Issuu on Google+

Foto: Alexandre Ferreira/Pref. Rib. Neves

27 de março a 02 de abril de 2010 • ano 2 • número 35

Notícias

Walace Ventura

Pop Notícias . 12-17 de janeiro de 2010

Belo Horizonte • Ribeirão das Neves

Distribuição gratuita

O aumento da credibilidade do município com a gestão atual repercute com o apoio dos Governos Federal e Estadual.

Foto: Henrique Chendes

Circuito Cultural traz espaço de lazer e conhecimento interativo

página 3

Belo Horizonte

Leitura em trânsito O projeto Leitura para Todos, patrocinado pela BHTrans e Associação Cultural Teia de Textos, implantado em 2004, recebeu em 2007 o Prêmio Viva Leitura, dos Ministérios da Cultura e Educação. Com o objetivo de disseminar a literatura na população, de uma maneira acessível e prazerosa, incentivando a leitura, o projeto conta hoje com 10 linhas de ônibus circulando com os textos produzidos por alunos, pais, professores e funcionários de 33 escolas da rede municipal de ensino. Os trabalhos foram selecionados no concurso “Eu sou a Natureza”.

página 5

Meio passe para estudantes

páginas 8 e 9 Ribeirão das Neves

Capoeira: espaço de integração social Há quatro meses a sede da Associação do Bairro Metropolitano cedeu o espaço para as aulas de capoeira. Atualmente, o grupo é composto por mais de 60 pessoas que a cada dia recebe novos integrantes. A dança foi transformada em uma grande aliada que tem livrado jovens da violência, drogas e do mundo do crime. O grupo é coordenado por Gleiton Ferreira, que afirma que o esporte é “a melhor escolha para vencer em uma sociedade que não se importa com os mais pobres”.

página 11

Foto: Henrique Chendes

Belo Horizonte é a única capital do Brasil que não possui benefício do transporte público para os estudantes e a busca pelo meio passe já é tradição na cidade. Na quarta-feira (24), aproximadamente 2 mil alunos participaram da manifestação pelo meio passe no transporte público. Os estudantes se reuniram na Praça Afonso Arinos e deslocaram em direção à Prefeitura da capital e depois de concentraram na Praça Sete. Além do meio passe, os estudantes também reivindicaram melhorias no acesso à escola, cultura, lazer e esporte.

página 7 Ribeirão das Neves

Estudantes recebem R$ 3 mil Mais de 2 mil alunos que cumpriram os requisitos do Programa Poupança Jovem, receberam das mãos da Prefeitura de Ribeirão das Neves e do Governo de Minas o benefício durante formatura que aconteceu no dia 22 de março, no Parque Ecológico de Ribeirão das Neves.

página 13


26 de marco , a 2 de abril de 2010

2

OPINIÃO

Charge da semana Assunto da semana: Vacina contra gripe H1N1 “Ainda não tomei a vacina, mas se é para prevenir a população eu pretendo vacinar. Acho que os órgãos da saúde não colocariam nenhuma vacina para a população se não soubessem de sua eficácia.” João Ribeiro | Belo Horizonte

“Nunca tomei a vacina contra a gripe A, mas não conheço ninguém que tenha tomado e passado mal.” Madson Evandro | Belo Horizonte

“Nunca tomei vacina, apenas quando fiquei grávida, ainda mais esta nova vacina. Falam por ai tanta asneira que a gente fica cismado com as reações. Mas também não posso tomá-la porque tenho alergia quando como ovo e passo muito mal.” Joedia Silva | Belo Horizonte

“Não tive medo de tomar a vacina, porque sempre tomei outras e nunca tive nenhum problema. Meu sobrinho também tomou e não teve reações.”

Vacinação sem medo A saúde pública do Brasil tem um grande desafio nos próximos meses. Aproximadamente 90 milhões de pessoas devem ser imunizadas contra a influenza A (H1N1), ou gripe A, mais conhecida como gripe suína. A vacina que está sendo utilizada no país já está em uso em outros países e até o momento não foi observada nenhuma relação entre o uso da vacina e a ocorrência de efeitos adversos graves. Instituições de pesquisa como a Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB), a Sociedade Brasileira de Infectologia, entre dezenas de outras instituições médicas e de saúde coletiva de peso no país recomendam a vacina, que tem, em média, acima de 95% de eficácia. “Prioritariamente o objetivo é proteger os profissionais

de saúde e alguns grupos que têm maior risco de desenvolver a forma grave da doença ou evoluir para o óbito durante a segunda onda da pandemia da gripe A”, explica o médico epidemiologista Eduardo Hage Carmo, diretor de vigilância epidemiológica da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. “A segunda onda acontecerá no inverno.” De acordo com informações da Agência Brasil, o Comitê de Emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu manter o nível de pandemia para a influenza A (H1N1) – gripe suína. De acordo com o órgão, há a constatação de queda de casos da doença em alguns países, mas há também indícios de alto nível de transmissão no Oeste da África. A OMS expressou preocupação diante da proximidade com o inverno no Hemisfério

Sul e de possível aumento da transmissão do vírus Influenza H1N1 no período. Segundo o comitê, é prematuro concluir que todos os países já vivenciaram picos de transmissão da gripe suína. “É preciso mais tempo e mais informação para se modificar o status de pandemia”, afirmou em nota. O comitê deve voltar a se reunir em algumas semanas para rever o desenvolvimento da doença com base em informações epidemiológicas mais atualizadas. As recomendações apresentadas pela OMS, por enquanto, são para que os países não fechem suas fronteiras ou façam qualquer tipo de restrição ao tráfego internacional, que a fiscalização seja mantida em relação a casos de gripe e pneumonia severa e que as pessoas evitem viajar se estiverem doentes.

Priscila Medeiros | Belo Horizonte Gestante

“Em Ribeirão das Neves a procura pela vacina tem sido alta. As pessoas estão com medo de que a vacina acabe, mas não existe esse risco.” Thiago Stacanelli

Responsável pela Unidade Básica de Referência de Ribeirão das Neves

n@web Ministério da Saúde: A segunda etapa da estratégia nacional de vacinação contra gripe pandêmica começou segunda-feira (22). Durante duas semanas, até o dia 2 de abril, gestantes, crianças de seis meses a dois anos e doentes crônicos (exceto idosos) receberão as doses da vacina. Não é necessário apresentar atestado médico para comprovar a doença crônica. “Optamos por não burocratizar o processo de vacinação. Confiamos no bom senso dos cidadãos. Aquele que se vacinar e estiver fora do grupo de risco deve saber que está tirando uma dose de alguém que realmente precisa”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Gerson Penna. Na dúvida, as pessoas devem procurar o médico mais próximo ou de sua confiança para receber orientações.

http://portal.saude.gov.br

Para mais informações: 0800-61-1997 (Dique Saúde do Ministério da Saúde) ou Twitter: http://twitter.com/Minsaude


26 de marco , a 2 de abril de 2010

3

GERAL EDUCAÇÃO

MEC vai fazer nova rodada de seleção unificada em junho O Ministério da Educação (MEC) fará uma nova rodada de inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em junho. Os alunos que tiverem interesse em disputar as vagas que serão oferecidas por instituições públicas de ensino vão utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2009. A decisão foi tomada quarta-feira (23) ,após reunião do ministro com os reitores das universidades federais. De acordo com a secretária de Ensino Superior do MEC, Maria Paula Dallari Bucci, todas as 51 instituições que participaram da primeira edição do Sisu manifestaram interesse em permanecer no processo. Ainda não é possível saber quantas vão participar da seleção de junho, já que nem todas fazem processos seletivos duas vezes ao ano. O MEC espera que outras universidades que não fa-

ziam parte do Sisu participem da etapa de junho. O período para adesão das instituições começará no final de abril e prosseguirá até maio. A reunião também apontou para algumas mudanças no sistema. Em vez de três etapas de inscrição para preencher as vagas, o Sisu terá apenas uma etapa, seguida por uma lista de espera. Dessa forma, as vagas não ocupadas no primeiro período de

Foto: Alexandre Ferreira / Pref. Rib. Neves

Político DESTAQUE

inscrição serão preenchidas por meio de uma lista classificatória organizada a partir das notas dos estudantes no Enem. De acordo com Maria Paula, ainda serão definidas quantas opções de curso o aluno poderá fazer dentro do sistema. “São ajustes operacionais que eram esperados, um processo dessa natureza passa por ajustes. Essa é a sexta

reunião com reitores que a gente faz, o sistema foi desenhado com a participação das universidades e será assim em suas edições sucessivas”, disse a secretária. A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) está preparando um documento com a avaliação sobre o novo Enem e o Sisu para os próximos meses. De acordo com o presidente

da entidade, Alan Barbiero, é uma avaliação “política, pedagógica e operacional”. “Pela reunião de hoje, percebi que as colaborações dizem muito mais respeito às questões operacionais, do que do ponto de vista pedagógico ou político. Isso é positivo porque é mais fácil de ser ajustado. Estamos no caminho certo, precisando fazer ajustes operacionais”, afirmou. Sobre a próxima edição do Enem, que deve ocorrer após as eleições, o MEC apresentou um cronograma preliminar aos reitores. De acordo com Alan, as inscrições teriam início em junho e todo o processo se encerraria em janeiro. Mas, segundo Maria Paula, as datas ainda estão sendo avaliadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).

