Page 1

SETEMBRO 2015 / ANO 1 / Nº 01

SEGREDOS E MISTÉRIOS

Dez anos da Maçonaria em Carlos Barbosa SITUAÇÃO DAS RODOVIAS

Percorremos o trecho entre São Vendelino e Bento Gonçalves ECIDA PERSONALIDADE ESQUECIDA

Obra de frei capuchinho é pouco valorizada em Garibaldi SAÚDE

Aumenta o número de casos de câncer de próstata e mama LINHA DE FUNDO

Futebol da região em baixa Falta de apoio, organização e má gestão empurra times da serra para a lanterna


2


3


EDITORIAL Apostar e acreditar no próprio sonho Apesar do período crítico que estamos vivendo na economia do país e que leva empresários de todos os ramos a refletir dezenas de vezes antes de investir em qualquer negócio, nós da Diffusione Comunicação estamos fazendo o contrário. Remando contra todas as projeções pessimistas que o mercado e especialistas apontam, resolvemos estruturar a empresa e ampliar nossa área de atuação em segmentos voltados para a mídia digital. Sabemos que o desafio não será nada fácil, porém, assim como fizeram nossos antepassados oriundos da Itália, vamos desbravar as dificuldades e abrir picadas neste novo mercado, sempre com muita alegria, determinação, fé e perseverança. Além da revista ADESSO que passa a se chamar AGORA, devido a sua circulação em outras regiões, e do Anuário Jurídico, também estamos implantando um Portal de Notícias, um site de vendas de veículos e uma Web TV. Somos os pioneiros na região a lançar um site de notícias com conteúdo voltado exclusivamente para internet, assim com a TV On Line que, para assistir, basta acessar a rede mundial de computadores. Mas, afinal, o que é Comunicação Digital? É uma nova forma de se comunicar on-line. A utilização de computadores, smartphones e tablets, possibilita a disseminação de informações pelos quatro cantos do mundo apenas movendo os dedos das mãos. Apesar de ser comum vermos sua utilização para o lazer, como acontece com as redes sociais, a Comunicação Digital está cada vez mais inserida nos negócios empresariais. Para podermos implantar estes novos produtos, foi preciso trabalhar ardua­mente na construção de um novo espaço. Localizada no centro de Garibaldi, nossa sede possui uma ampla redação onde atuam profissionais da comunicação que desenvolvem conteúdo para abastecer a revista, o portal de notícias e a web tv. Além disso, construímos um estúdio para a gravação dos programas de TV, sala de edição de vídeos e estúdio de rádio, onde futuramente poderemos transmitir criando uma web rádio. Pensamos com os pés no chão, mas bem alto. Acreditamos que a região mais desenvolvida do Estado merecia ter uma empresa de comunicação digital nos moldes dos grandes portais de internet do país como Uol, Terra e IG. Guardadas as devidas proporções, vamos nos dedicar para realizar um trabalho com qualidade e acima de tudo com seriedade. Sabemos que é possível, basta acreditar, arregaçar mangas e seguir em frente na busca dos objetivos. A parceria que construímos junto com a Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão – BAND, consolida e qualifica nosso trabalho e coloca ainda mais responsabilidade em tudo que fizermos. Quanto à crise, não podemos achar que ela não está nos prejudicando, ela está e muito. Mas em se tratando de Brasil, crise e corrupção tem sido coisas normais que infelizmente parecem nunca ter fim. Apostamos na comunicação que é o que sabemos fazer. Nosso projeto não caiu de paraquedas, fizemos tudo isso com muito planejamento e dedicação. Tínhamos um sonho e este sonho de mostrar nossa região para nossa gente e para o mundo está sendo perseguido dia a dia. Ainda faltam muitas coisas para alcançarmos nosso objetivo, mas o primeiro passo já está dado. A aposta está feita! Revista AGORA, Portal Adesso e AdessoTV com certeza vai “dar o que falar”.

Daniel Tercílio Carniel

4

Setembro/2015 - Ano 1 - Número 01 Diretor Geral: Daniel Tercílio Carniel Coordenação Geral: Patrícia Hallal Esteves Direção/Edição: Daniel Tercílio Carniel Direção Comercial: Érico José Baratter comercial@portaladesso.com.br

Arte & Editoração: Jorge Aresi Redação: Benito Rosa / Daniel Carniel / Mateus Barato redação@portaladesso.com.br

Revisão: Edaci Elena Mattuella Colaboradores/Opinião: Ademar Petry / Beto Albuquerque Vico Crocco / Benito Rosa / Graziela Giordani Edgar Mendy de Baeremaecker Fotos: Portal Adesso / Marcos Sabéi Jornalista Responsável: Daniel Tercílio Carniel - Mtb/RS 13.370 Assessoria Jurídica: Flávio Green Koff - OAB/RS 37.997 Impressão: Passografic - Passo Fundo/RS Tiragem: 5 mil exemplares Circulação: Bento Gonçalves, Garibaldi, Farroupilha e Carlos Barbosa Distribuição: Gratuita Fale Conosco: contato@portaladesso.com.br Opiniões e artigos contidos nesta edição não expressam necessariamente a opinião do editor ou da direção deste veículo. É proibida a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia. Todos os Direitos Reservados

Revista AGORA. É uma publicação da Diffusione Comunicação Ltda. Tv. Raul Cisilotto 63 / Sala 02 / Centro / Garibaldi.RS Fone 54 3464.1668 / 54 9933.9272

www. portaladesso .com.br


06

A bola quadrada dos clubes de futebol da Serra Ex-jogador e gestor Wolnei Caio avalia os motivos que levaram nossos times a segunda divisão

16

NESTA EDIÇÃO Editorial 04 Expediente 04 Entrevista 06

12

Novidade no Jornalismo Digital da região Diffusione Comunicação lança TV Online e portal de notícias

Comunicação 12 Cultura 14 Aviação 15 Cooperativismo 16 Indústria

21

Turismo 24

Cooperativismo Sicredi Serrana faz 30 anos de história com mais de 85 mil associados

18

Sociedade Secreta Uma década de Loja Maçônica Elmo Sebastião Diello em Carlos Barbosa

22

32 46

Santo de Casa “não faz milagre” Acervo e obra do Frei Albino Aresi é esquecido em sua terra natal

Música 31 Política 32 Carros&Motos 36 Entidade 43 Saúde 48 Gastronomia 50

Eleições 2016 Quais serão os próximos candidatos à Prefeito de Garibaldi e Carlos Barbosa

Câncer é a doença que mais mata em nossa região

28

De São Vendelino a Bento Gonçalves Percorremos e avaliamos trechos da RS-122, ERS446 e BR-470

40

Nas águas do sucesso

36

Estilo, beleza e valentia Equipe do Portal ADESSO testa o Jeep Renegade, o SUV fabricado no Brasil

Alexandre Grendene Bartelle, empresário de Farroupilha, investe milhões em um iate.

5


ENTREVISTA 6


Fotos: Marcos Sabéi

A bola quadrada dos clubes de futebol da serra Do outro lado do alambrado, Wolnei Caio, ex-jogador e gestor, avalia os motivos que levaram times da região a ficarem apenas na história. A falta de gestão, organização e apoio para “arrumar a casa” faz times de futebol que representavam a Serra assistir aos jogos dos times de fora pelas arquibancadas. Guarany de Garibaldi, Esportivo de Bento Gonçalves, Brasil de Farroupilha e até Caxias e Juventude há muito tempo estão com a “bola murcha”.

C

om muita propriedade para debater sobre o assunto, a Revista AGORA conversou com o ex-meio-campista Wolnei Caio. Atleta que se destacou no Grêmio em 1990 quando em sua primeira partida pelo Campeonato Brasileiro foi autor de três gols em uma vitória contra o Corinthians, Caio também foi campeão gaúcho, vice-campeão brasileiro com a Portuguesa em 96 e campeão da Libertadores em 97 com o Cruzeiro. Após jogar em diversos grandes clubes do país e no exterior, Caio deixou os campos em 2007 quando assumiu a gerência de futebol do Esportivo de Bento Gonçalves e depois a Portuguesa de São Paulo. Atualmente ele é auxiliar-técnico no Brasil de Farroupilha. Esta foi a nossa conversa sobre a situação dos times da serra. 7


gou a empatar com o Grêmio. O Esportivo de Bento Gonçalves até 2010 jogava na primeira divisão do futebol gaúcho. Já o Brasil de Farroupilha há anos tenta chegar à primeira e não consegue. O que acontece de errado?

Caio: A falta de gestão e a capacidade financeira atrapalham a organização das equipes, mas outro ponto que temos que destacar é o engajamento da comunidade. Geralmente são sempre os mesmos que estão lutando pelos times e isso cansa. É preciso novos dirigentes, é necessária uma nova visão da comunidade com relação aos clubes. A política e o desentrosamento entre líderes da comunidade refletem diretamente no clube de futebol e o time é penalizado amargando derrotas. Revista AGORA: E o que podemos fazer para a região da serra voltar a figurar no mapa dos grandes do futebol?

Caio: Para mudar este quadro é necessário uma boa gestão no clube, apoio do empresariado e da comunidade. Em Garibaldi e Bento Gonçalves, a situação é semelhante. O problema é sempre o mesmo, só muda a proporção. È preciso colocar gente competente na administração e trabalhar com profissionalismo, só assim o nosso futebol voltará a crescer. Revista AGORA: Como todos os times da região estão em dificuldades porque não nos unirmos e formarmos uma única equipe que representaria a serra?

Revista AGORA: O que está acontecendo com nossos times representantes da Serra? Porque a maioria deles está na 2ª divisão?

Revista AGORA: Mas a crise do futebol não veio muito antes da crise financeira do país?

Foto: Arquivo Grêmio

Wolnei Caio: Um dos motivos que levaram os times da região a passar por dificuldades é a crise financeira. As empresas que auxiliavam financeiramente os clubes não estão mais ajudando da maneira que faziam antigamente. Outro motivo são as administrações, onde pessoas não capacitadas assumem a direção de um clube. Gostar de futebol é uma coisa, entender é outra. Portanto, é um conjunto de fatores que faltam aos nossos times e o reflexo deste conjunto é o que estamos vendo.

Caio: Impossível. Cada cidade tem sua particularidade, sua rivalidade. Em Caxias do Sul por exemplo, é muito difícil unir Caxias e Juventude. Existe a tradição a cultura das cores das camisas e dificilmente daria certo uma fusão entre os times da Serra. O torcedor de Garibaldi não vai torcer para um time de Bento. O torcedor de Bento Gonçalves jamais vai torcer para os times de Caxias.

Caio: O mercado do futebol inflacionou muito. Emissoras de TV pagam altas cotas para a transmissão das partidas e com isso, dirigentes de clubes se empolgaram e começaram a pagar salários astronômicos, fora da realidade. Os clubes pequenos para contratar jogadores precisaram desembolsar o que não tinham, pois, o mercado estava inflacionado e aí vieram as dívidas e dificuldades. Revista Agora: Em Garibaldi, o Guarany nos anos 90 disputou a primeira divisão, no estádio Alcides Santarosa che8

Na década de 90, Caio jogou ao lado de Mazzaropi, Cuca, Alfinete e Assis


Revista AGORA: Muita gente pensa que investir em futebol é colocar dinheiro fora. Qual o benefício que um município teria em manter um time forte?

Caio: A divulgação da cidade é muito grande. Quando um time joga fora da cidade, o nome do município aparece bastante na imprensa, tanto no Estado quanto no país. O valor desta mídia do futebol não tem preço, um exemplo disso é o time de futsal da ACBF. Quando passa jogo na TV é o município de Carlos Barbosa que também aparece. Já pensou em quanto vale esta mídia? Vale tanto para a cidade quanto para a empresa patrocinadora. Revista AGORA: E qual outro benefício além da divulgação?

Caio: Bem, incentivando o futebol vamos estar incentivando o esporte. O que temos hoje para nossos jovens fazer no fim de semana? Se tivesse um bom jogo do time de nossa cidade contra um time grande por exemplo, levaríamos milhares de pessoas para o estádio, ao invés dos jovens ficarem em outros locais bebendo e ouvindo música alta, eles estariam no estádio torcendo. Outra coisa é que incentivaríamos diversos meninos a praticar esportes, distanciando-os das drogas e de coisas ruins e revelaríamos novos talentos.

SICREDI

Revista AGORA: Falando em novos talentos. Em Garibaldi revelamos você e o zagueiro Pessali, em Bento Gonçalves foram revelados Renato Gaúcho e o Arílson. Existe hoje algum jogador de destaque que iniciou no futebol da Serra?

Caio: Olha, que eu lembre aqui da região atualmente tem o Everaldo que é natural de Garibaldi e jogou no Grêmio e agora Figueirense. Nos times de outras cidades não lembro. Revista AGORA: Para finalizar, podemos dizer que para não sermos mais manchetes e estatísticas negativas no futebol é preciso uma mudança de consciência?

