Page 1

ORNAL DA CIDAD J E

Jornal da Cidade

17 ANOS

Escrevendo nossa história

1ª quinzena de março de 2011

UM J ORNAL

DE

QUALIDADE

1

17 ANOS

Escrevendo nossa história

ARCOS-MG - N O 234- 1ª QUINZENA DE MARÇO DE 2011 - CIRCULAÇÃO: ARCOS, LAGOA DA PRATA E JAPARAÍBA

Obras na BR-354 serão oficializadas na próxima segunda-feira

E

m reunião na próxima segunda-feira, 21, às 13h30min, na Câmara Munici pal de Arcos, o prefeito Claudenir José de Melo – Baiano recebe o depu tado federal Jaiminho Martins para o lançamento oficial das obras na BR354. Na oportunidade, estarão presentes o superintendente do DNIT-MG Sebastião Donizete, o prefeito de Iguatama Leonardo Muniz, além de autoridades de municípios de toda a região. A recuperação da BR, orçada em R$ 128 milhões, teve início na última segunda-feira, 14, e contempla o trecho da rodovia que vai do acesso à cidade de Bambuí até Arcos. Segundo Jaiminho Martins, esta é a primeira fase da obra, que compreende três lotes e será executada em um ano e meio, conforme os contratos já assinados entre o DNIT e a empresa Barbosa Mello. “Nesta primeira etapa será recuperado o trecho de 21,67 km de extensão localizado entre as cidades de Bambuí, Iguatama e Arcos, com investimento de R$ 21,6 milhões. No segundo, que passa em Formiga e segue até Campo Belo, com 63,2 km, os investimentos serão de R$ 66,3 milhões. Em seguida, com 32,2 km, será restaurado o lote 3, entre Campo Belo e Perdões, com investimentos de R$ 40,3 milhões. Nossa expectativa é que essas obras fortaleçam as cidades mineiras beneficiadas, melhorando o modal de transporte e a economia da região”, informou.

VEJA MATÉRIA COMPLETA NA PÁGINA 03

Aniversário do Antônio Cardoso

Aniversário na Fazenda O aniversariante José Maria Ribeiro e família

VEJA MATÉRIA COMPLETA NA PÁGINA 05

VEJA MATÉRIA COMPLETA NA PÁGINA 11

P A


2

1ª quinzena de março de 2011

Um arcoense na terra do Tio Sam CXXXVI

Toninho Sampaio

Sem opção Estávamos em um vôo doméstico nos Estados Unidos. Ano de 1997. Era um vôo noturno, longo ? o país é continental e maior do que o Brasil ? e muita gente querendo dormir. Parece que o americano, assim como o japonês e outros povos sofridos pela guerra, são mais tolerantes. Pode ser uma característica cultural. Neste vôo havia um jovem casal às voltas com o filho recém-nascido. Ele chorava muito e o jovem casal parecia marinheiro de primeira viagem. Eles não estavam conseguindo lidar com a situação. Eu, de antena ligada, ouvi quando a aeromoça ofereceu os préstimos. Parecia que a criança estava com dor de barriga. Ela chorava alto. Parecia um megafone. O cronista às vezes viaja em suas viagens, depois de tantos anos. O jovem americano, desde cedo, aprende a se virar. Os pais não passam a mão na cabeça. Até os dezesseis anos os pais criam e dão toda assistência. Depois disto são convidados a sair de casa. É o costume do país. Hoje, porém, nem tanto. O país dá condições para que o jovem sobreviva fora do Estado de origem. É raro ver algum jovem de Madison e que seja de Madison. ´ E raro ver algum jovem, masculino ou feminino, no Texas e que seja do Texas. Eles migram muito. Vão estudar

fora. Veja o exemplo do Presidente Barack Obama. Ele nasceu no Havaí ? o qüinquagésimo estado amerricano -. fez os cursos de Direito e Ciências Políticas nas Universidades de Harvard e Columbia, ambas em Nova York. Foi deputado e senador pelo Estado do Illinois. Depois candidatouse a Presidente dos Estados Unidos e venceu as eleições. Somente aí foram três estados. O de nascimento. Depois o das universidades. Depois o da política. Ele migrou muito, assim como todo jovem americano. Os jovens e as jovens americanas há anos buscam dias melhores fora de casa, desde os dezesseis anos. O país dá segurança e opção para que este jovem cresça e se torne cidadão. No Brasil esta prática tem poucos anos e desde então o país tem melhorado. Pena que não ofereça segurança. E quem está sem opção? Por que o título, Sem Opção? Muitos de vocês leitores devem, neste momento, estar perguntando. O cronista responde que o “Sem Opção” fica por conta do jovem casal com o filho. Tiveram o filho. Tem que se virar. Poucos pais americanos criam netos para que jovens casais “arrumem” a vida. O filho é deles. Eles que se cuidem.

Professor de Matemática do 2º grau E. E. Berenice de Magalhães Pinto advogado. Editor do Jornal da Cidade.

