Issuu on Google+

R

E

V

IS

T A

TO N E M E PL U S

PP AA RR AA NN ÁÁ

Ano XV - nº 115 - Abril - 2014

Suplemento da Revista Conexão Paraná. Distribuição gratuita em aeroportos e estabelecimentos conveniados.

acesse o portal: www.jornalaeroporto.com.br

Planos de saúde - Como saber se seu médico é qualificado Pg 08

Aéreas

Passageiros terão 24h para desistir de viajar


Maringá

02

Editorial

A eficácia da fiscalização no Aeroporto de Maringá A perspicácia de funcionários do Aeroporto Regional Silvio Name Junior e de companhias aéreas foi fundamental para evitar que mais um contrabando fosse feito utilizando o sistema aéreo como via de acesso. Esses funcionários desconfiaram da atitude suspeita de um passageiro neste final de semana durante o check-in e o equipamento de raio-x interno detectou que na bagagem haviam armas e drogas. O contrabandista achou que por ser um aeroporto de interior, poderia encontrar mais facilidades para concretizar o ato criminoso, mas após a abertura de sua bagagem, em uma das malas foi constatada a presença de pistola, fuzil, escopetas calibre 12, mira telescópica, munição de vários calibres e uma barra de cocaína e outra de maconha, que seriam levadas pelo passageiro para o Rio de Janeiro. A Polícia Federal foi acionada, confirmou a presença do equipamento bélico e das drogas, e identificou o proprietário, que foi encaminhado para a sede da PF. Segundo o superintendente do Aeroporto, Fernando Camargo, toda a operação faz parte de uma rotina normal de trabalho, dando toda atenção para a segurança, com o apoio da Polícia Federal . E vi dente que a peça fundamental de toda a fiscalização foi a equipe de trabalho que atua no Aeroporto. Segundo as autoridades, os contrabandistas acham que, buscando aeroportos longe das fronteiras para seus atos ilícitos, a possibilidade de dar certo o descaminho é maior. “Mas se enganam, pois em terminais aéreos que ficam fora da jurisdição da Infraero, a fiscalização é tão eficiente quanto os demais aeroportos”, comentou uma fonte especializada em segurança em aeroportos.

Milhagens

Como funcionam esses programas

Os programas de milhagens são serviços comuns oferecidos por companhias aéreas para recompensar seus clientes por sua fidelidade. Geralmente, os clientes da empresa aérea ganham pontos correspondentes à distância percorrida em seus voos. Ao atingir uma determinada quantidade, o cliente pode adquirir passagens aéreas, facilidades ou outros produtos e serviços com seus pontos. Além das próprias empresas aéreas, diversas operadoras de cartão de crédito também têm seus programas de fidelidade, que funcionam de forma semelhante. Quanto mais você usa o cartão, mais ponto acumula. Uma quantidade 'x' de pontos lhe dá direito de trocar por produtos ou serviços. Mas quais as regras para esse tipo de troca? Separamos algumas recomendações que respondem às dúvidas mais comuns para orientar os consumidores. É importante lembrar que o acúmulo de milhas, ou pontos que viram milhas, para viagens ou produtos e serviços, são artifícios promocionais das empresas, portanto, as condições de participação podem variar em cada companhia.

Publicação da Editora Online Jornalismo Suplemento da Revista Conexão Paraná

Jornalista Responsável Joel Cardoso FENAJ 66023 Redação e Escritório Rua Martin Afonso, 1587 Zona 2 - Maringá - Paraná Fone: (44) 3026-8585 jornalaeroporto@onlinejornalismo.com.br www.jornalaeroporto.com.br

Para o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), o consumidor deve consultar a situação de seu programa de milhagem ou de pontos acumulados no cartão de crédito para poder resgatar o prêmio antes do cancelamento. As regras dos programas de milhagem e de pontos mudam de acordo com cada empresa, por isso é importante ler as regras e cláusulas dos contratos assinados.

DÚVIDAS - Depende do programa. De um modo geral, há a proibição da transferência de milhas, mas, algumas empresas aéreas, já vêm permitindo a transferência e o compartilhamento entre os usuários, cobrando uma taxa por ponto ou milha transferida.

No caso do compartilhamento, mediante uma taxa – além de uma tarifa adicional, em alguns casos, por pessoa incluída na rede de compartilhamento –, o usuário pode liberar o uso dos pontos com um limitado número de pessoas. Consulte as empresas para saber suas regras específicas. DICAS - Filie-se aos programas das empresas que operam nos trechos para os quais você gostaria de viajar. Agrupe seus pontos em uma única companhia aérea. Programe-se para fazer viagens mais longas com as milhas. Às vezes, uma passagem Maringá-Curitiba demanda o mesmo número de pontos que uma para Belém do Pará. Antes da viagem, também é muito importante que o consumidor leia o contrato atentamente e se informe sobre todas as condições do período em que pretende utilizar as suas milhas. Se quer viajar em um feriado ou nas férias escolares, por exemplo, emita sua passagem com bastante antecedência. Fique atento às promoções. É possível c o n s e g u i r p a s s a g e n s p a ra d e s t i n o s interessantes usando poucas milhas. O Idec também orienta que o consumidor verifique sempre o seu extrato de pontos para saber a data em que eles vão expirar, assim como se as milhas foram creditadas ou descontadas corretamente.


