Page 1

Com inicio às 23h de quarta-feira (20 de Fevereiro), horário em Portugal, a Sony deu a conhecer no evento „PlayStation Meeting 2013′, a sua nova consola PS4. Muitos eram os rumores e expectativas relativamente ao que a gigante Sony tinha para apresentar neste mega evento (A verdade é que a maioria dos rumores foram confirmados). Ao estilo das Keynotes da Apple, a Sony deu a conhecer algumas novidades e também fez a apresentação do “novo” ecossistema Sony.

Campeão dos médios do UFC, o lutador Anderson Silva é o mais dominante atleta na história do UFC com 16 vitórias consecutivas na organização e maior número de defesas de cinturão.


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Lazer e Entretenimento

Lazer e Diversão

E

ntretenimento é qualquer ação, evento ou atividade com a finalidade de entreter e suscitar o interesse de uma audiência. É a presença de uma audiência que torna qualquer atividade privada de recreação ou lazer em entretenimento. A audiência pode ter um papel passivo, como quando se assiste a uma peça teatral, ópera, programa de televisão ou filme; ou um papel ativo, como no caso dos jogos. O entretenimento pode ser público ou privado e envolver uma atuação formal e pré-determinada, como no caso do teatro ou dos concertos, ou uma atuação espontânea, como no caso dos jogos. Muitas das formas de entretenimento são transversais ao longo da História e das culturas e evoluem em função das alterações culturais e tecnológicas. Os filmes e os jogos eletrônicos por exemplo, embora façam uso de novos suportes e media, continuam a narrar histórias e a fazer uso da música. Os festivais dedicados à música, cinema ou dança permitem o entretenimento de uma audiência ao longo de vários dias consecutivos. Algumas das atividades que outrora foram consideradas entretenimento, como as execuções públicas, foram sendo sucessivamente removidas da esfera pública. Outras atividades que ao longo da História foram competências essenciais de determinadas profissões, como o manejo de espadas ou o tiro com arco, são hoje desportos de competição, tornando-se ao mesmo tempo formas de entretenimento à medida que se tornam apelativos para uma audiência cada vez maior. O que um grupo ou indivíduo interpreta como entretenimento pode ser encarado como trabalho.

Página 2


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

4 pode ser apresentado nesta quarta-feira; veja o que esperar PlayStation

Esta quarta-feira (20) pode ser um dia histórico para os fãs de videogame. Pode ser o dia em que a Sony revelará o PlayStation 4Descrição

P

layStation 4, ou PS4, será o novo videogame da Sony. O PlayStation 4 terá 8GB de Ram, leitor de blu-ray e um sensor de movimentos embutido no controle, o DualShock 4. Ainda sobre o josytck, ele também contará com sensor touchscreen e um botão para compartilhar conteúdo em tempo real. O PS4 terá jogos exclusivos, como InFamous Second Son, DriveClub e Killzone Shadow Fall. Ele também receberá alguns jogos multiplataformas, como Watch Dgos e Diablo 3 - este por sua vez também será lançado para PS3. Os rumores sobre o desenvolvimento do PlayStation 4 já circulam desde o lançamento do PS3, em 2007. O preço do PS4 ainda não foi confirmado. . O quarto console da Sony, o primeiro em sete anos (sem contar o portátil Vita), promete trazer jogos com visual muito acima dos que existem atualmente. A expectativa deve acabar a partir das 20h (horário de Brasília), quando a Sony realizará um evento em Nova York, nos Estados Unidos, chamado "PlayStation Meeting" (encontro do PlayStation, em tradução). Não há garantia, contudo, que a empresa anuncie o PlayStation 4 nesta conferência. O conteúdo da apresentação, segundo a companhia, é para falar "sobre o futuro do PlayStation para o próximo ano". Mas pelo que a Sony andou divulgando no site do evento, filmes que contam toda a história de uma das linhas de videogames mais popular do mundo – e por toda a expectativa criada por conta do evento –, é muito provável que a apresentação oficial aconteça Esta quarta-feira (20) pode ser um dia histórico para os fãs de videogame. Pode ser o dia em que a Sony revelará o PlayStation 4. O quarto console da Sony, o primeiro em sete anos (sem contar o portátil Vita), promete trazer jogos com visual muito acima dos que existem atualmente. A expectativa deve acabar a partir das 20h (horário de Brasília), quando a Sony realizará um evento em Nova York, nos Estados Unidos, chamado "PlayStation Meeting" (encontro do PlayStation, em tradução). Não há garantia, contudo, que a empresa anuncie o PlayStation 4 nesta conferência. Página 3


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

O conteúdo da apresentação, segundo a companhia, é para falar "sobre o futuro do PlayStation para o próximo ano". Mas pelo que a Sony andou divulgando no site do evento, filmes que contam toda a história de uma das linhas de videogames mais popular do mundo – e por toda a expectativa criada por conta do evento –, é muito provável que a apresentação oficial aconteça Esta quarta-feira (20) pode ser um dia histórico para os fãs de videogame. Pode ser o dia em que a Sony revelará o PlayStation 4. O quarto console da Sony, o primeiro em sete anos (sem contar o por Esta quarta-feira (20) pode ser um dia histórico para os fãs de videogame. Pode ser o dia em que a Sony revelará o PlayStation 4. O quarto console

Descrição PlayStation 4, ou PS4, será o novo videogame da Sony. O PlayStation 4 terá 8GB de Ram, leitor de blu-ray e um sensor de movimentos embutido no controle, o DualShock 4. Ainda sobre o josytck, ele também contará com sensor touchscreen e um botão para compartilhar conteúdo em tempo real. O PS4 terá jogos exclusivos, como InFamous Second Son, DriveClub e Killzone Shadow Fall. Ele também receberá alguns jogos multiplataformas, como Watch Dgos e Diablo 3 - este por sua vez também será lançado para PS3. Os rumores sobre o desenvolvimento do PlayStation 4 já circulam desde o lançamento do PS3, em 2007. O preço do PS4 ainda não foi confirmado.

Saúde e alimentaçao muito difícil introduzir alimentos saudáveis, ricos em fibras, vitaminas e minerais, em nossa alimentação. Isso ocorre porque temos muitas atividades e, na maioria das vezes, acabamos deixando de lado as refeições ou comendo comidas rápidas (fast foods). No mundo contemporâneo, todos estão com pressa. É de conhecimento geral que alimentação e saúde estão intimamente ligados. Quando uma pessoa não se alimenta bem, pode ter, como conseqüência, uma doença. Está provado, cientificamente, que as pessoas que se alimentam equilibradamente terão saúde, ou pelo menos poderão prevenir certas doenças.

É

Os alimentos servem para saciar a fome e ser combustível para todas as atividades do corpo humano, tais como piscar os olhos, levantar um braço, namorar, caminhar, correr ou jogar bola. Precisamos de energia, proveniente dos alimentos que comemos todos os dias. Página 4


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Também serve para demonstrar carinho, afeto e aceitação, por exemplo, quando a mãe amamenta o bebê, ou um almoço onde todos se reúnem em torno de uma mesa, é uma demonstração de carinho, de afeto. Ou seja, o alimento está intimamente ligado com o nosso bem estar físico, social e mental, definido segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde. Em nosso país, de desigualdades gritantes, existem pessoas que possuem baixa renda e não têm condições de alimentar-se adequadamente por problemas financeiros. É preciso que seja de conhecimento geral o que é ter uma alimentação equilibrada. As pessoas muitas vezes gastam o pouco dinheiro que dispõem em uma alimentação inadequada, tomando refrigerantes no lugar de sucos, por exemplo. Hoje em dia vemos na população economicamente excluída uma grande porcentagem de obesos. Isso acontece porque a população não tem conhecimento sobre uma alimentação adequada. Não que se proíba doces e refrigerantes, pois fazem parte de nosso cotidiano de nossa alimentação, mas devem ser ingeridos no horário e quantidade corretos. Para falar sobre alimentação, temos que debater sobre nutrientes. São substâncias que compõem os alimentos e que o organismo precisa para viver, para manter a saúde e executar suas atividades, por exemplo, carboidratos, proteínas, lipídios, água e sais minerais. Os nutrientes fornecem energia para todas as atividades: trabalhar, praticar esportes, para o funcionamento dos órgãos, são materiais para promover crescimento, cicatrização de feridas, substituição das células envelhecidas, etc. Temos, entre os nutrientes, as proteínas. São construtoras, como os “tijolos de uma casa”. As proteínas estão envolvidas na formação de músculos, pele e demais tecidos do corpo humano. Suas fontes naturais são as carnes, leites e derivados (como origem animal) e leguminosas, tais como soja, feijão, grão de bico, lentilha, etc. (como origem vegetal). Os carboidratos são energéticos, fornecem energia para o corpo se movimentar, executar trabalhos e viver. São suas fontes o açúcar, o amido e as fibras. A função das fibras em nosso organismo é aumentar o volume do bolo fecal, facilitando a eliminação dos excretas. Também são importantes na prevenção de certos tipos de doenças, como o combate ao colesterol alto, portanto, muito importantes na nossa alimentação. As gorduras são fontes concentradas de energia, que podem ser armazenadas. Se o gasto de energia for grande, ela vai ser consumida. Ao contrário, se comemos uma certa quantidade de gordura que não é gasta, o organismo a guarda e a armazena, na forma de gorduras, para quando faltar energia, ele buscará os excessos acumulados. Todos nós precisamos ingerir gorduras. Não é certo uma alimentação ter zero porcento de gorduras, já que as gorduras entram, por exemplo, na produção de certos hormônios. Uma grande parcela de alimentos vai ter certa quantidade de gorduras, ainda que pequena. Outra função dessas substâncias é dar sabor e textura aos alimentos. São fontes a gema de ovo, a pele de frango, os frutos do mar, coco, creme de leite, óleos, margarinas, etc.