Caio: Sem dúvida. Além de tudo isso que falei anteriormente, é necessária uma consciência que o futebol necessita de auxílio para funcionar, mas também traz benefícios muito grandes para uma cidade. Temos que iniciar do zero, incentivando e estimulando jovens desde campeonatos em escolas a competições municipais. A paixão pelo futebol é muito grande, são poucas as pessoas que não gostam de futebol. Temos que agregar as coisas boas que ele traz e unir as comunidades. 9


Aplicativo para a Segurança

Nova Rádio FM em Garibaldi

Preocupados com o crescente número de crimes e a falta de segurança no município, a diretoria da APEME – Associação de Pequenas e Médias Empresas de Garibaldi, resolveu sentar com os órgãos de segurança da cidade e debater uma solução para o problema. Está em teste a utilização do aplicativo WhatsApp, um canal direto entre proprietários de estabelecimentos comerciais, bares, restaurantes e empresas com a Brigada Militar. Assim, em casa de ocorrência a polícia é avisada em Tempo Real. Os custos com aparelhos estão sendo bancados pela entidade.

No máximo até o final deste ano, deve entrar em operação uma nova emissora de rádio FM em Garibaldi. Os proprietários da nova rádio aguardaram mais de uma década a liberação da concessão e outorga para o funcionamento da estação. Ainda não está definido onde vai funcionar os estúdios e o parque de transmissores, mas a nova frequência poderá ser ouvida em Garibaldi, Carlos Barbosa, Bento Gonçalves e municípios vizinhos. O prefixo da nova rádio FM será o 106.1

10

Mais um curso de Direito na região Hotel Ibis em Carlos Barbosa Iniciaram as obras de construção de novo hotel para a região da serra. Com a bandeira do Ibis, o empreendimento anunciado em 2012 está sendo erguido em terreno de 4 mil metros quadrados e terá sete pavimentos com 112 acomodações. O novo Hotel de Carlos Barbosa ficará localizado na Rua Buarque de Macedo, próximo a rótula da Santa Clara. O orçamento da obra é de R$ 30 milhões e a previsão para conclusão é de 18 meses.

Venda do HSBC traz mudanças na Serra Após meses de muito suspense, o HSBC, principal banco europeu, anunciou a venda de sua filial no Brasil ao Bradesco por US$ 5,2 bilhões. Com a transação, o Bradesco se aproxima do principal concorrente no Brasil, o Itaú, que liderava o mercado no país com folga após a fusão com o Unibanco, em 2008. A mudança também impactará na Serra. Em Caxias do Sul, o HSBC possui duas agências. Além disso, o HSBC também atua na região com uma agência em Farroupilha, uma em Gramado e outra em Garibaldi. Ao todo, serão 65 bancários impactados pela mudança.

A Faculdade de Integração do Ensino Superior do Cone Sul - Faculdade FISUL, com sede em Garibaldi, obteve a autorização do Ministério de Educação para instalação do curso de Direito. Foram cerca de dez anos buscando este pleito que aumenta a oferta de vagas neste curso na região da serra. O primeiro vestibular para Direito foi realizado no último dia 09 de agosto.

Maria Fumaça com Lenha Ecológica Parceria entre a Giordani Turismo e a Tramontina faz com que o combustível utilizado para alimentar o trem que leva turistas a conhecerem a serra seja sustentável. Desde o mês de julho, os maquinistas da locomotiva utilizam lenhas ecológicas produzidas a partir da serragem de madeira reflorestada. Chamados de briquetes, o produto é feito com as sobras da usinagem de cabos de ferramentas. Conforme a Giordani Turismo, a redução dos custos durante o trajeto entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa chega a 40%, além da facilidade de abastecimento da caldeira. A Tramontina, fabrica mensalmente 400 toneladas de lenhas ecológicas, isso representa a permanência de cerca 8,5 mil árvores na natureza. Foto: Jorge Aresi

Um empresário do ramo madeireiro em Bento Gonçalves viajou no mês passado para a Europa a fim de fechar negócio para construção de uma fábrica de pellets de madeira. A construção desta nova unidade industrial deverá ser iniciada em um município da região sul do Estado, local onde já existe grande área de matéria prima plantada. Mesmo com a planta industrial ficando distante aqui da serra, a fábrica também movimentará a economia da região, pois os escritórios, a parte comercial e de exportação deverão funcionar na divisa de Bento com Garibaldi. Pellet é um biocombustível que usa como matéria-prima resíduos de serragem ou maravalha. Depois de recolhidos, triturados e secos, esses materiais se transformam em pó que é comprimido para obter a forma final parecido com ração.

O Instituto Mix de Profissões acaba de montar um espaço com ampla cozinha para ofertar cursos de gastronomia nos municípios de Garibaldi, Bento Gonçalves e Carlos Barbosa. Conforme os irmãos Anderson e Andrei Cousseau, sócios da franquia, as aulas visam ensinar a arte culinária, técnicas, dicas e ferramentas, para novatos e também para cozinheiros mais experientes que querem aprimorar suas competências, básicas. O curso é um elo entre a cozinha profissional e doméstica. As aulas são ministradas no centro de Garibaldi. Saiba mais em www. institutomix.com.br Foto: Revista AGORA

Empresário de Bento Gonçalves planeja construir fábrica de pellets

Gastronomia para novatos e experientes


A Cooperativa Santa Clara, teve aprovado financiamento do BRDE para investir na construção de uma nova indústria de laticínios na cidade de Casca.Na nova indústria sairão 400 mil litros/dia de produtos lácteos e derivados de leite, com financiamento de R$ 70 milhões do BRDE. Cerca de 166 novos empregos deverão ser gerados.

Foto: Divulgação

Peterlongo celebra seus 100 anos

A Vinícola Peterlongo, responsável pela elaboração do primeiro espumante brasileiro, celebra um século de atividades em outubro e inicia um processo de rejuvenescimento de um dos maiores ícones da vitivinicultura brasileira: suas instalações construídas na década de 1930. Considerada a maior construção basáltica das Américas, o Castelo Peterlongo passará por reformas estruturais. O varejo será transferido para o andar inferior, onde hoje funciona a expedição. Além da recepção, o novo varejo terá ampla sala de degustação que servirá para os visitantes apreciarem vinhos, espumantes e suco de uva e para participarem de cursos de degustação. No mesmo piso, porém com acesso particular, será instalado um salão de eventos para pequenas, médias e grandes celebrações. A cave subterrânea, que possui um túnel que capta vento minuano típico do Rio Grande do Sul, mantendo a temperatura estável em seu interior, também receberá investimentos. A previsão de conclusão é para outubro, quando acontece a festa dos 100 anos da Peterlongo, além do lançamento do livro do centenário.

Clóvis Tramontina presenteia Dilma com livro: “Mais Esperto que o Diabo” Em audiência com a presidente Dilma Rouseff em Brasília, o empresário Clóvis Tramontina, defendeu o aumento de investimentos e produtividade no país e também uma menor burocracia no Brasil. “Eu acho que a carga tributária tem de ser feita de uma forma mais simples. Tem muita burocracia nesse aspecto. Vamos fazer o seguinte: vamos simplificar a burocracia, que isso seria muito bom para todos”, comentou Clóvis. O empresário também questionou a presidente sobre a complexidade de administrar um País da dimensão do Brasil. “Se você quiser resolver tudo, não dá. Tem de resolver um problema por vez. Tratando um por um, vira um

pequeno problema”, disse a presidente, conforme relatou o visitante. Ainda durante o encontro, o empresário de Carlos Barbosa presenteou Dilma com um exemplar do livro de autoajuda “Mais esperto que o diabo”, de Napoleon Hill, que foi assessor dos presidentes americanos Woodrow Wilson e Franklin Roosevelt. O livro, lançado em 1938, trata da “liberdade e do sucesso”, e já teve mais de 100 milhões de cópias vendidas no mundo inteiro. No Brasil, a tradução do livro foi feita pelo empresário do ramo farmacêutico e escritor, Marcial Conte Júnior. Sua editora é quem possui os direitos da publicação e divulga o livro. Foto: Divulgação

Santa Clara construirá nova planta industrial

Casa Gourmet com filial em Carlos Barbosa No início de agosto, inaugurou-se em Carlos Barbosa o Basílico Casa Gourmet, uma loja especializada em produtos selecionados, com destaque para cervejas artesanais e importadas. São mais de 200 rótulos, procedentes de 15 países. Além das cervejas, o Basilico oferece um elenco de vinhos, espumantes, congelados, massas, molhos, kits para presentes, além de itens para decoração e acessórios, como quadros, baldes para cervejas e coolers. O Basílico está localizado na Rua Buarque de Macedo, 4.192, sala 2, no centro, com atendimento de segundas a sábados.

11


Foto: Marcos Sabéi

COMUNICAÇÃO Daniel T. Carniel, sócio proprietário da Diffusione Comunicação Ltda

TV OnLine, notícias e informações na internet com conteúdo local Diffusione Comunicação lança Portal de Notícias e Web TV com conteúdo que aborda exclusivamente fatos e informações de região da Serra.

12

S

eguindo as novas tendências da comunicação, onde cada vez mais as pessoas permanecem conectadas através do computador, tablet ou smartphone, a Diffusione Comunicação resolveu apostar em período de crise e colocar em prática projeto que havia sido pensado pelos seus sócios a quase uma década. Desde o início de agosto a região da serra ganhou um novo espaço para se informar sobre fatos e notícias que envolvem os municípios de Garibaldi, Carlos Barbosa, Bento Gonçalves e Farroupilha. Seguindo tendências que apontam crescimento no consumo de informação foi criado o Portal Adesso, um site de internet que funciona como distribuidor de conteúdo com uma série de temas jornalísticos (editorias). Em um layout moderno e dinâmico os internautas, em tempo real, ficam sabendo sobre tudo o que está ocorrendo em suas cidades. O www.portaladesso.com.br vem recebendo milhares de acessos todas as semanas e a cada dia ganhando mais seguidores. Pensando em ampliar sua atuação, o grupo de jornalistas que


Www.diffusione.com.br / site que mostra os produtos da empresa

atua no projeto também está desenvolvendo um aplicativo de celular que em breve será lançado. Depois disso, bastará um clique no smartphone para as pessoas ficarem informadas. A grande novidade no meio jornalístico e da mídia digital da região fica por conta da AdessoTV, uma Web TV que funciona dentro do Portal Adesso. Todo o conteúdo pode ser assistido pelo computador ou qualquer dispositivo móvel. Conectados nas novas mídias, a equipe da empresa vem trabalhando para desenvolver programas e notícias em um formato dinâmico e interativo que poderá ser visto através do canal no site, com uma linguagem solta, tranquila e coloquial. A AdessoTV vem para mudar a forma com que as pessoas obtêm as notícias aqui na serra. De acordo com o jornalista Daniel Tercílio Carniel, sócio proprietário da Diffusione Comunicação, o portal de notícias e a web tv são as novidades que vieram para somar com as outras mídias existentes. “Nossa TV online é a chance que a população

da região tem para ser vista no mundo inteiro e também pela sociedade local”, destaca. Carniel ainda diz que a estrutura montada no centro de Garibaldi não fica atrás de outros grandes portais existentes no país. “Antes de colocar em prática nosso projeto, visitamos todos os grandes portais de internet que funcionam em São Paulo, eles são os maiores do país. A estrutura física e os equipamentos que temos aqui se equiparam com os que existem nos grandes centros”, afirma. Com passagem pelas Rádios Guaíba e Gaúcha e ainda pela TV Record em Porto Alegre, Daniel, quer que a programação da Web TV e o conteúdo do Portal Adesso, primem pela qualidade, por isso, nesta primeira fase apenas três ou quatro programas serão feitos. “Nossa equipe é nova, alguns ainda estão aprendendo. À medida que formos crescendo e adquirindo experiência poderemos ampliar nossos programas. Por enquanto, faremos poucos, mas com qualidade”, declara o jornalista.

No último dia 13 de agosto, a Diffusione Comunicação, através da Web TV e do Portal Adesso, assinou parceria com a Rede Bandeirantes, visando a troca de conteúdo entre as duas empresas de comunicação. Diariamente, jornalistas do portal vão levar as notícias e informações da serra para as emissoras do grupo, tanto à Rádio Bandeirantes AM e FM, quanto para a Rádio Band News FM. As imagens e fatos relevantes ocorridos aqui e que tiveram a cobertura da AdessoTV também poderão ser vistas na TV Bandeirantes. Este termo de cooperação dá, oportunidade, das notícias produzidas em Garibaldi e região ganharem destaque no Estado e no país. Além disso, os profissionais da Diffusione Comunicação terão a oportunidade de adquirir conhecimento e trocar experiências com os profissionais da Band.

Foto: Grupo Bandeirantes

Parceria com o Grupo Bandeirantes de Rádio e TV

Guilherme Baugart, gerente de Jornalismo da Band, Daniel Carniel e o gerente comercial da Diffusione, Érico Baratter.

13


“Il Nostro” dialeto vira patrimônio cultural do Brasil O Talian que surgiu da fusão dos diversos dialetos e falado por cerca de meio milhão de pessoas passa a ser considerado um idioma.