Expediente Este Jornal é uma publicação da SAMID Comunicações e Empreendimentos - Publicação Quinzenal - C.G.C.: 64.486.756/0001-75 Diretor e editor: Dimas José Rodrigues E-mail: dimasjc@oi.com.br Telefone: (37) 3351-7558 Colaboradores: Toninho Sampaio Diagramação: Walisson Felipe - Grafontes Impressão: GRAFONTES - 3351-4724 (e-mail : grafontesgrafica@gmail.com )

Jornal da Cidade

Comenta

De visitas e visitadores

R

econheço que te nho dificuldade enorme em visitar os amigos. Defeito que se torna mais grave em um político. Desculpas eu tenho muitas: quase todas as vezes que vamos visitar alguém, estaremos atrapalhando em alguma coisa. Ou o nosso visitado estava preste a sair, ou está vendo televisão, um jogo, uma novela, um filme, ou comendo, ou repousando... e lá vem o visitador inoportuno! Uma dúvida sempre surge: devemos avisar ou não? Se avisamos de antemão a visita, parece que estamos pedindo recepção com salgadinhos e outros mimos. Se não avisamos, quase sempre chegamos em hora inconveniente. Não que eu não goste das pessoas, pelo contrário, não tenho inimigos e tenho uma facilidade enorme em perdoar. Visitas, eu vou empurrando com a barriga (que não é pequena), deixando para depois, para outro dia. Às vezes um amigo morre e eu me corroo de remorsos: Por que eu não fui visitá-lo? Quase todos nós, brasileiros, temos um ancestral indígena. Na minha família, pelo lado de minha mãe, os índios eram parentes próximos. A história nos conta que índios gostavam de ficar, à noite, em volta da fogueira, calados, olhando o céu, ouvindo os barulhos noturnos, sonhando. Uns cochilavam. Outros murmuravam coisas desconexas, uns ainda, depois de mastigar certas raízes alucinógenas ficavam agitados, falantes, enquanto outros se fechavam num mutismo sereno e sonhador. Estavam satisfeitos de estarem ali, na roda de amigos. Não precisavam de comunicação. A comunhão com a natu-

reza já lhes dava a paz necessária e a alegria de viver. Dois tios meus, Tonico e Jaime, viviam na serra da Zona da Mata mineira. O primeiro, casado, tocava a sua fazenda, que era pequena, e sobrevivia do que por lá conseguia extrair; vida simples e honesta. Sem grandes voos ou projetos. Tio Jaime, mais rico, vivia numa fazenda maior, com casa grande, muitos colonos, enormes plantações de café e fumo. Muito gado, porcos de engorda e cria. Era abastado e solteirão. Geralmente à tarde mandava arrear uma besta grande e assustadiça, que aceitava somente a sua montaria e se mandava para a casa do tio Tonico. Chegava ao entardecer, cumprimentava a comadre, punha bênção nos sobrinhos e se assentava com o compadre – pois, embora irmãos, se tratavam por compadres – no alpendre da fazenda e lá ficava até anoitecer. Conversa quase nenhuma. A comadre trazia o café com quitandas, depois um leite com farinha e sal. Escurecia, os galos cantavam seu último canto antes de dormirem. Aqui e ali o gado mugia

ou um bezerro chamava pela mãe. Enrolavam pitos de palha e, vez ou outra trocavam uma conversa sobre o tempo, a colheita, uma vaca doente. No mais era um silêncio entrecortado de pigarros e tosses secas, resultado das baforadas. Ia ficando tarde e tio Jaime se levantava. “A prosa está boa, compadre, mas nós dois temos que acordar amanhã de madrugada”. “Cedo, compadre, toma mais um café”. Era a senha para a despedida. Os dois sabiam que estava na hora de acabar com a “conversa”, que o dia seguinte seria longo e trabalhoso. Como os índios, não necessitavam de muita conversa. Bastava que estivessem juntos, vendo a lua, ou a noite escura e estrelada, ouvindo o mugir do gado e os sons noturnos, numa sintonia de gente boa, de bem com a vida. Cresci longe dos parentes. A profissão de papai nos levou a muitos lugares. Funcionário público, ia para onde o governo mandava. Em lugar algum tínhamos parentes. Fomos criados vivendo nós, conosco.

Papai e mamãe, por serem sempre “gente de fora” ficavam arredios e de poucas visitas. Mamãe se entrosava bem na igreja, onde sempre comandava os corais e papai tinha na grande maioria de seus amigos os pescadores da cidade. Um dia aqui, outro ali, fomos crescendo longe dos parentes. Hoje não sei avaliar se foi bom ou ruim. Pois, sabemos, existem vantagens e desvantagens de ter a parentela por perto. O que eu sei é que gosto profundamente dos meus parentes e amigos. Sofro muito com o sofrimento de qualquer um deles e me alegro com suas alegrias e vitórias. Penso que não preciso estar na casa deles, às vezes aborrecendo, para dizer que os amo e que me importo com eles. Sou como os índios, ou como os tios Tonico e Jaime, basta estar por perto, saber que estão bem, que posso contar com eles, como sei que podem contar comigo. Às vezes, conversa pode até atrapalhar, pois como diz a sabedoria popular: “Já me arrependi de muitas de minhas falas. De meus silêncios, jamais!”


Jornal da Cidade

1ª quinzena de março de 2011

3

Obras na BR-354 serão oficializadas na próxima segunda-feira Prefeito Baiano recebe o deputado Jaiminho Martins e prefeitos da região

E

m reunião na próxima segun da-feira, 21, às 13h30min, na Câmara de Arcos, o prefeito Claudenir José de Melo – Baiano recebe o deputado federal Jaiminho Martins para o lançamento oficial das obras na BR-354. Na oportunidade, estarão presentes o superintendente do DNIT-MG Sebastião Donizete, o prefeito de Iguatama Leonardo Muniz, além de autoridades de municípios de toda a região. A recuperação da BR, orçada em R$ 128 milhões, teve início na última segunda-feira, 14, e contempla o trecho da rodovia que vai do acesso à cidade de Bambuí até Arcos.

