Page 1

KARINA SNEGE

Grupo de jovens que participam do projeto municipal Adolescente Aprendiz. Essa será uma das 55 entidades a integrar e alimentar o sistema eletrônico da Recad

Eficiência no atendimento de crianças e adolescentes A Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente de Diadema (Recad) está implantando um software que trará mais eficiência ao seu trabalho. Todas as entidades que atuam com jovens no município terão acesso ao programa e poderão trocar informações e experiências. Página 3 kARINA SNEGE

MAURO PEDROSO

MARCOS LU

Cinco UBSs passam por reformas

Restaurante Popular faz aniversário

Escola de Todos ganha reforço

Até 2008, todas as 19 UBSs devem ser renovadas com equipamentos e mobiliário. Mais 350 funcionários serão contratados. Páginas 6 e 7

O local já serviu mais de 570 mil refeições a R$1. O cardápio saudável e variado inclui arroz, feijão, carne , salada e sobremesa. Página 3

Desde setembro, o programa recebe verba federal do Escola Aberta. O recurso possibilitou a realização de atividades em mais escolas. Página 4 KARINA SNEGE

Borboletário completa dois anos Viveiro abriga cerca de 300 borboletas. Durante a visitação é possível conhecer todo o ciclo de vida desses insetos. Página 9 JORNAL CIDADE

Nº 177

OUTUBRO/2007




CARTA AO LEITOR

Caros leitores, Nesta edição, o Jornal Cidade dá destaque ao software que está sendo testado pela Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente de Diadema (Recad). O sistema possibilitará a troca de informações entre todas as entidades que atuam com jovens em Diadema. Com isso, o trabalho dessas instituições se tornará ainda mais eficiente. No mês de setembro o Borboletário Tropical Conservacionista Laerte Brittes de Oliveira e o Restaurante Popular comemoraram dois anos de existência. Ambos atraem um público maior a cada dia. O primeiro reúne cerca de 300 borboletas e desperta a atenção de jovens e adultos. Já o Restaurante tem sido uma boa opção de comida saudável e gostosa, por apenas R$ 1. Diadema pode comemorar ainda os bons índices de saúde bucal infantil do município, mostrados na matéria da página 6. O atendimento de adultos também está crescendo com as reformas das UBS’s e ampliação das equipes do Programa Saúde em Casa. O Escola de Todos foi ampliado, graças a uma verba do programa federal Escola Aberta. Agora, mais instituições realizarão atividades nos fins de semana. Boa leitura!

NOTAS FOTOS: marcos lu

5ª Mostra de Arte e Criação Infantil de Diadema Desde o dia 2 de outubro, as Secretarias de Educação e Cultura estão promovendo a 5ª Mostra de Arte e Criação Infantil de Diadema. Os 60 trabalhos inscritos foram desenvolvidos e produzidos por alunos da rede municipal de ensino nos projetos de arte-educação. O público esperado é de aproximadamente 14 mil alunos do ensino fundamental e creches

marcos lu

conveniadas. Depois das exposições, os visitantes assistem espetáculos teatrais, musicais e de contação de histórias realizados por profissionais e alunos. A Mostra estará aberta para visitação até o dia 10 de outubro nos Centros Culturais: Promissão, Nogueira, Diadema, Eldorado, Canhema e Heleny Guariba.

Desfile marca abertura dos Jogos da Primavera Nos próximos dois meses, Diadema assistirá o 38º Jogos da Primavera. O torneio, organizado pela Secretaria de Esporte e Lazer, começou a ser disputado no dia 29 de setembro, com as partidas de futsal masculino. Mais de mil atletas, distribuídos em 118 equipes, participam do campeonato. O número maior de competidores está no futebol de salão, modalidade com 66 times masculinos e oito femininos. No vôlei são 13 equipes e no handebol outras 12. A competição acaba no início de dezembro, e os três primeiros colocados em cada modalidade serão premiados.

3º Encontro Mulheres em Movimento

Beleza na Melhor Idade: Mister e Miss idosos 2007 O concurso de Miss e Mister da Melhor Idade aconteceu no dia 20 de setembro, no Centro Cultural Okinawa. O evento fez parte da programação do Mês do Idoso de Diadema, organizado pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SASC), por meio do Centro de Convivência da Melhor Idade (CCMI). O Mister vencedor neste ano foi Braulino Pereira Silva. Já na ala feminina, o título foi para Maria da Silva Nicolau, na categoria A (acima de 65 anos); Augusta Costa, na categoria B (60 a 65 anos) e Maria de Lurdes Souza, na categoria C (55 a 59 anos). Nesta edição inscreveram-se 40 pessoas (37 mulheres e três homens) nas três modalidades que foram disputadas. Os eleitos receberam faixas e coroas. MAURO PEDROSO

marcos lu

MAURO PEDROSO

“Medicamento em Casa” faz um ano

Mutirão pelo combate à Dengue No dia 14 de setembro, o Núcleo Caviúna, no bairro do Inamar, recebeu 37 agentes de saúde e controladores da dengue, que percorreram 26 quarteirões retirando recipientes com água, garrafas, copos descartáveis, pneus, latas, entulhos. Cerca de quinze caixas d’água receberam uma touca protetora porque estavam fechadas de forma inadequada.



JORNAL CIDADE

Nº 177

MAURO PEDROSO

KARINA SNEGE

O Programa Medicamento em Casa, da Secretaria Municipal de Saúde, completou um ano, em setembro. Atualmente, mais de 750 pessoas são atendidas pela iniciativa. O serviço inclui remédios para hipertensão e diabete, que são entregues todos os meses aos usuários cadastrados. Para gerenciar o atendimento, foi criado um sistema informatizado. Entre os dados armazenados no programa estão o cadastro do paciente e de seu receituário, as quantidades e tipos de medicamentos, as datas das entregas e das consultas médicas. OUTUBRO/2007

Escola Municipal Olga Benário realiza a “Semana do surdo” Entre os dias 20 e 28 de setembro, os alunos da EMEE Olga Benário participaram de uma semana de atividades para a comemoração do “Dia Nacional do Surdo”. O evento foi realizado na própria escola, com o tema: “Cultura da paz - Respeito às diferentes linguagens”. A instituição atende cerca de 320 alunos, sendo 150 ouvintes e 170 surdos, divididos em turmas nos períodos da manhã, tarde e noite. O local também oferece Educação de Jovens e Adultos para estudantes com a deficiência.

Ajudar mulheres e homens a construírem uma relação de igualdade e respeito. Essa foi a proposta do 3º Encontro Mulheres em Movimento que teve como tema “Uma Reflexão sobre as Relações de Gênero”. O evento organizado pela Secretaria de Esporte e Lazer ocorreu entre os dias 16 a 20 de setembro, no Centro Cultural Okinawa. Durante toda a semana, cerca de 2 mil participantes puderam acompanhar várias apresentações de dança, palestras e exibições de filmes. O Teatro Clara Nunes sediou o encerramento do encontro.