Aviação

03

Aviação civil

Aéreas- Passageiros terão 24h para desistir de viajar A ANAC- (Agência Nacional de Aviação Civil) planeja regra que obrigue as empresas aéreas a devolver o valor da passagem para quem desista da compra em até 24 horas. Trata-se do "direito ao arrependimento", previsto no Código de Defesa do Consumidor e já usado, por exemplo, no comércio eletrônico. Sobre o assunto, o advogado Dr. Vinícius Zwarg, especialista em direito do consumidor, esclarece os principais pormenores da ação. Quais as consequências para as empresas aéreas em relação ao não cumprimento? Haverá multa? A Resolução ainda não está vigente. Portanto, ainda não existe sanção a ser aplicada. Via de regra, em caso de descumprimento de qualquer resolução da ANAC – ou de qualquer outra Agência Regulatória -, uma sanção administrativa é aplicada, podendo a multa ser uma delas.

produto no mercado de consumo). O ideal é que cada seja analisado de modo individual à luz de nosso ordenamento jurídico. De quem é a responsabilidade para aplicação das penas? Governo Federal? PROCON? ANAC? Em se tratando de ANAC e PROCON(S), em princípio, todos podem aplicar penas, pois a legitimidade é concorrente e disjuntiva. No entanto, a doutrina tem entendido que algumas sanções administrativas (as mais severas) devem ser aplicadas somente por quem regula a atividade. Exemplo: a suspensão temporária da atividade de um fornecedor. (Fonte: Uol - Consumidor Moderno)

Como será a relação com as operadoras de turismo? Em caso de mudança das regras, terão ao menos - em princípio , que cumpri-las, pois parte da composição do seu serviço é o bilhete aéreo e tudo que o cerca. De quem será a responsabilidade legal? À luz do Código de Proteção e Defesa do Consumidor, a responsabilidade é solidária, isto é, tendo mais de um autor a ofensa, todos responderão solidariamente pela reparação de danos previstos nas normas de consumo. Todavia, a responsabilidade no CDC não é absoluta, pois o Código prevê algumas excludentes de responsabilidade (culpa exclusiva da vítima ou de terceiro, que o defeito inexiste ou não colocou o

editor@onlinejornalismo.com.br

O alto custo em fazer seguro de uma moto Fazer uma apólice de seguro pode custar até 35% do valor de uma moto 0km. É o que mostra uma simulação feita com corretores especializados. Na comparação com os carros, a despesa fica ainda mais pesada. Dois proprietários com perfil igual pagariam praticamente o mesmo — cerca de R$ 1.600 — para proteger bens com preços discrepantes: uma Honda Pop 100, avaliada em R$ 4.652, e um Celta 1.0, de R$ 24.598. Na relação custo-benefício, o seguro para a moto fica até cinco vezes mais caro — pagando a mesma cobertura, o dono do Celta receberá um valor 5,29 vezes maior do que o da Honda Pop, em caso de roubo. Essa situação tem provocado, no mínimo, duas reações: vendas de motos despencam ou o condutor anda sem seguro. — A maior parte das seguradoras nem aceitam modelos de baixa cilindrada. E quando aceita, o preço é absurdo — reclama o presidente da Associação dos Motociclistas do Rio (Amo-RJ), Aloísio Braz. Pelas estimativas do mercado, das cerca de 120 mil motos vendidas por mês, apenas cinco mil têm proteção. Entre os motivos para preços tão assustadores estão os altos

índices de acidentes e de roubos de motos de baixa cilindrada. — Existem casos em que o seguro chega a ser 40% do valor da moto. Mas tudo depende muito do perfil. Existem casos como uma moto de R$ 90 mil com seguro igual ao cobrado de um modelo popular — conta o superintendente do Grupo Assurê, de corretagem de seguros, Renato Garrido. Modelos de baixa cilindrada da Honda são os campeões de vendas de motos no país, mas também são considerados os com maior risco de roubo pelo mercado. Entre as mais “indesejadas” pelas seguradoras estão a CG 150, CG 125 e Biz, justamente as mais vendidas atualmente, de acordo com a Federação Nacional das Distribuidoras de Veículos Automotores (Fenabrave). Segundo corretores ouvidos, são poucas as seguradoras que aceitam esses modelos. Em uma rápida simulação, apenas a Porto Seguro e a Mapfre fizeram uma cotação. Sérgio Barros, diretor de Automóvel do Grupo Banco do Brasil e Mapfre, afirma que o problema não é apenas o risco, mas as especificidades do mercado de motos:

— A maior parte dessas motos é comprada em prestações, por pessoas que não podem gastar muito. Para atuar nesse mercado, é preciso ter como oferecer produtos voltados para essa realidade. Morador em Curitiba, Fabricio Chagas Teixeira, de 36 anos, tem moto há dez anos, mas nunca fez seguro. — O suto é muito grande quando se pede o orçamento, é muito caro — conta.

