lagoa do Sidil está tomada pelos aguapés já há algum tempo. Até hoje, nenhum procedimento foi realizado para uma eventual retirada dos mesmos. Contudo, as situações não são de simples resolução. Os aguapés não podem ser retirados por motivos quaisquer. É o que afirma Claudemir Henrique da Cunha, biólogo da Secretaria de Planejamento Urbano e Meio Ambiente. Em certa quantidade, a planta é benéfica para os ambientes aquáticos, pois retira parte das substâncias tóxicas presentes nas águas. A planta serve de habitat para microorganismos ou refúgio para peixes. Mas, quando elas se reproduzem excessivamente vira um problema, pois a grande quantidade da planta passa a ser um impacto negativo para o rio. O vegetal se reproduz rapidamente e, caso não seja feita a limpeza da água, a planta chega a cobrir toda

a lagoa, fenômeno conhecido por “efeito tapete”. E é isso que vem acontecendo em alguns pontos do rio. Os pedestres que utilizam o calçadão do bairro Porto Velho puderam perceber, nos últimos dias, um rápido crescimento da quantidade da planta do local, informação confirmada por Cunha: “Foi identificado, a partir da ultima semana, um processo de aumento elevado dos aguapés no rio Itapecerica, principalmente próximo à região que margeia o bairro Porto Velho, onde alguns pontos se caracterizam pelo grande despejo de esgoto”. A questão do esgoto é um ponto a ser destacado no caso. O despejo de resíduos é o principal fator para o rápido crescimento dos aguapés no rio Itapecerica: “É um dos fatores que contribuem para o aumento acelerado da reprodução”, revelou o biólogo. Assim, começou a ser registrado o “efeito tapete”. A maior concentração está próximo ao calçadão do bairro. Claudemir Cunha destaca que, tendo em vista o fenômeno da maneira como está ocorrendo, está sendo feito um monitoramento detalhado e um planejamento que começará

a estudar, á partir de setembro, como será o procedimento, caso não aconteça uma chuva que faça com que os aguapés sejam lavados naturalmente pela correnteza: “Diante desse fenômeno, já está sendo preparado um plano pela secretaria municipal de meio ambiente para que possa se estabelecer uma maneira de resolver o problema ou minimizar, de forma com que não gere uma situação semelhante que ocorreu no ano de 2010, quando os aguapés se alastraram rapidamente pelo rio”, afirmou. MALÉFICO A quantidade de aguapés já está num patamar considerado pela secretaria de meio ambiente como risco de impacto ambiental negativo, saindo do índice de tolerância: “Dessa maneira, faz com que seja estabelecida uma forma efetiva de acompanhamento e um estudo mais detalhado para ver quais os procedimentos mais adequados para evitar o “efeito tapete””, disse o biólogo. Contudo, as chuvas que vierem no próximo mês não garantirão a limpeza dos aguapés, pois depende do nível de intensidade.

Aguapés formam o chamado “efeito tapete” próximo ao Porto Velho

Se não chover, os aguapés não poderão ser arrancados do rio Itapecerica apenas com a intenção de retirá-los: “O emaranhado de suas raízes faz com que as substâncias sugadas sejam devolvidas caso ela seja arrancada. Se a chuva

não vier na intensidade esperada, o aguapé terá de ser removido manualmente dentro do rio para evitar um impacto maior”, ressalta Cunha. Como o rio está baixo, o biólogo diz que não é benéfica a

retirada dos aguapés, nesse momento: “A situação mais crítica está, realmente, próxima ao Porto Velho. Além dessa região, está sendo registrado um aumento na região do bairro Candelária”, concluiu.

Buracos em passeios do centro oferecem perigo à população Mariana Gonçalves

Mariana Gonçalves

PROCLAMAS Leila Maria Fagundes Isolani, Oficiala e Tabeliã de Registro Civil das Pessoas Naturais do distrito de Santo Antônio dos Campos, município e comarca de Divinópolis- MG, situado na Rua João Martins Coelho, nº 331, em Santo Antônio dos Campos, município de Divinópolis-MG, em pleno exercício de seu cargo e na forma da lei, faz saber que pretendem se casar:

mariana.goncalves@gazetaoeste.com.br

Por dia circulam milhares de pessoas em avenidas como a 1° de Junho, e rua Goiás, as principais do Centro da cidade. De uns tempos pra cá os buracos existentes nas calçadas do município tem chamado a atenção da população. Em todos os passeios de via pública existe uma espécie de “bueiro” que serve para o escoamento principalmente da água das chuvas, mas, esses buracos devem ser tapados de forma que não acarretem riscos para quem caminha sobre o local. A equipe de reportagem da Gazeta observou na cidade alguns pontos onde esses buracos estão sem proteção nenhuma e outros onde as grades estão totalmente deterioradas. Esse problema dificulta a passagem principalmente de cadeirantes e deficientes visuais, que precisam de uma via de qualidade para sua locomoção. Em contato com a assessória de comunicação da prefeitura fomos informados que a secretaria municipal de Operações Urbanas e Defesas Social (Semoudes), já licitou a compra de novos gradis para realizar a manutenção dos pontos com problema. Ainda segundo informações da prefeitura a troca das peças será realizada já nos próximos dias. Por fim a asses-

FERNANDO ANTÔNIO MEIRELES FARIA, Filho de Antônio Carlos de Faria e de Dª. Maria Aparecida Meireles Faria e DANIELE CRISTINA RAMOS DE

CAMARGOS, filha de Valdison Marcelino de Camargos e de Dª. Heloisa Helena Ramos de Camargos.

Ô

Na avenida 1° de junho há alguns buracos, as pessoas precisam se desviar destes pontos com frequência.

sória salienta que em muitos casos as peças são danificadas devido ao sobrepeso que recebem. ASFALTOS ESBURACADOS Outro problema que incomoda os motoristas são as crateras nos asfaltos, além de furar pneus pode ocasionar acidentes devido ao fato dos condutores terem que realizar manobras arriscadas para

desviar dos buracos. Em entrevista anterior a Gazeta o secretário de Operações Urbanas ressaltou que “a operação tapa buracos ocorre constantemente no município e a população também pode contribuir para que as crateras sejam tapadas com mais agilidade. Para isso a população pode ligar no numero (37) 3221 1088 e informar a via

com problema. A cidade é grande e às vezes nem o pessoal da nossa equipe que fica responsável por circular por ela para identificar esses problemas conseguem estar a par de todos os buracos nas ruas, mas, contamos também com a ajuda da Trancid que nos informa os pontos precários, e a secretaria municipal de Trânsito e Transporte (Settrans)”conclui.

Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais Santo Antônio dos Campos, 28 de agosto de 2.013.

SECRETARIA DA 28 VARA CívEL DA COMARCA DE DIVINÓPOLISIMG. EDITAL DE CITAÇÃO DE LUIZ ANTÔNIO ALVES VIEIRA. Prazo de 30 (trinta) dias.Processo n° 223.06.189179-0 - AÇÃO DE COBRANÇA, na qual figura como parte autora CAPP - CLAY ABREU PUBLICIDADE E PROPAGANDA LTDA e como parte ré VS PROPAGANDA LIDA. Objetivo: Citar LUIZ ANTÔNIO ALVES VIEIRA, CPF nO004.073.991-00, com endereços em lugar incerto e não sabido, para, no prazo de 5 (cinco) dias, manifestar e acompanhar o presente procedimento incidental de desconsideração da personalidade jurídica da empresa executada. Divinópolis, 22 de agosto de 2013. Eu, Maria Aparecida Santana, Escrivã Judicial, o fiz digitar e assino. Fernando Fulgêncio Felicíssimo - MM. Juiz de Direito da 2" Vara Cível. Adv. Dr. Will Duel Fonseca de Souza, OABIMG 58.092.


08 CIDADES

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

A HORA DO CONTO NA ESCOLA

Porque histórias e livros podem mudar a história de muitas crianças Divulgação

Aprovado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura e patrocinado pelo Hospital Santa Lúcia, “A hora do conto na escola” é um projeto que vai levar uma apresentação de contação de histórias a 30 escolas municipais de Divinópolis e distribuir cerca de 380 livros para crianças e bibliotecas das escolas visitadas. Criado e

executado pelo produtor cultural e contador de histórias Juvenal Bernardes, “A hora do conto na escola” acontece entre os meses de agosto e novembro de 2013. A opção por um apresentação de contação de histórias se justifica porque esta é uma atividade que está presente em todos os espaços da vida cotidiana. Desde

AGENDA (agosto e setembro): 29/8 –14/8 – 4ª – Cmei Maria Lúcia Gregório – 16 H 04/9 – E.M. Padre João Bruno – 16 H 05/9 – E.M. Profª Veneza Guimarães de Oliveira – 16 H 06/9 – E.M. São Geraldo – 8 H 11/9 – E.M. Dona Maria Rosa – 16 H 12/9 – E.M. Antonieta Fonseca – 16 H 18/9 – E.M. José Carlos Pereira – 16 H 19/9 – E.M. Evelina Greco – 15,30 H 20/9 – E.M. Sidney José de Oliveira – 10,30 H 25/9 – Cmei Douglas Miguel – 16 H 26/9 – E.M. Professor Darcy Ribeiro – 16 H 27/9 – Cmei José Maria Santos – 8 H 27/9 – E.M. Hermínea Corgozinho – 16 H

a mais tenra idade, contamos e ouvimos histórias que irão nortear nossa vida e sedimentar os valores que nos acompanharão nas relações sociais, culturais e intelectuais. Ouvir histórias contadas por um adulto – seja ele o pai, o professor ou um artista contador de histórias – configura-se como uma das mais importantes formas de aprendizagem para uma criança, não apenas da aprendizagem intelectual, mas da aprendizagem “do mundo”, aquela que nasce da experiência cotidiana, do convívio social, das relações que a criança aprendiz estabelece com o mundo a sua volta. Esta é a aprendizagem que foi definida pelo grande educador Paulo Freire como “leitura do mundo”, uma leitura que precede (e ultrapassa) à própria leitura da palavra. Além disso, o projeto “A hora do conto na escola” vai distribuir livros nas escolas por onde passar. Segundo o III Relatório “Retratos da Leitura no Brasil”, do Instituto Pró-Livro, um dos principais

entraves para o crescimento da leitura de livros no Brasil é o difícil acesso ao livro. O Relatório constata que a principal forma de acesso ao livro é a compra, mas que a maioria da população brasileira jamais comprou um livro, embora, em geral, a leitura seja uma prática realizada em casa. A conclusão é que ter a posse de um livro em casa é fundamental para que se crie o hábito da leitura. Ainda segundo o Relatório, tanto leitores quanto não leitores afirmam que nunca ganharam um livro, embora 88% dos entrevistados afirmem que ganhar o livro foi importante para fortalecer o gosto pela leitura. Com base nessas informações, o projeto “A hora do conto na escola” acredita que é preciso fazer com que o livro literário chegue às mãos das pessoas, principalmente de crianças. Daí a opção por uma apresentação acompanhada da distribuição de livros. Além do patrocínio do Hospital Santa Lúcia, o projeto conta

com o apoio cultural das seguintes empresas: Casa Nova Locadora de Imóveis; Clube do Livro (GEEC); Boutique do Livro; Editora Gulliver, PRP Marketing E Comunicação. A realização é da Nascentes de Histórias. O projeto foi concebido por Juvenal Bernardes: professor de literatura, ator, palhaço e contador de histórias. Em sua formação como contador de histórias aprendeu com Roberto de Freitas, Zé Bocca, Jiddu Saldanha, Ludovic Souliman, Nícia Grillo. Desde 2010 participa da “Hora do Conto” na livraria Boutique

do Livro (Divinópolis). Em 2011 produziu a “Roda de Histórias”, um espaço de fomento à arte da contação de histórias. Entre 2012 e 2013, coordenou o projeto Nascentes de Histórias, com patrocínio da Funarte. Desde 2010, conduz o projeto “O Que a Memória Ama” no Espaço Vida (Divinópolis), contando histórias para idosos como forma de resgate da memória afetiva. Poeta premiado e escritor infantil, em 2013 publicou seu primeiro livro: Aldebarã. Juvenal é fundador da Cia. Borandá - Palhaços Palcos e Palavras.


:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

CIDADES 09


10 esporte

Chico Maia

chicomaiabd@gmail.com

Maracanã e Mineirão. Lá como cá: a privatização do estádio continua dando problemas A diferença básica é que aqui não se falou em momento algum em “devolução” do Mineirão ao estado já que o contrato entre governo e empreiteiras garante que o estado arque com eventuais prejuízos do consórcio das empreiteiras. Reportagem de O Globo: * “O ‘x’ da questão” •

Governo analisa hipótese de reassumir o Maracanã, mas recuo

custaria caro O Maracanã, hoje administrado em regime de concessão por Odebrecht, IMX e AEG, pode voltar ao controle do governo do estado. É que está acabando o prazo para o Concessionário Maracanã S.A. comunicar ao governador Sérgio Cabral se vai se manter ou não à frente do negócio, depois da decisão do estado de não mais demolir o Estádio de Atletismo Célio de Barros e o Parque Aquático Júlio de Lamare, que dariam lugar a lojas e a um estacionamento. Fontes do governo garantem que, com a popularidade em baixa, Cabral está disposto a reassumir o Maracanã. Mas, se politicamente isso seria bom, financeiramente sairia caro. Durante os 35 anos de concessão, o estado deixaria de receber R$ 775 milhões que a concessionário pagaria em investimentos e R$ 5,5 milhões anuais por 33 anos de aluguel, previstos no contrato. Além disso, o governo teria de assumir os custos de manutenção do estádio — cerca R$ 50 milhões anuais. O dinheiro público que seria usado na manutenção do Maracanã mais o valor pago pelo concessionário pelos próximos 35 anos bastariam, diz um especialista em concessões, para a construção de 3.330 escolas ou 400 Unidades de Policia Pacificadora. O novo Maracanã custou R$ 1,262 bilhão. O valor pago pela concessionária não cobre o valor da reforma, mas, sob o regime de concessão, o governo, além de receita garantida, deixaria de gastar com manutenção. Em um mês, só com venda de ingressos, o consórcio obteve R$ 2,888 milhões brutos. A conta não considera despesas nem inclui faturamento com camarotes, lanchonetes e patrocínios. Em tese, pelo edital de concessão, o governo do estado pode reassumir o Maracanã e o Maracanãzinho a qualquer momento, sem necessidade de multa, desde que restitua eventuais investimentos já feitos e assuma contratos assumidos pelo concessionário. Foi apurado que o grupo privado que administra o estádio já firmou contrato com cerca de 40 fornecedores. Esses contratos, somados, custam cerca R$ 30 milhões, sendo que o concessionário já teria quitado 70% desse valor. Se Cabral optar por reassumir o Maracanã, teria de honrar esses contratos. A maioria vence em setembro. Posição dos clubes A retomada do Maracanã por Cabral iria na contramão de modelos adotados na gestão dos demais estádios erguidos ou reformados para a Copa de 2014. O regime de concessão também foi adotado pelas principais arenas construídas para as duas últimas Copas do Mundo, na Alemanha (2006) e na África do Sul (2010). Cabral, porém, poderia ter o apoio de dirigentes do Flamengo, do Fluminense e do Botafogo, clubes que assinaram contratos com o concessionário. Historicamente, o Maracanã nunca deu lucro sob a administração pública. Pelo contrário. Dava prejuízo. Só nos últimos anos a Superintendência de Desportos do Rio de Janeiro (Suderj) conseguiu equalizar suas contas. — Se o governador resolver assumir, ou se o consórcio decidir não ficar, tenho certeza de que os clubes conseguirão fazer algo muito parecido, como é em Brasília. O governo lucra, e o clube, também — arrisca Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo. O Fluminense, oficialmente, informa apenas que vai esperar pela decisão do governo e do concessionário. Na verdade, Cabral receberia apoio dos dirigentes, sobretudo, porque os clubes precisam do Maracanã como fonte de renda.

