Page 1

nº 07 | 2011

201 1 o N 08

www.revistamista.com.br

Revista Mista - Feita para você!

distribuição

gratuita

Abadás

Aprenda a customizar o seu

Rock in Rio De volta ao Brasil

Caminhada

www.revistamista.com.br

Exercício prazeroso e poderoso

Homofobia não! O Brasil entra na luta contra a homofobia. País é campeão em assassinatos de homossexuais.

1


2

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


3


4

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


5


Expediente | Jornalistas Free Lancer: Thabata de Castro Barbosa do Bem, Fábio Monteiro, Rossana Andrade, Kaytslaine Mattos, redacao@editorapublicar.com.br | Designers: Airam Max, Pollyana Ferraz, Estagiária: Sêmia Portes, designer@editorapublicar. com.br | Publicidade: Drielle Simão, publicidade@editorapublicar.com.br | Comercial: comercial@editorapublicar.com.br | Fotografia: José Gomes de Oliveira Junior, Márcio Luiz Candido Gomes, Fábio Monteiro | Coordenadora: Gracilete Cassimiro Ferraz | Administrativo: Débora Barreto | Gerente Financeiro: Bruno Cassimiro Ferraz | Site: www.revistamista.com.br | Redes Sociais: Twitter: Twitter.com/revistamista, Facebook: Facebook.com/revistamista | Fale Conosco: revistamista@editorapublicar. com.br, sac@editorapublicar.com.br | +55 (33) 3275-3524 | Tiragem: 6.000 exemplares | Periodicidade: Bimestral | Abrangência: Governador Valadares, Vale do Aço, Mantena, Itabirinha, Peçanha, Engenheiro Caldas, Itamarandiba, Peçanha, Itanhomi, Tarumirim, Santa Maria do Suassuí e Conselheiro Pena | Editora Publicar CNPJ: 11.750.135/0001-90

6

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Editorial

Sonhos se tornam

reais

Sonhar não é futilidade. Mas que fique claro que sonhar com o pé no chão não faz mal a ninguém. Fazer com que um sonho se torne realidade, realmente não é fácil. Mas quando você coloca seu sonho como uma meta, as coisas começam a se tornarem reais. Passamos por diversas dificuldades e aprendemos com nossos erros. De muitas frases que temos nas paredes de nossa empresa, duas nos chamam a atenção, “Se você quer acertos, esteja preparado para os erros” de Carl Sagan e a outra diz: “Seus clientes menos satisfeitos são sua maior fonte de aprendizado”, Bill Gates. Isso é a mais pura verdade, caímos, levantamos, caímos de novo e levantamos outra vez. Não importa quantas vezes vamos ser derrubados, o que importa é que somos guerreiros, sonhadores, mas, com ideais a serem cumpridos. Não desistiremos nunca! Em nossa retomada, o primeiro passo foi definir metas agressivas, mas não impossíveis. Agora, apresentamos a revista renovada. Nosso site também está de cara nova, mais interativo, fazendo com que os leitores possam expor suas opiniões. Buscamos melhorar em tudo, qualidade do layout, diagramação, editorias e imagens, tanto da revista quanto do site. Estamos antenados nas novidades e preocupados em oferecer o melhor a nossos leitores. Nesta edição, a revista aborda temas importantes como a homofobia e a qualidade de vida. Trouxemos dicas de viagem e de customização de abadás. Vamos começar a contagem regressiva para o Rock in Rio e acompanhar uma entrevista com Júlio Avelar. A revista está recheada de matérias interessantes para que você sempre fique por dentro dos acontecimentos. Nova cara, novo formato, nova equipe. Sonhos podem se tornar realidade. E a Revista Mista é a prova disso. Pollyana Ferraz – Diretora Executiva Revista Mista | Editora Publicar.

7


Revista Mista - Edição 8 - 2011

Sumário 8

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

13Veículos

| Carros Antigos

24Saúde

| Caminhada

32Na Mira

| Júlio Avelar

35Tecnologia

paixão que resiste ao tempo

e seus benefícios

entrevistado

| Blogs

nova geração

39Projeto Preserve

| Ecobag

49Esporte

| Body Board

54Turismo

| Buenos Aires

uma nova ideia

Neymara Carvalho

Dica de viagem


57Moda

| Abadá

64Cultura

| Rock in Rio

69Fone de Ouvido

| Cascadura

74Noite Mista

| Onde ir

76Entretenimento

| Humor

78Dicas

| Canivete Suíço

79Mista Online

| Na web

Customização

De volta ao Brasil

Rock Baiano

Dica para o seu fim de semana

+Curiosidades

+Música, Literatura e Cinema

Conteúdo exclusivo

9


10

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


11


Colunista| Atualidade

Quanto vale um abraço? por Cleiton Dias

Ao falar de liderança, começaremos abordando a Filosofia e sua importância. Qual seu valor? Afinal, para que ela serve? Nem só de notícias alegres nós vivemos, infelizmente. O mundo está repleto de guerras, conf litos diversos entre países e até dentro do próprio país. A Líbia, por exemplo, é um país africano que vem sofrendo muito com batalhas travadas nas ruas entre exércitos rivais da própria nação. A cada dia vemos notícias tristes nos jornais e na televisão, mostrando assassinatos covardes, famílias vítimas da violência no mundo inteiro e também no Brasil.

12

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


legas da escola. Em outra ocasião, o mesmo teria sido seguro por sobre um vaso sanitário, também com a cabeça virada para baixo, e deram descarga. Situações como essa podem parecer absurdas, mas se repetem de formas semelhantes em diversos ambientes públicos pelo nosso país, como escolas, praças, entre outros. Assim, podemos observar que não seria Apesar de crimes de natureza cruel e injustificada uma grande surpresa que tenhamos pessoas a nossa terem se tornado uma dura rotina no nosso dia-a-dia, volta que sejam vítimas de algum tipo de humilhanão há como não se impressionar com o chacina na ção, que sofra de algum tipo de intimidação ou algo escola Tasso da Silveira, do bairro de Realengo, Zona parecido, que precise de uma atenção diferenciada. Oeste do Rio de Janeiro, ocorrido no último dia 07 de Concordamos que Wellington tinha uma Abril. E é sobre pessoas com perfil mente possivelmente perturbada, um semelhante ao do culpado pela morte perfil criminoso que felizmente não das 12 crianças de Realengo, o crimié nada comum de se encontrar, mas noso Wellington Menezes de Oliveira, queremos que casos como o da escoque gostaria de falar um pouco. la de Realengo fiquem no passado, e Com as tarefas da rotina de cada um, nada parecido volte a acontecer. é claro que o tempo é curto, cada Como podemos contribuir com isso? indivíduo tem suas responsabilidaSe atos de humilhação são capazes de des diversas, seja no trabalho ou nos ferir duramente a personalidade de afazeres do lar. Uma pessoa adulta, uma pessoa, trazendo desejo de com filhos frequentando a escola, Wellington Menezes, ex-aluno. vingança injustificada e de atitudes dificilmente terá tempo hábil para saber Assassinou 12 crianças em uma escola de Realengo no Rio. reprováveis, sem dúvida nenhuma um melhor sobre suas rotinas, como é a gesto de amor e amizade a quem nos cerca pode conconvivência deles com seus amigos, ou até mesmo o tribuir positivamente, pode moldar um coração que círculo de convívio de seu cônjuge. Veja que estamos sofre a um proceder normal e enriquecedor à sociefalando de pessoas da família, e vemos a dificuldade dade. Já que o ódio foi capaz de levar a vida de 12 que é comum de se compartilhar coisas simples da crianças inocentes, façamos que gestos simples de vida diária. cada um evitem que fatos tristes como esse se tornem Consequentemente, é mais difícil ainda sabermos parte da nossa vida. como anda o bem-estar e a auto-estima de nossos amigos, vizinhos, colegas de trabalho etc. Por mais que se tente um relacionamento mais próximo com as pessoas a nossa volta, talvez seja complicado detectarmos se um amigo precisa de um pouco mais de atenção, um braço, um conselho ou de apoio em um momento difícil. O caso do jovem Wellington Menezes de Oliveira é um bom exemplo de alguém que precisava de ajuda, mas não tinha. Pelos relatos feitos por pessoas próximas ao assassino, quando ele estudava no colégio Tasso de Oliveira, era vítima de chacotas, de bullying das mais diversas formas. Foram reveladas situações onde Wellington teria sido jogado em um latão de lixo com a cabeça para baixo, na vista de vários co-


14

14

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


Veículos| Carros

Veículos

Antigos paixão que o tempo não destrói por Fábio Monteiro

Todo primeiro sábado do mês, um grupo de amigos se reúne na praça Raul Soares, de Governador Valadares, para celebrar o interesse comum: a paixão por veículos antigos. Com pouco mais de 70 integrantes, a Associação Valadarense de Autos e Antigos (Avaant) existe desde 2007 na cidade mas os apaixonados pelas relíquias começaram a se reunir no ano 2000. O presidente da associação, o empresário Waisten Arlei Cezar, conta que a Avaant nasceu da paixão em comum por veículos antigos. O início do grupo foi em 2000, mas ele foi criado oficialmente no dia 7 de julho de 2007 (7/7/7). A partir de então, eles se reúnem todo primeiro final de semana do mês para expor os veículos, trocar experiências e fazer um ‘churrasquinho’, porque ninguém é de ferro. Waisten é proprietário de uma caminhonete C-10, ano 1975, com placa preta (ver box). O veículo acompanha a família há muitos anos. A placa preta da C-10 foi a segunda conseguida em Governador Valadares e, segundo Waisten, é uma espécie de ‘certificado de originalidade’ do automóvel. O veículo do empresário é um item raro. Segundo ele, em 1975 a Chevrolet fabricou uma série do automóvel mas o sistema de freio começou a ser alvo de constantes reclamações por parte dos proprietários. Com isso, o fabricante fez somente 456 veículos e suspendeu a produção. “Não é um veículo para ficar rodando muito. Ando pouco. Ele só tem 60 mil quilômetros rodados. O consumo é de quatro quilômetros por um litro de gasolina. Mas, também, ele não pode ficar parado. A gente tem que andar de vez em quando”, explicou.

15


PEÇAS

A reposição de peças é um problema para os amantes de veículos antigos. Waisten explica que a situação só não é tão ruim porque na internet é possível encontrar muita coisa. Segundo ele, em Governador Valadares existem bons mecânicos, mas a busca por peças tem que ser fora. Perguntado se venderia seu veículo, o empresário disse que já recebeu uma proposta por ele. “Quase vendi minha C-10 há um tempo atrás. Eu precisava comprar um caminhão para minha empresa e já estava quase fechando o negócio. Acontece que falei com meus amigos e eles praticamente me impediram de vender. Diziam que tínhamos que arrumar uma outra solução, mas que o carro eu não poderia vender”, relatou. O preço de mercado do veículo de Waisten está entre R$ 35 mil a R$ 40 mil, mas o valor sentimental não tem como avaliar. “É um veículo que já está com a gente há anos. Minhas filhas gostam dele. As pessoas nos identificam por ele. Outro dia, pedi a um funcionário para fazer algo pra mim com meu veículo. Na hora começaram a me ligar querendo saber quem estava com ele. Seria como vender um animal de estimação que está conosco há anos. Não dá pra fazer isso”, disse ele.

ENCONTROS

A Associação Valadarense de Autos Antigos (Avaant) se reúne mensalmente na praça Raul Soares, na Ilha dos Araújos, em Governador Valadares. Os encontros são marcados para o primeiro sábado de cada mês. No blog da associação (http://avaantantigos.blogspot. com) é possível encontrar fotos dos encontros, dicas e reportagens sobre veículos antigos e ainda links de outras associações ligadas ao tema pelo Brasil.