Av. Cerro Azul, 1686 - Fone: 44 3227-6373 - Maringá - PR.

GREMASCHI Posto Horto Florestal Av.Dr. Luiz Teixeira Mendes, 2073 Fone: 44 3029-5800 - Maringá - PR.


People

04

Destaques LIONS

Algumas das presenças ilustres presentes.

O dia 31 de março de Verdelírio Barbosa e Jornal do Povo O jornalista Verdelírio Barbosa manteve a tradição em reunir lideranças políticas, empresariais, setores da imprensa, colaboradores e amigos em geral, para a dupla comemoração do dia 31 de março: seu aniversário e os 23 anos da empresa jornalística que dirige- o Jornal do Povo. “Por ser uma plena segunda-feira, não podia imaginar que tantos amigos iam atender meu convite de almoçar comigo, meus filhos e colaboradores”, comentou.

Em seu discurso, tendo ao seu redor os filhos e sua musa Marly, Verdelírio manteve o bom humor, citando um amigo comum que “não tinha o rabo preso com ninguém”. Mas, na sequência surpreendeu afirmando que “ eu tenho o rabo preso, mas com todos vocês, meus amigos, que estão compartilhando essa felicidade”. De fato, pelo menos umas 300 pessoas marcaram presença no almoço deste dia 31 de março. O Click do Glup! tem uma relação de fotos que pode ser acessada no site glup.com.br.

ste é o mês que o Lions Clube de Maringá Cidade Canção comemora sua fundação. Um jantar festivo está programado e estão previstas várias homenagens aos ex-presidentes, fundadores e autoridades convidadas. Será um mês de várias inovações no Distrito LD 6 de Lions Internacional, inclusive com uma central de informações cibernéticas com espaços personalizados na internet para cada clube que integra o Distrito. Talento É de Marialva um dos mais promissores produtores musicais da nova geração. Responsável pelos mais recentes trabalhos de artistas como Henrique & Juliano e João Neto & Frederico, o marialvense Eduardo Pepato também atuou em produções de artistas como Gusttavo Lima (single “Fui Fiel”), Milton Nunes (DVD), Breno & Caio Cesar, Rodrigo Andrade, Grupo Rhaas, Nicolas & Rafael, Paulo & Junior, Maiara & Maraísa, Marcos & Fernando (single), Luiz Henrique & Montenegro (single), Douglas & Murilo (single), Dáblio & Philipe, Leo & Junior, Hugo & Tiago e Marcus Fernandes. Cultura Pela significativa liderança que exercem em suas atividades, dois grandes talentos da cultura maringaense estão sendo sondados para expandir suas ideias através de uma instituição internacional. Trata-se do poeta e escritor Jaime Vieira e do teatrólogo e músico maringaense Tisley Barbosa. NÍVER Jonathan Cardoso, caçula do editor Joel Cardoso, estréia idade nova neste dia 16 de abril.

Alguns dos convidados presentes


Especial

Fotos: Ivan Amorim / ACIM

A solenidade de entrega do Prêmio Acim-Mulher para a

Arquiteta Anália Nasser No dia 14 de março, a arquiteta Anália Nasser recebeu das mãos de Tereza Furquim (ACIM Mulher de 2013) o Prêmio ACIM Mulher 2014. Foi uma das mais prestigiadas e elegantes solenidades realizadas no salão de festas do Clube Hípico de Maringá. A homenageada é presidente do Conselho de Administração do Hospital e Maternidade Maringá, sóciaadministrativa da Alka Empreendimentos Imobiliários e administradora do Centro de Cirurgia da Obesidade.

Em seu pronunciamento, a homenageada reafirmou que recebeu a notícia com surpresa. Ela acredita que foi escolhida por ser persistente. "As pessoas que acompanham meu trabalho puderam notar minha conduta e meus princípios. Acredito que para tudo o que for feito, não importa em que área, é necessário buscar ajuda de quem sabe mais e buscar conhecimento para desenvolver métodos. Não existe o que as pessoas não possam fazer bem, basta que elas queiram", diz.

Antecedendo a entrega do prêmio, a organização da solenidade mostrou em diversos telões, várias homenagens gravadas de autoridades, amigos (as) e a trajetória de vida profissional da Anália Nasser. A gravação foi feita com todos os deputados eleitos por Maringá e ainda da senadora Gleisi Hoffmann. Anália, foi a 11a homenageada por este troféu.

Anália da Rosa Nasser é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pósgraduada em Administração Hospitalar e Serviços de Saúde e tem MBA em Gestão Empresarial e em Marketing. Ela iniciou a atividade profissional como arquiteta em 1985 e sempre participou de eventos e encontros da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Maringá (Aeam). Depois de fechar o escritório de arquitetura, passou a se dedicar ao gerenciamento dos negócios junto com o marido.

Casada com o médico Daoud Nasser e mãe de Aline e Kássila, Anália nasceu em Cruzeiro do Sul. Ela sempre esteve envolvida em questões comunitárias, foi representante da ACIM no Conselho Estadual da Mulher Empresária (2002 e 2008), entre outros. Hoje é presidente do Conselho de Administração do Hospital Maringá, presidente da Associação Leve Vida, uma Oscip que trabalha com adolescentes obesos, e é pecuaristae vicepresidente da Associação Comercial e Industrial de Maringá (ACIM).

