Page 1

Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Diretor responsável Caio Augusto

Novidades, textos, eventos, matérias, tudo que você Umbandista procura. portalcdo@bol.com.br

1


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

http://www.colegiodeumbanda.com.br/

NOTA: Comunicamos que, o Jornal de Umbanda Sagrada Portal Caminhos de Ogum é um espaço livre que altores enviam seus textos e trabalhos e é comunicado a na mídia Umbandista, cada um tem total responsabilidade por seu texto, então o jornal em geral só si responsabiliza pela montagem e divulgação!!!!! boa leitura.

portalcdo@bol.com.br

2


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

(Caio Augusto)

Falar de alguém que a gente ama é difícil, além do mais quando essa tal pessoa se vai, ai fica mais difícil ainda. Bem, eu acho que as vezes nosso amo é tão grande que acabamos sendo egoístas e isso realmente é ruim não para nos mais para os amados, eu conheci o mestre Rubens em meados de 2005 quando o movimento chega se mostrava em SP, achei aquilo lindo pois nunca gostei de não vestir a camisa e sempre achei que umbandista tinha que falar que era umbandista. Eu nem imaginava que o Rubens era o Rubens muito menos nem imaginava que sua obra era o que era, quando comecei a ler algumas coisas dele me surpreendi era realmente algo que eu achava da Umbanda, estava cansado daquele papo “isso é segredo” eu queria saber o que eu estava vivendo o por que e como tinha acontecido isso, e muitas vezes só escutava essa resposta e isso foi me irritando, comecei a seguir esse homem e tive a oportunidade de conhecer seu colégio na época não participei pois era meio desacreditado da magia divina e fui muitos anos e hoje me arrependo como mago poderia ter feito portalcdo@bol.com.br

3


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

muitas outras com ele mais deus sabe o que faz e os mestres magos também quando tive a oportunidade de voltar a frequentar o colégio já tinha lido muito sobre o Rubens eu pregava sua doutrina sem o conhecer e achava linda não via ele figura e sim ele ferramenta quando pude realmente desfrutar da sua palavra amiga conheci um homem diferente de todos até então uma pessoa que além de tudo na umbanda pregava a humildade, dava aula com as camisas dele pra fora fumava e brincava no meio de todos, sabia a hora de cobrar e como todo humano tinha dias que estava com o tranca de frente rs mais era uma pessoa boa nunca deixou de atender ninguém quem frequenta sabe, a velha filinha na frente da sua sala pra obter ajuda. A pai não a palavras para descrever sua ajuda a nos da terra mais também agradecer muito sua família pois nesses últimos meses eles estavam lado a lado momento a momento, e me fortalece ainda mais esse sentido Umbanda família, Rubens deixa um colégio lindo um legado a magia divina que vamos falar muito nesse jornal e uma umbanda sem o você não pode e sim o tudo você pode, pai do fundo do meu coração quero um dia disfrutar de sua amizade novamente e sei que o senhor agora terá muito trabalho pra pegar todos os capetões como você brincava kkkk, e ajudar os irmãos que vagão pois um filho de ogum guerreiro como era o senhor nunca dorme nunca descansa e nunca jamais abandona seus irmãos vá em paz que Olorum ilumine o coração de sua família e que por sorte nos vejamos em breve gratidão eterna #RUBENSMITO

curta:

portalcdo@bol.com.br

4


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

https://www.facebook.com/t.u.portalcaminhosdeogumebaianos everino "A Saga de Orum" é um livro de Literatura Fantástica, banhado de aventuras, e tem como tema a mitologia africana... "Orum está em perigo. Os orixás iniciarão uma guerra de proporções épicas, pois a pedra sagrada do príncipe Oxaguiã está desaparecida. O rei Olorun, buscando o conselho do oráculo Ifá, descobre que somente a antiga raça de guerreiros sagrados da Terra - descendentes dos orixás - será capaz de empreender essa missão. Orunmilá, o feiticeiro, faz uma magia ancestral, e traz para Orum os escolhidos por Ifá: Rick, Verônica e Duda. Três jovens comuns, que do dia para a noite, se veem com a responsabilidade de salvar o mundo. Eles contarão com a ajuda de Lonan, o guardião, que com seu dragão alado os guiará durante toda a missão. Eles vivem muitas aventuras até desvendarem que o verdadeiro culpado está mais próximo do que poderiam supor". LANÇAMENTO: 21/09/2013 no período da tarde. Biblioteca Viriato Correia, durante o Fantasticon! Rua Sena Madureira, 298 - Vila Mariana - São Paulo. PRÉVENDA: http://www.livrariadaana.com.br/index.php/a -saga-de-orum-os-guerreiros-sagrados.html

(Caio Augusto)

Você bebe regularmente chá de alecrim? Se a resposta for “não”, você está perdendo muito. O chá de alecrim (rosmarinos officinalis) é um chá bastante consumido e tem diversas indicações. Tem seu uso datado desde a época da Idade Média e Renascimento, sendo usado para o rejuvenescimento. Como conta uma história a respeito da rainha Elisabeth, da Hungria, que portalcdo@bol.com.br

5


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

estava paralítica e sofria de gota aos setenta e dois anos, ao receber a receita de um monge e recobrar a saúde e a alegria. Aliás, naquela época antiga, também para a alegria ele era muito usado, considerado uma planta que combate a tristeza, ou seja, usado especialmente em casos de depressão. Costuma ser preparado por infusão. Veja alguns benefícios do chá de alecrim: - Ajuda a recompor o sistema nervoso após uma longa atividade intelectual. - Ajuda o corpo a assimilar o açúcar, por isso é ótimo para diabéticos. - É digestivo e sudorífero. - É excelente contra anemia, menstruação insuficiente e problemas de irrigação sanguínea. - É excelente contra resfriado e bronquite. - É indicado para tendinite e dores musculares. - É indicado para problemas no coração, como arritmia cardíaca. - É ótimo contra cansaço mental e estafa. - É ótimo contra perda de memória e aumenta a capacidade de aprendizado. - É ótimo para a saúde da pele e contra lesões e queimaduras. - É útil contra queda de cabelo e caspa. Nesses casos, pode-se beber o chá e enxaguar o cabelo com ele. - Estimula o metabolismo, agindo no fígado e melhorando a irrigação dos órgãos. Para fazê-lo é simples: uma colher de chá rasa para uma xícara de água ou uma colher de sopa para um litro. Esse delicioso chá pode ser feito puro ou misturado a outras ervas. Modo de preparo: Ferva a água, apague o fogo e jogue a erva lavada dentro. Quando amornar, o chá está pronto para beber. Tome pelo portalcdo@bol.com.br

6


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

menos uma xícara ao dia. Pode ser à noite, antes de dormir. Não usar em pessoas com gastroenterites e histórico de convulsões. Não utilizar em gestantes. Doses acima das recomendadas podem causar nefrite e distúrbios gastrintestinais. Não usar em pessoas alérgicas ou com hipersensibilidade ao alecrim. Uso recomendado em pessoas acima de 12 anos