Cidade recebe um pedaço do Maranhão Nos dias 18,19 e 20 de setembro, a Secretaria Municipal de Cultura trouxe ao Teatro Clara Nunes a Companhia Cazumbá de Teatro e Dança do Maranhão. O público lotou o espaço para ver os espetáculos que utilizam como matéria-prima a cultura popular da Região Norte do Brasil.

O Jornal Cidade é uma publicação mensal da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Diadema. Rua Almirante Barroso, 111. Vila Santa Dirce. CEP: 09912-900. Telefone: 4057-7716. Site: www.diadema.sp.gov.br - E-mail: jornalcidade@diadema.sp.gov.br Secretária de Comunicação: Denise Gorczeski. Jornalista responsável: José Carlos Alexandria de Araújo. Edição de arte e editoração: Beto Borges. Redação: Ana Maria Barbour, Havolene Valinhos, Tatiana Ferreira. Fotos: Banco de Imagens PMD. Produção: Paz Publicidade e Marketing Ltda. Contrato 415/2003. Ata de registro de preço: 203/2006. Tiragem: 150 mil exemplares. Preço unitário: R$ 0,3562. Distribuição gratuita. Outubro de 2007.


Rede de informação e garantia de direitos Até o início de 2008, a Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente de Diadema (Recad), contará com sistema eletrônico No início de 2008, entrará em funcionamento o sistema informatizado da Recad (Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente de Diadema), ligada à Secretaria de Assistência Social e ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). O projeto vai articular todas as organizações governamentais e não-governamentais (ONGs) que trabalham com jovens no município e estão cadastradas no CMDCA. O sistema também engloba entidades estaduais e federais que executam atividades em Diadema.

marcos lu

Sylvia Gasparini coordena o Programa Adolescente Aprendiz

mauro pedroso

INCLUSÃO

Jovens atendidos pela Acer realizam atividades em computadores mauro pedroso

Johnathan Luke Hannay, gestor da Acer: “o programa terá atendimento eficiente”

mauro pedroso

Novo sistema trará o histórico de adolescentes e crianças

Organização A rede funcionará com um software, desenvolvido pelos técnicos da Prefeitura, que disponibilizará informações sobre as pessoas atendidas por essas organizações. Com os dados, será possível saber por quais instituições a criança ou o adolescente já passou, seu histórico, informações da família, entre outras. “Isso aju-

dará no trabalho da entidade e evitará a sobreposição de atendimento”, explica Inês Maria Boffi de Filippi, presidente do núcleo gestor da Recad. As informações serão sigilosas e só terão acesso as entidades cadastradas. Além disso, as pessoas que utilizarão o software estão passando por cursos de capacitação.

Ao todo, 55 instituições receberão computadores equipados com o sistema desenvolvido pela Prefeitura. “O processo de compra dessas máquinas será concluído até final do ano. Enquanto isso, o programa está em teste”, afirma Maria Angélica Luksys, coordenadora da Secretaria Executiva da Recad.

mauro pedroso

marcos lu

A Recad foi criada em 2001, a partir de reuniões de técnicos da Prefeitura e educadores ligados a ONGs. Em 2004, o BNDES liberou uma verba de R$ 905 mil para o projeto. Com esse dinheiro foi construído o prédio onde a Recad está instalada, desde 2006. Foram comprados ainda equipamentos e móveis.

Eficiência Os testes da rede informatizada começaram com a Associação de Apoio à Criança em Risco (Acer), onde uma equipe está alimentando o banco de dados e testando o software. “Esse sistema vai criar um fluxo de atendimento muito mais eficiente”, disse Jonathan Luke Hannay, Gestor Social da Acer. “O intercâmbio de informações permite que todos os coordenadores se conheçam e troquem experiências”, explica Sylvia Antonietta Gasparini, coordenadora do Programa Adolescente Aprendiz, ligado à Secretaria Municipal de Educação.

Sergiane Silva Gomes e o Restaurante Popular lotado no horário de almoço. O local serve até 1.200 refeições por dia

Recad fortalece os Conselhos Tutelares locais

Restaurante Popular completa dois anos Parceria entre governo federal e Prefeitura, o local serve 1.200 refeições por dia, a R$ 1. O cardápio inclui carne, salada e até sobremesa O Restaurante Popular de Diadema completou dois anos no dia 21 de setembro. Desde sua criação, em 2005, o local já serviu mais de 560 mil refeições. A data foi comemorada com um grande bolo e um cardápio especial. Uma parceria entre o governo federal e a Prefeitura, o Restaurante Popular é uma das estratégias do Programa Fome Zero. Seu objetivo é fornecer alimentação saudável a um custo acessível. “Com a verba do governo federal, foi possível comprar os equipamentos e utensílios da cozinha. Já a operacionalização é feita pela Prefeitura”, explica Maria José de Aragão Silva, integrante da coordenação do Fome Zero em Diadema. Quando o Restaurante foi criado, a intenção era de servir mil refeições por dia. “Hoje, servimos 1.200”, comemo-

ra Maria José. O cardápio do Restaurante Popular serve diariamente um prato base (arroz e feijão), prato especial (carne vermelha ou branca), guarnição (farofa, refogado, macarrão e etc.), salada e sobremesa. O custo médio de cada refeição no espaço é de R$ 3, mas com o subsídio da Prefeitura, os usuários pagam apenas R$ 1. “Esse restaurante é maravilhoso. Antes, pagava R$7 para almoçar, agora, esse é o dinheiro para a semana inteira e a comida é de ótima qualidade”, elogia a estudante Sergiane Silva Gomes.

Restaurante Popular Av. Lico Maia, 891 - Serraria. De 2ª a 6ª, das 11h às 14h, ou até completar 1.200 refeições servidas.

Um dos subprojetos da Recad é o fortalecimento dos dois Conselhos Tutelares do município. O objetivo do órgão é fazer respeitar os direitos das crianças e dos adolescentes. Para isso, realiza fiscalização do cumprimento desses direitos e age em caso de violação dos mesmos. Informações e denúncias podem ser feitas pessoalmente ou pelos telefones 4059-0569 ou 08007700497 (Conselho Tutelar I - R. João Antônio de Araújo, 395, Eldorado) e 4053-8001 (Conselho Tutelar II - R. Oriente Monti, 201, Jd. do Parque, prédio da Recad).

