Page 1

QUARTEIRÃO DA SAÚDE

Pronto para atendimento O complexo tem 20 mil m2 de área construída. Reúne um Centro de Especialidades Médicas e Exames e o novo PS Central. Seu projeto valoriza a humanização do atendimento e o conforto dos usuários e profissionais. Para ser atendido no espaço é preciso ter o encaminhamento de uma UBS

n Bonito, humano

e funcional

Entrevista com o arquiteto explica concepção e detalhes do projeto Página 3 n Mãos à obra! Ao todo, 250 pessoas trabalharam na construção do complexo Páginas 8 e 9 n Parceiros

da saúde

Convênios com instituições garantem serviços de referência Última página

n UBS: a sua

porta de entrada Oara ser atendido no Quarteirão, o encaminhamento é pela UBS Página 10 JORNAL CIDADE

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008




CARTA AO LEITOR

Prezado Leitor, Esse mês o Jornal Cidade vem com uma edição extra para apresentar o Quarteirão da Saúde. Depois de muito trabalho você vê o resultado: um equipamento que completa a rede de saúde. O complexo foi feito para suprir a demanda da cidade por serviços médicos e odontológicos especializados. Ele atenderá casos que necessitam de conhecimentos e procedimentos específicos. Esse centro de especialidades dá suporte às UBSs e vai incrementar o sistema municipal de saúde. Nas páginas que seguem, é possível compreender como a idéia do Quarteirão da Saúde surgiu, como foi projetado e de que forma a obra foi gerenciada. Além disso, são apresentados detalhes arquitetônicos que fazem do edifício um espaço de referência. Nas últimas páginas está um serviço de como utilizar adequadamente os serviços oferecidos pelo centro.

APRESENTAÇÃO

Modernidade, ousadia e eficiência O projeto arquitetônico do Quarteirão da Saúde é rico em detalhes. Além de privilegiar o tratamento de doenças, promove a acessibilidade, educação, capacitação, prevenção e cultura À primeira vista o Quarteirão da Saúde se destaca como um prédio novo, espaçoso e bem organizado. Mas não é só isso. Por trás dessa estrutura existe um projeto minucioso, moderno e ousado. Isso porque o espaço busca a inclusão e a acessibilidade de pessoas com deficiência, a capacitação dos profissionais e a humanização do atendimento à população. Além disso, o Quarteirão da Saúde lança uma concepção diferente de saúde. Ele reúne diagnósticos e tratamentos e também espaços específicos voltados

para educação, capacitação e cultura, seja dos profissionais ou dos usuários.

Complexo para a saúde Para alojar esses serviços, a Prefeitura concebeu um complexo de 20 mil m2 que abriga um Centro de Especialidades Médicas e Exames e o Pronto-Socorro Central. Apesar de estarem no mesmo edifício, o atendimento oferecido por eles são independentes e realizados de maneira diferenciada. Essa estrutura é composta por quatro pavimentos, com 573 ambientes. O

Centro de Especialidades realiza atendimento em 19 diferentes áreas médicas, além de exames e fisioterapia. Veja nas próximas páginas a riqueza de detalhes que a obra traz para cumprir sua proposta e saiba como utilizála adequadamente.

Colocando idéias e projetos para funcionar Secretaria Municipal de Serviços e Obras gerenciou toda a construção e transformou em realidade as idéias da equipe da área de saúde A construção do Quarteirão da Saúde contou com a participação de cerca de 400 pessoas entre engenheiros, arquitetos, pedreiros, profissionais das Secretarias de Saúde, Obras, Administração entre outros. Desde o começo foi necessário coordenar esse fluxo de trabalho, intermediar trocas de informações e gerenciar o dia-a-dia da construção. Tudo isso foi feito pela Secretaria Municipal de Serviços e Obras. O setor foi responsável por dialogar com as equipes da Secretaria Municipal de Saúde e compreender o que esses técnicos imaginavam para o complexo. Depois, essas informações eram transmitidas e discutidas com os arquitetos e pessoas encarregadas da obra. Dessa forma, foi possível conceber um equipamento com todos os espaços adequados para um bom funcionamento e com uma arquitetura moderna e eficiente.

Idéia inicial Durante 20 anos, o PS Central esteve localizado na Avenida Antonio Piranga. A demanda por atendimento cresceu e o espaço começou a apresentar dificuldades para atendê-la.

Em 2003 as Secretarias Municipais de Saúde e Obras chegaram à conclusão que a melhor solução seria construir um novo prédio para abrigar esse serviço. Surgiu então o projeto Quarteirão da Saúde, que além do PS teria um Centro de Especialidade Médicas. Para a construção do complexo, foi necessário comprar um terreno particular ao lado do antigo PS. As obras começaram em junho de 2004. No mesmo mês verificou-se a necessidade de criar uma área externa mais ampla para o edifício. Em julho de 2004 ocorreu a compra do segundo terreno, também na Avenida Antonio Piranga.

O 3º terreno Esse projeto previa que o PS e o Centro de Especialidade ocupassem o mesmo prédio. Entretanto, para otimizar o serviço e o atendimento da população, optou-se pela construção de um edifício específico para o Pronto-Socorro. Em novembro de 2005 o terreno da esquina da Avenida Antonio Piranga com a rua Tiradentes foi comprado e a área foi destinada à construção do novo Pronto-Socorro.