(Douglas Elias)

portalcdo@bol.com.br

7


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

(Orlando Garcia)

Principio de 1750, mais um Navio Negreiro aporta no Cais do Valongo, hoje Porto da Imperatriz no Rio de Janeiro. Entre os escravos que ali começavam seus martírios descia Amori uma menina de sete anos agarrada a seu irmão Bukola de dez anos, uma mistura de medo do desconhecido e de se perder do irmão a deixava em pânico, mas nada poderia evitar o que estava para acontecer. Depois de lavados foram levados a uma Praça Pública e como num leilão foram vendidos, Amori foi vendida para a Fazenda Santa Fé de propriedade do Senhor Jerônimo e sua esposa Zélia. Bukola foi vendido para a Fazenda Boa União, Amori e Bukola choravam desesperados mas nada puderam fazer, foram arrastados cada um para sua sina. Amori e mais quatro Negros foram comprados naquele dia, Senhor Jerônimo gostava de levar escravas jovens, pois eram mais férteis com mais tempo de reprodução. Chegando a Fazenda Santa Fé antes mesmo de irem para a Senzala foram alimentados e batizados com nomes Católicos, Amori passou a ser Maria. portalcdo@bol.com.br

8


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

As negras tinham um acordo com seus Orixás elas pediam proteção aos seus filhos que foram tirados de seus braços, em contra partida as crianças que ali chegavam todas as negras as tratavam como se suas mães fossem. Assim Maria cresceu trabalhando na Casa Grande ou na colheita da Cana. Na Casa Grande, entre todas as iguarias, adorou os doces, o que com o tempo a fez adquirir diabetes e colheu o efeito da doença na velhice. Aos treze anos ficou grávida e pouco depois deu a luz a forte menino mulato, mas nunca souberam quem era o pai, pois Maria nunca revelou. Houve boato que o Senhor, dono das terras sempre era o primeiro de todas as jovens escravas, talvez esse fosse o motivo de ninguém saber quem era o verdadeiro pai. Maria agora vivia feliz, tinha um motivo na sua vida para continuar a lutar, cuidava com muito amor de Agostinho, o menino era muito esperto e se desenvolvia com muita rapidez, Maria agora já cuidava da cozinha, sua habilidade na Gastronomia era fora do normal, uma verdadeira cozinheira. Um dia após o almoço foi chamada lá fora por Eugênia uma jovem negra de aproximadamente vinte anos, em seu rosto o desespero era aparente, e Maria perguntou o que houve, Eugênia lhe contou que Agostinho e mais três escravos tinham sido vendidos para a Fazenda Águas Limpas. Maria saiu correndo mas só pode ver a carroça sumir numa curva da montanha, desesperada procurou o patrão, que nem quis recebê-la. Desnorteada voltou para a Senzala e de lá não saiu por dois dias, no terceiro dia foi tirada a mando do patrão e chicoteada, para servir de exemplo aos demais. Depois disso nunca mais trabalhou na cozinha, pois os patrões tinham medo dela envenenar a comida, foi trabalhar no estoque dos grãos, por que devido aseu peso não aguentava a lida no campo. Aos 22 anos engravidou novamente e dessa vez teve uma menina mulata, a qual deu o nome de Luzia. Através de mironga tirou sua fertilidade com medo de sofrer novamente, o que a engordou mais ainda. Nunca teve um namorado, não queria se apegar a ninguém tinha medo da separação. Cuidou de Luzia até os sete anos, quando foi vendida para a Fazenda Pocinho. Já bem gorda e com começo de trombose em suas pernas, Maria não dava conta dos afazeres, mesmo não sendo muito velha lhe foi autorizado por dona Zélia a construção de uma choupana para ela

portalcdo@bol.com.br

9


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

poder viver sem ter que voltar a senzala, negras mirongueiras a ajudavam ensinando chás e infusões para a melhoria das suas pernas. Durante o dia ajudava como podia do estoque dos grãos e a tarde era vista sentada do lado de fora da choupana num toco rodeada das crianças. E assim ficou conhecida como Vó Maria Redonda, pouco antes do seu desenlace foi visitada por Bukola em sonho, ele estava todo de branco com um sorriso largo dizia a irmã, "venha minha irmã nossa missão acabou'. Dias depois a porta da choupana não se abriu, quando a encontraram estava morta com um sorriso no rosto. Hoje trabalha na Umbanda na Linha das Almas sob a Benção de Mamãe Nanã, auxiliando os que necessitam do seu Amor.... SALVE A UMBANDA ADOREI AS ALMAS...

portalcdo@bol.com.br

10


MĂŞs 03 Portal Caminhos de Ogum

portalcdo@bol.com.br

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

11


MĂŞs 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

(Adriano Camargo)

portalcdo@bol.com.br

12


MĂŞs 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

quer receber todo o mĂŞs, o nosso jornal? mande um e-mail para portalcdo@bol.com.br para receber sempre o jornal.

portalcdo@bol.com.br

13


MĂŞs 03 Portal Caminhos de Ogum

portalcdo@bol.com.br

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

14


MĂŞs 03 Portal Caminhos de Ogum

portalcdo@bol.com.br

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

15


MĂŞs 03 Portal Caminhos de Ogum

portalcdo@bol.com.br

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

16


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

(Glauco Mariani)

Primeiro vamos entender o significado de tabu: geralmente se refere a uma proibição da prática de qualquer atividade social que seja moral, religiosa ou culturalmente reprovável. Dizer que algo é um tabu pode significar que é sagrado e por isso interdito qualquer contato. Ou pode também significar algo perigoso, imundo ou impuro. Cada sociedade possui os seus próprios padrões morais. Tabus existentes em uma cultura podem não existir em outras. Partindo dessas explicações vamos falar como isso está sendo quebrado nos dias atuais. Todas as pessoas que hoje seguem uma doutrina umbandista, seja ela qual for, não vou questionar vertentes; enfim, todas essas pessoas em algum momento antes de abraçar a Umbanda, sentiu medo, gerando dúvidas e muitas vezes pré-conceitos por não saber ou entender do assunto. E porque essas mesmas pessoas hoje trabalham em prol da caridade, se desenvolveram e muitos estão desenvolvendo novos irmãos? Simples: os tabus a respeito da Umbanda e seus ensinamentos foram quebrados; em uma religião que se trabalha com dedicação, muito estudo e amor ao próximo, não pode ser considerado impuro, perigoso ou outras tantas afirmações que ouvimos de pessoas que por desconhecimento nos julgam e muitas vezes nos condenam. Já cheguei a ouvir o seguinte absurdo: Se você é médium, tem que se desenvolver, porque senão sua vida vai andar para trás... Como assim??? Se somos assistidos por entidades de luz que trabalham na Lei Maior, essas mesmas entidades ajudam e prejudicam? Isso é totalmente inverdade.

portalcdo@bol.com.br

17


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Gostaria de tocar em um assunto que foi um triste acontecimento recentemente: irmãos Umbandistas discutindo só pelo fato de serem de vertentes diferentes, isso não pode existir, a Umbanda é uma só e não podemos deixar uma religião tão linda e abençoada ser enfraquecida por causa de brigas desnecessárias. Juntos, somos mais fortes! E para encerrar, como poderia não mencionar uma grande perda que sofremos recentemente com a morte do Pai Rubens Saraceni? Acho que a maioria dos umbandistas conheceu pelo menos um dos seus inúmeros trabalhos, muitos irmãos foram formados Sacerdotes e tiveram os ensinamentos do Pai Rubens, que nos deixou um legado espetacular sobre a Umbanda e seus inúmeros mistérios. É, meus irmãos! Estamos aqui na Terra de passagem, então vamos cumprir nossa missão da melhor forma possível para que quando nosso tempo terminar, não ficarem pendências, nem tampouco carmas, que muitas vezes são criados por nós mesmos desnecessariamente. Fiquem na paz de Pai Oxalá Axé.