JORNAL CIDADE

Nº 177

OUTUBRO/2007




EDUCAÇÃO

Escola aberta e de todos

FOTOS: MARCOS LU

Desde setembro, o programa do governo federal Escola Aberta dá apoio financeiro ao programa municipal Escola de Todos A estudante Ariane Santana Silva tem 13 anos e em setembro realizou um sonho: conseguiu tirar seu R.G. Isso foi possível graças a uma ação do Projeto Escola de Todos, da Secretaria Municipal de Educação. “Meu pai trabalha muito e não tinha como me levar para fazer o documento. Quando fiquei sabendo que poderia tirá-lo aqui na escola, nem acreditei”, afirmou Ariane. Em setembro, uma parceria com o Projeto Escola Aberta, do governo federal, trouxe um reforço financeiro ao Programa municipal. O Ministério da Educação disponibilizou cerca de R$ 17 mil por ano, para cada escola de ensino fundamental de Diadema. “Isso possibilitou que algumas instituições, que não realizavam atividades nos finais de semana, passassem a abrir aos sábados”, conta Marisa Batista dos Santos, supervisora das escolas que participam do programa em Diadema. A verba do ministério auxiliou na compra de materiais para as atividades e na ajuda de custo para os responsáveis

pelas oficinas. O lançamento do projeto ocorreu no dia 1º de setembro, na E. M. Florestan Fernandes. Também foi incluída, entre outras, a Escola Municipal de Ensino Especial Olga Benário, que começou a dar aula de libras para a comunidade desde o dia 15 de setembro.

Crianças participam das aulas de taekwondo na E.M.E.E. Olga Benário

Participação popular Além de oferecer lazer aos finais de semana para alunos e a comunidade, o Escola Aberta e o Escola de Todos estimulam a participação popular, a inclusão e a cidadania. “Esse tipo de ação é importante. A gente precisa saber e conhecer o que a cidade tem de bom”, afirmou Edson Carlos Bruno, técnico em automobilístico que aproveitou para se consultar com as nutricionistas parceiras do Escola de Todos. Com isso, além de promover a democratização do espaço, melhorar os indicadores clássicos da educação, como o abandono do curso e o aproveitamento dos estudos, os programas inibem a depredação das escolas.

Programa incentiva interação entre a população

Esteticista em sessão de limpeza de pele

Edson Bruno consultou nutricionistas na Escola Municipal Mario Quintana

KARINA SNEGE

Ariane tira digitais para fazer a carteira de identidade

Cássia Juliana (à esquerda): “A Patrícia é como uma segunda mãe para nós”

Transformação de realidades Voluntária do Escola de Todos, na E.M. Tiradentes, Patrícia Alves de Lima ajudou a melhorar a situação em que a instituição se encontrava A E.M. Tiradentes era conhecida na cidade pela situação de depredação e violência. Em 2003, a escola convidou pais de alunos para fazerem parte do conselho da escola e transformou sua realidade. A dona-de-casa Patrícia Alves de Lima conta que no início, foi apenas para acompanhar o estudo de sua filha. “Mas me interessei pela proposta do Escola de Todos e comecei a ensinar crochê para outras mães”, lembra. Depois, ela decidiu dar oficina de



JORNAL CIDADE

Nº 177

escultura em balão para as crianças. Hoje, dedica a maior parte do seu tempo ao trabalho voluntário na escola. “Minha auto-estima aumentou e estou mais feliz”, ressalta. Patrícia é mãe de seis filhos, sendo que três deles também são voluntários na E.M. Tiradentes. Cássia Juliana dos Santos, 10 anos realiza diversas atividades oferecidas no espaço. “Desde que comecei, minhas notas melhoraram e fiz vários amigos”, afirma.

OUTUBRO/2007

Voluntários da Florestan Fernandes fazem corte de cabelo gratuito

Brincadeiras e diversão também fazem parte das atividades

Instituições beneficiadas pelo Escola Aberta desde o dia 15 de setembro n E.M. Profª Annete Melchioretto: R. Manoel Motta, 16, Eldorado n E.M. Florestan Fernandes: R. Afrânio Peixoto, 599, Vila Paulina n E.M. Nova Eldorado: Estrada Pedreira do Alvarenga, 275, Eldorado n E.M. União: R. Linda, 30, Jardim União n E.M. Anita Catarina Malfatti: R. Ari Barroso, 290, Jardim do Parque n E.M.E.E. Olga Benário Prestes: R. São Genaro, 162, Centro

Próximas atividades do Escola de Todos n Dia 6/10 - E.M. Tiradentes: R. dos Botocudos, 395, Serraria n Dia 20/10 - E.M. Teotônio Vilela: R. Barão de Iguape, 354, Vila São José n Dia 27/10 - E.M. Florestan Fernandes: R. Afrânio Peixoto, 599, Vila Paulina n Dia 9/11 - E.M. Aurélio Buarque de Holanda: R. Mem de Sá, 33, Jd Casa Grande n Dia 1º/12 - Perseu Abramo: R. Aires da Cunha, 59, Vila Cláudia


CIDADANIA

Cuidado e trânsito devem andar juntos Secretaria Municipal de Transportes lança campanha de conscientização de motoristas e pedestres. O trabalho incentiva a cidadania no trânsito Todos os anos, 400 mil jovens no mundo morrem em acidentes de trânsito, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Esse é o segundo maior motivo de óbitos de crianças de 10 a 14 anos e o primeiro no caso de adolescentes dos 15 aos 19. Entre os dias 18 e 25 de setembro, foi celebrada a Semana Nacional do Trânsito, que este ano trouxe o jovem como tema principal. Segundo especialistas, as condições emocionais da adolescência, como necessidade de auto-afirmação, exibicionismo, busca de intensas sensações, em conjunto com a bebida alcoólica, fazem do jovem um forte grupo de risco de acidentados.

mauro pedroso

mauro pedroso

KARINA SNEGE

População atravessa a rua em faixa de pesdestres da Av. Alda, no Centro

Evite acidentes n Direção defensiva - Mantenha distância do carro da frente. Com

chuva ou pista molhada redobre o cuidado. n Pedestre - Atravesse na faixa de pedestres e olhe para os dois

lados.