Walace Ventura O atual prefeito de Ribeirão das Neves, Walace Ventura, disputou a reeleição em 2008, fato que foi confirmado de maneira histórica na cidade, já que nenhum prefeito havia sido reeleito em toda a história do município. Na última eleição, Walace Ventura conseguiu formar a maior coligação do Estado de Minas Gerais, contando com o apoio de 16 partidos que formaram a coligação “Ribeirão das Neves no Rumo Certo”, (PRB, PSDB, PV, PDT, PMN, PTB, PPS, PTC, PHS, PC do B, PSDC, PT, PRP, PRTB, PP, PTN). Walace conseguiu 86,140 votos (78,33%) contra 23,832 (21,67%) de seu adversário, Dr. Getúlio. Em 2009, Walace Ventura recebeu da Organização Brasil Américas a “Certificação Internacional Brasil Américas / 2009”, homenagem concedida aos 100 melhores prefeitos e governos das Américas, com o objetivo de reconhecer instituições públicas compromissadas com as questões sociais, políticas, econômicas e com elevados índices de qualidade de vida. Na Conferência Nacional dos Municípios (CNM) de 2009, Neves ficou em 8ª posição na cidade do Brasil que mais cresceu em investimentos. O aumento da credibilidade do município com a gestão atual repercutiu tanto no Governo Federal, com a visita do Presidente Lula em 2008, trazendo recursos para a cidade, quanto do Governo Estadual. No início desta semana, Aécio Neves esteve presente na formatura de 2 mil alunos do programa Poupança Jovem. (Leia mais na página 13)


26 de marco , a 2 de abril de 2010

4

GERAL

INSS

Aposentado que continua contribuindo com o INSS pode requerer revisão da aposentadoria Os aposentados que continuam a trabalhar e contribuir para a Previdência tem possibilidade de se “desaposentarem” para requerer um benefício maior. Esta possibilidade vem sendo admitida pelo Poder Judiciário que vem se manifestando em diversas ações judiciais a respeito do tema, inclusive com decisão no STJ – Superior Tribunal de Justiça. A fundamentação básica para estas decisões ressaltam que a aposentadoria é “direito patrimonial e disponível, direito personalíssimo”, razão pela qual o segurado pode, a qualquer tempo, renunciar ao seu benefício, em detrimento a novo benefício que lhe seja mais fa-

vorável, explica o advogado Newton Vasconcellos Pereira, do escritório Vasconcellos, Bentes e Advogados Associados. Ele alerta também para pontos essenciais a serem observados nesta demanda: “Nem todos os aposentados que continuaram a contribuir com a Previdência Social após o início da aposentadoria serão beneficiados com o instituto da desaposentação, por isso é de extrema relevância que o profissional que vá defender o segurado na justiça efetue cálculo prévio do novo benefício”. De acordo com Newton Vasconcellos, grande número de aposentados pelo INSS deverá recorrer à justiça para obter o direito ao

aumento do valor recibo a título de aposentadoria, já que o INSS ainda não reconhece esta possibilidade de forma administrativa: “Apesar de nem todos os aposentados que continuaram trabalhando e contribuindo com INSS serem beneficiados pela desaposentação, este instituto beneficiará grande maioria dos aposentados no Brasil”, explica. “Temos casos aqui no escritório em que o benefício de nosso cliente será majorado dos atuais R$ 1.340,00 para o valor de R$ 3.200,00” informa o advogado Fernando Coelho Gersztein, especialista em Direito Previdenciário. A argumentação jurídica para garantir a desaposentação se sus-

tenta no “princípio de caráter contributivo da previdência social”. Se o trabalhador aposentado continua sendo obrigado a contribuir com o INSS, deverá ele ser beneficiado de alguma maneira. Outras ações judiciais na área previdenciária veem atormentando o INSS responsável pelo controle e pagamento das aposentadorias no regime geral de previdência. Os segurados que se aposentaram entre 24 de janeiro de 1984 e 24 de julho de 1991 por invalidez, já podem requerer judicialmente revisão para aumentar o benefício. O INSS quando fazia a conversão do benefício auxilio doença para aposentadoria por invalidez excluía do

cálculo do benefício de aposentadoria o tempo recebido como auxílio doença que, incluído no cálculo, aumentaria o benefício de aposentadoria em 1% a cada período de um ano de recebimento do citado auxílio. Além disso, o segurado que se aposentou por tempo de contribuição após 28 de novembro de 1999, mas que poderia ter se aposentado antes desta data, pode conseguir um reajuste de até 11%. Da mesma forma, aqueles que se aposentaram após 16 de dezembro de 1998, mas que poderiam se aposentar antes desta data tem direito ao reajuste, que neste caso chega até 19,56%.

ANAC

Voos na Pampulha continuarão limitados O governador Aécio Neves afirmou na terça-feira (23), que o Governo de Minas cumprirá o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que limita os voos no Aeroporto Carlos Drumond de Andrade, na Pampulha. O governador afirmou que a decisão nº 49 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), publicada no dia 17 deste mês, que torna nula a portaria nº 993 e, consequentemente, libera todos os voos no aeroporto da Pampulha, é nula e inócua. Em entrevista coletiva concedida na Cidade Administrativa, ao lado do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, Aécio Neves disse que comunicará a decisão ao ministro da Defesa, Nelson Jobim. O TAC que está em vigor, firmado entre a Infraero e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), proíbe qualquer alteração no limite de aeronaves no aeroporto da Pampulha sem que os problemas ambientais e de segurança, apontados no TAC, seja solucionados.

Planejamento estratégico Além de inadequações técnicas de segurança e de respeito ao meio ambiente, a limitação de voos no aeroporto da Pampulha faz parte de uma série de ações estratégicas adotadas pelo Governo do Estado para o desenvolvimento do Vetor Norte da capital. Esse planejamento inclui também a retomada de voos internacionais no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, a construção da Linha Verde, com investimentos de R$ 350 milhões, e a instalação da Cidade Administrativa, investimento de R$ 948 milhões. “Fiz questão de, ao lado do prefeito, deixar aqui essa manifestação, porque trata de algo extremamente relevante para Minas Gerais e não aceitamos que o Estado possa ser tratado à distância, dessa forma, sem uma conversa mais profunda conosco, sem a avaliação das razões técnicas por parte de pilotos; econômicas por parte de todas as entida-

des que atuam em Minas Gerais, no turismo, no comércio, no serviço, na indústria”, afirmou Aécio Neves.

Aditivo O TAC para o aeroporto da Pampulha limita os voos permitidos a aeronaves com até 50 lugares. O governador afirmou que será assinado um aditivo a esse TAC, ampliando o limite para 75 passageiros em turboélices, que são aeronaves mais modernas e seguras. “A partir daí, não pode haver autorização. Seria um passo seguinte para essa, vamos chamar, nulidade da portaria assinada pela presidente da Anac. O Governo do Estado está junto à Advocacia Geral e à área do Meio Ambiente fazendo cumprir este Termo de Ajuste de Conduta, mas esperamos que possa haver um entendimento e uma manifestação clara por parte da Anac e por parte da própria Infraero”, afirmou o governador. Fonte: Agência Minas

 Ciência Japão inventa um metal elástico, um material que suporta deformações de até 15% em sua estrutura e depois é capaz de retomar à forma original. A invenção pode ganhar aplicações que vão desde prédios imunes a terremotos até aparatos médicos

 Saúde O Ministério da Saúde iniciou a campanha de vacinação contra a influenza A (H1N1), popularmente conhecida como gripe suína. Na primeira etapa da campanha foram imunizados profissionais de Saúde e a população indígena.

 Aeronáutica Adilson Kindlemann, realiza o sonho de sua vida e de boa parte dos aviadores brasileiros: vai competir no Mundial de Corrida Aérea, o Red Bull Air Race. Ele é o primeiro aviador sul-africano a competir no único campeonato reconhecido pela FAI.

Pré-sal Segue a briga dos estados Brasileiros em torno dos royalties do petróleo do pré-sal. A prefeitura do Rio de Janeiro entrou na justiça para reaver novamente a maior “fatia na pizza” que será dividida entre os estados brasileiros.

Plano Collor

O Brasil rememora o que foi o mais triste golpe do plano econômico nacional: O confisco da caderneta de poupança. Collor de Melo e Zélia Cardoso são protagonistas de um episodio que jamais será esquecido pela população brasileira.

Meio Ambiente  De acordo com especialistas da ONU (Organização das Nações Unidas) e de órgãos independentes, cerca de 5,5 bilhões de pessoas sofrerão com a falta de água. Para a ONU, o desperdício e o mau uso da água será a principal causa.


CIDADE ADMINISTRATIVA DE MINAS GERAIS O GOVERNO DE MINAS SE ORGULHA DE ENTREGAR UMA OBRA QUE ANTECIPA O FUTURO PARA TODOS OS MINEIROS. Economia de mais de R$ 90 milhões todos os anos, recursos que poderão ser investidos em mais saúde, educação, segurança e ações sociais em todas as regiões de Minas

Sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, com inovações tecnológicas que reduzem o consumo de energia e de água

Mais desenvolvimento e oportunidades para a população da região Norte e para as cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte

Todas as secretarias e órgãos públicos em um só lugar, proporcionando mais rapidez e eficiência no atendimento às necessidades dos municípios mineiros Melhores condições de trabalho para o funcionalismo público estadual

Recuperação de áreas degradadas e construção do Parque Serra Verde aberto à população

Sistema a vácuo que proporciona 90% de economia no consumo de água em relação ao sistema convencional

Acesso funcional em todos os andares, para todos os cidadãos, inclusive portadores de necessidades especiais


26 de marco , a 2 de abril de 2010

6 LITERATURA Crônicas, poemas, contos.... Quem sente atração por esse gênero textual pode agora aproveitar os tempos livres durante uma viagem de ônibus para ler. Cerca de 10 linhas de ônibus da região norte de Belo Horizonte receberam em março textos que fazem parte do Projeto Leitura para Todos e outras linhas devem receber nos próximos meses.

