Page 1

Autos

Literatura

Aviação

Honda Civic supera Corolla

Doutoranda defende tese sobre sexualidade

Como comprar viagens baratas

O ELO ENTRE LER E TESTEMUNHAR A NOTÍCIA

PARANÁ

Edição concluída em 05/11/2013

Preço do Exemplar R$ 5,00

Ano XIV - Nº 169- Novembro 2013

Entre a ficção das novelas e a realidade da vida

O drama das drogas Como

Fitness

Morte durante exercícios físicos preocupa

será gasto o seu 13 º salário? Enquete Interativa


Prêmio Top Empresarial

Os núcleos de jornalismo da Editora Online foram agraciados com o prêmio Top Empresarial de Incentivo a Qualidade concedido pelo Instituto Cultural da Fraternidade Universal - Categoria jornalismo impresso e digital. A solenidade de entrega foi em São Paulo Capital no dia 14 de setembro 2013. Acesse o portal glup.com.br e veja mais detalhes. (O trofeu que a Revista fez jus é o 1º a direita).


Editorial EDITORA

JORNALISMO S/C.

Diretor geral - Joel Cardoso editor@onlinejornalismo.com.br

Publicações da Editora Revista Conexão Paraná www.conexaoparana.com.br Jornal Conexão Aeroporto www.jornalaeroporto.com.br Site de Notícias Glup!Nacon www.glup.com.br Home-Page Central www.onlinejornalismo.com.br Núcleo

REVISTA

PARANÁ

O ELO ENTRE LER E TESTEMUNHAR A NOTÍCIA Ano XIV - nº 169 - Novembro - 2013

Jornalista Responsável Joel Cardoso Fenaj 66023 Web/diagramação Jonathan Lukaszewigz

Chega de tragédias na construção civil A falta de fiscalização em obras na construção civil e acidentes fatais com trabalhadores parece estar desmotivando o preenchimento de vagas na construção civil. O fato é tão urgente que uma construtora de Londrina, com obra em Maringá, está buscando alternativas no setor feminino para preencher a lacuna da falta crescente da mão de obra masculina. Para complicar, nem todas as construtoras possuem a consciência em exigir e oferecer equipamentos de segurança aos trabalhadores e o resultado é a fatalidade. Foram quatro mortes sequenciais registradas recentemente no setor. Mas por desinteresse ou falta de consciência, várias construtoras não priorizam a segurança de seus trabalhadores. O órgão sindical da classe, o Sintracom, também precisa sair do conforto do gabinete para aplicar fiscalização mais rígida nas obras. Oferecer cursos e palestras sobre segurança não basta. É criar uma força-tarefa para visitar diariamente os canteiros de obras para fiscalizar e exigir o uso dos equipamentos de segurança. Chega de mortes na

construção civil. Seria importante que o órgão sindical e as construtoras fizessem uma reciclagem nos ítens segurança e na saúde do trabalho na área da construção civil . Elas se baseiam em normas regulamentadoras descritas na Portaria 3214/78 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Entre as normas, a NR-18 estabelece diretrizes administrativas, de planejamento e de organização para implementar medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na indústria da construção. Além disso determina a elaboração do Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (Pcmat). A elaboração e o cumprimento do Pcmat são obrigatórios em estabelecimentos com 20 ou mais trabalhadores. As empresas que possuem menos de 20 trabalhadores ficam obrigadas a elaborar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

Supervisão Geral Rose Tognon Assessoria Jurídica Carlos Eduardo Buchweitzz (OAB 19.939) Colaboradores: Gorby Junk (Curitiba) Alexandre Mendes (Santa Catarina) Marcela Langoni (Londrina) Aline Passos (Foz do Iguaçu)

LEIA NESTA EDIÇÃO Revista

Aeroportos

- Comitiva maringaense visita o Japão Pág 04

Distribuição:

- Brasil realiza primeiro voo com bicombustível Pág 03

- Ensino - Mensalidades escolares preocupam - Nem tudo são flores na noite maringaense Pág 05

- Os destaques do mês na coluna People Redação (Sede Própria) R. Martim Afonso 1587 Zona 02-Maringá-Paraná Fone (pabx) 44.3026.8585

Pág 07

- A devolução das taxas na compra de veículos Pág 08

- Agrinho 2013 - Mais de mil pessoas no evento Pág 09

Confira o resultado da enquete de outubro

Capa da Revista Conexão, edição de novembro 2012, sobre a mortalidade femininina no Brasil

Maringá - O parque SIM de exposições precisa mudar de local?

