Page 1

DEZEMBRO 2015 / ANO 1 / Nº 02

ECONOMIA

Vale dos Vinhedos: o vale que não conhece crise POLÊMICA

Protesto em Garibaldi pede nova praça na área central TURISMO

Parque da Imigração Italiana será revitalizado em Farroupilha AVIAÇÃO

Ronco das hélices volta a ser ouvido em Bento Gonçalves SAÚDE

“Lentes de Contato” A moda nos consultórios odontológicos

RANKING

A melhor do Brasil para viver

Pesquisa revela que Carlos Barbosa é considerada uma das melhores cidades do país para morar


2


3


EDITORIAL 2016 de muitos desafios Chegamos ao final de mais um ano, para os otimistas um ano a ser esquecido e apostar todas as fichas no próximo. Para os pessimistas, 2015 foi um ano que só mostrou parte das dificuldades que ainda vamos enfrentar em 2016.

Diretor Geral: Daniel Tercílio Carniel

Vivemos dias de apreensão e de humores alterados. Fatos graves de corrupção na administração dos bens do Estado, junto com certa crise econômica e política, levam a vários tipos de manifestações na opinião pública e nas organizações sociais. O Brasil está novamente com os nervos à flor da pele e prestes a eclodir.

comercial@portaladesso.com.br

Se por um lado não temos o que fazer a não ser lamentar a política nacional, por outro, teremos a oportunidade de novamente escolher o destino de nossa cidade, através da eleição municipal que ocorre no próximo mês de outubro. Também teremos as olimpíadas, momento de esquecer as mazelas de um Brasil cercado por corruptos em todos os níveis e torcer pelos atletas que passam boa parte da vida lutando por uma medalha. Alguns destes, são verdadeiros heróis, pessoas simples como grande parte de nosso povo e lutam sem nenhuma estrutura. Torcer! Precisamos de algo que nos faça voltar a ser patriotas, nos orgulhar do país e do Estado que vivemos e ainda necessitamos do herói nacional, aquele sujeito igual ao Ayrton Senna que além de nos emocionar também serve de bom exemplo para nossas crianças e jovens. Enfim, vivemos um momento ruim, todos sabem dos problemas que batem a nossa porta e da absurda carga tributária que assola os empresários brasileiros. Mas temos que tentar esquecer igual a adulto quando fala do natal para as crianças. Sabemos que Papai Noel não existe, mas temos que manter a magia do bom velhinho aos que acreditam. O ano de 2016 será assim, embora sabemos que será difícil, temos que tentar driblar os aumentos de impostos, gasolina, pedágios, serviços, luz, etc.. e buscar manter a calma focando na produção e inovação. A tarefa não é nada fácil, só com muita persistência e fé não ficaremos pelo caminho. Para nós da Diffusione Comunicação o 2015 foi um ano de muita luta e busca por espaço em um meio difícil. Nossa revista AGORA, que está em sua terceira edição, vem ganhando prestigio em nossa região, assim como o Portal Adesso que a cada semana conquista novos seguidores. Já a Adesso TV vem aos poucos mostrando um trabalho audiovisual diferenciado e caminha para ser reconhecida. Apesar dos pesares, entraremos em 2016 com esperança e principalmente desejo de muita mudança e renovação. Um Feliz e Próspero ano a todos!

Daniel Tercílio Carniel

4

Dezembro/2015 - Ano 1 - Número 02

Coordenação Geral: Patrícia Hallal Esteves Direção/Edição: Daniel Tercílio Carniel Direção Comercial: Érico José Baratter Arte & Editoração: Jorge Aresi Redação: Daniel Carniel / Mateus Barato redação@portaladesso.com.br

Revisão: Edaci Elena Mattuella Colaboradores/Opinião: Ademar Petry / Luiz Fernando Santos Hopf César Nicolini / Arnaldo Ongaratto Fotos: Portal Adesso / André Majola / Geder Canarinho / Assessorias de Imprensa Jornalista Responsável: Daniel Tercílio Carniel - Mtb/RS 13.370 Assessoria Jurídica: Flávio Green Koff - OAB/RS 37.997 Impressão: Passografic - Passo Fundo/RS Tiragem: 5 mil exemplares Circulação: Bento Gonçalves, Garibaldi, Farroupilha e Carlos Barbosa Distribuição: Gratuita Fale Conosco: contato@portaladesso.com.br Opiniões e artigos contidos nesta edição não expressam necessariamente a opinião do editor ou da direção deste veículo. É proibida a reprodução em qualquer meio de comunicação sem autorização prévia. Todos os Direitos Reservados

Revista AGORA. É uma publicação da Diffusione Comunicação Ltda. Tv. Raul Cisilotto 63 / Sala 04 / Centro / Garibaldi.RS Fone 54 3464.1668 / 54 9933.9272

www. portaladesso .com.br


31

Impostos

06

Gestão Transparente Presidente da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves fala sobre a conquista do Prêmio Transparência na Internet

32

Esporte ACBF entra para a história conquistando o penta compeonato da Liga de futsal

44

22 27

Ano novo inicia com aumento de impostos estaduais. Gasolina custará R$ 4,00

Prejuízos Safra da uva terá queda de produção que pode chegar a 50%.

Saúde

E-Social Mais Burocracia, monitoramento e controle do goverrno nas empresas.

19

Entidade Parque de Eventos da ACI já é uma realidade em Carlos Barbosa

28

Política da região Os bastidores do mundo político de Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento Gonçalves.

Zica Vírus: saíba como se prevenir do vírus que causa microcefalia em bebês.

NESTA EDIÇÃO Editorial 04 Expediente 04 Entrevista 06 Entidade 12 Turismo 13 Economia 14

35

Comunicação 17

Carros&Motos

Aviação 38

Honda atualiza Biz 125 com a vesão 2016

Saúde 43

Desenvolvimento 24 Mobilização 37

Gastronomia 45 5


VALDECIR RUBBO 6


Fotos: Imprensa Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves

Uma boa gestão na Câmara de Bento Gonçalves Prêmio de Melhor Câmara Municipal do Rio Grande do Sul em transparência na internet

N

esta última edição do ano, conversamos com o presidente da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves, Valdecir Rubbo. Em um ano crítico na política nacional, a gestão da maior câmara da região conquista prêmio do Tribunal de Contas do Estado como transparência e Controle Social. Rubbo também falou de como foi o ano na casa legislativa e projetou 2016. 7


Revista AGORA: Qual a análise que o senhor faz do ano de 2015?

Revista AGORA: Qual o projeto de maior destaque votado este ano?

Valdecir Rubbo: Foi um ano produtivo. Aqui na Câmara de Vereadores entraram mais de duas mil matérias entre requerimentos, indicações e projetos de Lei. Alguns debates foram mais incisivos, mais quentes, mas no geral, todos foram importantes para o desenvolvimento de Bento Gonçalves.

Rubbo: São vários os projetos de interesse da comunidade que votamos este ano e merecem destaque, mas o que considero mais importante, são os de abertura de créditos para pavimentações de ruas, a Lei de incentivo as indústrias e a regulamentação dos índices construtivos.

Revista AGORA: O que representa receber este selo e distinção pela transparência? Rubbo: Conseguir manter este selo na internet que é concedido pelo Tribunal de Contas é motivo de orgulho para mim e para os vereadores de Bento. Pelo ranking, somos a primeira câmara do interior do Estado em transparência, só ficamos atrás da capital Porto Alegre. Isso demonstra que estamos trabalhando de maneira correta na busca de mostrar para a comunidade o que é feito pelo Poder Legislativo. Revista Agora: Atualmente quantos são os vereadores de Bento Gonçalves? Rubbo: A câmara de Bento é composta por 17 vereadores que são de 8 partidos distintos. Além disso, temos ao todo 100 servidores divididos entre os gabinetes dos parlamentares, mesa diretora e servidores efetivos. Em Bento Gonçalves, cada vereador tem a possibilidade de ter até quatro servidores. Revista AGORA: Não são muitos servidores para atuar em uma câmara municipal? Rubbo: Para uma cidade do tamanho de Bento Gonçalves temos o número ideal de parlamentares e servidores. Antigamente o poder legislativo tinha 11 vereadores, com a mudança da lei passou para 17. Mesmo com este número de funcionários, neste ano, vamos devolver cerca de R$ 4 milhões ao município, pois realizamos uma reforma administrativa e cortamos vários gastos.

Revista AGORA: Falando do projeto de incentivo as empresas, no que ele consiste? Rubbo: Ele visa incentivar o município a trazer indústrias com isenção temporária de taxas e tributos para empresas já estabelecidas no município que tenham projetos de ampliação, ou para empresas que optarem por se instalar na cidade, gerando novos empregos. Entre os benefícios está à isenção do Imposto sobre a Transmissão Onerosa de Bens Imóveis (ITBI), do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e do Imposto sobre Serviços (ISS), além de outros estímulos temporários. Os setores ligados ao turismo, lazer ou entretenimento também serão beneficiados. O projeto foi aprovado por unanimidade aqui na câmara. Revista AGORA: A crise e os problemas políticos nacionais trouxeram reflexos para a política de Bento Gonçalves? Rubbo: Com certeza. Vivemos não só uma crise econômica, mas uma crise das instituições. O Brasil passa por um péssimo momento e tudo o que está acontecendo no país traz reflexos imediatos para todo os setores, seja ele políticos, públicos ou privados. Revista AGORA: Para 2016, o que a Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves planeja fazer? Rubbo: Além de analisar e votar projetos, indicações e Leis, vamos implementar o trabalho colocando um painel eletrônico para votações. Isso será um grande avanço para o legislativo. Através de uma parceria com o Instituto

Quem é Valdecir Rubbo Em seu quinto mandato como vereador, Valdecir Rubbo de 45 anos, é presidente da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves desde 2009. Natural de Pinto Bandeira, então distrito de Bento Gonçalves, ele é casado e tem uma filha. Iniciou na política em 1995 filiando-se ao Partido Democrático Trabalhista – PDT e eleito vereador pela primeira vez em 1996, sendo o vereador mais votado do partido. Como gestor da câmara, implantou uma série de melhorias ao Poder Legislativo como a reforma da sede, programa de transparência na gestão, criação da TV Câmara Bento e os programas Visite Câmara e E-Cidadania. 8


Rubbo: Acredito que a atual administração está tentando trabalhar para sanar as questões financeiras deixadas pela outra gestão. Acho um ponto positivo, ver os projetos que estavam em andamento continuarem e serem concluídos como o caso da nova pista do aeroclube, creches a UPA e outros. Dar continuidade a projetos é importante e traz melhorias para a comunidade.

Legislativo Brasileiro – Interlegis, vamos montar estrutura que terá um custo muito baixo. Também manteremos a redução dos custos de funcionamento do Poder Legislativo, contribuindo assim com o município de Bento. Revista AGORA: Falando agora de Valdecir Rubbo, ele será candidato a vereador ou a prefeito nas próximas eleições? Rubbo: Eu posso afirmar é que o Rubbo, será candidato. Quanto ao cargo, estou à disposição do partido para ocupar os espaços políticos que eles por consenso decidirem. Revista AGORA: E o pedido de expulsão do senhor e de mais um vereador feito pelo PDT de Bento Gonçalves? Rubbo: Fiquei sabendo desta manifestação da executiva municipal do PDT pela imprensa. Até mim não chegou nenhuma notificação, ainda estou aguardando. Revista AGORA: Qual sua avaliação da atual administração de Bento Gonçalves?