A placa preta O presidente da Avaant explicou que em Governador Valadares existem dezenas de veículos com condições de obter a placa preta. Atualmente, existem somente três veículos com tal placa. “A gente não busca esta placa preta para aumentar o valor do veículo mas, com certeza, o preço dele aumenta muito com isso, já que ela é uma espécie de ‘certificado de originalidade’, afirmou. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Lei 9503, de 23/09/1997, contemplou os veículos antigos nacionais e estrangeiros, com mais de 30 anos e que mantenham suas características originais, com uma diferenciação em relação aos demais veículos, que é a placa preta. O CTB adequou a legislação brasileira de trânsito no sentido de preservar a memória automobilística mundial, a exemplo do que já era feito em diversos países desenvolvidos. Além disso, isenta os veículos, assim licenciados, do controle de emissão de gases/poluição e ruídos bem como do uso de itens de seguranças que não existiam na época da fabricação dos mesmos.

16

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Exigências para se conseguir a placa preta • Ter sido fabricado há mais de trinta anos; • conservar suas características originais de fabricação; • integrar uma coleção; • apresentar Certificado de Originalidade, reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito DENATRAN. Fonte http://www.veterancarclub.com.br Avaant (Associação Valadarense de Autos e Antigos) Blog: http://avaantantigos.blogspot.com Twitter: http://www.twitter.com/avaant

Fotos: blog da Avaant

17


Colunista| Psicologia - Filosofia

Raízes

da Violência por Charles Cesar Couto

A princípio, todo ser humano traz consigo o impulso para a violência. Ela vem através dos nossos próprios instintos, segundo o prof. Michel Echenique em sua obra Raízes da Violência – Conhecer para Evitar. Mas, quando as coisas ficam críticas, não temos muitas ferramentas para direcionar essa força e, então ela pode se manifestar de formas diversas. Vimos isso na chacina na escola do Realengo. A violência expressa pelo ser humano, segundo o mesmo autor, relaciona-se com o temperamento individual. Todos temos temperamento, mas nem sempre temos a formação de caráter para lidar com ele, então ele aparece de forma negativa. O temperamento se compõe de instintos, paixões e hábitos. Esses elementos precisam ser trabalhados através de formas educacionais para que manifeste os potenciais superiores do ser humano. O homem carrega consigo os instintos ao longo de sua história enquanto que o caráter é algo a ser desenvolvido através da educação e filosofia, que é uma ferramenta que desenvolve os potenciais superiores do ser humano. E, caso isso não aconteça, o temperamento domina o ser humano. O temperamento pode ser comparado a um cavalo selvagem que vive do jeito que quer.

18

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

Se esse cavalo for conquistado por um cavaleiro, irá fazer muitas coisas superiores a que fazia. Esse cavalo representa nossos instintos nossa força selvagem, e, o cavaleiro o que há de melhor no ser humano, sua inteligência, que ensina, orienta o cavalo, através dos valores morais e das faculdades superiores como a Vontade, a Atenção, a Concentração e a Memória. O problema com o qual nos defrontamos hoje é que a violência está presente em todos os lugares, inclusive em nós mesmos. E, se pudermos oferecer ao homem uma cultura, entendendo a palavra cultura no sentido latino de “cultus”, a ação de preparar a terra, de criar uma série de condições para plantar sementes que possam crescer, ele poderá se tornar uma pessoa melhor e, consequentemente formar um mundo melhor. O homem é essa terra a ser cultivada com as sementes de sabedoria deixadas na nossa cultura por todos aqueles que educaram o homem no que diz respeito a educação do seu temperamento. Ainda é atual a velha ideia formulada por Sócrates: “Homem, conhece-te a ti mesmo”, pois quando o homem se conhece, ele pode se dominar...


Colunista | Direito

BLITZ!

Motos, bicicletas, habilitação e licenciamento.

Por Filippe Bastos

Motos de 50 cilindradas e bicicletas elétricas devem ser licenciadas? E a habilitação como funciona?

tratamento pela autoridade policial. Duas questões importantes merecem ser discutidas.

Primeiramente há a necessidade de esclarecer que

Primeira está relacionada ao emplacamento, é, ou não

ciclomotor não é motocicleta. Na visão da Legislação

é necessário o emplacamento? Segunda diz respeito

de Trânsito Brasileiro, ciclomotor é um veículo de

a autorização para conduzir ciclomotor. O Código de

propulsão mecânica, ou elétrica, com potência máxima

Trânsito exige que o condutor possua esta autorização,

de 50 cilindradas, cuja velocidade não exceda 50 Km/h.

contudo nenhum DETRAN do Estado a emite.

Assim, qualquer veículo, com pedal, ou sem, que

Pois bem, é proibido a todo e qualquer agente

atenda os requisitos acima, deverá ter o mesmo

público agir de forma contrária a legislação, ou mesmo extrapolando seus limites, digo isso porque a legislação de trânsito deixou a cargo do munícipio regulamentar e fiscalizar o licenciamento e registro de ciclomotores. Só que vemos nas ruas policiais militares aprendendo motos de até 50 cilindradas, mas deixando andar bicicletas elétricas e motorizadas. Está errado, pois primeiramente não compete à Polícia Militar fiscalizar este veículo. A legislação

19


reservou este direito somente aos órgãos e entidades

Os órgãos de trânsito não emitem a ACC (autori-

municipais. A Polícia Militar, o DETRAN e a Polícia

zação para conduzir ciclomotor), uma vez que não

Civil são órgãos estaduais, não tendo competência

há auto-escola preparada para dar treinamento em

para fiscalizar este tipo de veículo. E mais, caso o

ciclomotor, há uma baixa procura desta habilitação,

DETRAN emplaque o ciclomotor, comete ato ilegal

entre outros fatores.

sujeito às ações legais cabíveis. Se o munícipio não fiscaliza, não é permitido outro

ser cumprida, o caso foi parar na Justiça, mais propria-

órgão fazê-lo em nome dele. Para ficar mais claro ao

mente na 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual, que

leitor é assim: se o munícipio deixa de cobrar o IPTU,

proibiu, em caráter liminar, em todo o Estado de Minas

a secretária da fazenda estadual não pode cobrar

Gerais, a exigência, por parte da autoridade policial,

este imposto em nome dele, alegando este que o faz,

de documento de habilitação para conduzir ciclomotor,

pois aquele não tem legislação específica. Como são

seguindo as decisões de outros Estados.

órgãos de esferas específicas, com competências próprias, as ações não podem se misturar. Sumarizando, é proibido o emplacamento de ciclomotores até que a Prefeitura e a Câmara Municipal

20

Assim sendo, como há uma exigência que não pode

A meu ver, esta decisão é a mais acertada, o cidadão não pode ser cobrado pelo Estado, por algo que o próprio Estado não fornece. Por

derradeiro,

embora

esteja

suspensa

a

regulamente qual tratamento deve dar a estes veículos.

fiscalização quanto a emplacamento e habilitação, o

Com relação à habilitação, o caso é mais grave.

condutor de ciclomotor ainda deve obedecer às leis de

Embora a legislação tenha deixado a cargo do DETRAN

trânsito e andar de capacete. Segurança deve vir em

emitir o documento, não há condições de exigi-lo.

primeiro lugar.

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


21


Matéria da Capa

Homofobia não! por Fábio Monteiro

Brasil entra na cruzada contra a homofobia. País é campeão mundial em números de assassinatos de homossexuais.

22

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

milhões de pessoas a mais que a brasileira. O estado brasileiro que mais mata é a Bahia, com 29 homicídios em 2010, acompanhada de Alagoas, com 24 mortes, e Rio de Janeiro e São Paulo, com 23 cada. De acordo com o relatório do GGB, o Nordeste é a região mais homofóbica. Cerca de 30% da população brasileira está concentrada na região, que registrou 43% dos assassinatos contra gays, travestis e lésbicas. A região Sudeste vem em segundo, com 27%, seguida por Centro-Oeste e Norte, ambas com 10%, e a Sul, com 9%. A ONG aponta que o risco de um homossexual ser assassinado no Nordeste é 80% maior que no Sul/Sudeste.

Fotos: José Júnior

‘Nunca na história deste país’ se falou tanto em homofobia. Talvez pelo fato de que as minorias começaram a se rebelar depois de anos e anos sendo motivo de chacota e alvo de agressões. Talvez pelo fato das pessoas estarem se conscientizando mais sobre seus direitos. Talvez pelo simples fato de estarem cansadas de assistir a tudo caladas, inertes. O fato é que a homofobia se tornou assunto diário nas rodas de discussões, nas escolas, nos noticiários, enfim, no dia a dia do brasileiro. O Grupo Gay da Bahia (GGB) divulgou em abril um relatório com os assassinatos de gays, travestis e lésbicas mortos no Brasil em 2010. Ao todo, foram 260, o que dá uma média de um homossexual assassinado cada um dia e meio no Brasil. Em 2009, o número foi de 198 homicídios. Segundo o GGB, nos últimos cinco anos, o aumento foi de 113% no número de assassinatos de gays (em 2007 foram 122 mortes). Somente no primeiro trimestre de 2011, foram 65 mortes. Dentre os mortos, 140 gays (54%), 110 travestis (42%) e 10 lésbicas (4%). Os números da ONG baiana confirmam a posição do Brasil de campeão mundial de assassinatos de homossexuais. Para exemplificar, em 2010 aconteceram 14 assassinatos de gays nos Estados Unidos, número 87% menor que no Brasil. Vale lembrar que a população norte americana possui 100


Genocídio Para o Presidente do GGB, Marcelo Cerqueira, “há três soluções contra os crimes homofóbicos: ensinar à população a respeitar os direitos humanos dos homossexuais através de leis afirmativas da cidadania LGBT, exigir que a Polícia e Justiça punam com toda severidade a homofobia e, sobretudo, que os próprios gays e travestis evitem situações de risco, não levando desconhecidos para casa, evitando transar com marginais.” O professor Luiz Mott, responsável pelo levantamento divulgado pelo GGB, disse, em entrevista ao site da ONG, que o aumento de 113% de assassinatos nos últimos cinco anos é um genocídio. “O Brasil tornou-se o epicentro mundial de crimes contra homossexuais. A Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República não implementou em tempo hábil as deliberações do Programa Nacional de Direitos Humanos II, nem do Programa Brasil Sem Homofobia e da 1ª Conferência Nacional GLBT. O GGB está enviando denúncia contra o Governo Brasileiro junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organi-

zação dos Estados Americanos (OEA) e à Organização das Nações Unidas (ONU), pelo crime de prevaricação e lesa humanidade contra os homossexuais.” De acordo com Mott, esse aumento é resultado da violência e da impunidade. “Há um crescimento da quantidade de assassinatos. Além disso, menos de 10% desses assassinos são presos e sentenciados. Atualmente, a visibilidade dos gays é maior, pois há muitos se assumindo e isso provoca o aumento da intolerância.” O professor acredita que mesmo quando há a suspeita de envolvimento com drogas e prostituição, os crimes contra homossexuais podem ser qualificados como homofóbicos devida vulnerabilidade das vítimas e a ‘homofobia cultural e institucional’. “É a homofobia que empurra as travestis para a prostituição e para as margens da sociedade. A certeza da impunidade e o estereótipo do gay como fraco, indefeso, estimulam a ação dos assassinos”, salienta o professor.