NÃO

79,0% 21,0%

Pág 05

- As quatro novas regiões turísticas Pág 08

- Natal Ingá premia vários segmentos no comércio Pág 09

- A nova fase do Lar Center Mandacaru Pág 11

Enquete deste mês www.glup.com.br

Como será gasto o seu 13 º salário? Novembro / 2013 03


Maringá Foto: André Renato/SECOM

Imprensa- AMI

Como ressuscitar a entidade! Embora de maneira tímida, profissionais ligados à imprensa, não necessariamente jornalistas com diplomas, começam a questionar o desaparecimento da Associação Maringaense de Imprensa (AMI). A entidade, idealizada no início da década de 90, chegou a ter bons momentos, inclusive uma sede própria. Mas aconteceram questões internas que acabou desmotivando sua continuidade e seu fortalecimento. Conversando informal e casualmente com João Batista Mariano, o “JB” da TV, e expresidente da entidade, fui informado e que toda a documentação da associação está nas mãos do radialista e assessor de imprensa da Prefeitura de Sarandi, Geraldo Irineu. Acredito que este seria o momento adequado para um relatório sobre o estágio da AMI, se ela existe ainda e o que poderia ser feito para sua reativação. A imprensa local precisa de uma entidade com representatividade.

Prefeito viaja ao Japão em missão econômica *Da redação Viagens internacionais constam no currículo de governantes. O aproveitamento posterior às milhas deslocadas se faz ou não a contento. Maringá mantém irmandade com cidades do exterior, das quais capta recursos para investimentos diversos. Desta vez, em missão econômica, o prefeito de Maringá, Roberto Pupin, fez um relato positivo sobre a ida ao Japão, quando reassumiu o município no dia 21 de outubro. Acompanhado de empresários e representantes de entidades maringaenses, o prefeito esteve no Japão para as comemorações dos 40 anos de irmandade com Kakogawa e uma série de encontros tratando de investimentos à Copa do Mundo. Pupin destacou a viagem ao Japão motivada pelos 40 anos de irmandade entre Maringá e Kakogawa, mas com foco nos interesses da cidade. “Foi uma retribuição à visita dos gestores e lideranças de Kakogawa que estiveram em Maringá pelo aniversário da cidade e os 40 anos de irmandade, mas aproveitamos para contatos em várias áreas, especialmente em investimentos no Brasil”, informou.

O melhor provedor de Maringá e Região 44

3221.5600

Novembro / 2013 04

Além de reuniões com empresários dispostos a investir no Brasil e que recebam informações sobre a Cidade Industrial de Maringá, aeroporto, instituições de ensino superior, localização e distância dos principais portos brasileiros, a comitiva esteve com o príncipe Naruhito, ministros prefeitos, governadores e dirigentes da Seleção Japonesa de Futebol.

Todas as reuniões, na avaliação de Pupin, foram muito proveitosas. Os empresários de grandes corporações mostraram a necessidade de investir fora do Japão, e simpatizam com o potencial do Brasil. O presidente da Seleção Japonesa de Futebol, Naoki Tsumura, ficou surpreso com a visita da comitiva, e pretende analisar a proposta de usar Maringá para a pré-temporada da Copa do Mundo. Um dos deputados que recepcionou os maringaenses está trabalhando em defesa da cidade. Pupin revelou ainda que por Maringá ter sediado o Grand Prix de Futsal, um dirigente indicado por Tsumura esteve na cidade e recebeu orientações sobre a infraestrutura esportiva da cidade. “Se a Seleção Japonesa ficar em uma chave na região Sul, existe grandes chances de Maringá ser o Centro de Treinamento deles”, afirmou. Em Kakogawa, a comitiva foi recebida pelo prefeito Shoichi Tarumoto, e muitas autoridades, empresários, dirigentes de instituições e estudantes que já estiveram em Maringá. Antes de retornar ao Brasil, o prefeito visitou a Feira de Cantão, na cidade de Guangzhou, sul da China, a maior do mundo com mais de 45 mil expositores. Na feira é possível encontrar praticamente todos os produtos do mercado em uma área de 1m1 milhão de metros quadrados. A Feira de Cantão recebe mais de 200 mil visitantes de 211 países e movimento mais de 32 milhões de dólares. (com Secom)