Revista AGORA: E qual o cenário que vem se desenhando a política de Bento e a expectativa para a próxima eleição? Rubbo: Bem, vários partidos já estão se mobilizando. A atual administração é formada pelo PP e PMDB, acredito que os dois permanecerão juntos e que deva surgir uma outra frente para apresentar novas propostas para Bento. PDT, PT e outras siglas que já estiveram no comando do executivo, devem também se apresentarem como alternativas. Quanto aos nomes ainda é cedo para pensarmos, o que os partidos precisam agora é apresentar propostas. Revista AGORA: Qual a mensagem que o senhor gostaria de deixar para os leitores da Revista AGORA de toda a região? Rubbo: A mensagem que eu quero deixar é de otimismo e coragem para 2016. Que o próximo ano seja de superação e que possamos estar cada vez mais unidos em prol do desenvolvimento político, econômico e empresarial. Que os poderes constituídos continuem unidos na busca do fortalecimento da região.

9


Aeroclube de Garibaldi com nova diretoria Tomou posse no início do mês de dezembro o novo comando do Aeroclube de Garibaldi, entidade que forma vários pilotos da região que atuam nas grandes companhias aéreas do mundo. A nova equipe tem a missão de reerguer a escola de pilotagem que deixou de funcionar para se adequar à nova legislação da Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC. A presidência da entidade está a cargo do jovem Comandante da Gol, Tobias Chies, sendo seu vice o também piloto Ezequiel Chies. O Tesoureiro eleito foi Cândido Danielli e o secretário Artur Sartori Habercamp.

A Todeschini de Bento Gon­ çalves que fabrica móveis planejados, conquistou dois tro­ féus na edição 2015 do Top de Marketing ADVB/RS. A premiação entregue em Porto Alegre, foi nas categorias Top Bronze, com o case Coleção Ser, sobre o trabalho de reposicionamento no mercado e Top Inovação em Produto, com o case Cozinha Lomo, produto alusivo à an­tiga “Linha 100”, composta pe­las famosas “cozinhas coloridas da vovó”. 10

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) outorgou certificado de registro da mais nova Indicação Geográfica (IG) do país para vinhos finos moscatéis, incluindo espumantes. A partir de AGORA, as vinícolas integrantes da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin) já podem usar o selo numerado que identificará cada garrafa e escrever em seus rótulos a expressão “Indicação de Procedência – Farroupilha”.

Fim dos transtornos em Carlos Barbosa

Foto: Divulgação

Vinhos de Farroupilha com indicação de procedência

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RS), autorizou a instalação de um novo Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) em Carlos Barbosa. As operações devem iniciar até meados de janeiro. Quem ficará responsável pelo funcionamento é o CRVA Farroupilha. Desde fevereiro de 2015, os proprietários de veículos de Carlos Barbosa que desejavam emplacar ou transferir seus car­ ros, caminhões e motos encontravam muitas dificuldades e dores de cabeça. Eles tinham que se deslocar até Garibaldi para fazer a documentação.

Mais de 600 taças compõem um lustre em Garibaldi

Foto: Divulgação

Foto: Portal Adesso

Produzido pela Ma­del­­ustre, empresa fabricante de luminá­ rias em Garibaldi, um lustre gi­gante com 622 taças de espumante chamou a atenção em festa realizada na cidade. A empresa que já havia feito uma taça de espumante com 2,19m de altura e capacidade para mais de 100 litros da bebida, inovou apresentando o adorno na entrada do evento. A ideia para a fabricação do lustre partiu do empresário Gomercindo Carniel, que após ver produto semelhante em uma feira no Nordeste, procurou o proprietário da Madelustre, Clóvis Furlanetto, e compartilhou a ideia. Clóvis que gostou da informação, prontamente desenvolveu o lustre. Quem ganhou foi a cidade, pois fotos do artigo se espalharam pelas redes sociais

Piquenique no Vale dos Vinhedos agrada público da região Sucesso de público, o espaço da Vinícola Miolo chamado de Wine Garden tem atraído dezenas de jovens das cidades da Serra e turistas que estão vis­i­ tando a região. O local integrado a natureza utiliza o conceito dos wine trucks e wine bars. Inaugurado no início do ano, ele oferece aos visitantes piquenique com serviço de alimentação e bebidas, espaço kids e vinhos e espumantes em taça.

No cardápio, ainda é possível saborear sanduíches especiais e quiches e brusquetas. A maior parte dos itens é elaborada com produtos orgânicos da horta do Wine Garden. A estrutura do Wine Garden ocupa os espaços no vinhedo conhecido como Lote 43, o terroir mais simbólico da Miolo, pois ao che­ gar da Itália, o patriarca da família, Giuseppe Miolo, recebeu as terras do governo brasileiro

para cultivo. Seu lote era o 43. O espaço abre nos feriados prolongados e finais de semana das 10 às 18h30min. Vale ressaltar que a Miolo é considerada uma das maiores produtoras e exportadoras de vinhos finos do Brasil. Entre seus sócios estão as famílias Miolo, Benedetti, Tecchio, o narrador esportivo Galvão Bueno e o empresário Raul Anselmo Randon, dono da Randon S/A.


Inaugurou na segunda semana de dezembro a mais nova clínica odontológica de Carlos Barbosa e região. A Oral Estúdio Odontologia é de propriedade dos dentistas Bruno Bianchini D’ Avila e Keity Taminski, funciona na rua 15 de Novembro, 287, sala 02 no Centro de Carlos Barbosa. A clínica também está na internet através do www.oralestudio.com.br

Aplicativo mostra o leite Santa Clara A Cooperativa Santa Clara de Car­los Barbosa lançou aplicativo lúdico para smartphone e tablet que visa mostrar de onde vem o leite produzido pela empresa. Baixando o aplicativo Caminho do Leite Santa Clara na App Store ou Google Play, e apontar para qualquer caixinha UHT Santa Clara com tampa rosca que o processo será mostrado, desde a propriedade rural até a mesa do consumidor. O aplicativo é uma forma da Santa Clara se aproximar de seu consumidor, ressaltando seus processos de qualidade e controle.

Foto: Divulgação

Oral Estúdio

Fórum para o desenvolvimento de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa Em uma iniciativa pioneira, entidades empresariais de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa se uniram a prefeitos e presidentes de Câmaras de Vereadores dos três municípios para apresentar proposta que visa estabelecer um planejamento estratégico e uma agenda de ações para o fortalecimento das três cidades. O Fórum Permanente para o Desenvolvimento é uma maneira de aproximar a opinião das entidades empresariais ao poder público em prol do desenvolvimento da região. O projeto de trabalho do Fórum está sendo orientado pelo técnico do Sebrae, Tiago Mignoni, visando possibilitar ações concretas de desenvolvimento.

Nova FM de Garibaldi funcionará em 2016 Prevista para iniciar as transmissões no fim de 2015, a nova rádio FM que será instalada em Garibaldi ainda não recebeu o aval do Ministério das Comunicações para ser colocada NO AR. A outorga que é feita através de procedimento licitatório ainda não foi disponibilizada pela união. A Família Piccoli de

Bento Gonçalves, proprietária do Grupo RSCOM foi a vencedora da licitação e será dona de mais este canal. Esta será a 6ª emissora do Grupo. Nos últimos meses dezenas de pessoas procuraram a família para alugar e até comprar a nova rádio. Políticos, empresários, religiosos e investidores estão interessados.

Economia com o horário de verão A RGE estima que com o horário brasileiro de verão, terá uma redução de 0,33% no consumo de energia elétrica nas 264 cidades de abrangência. Essa economia de consumo alcançará 13.137 MWh, volume suficiente para atender uma cidade como Caxias do Sul por três dias ou Passo Fundo por nove dias. No período de pico, há expectativa de uma diminuição de 3,27% na demanda de energia

Liquida Garibaldi 2016 A promoção, que já se tornou tradicional para incentivar as vendas do comércio da cidade e acontece desde 2005 já tem sua data definida. Conforme a Câmara de Dirigentes Lojista CDL, ela acontecerá de 20 de janeiro a 10 de fevereiro. De acordo com o presidente da CDL, Giliano Verzeletti, pesquisas realizadas nas últimas edições do evento mostrou que os consumidores aprovam a realização da ação e o volume de negócios têm sido crescentes.

11


Fotos: Assessoria de Imprensa CIC

Feira de Negócios da CIC Garibaldi movimentou empreendedores Realizada na metade do mês de novembro, a 2ª Feira de Negócios da Câmara da Industria e Comércio de Garibaldi superou expectativas.

P

ensada com o objetivo de reunir a família para o lazer e também para fazer negócios, a feira tem atraído excelente público que participa do evento tanto para conhecer novos produtos quanto para assistir shows musicais.

Nesta edição, a Feira de Negócios reuniu no estacionamento da CIC, imobiliárias, construtoras, revenda de veículos e agências bancárias. Os associados da entidade, tiveram a oportunidade de divulgar seus produtos através de material impresso em um local reservado. Uma praça de alimentação externa, em área coberta, proporcionou aos participantes grande variedade gastronômica. Os participantes ainda tiveram a oportunidade de tirar dúvidas sobre o mundo dos negócios com representantes do Sebrae, que fizeram atendimento e divulgação dos serviços para micro e pequenas empresas e empreendedores individuais

12

O volume de negócios não foi divulgado, mas conforme os expositores, muitos negócios e contatos foram realizados. A presidente da CIC, Alexandra Nicolini Brufatto, destacou que a iniciativa busca movimentar setores importantes da economia, além de proporcionar um momento de integração e contato entre empreendedores de diversos setores e a comunidade. “Neste momento delicado da economia é fundamental estar atento à realidade e às mudanças que o mercado vem impondo nos últimos anos. Vemos o Município bem, em meio a um panorama triste, tanto no Estado como na União. Temos que manter isso e, para que seja possível, precisamos nos conhecer e saber o que somos para progredirmos no futuro”, afirmou. Feira contou com a presença de associados e comunidade em geral


Imagens: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Farroupilha

Revitalização do Parque da Imigração Italiana em Farroupilha Local abriga monumento inspirado nas três primeiras famílias de imigrantes italianos que colonizaram a região

Parque voltará a ser importante atrativo turístico da cidade

C

começou nos primeiros dias de dezembro, as obras de revitalização no parque que fica localizado em Nova Milano, 4º distrito de Farroupilha. De acordo com a administração municipal, a empresa Difere, contratada para a realizar a obra, já iniciou medições no local. A previsão é que as reformas sejam concluídas em 90 dias. Ao todo, vão ser investidos R$ 493.309,13, sendo R$ 42.400,00 de contrapartida do município. As melhorias incluem restauração do Monumento Centenário da Imigração Italiana, da réplica do Leão Alado e do es­paço para bandeiras de municípios da região. Serão instalados ainda, parque infantil e pista de caminhada. O lago será cercado e serão realizadas obras de acessibilidade, paisagismo, instalação de bancos de concreto, lixeiras e iluminação. A Gôndola, recebida como presente na comemoração dos 100 anos da imigração italiana e que está atualmente na praça de Nova Milano, voltará para o parque.