(Eliane Cocchi)

Mas em especial, gostaria de mandar uma mensagem que recebi de meu filho, que lamentou e sofreu muito com a perda de nosso querido Mestre no último dia 09/03 Ele, mesmo fora de São Paulo, praticamente chorou o dia inteiro, inconsolável. No dia 10, ele me encaminhou a seguinte mensagem: "Até agora não estava entendendo o porquê pessoas boas se vão...

portalcdo@bol.com.br

18


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Acho que agora, um pouco mais lúcido e menos ofuscado pelo susto de ontem consigo entender... São pessoas que acumulam uma luz muito boa e crescente em seus espíritos ao longo da vida... Essa luz tamanha, chega a tal ponto que seus corpos de carne não conseguem contê-las, e então, elas extrapolam as barreiras da vida subindo aos céus"... Mensagem do meu filho Kevin Cocchi M Reina - 23 anos - Mago iniciado em 05 magias - pelo nosso querido Mestre.

ENSINO RELIGIOSO EM AUDIÊNCIA NO SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL. Li artigo há alguns dias sobre a proibição de ensino confessional nas escolas, artigo este postado pelo Superior Tribunal Federal ao qual menciona a solicitação da Procuradoria-Geral da República, de que a Corte reconheça que o ensino religioso é de natureza não confessional. O relator da Ação Direta da Inconstitucionalidade, ministro Luís Roberto Barroso, convoca para audiência pública, as partes interessadas, para o debate que será realizado no dia 15 de Junho. Leiam o artigo na íntegra no endereço: http://www.msn.com/ptbr/noticias/brasil/stf-convoca-audi%c3%aancia-para-debater-... Para participar do debate, enviar para o e-mail: ensino religioso@stf.jus.br, até o dia 15 de Abril (leiam o artigo na íntegra do que é preciso para participar). Todos nós já sabemos de antemão que a maioria dos professores de pedagogia e do ensino religioso que atuam no nível de ensino fundamental I são evangélicos e católicos, fazem o ensinamento de religião confessional, o que é proibido por lei. Alguns representantes de entidades religiosas já foram convidados para participar deste debate: Confederação Israelita do Brasil (Conib); Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); Convenção Batista Brasileira (CBB); Federação Brasileira de Umbanda (FEU); Federação Espírita Brasileira (FEB); Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras); Igreja Assembleia de Deus, Liga Humanista Secular do Brasil (LIHS); Sociedade Budista do Brasil (SBB) e Testemunhas de Jeová. Nós, Umbandistas e Candomblecistas devemos participar desta audiência com grande número de representantes concordando que o ensino religioso deve ser como está na lei: “Ensino religioso de forma não

portalcdo@bol.com.br

19


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

confessional”, ou seja, os professores devem ser neutros e não pertencentes a determinadas religiões, como é o caso dos evangélicos (Adventistas, Deus é Amor, Assembleia de Deus, Católicas e outras). Os professores da área de pedagogia (fundamental I) e do ensino religioso não poderão ensinar sobre a religião de sua instituição religiosa ao qual pertençam e se for comprovado de que são de determinada instituição religiosa, não poderão mais lecionar. A cultura e a História Afro-brasileira e africana continuarão a ser obrigatória na disciplina de História, conforme a lei federal: 10369. O ensino desta cultura e da História africana e afro-brasileira já é de forma mais completa nas ritualísticas de Umbanda Africanista e no Candomblé onde podemos descrever a música, instrumentos musicais, trajes típicos, linguagem, modo de pensar, culinária, mitologia e outros. Sendo, portanto, bens culturais materiais e imateriais que devem ser preservados pela União, Estado e Município. Quanto a esta questão da religião que está sendo ensinada por professores católicos e evangélicos em sua maioria, devemos mandar nossos representantes (federações) para participar desta audiência de convocação do Superior Tribunal Federal e concordar com o ensino religioso não confessional e de forma laica e imparcial com todas as religiões. Contato: umbandafricanista@gmail.com - Akinbanji Jean de Ògún.

(Caio Augusto)

portalcdo@bol.com.br

20


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Quando se fala em magia a maioria das pessoas fica em silêncio ou porque sabem pouco sobre ou porque temem comentar sobre ela, como se algo de ruim possa acontecer-lhes. O fato é que, muito antes de existir qualquer religião organizada, as sociedades primitivas se serviam da magia quando se fazia necessário, sendo que pessoas dotadas de determinadas faculdades mediúnicas ou paranormais sempre se destacaram nos Clãs familiares ou tribais nos primórdios das atuais civilizações, pessoas estas que se sobressaiam na magia, tal como os guerreiros se sobressaiam nas guerras mais hábeis traziam as melhores prezas. O que precisamos salientar sobre a magia é que ela é um recurso concedido por Deus à humanidade desde os seus primórdios, quando as pessoas moravam em cavernas ou em abrigos de pau-a-pique, para se protegerem das doenças, do clima e das perigosas feras que as rondavam querendo devora-las. Lá atrás, no tempo, encontramos todo um manancial de procedimentos tipos como sobrenaturais, onde as pessoas dotadas de determinadas faculdades mediúnicas procuravam controlar as estações climáticas, as espécies de bichos hostis com ritos vistos hoje como “bárbaros” ou “pagãos” ou “demoníacos”. Mas não devemos nos impressionar com as formas como eram realizados porque o grau de consciência era outro. A compreensão que tinham de Deus ou as Divindades associadas à natureza foi conseguida com a observação, a descoberta e o uso de determinados procedimentos repetitivos para a obtenção de alguma ajuda. Assim como, o revestimento dos ritos com certas “pantomimas” e a cobertura do corpo com certos elementos (peles, pós-coloridos, adornos estranhos, etc.) criava um clima concentrador da atenção das pessoas necessitadas. Não era só para impressionar quem participava deles e sim, tinham a ver com o que os antigos participantes da magia acreditavam. Se um praticante tinha o poder sobre alguma espécie animal, sua veste e seu “totem de poder” tinham algo da espécie dominada. Se outro tinha poder sobre os repteis, se cobria com peles ou a couraça de um deles, distinguindo aos olhos dos não “iniciados” como possuidor de um poder incomum. Assim era com todos os mediuns e magos da antiguidade, que também recebiam os mais variados títulos de distinção entre os seus beneficiários.