Educação Sexual De acordo com Mott, essa situação pode ser revertida com educação sexual nas escolas, maior rigor da polícia e da Justiça, políticas afirmativas que garantam a cidadania plena de 10% da população e maior cuidado dos próprios gays, travestis e lésbicas. O GGB vai denunciar o governo brasileiro à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA) e à Organização das Nações Unidas (ONU) por crime de prevaricação e lesa humanidade contra os homossexuais.


Casos e mais casos Nos últimos dias, a imprensa tem noticiado crimes que podem ser associados a homofobia. No final de 2010, a polícia registrou ataques a jovens homossexuais na avenida Paulista, em São Paulo. Em alguns casos, câmeras gravaram as agressões, como a que quatro jovens agrediam outros que passavam pela rua. Um deles chegou a quebrar uma lâmpada f luorescente no rosto de uma das vítimas. Outro caso chocante, aconteceu no início de abril de 2011. A adolescente Adriele Camacho de Almeida, 16 anos, foi encontrada morta na pequena cidade de Itarumã, Goiás. O fazendeiro Cláudio Roberto de Assis, 36, e os dois filhos, de 17 e 13 anos, foram detidos sob acusação de matar a garota. Adriele namorava a filha do fazendeiro, que não admitia o relacionamento. O garoto de 17 anos assumiu o crime, dizendo que ligou para a vítima dizendo que iria ajudá-la a fugir com sua irmã. Adriele foi morta a facadas e teve o corpo enterrado em cova rasa. Também no mês de abril, um travesti de 24 anos foi assassinado com 32 facadas em Campina Grande, Paraíba. O crime foi f lagrado pelas câmeras da Superintendência de Trânsito da cidade. Um veículo escuro parou próximo a um grupo. Três rapazes desceram e começaram a perseguir Daniel de Oliveira, que foi derrubado e agredido com chutes e facadas. O travesti morreu no local e a polícia prendeu dois dos envolvidos, um deles, um adolescente. A motivação do crime, segundo eles, seria porque a vítima teria furtado R$ 800 de um cliente durante um programa. O caso está sendo investigado. Foto: José Júnior

Deputado polêmico Foto: Janine Moraes/Ag. Câmara

24

24

Recentemente, uma entrevista do polêmico deputado federal Jair Bolsonaro ao programa CQC, da Rede Bandeirantes, acirrou os ânimos. Ele vociferou contra negros, viciados e homossexuais, provocando a ira de organizações de defesa dos grupos envolvidos. Entre as declarações, Bolsonaro disse que ‘daria uma porrada’ no filho se o visse fumando maconha. Ele também declarou que os movimentos que fazem ‘apologia’ à homossexualidade e bissexualidade promovem os ‘maus costumes’ e que não corre o risco de ter filho homossexual porque foi pai presente e soube dar boa educação. Perguntado pela cantora Preta Gil o que faria se seu filho se apaixonasse por uma negra, o deputado disse que ‘não discutiria promiscuidade’ e que não correria tal risco porque seus filhos ‘foram muito bem educados’. Em 2010, Bolsonaro já havia ganhado destaque na mídia ao se declarar ser a favor de surras em crianças e adolescentes que tenham tendências homossexuais, se colocando como defensor da ‘família tradicional’. Na ocasião, o deputado declarou: ‘o filho começa a ficar meio gayzinho, leva um coro, ele muda o comportamento. Olha, eu vejo muita gente por aí dizendo: ainda bem que levei umas palmadas, meu pai me ensinou a ser homem’. Assim como aconteceu em 2010, as declarações do deputado se transformaram em alvo de protestos contra a homofobia, com grupos pedindo até a cassação do parlamentar. Por conta das declarações de Bolsonaro no CQC, várias manifestações contra ele foram vistas pelo Brasil. A OAB do Rio anunciou que vai encaminhar pedido de cassação do mandato do deputado por quebra de decoro parlamentar. A Ordem alegou que as declarações de Bolsonaro são ‘inaceitavelmente ofensivas pois tem cunho racista e homofóbico, incompatível com as melhores tradições parlamentares brasileiras’. O Grupo Gay da Bahia concedeu ao deputado o troféu Pau de Sebo, na condição de maior inimigo dos homossexuais, considerando que sua ‘cruzada antigay’ estimula a prática de crimes homofóbicos.

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


“Sou homossexual assumido e com orgulho” O estudante Wilson Junio Monteiro Tavares, 26, não esconde a preferência sexual. Ele percebeu a homossexualidade ainda na infância e desde cedo era obrigado a aguentar as piadinhas de vizinhos, colegas de escola, enfim, onde quer que frequentasse. “Eu ficava triste mas conseguia lidar com isso de forma até tranquila”, relatou. Wilson disse que nunca passou por qualquer tipo de situação em que corresse risco de ser agredido por ser homossexual. No entanto, ele tem amigos que já sofreram com agressões. “Hoje a gente percebe que as pessoas estão menos preconceituosas aqui em Valadares. Mas, isso não quer dizer que não exista preconceito. Ainda existe muita gente que deixa isso af lorar e exclue os outros”, lamenta. O estudante contou que conseguiu o respeito das pessoas ao redor com a discrição. Ele disse que teve um companheiro com quem morou por cinco anos e era muito respeitado. Wilson salientou que a discrição é essencial para conseguir se impor. “Nós, homossexuais, já somos mal vistos em tudo o que fazemos. Se a pessoa se expõe demais, isso acaba sendo mal visto”, disse ele. Mesmo com todo preconceito implícito da sociedade, Wilson faz questão de não se esconder. “Eu sinto o peso do preconceito na carne mas não permito que ele seja mais forte que eu. A orientação sexual de uma pessoa não é o importante. Penso que as pessoas devem ter bom caráter, dignidade e respeitar o espaço dos outros. Graças a Deus, essas qualidades não me faltam e minha família me aceita como sou. Respeito a opinião de todos e penso que ninguém é obrigado a aceitar o homossexual. Mas, respeitar, sim. Nossa sociedade é muito preconceituosa e nós lidamos com isso todos os dias. Dói muito quando as pessoas se referem aos homossexuais com desprezo, pois somos seres humanos. Não sinto raiva destas pessoas. Sinto é pena...”, desabafou o estudante.

Arquivo Pessoal

Outra discussão que tomou conta do noticiário foi a suposta prática de homofobia por parte da torcida do Sada Cruzeiro, na partida contra o Vôlei Futuro, pela Superliga, em Contagem. Torcedores gritavam ‘bicha, bicha’ toda vez que o jogador Michael estava com a bola. A direção do Vôlei Futuro pediu punição para o time mineiro, que recebeu uma multa de R$ 50 mil. O caso levantou uma discussão: os gritos de torcida provocando jogadores adversários podem ser considerados homofobia? O jornalista esportivo Rica Perrone publicou um texto tratando o caso como hipocrisia, já que tal prática acontece em todos os esportes. Exemplo claro acontece com o jogador de futebol Richarlysson, atualmente no Atlético Mineiro, que, mesmo não assumindo ser homossexual, é alvo de piadas de torcidas e até mesmo de parte da grande mídia. O texto de Perrone também gerou polêmica entre grupos de defesa dos homossexuais.

Foto: Alessandro Iwata/Volei Futuro

No Esporte


Comportamento| Saúde

Caminhada um exercício poderoso e prazeroso por Rossana Andrade

Todos sabem q ue praticar exercício f ísico é primordial para ter uma boa qualidade de vida. Mas, na maioria das vezes, as pessoas reclamam da falta de tempo, disposição rotineira e principalmente do preço das academias. Uma alternativa simples e prazerosa e que ainda ajuda acabar com o sedentarismo é a caminhada, um exercício que pode ser realizado por qualquer pessoa, independente da idade e que deixa o astral lá em cima! De acordo com o educador físico Tiago Martins, 28 anos, além de ser um exercício aeróbico, a caminhada ajuda no emagrecimento, na redução da pressão arterial, na prevenção de problemas cardíacos, insônia, depressão e ainda ajuda a relaxar, levando o mau humor e o estresse para bem longe. “A caminhada aju-

26

26

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

da a melhorar o condicionamento físico e a saúde, por isso as pessoas deveriam caminhar pelo menos meia hora, três vezes por semana”, disse. O educador orienta ainda sobre a importância de cada pessoa respeitar o seu limite. “Temos que garantir a qualidade de vida na medida certa. Por isso, não devemos sobrecarregar o corpo e sair caminhando todos os dias, por muitas horas sem orientação”, comenta. A auxiliar de escritório, Vanessa Mendes, 23 anos, já segue essas dicas. “No meu trabalho eu passo bastante tempo sentada na frente do computador sem movimentar. Isso começou afetar minha saúde e procurei


caminhar pra me sentir bem”. E por que Vanessa escolheu a caminhada? “Além de fazer bem para a saúde e não gastar dinheiro, a caminhada foi a escolha mais fácil que encontrei pra não cair no sedentarismo. Eu incentivo todas as pessoas a fazerem o mesmo”, recomenda. Para que a caminhada dê resultados vale lembrar que é preciso de algumas regras básicas: alimentar bem e beber bastante água. A dona de casa, Fátima de Souza Linhares, 57 anos, disse que faz caminhada há mais de 20 anos e não esquece das regras. “Quando comecei a caminhar com grande frequencia, tinha dia que ficava muito fraca, até que fui procurar orientação e descobri que faltava alimentação adequada”. Ela conta que hoje sabe que antes de praticar qualquer atividade física é preciso fazer refeições leves. “Hoje aprendi que tenho que consumir bastante suco, frutas e beber água antes, durante e depois da caminhada, para manter o corpo hidratado”, informa. Procure caminhar nas horas vagas e se não encontrar tempo, tente inserir a caminhada no seu dia a dia. Sempre que você puder substitua o carro ou ônibus por uma caminhada, mesmo que seja caminhada curta, pois você já estará beneficiando sua saúde.

Confira as dicas para fazer uma boa caminhada: Roupa: Use roupas leves, confortáveis e que favoreçam a transpiração. Use tênis, nada de sapatos, pois provocam dores nas pernas e pés, além de prejudicar a postura. Horário: Dê preferência ao período da manhã ou após as 18 horas.

Local: Prefira lugares bem ventilados, com áreas verdes e terrenos regulares.

Aquecimento: É fundamental fazer um aquecimento. No início da caminhada os primeiros cinco minutos devem ser feitos sempre em ritmo mais lento.

Postura: Mantenha o tronco ereto, olhar na horizontal, queixo paralelo ao solo e abdômen contraído. Flexione os braços a 45 graus e caminhe movimentando os cotovelos para a frente e para trás, alternando o braço direito com o a perna esquerda e vice-versa. Apoie primeiro o calcanhar e depois toda a planta do pé.

27


Benefícios da caminhada: - Melhora a circulação sanguínea - Diminui os riscos de problemas cardíacos - Melhora a ansiedade e o estresse - Auxilia nas dietas de emagrecimento - Ajuda a tonificar e fortalecer os músculos - Reduz a pressão sanguínea e os níveis de colesterol no sangue - Evita o aparecimento da osteoporose - Combate o diabetes - Melhora o nível de condicionamento físico - Amenta a imunidade do organismo

Fotos: José Júnior

28

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


29


30

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


Comportamento| Quermesse

Comidas típicas, tradição e cultura por Kaytslaine Mattos Canjicão, quentão, pastel, pizza cone, feijão tropeiro, caldo de pinto... Hum... Qual o valadarense que não fica ansioso pela chegada do mês de maio na cidade? Marcado pela tradição, fé e cultura o mês de maio é arrebanhado de festividades nas igrejas católicas. São as tradicionais “Barraquinhas do mês de maio” que movimentam e integram a população valadarense. A festa se estende até o mês de junho quando se comemora a festa do padroeiro da cidade, Santo Antônio. A festa de Maio é considerada uma tradição por causa da repetição e do culto, relacionado ao Mês de Maria. Trata-se de uma festa popular que possui, dentro da sua religiosidade, os mesmos ingredientes das demais festas populares brasileiras. Oferece um lado que não está diretamente ligado à religião e que, por suas características conhecidas ao longo da história e em diferentes culturas, a própria Igreja já classificou como uma festa pagã. É este lado, presente nas atrações musicais, comidas típicas, e animação das barraquinhas, que traz para a festa a sua feição popular.