CARLOS BARBOSA Rua Buarque de Macedo 2859

13


Vale dos Vinhedos. O vale que não conhece crise

Presidente da Aprovale Márcio Brandelli, afirma que o local é um shopping a céu aberto e que a crise econômica passou bem longe das empresas ali estabelecidas. 14

N

as terras que fazem divisa com os municípios de Garibaldi, Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul está localizado o Vale dos Vinhedos. Um lugar que nos faz lembrar a Europa e produz cerca de 90% dos vinhos brasileiros. O roteiro turístico conhecido por milhares de pessoas é considerado encantador, tanto é que recebe anualmente mais de 360 mil turistas de várias partes do país e do mundo. Ao passear pelo vale, os visitantes conhecem pequenas propriedades rurais que compartilham o território com vinícolas de diferentes portes, contemplando desde cantinas familiares, boutiques e de garagem, assim como grandes empresas que contam com parcerias internacionais. Toda esta beleza e qualidade tem trazido aos empreendedores bons lucros e possibilidade de crescimento. De acordo com Márcio Brandelli, presidente da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos – APROVALE, o lugar é hoje o principal roteiro turística da serra gaúcha, sendo que os terrenos e propriedades localizadas no entorno possuem alto valor agregado pois tem grande potencial comercial. Os vinhos do Vale

Imagens: Divulgação

ECONOMIA


Abandonados pelo poder público Embora tenha uma receita de quase R$ 200 milhões, orçamento maior do que muitos municípios brasileiros e gere milhões em impostos, o Vale dos Vinhedos que também divulga o nome do Estado e da região, está completamente abandonado pelos governantes. A principal reclamação dos empreendedores diz respeito a falta de infraestrutura, sendo que no acesso ao vale os visitantes encontram dificuldades em atravessar a BR 470, mostrando claramente que é necessário construir um trevo de acesso. Sem falar que a rodovia que circula o Vale é de pista simples, com pouca sinalização e em péssimas condições. Além disso, a segurança também preocupa, pois são poucos os policiais vistos circulando pelo roteiro. “A força que o Vale possui, o retorno financeiro em impostos , não é levado em consideração no tratamento que recebe dos governantes. O que mais precisamos aqui é de infraestrutura”, salienta o presidente da APROVALE.

Márcio Brandelli, presidente da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos – APROVALE

15


dos Vinhedos apresentam identidade, sendo os únicos no Brasil a deterem Denominação de Origem. A região foi a primeira no país a ser reconhecida como Indicação Geográfica, sendo garantida pela Aprovale a origem dos vinhos finos ali produzidos. Falando em crescimento, Brandelli que também é proprietário da Vinícola Alma Única, afirma que neste ano ouve aumento de 30% nas vendas com relação ao ano passado. Uma das maiores vinícolas estabelecidas no vale faturou R$ 13 milhões, sendo que a maioria das cantinas vendem mais da metade de sua produção no local, para os turistas que visitam o varejo.

16

Ainda mostrando o potencial do lugar, o presidente da APROVALE diz que o Vale dos Vinhedos tem 37 vinícolas estabelecidas e 43 empreendimentos de apoio ao turismo, entre hotéis, pousadas, restaurantes, queijarias, ateliês de artesanato e antiguidades. O número de trabalhadores que são empregadas em todo o vale é de 1.500 pessoas e o faturamento total chega a R$ 200 milhões. “Tivemos um crescimento de 30% tanto nas vendas quanto no número de visitantes. Aqui não recebemos um turismo de massa, não temos 10 mil visitantes por dia, o Vale dos Vinhedos recebe um turismo mais qualificado”, salienta Márcio Brandelli.


Revista AGORA obtém registro internacional de Publicações Seriadas Publicação que circula em Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Garibaldi e Farroupilha é a primeira da região a utilizar o código

N

o último mês de novembro, a Diffusione Comunicação, responsável pela publicação e distribuição da Revista AGORA Serra Gaúcha, recebeu do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT, o ISSN (International Standard Serial Number), Número Internacional Normalizado para Publicações Seriadas. O ISSN é o identificador de padrão internacional que possibilita rapidez, produtividade, qualidade e precisão na identificação e controle de publicação seriada nas mais diversas atividades e instituições (editoras; livrarias, distribuidoras, agências de assinaturas, varejo automatizado, bancas de jornais, Serviço de Depósito Legal; bases de dados; bibliotecas, centros de documentação, sistemas nacionais e internacionais de informação; catálogos coletivos nacionais e regionais; código de barras de leitura ótica; etc.)

integra cerca de 88 centros nacionais e regionais. No Brasil, desde 1980, quem se responsabiliza pela concessão do número é o IBICT.

Através de um código de barras, o registro identifica e individualiza mais de 1 milhão de títulos de publicações seriadas ao redor do mundo. Não importa o idioma, não importa qual seja o suporte físico. A partir de Paris, a rede de certificação

Com um número padrão composto de oito dígitos, incluindo um dígito verificador e precedido pelo prefixo ISSN, a Revista AGORA, passa a fazer parte de um rigoroso parâmetro de controle de qualidade em revistas. Para o diretor geral da Diffusione Comunicação, Daniel Carniel, o registro mostra que a empresa prima pela qualidade: “Desde a primeira edição buscamos apresentar uma publicação diferente para nossos leitores e clientes, e o registro ISSN avaliza que acima de tudo nos preocupamos com a qualidade e credibilidade”, ressaltou Carniel. A maioria das grandes publicações como as revistas das editoras Abril, Globo, Três, Escala, Carta Editorial, entre outras, utilizam em suas edições o código ISSN.

17


ARTIGO

O

Um novo desempenho para a Educação

Diretor do Instituto Ayrton Senna, Mozart Neves Ramos, ao responder a pergunta de quanto a escola brasileira está distanciada da realidade do aluno disse que o Brasil tem uma escola do século 19, um professor do século 20 e um aluno do século 21. O desafio é trazer a escola e o professor ao século 21. Se um cirurgião que morreu há 200 anos ressuscitasse em uma sala de cirurgia moderna, ele não saberia nem por onde começar. Mas se um professor que morreu há 200 anos ressusci-

tasse na sala de aula de hoje, talvez a única coisa que notasse de diferente seria a cor da lousa, agora branca em algumas escolas. Essa falta de modernização ajuda a explicar os problemas de reprovação e evasão? Uma pesquisa feita pelo Marcelo Neri, professor da Fundação Getúlio Vargas, mostra que 40% dos alunos que se evadem fazem-no por desmotivação. O jovem quer uma escola que caiba na vida, uma escola que consiga dialogar com o mundo em torno dele. Mas a aula de hoje, principalmente no Ensino Médio, é uma aula muito chata. Aqui se impõe uma pergunta: Como mudar esta realidade? No meu entender o educador deve ser um gestor. Gestor lembra o verbo gerar, gestar. Gerar é produzir o novo. O educador de hoje deve se empenhar em construir um novo desenho para a educação, mais moderna, mais conectada com a realidade.

Arnaldo Ongaratto Professor Aposentado, ex-diretor do Instituto Estadual de Educação Profª Irmã Teofânia, ex-Secretário de Turismo de Garibaldi e atualmente presidente do Conselho Municipal de Educação de Garibaldi

18

Este novo desenho da educação passa, em primeiro lugar, pela conexão com a realidade e, em segundo, pela conectividade. Esta conexão com a realidade visa preparar os educandos com conhecimentos e habilidades necessárias para suas vidas. Neste sentido a escola deve ser mais articuladora que leccionadora. Deve educar os educandos para que se sintam familiarizados e inseridos na realidade. Deve-se dar ênfase para que nosso

educando tenha uma “cabeça bem feita” ao invés de uma “cabeça cheia”. Devemos educar para a sustentabilidade. Fazer os educandos entenderem o meio ambiente em que estão inseridos. Fazê-los descobrir o manancial de conhecimentos que existe em cada região. Porque pessoas desinformadas não participam e sem participação não há desenvolvimento. A educação moderna deve se deixar envolver pela conectividade. O que temos hoje é uma rápida penetração das tecnologias, e uma lenta assimilação das implicações que essas tecnologias trazem para a educação. Convivem, assim, dois sistemas pouco articulados, e, frequentemente, vemos escolas que trancam computadores numa sala, o “laboratório”, em vez de inserir o seu uso em dinâmicas pedagógicas repensadas. Os educadores devem mudar a metodologia em função destas tecnologias. Dar maior ênfase à metodologia ao estoque do conhecimento. Fazer uso mais frequente da lousa interativa, smartphone, datashow. Desta forma, mais conectados com a realidade e com conectividade, estaremos dando uma resposta mais positiva aos anseios de nossos educandos e estaremos proporcionando um novo desenho para a educação.


Fotos: Divulgação

Parque de Eventos da ACI já é uma realidade em Carlos Barbosa

Presidente da ACI, Fabiano Ferrari

Associados aprovam compra de área de terra próximo à entrada da cidade para construção de um centro para feiras e eventos

N

os últimos anos, a Associação do Comércio, Indústria e Serviços de Carlos Barbosa, a ACI, tornou-se pioneira na realização de eventos destinados às mais diversas áreas, trazendo benefícios ao associado e opções de lazer à população de Carlos Barbosa e região. Expo Carlos Barbosa, Feira de Oportunidades de Negócios, Feira do Bem-Estar, Feira de Compras e a FeiraTec, realizadas entre 2014 e 2015 pela entidade, expuseram a necessidade de um Parque de Eventos que comportasse essas e outras realizações da ACI. Questão amplamente debatida pela diretoria da entidade, encabeçada por Fabiano Paloschi Ferrari, definiu a negociação de uma área de 48.000 m2, localizada no bairro Triângulo, como local pretendido pela ACI para a construção do Parque. A partir da análise financeira positiva da ACI e do estudo de áreas disponíveis na cidade para compra, foi definida a negociação de terreno localizado ao longo da rua Padre Arlindo Marcon, de propriedade de Guido Pascoal Sganderla, ex-diretor da Tramontina Cutelaria e da Multi. As negociações foram feitas com Marcos Antônio Sganderla, filho de Guido, que faleceu em 2014. Uma comissão integrada por membros da diretoria e do Conselho Deliberativo da ACI tratou do assunto e apresentou proposta formalmente ao Conselho Deliberativo que em Assembleia Extraordinária, feita no último 10 de novembro, com cerca de 700 associados, aprovaram a compra da área. Para o presidente da ACI, Fabiano Ferrari, o Parque de Eventos será uma referência: “Teremos uma infraestrutura moderna, que atenderá não somente a nossa cidade, mas também os municípios do entorno. Será motivo de grande orgulho para os barrosenses dar início a esse maravilhoso empreendimento”, ressaltou. Com 48 mil metros quadrados, a ACI irá convidar a APECON - Associação dos Profissionais e Empresários da Construção Civil de Carlos Barbosa, para a elaboração do projeto do Parque de Eventos, como forma de valorizar os profissionais e empresários associados da ACI. O Parque será chamado de Parque de Eventos Guido Sganderla em homenagem ao antigo proprietário da área. 19


Divulgação

Empresas da Serra premiadas no Carrinho Agas 2015

Novo prédio do Hospital São Pedro Inaugurado no último dia 10 de dezembro, o novo prédio administrativo do Hospital Beneficente São Pedro de Garibaldi. No local, também está funcionando a Casa do Cliente Unimed, onde os cooperativados contam com atendimento personalizado, podendo solicitar exames e autorizações. 20

O faturamento bruto da indústria, do comércio e dos serviços de Bento Gonçalves em 2014, ultrapassou o patamar de R$ 9 bilhões (5% a mais que o desempenho de 2013). Mesmo assim, este foi o menor percentual em cinco anos. Mais uma vez, o comércio esteve à frente, com 11%, seguido pelos serviços, com 10%. A indústria manteve-se na lanterna, com 2%. Não houve aumento real, e, sim, retração: o índice negativo de crescimento na cidade alcançou 1,8% no período. Com o 14º PIB do Rio Grande do Sul (R$ 3,5 bilhões) e uma po­ pulação de 112.318 ha­ bitantes, Bento encerrou 2014 com a média de uma empresa para cada 12 habitantes.Os dados foram apresentados para a classe empresarial e lideranças setoriais pelo diretor de Gestão e Inovação do CIC/BG, Fabiano Larentis, que integra a equipe de pesquisa da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

Comercial de Natal da Coca Cola foi gravado em Garibaldi A campanha de natal da maior fabricante de refrigerantes do mundo que está sendo veiculada na televisão foi gravada durante o mês de setembro aqui na Serra. Intitulada “Uma Ponte para Noel” o comercial mostra diversas cenas gravadas em Garibaldi. Com duração de 4 minutos e meio, o filme conta a história de um garoto que sonha em receber a visita do Papai-Noel, mas é impedido porque a ponte que dá acesso à sua casa está quebrada. Quando o pai, lê o comovente pedido do filho ao “bom velhinho”, decide consertar a ponte e conta com a comoção dos vizinhos e amigos para tornar o sonho da criança realidade. A ponte do comercial é a Ponte dos Fanti, localizada na comunidade de Santo Antônio do Araripe, interior de Garibaldi. Outros locais do município, como o Passeio da Barragem e a Villa Fitarelli, também foram utilizados na produção.