portalcdo@bol.com.br

21


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Não devemos ver nas praticas mágicas antigas algo “atrasado”, porque elas estavam em acordo com o estagio evolutivo de então, onde os fenômenos da Natureza eram vistos como ocorrências sobrenaturais que, se não fossem controladas ou conjuradas por um mago, com certeza iriam prejudicar a vida de tão frágeis habitantes dela, totalmente vulneráveis às chuvas torrenciais, aos furacões, aos ciclones, às secas, aos incêndios provocados pelos raios ou pelos pouco precavidos com suas fogueiras; com as pragas de insetos, etc. O tempo era outro, o grau de entendimento era outro e a noção sobre o mundo sobrenatural era muito diferente da que temos hoje. Não existia uma noção bem definida sobre a Criação e sobre Deus, mas sim, o que era do conhecimento geral é que em certos locais existiam certos poderes, que neles residiam e que só atendiam a quem conseguia vê-los, oferenda-los e reverencia-los corretamente. Dessas ocorrências surgiram os Deuses Sobrenaturais associados à Natureza terrestre, que podiam atender ou não os clamores dos aflitos e oprimidos “homens das cavernas”. Foram surgindo os locais tidos como Sagrados, onde os “Deuses da Natureza” se manifestavam e eram vistos por alguns privilegiados possuidores da clarividência, que adquiriram alguns conhecimentos e que recebiam determinadas ordens orientadoras de como deveriam proceder para serem auxiliados e para auxiliarem outras pessoas. Daí surgiu os primeiros médiuns ou intermediadores entre Deuses e os homens. Essas pessoas eram importantes para seus clãs ou tribos e iam adquirindo um vasto conhecimento prático de Magia, que aplicavam para as mais diversas necessidades das tribos, desde a cura de doenças até o afastamento de espíritos malignos que vinham perturbar seus conhecidos ou afins encarnados, tal como acontece até hoje, mesmo com essas práticas mágicas iniciais tendo se transformado em religiões elaboradíssimas, todas ritualizadas nos seus pormenores e já com vastos tratados éticos, morais, religiosos e filosóficos. Na verdade, nada mudou sob o sol ou sob a lua desde o inicio dos tempos, quando os primeiros humanos habitavam em cavernas ou em palhoças. As necessidades continuam as mesmas até hoje, que é a procura de soluções, que vão desde o auxilio para a cura de doenças até o afastamento de espíritos malignos que perseguem seus desafetos encarnados. Ou não é isto que oferecem as religiões da atualidade, inclusive a Umbanda? Ou não é isso que fazem todos os médiuns da atualidade, sejam eles espíritas, umbandistas, pentecostais, etc.? Todos os médiuns e todos os magos realizam ritos mágicos envoltos em um determinado grau de cerimonialismo religioso para auxiliarem seus seguidores?

portalcdo@bol.com.br

22


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Na verdade, nada mudou sob o sol ou sob a lua desde que esse mundo existe. Afinal, invocações mágicas passaram a receber o nome de “rezas fortes”, de “orações milagrosas”, e nada mais. Ao bem da verdade, só os nomes humanos dados aos seres divinos é que foram substituídos ou mudados no decorrer dos tempos, porque seus poderes de auxiliar-nos também não mudaram. A partir do entendimento de que os poderes divinos são imutáveis, externos e estão posicionados no plano divino de frente para toda a criação e estão aprimorando a evolução de todos os seres criados por Deus, então só temos que conhecê-los e a eles recorrer quando precisamos. E magia é isto: Invocar os poderes divinos nos momentos de necessidade! A UMBANDA E A MAGIA A Umbanda é uma religião mágica por excelência! Como religião, ela vem cumprindo sua missão redentora acolhendo em seus templos todas as pessoas que encontram nela uma forte afinidade espiritual, doutrinária e religiosa, assim como vem acolhendo e amparando todos os espíritos que encontram nela uma senda luminosa para evoluírem ou para, através dela, socorrerem os necessitados. Isso é indiscutível e só não vê ou não aceita como um bem divino na vida dos seus seguidores quem acha que a sua é a única religião que ampara e conduz os seres para Deus. Com estes, não vamos perder tempo porque são dignos de misericórdia. Mas, com os que a têm-na como sua religião, com estes só ganhamos ao ser uteis a eles em suas evoluções. É a estes que escrevemos, e a ninguém mais, certo? O fato é que a identificação das pessoas com os ritos e praticas umbandistas é algo natural e, pouco tempo depois de começar a frequentar um centro elas começam a entender os significados dos seus ritos, dos seus cantos e das magias benéficas que são realizadas pelos Guias durante os passes, assim como começam a se beneficiar dos poderes dos Orixás através de praticas simples e fáceis de serem feitas, seja em suas casas ou em algum dos pontos de forças da natureza. Entre as muitas praticas umbandistas com fundos mágicos, citamos estas: Os cantos ou pontos cantados. Os pontos riscados (Magia da Pemba) Os cruzamentos As defumações Os banhos de ervas Os amacis As orações mágicas Os passes Os transportes e descarregos

portalcdo@bol.com.br

23


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

O uso da fumaça de charutos As oferendas Os trabalhos com os Orixás Os trabalhos com os Guias espirituais Os trabalhos com as forças da esquerda Os trabalhos com os elementos Os trabalhos com rezas e orações A MAGIA DO SOM DOS PONTOS CANTADOS UMBANDISTAS Os pontos cantados durante a abertura, o desenrolar e o encerramento de uma sessão de trabalhos espirituais umbandistas estão ligados aos mistérios da Magia do Som, ou melhor, “Magia Divina dos Sete Sons Sagrados”. Esta magia divina rege sobre o mistério dos sons, mistério esse pouco conhecido por nós, que pouco podemos comentar, porque só sabemos o pouco que já nos foi revelado. Portanto, nos limitaremos ao que já sabemos, e nada mais. O fato é que toda religião tem os seus cantos sacros, que são entoados durante seus cultos, com cada um deles tento só uma ou várias finalidades especificas. Como estamos comentando a Magia de Umbanda, centraremos nossos comentários só nos seus pontos cantados e nas suas finalidades. Temos pontos cantados para abertura de um trabalho, para as defumações, para a chamada de forças divinas ou espirituais, para afastamento de hordas de espiritos trevosos, para descarrego, etc. A MAGIA DA UMBANDA A Umbanda é uma religião que tem auxiliado muitas pessoas, principalmente aquelas que chegam com problemas espirituais graves ou sofrendo por causa de algum tipo de magia negativa. A espiritualidade que atua na Umbanda, formada por Guias Espirituais agregados às linhas de trabalhos regidas pelos Orixás tem auxiliado a todos realizando pelos necessitados desse tipo de ajuda um ótimo trabalho. Mas, se os Guias espirituais conseguem dar esse auxilio, ele se deve ao fato de que existe uma Magia de Umbanda, exercitada por eles sempre que veem que é necessário avançarem para além do passe energético. Esta “Magia de Umbanda” é vastíssima e vai desde o uso de baforadas de fumaça dos cachimbos, dos charutos e dos cigarros usados por eles como “recurso magístico”, até determinados trabalhos que só devem ser feitos nos pontos de forças da natureza regidos pelos Sagrados Orixás. Devido o vasto formulário de “recursos magisticos”, muitos dos quais pouco ou nunca usados pelos Guias, às vezes os médiuns ficam em duvida se o que foi pedido tem fundamento e é valido colocar determinado elemento em uma oferenda ou dá-lo nas mãos de um deles para que o use em beneficio de um consulente. Os recursos magisticos são tantos que nem os Guias recorrem a todos e sim, só usam uns poucos, que já são suficientes para os trabalhos que portalcdo@bol.com.br