BELO HORIZONTE

Leitura gratuita nos ônibus São 123 textos literários afixados nos ônibus através de cordões de nylon, produzidos por alunos, pais, professores e funcionários de 33 escolas da rede municipal de ensino. Os trabalhos foram selecionados no concurso “Eu sou a Natureza”. O tema abordado é voltado para a questão ambiental, despertando uma reflexão sobre a consciência ecológica das pessoas.

O projeto Leitura para Todos, patrocinado pela BHTrans e Associação Cultural Teia de Textos foi implantado em 2004 e tem por objetivo disseminar a literatura na população, de uma maneira acessível e prazerosa, incentivando a leitura. O projeto recebeu, em 2007, o Prêmio Viva Leitura, dos Ministérios da Cultura e Educação, na categoria Sociedade. Linha

No total, circularão 4.644 lâminas ilustradas e coloridas em 258 ônibus de 28 linhas, próximas às escolas que participaram do Concurso. Veja no quadro, as novas linhas de ônibus que foram contempladas com os textos na primeira etapa.

Frota

Lâminas

Serra Verde

15

270

Estrela do Oriente/Jardim Inconfidência

11

198

5507

Jardim Guanabara

15

270

341

Estação Barreiro/Estação Diamante via saúde

7

126

314

Santa Helena/Teixeira Dias

3

54

Zoológico via Serrano

15

270

3502

Ouro Preto/São Gabriel

8

144

9103

Santa Tereza/Santo Antônio

13

234

808

Estação São Gabriel/Paulo VI

14

72

809

Estação São Gabriel/Belmonte

3

54

706

Estação São Gabriel/Heliópolis

2

36

Jardim Filadelfia/Boa Vista

14

252

110

1980

2207 1404 B

4403 A

4801 A

Nome

Total

Em breve nas estações de metrô mais INFORMAÇÃO e CULTURA para você! Sua marca no Metrô de BH

• painéis; • quadros internos; • adesivação de vagões e portas; • envelopamento de vagões.

Jornal POP Notícias

• 4 cidades; • 160 mil exemplares/mês; • Descontos progressivos de acordo com o número de veiculações; • 200 Postos de Distribuição e entrega manual nos principais pontos das cidades; • Sem taxa extra para anúncios coloridos.

Mídia Impressa

• Logotipos; • Cartões de visita; • Envelopes e pastas; • Sinalização; • Frota; • Embalagens; • Rótulos; • Flyers, folders e postais; • Anúncios; • Uniformes; • Bottons; • Placas e sinalização; • Elaboração de jornais e revistas; • Campanhas políticas.

(31) 2512-3035


26 de marco , a 2 de abril de 2010

BELO HORIZONTE

7

MEIO PASSE

Estudantes pedem meio passe e mais acessibilidade Belo Horizonte é a única capital do Brasil que não possui benefício do transporte público para os estudantes. Proposta da categoria deve ser estudada pelo Legislativo. lazer e esporte. A primeira o que poderá contribuir para manifestação aconteceu no o enfrentamento de vários dia 24 de março. problemas históricos. As entidades lutam para que 50% do Belo Horizonte é a única fundo social que será criado capital do Brasil que não pos- com a exploração do petróleo sui benefício do transporte sejam destinados a educapúblico para os estudantes e a busca pelo meio passe já é tradição na cidade. De acordo informações da União Estadual dos Estudantes de Minas Gerais (UEEMG), são Carro de som, apito e fai- mais de trintas anos na busxas foram fundamentais para ca nacional pelo direito ao chamar a atenção de quem meio passe nos transportes passava por perto. O trânsito públicos. ficou intenso. Os estudantes se reuniram na Praça Afonso Outro pedido que a cateArinos e deslocaram em di- goria faz é que 50% do Fundo reção à Prefeitura da capital Social do Pré-sal seja direcioe depois de concentraram nado à educação. “Vivemos na Praça Sete. Além do meio hoje em um momento históripasse, os estudantes tam- co em nosso país. O descobribém reivindicaram melhorias mento do Pré-sal trará uma rino acesso à escola, cultura, queza fabulosa para o Brasil, Foto: Henrique Chendes

Em ano eleitoral, manifestações tomam conta da capital mineira. Dessa vez foram os estudantes de escolas públicas de Belo Horizonte que manifestaram pelo meio passe no transporte público. Cerca de 800 alunos de 20 escolas estaduais, além das unidades educacionais Cefet e UFMG, participaram do movimento.

ção, pois dessa forma conseguiremos atingir investimento necessário para melhorar a qualidade que o ensino brasileiro necessita”, deixa claro o texto veiculado no blog oficial da UEEMG. No momento da

paralisação, vereadores e políticos receberam a proposta dos estudantes, que deve ser apresentada na Câmara Legislativa no dia 30. Foto: Henrique Chendes


26 de marco , a 2 de abril de 2010

8

BELO HORIZONTE

A Praça é Nossa

Palco cultural e político de Belo Horizonte, a Praça da Liberdade recebeu essa semana o novo complexo do conhecimento: o Circuito Cultural Praça da Liberdade. Os prédios onde eram instaladas as secretarias do governo estadual, o antigo Hospital São Tarcísio, “Rainha da Sucata” e o antigo prédio da reitoria da UEMG receberam um novo estilo, com a implantação de espaços de arte, cultura, lazer e conhecimento. No prédio onde funcionava a Reitoria da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), por exemplo, agora é reservado para o Espaço TIM UFMG do Conhecimento. Com o deslocamento do Centro Administrativo para o bairro Serra Verde, os prédios das secretarias estaduais da Praça da Liberdade estão sendo transformados em centros culturais e museus. O Espaço TIM UFMG do Conhecimento foi o primeiro espaço cultural inaugurado. As mudanças estão sendo feitas pelo Governo Estadual, em parceria com entidades públicas e privada. A festa começou na tarde de domingo (21), com direito a apresentações artísticas e musicais, com exposição de painéis grafitados por alunos do Fica Vivo e de bonecos do grupo Giramundo, que completa 40 anos. Os bonecos expostos contemplavam várias fases no grupo durante sua história. Às 18h, deu-se início a apresentação dos cantores mineiros Fernanda Takai, Milton Nascimento, Lô Borges, Rogério Flausino, Wagner Tiso, Telo Borges e Marina Machado com a simultânea inauguração do Espaço TIM UFMG do Conhecimento, na presença do Governador do Estado, Aécio Neves, do vice Governa-

dor, Antônio Augusto Anastasia, do prefeito Marcio Lacerda, do ex reitor da UFMG, Ronaldo Tadêu Pena, do secretário estadual de Cultural, Paulo Brant, o presidente da Assembleia Legislativa, Alberto Pinto Coelho, e do vice-presidente da TIM, Rogério Takanayagi. “Construímos algo que vai muito além de qualquer uma das obras físicas e quaisquer dos indicadores sociais relevantes que esse governo tem. Isso aqui é um sonho. Essa praça foi concebida para ser o espaço do poder, de onde se tomariam decisões que iriam construir Minas de alguns séculos atrás. Hoje essa praça passa a ser a praça do povo, aquilo que existe de mais essencial em qualquer civilização, que é o espaço para conhecimento da cultura e da liberdade. E o que é mais essencial para que liberdade seja uma conquista permanente e definitiva para qualquer comunidade? O conhecimento. Essa obra é uma obra de muitos e não de um governo. Minas ainda tem muitas dificuldades, mas nós encontramos o caminho”, afirma o governador de Minas Gerais, Aécio Neves. Para a visitante Carla Castro, o espaço será bem

Praça da Liberdade recebe Circuito Cultural com espaços de lazer e conhecimento sobre a história humana de forma interativa e para todos os públicos

aproveitado na cidade. “Tudo está muito bonito e maravilhoso e fiquei muito curiosa para ver todos os andares. A inauguração vai agregar muito valor não apenas cultural, mas social também porque a cidade ganha mais um ponto de encontro para as pessoas e Belo Horizonte só tem a ganhar. É um grande presente para a gente”. Na segunda-feira (22) também foi inaugurado o Museu das Minas e do Metal EBX, espaço onde é exposta a história do processo de desenvolvimento econômico, social e cultural de Minas, com um acervo sobre mineração e metalurgia, documentando duas das principais atividades econômicas de Minas. O Circuito Cultural Praça da Liberdade será composto pelo Palácio da

Liberdade e mais 10 espaços culturais: Espaço TIM UFMG do Conhecimento, Museu das Minas e do Metal EBX, Memorial Minas Gerais Vale, Centro de Arte Popular Cemig, Centro Cultural Banco do Brasil, o café (entre o Museu Mineiro e o Arquivo Público Mineiro), Museu Mineiro, Arquivo Público Mineiro, Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, Centro de Apoio Turístico Tancredo Neves (conhecido como “Rainha da Sucata”). O complexo será composto por acervos históricos, artísticos e temáticos, centros culturais interativos, biblioteca e espaços para oficinas, cursos e ateliês abertos, planetário e espaços comerciais entre lojas, cafeterias e restaurantes.