Para o professor de Semiótica, José Bispo Filho, o que atrai as pessoas a essas festas é o momento de lazer e descontração aliado a religiosidade “Isso faz com que se estabeleça um costume cultural, mesmo nestes chamados tempos de globalização. É cultural porque está inserido num determinado ritual e possui um símbolo que, neste caso, é a referência católica da Virgem Maria. A animação e as atrações que são oferecidas criativamente por uma comunidade auxiliam a construir uma boa referência em termos de opção de lazer e entretenimento” afirma. Em meio a tantas opções de entretenimento, algumas pessoas veem nas quermesses o momento ideal de f lertar, arrebatar paixões e quem sabe encontrar o companheiro ou companheira para o resto da vida,

32

32

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

assim muitos recorrem à barraca do “Recadinho do Amor“, presente em algumas paróquias, em que muitos também a utilizam para demonstrarem publicamente o quanto se amam. Quem nunca foi presenteado com um recadinho? Cada barraca tem sua peculiaridade, uma história de vida diferente e que muitas vezes ultrapassam gerações. Pais, filhos, tios e sobrinhos todos unidos trabalhando juntos, cuidando um do outro, com o objetivo de ajudar. Tudo o que é arrecadado com as vendas, nas barraquinhas volta para a comunidade através de obras sociais ou dos trabalhos desenvolvidos pelas igrejas durante todo o ano. Um evento rico que engloba diferentes histórias, com diferentes enredos. As tradicionais “Barraquinhas do Mês de Maio” têm espaço reservado na agenda dos valadarenses a mais de 60 anos. “Este evento é importante para a cidade na medida em que se oferece como uma opção cultural e de lazer. Isso pode, inclusive, movimentar a esfera de turismo se for bem aproveitado pela municipalidade” acrescenta o professor Bispo.


Receita de Canjicão Ingredientes 1/2 kg de milho para canjica 1 litro de leite 2 litros de água 3 xícaras de açúcar 1 lata de leite condensado 250 g de amendoim torrado e sem pele 250 g de coco ralado 1 colher de sal

Modo de Preparo 1.Lavar o milho colocar a água em uma vasilha juntamente com o milho, e deixar de molho por 1 hora 2.Colocar em uma panela de pressão levar ao fogo aproximadamente 40 minutos até cozinhar 3.Depois de cozido, ferver o leite com açucar deixar engrossar um pouco, triturar o amendoim, juntar o restante dos ingredientes e deixar ferver

33


Na Mira| Entrevista

Júlio Avelar amor a Valadares por Drielle Simão Natural de Manhuaçu, esse valadarense de coração sempre atuou em prol de Governador Valadares. Nascido numa sexta-feira 13 do mês de Agosto, às 13 horas, em um ano bissexto, Júlio, que por muitos é visto como um homem de opinião forte, se considera um vencedor e alguém de muita sorte e felicidade. Aos 61 anos, Júlio Avelar se abre para uma conversa franca com a Revista Mista e conta sua história, seus planos e sonhos.

Fotos: Márcio Gomes

Revista Mista _ Conte-nos um pouco de sua trajetória política. Júlio Avelar _ Eu comecei muito cedo, desde os movimentos estudantis. Quando tinha 21 anos, fui chamado pelo Sr. Alcir Nascimento e pelo Sr. Chico Teixeira, porque o Dr. Hermírio Gomes, na época prefeito de Governador Valadares, queria falar comigo e fui trabalhar com ele. Comecei como um office-boy e em pouco tempo já era chefe de gabinete do prefeito. O Dr. Hermírio viu em mim uma liderança. Em 1976 fui eleito vereador, um dos mais votados na época. Hoje, já acumulo cinco mandatos como vereador, já fui presidente da câmara e presidente da Funsec.

Revista Mista _ Júlio, qual sua relação com Governador Valadares? Júlio Avelar _ Bom, eu vim para Governador Valadares aos quatro anos de idade, cresci aqui. Lembro da minha infância, quando brincava na Avenida Brasil e o trem ainda passava por lá. Lembro também dos caminhões carregados de cana indo em direção a Açucareira, a gente subia nos caminhões e íamos de carona até próximo ao bairro Esplanadinha. A cidade tinha coreto, muitas ruas não eram nem calçadas. Quando percebo o quanto a cidade cresceu, vejo que tem muito o nosso dedo nisso. Muito do nosso trabalho. Aqui fui líder estudantil, fundei o primeiro clube de leitura, fui presidente da União Estudantil e até fui preso na revolução de 1964 por defender a liberdade. Minha história é em Governador Valadares, amo essa cidade.

34

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

Revista Mista _ Para muitos, você é alguém que trabalha sempre em prol da população, um bom samaritano. Você se vê assim também? Júlio Avelar _ Sim, as pessoas me procuram e eu não sei dizer não. Não importa se é pobre ou rico, grande ou pequeno. Se eu posso ajudar, eu ajudo. Sempre que vejo alguém me pedindo alguma coisa, lembro da minha família. Meu pai morreu cedo, e aos 40 anos, minha mãe viúva com 13 filhos, teve que se esforçar muito pra cuidar da gente. Eu como filho mais velho, me via no dever de ajudar minha mãe a cuidar e a educar meus irmãos. Não foi fácil, e não tínhamos alguém que nos ajudasse. Hoje quero fazer diferente. Penso que não podemos perder a origem, então, quando vejo que alguém precisa mesmo que ajuda, não penso duas vezes e procuro fazer meu melhor a qualquer um, sem distinção. Fico emocionado quando as pessoas vêm me agradecer por algo que fiz a elas. Sinto-me privilegiado, minha alegria vem de ajudar aos outros.


Revista Mista _ O programa Júlio Avelar, já é uma referência. A audiência é grande não só em Governador Valadares como fora do país. Como você encara essa responsabilidade? Júlio Avelar _ Encaro com humildade. Fico muito feliz com os resultados do programa. A forma como emocionamos as pessoas e as fazemos rir. Recebo muitos telefonemas de pessoas que gostam do programa e pela internet muitos brasileiros que estão em outros países me mandam mensagens dizendo como ficam tocados e saudosos de Valadares quando vêem o programa.

Revista Mista _ Júlio, você trabalha muito, seja na política, na TV ou no dia a dia. O que você gosta de fazer nas suas horas de folga? Júlio Avelar _ Sou muito família. Tenho uma família grande e sou apaixonado por ela. Principalmente por minha mãe. Ela é a paixão da minha vida. Quando tenho folga gosto de ir pro meu “cantinho”, minha chácara em Alpercata. Lá gosto de pegar na enxada e cuidar da minha terrinha. Gosto de cozinhar e receber meus amigos. O ser humano vive da família e de amigos e estou sempre cultivando as boas amizades e me alegrando com a companhia da minha família.

Revista Mista _ Júlio, quais são seus planos como comunicador? Mudar de emissora? Investir no programa? O que podemos esperar? Júlio Avelar _ Olha, eu tenho 20 anos de programa, comecei na TV Rio Doce e gosto da emissora. Já recebi uma proposta, mas nem pensei, disse não. Prezo pela liberdade, gosto de fazer o programa ao vivo, e na TV Rio Doce faço isso. Não trocaria o programa que tenho hoje por algo montado, gravado. Gosto de pensar e falar o que quero. Tenho um sonho de fazer aos finais de semana um programa de auditório, onde as pessoas poderiam cantar, declamar poesias, sorrirem, se emocionarem. Esse é um sonho que ainda pretendo realizar.

Revista Mista _ Já conhecemos o Júlio vereador e estamos conhecendo o Júlio secretário. Podemos esperar pelo Júlio prefeito? Júlio Avelar _ Aí Não! (risos). Todo mundo sonha em ser prefeito de Governador Valadares. Somos do PV (Partido Verde) e estamos à disposição do partido. Mas o que esperamos é que a Prefeita Elisa Costa faça um grande trabalho nesse um ano e pouco que ela ainda tem de governo e consiga ser reeleita. Trabalhamos em prol disso.

Revista Mista _ Esse ano você assumiu a SEMA (Secretária Municipal de Meio Ambiente). Quais são seus planos como secretário? Júlio Avelar _ A secretária não é só meio ambiente, é também abastecimento e pecuária. Além da arborização das entradas da cidade, a população pode esperar uma cidade mais verde e colorida. Vamos plantar f lores e árvores. Só de Ipês, serão mais de dois mil pés. Vamos encantar a população que tanto merece. Também estamos trabalhando com as hortas comunitárias. Levamos a equipe, o adubo, e ensinamos como fazer, tudo de graça. A secretária também será responsável pelo Parque Natural Municipal que a Vale vai construir aos pés do Pico do Ibituruna. Serão mais de 400 mil m2 de área de lazer verde, com restaurantes, lanchonetes, mirantes e pista de caminhada. Uma maravilha.

Revista Mista _ Para muitos você é considerado encrenqueiro. Como você se considera? Júlio Avelar _ Sincero demais. E tem muita gente que gosta da inverdade. Mas eu não. Gosto da verdade e de lutar por ela seja como for. Ai entra o encrenqueiro, porque cobro e vou cobrar sempre. Revista Mista _ Sua mensagem para a população valadarense. Júlio Avelar _ Valadares teve o tempo da madeira, da mica e dos dólares, mas acabou. Vamos cair na real! Hoje nosso dinheiro se chama real. Nossos empresários e comerciantes precisam aprender a lidar com ele, para que toda a população possa comprar e assim a cidade possa crescer economicamente. Nossa cidade é linda, temos o Pico da Ibituruna, o Rio Doce. E agora nossa cidade será colorida, com muitas f lores e muito verde. Então, vamos cuidar, amar e respeitar nossa cidade. E se você é de fora, passe a amar essa cidade como se ela fosse sua. E vamos fazer uma Governador Valadares dos sonhos de todos nós. Valadares é uma cidade grande, mas precisa ser uma grande cidade. E nós podemos transformá-la.

35


Cinema| Atualidade

Cine Biografias um boom entre 2005 e 2011 por Pollyana Ferraz

É interessante ver o crescimento do cinema brasileiro, e a maior qualidade dos filmes de longa metragem do país. Hoje, venho trazer um pouco de um dos gêneros que tem se destacado atualmente, as biografias. O cinema brasileiro passou por dificuldades financeiras na década de 80, prejudicando assim seu desenvolvimento. Mas, a partir de 1995 começava-se a falar numa “retomada” do cinema brasileiro. Novos mecanismos de apoio à produção baseados em incentivos fiscais e numa visão neoliberal de “cultura de mercado”, conseguem efetivamente aumentar o número de filmes realizados e levar o cinema brasileiro de volta à cena mundial. O filme que iniciou este período é “Carlota Joaquina, Princesa do Brasil” (1995) de Carla Camurati, parcialmente financiado pelo Prêmio Resgate. Uma biografia belíssima. Dessa maneira, realidade e fixação, caminham juntas não somente no Brasil. No cinema Americano, Francês, Indiano, Alemão entre outros, os filmes mais interessantes muitas vezes originam-se de biografias.