Fitness

Philippe Mirapalheta

Morte durante exercícios físicos sugere alerta às academias A morte prematura do ex-prefeito de Ivatuba, na região de Maringá, Vanderlei Santini (59) na região noroeste do Paraná, que passou mal enquanto estava praticando exercícios físicos em uma academia no cento da cidade, levanta uma antiga discussão sobre a necessidade de avaliações médicas da capacidade física antes de qualquer atividade que exige esforço físico. Entretanto, parte da responsabilidade dessa avaliação física cabe também às academias, que deveriam exigir esse tipo de avaliação e ter de plantão profissional da saúde para emergências médicas de seus alunos. Sabe-se que boa parte das academias de atividades físicas não oferece nenhuma orientação preventiva para novos alunos. A situação é mais grave que se possa imaginar. De acordo com relato do correspondente em Santa Catarina, Leonardo Bernardo (21) morreu na noite de segunda-feira (14) em uma academia na região norte de Florianópolis. De acordo com o Corpo de Bombeiros, Bernardo teve uma parada cardiorrespiratória após fazer exercícios físicos. A guarnição tentou reanimá-lo, mas ele não resistiu. A proprietária da academia Apollo de Canasvieiras, Roberta Müller, informou que o jovem estava se exercitando em uma bicicleta quando passou mal e desmaiou. Dois professores do estabelecimento fizeram os primeiros socorros e a ambulância foi chamada. "Fizemos tudo o

que tinha que fazer, mas infelizmente não pudemos salvá-lo", disse . Também na capital catarinense, o Philippe Mirapalheta (26) morreu enquanto treinava em uma academia, na tarde desta sexta-feira (12), por volta das 17h30. A academia confirmou a morte do jovem Philippe no início da noite. Segundo a assessoria de imprensa do estabelecimento, ele passou mal enquanto corria na esteira. O atleta lutava MMA e atualmente se dedicava ao Jiu-jítsu. O incidente foi na Academia Top One, no Bairro Coqueiros, região continental da cidade. Conforme informações da assessoria, ele era aluno do local há pelo menos três anos e estava com o atestado médico obrigatório para a prática de exercícios em dia. Caso se confirme, nesse caso realmente a morte foi um incidente imprevisível e lamentável. A reportagem entrou em contato com várias academias e fitness de Maringá para saber as precauções que cada uma proporciona aos seus alunos para evitar incidentes que possam culminar com tragédias, mas até o encerramento desta edição não houve retorno da maioria delas. Para não prejudicar o conteúdo da reportagem, a redação pretende voltar ao tema na próxima edição. Vanderlei Santini

Novembro / 2013 05


Deu no glup!...

Alô Saúde da Unimed Maringá recebe as primeiras críticas Na relação planos de saúde e clientes, uma das principais falhas no relacionamento médicopaciente tem sido a falta de interatividade. Quando alguém precisa de um atendimento médico, geralmente o doente é atendido, de acordo com seu estado de saúde, por um profissional de plantão ou, em consulta de rotina, por indicações de terceiros ou nas famigeradas listas de médicos cooperados que os planos de saúde disponibilizam alguns de maneira discreta, o “guia médico” Embora vários planos de saúde não façam questão de cumprir determinações da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), a instituição publicou a Resolução Normativa nº 267/2011 e na Instrução Normativa nº 52/2013, tendo entre seus objetivos unificar a forma de apresentar as informações e oferecer novos dados aos clientes de planos de saúde durante a escolha de médicos, hospitais, clínicas e laboratórios.

Ensino - Aumento nas mensalidades em 2014 preocupam pais e alunos Pais de alunos e os próprios estudantes já se preparam para o reajuste nos valores de mensalidades nas instituições de ensino. No Paraná o setor já preparou seus novos preços que, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), serão maiores que a inflação oficial, de 6% a 11% em 14 escolas consultadas. No acumulado de 2013, preços já subiram 8,22%, ante 3,43% do IPCA. A justificativa dada para os aumentos acima do IPCA, é o aumento de salário dos professores, com reajuste superior a 8% em 2013. No entanto, as mensalidades têm subido mais que a média geral de preços há pelo menos cinco anos, porém, mostram dados do IBGE, que calcula o IPCA e os aumentos tem provocado reações no mercado educacional. Em Maringá existe uma projeção que, pelo menos 15% de alunos mudarão de escolas, creches ou universidades. Entre os níveis, o que mais subiu foram as creches (10%), seguidas pelo ensino médio (9,4%) e pelo ensino fundamental (9,2%). O item de menor reajuste foi o de educação superior, que, ainda assim, subiu em ritmo equivalente a duas vezes o da inflação: aumento de 7,46%. No ano passado, cursos regulares tiveram, em conjunto, alta de 8,35%, enquanto o IPCA subiu 5,84% (veja quadro nesta página). Aumentos precisam ser justificados -