Carlos Barbosa lança nova rota turística Por meio do projeto piloto ­ O Recanto Bergamasco é Em­ preendedor Rural, uma ini­ ciativa da Associação do Co­mér­­ cio, Indústria e Serviços (ACI) de Carlos Barbosa em par­­ceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Carlos Barbosa e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), foi lançado o Roteiro Turístico Recanto Bergamasco, localizado no distrito do Cinco da Boa Vista.

uma aposta promissora que demonstra aos moradores do roteiro os valores que eles carregam em sua cultura e que podem ser compartilhados e vivenciados. O roteiro leva esse nome por estar situado em uma região povoada por descendentes de imigrantes da região do Bérgamo, na Itália.

Programas da Adesso TV já estão sendo gravados Divulgação

Divulgação

A 31º edição do Carrinho Agas, prêmio entregue aos melhores fornecedores do Rio Grande do Sul, pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) premiou neste ano, sete empresas da Serra como melhores fornecedoras dos supermercados gaúchos. O anúncio dos vencedores foi feito pelo presidente da entidade, Antônio Cesa Longo, proprietário da rede de supermercados Apolo que possui lojas em Bento Gonçalves e Garibaldi. Dos 36 vencedores que foram escolhidos pelos 251 maiores supermercados gaúchos, 7 são de nossa região: Orquídea, como a melhor fornecedora de biscoitos; Vinícola Garibaldi, melhor fornecedora de espumantes; Isabela, melhor fornecedora de massas; Tramontina, melhor fornecedora de não alimentos; Santa Clara, melhor fornecedora de queijos; Suvalan, melhor fornecedora de sucos prontos; e Vinícola Aurora, melhor fornecedora de vinhos

Bento Gonçalves tem uma empresa para cada 12 habitantes

A equipe do Portal Adesso iniciou em meados de novembro a gravação dos programas que vão ser disponibilizados online em sua Web TV. O primeiro episódio do “Temperos de Panela”, um programa que apresenta dicas culinárias já foi finalizado e a o segundo está sendo produzido. Os outros programas são com conteúdo voltado a música e também entrevistas. Eles devem estar no ar no primeiro semestre de 2016.


Divulgação

Natural de Farroupilha, Alexandre Grendene Bartelle está na lista dos bilionários brasileiros

Alexandre Grendene homenageado em Farroupilha Conhecido como o Imperador do Plástico, o empresário Alexandre Grendene Bartelle foi homenageado com o Troféu, “O Empreendedor”. Destaque feito pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Farroupilha que através do prêmio, reconhece os empreendedores da cidade. Grendene que figura entre os bilionários brasileiros na lista da Forbes, recebeu a distinção da classe empresarial farroupilhense 44 anos depois que ele e o irmão gêmeo Pedro Grendene Bartelle iniciaram com o apoio do avô, Pedro Grendene, a Plásticos Grendene.

Vinícola Garibaldi amplia faturamento com novo varejo Ao completar o primeiro ano do seu novo complexo turístico – resultado de um investimento de R$ 1 milhão –, a empresa anuncia números efervescentes: incremento de 40% no faturamento do espaço e acréscimo de 30% no número de visitantes após a reforma. Na área ampliada do varejo, são vendidos mais de 70 itens das 12 marcas elaboradas pela cantina, além de acessórios para vinhos e espumantes. A previsão de faturamento do complexo turístico para este ano é ultrapassar a casa dos R$ 3 milhões, enquanto a vinícola projeta R$ 102 milhões.

Com fortuna estimada em 2,3 bilhões de dólares, Alexandre tem 65 anos e 7 filhos. É sócio e acionista de um grupo de empresas, entre as quais se destaca a Grendene com cerca de 28 mil funcionários. A empresa calçadista possui capacidade instalada para a produção de 250 milhões de pares/ano, em 13 fábricas. Desde o início da década de 1990, a Grendene transferiu as linhas de produção para o Nordeste. Em Farroupilha, permanece apenas a parte administrativa e os setores de desenvolvimento de produtos e fabricação de amostras e protótipos.

Vinhos ganham ‘nova cara’ na internet A imagem dos vinhos brasileiros na internet passou por uma reformulação. Desde o último mês, estão no ar os novos sites do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e dos projetos Vinhos do Brasil, voltado à divulgação dos rótulos nacionais no mercado interno, e Wines of Brasil, que atua no apoio às exportações de nossas vinícolas. O endereço institucional do Ibravin na rede (ibravin.org.br) ganhou um apelo mais visual depois da reforma. Mais voltados aos consumidores, os sites Vinhos do Brasil (vinhosdobrasil.com.br) e Wines of Brasil (winesofbrasil.com) compartilham do mesmo desenho para dar unidade aos projetos dos mercados interno e externo. 21


Mais burocracia, monitoramento e controle do governo nas empresas

O

Ferramenta criada parra unificar o envio de informações referentes aos trabalhadores ainda gera muitas dúvidas

projeto criado pelo governo federal que visa unificar, integrar e padronizar o envio de informações pelo empregador em relação aos seus empregados e que tinha sua implantação prevista em janeiro de 2014 ainda deixa muitas dúvidas por parte das empresas que são obrigadas a entrar no sistema. A implantação do e-Social vai duplicar as obrigações acessórias (trâmites burocráticos) para as empresas. Isso vai acontecer no período de transição para esse novo sistema. Pelo e-social, todas as obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais sobre qualquer forma de trabalho contratada no Brasil farão parte do sistema. Com a nova ferramenta, as empresas precisarão informar imediatamente (diariamente) uma série de ocorrências trabalhistas. A burocratização ganhou prioridade no procedimento admissional, sem falar das informações adicionais que estão sendo criadas. Agora, no processo de admissão, além de informar a carga semanal, a empresa

22

Foto: Portal Adesso

ECONOMIA

Robeson Canal da empresa Canal Safety

também deverá informar os dias de efetivo trabalho do empregado; se o empregado substituir outro, deve-se dizer quem ele está substituindo; se o contrato é de cessão de mão de obra, as informações são múltiplas. Tratando-se de contratos de estágios, deve-se informar todos os dados da instituição de ensino (nome, CNPJ, apólice de seguro), chegando até ao nome do supervisor do estágio. Se por um lado existe a melhoria da unificação, por outro, toda esta quantidade de registros burocráticos exigidos pelo e-Social torna o trabalho moroso, complexo e exige muita capacidade técnica dos operadores de RH. O e-social, permitirá ao governo cruzar as informações de praticamente todas as dimensões da operação empresarial. A partir de agora, as notas-fiscais (que indicam as vendas realizadas pelos estabelecimentos), os conhecimentos de transporte (que sinalizam as entradas de es-


toque nos estabelecimentos) e as operações com folha de pagamento, se integrarão numa grande rede de informação que permitirá ao Fisco acompanhar, em tempo real, todas as operações da empresa. Um efeito colateral do e-Social, será nas relações entre empregados e empregadores. Até agora, se um empregado desejava férias na semana seguinte porque ganhou uma viagem num sorteio, poderia negociar com seu chefe e arranjava-se tudo com uma compensação retroativa. Isso acaba. O aviso de férias deverá ser dado com antecedência. Para o diretor da Canal Safety Segurança e Medicina do Trabalho, Robeson Luis Canal, o novo sistema veio para unificar as informações e permitir uma fiscalização mais abrangente, fazendo com que as empresas tenham que implementar todas as obrigações trabalhistas, principalmente ao que se refere a segurança e saúde do trabalhador em uma gestão eficaz. “As empresas devem estar preparadas para prestar um grande número de informações, que contemplarão todos os eventos trabalhistas - contratação, exames médicos, PPRA, PCMSO, treinamentos, Epi’s, etc...”, ressalta Canal Robeson diz ainda que com isso, o Governo criou uma maneira eficaz de monitorar as empresas e suas relações de trabalho/emprego, e os empresários deverão estar cientes de que, a partir da implantação desse sistema, o fisco passará a ter acesso de forma mais eficiente às informações sobre o cumprimento ou não, por parte das empresas, da legislação vigente.

O sistema da Receita impedirá o cadastramento de trabalhadores se houver inconsistência nos dados fornecidos. Por exemplo: quando o nome que consta do CPF diverge por algum motivo do nome que aparece no PIS. Nesses casos será preciso arrumar o documento incorreto no órgão responsável para então fazer o cadastro no e-Social. O cronograma de implantação do eSocial já foi alterado inúmeras vezes. O mais recente prevê que em setembro deste ano todas as empresas que faturaram mais de R$ 78 milhões em 2014. Para as demais empresas, em 2017.

ACREDITE 2016 2016 MELHOR SERÁ BEM

oc ê!

O e-Social é um projeto conjunto da Receita Federal do Brasil, Ministério do Trabalho e Emprego, Ministério da Previdência Social, INSS e Caixa Econômica Federal, que visa coletar as informações referentes à várias obrigações acessórias hoje existentes, armazenando-as no Ambiente Nacional do e-Social, possibilitando aos órgãos participantes sua efetiva utilização para fins previdenciários, fiscais e de apuração de tributos e do FGTS. O e-Social prevê o envio online e unificado de uma gama de informações das empresas, que vai desde dados sobre a folha de pagamentos até dados tributários e previdenciários. As informações coletadas alimentarão as bases de dados dos órgãos envolvidos.

Embora a obrigatoriedade do e-Social para as empresas esteja prevista para setembro de 2017, é importante que os empresários comecem a fazer o saneamento dos dados trabalhistas e previdenciários dos seus funcionários.

e d de n e p e d Só

v

23

Garibaldi


A melhor cidade do Brasil para se viver A terra do leite, do queijo, do futsal e da Tramontina é considerada uma das melhores do país para morar

C

om pouco mais de meio século de emancipação política administrativa, o município de Carlos Barbosa tem apresentado índices de qualidade de vida parecidos com muitas cidades da Europa. Pesquisa feita pela revista IstoÈ e empresa Austin Rating aponta que a cidade com quase 30 mil habitantes é a melhor cidade do Brasil para se morar.

O ranking avaliou todos os 5.565 municípios do país, sendo que Carlos Barbosa conquistou o primeiro lugar na categoria “Pequeno município” (até 50 mil habitantes). A pesquisa mapeou o nível de desenvolvimento socioeconômico, Inclusão Social e Digital, e mais de 200 indicadores de fontes como IBGE, Ministério do Desenvolvimento, entre outros. Além disso, a Terra do leite e do queijo conquistou também a primeira colocação no Estado no ranking do Idese, por três anos consecutivos.

24

Carlos Barbosa ainda ficou em segundo lugar no Estado no Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) de 2013 e é a atual 2ª colocada no Ranking de Distribuição de Renda no Brasil (Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas/2011). A cidade também é conhecida como uma das maiores produtoras de leite e queijo do RS e também se destaca no setor industrial sendo sede da empresa Tramontina, maior empresa metalúrgica do país. Em Carlos Barbosa também se realiza o conhecido Festiqueijo, maior festival gastronômico da Serra Gaúcha.