Conscientização Em outubro, a Secretaria Municipal de Transportes lança a campanha “Sinal Verde” que vai contar com a distribuição de folhetos educativos para motoristas, ciclistas, pedestres e motociclistas. “Esse trabalho será muito importante para a conscientização de todos os cidadãos, seja os que estão ao volante ou os que estão a pé. Assim, pretendemos reduzir o número de acidentes de trânsito na cidade”, explica o secretário de Transportes, José Francisco Alves.

n Motorista - Se beber, não dirija. Respeite o pedestre, o

motociclista e o ciclista. Não fale ao celular enquanto dirige. n Bicicleta - Use capacete e equipe sua bicicleta com luzes, adesivos

mauro pedroso

refletivos e espelho retrovisor. n Motociclista - O capacete é obrigatório para o condutor e o

garupa. As luzes e os pneus devem ser verificados com freqüência. Pare e olhe antes de passar em cruzamentos. Não costure no trânsito. MARCOS LU

Palestras divulgam Campanha Juventude Viva A cada dia, a Campanha Juventude Viva atinge um número maior de pessoas na cidade. Desde seu lançamento, em 16 de julho, cerca de 1.700 moradores já assistiram palestras em escolas e entidades sociais, sobre os perigos e conseqüências do consumo de bebida

alcoólica por adolescentes e crianças. Além disso, equipes da Prefeitura estão conscientizando e sensibilizando donos de bares para que não vendam álcool aos jovens. Até o dia 28 de setembro, cerca de 680 comerciantes já tinham sido visitados. KARINA SNEGE

Campanha Juventude Viva realiza palestras em escolas e entidades sociais sobre os perigos do uso e abuso de bebidas alcoólicas pelos jovens

GCM estimula a leitura e a cidadania infantil Nesta edição, a Campanha de Desarmamento Infantil já recolheu mais de 400 arminhas e 20 mil desenhos em troca de revistas De março a setembro deste ano, o Clubinho da Guarda Civil Municipal já entregou 24 mil revistas infantis em troca de armas de brinquedos ou desenhos temáticos. A ação faz parte da 6ª Campanha de Desarmamento Infantil de Diadema. Até o final do ano letivo, os guardas visitarão todas as escolas e creches municipais para distribuir o material. Além de incentivar a leitura, a distribuição busca aproximar a Guarda e a comunidade e estabelecer um diálogo aberto e educativo com as crianças. Os guardas também alertam os pequenos para os perigos das armas-de-fogo e dos riscos que envolvem a soltura de pipas das lajes residenciais e com cerol, do uso de álcool e drogas e da importância dos valores humanos. JORNAL CIDADE

Nº 177

OUTUBRO/2007




SAÚDE KARINA SNEGE

REFORMA D

Saúde m dentro

As Unidades Básicas de Saúde e Piraporinha estão sendo refo As paredes pintadas e as novas cadeiras chamam a atenção dos usuários das Unidades Básicas de Saúde Casa Grande, Jd.Ruyce, Eldorado e Piraporinha. As quatro UBS’s passam por reformas desde setembro, sendo que em outubro, começam as obras na UBS Vila Paulina. De acordo com as Secretarias de Obras e Saúde, a previsão é que as essas unidades estejam prontas até dezembro e que, até o primeiro semestre de 2008, todas as 19 UBS’s da cidade tenham sido renovadas. A manutenção das cinco primeiras envolve adaptações internas, melhorias nas áreas de recepção, reparos na parte hidráulica, elétrica, telhados e pintura geral dos prédios. “A expectativa é deixar o ambiente mais acolhedor, aumentar a capacidade de atendimento e melhorar o vínculo com

Dentista atende paciente na Unidade Básica de Saúde Piraporinha. O sistema municipal de Atenção Básica realiza cerca de 30 mil procedimentos odontológicos por mês

Diadema é exemplo em saúde bucal infantil Agora, com as reformas de Unidades de Saúde, o município também está ampliando a oferta de serviço odontológico para adultos No mês de outubro comemora-se o Dia Mundial do Dentista (3) e o Dia da Saúde Bucal (25). Diadema tem bons motivos para festejar, pois há mais de 10 anos é referência no Brasil no atendimento odontológico infantil. A Organização Mundial de Saúde (OMS) determina como adequado o comprometimento de no máximo três dentes para crianças aos 12 anos, considerando dentes cariados, obturados e perdidos. Desde 2004, Diadema apresenta uma média de 0,88 de comprometimento, isto é, menos de um dente permanente comprometido por criança. A OMS também apontou como satisfatório que 50% das crianças aos cinco anos estivessem livres de cáries. O índice de Diadema, em 2004, foi de 56%. Esses resultados foram possíveis graças a investimentos que a Prefeitura fez e continua fazendo no setor. Emily Janis Barbosa Machado tem cinco anos e pela primeira vez passa por uma consulta com um dentista. “A doutora disse que meus dentes estão branquinhos e saudáveis”, conta. “Entre 2005 e 2006, 40 novos equipamentos de consul-

MAURO PEDROSO

tórios odontológicos foram comprados. Em outubro deste ano, outros 24 devem ser recebidos”, conta Bernadete Aparecida Cunha, responsável pela área de saúde bucal da Atenção Básica do município. Hoje, as clínicas odontológicas das unidades de saúde têm capacidade para atender as cerca de 95 mil crianças que moram em Diadema.

Crescimento Todos os meses, são realizados nas UBS’s em torno de 30 mil procedimentos odontológicos. Até o final de 2007, esse número crescerá entre 20% e 30%. O motivo é o aumento de consultórios de dentista e a ampliação das equipes de saúde bucal na estratégia Saúde em Casa, o que ampliará o atendimento de pacientes adultos. Um exemplo é a unidade Vila Paulina. “Até o final do ano teremos todo o equipamento necessário para a implantação de duas equipes de saúde bucal na unidade, que terá seus espaços reformados”, explica Bernadete Cunha.

Emily Janis Barbosa Machado faz acompanhamento odontológico na UBS Casa Grande

Curas de tuberculose aumentam e cidade é premiada Diadema ultrapassou a meta da Organização Mundial da Saúde e, em 2006, curou 86% dos pacientes que apresentaram a doença Diadema recebeu no dia 26 de setembro, o prêmio pela qualidade nas ações de controle de tuberculose. A cerimônia foi realizada em São Paulo, durante o Fórum Estadual de Tuberculose, promovido pelo Centro de Vigilância Epidemiológica do



JORNAL CIDADE

Nº 177

Estado. Dos 645 municípios de São Paulo, apenas 26 foram premiados.

Meta superada A meta estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 85% de

OUTUBRO/2007

cura dos casos de tuberculose. Em 2006, Diadema superou esse número e chegou a 86%. De 136 casos, 117 pacientes foram curados. “Esse resultado é conseqüência de um esforço conjunto de todos os trabalhadores da área da saúde de Diadema”, afirma Iriane Maria Sammarone Henriques, médica sanitarista e coordenadora do Programa Municipal de Controle da Tuberculose. Por meio desse programa, que exis-

te desde 1998, o município intensificou nas UBS’s a busca de pacientes que apresentam sintomas que estão ligados à doença. “Após a tuberculose ser detectada a pessoa é acompanhada, passa por consultas mensais, recebe todos os medicamentos e uma cesta básica por seis meses, período do tratamento”, explica Iriane. Também é feito um acompanhamento bacteriológico e realização do teste de HIV.


KARINA SNEGE

DAS UBSs

melhor por e por fora

Jd. Ruyce, Eldorado, Casa Grande, Vila Paulina ormadas e devem ficar prontas até o fim do ano a comunidade”, afirma Douglas Schneider, Coordenador da Atenção Básica de Diadema.   O município está investindo nessa primeira fase aproximadamente R$ 700 mil, além de R$ 1,5 milhão em mobiliário e equipamentos (novas cadeiras, televisores, equipamentos médicos, de enfermagem e odontológicos, balcões mais baixos).