Foto Gazeta Arcoense

Segundo Jaiminho Martins, esta é a primeira fase da obra, que compreende três lotes e será executada em um ano e meio, conforme os contratos já assinados entre o DNIT e a empresa Barbosa Mello. “Nesta primeira etapa será recuperado o trecho de 21,67 km de extensão localizado entre as cidades de Bambuí, Iguatama e Arcos, com investimento de R$ 21,6 milhões. No segundo, que passa em Formiga e segue até Campo Belo, com 63,2 km, os investimentos serão de R$ 66,3 milhões. Em seguida, com 32,2 km, será restaurado o lote 3, entre Campo Belo e Perdões, com investimentos de R$

Segundo Martins esta é a primeira fase das obras de recuperação na BR 354

40,3 milhões. Nossa expectativa é que essas obras fortaleçam as cidades mineiras beneficiadas, melhorando o modal de transporte e a Foto Gazeta Arcoense

De acordo com o prefeito de Arcos, Claudenir José de Melo - Baiano, o trecho compreendendo entre Arcos a Iguatama realmente está num estado crítico e a atuação em parceria com o deputado federal Jaiminho Martins foi essencial para o inicio das obras

economia da região”, informou. Ainda segundo o deputado, durante os trabalhos na BR-354, todo o pavimento danificado será removido, com a retirada das camadas de base para, em seguida, ser feito o rebatimento da estrutura, aplicação de novas camadas e por fim aplicação da capa de asfalto. Será realizada ainda a reforma de acostamentos e renovação da sinalização. Os trabalhos serão iniciados justamente nos pontos com ocorrência de erosões e queda de barreiras, visando à segurança dos usuários. O prefeito de Arcos, Claudenir José de Melo – Baiano classifica como crítico o estado do trecho compreendendo entre Arcos a Iguatama e garante que a atuação em parceria com o deputado federal Jaiminho Martins foi essencial para o inicio das obras. ”Desde que assumimos o governo, estamos trabalhando junto

ao deputado Jaiminho Martins, que tem grande influência na Comissão de Transportes da Câmara de Deputados e junto ao DNIT. Então atuamos com ele no intuito de conseguir a restauração desse trecho entre Arcos e Iguatama. Participamos de uma reunião com o Jaiminho Martins, em Brasília, no DNIT, para tratar dessa finalidade. Participamos também de reunião na Superintendência do DNIT, em Belo Horizonte, com o Dr. Sebastião Donizete, que é o superintendente, também acompanhado do Jaiminho, tratando de outros assuntos relativos ao transporte aqui no município, mas sempre na pauta estava a restauração da rodovia entre Arcos e Iguatama”, contou. “Eu fico muito feliz de saber da concretização dessa importante obra. Ela vai beneficiar toda a população até em nível de Brasil, uma vez que trata-se de uma BR. Além disso, boa parte da classe trabalha-

dora de Arcos, que se desloca entre Arcos e Iguatama, já que há muitas empresas nesse trecho, será beneficiada por isso”, avaliou Baiano. A rodovia BR-354 compõe um dos sistemas rodoviários mais importantes da Região Sudeste, participando da integração entre Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Sul de Minas e Vale do Paraíba. A BR-354 também é conhecida por ser a principal via de escoamento da produção estadual do grão, concentrada na região do Alto Paranaíba. Formiga Às 16h, a o lançamento oficial da recuperação da BR-354 será realizado em Formiga, na Câmara Municipal, também com a presença do deputado federal Jaiminho Martins e do superintendente do DNIT-MG Sebastião Donizete. Renata Silva


4

1ª quinzena de março de 2011

Jornal da Cidade

Veterinária São Francisco de Assis Jóse Aparecido da Silva Médico Veterinário CRMV-MG 3620

Rua Joaquim Murtinho, 551 - Centro - (esquina com expedicionário) Arcos - Tel. (37) 3351-4697

Dr. João Júlio Cardoso Ortodontista CRO-MG 20835

Aparelhos fixos e removíveis Rua Getúlio Vargas, 139 - Sala 05 - Centro Tel.: (37) 3351-2838 - e-mail:jjorto@yahoo.com.br


Jornal da Cidade

1ª quinzena de março de 2011

5

Antonio Cardoso soprou velinhas

A

quinta-feira, 10 de março, foi especial para o ex-vice prefeito por três vezes em Arcos, o empresário Antonio Luís Cardoso, cujo carisma já é conhecido de todos. Antonio Cardoso não chama ninguém, porém, os amigos comparecem em grande número e a festa fica completa. Os 77 anos de Antonio Cardoso teve muita alegria e descontração, com a turma de Seresteiros de Arcos mostrando muita competência, como sempre, onde o cantor Penachou, professor Janer Faria (maraca), Deco (violão sete cordas), Zé Rocha (bandolin), Bulu (timba), Enéas Sigma 6 (bongô), valorizaram o aniversário do simpático e inoxidável Antonio Luís Cardoso.