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Coelhinho está fora da Taça BH Divulgação Site América

Embora tenha feita uma grande apresentação, a equipe Sub 20 do América deixou a Taça BH 2013 após ser derrotada por 3 a 2 pelo Vasco, na última terça-feira, na Arena Independência. O Coelho chegou invicto às quartas de final e imprimiu ritmo forte em campo e abriu o marcador aos 8 minutos, em bela finalização do atacante Assis. A equipe carioca, porém, empatou ainda no primeiro tempo, aos 36 minutos, com o meia Danilo. No segundo tempo, o América partiu em busca da vitória. Mas aos 5 minutos o árbitro Marco Aurélio Augusto Fazekas marcou uma falta inexistente. Na cobrança, Danilo fez 2 a 1 para o Vasco. O time americano não se abateu e chegou ao empate aos 15 minutos, novamente com Assis. A torcida empurrava o time rumo à vitória e chances não faltaram. Porém, em uma bobeada da defesa americana, aos 24 minutos,

o atacante Thales ampliou para 3 a 2. Quase no final, o América teve a grande chance de empatar em cobrança de pênalti. Mas o capitão Júnior Lemos desperdiçou a cobrança. O Coelhinho ainda buscou o empate e criou boas oportunidades, colocando

duas bolas na trave adversária, mas sem sucesso. O Técnico Milagres agora volta suas atenções para a estreia na Copa do Brasil Sub20, no dia 4 de setembro, em casa. O grupo retornou às atividades hoje pela manhã, e começa a

se preparar para a competição nacional. O América jogou com: Glauco, Marcelo, Anderson, Marquinhos, Carlos Renato, Renato Silva, Diego(Patrick), Junior Lemos, Xavier (Christian), Matheus (Vitinho) e Assis (Rubens).

Divinopolis sedia 34ª Jornada Esportiva Estadual de AABB’s Divulgação

A AABB de Divinópolis sediará nos dias 07 e 08 de setembro de 2013, a 34° JESAB (Jornada Esportiva Estadual de AABB’s), que contará com aproximadamente 500 associados/atletas de todo estado, esta deverá ser a segunda maior jornada estadual do país, atrás apenas do Rio Grande do Sul. O esporte é uma das principais áreas da atuação da FENABB. Por meio dos Programas Esportivos, a Federação busca estimular a integração entre as AABB’s, promover o congraçamento entre os funcionários do Banco do Brasil, estimular a prática desportiva amadora e recreativa e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e dos colegas do Banco do Brasil, elevando o nível motivacional de todos. O desenvolvimento dessas atividades tem conseguido atingir as metas propostas a cada ano, e as Jornadas Esportivas merecem destaque. As atividades esportivas tem ênfase na confraternização entre os associados das AABB’s e seus dependentes, e são realizadas em diversas etapas, JEMAB (Microregional), JESAB (Estadual), JERAD (Regional) e JENAB (Nacional). É a concretização do espírito olímpico e do congraçamento dos participantes. Desde o início da realização das JESAB’s em Minas, essa será a segunda vez que Divinópolis sediará a etapa estadual, e com certeza receberá um número muito maior que a primeira edição, realizada em 2008.

O evento contará com a presença de várias autoridades, entre elas o prefeito, vice-prefeito e secretário de Esportes de Divinópolis, do vice-presidente da FENABB, Marcelo Paim, do presidente do CESABB-MG, Eugemar Taipina, acompanhado por outros diretores do Conselho, do presidente da AABB sede, Henrique Mello Cholodoviskis e do gerente da agência local. A programação será a seguinte: Sábado - 07/09/2013 08:00 - Abertura 10:00 - Início dos jogos

12:00 - Almoço 13:00 - Reinício dos jogos 18:00 - Show ao vivo (banda a definir) 19:00 - Jantar de confraternização

Domingo - 08/09/2013 08:30 - Início das finais 11:00 - Show ao vivo (Jô Brasil) 12:00 - Almoço 13:00 - Encerramento


esporte 11

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Definidos os jogos da Taça Pará de Minas

Secretaria de Esportes implanta voleibol no Núcleo Esportivo do C.S.U Divulgação

Luciano Eurides

Palmeiras passou pelo Flamengo e estará na decisão da Taça Pará de Minas LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

A organização da Taça Pará de Minas de Futebol confirmou os jogos das finais e semifinais da competição. Nos jogos das semifinais se permanecerem empatados a vaga na final será

da equipe melhor classificada. Na final, havendo empate a decisão será nos pênaltis. No sábado, valendo pela semifinal, campo do Rio Branco, em Pará de Minas joga Araguaia de Nova Serrana e Palmeiras de Divinópolis, pela categoria 2002, às 8h. No caso de empate a vaga

na final é do Araguaia Campestre Clube. No mesmo local, porem às 9h a grande final da categoria 2003, entre os divinopolitanos Vasco da Gama e Palmeiras. Às 10h, final entre Vasco da Gama e Palmeiras pela categoria 2001. Às 11h, na categoria 98, a final Palmeiras x

Guarany de Pará de Minas. No domingo, dia 1º, às 9h jogam a semifinal Palmeiras de Divinópolis x Juventus de Nova Serrana e às 10h, Flamengo de Divinópolis x Juventus de Nova Serrana, lembrando que os times divinopolitanos se classificam com o empate.

A Secretaria de Esportes e Juventude (SEMEJ) está com inscrições abertas para a Escolinha de Voleibol do Centro Social Urbano. São oferecidas vagas para crianças de 7 a 14 anos de ambos os sexos. As aulas acontecerão toda quarta e sexta-feira, nos períodos manhã e tarde. Os interessados podem efetuar a inscrição no próprio local ou na secretaria de Esportes, localizada no Ginásio Poliesportivo Fábio Botelho, que fica na avenida Getúlio Vargas, 930. O voleibol é uma modalidade desportiva que explora diversos movimentos corporais.

Auxiliando no desenvolvimento motor de seus praticantes, bem como no fortalecimento da autoestima. Essa prática esportiva estimula, ainda, o cooperativismo, disciplina, organização e sendo também um meio de socialização entre os alunos de diferentes gêneros. De acordo com a educadora física, Jaqueline Queiroz, os Núcleos Esportivos são de fundamental importância para promover a inclusão social e a cidadania por meio do esporte. “Eles promovem a saúde e a cultura do lazer para crianças e adolescentes do município”, ressalta Jaqueline.

Master do Divinópolis Clube entra na segunda fase Divulgação

Esportes / Ajax / Cia do Lanche (5º) 31/08 – 14h - Fortaleza Argamassa e Revestimento / Cimcal (3º) x Zoião Veículos / Total Parts (4º) 01/09 – 10h – Nova Cajuru Móveis (2º) x Mecânica Zanata / MX 72 (6º)

Na parte da tarde do último sábado, na sede campestre do Divinópolis Clube foi aberto a segunda fase da categoria Máster 2013 com a participação de seis equipes que estão se enfrentando Grupo x Grupo para classificar os quatro melhores para a fase semifinal. No primeiro jogo da tarde, a Max Shop venceu o Zoião Veículos / Total Parts pelo placar de 3x1, destaque para a belíssima atuação de Marquinho, o camisa 10 da Max Shop que está sendo

o grande diferencial da competição. No segundo jogo da tarde, a Nova Cajuru não encontrou dificuldade e goleou a Lugo Esportes / Ajax / Cia do Lanche pelo placar de 7x1, a equipe vencedora que tem o comando do Treinador José Guilherme, mostrou sua força na competição. Na última partida da tarde, o Fortaleza Argamassa e Revestimento / Cimcal em uma partida truncada venceu por 6x2 a Mecânica Zanata / MX 72 de

virada e assim demonstrou porque está na disputa pelo título da competição. Resultados Max Shop 03 x 01 Zoião Veículos / Total Parts Nova Cajuru 07 x 01 Lugo Esportes / Ajax / Cia do Lanche Fortaleza Argamassa e Revestimento / Cimcal 06 x 02 Mecânica Zanata / MX 72 2º Rodada 2ª fase 29/08 – 19h – Max Shop (1º) x Lugo

www.g37.com.br gazeta@gazetaoeste.com.br


12 POLÍCIA

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Ronda

Dia do soldado é comemorado com homenagens a Militares em Divinópolis

Homem morre baleado na porta de casa

Durante a solenidade, assuntos de segurança pública, integração do projeto Olho Vivo e inovações para a Polícia Militar foram discutidas

pauta@gazetaoeste.com.br

Nova Serrana registrou mais um homicídio, o segundo em menos de 24 horas. Um homem, de 47 anos, levou vários tiros na noite de terça-feira (27), no bairro Morada do Sol. Segundo a Polícia Militar, a vítima ainda com vida, relatou que o bandido ao se aproximar, efetuou cinco disparos. Os vizinhos o socorreram e levaram para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Devido ao fato da saúde do homem, conhecido popularmente por “Juju Chaveiro”, ter se agravado, ele foi transferido para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, mas morreu na manhã de ontem. Testemunhas contaram que dois indivíduos fugiram em um carro após o crime. A vítima não tinha passagens pela polícia, tampouco se sabia de envolvimento do homem em atos ilícitos. Ninguém foi preso até o momento. Veículo cai em ribanceira na MG-050 O condutor do veículo trafegava no km 117 da MG-050, no sentido Itaúna/Divinópolis, quando perdeu o controle do veículo. O carro acabou invadindo a pista contrária e caiu em um barranco. O rapaz de 24 anos, que dirigia o veículo e duas passageiras, uma de 15 e 17 anos tiveram alguns ferimentos leves e foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros e conduzidos ao Pronto Socorro Regional em Divinópolis. Os jovens voltavam de uma festa em um sítio na zona rural de Itaúna. O motorista ficou internado em observação. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, ele estava com sinais de embriaguez. Alguns documentos do carro não estavam em dia. O motorista deve ser intimado a depor e deve responder sobre direção perigosa. Homem rouba refrigerantes e é preso Divulgação PM

Na madrugada de ontem (28), um homem foi preso ao arrombar um bar situado na avenida Getúlio Vargas, no centro da cidade. De acordo com a PM, o suspeito de 30 anos, entrou no comércio levou várias latas de refrigerante. A polícia abordou o rapaz e apreendeu as latas que estavam com ele. O material foi apreendido e o rapaz levado à delegacia para prestar esclarecimentos. Homem de 49 anos é acusado de abusar de crianças Duas conselheiras tutelares comparecer a uma unidade da Polícia Militar de Piumhi denunciar que um homem supostamente estaria abusando de duas crianças. Segundo relatos fornecidos às conselheiras, as crianças, uma de nove e outra de 10 anos. Elas relataram que o homem oferecia doces e balas, além de notas de R$ 5,00 e R$2,00. Em troca as crianças deveriam prestar favores sexuais ao homem. O suspeito, de um homem de 49 anos confessou o crime. O homem foi conduzido para a delegacia para prestar depoimentos. As crianças foram encaminhadas ao hospital para exames e posteriormente liberadas. O caso segue em investigação pelo departamento da Polícia Civil. Bandidos armados fazem família refém Três homens entraram em uma casa na zona rural de Igaratinga, em um povoado conhecido por Antunes. Um homem tocou o interfone e identificou com sendo amigo da família. Uma jovem que mora na casa atendeu ao interfone e autorizou a entrada do homem. Mal sabia a jovem que este, renderia sua família para roubar objetos, dinheiro e dois carros. Os criminosos armados renderam a mãe, de 38 anos, a jovem de 16 anos e uma criança de apenas dois. Computadores, roupas, celulares, impresso e outros produtos além de R$ 300,00 em dinheiro foram levados. Um Fiat Línea cor prata e Pajero cor preta foram levados pelos bandidos. A polícia de toda região foi acionada e informada sobre o roubo na tarde da última segunda-feira. (L.F.E.)

Luiz Felipe Enes

Luiz Felipe Enes

luiz.felipe@gazetaoeste.com.br

Em comemoração a semana do soldado, o 23° Batalhão de Polícia Militar de Divinópolis promoveu na manhã de ontem, uma solenidade para homenagear policiais pelo seu desempenho. A cerimônia contou com a presença do prefeito, alguns vereadores e autoridades públicas. Originalmente, comemorado em 25 de agosto, o dia do soldado tem por objetivo representar o trabalho desenvolvido por profissionais do exército brasileiro e da Polícia Militar. Cinco Militares foram homenageados durante a “Parada Mensal”, regida pelo comandante Coronel Eduardo Campos de Paulo. Outros profissionais também foram homenageados. O evento contou com a presença de representantes do Tiro de Guerra, autoridades, vereadores e do prefeito de Divinópolis Vladimir Azevedo. Para reforçar e assinalar o compromisso da PM com a sociedade, o vereador Eduardo Print Júnior concedeu a cinco policiais uma “Moção Congratulatória”. Os contemplados foram o Sargento Fonseca, Cabo Edmar, Soldado Quintiliano, Soldado Kilder, e Soldado Felipe. Na referida ocasião, o grupo da Polícia Militar Gepmor (Grupo Especializado em Prevenção Motorizada Ostensiva Rápida) recebeu uma moto Honda Falcon para auxiliar nas atividades desenvolvidas pelos Militares. A moto foi concedida pelo presidente do Sindicato Rural de Divinópolis, Irajá Nogueira. NOVOS MÉTODOS DE COMUNICAÇÃO A Polícia Militar em parceria com a Prefeitura Municipal estuda um novo projeto entre a comunicação do sistema de atendimento e das viaturas presentes nas ruas. O atual sistema de transmissão é analógico e muita das vezes, falho. Interrupções nas conversas e interferências

Cinco policiais foram homenageados pelo dia do soldado.

atrapalham o trabalho. Uma outra questão é a vulnerabilidade causada pelo método de troca de informações. Com o sistema reformulado, as conversas serão criptografadas e devem impedir o fácil acesso às transmissões. De acordo com o Prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, as mudanças na estruturação serão positivas, eficientes e mais seguras para os Militares. “Esperamos, contudo, que melhore o alcance de áudio, a comunicação e principalmente a segurança, pois muitas vezes, já vimos noticiado, que bandidos estavam com rádios na mesma frequência da PM”, relatou. Uma outra esfera, a ser abordada e adquirida pela cidade de Divinópolis, será uma unidade móvel da Polícia Militar, que irá atuar em bairros distantes e com altos índices de violência. Câmeras serão instaladas nesses veículos, para ajudar e monitorar atividades. Esse serviço será integrado com o programa “Crack é possível vencer”. Em uma primeira etapa, o programa terá seu viés mais educativo, com palestras e orientações principalmente aos jovens e adolescentes sobre as drogas e suas consequências. A

iniciativa já é real em cidades com mais de 200 mil habitantes. EM SETEMBRO, OLHO VIVO Realidade em muitas cidades do país, o Olho Vivo pretende ampliar os serviços de segurança na cidade de Divinópolis. A empresa vencedora da licitação começa no mês que vem a instalação dos equipamentos. Conforme estudo realizado pela Polícia, pontos estratégicos da cidade e com grande movimentação, onde há queixas de furto, serão atendidos. A princípio, 32 câmeras serão distribuídas entre ruas Goiás, Pernambuco, avenida Getúlio Vargas e 1° de Junho, praças da Catedral e do Santuário, região dos shoppings, assim como o Terminal Rodoviário. Os pontos são esquematizados e auxiliam melhor o trabalho dos Militares. “As regiões foram definidas após vários critérios, envolvendo principalmente as regiões mais movimentadas da cidade. O Olho Vivo é um projeto que deu certo em outros locais e agora será realidade em Divinópolis”, explica o Tenente Coronel da PM Marcelo Carlos da Silva. A empresa terá aproximadamente um prazo de quatro

meses para implantar todos os equipamentos na cidade. Cabos, postes, fiação e infra-estrutura serão previamente analisados pelas equipes responsáveis. Uma central também será criada, e de lá, as imagens serão analisadas e caso ocorra algo, será transmitido pelo novo sistema de comunicação digital da polícia, integrando e trazendo maior mobilidade às ações desempenhadas. TRABALHO INTEGRADO É SINÔNIMO DE RESULTADOS Durante a solenidade, outro assunto voltou a ser discutido: A redução do número de crimes violentos contra o patrimônio e redução de homicídios consumados. A queda foi de 34 %, comparado ao mesmo período de 2012. Os números fornecidos foram referentes de janeiro a agosto de 2013. Os crimes contra o patrimônio caíram pela metade. Cerca de 50% das ações criminosas foram banidas, devido às ações realizadas por meio de parceria das policias Militar e Civil. “O trabalho mostra que a polícia está empenhada. Diversas operações estão sendo realizadas para impedir a criminalidade”, acrescenta o Tenente Coronel.