26 de marco , a 2 de abril de 2010

BELO HORIZONTE

9

Para o escritor e cartunista Ziraldo, a inauguração vai ser mais um local de lazer e cultura na cidade. “A inauguração é um sonho da minha vida, porque a cidade não tinha espaço cultural. A gente precisava de espaço para que outros artistas importantes se realizassem em Belo Horizonte. Tem muito poeta bom, pintor bom, romancista bom e agora vocês poderão encher essa praça de atividades. Cada vez mais o homem vai precisar de lazer. Agora Minas Gerais entra no século 21”, afirma.

Além do Governador Aécio Neves, participaram também da solenidade o Prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda e o escritor e cartunista Ziraldo

Para a visitante Carla Castro, o espaço será bem aproveitado na cidade. “Tudo está muito bonito e maravilhoso e fiquei muito curiosa para ver todos os andares. A inauguração vai agregar muito valor, não apenas cultural, mais social também porque a cidade ganha um ponto de encontro para as pessoas e Belo Horizonte só tem a ganhar. É um grande presente para a gente.”

Carla Castro e o filho Caio Vinícius, de 5 anos já experimentam as possibilidades do espaço do conhecimento.

Espaço TIM UFMG do Conhecimento O Espaço TIM UFMG do Conhecimento é o primeiro prédio do Circuito Cultural Praça da Liberdade e abriga o primeiro planetário para visitação pública na cidade e um observatório astronômico. São 32 salas de exposição que contam a história da origem do homem e sua trajetória na terra. Foram investidos R$ 13,6 milhões. O espaço foi construído em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Telecom Italia Mobile (TIM). O espaço é de formação e de divulgação científica, tendo como função estimular a reflexão através de uma linguagem diferenciada, atraente e acessível. No local podem ser feitos experimentos interativos, com temas voltados para ciência, artes e tecnologia. Além de contar com um observatório astronômico e planetário, com projeção por meio de fibras ópticas e tela de 180 graus, capaz de transformar o ambiente num espaço multimídia. Para o vice-presidente da TIM, Rogério Takanayagi, esse projeto é um marco muito importante para Minas Gerais. “A gente acredita que temos obrigações sociais, com a população, e essa é a melhor forma de mostrar que a tecnologia, a empresa privado com a uma Universidade podem funcionar como instrumentos para fazer diferença para a população. A tecnologia é para melhorar a vida das pessoas”, afirma.

Museu de Minas Instalado no antigo prédio da Secretaria de Estado de Educação, o Museu das Minas e do Metal EBX é um espaço onde se conhece a história do desenvolvimento econômico, social e cultural de Minas. O acervo reúne informações sobre mineração e metalurgia e de sua aplicabilidade na sociedade. O prédio foi restaurado e adaptado e conta com 8 salas de exposição e cerca de 50 atrações em ambientes virtuais.


26 de marco , a 2 de abril de 2010

10

BH | NEVES

SAÚDE

Vacinação em alta em postos de BH e Ribeirão das Neves

Vacinação contra Gripe A para gestantes, doentes crônicos e crianças de seis meses a menores de dois anos termina dia 02/04

Ribeirão das Neves A segunda etapa da campanha contra a Gripe A (H1n1) teve muita demanda nos posto de saúde de Ribeirão das Neves. Na UBR (Unida Básica de Referência) Arlete de Souza Oliveira, houve uma demanda inicial de 200 pessoas imunizadas por dia. Segundo o responsável pela UBR, Thiago Stacanelli, há muitos cidadãos que tem medo que a vacina acabe. “Mas este risco não existe. Estamos preparados para atender a demanda de toda a população”, afirma. Embora seja a minoria, ainda é possível encontrar pessoas que teem receio de serem vacinadas e contraírem a doença. Segundo a coordenadora de imunização do município de Neves, Aline Lara, “infelizmente estão circulando informações equivocadas sobre a vacina. Mas a população pode se tranquilizar, pois é uma vacina segura e por ser feita de vírus inativado não há o risco da pessoa contrair a doença.” A gestante Bruna Diniz Patrocio foi uma das imunizadas. Depois da pandemia que existente em 2009, aproveitou o momento de campanha para vacinar. “Eu fiquei sabendo da vacinação através da mídia. Embora hoje fala-se menos de novos casos, eu acho importante que todas as mulheres grávidas sejam vacinada para que tenham menos riscos no período de gestação.” As pessoas que já receberam a vacina da gripe comum, distribuída principalmente na campanha de vacinação dos idosos, não estão imunes a influenza A (H1N1). Os

Foto: Henrique Chendes

Termina no dia 2 de abril a campanha de vacinação contra a Influenza A (H1N1), para gestantes, doentes crônicos (com exceção dos idosos) e crianças entre seis meses a 1 ano e 11 meses. Esta é a 2ª Etapa de vacinação contra gripe pandêmica, que começou no dia 22 de março. A partir do dia 5 de abril até dia 23 do mesmo mês, deve ser vacinada a população de 20 a 29 anos. Em Belo Horizonte e Ribeirão das Neves, todos os centros de saúde estão vacinando. Cerca de 20 mil profissionais da saúde da capital foram imunizados. A previsão é 1,2 milhão de pessoas. Ao todo o Ministério da Saúde adquiriu 113 milhões de doses para vacinar 91 milhões de pessoas contra gripe pandêmica. A vacina é contra-indicada para pessoas alérgicas a ovo. Ao todo são cinco etapas de vacinação. Neste período já foram imunizados trabalhadores de serviços de saúde e indígenas. Gestantes, pessoas com doenças crônicas e crianças de seis meses a menos de dois anos, finalizam a imunização na sexta feira (2). Os adultos e os idosos serão os próximos. As vacinas são distribuídas pelo Ministério da Saúde ao longo do período de vacinação, de acordo com cada etapa. Quem quiser receber lembrete por e-mail da data em que deve se vacinar pode se cadastrar no Portal do Ministério da Saúde (www.saude.gov.br), no hotsite especial do governo federal (www.vacinacaoinfluenza.com.br) e em sites comerciais onde a campanha publicitária será veiculada.

maiores de 60 anos também serão imunizadas durante a campanha anual que se repete em 2010. Embora não seja recorrente e nem apresente algum tipo de risco a saúde do cidadão, Aline Lara afirma que é possível apresentar algumas reações adversas após a vacinação como, dor no local da aplicação, dor de cabeça e mal estar, mas a maioria das pessoas não apresenta reação alguma. “A vacina é contra-indicada para pessoas que tem alergia grave a ovo”, reforça a coordenadora.

Gestantes, doentes crônicos e crianças Todas as grávidas, independentemente do período de gestação, devem ser vacinadas. As mulheres que engravidarem após o fim da etapa poderão se imunizar nas fases seguintes. Na vacinação das crianças,

pais e responsáveis devem levar aos locais de imunização apenas os bebês que já completaram seis meses de idade e os menores de dois anos. Da mesma forma, se a criança completar seis meses depois do dia 2 de abril, também poderá ser vacinada normalmente. É importante que os pais ou responsáveis levem o cartão de vacinação da criança. As crianças receberão uma dose dividida, que são aplicadas duas vezes, sendo a segunda após 30 dias da primeira. Já os doentes crônicos devem procurar os postos de vacinação. Devem vacinar pessoas abaixo de 60 anos que têm problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para Aids e câncer ou os chamados grandes obesos. Todos devem

portar documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Não é necessário apresentar atestado médico para comprovar a doença crônica.

Adultos Os adultos de 20 a 29 anos serão imunizados a entre os dias 5 e 23 de abril . Os adultos de 30 a 39 anos são vacinado do dia 10 de maio a 21 de maio.

Idosos Os idosos com mais de 60 anos devem aguardar até o dia 24 de abril, quando começa a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra gripe comum. A campanha será realizada até dia 7 de maio.

COMO PREVINIR

Foto: Henrique Chendes

Se você está com gripe ou resfriado • Não se automedique. Procure o médico e siga as orientações. • Ao tossir ou espirrar, cubra sempre a boca e o nariz com um lenço descartável. Após o uso o jogue no lixo imediatamente. • Lave as mãos frequentemente com água e sabonete ou use álcool gel para limpeza, especialmente, depois de tossir ou espirrar. • Evite ambientes fechados e com aglomerações de pessoas. • Não compartilhe: alimentos, copos, toalhas e outros objetos de uso pessoal. • Evite apertos de mãos, abraços e beijos. • Mantenha os ambientes arejados.

Se você NÃO está com gripe ou resfriado

Apesar da alta procura nos postos de Neves não há riscos de acabar a vacina

• Evite contato direto com secreções respiratórias de pessoas gripadas. • Evite tocar nos olhos, nariz e boca, pois estes são os locais por onde os vírus entram no organismo. • Lave as mãos frequentemente com água e sabonete ou use álcool gel para limpeza das mãos. • Mantenha os ambientes arejados.