O Brasil possuí um banco de referência de peso, alguns dos personagens mais conhecidos são Carmen Miranda, Xica da Silva, Olga e Bezerra da Silva entre outros. Em 2005 foi lançado “2 Filhos de Francisco”, um dos filmes que explodiu no mercado cinematográfico nacional, fazendo assim, que outros surgissem também. Entre eles; “Jean Charles de Menezes”, “Chico Xavier”, “Bruna Surfistinha” e “Lula, O filho do Brasil”. Dentre esses o que fez muito foi sucesso foi “Chico Xavier”, o filme lançado em 2010 foi visto por 3 milhões de espectadores desde a sua estréia. Dirigido por Daniel Filho, a cinebiografia sobre o médium mineiro faturou R$ 27 milhões nas bilheterias e se mantém como terceiro colocado nos filmes de maior arrecadação no Brasil. O cinema brasileiro vem fazendo bonito, agradando aos olhares dos telespectadores e ficando conhecido internacionalmente. E assim como a Índia que criou seu próprio nome, Bollywood, com roteiros fantásticos e pouco investimento financeiro, o Brasil não vai demorar a criar o seu, pois criatividade e talento, o Brasil tem de sobra. Fontes: RAMOS, Fernão (org.). História do cinema brasileiro. Art Editora, São Paulo, 1987. Site: http://www.chicoxavierofilme.com.br/site/

36

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Tecnologia| Blogs

A nova geração

dos blogs por Rossana Andrade

Os blogs surgiram a partir do conceito de diário pessoal para a tela do computador, e hoje ganham cada vez mais espaço na internet e na mídia. Atualmente, os blogs deixaram de ser um simples diário em rede para se tornar um canal de comunicação pessoal e uma eficiente ferramenta de marketing. Este canal de comunicação proporciona participação, interação e geram conteúdos para o mundo todo, com um custo muito reduzido ou até mesmo sem custo algum. E por que a comunicação por meio dos blogs cresce cada vez mais? O blog é um canal onde pessoas e empresas têm a possibilidade de discutir um conteúdo apresentado considerando o ponto de vista de diferentes usuários, ao contrário dos canais de comunicação como rádio e TV, onde recebemos uma mensagem de via única. A jornalista e blogueira de moda, Beta Pinheiro, criou seu blog Fashionite (www.fashionite.com. br/) há pouco mais de um ano, e hoje considera que não é apenas um lugar para escrever sobre o gosto pela moda e sim um trabalho. “Graças ao aumento constante de acessos, tenho tido procura por parcerias e publicidade de empresas bem bacanas”, conta.

Fashionite é o blog da jornalista e marketeira, Beta Pinheiro

Um segmento cada vez mais comum são os blogs corporativos, ou seja, que são gerenciados por pessoas que representam uma loja, marca ou uma empresa. A blogueira do fashionite opinou sobre o assunto. “Sobre as marcas criarem blogs, acho que funciona como um canal de relacionamento facilitado e atual entre a empresa e suas clientes. O blog é uma forma de estabelecer um contato maior através de posts no qual o seu público se identifica, não necessariamente falando apenas sobre seus próprios produtos, mas sobre o mundo da moda em geral”, disse Beta Pinheiro.

37


O blog Amour, criação dos empresários Renato e Roberta que deu certo.

Aposta que deu certo Para os iniciantes da blogosfera, manter um blog significa ter uma ferramenta de aprendizagem contínua. O casal de jovens empresários Renato Falci e Roberta Maia montaram a grife de roupas Amour em fevereiro de 2009, e como uma extensão deste trabalho apostaram na criação do blog. “A cada cliente que entrava na loja o blog era divulgado, e a cada produto novo vinha também um post”, comentam. O casal conta que no começo não foi fácil. “Quando fizemos o nosso blog, essa ferramenta ainda não era um fenômeno como é atualmente, e mesmo com a sensação de escrever e postar “para ninguém” não desanimamos”, disse. Hoje o blog Amour (http://www.blogamour.com.br/) tem um número maior de leitores e clientes o que enchem o casal de satisfação. “Percebemos que um dos maiores segredos é publicar conteúdos relevantes e consistentes diariamente. Nós mantemos nosso clien-

38

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

te/leitor sempre por dentro do que está acontecendo com a marca. Mostramos nossas coleções em primeira mão, clientes vestindo nossas peças, um pouco dos nossos bastidores, o dia-a-dia da loja, divulgamos nossos parceiros e eventos”, contam. E o casal não parou por aí, após a criação do blog veio as demais redes sociais. “O blog, twitter e facebook são usados para trocar informações e atrair os clientes, mas, sobretudo para divulgar a marca, que é nova e ainda está conquistando seu espaço. Recebemos inúmeros e-mails por dia - sejam de compras, dúvidas ou sugestões, dos clientes que chegam à loja, já direcionados por um produto que viram no blog ou de lojistas que aparecem de longe interessados em revender a Amour. A gente acredita que esse é o caminho e até então tem dado certo”, finaliza.


Faça parte da “blogosfera”

Beta Pinheiro usa t-shirt que demonstra o quanto ama ser uma “fashion blogger”

E se você quiser fazer parte da “blogosfera”, seja para criar um blog sobre moda, assuntos gerais ou para divulgar sua empresa é preciso seguir alguns passos importantes: primeiramente conheça a ferramenta, os termos usados e estude as páginas de dicas. Pense no conteúdo, quanto mais específico for, melhor. Após a criação, lembre-se que postar com frequência, monitorar comentários, responder e conversar com o público são apostas essenciais para que você tenha um rápido retorno de sucesso do seu blog.


40

40

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


Apoio:

ECOBAG: SERÁ QUE ESSA IDEIA PEGA?

41


ECOBAG: SERÁ QUE ESSA IDEIA PEGA? por Rossana Andrade

Conhecida pelo nome de “ecobag” em todo mundo,

42

poluir oceanos, lagos e rios.

traduzido para o português ela é chamada de sacola

São muitas as legislações a favor do meio ambiente

ecológica, pois é uma ideia sustentável que veio para

que vem reforçando a ideia de que a mudança de com-

substituir o uso das sacolas plásticas que ajudam a

portamento é necessária e urgente. Por esse e outros

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


motivos a ecobag se tornou um item indispensável e

nos plástico por metro quadrado”, resposta afiada do

é super bem-vinda por ser confeccionada com tecido

seu José e assim ninguém questiona muito e pega logo

sustentável.

uma caixa de papelão.

Mesmo com a onda da consciência verde, falta cons-

A psicóloga Fátima de Araújo, 38 anos, conta que faz

cientização para que as ecobags não passem de mo-

sua parte. “Tenho várias ecobags e ando sempre com

dismo, saiam dos armários e sejam usadas com mais

algumas no carro e outras na bolsa, assim não corro

frequência. Os supermercados têm apostado nessa

risco de esquecer na hora das compras”. Fátima disse

ideia, e trabalham a conscientização. “Além de vender

ainda que adquiriu o costume durante os meses que

as ecobags, nós também disponibilizamos caixas de

morou no exterior. “Lá todo mundo usava, aí passei a

papelão para que os clientes levem suas compras e

ter essa cultura também. E hoje não deixo de repassar

passem a diminuir o uso das sacolas plásticas”, dis-

esse hábito para meus filhos e sempre que posso pre-

se José Figueiredo Ramos, 62 anos, comerciante. Ele

senteio parentes e amigos”, conta. Já a estudante Letí-

disse ainda que quando vai orientar os clientes para

cia Carvalho, 24 anos, disse que fica na torcida para

utilizar as caixa, muitos questionam que preferem as

que a ecobag não seja uma moda passageira e que

sacolas porque usam para colocar o lixo de casa. Mas

essa ideia sustentável continue. “Eu ganhei uma eco-

ele continua dizendo que já pesquisou e sabe respon-

bag já faz um tempo e achei essa ideia ótima. Mas não

der: “o saco plástico preto ou azul grande é melhor

adianta só algumas empresas fazerem campanhas e

para o lixo, pois suporta maior quantidade usando me-

trabalhar nesse incentivo e outras não”, opina.

SAIBA MAIS: Um saco incomoda muita gente O saco plástico é produto do petróleo; leva até 400 anos para se decompor; se descartado incorretamente, entope bueiros e agrava enchentes; mata animais marinhos que o comem.

Dê banho nelas Um estudo da Universidade do Arizona (EUA) e da Universidade de Loma Linda (EUA) achou nas sacolas retornáveis usadas um número considerável de micro-organismos nocivos, como bactérias que causam infecção gastrointestinal. Uma vez por semana, higienize sua ecobag. Se for de tecido, ponha na máquina de lavar só com sabão. Depois, com ela ainda úmida, borrife gotas de uma solução feita com 1 colher (sopa) de água sanitária e 1 litro de água. Isso também é legal para limpar ecobag plastificada.

Uma vale por mil Em média, uma ecobag dura cinco anos. Nesse tempo, você deixa de pegar cerca de mil sacos plásticos no mercado.


Cada uma, cada uma Quando for ao mercado, leve ao menos duas ecobags: assim pode separar alimentos de produtos de limpeza e evitar contaminações.

Em casa A quantidade de sacos que cabe no porta-saco, ou puxa-saco, é suficiente para você jogar todo o lixo orgânico do banheiro e da cozinha. Não precisa pegar mais do que isso no mercado. Vá de ecobag!

Papel é nº 2 Se esqueceu as ecobags, peça caixas de papelão ao pagar a conta no mercado. Esse material é reciclado com mais facilidade pela indústria.

1,5 milhão É a quantidade de sacos plásticos consumidos por hora no Brasil. O dado é do Ministério do Meio Ambiente. Uma ecobag na mão e você já ajuda a mudar isso! Informações: Portal Planeta Sustentável

44

44

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


46

46

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


Colunista| Economia e Mercado

Treinamento poderosa arma de vendas por Pollyana Ferraz

O mercado está cada vez mais competitivo. E muitas empresas vêm pecando no treinamento de suas equipes. O mercado de vendas independente do segmento, além de se deparar com as variações financeiras, bate de frente com a concorrência que está cada dia mais acirrada. Por isso é muito importante que o empreendedor fique atento para que a rentabilidade de seus funcionários e de sua empresa não caia. Mesmo que seu produto ou serviço seja único no mercado, você precisa de uma vantagem ou diferencial, alguma coisa que faça com que você se mantenha a frente de seus concorrentes. E uma grande vantagem é o treinamento. Dentre os muitos objetivos do treinamento, alguns são muito importantes, como ajudar os vendedores a conquistar habilidades, conceitos, comportamentos e atitudes. Mas, o que acontece quando o treinamento é inadequado? Quando o treinamento é deficiente, as consequências negativas se ref letem nos resultados. Vemos que nesses casos, os vendedores começam a sentir falta de confiança em suas habilidades, o que provoca erros. Quando isso acontece, há muita chance de não se alcançar às metas nem o rendimento esperado.

Quando o treinamento é adequado ele geralmente está amparado pela área de marketing; o foco da empresa é funcionar lucrativamente. Quando o marketing ocupa uma posição distinta na hierarquia de valores da empresa, o treinamento normalmente mantém todos numa posição proporcional e a equipe é valorizada e motivada. O empreendedor que investe em seus funcionários, ganha em produtividade, lucratividade e excelência na prestação de seu serviço. Por isso não perca tempo e invista no treinamento de sua equipe. Certamente os benefícios serão muitos.