O Jornal Cidade é uma publicação mensal da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Diadema. Rua Almirante Barroso, 111. Vila Santa Dirce. CEP: 09912-900. Telefone: 4057 7716. Site: www.diadema.sp.gov.br - E-mail: jornalcidade@diadema.sp.gov.br Secretária de Comunicação: Denise Gorczeski. Jornalista responsável: José Carlos Alexandria de Araújo. Edição de arte e editoração: Beto Borges. Redação: Ana Maria Barbour, Havolene Valinhos, Tatiana Ferreira. Fotos: Banco de Imagens PMD. Produção: Paz Publicidade e Marketing Ltda. Contrato 415/2003. Tiragem: 50 mil exemplares. Preço unitário: R$ 0,419. Distribuição gratuita. Maio de 2008.



JORNAL CIDADE

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008


ENTREVISTA

“Humanização é o destaque da obra”, diz arquiteto Projetado por Carlos Jitsuo Ianaze, os espaços do Quarteirão da Saúde valorizam o bem-estar dos usuários e dos profissionais. O projeto foi criado de acordo com o Humaniza SUS, programa do Ministério da Saúde O Quarteirão da Saúde é um complexo que reúne modernidade, tecnologia, beleza e eficiência para o atendimento aos moradores. O arquiteto Carlos Jitsuo Ianaze, especialista em obras hospitalares, foi quem projetou o edifício. Formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, ele atua na área desde 1970. Em entrevista ao Jornal Cidade, Ianaze afirmou que o Quarteirão é uma novidade para o Brasil em termos de saúde municipal. Veja abaixo quais os diferenciais que, para ele, fazem da obra um referencial.

Carlos Jitsuo Ianaze foi o arquiteto que projetou o complexo

Acessibilidade e iluminação são alguns dos diferenciais do Quarteirão

JC - Como se faz um projeto arquitetônico como o do Quarteirão? Ianaze - O projeto é baseado num programa que a Prefeitura nos passou. Eles mostraram os setores que o complexo deveria ter e, a partir disso, criei os espaços. A obra segue todas as normas técnicas exigidas pela Vigilância Sanitária nas três esferas (nacional, estadual e municipal) o que é fundamental para garantir que a população possa usufruir de um equipamento moderno e com a qualidade necessária. Tudo foi feito com a participação intensa dos profissionais das Secretarias Municipais de Serviços e Obras e de Saúde. Nunca vi pessoas tão engajadas num projeto. JC - Por que a escolha das cores do Quarteirão da Saúde? Ianaze - Um espaço bonito, que trans-

mita uma mensagem positiva faz toda a diferença no cenário urbano atual, que é muito marcado pelas cores escuras e acinzentadas. Optamos por pintar o Quarteirão com tons ligados à natureza. Você encontra flores azuis, amarelas e vermelhas. Amigos que trabalham pela região e passavam em frente à obra, comentavam comigo sobre a beleza do prédio. A maioria dos edifícios hospitalares usam cores mais sóbrias ou mesmo um tom só. O Quarteirão é o contrário. Essa característica torna o prédio uma referência na cidade e fora dela. JC - Em termos arquitetônicos, qual é o diferencial do Quarteirão? Ianaze - Acredito que o grande destaque é o conceito de humanização que o projeto do Quarteirão trouxe. Os espaços foram pensados de acordo

com o programa do Ministério da Saúde chamado Humaniza SUS. Ele aponta vários conceitos para qualificar o atendimento e o bem-estar dos usuários e dos profissionais. JC - Onde este conceito está presente no Quarteirão? Ianaze - Em diversas partes, como nas salas de espera, que têm cadeiras confortáveis e sistemas de senha. O paciente chega preocupado com sua saúde. Uma sala de espera confortável faz a pessoa sentir-se melhor e acolhida. A acessibilidade é um outro fator importante. Além disso, criamos um ambiente agradável que privilegia a luz natural e o contato com as plantas. Assim, o complexo conta com muitas janelas e jardins. JC - O projeto se preocupou em fazer um edifício econômico? Ianaze - Sim. A iluminação natural pode ser aproveitada durante o período de atendimento e favorece a economia de energia. A grande quantidade de janelas também beneficia a ventilação e cria um ambiente térmico bastante agradável para usuários e profissionais. Há ainda aquecimento solar para determinados setores do edifício.

HISTÓRICO DO QUARTEIRÃO Acompanhe nesta e nas próximas páginas, ano a ano, os principais momentos da construção do Quarteirão da Saúde Dezembro Prefeitura faz o primeiro convênio com o Ministério da Saúde para repasse de verbas

Setembro Janeiro a dezembro Elaboração do projeto que prevê o Quarteirão da Saúde com 8 mil m2

2003 JAN

FEV

MAR

Dezembro

O primeiro terreno, com 4 mil m2, é comprado na Av. Antonio Piranga, com 100% de recursos municipais

ABR

MAI

JUN

JUL

Mudança do Pronto-Socorro para a Avenida Alda

AGO

SET JORNAL CIDADE

OUT Nº 185 - EXTRA

NOV MAIO/2008

DEZ




A OBRA E SUAS INSTALAÇÕES

Detalhes que fazem a diferença Nas próximas páginas, o Jornal Cidade apresenta as particularidades físicas que fazem do Quarteirão da Saúde um lugar agradável, acolhedor, moderno e eficiente. Além da beleza

arquitetônica, o projeto valoriza a acessibilidade, o bem-estar dos profissionais e usuários, a humanização do atendimento, a educação, a cultura, a economia de eletricidade, entre outros.