Menores são apreendidos com arma e drogas Divulgação PM

Luiz Felipe Enes

luiz.felipe@gazetaoeste.com.br

No bairro Santa Rosa, um adolescente de 15 anos foi denunciado a PM por suposto envolvimento com o tráfico de drogas. Ao ser procedida a abordagem estava em seu bolso quatro pedras de crack. O menor foi apreendido juntamente com droga e conduzido a delegacia para prestar esclarecimentos sobre as circunstâncias. Outro menor também foi apreendido portando uma arma de fogo. O jovem de 17 anos

estava encostado em uma moto, quando a polícia avistou uma arma situada em sua cintura. O revólver calibre 38, estava com cinco munições intactas. Um rapaz de 19 anos, em companhia do jovem, estava com R$ 61,00. A moto estava com a placa dobrada, dificultando a visibilidade de informações. O homem de 19 anos foi preso e o menor apreendido. Eles foram levados para a delegacia de Polícia Civil, sendo autuados em flagrante. A motocicleta foi removida do local Durante patrulhamento pelo bairro Porto Velho, em Divinópo-

A arma foi apreendida e cinco munições estavam intactas.

lis, a PM abordou um rapaz de 18 e outro de 30 anos em atitudes suspeitas. Eles foram revistados, e com eles, encontrados duas buchas de maconha, uma pedra de crack, e mais R$ 239,00 em dinheiro. Através de informações

complementares, os suspeitos foram reconhecidos como autores de um assalto a mão armada contra um motociclista, registrado na última segunda-feira (26). Ambos foram presos e levados para a Depol.


BALANÇO 13

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012 Relatório da Administração Senhores Associados, Submetemos à apreciação de V.S.as as Demonstrações Contábeis do semestre findo em 30/06/2013 da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE, na forma da Legislação em vigor. 1. Política Operacional Em 2013 o SICOOB CREDIVERDE completa 25 anos, mantendo sua vocação de instituição voltada para fomentar o crédito para seu público alvo, os cooperados. A atuação junto aos seus cooperados se dá principalmente através da concessão de empréstimos e captação de depósitos.

vez, faz as auditorias internas.

próprio para acompanhamento pelo Agente de controles Internos e Riscos (ACIR).

Os balanços da Cooperativa são auditados por auditor externo, que emite relatórios, levados ao conhecimento dos Conselhos e da Diretoria. Todos esses processos são acompanhados e fiscalizados pelo Banco Central do Brasil, órgão ao qual cabe a competência de fiscalizar a Cooperativa.

h) Não obstante a centralização do gerenciamento do risco operacional, Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE possui estrutura compatível com a natureza das operações, a complexidade dos produtos e serviços oferecidos e é proporcional à dimensão da exposição ao risco operacional.

Tendo em vista o risco que envolve a intermediação financeira, a Cooperativa adota ferramentas de gestão. Para exemplificar, na concessão de crédito, a Cooperativa adota o Manual de Crédito, aprovado, como muitos outros manuais, pelo Sicoob Confederação e homologado pela Central. Além do Estatuto Social, são adotados regimentos e regulamentos, entre os quais destacamos o Regimento Interno, o Regimento do Conselho de Administração, o Regimento do Conselho Fiscal, o Regulamento Eleitoral.

2. Avaliação de Resultados

A Cooperativa adota procedimentos para cumprir todas as normas contábeis e fiscais, além de ter uma política de remuneração de seus empregados e estagiários dentro de um plano de cargos e salários que contempla a remuneração adequada, a separação de funções e o gerenciamento do desempenho de todo o seu quadro funcional.

No 1º semestre de 2013, o SICOOB CREDIVERDE obteve um resultado de R$ 818.665,91 representando um retorno sobre o Patrimônio Líquido de 7,49%.

Todos esses mecanismos de controle, além de necessários, são fundamentais para levar aos associados e à sociedade em geral a transparência da gestão e de todas as atividades desenvolvidas pela instituição.

3. Ativos

8. Conselho Fiscal

Os recursos depositados na Centralização Financeira somaram R$ 26.188.663,91. Por sua vez a carteira de créditos representava R$ 25.420.559,61.

Eleito anualmente na AGO, com mandato até a AGO de 2014, o Conselho Fiscal tem função complementar à do Conselho de Administração. Sua responsabilidade é verificar de forma sistemática os atos da administração da Cooperativa, bem como validar seus balancetes mensais e seu balanço patrimonial anual.

A carteira de crédito encontrava-se assim distribuída: Carteira Rural Carteira Comercial

R$ 2.154.975,08 R$ 23.265.584,53

8,48% 91,52%

Os Vinte Maiores Devedores representavam na data-base de 30/06/2013 o percentual de 32,40% da carteira, no montante de R$ 8.235.153,93.

As captações, no total de R$ 41.230.523,84, apresentaram uma evolução em relação ao mesmo período do exercício anterior de 9,48%. As captações encontravam-se assim distribuídas: R$ 15.441.802,72 R$ 25.788.721,12

Todos os integrantes da equipe do SICOOB CREDIVERDE aderiram, em 2009, por meio de compromisso firmado, ao Código de Ética e de Conduta Profissional proposto pela Confederação Nacional das Cooperativas do SICOOB – SICOOB CONFEDERAÇÃO. A partir de então, todos os novos funcionários, ao ingressar na Cooperativa, assumem o mesmo compromisso. 10. Sistema de Ouvidoria

4. Captação

Depósitos à Vista Depósitos a Prazo

9. Código de Ética

37,45% 62,55%

Os Vinte Maiores Depositantes representavam na data-base de 30/06/2013 o percentual de 20,82% da captação, no montante de R$ 8.583.274,22. 5. Patrimônio de Referência O Patrimônio de Referência do SICOOB CREDIVERDE era de R$ 10.885.801,42. O quadro de associados era composto por 5.691 cooperados, havendo um acréscimo de 7,97% em relação ao mesmo período do exercício anterior.

A Ouvidoria, constituída em 2007 representou um importante avanço a serviço dos cooperados, dispõe de diretor responsável pela área e de um Ouvidor. Atende às manifestações recebidas por meio do Sistema de Ouvidoria do SICOOB, composto por sistema tecnológico específico, atendimento via DDG 0800 e sítio na internet integrado com o sistema informatizado de ouvidoria tendo a atribuição de assegurar o cumprimento das normas relacionadas aos direitos dos usuários de nossos produtos, além de atuar como canal de comunicação com os nossos associados e integrantes das comunidades onde estamos presentes. No 1º semestre de 2013, a Ouvidoria do SICOOB CREDIVERDE registrou 01 manifestação de não cooperado sobre a qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela Cooperativa. Esta reclamação estava diretamente relacionada ao atendimento. A reclamação foi considerada procedente e resolvida dentro dos prazos legais, de maneira satisfatória para as partes envolvidas, em perfeito acordo com o previsto na legislação vigente. 11. Gerenciamento de Risco e de Capital

II - Risco de Mercado a) O gerenciamento do risco de mercado da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE objetiva garantir a aderência às normas vigentes e minimizar o risco de mercado, por meio das boas práticas de gestão de riscos, na forma instruída na Resolução CMN nº 3.464/2007. b) Conforme preceitua o art. 11 da Resolução CMN nº 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE aderiu à estrutura única de gestão do risco de mercado do Sicoob, centralizada no Banco Cooperativo do Brasil S.A. (Bancoob), a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. c) No gerenciamento do risco de mercado são adotados procedimentos padronizados de identificação de fatores de risco, de classificação da carteira de negociação (trading) e não negociação (banking), de mensuração do risco de mercado, de estabelecimento de limites de risco, de testes de estresse e de aderência do modelo de mensuração de risco (backtesting). d) Não obstante a centralização do gerenciamento do risco de mercado e de liquidez, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE possui estrutura compatível com a natureza das operações, a complexidade dos produtos e serviços oferecidos, sendo proporcional à dimensão da exposição ao risco de mercado da Entidade. III - Risco de Crédito a) O gerenciamento de risco de crédito da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE objetiva garantir a aderência às normas vigentes, maximizar o uso do capital e minimizar os riscos envolvidos nos negócios de crédito por meio das boas práticas de gestão de riscos. b) Conforme preceitua o art. 10 da Resolução CMN nº 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE aderiu à estrutura única de gestão do risco de crédito do Sicoob, centralizada no Banco Cooperativo do Brasil S.A. (Bancoob), a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. c) Compete ao gestor a padronização de processos, de metodologias de análises de risco de clientes e de operações, de criação e de manutenção de política única de risco de crédito para o Sicoob, além do monitoramento das carteiras de crédito das cooperativas. d) Não obstante a centralização do gerenciamento de risco de crédito, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE possui estrutura compatível com a natureza das operações e com a complexidade dos produtos e serviços oferecidos sendo proporcional à dimensão da exposição ao risco de crédito da entidade. IV - Gerenciamento de capital

I - Risco Operacional

a) A estrutura de gerenciamento de capital da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE objetiva garantir a aderência as normas vigentes e minimizar o risco de insuficiência de capital para fazer face aos riscos em que a entidade está exposta, por meio das boas práticas de gestão de capital, na forma instruída da Resolução CMN 3.988/2011.

a) O gerenciamento do risco operacional da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE objetiva garantir a aderência às normas vigentes e minimizar o risco operacional, por meio da adoção de boas práticas de gestão de riscos, na forma instruída na Resolução CMN nº 3.380/2006.

b) Conforme preceitua o artigo 9 da Resolução CMN 3.988/2011, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE aderiu a Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob Ltda. (Sicoob Confederação), a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br.

A Singular passou a utilizar-se dos serviços prestados pela Cobrança Centralizada do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, visando padronizar os procedimentos de cobrança de créditos de difícil recuperação.

b) Conforme preceitua o art. 11 da Resolução CMN nº 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE aderiu à estrutura única de gestão do risco operacional do Sicoob, centralizada na Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob Ltda. - Sicoob Confederação, a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br.

c) O gerenciamento de capital centralizado consiste em um processo continuo de monitoramento do capital, e é realizado pelas entidades do Sicoob com objetivo de:

O SIGLACREDI adota a política de classificação de crédito de sua carteira de acordo com as diretrizes estabelecidas na Resolução CMN nº 2.682/99, havendo uma concentração de 93,56% nos níveis de “A” a “C”.

c) O processo de gerenciamento do risco operacional do Sicoob Consiste na avaliação qualitativa dos riscos objetivando a melhoria continua dos processos.

I. Avaliar a necessidade de capital para fazer face aos riscos a que as entidades do Sicoob estão sujeitas; II. Planejas metas e necessidades de capital, considerando os objetivos estratégicos das entidades do Sicoob. III. Adotar postura prospectiva, antecipando a necessidade de capital decorrente de possíveis mudanças nas condições de mercado.

7. Governança Corporativa

d) O uso da lista de verificação de conformidade (LVC) tem por objetividade identificar situações de risco de não conformidade, que após identificadas são cadastradas no sistema de Controles Internos de Riscos Operacionais (Scir)

d) Adicionalmente, são realizadas também simulações de eventos severos em condições extremas de mercado, com a consequente avaliação de seus impactos no capital das entidades do Sicoob.

e) As informações cadastradas no sistema de Controles Internos e Riscos Operacionais (Scrir) são mantidas em banco de dados fornecidos pelo Sicoob Confederação.

Agradecimentos

6. Política de Crédito A concessão de crédito está pautada em prévia análise do propenso tomador, havendo limites de alçadas pré-estabelecidos a serem observados e cumpridos, cercando ainda a Singular de todas as consultas cadastrais e com análise do Associado através do “RATING” (avaliação por pontos), buscando assim garantir ao máximo a liquidez das operações.

Governança corporativa é o conjunto de mecanismos e controles, internos e externos, que permitem aos associados definir e assegurar a execução dos objetivos da cooperativa, garantindo a sua continuidade, os princípios cooperativistas ou, simplesmente, a adoção de boas práticas de gestão. Nesse sentido, a administração da Cooperativa tem na assembléia geral, que é a reunião de todos os associados, o poder maior de decisão. A gestão da Cooperativa está alicerçada em papéis definidos, com clara separação de funções. Cabem ao Conselho de Administração as decisões estratégicas e à Diretoria Executiva, a gestão dos negócios da Cooperativa no seu dia a dia.

f) A documentação que evidencia a efetividade, a tempestividade e a conformidade das ações para tratamento dos riscos operacionais, bem como as informações referentes as perdas associadas ao risco operacional são registradas e mantidas em cada entidade do Sicoob, Sob a supervisão da respectiva entidade auditora (se cooperativa singular, da cooperativa central; se cooperativa central e Bancoob, do Sicoob Confederação).

A Cooperativa possui ainda um Agente de Controles Internos, supervisionado diretamente pelo SICOOB CENTRAL CREDIMINAS que, por sua

g) Para situações de risco identificadas são estabelecidas planos de ação, com a aprovação da Diretoria Executiva, que são registrados em sistema

Agradecemos aos nossos associados pela preferência e confiança e aos funcionários e colaboradores pela dedicação. Divinópolis (MG), 30 de junho de 2013. Conselho de Administração e Diretoria

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA PARA O SEMESTRE FINDO EM 30/06/2013 DESCRIÇÃO 30/6/2013 30/6/2012 Atividades Operacionais Sobras/Perdas do Exercício 944.527,45 915.746,40 Imposto de Renda e Contribuição Social (125.861,54) (71.831,79) Provisão Para Perda com Operações de Crédito 229.292,96 334.545,71 Depreciações e Amortizações 101.576,56 89.096,03 Destinação Dividendos Bancoob - (11.003,96) 1.149.535,43 1.256.552,39 Aumento (redução) em ativos operacionais Relações Interdependências - (253.400,00) Operações de Crédito (2.778.692,04) (2.659.622,21) Outros Créditos (109.085,10) 40.257,47 Outros Valores e Bens (18.271,40) 75.551,86 Aumento (redução) em passivos operacionais Depósitos a Vista 2.266.289,05 1.273.974,47 Depósitos sob Aviso (103.679,04) (103.498,88) Depósitos a Prazo 6.652.069,84 5.830.875,76 Outras Obrigações (6.458.144,97) (6.664.069,42) Relações Interdependências (128.408,79) 8.684,35 Relações Interfinanceiras 330.451,62 (98.180,74) Obrigações por Empréstimos e Repasses - 597,48 Caixa Líquido Aplicado em Atividades Operacionais (347.470,83) (2.548.829,86) Atividades de Investimentos Baixa imobilzado de uso - 22.954,26 Inversões em Imobilizado de uso (277.498,87) (310.149,03) Inversões em Investimentos (99.236,60) (74.855,68) Outros Ajustes - 8.326,26 Caixa Líquido Aplicado / Originado em Investimentos (376.735,47) (353.724,19) Atividades de Financiamentos Aumento por novos aportes de Capital 203.351,03 181.971,83 Devolução de Capital à Cooperados (170.450,18) (109.437,29) Cotas Capital à Pagar Ex-associados (4.391,58) Outras - (8,13) Caixa Líquido Aplicado / Originado em Financiamentos 28.509,27 72.526,41 Aumento / Redução Líquida das Disponibilidades 453.838,40 (1.573.475,15) Modificações em Disponibilidades Líquida No Ínicio do Período 26.821.783,01 26.287.917,50 No Fim do Período 27.275.621,41 24.714.442,25 Variação Líquida das Disponibilidades 453.838,40 (1.573.475,25) As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.


14 BALANÇO

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012 COOPERATIVA DE CRÉDITO DE LIVRE ADMISSÃO DA REGIÃO DE DIVINÓPOLIS LTDA. SICOOB CREDIVERDE

rendimentos e as variações monetárias auferidos, até a data do balanço. Os demais passivos são demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e das variações monetárias incorridos.