Novembro / 2013 06

Mas, apesar de serem legítimos, os aumentos de valores não podem ser aleatórios. Segundo a advogada especialista em direito do consumidor, Adélia Soares, a justificativa de aumento deve ser feita por escrito com, pelo menos, 45 dias de antecedência à aplicação. Além disso, o Código de Defesa do Consumidor proíbe a cobrança de taxas de rematrícula. Matrículas só devem ser pagas uma vez, quando o filho entra na instituição. Nos anos letivos seguintes, devem ser cobradas apenas as mensalidades, mas o valor anual pode ser dividido em 13 ou mais parcelas. Outros direitos - As instituições de ensino também só podem rever os valores das mensalidades uma vez por ano. O aluno em débito com a escola não poderá ser desligado antes do final do ano letivo e ainda que o aluno esteja com as mensalidades atrasadas, não poderá ser humilhado e nem ameaçado. A utilização de ameaça, coação, constrangimento físico ou moral na cobrança de dívidas também são proibidas, constituindo, inclusive, infração penal. Além disso, é proibida a retenção de documentos escolares ou a aplicação de qualquer outra penalidade pedagógica, por motivo de atraso no pagamento das mensalidades. (Com Consumidor Moderno)

A maior operadora de saúde da cidade, a Unimed-Maringá, está na lista das cooperativas de prestação de serviços que ainda não se adequou as novas normas. Diferente da Unimed-BH já adaptou seus processos e colocou à disposição dos clientes, desde o dia 26 de setembro, as informações de seus cooperados e prestadores de serviço no site www.unimedbh.com.br. No caso dos médicos, o cliente pode encontrar dados sobre residência médica e especialização de cada um dos médicos cooperados. Atendendo sugestão de pauta de clientes da Unimed, a reportagem pesquisou o site da cooperativa, e realmente foi possível constatar que ainda não há informações sobre os médicos que fazem parte dos prestadores de serviços, tais como local da formação acadêmica, onde foi feita a residência, onde foi feita a especialização e para saber sua inscrição no Conselho Regional de Medicina é preciso ter tempo e paciência para pesquisar sua o número de sua inscrição . Para complicar ainda mais o cenário desfavorável que parece estar envolvendo a Unimed Maringá, a redação vem acumulando críticas no 0800 do “Alô Saúde” que a cooperativa está divulgando na mídia, pelas perguntas evasivas e desnecessárias que o atendente faz em telefonemas que precisam de respostas objetivas de acordo com o quadro clínico do paciente que originou a ligação telefônica.


People Juliano Dallazen de Carvalho e o cheff Léo

Série “Noites em Maringá” conheceu o Firula Sports Bar O núcleo de Gastronomia e Lazer continua mostrando aos leitores e internautas as boas alternativas de endereços onde o público pode usufruir de momentos agradáveis na noite maringaense. Nessa pesquisa, a reportagem foi conhecer um ambiente que vem “bombando” de frequentadores que querem alternativas que preencham suas expectativas gastronômicas e estrutura física e estrutural para acompanhar, sem preconceito, os grandes momentos esportivos. A reportagem foi conhecer o Firula. Pelas informações obtidas n0 dia 23 de oiutubro, quando o Firula recebeu mais de 100 frequentadores que foram assistir os jogos as partidas do campeonato brasileiro de futebol, transmitidas em diversos monitores de alta definição espalhados no ambiente, a reportagem imaginou que o clima da sexta-feira ((25) não seria muito diferente. Mas foi. Música ao v i vo, mo n i t o r es d e T V c o m programação musical eclética e um atendimento que impressionou pela elegância da equipe de atendimento.

A reportagem foi recebida por um dos sócios do bar, o jovem empresário Juliano Dallazen de Carvalho. De imediato a equipe quis saber o porquê da fama do “chef” Léo, um dos consagrados “restauranter” do Paraná, que acumula tantos admiradores. Após as apresentações, a reportagem descobriu um dos motivos: a porção de mignon, ao molho de mostrada com mel. “”É preciso saborear ajoelhado”, comentou um dos integrantes da reportagem. Ao saber do elogio, o chef Léo não se fez de rogado: “vocês precisam saborear outras 30 variedades do nosso cardápio, um dos mais completos de Maringá”, comentou. Após essa experiência agradável, com certeza a equipe voltará para conferir os outros pratos e de preferência em uma tarde ou noite quando existirem muitas atrações esportivas nos monitores de TV espalhados na casa, que é o “it” do Firula. Uma atração muito especial nas tardes e noites de Maringá.