Com formas geométricas variadas e cores fortes, o edifício se destaca e valoriza seu entorno. Com isso o prédio ganhou identidade e se tornou referência na região. De acordo com o nome do complexo, o edifício segue o formato de um quarteirão, dando uma unidade visual interessante. A calçada na entrada do Centro de Especialidades Médicas e Exames também possui um jogo de cores que dá uma sensação de praça. A intenção é criar um ambiente harmonioso tanto para o usuário quanto para os profissionais.

Fachada e área externa

As marquises na entrada do edifício protegem os usuários do sol e da chuva. As formas variadas e as cores dão beleza e identidade ao prédio do Quarteirão da Saúde

HISTÓRICO DO QUARTEIRÃO

Maio Contratação da construtora no dia 31

Novembro

Março a maio

Junho

Julho

Início da terraplanagem. Começa a construção do Quarteirão da Saúde

Segundo terreno, com mil m2, é comprado na Av. Antonio Piranga, também com 100% de recursos municipais

Processo de licitação em andamento

2004 JAN



FEV

JORNAL CIDADE

MAR

Nº 185 - EXTRA

ABR MAIO/2008

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

Secretaria Municipal de Saúde decide construir um prédio específico para o Pronto-Socorro. Começa então a discutir a ampliação do projeto de 8 mil m2 para 20 mil m2

OUT

NOV

DEZ


A sala de soroterapia é ampla, iluminada e possui cadeiras confortáveis. Tudo isso faz com que os pacientes se sintam mais acolhidos e tranquilos

Ambientes para o bom atendimento e trabalho

Recepção e acolhimento As marquises da entrada protegem o usuário do sol e da chuva. Os acessos para carros no Pronto-Socorro e no Centro de Especialidades trazem facilidade para quem chega. O complexo possui diversas recepções, uma para cada setor. Isso agiliza e organiza o atendimento. As cadeiras e o sistema de senha eletrônica também garantem conforto ao usuário. Além disso, as salas de observação oferecem poltronas confortáveis para pacientes e seus acompanhantes.

A iluminação natural está abundantemente presente. Além de economizar energia elétrica, ela cria um ambiente acolhedor para usuários e profissionais. As janelas contribuem ainda para a ventilação dos espaços, garantindo conforto térmico. Os vidros permitem que as pessoas que estão no Quarteirão vejam a cidade e que a cidade enxergue o complexo. Isso cria um conceito de transparência do serviço público, possibilitando maior interação com os moradores e estimulando-os a cuidar do espaço que é de todos. Os jardins, distribuídos pelo edifício, suavizam o ambiente, dando uma sensação agradável e tranqüila.

Além dos leitos, a sala de observação oferece poltronas para os acompanhantes dos pacientes. As janelas garantem conforto térmico

Dezembro

Janeiro A construção da primeira fase do projeto prossegue

2005 JAN

FEV

MAR

Outubro

Dezembro

3º terreno, com mil m2, é comprado com 100% de recursos municipais, na esquina da Av. Antonio Piranga com a Rua Tiradentes. A área será dedicada à construção do edifício do PS

Começa a ser construído o Pronto-Socorro na esquina da Av. Antonio Piranga com a Rua Tiradentes

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

SET JORNAL CIDADE

É assinado o segundo convênio com o Ministério da Saúde, para repasse de verbas à obra. O período de conclusão da construção é ampliado

OUT

NOV

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008

DEZ




A OBRA E SUAS INSTALAÇÕES

Acessibilidade O Centro de Especialidades Médicas e Exames possui quatro elevadores e o Pronto-Socorro, dois. Os corredores largos, presentes em todo o complexo, permitem a circulação confortável de cadeirantes. As rampas de acesso também facilitam o fluxo dos usuários com cadeiras de roda. Seu projeto inclui partes inclinadas e retas que possibilitam o descanso ao longo do percurso.

Rampas largas e elevadores garantem o acesso de pessoas com deficiência

Quarteirão da Saúde / Ficha Técnica n

Local: Diadema, SP

n

Data do projeto: 2003

n

Data do início da obra: Junho/2004

n

Data de conclusão da obra: Maio/2008

n

Área construída: 20 mil m2

n

Arquitetura e interiores: Ozeki e Ianaze Arquitetos S/C Ltda

n

Estrutura: MWW Engenharia e Estruturas S/C Ltda.

n

Fundações: Apoio Assessoria e Projetos de Fundações S/C Ltda

n

Elétrica e hidráulica: MHA Engenharia Ltda.

Ar-condicionado: Thermar Tecnologia Ltda e Enthal Engenharia de Tratamento e Controle do Ar Ltda. n

Construção e gerenciamento: Consórcio - Construbase Engenharia Ltda e Engeform Construções e Comércio Ltda. n

Paisagismo e comunicação visual: Distribuidora Grama Leste Ltda / AUG Comunicações - Perfilaço Comercial de Perfis Ltda. n

HISTÓRICO DO QUARTEIRÃO

Outubro A estrutura da obra está praticamente pronta e começa a receber fechamento de alvenaria, cobertura, esquadrias de metal, entre outros

Janeiro Construção do Pronto-Socorro é acelerada para se igualar ao restante do edifício que já estava erguido

2006 JAN



FEV

JORNAL CIDADE

MAR

Nº 185 - EXTRA

ABR MAIO/2008

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

NOV

DEZ


Educação e cultura O Centro de Especialidades Médicas e Exames oferece uma lanchonete que fica em uma ampla e espaçosa área. O espaço está rodeado por jardineiras e possui sacadas de onde se tem uma bela vista da cidade. No 1º andar há um auditório com 180 lugares. O espaço poderá sediar atividades educacionais e culturais, tanto para os profissionais e usuários do Quarteirão quanto para a população em geral. Já os profissionais contam com refeitório, salas de descanso (no caso do PS), copa, entre outros. Também terão à disposição salas de reuniões, que serão importantes nos processos de capacitação e de organização do atendimento no complexo.