Novas contratações A Secretaria de Saúde também está contratando cerca de 350 novos profissionais para todas as UBS’s da cidade. As reformas integram o plano de ampliação do Programa Saúde em Casa (PSC). O objetivo é aumentar em 75% o número de atendimentos até o final do ano, o que irá atingir 308 mil moradores.

KARINA SNEGE

Atendimento Todos os meses, mais de 240 mil pessoas passam por consultas na Rede de Atenção Básica. Esse número inclui os moradores que recebem procedimentos de enfermagem, consultas médicas, procedimentos odontológicos e visitas domiciliares dos Agentes Comunitários de Saúde. Desde abril, o serviço de atendimento 0800, que a população utilizava para marcar consultas, foi extinto. Isso porque muitas vezes o agendamento era feito sem necessidade e as pessoas não compareciam no dia. “Esse conjunto de medidas, incluindo as reformas dos prédios, facilitarão o acesso da população aos serviços de saúde e contribuirão para a organização do atendimento”, completa o Dr. Douglas Schneider.

A UBS Casa Grande está de visual novo (acima). Na UBS Piraporinha, as paredes foram pintadas. Além disso, ela receberá cadeiras novas e um balcão mais baixo

Quarteirão da Saúde: conheça o segundo andar Dando seqüência à série publicada nas duas últimas edições, o Jornal Cidade mostra neste mês o segundo andar do Quarteirão da Saúde. O segundo piso desse grande complexo será composto pelos centros de Referência em Saúde do Trabalhador, de Reabilitação, Acupuntura e Diagnose Cardiopulmonar. Além disso, também haverá o segundo andar do Pronto-Socorro, que contará com uma central de esterilização, laboratório de análises clínicas de urgência e observação adulto e infantil. Confira detalhadamente:

Centro de Diagnose Cardiopulmunar

Pronto-Socorro Municipal n Centro de Esterilização n Laboratório de análises clínicas de

urgência n Observação adulto e infantil

Centro de Reabilitação n Cinesioterapia / mecanoterapia:

reabilitação através de movimentos e exercícios com ou sem uso de equipamentos n Eletroterapia: tratamento fisioterápico através de correntes elétricas (10 boxes) n Fisiatria: especialidade médica que trata de doenças incapacitantes. n Fonoaudiologia n Hidroterapia: tratamento realizado na água ( 10 cabines) n Termoterapia: tratamento fisioterápico através do calor n Fisioterapia cardiopulmonar: trabalha as vias respiratórias

Centro de Acupuntura Técnica de tratamento que  estimula pontos na pele MAURO PEDROSO

Sistemas utilizados para visualizar, medir e avaliar funções ligadas ao coração e ao pulmão. n Espirometria: teste que mede o fluxo de ar nas vias aéreas n Ecocardiograma: exame cardiológico, que utiliza ultra-som para gerar imagens n Holtereletrocardiografia: gravação do eletrocardiograma por períodos de 24 horas, com os pacientes desempenhando suas atividades habituais n Teste ergométrico:  avalia o condicionamento cardiovascular n MAPA: mede a pressão arterial, possibilitando o conhecimento do perfil de variações na vigília e no sono

Cerest - Centro de Referência em Saúde do Trabalhador Em seis salas, oferece assistência especializada aos trabalhadores acometidos por doenças e/ou agravos relacionados ao trabalho. n Médico do Trabalho n Psicólogo n Assistente Social n Fonoaudióloga n Audiometria: exame que avalia a audição

JORNAL JORNALCIDADE CIDADE Nº Nº176 177 SETEMBRO/2007 OUTUBRO/2007




A VOZ DO POVO

O que você acha da reforma das UBS’s? A Prefeitura está investindo na renovação de cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) da cidade e ampliando os atendimentos do Programa Saúde em Casa nas mesmas. São elas: a do Jardim Ruyce, Casa Grande, Eldorado, Piraporinha e Vila Paulina. O objetivo do trabalho é trazer melhorias tanto ao atendimento quanto à infra-estrutura dos edifícios (veja a matéria nas páginas 6 e 7). O Jornal Cidade conversou com alguns munícipes para saber qual a expectativa deles em relação às reformas. fotos: karina snege

Ednaldo Rodrigues Francisco

Elaine Leopoldina de Almeida

24, ajudante geral, Jd. Portinari

29, agente de saúde, Jd. Ruyce

“Acredito que essas mudanças vão melhorar o atendimento. Já estou vendo a diferença. Foram contratados alguns médicos, enfermeiras. Sempre fui bem atendido.”

“A reforma e ampliação das UBS’s é muito importante e mostra que a Prefeitura está preocupada em proporcionar um ambiente melhor para a população.”

Almerita de Sousa Silva 26, agente de limpeza, Jd. Promissão

“Freqüento essa UBS faz alguns anos e sempre fui bem atendida, mas com a reforma e a contratação de funcionários espero que melhore ainda mais. Hoje trouxe meu filho para passar no dentista.”

João Vicente de Morais

Sebastião Machado da Slva 43, prensista de plástico, Jd. Mafalda

“Essas mudanças ajudarão a melhorar o atendimento. Minha família sempre utilizou os serviços de saúde da cidade e fomos bem atendidos.”

Simone David Mendes

66, comerciante, Jd. Ruyce

24, dona-de-casa, Jd. Ruyce

“O atendimento na UBS Ruyce já era bom, mas agora vai ficar ainda melhor. Aqui sou muito bem recebido. Tomo remédio controlado. Os funcionários me ligam e marcam horário para eu vir buscar o medicamento.”

“A UBS Ruyce estava mesmo precisando de uma reforma. Gosto do atendimento daqui e venho desde pequena, agora trago minha filha. Espero que o horário de atendimento também aumente.”

Rosália Alves da Rocha 29, operadora, Jd. Casa Grande

“Aqui na UBS passo por vários profissionais, inclusive dentista. A reforma vai melhorar o atendimento e o ambiente, tornando-o mais agradável. Nós que usamos o serviço também precisamos saber usufruir e conservar.”

Alex Sandro de Albuquerque 33, ajudante geral, Jd. Nossa Sra.Aparecida

“Tem que melhorar e acho que vai melhorar muito. Hoje, esperamos um certo tempo por uma consulta. Com mais profissionais o atendimento será agilizado.”

José Agostinho de Oliveira 68, serralheiro, Jd. Nossa Sra. Aparecida

“Freqüento a UBS Piraporinha há muitos anos, mas de uns 10 para cá melhorou muito. O atendimento é bom, mas as modificações sempre são bemvindas.”