Conseg celebra de 30 anos com jantar O Conselho Comunitário de Segurança de Maringá (Conseg) celebrou seus 30 anos com um jantar nesse início de mês (7), na sede da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), contando presenças de conselheiros, ex-presidentes da entidade, autoridades municipais e representantes da área de segurança pública, como Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal e Guarda Municipal. O conselho de Maringá foi criado em junho de 1983, sendo a primeira entidade do gênero no Brasil. Sua formação foi uma reação a uma onda de violência que ocorria na cidade na época. “A sociedade inteira se mobilizou para encontrar uma solução. Hoje somos um município com baixos de índices de violência, se comparamos com outras cidades do mesmo porte”, fala o atual presidente da entidade, coronel Antônio Tadeu Rodrigues.

Antonio Galvão e Maria Julia comemoraram em alto estilo 50 anos de casados. Eles comandam o restaurante típico Casa Portuguesa. Foto: Arquivo pessoal

Destaques do mês O leonismo mundial, inclusive do Brasil e do Distrito LD-6 estão empenhados para a comemoração de uma parceria histórica de 69 anos entre o Lions Clubs International e as Nações Unidas (ONU) durante o 36º Dia Anual do Lions com a ONU que se realizará no dia 15 de fevereiro de 2014, na cidade de Nova York. Uma boa oportunidade para refletir sobre as metas comuns das duas organizações. O oftalmologista Kunihiro Nitta, um dos pioneiros dessa especialidade em Maringá, recebeu merecida e justa homenagem da Câmara Municipal da cidade. Nitta e sua e s p o s a Yo k o , e m b o r a a f a s t a d o s d o movimento, são sócios fundadores do Lions Clube de Maringá Cidade Canção. O consagrado escritor Laurentino Gomes deverá homenageado neste dia 27 em Maringá. O escritor Robertson, da ALM, lança seu livro de poemas no dia 21 deste mês e o pioneiro maringaense Waldemar Alegretti também marca sua estreia na literatura lançando se livro “Gostaria de Ver” no dia 29 próximo no Auditório Hélio Moreira em Maringá. Hilton Cardoso, primogênito do editor Joel Cardoso e sua esposa Alessandra (eles casaram recentemente) estão eufóricos com a confirmação de gravidez de Alessandra. Não são i somente eles não. Imaginem a felicidade de Cardoso e todos os demais integrantes das famílias dos recém-casados.

Centro de estética e salão escola

Desde o primeiro presidente, Hudson Bonomo, o Conseg pauta seu trabalho no apoio às estruturas de segurança e defesa social da cidade, com recursos da comunidade. O coronel Rodrigues conta que uma das primeiras ações foi a doação de viaturas para as polícias Civil e Militar. O Conseg realizou vários trabalhos desde então. Ficou inativo por um período e retornou as atividades em 2002, com apoio e usando um espaço no prédio da ACIM. Hoje, o conselho é mantido por entidades e empresas, e vem financiando projetos e promovendo ações em várias áreas da segurança pública.

Av. Brasil, 5197 - Maringá-Pr Novembro / 2013 07


editor@onlinejornalismo.com.br

Honda Civic supera Corolla

Justiça manda devolver dinheiro de taxa a quem comprou veículo Terão direito consumidores que fecharam negócio após 30 de abril de 2008 História - Era relativamente comum, ao obter financiamento, que as empresas cobrarem dos clientes a TAC e a TEC. Muitos consumidores começaram a entender que essas cobranças eram abusivas, já que as instituições já são remuneradas com os juros do financiamento.

No acumulado do ano, o Civic, com 280.899 unidades vendidas, abriu boa vantagem sobre as 257.184 unidades do Corolla. Nas vendas de outubro, o Chevrolet Cruze (16.087) veio em terceiro lugar, seguido pelo Ford Focus (15.108). Importante destacar que tanto o Civic quanto o Corolla viram suas vendas aumentarem em dois dígitos este ano, enquanto Cruze e Focus sofreram uma queda acentuada no mesmo período.