Página 5


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

A substância mais importante de todas: a água. Temos no corpo em torno de 75% de água. Uma criança pequena pode morrer se ficar sem água. Quando isto acontecer, temos que lhe dar soro caseiro e muito líquido, para que a criança se recupere logo. Todo ser humano pode viver um tempo sem alimento, mas não pode viver sem água. Ficar sem beber água mais que 5 dias é impossível. Nem sempre você toma água diretamente, porém ingere água no suco, nas verduras e frutas. Quando nossa alimentação é equilibrada temos aí incluída parte da água que necessitamos. A água participa do transporte e digestão de nutrientes, da eliminação de resíduos, atua no transporte de substâncias e no trânsito intestinal, mantém a temperatura do corpo, participa dos fluídos do organismo, como lubrificante das juntas e amortecedor dos órgãos contra choques. As fontes de água são os líquidos e alimentos, como frutas e vegetais. Por exemplo, a carne contém sangue, portanto, tem água, mas é óbvio que uma alface tem, porporcionalmente, muito mais água que a carne. As vitaminas estão presentes em todas as reações químicas do nosso corpo e participam da formação dos ossos e tecidos, previnem certos tipos de câncer e evitam o envelhecimento. Existem vitaminas hidrossolúveis (ou seja, solúveis em água) e lipossolúveis (solúveis em lipídios, isto é, gorduras). A diferença entre as vitaminas é a função que cada uma exerce. A vitamina A é envolvida nos processos visuais, a vitamina D é importante na formação dos ossos; cada uma tem uma função específica. Até os óleos vegetais têm vitamina E. Alguns alimentos são enriquecidos com vitamina C que serve para preservar o alimento (acidulante). A vitamina (frutas batidas com leite) é uma forma de você variar a alimentação, acrescentando várias frutas (que contêm variadas vitaminas e minerais) e aveia, que tem muita fibra (o que é bom para o intestino e, conseqüentemente, para a pele e cabelos). Os minerais participam de todas as reações do organismo. Alguns estão envolvidos no processo de crescimento. Assim como algumas vitaminas, eles precisam ser adquiridos. Os principais e mais importantes minerais são o cálcio, o fósforo, o ferro, o sódio, o potássio, o magnésio, o manganês, o flúor, o iodo, o cobre e o zinco. O cálcio está principalmente envolvido na formação de nossos ossos, e está presente principalmente nos laticínios. O ferro é muito importante, principalmente para as mulheres que, ao se menstruarem, perdem muito sangue. Está presente, principalmente, em carnes vermelhas. Se o ferro for associado a uma fonte de vitamina C (sucos cítricos, por exemplo) vai facilitar a absorção de vitamina C.

A maioria das pessoas ingerem todos os dias carnes e frituras. Não devemos comer todos os dias. O conceito de alimentação deve ser variada. Dando preferência para carnes, molhos gordurosos e doces, na dieta, basicamente carboidratos e proteínas, ao longo do tempo, vão ficando doentes e estressadas, sem saber o por quê. Primeiro, porque vivem apressados, segundo porque não comem direito. Começam a ficar obesas porque dão preferência para os alimentos errados. Os conceitos de alimentação equilibrada foram esquecidos, surgindo o stress e a desnutrição. Se você tiver uma alimentação rica em carboidratos e lipídios, e pobre em vitaminas e minerais, você pode ter, no futuro, um problema de obesidade, desenvolver diabetes. Seu organismo fica desgastado, e você não sabe o que pode ocorrer futuramente. Página 6


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

cinco E, afinal, o que é uma alimentação equilibrada? Hoje em dia, saúde é prevenção. Devemos organizar nossa alimentação para evitar, entre outras coisas, a obesidade. Alimentação equilibrada significa ter em nossa alimentação todos os nutrientes nas quantidades corretas. Utilizamos como orientação para uma alimentação equilibrada a pirâmide de alimentação: mostra qual quantidade de alimentos devemos comer. O primeiro grupo, no topo da pirâmide, são os óleos e gorduras. Devemos, ao preparar os alimentos, colocar o mínimo de óleo possível, tentar evitar a gordura. Açúcares e doces, devemos ingerir uma a duas porções, o que corresponderia a um pedaço de chocolate, ou um doce, por exemplo. Leite e produtos lácteos em três porções. Carnes e ovos, de uma a duas porções. Frutas, de três a cinco porções. E hortaliças, de quatro a cinco porções. Cereais, pães, tubérculos e raízes (batata e mandioca), de cinco a nove porções. No caso, o pão francês corresponde a uma porção (ou duas fatias de pão de forma, ou ainda biscoitos do tipo “água e sal”). Se quiser uma alimentação menos calórica, deve comer quantidades moderadas.

Cristiano Ronaldo prevê jogo aberto contra o Galatasaray

D

epois de participar de um treino de preparação do Real Madrid para o confronto desta quarta-feira (3), contra o Galatasaray, em Madri, pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, Cristiano Ronaldo afirmou nesta segunda que prevê uma partida complicada e com características ofensivas diante do rival. "Diante do Galatasaray será um jogo muito aberto e muito equilibrado. Devemos jogar bem, como temos feito na Liga dos Campeões. Sabemos que é um time que também ataca muito e isso é bom, já que aumenta nossas possibilidades de ganhar quando o rival joga de igual para igual contra nós", analisou o atacante. O astro português também minimizou a importância do fato de que o Real fará o duelo de ida das quartas de final em casa e depois decidirá a vaga na semifinal em Istambul. "Não tem nada de especial porque temos que jogar as duas partidas e temos de ganhar. Não é nenhuma vantagem jogar em casa ou fora, para mim é igual", completou. Cristiano Ronaldo ainda comentou o duelo que travará com Burak Yilmaz, atacante turco que divide com o português a artilharia desta Liga dos Campeões, com oito gols cada um, enquanto Messi Página 7


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

já balançou as redes sete vezes pelo Barcelona. Ele destacou que o Real não pode vacilar diante de um atleta que está atravessando grande momento na competição. "É um jogador que está indo bem na Champions porque marcar oito gols é muito difícil. Temos que estar concentrados, como sempre. Os defensores têm de estar atentos porque temos de passar às semifinais", enfatizou.

Página 8


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Anderson Silva cogita luta com Jon Jones Campeão dos médios do UFC, o lutador Anderson Silva é o mais dominante atleta na história do UFC com 16 vitórias consecutivas na organização e maior número de defesas de cinturão. Com luta marcada contra Chris Weidman no UFC 162, Anderson Silva tentará manter o seu reinado, enquanto Jon Jones, maior revelação contemporanea no UFC busca trilhar os passos de Anderson na divisão de cima, tendo vencido os mais duros oponentes e limpando a divisão, defendendo mais uma vez seu cinturão no UFC 159 contra Chael Sonnen. No entanto, a possibilidade de um combate entre os dois lutadores mais aclamados do planeta é sempre tema de polêmica. E após afirmações de ambos negando a posibilidade do combate, o tempo vem o fazendo tornar-se mais viável. Após Jones confirmar recentemente uma possibilidade de enfrentar seu ídolo, Anderson em entrevista ao site Lancenet!, deu o entender que a luta acontecerá “se estiver vivo”, provavelmente no dia 20 de novembro no evento comemorativo de 20 anos do UFC, que aconteceria no famoso Madison Square Garden, primeiro evento do Ultimate em Nova Iorque.