(c) Em Títulos e Créditos a Receber estão registrados os valores a receber de tarifas (R$47.529,67), cessão de direitos creditórios – cartão, com respectiva provisão no mesmo valor (R$4.152,10);

m) Provisões São reconhecidas quando a cooperativa tem uma obrigação presente legal ou implícita como resultado de eventos passados, sendo provável que um recurso econômico seja requerido para saldar uma obrigação legal. As provisões são registradas tendo como base as melhores estimativas do risco envolvido.

(d) Em Devedores Diversos estão registrados os adiantamentos de 13º salário e férias aos colaboradores (R$50.675,74), adiantamentos de vale transporte (R$3.068,76), adiantamento FGTS 13º salário (R$3.507,00), adiantamento de salários (R$839,31), adiantamento para pagamentos de nossa conta (R$2.091,24), plano de saúde a receber (R$400,87), diferenças de compensação a receber do BANCOOB (R$1.499,00), seguros contratados a receber (R$505,30), pendencia a regularizar (R$13.181,90), diferença de caixa (R$264,71) e impostos e contribuições a compensar (R$29,55).

A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. - SICOOB CREDIVERDE é uma cooperativa de crédito singular, instituição financeira não bancária, fundada em 20/07/1988, filiada à Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda. – SICOOB CENTRAL CREDIMINAS e componente da Confederação Nacional das Cooperativas do SICOOB – SICOOB CONFEDERAÇÃO, em conjunto com outras cooperativas singulares e centrais. Tem sua constituição e o funcionamento regulamentados pela Lei nº 4.595/64, que dispõe sobre a Política e as Instituições Monetárias, Bancárias e Creditícias, pela Lei nº 5.764/71, que define a Política Nacional do Cooperativismo, pela Lei Complementar nº 130/09, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo e pela Resolução CMN nº 3.859/10, do Conselho Monetário Nacional, que dispõe sobre a constituição e funcionamento de cooperativas de crédito.

n) Passivos contingentes

7. Outros valores e bens

São reconhecidos contabilmente quando, com base na opinião de assessores jurídicos, for considerado provável o risco de perda de uma ação judicial ou administrativa, gerando uma provável saída no futuro de recursos para liquidação das ações, e quando os montantes envolvidos forem mensurados com suficiente segurança. As ações com chance de perda possível são apenas divulgadas em nota explicativa às demonstrações contábeis e as ações com chance remota de perda não são divulgadas.

Registram-se ainda no grupo, as despesas antecipadas, no montante de R$29.658,14, referentes a prêmios de seguros, processamento de dados, contribuição cooperativista e sindical, contribuições ao Fundo de Ressarcimento de Valores – FRV, IPTU e IPVA.

o) Obrigações legais

O saldo é representado por quotas do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS e ações do BANCOOB, conforme demonstrado:

O SICOOB CREDIVERDE possui Postos de Atendimento (PA) nas seguintes localidades: Bairro Bom Pastor (Divinópolis-MG), Bairro Niterói (Divinópolis-MG), Bairro Distrito Industrial (Divinópolis-MG), São Sebastião do Oeste, Perdigão e Itapecerica - MG

São aquelas que decorrem de um contrato por meio de termos explícitos ou implícitos, de uma lei ou outro instrumento fundamentado em lei, aos quais a Cooperativa tem por diretriz.

O SICOOB CREDIVERDE tem como atividade preponderante a operação na área creditícia, tendo como finalidade:

p) Imposto de renda e contribuição social

Descrição 30/06/2013 Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda. 1.486.438,56 Banco Cooperativo do Brasil S.A. – BANCOOB 39.392,00 TOTAL 1.525.830,56

(i) Proporcionar, através da mutualidade, assistência financeira aos associados;

O imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro são calculados sobre o resultado apurado em operações consideradas como atos não-cooperativos. O resultado apurado em operações realizadas com cooperados é isento de tributação.

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais, exceto quando especificado) 1. Contexto operacional

(ii) A formação educacional de seus associados, no sentido de fomentar o cooperativismo, através da ajuda mútua da economia sistemática e do uso adequado do crédito; e

q) Segregação em circulante e não circulante

(iii) Praticar, nos termos dos normativos vigentes, as seguintes operações dentre outras: captação de recursos, concessão de créditos, prestação de garantias, prestação de serviços, formalização de convênios com outras instituições financeiras e aplicação de recursos no mercado financeiro, inclusive depósitos a prazo com ou sem emissão de certificado, visando preservar o poder de compra da moeda e remunerar os recursos.

Os valores realizáveis e exigíveis com prazos inferiores a 360 dias estão classificados no circulante, e os prazos superiores, no longo prazo (não circulante).

Em 19 de junho de 2008 ocorreu a transformação do SICOOB CREDIVERDE para entidade de “Livre Admissão de Associados”; aprovada junto ao Banco Central do Brasil - BACEN em 08 de maio de 2008.

A redução do valor recuperável dos ativos não financeiros (impairment) é reconhecida como perda, quando o valor de contabilização de um ativo, exceto outros valores e bens, for maior do que o seu valor recuperável ou de realização. As perdas por “impairment”, quando aplicável, são registradas no resultado do período em que foram identificadas. Em 30 de junho de 2013 não existem indícios da necessidade de redução do valor recuperável dos ativos não financeiros.

2. Apresentação das demonstrações contábeis As demonstrações contábeis são de responsabilidades da Administração da Cooperativa e foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, consideradas as alterações exigidas pelas Leis nº 11.638/07 e nº 11.941/09, adaptadas às peculiaridades da legislação cooperativista e às normas e instruções do Banco Central do Brasil – BACEN, bem como apresentadas conforme o Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional – COSIF. Consideram ainda, no que for julgado pertinente e relevante, os pronunciamentos, orientações e as interpretações técnicas emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC. Desta forma, as demonstrações contábeis foram revisadas e aprovadas pelo Diretoria executiva, em sua reunião datada de 29/07/2013. Em aderência ao processo de convergência às normas internacionais de Contabilidade, algumas Normas e suas Interpretações foram emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), as quais serão aplicadas às instituições financeiras quando aprovadas pelo Banco Central do Brasil. Nesse sentido, os Pronunciamentos contábeis já aprovados pelo Banco Central do Brasil são: CPC Conceitual Básico (R1) - Resolução CMN nº4.144/12; CPC 01(R1) - Redução ao Valor Recuperável de Ativos - Resolução CMN nº 3.566/08; CPC 03 (R2) - Demonstrações do Fluxo de Caixa - Resolução CMN nº 3.604/08; CPC 05 (R1) - Divulgação sobre Partes Relacionadas - Resolução CMN nº 3.750/09; CPC 10 (R1) - Pagamento Baseado em Ações - Resolução CMN nº 3.989/11; CPC 23 – Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro. – Resolução CMN nº 4.007/11; CPC 24 - Evento Subsequente - Resolução CMN nº 3.973/11; e CPC 25 – Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes – Resolução CMN nº 3.823/09. 3. Resumo das principais práticas contábeis

r) Valor recuperável de ativos – impairment

s) Eventos subsequentes Correspondem aos eventos ocorridos entre a data-base das demonstrações contábeis e a data de autorização para a sua emissão. São compostos por: • Eventos que originam ajustes: são aqueles que evidenciam condições que já existiam na data-base das demonstrações contábeis; e • Eventos que não originam ajustes: são aqueles que evidenciam condições que não existiam na data-base das demonstrações contábeis. Não houve qualquer evento subsequente para as demonstrações contábeis encerradas em 30 de junho de 2013. 4. Relações interfinanceiras

8. Investimentos

30/06/2012 1.252.993,71 39.392,00 1.292.385,71

9. Imobilizado de uso Demonstrado pelo custo de aquisição, menos depreciação acumulada. As depreciações são calculadas pelo método linear, com base em taxas determinadas pelo prazo de vida útil estimado conforme abaixo: Descrição Taxa de Depreciação a.a. 30/06/2013 30/06/2012 Imobilizações em Curso (*) 320.298,92 107.448,78 Terrenos - 256.973,00 256.973,00 Edificações 4% 432.593,40 432.593,40 Móveis e Equipamentos 10% 748.787,15 644.813,86 Sistema de Processamento de Dados 20% 584.904,90 511.854,11 Sistemas de Comunicação 10% 41.190,24 34.568,94 Sistema de Transportes 20% 218.900,34 218.900,34 Sistema de Segurança 10% 87.610,57 81.794,37 TOTAL 2.691.258,52 2.288.946,80 Depreciação acumulada (915.770,67) (763.543,75) TOTAL 1.775.487,85 1.525.403,05 (*) As imobilizações em curso serão alocadas em grupo específico após a conclusão das obras e efetivo uso, quando passarão a ser depreciadas. 10.Diferido Nesta rubrica registram-se as benfeitorias realizadas nas propriedades de terceiros, e pelos softwares adquiridos, registrados pelos custos incorridos nas benfeitorias e pelo custo de aquisição, respectivamente.

Referem-se à centralização financeira das disponibilidades líquidas da Cooperativa, depositadas junto ao SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, conforme determinado no art. 37, da Resolução CMN nº 3.859/10.

Descrição Taxa de Amortização 30/06/2013 30/06/2012 Benfeitorias/Programas de Computador Até 20% a.a. 48.403,85 57.058,66 Amortização acumulada (48.377,49) (55.798,91) TOTAL 26,36 1.259,75

5. Operações de crédito

11. Depósitos

a) Composição por tipo de operação, e classificação por nível de risco de acordo com a Resolução CMN nº 2.682 de 21/12/1999:

Os depósitos à vista não são remunerados. Os depósitos a prazo recebem encargos financeiros contratados. Descrição 30/06/2013 Depósito à Vista 15.441.802,72 Depósito Sob Aviso 1.118.535,64 Depósito a Prazo 24.670.185,48

a) Apuração do resultado Os ingressos e dispêndios são registrados de acordo com o regime de competência. As operações de crédito com taxas pré-fixadas são registradas pelo valor de resgate, e os ingressos e dispêndios correspondentes ao período futuro são apresentados em conta redutora dos respectivos ativos e passivos. Os ingressos e dispêndios de natureza financeira são contabilizados pelo critério “pro-rata temporis” e calculados com base no método exponencial, exceto aquelas relativas a títulos descontados, que são calculadas com base no método linear. As operações de crédito com taxas pós-fixadas são atualizadas até a data do balanço.

30/06/2012 12.521.054,64 1.455.899,28 23.683.828,88

Os depósitos, até o limite de R$ 70 mil (setenta mil), por CPF/CNPJ, estão garantidos pelo Fundo Garantidor do SICOOB - FGS, o qual é um Fundo constituído pelas Cooperativas do Sistema SICOOB regido por regulamento próprio.

As receitas e despesas são reconhecidas na demonstração de sobras em conformidade com o regime de competência. As receitas com prestação de serviços são reconhecidas na demonstração de sobras ou perdas quando da prestação de serviços a terceiros, substancialmente serviços bancários. Os dispêndios e as despesas e os ingressos e receitas operacionais, são proporcionalizados de acordo com os montantes do ingresso bruto de ato cooperativo e da receita bruta de ato não-cooperativo, quando não identificados com cada atividade.

12. Relações interfinanceiras / Obrigações por empréstimos e repasses

b) Estimativas contábeis

Instituições Taxa Vencimento 30/06/2013 30/06/2012 BANCOOB De 5,5% a.a. à 6,75% a.a. De 01/08/2013 a 06/04/2013 1.933.397,10 1.565.722,67 CREDIMINAS 6,75% - 224.622,47 TOTAL 1.933.397,10 1.790.345,14

São demonstradas pelo valor principal acrescido de encargos financeiros e registram os recursos captados junto a outras instituições financeiras para repasse aos associados em diversas modalidades (art. 37, da Resolução CMN nº 3.859/2010) e Capital de Giro. As garantias oferecidas são a caução dos títulos de créditos dos associados beneficiados.

Na elaboração das demonstrações contábeis faz-se necessário utilizar estimativas para contabilizar certos ativos, passivos e outras transações. As demonstrações contábeis da Cooperativa incluem, portanto, estimativas referentes à provisão para créditos de liquidação duvidosa, à seleção das vidas úteis dos bens do ativo imobilizado, provisões necessárias para passivos contingentes, entre outros. Os resultados reais podem apresentar variação em relação às estimativas utilizadas. A Cooperativa revisa as estimativas e premissas, no mínimo, semestralmente.

13. Obrigações sociais e estatutárias

c) Caixa e equivalentes de caixa

* Em Empréstimos estão contidos os valores das Operações Renegociadas.

Caixa e equivalentes de caixa, conforme Resolução CMN nº 3.604/08, incluem as rubricas caixa, depósitos bancários e as relações interfinanceiras de curto prazo e de alta liquidez, com risco insignificante de mudança de valores e limites, com prazo de vencimento igual ou inferior a 90 dias.

b) Composição da carteira de crédito por faixa de vencimento:

Descrição 30/06/2013 FATES - Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (a) 955.307,72 Cotas de capital a pagar (b) 21.484,34 Outras obrigações (C) 52.605,93 Total 1.029.397,99

(a) O FATES é destinado a atividades educacionais, à prestação de assistência aos cooperados, seus familiares e empregados da cooperativa, sendo constituído pelo resultado dos atos não cooperativos e 5% das sobras líquidas, conforme determinação estatutária. A classificação desses valores em contas passivas segue determinação do Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional – COSIF.

O caixa e equivalente de caixa compreendem: 30/06/2013 30/06/2012 Caixa e depósitos bancários 1.086.957,50 743.185,27 Relações interfinanceiras – centralização financeira 26.188.663,91 23.971.256,98 Total 27.275.621,41 24.714.442,25 d) Operações de crédito

Obs.: Não inclui Adiantamento a Depositantes, Cheque Especial e Conta Garantida.

(b) Refere-se ao valor de cota capital a ser devolvida para os associados que solicitaram o desligamento do quadro social.

c) Composição da carteira de crédito por tipo de produto, cliente e atividade econômica:

(c) Refere-se a gratificações de dirigentes (R$22.605,93) e gratificação de funcionários (R$30.000,00). 14. Outras obrigações - Diversas

As operações de crédito com encargos financeiros pré-fixados são registradas a valor futuro, retificadas por conta de rendas a apropriar e as operações de crédito pós-fixadas são registradas a valor presente, calculadas “pro rata temporis”, com base na variação dos respectivos indexadores pactuados.