47


Esporte| Futebol

América paixão que move uma cidade por Fábio Monteiro Teófilo Otoni se transforma em dia de futebol. A cidade acorda vestida de vermelho e branco. As ruas ficam pequenas para tanta empolgação. O êxtase ultrapassa o apito final, quando as cerca de 5 mil pessoas saem do estádio para comemorar mais um bom resultado. Assim costuma ser um dia de jogo do América Futebol Clube, o Dragão do Corcovado, time que, logo em sua segunda participação no Módulo I (primeira divisão) do Campeonato Mineiro conseguiu se destacar até mesmo fora de Minas Gerais. O consultor de vendas, Igor Alves Bottcher, 24, acompanha o América, como ele mesmo prefere dizer, desde o tempo de vacas magras. “O Mecão surgiu pra mim quando disputávamos a 3ª divisão do Mineiro. A maioria dos nossos jogadores eram atletas daqui de Teófilo Otoni. O estádio Nassri Mattar lota e a torcida faz a festa a cada partida do América em Teófilo Otoni

48

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

Eram pessoas que tinham trabalho fixo e ainda jogavam pelo clube”, lembra. A empolgação aumentou quando o empresário Marcelo Ramos assumiu a administração geral do clube. “São pessoas sérias que querem realmente ajudar o time”, disse o consultor. O designer e universitário Douglas Lima Maisch, 18, confessa que não esperava campanha tão boa do América em 2011, apesar do trabalho sério da diretoria do clube. Ele acompanha o Dragão desde 2005 e sempre que pode, viaja com a Torcida Jovem Americana (TJA) para apoiar os jogadores. “Título Mineiro eu acho difícil porque Cruzeiro e Atlético são francos favoritos, mas temos condições de fazer bonito na série D e conseguir subir para a série C do Campeonato Brasileiro”, afirmou.


Torcedores Fanáticos A história do América começou em 12 de maio de 1936. Em resumo, o time foi formado por um grupo de apaixonados por futebol. O nome foi escolhido por sorteio. Nomes de clubes cariocas foram colocados em uma cumbuca e o sorteado permanece até hoje. O Mecão começou a se destacar no futebol mineiro a partir de 2008, quando o clube foi arrendado para a Ramos Transportes e passou a ser administrado pelo empresário Marcelo Ramos. Naquele ano, o América disputou a segunda divisão do Campeonato Mineiro e ficou em segundo lugar, ganhando acesso ao MóduloII, que foi disputdo em 2009. Naquele ano, o clube ficou em terceiro lugar, atrás de Ipatinga e Caldense mas acabou ganhando acesso ao Módulo I com a desistência do Rio Branco. A festa em Teófilo Otoni foi grande, afinal, o Dragão já começava a montar um time para disputar o Módulo II quando recebe, de presente, o acesso à elite sem muito esforço. A estreia do América no Módulo I não foi das mais tranquilas. Entre trancos e barrancos, o time ficou em décimo lugar, escapando por pouco do rebaixamento. Mas, a redenção veio em 2011. Com seis vitórias, três empates e duas derrotas (para Cruzeiro e Atlético), o time foi um dos finalistas do Campeonato Mineiro, chegando a arrancar elogios de toda a crítica esportiva pela forma como joga e, principalmente, pelos bons jogadores que tem no elenco.

“Não foi novidade”

Para o administrador geral do clube, Marcelo Ramos, a surpresa pelo trabalho do América é privilégio dos que estão de fora. “Nós, que estamos dentro, sabíamos que era um time com potencial para fazer uma excelente campanha. Surpreso está o nosso estado, pois as pessoas tem uma simpatia pelo América”, disse ele. Marcelo também se mostrou feliz com o objetivo alcançado em 2011, que era ficar entre os quatro primeiros colocados. O administrador também foi taxativo: “Vamos disputar a série D”. O que não se pode garantir, segundo ele, é a robustez do elenco. Se por um lado está a tristeza de ter um desmanche no time ao final do Mineiro, por outro está a satisfação de que isso é fruto de um grande trabalho feito em 2011. Marcelo Ramos já trabalha nos bastidores para montar o time para a disputa da série D e conta com o apoio da região. “O time vai ser tão forte o quanto as empresas que nos apoiam estejam dispostas a contribuir”, salientou.

Site: www.afcto.com.br Twitter: @americafcto Facebook: http://www.facebook.com/profile. php?id=100000982228864 Fotos: Fábio F. Monteiro


50

50

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


Esporte | Bodyboard

Body board Neymara Carvalho e as ondas por Thabata do Bem

Foi aos 13 anos que Neymara Carvalho começou a se aventurar nas águas da Barra do Jucu. De lá pra cá Ney, como é conhecida pelos amigos da Barra, se profissionalizou e realizou o sonho de ser campeão mundial de Bodyboarder. Desde seu primeiro campeonato brasileiro, quando ainda era amadora, Neymara Carvalho fez jus a carreira brilhante que se seguiria e alcançou o local mais alto do pódio vencendo todas as etapas do brasileiro de 93.


Em 94, já profissional, Neymara venceu o campeona-

2003 ela realizou o sonho de ser campeã mundial.

to carioca; feito que se repetiu em 96 e 98. E no ES se

No ano seguinte, Ney já era pentacampeã brasileira e

tornou tricampeã vencendo os campeonatos de 95, 96

bicampeã mundial!

e 97. Sua boa fase não ficou restrita ao Brasil, em 95 a

2007 foi o ano de Neymara Carvalho, a bodyboarder

atleta começou a ganhar visibilidade no exterior e em

conquistou os títulos de todos os campeonatos que

96 foi campeã da etapa de Pipeline, no Hawai!

participou; foi bicampeã Pan-Americana,

Em 97, a menina da Barra já era a terceira melhor

do Latino Americano, octacampeã brasileira e ainda

do mundo! E em 99 conquistou seu primeiro título

tricampeã mundial. Hoje a garota da Barra é pentacam-

brasileiro como profissional. Os anos foram passan-

peã mundial!

do e a carreira de Neymara Carvalho decolando, em

52

52

bicampeã

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

Mas a história de Neymara Carvalho tem mui-


to mais brilho quando falamos do Instituto Neyma-

“Tenho um grande orgulho de poder transmitir mi-

ra Carvalho. Em 2004 a atleta resolveu dar um novo

nha experiência de forma educativa, fazendo de minha

passo e ingressou no Terceiro Setor. Com a formação

trajetória como campeã, referência para essas crian-

do Instituto Neymara Carvalho, uma instituição não

ças. Acredito, e é esse o trabalho, que elas devam ter

governamental e sem fins lucrativos, reconhecida

sonhos e, principalmente, auto-estima para prossegui-

com o título de OSCIP, pelo Ministério da Justiça, a

rem nessa meta de conquista. Sei, pessoalmente, que

surfista tem se proposto a um trabalho de grande

o esporte transforma cidadãos, quero ver grandes

interesse público que visa a formação integral de

homens e mulheres sendo formados no Instituto para

crianças e adolescentes através do esporte, meio

encararem a vida, batalhando pelos seus sonhos, indo

ambiente e educação.

em busca de seus ideais”, expressa a bodyboarder.

53


Colunista| Arquitetura

Design de

interiores Casa bonita e ótimo custo-benefício. por Pollyana Ferraz

Design é a arte de comunicar-se visualmente. Quando começamos a pensar em design, vemos que existe um leque imenso de possibilidades para utilizar essa palavra; design automobilístico, de moda, gráfico, de produtos, gestão em design, design de interface, jogos e etc. É importante ressaltar, que cada vez mais o design vem se destacando no mercado, suprindo as necessidades e solucionando os problemas que surgem no dia a dia de pessoas e empresas Nesta edição quero apresentar o design de interiores e o que ele pode fazer para sua casa ficar mais bonita, utilizando recursos baratos e funcionais que deixam o ambiente agradável, bonito e requintado. Antes, vamos entender o que é design de interiores, pois muita gente o confunde com decoração, e não é. O design de interiores consiste na arte e prática de planejar e organizar espaços de casas, escritórios, empresas, cenários teatrais e cinematográficos entre outros, estabelecendo relações estéticas e funcionais, trabalhando conceito, funcionalidade e praticidade. Pensando em custo-beneficio e praticidade, um acessório muito utilizado em vários ambientes são os adesivos de parede, conhecidos também como tatuagens de parede ou adesivos de recorte. Super fáceis de aplicar e encontrar, além de serem baratos, podem ser encontrados prontos ou serem confeccionados de acordo com o conceito ou tema do ambiente. Vale lembrar que caso tenha dificuldade em aplicá-lo, as próprias lojas oferecem profissionais para a aplicação dos adesivos, já existe até empresa especializada em aplicação. Apesar de existirem a vários anos no mercado, só há pouco tempo os adesivos decorativos se tornaram “febre”. A variedade de desenhos, a facilidade de aplicação e o preço acessível tornaram este tipo de decoração muito popular.

54

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Quem prefere algo exclusivo, algumas lojas criam adesivos personalizados, com a estampa que o cliente desejar, outras vendem quantidades limitadas dos adesivos que possui. Esses adesivos são encontrados em gráficas rápidas e quebram a tradicionalidade de ambientes e objetos.

Mas antes de adquirir esses adesivos, vale ficar atento para as dicas: Meça o local onde deseja fixá-lo para que não haja risco de ficar grande ou pequeno demais. Se possível, tire uma foto do local e faça uma simulação. (Muitas empresas oferecem esse serviço em seus sites); Verifique se o adesivo que você escolheu tem as características e o conceito do ambiente onde você deseja utilizá-lo; Tome cuidado na escolha da cor do adesivo. Imagine-o fixado onde deseja colocá-lo e veja se a cor fica bem, sugiro que compre cartolinas, desenhe uns rascunhos e pregue-os com fita adesiva antes de aplicar o original; Pergunte ao vendedor se o adesivo que deseja comprar é recomendado para o local onde deseja fixá-lo (parede, vidro, veículos, espelho, etc.); Além da aplicação fácil, é importante saber se o adesivo é de fácil remoção, afinal um dia você pode querer retirá-lo.

O adesivo é sem dúvida uma ótima opção para quem quer mudar o ambiente, e sabendo onde e como colocá-lo, o ambiente fica com outra cara, além de ser prático, barato e bonito.


Turismo | Dica de Viagem

Buenos Aires

por Mariana Lima

Puerto Madero

•A primeira dica, depois de comprar sua passagem e arrumar as malas, é chegar ao Aeroporto de Ezeiza com reais. No Aeroporto, antes de sair, tem dois câmbios à direita

Buenos Aires é uma dica de viagem internacional,

do portão depois da Alfândega. Em um deles, o câmbio

baratinha e logo ali. A capital portenha é conhecida como

é do Banco de La Nacion Argentina, uma das melhores

a cidade mais europeia da América Latina e lembra muito

taxas! É importante estar atento a notas falsas, cuidado

Londres. Tem ruas elegantes, bons restaurantes e roteiros

com taxistas! Como já sabia disso, aí vai uma dica: entrei

de compras e passeios muito bons.

em uma papelaria e comprei uma canetinha que detecta

Então vamos lá..

56

56

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

notas falsas, mão na roda!


•O Aeroporto de Ezeiza é como se fosse Confins (BH/

•A prefeitura de Buenos Aires oferece uma opção de city

MG), fica a uns 40 quilômetros da cidade de Buenos Aires.

tour muito bacana: você paga um ticket de 70 pesos e

Pra ir para a cidade vocês precisam pegar um taxi!

pode usá-lo durante 24hs. Com ele, você passeia pelos

Quando fui, ficou cerca de 150 pesos, depende do horário.

principais pontos turísticos, com uma “voz” gravada em

•Compras! Ah, a melhor parte! Sempre ocupa pelo menos

cinco línguas que explica cada coisa. Daí, você pode

um dia da viagem... A Avenida Córdoba é o ponto onde

parar, descer e subir aonde quiser dentro dessas 24hs.

tem as outlets e outras lojas com preço ótimo. A loja que

•Só para entrar no clima: boliches são boates, galera! A

eu achei que vale mais a pena é Lacoste, tem fábrica lá e

Pachá é maior discoteca de Buenos Aires. A casa original,

uma camisa chega a custar 80 reais. Tentador não? Ainda

com mesmo nome, fica em Ibiza (uhu!). Essa é uma

na Av. Córdoba e proximidades ficam outlets da Nike,

“imitação”, mas segue o mesmo estilo. É freqüentada por

Adidas, Levis, Reebok e Puma.

muita gente fashion!