26 de marco , a 2 de abril de 2010

RIBEIRÃO DAS

NEVES

11

CIDADANIA

Atitude que pode mudar uma história As crianças e jovens do bairro Metropolitano não perdem mais seus finais de tarde nas ruas. Há quatro meses a sede da Associação do Bairro Metropolitano, localizado na rua 61 em Ribeirão das Neves, cedeu o espaço para as aulas de capoeira. Mais de 60 pessoas compõem o grupo que a cada dia recebe novos integrantes. A capoeira, que hoje é conhecida no mundo todo, teve seus primeiros passos logo no inicio da colonização do Brasil. Com características do gueto desde sua criação, o que antes era uma luta usada por escravos se tornou uma dança, que foi transformada em uma grande aliada, que tem livrado jovens da violência, drogas e do mundo do crime. Aos 22 anos e muita disposição, Gleiton Felipe Ferreira, crescido e criado na periferia, apostou no poder dos esportes que é referên-

cia para a criançada do bairro onde mora. Praticante de capoeira desde os 10 anos, Gleiton narra como sua infância foi conturbada: “Eu cresci em um bairro barra pesada. Vários colegas meus entraram no mundo do crime, muitos morreram e eu tive outra escolha. A capoeira foi e é minha melhor escolha para vencer em uma sociedade que não se importa com os mais pobres” diz. As rodas, ou aulas, são divididas em dois horários para os alunos que variam de 6 a 30 anos de idade. As aulas de 18 às 20h são das crianças e jovens de 6 a 16 anos, e de 20 às 22h são para as pessoas de 17 aos 30 anos. Gleiton explica que os horários foram determinados de forma a agregar flexibilidade para quem trabalha e até mesmo para os pais das crianças, que em muitas vezes acompanham seus filhos. Gleiton conta que o acom-

panhamento dos alunos não é feito apenas no horário das aulas. As crianças e jovens que participam do projeto passam por uma avaliação periódica. Os pais dos atletas repassam para o instrutor o compor tamento dos filhos, como está o comportamento em casa e principalmente na escola: “Criança que não vai bem na escola

não pode treinar,” afirma o mestre de capoeira que acredita na forma de incentivo. “Pais constantemente me procuram para falar como seus filhos melhoraram. Isso é gratificante”, diz o jovem professor. Raiane Felipe dos Santos, 15 anos, treina capoeira desde 13 anos e há dois meses esta na academia de Gleiton. Ela, como todos os alunos, são gratos ao professor: “Ele eé um exemplo para todos

nós. Sempre atencioso, explica como devemos nos portar dentro e fora das rodas de capoeira”, afirma a garota. Adriano Lima, 22 anos, veio de Pernambuco há um ano e oito meses e conta que há dois meses começou a treinar na academia: “Quero aprender o máximo que puder, pois assim que voltar para minha terra quero ajudar a criançada, assim como o mestre esta fazendo aqui”, explica o ajudante de produção que veio para Minas a procura de uma oportunidade de trabalho. “Em rodas de capoeira não há diferença de sexo, cultural ou financeira. O que rola aqui é a amizade, descontração, euforia... Lugar onde todos são iguais e acreditamos que podemos ser mais do que a sociedade nos oferece”. Assim Gleiton define a capoeira, com orgulho do que faz: “Me dedico muito no que acredito e vejo que isso é uma coisa boa”. Interessados a participar ou ajudar no projeto da academia devem entrar em contato no telefone (31) 3627-9030 ou enviar um e-mail para: gleitonfelipe@hotmail.com. Fotos: Henrique Chendes


26 de marco , a 2 de abril de 2010

12

RIBEIRÃO DAS

NEVES

VANDALISMO

O ditado popular, “a primeira impressão é a que fica”, não parece gerar incômodo para alguns cidadãos de Ribeirão das Neves. Atos de vandalismo contra o patrimônio público estão espalhados pelas ruas, praças e escolas da cidade. O efeito que os vândalos querem causar é o de chamar a atenção da comunidade, que normalmente, encaram a atitude como desrespeitosa, sem sustentação ideológica e infantil, já que as marcas deixadas, dificilmente, são interpretadas pela população. O exemplo mais repetitivo são as pichações, que de tão recorrentes, passam como despercebidas aos olhares. Durante o regime militar no Brasil surgiram grupos que usavam a pichação como forma de exporem as ideias publicamente. Não havia liberdade de expressão, pois tudo era controlado por órgãos oficiais do governo. Portanto, com o interesse de apontarem certas falhas e exporem a insatisfação com a política da época, centenas de brasileiros pintavam paredes, construções e monumentos como manifesto de indignação. Hoje em dia, não é necessário tomar este tipo de atitude para ter atenção. Existem formas

democráticas garantidas por lei que asseguram a liberdade de se expressar pacificamente. O motivo de depredação atual repercute através da rebeldia sem causa. A sensação eufórica causada pela adrenalina quando se picha um muro, coretos e casas leva muitos jovens a pegar sprays, latas de tinta e desconfigurarem a imagem e significados projetados por artistas e arquitetos. A obra que foi construída com o intuito de beneficiar a sociedade muitas vezes acaba sendo destruída antes de ser concluída, como é o caso do centro de saúde construído na região central de Justinópolis. Há janelas tampadas com tábuas, porque os vidros foram quebrados. Se vê por todos os lados siglas e frases que representam grupos marginalizados de várias regiões. O que é esquecido, ou em algumas situações ignorado pelos vândalos, é que o investimento feito nestas obras, que em determinadas circunstâncias demoram a serem realizadas, veem do dinheiro público pago pelo cidadão que não contribui por caridade, mas a fim de receber benefícios do governo. No entanto, acaba sendo prejudicado pela falta de sensibili-

dade de pessoas que tem pouco acesso a educação. De acordo com o artigo 163 do Código Penal, o ato de pichar é tratado como uma conduta de destruir, inutilizar ou deteriorar coisas alheias. O pichador poderia ser punido com pena de detenção que varia de um a seis meses, ou multa. Caso o patrimônio deteriorado fosse público, o pichador seria enquadrado na forma qualificada do delito, sofrendo assim uma pena mais grave, de seis meses a três anos de detenção e multa, além da pena correspondente à violência. No centro de Justinópolis há dezenas de pontos manchados. O coreto e a paisagem local que deveria ser um estímulo atrativo à população se confunde entre

os rabiscos. Parte da alvenaria de um canteiro foi quebrada recentemente por um motociclista que tentou saltar a estrutura com a moto, afirmou um grupo de estudante que assistiu a cena. A aparência depreciativa tem tomado conta e poucas pessoas parecem se importarem com a situação. “Isto é falta de cultura das pessoas. Falta mais entendimento sobre o patrimônio público, e também o privado, que também é depredado,” afirma o aposentado José Almeida que frequenta região. A pichação parece ser uma atitude banal para os moradores jovens da região. Um estudante de 18 anos afirma ter realizado pichações en-

tre aos 13 e 16 anos de idade. Ele declara que não havia um motivo especial, além de identificar sua região. Algumas siglas representam o nome de alguns aglomerados. “Isto é só zoeira, coisa de moleque, passa logo.” A Escola Estadual Professor Guerino Casassanta traz o exemplo que os adolescentes não têm consciência de preservação do patrimônio público. Além das pichações feitas com sprays e rolos de tintas estes jovens usavam os corretivos de caneta para escreverem frases, declarações e o próprio nome. Até a placa que tem o nome da instituição gravado esta pintada. A medida mais efetiva é investir em programas e campanhas educativas. A infância e adolescência são os principais períodos de formação moral do sujeito. São nestes momentos que a família, escola e sociedade precisam interagir com os jovens, ao contrário deixá-los totalmente à vontade nas decisões, porque falta ainda experiências a serem vividas. Portanto, despertar a consciência sobre a importância de se preservar o patrimônio público e privado para a história local é imprescindível.

Placa pichada com corretivo pelos alunos

Visão do Grafiteiro Alexandre Carlos Irsigler, 38 anos, é instrutor da oficina de grafite do projeto Fica Vivo. Ele destaca que o jovem, normalmente, começa a pichar na faixa etária de 13 a 23 anos. A maioria representa as classes sociais C e D, mas existem participantes da B e A. O jovem e levado a pichar em busca de estatus e reconhecimento perante o grupo que frequenta. A revolta inconsciente é um jeito de se auto-afirmarem entre o eles e faz com que estas pessoas busquem os locais mais difíceis para pichar. Estas atitudes são alvo de apreciação destes jovens, junto a sensação de aventura e adrenalina. Segundo o instrutor, o grafite passa uma mensagem positiva e artística sem invadir o espaço alheio, evitando assim, o conflito com a lei. O grafite se encontra em um estágio acima da pichação e representa um dos três elementos do movimento hip-hop. Já a pichação é uma cultura urbana, mais do submundo.