Em razão disso, surgiu uma enxurrada de ações na Justiça questionando a legalidade das taxas. Quando os recursos chegaram ao STJ, a relatora da matéria, ministra Isabel Gallotti, incluiu o julgamento no procedimento de recursos repetitivos. Depois, o STJ decidiu que as taxas são ilegais e não há respaldo para a cobrança da TEC e da TAC.

Na sequência, Hyundai Elantra (14.876) ocupou o quinto lugar e o Volkswagen Jetta veio em sexto (11.710). Com vendas mais modestas, Nissan Sentra (8.399), Mazda3 (7.647), Dodge Dart (5.617) e Subaru Impreza/WRX (4.923) completam o Top 10 dos sedãs compactos. Fonte: Motortrend

*Da Redação Quem comprou um carro, uma moto ou até mesmo um barco depois de 30 de abril de 2008 poderá recuperar o dinheiro que pagou pela Taxa de Abertura de Crédito (TAC) ou pela Taxa de Emissão do Carnê (TEC). Isso porque o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu e aprovou que as taxas são ilegais a partir da data. Se a aquisição foi feita antes dessa data, não é possível recuperar o que foi pago, já que existia uma resolução que validava a compactuação das tarifas. A decisão já é válida para todos os 285 mil processos que discutem a matéria no país. O valor estimado das ações sobre a legalidade da cobrança envolvem um valor de aproximadamente R$ 533 milhões. “É um pagamento indevido, e o consumidor pode propor uma ação de reparação de danos. Para isso é preciso entrar com uma ação judicial”, explica o advogado especialista em Direito do Consumidor Luiz Gustavo Tardin. Como fazer - Segundo ele, para saber se pode ter acesso ao ressarcimento, o consumidor deve ter em mãos os documentos que assinou n a c o m p ra d o p r o d u t o. “ Q u e m f e z financiamento deve observar que no cadastro de solicitação de aprovação do crédito era costume incluir o valor da TAC e também da TEC. Eles incluíam a taxa, muitas vezes, no saldo devedor. É preciso olhar também o contrato de compra. A questão é que essas taxas são caras, variam de R$ 500 a R$ 3 mil. Já tive um caso de um consumidor que comprou um automóvel de R$ 18 mil e pagou R$ 800 de TEC”, conta o advogado.

Não foi apenas no Brasil que as vendas do Honda Civic foram destaque em outubro. Nos Estados Unidos, o sedã japonês vendeu 27.328 unidades, superando o rival Corolla (23.637), que havia sido o mais vendido no mês anterior no segmento compacto.

Uma decisão que pode ser vista como negativa é a validação da Tarifa de Cadastro (TC), mas s ó p o d e s e r c o b ra d a n o i n í c i o d o relacionamento entre instituição e cliente. Alguns pontos, no entanto, não ficaram claros. Por exemplo, se há uma conta num banco e o consumidor financia um carro em uma concessionária por este mesmo banco, se a tarifa deve ou não ser cobrada. Um ponto negativo da decisão é a cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras e de Crédito (IOF) sobre o principal no cálculo dos juros. As tarifas TAC - A Taxa de Abertura de Crédito era cobrada quando o consumidor fazia um financiamento. Os casos mais comuns de cobrança desta tarifa é na compra de carros, motos ou embarcações. TEC - A Tarifa de Emissão de Carnê era cobrada nos financiamentos por conta da emissão dos boletos. TC - A tarifa cadastral foi legitimada, no entanto só pode ser cobrada uma única vez do consumidor, no ato de abrir a conta. Fonte: A Gazeta

Av. Cerro Azul, 1686 - Fone: 44 3227-6373 - Maringá - PR.

GREMASCHI Posto Horto Florestal Av.Dr. Luiz Teixeira Mendes, 2073 Fone: 44 3029-5800 - Maringá - PR.


Paraná

Amusep fica fora do programa Cidade Digital

Foto: Reprodução / Flickr

Apesar dos esforços e ações de associações de municípios, como a Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), da lista de 262, apenas cinco cidades do Paraná foram contempladas com o programa Cidades Digitais. O projeto prevê a instalação de infraestrutura de conexão de rede entre órgãos públicos municipais e a instalação de aplicativos de governo para gerir os setores financeiro, tributário, da saúde e da educação. Além disso, vai oferecer pontos públicos e gratuitos de acesso à internet em espaços públicos de grande circulação, como praças, parques e rodoviárias. A preocupação do governo em garantir a inviolabilidade das correspondências eletrônicas será levada ao Programa Cidades Digitais. Ontem (14), o governo divulgou a lista dos municípios selecionados para fazer parte do programa. A previsão é que 6,2 milhões de habitantes sejam beneficiados. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, haverá um esquema especial de segurança no programa. “Ele terá criptografia, e, como os e-mails internos do governo vão trafegar em uma rede só nossa, isso será uma segurança adicional”, disse, após anunciar municípios selecionados pelo Cidades Digitais.