Na Sociedade Médica de Maringá foi presidente da Comissão de Ação Social Gestão 2008/2011, organizando palestras, arrecadando fundos para entidades e participando de campanhas de arrecadação e distribuição de donativos para vitimas de enchentes. Na solenidade, também se emocionou com a lembrança de seus país, feita pelo secretário de Estado Ricardo Barros.

05


Mundo Animal

06

Coluna do GUGU, O MASCOTE

Cães também comem frutas Essas frutas contribuem muito para mantes a saúde do pet em dia, mas exigem alguns cuidados especiais na hora da escolha e na forma se servir

Texto: Wagner Ribeiro / Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O seu pet é alucinado por frutas? Para alguns donos de cães essa pergunta pode parecer absurda, mas existem muitos cachorros que as adoram e fazem qualquer coisa para serem presenteados com essas delícias naturais. Você já se perguntou que tipo de fruta pode dar ao seu pet? Qual a quantidade e o horário adequados? E as sementes? Podemos deixar que as comam?

As 09 das frutas mais indicadas aos pets. Maçã Ela tem fibras e pectina, que ajudam a regular a glicemia dos animais. Além disso, contém quercetina, um anti inflamatório natural, e outros antioxidantes potentes contra o estresse oxidativo e o câncer. Benefícios: Rica em probióticos, favorece a função intestinal, contribui para manter a imunidade alta e regula a glicemia dos pets. Como servir: Com casca e em cubinhos. Retire as sementes, pois elas liberam ácido cianídrico, que é tóxico aos cães. Banana Essa fruta é rica em potássio e fibras, além de ser uma ótima fonte de energia. Como a banana apresenta uma boa quantidade de fruto oligossacarídeos, conhecidos como FOS, fibras prebióticas que auxiliam a função intestinal e o sistema imunológico. Benefícios: Auxilia o sistema imunológico e a função intestinal, contribuindo para manter o organismo do animal saudável de modo geral. Como servir: Sempre sem casca e em pequena quantidade. Pera Fonte de potássio, sais minerais e vitaminas A, B1, B2, C e niacina. A pera possui grande quantidade de fibras, que protegem o

intestino de doenças inflamatórias. Quanto às sementes,a recomendação é a mesma citada no caso da maçã: devem ser retiradas sempre, pois liberam ácido cianídrico, tóxico para os cães.

protegem os cães contra o câncer e é uma forte aliada contra o envelhecimento precoce. Como servir: Em pequena quantidade com ou sem casca.

Benefícios: Protege o intestino, auxilia a saúde dos tecidos conjuntivos e ajuda a manter a imunidade do bicho alta. Como servir: Com casca e em quantidade moderada.

Caqui Embora seja uma fruta um pouco doce demais, possui substâncias que ajudam a baixaro triglicéride, além de manganês, potássio, e na casca há agentes antitumorais.

Kiwi Essa é uma fruta verdadeiramente poderosa. Ela possui duas vezes mais vitamina C que a laranja. Além de saborosa, também é rica em fibras, magnésio e diversos tipos deantioxidantes, capazes de proteger o seu pet contra o câncer. Benefícios: Auxilia o fortalecimento dos ossos e tecidos conjuntivos e ajuda o sistema imunológico a se manter forte. Como servir: Em pequenas quantidades e sem casca. Manga Contém sais minerais, fibras, vitaminas A, B e C. Outro ponto a favor da manga são os carotenoides, que fortalecem o sistema imunológico, diminuem o risco de doenças degenerativas e têm alta ação antioxidante. Benefícios: Diminui o risco de doenças degenerativas, previne o envelhecimento precoce e ajuda a manter os tecidos conjuntivos do bicho saudáveis. Como servir: Sem a casca e sem o caroço. Laranja Se o cão não tem gastrite, a laranja é uma ótima fruta para ser consumida. Possui vitaminas, principalmente a C, antioxidantes, substâncias antiinflamatórias, antialérgicas, antihipertensivas e mais de 100 elementos anticâncer. Além disso, também é rica em fibras. Benefícios: Previne o envelhecimento precoce do bicho de estimação, é antiinflamatória e antialérgica, além de ser uma forte aliada na prevenção de câncer. Como servir: A laranja deve ser servida sem casca ou semente, mas com pele e bagaço. Goiaba Tanto a branca como a vermelha são ricas em licopeno, que protege os cães contra o câncer, além de reduzir o risco de o animal sofrer com hipertensão arterial. Benefícios: Possui substâncias que

Benefícios: Previne tumores, ajuda a baixar o triglicéride, fortalece o sistema imunológico e diminui o risco de doenças degenerativas. Como servir: Pode ser servido com casca e em pouca quantidade. Morango A orientação é, sempre que possível, oferecer aos pets morangos orgânicos. Eles possuem propriedades que melhoram a função cerebral, vitamina C, ácido elágico, cuja ação antioxidante é muito bem vinda, e ácido gálico, que diminui o risco de câncer. Benefícios: Diminui os riscos de câncer, é um forte aliado contra o envelhecimento precoce e melhora a função cerebral. Como servir: Com pele e em quantidade moderada.