Fotos: Assessoria de Imprensa Prefeitura Municpal de Carlos Barbosa

DESENVOLVIMENTO


A Terra do Futsal O município de Carlos Barbosa rece_ beu certificado do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) que autoriza a utilização da marca “Carlos Barbosa Terra do Futsal”. O registro tem validade de 10 anos, contados a partir de 2015. Além da marca “Carlos Barbosa Terra do Futsal”, um projeto de lei aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados dá ao município o título de “Capital Nacional do Futsal”. O projeto da senadora Ana Amélia Lemos (PP) foi aprovado no Senado e teve o parecer favoravel na Câmara pelo deputado federal Jerônimo Goergen (PP).

Restaurante À la Carte de Filés Rua Rio Branco 225 | Carlos Barbosa | Fone 3461.1694

25


História do município A história de Carlos Barbosa começa por volta de 1855, com a vinda dos primeiros imigrantes alemães. Mas, o maior impulso ao desenvolvimento da localidade aconteceu na década de 1870, com a chegada dos imigrantes italianos, que constituíam o grupo mais numeroso, fixando-se em quase todas as localidades do município. São procedentes de oito regiões da Itália, sendo que a maior parte veio do Vêneto e da Lombardia. Outras etnias cujos imigrantes estabeleceram-se no município, em menor número, foram alemães, franceses, poloneses, suíços-valesanos, portugueses e espanhóis. Antes de se chamar Carlos Barbosa, o município recebeu outras denominações. Inicialmente a localidade era conhecida como Linha Estrada Geral ou Primeira Secção do Caminho Geral. Posteriormente, em 1909, passou a chamar-se Santa Luiza, homenagem de um engenheiro que construía a via férrea para a professora belga Luiza Debauprés, então sua noiva. As terras barbosenses inicialmente estiveram sob jurisdição do município de Montenegro (1873). Em 1870, Conde D’Eu (Garibaldi) e Princesa Isabel (Bento Gonçalves) formaram o município de Bento Gonçalves, sendo que as terras de Boa Vista, Azevedo Castro, Vitória e Estrada Geral (sede de Carlos Barbosa) a ele pertenceram. Demais áreas do município, Linhas Doze e Dezenove, Arcoverde, Santa Luiza, Forromeco e adjacentes, continuaram a pertencer a Montenegro. Em 1900 aconteceu a emancipação de Garibaldi e as terras barbosenses pertencentes a Bento Gonçalves passaram a fazer parte do novo município. A partir de 1925, nas comemorações do cinquentenário da Imigração e Colonização Italiana, Carlos Barbosa figurou como segundo distrito de Garibaldi. Em março de 1958 aconteceu a primeira reunião que viria a formar a comissão emancipadora. No Salão Paroquial, um grande número de pessoas compactuava com o objetivo de tornar Carlos Barbosa município. A comissão foi encabeçada por dez pessoas de expressão da época: Ampélio Carlotto, Antonio Adriano Guerra, Antonio Martin Guerra, Honório Faccioni, Humberto Accorsi, José Chies Primo, José Raymundo Carlotto, Pe. Arlindo Marcon, Pe. Pedro Piccoli e Reinaldo Chies. Em 25 de setembro de 1959, às 20h30min, em uma sala escondida dos que lutavam contra a emancipação, o então Governador do Estado Leonel de Moura Brizola assinou a Lei nº 3831, criando o município de Carlos Barbosa.

26

Carlos Barbosa Carlos Barbosa Gonçalves foi um médico e político brasileiro, e governador do Rio Grande do Sul durante a República Velha. Também foi senador, deputado e secretário de Estado. Nascido numa tradicional família estancieira de Jaguarão, era sobrinho-neto de Bento Gonçalves. Com quinze anos de idade foi estudar no Rio de Janeiro, onde graduou-se na Faculdade de Medicina e em seguida, foi para Paris, onde fez residência. Além de cirurgia geral, fez especializações em oftalmologia, medicina interna e obstetrícia. Em 1907, o então governador do estado, Borges de Medeiros, depois de dez anos no comando do executivo, encontrava-se impedido de se reeleger. Borges de Medeiros escolheu pessoalmente Carlos Barbosa para a sucessão no governo estadual. Barbosa foi eleito com ampla maioria: 61.073 votos, enquanto seu adversário Fernando Abbott, conquistou 16.431 votos. Tomou posse em 1908, governando até 1913. Durante seu governo, construiu o prédio da Faculdade de Medicina de Porto Alegre, o Instituto Pasteur e a remodelou do Hospital da Brigada Militar. Implantou o cais do porto de Porto Alegre e de Rio Grande e iniciou a construção do Palácio Piratini. Ao fim de seu governo, as finanças do estado haviam sido saneadas, deixando em caixa um saldo equivalente a 28% do orçamento. Voltou à cena política em 1920, quando foi eleito senador da República, cargo ao qual foi reconduzido em 1927. Entretanto, em 1929, com 78 anos de idade, renunciou ao cargo por problemas de saúde, e regressou a Jaguarão, onde faleceu com 82 anos.


Geada, excesso de chuva e intempéries prejudicaram muito a brotação. As perdas poderão chegar a 50%.

O

Fotos: Divulgação

Safra da uva terá queda na produção

Dênis Debiasi, presidente do Sindicato

presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Garibaldi, Coronel Pilar e Boa Vista do Sul, Dênis Debiasi, confidenciou a revista “Agora Serra Gaúcha”, que o excesso de chuva, granizo e outros fatores, acabaram prejudicando o desenvolvimento da fruta, e praticamente a safra da uva de 2016.

reira, saímos ainda mais desanimados, e agora a praga acabou atingindo o grão escuro (preto), que acaba caindo depois de praticamente pronto”, diz o presidente Dênis, não sabendo oque poderá ocorrer daqui pra frente. Ele alerta que o pior ainda poderá acontecer, durante o período que antecede a colheita da safra.

“Nós temos que esperar um pouco mais, pois neste ano tudo aconteceu, a brotação ocorreu mais cedo, veio a geada, chuva de pedra, muita umidade e outras intempéries, fazendo com que de fato perdêssemos muita produção, eu acredito que hoje nós temos uma diminuição em cinquenta por cento (50%), se não mais”, comentou Debiasi.

Muita umidade e a falta de sol, fundamental para o desenvolvimento da fruta, voltam a ser destacados pelo presidente, re­ for­çando que a uva é originária de uma região seca, e carece deste fenômeno para o seu desenvolvimento e a maturação correta.

Na safra passada, foram colhidas em Garibaldi, segundo o sindicalista, em torno de cinquenta milhões de quilos da fruta, e com esta quebra, cairia pela metade, podendo aumentar ainda mais, conforme ele, apostando sempre num volume de quebra cada vez maior. “A cada vez que nós entramos na par­

Debiasi comenta e cita, que nas cidades de Flores da Cunha e Farroupilha, a produção foi praticamente toda comprometida, prejudicando quase que em cem por cento (100%) a produção, com agricultores sendo afetados e perdendo toda a safra. Em Garibaldi, isso não é diferente. “Tem produtores, que com a incidência de geada, quando da formação dos grãos, também perderam tudo.

O presidente confirma que o preço a ser pago nesta safra, já foi confirmado, necessitando apenas ser publicado no diário oficial, porém, o valor a ser pago pelo quilo do produto será de R$ 0,78, com rendimento um pouco a cima da inflação.

27


POLÍTICA

GARIBALDI Aniversário ou campanha? O Atual prefeito de Garibaldi realizou seu aniversário com uma grande festa em um salão comunitário da cidade. Reuniu dezenas de pessoas para celebrar comendo galeto e massa. Embora por um lado alguns dizem que foi “festa surpresa”, por outro, conhecido apoiador do PMDB foi visto durante a semana distribuindo convites e até cobrando a presença do convidado. Será que foi surpresa? “Nunca antes na história de Garibaldi”, algum prefeito comemorou com tamanha festa seu aniversário.

Progressistas podem apresentar novidades Reunidos em um almoço no restaurante da Fenachamp, os principais líderes do PP, juntamente com o Deputado Federal Jerônimo Goergen, debateram possíveis conjunturas para a eleição de 2016. O presidente do partido, Alex Carniel, almoçou ao lado do enólogo Gilberto Pedrucci e do presidente da Vinícola Garibaldi, Oscar Ló. Mesmo calados sobre o assunto, Pedrucci e Ló podem ser a novi­dade política para a cidade e até formar uma dobradinha contra o PMDB. Também participaram do almoço Alvides Aliatti, Adilson Frá, Gomercindo Carniel, os vereadores Leandro e Tiago, Edmar Mat­tuella, e o ex-vereador Gilberto Perin.

28

Alex Carniel, a voz da oposição em Garibaldi Prefeitos de Garibaldi “brigam” pela imprensa Devido a polêmica que envolveu a antiga área da Martini, o atual prefeito Antônio Cettolin (PMDB) e o ex-prefeito Cirano Cisilotto (PT) trocaram farpas sobre o episódio pela imprensa. Revoltado com a participação de Cirano no protesto da praça, Cettolin disse em entrevista que o decreto feito pela administração de Cirano foi um ato de politicagem eleitoreira. Ele ainda comentou outro episódio afirmando que a antiga administração tratou de um caso (que está na justiça) sem diálogo, na arrogância. Finalizando, Cettolin disparou: “Não invadimos propriedades particulares sem diálogo”. Em resposta, Cirano Cisilotto disse que as afirmações do atual prefeito são descabidas e com elegância tratou de encerrar o assunto.

PTB e PCdoB cogitam desembarcar do governo Lideranças do PCdoB confidenciaram que podem desembarcar do governo Cettolin e seguir caminho prório. Eles estariam seguindo orientação estadual que quer distância do PMDB de Sartori. Se isso ocorrer, a oposição ganha mais um aliado. Já o PTB que deixou o governo Cirano logo após perder a eleição também poderá abandonar o atual governo e buscar candidatura própria. Nos bastidores, dizem que não estão contentes com o atual governo. O ex-prefeito Vandenir Miotti e o ex-vereador Carlos Mânica são cogitados para disputar a prefeitura em 2016.

O presidente do PP, Alex Carniel, tem se transformado em um dos principais articuladores da oposição em Garibaldi. Com a experiência de três mandatos como vereador, o empresário do ramo dos transportes e ex-piloto de motocross vem entrando forte nas curvas da política e saltando alto, demonstrando liderança. Nome preterido pelos filiados da sigla para ser candidato a prefeito, o “Gringo Voador”, como era conhecido nas pistas, não confirma nem nega esta possibilidade, mas é visto participando de atos políticos e incentivando os companheiros.

PP e PT “namorando” Integrantes dos dois partidos estão conversando com o objetivo de estarem do mesmo lado nas eleições municipais. Se a nível nacional o PT es­tá em ruínas, em Garibaldi, o partido já deixou sua marca em duas administrações municipais e a lama de Brasília não atingiu a sigla na cidade. Já o PP com sua executiva formada quase que exclusivamente por novos políticos ten­ta deixar no passado a fama de salto alto e com um novo olhar busca formar ampla frente de oposição. Se isso acontecer, são grandes as chances de vencer o PMDB e seus aliados em 2016.


POLÍTICA

CARLOS BARBOSA Estrume no ar

Fora do PT Um dos nomes históricos do Partido dos Trabalhadores de Carlos Barbosa, Rodrigo Stradiotti, pediu o boné e se desfilhou do PT. Stradiotti que é Gestor de Relações Institucionais e Transparência da prefeitura até o momento não foi para nenhum partido, mas há possibilidade que ele vá para o PMDB ou para o PDT do prefeito Xavier. Aliás, comenta-se na cidade que os dois são sócios em um empreendimento comercial na cidade.