Ágide Meneguette, presidente da FAEP

Premiação

Agrinho 2013 reúne mais 1000 pessoas em Curitiba Consolidando a tradição em incentivar a educação no Paraná, mais de 1.000 pessoas, entre estudantes, pais, professores, dirigentes de sindicatos rurais e autoridades vindas de todas as regiões do Estado, participaram no último dia 28 da premiação do Programa Agrinho 2013, o maior evento voltado à educação e à agricultura do Brasil, realizado pelo SENAR-PR. Com 18 anos de existência, o Agrinho mobilizou nesta edição mais de 1,5 milhão de alunos e 80 mil professores em 8 mil escolas do Paraná, da rede pública e privada. Dividido em cinco categorias, o programa premia alunos da educação infantil até o 9º ano, escolas e municípios que se destacam na área da educação, além dos projetos pedagógicos desenvolvidos por professores, cujos primeiros lugares recebem como prêmio um carro zero quilômetros. "Este é o grande programa social do SENAR-PR. Um programa que se destina a criar uma geração de cidadãos conscientes, críticos e atuantes", explica o presidente do Sistema FAEP, Ágide Meneguette. Além de premiar as

iniciativas que contribuem para uma educação mais humana e sustentável, o Programa Agrinho fornece aos professores e alunos de todo o Estado material didático para que os docentes possam trabalhar em sala de aula temas transversais aos conteúdos tradicionais, como ética, cidadania, saúde, meio ambiente, orientação sexual, pluralidade cultural, trabalho, consumo e também temas de relevância local. Presente no evento, o governador Beto Richa, destacou a importância do programa para a promoção da educação no Estado. «Tenho procurado prestigiar anualmente este evento. Vejo aqui a solidez do programa Agrinho, que vem crescendo a cada ano, entusiasmando e encorajando nossos alunos e nossos professores de todas as regiões do Paraná", afirmou. Além do governador, participaram da cerimônia de premiação do Programa Agrinho 2013 o vice-governador Flávio Arns, o senador Sérgio Souza, o diretor da Itaipu Binacional, Jorge Samek, deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores, presidentes de sindicatos rurais e outras autoridades.

O programa deverá ajudar as administrações municipais a melhorarem as gestões. “Vai conectar todas as unidades, órgãos, escolas, postos de saúde a uma rede de fibra ótica. A conexão ajuda não só a administração da cidade, mas possibilitará que o cidadão tenha informação, governo eletrônico e atendimento à Lei de Acesso à Informação”, disse o ministro.

Prefeito de Guaíra impressiona ANTT e holandeses em workshop O prefeito Fabian Vendruscolo, de Guaíra-PR foi um dos palestrantes durante uma reunião entre investidores holandeses e o governo federal na sede da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). O workshop “Brasil-Holanda Sobre Corredores Logísticos” teve em sua programação a apresentação da proposta de construção em Guaíra de uma Plataforma Logística Intermodal, que integraria os ramais ferroviário, rodoviário, hidroviário e aeroviário num grande complexo na cidade de Guaíra, numa área da Vila Eletrosul. O projeto, desenhado no primeiro mandato do prefeito, entre 2005 e 2008, tem sido defendido pelo governo do Paraná e conta com o apoio do Pacto Oeste, formado por 11 municípios da região. O governo federal tem se mostrado interessado em realizar o projeto, tido como sofisticado. O diretor da ANTT, Carlos Nascimento, ficou empolgado com o que viu. O prefeito se mostrou entusiasmado com a boa recepção. (Com informações do jornal Umuarama Ilustrado)

Novembro / 2013 09


Política

Política & Politicagem *Por Gorby Junk, de Curitiba

Verri condenado por improbidade O deputado estadual Ênio Verri (PT) foi condenado, em 1ª instância, por ato de improbidade administrativa pelo juiz Alberto Marques dos Santos, da 4ª Vara Cível de Maringá. A ação pública, proposta pela Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, em 2002, acusa Verri de acumular salários na Prefeitura de Maringá com os vencimentos de professor da Universidade Estadual de Maringá. Além do petista foram condenados outros 11 secretários e assessores da gestão do exprefeito Zé Cláudio. E ainda dois ex-reitores da UEM. Outros 6 acusados foram absolvidos por terem devolvidos os valores recebidos irregularmente.