É

difícil encontrar um morador aqui da serra que nunca tenha ouvido ou tentado falar a língua dos nossos bisavôs. A mistura de dialetos do Norte e Nordeste da Itália com o português deu origem àquilo que hoje chamamos de Talian. Ele está presente nas músicas, nas conversas, nos encontros de família, e no dia-a-dia de várias gerações de descendentes. O reconhecimento como língua e referência cultural brasileira pelo Ministério da Cultura vai ajudar a manter o Talian vivo também entre os jovens. Falado por mais de meio milhão de pessoas em cerca de 133 cidades do país, o Talian, também é difundido em diversas emissoras de rádio em municípios onde predomina a descendência italiana. Ao todo são mais de 200 rádios que semanalmente colocam no ar o dialeto através de programas. A mistura ítalo-brasileira surgiu no século 19 com a chegada de imigrantes de diferentes regiões da Itália e que tinham seu idioma particular. Recém-chegados ao Brasil em busca de um pedaço de terra, imigrantes de várias regiões (Lombardia, Trentino-Alto Adige, Friuli-Venezia Giulia, Piemonte, Toscana, Ligúria e, principalmente, Vêneto) fo-

14

ram postos em convivência pelos donos das colônias. Precisavam constantemente adaptar seus múltiplos falares para que conseguissem sem entender, e aos poucos, palavras brasileiras foram sendo inseridas no vocabulário, mas com uma sintaxe veneta, foi ai que surgiu o dialeto. Um exemplo desta transformação é a palavra “tamanco”, que em italiano pronuncia-se “zoccolo”. Já no talian, acabou virando “tamanchi”. Porém, nem sempre foi possível falar a dialeto. No final da década de 1930, durante o governo de Getúlio Vargas, a língua chegou a ser proibida, era a época da Segunda Guerra Mundial. Neste período, os cidadãos brasileiros foram proibidos de falar qualquer idioma vindo de países inimigos. E a Itália era um desses países. Por isso, imigrantes e descendentes passaram a ser vigiados pela polícia, para que não descumprissem a lei. Agora, sendo uma língua oficial, há um status diferente. Traz orgulho e traz uma consciência de que é uma outra língua, que não é o português. Se se fala o talian, se preserva toda essa cultura da imigração italiana no Brasil e amplia o apoio e a divulgação do dialeto.


Obras de asfaltamento da pista estão em ritmo acelerado

B

uscando atrair mais turistas e receber novos investimentos para a cidade, uma ação conjunta entre o poder público, empresários e Aeroclube de Bento Gonçalves está mais uma vez servindo de exemplo para outros municípios da Serra. Fundado em fevereiro de 1947 o Aeroclube de Bento Gonçalves tinha sua pista de pouso no atual bairro São Bento, em 1975 o aeródromo foi transferido para o bairro São Vendelino, onde funciona atualmente. Com uma pista de grama que possuía 1400 metros de extensão e 30 metros de largura, durante décadas os aviadores da cidade sonharam com o asfaltamento do local e o sonho que parecia distante agora está prestes a ser concretizado. Construída para receber aviões de médio porte, a nova pista de Bento Gonçalves terá os mesmos 1.400 metros de extensão, mas aumentará sua largura para 23 metros. Considerando as áreas de escape, a partir do seu eixo central, serão

Foto: André Majola / Majola Pro Video

Aeródromo de Bento Gonçalves deverá ficar pronto em 2015 40 metros, totalizando uma área plana de 80 metros de largura. O projeto é uma parceria entre governo federal, prefeitura municipal e empresários através de uma parceria público-privada. “É um sonho que está se tornando realidade, participei ativamente junto com a administração Municipal na conquista desta obra e cada pedra movida é a concretização desta ação”, disse em entrevista o presidente do aeroclube, Flávio Savaris. Para que a obra pudesse ser realizada, o aeroclube cedeu parte de sua área para o município, a concessão de uso foi por um prazo de 20 anos, podendo ser prorrogado por mais 20. Esta cessão foi necessária para que o Ministério do turismo pudesse repassar recursos para a obra. Ao todo, serão investidos mais de R$ 4 milhões, sendo R$ 2,1 milhões com recursos da União, R$ 1,6 milhões da prefeitura e R$ 400 mil da iniciativa privada. A previsão é de que a obra seja concluída até o final do mês de outubro, porém devido a condições climáticas ela pode atrasar até dezembro.

15


Fotos: Comunicação Sicredi/Divulgação

C O O P ERAT IVISM O

Sicredi completa três décadas de atuação na Serra No próximo dia 30 de outubro, a Sicredi Serrana/RS completa 30 anos de história. Presente em 23 municípios da região, a cooperativa de crédito tem hoje 28 pontos de atendimento, com mais de 85 mil associados e cerca de R$ 1 bilhão de Ativos. A primeira unidade na região foi aberta em 1985 em Carlos Barbosa, onde até hoje abriga a Superintendência Regional.

16

O

diferencial das cooperativas de crédito como instituição financeira é estar inserida diretamente com a comunidade, sendo que os associados são os donos do negócio. O Sicredi dispõe de um portfólio de produtos e serviços, que incluem seguros, consórcios, cobranças, cartões de crédito e débito, previdência, etc... Do produtor rural ao empresário, a cooperativa é reconhecida como uma das mais seguras para realizar investimentos. O quadro social da Sicredi Serrana é composto por 92% de pessoa física e 8% pessoas jurídicas. Para comemorar o aniversário, a Sicredi Serrana está realizando uma campanha promocional. Chamada “30 Anos Juntos Sicredi Serrana”, ela é destinada aos associados que utilizam produtos e serviços da cooperativa. Entre os prêmios da campanha estão automóveis 0KM, Notebooks e SmartTVs. A campanha, de cunho institucional, criada com o objetivo de manter o vínculo dos associados com a cooperativa, chama-se “Valorizando


Sobre o Sicredi O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 3 milhões de associados e 1.365 pontos de atendimento, em 11 Estados* do País. Organizado em um sistema com padrão operacional único, conta com 96 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais – acionistas da Sicredi Participações S.A. - uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios. * Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.

Para mais informações visite o site da Sicredi Serrana (www. sicrediserranars.com.br) e curta a página da cooperativa no Facebook (facebook.com/SicrediSerranaRS).

Presidente da Sicredi Serrana, Marcos André Balbinot (D) e vice-presidente Antônio Carlos Braga (E)

Gerações”. A iniciativa oportuniza aos sócios convidarem seus filhos, netos e afilhados para fazerem parte da cooperativa. Para isso, foi criado um plano de brindes e vantagens para os novos participantes. Neste momento, a cooperativa também está em expansão e projeta grandes mudanças. Até o final de setembro, a Unidade Sede receberá um novo e moderno espaço, na Avenida 25 de Setembro, em Carlos Barbosa. Já as cidades de Farroupilha e Garibaldi receberão novas unidades, que complementarão o atendimento ao associado. A unidade Farroupilha Júlio será a segunda no município e tem previsão de inauguração para este ano, enquanto que a nova unidade de Garibaldi, tem previsão de início de atividades para 2016. Atualmente a Sicredi Serrana RS tem como Presidente do Conselho de Administração Marcos André Balbinot, e Antônio Carlos Braga como vice-presidente. Os dois estão no seu segundo mantado junto ao conselho da cooperativa. 17


HISTÓRIA

Dez anos de Mistérios e Segredos em Carlos Barbosa Loja maçônica Elmo Sebastião Diello completa uma década

V

árias são as lendas que envolvem os membros da maçonaria. Uns dizem que os maçons sacrificam o primogênito que só morre com uma facada no umbigo, outros, afirmam que integrantes desta sociedade secreta têm pacto com o demônio e em seus rituais tomam sangue de animais, sempre venerando símbolos satânicos. Porém, o que se passa dentro de uma loja maçônica, em qualquer lugar do mundo, apenas os participantes desta organização misteriosa sabem. O sigilo, os mistérios e os segredos alimentam as especulações que servem para aguçar a imaginação de quem não pertence à maçonaria.

18

Faixa colocada no centro de Carlos Barbosa fez referência aos 10 anos da Maçonaria na cidade

No mês de abril, um evento promovido por integrantes da maçonaria de Carlos Barbosa comemorou o aniversário de dez anos da Loja Elmo Sebastião Diello. Fundada em 10 de fevereiro de 2005 por doze membros, atualmente conta, com 33 integrantes. Uma faixa colocada no calçadão de Carlos Barbosa foi o primeiro contato oficial dos maçons barbosenses com a comunidade. O objetivo desta exposição, foi de estimular a reflexão sobre os valores pessoais de cada um. Com os dizeres: Quer um país melhor? Seja Honesto!, os integrantes da ordem secreta mostraram para a cidade e região que a terra do leite, do queijo e da Tramontina também está inserida na organização maçônica mundial.


Foto: Arquivo pessoal Família Diello

O nome da Loja Maçônica de Carlos Barbosa

O que é e como funciona a Maçonaria?

O médico Elmo Sebastião Diello, foi o primeiro maçom de Carlos Barbosa. Natural de Mata, município que fica localizado na região central do Estado, próximo a Jaguari e São Vicente do Sul, veio morar em Carlos Barbosa nos anos 70 com sua esposa Zilda e sua única filha Sheila. Elmo atuou durante muitos anos no Hospital São Roque e em sua clínica particular. Clinico Geral, ele era muito querido pelos pacientes e comunidade. Costumava atender em qualquer hora do dia e da noite, inclusive em sua própria residência durante a madrugada. Além da medicina, Dr. Elmo participava ativamente da vida comunitária, foi presidente do Lions, diretor do corpo clinico do hospital, presidente do Consepro e ainda do conselho municipal de turismo. Nas eleições de 1988 foi candidato a prefeito pelo PFL. Elmo Sebastião Diello faleceu em 27 de junho de 1995 aos 60 anos.

A Maçonaria é uma sociedade fraternal que admite todos os homens livres e de boa reputação, sem distinção de raça, religião ou ideal político. Para fazer parte dela, o indivíduo precisa ser convidado por um integrante da organização, deve crer em Deus e ter uma conduta ética e honesta. O principal objetivo da Maçonaria é ajudar o homem a reforçar seu caráter melhorando sua visão moral, ética, cultural e espiritual. Por ser uma Ordem Secreta, ela possui seus segredos, e foram estes segredos que permitiram a sociedade não se extinguir e, assim, completar mais de mil anos de existência. Conforme um maçom que pediu para não ser identificado, a filantropia é o primeiro passo que eles procuram fazer na sociedade. “A quantia doada durante as reuniões maçônicas sempre é revertida em auxílio a uma entidade ou pessoa necessitada. Este auxílio é dado sem que as pessoas saibam que estão sendo ajudadas por maçons”, relatou. Os membros integrantes desta sociedade secreta estão inseridos em todas as áreas da comunidade, são médicos, empresários, dentistas, juízes, delegados, jornalistas, bancários, advogados, etc... Nesta grande irmandade, com poder de mobilização em todo o mundo, os maçons se organizam hierarquicamente como uma família, e é por isso que para eles a família está em primeiro lugar. Depois vem o trabalho e, em terceiro, a própria maçonaria. Os maçons se denominam de irmãos, isso possibilita o funcionamento de uma grande rede de proteção. Todo maçom se reconhece através de sinais, palavras e símbolos. 19


ARTIGO

P

O Verdadeiro poder da Maçonaria

or tratar-se de uma instituição muito antiga e discreta, com o passar dos tempos começaram a surgir mitos e lendas urbanas sobre seu poder e como ele a tornava onipotente e por vezes até “satânica”. Mas... a final de contas... o que é a Maçonaria? O que ela e seus membros fazem de tão secreto? E qual é esse poder que ela tem? Decidimos nos aventurar pelo universo da mais antiga sociedade secreta e tentar esclarecer esses pontos. Em primeiro lugar o que mais nos chamou a atenção, é que eles dedicam toda a sua atividade ao que eles chamam de Grande Arquiteto do Universo, tradução que eles dão para DEUS, porém, numa concepção muito mais ampla pois também pode representar ALÁ, ou qualquer concepção de Deus monoteísta que alguma religião possa conceber. Eles se reúnem em “lojas” que funcionam

Edegar Mendy de Baeremaecker Uruguaio naturalizado brasileiro, Edgar é administrador de empresas e pesquisador.