Jon Jones desafia Anderson Silva a subir de categoria: "Ele não é invencível"

Uma dos combates mais esperadas pelos fãs do UFC pode ser realizado ainda em 2013. O brasileiro Anderson Silva, dono do cinturão entre os pesos médios, estaria negociando a badalada super luta de campeões da organização. Porém, ao invés do previsto desafio diante do canadense Georges St. Pierre, campeão dos meio-médios, a bola da vez seria o duelo diante do norte-americano Jon Jones, campeão da divisão de meio-pesados. A informação, divulgada pelo site Globo Esporte, foi revelada pelo próprio Anderson Silva, em uma palestra realizada nos Estados Unidos. Durante uma sessão de perguntas e respostas com os participantes da palestra, Anderson foi questionado sobre um possível desafio diante de Jon Jones. Mas, ao invés de se esquivar da resposta Página 9


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

sobre possíveis rivais como faz de costume, o brasileiro cravou que a luta já está em negociação. Segundo Anderson, a super luta deve ser realizada em um peso intermediário, entre os 84 e 93 kg., é prevista ainda para 2013. Ainda de acordo com o brasileiro, o duelo pode ser o responsável por abrir as ações do UFC na cidade de Nova York, caso o esporte já tenha sido regularizado no Estado. Outra possibilidade para a realização do desafio de campeões é um estádio de futebol no Brasil.

Atualidades tecnologicas O novo ano que começa em alguns dias promete ser um dos mais movimentados em termos de novidades e rumores confirmados. 2013 será o ano dos lançamentos em tecnologia! Separei alguns dos mais interessantes para vocês. Confiram! Vamos começar pelos celulares? A Sony promete trazer um concorrente à altura do Samsung Galaxy SIII e do iPhone 5 com a intenção de morder a sua fatia no concorrido mercado de smartphones top de linha. O chefe de vendas da Sony Mobile, Dennis van Schie, declarou às publicações especializadas que, em breve, a marca vai sacudir o mercado. Especialistas apontam que o aparelho deve ser oSony Yuga com tela de 5 polegadas Full HD. Agora é ficar de olho da CES 2013 e no Mobile Word Congress (MWC), ambos em janeiro. A Nokia promete trazer para o Brasil o Lumia 920, que tem como diferenciais o Windows Phone 8 e a capacidade de recarregar a bateria em fios, através de indução. Correndo por fora, se é que se pode falar disso da ultrapoderosa do momento, a Samsung promete sair com o S4 já em fevereiro. Características ainda não confirmadas apontam para tela Full HD, câmera de 13 Megapixels e processador quad-core. O mundo dos games também espera ansioso pelos lançamentos da nova fornada de consoles. Os dois líderes de mercado já confirmaram novas versões. O PlayStation 4, com gráficos AINDA melhores, 16 GB de memória RAM e a possibilidade de consultar recursos do sistema sem precisar sair do jogo. O Xbox 720, por sua vez, promete revitalizar a marca, trazendo novidades que vão de um novo processador à versão 2.0 no Kinect e saída de vídeo em 3D. É aguardar para ver! Página 10


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Para fechar, veremos uma nova revolução no mundo das TVs! Depois do 3D e das Smarts, chegará a vez das TVs 4K. Elas têm ainda mais definição do que o formato Full HD, alcançando inacreditáveis 3840×2160 pixels de resolução. A LG promete trazer um modelo de 84 polegadas para o mercado brasileiro. Apenas um alerta: o conteúdo para 4K ainda é bem escasso! E quem deve surpreender também é a Apple, que vai trazer seu próprio modelo de TV ainda no primeiro semestre, conforme adiantei aqui. A Apple TV deverá trazer funções sociais e o sistema Siri, para reconhecimento de comandos de voz.

curiosidades

curiosidades sobre esporte

O futebol é mais do que uma paixão nacional: é uma paixão mundial! Ainda que nós, brasileiros, quiséssemos que o futebol fosse uma invenção nacional, o mérito de sua criação é da Inglaterra. Esse esporte ganhou suas formas modernas no final do século XIX. No Brasil, o futebol se firmou como um esporte de massas: embora houvesse times elitistas, a grande maioria dos times de futebol que permanece até os dias de hoje se formou a partir de grupos de trabalhadores ou de estudantes que se reuniam para “jogar bola” no campinho do seu bairro. Uma curiosidade bastante interessante sobre o futebol nacional é que a primeira torcida organizada de que se tem notícia era composta por um grupo exclusivamente feminino. Trata-se da torcida organizada do Atlético Mineiro, cuja mãe de um dos fundadores do time, Dona Alice, fabricava bandeirinhas para que as moças, acompanhantes de seus namorados ou maridos, fossem ao estádio torcer pelo Atlético. Hoje em dia o cenário do futebol não é mais o mesmo da época de Dona Alice: o futebol está altamente profissionalizado. Os clubes menores viraram grandes empresas que lucram significativamente com a venda de jogadores das categorias de bases. O mesmo fazem os clubes maiores, mas com um adicional: vendem craques a preços altíssimos e colocam jogadores mais novos no lugar, para que se tornem também craques. Esse mecanismo retroalimenta a indústria do futebol. O desenvolvimento tecnológico também acompanha todo esse processo: são desenvolvidos novos materiais, cada vez mais resistentes e flexíveis, para chuteiras; materiais mais leves que auxiliam na respiração corporal durante as partidas; e bolas que, cada vez mais, diminuem seu atrito com o campo. Até esses equipamentos têm se tornado “estrelas” do futebol contemporâneo, basta olhar para o caso da bola feita especialmente para a Copa do Mundo de 2010, sediada pela África do Sul: a Jabulani. Pois é: a bola fabricada pela Adidas ganhou até nome, personificando um objeto de composição do esporte.

Página 11


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

O resultado desse processo fica claro quando ouvimos as pessoas mais velhas, como nossos pais ou avós, dizerem que o futebol não é mais o mesmo, e que, antigamente, se jogava com amor à camisa do seu time, e não pelos altos salários pagos hoje em dia. Porém, o que eles esquecem é que quase 90% dos jogadores profissionais brasileiros recebem salários irrisórios, e que estes, ainda que almejem um ganho de salário bastante alto, jogam sim por amor ao futebol. Ao menos aparentemente, não importa o quanto o futebol seja feito de contradições: ele atrai as massas do mundo todo, como nenhum outro esporte faz. O futebol é mais do que uma paixão nacional: é uma paixão mundial! Ainda que nós, brasileiros, quiséssemos que o futebol fosse uma invenção nacional, o mérito de sua criação é da Inglaterra. Esse esporte ganhou suas formas modernas no final do século XIX. No Brasil, o futebol se firmou como um esporte de massas: embora houvesse times elitistas, a grande maioria dos times de futebol que permanece até os dias de hoje se formou a partir de grupos de trabalhadores ou de estudantes que se reuniam para “jogar bola” no campinho do seu bairro. Uma curiosidade bastante interessante sobre o futebol nacional é que a primeira torcida organizada de que se tem notícia era composta por um grupo exclusivamente feminino. Trata-se da torcida organizada do Atlético Mineiro, cuja mãe de um dos fundadores do time, Dona Alice, fabricava bandeirinhas para que as moças, acompanhantes de seus namorados ou maridos, fossem ao estádio torcer pelo Atlético. Hoje em dia o cenário do futebol não é mais o mesmo da época de Dona Alice: o futebol está altamente profissionalizado. Os clubes menores viraram grandes empresas que lucram significativamente com a venda de jogadores das categorias de bases. O mesmo fazem os clubes maiores, mas com um adicional: vendem craques a preços altíssimos e colocam jogadores mais novos no lugar, para que se tornem também craques. Esse mecanismo retroalimenta a indústria do futebol. O desenvolvimento tecnológico também acompanha todo esse processo: são desenvolvidos novos materiais, cada vez mais resistentes e flexíveis, para chuteiras; materiais mais leves que auxiliam na respiração corporal durante as partidas; e bolas que, cada vez mais, diminuem seu atrito com o campo. Até esses equipamentos têm se tornado “estrelas” do futebol contemporâneo, basta olhar para o caso da bola feita especialmente para a Copa do Mundo de 2010, sediada pela África do Sul: a Jabulani. Pois é: a bola fabricada pela Adidas ganhou até nome, personificando um objeto de composição do esporte. O resultado desse processo fica claro quando ouvimos as pessoas mais velhas, como nossos pais ou avós, dizerem que o futebol não é mais o mesmo, e que, antigamente, se jogava com amor à camisa do seu time, e não pelos altos salários pagos hoje em dia. Porém, o que eles esquecem é que quase 90% dos jogadores profissionais brasileiros recebem salários irrisórios, e que estes, ainda que almejem um ganho de salário bastante alto, jogam sim por amor ao futebol.