24


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

realizam no beneficio dos seus médiuns e das pessoas que os consultam. Sabe-se que existem pessoas seguidoras de outras religiões que olham a quantidade de elementos usados pelos Guias ou seus médiuns durante uma sessão e veem naquilo tudo um “fetichismo” e um “atraso” religioso. Só que essas pessoas não atentam para um detalhe: - Nas religiões deles todos se reúnem e participam de um culto religioso, muito bonito, mas que tem um alcance limitado, enquanto na Umbanda a sessão de trabalho espiritual não se limita a ouvir o clamor das pessoas necessitadas e sim, ali, na hora, elas começam a ser auxiliadas na solução dos seus problemas. E, por ser assim é que as maiorias dos consulentes proveem das outras religiões, nas quais não são feitas as sessões de desobsessão e curas espirituais, de descarregos, as de desmagiamentos, de limpeza energética e de abertura de “caminhos”, etc. Esta é a razão de tantos seguidores das outras religiões virem se consultar com os Guias Espirituais da Umbanda. Os Guias conhecem muitos recursos magisticos e os usam durante seus trabalhos em beneficio das pessoas necessitadas sem exigirem quase nada por parte delas. A MAGIA DE UMBANDA A Magia de Umbanda é vastíssima e não pode ser comentada de uma forma aleatória e sim é preciso organiza-la em capítulos para que as pessoas interessadas em aprender possam receber as informações de forma ordenada. Então temos isto: Magia Espiritual (com os Guias) Magia Elementar (com os elementos) Magia Natural (na natureza) Magia com os Orixás Magia Simbólica (com a pemba) Magia Mental (com as rezas e orações) Magia Sonora (com os pontos cantados). Etc. O campo é vasto e inesgotável em possibilidades, porque cada Orixá é um mistério divino imensurável e pouco conhecido por nós, que apenas aprendemos como cultua-lo eoferenda-lo e nos beneficiamos de alguns dos seus poderes divinos. Mas, só esse pouco que sabemos sobre eles tem sido suficiente para nos socorrermos quando necessitamos e tem sustentado nossa fé e religiosidade. MAGIA DE PEMBA NA UMBANDA O estudo da Magia da Pemba é amplo e exige o conhecimento prévio de vários mistérios divinos que atuam por traz de cada símbolo e signo mágico, ou através deles, assim como exige um aprendizado sobre os fundamentos divinos que deram origem a essa magia.

portalcdo@bol.com.br

25


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Os estudos continuados da Magia Divina nos ensinou que, para cada símbolo existe umou vários poderes operantes, que entram em ação assim que ele é ativado. Ainda que não seja possível a identificação de todos os poderes que atuam através dos muitos símbolos existentes, no entanto é possível identificarmos os que atuam por traz de alguns. Mas é preciso estudar um pouco e por isto recomendamos a leitura de dois livros de nossa autoria: 1. TRATADO GERAL DE UMBANDA 2. INICIAÇÃO À ESCRITA MÁGICA DIVINA No livro Tratado Geral de Umbanda recomendamos o estudo dos capítulos abaixo relacionados, ainda que os outros também sejam importantes porque formam um todo indispensável ao bom aprendizado. Capítulos recomendados: • As Sete Vibrações Divinas página 37 • Divindades e Símbolos página 47 • Os Fatores de Deus página 89 • O Setenário na Umbanda página 105 • Os Fatores e o Verbo Divino página 123 • O Símbolo das Cores página 167 • A Geometria Sagrada da Umbanda. página 169 • O Ponto Riscado da Umbanda página 183 • Ciência do Ponto Riscado página 199 • Ondas Vibratórias Temporais e Atemporais página 207 • A Magia Riscada Simbólica página 211 • A Pemba página 224 • A Toalha na Umbanda página 227

portalcdo@bol.com.br

26


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

MAGIA CONTRA AS TREVAS Um número cada vez maior de pessoas busca ajuda dos magos para dar fim aos problemas e angústias dos tempos atuais Luiza Pastor e Mário Chimanovitch. Na véspera do vestibular, o adolescente A.L. fez tudo como manda a cartilha da boa prova: deixou os livros de lado, pegou um cinema com os amigos, optou pela água-de-coco no lugar do chope e foi para casa dormir cedo para estar descansado no dia seguinte. Antes de deitar, porém, A. foi convencido pela mãe a entrar num círculo de giz traçado no chão do quintal onde, à luz de algumas velas coloridas, passou por um ritual de limpeza de todas as energias negativas que pudessem perturbar-lhe a concentração necessária à prova tão temida. “Eu sabia que estava bem preparado, havia estudado o ano inteiro, mas tanta gente estuda tanto quanto eu e na hora vem o branco, que não custava nada dar uma forcinha extra para a sorte”, conta A., que prefere não dar o nome “para não pagar mico na faculdade”. A mãe de A., a dona-de-casa C., de classe média alta e católica de formação, “mas afastada da Igreja há anos”, diz que usou a magia como aliada ao esforço do filho. E que lança mão de suas velas e mandalas sempre que algo começa a fugir do controle na rotina familiar. “Os problemas ainda surgem, mas os enfrentamos com mais serenidade e as soluções parecem mais fáceis”, garante. C. fez o curso do Colégio de Tradição de Magia Divina, fundado em 1999 pelo escritor e Mago da Luz Rubens Saraceni, que vem atraindo um número cada vez maior de interessados em um assunto que, até pouco tempo atrás, era visto como superstição de gente ignorante: a prática da magia. Restrita ao longo dos séculos às sociedades secretas e escolas iniciáticas, privilégio de poucos e quase sempre associada pelo imaginário popular à prática de bruxarias, a magia começa agora a abrir suas portas e mistérios ao comum dos mortais. Uma abertura, dizem os iniciados, que ocorre como consequência dos tempos sombrios em que vivemos, nos quais a violência, a corrupção e o egoísmo parecem estar levando vantagem no embate tão velho quanto a própria magia, o do Bem contra o Mal. Centenas de pessoas têm acorrido nos últimos três anos a uns poucos núcleos demagia, como são chamados, para mergulhar no aprendizado que até pouco tempo era reservado a raros, ricos e poderosos.