Lanchonete e Jardins compõem áreas de descanso e lazer no edifício

Descarte de resíduos

Aquecimento solar

Na área externa do complexo foi construído um depósito fechado para acondicionar apropriadamente resíduos hospitalares. O local garante segurança e higiene no manuseios desses materiais.

Alguns setores do Quarteirão da Saúde terão água quente gerada por aquecedores solares. As placas estão instaladas no teto e proporcionam economia de energia elétrica.

O depósito de resíduos é fechado e fica numa área externa do prédio

Tambores têm a função de armazenar a água aquecida por sistema solar

Julho O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, visita a obra do Quarteirão. Segundo ele, o complexo poderá ser usado como modelo, pelo Ministério da Saúde, em outras cidades do porte de Diadema

Março O Quarteirão começa a ganhar o revestimento de pastilhas coloridas que o caracteriza

2007 JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

Setembro Parte interna vai sendo finalizada com recebimento de pintura, vidros, revestimento para piso, instalações de aparelhos e metais sanitários e demais acabamentos

AGO

SET JORNAL CIDADE

OUT

NOV

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008

DEZ




TRABALHADORES

Os braços fortes da construção Ao todo, 250 pessoas trabalharam para levantar o Quarteirão da Saúde. São engenheiros, arquitetos, mestres de obra, pedreiros, ajudantes gerais, eletricistas e muitos outros que colaboraram com o projeto

“Fiz a minha parte”, garante Sérgio

Benedito rebocou as paredes do prédio

Manoel trabalhou na parte elétrica

Bruno ajudou a construir o espaço

Com sol ou com chuva lá estavam eles, trabalhando para transformar o sonho de uma cidade inteira em realidade. Durante o período em que esteve em construção, o Quarteirão empregou 250 funcionários, entre pedreiros, ajudantes gerais, eletricistas, pintores, engenheiros, arquitetos e muitos outros. Todos eles contribuíram para tirar o projeto do papel e ajudaram a escrever mais um capítulo da história de Diadema. O ajudante geral, Bruno Manoel Pessoa, que vive na Vila Santa Dirce, comemora por ser um morador da cidade. Isso porque ajudou a construir um espaço onde também poderá ser atendido. “Trabalhei mais animado e feliz”, afirma. Benedito Ferreira de Souza concorda com o colega e acha gratificante participar de uma obra que garantirá a saúde de seus filhos e da população. “É ótima a sensação de ter rebocado as paredes e ver a

transformação do que antes era apenas um terreno”, conta o pedreiro. “Meu sonho sempre foi ser eletricista. Amo minha profissão” diz Manoel da Silva, que mora em Diadema desde 1971. Segundo ele, seus oito filhos estão muito orgulhosos por ele ter participado da construção. “Quase todos os dias perguntavam ansiosos sobre o andamento da obra”. Há um ano, o pedreiro Sérgio Rodrigues Alves passou em frente ao Quarteirão e viu uma placa de vagas abertas. Alguns dias depois foi contratado. “Chegávamos às 7h e saíamos às 19h. Apesar do ritmo acelerado, fiz a minha parte e fico contente em saber que o município precisa de nossa mão-de-obra”. Casado e pai de três meninas, pensa no futuro. “Trabalhei em muitas obras, mas o Quarteirão foi a primeira que ajudei a construir e que minha família poderá utilizar”.

HISTÓRICO DO QUARTEIRÃO

Fevereiro a abril Os últimos retoques são dados, como pintura, paisagismo, calçada externa, comunicação visual, etc. Presidente Lula confirma presença para a inauguração no dia 26 de maio

Janeiro Mobília começa a chegar

2008 JAN



FEV

JORNAL CIDADE

MAR

Nº 185 - EXTRA

ABR MAIO/2008

MAI

Maio O Quarteirão da Saúde está pronto e é inaugurado no dia 26 de maio, às 15 horas

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

NOV

DEZ


Veja aqui os nomes de todos os que colaboraram com as obras do Quarteirão

n Engenheiro Residente: Marcilio Patriani Fusco. n Engenheiro de Instalações: Luis Carlos Vieira. n Mestre de Obras: Braz Pereira, Elcyr Eugenio. n Supervisor de Obras: Fernando Luiz de Oliveira Soares. n Encarregados de Obras: Renildo Almeida Brasileiro, Walter Alberto Gomes Cassio. n Sub-Encarregado