Prefeito Baiano (e), Antônio Cardoso, Pe. Tonhão, Dona Iva Cardoso e Pe. Antônio De Simone

Veja abaixo flashes do que foi a festa de aniversário de 77 anos de Antonio Cardoso

Família Cardoso prstigiou o aniversário de 77 anos do empresario e ex-vice prefeito Antônio Luis Cardoso


6

1ª quinzena de março de 2011

Jornal da Cidade


Jornal da Cidade

Notas do Pejora

1ª quinzena de março de 2011 mento carinhoso e respeitoso que ele sempre me dispensa quando vou ao seu estabelecimento, ao lado da Casa de Cultura, a Varanda. !

!

!

!

Grande Verdade I

Dimas Rodrigues dimasjc@oi.com.br

Você pode dar uma festa sem dinheiro. Mas não sem amigos !

!

!

!

Geraldo Peixoto

Dona Iberita

O arcoense Geraldo Peixoto comemorou os seus 99 anos na quartafeira, 17 de março. O Peixoto – conforme é conhecido – é funcionário aposentado da Prefeitura Municipal de Arcos. Ele faz caminhadas. Está lúcido e dirigia o seu fusca azul até pouco tempo. Que Deus o ilumine e permita que você comemore o sexagenário e outros anos a mais

Toda vez que vejo D. Iberita, mãe do ex-vereador Dr. Bakana, fico feliz pela sua simpatia e elegância. A última vez em que a vi foi no aniversário do Antonio Cardoso, na quinta-feira, 10.03, e percebi que D. Iberita, que é vizinha do aniversariante, está vendendo saúde.

!

!

!

!

Delcio Ribeiro Este é outro que soprou velinhas na quartafeira, 17.03, e comemorou em grande estilo. Fiquei sabendo que o jornalista Aurélio Tadeu Nunes de Sousa marcou presença e foi dar um abraço no amigo Delcio da Varanda. O Delcio sempre dispensou um tratamento gentil pela minha pessoa. É meu objetivo retribuir, mesmo de forma pequena, o trata-

!

!

!

!

parte da Europa. Sempre ao lado do marido, da filha e do genro. Ela e o marido Clovis Veloso, são sócios fundadores do Náutico Clube e Furnastur. Sua residência de veraneio, no Náutico, fica logo na entrada do clube. E é comum ver, nos fins de semana, dois jet skis. Sem dúvida alguma em um deles a simpática Maria José está na garupa do marido Clovis Veloso e sempre acompanhados, em outro jet ski, pelo jovem casal Solange e Dalvo. Filha e genro. Maria José é daquele tipo que tem memória atávica. Ela lembra, com detalhes, momentos vividos na infância dos amigos e em sua própria infância. !

!

!

!

Maria José Veloso

Penachou e Padre Tonhão

A esposa do Clovis Veloso e mãe da empresária Solange Veloso, Maria José Veloso, soprou velinhas na segundafeira, 14 de março. Maria José é conhecida pela simpatia e pelo bom gosto. Ela conhece quase todo os Estados Unidos quando de suas inúmeras viagens ao lado do empresário Clovis Veloso, do genro Cirurgião Dentista Dalvo Cardoso e da filha Solange Veloso. Maria já fez muitos Cruzeiros Marítimos e conhece boa

Professor Janer Faria, jocosamente anunciou, no aniversário do Antonio Cardoso, que o Padre Tonhão iria cantar música sertaneja. Poucos acreditaram nas palavras do simpático professor Janer, que ao lado do Deco, Panechou, Bulu, Eneias do Deusinho, Zé Rocha, valorizaram o grandioso evento. Os amigos do empresário e vice-prefeito por três vezes, Antonio Cardoso, puderam desfrutar de uma noite estrelada, aconchegante, debai-

7

xo de uma frondosa varanda, na cozinha. De repente Padre Tonhão e Penachou, capitaneados pelo Grupo de Seresteiros de Arcos, cantaram, afinados, canções da música sertaneja raízes, como Chico Mineiro e outras do gênero. O povo foi ao delírio.

o Totoim Ribeiro, o Imperador. Tive o prazer de vêlo no domingo, 13 de março, por ocasião do aniversário de seu irmão – Zé Maria Ribeiro – em um opíparo almoço, onde não faltou gente bonita de todas as idades e de todos os segmentos sociais. Tinha “Ribeiro” lá que ! ! ! ! eu nem conhecia. O Totoim Ribeiro está bem, com Grande Verdade II Por que as semanas visual diferente, casado demoram tanto e os anos com a Dalila, com dois filhos bonitos. passam tão rapidinho? !

!

!

!

Professor Vitório no samba Professor Vitório Leonel Alves, matemático já aposentado, participante da Bancada da Vertical FM, nos programas Momento Cultural, aos sábados, e Cara-a-Cara, no domingo, foi colocado para sambar pelo Penachou. Professor Vitório provou que também é de samba. Ele “disse no pé” e mesmo sem D. Antonieta, sua esposa, professor Leonel mostrou muito do seu talento de dançarino. Eu sei que eles dão um show nas quintas-feiras, na hora dançante da Terceira Idade. De samba, porém, ninguém sabia que professor Vitória também era bamba.

!

!

!

!