Viaje tranquilo assistência veterinária e hotelaria

44 9941-8656 - 44 3222-3405


Saúde & beleza

07

Marca de alisante para cabelo é proibida pela Anvisa Uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada no Diário Oficial da União suspendeu, em todo o território nacional, a fabricação, a distribuição, o comércio, a divulgação e o uso do produto Zene Progress Defrizagem Temporária, usado para alisamento temporário de cabelos. O alisante é fabricado pela empresa Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A. De acordo com o texto, um laudo de análise fiscal emitido pela Fundação Ezequiel Dias referente ao lote LC11D0087, apresentou resultado insatisfatório no ensaio de PH. Ainda segundo a Anvisa, o produto não possui registro. A agência determinou que a empresa promova o recolhimento do estoque existente em mercado de todos os lotes do produto. A resolução entra em vigor na data da publicação.

Celulite

Clínica estética terá que pagar por danos morais

A 5ª Câmara de Direito Civil do TJ-SC deu parcial provimento ao recurso de uma moça para conceder-lhe R$ 20 mil por danos morais, valor a ser quitado por clínica estética de Florianópolis, devidamente corrigido e acrescido de juros moratórios, após fracasso em um tratamento de beleza. Por outro lado, a câmara não entendeu devida indenização por danos estéticos. Após 14 sessões de um tratamento para celulite, a autora sentiu dores nos locais de aplicação do produto e febre. Atestada inflamação por três médicos, a demandante teve de usar antibióticos e repousar, o que a fez perder dias de trabalho. A clínica, apesar de garantir a devolução do dinheiro, não cumpriu com o prometido e esquivou-se durante três anos de receber a citação. Em apelação, a autora reclamou do indeferimento de prova pericial na primeira instância e do entendimento de que não houve danos. O desembargador Jairo Fernandes Gonçalves, relator do recurso,

argumentou que, para configuração do dano estético, é necessária a comprovação de que as lesões têm caráter irreversível, o que não se verificou no caso. As deformidades físicas alegadas poderiam ter sido comprovadas através de fotos, sem necessidade de perícia. No entanto, o magistrado entendeu convincentes as razões que tornaram o abalo moral indenizável: o tratamento de beleza frustrado, associado a grave infecção e utilização de antibióticos, o afastamento do trabalho, assim como a recusa da ré em ser citada durante três anos, fatos incompatíveis com a boa-fé de uma clínica prestadora de serviços.

Técnico da Scharzkopf avalia saúde capilar em Maringá Um espaço de estética e beleza em Maringá estabeleceu parceria com um especialista em saúde capilar. Trata-se de Filipe Zacarias, consultor técnico da mundialmente conhecida SchwarzkopfProfesional, que veio especialmente de São Paulo para ministrar seus conhecimentos. Na avaliação, grátis, que fez durante dois dias em Maringá, Filipe utiliza um sofisticado microvisor- uma espécie de Raio-X – que fornece em tempo real, informações vitais para o melhor tratamento que cada situação capilar exige. O profissional veio a convite de Tâmara Furlaneto, dona do centro de beleza. Quer falar com o Filipe? Ligue para o seu celular: (43) 9910.5336

Centro de estética e salão escola Além do mais, o desembargador lembrou que as possíveis consequências do tratamento deveriam ter sido passadas p o r e s c r i t o p a ra a v í t i m a , e m cumprimento ao dever anexo de informação ao consumidor. “Afinal, uma consulta estética que ′deu errado′", resumiu o relator. A decisão foi unânime (Apelação Cível n. 2010.065538-7).

Av. Brasil, 5197 - Maringá-Pr


Saúde Planos de saúde

Saiba a qualificação de médicos e hospitais credenciados

Bancos- manipular recibo de caixa eletrônico é perigoso Manipular recibos emitidos por caixas eletrônicos, lojas e supermercados faz as pessoas terem contato com um componente químico tóxico que já foi associado a problemas de saúde. É o que conclui um estudo publicado recentemente na revista da Associação Médica Americana (Jama).

Hospital Infantil de Cincinnati, nos Estados Unidos, e sua equipe recrutaram 24 voluntários que forneceram amostras de urina antes e depois de manusear - com e sem luvas - os recibos impressos. O BPA foi detectado em 100% das amostras dos indivíduos que não usaram luvas.

Pesquisadores analisaram a urina de indivíduos que manusearam o papel térmico utilizado nesse tipo de impresso por duas horas seguidas sem uso de luvas. Eles apresentaram um aumento significativo de bisfenol A (BPA) na urina em relação a quem usava luvas.

Mais estudos são necessários Os pesquisadores avisam que um estudo maior é necessário para confirmar os resultados. Mas ressalta que eles são relevantes para pessoas que lidam diariamente com papéis térmicos no trabalho, como caixas de banco e de supermercado.