Canteiro quebrado por motociclista


26 de marco , a 2 de abril de 2010

RIBEIRÃO DAS

13

NEVES

EDUCAÇÃO

Estudantes recebem benefício de R$ 3mil

A comprovação de que medidas socioeducativas quando implantadas adequadamente são os primeiros passos para combater a criminalidade, gerar oportunidades de emprego e diminuir a desigualdade social, já foi comprovada. A Prefeitura de Ribeirão das Neves e o Governo de Minas entregaram o benefício de R$ 3mil aos 2.153 alunos que cumpriram os requisitos do Programa Poupança Jovem, durante formatura que aconteceu no dia 22 de março, no Parque Ecológico de Ribeirão das Neves. Poupança Jovem é um programa estruturador do Governo de Minas destinado aos estudantes do ensino médio da rede pública estadual. Os alunos contam com atividades extracurriculares e culturais, além de cursos de qualificação profissional. Em contrapartida,

recebem uma poupança no valor de R$ 3 mil, a ser sacada após a conclusão do ensino médio. Esta foi a primeira turma formada pelo programa em Neves. Os alunos também receberam o certificado de conclusão, já que cursaram o Ensino Médio sem reprovação e participaram de todos os cursos e atividades previstas no programa. A solenidade contou com a presença do prefeito de Ribeirão das Neves, Walace Ventura, do governador Aécio Neves e seu vice, Antônio Anastasia, além da secretária de Desenvolvimento Social, Ana Lúcia Gazzola. Em discurso para os estudantes, o vice-governador, Antônio Anastasia, ressaltou a importância do programa. “Os três mil reais serão apenas para começar a vida profissional, a certeza e a esperan-

ça de construir um futuro melhor”. Para o Governador do Estado Aécio Neves, é preciso responsabilidade na utilização do dinheiro. “Temos que mostrar que essa foi uma aposta correta, e então muito juízo e responsabilidade para dar certo. Use bem esse dinheiro e continue estudando até onde for possível”, afirma o governador e completa: “Não existe em qualquer parte do mundo um programa que bota a grana na mão dos jovens, que confia nos jovens. O programa cresce a cada ano e gastamos mais de 70 milhões de reais em todo o estado. Mas Ribeirão das Neves é a nossa vitrine.” A estudante Ana Clara de Oliveira, 18, uma das escolhidas para representar todos os formandos na solenidade, ressaltou a importância do programa. “A maior con-

Thaís Emely: “Vou investir meu dinheiro na faculdade de medicina. A mensalidade é alta, mas o dinheiro vai me dar uma base para pagar a matrícula e primeira parcela.”

tribuição que o Poupança Jovem me proporcionou foi um estímulo em levar meus estudos com mais responsabilidade. Ele me deu um gás maior, não só pelo dinheiro, mas pelos projetos e os cursos que foram realizados. Através dele, eu consegui uma bolsa de 50% no curso de odontologia”. O Prefeito de Ribeirão das Neves, Walace Ventura, ressalta que o programa Poupança Jovem proporcionou uma visão diferenciada na construção de um tempo novo e valorização do jovem. “Os jovens estão se preparando para que consigam de forma responsável utilizar desse dinheiro”, afirma. O estudante Anderson Gonçalves, 18, pretende investir o dinheiro em sua carteira de motorista e, mais tarde, deseja ingressar na faculdade de Comunicação Social.

Já Alice de Almeida, 18, projeta, com a retirada do dinheiro, realizar seu casamento e comprar os móveis de sua casa. A maioria dos estudantes afirma que pretende aplicar o dinheiro na continuidade dos estudos, e em cursos técnicos e profissionalizantes. Além de Ribeirão das Neves, o programa atende, atualmente, os municípios de Ibirité, Sabará e Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), Governador Valadares, no Leste do Estado, Juiz de Fora, na Zona da Mata Montes Claros, no Norte de Minas e Teófilo Otoni, na região do Vale do Jequitinhonha/Mucuri. No encerramento, a banda Manitu fechou a programação com um toque de descontração e alegria. Fonte: Minas Online

Cibele (filha): “Tenho o Enem, e com o dinheiro que recebi posso pagar outra parcela da mensalidade. Com esse dinheiro, a população ganha muito porque ele pode ser investido em cursos técnicos ou mesmo faculdade.” Neusa de Lima (mãe): “O programa é uma ajuda para a faculdade da minha filha Cibele que já faz faculdade”.

Greve atinge Ribeirão das Neves Professores realizaram assembleia para decidir se haveria greve Na terça feira (23), funcionários da rede municipal de educação de Ribeirão das Neves promoveram uma assembleia a céu abeto próximo ao CAIC, com o intuito de decidir se haveria greve ou não. No dia 29 de março será realizada uma reunião onde professores e prefeitura decidirão o futuro dos alunos que aguardam o desfecho desta história. Professores municipais reivindicam aumento de 34,5%, percentual que segundo eles, corresponde a perdas de 10 anos. Além do aumento do vencimento, professores reivindicam também a melhoria das instalações e das condições de trabalho. A professora Maria da Gloria, que leciona para o primeiro período, afirma que na escola onde da aula não tem muito a reclamar, mas conta que colegas não têm a mesma sorte. “Muitos não têm boas condições de trabalho, tanto o material didático quanto a infra-estrutura fica a de-

seja”, afirma a professora. Ela afirma que por várias vezes houve reivindicações, mas que não levaram a nada e acredita que este ano será diferente, pois a aposta que a administração municipal seja capaz solucionar o problema. Éderson Silva de Resende, representante da Diretoria da Sindute, conta que o piso salarial dos professores varia entre R$805,00 a R$620,00 e que o restante dos colaboradores recebem um salário mínimo. “A proposta de reajuste é legal. Se somarmos todos os anos que não houve correção salarial, o valor será exorbitante” explica Éderson. De acordo com o sindicato, o índice de pontuação do IDB (Índice de Desenvolvimento de Educação Básica) é de 3,8. Segundo eles, o nível é baixo em relação à Belo Horizonte e demais cidades da região metropolitana. Pais de alunos começam a se preocupar com a possibilidade de greve. O mecânico Rodnei Casimiro, 37 anos,

pai de dois filhos matriculados na rede publica não sabe com quem os filhos iram ficar no período em que ele e a esposa estiverem trabalhando: “A greve não só prejudica os alunos, mas também os pais dos alunos, que além de sair de casa cedo para o trabalho, ainda tem que levar para o serviço a preocupação de saber a onde os filhos vão ficar. Com instrução já fica difícil tirar eles do caminho das drogas, imagina sem a escola que exerce um papel principal no desenvolvimento de um cidadão”, desabafa o Rodnei. Depois do dia 29, quando será realizada a primeira reunião oficial, pais e alunos esperam poder respirar aliviados com o término das reivindicações dos professores. A Secretaria Municipal de Educação de Ribeirão das Neves informou que somente após a reunião será declarada a posição da prefeitura. Além disso, sustenta que a prefeitura está aberta para início das negociações com os professores.


26 de marco , a 2 de abril de 2010

14

ESPORTES CRUZEIRO

ATLÉTICO

Raposão: sete anos ao lado da torcida

Camisa de treino é a mais procurada Foto: Site Oficial

Foto: Vipcomm

Há sete anos, na partida contra o Tupi, pelo Campeonato Mineiro de 2003, nascia o Raposão. De lá para cá, o Raposão acompanhou todos os jogos do Melhor Clube Brasileiro do Século XX no Mineirão e em alguns estádios pelo Brasil e virou xodó da torcida. Figura garantida atrás do gol do Gigante da Pampulha, o mascote realiza também diversas funções fora dos campos, como visitas a creches, escolas, hospitais e projetos sociais. Apesar da pouca idade, o Raposão já protagonizou vários momentos radicais. Entradas triunfais ao Mineirão compõem a lista das aven-

AMÉRICA

turas do mascote celeste, que já desceu aos gramados por meio de tirolesa, rapel, triciclo e até helicóptero. Este Ano, o mascote celeste comemorou seu aniversário com dezenas de crianças na Sede Campestre do Clube. A meninada participou de uma promoção no Site Oficial e respondeu à pergunta: “O que você faria para comemorar o aniversário do Raposão com sua turma de escola?”. Os autores das três melhores respostas foram escolhidos e puderam participar, com os amigos da escola, da festa do mascote celeste. Fonte: Site Oficial

A nova camisa de treino do Atlético se esgotou pelo quarto dia consecutivo na Loja do Galo. O fabricante está se esforçando bastante para atender a demanda dos torcedores e a próxima remessa da camisa deverá chegar na terça-feira (30), como explica o gerente da Loja do Galo de Lourdes, Alexandre Andrade. “A venda dos uniformes um e dois está indo além da nossa expectativa, mas a gente já tinha preparado um estoque muito grande dessas duas camisas. O que me causou espanto foi a deman-

da pela camisa de treino. A procura está realmente impressionante e devemos receber o próximo lote na terçafeira”, comentou o gerente. Também impressionado, o proprietário da Loja do Galo da Savassi, Fred Albuquerque, relata a grande procura pela camisa de treino. “Recebi o primeiro lote da camisa de treino ontem à tarde e elas se esgotaram antes do meio-dia de hoje. A procura tem sido enorme”, disse Fred Albuquerque. Fonte: Site Oficial

América ganha nova aparelhagem de fisioterapia Novos aparelhos ajudam na recuperação de jogadores no CT do América, segundo o coordenador da área de fisioterapia, Jomar Ottoni. A importância da nova estrutura reduz o tempo de internação na média de 50%. Além dos aparelhos de recuperação, o Departamento de Fisioterapia alviverde desenvolve outros trabalhos preventivos que é monitorado diariamente, visando diminuir as lesões nos atletas. Quem teve as horas de estreia na nova estrutura foi o volante Leandro Ferreira que torceu o tornozelo direito. O atleta permaneceu no Departamento Médico e fez um tratamento com “aircast”, um dos novos aparelhos que compõem a sala de fisioterapia do América.