portalcdo@bol.com.br

27


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Respostas – O que as leva em busca desse aprendizado oscila entre a mera curiosidade, o desejo de adquirir novos conhecimentos ou então de encontrar novas e mais eficazes formas de lidar com velhos problemas, como a angústia gerada pela insegurança, o medo de sortilégios ou a cura de doenças. Quase todos os que foram ouvidos por ISTOÉ admitiram estar cansados de serem explorados por falsos curandeiros, adivinhos da sorte ou fabricantes de horóscopos, e acreditam ter encontrado na prática da magia a resposta para muitos dos males que as afligiam. Os empresários Luís Antônio Baptista e Adriano Camargo, sócios da New World Computadores e Sistemas, refletem perfeitamente esse novo perfil. Especialistas em tecnologia da informação, uma área profissional voltada para a alta tecnologia e, como explica Baptista, “totalmente fundamentada na lógica”, adotam a magia que aprenderam no colégio não só em suas vidas privadas, mas no diaa-dia do trabalho. “Claro que não se trata de acender vela na hora em que um computador pifa”, comenta, com bom humor, o empresário. Ele explica que, muitas vezes, uma pessoa carregada de energias negativas, de preocupações e problemas em sua vida particular, não consegue enxergar os problemas que estão à sua frente. “Ao limparmos essa carga da pessoa, com ações sutis de magia que às vezes ela nem percebe, é como se as coisas ficassem mais claras e as soluções vêm mais rápido”, explica. Os clientes, acrescenta o sócio Camargo, percebem que há alguma diferença: “Como sua escala de valores muda quando você começa a praticar a magia, todo mundo percebe que há algo em você mais confortável, mais confiável, e isso se reflete nos resultados.” O fato de a magia, nos moldes atuais, poder ser praticada sem espalhafato tem sido um dos seus principais atrativos, em um mundo dominado pela razão e o ceticismo. Segundo explicou o mago Saraceni a ISTOÉ, “a magia, ao contrário da crença geral, não necessita de locais especiais ou aparatos suntuosos para ser praticada. O mago pode exercê-la no interior de sua casa, de seu trabalho ou na residência de alguma pessoa que esteja necessitando de sua atuação. Também ao contrário do que se imagina, não são necessários instrumentos complicados para a sua prática, mas sim determinadas pedras, giz mineral, eventualmente o azeite virgem, flores, velas, em suma, objetos muito fáceis de ser encontrados. Ela pode ser praticada também ao ar livre, nas margens de rios, matas, mar e montanhas, e não utiliza nem sacrifica animais.”

portalcdo@bol.com.br

28


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Austeridade – O Colégio de Tradição de Magia Divina, o mais procurado e respeitado desses núcleos, funciona num local discreto e sem nenhuma placa que o identifique no velho bairro operário do Belenzinho, na zona leste de São Paulo. Entre as velhas casas do bairro, um prédio acinzentado de dois andares abriga a escola. Trata-se de um local austero, sem nada que demonstre suas reais finalidades. O colégio é dirigido por Saraceni, 50 anos, que se dedica ao estudo da magia desde o início da década de 80. Pessoa discreta e afável, Saraceni recebeu a reportagem com receio, confessando temer publicidade sensacionalista sobre algo tão complexo de se abordar. Ele explicou que o colégio, ou núcleo de magia, reúne semanalmente pessoas de todos os níveis sociais e categorias profissionais que se encontram para trocar informações, novas descobertas e também para se auxiliar mutuamente diantedo desconhecido. “Trata-se de uma nova forma de lidar com os velhos problemas que afligem as pessoas, tais como obsessões, magias negras, fobias e até doenças que a medicina convencional tem dificuldade em abordar”, explica Saraceni, que conta já ter formado mais de dois mil magos. Os cursos duram em média quatro meses e abrangem 21 áreas diferentes, tais como a Magia do Fogo, a Magia das Pedras, a Magia da Água, dos Vegetais, dos Gênios, da Espada, entre outras. O primeiro curso, o de Magia Divina das Sete Chamas, é fundamentado no elemento fogo e é praticado com velas que funcionam como condensadores ou irradiadores da chamada energia da chama. A Magia das Pedras trabalha com cristais e outros minerais no mesmo processo de condensação de energias. A Magia dos Vegetais cuida da regeneração e cura do espírito e a dos Gênios opera com os chamados elementais ou seres da natureza para combater forças do mal. Já a da Espada serve como elemento de ruptura das chamadas energias negativas. Ela rompe cordões invisíveis que estariam ligando o ser humano a essas energias ruins. Carga pesada – O professor de educação física Gilberto Sérgio Munhoz é outro mago formado por Saraceni, que adota o que aprendeu nos cursos na rotina de seu negócio, uma loja de material esportivo. “Não dá para separar as coisas, quando você começa a sentir que alguém que entrou na sua loja chega com uma carga pesada, ruim, automaticamente você já começa a invocar uma limpeza, que o ajuda e também a essa outra pessoa”, explica. Ele conta que nunca foi muito ligado às coisas do espírito, mas que a magia “é diferente”: “Sou e sempre fui muito cético, não sou do tipo portalcdo@bol.com.br

29


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

que acha que tudo o que acontece na vida tem causa espiritual, mas a magia me conquistou porque é essencialmente simples, ela lida com energias, reequilibra a mim e as pessoas ao meu redor. Isso é incontestável, é algo que você sente.” Essa atração de pessoas nem sempre religiosas pelo universo da magia é considerada normal por Saraceni, que faz questão de lembrar que a magia “nasceu antes das religiões, antes que as religiões se apossassem do domínio dos mistérios edele fizessem instrumento de poder”. “Há uma curiosidade natural no homem de aprender, é algo típico do ser humano e de suas necessidades: pessoas que têm problemas de fundo espiritual, pessoas que sofrem perseguições de espíritos do passado, outras que sofrem projeções mentais de seus desafetos, enfim, pessoas que têm medo ou insegurança em razão do próprio momento em que vivemos, que é de muitas transformações, e muitos não conseguem acompanhálas. Tudo isso, associado à situação da violência, ao desemprego, à insegurança em relação ao amanhã, leva as pessoas à magia, para se defenderem.” Saraceni acredita que é justamente o mundo moderno como ele é que tem levado as pessoas a procurar a magia, sem medo de serem ridicularizadas: “Se você vai ao cinema, lá está a magia. Você entra na internet e acessa sites que falam de coisas extraterrestres. A literatura está quase toda recheada de magia. Veja o fenômeno atual do Harry Potter. Você entra nos games das crianças e vê seres fantásticos, seres dotados de superpoderes, os comics mais vendidos são aqueles dos super-heróis. Na verdade, estamos vivendo um tempo mágico, em que a magia está no ar envolvendo toda a humanidade. É um fato mundial. E nos deparamos também com os absurdos, as ordens negras voltadas para o Mal, para o culto de forças desconhecidas da humanidade.” Ele defende que a magia vai se universalizar dentro em breve, deixando de ser hermética para se tornar algo comum a toda a humanidade. “Quem quiser praticar a magia só precisará se iniciar. Nós a mantemos controlada para que não aconteça a ela o que ocorreu com outras através dos tempos, ou seja, acabaram se desvirtuando e perdendo sua pureza e simplicidade, tornando-se complexa e ao mesmo tempo distorcida”, conclui.