•Ah, a Cerveja! Como é boa. A Quilmes é a marca mais popular e é ótima! Um costume legal é sempre oferecerem um tira-gostinho quando você pede cerveja em um bar. •Comidinhas...começando pelos doces! Alfajores, comam muitos e tragam de presente! Os da Havana são fantásticos,

•Buenos Aires tem cada lugar maravilhoso! Mas tem dois

e tem 500 Havanas pela cidade!

bairros que não tem como não visitar! La Boca e Puerto

•Dulce de leche! Eu achava que o melhor era o de Viçosa

Madero! No La Boca - Tem dois lugares que valem a pena ir.

(MG) , mas não! O deles é muito diferente do noso: sutíl e

Um é o Caminito e o outro é o La Bombonera, estádio do

maravilhoso. Recheiem os panzitos.

Boca Juniors. O Caminito é uma rua, com as casinhas

•Carne! Em geral, é muito boa na Argentina. Vocês

coloridas, alguns restaurantes e casais dançando tango.

vão ver muito bife de chorizo, sempre muito macio e

Amei!!! O Puerto Madero é rico! Fica atrás do centro e

muito suculento. Vale a pena demais ir ao Las Lillas, em

é lugar escolhido para sede das grandes multinacionais

Puerto Madero. É caro, mas pelo menos um dia né?

e hotéis de luxo. De um lado e de outro do canal estão

Lá tem pão de queijo!rs Não deixem de experimentar

restaurantes e bares... Tudo mais caro, mas vale o passeio

também as empanadas. Alguns restaurantes oferecem

de manhã ou no pôr-do-sol. Tirem fotos na Ponte de la

pães, saladas e empanadas como entrada!

Mujer, uma construção grandiosa que liga o porto à

Por, isso na hora do prato principal, vale dividir!

cidade!

Mariana Lima, quem nos dá as dicas para este passeio. •Nunca usem o celular para ligações! Existem locutórios, cabines de telefone espalhadas pela cidade, que dá pra ligar para o exterior e é baratinho. O minuto sai a 1,25 pesos pro Brasil!


COPA DO MUNDO JOGOS OLÍMPICOS AO SEU ALCANCE

Rua Barão do Rio Branco, 569 Centro - Gov. Valadares/MG Telefone: (33) 3272-9803 58

58

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

Lumynus.com.br


r

Moda | Customização de abadás

Folia... à vista por Kati Lima

Faltando poucos dias para o GV folia a cidade já está

De um UP em seu abadá. Vale recortes, fazer tomara

um verdadeiro “frissom”, respirando um invejável ar de

que caia, frente única, caidinha de lado para aparecer o

alegria. Com nova infraestrutura, a maior micareta do in-

top ou sutiã bapho, pedir um número maior pra fazer um

terior de minas, oferecerá sofisticação, conforto e inte-

vestidinho, colocar lantejoulas, fitas, marabús, paetês, bo-

ratividade aos seus foliões. E, pensando nisso não pode-

tões, ilhoses, cordões coloridos, pedrarias e uma infinida-

mos esquecer da figura certa em qualquer micareta, os

de de coisinhas que você encontra em qualquer armari-

abadás! Leves e coloridos os abadás são uma sensação

nho da cidade.

entre o público feminino. Destacamos alguns looks com

Em dia de folia é muito importante estar com roupa

uma dose extra de criatividade para turbinar a produção

confortável e adequada a ocasião. Para não atrapalhar

e dicas para você curtir a festa em alto estilo.

a curtição, bermudas e shorts são os grandes aliados. E

Se você quer praticidade, o segredo está nos acessó-

como a festa dura muitas horas, nada melhor do que tênis

rios! Com pequenos cortes e algumas peças bem esco-

para não prejudicar a circulação. Sem dúvida a combina-

lhidas o look do seu carnaval pode ser ao mesmo tempo

ção mais confortável é abadá + shortinho jeans + tênis!

confortável e super tendência!

Inspirações é o que não faltam!


Vale peças com brilhos que dão todo um glamour pra produção e são perfeitos pra enfeitar e chamar atenção. Então a dica é PAETÉS NELES, JÁ! Bole um desenho e peça para alguém bordar para você

Look Feminino e Confortável

Com pequenos cortes e algumas peças bem escolhidas, o seu look pode ser super tendência.

ou se já tiver alguma peça como saia, top, cinto, short, é só colocar o abadá, já cortado por cima, deixando apare-

Esse look é digno de uma balada! Optamos por um

cer os brilhos, que fica lindo. Você vai arrasar na micareta.

abadá mais comprido com cortes simples, incrementando nos acessórios, abusando dos paetês e chaton (achados em armarinho) e finalizamos com coque (penteado pra qualquer tipo de rosto: fino, oval ou redondo!) que além da praticidade dar um ar mega elegante ao look. Esse é o estilo “Rock Glam” pra cair na folia e

Trança + Cinto Colorido + Fita= Look Charmoso Outra ótima opção para curtir a folia é acrescentar peças que dão uma descontraída no look, neste apostamos no cintinho colorido e nas fitinhas de cetim para dar um charme a mais na frente única. E como sentimos muito calor durante a folia optamos por uma trança lateral, que é fácil de ser feita e deixa o look jovial e moderno e pode ser usado com várias combinações de roupa e acessórios.

60

60

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

Oncinha, Pluma e Rabo de Cavalo

fazer bonito!


Outra boa pedida é pluma, que dá um ar DiV ao look! É

Obs.: Quando for customizar seu abadá tome certo

só colar na gola ou na manga que fica lindo! Capriche nos

cuidado na hora de fazer o corte, lembre-se que o nome

acessórios! Usamos um cintinho e pulseiras de oncinha,

do bloco não deve ser cortado, e o nome do patrocinador

que é sempre chique e faz a diferença no look, e prende-

não deve ser retirado do seu abadá.

mos o cabelo com rabo de cavalo simples.

A palavra chave é criatividade, então crie, pinte e borde.Afinal é folia!

Dica de Make: A maquiagem é muito importante para compor um look bonito! Toda mulher quando vai sair, gosta de se produzir e caprichar na maquiagem ,agora mais que nunca é a hora de se jogar na cor e no brilho. Já é tendência! Invista em cores neon, batons coloridos e brilho, muito brilho. Mas para que eles realmente funcionem você precisa saber qual o tipo da sua pele e usar os produtos corretos. Abuse na maquiagem e penteado para deixar seu look divino para arrasar e curtir a festa em bom e alto estilo!

Preparando a pele: lave muito bem o rosto, passe uma loção adstringente para limpar profundamentea pele.

Base e blush: aplique a base depois da pele limpa (base deve ser igual ao seu tom de pele).O blush sai facilmente principalmente quando é em pó.

Use a criatividade e inove nas Micaretas Para arrasar, costa trançada! Claro, que aí há a interfe-

Olhos: passe corretivo, base e pó compacto nas pálpebras para melhorar a fixação da sombra na pele. O lápis e o rímel devem ser de preferência a prova d’agua para não borrar.

rência de profissionais da costura, sem dúvida, mas o resultado fica digno de uma micareta. Usamos a criatividade colocando headband como cinto !

Boca: aplique a primeira camada com um pincel, tire o excesso com o papel, e em seguida, passe o pó compac-

Observe em várias fotos, o uso de muitos acessórios!

to por cima e a segunda camada de batom. Para finalizar

Pois é, hoje em dia eles são essenciais para compor o

passe spray fixador de maquiagem que ajuda o make du-

look. Vale muito investir!!!

rar mais tempo!!

61


Make:

Pele: usamos base, corretivo, pó-compacto e blush cor de terra.

Olhos: essa etapa é importante para dar emoção e sofisticação ao visual. Primeiro, passamos o prime, uma sombra dourada nas pálpebras, iluminando a região. Usamos sombra preta para dar profundidade e, esfumaçamos com um pincel a sombra preta, preenchendo a parte que vai do canto ao centro do olho, reforçando no côncavo e misturamos rosa com dourado na pálpebra. Depois passamos rente a sobrancelha sombra iluminadora. Acrescentamos delineador preto e rímel.

Boca: batom rosa

62

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Make:

Pele: usamos base, corretivo, pó e levemente aplicamos blush, deixando a pele viçosa.

Olhos: Primeiro, passamos o prime, usamos lápis preto para contornar as pálpebras inferiores e superiores, esfumaçamos o produto e transformamos em sombra. Depois foi aplicado em cima do lápis uma sombra preta e misturamos as duas texturas, esfumaçamos novamente e passamos glitter em pó. Em seguida passamos sombra iluminadora rente a sobrancelha, delineador e rímel nos cílios.

Colaboradores:

•Produção: Kati Lima •Modelo: Camila Tavares •Cabelo e Maquiagem: Jenniffer Cidrim •Fotografia: Kati Lima •Assit. de fotografia: Mayara Medeiros •Styling: Kati Lima •Costureiras: Eliana e Geli

Boca: Batom clarinho, deixando o make atual e lindo.

63


Moda | Crochê

Crochê

Stella McCartney

tá na moda por Rossana Andrade

Feito com uma só agulha que cria os pontos, com muito cuidado e carinho, o crochê, aquela arte que aprendemos com nossas mães, que aprenderam com nossas avós vira

Prada

e mexe volta a ser tendência, e está mais uma vez em alta. Além de versáteis as peças feitas em crochê não saem de moda nunca, mesmo que sempre voltem de cara nova.

Salvatore Ferragamo

Dolce Gabbana

Pra quem não sabe o crochê é uma técnica antiga que começou a ser difundido na Europa em 1700, mas sua origem vem da Pré-História e é atribuída a diferentes povos. Hoje essa arte está sendo muito valorizada pela beleza e pela maneira criativa como muitos estilistas e artesãos estão usando esse trabalho manual. No século XIX essa técnica era usada como uma alternativa à renda, por ter a linha mais barata e ser mais fácil de fazer e ensinar, além de ter grande durabilidade. Na década de 60, peças de crochê como vestidos, coletes e

As blogueiras Duda Maia e Ana C. Ralston usam vestidos de crochê “Vanessa Montoro” na campanha da Corello 64

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

casacos coloridos, representavam a liberdade e a beleza do artesanato, muito presente nos estilos Folk e Hippie.