Lucimara Araújo Costa Silva 33, dona-de-casa, Jd. Nuevo

“Quando entrei na UBS Casa Grande já percebi a diferença. As paredes estão pintadas, há cadeiras novas e o atendimento está mais rápido. A partir de agora tudo ficará mais bem organizado. “

VOCÊ PERGUNTA E A PREFEITURA RESPONDE Marineude Ferreira 41, doméstica, Jd. Promissão

“Tem que aumentar o número de funcionários na UBS Casa Grande para sermos melhor atendidos. Às vezes, precisamos de uma consulta O Secretário respondeurgente e temos que voltar para casa por não haver vagas. Achava melhor quando podíamos marcar as consultas por telefone.” Anderson Alves Borges 19, diz o auxiliar de produção, Jd. Santa Elizabeth

“Sempre utilizei os serviços da UBS Piraporinha e não tenho do que reclamar. Acho que as mudanças só trarão benefícios para o bairro.”



JORNAL CIDADE

Nº 177

Resposta do secretário municipal da Saúde, Osvaldo Misso

72, aposentada, Piraporinha

“O serviço de atendimento ao usuário 0800 foi desativado porque grande parte dos usuários que marcavam consultas, não compareciam no dia. Agora, o usuário que precisa passar por consulta pode procurar a UBS mais próxima de sua residência. A Unidade de Saúde do Casa Grande contratou recentemente mais 20 funcionários. No mês de agosto, foram implantadas nessa UBS cinco equipes de Saúde em Casa com o objetivo de melhorar o acesso da população.”

“Passo na UBS Piraporinha há cinco anos. Sou bem atendida e com essa reforma será ainda melhor. Aqui, participo de reuniões sobre diabetes, nas quais aprendo a me cuidar.”

OUTUBRO/2007

Elvira da Silva


fotos: karina snege

MEIO AMBIENTE

Primavera chega para festejar dois anos do Borboletário MAURO PEDROSO

a primavera e junto com ela, o aniversário de dois anos do Borboletário Tropical Conservacionista Laerte Brittes de Oliveira, órgão ligado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Você sabia? mauro pedroso

n Toda lagarta vira uma

borboleta ou mariposa n Cada lagarta se alimenta

de poucos tipos de folhas n As borboletas vivem em

torno de 30 dias n São as mariposas que

fazem casulo. As borboletas constroem pupas n Passar a mão nas asas da borboleta

e encostá-la nos olhos não deixa cego, mas pode provocar alergia n A borboleta mais comum em

Diadema é a Curuquerê-da-Couve

O Borboletário foi criado em 2005 com a intenção de preservar espécies desses insetos e de promover a educação ambiental. Atualmente, cerca de 250 pessoas passam, por semana, pelo espaço. O viveiro que abriga as borboletas mede cerca de 200 m² e conta também com um berçário. Em seu interior, existem aproximadamente 30 espécies de plantas, que fornecem abrigo, alimento e local para reprodução. Ao todo, são criadas no viveiro cerca de 300 borboletas. Elas estão divididas em cinco espécies, conhecidas popularmente como: Olho de Coruja, Curuquerê-da-Couve, Pingo de Prata, Júlia e Castanha Vermelha. Segundo Adriana Ângelo Furtado, monitora do local, as borboletas são importantes polinizadoras e contribuem na reprodução das plantas. “Sua presença no ambiente é um indicador natural de que a quantidade e qualidade de vegetação são adequadas”, explica ela.

O Borboletário, alunos em visita e algumas espécies de borboletas que habitam o local karina snege

O mês de setembro chegou trazendo

karina snege

De acordo com o professor do ensino fundamental, Alex Sandro de Castro Garrido, a visita vale a pena. “Aprendi como é a estrutura de um borboletário e conheci todo o ciclo de vida desses insetos”, disse.

karina snege

Importantes polinizadoras, as borboletas ajudam na reprodução das plantas. No viveiro da cidade existem cerca de 300 exemplares vivos desses insetos

Visitas As visitas são monitoradas e devem ser pré-agendadas pelo telefone 4059 7600. Tem duração de 40 minutos e, além do viveiro, inclui caminhadas em trilhas do parque. O limite máximo de visitantes por grupo é de 50 pessoas.

Funcionamento: 2ª e 4ª: 14h30 às 16h30. Sábado: 14h30 às 16h. Domingo: 9h30 às 11h. Endereço: Rua Ipitá, 193 - Jardim Inamar.

n V I D A L I M PA

Postos de coleta

Cinco anos de inclusão social

1. Nova Conquista

Programa municipal mais do que triplicou o volume de coleta de materiais recicláveis

Rua João Batista Alves do Nascimento, 535 - Vila Nogueira

Em cinco anos de existência, o Programa Vida Limpa aumentou em 257% a quantidade de materiais recicláveis coletados. Em 2002, foram recebidas 336 toneladas. Em 2007, a previsão é de 1.200 toneladas. O Vida Limpa integra a Política de Gerenciamento dos Resíduos Sólidos de Diadema. O programa reduz os custos com a deposição do lixo e incentiva a inclusão social dos catadores participantes. Atualmente, estão distribuídos pela cidade seis postos de coleta. Existem ainda outros cem pontos em escolas públicas, particulares, repartições pú-

blicas e empresas da cidade. Além de materiais recicláveis, os locais também aceitam óleo de cozinha usado.

Travessa ETCD, 210 - Piraporinha

2. Vila Popular

karina snege

Avenida Prestes Maia, 2.080, Taboão

4. Chico Mendes Avenida Chico Mendes, 18, Jd. União

5. Cooperlimpa (Departamento

Inclusão Hoje, 67 catadores trabalham no Programa. Por mês, eles recebem de R$ 250 a R$ 500. Além disso, a Prefeitura paga R$ 42,00 por tonelada de material recolhido. A catadora Maria das Graças Pereira tem orgulho do seu trabalho. “Estou no Vida Limpa há três anos, e com meu primeiro salário comprei um guarda-roupas e aluguei uma casa maior”, lembra.

3. Taboão

de Limpeza Urbana) Avenida Pirâmide, 144, Jd. Inamar

6. Centro - Caracas,120 Funcionamento: 2ª a 6ª, das 8 às 17h.

Informações: 0800 7720772 Importante: a entrega pode ser A catadora Maria das Graças Pereira tem orgulho do seu trabalho

feita nos postos ou pelo serviço porta-a-porta, pela qual o catador retira o material na residência.