Página 12


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Ao menos aparentemente, não importa o quanto o futebol seja feito de contradições: ele atrai as massas do mundo todo, como nenhum outro esporte faz. O futebol é mais do que uma paixão nacional: é uma paixão mundial! Ainda que nós, brasileiros, quiséssemos que o futebol fosse uma invenção nacional, o mérito de sua criação é da Inglaterra. Esse esporte ganhou suas formas modernas no final do século XIX. No Brasil, o futebol se firmou como um esporte de massas: embora houvesse times elitistas, a grande maioria dos times de futebol que permanece até os dias de hoje se formou a partir de grupos de trabalhadores ou de estudantes que se reuniam para “jogar bola” no campinho do seu bairro. Uma curiosidade bastante interessante sobre o futebol nacional é que a primeira torcida organizada de que se tem notícia era composta por um grupo exclusivamente feminino. Trata-se da torcida organizada do Atlético Mineiro, cuja mãe de um dos fundadores do time, Dona Alice, fabricava bandeirinhas para que as moças, acompanhantes de seus namorados ou maridos, fossem ao estádio torcer pelo Atlético. Hoje em dia o cenário do futebol não é mais o mesmo da época de Dona Alice: o futebol está altamente profissionalizado. Os clubes menores viraram grandes empresas que lucram significativamente com a venda de jogadores das categorias de bases. O mesmo fazem os clubes maiores, mas com um adicional: vendem craques a preços altíssimos e colocam jogadores mais novos no lugar, para que se tornem também craques. Esse mecanismo retroalimenta a indústria do futebol. O desenvolvimento tecnológico também acompanha todo esse processo: são desenvolvidos novos materiais, cada vez mais resistentes e flexíveis, para chuteiras; materiais mais leves que auxiliam na respiração corporal durante as partidas; e bolas que, cada vez mais, diminuem seu atrito com o campo. Até esses equipamentos têm se tornado “estrelas” do futebol contemporâneo, basta olhar para o caso da bola feita especialmente para a Copa do Mundo de 2010, sediada pela África do Sul: a Jabulani. Pois é: a bola fabricada pela Adidas ganhou até nome, personificando um objeto de composição do esporte. O resultado desse processo fica claro quando ouvimos as pessoas mais velhas, como nossos pais ou avós, dizerem que o futebol não é mais o mesmo, e que, antigamente, se jogava com amor à camisa do seu time, e não pelos altos salários pagos hoje em dia. Porém, o que eles esquecem é que quase 90% dos jogadores profissionais brasileiros recebem salários irrisórios, e que estes, ainda que almejem um ganho de salário bastante alto, jogam sim por amor ao futebol. Ao menos aparentemente, não importa o quanto o futebol seja feito de contradições: ele atrai as massas do mundo todo, como nenhum outro esporte faz. O futebol é mais do que uma paixão nacional: é uma paixão mundial! Ainda que nós, brasileiros, quiséssemos que o futebol fosse uma invenção nacional, o mérito de sua criação é da Inglaterra. Esse esporte ganhou suas formas modernas no final do século XIX.

Página 13


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

No Brasil, o futebol se firmou como um esporte de massas: embora houvesse times elitistas, a grande maioria dos times de futebol que permanece até os dias de hoje se formou a partir de grupos de trabalhadores ou de estudantes que se reuniam para “jogar bola” no campinho do seu bairro. Uma curiosidade bastante interessante sobre o futebol nacional é que a primeira torcida organizada de que se tem notícia era composta por um grupo exclusivamente feminino.

torcida organizada do Atlético Mineiro, cuja mãe de um dos fundadores do time, Dona Alice, fabricava bandeirinhas para que as moças, acompanhantes de seus namorados ou maridos, fossem ao estádio torcer pelo Atlético. Hoje em dia o cenário do futebol não é mais o mesmo da época de Dona Alice: o futebol está altamente profissionalizado. Os clubes menores viraram grandes empresas que lucram significativamente com a venda de jogadores das categorias de bases. O mesmo fazem os clubes maiores, mas com um adicional: vendem craques a preços altíssimos e colocam jogadores mais novos no lugar, para que se tornem também craques. Esse mecanismo retroalimenta a indústria do futebol. O desenvolvimento tecnológico também acompanha todo esse processo: são desenvolvidos novos materiais, cada vez mais resistentes e flexíveis, para chuteiras; materiais mais leves que auxiliam na respiração corporal durante as partidas; e bolas que, cada vez mais, diminuem seu atrito com o campo. Até esses equipamentos têm se tornado “estrelas” do futebol contemporâneo, basta olhar para o caso da bola feita especialmente para a Copa do Mundo de 2010, sediada pela África do Sul: a Jabulani. Pois é: a bola fabricada pela Adidas ganhou até nome, personificando um objeto de composição do esporte. O resultado desse processo fica claro quando ouvimos as pessoas mais velhas, como nossos pais ou avós, dizerem que o futebol não é mais o mesmo, e que, antigamente, se jogava com amor à camisa do seu time, e não pelos altos salários pagos hoje em dia. Porém, o que eles esquecem é que quase 90% dos jogadores profissionais brasileiros recebem salários irrisórios, e que estes, ainda que almejem um ganho de salário bastante alto, jogam sim por amor ao futebol. Ao menos aparentemente, não importa o quanto o futebol seja feito de contradições: ele atrai as massas do mundo todo, como nenhum outro esporte faz.

Esportes radicais Os Esportes Radicais ou até mesmo Esportes de Aventura como são chamados, são esportes praticados por inúmeras pessoas no mundo inteiro e trazem um elevado grau de risco físico, devido às condições extremas de grandes alturas, altas velocidades ou condições como temperatura, profundidade e outras variantes em que esses esportes são praticados, por isso eles recebem esses nomes. Devido a esses grandes riscos, para que esses esportes radicais sejam bem sucedidos, sem gerar lesões ou acidentes, é preciso levar em conta várias Página 14


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

coisas e precauções, como exemplo disso temos o condicionamento físico que é essencial, pois alguns esportes exigem força e precisão na hora correta, o estado mental também é necessário, pois o atleta precisa estar calmo e tomar atitudes quando houver necessidade, equipamentos são essenciais, evitam a queda e protegem o atleta para evitar acidentes graves que podem levar a paralisias, lesões cerebrais e até a morte, a alimentação dos praticantes desses esportes também é fundamental, pois um corpo só se torna saudável se tem a alimentação correta, principalmente com legumes, verduras, carboidratos e as proteínas necessárias em geral. Esses são os fatores mais importantes para a prática saudável e sem risco desses esportes considerados radicais. A definição desses esportes radicais e de aventura surgiu no final da década de 80 e no início da década de 90, quando surgiram e viraram moda os esportes que os adultos praticavam como o paintball, o surf, o skydiving, o alpinismo, o paraquedismo, o montanhismo, hang gliding e bungee jumping, o montain bike e o trekking, que antes eram esportes praticados por um pequeno grupo de pessoas, se tornaram extremamente populares em um curto espaço de tempo, e foram ganhando muitos adeptos ao redor de todo o mundo. Uma grande característica dessas atividades acaba se tornando semelhante ao ponto de vista de muitas pessoas, que é a capacidade desses esportes em causar a aceleração da chamada adrenalina dos praticantes, apesar de que no ponto de vista dos médicos, a pressa ou a altura , associados com uma atividade física, não se tornam responsáveis para que a adrenalina gere hormônios que se tornam responsáveis pelo medo, mas sim por um grande aumento dos níveis no corpo de substâncias como a dopamina, a serotonina e a endorfina, por causa do alto nível de esforço da mente e psíquico, essas substâncias causam elevada sensação de prazer e de bem estar aos atletas que praticam esse tipo de esporte. Além desse prazer e bem estar, um estudo recente sugeriu que deve haver uma ligação entre a adrenalina e a verdade sobre os esportes radicais. Esse estudo definiu que os esportes radicais como forma de lazer ou atividade recreativa que pode se tornar muito agradável, porém se a administração for maléfica ou não prestar atenção aos devidos equipamentos, poderão causar graves acidentes e até mesmo a morte do praticante do determinado esporte. Por isso, essa definição de risco, é usada para deixar de fora esse anúncio comercial que exageradamente descreve os fatos e aumenta as proporções das atividades realizadas. Outra característica também dessas atividades que se tornam rotuladas, é que elas começam a ser de preferência individual do que a ser como nos esportes de equipe. Os esportes radicais podem ser incluídos em atividades competitivas como o Montain Bike e não competitivas como, por exemplo, o Alpinismo. Muitos praticantes não sabem muita coisa sobre todas as atividades que os esportes radicais abrangem. Como por exemplo, o rótulo dos praticantes dos esportes radicais, que são chamados de os mais apaixonados puristas, não combinam com a realidade, pois eles não competem para ganhar um prêmio, troféu ou qualquer coisa, eles buscam o contato com a natureza e o prazer e o bem estar que ela pode nos trazer. De forma mais grave, esses esportes radicais, são rotulados frequentemente como culpados e como causa para estereotipar os atletas e participantes dessas Página 15