Pupin vence no 1º turno, no segundo turno e no STJ Apenas o ministro Henrique Neves da Silva se posicionou contra a candidatura. A opinião pública já não aguentava mais tantas tantos adiamentos do julgamento (três desde abril). Como se recorda, Dias Toffoli pediu vista para analisar melhor a questão. Na época, o relator do caso, o ministro Marco Aurélio Mello desproveu o agravo regimental, mantendo sua decisão monocrática que havia permitido a candidatura do atual chefe do Executivo.

Após tantos adiamentos, todos foram pegos de surpresa, pois não esperava a decisão na pauta de julgamentos do dia 17 de outubro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas a decisão aconteceu e referendou o registro de candidatura do prefeito de Maringá, Carlos Roberto Pupin (PP), mantendo-o no cargo assumido no início do ano. Como se recorda, sua candidatura vinha sendo mantida sub judice, devido ao recurso apresentado pela coligação Maringá de Toda Nossa Gente, encabeçada pelo PT. A maioria do colegiado seguiu a decisão monocrática do relator do processo, ministro Marco Aurélio Mello, desprovendo o agravo regimental. Acompanharam o relator os ministros Laurita Vaz, João Otávio de Noronha, Luciana Lóssio, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes, que substituiu Dias Toffoli.

Novembro / 2013 10

Em junho, Toffoli pediu afastamento do processo por conta de foro íntimo. Segundo a assessoria de imprensa do TSE, o ministro entendeu, como ex-advogado do Partido dos Trabalhadores (PT), que não poderia participar com imparcialidade de um julgamento que poderia dar uma nova prefeitura ao PT. Toffoli foi substituído pelo ministro Gilmar Mendes, que acompanhou o relator. Logo em seguida, a ministra Laurita Vaz fez um questionamento sobre o período em que Pupin assumiu o posto de Silvio Barros, pedindo vista para estudar o processo. Em setembro, o julgamento foi retomado e Laurita se mostrou favorável à candidatura de Pupin. Depois, foi a vez de João Otávio Noronha pedir vista. Aquela havia sido sua primeira sessão como ministro do TSE, substituindo Castro Meira, que se aposentou.

Evidente que tudo ainda não passa de especulação, mas a movimentação nos bastidores do Centro Cívico o tema preferido é a política paranaense. Embora nem todos os nomes possuam cacife para enfrentar a disputa eleitoral para o governo do Estado, pelo menos colocam seus nomes em evidência para eventuais composições na hora decisiva. Até mesmo o nome do ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros, que migrou do PP para o PHS, entrou na lista das especulações para a disputa pelo Palácio Iguaçu em 2014.Um assessor direto do governador Richa, que pretende a reeleição, disse que tudo não passa de informações sem respaldo das bases políticas. Ta m b é m n o s b a s t i d o r e s d a Assembleia legislativa houve muito movimento em razão de uma eventual chapa unindo Roberto: Requião, governador; Orlando Pessuti, vice; e Sérgio Souza, senador. Pulverização dos partidos e candidatos está se formando, com os nomes de Gleisi Hoffmann (PT): deverá atrair PDT e PCdoB na composição. Depois vem Roberto Requião (PMDB): deverá apresentar chapa pura com vice e senador do partido. Na sequência, estaria Eduardo Sciarra (PSD): deverá encabeçar candidatura própria. Tem ainda Rosane Ferreira (PV): chapa puro-sangue e Silvio Barros II (PHS): que poderá atrair PROS e PP. Mas muitas águas vão passar embaixo da ponte. Na recente visita que Beto Richa fez a Maringá para distribuir verbas e ambulâncias, evitou falar sobre as eleições. Talvez por modéstia, pois se as eleições fossem hoje, ele teria muitos pontos de vantagens de seus adversários políticos.


Casa Show

Lar Center Mandacaru - 2ยบ piso

casashowid.com.br

/casashowid


www.glup.com.br twitter.com/jornalistajc facebook.com/revistaconexao facebook.com/glup.acesse.ja

Revistanovembro13  

Revista Conexão Paraná - Novembro 2013