Rafael Dalcin candidato a vice-prefeito Está ganhando força o nome do vereador Rafael Dalcin (PDT) para disputar a eleição do próximo ano como candidato a vice-prefeito na chapa do atual vice Evandro Zibetti (PMDB). Rafael que está em seu terceiro mandato na câmara é o nome preferencial da sigla para representá-la. Perguntado sobre a disputa de 2016 Rafael Dalcin desconversa.

No mês passado, caminhão de uma conhecida empresa circulou pela área central de Carlos Barbosa derramando esgoto e dejetos pelas ruas da cidade. O caminhão que não seria apropriado para este tipo de transporte, passou por um quebra-molas despejou o “produto” para todos os lados fazendo com que os comerciantes fechassem seus estabelecimentos devido ao forte cheiro que se espalhou no ínico da tarde. O presidente da Câmara de Vereadores David Bampi (PDT) criticou de maneira contundente o fato e disse que isso não poderia ter acontecido no centro da cidade. Representantes da empresa não gostaram das críticas e reclamaram com o vereador.

Fabiano Ferrari longe da política Mesmo sem ter filiação partidária, o nome do presidente da ACI Fabiano Ferrari, é assunto obrigatório nas rodas políticas de Carlos Barbosa. Ferrari seria a novidade política da cidade e o nome que teria chance de desbancar Evandro Zibetti na próxima eleição. O trabalho desenvolvido por Fabiano frente a associação estaria lhe dando visibilidade e principalmente credibilidade para conduzir o município. Porém, ao ser questionado Ferrari é taxativo, diz que um dia até pode participar da política, mas quando sair da ACI. “Jamais vou usar a entidade para me promover ou fazer política”, afirma Fabiano.

PSDB se organiza em Carlos Barbosa Com o aval do presidente estadual Nelson Marchezan Júnior, os tucanos estão buscando se reorganizar na cidade. Históricos apoiadores de Xavier, eles já chegaram a ocupar a secretária da saúde de Carlos Barbosa, porém, nos últimos anos, a sigla que teve como presidente Carlos Facchini perdeu força e por pouco não desapareceu do cenário político local. AGORA, eles buscam se fortalecer ampliando as fileiras partidárias com novos membros.

Será que vai ou não vai? O ex-prefeito Irani Chies (PP) tam­ bém é cogitado para disputar a eleição do próximo ano como um dos principais nomes. Nos bastidores, comenta-se que Irani confessou para interlocutores que não será candidato. Porém, progressistas dizem que Irani só decide nos 45 do segundo tempo. Se não for Irani, existe grande possibilidade de Valmir Danieli concorrer a majoritária. 29


POLÍTICA

BENTO GONÇALVES Ex-prefeito Aido Bertuol deixa o PMDB Histórico militante do PMDB, o exprefeito de Bento Gonçalves, Aido José Bertuol, se desfilhou do partido após 46 anos de filiação partidária. Bertuol resolveu sair da sigla no fim de setembro por não concordar com a postura da atual executiva municipal que tem César Gabardo como presidente. Aos 62 anos, Aido filiou-se ao PSDB, segundo ele, possui uma grande identificação com a ideologia dos tucanos. “Era hora de buscar novos ares”, comentou. O ex-prefeito também poderá ser candidato à prefeitura nas eleições de 2016.

PDT quer expulsar Presidente da Câmara O diretório local do Partido Democrático Trabalhista (PDT) recebeu pedido de expulsão dos vereadores Clemente Mieznikowski (à direita na foto) e Valdecir Rubbo, ambos do PDT. A motivação seria a infidelidade com a ideologia do partido, pois conforme a denúncia, os parlamentares teriam incentivado seus assessores a desfiliarem-se do PDT, convidados a migrar para outro partido. Rubbo é vereador desde 1997 e preside a Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves desde 2009. Já Clemente está em primeiro mandato e foi o mais votado na eleição de 2012, com 2.220 votos. Rubbo diz que até agora não recebeu nenhuma notificação e está aguardando o documento.

Lunelli ainda é nome forte em Bento Gonçalves São grandes as especulações sobre a possibilidade do ex-prefeito Roberto Lunelli (PT) voltar a disputar a prefeitura em 2016. Embora tenha saído da prefeitura com várias denúncias de corrupção na sua administração e o Tribunal de Contas determinar o ressarcimento de R$ 117 mil aos cofres públicos como multa, Lunelli ainda é uma das mais importantes lideranças de Bento Gonçalves. Com uma boa coligação Lunelli poderá surpreender. 30

Pasin ganha destaque na imprensa nacional Muito bem cotado para disputar a reeleição, o atual prefeito de Bento, Guilherme Pasin (PP), tem sido destaque em manchetes nacionais por reduzir seu próprio salário, dos secretários e dos CCs. Medida pouco comum no meio político, tem agradado diversos setores que veem com bons olhos a medida. Pasin também conquistou os aviadores bentogonçalvenses, a construção de uma nova pista colocou Bento como um dos melhores aeródromos da região.

Ministério Público investiga nepotismo Ministério Público Estadual está investigando denúncia que envolve seis cargos em comissão (CC) que atuam na Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves. O município recebeu notificação dos promotores e deverá responder aos questionamentos. Conforme o promotor Alécio Nogueira, se for confirmado os casos, o MP recomenda que os servidores sejam exonerados, caso não seja cumprida a recomendação é instaurado ação civil pública. Para a imprensa, o procurador geral do município, Sidigrei Spassini, disse que nenhum CCs possui relação de parentesco com o prefeito Guilherme Pasin ou a primeira dama. Porém, um dos seis tem parentesco de quarto grau com um secretário-adjunto, e neste caso, o CC foi nomeado um ano antes do secretário. Ele disse ainda que nenhum dos funcionários trabalha nas mesmas secretarias.


Prepare-se: 2016 inicia com aumento da gasolina, energia elétrica e telefonia Aumento do ICMS proposto pelo governo Sartori e aprovado pelos deputados estaduais em setembro terá reflexos a partir de 01 de janeiro

V

votação decidida por apenas um voto, deputados do Rio Grande do Sul aprovaram na noite de 22 de setembro, aumento das alíquotas do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) pelo período de três anos. O projeto do Executivo recebeu 27 votos favoráveis e 26 contrários, em sessão marcada por protestos e tumulto no lado de fora da Assembleia. Sancionada pelo governador José Ivo Sartori (PMDB), o aumento entra em vigor, no início de 2016. Com isso, a alíquota que era de 17% passou para 18%. Já as alíquotas sobre

energia elétrica, álcool, gasolina e telefonia fixa e móvel subirão de 25% para 30%. Também foram elevadas em dois pontos percentuais, as alíquotas sobre cerveja, chope e outras bebidas alcoólicas, refrigerantes, cigarros e assemelhados, perfumaria e cosméticos, além de serviço de TV por assinatura. Com esta medida, podemos dizer que o impacto sobre a sociedade vai ser generalizado, pois combustível e energia elétrica estão na origem da produção e comercialização de bens e serviços, ou seja, quem paga a conta da má gestão política é o povo.

Gasolina vai custar cerca de R$ 4,00 na região da Serra Hoje, com a alíquota do ICMS em 17% em média a gasolina nos postos de combustíveis da serra varia de R$ 3,75. Com o aumento da alíquota a maioria dos postos contatados pela nossa reportagem afirmou que o preço deverá chegar aos R$ 4,00. Em alguns postos este valor poderá ser mais elevado.

O VOTO DECISIVO Enlameado e protagonista das atuais denúncias de corrupção na Assembleia Legislativa, o ex-atacante Mário Jardel (PSD), deu o voto que foi considerado decisivo para a aprovação do aumento do ICMS no Estado. Apoiador do Governo Sartori (PMDB), ele estava indeciso no início da sessão. Deputados da oposição, usaram seus discursos para tentar convencer o colega a votar contra, mas não foram ouvidos. “Quem manda no meu voto sou eu. Como eu decidi dentro de campo, estou decidindo aqui pelo melhor. E o melhor é votar a favor”, falou Jardel quando votou. 31


O campeão voltou!...

A Laranja Mecânica de Carlos Barbosa entra para a história do futsal conquistando o pentacampeonato da Liga Nacional 32

C

om o centro de eventos de Carlos Barbosa completamente lotado com oito mil torcedores, a Associação Carlos Barbosa de Futsal – ACBF, entrou em quadra no domingo, 29 de novembro, para decidir mais um título da Liga Nacional de Futsal. Precisando apenas do empate para erguer a taça pela quinta vez, a ACBF fez mais: marcou 5 gols, dominou a partida e o pivô Pito desencantou marcando um lindo gol de bicicleta. Assim, o time laranja derrotou o Orlândia e tornou-se o maior ganhador da história da competição.

Fotos: Geder Canarinho

Foto: Divulgação

ÔÔÔ!...


No primeiro jogo, disputado em Uberada, a ACBF havia vencido por 5x3 e levou a vantagem para o jogo de volta. Na partida final, o time barbosense precisou se segurar nos primeiros minutos, quando Zico foi expulso. A equipe conseguiu suportar a pressão durante os dois minutos seguintes. Aos 14 minutos, Pito abriu o placar. Logo depois, o time da Serra Gaúcha teve um pênalti a seu favor. Murilo cobrou e converteu: 2x0. Na segunda etapa, a ACBF voltou disposta a aumentar a vantagem. Com um minuto, o goleiro Gian lançou para o ataque, Pito dominou no peito, chutou de bicicleta e marcou um golaço. Grillo e Bruno ampliaram a vantagem para 5x0. Nos minutos finais, Dieguinho descontou para o time de Orlândia, mas não conseguiu evitar o título laranja. Após o término da partida o som no ginásio era ensurdecedor. Torcedores da equipe laranja ficaram sem voz de tanto gritar: ÔÔÔ O Campeão Voltou! Depois da festa no ginásio, os atletas desfilaram em um caminhão dos bombeiros. As ruas da área central de Carlos Barbosa foram fechadas e uma grande festa tomou conta da principal praça.

Ficha técnica CARLOS BARBOSA Titulares: Gian, Marlon, Kevin, Pito (2) e Bruno (1) Entraram: Dener, Rafa, Zico, Felipe, Grillo (1), Técnico: Murilo (1) Marquinhos Xavier

Orlândia Titulares: Deivid, Renan, Gadeia, Jackson e Dieguinho (1) Entraram: Douglas, Cabreúva, Guina, Carlos, Fuzo, Técnico: Cidão

33


Fotos: Arquivo ACBF

Uma história de paixão e conquistas A história de paixão entre Carlos Barbosa e o esporte começou há muito tempo. No final dos anos 60, início dos anos 70, a população da cidade acompanhava várias equipes de futsal, que disputavam uma competição local. Em 1976, duas delas, as mais famosas na época, o Real e o River, decidiram que seria possível olhar mais alto. Então, precisamente no dia 1º de março, juntaram suas forças e formaram uma nova equipe. O nome desta nova agremiação foi dado pelo proprietário da Lancheria Original na época, senhor Aldo Pontin, que sugeriu batizá-la com o nome de ‘Associação Carlos Barbosa de Futebol’, que segundo o livro de atas da ACBF, teria o intuito de “promover mais uma vez, o bom nome da cidade”. As cores do uniforme foram uma mescla entre o branco, do Real, time do fundador Clovis Tramontina, e o preto do River, time do fundador Sérgio Luiz Guerra, o Shéi. Para completar o tricolor, escolheram o laranja - o mesmo que a seleção holandesa usara na Copa da Alemanha de 1974, a famosa ‘Laranja Mecânica’. A recém-formada equipe anunciou então um projeto que deixou os habitantes da cidade perplexos: ganhar o título estadual de futebol de salão.