Prefeito José Antonio Este foi outro que marcou presença no aniversário do José Maria Ribeiro no domingo, 13 de março, no município de Paineiras, em Arcos. O prefeito de Japaraiba, futuro candidato a deputado – federal ou estadual?- estava a caráter. De camiseta, bermuda, muito à vontade. Ele é sobrinho da Maria José Ribeiro, esposa do aniversariante. Este prefeito de Japaraiba está surpreendendo. O governador Antonio Anastasia desmarcou todos os compromissos de sua agenda já previamente acertados. A cidade de Japaraiba foi contemplada, somente ela, com a presença do Governador de Minas, por ocasião de seu aniversário, no dia 28 de fevereiro. Dizem que o prefeito José Antonio fez

um trabalho muito bem feito, na região, em favor da eleição do governador, agora em outubro. !

!

!

!

Grande Verdade III Não existe comida ruim. Existe comida mal temperada. !

!

!

!

Luciana e Eduardo Irão casar no dia dezesseis de abril, às 21h, na Igreja Matriz de Santo Antonio – no bairro de mesmo nome-em Arcos. Luciana é filha de Eustáquio Pires de Andrade e Zilá Batista de Andrade e Eduardo Felipe é filho Gregório Marrero Medina (in memorian) e Maria Vitória do Carmo (in memorian). Ela é moradora na Rua Major Valeriano Macedo, 509 e ele mora na São Luís, 131, ambas no centro. Recebemos o convite e agradecemos. !

!

!

!

Dona América A simpatia e a elegância de D. América, irmã do ex- vice-prefeito de Arcos Antonio Cardoso e mãe do prefeito José Antonio – de Japaraiba- ficou marcante no aniversário do cunhado José Maria Ribeiro. Ela estava acompanhada do filho, prefeito José Antonio, e ambos rumaram para Japaraiba, para alcançar, ainda, a missa das 18h.

Notas do Pejora !

!

!

!

Totoim Ribeiro

Há tempos eu não via

COMUNICADO

SORTUDO

O Governo de Arcos vem comunicar, a quem possa interessar, que o prefeito Claudenir José de Melo – Baiano não possui conta em qualquer rede social. Qualquer perfil no Twitter, Orkut e Facebook é falso e está sujeito às punições judiciais cabíveis.

Um apostador de Lagoa da Prata (MG) acertou sozinho os cinco números do concurso 2.546 da Quina, realizado esta noite em Aparecida de Goiânia (GO), e vai levar pra casa a bolada de R$ 1.409.083,30. Os números sorteados foram: 06, 23, 33, 36 e 53. O próximo sorteio, que aconteceu, pagou o prêmio inicial do concurso: R$ 400 mil. Segundo a Caixa Econômica Federal, 106 pessoas acertaram na Quadra e cada uma deve receber R$ 3.440,85. Outros 6.753 apostadores fizeram o Terno, e cada um receberá R$ 77,15.


8

1ª quinzena de março de 2011

Teve Gringo no Carnaval

Jornal da Cidade

FRASES DO MÊS

O Antonio Cardoso está bom de cama. Ele deita e logo dorme. Dona Iva Cardoso, esposa do empresário e vice-prefeito por três mandatos, Antonio Luís Cardoso. No domingo, 13 de março, na fazenda do José Maria Ribeiro, aniversariante no dia.

O Chileno Jayme Eduardo Ossez Gonzales e esposa (foto), mostraram-se verdadeiros foliões e foram flagrados pela câmara fotográfica do JC, na terça-feira de matinê. O casal foi levar os filhos para sambar, aproveitaram a “deixa” e caíram no samba também

E

stive com simpá tico casal João Ferreira e Magui Ribeiro, na terça-feira de carnaval, em Arcos. Especialistas como são, e com experiência no exterior, colocaram uma barraca especializada com bebidas e serviram até milk shake. O carnaval em Arcos só não foi mais bem devido à chuva, que caiu com força todos as noi-

tes. Mesmo assim muitos foliões se esbaldaram ao som de Bandas de qualidade. Na matinê de terça-feira, onde a chuva deu uma trégua, a Banda Sigma 6, de Arcos, deu um show. Não bastasse a qualidade de seus músicos o Sigma 6 ainda teve o reforço da cantora Lorena, de Piunhi, e do experiente Rodolfo Rodrigues, arcoense e com

experiência com bandas da Bahia. A conversa animada do editor do JC com o casal João Ferreira e Magui deixou claro que o casal, que morou em Portugal e Espanha, ele é português e fala cinco idiomas, tem bons planos para executarem em Arcos, no ramo de degustação. Sucesso para ambos.

Nem é preciso consultar ginecologista para saber o sexo da criança. Eu adivinho todos. Professor Erasmo Dias de Carvalho, que até hoje acertou em cem por cento.

Vai lá que a sua filha está te esperando. Do simpático e inteligente Padre Antonio De Simone, para o professor Dimas Rodrigues, editor do JC, na quintafeira, 10.03, no aniversário do Antonio Cardoso. Ele se referia à esposa do professor, Celeide Rabelo, que estava sozinha, enquanto o professor tirava fotografias no recinto.

O Padre Aurélio Borges casou. Do editor do JC, Dimas Rodrigues, tempos depois, para o Padre Antonio De Simone. O ex-padre Aurélio Borges esteve presente ao aniversário. Ele e a esposa trabalham na PUC-Arcos.

Eu gosto de ficar tranquila e colocar o meu biquíni para queimar um pouco. Infelizmente no Hotel Fazenda em que estávamos, no carnaval, choveu o tempo todo. Professora Rejane Lasmar, de português, que esteve com o marido Luiz Gustavo Gontijo de Amorim, no Hotel Fazenda Álamo, no último carnaval.