Descrição 30/06/2013 Cheques administrativos (a) 5.652,44 Despesas de Pessoal 351.383,97 Outras Despesas Administrativas (b) 133.908,42 Cheques Descontados (c) 129.586,26 Credores Diversos – País (d) 317.763,55 Total 938.294,64

e) Provisão para operações de crédito Constituída em montante julgado suficiente pela Administração para cobrir eventuais perdas na realização dos valores a receber, levando-se em consideração a análise das operações em aberto, as garantias existentes, a experiência passada, a capacidade de pagamento e liquidez do tomador do crédito e os riscos específicos apresentados em cada operação, além da conjuntura econômica. A Resolução CMN nº 2.682 introduziu os critérios para classificação das operações de crédito definindo regras para constituição da provisão para operações de crédito, as quais estabelecem nove níveis de risco, de AA (risco mínimo) a H (risco máximo). f) Depósitos em garantia Existem situações em que a cooperativa questiona a legitimidade de determinados passivos ou ações movidas contra si. Por conta desses questionamentos, por ordem judicial ou por estratégia da própria administração, os valores em questão podem ser depositados em juízo, sem que haja a caracterização da liquidação do passivo. g) Investimentos Representados substancialmente por quotas do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS e ações do BANCOOB, avaliadas pelo método de custo de aquisição. h) Imobilizado Equipamentos de processamento de dados, móveis, utensílios e outros equipamentos, instalações, veículos, benfeitorias em imóveis de terceiros e softwares, são demonstrados pelo custo de aquisição, deduzido da depreciação acumulada. A depreciação é calculada pelo método linear para baixar o custo de cada ativo a seus valores residuais de acordo com as taxas divulgadas em nota específica abaixo, que levam em consideração a vida útil econômica dos bens. i) Diferido O ativo diferido foi constituído pelas benfeitorias realizadas nas propriedades de terceiros, e pelos softwares adquiridos, registrados pelos custos incorridos nas benfeitorias e pelo custo de aquisição, respectivamente, e classificados nessa conta conforme determinação do COSIF. Esses gastos estão sendo amortizados pelo método linear no período de até 05 anos. Conforme determinado pela Resolução CMN nº 3.617/08, devem ser registrados no ativo diferido, exclusivamente, os gastos que contribuirão para o aumento do resultado de mais de um exercício social. Os saldos existentes em setembro de 2008 são mantidos até a sua efetiva realização. j) Ativos contingentes

Movimentação da provisão para créditos de liquidação duvidosa de operações de crédito: Descrição 30/06/2013 Saldo Inicial 1.181.028,97 Constituições/Reversões no período 437.177,16 Transferência/Reversões para Prejuízo no período (207.884,20) Total 1.410.321,93

30/06/2012 823.377,25 416.678,63 (82.132,92) 1.157.922,96

d) Concentração dos Principais Devedores: Descrição 30/06/2013 % Carteira Total 30/06/2012 % Carteira Total Maior Devedor 1.264.225,79 4,71% 1.000.000,00 4,20% 10 Maiores Devedores 5.544.967,82 20,67% 4.791.349,98 20,11% 50 Maiores Devedores 12.470.873,75 46,48% 11.620.544,47 48,76% e) Créditos Baixados Como Prejuízo, Renegociados e Recuperados: Descrição 30/06/2013 Saldo inicial 1.250.375,14 Valor das operações transferidas no período 207.884,20 Valor das operações recuperadas no período (62.027,36) Total 1.396.231,98

30/06/2012 1.126.980,35 82.132,92 (52.510,91) 1.156.602,36

6. Outros créditos Valores referentes às importâncias devidas a Cooperativa por pessoas físicas ou jurídicas domiciliadas no país, conforme demonstrado:

k) Obrigações por empréstimos e repasses As obrigações por empréstimos e repasses são reconhecidas inicialmente no recebimento dos recursos, líquidos dos custos da transação. Em seguida, os saldos dos empréstimos tomados são acrescidos de encargos e juros proporcionais ao período incorrido, assim como das despesas a apropriar referente aos encargos contratados até o final do contrato, quando calculáveis.

(a) Em Rendas a Receber estão registrados: receita sobre saldo mantido na Centralização Financeira do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS (R$156.337,04), rendas a receber da previdência social – INSS (R$14.203,49), rendas de tributos federais, estaduais e municipais (R$9.117,20), rendas a receber convênios diversos (R$1.440,96) e outras (R$32.690,44);

l) Demais ativos e passivos

(b) Em Devedores por Depósito em Garantia estão registrados depósitos judiciais para: PIS sobre Atos Cooperativos (R$261.883,53), PIS sobre Folha de Pagamento (R$125.538,56), COFINS sobre Atos Cooperativos (R$855.682,35), INSS sobre cédula de presença (R$21.451,41), CSLL judicial (R$288.296,11) e contribuição sindical (R$12.568,76);

São registrados pelo regime de competência, apresentados ao valor de custo ou de realização, incluindo, quando aplicável, os

30/06/2012 300,00 351.655,96 115.421,76 88.473,32 242.265,21 798.116,25

(a) Refere-se a cheques emitidos pela Cooperativa contra o próprio caixa da instituição, porém não compensados até a data-base de 30/06/2013;

Descrição 30/06/2013 Rendas a Receber (a) 213.789,13 Devedores por Depósito e Garantia (b) 1.565.420,72 Títulos e Créditos a Receber (c) 51.681,77 Devedores Diversos (d) 76.063,38 (-) Provisão para Outros Créditos (c) (4.152,10) Total 1.902.802,90

Não são reconhecidos contabilmente, exceto quando a Administração possui total controle da situação ou quando há garantias reais ou decisões judiciais favoráveis sobre as quais não cabem mais recursos contrários, caracterizando o ganho como praticamente certo. Os ativos contingentes com probabilidade de êxito provável, quando aplicável, são apenas divulgados em notas explicativas às demonstrações contábeis.

30/06/2012 894.708,52 11.040,70 0,00 905.749,22

30/06/2012 198.987,96 1.486.853,06 98.430,52 60.948,79 (35.474,55) 1.809.745,78

(b) Refere-se a provisão para pagamento de despesas com água/energia e gás (R$2.507,68), aluguéis (R$11.158,93), processamento de dados (R$14.868,65), comunicações (R$11.942,10), segurança e vigilância (R$26.968,53), compensação (R$35.596,52), contribuições ao Fundo de Ressarcimento de Valores - FRV (R$5.386,68), propaganda e publicidade (R$2.094,30), manutenção e conservação de bens (R$5.231,03), transporte (R$6.100,71), seguros a recolher (R$3.703,95), estagiários a pagar (R$1.356,00) e outras despesas administrativas (R$6.993,34); (c) Refere-se a cheques depositados, relativo a descontos enviados a compensação, porém não baixados até a data-base de 30/06/2013; (d) Refere-se a saldos de contas-salário de funcionários de empresas conveniadas (R$105.036,79), despesas do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS (R$32.390,04), diferenças de compensação a acertar com o BANCOOB (R$5.029,60), títulos de cobrança a repassar (R$149.798,85), recursos vinculados a operações de crédito (R$17.756,07), pendencias a regularizar (R$379,65), diferença de caixa (R$2.630,47), pagamentos a processar (710,89), crédito de terceiros (R$1.203,97), saldos credores encerramento C\C (R$1.005,75) e seguros de terceiros a pagar (R$1.821,47). 15. Outras obrigações - Diversas - Provisões para riscos tributários e trabalhistas Considerando a avaliação dos consultores jurídicos quanto às chances de êxito em determinados questionamentos fiscais e trabalhistas em que a cooperativa é parte envolvida, foram constituídas as seguintes provisões: 30/06/2013

30/06/2012

Descrição

Provisão para Contingências

Depósitos Judiciais

Provisão para Contingências

Depósitos Judiciais

PIS

261.883,53

261.883,53

254.327,31

254.327,31

PIS FOLHA

126.634,92

125.538,56

106.058,44

105.134,01

COFINS

855.682,35

855.682,35

830.679,20

830.679,20

INSS

21.451,41

21.451,41

12.528,16

12.528,16

CONTRIB. SINDICAL

12.568,76

12.568,76

4.906,58

7.911,22 276.273,16

CSLL

288.296,11

288.296,11

276.273,16

Outros

-

-

89.052,66

Total

1.566.517,08

1.565.420,72

1.573.825,51

1.486.853,06

PIS e COFINS - quando do advento da Lei nº 9.718/98, a cooperativa entrou com ação judicial questionando a legalidade da inclusão de seus ingressos decorrentes de atos cooperados na base de cálculo do PIS e COFINS. Consequentemente, registrou as correspondentes obrigações referentes ao período de março de 1999 a julho de 2004, sendo que os valores equivalentes foram depositados em juízo e estão contabilizados na rubrica Depósitos em Garantia. 16. Instrumentos financeiros O SICOOB CREDIVERDE opera com diversos instrumentos financeiros, com destaque para disponibilidades, relações interfinanceiras, operações de crédito, depósitos a vista e a prazo, empréstimos e repasses.


BALANÇO 15

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012 Os instrumentos financeiros ativos e passivos estão registrados no balanço patrimonial a valores contábeis, os quais se aproximam dos valores justos, conforme critérios mencionados nas correspondentes notas explicativas. 17. Patrimônio líquido

Operações ativas e passivas – saldo em 30/06/2013:

NATUREZA DA OPERAÇÃO DE CRÉDITO

a) Capital Social O capital social é representado por cotas-partes no valor nominal de R$ 1,00 cada e integralizado por seus cooperados. De acordo com o Estatuto Social cada cooperado tem direito em um voto, independente do número de suas cotas-partes.

c) Sobras Acumuladas As sobras são distribuídas e apropriadas conforme Estatuto Social, normas do Banco Central do Brasil e posterior deliberação da Assembleia Geral Ordinária (AGO). Atendendo à instrução do BACEN, por meio da Carta Circular nº 3.224/06, o Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social – FATES é registrado como exigibilidade, e utilizado em despesas para o qual se destina, conforme a Lei nº 5.764/71. Em Assembleia Geral Ordinária, realizada em 24 de março de 2013, os cooperados deliberaram pelo aumento do Capital social com as sobras do exercício findo em 31 de dezembro de 2012, no valor de R$903.658,39 (novecentos e três mil seiscentos e cinquenta e oito reais e trinta e nove centavos). 18. Outros ingressos/rendas operacionais Descrição 30/06/2013 Recuperação de encargos e despesas 128.451,19 Rendas de repasses interfinanceiros 3.372,87 Receita com rateio de sobras da central 62.272,93 Atualização de depósitos judiciais 31.547,60 Outras rendas operacionais 80,00 TOTAL 225.724,59

30/06/2012 6.660,77 3.285,48 56.180,71 34.689,94 31.803,26 132.620,16

19. Outros dispêndios/despesas operacionais Descrição 30/06/2013 Despesas De Descontos Concedidos Em Renegociações (62,00) Descontos concedidos - operações de crédito (15.995,84) Recursos vinculados - pronaf (492,16) Contribuição ao fundo garantidor de depósitos (69.119,73) Multa e juros diversos - Tarifas consultas/saques cirrus cabal (172,50) Passivos contingentes (36.555,02) Cancelamento - tarifas pendentes (40.590,46) Outras despesas operacionais (39.960,72) Estorno juros mora - oper crédito - RPL (30,56) Atualização depósitos judiciais (3.053,96) Total (206.032,95)

30/06/2012 (2.197,38) (22.044,10) (778,01) (63.439,18) (36,00) (31,10) (51.762,50) (29.896,95) (41.413,05) (211.598,27)

20. Resultado não operacional Descrição 30/06/2013 Lucros na alienação de valores e bens - Ganhos de capital 6.732,13 Outras rendas não operacionais - Total de receitas não operacionais 6.732,13 Prejuízos na alienação de valores e bens - Perdas de capital (228,31) Outras despesas não operacionais (47,04) Total de despesas não operacionais (275,35) Resultado não operacional 6.456,78

30/06/2012 26.900,00 16.442,63 3,00 43.345,63 (2.589,68) (14.768,33) (22,01) (17.380,02) 25.965,61

21.Partes Relacionadas As partes relacionadas existentes são as pessoas físicas que têm autoridade e responsabilidade de planejar, dirigir e controlar as atividades da cooperativa e membros próximos da família de tais pessoas. As operações são realizadas no contexto das atividades operacionais da Cooperativa e de suas atribuições estabelecidas em regulamentação específica. As operações com tais partes relacionadas não são relevantes no contexto global das operações da cooperativa, e caracterizam-se basicamente por transações financeiras em regime normal de operações, com observância irrestrita das limitações impostas pelas normas do Banco Central, tais como movimentação de contas correntes, aplicações e resgates de RDC e operações de crédito.

VALOR DA OPERAÇÃO DE CRÉDITO

PCLD (PROVISÃO PARA CRÉDITO DE LIQUIDAÇÃO DUVIDOSA)

516,39

5,16

0,001%

Adiantamento a Depositantes Cheque Especial / Conta Garantida

% DA OPERAÇÃO DE CRÉDITO EM RELAÇÃO À CARTEIRA TOTAL

9.423,59

119,00

1,04%

Crédito Rural

128.601,19

745,51

0,51%

Empréstimos/Financiamentos

158.943,99

1.869,42

0,63%

Títulos Descontados

80.830,96

673,69

0,32%

b) Reserva Legal Representada pelas destinações estatutárias das sobras, no percentual mínimo de 40%, utilizada para reparar perdas e atender ao desenvolvimento de suas Atividades.

25. Índice de Basiléia

OPERAÇÕES ATIVAS

OPERAÇÕES PASSIVAS Aplicações Financeiras % em relação à carteira total R$367.218,84 1,49%

NATUREZA DAS OPERAÇÕES ATIVAS E PASSIVAS

TAXAS APLICADAS EM RELAÇÃO ÀS PARTES RELACIONADAS

Cheque Especial

6,95% a.m.

6,95% a.m.

Desconto de Cheques

1,20% a.m. a 2,95% a.m

1,20% a.m. a 2,95 a.m

Empréstimos

0,60% a.m a 2,20% a.m.

0,60% a 2,20% a.m.

Crédito Rural - Repasses

5,5% a.a. á 6,75 % a.a.

5,5% a.a à 6,75% a.a.

Aplicação Financeira

80,00% a 98,00% do CDI

80,00% a 98,00% do CDI

TAXA APROVADA PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO / DIRETORIA EXECUTIVA

No 1º semestre de 2013, os benefícios monetários destinados às partes relacionadas foram representados por honorários, apresentando-se da seguinte forma: BENEFÍCIOS MONETÁRIOS NO 1º SEMESTRE DE 2013 (R$) 199.365,63

Cédula de presença

33.219,72

Gratificação diretoria

17.660,91

FGTS Diretoria

17.362,05

INSS diretoria\ conselheiros Total

54.381,62 321.989,93

22. Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda. O SICOOB CREDIVERDE em conjunto com outras cooperativas singulares, é filiada à Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda. - SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, que representa o grupo formado por suas afiliadas perante as autoridades monetárias, organismos governamentais e entidades privadas. O SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, é uma sociedade cooperativista que tem por objetivo a organização em comum em maior escala dos serviços econômico-financeiros e assistenciais de suas filiadas (cooperativas singulares), integrando e orientando suas atividades, de forma autônoma e independente, através dos instrumentos previstos na legislação pertinente e normas exaradas pelo Banco Central do Brasil, bem como facilitando a utilização recíproca dos serviços, para consecução de seus objetivos. Para assegurar a consecução de seus objetivos, cabe ao SICOOB CENTRAL CREDIMINAS a coordenação das atividades de suas filiadas, a difusão e fomento do cooperativismo de crédito, a orientação e aplicação dos recursos captados, a implantação e implementação de controles internos voltados para os sistemas que acompanhem informações econômico-financeiras, operacionais e gerenciais, entre outras. O SICOOB CREDIVERDE responde solidariamente pelas obrigações contraídas pelo SICOOB CENTRAL CREDIMINAS perante terceiros, até o limite do valor das cotas-partes do capital que subscrever, proporcionalmente à sua participação nessas operações. As demonstrações contábeis do SICOOB CENTRAL CREDIMINAS, em 31 de dezembro de 2012, foram auditadas por outros auditores independentes que emitiram relatório de auditoria sobre as demonstrações contábeis, datado de 18 de fevereiro de 2013, com opinião sem modificação. As demonstrações contábeis de 30 de junho de 2013 são auditadas por outros auditores independentes, cujo trabalho está em andamento. 23. Coobrigações e riscos em garantias prestadas

As garantias oferecidas em razão das operações de crédito são: avais, garantias hipotecárias, caução e alienação fiduciária.

Em 30 de junho de 2013, a cooperativa é responsável por coobrigações e riscos em garantias prestadas, no montante de R$556.464,44 (30/06/2012 - R$449.954,81), referentes a aval prestado em diversas operações de crédito de seus associados com instituições financeiras oficiais.

Montante das operações ativas e passivas no 1º semestre de 2013:

24. Seguros contratados – Não auditado

MONTANTE DAS OPERAÇÕES ATIVAS R$ 313.993,37 MONTANTE DAS OPERAÇÕES PASSIVAS R$ 454.709,41

% em relação à carteira total 1% % em relação à carteira total 2,42%

26. Contingências Passivas Segundo a assessoria jurídica do SICOOB CREDIVERDE, dos processos judiciais em que figura como pólo passivo, foram classificadas como perdas possíveis 01 processo, totalizando R$1.754,75. Divinópolis, 22 de agosto de 2013, Leno Carlos Gontijo Diretor Aline Fabiana S. Teixeira Domingos José Maria Mendes Henriques Osvaldo Henriques Guimarães Administrativo Presidente Cons. Adm. Diretor Financeiro Contador – CRC nº: 81.759

Taxa Média - % 84,66%

Foram realizadas transações com partes relacionadas, na forma de: depósito a prazo, cheque especial, conta garantida, cheques descontados, crédito rural – RPL, crédito rural – repasses, empréstimos, dentre outras, à taxa/remuneração relacionada no quadro abaixo, por modalidade:

Honorários

O Patrimônio de Referência (PR) da Cooperativa encontra-se compatível com o grau de risco da estrutura dos ativos, apresentando margem para o limite de compatibilização de R$6.197.143,52, em 30 de junho de 2013.