A exposição ao BPA já foi associada a condições como infertilidade, obesidade, certos tipos de câncer e problemas desenvolvimento cerebral em crianças. A substância, presente no papel térmico, também é encontrada no revestimento interno de enlatados e em embalagens plásticas duras e transparentes - no Brasil, como em outros países, seu uso já foi banido de mamadeiras. Shelley

Ehrlich,

do

Plano de Saúde

Centro

Médico

do

Um estudo mais antigo, publicado na "Nature" em 2010, já havia mostrado que o BPA presente em papéis térmicos é capaz de atravessar a pele. Na ocasião, o pesquisador Daniel Zalko, toxicologista do Instituto Francês para Pesquisa em Agricultura, alertou que o material não é a principal fonte de bisfenol A no ambiente, mas que grávidas deveriam ter mais cuidado ao manipular esses recibos, principalmente as que trabalham como caixas.

Desde a segunda quinzena de março os planos de saúde estão sendo obrigados a informar qualificação de médicos e de hospitais que fazem parte da rede de atendimento. A determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, vale desde sexta-feira. A norma estabelece que a especialização dos profissionais e os certificados de Acreditação das unidades devem ser sinalizados tanto nos livros dos convênios quanto na lista de prestadores de serviço na internet. As informações precisam ser exibidas por meio de ícones de acordo com a padronização estabelecida. As operadoras que não divulgarem as informações corretamente poderão ser multadas. Segundo a ANS, a medida é para, de um lado, dar mais poder de avaliação para os beneficiários dos planos de saúde. Do outro lado, a expectativa é que a norma estimule os médicos e os hospitais a participar de programas de desempenho e qualificação.

Acompanhe online a sua reclamação

Desde om último dia 19 qualquer reclamação contra um plano de saúde em qualquer um dos canais de relacionamento da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) poderá acompanhar o andamento do processo pelo portal da ANS na internet. Segundo a agência, a consulta para acompanhar as reclamações pode ser feita no www.ans.gov.br, no Espaço do Consumidor, dentro da seção Acompanhamento de Solicitações ou mesmo pelo DDG 0800 “Lá estão disponíveis todos os documentos referentes à demanda, como pareceres da Agência e as respostas das operadoras”, informa a ANS em nota. Ainda de acordo com a ANS, as operadoras também terão um espaço próprio. Nesse local elas serão notificadas sobre as demandas e poderão anexar suas respostas. Outra novidade é que a ANS vai ampliar o tratamento de demandas via mediação de conflitos para as reclamações de problemas não assistenciais. Desde 2010, essa possibilidade já existe para as queixas de natureza assistencial. Quer saber o que são as queixas de natureza não assistencial? Um exemplo é a aplicação de reajustes indevidos. A rescisão unilateral de contrato e o não envio de carteira do plano de saúde também são problemas de natureza não assistencial. Nestes casos, ao serem notificadas eletronicamente pela ANS sobre a queixa do beneficiário, as operadoras terão até dez dias úteis para resolver o problema, contados a partir do primeiro dia útil após o recebimento da notificação. Se o problema for resolvido dentro dos prazos e normas estipulados pela ANS, fica tudo bem e a demanda é encerrada. Mas se não houver solução, a ANS começa uma apuração que pode resultar na abertura de um “processo administrativo sancionador” e na aplicação de multa contra a operadora. Na mediação de conflitos para queixas de natureza assistencial existe um alto índice de solução (em prol do consumidor). De acordo com a ANS, o índice chegou a 85,5% no ano passado.

Consumidores

Acessem seus dados no plano de saúde Por lei, as operadoras de planos de saúde são obrigadas a informar para a ANS os dados cadastrais dos consumidores de planos de saúde, tais como: nome completo do consumidor, data de nascimento, nome completo da mãe do consumidor, nº do CPF e nº do Cartão Nacional de Saúde. Deve fornecer também os dados do plano contratado pelo consumidor. Visualize os seus dados cadastrais e os dados do seu plano de saúde que foram informados por sua operadora, informe se há algum dado incorreto e emita um comprovante de dados cadastrais para cada plano de saúde com contrato ativo que você possua. No portal de notícias da Revista Conexão (glup.com.br) o leitor pode acessar esses comprovantes.

08


Estadual

09

CREA está presente na ExpoLondrina O CREA-PR firmou uma parceria com o I ap ar e es t á p ar t i c i p an d o d a ExpoLondrina 2014, com realização entre 03 a 13 de abril no Parque Governador Ney Braga. A Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina. Um grande evento de lazer e negócios que acontece anualmente, recebendo em torno de meio milhão de visitantes a cada edição. O gerente regional do CREA em Londrina, engenheiro eletricista Edgar Tsuzuki, explica que o Iapar tem um estande fixo, construído em alvenaria no Parque de Exposições. “Estamos ocupando uma área no estande do Iapar para realizar a divulgação institucional do CREA e também atender profissionais e sociedade em geral esclarecendo dúvidas”. No estande, de acordo com as necessidades, também estão cadastrados protocolos de atendimento.