JORNAL CIDADE

Nº 177

OUTUBRO/2007




CULTURA

Diadema lança Pontos de Cultura A partir de outubro, a cidade contará com nove espaços que oferecerão ações culturais como dança, poesia, vídeo, artes plásticas, teatro e música Desde maio, um convênio entre os governos federal e municipal está implantando nove Pontos de Cultura em Diadema. Eles ocuparão espaços em diferentes regiões da cidade e oferecerão oficinas de poesia, dança, audiovisual, artes plásticas, teatro e música. No dia 28 de outubro, será inaugurado o primeiro deles, o Museu de Arte Popular (MAP). A iniciativa está sendo financiada pelo programa Cultura Viva, do Governo Federal. A verba repassada foi de R$1,05 milhão para os três anos de duração do projeto municipal.

Locais Os nove pontos são: Laboratório de Poéticas,Olhar com Arte, Bailando na Cidade, Centro de Formação e Reflexão Teatral, Folia de Reis - Resgatando a Folia de Reis, Museu de Arte Popular - MAP, Música - Revitalização da Casa da Música, Comunidade Audiovisual, Cultura Hip Hop - Construindo a Cidadania Juvenil. Um dos primeiros trabalhos desenvolvidos pelo projeto, por meio da Comunidade Audiovisual, será o curta-metragem “A Trilha”, que ficará pronto ainda este ano. “Se não fosse pelo incentivo dos técnicos do projeto não teria como arcar com a produção”, relata Charles Lima, que além de roteirista e diretor, também atuará no filme. “A Rede toda conta com mais de 250 pessoas. Dessas, apenas 10 são remuneradas”, explica o coordenador da Rede, Eduardo França.

MAP O Museu de Arte Popular (MAP) é considerado o primeiro do gênero no ABCD e já conta com 398 obras entre doações e aquisições. A meta é chegar a mil obras. Na abertura da exposição, haverá uma apresentação de dança da Comunidade Negra do Campanário. Entre os objetivos do MAP estão exposições itinerantes nos centros culturais, bibliotecas, escolas municipais, igrejas e núcleos populares.

História preservada dia-a-dia Há mais de 10 anos o Centro de Memória preserva e divulga a história de Diadema A impressão é de estar no século passado. A casa é uma antiga chácara, ex-propriedade de um dos primeiros moradores de Diadema, Antonio Piranga. Nesse mesmo espaço, desde 2003, funciona o Centro de Memória de Diadema, vinculado à Secretaria de Cultura. O Centro é responsável por preservar e recuperar a documentação que diz respeito à história do Município. Além disso, garante o acesso da população ao acervo. “Esse trabalho é importante porque estimula o debate sobre a preservação do patrimônio cultural. Também incentiva a pesquisa sobre a cidade”, conta a historiógrafa Maria de Lourdes de Ferreira, que trabalha no espaço há 10 anos. Para atrair a participação dos moradores, o espaço realiza oficinas de literatura, vídeo e fotografia.

Ruas viram tema de livro

Cerca de 1.500 pessoas passam pelo local, por ano. “Vim pesquisar sobre a história da Lira Musical e a Jazz Sinfônica. Acho um trabalho super importante porque a cidade precisa de registro. O Brasil ainda é pobre nesse sentido”, comenta o músico e presidente da Associação Musical de Diadema, José Barbosa.

História O Centro de Memória de Diadema foi constituído em 1993, a partir do Projeto Memória que aconteceu no período de 1990-1998. Em 1994, o espaço concentrou suas atividades na ampliação do acervo. A partir de 1995, passou a desenvolver uma programação cultural própria, voltada para a organização de exposições, mesas de memória, visitas monitoradas aos pontos de interesse histórico, entre outros.

MAURO PEDROSO

A sede centenária da Casa da Memória fica em uma antiga chácara

Em julho de 2003, um incêndio destruiu grande parte do acervo, que vem sendo reconstituído desde então. Hoje, o documento mais antigo é do ano de 1833, uma transcrição da cessão de terras da Igreja de Piraporinha. Centro de Memória de Diadema Avenida Alda, 255/277 - Centro

fotos: MAURO PEDROSO

Morador concluirá a pesquisa sobre a origem dos nomes das vias da cidade até o final do ano O ex-metalúrgico e morador de Diadema, Walter Adão Carreiro, 68 anos, virou memorialista por hobby. Começou a pesquisar sobre a história da cidade em 1988 e hoje, escreve com o apoio da Prefeitura um livro sobre a origem dos nomes das duas mil ruas da cidade. O trabalho ficará pronto ainda esse ano. “Entrevisto os moradores e já consegui reunir milhares de fotografias. Gosto da história da cidade e não pretendo parar”, afirma Carreiro.

10

JORNAL CIDADE

Nº 177

OUTUBRO/2007

Walter Adão Carreiro lançará livro sobre ruas da cidade

Maria de Lurdes Ferreira trabalha há 10 anos com a história da cidade

José Barbosa, músico: “A história da cidade precisa de registro”


GESTÃO PÚBLICA MAURO PEDROSO

Ponte facilitará acesso às regiões sul e leste A Secretaria Municipal de Serviços e Obras entregará, no final de outubro, uma ponte que vai unir a R. Estados Unidos e a Av. Fábio Eduardo Ramos Esquível. A ligação facilitará o acesso da região norte da cidade às regiões leste e sul e o percurso em direção a São Bernardo do Campo. Atualmente, quem está na Av. Fábio Eduardo Ramos Esquível, sentido São Paulo, e deseja seguir na direção contrária, precisa fazer retorno pela R. Orense e passar pelas ruas Vereador Gustavo S. Neto e Vereador Juarez Rios de Vasconcelos. Com o pontilhão esse percurso ficará desativado. A entrada da R. Haiti também será alargada para facilitar a chegada à R. Estados Unidos, por meio da R. Argentina. A ponte terá 120 m2 e será toda feita de concreto. O custo total da obra será de R$ 140 mil, além de R$ 50 mil que serão investidos em semáforos e sinalização da área.

Seis ruas do centro ganharão calçadas novas As obras fazem parte do projeto municipal de revitalização do bairro e receberão um investimento de R$ 260 mil As calçadas de seis ruas centrais da cidade estão passando por reforma. As obras trarão melhoras às avenidas São José, N.S. das Vitórias e Alda e ruas Isaurino Lopes, Santa Maria e São Judas Tadeu. O investimento total feito pela Prefeitura será de R$ 260 mil e a previsão é que o trabalho seja finalizado até dezembro. A melhoria faz parte do projeto de revitalização do centro e atende a demanda do Orçamento Participativo deste ano e os pedidos dos comerciantes da área.

As obras começaram pela avenida São José. Ao todo, serão trocados 4.500 m2 de piso. Para deixar as calçadas mais bonitas, serão colocados ladrilhos hidráulicos, que é o mesmo revestimento aplicado na avenida Kennedy, também na região central. O material tem tons coloridos e desenhos com motivos geométricos .