20

dentro de templos e no seu altar principal possuem o livro sagrado da religião da maioria dos seus adeptos. No caso do Brasil este livro é a Biblia Sagrada por contar com uma grande quantidade de cristãos e judeus. Em Israel por exemplo eles abrem três livros sagrados, no altar: a Biblia Sagrada, a Torá e o Alcorão, ao mesmo tempo. Por este motivo, podemos concluir que de “satânica”, esta Instituição não tem nada! Depois fomos verificar qual o seu objetivo, o que é que ela sempre buscou ao longo dos séculos e até a atualidade. Pesquisando em leituras de vários países e em todos os rincões do Brasil, eles têm o mesmo e impressionante objetivo: “tornar feliz a humanidade, pelo amor, pelo aperfeiçoamento dos costumes e pelo respeito à autoridade e à religião”. Será que existem ou existiram maçons que levaram a sério esta máxima e tentaram verdadeiramente tornar feliz a humanidade? Pelo levantamento que realizamos, acredito que sim. Vejamos alguns nomes: Paul P. Harris (fundador do Rotary Club), Thomas Alva Edison (criador da lâmpada elétrica), Baden Powell (fundador do escotismo), Nelson Mandela, Charles Chaplin, Edwin Aldrin (astronauta), Beethoven, Walt Disney, Winston Churchill, Mahatma Gandhi, Alexander Flemming (inventor da penicilina), Henry Ford, Sigmund Freud, além dos heróis de todas as independências dos países, especialmente das Américas (incluindo o Brasil). Brasil? Quais são os daqui? Dom Pedro I, José Bonifácio, Aleijadinho, Carlos Gomes, Marechal

Deodoro da Fonseca, George Savalla (palhaço Carequinha), Hypólito José da Costa, Luis Gonzaga, etc. Mas os que mais nos tocam de perto são nossos heróis farroupilhas que dão nome e sentido aos nossos municípios: Giuseppe Garibaldi, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, e Farroupilha (foi obra dos maçons). Isto nos deixa bem claro que seus membros, realmente quiseram e fizeram a diferença na busca do seu objetivo, “tornar feliz a humanidade”. Mas... e hoje? O que eles estão fazendo para nos tornar “felizes”? Estão elaborando um projeto de lei de iniciativa popular para tentar combater a corrupção com mais rigor, estão colaborando com os observatórios sociais do Brasil para impedir abusos nas licitações, desenvolvem muitas atividades filantrópicas efetivas, entre outras tantas ações, tendo como armas a palavra e a diplomacia, nesta guerra desigual e injusta, onde os asseclas do país, não respeitam regra algumas e os homens de bem lutam respeitando todas elas. Dedicam-se, incansavelmente a fazer deste planeta um mundo melhor, onde pretendem que todos devemos nos considerar iguais, livres e fraternos uns com os outros, tolerantes com todas as religiões e cientes que só existe uma raça: a humana. Apesar de no passado terem conseguido libertar povos e brindar-lhes um mundo melhor, hoje a situação parece fora de controle. Será que eles vão conseguir novamente? Isso eu não sei. Ainda bem que pelo menos eles seguem tentando! Isso é que eu chamo “PODER”!


Foto: Roali Majola

Vinícola Aurora investirá quase R$ 10 milhões no Vale dos Vinhedos Projeto visa ampliar a estocagem e o recebimento de uva gerando mais empregos

F

tes da empresa, declaração do Instituto de Planejamento Urbano – IPURB, que confirma a viabilidade de ampliação da vinícola, previsto no atual Plano Diretor do município para a localidade. Com o documento entregue, já é possível dar início às obras de ampliação.

oi confirmado, investimento de R$ 9,58 milhões na ampliação da planta da Cooperativa Vinícola Aurora de Bento Gonçalves. O anúncio feito por representantes da empresa e pela sala do investidor do governo do estado que também está auxiliando na busca do financiamento através do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE. Com os recursos será feita a aquisição de novos equipamentos, que resultará na ampliação da capacidade produtiva de suco de uva natural e vinho para oito milhões de litros por ano e de armazenagem para três milhões de litros por ano, com geração de mais 40 empregos diretos.

Foto: Divulgação

A cooperativa considerada a maior vinícola do país, reúne mais de 1.100 produtores e possui 384 funcionários. A ampliação da unidade localizada no Vale dos Vinhedos irá beneficiar os associados que terão mais facilidade na hora da entrega da produção durante a safra da uva. Em 2013, a Aurora registrou faturamento de R$ 300 milhões, já de janeiro a março de 2014, a vinícola exportou 390.000 garrafas para alguns dos principais mercados internacionais. Segundo informações da empresa, a receita com as exportações no primeiro trimestre de 2014 foi 20% maior que a de 2013.

O presidente da Vínicola Aurora, Itacir Pozza e o gerente geral Hermínio Ficagna estão acompanhando de perto todas as fazes do novo investimento. Ficagna, ressaltou o tamanho do desafio e o projeto de melhorar o desempenho da vinícola no setor. “Queremos gerar ainda mais emprego e renda, pois temos um compromisso com 5 mil pessoas que vivem diretamente da Cooperativa, o que aumenta a nossa responsabilidade”, destacou. A expectativa é que os novos equipamentos já atendam à próxima safra, a partir de 15 de dezembro deste ano.

O município de Bento Gonçalves entregou para os dirigenAtual direção da Vinícola Aurora: Sérgio Moret (secretário), José Pértile (vice-presidente) e Itacir Pozza (presidente)

21


Santo de casa “não faz milagre” Foto: Jorge Aresi / Acervo familiar

Acervo e obra de frei capuchinho que foi escritor, cientista e pesquisador reconhecido no mundo inteiro, é deixada de lado e pouco valorizada em sua terra natal

E

m São Paulo, seu nome virou nome de praça, em Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre é nome de rua. No Rio de Janeiro, nos Estados Unidos e em vários países da Europa ele recebeu diversas homenagens e títulos, mas em Garibaldi, sua terra natal, sua obra doada por familiares ao município há quase uma década se encontra “guardada” em algum lugar do Centro Social São José e no Museu Municipal. Estamos falando do Frei Albino Aresi, uma das maiores autoridades mundiais no campo da parapsicologia, fundador da Associação Mens Sana que buscava a cura mental de pacientes com problemas psicológicos e psiquiátricos e possuia clinicas em Brasília, São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e Porto Alegre. Em 2007, representantes da administração municipal de Garibaldi viajaram até São Paulo com o objetivo de conhecer a Associação localizada na Vila Mariana e, depois, em Garibaldi, estiveram por duas vezes o representante da AACD/RS, Sr. Mário De Gani e Maria de Lourdes Perego, prima do frei para conferir a promessa da administração muni-

Dr. Prof. Albino Aresi cipal da construção de um memorial que seria instalado na cidade para que a população e turistas conhecessem a obra do religioso, ilustre personalidade de Garibaldi. No entanto, até o momento nenhum projeto sobre o local ou espaço foi apresentado e os objetos pessoais, álbuns, livros, material de pesquisa do Frei Albino, que foram doados estão sem um rumo certo. A atual secretária de turismo do município, Ivane Fávero revela que “A prima do Frei Aresi, nos procurou e que após longo processo, tramitando por dois ou três governos, o material foi doado. Infelizmente, ficou depositado na antiga telefônica, por bom tempo. Quando vi o material me sensibilizei e passamos a resgatá-lo e recuperá-lo. Ideal seria ter um espaço nobre para expô-lo o que não é possível hoje. No entanto, podemos assegurar que está bem acondicionado, tanto no Museu Municipal, quanto no Centro Social São José”, disse a secretaria. Associação Mens Sana em São Paulo, fundada em 1967, entidade que mantinha sete clínicas no Brasil e uma em Portugal, cujo objetivo fundamental foi a recuperação mental do individuo.

22


Quem foi o Dr. Prof. Albino Aresi Doutor e professor, Frei ALBINO ARESI, foi religioso da Ordem dos Franciscanos e cientista. Considerado uma das maiores autoridades mundiais na parapsicologia, tendo passado mais de 40 anos pesquisando fenômenos da mente humana, era formado em Filosofia, Teologia e Psicanálise com especialização em Psicopatologia, Psicologia Educacional, Hipnologia, Neurologia, Para­psicologia e Sofrologia. Pós-graduado com Mestrado em Psicologia Educacional e Ciências Humanas. Doutorado em Parapsicologia e Ph.D em Psicologia Clínica. Suas pesquisas foram além continentes, em universidades americanas, europeias, asiáticas e orientais, como também museus antropológicos tanto do ocidente como do oriente. Tornou-se uma pesquisador mundialmente conhecido por ter participado de mais de 15 congressos internacionais, premiado com Medalha de Ouro em Milão pela apresentação do trabalho “Terapia do Mongolóide”. Recebeu vários títulos, medalhas e láureas por tornar o Brasil pioneiro nesse assunto no mundo científico. Em 1981, recebeu nos EUA a “Gran Cruz, Espada e Manto de Cavaleiro de Malta pela Ordem Soberana militar de São João de Jerusalém Cruz de Malta”.

Em Nova York recebeu a Láurea Ad Aeternum, conferida pela Fundação Americana de Oscar Internacional pela sua atuação em benefício da humanidade nos setores cultural, científico e pesquisas parapsicológicas. Também foi laureado em Nova York-São Paulo com a Gran Cruz da Paz Mundial dado a personalidades que se dedicam à caridade e altruísmo, sendo o primeiro brasileiro a receber tal condecoração. Foi fundador da Associação Mens Sana em 1967 em São Paulo, entidade com sete clínicas no Brasil e uma em Portugal, cujo objetivo fundamental foi a recuperação mental do individuo, adotando novos métodos de cura usando-se o mínimo de medicamentos e o máximo de reflexão e diálogo. Também foi autor de nove livros. Faleceu em janeiro de 1988 com 70 anos e está sepultado em sua cidade natal, Garibaldi. O objetivo da sua obra está inserido no slogan: “CURAR A ALMA, IMAGEM DE DEUS, E CURAR O CORPO CONSUBESTÂNCIA DA ALMA, SÃO AS COISAS MAIS NOBRES DA VIDA”.

23


Imagem da internet

Parque Salto Ventoso passa por reformas e tem acesso restrito Acesso ao público de um dos principais atrativos naturais de Farroupilha está fechado até que obras de revitalização sejam concluídas.

I

niciadas recentemente, as obras de revitalização do Parque Salto Ventoso avançam em ritmo acelerado e a previsão é de que até o mês de dezembro toda a revitalização esteja finalizada. Conforme o secretário de turismo de Farroupilha, Fabiano Piccoli, o projeto de revitalização contempla a construção de um deck metálico na parte inferior da cascata, um mirante na lateral da queda d’água, pavimentações de trilhas, instalação de bancos e lixeiras, e paisagismo. Além disso, as obras também visam trazer mais segurança para os visitantes

24

e oferecer estrutura para turistas, esportistas e moradores de Farroupilha que costumam ir ao parque em busca de lazer. Orçada em quase meio milhão, a obra também prevê melhorias nas placas de sinalização. O parque Salto Ventoso possui uma cascata em plena mata nativa com 55 metros de altura caindo em forma de cortina de água sobre uma gruta com 200 metros de comprimento e 25 metros de altura. O local foi cenário para os filmes O Quatrilho e Prova de Coragem e da minissérie da Rede Globo “Quinto dos Infernos”.


Aplicativo para fidelizar clientes A empresa Mob Solution lança o “Pontua Aqui”, um cartão de fidelidade digital para ser utilizado em estabelecimentos comerciais de toda a região.

F

oi apresentado durante a 46ª Convenção Estadual Lojista, realizada pela FCDL-RS em Caxias do Sul, um aplicativo que pretende estimular os clientes a comprarem cada vez mais no mesmo estabelecimento. Através desta ferramenta, o proprietário de uma loja ou restaurante define os prêmios e a pontuação necessária para os clientes retirarem os bônus, depois disso, basta os clientes acumularem pontos realizando compras e após um período retirar a bonificação em forma de prêmio. O aplicativo que é baixado gratuitamente também pode ser utilizado como forma de marketing. Além de fidelizar os usuários do sistema, o lojista ainda tem a opção de efetuar publicações dentro do programa com o objetivo de divulgar suas promoções ou produtos, com a opção de segmentar o conteúdo. A visibilidade para o comerciante é muito grande, pois cada estabelecimento aparecerá diversas vezes nas buscas do aplicativo tendo uma tela exclusiva onde o usuário poderá visualizar informações do contato, traçar uma rota até o estabelecimento, enviar avaliação do atendimento entre outros. A ideia de criar esta ferramenta de fidelização partiu dos sócios da empresa que funciona em Garibaldi após uma viagem para outros países e ver que lá está pratica é bastan-

te comum entre as pessoas que utilizam tablete e smartphones. O responsável pela criação de produtos na Mob Solution, João Luiz Doná Sanches, espera que a novidade apresentada conquiste o mercado e cada vez mais seja utilizada pelas pessoas adeptas a tecnologia: “As pessoas se cansaram de perder os papéis de fidelidade e gostaram da facilidade de ter isso pelo celular. Elas estão utilizando cada vez mais os celulares para esse tipo de serviços”, disse João. O Pontua Aqui, visa enxergar os dois lados do balcão, pois será vantajoso tanto para o cliente quanto para os proprietários, fazendo a interação com os frequentadores do sistema, tanto para pequenas quanto para grandes empresas.