portalcdo@bol.com.br

30


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

OS VINTE E UM GRAUS DA MAGIA DIVINA Em 1999 teve inicio o ensino da Magia Divina, algo novo naquela época, quando só se ensinava magia em escolas iniciáticas fechadas e inacessíveis à maioria dos interessados nesse campo do esoterismo e do ocultismo. Também inédito foi o método usado para ensina-la e de iniciar as pessoas que ingressavam em seus grupos de estudo porque dispensava-as de já possuírem conhecimentos anteriores nesse campo ocultista e facultava a todos um aprendizado pratico, eficiente e funcional em um curto espaço de tempo. Foi, de fato, algo inédito que gerou em seu inicio muita polemica e criticas acidas por parte de pessoas dos meios umbandistas e candomblecista que, acreditavam elas, para alguem ser mago bastava conhecere os Orixás e suas oferendas. Nos Cultos Afro-brasileiros esse conhecimento é muito útil aos seus médiuns (eu entre esses muitos médiuns) para poderem abrir os cultos e para auxiliarem as pessoas necessitadas, indo à natureza em seus pontos de força , oferendando os Guias e os Orixás para que esses auxiliem-nas. Esse trabalho feito na natureza com Orixás e Guias espirituais é magnífico e é denominado “magistico religioso”, diferente do que eu havia iniciado com o ensino da Magia Divina das Setes Chamas Sagradas, pois nessa Magia Divina o mago iniciado trabalha com os poderes Divinos onde estiver, bastando-lhe ter a mão os elementos necessários, as suas iniciações portalcdo@bol.com.br

31


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

e os conhecimento de como realizar de forma correta e segura toda uma ação mágica abrangente em beneficio próprio ou de outras pessoas. E, ainda que, nos muitos graus elementais da Magia Divina o mago iniciado sirva-se de elementos formadores da natureza (água, terra, fogo, ar, vegetais, minerais e cristais) usados por todas as “Escolas de Magia” do mundo todo, no entanto ele só serve-se deles como meios concentradores de poderes Divinos e como Portais multidimensionais e não como um fim neles mesmos. Mas, além do uso de elementos universais no campo do ocultismo, ao mago iniciado é aberta a ativação dos poderes divinos só através de sua mente ou da “Magia Mental”, onde os poderes divinos atuam tambem a partir das suas mentalizações e direcionamento de suas ações, fato esse que dotou milhares de pessoas de um poder que antes não tinham. Esse diferenciador mágico e o fato da Magia Divina ser ensinada às pessoas interessadas, não importando a religião que seguem ou se são médiuns ou não,( pois para trabalhar com ela não se incorpora e não se fica “tornado” por nenhuma força externa), prova o seu ineditismo, quebrando resistências e preconceitos e abrindo para todos uma nova forma de ativação dos poderes divinos e do direcionamento de suas ações em beneficio aos necessitados com ações mágicas. Com o passar do tempo e com a abertura contínua de novos graus a partir de 2001, muitos dos que não a aceitavam e dos que criticavam seu ensino, aberto a todos, viram que seus ceticismos ou suas criticas não se justificavam porque a “Magia Divina” era “algo” novo e inédito, algo esse que causa naturalmente reações em contrario naqueles que desconhecem e nos que seguem outros métodos de trabalho magistico ou que pertencem a outras escolas de Magia. Entendi o ceticismo e as criticas como algo normal diante de algo novo e procurei esclarecer a todos que me perguntavam com educação sobre a Magia Divina e olvidei os que teciam comentários desvirtuadores sobre a Magia Divina porque, a esses, só o tempo os esclarecia e lhes demonstraria que a forma dela ser ensinada e praticada era inédita, ainda que seus graus trabalhem com poderes divinos e elementos universais, comuns a toda a humanidade. Tanto isso é verdade que hoje, onze anos e meio depois de ter iniciado o primeiro grupo de estudos da Magia Divina (três de maio de 1999) tanto vejo pessoas iniciadas comigo abrirem novos grupos de estudo quanto vejo outras pessoas abrindo novas “Escolas de Magia” ou abrindo as que antes eram fechadas ou secretas, tornando-as accessíveis a um maior numero de pessoas. portalcdo@bol.com.br

32


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Se isso tudo está acontecendo atualmente, isso se deve aquela minha iniciativa inédita e pioneira de ensinar a Magia Divina de forma aberta a todas as pessoas que sentiam atração pelo assunto, mas que só tinham à mão livros falando de magia, mas que não iniciavam ninguém de fato e tudo ficava no plano teórico do conhecimento. Hoje, quando vamos iniciar a abertura do seu 21º grau para o plano material com o ensino da “Magia Divina dos Sete Portais Sagrados”, sinto-me feliz por ter perserverado e resistido a todo o ceticismo, a todas as criticas e a todas as ofensas à minha pessoa e aos mentores espirituais que me sustentam e dão amparo e proteção à abertura da Magia Divina a todos que nela queiram iniciar-se e tê-la como mais um recurso luminoso da Lei Maior e da Justiça Divina para semearem o bem nesse nosso tempo, tão conturbado pelas dificuldades que as transformações de um estado de consciência para um outro mais elevado, tem criado para os seres humanos. A Magia Divina não é o único recurso enviado a nós pelo alto para nos auxiliar nessa difícil transição. Não! Isso não! Muitos outros servos abnegados do nosso Divino Criador abriram muitos outros recursos, com todos se somando no auxilio das pessoas necessitadas. Junto com a Magia Divina veio a abertura do mistério de uma classe de seres divinos descrito na Bíblia Sagrada, mas limitada a uma das classes de Anjos, e que são os Tronos. Até a abertura do mistério dos Tronos na Magia Divina tudo o que todos em todo mundo sabiam sobre eles é que eram uma das classes de Anjos... E nada mais. Mas, de repente, um manancial de conhecimentos sobre os Tronos brotou e não parou até hoje de nos enviar mais e mais conhecimentos sobre eles, sendo que o principal, ao meu ver, é que eles participam da criação como os poderes regentes dos Sete Planos da Vida; da Gênese Divina dos Seres e de todas as demais espécies vivas criadas por Deus; assim como participam ativamente da criação das realidades, dos reinos, dos domínios e das muitas dimensões da vida, assim como dos universos paralelos a esse nosso, material. Mas eles também regem sobre tudo mais, desde as cores até os elementos formadores do nosso Planeta; Desde nossas faculdades mentais até o funcionamento dos nossos órgãos e aparelhos biológicos.