de Obras: Geraldo Neves da Silva. n Encarregado de Carpinteiros: Francisco Jovaneide Almeida Neves. n Encarregado de Hidráulica: Lucio Candido de Miranda. n Encarregados Administrativos: André Fábio da Costa, Leonel Carlos Lindquist, Osório Bento da Silva Júnior. n Auxiliares Administrativos: Elaine Sales da Silva, Paloma Sales da Silva. n Almoxarife: Amadeu da Conceição Moreira. n Compradores: Adalberto Palla, Nelson da Costa Barbosa.n Encarregados de Pedreiros: Emanuel Messias Lopes Delfino, Francisco Nomar Rocha, José Vando Cavalcante. n Pedreiros: Agnaldo José Trindade, Alverito Barbosa Sampaio, Antonio Cezario dos Santos, Antonio Moreira Cavalcante, Benedito Ferreira de Souza, Benedito Hilario dos Santos, Cirlei Santana Teixeira, Claudenir Gomes Santana, Crispim Conceição de Freitas, Damião Sales Santos, Dorisvaldo Santos Souza, Edmilson Agostinho de Oliveira, Ednir Alcantara dos Santos, Elson Pedro dos Anjos, Fernando de Oliveira Rodrigues, Fortunato Ferreira de Oliveira, Francisco Cesar Teles Oliveira, Francisco de Souza Ribeiro, Francisco José de Oliveira, Geovane Paz de Lima, Gildo Argemiro dos Santos, Herbert de Jesus Paixão, Jailson dos Santos Coelho, Jair Nunes da Silva, João da Cruz Souza dos Santos, João de Carvalho Dantas, João de Deus França, João Gomes de Souza, Joaquim Constantino, José Aparecido Alvim, José Carlos Gonçalves dos Santos, José Ferreira da Silva, José Ferreira de Andrade, José Francisco da Silva, José Joaquim Cruz, José Maria Lopes dos Anjos, Josinaldo Elias dos Santos, Juari Cordeiro Assunção, Luiz Antonio Camargo, Manoel Francisco dos Santos, Mauricio do Nascimento Torres Silva, Miguel Souza Silva, Nelson Alexandre da Silva, Nilson José do Nascimento, Oseas Estevão, Querobim Rafael dos Santos, Reginaldo Oliveira Gama, Reginaldo Souza Santos, Zélio Lucas da Silva. n Serventes: Abel Gildasio Gomes, Adeilson Gonzaga dos Santos, Adeilton Santos de Santana, Adriano de Oliveira Monteiro, Adriano Marcio da Silva, Alex José Fernandes, Alexandre Neves da Silva, Alisson Braga Barbosa, Antonio Carlos do Carmo Campos, Antonio Carlos Vilela, Antonio Ferreira Neves Filho, Antonio Francisco da Silva Filho, Antonio João da Silva, Bruno Manoel Barros Pessoa, Cassio Junior da Silva Krettli, Cicero da Silva Verçoza, Claudenildo de Oliveira Santana, Claudio Costa da Silva, Cosme Alves dos Santos, Cosmo de Jesus Rosa da Conceição, Cristiano Gonçalves Rainho, Cristiano José da Silva, Denerval Figueiredo, Dermeval Francisco de Brito, Ednaldo José do Nascimento, Eduardo Oliveira de França, Everaldo Oliveira Castro, Francisco Adão da Silva Junior, Francisco Carlos da Silva, Francisco das Chagas dos Santos, Francisco Wellington Barros, Francivaldo da Rocha Nascimento, Genildo Barbosa da Silva, Geraldo Benedito da Conceição, Gerson Carvalho Ribeiro, Gildeon dos Santos Paixão, Gildeon Lima Bastos, Gilmar da Silva, Givanildo Soares da Silva, Hamilton Vieira de Brito, Helio Pereira dos Santos, Horisvaldo Bezerra Nunes, Idean Freitas Lima, Irinaldo Pedro da Silva, Ivaldo Ferreira de Matos, Jaime Lima Queiroz Filho, Jair Ramos Passos, Janielson dos Santos Andrade, Jeferson da Costa Silva, João de Souza Pereira, Jorge Luiz da Silva, José Amaro dos Santos, José Antonio de Souza, José das Nuvens da Silva, José Domingos da Silva, José Felix da Silva Filho, José Francisco de Souza, José Izidio Gomes da Silva, José Luiz Neves de Lima, José Maria dos Santos, José Rafael de Lima, José Silvestre dos Santos, José Uelton Gama Souza, José Valerio da Silva, Julio Soares da Silva Neto, Kleverton Oliveira Rodrigues, Lucas Cavalcante Lô, Luciano Cavalcante da Silva, Luciano dos Santos Silva, Luiz Antonio Muniz, Luiz Carlos de Araujo, Luiz da Silva Rodrigues, Manoel de Jesus Souza, Marco Alves de Medeiros, Marcos Pereira Nunes, Miguelito Gomes Coimbra Junior, Nilson Natanael da Silva, Osni Silva de Moura, Paulo Cesar Balbino de Oliveira, Paulo Erley Martins Silva, Paulo Roberto de Almeida Neves, Paulo Ueslei Sampaio Amaral, Pedro Estevan, Pedro Felix Cardoso, Pedro Francisco L. Neto, Raimundo Alberto Ferreira Oliveira, Raimundo Nonato A. Dias, Reginaldo Sebastião Lima, Rivelino Xavier Santana, Sergio Rane de Almeida Neves, Sergio Rodrigues Alves, Silvestre José Soares, Thiago Leite, Thiago Luiz M. Silva, Uelcio Souza dos Santos, Uillian Pereira dos Santos, Valdeçi Soares da Silva, Vanderlanio Cavalcante Silva, Vanderlei Benedito Gomes da Silva, Wagner Mendes Oliveira, Wellington do Nascimento Santos. n Eletricistas: Aderivaldo Gabriel de Souza, Alberico Barbosa Barbalho, Aldair Ribeiro Pinto, Aloiso Andrade dos Santos, Anderson Roberto de Almeida, Anildo Ferreira Mendes, Antonio Ribeiro da Silva, Antonio Rondon de Souza, Antonio Valeriano de Andrade Filho, Edison Francisco Bonfim, Ezimar Pereira da Silva, Francisco Gomes da Silva, Gilmar Moreira de Lima, Helio Rosa da Silva, Hercilio Oliveira da Silva, José Cicero de Souza, José Flavio Alves dos Santos Junior, José Francisco Gomes de Almeida, José Marcelo Amorim da Silva, José Rui de Macedo Araujo, Jucivaldo Sobrinho dos Reis, Lidineu Rondon de Arruda, Luiz Claudio Silva Oliveira, Luiz Fernandes da Silva Filho, Manoel da Silva, Milton Pereira de Souza, Nilcelio de Oliveira Silva, Pedro dos Santos da Silva, Raimundo Antonio Silva Medeiros, Robson Xavier Santana, Waldinei Rodrigues Ferreira. n Carpinteiros: Aldemir Cordeiro de Araujo, Antonio Francelino da Silva, Carlos Ribeiro da Costa, Celso Santos dos Anjos, Genildo Silva Torres, Genilson Pereira da Silva, Honorio Baltazar de Souza, Jackson Silva Santos, João Batista de Souza, José Bomfim da Silva Felix, José Paulo de Souza, José Rufino de Souza, Jovelino Ferreira Brito. n Operador de Guincho: João Quirino da Silva. n Copeira: Laura Aparecida de Souza. n Técnico de Segurança do Trabalho: José Eduardo C. Santiago. n Técnicos em Edificações: Fabiola Moscardi, João Marcos, Josémario Cruz Miranda. n Encanadores: Flavio de Oliveira, Francisco Pereira de Melo, Genivaldo Lima Ribeiro, Geovane Cavalcante, Jerry Adriano Vieira Nascimento, João Francisco de Souza Silva, José dos Santos Bastos, Silvio André dos Santos, Remilson Alves Santos, Valdemar Almeida de Carvalho, Wagner Paixão Silva, Welton Ferreira Silva. n Soldador: Avair Fernandes da Paixão. n Meio Oficial de Eletricista: Jerdson Marcelo Oliveira de Arruda, Odair José da Silva. n Meio Oficial de Encanador: Cicero Jacinto da Silva. n Meio Oficial de Carpinteiro: Gilmar Freire de Lima. n Apontador: Josemar Alves. n Instalador: Antonio Luiz de Oliveira. n Isoladores: Claudio Alves de Souza, Danilo Teixeira Barreto, Elias Alves de Souza, Geraldo Firmino da Silva, Marcos Aparecido Ferreira. n Impermeabilizadores: Alderi Tenorio dos Anjos, Antonio Alves Trindade, Clecio Vieira Nunes, Dermeval de Oliveira Menezes, Edmilson Campos da Silvam, Edson Soares de Melo, Francisco Ferreira Tavares, Francisco Isac dos Santos, João dos Santos Souza, Jorge Sena do Carmo, José Carlos de Jesus, José Geraldo Ventura, Lucio Mario Campos da Silva, Lucival Campos da Silva, Manoel Elias do Nascimento, Marcelo da Silva Gonçalves, Marco Antonio da Silva Santos, Moises Bispo, Paulo Roberto de Oliveira, Renildo da Fonseca Santos, Roberto Campos da Silva, Valnei Delfino do Carmo Nunes. JORNAL CIDADE