25


ANÚNCIO

26


ANÚNCIO

27


28


29


Foto: Revista AGORA

LOGÍSTICA

No entroncamento entre a RS 122 e a ERS 446, sinalização precária deixa os motorista em dúvida para qual rota seguir

De São Vendelino a Bento Gonçalves

O

Rodovia que é o principal acesso para chegar em Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento Gonçalves, coloca em risco a vida de condutores e passageiros que trafegam pelo local.

movimento já demostra sua importância, é através da ERS-446 que boa parte da produção avícola, vinícola e moveleira de nossa região passa. Ligação entre a RS-122 e a BR-470, a estrada tem 15 km de extensão e é por ali que se inicia a subida da serra. A rodovia é parte da antiga Estrada de São Vendelino, que seguia até Passo Fundo, a qual foi posteriormente denominada RS324, sendo que esta denominação permanece a partir do município de Nova Prata. A equipe da Revista AGORA fez o trajeto no último dia 12 de agosto a partir da RS-122, que é o caminho mais comum utilizado por quem vem do Vale dos Sinos, Região Metropolitana e Litoral. Já no cruzamento entre as duas rodovias, onde o motorista deve seguir direto se desejar ir a Farroupilha e Caxias do Sul e entrar à direita passando por cima do viaduto se desejar se dirigir até Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento, encontra dificuldade, pois a sinalização existente é precária e a única placa que existe está escondida atrás do matagal. Seguindo pela rodovia, constatamos que no 30

Km 02 o asfalto apresenta boas condições, mas a sinalização precária traz perigos nos dias de neblina. No km 05 o mato começa a tomar conta do acostamento e as placas tornam-se difíceis de serem visualizadas. No km 06, os motoristas precisam ter muito cuidado, pois há degraus no acostamento, mostrando que a pista recebeu diversas camadas de asfalto e o acostamento foi deixado de lado. O risco de acidente é eminente caso o motorista necessite pegar o acostamento. Antes de iniciar a subida da serra, passamos pela ponte do arroio Santa Clara, onde também inicia a 3ª pista. Na ponte, o asfalto está muito ruim e as saliências na pista dificultam a condução. O que também se percebe é que os vários buracos foram tapados, mas o conserto muitas vezes ficou até pior que o buraco que existia. Outra constatação que fizemos é no km 12, mais precisamente na ponte do Arroio São José. Ali, o muro de proteção – guard rail, está caído e não cumpre o papel de proteger os veículos em caso de colisão.


Fim da ERS-446 e Início da BR-470 Uma placa quase caindo indica que a partir deste ponto estamos ingressando em uma rodovia federal. Muito movimentado, o trevo que leva aos municípios de Barão, Salvador do Sul e Montenegro prova que a luta pela federalização da rodovia pouco adiantou, pois, o trecho está igual ou pior do que quando a estrada era estadual. Sinalização precária e construído em um ponto que oferece pouca visibilidade para os motoristas que sobem a serra, o trevo que divide as duas rodovias registra anualmente uma série de acidentes. Neste local, os motoristas devem redobrar a atenção. Logo após passar o trevo, outra placa “escondida” indica que estamos a dois quilômetros de Carlos Barbosa, nesta curta distância também é possível visualizar diversas prostitutas na beira da estrada, causando uma má impressão a quem chega em nossa região.

Trevo de acesso a Carlos Barbosa até de trevo de Garibaldi Constatamos que este é o pior trecho que percorremos. Já no retorno para entrar em Carlos Barbosa o asfalto apresenta “valões” e mesmo o motorista dirigindo com velocidade baixa o perigo de um acidente é eminente. Em direção a Garibaldi é preciso escolher em qual buraco cair, pois a rodovia está completamente esburacada. Só neste trecho contamos 32 buracos, sendo que os mais perigosos estão no trevo que

leva ao bairro Fenachamp em frente ao silo da Cesa. Em dias de chuva e neblina é preciso “proteção divina” para se deslocar sem nenhum acidente.

Final da nossa viagem: Trecho entre Garibaldi e Bento Passando pelo trevo de acesso a Garibaldi as condições do asfalto melhoram, pois, todos os buracos encontrados estavam consertados. Da entrada do antiga Estação de Esqui até a descida da empresa Chandon, é preciso redobrar a atenção sendo que o trânsito é intenso, principalmente de caminhões. Olhando para o movimento, qualquer leigo percebe que uma duplicação da rodovia precisa ser feita urgente, porém, os políticos não conseguem enxergar. Em muitos pontos temos a sensação de estar andando por algum rallye, afinal as ondulações na pista forçam o veículo para todos os lados. No famoso trevo da Telasul onde o condutor opta por dobrar a direita e se dirigir a Farroupilha e Caxias do Sul ou seguir em frente em direção a Bento Gonçalves, filas enormes aguardam para cruzar a rodovia, mostrando a necessidade de um viaduto e atrasando o progresso da região. Dai até Bento Gonçalves a estrada segue em melhores condições, porém, a sinalização continua precária e escondida em meio ao matagal, como na entrada do Vale dos Vinhedos, onde não é possível enxergar as placas. No Km 06, degraus entre a pista e o acostamento colocam os condutores e passageiros em perigo

31


ARTIGO

T

BR 470 - SUA CONQUISTA E SUA REALIDADE

odos sabem da importância econômica, cultural e social da Serra Gaúcha no cenário estadual, assim como no desenvolvimento regional, especialmente na busca da diversidade e do fortalecimento do setor empresarial, como um dos pilares de sustentabilidade e progresso na economia, cujo reflexo se faz sentir na formação de mão de obra especializada e consequente aumento da renda e emprego dos diversos setores produtivos, repercutindo essa condição na qualidade de vida do cidadão, fatores indispensáveis à manutenção da estabilidade geoeconômica, tendo como resultado, em tese, o retorno em serviços públicos eficientes prestados pelos Entes Governamentais, tais como a Saúde, a Segurança, a Educação, a Infraestrutura e tantos outros de vital importância ao crescimento do País.

Foto: Divulgação

Entretanto, nem sempre é assim, isso porque os serviços públicos prestados a população carecem de mais

32

presteza e qualidade, haja vista que o desenvolvimento, como um todo, depende da capacidade de gestão das autoridades públicas, que é ineficiente, e nesse particular elencamos o quesito infraestrutura, que além de precário e caótico na maioria das estradas que formam a malha rodoviária estadual e federal, é responsável pelas enormes perdas que sofre o setor produtivo, que, por decorrência, retira a competitividade e a capacidade empreendedora, com largos prejuízos, não apenas meio empresarial, mas também ao erário e as necessidades da população. Pois bem, federalizada a BR (RSC) 470, fruto da abnegação, do esforço e da dedicação da sociedade regional, seja ela civil, política ou empresarial, parece termos agora mais um caminho a percorrer e que depende exclusivamente da eficiência dos Órgãos Públicos da área de infraestrutura, pois que sobre estes repousa a responsabilidade técnica

Ademar Petry Advogado e contabilista formado pela Universidade de Caxias do Sul - UCS.Funcionário Público aposentado da Fazenda Estadual,possui escritório de advocacia, atuando na área do Direito Empresarial e Tributário. Petry também presidiu diversas entidades como a FERVI - Fundação Educacional da Região dos Vinhedos, Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves e Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha - CICS Serra.

na criação dos projetos de remodelação desta importante rodovia que depois de revitalizada trará a toda a região e ao Estado do Rio Grande do Sul um novo dinamismo social e econômico, pois que ao ligar o Porto de Rio Grande ao centro do País, teremos aí um notável incremento no desempenho empresarial e significativo aumento na competitividade, o que certamente contribuirá definitivamente para o crescimento da riqueza e do desenvolvimento regional. Contudo, o resultado dessa conquista dependerá da capacidade de mobilização da sociedade regional, como já demonstrou, eis que está na alçada política o poder decisório para a implementação dessa importante obra, cujo reflexo trará mudanças no atual cenário econômico e social com ganho substancial na qualidade de vida do cidadão, bastando para isso que tenhamos consciência dessa realidade, pois que o futuro nos espera, e o resultado, pode ser um sonho ou uma realidade. Portanto, caberá à sociedade envolvida traçar e dar forma a esse destino.


Foto: The Sailor Legendary PUB/Divulgação

O melhor cover de Elvis Presley da América Latina é da Serra Empresário de Farroupilha é eleito o melhor cover do Rei do Rock em concurso realizado em São Paulo.

F

oi no último dia 15 de agosto na capital paulista que ocorreu a edição brasileira do “Elvis Tribute Artist”. O evento foi no II The Sailor Elvis Contest e contou com a participação de diversos artistas que imitam o lendário Elvis Presley. O concurso também homenageou os 38 anos da morte do artista americano. O ex-vice-prefeito de Farroupilha, Fabiano Feltrin, que atua a cerca de 11 anos fazendo cover do ídolo foi o destaque do evento e trouxe para a serra a premiação. Ele ressaltou que quando iniciou o trabalho em 2004 era um dos únicos covers no estado. ”Ganhar este concurso me enche de orgulho e me deixa muito honrado, pois é o resultado de um trabalho de muitos anos e de um profundo amor e respeito pelo maior artista de todos os tempos”, afirmou Feltrin. Como premiação do concurso, Feltrin ganhou uma viagem com acompanhante para Cancun e um contrato para se apresentar em todos os espaços Hard Rock do planeta. Desde que iniciou suas atividades artísticas, Feltrin nunca imaginou se tornar a maior referência de shows temáticos do país.

Neste período, ele percorreu praticamente todos os estados do Brasil e realizou turnês pelos Estados Unidos, Europa e no Havaí. Além disso, o farroupilhense já reuniu mais de 20 mil pessoas num único show, realizado numa praça ao ar livre e também lotou uma arena com sete mil pessoas em show beneficente. Feltrin é referência de shows de Elvis no país, sendo reconhecido como o maior colecionador de artigos e souvenirs relacionados ao artista da América Latina, além de proprietário do único restaurante temático e museu em homenagem ao artista. Seu show está entre os melhores tributos à Elvis do planeta, pela própria Elvis Presley Enterprises. Todo este trabalho resultou em grande visibilidade na mídia, entre eles programas de TV, filmes, entrevistas, shows transmitidos e muitas viagens. Em 2012, teve a honra de ser convidado pela ex esposa de Elvis, Priscilla Presley, para inaugurar a Elvis Experience em São Paulo, e mesmo que em tom de brincadeira, ser chamado de embaixador de Elvis no Brasil, pela própria viúva do cantor.

33


Quem será o próximo líder a governar nosso município? Faltando cerca de um ano para as eleições municipais, a Revista AGORA analisa as conjunturas políticas de Garibaldi e Carlos Barbosa.

GARIBALDI Na Terra do Champanha a disputa promete ser histórica, pois situação e oposição vem travando verdadeiras batalhas na Câmara de Vereadores. A discórdia e várias “picuinhas” são destaque neste mandato. O reflexo de tudo isso será visualizado nas urnas em 2016. Os nomes que o meio político da cidade destaca como prováveis candidatos são estes:

Antônio Cettolin (PMDB) Em seu terceiro mandato, Cettolin enfrenta o desgaste natural do cargo e dificuldades em cumprir as promessas feitas na campanha passada. Até o momento, as grandes obras inauguradas vêm de projetos feitos pelo governo anterior. Político nato, o atual prefeito conhece bem os eleitores de Garibaldi e cartas na manga devem estar guardadas para a eleição. Sem dúvida, se Antônio Cettolin for candidato, seu nome deverá ser o mais forte na disputa.

Alex Carniel (PP) Jovem empresário e vereador por três legislaturas consecutivas, Alex atualmente é presidente do Partido Progressita-PP. No meio político fala-se que é a única liderança que conseguiria aglutinar todos os partidos de oposição em uma possível coligação contra a reeleição do atual prefeito Cettolin. Embora não demostre ou diga que será candidato, Alex vem trabalhando na busca de mais filiados para o partido.

Luiz Flori Castro (PTB) Conhecido como Castrinho, o vereador que está em seu primeiro mandato se destaca pela mobilização junto a associação dos moradores de aluguel. É o nome mais forte do PTB para disputar a eleição majoritária. Se Castro não concorrer a prefeito, é cogitado para ser candidato a vice em uma chapa com o atual prefeito Cettolin. 34

Sandro Cisilotto Garda (PT) Com o enfraquecimento político dos ex-prefeitos Luiz Carlos Casagrande e Cirano Cisilotto, e da rejeição nacional do Partido dos Trabalhadores, o PT local pode lançar um novo nome na disputa do ano que vem. O advogado Sandro Garda é cogitado para ser candidato a prefeito, pois é visto participando em muitos eventos da comunidade e membro com voz ativa na executiva municipal da sigla. Se ele não for candidato a prefeito, poderá integrar a chapa como vice-prefeito em uma aliança com a oposição.

César Ongaratto (Sem Partido) O advogado e ex-presidente da Câmara de Industria e Comércio-CIC, César Ongaratto é o nome mais afinado no meio empresarial de Garibaldi. Até o momento não está filiado a nenhum partido político, mas nos bastidores há informação que ele poderá ir para o PMDB ou PP. Se não for candidato a prefeito, é um nome para compor uma chapa como candidato a vice-prefeito.