portalcdo@bol.com.br

33


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Enfim, os Sete Tronos são as sete manifestações de Deus e regem todas as religiões já criadas pelos homens, fornecendo-lhes todas as Divindades, cultuadas pelos mais diversos nomes. Mas também nos revelou que eles são os regentes divinos da Lei Maior e da Justiça Divina, assim como o são de todos os processos magísticos já abertos na face da Terra porque regem sobre os Sete Sentidos da Vida e tudo relacionado a eles. Nos revelou que podemos associar os Sete Tronos aos Sete Elementos, as Sete Cores, as Sete Faixas Vibratórias, aos Sete Reinos da Natureza, etc. Esse entendimento profundo sobre os Tronos de Deus nos forneceu as chaves mestras ativadoras de todos os processos magísticos, de todas as classes de seres Divinos, de todos os elementos, de todas as vibrações, de todas as irradiações, de todos os magnetismos, de todas as energias, de todas as espécies de vidas criadas por Deus. Nos forneceu até as chaves interpretativas do Mistério dos Orixás dentro da Umbanda antes totalmente dependente do conhecimento existente só dentro do Candomblé Nagô ou Yorubano. Enfim, a abertura da Magia Divina foi importantíssima e só uns poucos já atinaram com isso e dela vem se servindo cada vez mais porque uma das chaves interpretativas que no foi fornecida é a dos “Fatores Divinos” e suas funções na Criação, bem descritos no Livro das Energias e da Criação, editado pela Madras Editora Ltda. Resumidamente, os 21 graus da Magia Divina são esses: 1. Magia Divina das Sete Chamas Sagradas 2. Magia Divina das Sete Pedras Sagradas 3. Magia Divina das Sete Ervas Sagradas 4. Magia Divina dos Sete Raios Sagrados 5. Magia Divina dos Sete Gênios Sagrados 6. Magia Divina dos Sete Anjos Sagrados 7. Magia Divina dos Sete Elementos Sagrados 8. Magia Divina das Sete Conchas Sagradas 9. Magia Divina das Sete Luzes Sagradas 10. Magia Divina dos Sete Mantos Sagrados 11. Magia Divina das Sete Cruzes Sagradas 12. Magia Divina das Sete Cores Sagradas 13. Magia Divina dos Sete Giros Sagrados 14. Magia Divina das Sete Espadas Sagradas 15. Magia Divina das Sete Águas Sagradas 16. Magia Divina dos Sete Eixos Sagrados 17. Magia Divina dos Sete Símbolos Sagrados 18. Magia Divina das Sete Essências Sagradas 19. Magia Divina das Sete Vestes Sagradas portalcdo@bol.com.br

34


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

20. Magia Divina das Sete Vestes Sagradas 21. Magia Divina dos Sete Portais Sagrados Esses 21 graus trouxeram todo um vasto conhecimento sobre o Universo Divino e delineou todo um sistema magistico de fácil apreensão e de uma praticidade impressionante que vem surpreendendo médiuns umbandistas, seguidores das mais diversas doutrinas e magos das mais diversas escolas ocultistas abertos ao novo e que vieram conhece-la ou nela iniciarem-se também. Isso nos faz sentirmos-nos gratos aos Mentores Divinos e Espirituais da Magia Divina, cuja abertura nos foi confiada. Milhares de pessoas seguidoras das mais diversas religiões já se iniciaram nela e hoje se servem magisticamente dos seus poderes e mistérios para auxiliarem a si e aos seus semelhantes, tornando-se doadores desse auxilio aos necessitados.

portalcdo@bol.com.br

35


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Rubens Saraceni é um médium e escritor brasileiro, nasceu em Osvaldo Cruz em São Paulo em 1951, e há mais de 25 anos exerce sua mediunidade e faz seus estudos no campo da espiritualidade. Seus inúmeros livros já publicados são psicografados, ditados e orientados pelos Mestres. Sua jornada, segundo conta, foi iniciada no espiritismo de "mesa branca", passando posteriormente para a Umbanda, onde se tornou Sacerdote de Umbanda Sagrada. Há muitos anos, o médium Rubens Saraceni, que tem uma enorme quantidade de livros psicografados e dezenas deles publicados, recebeu um pedido dos Mestres da Luz, Guias de Lei e de Umbanda, no qual solicitavam que as informações reveladoras, por eles transmitidas, não fossem apenas para seu bel prazer, e sim para que, por meio dele, o conhecimento se multiplicasse. Com isso, Rubens começou a ministrar o curso de Teologia de Umbanda, um curso simples e teórico, visando a uma melhor formação do médium umbandista em relação aos Fundamentos da Umbanda. Desse convívio, Rubens se deu conta do valor do que havia recebido, pois há muitos anos praticava a Magia Divina ensinada por seus Mentores, portalcdo@bol.com.br

36


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

que se mostrou fundamental na proteção daqueles que o procuravam. Foi quando os Mestres da Luz ressaltaram a importância de consolidar-se no lado material um Colégio nos moldes dos Grandes Colégios Astrais, que sustentam toda a formação daqueles que se assentam à direita e à esquerda dos Sagrados Orixás, Tronos e Divindades de Deus. Daí surgiu o Colégio de Umbanda Sagrada Pai Benedito de Aruanda, para dar formação mediúnica e sacerdotal de Umbanda, bem como, sustentação, Religiosa e Magística aos que buscam o Conhecimento Sagrado sobre O Divino Criador Olorum (Deus),suas Divindades e seus Mistérios Geradores. Mestre Seiman Hamiser Yê, um Ogum Sete Espadas da Lei e da Vida, assumiu a abertura da Magia do Fogo no plano material, por meio de Rubens Saraceni, na qual são ensinados os fundamentos da Magia Riscada dos Orixás, a Grafia Sagrada, bem como a correta utilização magística das velas, suas cores e o elemento fogo na arte da Magia. O primeiro curso do gênero aberto ao plano material por Mestre Seiman, e que deve ser o primeiro na formação do Mago, intitula-se "Magia das Sete Chamas Sagradas". Rubens é também o fundador do Colégio Tradição de Magia Divina, colégio este que se destina a dar amparo aos formados nas magias abertas ao plano material e espiritual.

portalcdo@bol.com.br

37


MĂŞs 03 Portal Caminhos de Ogum

portalcdo@bol.com.br

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

38


Mês 03 Portal Caminhos de Ogum

www.jornaldeumbandaportalcaminhosdeogum.blogspot.com.br

Tomara Que a tristeza te convença Que a saudade não compensa E que a ausência não dá paz E o verdadeiro amor de quem se ama Tece a mesma antiga trama Que não se desfaz E a coisa mais divina Que há no mundo É viver cada segundo Como nunca mais... Vinicius de Moraes

portalcdo@bol.com.br

39

Mês de março 2015 homenagem ao pai Rubens  

edição histórica

Mês de março 2015 homenagem ao pai Rubens  

edição histórica

Advertisement