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008




SISTEMA MUNICIPAL DE SAÚDE

UBS é que fará o encaminhamento para o Quarteirão da Saúde Para ter acesso ao Centro de Especialidades Médicas e Exames é preciso ser morador da cidade O Quarteirão da Saúde é uma das peças do Sistema Municipal de Saúde. Para ter acesso a ele é preciso antes ir à uma Unidade Básica de Saúde e, se necessário, o paciente será encaminhado ao Centro de Especialidades Médicas e Exames. Para compreender esse fluxo, é importante conhecer a organização da rede: O Atendimento está dividido em sete níveis: 1) Atenção Básica 2) Serviço de Urgência e Emergência 3) Quarteirão da Saúde 4) Serviço Hospitalar 5) Rede de Atenção à Saúde Mental 6) Assistência Farmacêutica 7) Serviço de Vigilância à Saúde O Serviço de Atenção Básica, composto pelas UBSs, é a engrenagem central do sistema. São elas que interligam todos os outros níveis descritos acima. Portanto, o atendimento começa na UBS. É nelas que o usuário receberá a informação correta sobre o melhor local para cuidar do seu caso.

Atenção Básica O serviço de Atenção Básica é a engrenagem central do sistema. Este trabalho é feito pelas UBSs. Elas interligam e acionam todos os outros serviços. É nelas que o atendimento começa.

Assistência Farmacêutica Garante acesso aos remédios e o uso adequado. Inclui farmácias das UBSs, Programa Medicamento em Casa e Farmácias Populares.

Quarteirão da Saúde Centro de Especialidades Médicas e Exames.

