Page 1

1

Excelentíssimo Senhor Doutor ...

Agradeço a presença de todos, presença esta que abrilhanta esse acontecimento; e tenham a certeza de que todos são muito importantes para nós, para a Polícia Civil de Minas Gerais.

Inicio a minha fala pedindo permissão para citar o gênio Albert Einstein que disse:

“Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar superado.

Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que às soluções. A verdadeira crise é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas fáceis. Sem a crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de Crise é promovê-la, e calar-se sobre

ela

é

exaltar

o

conformismo.

Em

vez

disso,


2

trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la”.

Senhoras e Senhores: É público e notório a firmeza e a seriedade com que a Delegacia de Polícia Civil de Arcos vem combatendo o tráfico de drogas ilícitas e outros crimes graves, num trabalho integrado com a Polícia Militar, o que já

foi

reconhecido

recentemente

uma

pela

imprensa

matéria

local

que

demonstrando

publicou a

queda

vertiginosa da criminalidade nesta comarca, nos últimos seis meses.

Esse bom resultado só foi possível com o esforço conjunto das Polícias Civil e Militar, do Poder Judiciário e do Ministério Público; e com a presença marcante do CONSEP Conselho Comunitário de Segurança Pública, do Conselho Tutelar e do Comissariado de Menores.

Mesmo diante de um bom resultado final em nossa ação à frente da Delegacia de Polícia Civil de Arcos, algo nos incomodava, e como incomodava. A nossa sede era incompatível com a importância e a seriedade da nossa instituição. Era incompatível com uma sociedade que trabalha, que produz, que progride e que sonha com dias cada vez melhores. Então sonhamos... Sonhamos com uma


3

nova casa... Arregaçamos as mangas e fomos à luta, tendo as palavras do gênio Einsten a nos motivar.

Cruzar os braços é fácil, criticar e reclamar é mais fácil ainda... Nós optamos pela atitude. Fizemos um projeto voltado para o interesse coletivo e hoje podemos nos orgulhar de ter sonhado. Hoje o sonho tornou-se realidade.

Estamos aqui, inaugurando uma obra que será de grande importância para a Cidade de Arcos. Uma Delegacia de Polícia em condições dignas para abrigar seus servidores bem como a comunidade que precisa dos serviços aqui prestados. É fato que o sucesso de um trabalho começa na auto-estima do trabalhador e temos a certeza de que o resultado

final

desta

mudança

será

uma

maior

tranqüilidade para a cidade de Arcos.

Não serei irresponsável dizendo que os problemas terminaram... Os problemas sempre existirão, e a cada dia temos de enfrentá-los... Sejam novos problemas ou novas faces de problemas antigos. Mas iremos enfrentá-los com determinação, com firmeza, com dignidade, com coragem, e nunca nos curvaremos diante das dificuldades, pois acreditamos que “quando se está num labirinto a única saída é por cima”. Estamos com a consciência tranqüila de que demos um grande primeiro passo. Um passo


4

proporcional à caminhada que pretendemos fazer em benefício desta cidade.

E para encerrar, como a gratidão é mãe de todas as virtudes, eu agradeço.

Agradeço ao Grande Arquiteto do Universo, que é Deus, por tudo. Agradeço à minha família que suportou a minha

ausência

na

certeza

de

que

era

a

bem

da

coletividade.

Agradeço à minha equipe: Policiais Civis e demais servidores da Delegacia de Polícia de Arcos, que num esforço conjunto possibilitou a realização deste projeto sem contudo interromper o trabalho em horário de expediente. Por uma questão de justiça eu quero destacar o trabalho realizado

pelos

Investigadores

de

Polícia

Obede

Anunciação Martins e Emerson Fernandes Leite Eler, que sacrificaram finais de semana, noites e horários de descanso, demonstrando verdadeiro comprometimento com o nosso projeto.

Agradeço sensibilizado a todas as pessoas amigas que colaboraram com esta conquista, se fazendo presente de maneira incondicional, não só confiando no nosso trabalho, mas, sonhando o nosso sonho! O sucesso dessa conquista é resultado de esforço conjunto da Polícia Civil e muitas


5

pessoas de bem que querem ver uma Arcos cada dia melhor; que querem uma cidade tranqüila, segura e com instituições fortes e confiáveis. Seria difícil neste momento expressar o quanto somos gratos pelo apoio recebido.

Agradeço explicitamente à sociedade arcoense pelo apoio e reconhecimento dos trabalhos que a polícia civil vem aqui desenvolvendo.

Hoje a conquista não é só nossa, mas de 40.000 (quarenta mil) habitantes que continuarão a ter acesso a um serviço eficiente, de qualidade, que lutamos para oferecer cotidianamente.

Parabéns ao povo de Arcos! Parabéns à Polícia Civil! Que Deus nos ajude! Muito Obrigado.

Discurso Dr Irineu  

Discurso do delegado de Arcos, Dr Irineu

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you