River

Em pé da esquerda para a direita: Valter Cará (Carazinho), Celso Luiz Guerra (Quito), Tiago Guerra, Darci Zandavalli (Zanda), Magno Spadari, José Guerra (Zé), Sérgio Luiz Guerra (Shéi), Carlos Schaffer (Paulista); Agachados da esquerda para a direita: Ildo Dalcin (Babão), Luiz Antonio Spadari (Shidi), Dejair Vieira Flores (Pixain), José Luiz Dametto, Irani Cichelero.

Nos vinte anos seguintes à sua fundação, a Associação Carlos Barbosa de Futsal esteve sempre participando da primeira divisão do Campeonato Estadual. No ano de 1996, aquele sonho de meninos atletas, se tornara a realização de experientes dirigentes, quando, exatamente no dia 19 de outubro, desentalaram o grito de ‘campeão’ preso há tanto tempo. Fora do país, a ACBF foi o melhor time da América por três vezes: 2002, 2003 e 2011, unificando os títulos de campeã sul-americana e da América. Além disso clube conquistou o mundo por três vezes. Em 2001, o Carlos Barbosa foi campeão do Torneio Intercontinental na Rússia, quando a competição ainda não tinha o aval da Fifa. Em 2004, foi a primeira equipe de futsal do planeta a ostentar o título de campeã do mundo, após o órgão máximo do esporte apadrinhar a disputa. E, em 2012, a consagração veio com o tricampeonato em casa, quando Carlos Barbosa sediou a Copa Intercontinental pela primeira vez.

Real

Em pé da esquerda para a direita: Ari Baldasso, Angelo Zani (Cabelinho), Ademar Gedoz (Bidu), Clovis Tramontina; Agachados da esquerda para a direita: Idair Mânica, Rui Mantovani (Bolívia), Laurinho Cignachi, Antonio Bertotto.

34

Nacionalmente, o Carlos Barbosa tem como principais feitos os títulos da Taça Brasil de Clubes de 2001 e 2009, além das Ligas Nacionais de 2001, 2004, 2006 e 2009. Ao todo, a ACBF exibe em sua Galeria de Troféus cerca de 400 peças, que mostram o trabalho sério e vitorioso nestes quase quarenta anos de esporte. Além de títulos, o clube trabalha com mais de 450 jovens e crianças em suas Categorias de Base e Escolinhas de Futsal, que abrangem além de Carlos Barbosa, os municípios de Barão e Garibaldi.


Honda atualiza Biz 125 e versão 2016 chega por R$ 8.790

Duster Oroch da Renault por R$ 62.290

Imagens: Divulgação

O mercado de picapes no Brasil começa a escrever um novo capítulo. A Renault lançou oficialmente a Duster Oroch. A pré-venda iniciou em outubro e as vendas oficiais só em novembro, com preços que partem de R$ 62.290 na versão Expression 1.6 e vão a R$ 70.790 na Dynamique 2.0. Há ainda a configuração intermediária Dynamique 1.6, por R$ 66.790.

J

á disponível na rede de concessionárias, a nova Biz 125, moto utilizada como meio de transporte por muitos trabalhadores da Serra. A moto atualizada ganhou novo grafismo, mais espaço no porta-capacete e painel de instrumentos digital com nova grafia. Mecanicamente, está equipada com o motor bicombustível monocilíndrico OHC quatro tempos de 144,9 cc, arrefecimento a ar e com injeção eletrônica. A potência máxima é de 9,2 cv a 7.500 rpm e o torque é de 1,04 kgf.m a 3.500 rpm (gasolina ou etanol). Voltada ao uso urbano, a Biz 125 tem partida a pedal (elétrica opcional) e

transmissão semiautomática de 4 velocidades. Para 2016, o modelo incorporou um novo catalizador e já atende a segunda fase da Promot 4 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares), que entra em vigor em janeiro de 2016.

Feita em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba, o modelo chega com status de quem inaugura um novo segmento no mercado, o de picape compacta-média. Ele está posicionado entre as pequenas Fiat Strada e Volkswagen Saveiro, e as médias, como Chevrolet S10 e Toyota Hilux. O nome foi retirado de uma tribo russa de apenas 500 habitantes, que vive na divisa com a Ucrânia, a novidade também adota a plataforma do Duster, porém com algumas adaptações para adequar à proposta do veículo.

Disponível nas cores vermelha, branca e preta e versão unica (EX), a Biz 125 possui rodas de liga leve e freio a disco na dianteira. O preço sugerido é de R$ 8.790,00, sem frete. A partir do modelo 2016, a moto ganha três anos de garantia sem limite de quilometragem, com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.

35


ARTIGO

Sociedade hipócrita

J

á começam desde pequenas, na escola mesmo.... Ao invés de irem estudar, iam fazer o quê? Beijar na boca atrás da escola, matar aula para ir para casa dos amiguinhos... O que elas são? Prostitutas! Mas não você, Juliana. Você não ficava com meninos, se dava ao respeito. Só namorou de forma decente, na presença de adultos, como se deve. Quando você não quis transar com ele, o príncipe terminou, furioso, e contou pra todo mundo as baixarias que “fazia” com você. O que você é, Juliana? P...Claro! Seu nome está pichado no muro das ruas.... Que vergonha! Mariana, ainda bem que você não é burra como ela, de perder tempo com canalha. Você soube escolher, né? Namorou seu melhor amigo, perdeu a virgindade com ele, tudo muito lindo e romântico. Até que engravidou com 15 anos. O que você é Mariana? Uma P... burra. O problema dessas meninas é que não se dão ao respeito. Não são como você, Carol, que é da turma, da galera, anda de skate

36

com os brothers, ouve rock, ri dessas “minas” idiotas que eles pegam. Ah Carol, mas andar no meio de um monte de homem é coisa do quê? De P.. ou só você que não sabia? Está todo mundo falando! Ainda bem que você, Aline, não tem tempo pra essas coisas. Nunca vi menina boa assim... Só estuda, só tem amiga menina, frequenta a igreja, vai casar com o primeiro namorado, só depois de formada. Se depois de casada, como o Senhor ordenou, vocês quiserem tirar fotos para apimentar a relação, tudo bem, né? Dentro dos laços sagrados de confiança do casamento é diferente, não é como essas piranhas que saem se expondo em público! O moço da assistência técnica achou as fotos e publicou na internet... Já sabe o que você é né, Aline? Uma P...! Uma piranha que envergonhou a família, ainda por cima. Que vergonha! Nunca imaginei.... Antes fosse um muro pichado na adolescência, Aline! Você não cai nessa né, Fernanda? Imagina, tirar foto pelada ou fazer vídeo... Hahaha Tá pedindo, né? Você

é mãe de família, nem pensa nessas baixarias. Vive para os filhos e o marido! Nem precisa trabalhar... Soube escolher um homem bom. Até que, depois de 12 anos, o casamento desaba porque você deixou de ser interessante. Simplesmente seu marido se apaixonou por outra mais bonita, independente e que usa batom vermelho (coisa que ele sempre reclamou que você usasse). O motivo do término? Não importa! Divorciada e mãe solteira é o que, Fernanda? P..., óbvio! Para os outros, você deve ter feito algo muito ruim para um homem desses não te querer mais! As amigas não vão querer você perto dos maridos delas, né? Com razão! Não se espante quando te chamarem de rotularem! Todas somos, fomos ou seremos... infelizmente, essa é a sociedade hipócrita em que vivemos. Por isso, faça o que te der vontade, na hora que te der vontade; pois fazendo ou não, na boca dos hipócritas você é, já foi, ou será uma P...! AUTOR DESCONHECIDO


Mesmo no frio e chuva, dezenas de pessoas protestaram contra a revogação de decreto que determinava que área urbana fosse de Utilidade Pública

A

polêmica revogação do decreto feita pela administração Cettolin que fez com que a área da antiga Martini deixasse de ser um local de utilidade pública para transformar o espaço em objeto de especulação imobiliária para construção de prédios ou pavilhões comerciais gerou muito descontentamento na comunidade de Garibaldi. Em uma manhã de domingo, dezenas de pessoas realizaram ato simbólico solicitando que o município voltasse a desapropriar a área e adquirisse a mesma para ampliar a praça da Martini & Rossi. Alguns manifestantes com máscaras e cartazes realizaram apresentação teatral e interagiram com o público. Logo após, todos abraçaram simbolicamente a área e de mãos dadas cantaram o hino nacional entoando palavras como “Queremos a praça” e “A praça deve ser nossa”. O protesto contou com a participação de dois ex-prefeitos, ex-vice-prefeito, ex-vereadores e representantes de entidades. Ainda durante o ato, foram recolhidas assinaturas para um baixo–assinado que pedia que a desapropriação da área.

Fotos: Divulgação

Pressão popular faz prefeito de Garibaldi voltar atrás em decreto sobre praça

Após manifesto, prefeito decretou novamente área de Utilidade Pública Três dias após manifestação que reuniu dezenas de pessoas na área da antiga Martini, o prefeito afirmou que o decreto que havia sido revogado permitindo que a área fosse utilizada para construção de imóveis ou pavilhões comerciais voltou a ser declarada utilidade pública, podendo o município adquiri-la. Conforme o prefeito Antônio Cettolin, a área pertencia a empresa Perini e foi adquirida por três pessoas de Garibaldi, sendo que a administração estava sendo pressionada pelo comprador da área para que o município comprasse ou liberasse a escritura. Ainda conforme o prefeito, o terreno estava avaliado em R$ 3 milhões e 263 mil reais em 2011, época em que o ex-prefeito Cirano Cisilotto decretou a área como utilidade pública. Em 2015, técnicos reavaliaram o local e perceberam que há um córrego passando pela área, o que restringe a edificação. A partir desta constatação a avaliação caiu para R$ 1 milhão e 728 mil reais. Na imprensa, prefeito diz que quer adquirir a área mas o município não tem recursos.

Garibaldi sem praça Atualmente Garibaldi não possui nenhuma grande praça ao ar livre para que a comunidade possa passar momentos de lazer. A praça da Ermida possui espaço limitado e a antiga praça das rosas virou um local indefinido após arrancarem as árvores e flores e construírem um telhado com a arquitetura parecida a um posto de combustível. A área da antiga Martini é o único local que ainda resta no centro da cidade para construir uma verdadeira praça. A área que foi decretada como utilidade pública, unindo-se com a área já existente transformaria o espaço numa boa opção de lazer e recreação para Garibaldi, inclusive podendo construir uma concha acústica.

37


AV I AÇ ÃO

O ronco das hélices volta a

Obras de ampliação da pista estão na fase final e operações para o novo aeródromo estão previstas para o início de 2016

P

ilotos e alunos do Aeroclube de Bento Gon-

çalves estão ansiosos para voltar a decolar e pousar em casa. Desde o início das obras que ocorreu na metade de 2015, o cheiro de gasolina de aviação, perfume que possui gostoso aroma para quem gosta de ver o mundo de cima não é mais sentido. Boa parte da esquadrilha de aviões e planadores do aeroclube foi relocada nos aeroclubes de Veranópolis e Garibaldi, onde é possível operar.

38


ser ouvido nos ceĂşs de Bento

39


Fotos: Aeroclube Bento Gonçalves Foto: Portal Adesso

Planador do Aeroclube de Bento Gonçalves preparando para decolar da pista de Garibaldi

Integração com o Aeroclube de Garibaldi Desde que iniciaram as obras de reforma da pista, planadores e aeronaves de Bento Gonçalves ficaram guardadas no hangar do Aeroclube de Garibaldi. Nos finais de semana é possível vê-las voando pelo céu das duas cidades. A movimentação tem atraído grande público a pista de Garibaldi, principalmente crianças e jovens que sonham em ser pilotos. Esta união entre as duas entidades tem demostrado o grande elo pelo qual é formada a aviação desportiva.