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

atividades perigosas como impulsivos, estúpidos, agressivos e até suicidas, devido ao grande número de morte que eles sofrem, são muitas as histórias de alpinistas encontrados mortos e de inúmeros outros praticantes desses tipos de esporte. A verdade é que alguns desses esportes já existem a muito tempo, há décadas, e são modelo das gerações de momento, alguns desses desafiadores da gravidade, da profundidade e da altura se tornaram personalidades bastante conhecidas. A escalada como um dos mais conhecidos esportes radicais, tem gerado muitos nomes reconhecidos mundialmente como Edmund Hillary, Chris Bonington, Wolfgang Gullich e mais recentemente Joe Simpson. Outros exemplos de esportes radicais que foram inventados originalmente há séculos atrás são o surf e o bungee jump, hoje praticados por muitas pessoas no mundo todo, o surf trás também várias competições, e atletas consagrados e conhecidos mundialmente, tanto o surf como o bungee jump foram criados pelos nativos do Hawai como forma de testar os homens da aldeia, para descobrir o mais forte. Como exemplos de alguns esportes radicais praticados pelo mundo inteiro temos: Acquaride, Acrobacia Aérea, Arborismo, Asa-delta, Balonismo, BMX, Biatlo, Bodyboard, Bungee Jumping, Canoagem, Canyoning, Corrida Aérea, Corrida de Aventura, Kitesurf, Mergulho, Montain Bike, Orientação, Paintball, Parapente, Lee Parkour, Paraquedismo, Patinação, Rafting, Rapel, Sandboard, Skateboard, Skimboard, Snowboard, Snowmobile, Surf, Tirolesa, Trekking, Triathlon, Vôo livre, Wakeboard, Waveski, Wheelie e Windsurf No Brasil, temos vários lugares paradisíacos e que possibilitam a prática de vários desses esportes, no Rio de Janeiro a prática da Asa Delta é bem comum e em Brotas, por exemplo, vários esportes radicais trazem muitos turistas para a região, que é chamada de capital dos esportes radicais, como o Rapel e o Rafting, no estado de São Paulo, que junto com Natal, possuem muitas praias características do surf, assim, os esportistas e atletas radicais, podem treinar e praticar sem qualquer restrição.

história do rafting, dicas e equipamentos de rafting Desbravar belas corredeiras descendo a bordo de um bote. Esse é o rafting, um esporte que mistura adrenalina com segurança, e que pode ser praticado por qualquer pessoa. Por ser praticado em equipe, proporciona a toda a família ou a um grupo de amigos o prazer de desenvolverem uma atividade juntos. A amizade e o companheirismo estão na essência do rafting. O rafting: Existem vários graus de dificuldade, para todos os gostos, por isso qualquer um pode se arriscar de acordo com sua vontade. Os trechos percorridos recebem graduação de 1 a 6, sendo o nível 6 impraticável mesmo para profissionais. Página 16


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Pessoas comuns, mesmo que tenham mais idade, podem participar de percursos de até nível 4 desde que estejam acompanhados no bote por um guia experiente. Crianças de até 12 anos podem ter maior risco de acidentes conforme o nível do trajeto, e cabe ao instrutor decidir sobre a participação do menor. O grande aumento no número de praticantes de rafting é resultado do crescimento de empresas especializadas e da veiculação do esporte na mídia. Essa atividade está intimamente ligada ao ecoturismo, juntamente com o trekking, rapel, cascading e parapente. Origem do esporte: A história do rafting começou no final do século XIX no rio Colorado, nos Estados Unidos. A primeira expedição foi organizada por John Wesley Powel, mas pela precariedade do barco e a falta de técnica fez com que muitos acidentes acontecessem. No Brasil o rafting é praticado desde a década de 80. Apesar do pouco tempo, a divulgação do esporte e as muitas possibilidades que o país dá aos aventureiros, fizeram com que o esporte se desenvolvesse rapidamente. O primeiro campeonato brasileiro aconteceu em 1995, na cidade de Tibagi, no Paraná. Equipamentos: O bote tem de estar de acordo com os objetivos do grupo. Com características diferentes, os vários tipos de bote possibilitam ao grupo escolher qual o modelo mais indicado para cada tipo de corredeira. Ele é feito de um material resistente, o hypalon. Esse tecido é uma mistura de fibra de poliéster e neoprene. O tamanho varia entre 3,65m até 5,50m. Quanto maior o tamanho do bote melhor a estabilidade. Desbravar belas corredeiras descendo a bordo de um bote. Esse é o rafting, um esporte que mistura adrenalina com segurança, e que pode ser praticado por qualquer pessoa. Por ser praticado em equipe, proporciona a toda a família ou a um grupo de amigos o prazer de desenvolverem uma atividade juntos. A amizade e o companheirismo estão na essência do rafting. O rafting: Existem vários graus de dificuldade, para todos os gostos, por isso qualquer um pode se arriscar de acordo com sua vontade. Os trechos percorridos recebem graduação de 1 a 6, sendo o nível 6 impraticável mesmo para profissionais. Pessoas comuns, mesmo que tenham mais idade, podem participar de percursos de até nível 4 desde que estejam acompanhados no bote por um guia experiente. Crianças de até 12 anos podem ter maior risco de acidentes Página 17


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

conforme o nível do trajeto, e cabe ao instrutor decidir sobre a participação do menor. O grande aumento no número de praticantes de rafting é resultado do crescimento de empresas especializadas e da veiculação do esporte na mídia. Essa atividade está intimamente ligada ao ecoturismo, juntamente com o trekking, rapel, cascading e parapente. Origem do esporte: A história do rafting começou no final do século XIX no rio Colorado, nos Estados Unidos. A primeira expedição foi organizada por John Wesley Powel, mas pela precariedade do barco e a falta de técnica fez com que muitos acidentes acontecessem. No Brasil o rafting é praticado desde a década de 80. Apesar do pouco tempo, a divulgação do esporte e as muitas possibilidades que o país dá aos aventureiros, fizeram com que o esporte se desenvolvesse rapidamente. O primeiro campeonato brasileiro aconteceu em 1995, na cidade de Tibagi, no Paraná. Equipamentos: O bote tem de estar de acordo com os objetivos do grupo. Com características diferentes, os vários tipos de bote possibilitam ao grupo escolher qual o modelo mais indicado para cada tipo de corredeira. Ele é feito de um material resistente, o hypalon. Esse tecido é uma mistura de fibra de poliéster e neoprene. O tamanho varia entre 3,65m até 5,50m. Quanto maior o tamanho do bote melhor a estabilidade.

Esportes Aquáticos Os esportes aquáticos são divididos em esportes aquáticos olímpicos, que são regulados pela Federação Internacional de Natação, e esportes aquáticos normais. Conheça um pouco mais sobre estes esportes.

Esportes Aquáticos Olímpicos Natação: A natação é uma das provas olímpicas de maior tradição. São efetuadas várias provas que variam em estilo (livre, costas, peito, borboleta e medley) e distância (50m, 100m, 200m, 400m, 800m, 1500m,), além das provas de revezamento. Soltos Ornamentais: considerada umas das provas mais bonitas das olimpíadas. Os atletas, tanto homens como mulheres, saltam de grandes alturas fazendo acrobacias muito Página 18


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

bonitas e com alto grau de dificuldade. As modalidades variam de acordo com o tipo de salto, se é praticado em trampolim ou plataforma.