A Cooperativa adota política de contratar seguros de diversas modalidades, cuja cobertura é considerada suficiente pela Administração e agentes seguradores para fazer face à ocorrência de sinistros. As premissas de riscos adotados, dada a sua natureza, não fazem parte do escopo de auditoria das demonstrações contábeis, consequentemente, não foram examinadas pelos nossos auditores independentes.

Parecer do Conselho Fiscal O Conselho Fiscal da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE, reunido em 29/08/2013, em cumprimento do art. 89, alínea VIII, do Estatuto Social, declara para os devidos fins legais e estatutários, que procedeu a minuciosa análise em todos os documentos e peças contábeis, que compreendem o Balanço Geral, relativo ao semestre encerrado em 30 de junho de 2013, tendo encontrado tudo na mais perfeita ordem. Em nossa opinião, as Demonstrações Financeiras representam adequadamente em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de Divinópolis Ltda. – SICOOB CREDIVERDE, em 30 de junho de 2013. Assim, somos unânimes e favoráveis à aprovação, das contas apresentadas pela Diretoria Executiva, referente ao período de 01 de janeiro a 30 de junho de 2013. Divinópolis, 29 de agosto de 2013.

CONSELHEIROS FISCAIS EFETIVOS Ernane Campos Resende Coordenador do Conselho Fiscal

José Milton Brandão Secretário do Conselho Fiscal

José Eustáquio de Souza Conselheiro Fiscal


16 geral

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

29.09 • Dia Mundial do Coração.


Dedicação e persistência marcam trajetória de sucesso do apresentador divinopolitano Aos 38 de idade, o apresentador do programa Os Donos da Bola, da Rede Bandeirantes de Televisão em Minas Gerais, e narrador da Rádio BandNews FM, é um daqueles caras que você se diverte só de bater um papo. Sua trajetória, evidenciada hoje com uma posição de destaque em uma grande emissora de TV do país, foi meteórica. Ao sair de sua função habitual de vendedor e tentar juntá-la ao sonho de infância, que é o meio esportivo, muitos obstáculos e mágoas foram superados. Héverton Guimarães é casado, tem uma filha e comemora sua ascensão profissional com histórias engraçadas, humildade e conselhos para quem quer se dar bem na área de comunicação. No começo era só aquela paixão de menino. Sua mãe era carioca e apresentou-lhe a rádio Mundial AM em meados dos anos 1980. Aos poucos foi tomando gosto pelo meio e, já em Minas, enaltece os amigos Flávio e Gláucio que moravam no bairro Danilo Passos e eram tão loucos por rádio quanto ele. Estes deram o empurrão que ele considera fundamental para que o sonho se tornasse realidade. Ali eles gravavam em fitas K-7 locuções, comerciais e até simulavam programas de rádio. Mesmo sem formação acadêmica para a área, investiu na tentativa de ingressar no rádio divinopolitano após uma notícia dada pelo extinto Jornal Magazine sobre mudanças nas equipes esportivas das rádios Minas e Divinópolis AM. Com 28 de idade, no ano de 2003, foi tentar a sorte na rádio Minas como plantonista. Em princípio, por não ter nenhuma noção da função, foi rejeitado pelo diretor de esportes da emissora, Oliveira Lima. Entre uma e outra

tentativa de insistir em um teste, o então narrador da emissora, Carlos Gomes, conhecido como Menininho, fez o teste tão esperado. Foi simulada uma narração e ele entraria com alguns resultados fictícios de outros jogos simultâneos. Aprovado neste teste, começou a se espelhar em plantonistas de grandes rádios, principalmente paulistas, para aprimorar sua mais nova função. Na função até 2007, Héverton passou a unir o trabalho de plantonista esportivo com o de vendedor na Rádio Minas. A partir daí, fez participações especiais em um quadro do MGTV, em revezamento com grandes nomes do jornalismo esportivo local. Gostaram tanto do resultado que o revezamento cessou e ele seguiu quase que fixo no quadro. A partir daí, seu chefe na Rádio Minas passou a enxergar potencial em suas apresentações de TV e colocou-o a frente de um programa todo voltado ao esporte em outra emissora da cidade. Dado momento desse começo, sentiu-se confiante a tentar narrar jogos. A chance lhe foi dada, mas o resultado não foi o esperado. Diante dessa decepção, desistiu de narrar e ficou no plantão. Quando menos esperava ele foi “forçado” a voltar a narrar. Brasil e Uruguai jogariam em São Paulo, o narrador titular estava impossibilitado e o segundo não havia a credencial necessária para fazer o jogo. Sobrou para ele reassumir a voz que traria as emoções desse jogo para Divinópolis. Enquanto estava parado, não deixou de treinar expressões e entonações de seus inspiradores para voltar a todo vapor a narrar. Recebeu elogios de toda a equipe e se manteve como terceiro narrador até 2010. Ganhou corpo e

experiências como ir a partidas in loco em locais onde rádios do interior pouco iam. Numa dessas andanças, conseguiu firmar uma parceria importante para a Rádio Minas, que foi trazer a marca ESPN para Divinópolis e conquistar cada vez mais prestígio e credibilidade com o público. A virada O ano de 2011 veio a ser seu período de maior destaque no meio esportivo divinopolitano. Passou a primeiro narrador da Minas e ganhou mais espaço para unir à função de vendedor, que diz ser fundamental para ganhar dinheiro em rádio do interior. Com a maior exposição, criou admiradores, mas também desafetos. Por se expressar com vigor e querer colocar o Guarani em evidência, comprou briga com políticos da cidade ao enfatizar uma reforma digna ou até um novo estádio para o Bugre. Seguiu seu trabalho sem temer o que viria. Em 2012, o Guarani fez boa campanha no Campeonato Mineiro e lá foi ele conferir tudo que o time da cidade faria em um campeonato nacional. Em uma das transmissões, no Farião, um dos diretores da Band estava no estádio e gostou de sua narração. Surgia, ali, uma oportunidade de ouro. Fábio Pinell o convidou para fazer parte de um novo projeto do Grupo Bandeirantes em Belo Horizonte. Héverton passou seu contato para uma futura conversa e não criou expectativa. Não muito tempo depois daquela primeira sondagem, chegando de uma viagem a São Paulo, recebeu uma ligação do próprio Pinell chamando-o para uma conversa em BH. Prontamente aceita, ouviu a proposta formal que a Band o faria, mas

Com a redação da Band Minas ao fundo, o apresentador afirma que o trabalho em equipe é fundamental para o sucesso no jornalismo esportivo

Héverton Guimarães nos estúdios da rádio, sua grande paixão, ao lado da “fiel escudeira” Dimara Oliveira e do líbero do Sada Cruzeiro, Serginho

não aceitou por considerar baixa, já que fazia questão de levar sua família junto. Mesmo assim, uma segunda proposta foi feita dias depois. Ficou dividido, pois estava bem em Divinópolis, com certo prestígio, e mais uma vez não aceitou. Foi à sede da TV na capital somente para agradecer os convites. Na volta para casa, mais uma ligação de lá e um surpreendente convite a voltar e conversar com o diretor geral da afiliada mineira. José Saad o recebeu pessoalmente e fez mais um esforço para contar com seu trabalho na emissora. Pensando em quantas vezes a sorte estava batendo em sua porta, desta vez aceitou a proposta e ali se transformava no mais novo narrador da Esportes FM (hoje extinta). Ao anunciar sua decisão em Divinópolis, sofreu algumas desconfianças. As decepções com algumas pessoas e problemas “comprados” por ele em prol da cidade, pesaram em sua decisão de partir. Em agosto de 2012, Héverton estreava no rádio da capital. De mansinho, foi mostrando o seu jeito de fazer rádio. O programa que apresentava era o que mais dava retorno dentro do propósito do grupo, que é gestão de resultado. Ao fim de 2012, a Esportes FM não surtiu o efeito desejado pelo grupo e foi extinta, mas com seu jeito cativante conquistou seu espaço na TV. No início, como comentarista no extinto Golasô e no Jornal Band Minas, não se sentia à vontade comentando. Mas os números, que são pontos de referência na emissora, mostravam o contrário. Escalada Mesmo sem o estereótipo que muitas vezes as TVs levam em consideração, o “gordinho” estava se dando muito bem. Em reunião para um novo programa esportivo da grade, o nome de

João Vitor Xavier, da Rádio Itatiaia, foi cogitado para a apresentação. Impossibilitado, o nome de Héverton foi unânime dentro da equipe para assumir este novo projeto. E, em abril deste ano, assumiu o comando d’Os Donos da Bola. No programa de estréia, as afiliadas da Band entraram em rede nacional e ele não sofreu com o nervosismo, surpreendendo a si mesmo com este controle emocional. De tão satisfeitos com o resultado, diretores comemoraram com champagne no estúdio ao fim do programa. Como nem tudo são rosas, passou por algumas situações complicadas temendo até por perder aquilo que havia conquistado. Em uma situação em que o Atlético estava sendo menosprezado no programa de rede da própria emissora, a afiliada mineira pediu espaço e escalou Héverton para debater com os comentaristas de São Paulo. Com seu jeito “largado”, discutiu ferozmente a ponto de os diretores da capital paulista não terem gostado de sua postura. Aos poucos o clima melhorou e passou uma imagem melhor, a ponto de sua participação ficar mais frequente no esportivo da rede, “Jogo Aberto”, apresentado por Renata Fan, e isso refletiu no Os Donos da Bola. Hoje, é praticamente diária a participação de Héverton Guimarães no programa nacional, ocupando mais tempo e ganhando cada vez mais destaque. Ele destaca a importância de sua equipe para contornar e orientar cada situação e o ótimo ambiente de trabalho que se tem lá. Segundo ele, seu jeito “povão” de falar acaba agradando. Hoje, Héverton aproveita de sua ascensão, sem desprender os pés do chão. Diz que a ficha ainda não caiu, mesmo quando é parado nas ruas de Belo Ho-

rizonte recebendo elogios de torcedores. Afirma que se está onde está é graças a algo de bom que plantou em Divinópolis e ao apoio do amigo e companheiro de profissão Alexandre Silva nas horas mais complicadas. Em um momento como este, o aprendizado faz com que a qualidade de seu trabalho seja evidenciada e que, na Band, viu que não é nada sem uma equipe. Ele ressalta ser fundamental enxergar com os olhos da empresa, ter disciplina e respeito à hierarquia. O sucesso tem seu preço, além de vantagens, tem que saber lidar com a evidenciação de todos os seus defeitos perante todos. Passou a ter mais fé, mesmo com as mágoas que deixou para trás. Para aqueles que sonham em trilhar este caminho, Héverton declara que você deve “viver para a profissão, e não dela”, ter uma referência na área, boa formação para não perder oportunidades futuras, entrega e apoio familiar. Destaca a importância do profissional da comunicação fazer rádio antes de trilhar seu caminho para outras mídias, que o rádio continua a ter seu encanto e aprimora a capacidade de improviso. Apesar das dificuldades, fazer o que gosta é o que move sua carreira e sua vida. Héverton Guimarães está no ar pela Band Minas de segunda a sexta-feira, às 13 horas, apresentando o programa “Os Donos da Bola”, e nas jornadas esportivas como narrador pela rádio BandNews BH.

Reportagem/perfil produzido em junho de 2013 pelo aluno do curso de Jornalismo da Faculdade Pitágoras Divinópolis/ MG: Sílvio Júnior (3º Período) Fotos: Arquivo Pessoal Héverton Guimarães Edição e Supervisão: Professor Ricardo Nogueira (MG 11.295 JP)


02 Variedades

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Marco Aurélio Braga braga.marco@gmail.com

Exemplo de vida, Amnys Rachid comemorou seus 95 anos

Amnys Rachid com as filhas Ione, Stela, Edna e Telma

Afonso Cornélio Lamounier, Edna Rachid, Rody Rabelo e Suely

Aline Rachid e Marcelo Triguinelli

Anisinho, Cleide, Junia, Rachidinho, Melissa e Marcel

Bebel Rachid e Igor Gontijo com o filho Thiago

Cecília Brandão e Zenídia Fraga

Evandro e Jonyse

Lilian Rachid e Wilian Faria

Lúcio Flávio, Ione, Gustavo, Flávia e Amnys Rachid

Marina Nunes, Afonso Cornélio Lamounier e Zélia Brandão

Mariângela, Amnys, Zeuler e Stela

Renata Rachid e Manoel Brandão

Sr Amnys Rachid cercado pelo carinho dos amigos e da filha Stela Rachid

Sr Amnys Rachid com suas irmãs Adélia, Neili e Adma

Teteu e Laila

Tia Bida, Larissa, José Tainá, Edna e Rosângela


Variedades 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Divinópolis ganhará um novo conceito em decoração.

O casal de empresários Ângelo e Ana Cristina Monteiro com várias novidades para a Zigg Calçados

No Rio

Na escola

Esta semana Daniel Bicalho esteve no Rio de Janeiro para a reunião da ANL- Associação Nacional de Livrarias, onde representou a Boutique do Livro e a Gulliver Editora, que dirige ao lago de Joubert Amaral e de Juarez Nogueira. A 23ª Convenção Nacional de Livrarias teve como tema “Livrarias e Editoras: As novas Alternativas” e é um encontro tradicional entre profissionais do mercado livreiro e sempre antecede a Bienal do Livro. No encontro também foram discutidos o e-book no Brasil e o Vale Cultura, novo plano do Governo Federal.

Esta semana teve início o projeto Hora do Conto na Escola, de Juvenal Bernardes, que prossegue com uma agenda cheia. Nesta quinta-feira (29) será a vez do CMEI Maria Lúcia Gregório, no bairro Terra Azul, conferir a novidade. O projeto irá visitar 30 escolas, distribuir 360 livros e termina em novembro.

Dica O final de semana está movimentado com o projeto Boa Praça da Semc, com produção da Artbhz, e será realizado na Praça da Catedral com shows e exibição de filme. Nesta sexta-feira (30), será a vez do Instrumental In Concert, com abertura do músico divinopolitano Vagner Faria, às 19h. A principal atração da noite é o instrumentista Hamilton de Holanda às 21h. O Cine Show será no sábado (31), a partir das 18h30, com a exibição do filme nacional “Vai Que Dá Certo”, seguido pelo show da Banda de samba “Zé da Guiomar” de Belo Horizonte. O encerramento será no domingo (01), com show do músico Rubinho do Vale, às 17 horas, e terá como convidado o cantor dvinopolitano Gê Lara.

Show A banda Pod Giz apresenta o show S.D.S. (O retorno) com nova formação e com o lema “O mesmo jeito rock n’ roll de fazer samba”. O grupo, agora composto por Rossi (surdo) / Jairo (repique) / Alfredo Gontijo (caixa e cuica) / Lelê (tamborim) / Guilherme Oliveira (surdo) / Eduardo Maia (cavaco e violão) irá se apresentar no Bar Dia Útil, neste sábado (31), às 17 horas. No repertório: sambas-enredos.

Sua Casa Decoração Será nesta sexta-feira (30), que as empresárias Rosângela e Silvia Oliveira inaugurarão a “Sua Casa Decoração” com um brunch para designers de interiores e arquitetos. O espaço está cheio de novidades em cortinas, persianas, cobreleitos, entre outros itens, e fica na rua Itamarandiba, em frente a Cervejaria Skema. O encontro será das 16 às 18h30.

inauguração sexta 31/08 às 16hs

Cortinas; Persianas tradicional e motorizada. Papel de parede nacionais e importados; Cobreleitos; Almofadas e tapeçaria. Rua Itamarandiba, 260 /A - Bom Pastor - Fone: (37) 3214.4334 (Em frente a Cervejaria Skema)


04 Variedades

Horóscopo

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Novelas

Hoje, vale a pena caprichar mais na hora de se vestir. E, como terá facilidade para conversar, pode se dar bem ao pedir um aumento aos superiores.