Mandaguari

Cocari conquista Troféu Onda Verde A Cocari – Cooperativa Agropecuária e Industrial, de Mandaguari, participou do 21º Prêmio Expressão de Ecologia, a maior premiação ambiental da região Sul do Brasil, com o Projeto Cultivando Cidadania, vencendo na categoria Recuperação de Áreas Degradadas, o que confere à cooperativa o Troféu Onda Verde. O Troféu Onda Verde também teve a cooperativa Copercampos, de Santa Catarina, como vencedora – maior premiação ambiental da região Sul do Brasil. Para concorrer ao prêmio, a Cocari destacou três importantes necessidades que mobilizaram a implantação do Projeto Cultivando Cidadania: * A necessidade de recompor as áreas destinadas à reserva legal e mata ciliar das propriedades dos cooperados;

o trabalho não prejudique suas atividades escolares. Estrutura – Para a realização do trabalho, a Cocari contribuiu ajustando a estrutura física da Apae onde as atividades de produção de mudas são desempenhadas, com o acompanhamento de uma instrutora da Apae, cujas horas dedicadas ao projeto também são ressarcidas pela Cocari. Os jovens especiais trabalham desde a preparação do substrato até a muda ficar em condições de ser plantada. Já o IAP presta a assistência técnica necessária, fornece as sementes e as estruturas de estufa e irrigação e recebe as mudas preparadas pelos alunos para posterior distribuição. O projeto conta também com o apoio da Bayer.

*A latente necessidade de inclusão social, que poderia ser reduzida com a contratação de mão-de-obra especial para produção das mudas nativas.

Premiação – A entrega do Prêmio Expressão de Ecologia ocorrerá durante o Fórum de Gestão Sustentável 2014, que será realizado em julho, na Sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis, com cobertura direta via internet.

Inclusão social – A inclusão social se dá por meio da contratação de alunos da Apae, os quais trabalham com carteira assinada e todos os direitos trabalhistas garantidos, e cumprem horário contraturno, de forma que

A premiação conta com o apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e dos três órgãos ambientais públicos do Sul – SEMA/IAP (PR), Fatma (SC) e Fepam (RS).

* A preservação do meio ambiente;

“Podemos dizer que teremos uma espécie de posto de atendimento do CREA na ExpoLondrina e convidamos os profissionais de Londrina e região para que visitem nosso espaço”, frisa Tsuzuki. O presidente do CREA-PR, engenheiro civil Joel Krüger, já confirmou que visitará o evento. A data prevista é dia 09 de abril CREA na ExpoLondrina De 03 a 13 de abril Local do estande: Recinto Francisco Antonio Sciarra Horário de funcionamento: 10h às 18h todos os dias do evento, inclusive sábados e domingos.


Business

10

ExpoLondrina

Feira começou com força total

Usaçucar começa 1ª.colheita na região de Umuarama- PR Após adquirir a Costa Energia em junho do ano passado, a Usina Santa Terezinha iniciou sua primeira colheita na região de Umuarama. Com a compra de mais uma usina, o grupo Usaçucar conta com 11 unidades no Paraná, sendo cinco delas na região de Umuarama, e uma no Mato Grosso do Sul. A Costa Bioenergia, está se adequando aos padrões da empresa desde a alteração do quadro societário. A nova unidade está sob a direção de Cláudio Meneguetti, junto aos gerentes do setor agrícola, Maurício Miyamoto, industrial, José Paulo Paschoal e do supervisor administrativo, Ágide Eduardo Perin Meneguette. Na adequação, durante o ano de 2013, foram plantados 4.304 hectares, sendo que para os anos seguintes a previsão é que o plantio chegue a 5.700 hectares ao ano. Já a safra que começa na segunda quinzena deste mês deve chegar a 6.500 toneladas por dia. Hoje a usina de Umuarama está preparada para a geração de energia, porém, ainda não exporta. Segundo o diretor da unidade, Claudio Meneguetti a Costa Bioenergia é a 11ª unidade e vem para ajudar a empresa a cumprir sua missão: atuar de forma segura e rentável, com produção de cana-de-

açúcar, açúcar, etanol, energia elétrica e seus derivados, para atendimento dos mercados nacionais e internacionais, com responsabilidade socioambiental e contribuindo para o desenvolvimento sustentável da companhia e da comunidade. O quadro de colaboradores da unidade conta com 1.261 colaboradores. São 612 no setor agrícola, 166 na área industrial, 43 no corpo administrativo e cerca de 440 colaboradores na lavoura, que atuam no plantio, preparo e na colheita da cana-deaçúcar. Para o gerente agrícola - Maurício Miyamoto, a aquisição da Unidade Umuarama representou também a oportunidade de assumir um novo desafio em um cargo de gerência. “Isso demonstra o compromisso da empresa em valorizar os seus colaboradores e só faz aumentar o orgulho de fazer parte dessa equipe”, diz. Com quatro anos no mercado sucroenergético, a Costa Bioenergia entra em sua terceira direção com a Usina Santa Terezinha. Com a chegada da empresa, foram retomados os investimentos e as atividades de crescimento na área agrícola, industrial e no quadro funcional para a próxima safra.