Luiz Antônio Possebon (Sem Partido) Engenheiro e ex-vice-prefeito, está afastado da política, mas em todas as eleições é nome cogitado para compor chapa majoritária. Atualmente sem nenhuma filiação, Possebon dá sinais que vai estar engajado em alguma campanha, desde que a coligação de que ele participe seja de oposição ao atual governo.


CARLOS BARBOSA No próximo ano, o município de Carlos Barbosa não terá disputando a eleição o prefeito Fernando Xavier da Silva (PDT). Em seu quarto mandato, Xavier foi reeleito e não pode participar do pleito. Porém, ele não ficará de fora do páreo, a possível coligação da situação deverá ter o atual vice-prefeito na cabeça de chapa. Outros nomes também estão sendo citados no meio político. Saiba quem são:

Evandro Zibetti (PMDB) O atual vice-prefeito de Carlos Barbosa deverá ser o candidato a prefeito com o apoio dos partidos que formam a base de apoio do governo Xavier. Seu nome é unanimidade e está fechado com os aliados. O partido não deverá apresentar outro candidato

Rafael Dalcin (PDT) Vereador do PDT é a liderança mais jovem do município. Embora o PDT demostre já estar fechado com o PMDB, Rafael seria uma carta na manga caso ocorra algum racha no governo até o próximo ano. Se não for candidato a prefeito, também poderá integrar a chapa de Evandro Zibetti como candidato a vice-prefeito.

Irani Chies (PP) Ex-prefeito de Carlos Barbosa e ex-vereador, Irani Chies atualmente se dedica em projetos pessoais. Sua candidatura é consenso entre os progressistas barbosenses e seria um dos nomes com força para disputar com Zibetti. Porém, nos bastidores Irani diz que já deu sua contribuição e afirma que é preciso novos nomes na política local.

Fabiano Ferrari (Sem Partido) O empresário e presidente da Associação Comercial e Industrial de Carlos Barbosa – ACI, Fabiano Ferrari, é lembrado por diversos partidos para compor uma chapa na disputa pela prefeitura. Sem filiação partidária, Ferrari seria a novidade na eleição e com boa imagem para explorar entre os eleitores.

Valmir Danieli (PP) Danielli foi ex-prefeito de Irani Chies e atualmente é vereador em Carlos Barbosa. Se Irani não concorrer o PP deverá lançar Danielli pela sua trajetória e experiência. Embora alguns partidos possuem certa rejeição ao nome de Valmir, a maioria da oposição deve aceitar seu nome se acaso concorrer.

Todson (PCdoB) Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa e ex-vereador, Todson Marcelo Andrade já foi candidato a vice-prefeito na chapa formada com PP, PTB, PRB e DEM na última eleição. Ainda é prematuro afirmar se o PCdoB vai compor uma chapa, mas caso houver alguma composição Todson é o nome. 35


ARTIGO

O legado e o exemplo de gestão que herdamos de Eduardo Campos

T

Gestão é o que mais precisamos na atual situação que vivemos. Em tempos de crise, de queda de arrecadação, de urgência de soluções, nosso exemplo vem daquele que governou Pernambuco por duas vezes e deixou o governo com

Beto Albuquerque Advogado, amigo pessoal de Eduardo Campos e vice-presidente nacional do PSB. Exerceu por duas vezes mandato de Deputado Estadual e quatro vezes de Deputado Federal. Também foi Secretário dos Transportes do RS, e na eleição de 2014 disputou como candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Marina Silva.

36

Foto: Arquivo pessoal / Beto Albuquerque

reze de agosto será, para sempre, um dia de lembranças para o PSB, e todos que conhecem a história política brasileira. Em uma triste coincidência, o 13/08 é a data de morte de Miguel Arraes e de Eduardo Campos. Avô e neto que se tornaram grandes exemplos para o Brasil através de sua atuação em Pernambuco. Cada um nos deixou um importante legado. Dr. Arraes foi um dos pioneiros da esquerda brasileira. Eduardo o melhor gestor que já tivemos. 90% de aprovação. Eduardo era ousado, governava com o coração, mas sem jamais descuidar das metas, da meritocracia, dos resultados. Foi assim como secretário de Estado em PE, como deputado estadual e federal e no Ministério da Ciência e Tecnologia, quando colocou o Brasil no rumo certo. Antes de sua gestão, engatinhávamos na área. Como governador, ele inovou e criou um modelo de gestão que deveria ser usado em todo o País. Com metas, ele reduziu em 39% os homicídios com o Pacto pela Vida; somente em Recife, a redução foi de quase 61%. Houve, ainda, redução da mortalidade infantil em 47,5%. Com incentivos fiscais e políticas setoriais ousadas, garantiu a viabilização de projetos de grande porte que geram emprego, renda e desenvolvimen-

to. Os investimentos do governo estadual quintuplicaram durante o mandato de Campos. Pernambuco cresceu mais que a média nacional: teve aumento real de 394% da capacidade de investimento do governo do Estado. Na educação, o IDEB cresceu 16% e a evasão escolar foi sensivelmente reduzida. Mais: Pernambuco investiu em escolas públicas de tempo integral e possui, hoje, mais alunos nesse sistema que Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo juntos. A perda prematura de Eduardo Campos nos tirou um grande líder. Mas mostrou a todo o Brasil que é possível mudar para melhor. É possível fazer mais e melhor. Basta querer e ter a coragem de enfrentar os velhos problemas da política brasileira. Não vamos desistir do Brasil!


Entidade ligada à construção civil é fundada em Carlos Barbosa Criada com apoio da ACI, APECON atenderá demandas do setor no município e também na região

N

o último dia 21 de agosto, na sede da Associação do Comércio, Indústria e Serviços de Carlos Barbosa, a ACI, foi realizada a reunião de fundação da Apecon, Associação dos Profissionais e Empresários da Construção Civil de Carlos Barbosa. Totalmente independente da ACI e com um estatuto próprio, a entidade projeta chegar aos 110 associados. Com o objetivo de fundar a associação, a reunião contou com a apresentação do estatuto, elaborado por Fabiano Messoni, assessor jurídico da ACI. Aprovado por aclamação, o estatuto determina, entre outros aspectos, que a Apecon contará com seis membros em sua diretoria e seis membros no conselho deliberativo. Os associados poderão ser pessoas físicas ou jurídicas que se dediquem ao segmento da construção civil e imobiliária – além dos fundadores da associação. O presidente da ACI, Fabiano Paloschi Ferrari, esclarece a participação da ACI no processo: “A nossa entidade disponibilizou recursos como estrutura e funcionários para auxiliar na formação da nova associação. Essa atitude faz com que haja mais representatividade na comunidade de um setor na área de construção civil. Nós, da iniciativa privada conseguimos empreender e transformar o espaço urbano da nossa cidade de uma maneira belíssima”, conclui Fabiano. Nomeada presidente da Apecon, Alexandra Käfer Rossi fala do objetivo da nova associação: “Essa ideia ganhou força em função de problemas em vários setores do nosso ramo. Foi

Foto: Raquel Piegas/Conceitocom Brasil

APECON

CONSELHO DELIBERATIVO PRESIDENCIA Presidente: Alexandra Käfer Rossi Presidente: Rogério Migotto Vice-presidente: Juliana Betemps Vice-presidente: Bolívar Zuanazzi 1º Tesoureiro: Gerusa Guerra Secretários: Mirela Dalmás, 2º Tesoureiro: Janice Giacomini Bragagnol Simoni Baldasso, 1º Secretário: Maria Cristina Rojas Kaiser Koff Álvaro Stumm 2º Secretário: Fabiano Käfer Janete Giacomoni Deitos

a forma que encontramos para discutir assunto importantes como profissionais do setor e também para a sociedade na qual estamos inseridos. Temos muito a agradecer à ACI pelo apoio fundamental na criação”, pontuou Alexandra. Com o estatuto em mãos, as próximas reuniões da Apecon definirão a identidade visual da entidade e farão alterações necessárias discutidas na reunião. A Apecon entra agora na fase de captação de associados, definições de mensalidade e outros pormenores para entrar em pleno funcionamento.

CARLOS BARBOSA Rua Buarque de Macedo, 2872 Bairro Ponte Seca

Fone 54 3461.1761

37


CARROS & MOTOS

Jeep Renegade: Estilo, beleza e valentia.

38

Equipe do Portal Adesso testa o SUV da Jeep fabricado no Brasil que encara o asfalto e estradas de ch達o com leveza, conforto e muita tecnologia.


Fotos: Revista AGORA / Portal ADESSO

E

m uma tarde de inverno, mas com muito calor, testamos o Jeep Renegade, o SUV mais recente da família Jeep. Seu estilo jovem, e sempre pronto para uma boa aventura, por onde passa, o “jipinho” conquista o olhar de todos. Andamos pelo Vale dos Vinhedos, BR – 470 e ainda por estradas no interior de Garibaldi e Bento Gonçalves. Concorrente da Hyundai Tucson, Ford Ecosport, Renault Duster e ainda do Kia Sportage, o Renegade traz alguns itens de série inéditos no Brasil, como por exemplo o assistente automático de estacionamento. O modelo que nossa equipe

testou foi o Sport 1.8 Flex automático 6 marchas 4x2 que tem o valor de tabela partindo de R$ 76.900. A fusão com a Fiat e alguma semelhança nas linhas fazem alguns chamarem o Renegade de “Uno grandão”, mas não tem nada a ver. Saímos da concessionaria Gambatto que fica no km 213 da BR- 470 em direção ao Vale dos Vinhedos, rodovia que se encontra em péssimas condições, cheia de buracos e irregularidades. Em nosso primeiro contato com o Jeep percebemos a tranquilidade que enfrentamos os obstáculos, seu volante macio e o sistema de suspensão independente, do tipo

39


MacPherson permitem uma condução fácil e intuitiva, absorvendo muito bem as imperfeições. Quanto a questão de espaço, percebemos que o novo Jeep tem o interior que permite transportar até cinco adultos. O ambiente a bordo é espaçoso, tanto nos lugares dianteiros como traseiros. Já os materiais utilizados no acabamento interno trazem bom gosto e qualidade, combinando perfeitamente com o sistema de info entretenimento, intuitivo, fácil de utilizar, sem ser necessário tirar um curso multimídia para funcionar com o telefone, rádio, GPS, etc. Sua tradicional grelha da Jeep na parte frontal do veículo, deixa o SUV com um charme todo especial, combinando com as lanternas traseiras que possuem o desenho em X. Os 132 cavalos do motor 1.8 16V E.torQ Evo, originário da Fiat, dão conta das necessidades dos motoristas na cidade, mas perdem um pouco o rumo com pequenas falhas do câmbio automático de 6 velocidades, que se atrapalha com trocas equivocadas em situações de maior exigência do motor. O consumo, segundo a fabricante, na cidade fica em 9,6 km/l (gasolina e 6,7 km/ll (etanol). Já no ciclo de estrada os números chegam a 10,7 km/l (gasolina) e 7,4 km/l (etanol). Andando pelas estradas de chão batido percebemos o quanto o “jipinho” é valente. Seu DNA da Jeep mostra que ele responde bem nos terrenos adversos e encara os desafios com certa tranquilidade. Resumindo nosso teste, constatamos que o Renegade se encaixa na definição de utilitário esportivo, combinando características off-road, visual moderno e bom pacote de equipamentos e de segurança desde as versões mais básicas. Seu preço é convidativo, tendo um ótimo custo benefício. A marca Jeep dispensa maiores apresentações.

40

Jeep Longitude

Motores: 1.8 etorQ Flex e 2.0 turbodiesel Câmbio: automático de seis (1.8 Flex) ou de nove velocidades (2.0 turbodiesel) Tração 4×2 ou 4×4

Jeep Trailhawk

Motor: 2.0 turbodiesel Câmbio: Automático de nove marchas Tração 4×4

Jeep Sport

Motores: 1.8 etorQ Flex e 2.0 turbodiesel Câmbio: manual de cinco e automático de seis para o motor 1.8 ou automático de nove, quando equipado com motor 2.0 turbodiesel Tração 4×2 ou 4×4

Os preços atuais do Jeep Renegade: (Conforme a montadora) Renegade 1.8 Flex manual 4x2 – R$ 68.900 Renegade Sport 1.8 Flex manual 4x2 – R$ 71.900 Renegade Sport 1.8 Flex automático 6 marchas 4x2 – R$ 76.900 Renegade Longitude 1.8 Flex automático 6 marchas – R$ 82.900 Renegade Sport 2.0 Diesel automático 9 marchas 4x4 – R$ 99.900 Renegade Longitude 2.0 Diesel automático 9 marchas 4x4 – R$ 109.900 Renegade Trailhawk 2.0 Diesel automático 9 marchas 4x4 – R$ 119.900


Garibaldi e região perdem uma das mais antigas profissionais da área. Faleceu aos 53 anos, após dezoito dias internada no Hospital. Ela lutava contra um câncer havia cerca de três meses.