Pela manhã, você vai valorizar cada centavo ganho e poderá negociar bons acordos ou até mesmo um aumento de salário. À noite, você vai se apegar mais a quem ama, mas nada de exagerar nas cobranças.

Hoje, você poderá explorar melhor seu poder de comunicação e sua flexibilidade para lidar com vários assuntos ao mesmo tempo. Se caprichar na aparência, vai causar uma ótima impressão no trabalho.

O dia deve fluir bem no trabalho, principalmente se lida com comércio, moda ou estética. Mesmo assim, vai render mais se trabalhar só. Não confie em qualquer pessoa! Na paixão, a desconfiança pode atrapalhar.

Bom humor e alto-astral vão marcar este dia! É hora de correr atrás dos seus sonhos! Aposte na diplomacia para conseguir bons resultados no trabalho. Passeio ou encontro com os amigos pode favorecer a paquera.

Hoje, vale a pena dedicar mais atenção ao visual. Uma boa imagem pode ajudar até mesmo no trabalho! A carreira vai concentrar a maior parte da sua atenção e, se você usar a diplomacia, poderá alcançar seus objetivos.

Se estava pensando em fazer um curso ou voltar a estudar, esta é uma boa hora para dar o primeiro passo. No trabalho, um clima de bom humor aproxima as pessoas.

De manhã, vai ser mais fácil se entender com clientes e colegas, mas não baixe a guarda. Aposte no seu poder de sedução para se aproximar de quem deseja.

Concentre-se nas tarefas que gosta de fazer e use a diplomacia. Trabalhar em equipe será a melhor maneira de alcançar resultados. À noite, mostre ao seu par o quanto valoriza a união.

No trabalho, sua atenção estará focada nas tarefas que precisa realizar, mas ofereça ajuda a um colega, se for preciso. Na paixão, mostre a quem ama o seu apoio.

Vale a pena dar mais atenção ao visual. Como sua sorte estará em alta, aproveite para pedir um aumento. Na paquera, sua estrela vai brilhar e você vai chamar a atenção por onde passar: use seu charme!

Hoje, será mais fácil lidar com as pessoas, pois um astral bem-humorado marca as relações. Que tal cuidar da casa com mais carinho e comprar alguns enfeites? Um clima de romance estará no ar.

Os tenentes e suas namoradas expulsam Alberto da frente da casa de Cassiano. Doralice parte com Beatriz e deixa um bilhete de despedida para Quirino. Manolo tranquiliza Samuel, dizendo que Aurora chegará logo em Vila dos Ventos. Alberto ameaça Dionísio, que acaba cedendo e mantendo o neto no cargo de vice-presidente do Grupo. Cassiano oferece o Flor do Caribe para Bibiana e Donato comemorarem o aniversário de 15 anos de Marizé. Alberto vai à casa de Ester e exige que ela volte para a mansão. Samuca percebe que Alberto está fora de si e liga para Cassiano, pedindo ajuda.

Sangue bom Globo - 19h

Giane insiste com Bento que Fabinho não atentou contra sua vida. Lucindo não consegue se explicar para Tina. Tio Lili aconselha Renata a não trabalhar com Wilson. Gládis decide punir Damáris. Nelson não se conforma que Rosemere queira morar na casa de Perácio. Gládis aparece na festa para a estreia do seriado de Vitinho. Glória agride Brenda. Bárbara leva Mari para falar com Lara. Natan pensa em chamar Bárbara de volta para seu filme. Verônica sente-se insegura com Érico. Amora ouve Malu falar com Madá que devolverá o celular de Bento. Fabinho procura comida em uma lixeira. Amora entra no quarto de Malu de olho no celular de Bento. Glória obriga Perácio a contar para Rosemere sobre a chantagem de Brenda, e Filipinho ouve a conversa. Amora vai à casa de Bento. Peixinho encontra Filipinho. Caio convida Giane para andar de moto. Lara e Camilinha discutem por causa de Maurício. Filipinho decide conversar com Rosemere. Fabinho foge de Giane ao vê-la na rua. Tito se surpreende ao ver Damáris vestida de Gládis. Tina sofre por causa de Lucindo. Amora exige que Malu prove as acusações contra ela na frente de Bento.

Amor à VIDA Globo - 21h

Paloma fica assustada com a ameaça de Ninho e tenta acalmar Paulinha. Bruno descobre para onde Ninho levou Paloma e Paulinha. Alejandra amarra Paloma em uma árvore e vai embora com Ninho e Paulinha. Leila encontra a luva que Nicole usou no casamento, no lugar em que Thales viu a imagem da esposa. Patrícia e Michel descobrem que o vídeo que fizeram dos dois no provador foi publicado na internet. Félix consola Pilar. Bruno encontra Paloma, e os dois seguem atrás de Paulinha. Ninho decide ir por um caminho perigoso, e Paulinha deixa uma pista para ser encontrada. Niko desconfia do comportamento de Amarilys e Eron. Valdirene faz a última prova de seu vestido de noiva. Valdirene chora pensando em Carlito. Félix pergunta para Rafael com quem ficaria o hospital se seus pais se divorciassem. Bruno e Paloma encontram a pista deixada por Paulinha. Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora, estando sujeitos a eventuais alterações.

malhação Globo - 17h30

Ben, Anita, Pedro, Vitor, Paulino e Filipinho se preparam para tentar ajudar Micaela. Sofia pensa em uma forma de Caetano a flagrar sendo beijada por Ben. Zelândia e Junior percebem o incêndio no prédio em que Micaela está. Clara, Giovana e Guilherme terminam de redigir a carta falsa em nome da mãe de Giovana para participar do festival. Sofia mente para Caetano sobre a situação da família no casarão, e Bernardete ouve tudo. Flaviana divulga segredos de Martin na rede social. Ben salva Micaela do incêndio, e Anita observa orgulhosa. A família de Vera e Ronaldo acolhe Micaela. Luciana consegue um emprego no açougue. Abelardo desabafa com Omar sobre sua paixão não correspondida. Ben conversa com Raíssa e decide não desistir da bolsa escolar. Júlia inventa um trabalho de escola para se aproximar de Frédéric. Giovana tenta criar um novo visual com os acessórios de Luciana e é flagrada pela tia. Vera convida Micaela para trabalhar com ela. Anita revela para Sofia que Ben pode voltar para os Estados Unidos.

CHIQUITITAS SBT - 20h30

Na cozinha, Chico tenta limpar o vestido de Mili. A diretora diz para Mili que ela não pode deixar isso estragar o seu dia. No Café Boutique, Beto conta para aos funcionários da loja que resolveu o problema de Armando e entregou os pedidos. Clarita fica feliz e o chama de heroi. Maria Cecília desce a loja e pede para falar com Tobias. A supervisora convida o barista para ir ao musical com ela, o rapaz aceita. Tobias fica feliz e não acredita que a chefe o convidou para sair. No orfanato, Pata fala a Bia que sabe que foi ela quem manchou o vestido de Mili e que irá contar tudo para Sofia. Bia diz que se ela contar, a pequenina também irá falar que os meninos a trancaram no porão.

dona xepa Record - 22h15

Benito pergunta a Rosália se ela quer que ele assuma a paternidade da criança, mas a vilã foge da resposta. Xepa desabafa com Meg ao falar de Rosália. Yasmin tenta consolar Édison. Lis fica incomodada com a relação de Édison e Yasmin. Meg diz a Júlio César que Xepa não tem culpa dos golpes de Rosália. Dorivaldo consola Xepa e faz companhia para a amiga. Rosália fica pensativa após seu plano ter sido revelado. Ela vai até a mansão dos Panteleão falar com Meg. Matilda diz a Xepa que Esmeraldino pode ser expulso da vila. Édison volta a dar aulas de futebol para os meninos da vila. Inocência, escondida, escuta conversa em que Dafne revela proposta de Feliciano. Benito estranha a ausência de Rosália e Xepa diz que ela foi ao médico. Lis fica irritada ao ver Rosália conversando com Meg. Esmeraldino discute com Édison após tentar convencer o filho a lhe dar dinheiro. Graxinha tenta convencer Dafne a não aceitar a proposta de Feliciano. Lis e Rosália discutem novamente.

Divulgação

Flor do caribe Globo - 18h

Paula Fernandes vira Rainha de Copas em seu aniversário Paula Fernandes completou ontem, 30 aninhos de vida, mas a comemoração da data aconteceu na noite desta terça (27) com uma festa à fantasia em Belo Horizonte. Segundo a assessoria da cantora, Paula sempre curtiu esse tipo de festa e aproveitou uma brechinha em sua concorrida agenda para festejar a data ao lado de amigos e familiares em um espaço de festas da capital mineira. Para essa noite especial Paula

escolheu uma fantasia de Rainha de Copas, toda charmosa e com direito à peruca chanel e maquiagem especial. Empolgada, a cantora não aguentou e dividiu com seus seguidores no Instagram uma foto de seu figurino. “Já ta chegando a hora... É o grande dia! Esta festa a fantasia é pra celebrar a VIDA! Queria ser a primeira a mostrar pra vocês a minha fantasia! Tô feliz! Amo demais vcs!”, escreveu Paula na legenda da foto em que aparece toda graciosa.

Lisandra Souto fala sobre novo namorado: ‘Do jeito que eu merecia’ Divulgação

Lisandra Souto tenta equilibrar-se sobre o salto à procura de uma sombra. Dona de uma pele impecável aos 38 anos, a atriz não pode se expor aos raios solares. O que confere a ela um ar ainda mais aristocrático. Olhando de longe, Lisandra lembra uma mulher de época, com traços delicados, gestos econômicos e a elegância de uma lady. Lisandra está naquela fase em que a pronúncia da palavra namorado vem acompanhada de muitas outras. Olhos brilhando, sorriso sempre aberto, ela está,

sem dúvida, apaixonada. Depois de 16 anos casada com o ex-jogador de vôlei Tande, Lisandra está namorando o empresário, fazendeiro e dublê de músico Gustavo Fernandes, de 53 anos. “O conheci por acaso, na minha clínica. Ele foi até lá fazer um procedimento, começamos a conversar, encontramos afinidades e começamos a sair como amigos. Foi uma grata surpresa”, conta ela, que além de atriz administra uma clínica de estética, e tentava driblar os amigos, que viviam querendo apresentar alguém a

ela, após a separação de Tande: “Sabia que iria acontecer do jeito que eu merecia, alguém com os mesmos valores que os meus”.

Juarez de Fausto Prestupa

ciencia.estelar@gmail.com

Sofrimento e Desapego Vivemos hoje uma cultura do hedonismo pautada pela verdadeira fuga da dor, do sofrimento e das responsabilidades. Perdeu-se a noção de que o aprendizado, o desenvolvimento, a evolução e o progresso caminham juntamente com o esforço, com a dedicação, com o trabalho, com a responsabilidade. Alunos querem nota sem ter que estudar, funcionário quer férias e benefícios sem ter que se dedicar, empresários querem trabalho dedicado sem pagar salário adequado, os namorados exigem de seus pares o ideal sem se disponibilizarem a fazer por merecer, manifestantes exigem paternalismo do governo sem utilizar os caminhos democráticos e por aí vai ... O fato é que vivemos uma cultura que valoriza das ditas “coisas boas da vida” e seu acúmulo, posse, controle e mesmo exibição. O Marketing do comércio se aproveita, consciente ou inconscientemente, desta angústia das pessoas para conquistar suas atenções, interesses e disponibilidade para gastar dinheiro em busca do que assinale com segurança, alívio, estabilidade. O mesmo ocorre com algumas religiões que, além disso, ainda colocam “lenha na fogueira” aumentando o conflito ao exaltar o mal dos “pecados”. Como se Deus não quisesse que fôssemos felizes, tivéssemos prazer, alegria. Transformaram a alegria e o prazer em pecado, coisa supostamente condenada por Deus. E as pessoas ficam “entre a cruz e a espada”, compram ou não, se permitem ou não, acumulam ou não? Porém, nada na vida é fixo, eterno, controlado ou dominado permanentemente por quem quer que seja. Tudo é mutável, instável, inseguro, variável. A ideia de fixidez é equivocada e não se sustenta. Quem vive para se assegurar de que domina, controla ou tem posse definitiva de algo “bom” está fadado ao sofrimento, à dor e à angústia. A questão central está no apego ao que supostamente é bom, belo e agradável, seja um dia de sol, seja a juventude, seja um amor, seja um carro, seja uma deia ou conceito, seja o que for. O problema não é o desejado em si, mas sim o desejo de posse, controle, domínio e perpetuação daquilo. Aí sim reside o cerne da dor e do sofrimento. É aí que “pecamos”. Nada na Criação é estável, fixo, definitivo. Lousier já dizia

“No mundo nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. O mistério da Criação é a transformação, a reciclagem, o constante e perpétuo mudar rumo a um estado melhor. O carro roda na superfície do planeta Terra que gira em torno do Sol que por sua vez gira em torno do centro da galáxia que está em movimento pelo espaço infinito. Todo dia é sucedido por uma noite sempre, até que se altere. O que era bom passou a ser mau e vice-versa. O partido de oposição passou a ser situação e isso se modificará no futuro. O que você pensa que é seu, seja carro, casa ou embarcação, na verdade não é e isso fica evidente se não pagar seus impostos corretamente. O seu corpo não é seu, Deus o deu a você para que faça bom uso e Ele pode tomá-lo quando bem entender! O amor é eterno e infinito, ninguém tem o direito de querer prendê-lo, exigi-lo ou extingui-lo. Se quisermos não sofrer devemos nos desapegar. Ao passar pelo campo, se vemos uma flor bonita e por querer tê-la só para nós a cortamos no caule estamos matando esta flor que nasceu na natureza para todos. Ela certamente morrerá muito antes do que se ficasse lá plantada. Faça um exercício de imaginação, pense em seus problemas e visualize as situações sem seu desejo de manter as coisas como estão, imagine-se deixando a vida fluir, seguir seu rumo sem você querer decidir para onde ela deve seguir. Observe que talvez os “estragos” imaginados não fossem tanto quanto imagina, talvez as mudanças pudessem até trazer coisas “boas” ou novidades interessantes à sua vida. Perceberá que a vida não acaba, pelo contrário poderá continuar de uma forma bem interessante. Para sermos felizes devemos aprender a deixar a vida fluir e não lutar contra ela. Afinal, Jesus não disse que Ele é o caminho, a verdade e a Vida? Lutar contra a vida é lutar contra o Cristo, contra Deus.


Editor: Cláudio Soares

No tempo da Matula

Cláudio Soares

Quando criança, eu viajava de “trem de ferro” de Divinópolis para Lagoa de Prata pela antiga RMV (Rede Mineira de Viação, também chamada de “Ruim Mas Vai”). Para percorrer os 100 km de ferrovia, gastava-se meio-dia ou mais, se não houvesse algum problema técnico no percurso...

Leia mais na página 03

Beyoncé the mrs. carter show world tour

Mineirão - BH Dia 11 de setembro de 2013 pista

R$380,00 inteira R$290,00 meia

Transporte saindo de Divinópolis + ingresso

Pacote sujeito a alterações e disponibilidade.

Informações e reservas: 3216 0600

Rua Rio de Janeiro, 332 - www.escalaviagens.com.br


02 turismo

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

Papa atrai 25% mais turistas latino-americanos à Italia Divulgação

O carisma do papa Francisco, o primeiro pontífice latino-americano, é um importante fator de estímulo para o turismo na Europa. Depois de sua bem-sucedida visita ao Brasil em julho para a Jornada Mundial da Juventude, Francisco deve responder por um incremento de 25% em 2013 e 2014 na procura pelo turismo religioso na Itália por turistas da América Latina. “A Itália é um país que con-

centra muitas histórias e memórias ainda preservadas do Catolicismo, tornando-a uma referência no turismo religioso”, disse o presidente da Comissão Europeia de Turismo para a América Latina, Salvatore Constanzo. Entre os destinos de turismo religioso na Itália, destaque para Roma, a capital italiana, onde fica o Vaticano, e Assis, na região italiana da Umbria.