COPA 2014

Obras para Copa já deveriam ter começado O ritmo das obras para a Copa de 2014 é preocupante, o que pode deixar o Brasil em uma posição difícil perante o mundo se houver atrasos. O alerta foi feito hoje (23) pelo presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia (Sinaeco), João Alberto Viol, durante palestra no 5º Fórum Urbano Mundial, que se realiza no Rio. “Em 2010, nós já deveríamos estar iniciando obras. A nossa pergunta é: onde estão os planos que vão possibilitar a realização da Copa do Mundo?” Para Viol, falta um planejamento adequado. “Em Londres, levaram um ano e meio para planejar o local onde seriam instalados os equipamentos e o que era usado como depósito de rejeitos. Agora, eles estão com o cronograma em ordem”, comparou.

O presidente do Sinaeco teme que a falta de planejamento atrapalhe a resolução de problemas estruturais das cidades brasileiras que vão sediar jogos da Copa, como trânsito engarrafado, sujeira, desordem e problema de infraestrutura nos aeroportos. “A Copa é uma oportunidade única para darmos um salto para a modernidade. Os olhos do mundo estarão voltados para nós e precisamos decidir se seremos vitrine ou vidraça”, alertou Viol. Ele citou notícia, veiculada hoje na imprensa, de que o Estádio do Engenhão, construído para os Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio, estaria apresentando problemas estruturais, o que poderia repercutir no planejamento na Copa de 2014. “Nos preocupa toda questão desse tipo. Porque nós nos batemos sempre pelas coisas plane-

jadas, projetadas com o devido tempo, para que elas sejam bem executadas. Tomara que isso não seja de grande repercussão, porque seria um prejuízo muito grande para o país. Mas é um alerta para que a gente não faça as coisas de forma apressada. Aquilo que houve com o Pan deve servir de lição para o que a gente não pode voltar a fazer”, disse o engenheiro.

Minas promete recuperar a Pampulha até 2014 Depois de anos de debates públicos sobre o problema, a Copasa, empresa estatal que gerencia o abastecimento de água e a coleta de esgoto no município, iniciou ano passado um processo de obras que promete a retirada de todo o esgoto que hoje é despejado na Pampulha. Segundo o Superintendente de

Serviços e Tratamento de Efluentes (SPSE) da Copasa, Eugênio Álvares da Silva, o trabalho está sendo realizado em parceria com as prefeituras de Belo Horizonte e Contagem. Esta última importantíssima, já que muito do esgoto despejado na lagoa tem origem no município vizinho à capital mineira. “Já estão em andamento obras com investimentos de R$ 16 milhões em BH e Contagem. São interceptores dos córregos que passam pelos bairros Braúnas, Xangrilá e do zoológico, da margem esquerda da lagoa e quatro elevatórias que vão reverter os efluentes para o córrego do Onça. Essas obras vão atender diretamente 300 mil pessoas”, afirma Silva. Ele conta que esta ainda é uma parte pequena da obra, cuja etapa mais pesada chega a R$ 116 milhões. “Esse é o convênio que

a Copasa tem com as prefeituras. São obras de infraestrutura urbana, construção de avenidas sanitárias e remoção de residências à margem dos córregos”, explica. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos em cerca de um ano e oito meses. “Em 2012 a Lagoa da Pampulha estará livre de todo esgoto que hoje é despejado nela”, promete.

Twitter: @popnoticias

Siga o Portal Copa 2014 no twitter: @portalcopa2014


26 de marco , a 2 de abril de 2010

ENTRETENIMENTO

NOVELAS

15

SEGUNDA

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Cristiana não aceita a proposta de Cissa e vai embora furiosa. Bruno fica encantado ao ver Samira sem o véu e os dois se beijam. Tânia esclarece o mal entendido a Jotapeg e ele fica sem graça diante da inspetora e de Livramento. Valentina consola Cristiana depois de saber o novo plano de Cissa. Livramento repreende Jotapeg e Tânia. Cristiana diz a Bernardo que eles não vão mais viajar para a Itália. Beto insinua que Cristiana pode ter desistido da viagem porque Bernardo quis acompanhála. Tânia vai tirar satisfação com Victor e Valentina.

Bernardo sai da casa de Cristiana decidido a falar com Cissa. Jamal leva Samira para casa. Jotapeg e Rodrigo pegam sol no meio da sala. Samira diz o que sente aos pais. Rita, Juju e Reco se juntam a Jotapeg e Rodrigo e arrumam suas cadeiras e esteiras para se bronzearem também. Jamal e Lívia ficam preocupados com Samira. Bernardo briga com Cissa e exige que ela peça desculpas para Cristiana. Antônio ouve a discussão e fica intrigado. Ele vai perguntar a Cristiana o que está acontecendo e se revolta ao saber a verdade.

Paulo Roberto fica irritado com Cissa ao ver Bernardo sair de casa. Samira pede para conversar com os pais assim que chega em casa. Cissa se preocupa com Bernardo. Zuleide observa Bernardo e Cristiana conversando. Samira tem uma conversa sincera com os pais sobre sua adaptação em um país diferente. Zuleide oferece um emprego e o escritório do Rocket para Bernardo ficar, enquanto não volta para casa. Lívia pede a Jamal para deixarem Samira escolher como vai agir. Cissa fica nervosa por não saber de Bernardo e liga para Bia.

Victor não se intimida com a irritação de Bernardo. Rodrigo coloca no teto o plástico que Zuleide comprou, mas ele arrebenta com o peso da água da chuva. Cissa fala para Paulo Roberto onde Bernardo está e ele decide ir conversar com o filho. Valentina repreende Victor toda vez que ele fala em Cristiana. Armindo, o síndico, e Santinha, a moradora do andar de baixo do Himalaia, exigem que Zuleide conserte o apartamento dela e o da vizinha. Patrícia, a dona do gatinho que Rodrigo encontrou, avisa que vai pagar a reforma do Himalaia.

Cristiana não se intimada com os comentários de Cissa. Patrícia impressiona Rodrigo com suas atitudes. Cristiana garante que Cissa vai aprender a respeitá-la. Zuleide, Jotapeg e Reco repreendem Rodrigo, pois acreditam que ele esteja perturbando Patrícia. Tânia distribui uma circular para os alunos e se irrita ao descobrir que Valentina e Victor lhe ensinaram gírias erradas. Cristiana fala com Valentina que teve uma ideia para tentar acabar com o preconceito de Cissa. Bia pergunta para Tati se ela viu Cristiana fazendo algo estranho.

Gustavo não aceita a explicação de Rose para o beijo em Alcino. Ernestina não consegue impedir Glória de sair de casa. O policial Almeida segue o táxi de Glória. Roberto não percebe que está sendo seguido por Verônica. Pedro não corresponde às expectativas de Érica e ela vai embora se consolar com Loló. Ernestina conta para Rose que Glória saiu e ela liga para Alcino. Roberto reconhece o policial e pede para o taxista levá-lo embora. Geni e Verônica também percebem a presença de Almeida e vão embora.

Rose fala com Alcino sobre Verônica e o sumiço de Glória. Roberto chega ao restaurante e policiais à paisana o observam. Rose vai à delegacia e descobre o que está acontecendo com a filha. Verônica aparece no restaurante e Roberto percebe que ela colocou alguma substância na taça de Glória. Roberto arranca a taça de Glória e bebe todo o líquido. O delegado Salviano não consegue impedir Rose de entrar no restaurante. Taís e Bené descobrem o pó afrodisíaco de dona Zica. Glória fica assustada com Verônica.

Verônica manda Geni levar Glória embora e fala para Lenita colocar Rose no lugar onde a filha estava. Geni deixa Glória em uma rua deserta e a manda voltar para casa. Ernestina se desespera ao ver que Rose não está em casa. Verônica destrata Rose. Lenita fica com pena de Rose, mas tenta disfarçar. Verônica não deixa Lenita e Geni darem comida nem água para Rose. Gustavo, Alcino e o delegado Salviano tentam descobrir o paradeiro de Rose. Alcino e Gustavo percebem que Glória mentiu ao falar que Verônica não fez nenhuma exigência.

Rose fica desesperada ao ser levada para dentro de um carro com Verônica. O delegado Salviano vai atrás de Verônica em seu esconderijo. Alcino e Gustavo conversam sobre o que sentem por Rose. Geni foge com Verônica e Rose por uma estrada deserta. Lenita indica o local onde Verônica estava escondida, mas os policiais não encontram ninguém. Waldemar, Alcino e Gustavo chegam a um descampado e saem do avião ao avistar um galpão. Verônica fica furiosa ao ver que Waldemar é o piloto que pediu e todos ficam tensos.

Verônica aproveita uma distração dos policias e tenta fugir, mas não consegue. Repórteres presenciam e anunciam a prisão de Verônica e tentam falar com Waldemar. Loló fica surpresa ao saber que Waldemar estava pilotando o avião de Verônica. Glória, Tarcísio, Domenico e Kátia ficam desesperados para saber notícias de Rose, Gustavo e Alcino. No escritório da Aromas todos vibram ao saberem que Verônica foi presa. Os paramédicos acreditam que Alcino não vai resistir se não tiver um atendimento adequado.

Ferdinando e Julieta não concordam com a partida de Gustavo. Mari fala com Rose sobre sua esperança de cura para Alcino. Dr. Fonseca avisa que a doença de Alcino se agravou. Verônica sai do consultório do médico atônita com a notícia de sua gravidez. Geni tenta falar com a vilã, mas ela a manda embora. Érica fica abalada com a conversa com Sofia. Kátia se surpreende ao ver que Gustavo vai viajar. Mari e Rose ficam felizes ao serem avisadas de que Alcino acordou. Kátia não consegue convencer Gustavo a desistir de viajar.