N

atural de Garibaldi, cidade em que morou durante toda sua vida, Tânia era uma das mais antigas psicólogas do município. Formou-se em Psicologia e Pedagogia pela Universidade de Caxias do Sul – UCS, e exerceu a profissão por quase 30 anos. No início da carreira foi professora e lecionou em escolas da cidade, como Santo Antônio e Santa Mônica. Trabalhou ainda como psicóloga concursada na prefeitura de Carlos Barbosa e na APAE de Garibaldi. Nos últimos anos, atuava exclusivamente em seu consultório particular. Dona de um temperamento tranquilo, mas exigente, Tânia gostava de viajar e estar ao lado dos familiares. Para os pais, irmãs

Foto: Arquivo pessoal / Família Carniel

Morre a psicóloga Tânia Maria Carniel

e sobrinhos ela era o porto seguro, sempre pronta para auxiliar nas situações mais difíceis. Com sua palavra amiga e ações concretas, garantia a paz e a razão em situações complicadas. Seus pacientes a adoravam e a comunidade a tinha como exemplo de profissional. Sua partida gerou muita comoção em todo o município. Ela faleceu no dia 31 de julho no Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre. Tânia Maria Carniel deixou os pais Tercílio e Lourdes, as irmãs Nilva (in memoriam), Maria Dalva, Rejane e Miriam e os sobrinhos Daniel Tercílio, Mirela, Augusto, Kelvin, Richard, Ana Laura e Marcus Vinícius. Os atos fúnebres foram realizados no cemitério municipal de Garibaldi e a missa de sétimo dia rezada na igreja Matriz São Pedro de Garibaldi.

41


Alexandre Grendene investe R$ 224 milhões em iate

O

Bilionário de Farroupilha, veleja nas águas do sucesso empresarial

empresário farroupilhense conhecido como o imperador do plástico, Alexandre Grendene Bartelle, proprietário da Grendene e outras várias empresas, já está navegando em grande estilo pelos mares do mundo. Ancorado em Puerto Banús, uma marina ao sul de Marbella, na Espanha, o iate “Madame Kate” se tornou ponto turístico por lá. O nome da embarcação é homenagem à cachorra de estimação de Alexandre, Kate, a inseparável bichon frisé do bilionário. Salão de festas, heliponto e piscina são alguns dos atrativos do iate que possui 60 metros 42

de comprimento e atrações inovadoras, como pintura perolizada e um sistema de luzes LED que o deixa ainda mais imponente à noite. O investimento de Grendene na compra do iate foi de 74 milhões de euros, cerca de R$ 224 milhões. O novo “brinquedinho” já recebeu convidados ilustres como Pedro Grendene, irmão de Alexandre, e sua mulher, a empresária Tania Bulhões. Já Alexandre e sua mulher, Nora Teixeira, pretendem ficar na Europa até outubro velejando pelos melhores destinos do velho continente.A fortuna pessoal do farroupilhense é estimada em US$ 1,4 bilhão.


Os principais negócios de Alexandre Grendene Um dos principais fabricantes de calçados sintéticos do mundo, a Grendene faturou R$ 1,1 bilhão em 2003. Dona das marcas Rider e Melissa, tem 12 fábricas, exporta para 57 países e é responsável por 15% das vendas brasileiras de calçados para o exterior.

Vulcabrás/Reebok

Agropecuária Jacarezinho

Adquirida por Pedro Grendene em 1988, a Vulcabrás fabrica botas de borracha e PVC, tênis Ked’s e Reebok - possui a licença de produção e distribuição dos produtos da grife americana no Brasil e na Argentina. O faturamento da empresa é superior a R$ 200 milhões por ano.

É a maior fazenda do Estado de São Paulo. Dedica-se ao cultivo de cana-de-açúcar e à pecuária de corte - são 28 mil cabeças de bois. O faturamento da Jacarezinho foi de cerca de R$ 34 milhões em 2003. A fazenda abate 4.500 animais por ano.

Única Móveis

Alexandre é sócio (com 35%) do Grupo José Pessoa (com 65%) em uma usina de álcool e açúcar no interior de São Paulo. A Benalcool mói 1,5 milhão de toneladas de cana, fatura R$ 110 milhões por ano e emprega mais de 2 mil funcionários

Produz móveis com as marcas Dell Anno (cozinhas e quartos planejados) e Favorita. As fábricas da Única têm 26.500 metros quadrados e 350 funcionários. Só a Dell Anno produz 4.600 cozinhas por mês.

Benalcool

43


ARTIGO

Uma nova ferramenta para o mundo nos conhecer melhor

Q

uem diria que depois do invento do Rádio, ainda teríamos a Internet. Foi com ela que surgiu toda esta modernidade e vimos a passagem do século XXI de forma acelerada. Hoje, praticamente, somos informados instantaneamente, a ponto de, quando chegar a edição imprensa dos jornais no dia seguinte, já estaremos lendo notícias “velhas”. O mundo das informações gira velozmente.

Assim o Rádio e a Internet estão presentes na vida de todos nós. O Rádio, por exemplo, já ladeado pelo surgimento da Rádio WEB e a Web TV que passam a conquistar a preferência

Benito Rosa Natural de Garibaldi, é radialista e repórter. Iniciou a carreira na década de 60, atuou nas rádios Garibaldi AM de Garibaldi, Rainha FM, VIVA AM/FM e Difusora AM. Atualmente trabalha com a Sucursal da Rádio Difusora Bento Gonçalves e colabora com o Portal Adesso e Revista Agora Serra Gaúcha.

44

e permanecerão por muitos e muitos anos junto às pessoas, precisam de informações imediatas para se posicionarem mediante seus momentos de decisões importantes, tanto profissionalmente, como socialmente.Não há mais tempo a perder. Esse é o futuro que já é presente. Ou, melhor dizendo, o presente já é quase passado, tamanha a velocidade que se detecta no universo das comunicações. E quem tiver em mãos as estruturas de estúdios com Rádio e TV é que terá sucesso em emprendimentos de comunicação, pois esses nos servirão de informações precisas e imediatas para nos situar no dia-a-dia e alcançemos sucesso com o público que cada vez mais tem sede por informações e notícias. A partir deste ano, Garibaldi e região passam a contar com mais uma destas estruturas. A chegada da Diffusione Comunicação é um marco na história da comunicação dos municípios em que estamos inseridos, pois indica que o futuro também já chegou aqui.

Por isso tudo que colocamos acima, saudamos a chegada em Garibaldi desta nova empresa localizada no centro da cidade e que tem como diretor geral o garibaldense Daniel Tercílio Carniel, jornalista, que não inventou o Rádio e nem a Internet, mas dedicou-se de corpo e alma para propocionar à nossa cidade e região uma nova engrenagem nos meios de comunicação, realizando, assim, seu maior desejo como profissional da área e transformando seu sonho em realidade. Por isso, amigas e amigos, festejamos ao dar essa notícia oficialmente e com o coração cheio de emoção queremos abraçar a todos que compõem a Região Nordeste do Estado, pois estamos vivendo o momento deslumbrante de mais um avanço fantástico. Acessem, desfrutem, prestigiem. É nosso, é a Região Nordeste do Estado dizendo para o Mundo que nós também criamos para o universo nos conhecer melhor e saber de nossas potencialidades.


Foto: Divulgação

O Associado em primeiro lugar A Associação do Comércio, Indústria e Serviços de Carlos Barbosa, a ACI, tem em sua trajetória de 38 anos uma constante: a preocupação em proporcionar aos seus associados o maior número de benefícios possíveis, sempre focando no estímulo ao empreendedorismo.

C

ontando atualmente com mais de 700 associados, a ACI trabalha em constantes melhorias e oferece uma gama ampla de serviços aos seus associados: São 20 convênios nas áreas de saúde, contabilidade, direito, financeiro, instituições de ensino e outros serviços. No campo das inovações, a ACI está sempre à frente: através do cartão do associado, lançado em 2014, ela traz a praticidade para o dia a dia do empreendedor, que pode desfrutar de todos os recursos disponibilizados pela entidade sem sair de casa. Recentemente, lançou o Aplicativo, que conta com notícias da entidade, lista de conveniados e outras facilidades. O aplicativo está disponível para iOS e Android, e pode ser baixado na AppStore ou Google Play.

Eventos estimulantes Nos últimos anos, a Associação têm se destacado pela realização de Feiras e eventos que estimulam o associado e engajam a comunidade. Com média de 30 expositores cada uma, com exceção da Expo Carlos Barbosa, que reúne cerca de 100 expositores, as feiras do calendário da ACI trazem visibilidade ao associado e se destacam pelos resultados positivos que geram. Pioneira nos mais diversos ramos, realizou em março de 2015 a segunda edição da Feira de Oportunidades de Negócios, trazendo consultorias e seminários totalmente gratuitos, fomentando o espírito empreendedor da região. Em maio, foi a vez da Feira do Bem-Estar. A primeira edição superou a expectativa de público, levando cerca de 5 mil visitantes para conhecer as novidades nos ramos de beleza, saúde e terapias alternativas. Já tradicional, a Feira de Compras da ACI chegou à sua 19ª edição no mês de julho, com um crescimento de 15% em visitas e em vendas em relação à edição anterior. Para outubro, está prevista a FeiraTec, que trará as últimas novidades em tecnologia nos mais diversos setores, desde segurança a gestão de softwares.

Responsabilidade social Portadora dos certificados ISO 14001/2004 desde 2013, a ACI, tem em sua política a preocupação com o meio ambiente. Como concretização da importância de conscientizar seus associados em relação a questões ambientais, a entidade promoveu em junho a Semana do Meio Ambiente, iniciativa inédita da entidade, que conta em sua diretoria com um departamento exclusivo para o meio ambiente.

45


ARTIGO

A

VAMOS COLORIR

mania do momento são os livros para colorir antiestresse, aquelas páginas em branco e o colorido dos lápis não atrai só as crianças, mas também muitos adultos, agora você já pensou em ao invés de colorir páginas, colorir a sua casa? Vamos soltar a criatividade? O primeiro passo para montar um ambiente passa por uma resposta simples: Quais as tonalidades preferidas? Primeiro siga os instintos, deixe o coração e a memória orientarem, só depois decida as composições e intensidade de cada cor. A inspiração pode vir da natureza, da moda, arte, tudo a sua volta pode ajudar a visualizar uma composição de cores que combine com o seu perfil. Uma ferramenta que pode ajudar é o disco cromático que pode orientar combinações equilibradas na decoração. As composições podem ser através de cores complementares (uma oposta a outra) ou análogas (uma ao lado da outra). As cores complementares são contrastantes entre si, nelas não há pigmentos em comum, por isso quando misturadas completam a soma de todas as cores,

46

proporcionando equilíbrio ao olhar. Elas podem ser usadas quando desejamos um ambiente vibrante. Exemplo de combinação, vermelho e verde, amarelo e roxo, laranja e azul. Nas cores análogas há uma mesma cor básica, por exemplo, no amarelo-ouro e no laranja avermelhado ambas têm como base o laranja. Essa combinação é usada para dar uniformidade, são consideradas uma combinação elegante. Pode-se usar uma cor complementar para dar equilíbrio a composição. Exemplo de combinação análogas, azul e verde, vermelho e laranja, rosa e roxo. Na hora de escolher a parede a ser pintada lembre que a incidência de luz e o entorno podem alterar a tonalidade o ideal é que você faça um teste. Para saber a quantidade de tinta você tem que calcular a área da parede a ser pintada e multiplicar pela quantidade de demãos necessárias. Sempre deve-se considerar os objetos da decoração, a cor deles também tem influência na composição das paredes. Você pode também optar por não pintar as paredes (deixar em tom neutro) e colocar a cor em objetos pontuais, pode ser uma flor, quadros, ou uma poltrona. Cada cor traz um significado e transmite uma sensação. O branco por exemplo, traz leveza, induz a ordem, cria a percepção de amplitude, no entanto em excesso dá a sensação de vazio, torna o ambiente frio. Cores escuras proporcionam aconchego e dão a percepção de um ambiente menor, no entanto em excesso causam certa insegurança e tornam o espaço depressivo. Vermelho, azul e amarelo são cores primarias, são elas a base para todas as outras cores, o contraste entre elas traz ousadia e dinamismo ao ambiente, saben-

do dosar a intensidade e escolher os pontos certos, elas formam uma combinação vibrante e harmônica para a cozinha. Já para o projeto do lavabo, recebeu papel de parede floral em tons verdes para compor com a parede pintada, são dois tons diferentes (análogos) combinados com a madeira escura, proporcionou um ambiente tranquilo e aconchegante. Nos dormitórios de meninas o tom de rosa quase sempre é a preferência, e para equilibrar e suavizar o tom forte opta-se por usar o branco e uma madeira clara, assim o destaque ficará por conta da cor e não pesará no ambiente. Agora é só se arriscar a entrar no maravilhoso universo das cores.

Grasiela Giordani Arquiteta graduada pela Unisinos. Especialista em arquitetura de interiores e pós-graduada em arquitetura comercial. Atuou em escritórios de Porto Alegre e Bento Gonçalves. Desde 2007 está à frente de seu próprio escritório que fica localizado em Garibaldi.