Cidade-natal de São Francisco, um dos santos mais populares da Igreja Católica que inspirou o nome do novo papa, o santuário recebe milhões de peregrinos todos os anos. Os brasileiros devem ser maioria entre os fiéis que irão prestigiar o papa argentino. “O Brasil é a maior nação católica do mundo, além de abrigar metade dos fiéis da América Latina”, afirmou Constanzo.

Mato Grosso define seu mapa do turismo Divulgação

O mapa do turismo brasileiro vai mudar. Ele está sendo redesenhado pelos 27 estados brasileiros de acordo com as novas diretrizes do Programa Nacional de de roteiros que devem figurar nos próximos guias de viagem e atrair o turista nos Regionalização do Turismo. O novo mapa trará além de regiões consagradas pelo turismo, apostas próximos anos. O primeiro estado a entregar seu novo traçado foi o Mato Grosso. O estado manteve suas 15 regiões turísticas, mas priorizou 89 municípios. De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento de Turismo de Mato Grosso, no ano passado, o estado fez uma nova análise e classificação do potencial turístico de cada município. O estado usou um aplicativo virtual para organizar a cadeia produtiva do turismo e estimular a formação de uma rede, reunindo representantes do setor hoteleiro, do transporte e de restaurantes. Entre elas estão Vale dos Teles Pires, um dos principais pontos de pesca esportiva no estado, e Vale do São Lourenço, com grutas, inscrições rupestres, montanhas e fontes de águas termais com características para desenvolver segmentos do turismo de natureza.

As novas diretrizes do programa priorizam a gestão descentralizada das regiões, investimentos em qualificação profissional e infraestrutura. Ao todo são nove premissas. “A missão é ordenar o território em regiões turísticas, identificando fraquezas e pontos fortes”, afirma o coordenador de regionalização do ministério, Jun Yamamoto. O mapa da regionalização é uma ferramenta importante porque orienta a atuação de políticas e investimentos do MTur pelo país. Os primeiros estados a apresentarem o novo mapa foram Mato Grosso, Goiás, Espírito Santo e Minas Gerais. O prazo vai até 2 de setembro. Assim que o novo mapa for concluído, o MTur classificará o nível de desenvolvimento (que varia de 1 a 3) de cada uma das regiões turísticas e definirá as necessidades de investimento de cada localidade. Clique aqui para ouvir declaração do coordenador-geral de Regionalização do MTur, Jun Yamamoto. Abaixo, as regiões selecionadas e suas características: 1 - Vale do Teles Pires - É um dos principais pontos de pesca esportiva no estado. Atrai aman-

tes da pesca do Brasil e do exterior 2 - Cristalino – É um local típico para o turismo de observação de aves, mamíferos, borboletas e plantas. 3 - Noroeste – Amazônia – Com matas virgens, rios caudalosos, fauna e flora exuberante, a região pode ser aproveitada para o ecoturismo e para a prática da pesca esportiva. 4 - Águas do Vale do Cabaçal – Tem vocação para o turismo rural e ecoturismo com um grande número de rios, cachoeiras, corredeiras, cavernas, serras, montanhas e um grande vale. 5 - Médio Araguaia – A região caracteriza-se pelas inúmeras regiões agrícolas e pastoris às margens do Rio Araguaia. 6 - Pantanal Matogrossense – É uma planície com fauna nativa adaptada às mudanças do ciclo das águas, com cheias e vazantes, com vocação para o turismo contemplativo. 7 - Alto Araguaia - Tem a nascente do Rio Araguaia, próxima ao Parque Nacional das Emas, que divide os estados de Goiás e Mato Grosso. 8 - Médio Norte – Local onde se destaca parte importante da produção de grãos do país, com cenários típicos do cerrado, com rios, córregos, corredeiras e

cavernas. 9 - Nascentes Platina Amazônica - É uma região que inclui a divisão de águas das Bacias Hidrográficas Platina e Amazônica. 10 - Baixo Araguaia – É palco de uma das maiores bacias hidrográficas do país. 11 - Região Metropolitana Envolve Cuiabá e Várzea Grande, com infraestrutura para realização de eventos, rede hoteleira e

dois centros de convenções. 12 - Rota dos Ipês e das Águas - Região com muitos rios córregos, corredeiras e cachoeiras típicas do cerrado. Destaque para o município de Rondonópolis. 13 - Vale do Guaporé - Encontro do Pantanal com a Amazônia, onde espécies das duas regiões se misturam, em um fenômeno raro que desperta o interesse de cientistas.

14 - Vale do São Lourenço - O vale tem grutas, inscrições rupestres, montanhas e fontes de águas termais com características para desenvolver segmentos do turismo de natureza. 15. Portal Amazônia - O município de Alta Floresta se destaca pelas atividades de ecoturismo, como a pesca esportiva e a observação de pássaros e negócios.

ABAV-MG promove cerimônia de posse da diretoria para o biênio 2013-2015 Divulgação

Aconteceu nessa segunda-feira, 26 de agosto, no Hotel Mercure Lourdes, a solenidade de posse da diretoria da ABAV Minas, eleita no dia 2 de julho de 2013, e que será presidida pelo empresário Antonio da Matta, no biênio 2013-2015. Em seu discurso de posse, Antonio da Matta ressaltou a importância da união de todo o setor turístico em prol de melhorias e de qualidade na prestação dos serviços, principalmente na promoção de feiras e eventos do setor. Segundo Matta, o objetivo para o próximo ano é fazer uma única feira, mas com a participação de todas as entidades do trade. “Gostaríamos que no Salão Mineiro de Turismo da SETUR de 2014, em parceria com o evento da ABAV-MG, também tivéssemos a participação da ABIH MG, da ABRASEL, da ABEOC e dos Conventions Bureaus mineiros,

pois quando o trade se une em prol do turismo, o objetivo é único - o de atrair o turista, ampliar sua permanência entre nós, fazendo-o conhecer toda a nossa cultura e história, nossos atrativos naturais, nossa religiosidade e, é claro, a nossa tão famosa gastronomia, diversa e rica em todo o estado”, declara. O presidente também enfatizou a preocupação da ABAV-MG na capacitação dos agentes de viagens de Minas, e segundo ele, o objetivo para os próximos anos é aumentar o número de participação dos agentes nos cursos promovidos pela associação. “De janeiro de 2012, até o momento, conseguimos capacitar 600 agentes através dos diversos cursos ofertados pela entidade, sendo muitos deles em parceria com o ICCABAV, mas, o objetivo para os próximos anos é aumentar esse número, além da oferta de cursos”, destaca.

Antonio da Matta finalizou o seu discurso falando da importância da participação de todos os agentes de viagens mineiros na 41ª Feira de Turismo das Américas, que será realizada de 04 a 08 de setembro, em São Paulo. Além disso, ressaltou o seu compromisso irrestrito com o desenvolvimento do setor turístico na capital e desejou a todos os membros da nova diretoria muito trabalho e muito sucesso à frente da ABAV Minas. A solenidade contou com a presença de representantes do setor turístico, entre eles: Silvana Nascimento – Secretária Adjunta do Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur), Fred Costa – Deputado Estadual; Mauro Werkema - Presidente da Belotur; Beatriz Furtado – Presidente da AFEET; Rafaela Fagundes – Presidente do Conselho de Turismo da ACMinas; Ana Maria Torres – Presidente da AGTURB-MG; Roberto

Membros da diretoria: Frederico Mendes Ribeiro - Conselho Deliberativo; Silvana Nascimento – Secretária Adjunta do Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur); Antonio Felizardo da Matta – Presidente da ABAV-MG; Maria Regina Casale - Vice-Presidente Administrativo; Fernando Meira Dias - Vice-Presidente Patrimônio; Marcos Akio Uaqui - Suplente Conselho Fiscal; Gilberto Siqueira - Vice-Presidente Marketing e Eventos; Jane Saldanha - Suplente Conselho de Ética, conciliação e arbitragem; Francisco Teixeira - Ex-Conselho Fiscal; Enio Costa - Conselho Deliberativo; Maria Cristina Camarano - Conselho Ética, conciliação e arbitragem; Renata Azevedo - Conselho Ética, conciliação e arbitragem; José Maurício de Miranda Gomes - Vice-Presidente Financeiro; Renato Eulálio de Souza - Suplente Conselho Fiscal; Reinaldo Fleming - Vice-Presidente Relações Institucionais; Carlos Pinto Corrêa Júnior - Conselho Deliberativo; Lúcio Ribeiro - Conselho Ética, conciliação e arbitragem; Roberto Márcio de Lima Costa - Conselho Deliberativo; Stefano Couri Carvalho - Conselho Deliberativo; José Menezes Lourenço - Conselho Deliberativo; Carlos André Teixeira - Presidente Conselho Fiscal

Fagundes – Presidente da ACMinas; José Eugênio Aguiar – Presidente do Sindetur; José Agostinho Quadros – Presidente do Mercado Central; José Maurício de Miran-

da Gomes – Vice-presidente de Relações Institucionais da ABAV Nacional; Baques Sanna – Diretor Geral do Instituto Estrada Real; Stella Kleinrath – Diretora de

Promoções Turísticas da Belotur; Paulo Pedrosa – Vice-presidente CNTUR-Confederação Nacional do Turismo; Lucas Pêgo – Diretor de Marketing da Abrasel.


turismo 03

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13

No tempo da Matula

Cláudio Soares

Veja o cardápio oferecido pela GOL e utilizado nos vôos domésticos e prepare o seu bolso para estes “extras”

A viagem era muito esperada; ia toda família reunida num só vagão

Quando criança, eu viajava de “trem de ferro” de Divinópolis para Lagoa de Prata pela antiga RMV (Rede Mineira de Viação, também chamada de “Ruim Mas Vai”). Para percorrer os 100 km de ferrovia, gastava-se meio-dia ou mais, se não houvesse algum problema técnico no percurso: Ermida de Campos, Djalma Du-

tra, Amadeu Lacerda, Francisco Brás, Santo Antonio do Monte, Martins Guimarães, Lagoa da Prata: ufa! Chegamos à estação ferroviária que ficava na beira da lagoa, distante do centro da cidade e, de carro de praça, num instante já estávamos na casa dos parentes para uma temporada de 15 dias ou mais das tão sonhadas

férias. A viagem era muito esperada; ia toda família reunida num só vagão e às vezes dava medo, porque durante a viagem era proibido colocar a cabeça para fora da janela senão ela seria cortada pelo pontilhão. Medo também era o de ser esquecido para traz na chegada da estação: rapidamente, as malas eram jogadas pela janela para meu

pai que, num instante, já estava na plataforma e as crianças desciam enfileiradas ou nos braços da mãe para encontrar o pai. A ordem era assim: - “Depressa que o trem já vai dar a partida”. Mas, de toda a expectativa da viagem, o melhor era a hora da matula. Minha mãe preparava uma merenda deliciosa para o dia da viagem: pão molhado, pão com salame, quitandas variadas. Não me lembro da bebida que era levada para acompanhar a merenda. Seria o Guaraná Pon Chic? Provavelmente! Água devia servir, mas não me lembro de beber. Só me lembro da caixa d’água que abastecia a “Maria Fumaça” em alguma estação do trajeto. Diziam que a máquina estava bebendo água. Mal entrava no trem, sentava na “poltrona de primeira” (esta com estofado, contra aquela de madeira do carro de “segunda”) e já queria comer da merenda. Hoje em dia, voltou este tempo da matula. No Brasil não temos mais as viagens de trem, mas nas viagens de avião já po-

demos levar o lanche, ou a velha matula, porque aquele oferecido nos vôos domésticos, se não é mínimo e insustentável, passa a ser caro como o oferecido pela GOL. Um sanduíche frio custa R$13,00; uma lata de refrigerante ou suco custa R$5,00 e um cafezinho comum sai por R$3,00. E os preços de aeroporto? Um misto frio por R$15,00 é muito caro! E um pão de queijo médio por R$4,60? Por estes preços você prepara um “kit sobrevivência” (ou a nossa querida matula) com uma garrafinha de água mineral, um suco de caixinha ou um guaranazinho caçula, um sanduíche a seu gosto e montado na padaria, broinha ou pão de queijo de sua preferência, uma barrinha de cereal pra que gosta. Porque com R$20,00 você faz muito mais sustança do que aquela comida de aeroporto e do avião. Antes, quando a companhia aérea oferecia o lanchinho de bordo, todo mundo reclamava do copo de refrigerante ou suco com um biscoitinho cookie. Agora, todo mundo reclama de

ter de pagar caro para lanchar a bordo. Então, a ordem agora é levar o seu lanche de casa para comer no aeroporto e durante o seu vôo. Feio não é, porque todo mundo faz isso na Europa e nos Estados Unidos em suas viagens de trem ou nos vôos domésticos. Lembro-me que em 1992, numa viagem de trem pela Itália, fiquei surpreso ao ver uma senhora toda elegante sentada ao meu lado e tirar a sua matula, forrar seu colo com uma toalha de mão e mandar ver um sanduíche com uma garrafinha de suco. Ai que saudade da matula que minha mãe preparava para as nossas viagens de férias pelas velhas ferrovias de Minas Gerais! Veja o cardápio oferecido pela GOL e utilizado nos vôos domésticos e prepare o seu bolso para estes “extras”, principalmente se você estiver fazendo uma viagem de férias com sua família (como fazíamos na velha “Maria Fumaça” para Lagoa da Prata). Toninho Silva Agente de Viagens

De papagaios a óculos, itens esquecidos em aviões são os mais diversos Um papagaio vivo, óculos e um saco de areia são apenas alguns dos itens bizarros esquecidos em aviões a cada ano, segundo pesquisa internacional com 700 comissários de bordo. Eles reportaram uma extensa lista de itens encontrados após o desembarque de passageiros. Estão presentes um surpreendente número de animais de estimação esquecidos, com membros da equipe de bordo reportando que já encontraram um falcão, um sapo e uma tartaruga, assim como um papagaio abandonado. Dentaduras, roupas íntimas, óculos e uma prótese de perna também estão na longa lista de estranhos itens relevados por co-

missários de bordo e que levam à pergunta: como os passageiros se esqueceram deles? Outros objetos encontrados eram simplesmente aleatórios: um ovo (sem embalagem), um saco de areia e um pedido de casamento por escrito. Não ficou claro se esse último era destinado a uma comissária ou uma passageira. Já o vestido de casamento, espera-se que tenha sido encontrado antes do grande dia. No que diz respeito a objetos comuns de viagem, parece que os passageiros não são menos esquecidos. Quase um quarto (24%) dos comissários encontraram um passaporte perdido a bordo, que é bem mais que o número de telefones (23%) e livros (21%) deixados

para trás. “Todos nós já esquecemos algo no avião e, mesmo que frustrante, geralmente são objetos facilmente substituídos, como livros ou revistas. Porém esse estudo revelou que algumas pessoas deixam para trás os mais estranhos itens como um saco de cebolas, um sapo e, até mesmo, um vestido de noiva. Certamente, esses objetos viraram motivo de piada entre os próprios comissários”, diz Mateus Rocha, Executivo do Skyscanner no Brasil. Alguns dos itens mais aleatórios encontrados a bordo por comissários de bordo: • Papagaio vivo

• Óculos • Prótese de perna • Saco de areia • Um tamanco • Caixa de peixe seco • Um sapato • Vestido de casamento • Saco de diamantes • Peruca • Saco de cebolas • Algemas • Baixo acústico • Um ovo (sem embalagem) • Sapo • Roupas íntimas • Pedido de casamento por escrito * Skyscanner conduziu uma pesquisa com 700 comissários de bordo de 83 países través do site Cabincrew.com.

Cláudio Soares

Muitos itens são esquecidos nos porta-objeto das poltronas


04 turismo

:: GAZETA DO OESTE :: DIVINÓPOLIS - QUINTA-FEIRA, 29/08/13


Edição Gazeta do Oeste 2145  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you