Eu, na minha infância, nunca pensei em ser Presidente da República. Eu pensava em ser bailarina ou integrante do Corpo de Bombeiros. Presidenta Dilma Roussef, para a entrevistadora Hebe Camargo, no programa que a apresentadora, exSBT, estreou na Rede TV, na terça-feira, 15 de março.


Jornal da Cidade

1ª quinzena de março de 2011

9

Padre Tonhão faz Banda arcoense agradou no Náutico dueto com Penachou

A

pesar da chuva incessante que caía, o Clube Náutico, em Furnas, conti nuou com o mesmo glamour. Muita gente bonita. Gente ordeira e bons shows fizeram com que o usuário daquele balneário curtisse, da melhor maneira, o carnaval 2011. O “Bar Rádio” de um simpático casal, que todo ano, nas altas temporadas, colocam à disposição do frequentador do Náutico toda a sua experiência de qualidade e bom atendimento – e este ano não foi diferente – contratou a Banda arcoense “Sem Skala”. Ela tocou – mesmo debaixo de chuva – na tarde do domingo, 6.03, com agrado total do público presente. O vocalista Carlos Eduardo em uma rápida conversa que teve com o editor do JC, Dimas Rodrigues, disse que “a Banda foi criada no mês de dezembro de 2010” e que todos os integrantes eram dedicados e estudavam música. Ele mesmo, Carlos Eduardo, fazia aulas de canto com a professora arcoense Sinara. O baterista Heitor, o organista Diego Ranieri, o guitarrista Guilherme Pardini (14 anos), o baixista Diego Samurai e o vocalista Carlos Edurdo, mostraram a que veio. A Banda toca Rock´nroll e outros ritmos similares. Vale a pena ouví-los.

N

o aniversário do simpático ex-vice prefeito, Antonio Luís Cardoso, na quinta-feira, 10 de março, tinha uma razão para as bênçãos. Não choveu e a noite estava impregnada de um calor agradável. Muita gente bonita. Muita fartura, um bom papo e muita música boa, executada magistralmente pelo Grupo de Seresteiros de Arcos. Havia ali nada menos do que dois padres. Padre Tonhão e Padre Antonio De Simone. A bancada da Vertical FM estava lá, completa. Capitaneada pelo manda-chuva, professor Roulien Ribeiro Lima, o prefeito Baiano marcou presença, o ex-prefeito Lecio Rodrigues, Clovis Veloso, Maria José, CD Dalvo Cardoso e Solange Veloso. Celeide Rabelo, Elcio Alves e Jurema Faria, Zé Miguel Alves, professora Luka e Gilson Braz, João Gonzaga e esposa, D. Iberita, o ex-padre Aurelio Borges, Expedito Soares Dias e muitos outros. Apesar da gama de bons amigos de Antonio Cardoso, uma coisa chamou a atenção naquela noite. E não foi o samba do professor Vitório. O eclético Penachou estava inspirado. Ele cantou todos os ritmos possíveis. Até música italiana. O ponto alto, porém, foi a dupla Padre Tonhão e Penachou. Eles cantaram músicas sertanejas raízes, cuja afinação levou os presentes ao delírio. Será que eles esnsaiaram? Padre Tonhão (e) e Panachou

AGUIDA DOS SANTOS LAGE. Serviço Social

ad-lage@bol.com.br Um casal de idosos vai ao médico. Ao terminar o exame, o médico pergunta ao velhinho: - 'Sua saúde parece boa. O senhor tem alguma pergunta, ou existe alguma coisa que o preocupa ?' - 'Na verdade, existe', diz o velhinho. 'Depois de fazer sexo com minha esposa, em geral sinto muito calor depois da primeira, e, depois da segunda, sinto muito frio!' O médico diz que nunca ouviu falar disso e vai pesquisar. Em seguida, o médico examina a velhinha, e diz: -'Tudo está muito bem com a senhora. Existe alguma coisa que a preocupa?' A senhora diz que não tem nenhuma pergunta ou preocupação. O médico então diz a ela: - 'Seu marido diz ter um problema um pouco estranho. Ele disse que sente muito calor depois de fazer sexo a primeira vez, e que sente muito frio depois da segunda. A Sra. tem idéia do porquê?' - 'Oh, aquele velho maluco! É porque a primeira é em janeiro, e a segunda, em julho'.......

Violência A violência está cada dia se tornando fato dominante em qualquer meio, família e fora dela. A falta de paciência... Nos lares onde se ergue o “alicerce” da vida, está cada dia mais frágil e as consequências não poderiam deixar de ser desastrosas. A vida nos dá diferentes oportunidades de escolhas para que possamos administra lá, é injustificável que a escolha seja errada. Mas, se seres humanos são feitos de falhas e acertos, esta ai uma justificativa, mas a consciência de cada um fará a diferença. Em meio a todos que podem fazer suas próprias escolhas, existe alguém indefeso, que sofre violentamente as consequências dos atos de seus responsáveis (AS CRIANÇAS). Não maltrate seus filhos, eles não têm culpa... se sua vida não corresponde ao que consideras importante para você, para eles o mais importante é serem AMADOS. Busque forças na prática do AMOR.