Após três anos, símbolo turístico está sendo reinstalado na Via Del Vino

O

monumento La Fontana, conhecido popularmente como Chafariz do Vinho e instalado em 1990 voltará a funcionar no centro da cidade. Um dos mais famosos símbolos da Capital Brasileira do Vinho, imagem que figura na memória de milhares de moradores e turistas, como também nas páginas que abordam o turismo em Bento Gonçalves, já foi motivo de muita polemica, pois em 2012 o equipamento foi substituído por uma nova fonte com águas dançantes e efeitos de luz e som. Porém, o novo chafariz apresentou constantes problemas como entupimento dos esguichos de água, queima das lâmpadas, e superaquecimento dos motores. Devido aos problemas e ainda uma mobilização por parte da população através das redes sociais, o município resolveu colocar o antigo em funcionamento outra vez. A água terá cor de vinho e o entorno será feito com pedras, imitando

Foto: Jornal Gazeta / Facebook

Vinho voltará a jorrar em Bento Gonçalves

as taipas construídas pelos imigrantes italianos que colonizaram a região. A nova fonte ficará a cerca de 30 metros da antiga, ao lado da Casa do Vinho. A obra deverá ser inaugurada em outubro, durante as comemorações de aniversário de Bento Gonçalves.

47


SAÚDE

Câncer de próstata e de mama tiveram aumento dramático Não há dados científicos na Serra, porém, levantamento feito através de informações sobre óbitos, mostra que a doença é também a que mais mata em nossa região.

C

âncer é o nome genérico dado a uma série de doenças, cuja principal característica é ser decorrente de um descontrolado crescimento e divisão celular. O processo se inicia quando células de algum tecido ou órgão do corpo começam a crescer sem controle, gerando células anômalas, que podem se multiplicar e invadir outros órgãos, em um processo conhecido por metástase. Cerca de 10% dos casos de câncer são hereditários. A grande maioria dos diagnósticos, dessa forma, tem relação direta com fatores ambientais e hábitos de vida, como tabagismo, consumo excessivo de álcool, sedentarismo, alimentação inadequada e exposição exagerada ao sol ou a alguns micro-organismos. Em 2013, a doença foi a segunda causa que mais causou mortes no mundo (perdendo apenas para doenças cardiovasculares). A informação é do estudo “O peso global do câncer 2013”, conduzido por um consórcio internacional de pesquisadores coordenado pela Universidade de Washington, que ana-

48

lisou dados de 28 principais tipos de câncer em 188 países, no período de 1990 a 2013, e utilizou uma nova metodologia para calcular a incidência, morbidade e custo social. Publicado no periódico médico norte-americano “JAMA Oncology”, em julho de 2015, o relatório aponta que o câncer de pulmão é o que mais mata homens e mulheres, com 29 mil vítimas para um total de 213 mil estimadas naquele ano. Entre os homens, os maiores aumentos, tanto no número de casos quanto de fatalidades, são registrados na próstata. Nas mulheres, as mamas ainda são o maior motivo de preocupação. No Brasil, o número de novos casos de câncer de próstata disparou 414% entre 1990 e 2013, passando de 18,7 mil para 96,3 mil. Já entre as brasileiras, os diagnósticos de novos casos de câncer de mama quase triplicaram entre 1990 e 2013, de 24,9 mil para 74,6 mil. Especialistas advertem que, por trás deste fenômeno há dois fatores: o envelhecimento da população e os avanços


“Sem Medo do Dedo” CASOS DE CÂNCER NO BRASIL (A CADA 100 MIL HABITANTES) Fonte: Journal of the American Medical Association (JAMA) - 28 maio 2015

nos métodos de diagnóstico, que permitem detectar a doença cada vez mais cedo. As pessoas estão vivendo mais e a maior parte dos principais tumores ocorre com mais frequência nos indivíduos idosos, como se registra em vários países desenvolvidos. Outro fator importante é a evolução da tecnologia para detecção de tumores nas últimas décadas. Algumas pessoas que não seriam diagnosticadas décadas atrás têm seu tumor detectado pelas técnicas atualmente empregadas, e isso também aumenta o número de novos casos. Diante da tendência de envelhecimento da população mundial, a batalha global contra o câncer deve começar pela prevenção, com muita informação e a adoção de estilos de vida mais saudáveis. Cuidar da dieta e praticar exercícios são coisas do dia a dia que todos sabem que devem fazer. Outra unanimidade na prevenção é o combate ao tabagismo,

Tudo o que o Homem deve saber sobre a próstata O diagnóstico precoce é a melhor forma, para não dizer a única, de oferecer tratamento curativo para a doença e manter a qualidade de vida. Com informações científicas detalhadas e apresentadas em linguagem simples e didática, o livro “Sem medo do dedo” informa, esclarece e educa, buscando resgatar e manter a qualidade de vida dos homens. Pesquisa realizada em maio de 2013 pela Sociedade Brasileira de Urologia com cinco mil homens revelou que 47% deles nunca fizeram o exame de toque retal, que possibilita detectar 72% das doenças da próstata. Preconceito, constrangimento e descuido são as principais causas da pouca adesão dos homens às consultas médicas e aos exames de rotina. Com essa atitude, eles engrossam o número de possíveis acometidos pelo câncer de próstata, mais incidente que o de mama, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Na estimativa 2014, o INCA aponta 60.180 novos casos de câncer de próstata para 52.680 de mama. É o câncer mais frequente no homem, representando 16% do total de casos. Raro antes dos 50 anos, sua incidência aumenta progressivamente chegando a índices de 60% em homens acima dos 80 anos. Os autores do livro são os urologistas Dr. Mirandolino Mariano, chefe do Serviço de Urologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, e o Dr. Gilvan Neiva da Fonseca, professor da Universidade Federal de Goiás.

49


Foto: Divulgação

Projeto “Dentista do Bem” em Farroupilha Ação desenvolvida por cirurgiões-dentistas do município visa atender jovens e crianças com baixa renda até que completem maior idade

O

município de Farroupilha lançou no início do mês de agosto, o Projeto Dentista do Bem, que é o principal projeto da Turma do Bem, uma organização civil de interesse público que gerencia uma rede de voluntariado especializado. Através do projeto Dentista do Bem, cirurgiõesdentistas de Farroupilha atendem em seu próprio consultório crianças e jovens de baixa renda entre 11 e 17 anos, proporcionando-lhes tratamento odontológico gratuito até que completem 18 anos. Os pacientes são selecionados por grau de necessidade, o que é determinado por uma triagem realizada em escolas da rede pública ou instituição social. Jovens e crianças com problemas bucais graves, os mais carentes e próximos do primeiro emprego têm prioridade no atendimento. Além das consultas realizadas pelos voluntários, a Secretaria de Saúde de Farroupilha também distribuirá aos jovens kits

50

de higiene bucal, visando a continuidade do tratamento e a redução de futuros problemas. Paulo Bertocchi, coordenador do projeto no município, agradeceu ao município por abraçar esta ação. “Os habitantes de Farroupilha têm mais um motivo para se orgulhar de sua cidade. Queremos melhorar a posição desses adolescentes na sociedade através do tratamento odontológico gratuito, melhorar as condições de vida, a autoestima e seu futuro. Graças aos esforços do poder público, dos dentistas voluntariados e da sociedade, Farroupilha torna-se hoje uma cidade com um sorriso ainda maior”, enfatizou. Atualmente o Projeto Dentista do Bem, é a maior rede de voluntariado especializado do mundo. Conta com 15 mil voluntários espalhados pelos 26 Estados do Brasil e Distrito Federal, além de nove Países da América Latina e Portugal. Cerca de 42 mil jovens são atendidos por esta rede.


Foto: Divulgação

Energia que equilibra o corpo e a mente

Hospitais também utilizam o Reiki Já é comum em diversos hospitais do mundo utilizar este método no tratamento em diversas patologias. Em São Paulo, o hospital Sírio-Libanês, aplica os conhecimentos do Reiki em pacientes que estão no núcleo integrativo do hospital. Em Brasília, O Hospital de Base foi o primeiro do país a implantar esta técnica. Já aqui na Serra Gaúcha, o Hospital Geral de Caxias do Sul oferece a terapia aos funcionários do quadro. O objetivo deste trabalho é melhorar o desempenho dos colaboradores evitando o cansaço estresse. O projeto é chamado de “Quem cuida do Cuidador”, a técnica tem alcançado bons resultados.

Método conhecido como Reiki ganha cada vez mais adeptos na Serra Gaúcha

P

ara combater o estresse e enfrentar a correria do dia a dia com mais vigor e tranquilidade, muitas pessoas estão buscando uma forma de terapia natural. Praticada há vários anos, principalmente nos países orientais, o Reiki é um sistema natural de harmonização e reposição energética que mantém ou recupera a saúde. Conforme o Mestre em Reiki, Adão Revair Sá Brito, de Garibaldi, a técnica é utilizada para despertar o poder que habita dentro de nós, captando, modificando e potencializando energia. Funciona como instrumento de transformação de energias nocivas em benéficas. É um sistema revolucionário para adaptar o ser humano às exigências da Era de Aqua-

rius. A terapia é aplicada em crianças, jovens, adultos, idosos e animais, e tem apresentado ótimos resultados. Além de auxiliar a deter a violência e tendências autodestrutivas. É um poderoso antídoto contra o cigarro, o alcoolismo e as drogas que degeneram a humanidade. Ainda segundo Adão, quando se aplica Reiki, todos os chacras recebem sua energia harmonizadora, ocorre o alinhamento desses centros energéticos, independente de quem recebe, acreditando ou não. “A maioria das doenças se desencadeia inicialmente por bloqueios nos principais chacras, posteriormente aparecem as disfunções nos órgãos relacionados com o mesmo chacra, obstruindo a passagem da energia”, diz o mestre habilitado.

51


Nesta edição, vamos ensinar a receita da tradicional massa alemã servida na Áustria, Suíça e Hungria. Perfeita para os dias frios, o prato é também muito apreciado em cidades do norte da Itália. No país de nossos bisavôs a receita é conhecida por “Troffi”. Quem ensina esta saborosa dica é o conceituado Chef Vico Crocco, que após 11 anos morando na Alemanha e Bélgica retorna para o Rio Grande do Sul cheio de novidades e experiências.

Vicco Crocco O jovem chef deixou o Brasil com o objetivo de forma-se engenheiro na Alemanha. Após dois anos de curso, largou a engenharia e começou a estudar gastronomia. Ficou onze anos se aperfeiçoando em escolas de culinária alemãs e trabalhando na Europa. Retornando ao Brasil, montou uma cozinha em um espaço inusitado: dentro de um contêiner industrial na Zona Sul de Porto Alegre. É considerado um dos jovens chefs mais promissores do sul do Brasil.

52

Fotos: Leticia Remiao

GASTRONOMIA

Um Mix para alemães e italianos Spätzle de manjericão com creme de tomates Spätzle

Creme de Tomates

Ingredientes:

Ingredientes:

01kg de farinha de trigo 10 ovos caipiras Tempero verde 01 molho de manjericão 02 molhos de cebolinha verde Sal e pimenta a gosto

01 kg de tomates bem maduros 01 molho de manjericação Óleo de oliva extra virgem Sal Alho Pimenta

Modo de Fazer:

Modo de Fazer:

Lave as ervas com água. Corte os talos e após bata adicionando ovos. Tenha cuidado para não adicionar os ingredientes todos de uma vez só para não ficar espumoso. Depois, bata tudo no liquidificador até ficar homogêneo. Durante o processo, adicione um pouco de sal e pimenta, mas não muito! É melhor ir batendo a massa e sentir o gosto, não salgar tudo de uma vez. Após, misture tudo com a farinha. Melhor é bater tudo manualmente com uma colher de pau até a massa começar a puxar e formar bolhas grandes. A partir daí a massa estará no ponto. Enquanto estiver batendo a massa a agua deve estar começando a ferver, passe ela de porção em porção. Após cozimento, deve-se tirar da agua com uma espumadeira e colocar direto em uma gamela com agua e gelo para que pare de cozinhar e deixe escorrer. Ela deve ficar na cor verde vibrante.

Colocar os tomates sem o umbigo em uma panela com agua. Após, cozinhe e deixe escorrer o liquido em excesso. Bata no liquidificador com dois dentes de alho, sal e pimenta a gosto. Junte todos os ingredientes leva a panela e deixe cozinhar em fogo baixo. Vá adicionando óleo de oliva até engrossar e o molho começar a borbulhar e respingar.

Finalização:

Dourar o Spätzle em uma frigideira bem grande e de fundo grosso para não perder temperatura e começar a cozinhar o spatzle (fica grudento). Use óleo de oliva e depois finalize com uma manteiguinha. Sal e pimenta a gosto quando ficar dourado. Sirva com creme de tomate quente,um pouco de farofa e queijo parmesão ralado.


53


54

Revista AGORA - Edição Setembro / 2015  
Revista AGORA - Edição Setembro / 2015  

Edição de Setembro da Revista AGORA Serra Gaúcha.

Advertisement