Mudando de Cara A revitalização do centro começou em 2002, com a construção do Shopping Popular. A ação tirou os camelôs

das ruas e implantou a Praça Camões numa área pública próxima a avenida Juarez Rios de Vasconcelos. Depois vieram as reformas das praças Lauro Michels e Matriz. No ano passado, foi executada a revitalização das calçadas da avenida Kennedy e trecho da avenida Antonio Piranga . Essas ações integram também o Projeto Mudando de Cara que envolve centros de bairros. Até agora a Prefeitura implantou o projeto em nove regiões e os investimentos foram de mais de R$ 3 milhões.

fotos: MAURO PEDROSO

Praça da Matriz foi reformada e teve todo o piso trocado. Hoje o local está muito mais bonito e bem cuidado

Parcele suas dívidas com a Prefeitura Dezembro é o prazo final para solicitar parcelamento em débitos com a Prefeitura. Descontos chegam a até 100% Até o dia 28 de dezembro de 2007, será possível parcelar dívidas com a Prefeitura, como IPTU, ITBI, ISS, entre outras taxas. Nesse processo o munícipe pode obter até 100% de desconto sobre o valor das multas. O pagamento é importante para toda cidade, já que o dinheiro recebido é revertido em investimentos em diversas áreas como educação, saúde e infra-estrutura. O parcelamento pode ser feito em até 48 vezes para pessoa física (tabela abaixo) e 72 vezes para pessoa jurídica (empresas, comércio, entre outros). Valdir Donesi, morador do centro de Diadema devia quase R$ 4 mil de IPTU. Há dois meses, ele procurou a Prefeitura e dividiu o valor em 12 vezes de R$ 240, obtendo 80% de desconto sobre o total das multas. “Fui muito bem recebido e agora estou mais tranqüilo”, conta aliviado.

marcos lu

Para ser atendido Marque o dia e horário para seu atendimento pelo telefone 4053 4700 ou vá à Central de Atendimento da Prefeitura: Rua Sílvio Donini, 233/243 – Centro. De 2ª a 6ª, das 9h às 16h. Você poderá escolher o dia do vencimento, o valor da primeira parcela e esclarecer dúvidas sobre débito em execução fiscal, parcelamento rescindido, rescisão do parcelamento, entre outras.

O que é possível parcelar Valdir Donesi parcelou sua dívida e está mais tranqüilo

Parcelamento para pessoas físicas Até 1998

1999 a 2004

2005 a 2006

Descontos

Descontos

Descontos

Parcelas

Multa Juros

Multa Juros

Multa Juros

1 a 12 parcelas

100% 80%

50% 80%

50% 80%

13 a 48 parcelas

100%

100%

---

100% 80%

50%

80%

100%

100%

---

Até R$ 200.000

1 a 24 parcelas

Acima de R$ 200.000

3 a 48 parcelas

--- ---

ajuizados ou não n O saldo devedor das leis anteriores de parcelamento n O parcelamento em REFIS não cumprido

Quais os documentos necessários?

Exercícios (anos) Faixas de valores

n Todos os débitos vencidos, inscritos em dívida ativa,

---

---

50% 80% ---

---

n Cópias do RG e CPF n Procuradores: procuração atual, original, específica para

o parcelamento e com firma reconhecida. No caso de pessoas jurídicas, procuração lavrada por instrumento público. n Empresas: cópia simples do contrato social, do CNPJ, do título de propriedade registrado ou de compromisso de compra e venda n Falecimento do titular: cópia simples da certidão de óbito n Cônjuge: cópia simples da certidão de casamento JORNAL JORNAL CIDADE CIDADE Nº Nº 177 177 OUTUBRO/2007 OUTUBRO/2007

11


LIMPEZA PÚBLICA fotos: karina snege

Pé na Rua revitaliza Praça Vila Lídia

Praça Vila Nogueira: com árvores podadas

Brinquedos reformados e pintados na Praça Jardim União

Pé na Rua deixa quadras e praças mais bonitas Até o primeiro semestre de 2008, a Prefeitura vai investir cerca de R$ 200 mil em manutenção de praças e quadras nos bairros Praças e quadras bem cuidadas são um convite à pratica de atividades esportivas ou de lazer. Ciente disso, a Prefeitura, por meio do Pé na Rua, realiza uma série de benfeitorias na cidade, tais como reformas de brinquedos, poda de árvores, corte de mato e pintura. A previsão é que sejam gastos R$ 200 mil até o primeiro semestre de 2008 para o reparo de 180 praças e 32 quadras de esportes. A passagem do Pé na Rua pelo Inamar, Casa Grande e Vila Nogueira já resultou no reparo de 12 praças e quatro quadras.

Colabore com a preservação de sua cidade Saiba quais os serviços feitos pelos trabalhadores do Pé na Rua e não se esqueça que sua participação também é essencial

12

JORNAL CIDADE

Nº 177

karina snege

Pé na Rua também é saúde O Pé na Rua está com uma novidade. No período em que o programa se encontra no bairro, a UBS da região reforça seu atendimento e realiza alguns exames sem a necessidade de agendar consultas. Desde agosto, o programa fez 616 atendimentos de rastreamento de osteoporose, 158 exames de papanicolau (exame de prevenção de câncer ginecológico) e 74 atendimentos de rastreamento de câncer bucal.

Próximo bairro será o Taboão

População deve ajudar, mantendo limpeza das praças e quadras da cidade

No dia 8 de outubro, o Pé na Rua entrou no bairro do Canhema onde permanece até o dia 19. Logo em seguida, o programa parte para o Taboão, onde fica de 22 de outubro a 1º de novembro.

fotos: marcos lu

Mário Sérgio Hartvite

Gabriel G. de Oliveira

Cléber Batista

Josué Jorge da Silva

Coordenador de Trânsito e Sinalização Viária

Desenvolvimento Urbano

Saned

Tapa-buraco

“A população deve arrumar a frente de seus imóveis, manter os terrenos limpos e construir os muros dos mesmos. Só quando damos uma notificação é que os proprietários fazem alguma coisa, pois correm o risco de pagar multa.“

“Consertamos vazamentos de água e esgoto, fazemos reposição de passeio e asfalto e manutenção de cavaletes. Nosso maior problema são as pessoas que ligam água de chuva na rede de esgoto.”

“Na época de estiagem tem menos buraco, mas no período de chuva temos muito trabalho. As pessoas podem ajudar ligando para o telefone 4072-9245 informando onde existem buracos. Isso facilita muito, porém quase ninguém ajuda.”

“Somos responsáveis pela pintura de faixas e por colocar placas e semáforos. Existe muito vandalismo. Placas são amassadas, pixadas e até mesmo furtadas. As pessoas têm que ajudar na conservação.”

OUTUBRO/2007


Jornal Cidade_Outubro de 2007  

Publicação mensal da Prefeitura de Diadema, o Jornal Cidade ou JC leva informação sobre as atividades, programas e serviços da administração...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you