10

1ª quinzena de março de 2011

Jornal da Cidade

Editorial POLÍTICA DE Prefeito Pé Quente RETROVISOR O prefeito, Claudenir

José de Melo “Baiano” vaticinou que em futuro breve a BR 354 sofreria

N

o franco desen volvimento em que a cidade se encontra, já é inadmissível um retrocesso na linha do processo político. Ao longo de décadas a política local adquiriu algumas distorções, em razão das filosofias de políticos que a eles tudo é permitido, desde que o poder esteja em suas mãos. Se não está, nada feito principalmente quando o nome que está à frente do Executivo, não faz parte daquela antiga oligarquia política, declaradamente ávida pelo poder. Não é possível identificar nela o “olhar para frente”. “Defuntos” são retirados de sepulturas num instinto retrógrado e maquiavélico. Orquestrase um emaranhado de articulações. Recorre-se a prática de recursos tristemente imbuídos de mágoas. Ora, não estamos mais no tempo do

as reformas necessárias. Chegou a citar até o nome do deputado federal, Jaiminho Martins, que estava envidando todos os esforços para Império e do domínio da Coroa Portuguesa, muito menos da Ditadura. Na década de oitenta, resultou-se a conquista da Democracia. A Globalização já se tornou uma realidade e o Meio Ambiente é a bandeira mais atual. Para eleger a primeira mulher e um exoleiro para a Prefeitura, quase prevaleceu o “tapetão”. Artifício comumente usado, embora sem resultado, pois a vontade popular acaba prevalecendo e que felizmente, o esclarecimento não tem permitido certas aberrações. O Povo é soberano e sabe separar as coisas, como sabe que o passado faz parte do passado e não

do presente. O que vive de passado é Museu. Quem quer que seja, ao pleitear a Cadeira do Executivo, deveria sim, traças metas para o futuro e adotar um estilo que vai de encontro com as camadas populares, descer do pedestal, sair da mesmice, chutar a vaidade, usar uma roupagem espiritual mais amena e um vernáculo compreensível. Decididamente, usar o retrovisor como trunfo numa estratégia de marketing, é coisa que me nego a afirmar que seja o caminho. Retroceder é permitir o estancamento do progresso. Ismeraldino Beirigo

que isto se concretizasse. A oposição fez intriga – já tem gente candidato ano que vem e desde já fazendo oposição – dizendo que isto era impossível de acontecer e que o DNIT iria enrolar. Demorou pouco para que o vaticínio do prefeito se concretizasse. Nesta segunda-feira, 21.03, o deputado Jaiminho Martins estará em Arcos para corroborar o vaticínio do prefeito. As obras terão o seu início. Está tudo licitado e os valores já foram definidos. Outra coisa boa desta administração, dentre tantas realizações em apenas dois anos, é o local onde foi realizado o carnaval. O povo aprovou e o “Lajódromo”, conforme está sendo carinhosamente chamado, será coberto e se transformará em uma arena multiuso. Em Arcos é assim. Não existe mais epidemia de dengue. As coisas estão em céu de brigadeiro.

Mesmo debaixo de chuva folião arcoense esbanjou alegria O povo apoiou o “Lajódromo”, nome carinhoso que o arcoense está alcunhando o novo espaço multiuso da Prefeitura Municipal.

Ele fica nas Avenidas Sanitárias II, entre as ruas São Geraldo e Tiradentes. O prefeito Claudenir José de Melo “Baiano” disse, textualmen-

te, na abertura do carnaval, que irá cobri-lo. O espaço é amplo e esta arena multiuso tem tudo para ser a Praça de Eventos de Arcos.

Rodrigo Bergal e prefeito Baiano

Em toda região choveu no carnaval. Em Arcos não diferente, porém, a qualidade das cinco Bandas que animaram o carnaar-

cos fizeram com que muitos foliões se esquecessem da chuva. Teve ala das baianas, adulta e mirim, teve por-

ta-bandeira, mestre-sala e atrações variadas. No matinê da terça-feira a chuva deu uma trégua e o folião se esbaldou.

Ala das Baianas fez bonito no carnaval


Jornal da Cidade

1ª quinzena de março de 2011

Aniversário na Fazenda

J

osé Maria Ribeiro so prou velinhas no do mingo, 13 de março, e os amigos e familiares marcaram presença em sua fazenda, no município de Paineiras, em Arcos. Nem a chuva atrapalhou o happening, uma vez que uma multidão de pessoas, de todos os segmentos sociais, foi abraçar o aniversariante no dia. O aniversariante, José Maria Ribeiro, ofereceu aos convidados um opíparo almoço, regado a cerveja gelada, com muita gente bonita e presença de José Antonio, prefeito de Japaraiba -, ex-vice prefeito Antonio Cardoso, a bancada do programa Cara-a-Cara, da Vertical FM. Houve muita alegria e descontração. Veja abaixo flhases do aniversário O aniversariante, José Maria Ribeiro, e família, ocasião em que se comemorou o seu aniversário