Goretti vê as fotos do pai e acha que ele enlouqueceu. Ramón assiste à apresentação de Led ao lado de Ditta e se emociona. Goretti não admite que o pai faça os serviços de manutenção do prédio e decide demiti-lo. Hélia pergunta a Maureen como anda sua relação com Niemann. Leal não aceita sua demissão, mas acata a ordem de Goretti. Iolanda ameaça denunciar Bodanski, mas resolve consultar Maria Eunice sobre o que deve ser feito. Iolanda vai buscar as Marias no colégio e Leal aparece de surpresa para dar um carona às netas.

Hélia sai da casa de Leal arrasada e o deixa amargurado. Led anda distraído pelas ruas e Katrina evita que ele seja atropelado. Deodora, mesmo contrariada, aceita fazer mal a Portinho de acordo com as ordens do pai, mas Niemann revela que era apenas um teste. Ramón fica preocupado com a falta de notícias do filho. Led conversa com Katrina e fica encantado com a menina. Nelinha sugere a troca de duplas e decide jogar ao lado de Zeca. Maureen leva Hélia para jantar e fica intrigada com seus comentários sobre Niemann.

Hélia e Leal se reconciliam. Katrina começa a falar sobre sua vida e Gaulês a convida para almoçar. Calógeras explica o que é necessário para abrir um processo de interdição e desconfia das intenções de Goretti. Led procura por Gaulês e Bárbara conta que ele saiu acompanhado. Goretti nega que queira interditar o pai, mas Calógeras decide falar com Leal. Iolanda visita Joca, que se queixa de sua ausência. Led pensa em Katrina enquanto ensaia e se desconcentra. Katrina conta que sua mãe morreu e Gaulês se entristece.

Leal acredita que Regeane ainda esteja viva e lamenta o fim das buscas. Hélia hesita em aceitar o convite de Niemann e ele lhe dá um tempo para pensar. Katrina cobra uma resposta de Gaulês ao seu pedido de casamento. Nara aconselha Hélia a não recusar a oferta de Niemann. Leal pede a ajuda de Niemann para procurar Regeane e o arquiteto promete contratar um detetive. Duba e Heloísa disputam o cargo de assistente de Goretti. Ditta procura um parceiro para o concurso e Pasquale se oferece para dançar com ela.

Leal fica perplexo ao saber que Hélia vai voltar a trabalhar com Niemann. Zeca não se conforma em deixar Renato e Nelinha sozinhos no escuro e resolve consertar o curto-circuito. Leal se desespera e liga para Niemann. Katrina reconhece Led, que fica desnorteado ao vê-la com Gaulês. Bárbara desiste de seu par e aceita se inscrever no concurso com Ramón. Hélia acusa Niemann de ter armado uma cilada para ela com a entrevista coletiva, e teme a reação de Leal. Katrina conta para Gaulês como conheceu Led.

Maria Helena, Maria Clara e Maria Eugênia se animam com a ideia de morar com o avô, enquanto Maria Eunice fica preocupada com os pais. Bodanski avisa a Dodô que a fabricação do tônico foi cancelada, mas uma cliente lhe oferece uma fortuna por um frasco. Iolanda preocupa-se com a possibilidade de Goretti e sua família irem morar na casa de Leal. Portinho visita Deodora e comenta que sentiu sua falta na marcenaria. Renato faz mais uma investida em Nelinha, mas ela foge. Lossaco ensaia com Goretti e elogia a sua performance.

A emissora não divulgou a sinópse desse capítulo.

A emissora não divulgou a sinópse desse capítulo.

A emissora não divulgou a sinópse desse capítulo.

A emissora não divulgou a sinópse desse capítulo.

A emissora não divulgou a sinópse desse capítulo.

A emissora não divulgou a sinópse desse capítulo.

Fiuk Bernardo - Malhação

perfil

Conhecido como Fiuk, Filipe Galvão, filho do cantor Fábio Júnior, está arrasando nas telinhas da Rede Globo, na série mais antiga: Malhação. No papel de Bernardo, o ator divide cena romântica com a atriz Cristiana Peres. Com 19 anos, o rapaz foi convidado para fazer a série adolescente, mas ainda sim precisou fazer testes na Globo, como todos os outros atores. Fiuk também já atuou no nas telonas, no longa metragem “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodansky. Com tantos talentos artísticos, o cantor deve gravar uma música para o próximo filme da saga Crepúsculo. Fiuk é vocalista da banda Hori, que já tem seis anos de estrada, mas lançou o primeiro álbum em agosto de 2009. Para o ator, sempre é tempo de aprender e não perde a oportunidade de adquirir conhecimento com seus próprios colegas de trabalho.

SÁBADO Não exibido aos sábados.


26 de marco , a 2 de abril de 2010

16

GENTE

Formatura do ‘Poupança Jovem’ em Neves FOTOS: Suzana Oliveira

Ana Bárbara e Luana Escola Estadual Alizon Belmonte Costa

Dayene, Larissa e Paola Cidade dos Meninos

Diogo, Adriely e Wendel Escola Estadual José Bonifácio

Douglas e Wesley E. E. Conceição Martins de Jesus

Jhonatas e Renta, E. E. Maria Pereira e E. E. Conceição Martins de Jesus

Luciana, Rafaela e Breno Escola Estadual Romualdo José da Costa

Frei Gilvander Moreira

TRABALHADOR da Semana

Padre Carmelita, mestre em Exegese Bíblica e professor de Teologia Bíblica gilvander@igrejadocarmo.com.br www.gilvander.org.br

Sr. João de Deus Vendedor Ambulante

Quem já passou pelo centro de Venda Nova, já deve ter notado a presença do Sr. João de Deus, que trabalha há décadas vendendo guloseimas na porta do Centro de Especialidades Médicas, local onde funcionava a antiga UPA Venda Nova. Seu carrinho, que fica todo tempo estacionado em frente ao estabelecimento, parece ser licenciado pela Prefeitura, com a identificação: “SMSA – vendedor ambulante”. Balas, chips, pipocas doces, refrigerantes e água mineral são os principais produtos vendidos. “Já vendi de tudo nessa vida e não gosto de ficar em casa. Prefiro mesmo é passar o dia aqui, com o pouquinho que Deus me deu.” (Sr. João de Deus)

Dom Oscar Romero – 30 anos de martírio Dia 24 de março de 2010 celebramos 30 anos de martírio de dom Oscar Romero, assassinado enquanto celebrava missa, em 24 de março de 1980, na capital de El Salvador, menor país da América Central, que faz recordar: “De ti, ó Belém, a menor entre todas as cidades, farei sair o salvador.” Após seu assassinato, eclodiu 12 anos de Guerra Civil (1980 a 1992). Mais de 75 mil pessoas foram assassinadas ou estão desaparecidas. “Essas são as veias abertas da América Latina”, afirma Eduardo Galeano. As remessas de dólares que os salvadorenhos que trabalham nos Estados Unidos enviam mensalmente às suas famílias em El Salvador aumentaram na década passada e alcançaram 3,787 bilhões de dólares em 2008, aproximadamente 17,1% do Produto Interno Bruto (PIB), mas o império estadunidense impõe o preço dos produtos que El Salvador exporta, e assim, retoma na taxação dos produtos o valor que os migrantes salvadorenhos, com muito suor, conseguem enviar aos seus parentes em El Salvador. Como arcebispo, dom Oscar Romero denunciou numerosas violações dos direitos humanos e manifestou publicamente sua solidariedade às vítimas da ditadura militar-civil de seu país. Romero foi um arcebispo de “opção preferencial pelos pobres”. “Se denuncio e condeno a injustiça é porque é minha obrigação como pastor de um povo oprimido e humilhado... O Evangelho me impulsiona a defender meu povo e em seu nome estou disposto a ir aos tribunais, ao cárcere e à morte... Nenhum soldado está obrigado a obedecer uma ordem contrária à lei de Deus que diz: “Não Matar.” Uma lei imoral não deve ser cumprida por ninguém. Soldados, em nome de Deus e no nome deste povo sofrido, cujos clamores sobem até ao céu cada dia mais tumultuosos, lhes suplico, lhes rogo, lhes ordeno em nome de Deus: cessem a repressão,” denunciava Oscar Romero um dia antes de ser martirizado. Ele dizia: “Se me matam, ressuscitarei na luta do meu povo.” Romero vive em nós!

Expediente Realização: Comunicação Objetiva CNPJ: 05.856.856/0001-87 Rua Funchal, 308 Sala12 • Telefone: (31) 2512-3035 Bairro Ouro Preto • Belo Horizonte • MG • CEP 31310-440 E-mail Redação: redacao@jornalpop.com.br Editor - Chefe: João Carlos Rocha - MTB 10.949/MG Equipe: Redatores: Alessandra Pereira • Enrico Delavia Rosa • Suzana Oliveira • Ariel Souza (estagiário) Comercial: Aline Ferreira • Elisângela Ciriaco • Marco Antônio Santos Editoração Gráfica: Cláudio Diniz Alves • Luiz Cordeiro (estagiário) Impressão: Sempre Editora


POP Notícias - Ed. 35