Michael Phelps Nado Sincronizado: Este esporte possui uma particularidade, é praticado apenas por mulheres. Apresenta duas modalidades, em dupla ou em grupo. As nadadoras devem realizar sua apresentação com o máximo de sincronismo, demonstrando força, graça, flexibilidade e controle do corpo. Maratona Aquática: Assim como a maratona terrestre os competidores percorrem grandes distâncias dentro da água, na verdade nadam geralmente de 5 a 10 km por prova. Uma curiosidade é que mesmo dentro da água, assim como ocorre fora dela, os competidores se hidratam (tomam água) durante a prova, mesmo estando dentro d‟água. Nado Sincronizado: Este esporte possui uma particularidade, é praticado apenas por mulheres. Apresenta duas modalidades, em dupla ou em grupo. As nadadoras devem realizar sua apresentação com o máximo de sincronismo, demonstrando força, graça, flexibilidade e controle do corpo. Maratona Aquática: Assim como a maratona terrestre os competidores percorrem grandes distâncias dentro da água, na verdade nadam geralmente de 5 a 10 km por prova. Uma curiosidade é que mesmo dentro da água, assim como ocorre fora dela, os competidores se hidratam (tomam água) durante a prova, mesmo estando dentro d‟água. Nado Sincronizado: Este esporte possui uma particularidade, é praticado apenas por mulheres. Apresenta duas modalidades, em dupla ou em grupo. As nadadoras devem realizar sua apresentação com o máximo de sincronismo, demonstrando força, graça, flexibilidade e controle do corpo. Maratona Aquática: Assim como a maratona terrestre os competidores percorrem grandes distâncias dentro da água, na verdade nadam geralmente de 5 a 10 km por prova. Uma curiosidade é que mesmo dentro da água, assim como ocorre fora dela, os competidores se hidratam (tomam água) durante a prova, mesmo estando dentro d‟água. Pólo Aquático: Um esporte de equipes, praticado por homens e mulheres, que tem regras parecidas com o handball. A formação do time é de sete pessoas, seis suplentes (linha) e um guarda redes (como um goleiro). Canoagem: Este esporte ganha cada vez mais repercussão e vem sendo mais difundido no Brasil. Suas modalidades variam de acordo com o tipo de embarcação (canoa e caiaque), o número de atletas por embarcação e a distância a ser percorrida. Página 19


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Esportes Aquáticos Não Olímpicos Esqui Aquático: Este esporte foi extinto das olimpíadas, mas não deixa de ser um esporte muito interessante e praticado em todo o mundo. Seus princípios são simples, o atleta, o qual possui uma prancha estilo snowborad preso aos pés, é puxado através de cabos próprios por uma lancha. A dificuldade está em suas manobras, cheio se saltos e piruetas, assim o esqui aquático é considerado um esporte radical. Surf: Adeptos de todo o mundo sonham em um dia conseguir levar o surf, este que é um dos esportes mais antigos, para uma edição das olimpíadas. Existem duas modalidades praticadas no surf que variam de acordo com a prancha utilizada pelo atleta. Long Board: Uma prancha bem maior e mais larga proporciona ao atleta “pegar” ondas menores e mais lentas, e fazer manobras mais artísticas, o “old school” do surf. Short Board: É utilizada uma prancha menor, possibilitando ao atleta “pegar” ondas maiores e mais velozes. Bodyboard: Parecido com o surf, mas é praticado deitado de peito sobre a prancha, que é menor. Sua prática é considerada mais fácil que o surf, mas não quer dizer que não tenha manobras difíceis de serem realizadas. Kitesurf: Uma das modalidades esportivas mais novas. Sua prática consiste em o atleta, com uma prancha de wakeboard, ser puxada por uma grande pipa através de cordas próprias, resistentes ao seu peso. Windsurf: Esse esporte é praticado em áreas de ventos fortes. Consiste em uma prancha própria (que apresenta amarras para os pés do atleta) que dispõe de uma vela, parecida com de embarcações. Biribol: Ainda pouco conhecido este esporte começa a cair no gosto dos brasileiros. Este esporte nada mais é que uma espécie de vôlei na água. Atualmente existe uma liga nacional de biribol, com vários estados e equipes participando.

Grandes nadadores da história do esporte Certamente, a natação é o esporte mais importante e mais popular nos dias atuais entre os esportes aquáticos. Ao longo da história, o esporte teve grandes atletas que deixaram seu nome na história da natação, como Michael Phelps, Mark Spitz, entre outros estrangeiros, e entre os brasileiros, Gustavo Borges e Cézar Cielo. Página 20


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Michael Phelps Michael Fred Phelps II, ou simplesmente Michael Phelps, nasceu nos Estados Unidos da América, na cidade de Baltimore, no dia 30 de junho de 1985. Ele é facilmente considerado um dos maiores nadadores, e porque não atletas de um modo geral. Phelps quebrou até os dias atuais nada menos que trinta e sete recordes mundiais. Ele também é o recordista de medalhas de ouro em uma única edição, com um total de oito medalhas. Este feito foi realizado na última edição das Olimpíadas que aconteceu na país asiático China, em sua capital, Pequim. Michael Phelps superou outro norte-americano, o também nadador Mark Spitz, que conseguiu sete medalhas de outro em uma única edição, na edição dos Jogos Olímpicos de Munique na Alemanha, no ano de 1972. Phelps ainda está para alcançar o recorde de conquistas de medalhas olímpicas , que pertence atualmente a ex-ginasta Larissa Latynina, da extinta União Soviética.participando. Pólo Aquático: Um esporte de equipes, praticado por homens e mulheres, que tem regras parecidas com o handball. A formação do time é de sete pessoas, seis suplentes (linha) e um guarda redes (como um goleiro). Canoagem: Este esporte ganha cada vez mais repercussão e vem sendo mais difundido no Brasil. Suas modalidades variam de acordo com o tipo de embarcação (canoa e caiaque), o número de atletas por embarcação e a distância a ser percorrida.

Esportes Aquáticos Não Olímpicos Esqui Aquático: Este esporte foi extinto das olimpíadas, mas não deixa de ser um esporte muito interessante e praticado em todo o mundo. Seus princípios são simples, o atleta, o qual possui uma prancha estilo snowborad preso aos pés, é puxado através de cabos próprios por uma lancha. A dificuldade está em suas manobras, cheio se saltos e piruetas, assim o esqui aquático é considerado um esporte radical. Surf: Adeptos de todo o mundo sonham em um dia conseguir levar o surf, este que é um dos esportes mais antigos, para uma edição das olimpíadas. Existem duas modalidades praticadas no surf que variam de acordo com a prancha utilizada pelo atleta. Long Board: Uma prancha bem maior e mais larga proporciona ao atleta “pegar” ondas menores e mais lentas, e fazer manobras mais artísticas, o “old school” do surf. Short Página 21


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Board: É utilizada uma prancha menor, possibilitando ao atleta “pegar” ondas maiores e mais velozes. Bodyboard: Parecido com o surf, mas é praticado deitado de peito sobre a prancha, que é menor. Sua prática é considerada mais fácil que o surf, mas não quer dizer que não tenha manobras difíceis de serem realizadas. Kitesurf: Uma das modalidades esportivas mais novas. Sua prática consiste em o atleta, com uma prancha de wakeboard, ser puxada por uma grande pipa através de cordas próprias, resistentes ao seu peso. Windsurf: Esse esporte é praticado em áreas de ventos fortes. Consiste em uma prancha própria (que apresenta amarras para os pés do atleta) que dispõe de uma vela, parecida com de embarcações. Biribol: Ainda pouco conhecido este esporte começa a cair no gosto dos brasileiros. Este esporte nada mais é que uma espécie de vôlei na água. Atualmente existe uma liga nacional de biribol, com vários estados e equipes participando.

Grandes nadadores da história do esporte Michael Phelps Michael Fred Phelps II, ou simplesmente Michael Phelps, nasceu nos Estados Unidos da América, na cidade de Baltimore, no dia 30 de junho de 1985. Ele é facilmente considerado um dos maiores nadadores, e porque não atletas de um modo geral. Phelps quebrou até os dias atuais nada menos que trinta e sete recordes mundiais. Ele também é o recordista de medalhas de ouro em uma única edição, com um total de oito medalhas. Este feito foi realizado na última edição das Olimpíadas que aconteceu na país asiático China, em sua capital, Pequim. Michael Phelps superou outro norte-americano, o também nadador Mark Spitz, que conseguiu sete medalhas de outro em uma única edição, na edição dos Jogos Olímpicos de Munique na Alemanha, no ano de 1972. Phelps ainda está para alcançar o recorde de conquistas de medalhas olímpicas , que pertence atualmente a ex-ginasta Larissa Latynina, da extinta União Soviética.participando.