Serviço Hospitalar Feito pelo Hospital Municipal, Hospital Infantil e o Hospital Estadual Serraria. O HM atende casos de internação, cirúrgicos, partos, entre outros. O Hospital Serraria, do Governo do Estado, realiza procedimentos mais complexos.

Serviço de Vigilância e Saúde Ações para prevenir, controlar e eliminar riscos à saúde.

Serviço de Urgência e Emergência

Rede de Atenção à Saúde Mental Atende pacientes com transtornos mentais e casos ligados ao uso de álcool e drogas.

É o atendimento prestado pelos Pronto-Socorros (Central e do Hospital Municipal) e os Pronto-Atendimentos. Funcionam 24 horas.

O SUS levado a sério PS Central está no complexo do Quarteirão da Saúde Localizado na Rua Tiradentes, o Pronto-Socorro Central está ao lado do Centro de Especialidades. Apesar disso, os dois equipamentos são independentes O Pronto-Socorro Central, que antes estava na Rua Oriente Monti, mudou para a Rua Tiradentes, ao lado do Quarteirão da Saúde. Apesar de estarem instalados no mesmo complexo, os serviços oferecidos pelos dois equipamentos são independentes e diferenciados. No caso do PS, não é necessário encaminhamento da UBS já que nele são atendidos casos de urgência e emergência. A transferência ocorreu para oferecer uma atenção ainda melhor à população. O Pronto-Socorro Central é responsável por receber os casos mais graves de urgência e emergência, que possam necessitar de observação clínica.

10

JORNAL CIDADE

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008

Sistema Municipal de Saúde será integrado por banco de dados eletrônico. Usuários receberão um cartão com código de barras que será a sua identificação na hora do atendimento Ao se cadastrar em uma das 19 UBSs da cidade, o usuário receberá o Cartão Diadema Saúde Total. Ele é pessoal e funciona como sua identificação no Sistema Municipal de Saúde. O cartão vem com um código de barras e um número que é o mesmo do SUS (Sistema Único de Saúde). Isso quer dizer que o paciente terá a sua “ficha” à disposição em qualquer unidade da rede pública de saúde de Diadema. As informações acessadas pelo cartão serão liberadas pelo banco de dados eletrônico SIGA Saúde, que está sendo implantado no município.

Por meio dessa ferramenta, o histórico do paciente poderá ser acessado em tempo real de qualquer unidade de saúde pública do município. Com isso, não será mais preciso levar exames antigos para a consulta, já que o médico poderá ver os resultados no computador.

SIGA Saúde: controle e qualidade


O QUARTEIRÃO ANDAR POR ANDAR

Conheça o Centro de Especialidades Médicas e Exames Em quatro pavimentos estão distribuídos consultórios de especialidades médicas e odontológicas, além de exames realizados por equipamentos de alta tecnologia e um Laboratório Municipal de Análises Clínicas O Quarteirão da Saúde funciona de segunda a sextafeira, das 7h às 19h. Nele são atendidos casos que necessitam de métodos e conhecimentos mais específicos para se fazer um diagnóstico, tratamento ou exame. O espaço reúne especialidades médicas e odontológicas, centros de diagnóstico e fisioterapia, além de equipamentos de alta tecnologia e profissionais capacitados. O Centro de Especialidades Médicas e Exames não atenderá casos de emergência e urgência. Esses serviços são de responsabilidade dos pronto-socorros e prontoatendimentos. Apenas pequenas e médias cirurgias serão realizadas no Quarteirão. Assim, o tempo de estadia do paciente, após a intervenção, não excederá 12 horas.

Distribuição O Quarteirão da Saúde possui quatro pavimentos, com 573 ambientes. Entre eles estão os consultórios de especialidades médicas.

Térreo - Centro de Especialidades Médicas Alergologia - doenças causadas por alergias Anestesiologia - anestesias, alívio da dor n Cardiologia - doenças relacionadas ao coração n Coloproctologia - ligadas ao intestino grosso n Dermatologia - doenças da pele n Endocrinologia - alterações hormonais n Gastrologia - aparelho digestivo n Ginecologia - aparelho reprodutor feminino n Infectologia - vírus e bactérias, entre outros n Mastologia - glândulas mamárias n Nefrologia - relacionada ao rim n Neurologia - relacionada ao cérebro n Otorrinolaringologia - ouvido, nariz e garganta n Pneumologia - ligadas ao aparelho respiratório n Psiquiatria - problemas mentais n Reumatologia - reumatismos, osteoporose n Urologia - sistema urinário n Centro de Diagnóstico por Imagem - ultrasonografia, mamografia, tomografia, densitometria óssea, raio-X digital n Centro Ortopédico - relacionado aos ossos n Centro Oftalmológico - doenças da visão

Primeiro andar Centro de Cirurgias Ambulatoriais Três salas cirúrgicas e 12 leitos para recuperação. Realizam cirurgias que não necessitam de internação hospitalar, como retirada das amídalas, desvio de septo, determinados tipos de hérnia, vasectomia, varizes, biópsias, cirurgias ginecológicas e oftalmológicas. n

Centro de Especialidades Odontológicas Nove salas com serviços de diagnóstico bucal, cirurgia oral menor, endodontia (tratamento de canal), periodontia (tratamento das doenças da gengiva), prótese dentária total e removível. Também oferece atendimento à pessoas com deficiência. n