40

Conforme o município, que é responsável pela obra, os trabalhos já estão na reta final, sendo que a última etapa prevê a conclusão da área designada ao balizamento de aeronaves e a aplicação da terceira camada de malha asfáltica sobre a pista de pouso e decolagem. Além disso, também será construído um terminal de passageiros, com de forma parcialmente cônica, fazendo alusão a Pipa Pórtico, um dos principais pontos turísticos de Bento Gonçalves. A inauguração da obra está prevista para acontecer em janeiro ou fevereiro, porém, a direção do aeroclube acredita que já no início de 2016 a escola de planadores e os voos particulares poderão operar na nova pista. Para liberação é preciso que o aeródromo passe por uma adequação a legislação aeronáutica, assim como o novo terminal de passageiros. A nova pista poderá ser utilizada por aeronaves comerciais, inclusive as de grande porte. Assim, o aeródromo de Bento se transforma em uma alternativa para pouso de voos regulares. Movimentação das aeronaves atrairam grande público


Que o Ano Novo nos propicie condições e escolhas para continuarmos transformando nossas vidas e nos traga um norte eficaz para realizarmos todos nossos desejos. Que o Grande Arquiteto do Universo nos dê força e coragem para enfrentarmos novos desafios. A equipe da Diffusione deseja muita saúde, paz, alegria, e harmonia a todos nossos leitores e clientes.

41


ARTIGO

Viver bem para morrer bem!

D

e alguns anos para cá temos notado uma inversão muito positiva em relação ao perfil dos pacientes que procuram os consultórios médicos, nas suas diferentes especialidades. A consulta que antes era para buscar um tratamento mudou seu foco e, nos últimos anos, passou a ser em busca de orientações para a prevenção das doenças. São os “famosos” check ups, que para o leigo são fundamentais para o diagnóstico de algum mal. Na realidade mais importante do que os exames, sejam de laboratório ou de imagem, uma boa anamnese (entrevista) e um bom exame clínico são fundamentais para esta avaliação. Quanto aos exames, estes levam o nome de complementares porque por definição, complementam os outros tópicos da consulta médica.

Luiz Fernando Santos Hopf Médico Clínico Geral e Cirurgião Geral Atua em Carlos Barbosa desde 1983

42

Mas isto tudo não teria razão de ser se os pacientes não seguissem as recomendações médicas. Uma vida saudável do ponto de vista físico e mental só é conseguida quando certas medidas são tomadas ou quando ocorrerem mudanças de hábito, mudanças no estilo de vida. Assim sendo dividimos estas mudanças naquelas que nos trazem uma melhor qualidade de vida e por consequência, a saúde física e a mental. Afinal “mens sana in corpore sano”. Evitar fatores de risco para diferentes doenças significa evitar o sedentarismo, a obesidade, a dieta mal balanceada, com excesso de gorduras, sal e açúcar, entre outras coisas. Tomar a medicação receitada de acordo com a prescrição e não abandoná-la a não ser por orientação do médico assistente é outro cuidado que se deva ter. E quanto à saúde mental? O estresse do dia-a-dia, a busca transloucada pelo ter em prol do ser, a falta de religiosidade, a concorrência e a inveja, muito comum na nossa região, a priorização do trabalho sem tempo para o lazer e à falta de saúde financeira são alguns dos fatores de risco para o desequilíbrio emocional. Todos estes questionamentos levantados buscam, em síntese, como já dissemos, através de simples mudanças de hábito, uma vida mais saudável. E isto não é mais

novidade. É consciência coletiva. Ou pelo menos deveria ser. Mas e quando estivermos chegando perto da morte, estamos preparados para a mesma? Fizemos nossa parte? Morreremos com a consciência tranquila? A Enfermeira australiana Bronnie Ware que dedicou sua vida a cuidar de pacientes terminais revela em seu livro Top Cinco: Arrependimentos Daqueles que Estão Para Morrer (The Top Five Regrets of the Dying, em inglês) os seguintes sentimentos: 1. “Gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo, e não a vida que os outros esperavam de mim” 2. “Gostaria de não ter trabalhado tanto” 3. “Queria de ter tido a coragem de expressar meus sentimentos” 4. “Gostaria de ter mantido contato com meus amigos” 5. “Gostaria de ter sido mais feliz” Poderíamos discorrer muito so­bre cada sentimento acima, mas fazer uma avaliação criteriosa e pessoal sobre cada um deles penso que seja a melhor forma de avaliarmos como estamos vivendo e como estamos nos preparando para a derradeira hora, que afinal é a única certeza que temos.


Imagens: Divulgação

“Lentes de Contato” A moda nos consultórios de odontologia estética

O

procedimento chamado de “lente de contato”, consiste em colocar no dente uma capa de porcelana extremamente fina, parecidas com lentes de contato. Discretas, elas podem ser colocadas em um curto espaço de tempo, bem diferente do aparelho ortodôntico que pode demorar anos até que o paciente obtenha resultado. A lente tem entre 0,2 mm e 0,4 mm de espessura, o que possibilita um desgaste minimamente invasivo sobre a superfície do dente, enquanto as facetas normais têm pelo menos 1 mm.

Os dentistas têm usado esta técnica para corrigir imperfeições, manchas leves, lascas e fraturas de pacientes. A principal vantagem deste método que pode durar até 20 anos, é a durabilidade, conforto, funcionalidade, estabilidade de cor e a

Foto: Portal Adesso

Pode se beneficiar também quem quiser modificar o tamanho e o formato dos dentes, por exemplo se forem separados – o espaço entre eles é chamado de diastema e com o uso de lentes de contato é possível fechar este espaço. Modernas e duradouras, as lentes parecem dentes naturais, e podem resolver aquele problema no sorriso que vem incomodando toda vez que você se olha no espelho.

Técnica utilizada por dezenas de celebridades e artistas da TV corrige de maneira rápida imperfeições e espaçamentos entre os dentes

rapidez que o paciente consegue uma estética perdida com o tempo. Além disso, a estrutura dental é menos desgastada e o paciente não sente dor, já que elas são coladas aos dentes De acordo com o Dr. Bruno Bianchini D’Avila, da clínica Oral Estúdio Odontologia que foi recém-inaugurada em Carlos Barbosa, a técnica já existe há alguns anos, porém foi aperfeiçoada e virou moda, principalmente entre os famosos. Ele diz ainda que antes do procedimento os pacientes podem verificar o resultado: “Nós avaliamos a necessidade através de fotografia e modelos de gesso. Após, confeccionamos um molde e mostramos para o paciente. Está é uma pré-visualização de como os dentes vão ficar antes de fazer as lentes de contato definitivas”, explica. Se o dente for torto, é possível corrigir o posicionamento e alinhá-lo com o do lado. E é possível usar a lente em um dente só ou vários, mas em geral isso é feito aos pares, normalmente dos dentes da frente (incisivos) até no máximo o primeiro pré-molar, o material é aplicado em uma única sessão. Dr. Bruno diz ainda que cada caso é avaliado individualmente para analisar a melhor indicação de “lente de contato”. Quanto aos cuidados, o dentista conta que a manutenção da lente é feita no próprio consultório, nas consultas de rotina. Além disso, não é necessário evitar o consumo de determinados alimentos ou bebidas. A porcelana tem propriedades óticas muito semelhante as dos dentes naturais, afirma. Dr. Bruno Bianchini D’Avila

43


ZICA VÍRUS Como se prevenir do vírus que causa microcefalia em bebês de mulheres infectadas durante a gravidez

A

zika é uma doença causada por um vírus transmitido pe­ los mosquitos Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue e a chikungunya. A doença é recente, e o Brasil foi o primeiro país de grande população a ter um surto. Os sintomas do Zika vírus incluem febre, dor nas articulações e músculos, além de conjuntivite e manchas vermelhas na pele. A doença é transmitida pelo mesmo mosquito da dengue, e os sintomas normalmente surgem 10 dias após a picada. O Zika vírus não é contagioso, e por isso não passa de uma pessoa para outra. A única forma de pegar esta doença é sendo picado pelo mosquito. No entanto, um mosquito pode se infectar e picar uma pessoa que está com a doença, ele é contaminado e começa a disseminar para outras pessoas através de sua picada. A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a relação entre a infecção pelo Zika vírus e os casos de bebês que nasceram com microcefalia, resultado do desenvolvimento anormal do cérebro durante a gestação. Ela pode causar retardo mental em 90% dos casos, problemas de visão e de audição e distúrbios neurológicos como a epilepsia.

A hipótese da relação entre o vírus e os casos de má formação foi levantada por autoridades de saúde brasileiras depois que mais de uma centena de casos foram detectados em Pernambuco até outubro. Em 17 de novembro, o Instituto Oswaldo Cruz anunciou ter encontrado sinais do vírus no

44

líquido amniótico de duas gestantes cujos bebês foram diagnosticados com microcefalia. Desde então, 1.248 casos de microcefalia foram confirmados em bebês de 14 Estados. O Ministério da Saúde aconselha que as mulheres que pretendem engravidar adiem os planos enquanto não há mais informações sobre a epidemia. Há suspeitas, ainda não confirmadas, de que o vírus possa ser transmitido através da placenta, pelo leite materno, por sangue e sêmen. Ainda não há vacinas que impeçam a infecção. A melhor maneira de se prevenir é acabar com possíveis focos do Aedes aegypti, eliminando recipientes que acumulem água parada. Repelentes, telas de proteção e mosquiteiros para dormir também são medidas importantes. O vírus foi identificado pela primeira vez em 1947 em um macaco na floresta Zika, da Uganda. No Brasil, ele foi identificado em abril de 2015 e suspeita-se que tenha vindo através de turistas que vieram assistir ou participar da Copa do Mundo em 2014.


Fotos: Leticia Remiao

GASTRONOMIA

CORDEIRO NHOQUE AO MOLHO DE VINHO TINTO Rendimento: 2 pessoas Ingredientes:

César Nicolini Natural de Garibaldi, é Sommelier formado pela FISAR (Federazione Italiana Iommelier Alnergatori e Ristoratori), com cursos no Brasil e na Itália. Professor por quatro anos do curso de sommelier do Senac Bento Gonçalves.

400 gramas de carne de cordeiro (pernil, paleta ou carré) ½ cebola inteira ½ cebola picada 6 cravos 1 folha de louro 1 ramo de alecrim 1 colher de manteiga 4 colheres de azeite de oliva 2 xícaras de vinho tinto 4 xícaras de caldo de carne 6 colheres de farinha de trigo 400 gramas de nhoque (de batata ou pão) Sal (quanto basta) Pimenta (quanto basta)

Modo de preparo

Limpe a carne de cordeiro, retirando toda gordura e pele. Corte em cubos médios e tempere com sal e pimenta a gosto. Aqueça uma panela grossa com a manteiga e o azeite de oliva. Passe a carne na farinha de trigo e vá fritando em pequenos lotes e reservando. Doure a cebola e retorne a carne para panela. Adicione o vinho tinto e deglace o fundo da panela para que incorpore ao molho. Adicione o caldo de carne, louro, alecrim e a cebola com os cravos espetados. Deixe cozinhar até que o molho engrosse e retire os temperos. Caso a carne não esteja totalmente macia, acrescente água fervente e cozinhe por mais algum tempo. Corrija o sal. Cozinhe o nhoque e sirva com o molho do cordeiro. 45


46


47


48

Revista AGORA - Edição Dezembro / 2015  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you