Página 22


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Pólo Aquático: Um esporte de equipes, praticado por homens e mulheres, que tem regras parecidas com o handball. A formação do time é de sete pessoas, seis suplentes (linha) e um guarda redes (como um goleiro). Canoagem: Este esporte ganha cada vez mais repercussão e vem sendo mais difundido no Brasil. Suas modalidades variam de acordo com o tipo de embarcação (canoa e caiaque), o número de atletas por embarcação e a distância a ser percorrida.

Esportes Aquáticos Não Olímpicos Esqui Aquático: Este esporte foi extinto das olimpíadas, mas não deixa de ser um esporte muito interessante e praticado em todo o mundo. Seus princípios são simples, o atleta, o qual possui uma prancha estilo snowborad preso aos pés, é puxado através de cabos próprios por uma lancha. A dificuldade está em suas manobras, cheio se saltos e piruetas, assim o esqui aquático é considerado um esporte radical. Surf: Adeptos de todo o mundo sonham em um dia conseguir levar o surf, este que é um dos esportes mais antigos, para uma edição das olimpíadas. Existem duas modalidades praticadas no surf que variam de acordo com a prancha utilizada pelo atleta. Long Board: Uma prancha bem maior e mais larga proporciona ao atleta “pegar” ondas menores e mais lentas, e fazer manobras mais artísticas, o “old school” do surf. Short Board: É utilizada uma prancha menor, possibilitando ao atleta “pegar” ondas maiores e mais velozes. Bodyboard: Parecido com o surf, mas é praticado deitado de peito sobre a prancha, que é menor. Sua prática é considerada mais fácil que o surf, mas não quer dizer que não tenha manobras difíceis de serem realizadas. Kitesurf: Uma das modalidades esportivas mais novas. Sua prática consiste em o atleta, com uma prancha de wakeboard, ser puxada por uma grande pipa através de cordas próprias, resistentes ao seu peso. Windsurf: Esse esporte é praticado em áreas de ventos fortes. Consiste em uma prancha própria (que apresenta amarras para os pés do atleta) que dispõe de uma vela, parecida com de embarcações. Biribol: Ainda pouco conhecido este esporte começa a cair no gosto dos brasileiros. Este esporte nada mais é que uma espécie de vôlei na água. Atualmente existe uma liga nacional de biribol, com vários estados e equipes participando. Página 23


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Grandes nadadores da história do esporte Certamente, a natação é o esporte mais importante e mais popular nos dias atuais entre os esportes aquáticos. Ao longo da história, o esporte teve grandes atletas que deixaram seu nome na história da natação, como Michael Phelps, Mark Spitz, entre outros estrangeiros, e entre os brasileiros, Gustavo Borges e Cézar Cielo.

Michael Phelps Michael Fred Phelps II, ou simplesmente Michael Phelps, nasceu nos Estados Unidos da América, na cidade de Baltimore, no dia 30 de junho de 1985. Ele é facilmente considerado um dos maiores nadadores, e porque não atletas de um modo geral. Phelps quebrou até os dias atuais nada menos que trinta e sete recordes mundiais. Ele também é o recordista de medalhas de ouro em uma única edição, com um total de oito medalhas. Este feito foi realizado na última edição das Olimpíadas que aconteceu na país asiático China, em sua capital, Pequim. Michael Phelps superou outro norte-americano, o também nadador Mark Spitz, que conseguiu sete medalhas de outro em uma única edição, na edição dos Jogos Olímpicos de Munique na Alemanha, no ano de 1972. Phelps ainda está para alcançar o recorde de conquistas de medalhas olímpicas, que pertence atualmente a ex-ginasta Larissa Latynina, da extinta União Soviética.participando. Pólo Aquático: Um esporte de equipes, praticado por homens e mulheres, que tem regras parecidas com o handball. A formação do time é de sete pessoas, seis suplentes (linha) e um guarda redes (como um goleiro). Canoagem: Este esporte ganha cada vez mais repercussão e vem sendo mais difundido no Brasil. Suas modalidades variam de acordo com o tipo de embarcação (canoa e caiaque), o número de atletas por embarcação e a distância a ser percorrida.

Esportes Aquáticos Não Olímpicos Esqui Aquático: Este esporte foi extinto das olimpíadas, mas não deixa de ser um esporte muito interessante e praticado em todo o mundo. Seus princípios são simples, o atleta, o qual possui uma prancha estilo snowborad preso aos pés, é puxado através de cabos próprios por uma lancha. A dificuldade está em suas manobras, cheio se saltos e piruetas, assim o esqui aquático é considerado um esporte radical. Página 24


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Surf: Adeptos de todo o mundo sonham em um dia conseguir levar o surf, este que é um dos esportes mais antigos, para uma edição das olimpíadas. Existem duas modalidades praticadas no surf que variam de acordo com a prancha utilizada pelo atleta. Long Board: Uma prancha bem maior e mais larga proporciona ao atleta “pegar” ondas menores e mais lentas, e fazer manobras mais artísticas, o “old school” do surf. Short Board: É utilizada uma prancha menor, possibilitando ao atleta “pegar” ondas maiores e mais velozes. Bodyboard: Parecido com o surf, mas é praticado deitado de peito sobre a prancha, que é menor. Sua prática é considerada mais fácil que o surf, mas não quer dizer que não tenha manobras difíceis de serem realizadas. Kitesurf: Uma das modalidades esportivas mais novas. Sua prática consiste em o atleta, com uma prancha de wakeboard, ser puxada por uma grande pipa através de cordas próprias, resistentes ao seu peso. Windsurf: Esse esporte é praticado em áreas de ventos fortes. Consiste em uma prancha própria (que apresenta amarras para os pés do atleta) que dispõe de uma vela, parecida com de embarcações. Biribol: Ainda pouco conhecido este esporte começa a cair no gosto dos brasileiros. Este esporte nada mais é que uma espécie de vôlei na água. Atualmente existe uma liga nacional de biribol, com vários estados e equipes participando.

Grandes nadadores da história do esporte Certamente, a natação é o esporte mais importante e mais popular nos dias atuais entre os esportes aquáticos. Ao longo da história, o esporte teve grandes atletas que deixaram seu nome na história da natação, como Michael Phelps, Mark Spitz, entre outros estrangeiros, e entre os brasileiros, Gustavo Borges e Cézar Cielo.

Michael Phelps Michael Fred Phelps II, ou simplesmente Michael Phelps, nasceu nos Estados Unidos da América, na cidade de Baltimore, no dia 30 de junho de 1985. Ele é facilmente considerado um dos maiores nadadores, e porque não atletas de um modo geral.

Página 25


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Phelps quebrou até os dias atuais nada menos que trinta e sete recordes mundiais. Ele também é o recordista de medalhas de ouro em uma única edição, com um total de oito medalhas. Este feito foi realizado na última edição das Olimpíadas que aconteceu na país asiático China, em sua capital, Pequim. Michael Phelps superou outro norte-americano, o também nadador Mark Spitz, que conseguiu sete medalhas de outro em uma única edição, na edição dos Jogos Olímpicos de Munique na Alemanha, no ano de 1972. Phelps ainda está para alcançar o recorde de conquistas de medalhas olímpicas , que pertence atualmente a ex-ginasta Larissa Latynina, da extinta União Soviética.participando. Pólo Aquático: Um esporte de equipes, praticado por homens e mulheres, que tem regras parecidas com o handball. A formação do time é de sete pessoas, seis suplentes (linha) e um guarda redes (como um goleiro). Canoagem: Este esporte ganha cada vez mais repercussão e vem sendo mais difundido no Brasil. Suas modalidades variam de acordo com o tipo de embarcação (canoa e caiaque), o número de atletas por embarcação e a distância a ser percorrida.