Centro de Endoscopia Exames de endoscopia digestiva, respiratória, nasolaringoscopia, colonoscopia. Também possui sala de recuperação pós-exame. n

Segundo andar

n n

Centro de Reabilitação - Fisioterapia Fisioterapia neurológica, motora e respiratória. n

Centro de Diagnóstico por traçado Exames de eletroneuromiografia, eletroencefalografia, eletrocardiograma, BERA (exame do aparelho auditivo) e audiometria. n

Centro de Diagnóstico Cardio-pulmonar Exames de holter, ecocardiograma, teste ergométrico, espirometria, MAPA – Monitoramento Ambulatorial da Pressão Arterial – e doppler vascular. n

Terceiro andar Laboratório Municipal de Análises Clínicas Totalmente informatizado processa todos os exames solicitados na rede municipal de saúde como hemograma, hormônios, urina, bioquímica, imunológicos, entre outros. Os resultados são entregues à UBS onde o paciente está cadastrado. n

n

Área administrativa

JORNAL CIDADE

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008

11


CONVÊNIOS

Parcerias fortalecem atendimento Reconhecidas pela atuação em especialidades médicas, instituições vão atuar no Quarteirão por meio de convênios com a Prefeitura. Entre elas estão a Santa Casa, FIDI e o Instituto da Visão da Unifesp Uma das metas do Quarteirão da Saúde é oferecer à população um atendimento de qualidade e humanizado. Focada nessa proposta, a Secretaria Municipal de Saúde estabeleceu convênios com instituições reconhecidas por seus resultados positivos em determinadas áreas médicas. Esses parceiros vão atuar dentro do complexo, prestando serviços especializados.

mos atender os moradores com qualidade e dignidade”, garante Francisco Mariano Neto, provedor da entidade. Para ele, o Quarteirão da Saúde poderá lançar Diadema nas melhores estatísticas nacionais e mundiais na área de saúde. “Com isso, a cidade continuará superando os limites e mudando sua história diaa-dia”, afirma.

FIDI

Santa Casa de Diadema Uma dessas instituições é a Santa Casa de Diadema que há mais de 10 anos realiza ações no Sistema Municipal de Saúde. Sua colaboração no Quarteirão será na área de Fisioterapia e Reabilitação, atendendo pacientes com doenças em Ortopedia, Reumatologia e Neurologia. Está previsto atender 1.200 pacientes por mês. Isso quer dizer 8 mil sessões de fisioterapia no mesmo período. “Quere-

A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem, ligada à Unifesp, é uma outra parceira presente no Quarteirão. Sua área de atuação é a de exames radiológicos e de imagem. “Trabalhamos com técnicas médicas e administrativas modernas e com elevado índice de produtividade no atendimento da população”, ressalta Jacob Szejnfeld, diretor-presidente da instituição. Para ele o convênio com a Prefeitura é um motivo de

orgulho. “Isso porque Diadema vem reforçando a todo momento sua preocupação com a saúde. No que depender de nós, estaremos sempre trabalhando no município”, declara.

Unifesp O Instituto da Visão e o Departamento de Oftalmologia da Unifesp também disponibilizarão seus serviços no complexo. “Vemos com grande entusiasmo o Quarteirão da Saúde. Acreditamos que é uma nova maneira de trazer alta tecnologia a todos na área da visão”, diz Rubens Belfort Jr., professor titular de oftalmologia e presidente do Instituto da Visão da universidade. De acordo com ele, toda a população brasileira precisa muito do Sistema Único de Saúde e Diadema tem os níveis de informação e organização adequados para otimizar a assistência oftalmológica.

Quarteirão da Saúde em números A Secretaria Municipal de Saúde estima que cerca de 2.200 pessoas passem por dia pelo complexo. São 20 mil m2 de área construída e quatro pavimentos com 573 ambientes. Para garantir o funcionamento, o Quarteirão contará com 720 profissionais, 180 médicos, mais de 390 equipamentos e espaços projetados para atender com qualidade a população. Veja abaixo outros números que chamam a atenção. n Investimento total: R$ 70 milhões (terrenos, obra

e equipamentos), sendo R$ 35 milhões do Governo Federal, R$ 33,5 milhões da Prefeitura e R$ 1,5 milhão do Governo do Estado n Área construída: 20 mil m2 n Pavimentos: 4 n Especialidades médicas: 19 n Ambientes internos: 573 n Equipamentos: mais de 390 n Profissionais: 720 n Médicos: 180 n Elevadores: 6 n Trabalhadores empregados na obra: 250 n Capacidade de atendimento: cerca de 2.200 por dia n Lugares no auditório: 180 n Computadores: 200 n Mesas: 139 n Cadeiras fixas: 340 n Cadeiras giratórias: 179 n Cadeira tipo Longarinas: 381 (957 assentos) n Banheiros: 105 n Cimento 105 mil sacos

Senhor Francisco Mariano Neto, provedor da Santa Casa de Diadema

12

JORNAL CIDADE

Doutor Jacob Szejnfeld, diretor-presidente da FIDI, ligada à Unifesp

Nº 185 - EXTRA

MAIO/2008

Doutor Rubens Belfort Jr., do Instituto da Visão da Unifesp

n Aço: 500 toneladas n Portas: 800

Jornal Cidade Extra_Maio 2008  

Publicação mensal da Prefeitura de Diadema, o Jornal Cidade ou JC leva informação sobre as atividades, programas e serviços da administração...