11


12

1ª quinzena de março de 2011

Dimas Rodrigues

Preto Azul

Com a venda do Obina para o futebol chinês, leitor e leitora, a equipe do Atlético não sentiu tanto. Por que não sentiu tanto? Pela presença de Diego Tardeli, no elenco, que era tão bom e tinha o mesmo cheiro de gol do craque Obina. Com a venda do Diego Tardeli para o futebol russo o ataque alvinegro perdeu

cerca de cinquenta por cento de seu poderio. Prova disto, leitor e leitora, foi o jogo contra o Ipatinga. O ataque do Atlético, no domingo passado, 13.03, não teve a mesma performance quando tinha Obina ou Diego Tardeli. O atacante Neto Berola tenta acertar, agarrar a chance. O Magno Alves, Ricardo Bueno e Jobson, tentar dar conta do recado, porém, todos sabemos que o Clube Atlético Mineiro precisa, urgente, de um homem gol tipo Obina ou Tardeli. Pode ser o Kerrison? Pode, diria o cronista. Pode ser o Alecssandro, irmão do meio cam-

pista Richarlson? Pode, diria o cronista. O meio campo Toró, recém contratado do Flamengo, está fazendo coro para que o Imperador Adriano venha. Acho difícil! O bom goleiro Renan Ribeiro tem falhado. Falhou contra o América, no segundo gol do Fabio Jr. e falhou contra o Ipatinga, no domingo, 13.03, no Ipatingão. O garoto, porém, tem crédito e personalidade. Vai melhorar. Na quarta-feira, 16.03, o Cruzeiro goleou o Tolima, da Colômbia, por seis a um. O time do Tolima não é nem de longe aquele time que tirou o Corinthians da competição.

Sábado de festa no campo do Ypiranga, começa a copa TV Alterosa 2011.

N

este sábado, 19, começa a competição regional da Copa TV Alterosa em nossa cidade. O Estádio Dr. João Vaz Sobrinho, campo do Ypiranga será uma das Sedes dessa Competição. E nessa Sede estão presentes cinco equipes, Ypiranga E. Clube e Bela Vista Esporte Clube de Arcos, São Domingos de Japaraiba, Seleção de Piumhí e Pimenta E.Clube, da cidade de Pimenta. A realização TV Alterosa e Jornal Agora de Divinópolis e a realização da Sede de Arcos tem o apoio total da Administração Municipal através do nosso Prefeito Claudenir José de Melo(Baiano). A primeira rodada começa hoje, 19, ás 14:30h, com duas partidas no campo do Ypiranga. Lembrando que sempre será rodada dupla e o YEC por ser o responsável pela Sede jogará sempre na partida de fundo. 14:30h – Bela Vista E.Clube x Seleção de Piumhi. 15:30h – Ypiranga E.Clube x Pimenta E. Clube. Obs: Nesta rodada folgará o São Domingo de Japaraiba e na partida de fundo teremos o chute inicial do Prefeito Baiano. CAMPEONATO MUNICIPAL CATEGORIA DE BASE TROFEU D. TEREZINHA GONTIJO Definido o nome do troféu D. TEREZINHA GONTIJO e é uma homenagem a uma pessoa que sempre dedicou a sua vida às pessoas necessitadas e à pratica de esportes das crianças e esteve a frente de equipes disputando torneios Internacionais, Dª Terezinha foi uma ótima Professora e Diretora e a indicação do nome feita pelo Presidente Sr. Paulo Miranda do AAA e foi logo aceita pelo Presidente da Liade Sr. Luis Cesar e pelos clubes que disputam a competição. A partida que fecharia a 3ª rodada Vila x Ypiranga, no Campo do Vila, na ultima quinta feira, dia 17, foi adiada devido as chuvas que caíram e o gramado encharcado e ainda sem nova data. Fonte: Potal Arcos

Jornal da Cidade

Um Supermer cado de qualidade Supermercado

Rua São Geraldo, nº 859

Fone: (37) 3351- 0694 Arcos sedia a 1a Celebração Regional das Águas O evento aberto ao público acontecerá no Poliesportivo A 1a Celebração Regional das Águas será realizada entre os dias 24 e 27, deste mês, em Arcos. Aberto ao público, o evento acontecerá no Poliesportivo (Parque Municipal de Esportes de Arcos), localizado na Rua Joaquim Murtinho, Centro. A celebração ocorrerá próximo ao Dia Mundial da Água, criado pelas Organizações das Nações Unidas, em 1993. Comemorado no dia 22 de março, a data tem como finalidade conscientizar e buscar soluções para o uso consciente da água no planeta. Diversas regiões do mundo já estão em crise quanto ao abastecimento da água. Isso acontece pelo fato de apenas uma pequena parte da água ser apropriada para o consumo humano. A Organização das Nações Unidas para Agricultura – FAO – adverte que no ano de 2025, dois de três habitantes da Terra serão afetados de alguma forma pela escassez do líquido. A maioria da população poderá passar sede ou contrair cólera e amebíase, entre outras doenças provocadas pela má qualidade da água. Pelo fato de menos de 1% do total da água do nosso planeta ser potável, segundo, é necessário que as pessoas se conscientizem, economizem e não contaminem o líquido, adotando atitudes simples no seu dia-a-dia. A contaminação é um dos principais motivos que torna o líquido não apropriado para o consumo. Além disso, a água tratada não é utilizada apenas para as pessoas beberem, ou seja, uma necessidade básica, ela é usada na limpeza de objetos e ambientes em geral. Pensando nesse cenário, a organização do evento planejou diversas atividades, entre elas um túnel de meditação com abordagens diversificadas, para a reflexão de quem for passar pelo local. O objetivo é que as pessoas se sensibilizem com a atual situação da água e com isso façam pequenas, mas importantes mudanças nos seus hábitos diários. REALIZAÇÃO Emater-MG Grupo de Ação Ambiental Guaxinim PUC Minas Arcos Nordesta Reflorestamento & Educação Prefeitura de Arcos Diocese de Luz Fonte: Potal Arcos


Jornal da Cidade 234  

Notícias de Arcos e região

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you