Viação Garcia- A trajetória das famílias Garcia, Luft e Boiko Com a incorporação da Viação Garcia pela Brasil Sul, José Boiko, um excobrador de ônibus e ex-vereador de Campo Mourão, começa a administrar a empresa que o grupo familiar que lidera, comprou. Na verdade, além da Viação Garcia estão também incorporadas, Princesa do Ivaí e Ouro Branco. Tudo indica que começa uma escala de inversão de famílias investidoras na cidade de Londrina. Seu sobrinho Estefano Boiko Jr já administra a Londrina-Sul (comprada da família Francovig) e Brasil Sul (que nasceu da José Boiko outra empresa Expresso Nordeste de Campo Mourão). O cenário econômico dos Boiko se expandiu. Com a incorporação da Garcia ao patrimônio, e com mais de 22% dos passageiros transportados no Paraná e sendo a quarta empresa de transporte intermunicipal do país, esta nova projeção transfere para os Boiko os prestígios anteriores dos Garcia e de Mário Luft. Pelo menos nas colunas sociais. Não se deve esquecer, no entanto, que ainda existem resíduos jurídicos envolvendo pagamentos da compra feita pelo empresário gaúcho Mário Luft. Talvez essas tenham sido razões fortes para que o poder acionário maior (ainda) não saia do empresário gaúcho. “Tudo indica que quando ele (Luft) saldar todas suas pendências com os antigos donos, os Boiko deixariam de ser minoritários na fusão”, observou uma fonte londrinense.

O governador Beto Richa participou da abertura da Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina – Expolondrina. Considerado um dos principais eventos do agronegócio do Brasil, a feira recebe, em média, 500 mil visitantes a cada edição, a mesma projeção de público divulgada pela Expoingá 2914. Promovida pela Sociedade Rural do Paraná, a Expolondrina chega a 54ª. edição. O governador se envolveu em várias atividades em Londrina. Participou do Fórum Brasil Agro 2014, e deu início à programação técnica da Expolondrina, juntamente com o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Moacir Sgarioni, e os secretários estaduais da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, e da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. EXPOLONDRINA – Uma das mais importantes feiras do setor agropecuário do País, a Expolondrina reúne 30 raças bovinas zebuínas e europeias, além de caprinos, ovinos, equinos e muares, numa grande mostra de exemplares disponíveis no país. Neste ano serão realizadas 45 palestras, simpósios, encontros e dezenas de oficinas dirigidas produtores familiares oferecidas pela Emater/Seab-PR. O Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE) também participa do evento. Desde 2011, o banco liberou R$ 175 milhões para financiar projetos da microrregião (Londrina, Cambé, Ibiporã, Rolândia, Pitangueiras e Tamarana). A indústria da transformação é destaque, com R$ 62 milhões. Agricultura, pecuária, projetos florestais, pesca e aquicultura foram beneficiados com R$ 40 milhões. Com ausência dos políticos eleitos por Maringá, o prestígio dos políticos da região norte do PR e outras lideranças rurais no evento foram notados. Os secretários estaduais da Segurança, Leon Grupenmacher, e da Comunicação Social, Marcelo Cattani; o comandante-geral da Polícia Militar, Cesar Vinícius Kogut; o chefe da Casa Militar do Governo do Paraná, coronel Adilson Castilho Casitas; os deputados federais Luiz Carlos Hauly, Abelardo Lupion e Alex Canziani, os deputados estaduais Pedro Lupion, Luiz Eduardo Cheida e Tercilio Turin.


Gastronomia

11

Selo de Recomendação

Confira os primeiros selecionados pelo Jornal Conexão Aeroportos

(44)

3031-4848

Av. Anchieta, 1010 - Maringá – Pr

RESTAURANTE

O trabalho de pesquisa e avaliação dos estabelecimentos vem sendo lento, mas com critérios seletivos bastante rígidos. A relação dos pontos gastronômicos que ainda estão sendo avaliados (o internauta tem decisiva participação na escolha) é muito extensa. Mesmo assim, sete endereços já estão devidamente selecionados e já ostentando o Selo de Recomendação do Jornal Aeroportos.

deverá ser feita ainda neste início de abril. A relação completa de todos os endereços que estão em análise, o internauta pode conferir, no portal glup.com.br, no Link “Endereços Selecionados” na página central.

(44)3226-3333

Av. JK, 1187 - Zona 02 -Maringá-Pr

São eles: De segunda a sábado! Servimos marmitex Fone:(44)

3029.9569

Av. Cerro Azul, 1644 - Jd. Novo Horizonte

-Churrascaria Amigão -Casa Portuguesa -Pimenta Doce Chopperia -Restaurante Girassol -Restaurante Du Cheff -Casa do Kibe O processo seletivo continua e os s e g u i d o r e s d a Re v i s t a C o n e x ã o Paraná/Jornal Aeroportos na rede social podem votar, sugerir, etc. Dos estabelecimentos selecionados, está ainda, Très Riche, que já está passou pela avaliação e a entrega da recomendação

Rua Santos Dumont, 3471 Maringá-Pr

Reinaldo Cassucce (Sócio) e Waldemar Freitas (Gerente) da Chopperia Pimenta Doce apontando para o Selo de Qualidade.

Av. JK. Esq. Av. Cerro Azul Maringá Paraná


jรก chegou


Jornalabril014