Esportes Aquáticos Não Olímpicos Esqui Aquático: Este esporte foi extinto das olimpíadas, mas não deixa de ser um esporte muito interessante e praticado em todo o mundo. Seus princípios são simples, o atleta, o qual possui uma prancha estilo snowborad preso aos pés, é puxado através de cabos próprios por uma lancha. A dificuldade está em suas manobras, cheio se saltos e piruetas, assim o esqui aquático é considerado um esporte radical. Surf: Adeptos de todo o mundo sonham em um dia conseguir levar o surf, este que é um dos esportes mais antigos, para uma edição das olimpíadas. Existem duas modalidades praticadas no surf que variam de acordo com a prancha utilizada pelo atleta. Long Board: Uma prancha bem maior e mais larga proporciona ao atleta “pegar” ondas menores e mais lentas, e fazer manobras mais artísticas, o “old school” do surf. Short Board: É utilizada uma prancha menor, possibilitando ao atleta “pegar” ondas maiores e mais velozes. Bodyboard: Parecido com o surf, mas é praticado deitado de peito sobre a prancha, que é menor. Sua prática é considerada mais fácil que o surf, mas não quer dizer que não tenha manobras difíceis de serem realizadas. Página 26


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Kitesurf: Uma das modalidades esportivas mais novas. Sua prática consiste em o atleta, com uma prancha de wakeboard, ser puxada por uma grande pipa através de cordas próprias, resistentes ao seu peso. Windsurf: Esse esporte é praticado em áreas de ventos fortes. Consiste em uma prancha própria (que apresenta amarras para os pés do atleta) que dispõe de uma vela, parecida com de embarcações. Biribol: Ainda pouco conhecido este esporte começa a cair no gosto dos brasileiros. Este esporte nada mais é que uma espécie de vôlei na água. Atualmente existe uma liga nacional de biribol, com vários estados e equipes participando. Grandes nadadores da história do esporte Certamente, a natação é o esporte mais importante e mais popular nos dias atuais entre os esportes aquáticos. Ao longo da história, o esporte teve grandes atletas que deixaram seu nome na história da natação, como Michael Phelps, Mark Spitz, entre outros estrangeiros, e entre os brasileiros, Gustavo Borges e Cézar Cielo.

Michael Fred Phelps II, ou simplesmente Michael Phelps, nasceu nos Estados Unidos da América, na cidade de Baltimore, no dia 30 de junho de 1985. Ele é facilmente considerado um dos maiores nadadores, e porque não atletas de um modo geral. Phelps quebrou até os dias atuais nada menos que trinta e sete recordes mundiais. Ele também é o recordista de medalhas de ouro em uma única edição, com um total de oito medalhas. Este feito foi realizado na última edição das Olimpíadas que aconteceu na país asiático China, em sua capital, Pequim. Michael Phelps superou outro norte-americano, o também nadador Mark Spitz, que conseguiu sete medalhas de outro em uma única edição, na edição dos Jogos Olímpicos de Munique na Alemanha, no ano de 1972. Phelps ainda está para alcançar o recorde de conquistas de medalhas olímpicas , que pertence atualmente a ex-ginasta Larissa Latynina, da extinta União Soviética.participando.

Página 27


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

A física nos esportes radicais A física está presente em tudo o que fazemos, no andar, no falar, como também no ato de praticar esportes. É verdade, a ciência física se encontra presente em todos os esportes como, por exemplo, no buddy jumping, no skate e no automobilismo. Nos esportes radicais a física se apresenta de várias formas, nas transformações de energia (cinética e potencial), na velocidade que os corpos adquirem, na resistência que o ar faz aos movimentos, etc. Mas como utilizar a prática de esportes radicais para explicar um conteúdo de física? É essa a parte boa. Os alunos que estudam física no ensino médio são jovens que estão descobrindo novas realidades. É através do gosto por novas descobertas que o professor de física deve lecionar, levando os alunos a conhecer alguns tipos de esportes. Recentemente foi criada uma mega rampa de skate que é um dos maiores desafios radicais, por meio dela é possível estudar a transformação de energia cinética em energia potencial, a atuação da força gravitacional sobre o corpo do skatista, o estudo de centro de massa, entre outros assuntos que podem ser trabalhados. A física está presente em tudo o que fazemos, no andar, no falar, como também no ato de praticar esportes. É verdade, a ciência física se encontra presente em todos os esportes como, por exemplo, no buddy jumping, no skate e no automobilismo. Nos esportes radicais a física se apresenta de várias formas, nas transformações de energia (cinética e potencial), na velocidade que os corpos adquirem, na resistência que o ar faz aos movimentos, etc. Mas como utilizar a prática de esportes radicais para explicar um conteúdo de física? É essa a parte boa. Os alunos que estudam física no ensino médio são jovens que estão descobrindo novas realidades. É através do gosto por novas descobertas que o professor de física deve lecionar, levando os alunos a conhecer alguns tipos de esportes. Recentemente foi criada uma mega rampa de skate que é um dos maiores desafios radicais, por meio dela é possível estudar a transformação de energia cinética em energia potencial, a atuação da força gravitacional sobre o corpo do skatista, o estudo de centro de massa, entre outros assuntos que podem ser trabalhados. A física está presente em tudo o que fazemos, no andar, no falar, como também no ato de praticar esportes. É verdade, a ciência física se encontra presente em todos os esportes como, por exemplo, no buddy jumping, no skate e no automobilismo. Nos esportes radicais a física se apresenta de várias formas, nas transformações de energia (cinética e potencial), na velocidade que os corpos adquirem, na resistência que o ar faz aos movimentos, etc. Mas como utilizar a prática de esportes radicais para explicar um conteúdo de física? É essa a parte boa. Os alunos que estudam física no ensino médio são jovens que estão descobrindo novas realidades. É através do gosto por novas descobertas que o professor de física deve lecionar, levando os alunos a conhecer alguns tipos de esportes. Recentemente foi criada uma mega rampa de skate que é um dos maiores desafios radicais, por meio dela é possível estudar a transformação de energia cinética em energia potencial, a atuação da força gravitacional sobre o corpo do skatista, o estudo de centro de massa, entre outros assuntos que podem ser trabalhados.

Página 28


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Descubra a emoção de fazer rapel em uma cachoeira! O Canyoning pode ser definido para um leigo como uma espécie de alpinismo praticado em cachoeiras. Mas o esporte vai muito além do rapel em cachoeiras, envolve tudo que diz respeito a exploração do ambiente dos canyons e dos rios em garganta. O Canionismo é muito extenso, mas a vitrine dessa prática é o rapel em cachoeiras, que se denomina como "cascading", e é amplamente praticado no Brasil. O conceito e premissas do Canionismo é o de ser uma atividade de baixo impacto no convívio com o ambiente natural e interferir o mínimo possível nesses locais. A emoção, obviamente, é o maior atrativo para os praticantes que se apaixonam pela exploração de canyons. E a adrenalina, se é que se pode chamar assim, se apresenta nas situações novas e inesperadas. A falta de técnica, equipamentos e principalmente o despreparo do grupo pode levar a sérios riscos. A má avaliação de uma situação e escolha incorreta do equipamento pode bloquear um esportista sob uma queda d‟água e conseqüentemente levá-lo a morte. Os riscos são vários: desde quedas de pedras sobre os praticantes, até o risco de afogamento em águas brancas. Todas as regiões e "chapadas" onde nascem os rios mais acidentados servem de palco para o Canyoning. Dentro os locais já conhecidos no Brasil para essa prática, destacamse: as Chapadas da Diamantina (BA) e dos Veadeiros (GO) e as escarpas da Serra do mar em São Paulo e Paraná; os grandes canyons da Serra Geral entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os grupos e associações começaram a surgir recentemente no Brasil e ainda não contam com força suficiente para a formação de uma federação, passo importante para a padronização das técnicas e procedimentos de segurança. As empresas que mais apóiam essa prática são as fabricantes de equipamentos como: PETZL, empresa francesa; a CAMP, empresa italiana; e a GUL, empresa inglesa de confecção de roupas de neoprene..

Rafting - Um Rio de Aventura O Rafting começou no final do século XIX no rio Colorado, nos Estados Unidos. A primeira expedição foi organizada por John Wesley Powel, mas pela precariedade do barco e a falta de técnica fez com que muitos acidentes acontecessem. No Brasil o rafting é praticado desde a década de 80. Apesar do pouco tempo, a divulgação do esporte e as muitas possibilidades que o país dá aos aventureiros, fizeram com que o esporte se desenvolvesse rapidamente. O primeiro campeonato brasileiro aconteceu em 1995, na cidade de Tibagi, no Paraná. Como todo esporte de aventura existe um risco, e dentro desta atividade é o de afogamento. Pode ocorrer também choques contra pedras, galhos e outras embarcações, ocasionando lesões como fraturas e luxações. Página 29


24 de abril de 2013

ATUALIDADES DO MUNDO

Dicas de Segurança *Pratique rafting SEMPRE com capacete e colete compatível com seu peso. *Preste bastante atenção às instruções do condutor antes do passeio. Essas instruções serão fundamentais para a sua segurança. *O condutor do seu bote é o comandante da embarcação. Obedeça rigorosamente aos seus comandos. *Se cair do bote, mantenha a calma e siga as orientações. Nunca tente pisar no fundo do rio. Você será retirado da água em breve O Rafting começou no final do século XIX no rio Colorado, nos Estados Unidos. A primeira expedição foi organizada por John Wesley Powel, mas pela precariedade do barco e a falta de técnica fez com que muitos acidentes acontecessem.

Página 30

atualidades no mundo  

espote,atualidades,curiosidades

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you