a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade
2 minute read

A oração por cura

A cura como expressão da misericórdia de Deus

do que pelo Espírito Santo, o principal agente de evangelização. 15 As curas são uma parte da providente resposta de Deus para a escuridão espiritual do nosso tempo.

A maioria dos católicos está acostumada a rezar pelos doentes. Fazemos isso na liturgia, em eventos especiais e em particular, sempre que ouvimos sobre algum ente querido que está doente ou ferido.

Mas orar por e com uma pessoa enferma de modo confiante, pedindo ao Senhor que a cure, é alguma coisa a mais. Para muitos católicos, isso não é corriqueiro. Muitos chegam até a se questionar se isso é algo legítimo de se pedir a Deus. Não seria muita petulância esperar que Deus opere uma cura de acordo com o meu pedido? Eu não sou digno de ser usado assim. Eu não sou muito de rezar. Não sou suficientemente virtuoso. Eu peco com muita frequência. Eu mal consigo viver minha vidinha, que dirá alcançar a pureza dos Santos.

Essa hesitação é compreensível, mas está baseada numa concepção seriamente equivocada. A verdade é que Deus derrama os seus dons, incluindo o dom da cura, livremente. Ele deseja nos dar esse dom de modo muito mais abundante do que podemos imaginar. Ele não se baseia nas nossas habilidades, mas sim na nossa fé e no nosso desejo de sermos usados por ele. “Àquele que tem o poder de realizar, por sua força agindo

Mary Healy

em nós, infinitamente mais que tudo que possamos pedir ou pensar” (Ef 3,20).

Tendo sido uma pessoa que cresceu dentro da fé católica, eu também rezei pelos enfermos a vida toda. Por cerca de trinta anos, eu tenho também rezado frequentemente pela cura das

pessoas, inclusive com imposição das mãos algumas vezes. Só muito raramente alguém relatou uma pequena melhora – um estômago um pouco melhor ou uma dor de cabeça diminuindo um pouquinho. Mas, nos últimos três anos, depois de observar e aprender daqueles que têm uma grande fé na cura, especialmente Randy Clark e Damian Stayne, 16 eu comecei a ver pessoas sendo curadas a partir da minha oração mais regularmente, às vezes de modo admirável. A diferença é que eu oro agora com mais confiança de que o Senhor realmente quer curar, que Ele

ama curar Seus filhos que estão arrasados e sofrendo dores. Eu também me ofereço mais do que antes para orar pelas pessoas. Eu me convenci de que a cura milagrosa não é para ser algo raro, mas sim ordinário na vida da Igreja, e que o Senhor não quer se utilizar apenas dos renomados líderes espirituais com grande fama e dons especiais, mas quer usar cada “pequeno eu”, como diz Randy Clark.

Neste livro, eu compartilho o que eu aprendi com meus estudos sobre o que as Escrituras, a teologia e a história da Igreja têm a nos dizer sobre a cura, assim como a minha própria experiência e a experiência dos meus amigos e colaboradores na vinha do Senhor. Minha esperança é de que você também adquira confiança de rezar com outros com uma fé expectante