Nas duas últimas estações o crochê voltou a aparecer em diversos desfiles de grifes como Salvatore Ferragamo, Roberto Cavalli, Prada, Chanel, Dolce Gabbana e Stella McCartney que investiram em tecnologias para atualizar o crochê e deixá-lo com cara de peça atual e versátil. Marcas brasileiras como Vanessa Montoro e Lolitta também especializaram-se na técnica e criaram vestidos lindos em crochê com fios de seda e tingidos com pigmentos 100% naturais, dando novas cores, texturas, caimentos e espessuras para as peças. Já marcas como a Farm, Basthianna e Oh! Boy facilitaram o uso do artesanato no design das roupas casuais, como blusas e coletes, e deu novo fôlego ao estilo, afastando da associação de cara de vovó e frio. A artesã Mirian de Almeida, 53 anos, trabalha com essa técnica há mais de 30 anos. Ela conta que aprendeu com a mãe. “Eu era menina quando comecei aprender crochê. E de lá pra cá essa arte veio sendo aperfeiçoada a cada geração da minha família. Todos sabem fazer alguma peça, nem que seja um porta-copos”. Segundo Mirian, apesar de saber confeccionar várias peças de decoração de casa, ela se especializou em roupas. “Como minha mãe, avós e tias já faziam peças para decoração eu pensei em ousar um pouco mais e investir em roupas. E tem dado certo”. A artesã contou ainda que no inicio o número de encomendas era bem reduzido, mas quando o crochê começou aparecer nos desfiles de moda a procura triplicou. “Nosso público alvo é mulheres que são conectadas com a moda. E bastou uma peça de crochê aparecer nos desfiles da Chanel, Dolce Gabbana que choveu encomendas de peças semelhantes”. O tradicional costume de “crochetar” está dando o que vestir, usar e enfeitar. A estudante de moda, Marina Coelho, 23 anos, opina sobre essa tendência. “Adoro esse estilo artesanal nas roupas. Garante o equilíbrio no look”. E a estudante ainda dá a dica “apostem nas roupas e acessórios com o frescor do crochê mais aberto e leve, com cara de país tropical, eles podem ser usados tanto no dia a dia quanto como peça fundamental para um look estiloso à noite”, finaliza. E você não vai ficar de fora dessa tendência né? A moda do crochê segue até 2012.

Roberto Cavalli Vanessa Montoro


Cultura | Música

Rock

in Rio

de volta pra casa por Fábio Monteiro Dez anos depois de sua última edição em terras brasileiras, o Rock in Rio volta à capital carioca em 2011. Em setembro vai acontecer a décima edição do festival, a quarta no Brasil. A confirmação de artistas como Elton John, Red Hot Chilli Peppers, Metallica, Shakira, Coldplay e Guns N’ Roses já mexeu com a cabeça dos fãs, que já esgotaram os 100 mil cartões colocados inicialmente a venda. Quem ainda não garantiu a entrada, agora terá que esperar até julho, quando começam a ser vendidos oficialmente os tickets.

“O Rock in Rio em todas as suas edições no Brasil, reuniu um público de mais de 3.315.000 de pessoas.” O primeiro Rock in Rio aconteceu entre 11 e 20 de janeiro de 1985, numa década em que o Brasil ainda estava sendo descoberto pelos artistas internacionais. Na época, foi construída a Cidade do Rock, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, que abrigou um público de 1.380.000 que se esbaldaram numa área de 250 mil metros quadrados com apresentações de bandas como Queen, Iron Maiden, James Taylor, Rod Stewart, AC/DC, Scorpions, Ozzy Osbourne, entre outras. O palco de 5 mil metros quadrados de área era o maior já construído até então.

66

66

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Em 1991, o Brasil assiste à segunda edição do festi-

A última edição brasileira aconteceu em 2001.

val, desta vez, no Maracanã, já que a Cidade do Rock

Os organizadores construíram uma nova Cidade

havia sido demolida pelo governo carioca. Como

do Rock em Jacarepaguá, no mesmo lugar da que

não poderia deixar de ser, as atrações internacionais

foi demolida em 1985. Ao todo foram 1.235.000

foram o destaque, como o Guns N’ Roses, que fez

pessoas que acompanharam os sete dias de shows

dois shows históricos para os brasileiros. Ao todo,

de bandas como R.E.M., Sting, Iron Maiden, Guns

700 mil pessoas assistiram aos 46 shows de artistas

N’ Roses, Red Hot Chilli Peppers, entre outras.

nacionais e internacionais, durante nove dias de

Depois disso, o festival foi realizado quatro vezes em

janeiro.

Lisboa, Portugal (2004, 2006, 2008 e 2010) e duas vezes em Madrid, na Espanha (2008 e 2010), até a volta ao Brasil, no próximo mês de setembro.

A Cidade do

Rock

Com o novo local, que também ganhará o nome de Parque Olímpico Cidade do Rock, na Barra da Tijuca, o Rock in Rio poderá acontecer a cada dois anos, da mesma forma que é o Rock in Rio Lisboa. O espaço não servirá apenas para o festival. Será multiuso e poderá abrigar outros shows e eventos.

1- PALCO MUNDO

A emoção dos grandes concertos com bandas mundialmente consagradas.

2 - TENDA ELETRÔNICA

O som dos melhores DJ´s nacionais e internacionais fazendo a festa na tenda mais agitada do festival.

3 - PALCO SUNSET

Fotos: José Júnior

Um palco onde artistas brasileiros convidam outros artistas nacionais e internacionais e juntos participam de jam sessions, buscando ao pôr do sol encontros inéditos e inesquecíveis.

4 - ESPAÇO MODA

Desfiles cheios de estilo num espaço que combina música e moda. Fotos: José Júnior

Ilustração do que deverá ser o Parque Olímpico Cidade do Rock

5 - ROCK STREET

Uma rua cenográfica, inspirada em Nova Orleans (EUA), onde bandas de Com 28 metros de altura, a roda gigante da Cidade do Rock oferece uma street jazz se apresentam em meio a vista panorâmica de toda a região. bares e restaurantes.

7 - RODA GIGANTE

8 - FREE FALL

6 - TIROLESA

Sobe e desce com muita adrenalina, um brinquedo feito para despertar A emoção de voar sobre a plateia, fortes emoções. bem em frente ao Palco Mundo.


Mais uma dose O músico e empresário Ricardo Meireles já esteve em duas edições do Rock in Rio e já se garantiu em pelo menos uma noite, em setembro. Ele lembra que já em 1985 o festival fascinava os brasileiros, mesmo pela televisão. Do primeiro festival que assistiu de perto, o de 1991, ele destaca os shows das bandas Faith No More, Engenheiros do Hawaii, Judas Priest, Sepultura e Titãs. Ele também lembrou da apresentação do músico Lobão, que foi praticamente ‘expulso’ do palco pela turma do metal que esperava pelas bandas favoritas que tocariam em seguida. “Mas, o que mais me marcou mesmo foi o segundo show do Guns N’ Roses. Eu vi o primeiro da arquibancada e no segundo eu já sabia onde eles iriam em cada música. Fiquei num lugar perfeito para ver os solos do Slash. Foi demais!”, lembrou. Do Rock in Rio de 2001, ele faz questão de destacar os shows de Armandinho com Pepeu Gomes, do Supla, Sepultura e do Iron Maiden. A vontade de ver mais um show do Metallica já fez com que o músico se garantisse em um dos dias do fetival. “Quero ir lá ver o Sepultura quebrar tudo com o disco novo e o Metallica, que já tive a oportunidade de ver tocando por aqui. O que vier depois, é lucro. Ah, e também quero guardar muita foto para a posteridade. Isso, porque nos outros que fui ainda não tinha câmera digital. Tenho poucas fotos”, finalizou.

Ansiedade pela noite heavy metal O estudante de Letras, Maurício Araújo Almeida, 25, está ansioso pela noite heavy metal do festival. “Cara, em todas as edições tiveram grandes nomes do rock e do heavy metal. São raras as vezes que mais de um grande nome toca na mesma noite. Quando saiu a escalação de Metallica e Motorhead em um mesmo dia, não pensei duas vezes. Um evento desse porte, com essas bandas e a um preço acessível, não se pode perder assim”, declarou. O estudante conta que começou a acompanhar o festival em 2001, quando viu pela TV o show da banda Iron Maiden, que se apresentara naquele ano. “Acompanhar pela televisão só aumentou meu arrependimento de não ter ido. Sem contar que assistir a um show do Maiden com o (ator) Márcio Garcia comentando é triste”, brincou. Maurício não esconde a ansiedade em ver suas bandas preferidas, principalmente o Motorhead, que foi o primeiro show de heavy metal que assistiu quando tinha 13 anos. “Tem também o Metallica e o Slipknot, que veem fazendo grandes shows. Não vejo a hora de me juntar àquela multidão. Sei que o dia metal tem tudo para ser histórico. E eu lá...”, afirmou. O estudante aguarda ainda a confirmação do restante dos artistas para decidir se vai enfrentar alguma outra data além da noite heavy metal. “Até agora, só o dia de metal me convence a ir. Estou esperando mais confirmações mas acho complicado conseguirem fazer um dia tão grandioso como o do Metallica”, declarou Maurício, que vai ao Rio com a mãe e vários amigos.

68

68

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


LINE-UP ROCK IN RIO 2011 23/09 – sexta-feira

30/09 – sexta-feira

. Elton John . Rihanna . Kate Perry . Cláudia Leite . Paralamas do Sucesso e Titãs (show de abertura) . Milton Nascimento (participação especial) . Maria Gadu e Osquestra Sinfônica Brasileira (convidados)

. Shakira . Lenny Kravitz . Ivete Sangalo . Jota Quest . Marcelo D2

Palco Mundo:

Palco Sunset:

. Móveis Coloniais de Acaju + Orkestra Rumpilezz + Mariana Aydar . Ed Motta + Rui Veloso + convidado a confirmar . Bebel Gilberto + Sandra de Sá . The Asteroids Galaxy Tour + convidado a confirmar

Palco Mundo:

Palco Sunset:

Cold Play

01/10 – sábado

. Red Hot Chilli Peppers . Snow Patrol . Capital Inicial . Stone Sour . NX Zero

. Coldplay . Jay-Z . Maná . Skank . Frejat

Palco Mundo:

Palco Sunset:

Palco Sunset:

25/09 – domingo

02/10 – domingo

. Metallica . Slipknot . Motorhead . Coheed and Cambria . banda a ser confirmada

Palco Sunset:

. Marcelo Yuka + Cibelle + Karina Buhr + Amora Pêra . Tulipa Ruiz + Nação Zumbi . Milton Nascimento + Esperanza Spalding . Mike Patton/Mondo Cane + Orquestra

Palco Mundo:

Palco Sunset:

. Matanza + B Negão . Korzus + The Punk Metal Allstars . Angra + Tarja Turunen . Sepultura + Tambours Du Bronx

Red Hot Chilli Peppers

. Buraka Som Sistema + Mix Hell . Céu + João Donato . Cidade Negra + Martinho da Vila + Emicida . Monobloco + Macaco

24/09 – sábado Palco Mundo:

Elton John

Shakira Guns N’ Roses

. Cidadão Instigado + Júpiter Maçã . Tiê + Jorge Drexler . Zeca Baleiro + Concha Buika . Erasmo Carlos + Arnaldo Antunes

Palco Mundo: . Guns N’ Roses . Pitty . três bandas a serem confirmadas . The Monomes + David Fonseca . Mutantes + Tom Zé . Titãs + Xutos e Pontapés . Marcelo Camelo + convidado a confirmar Todos os dias: música eletrônica.

Metallica


70

70

| www.revistamista.com.br | nยบ 08 | 2011


Cultura | Fone de ouvido

rock’n roll Ao estilo Cascadura por Fábio Monteiro

Alguns desavisados podem até achar que a Bahia

Em 2004, já sem o ‘Dr.’ no nome, o Cascadura lança

só tem axé. No entanto, com um pouco de esforço, a

o álbum que leva a banda a ser conhecida fora dos

memória vai nos brindar com alguns nomes famosos

limites da Bahia. “Vivendo em grande estilo” é um tra-

que provam o contrário como Raul Seixas, Camisa de

balho de encher os olhos (e ouvidos) do início ao fim.

Vênus e Pitty. Seguindo os passos dos conterrâneos

Fica difícil destacar uma ou outra música, mas a faixa

famosos, está a banda Cascadura. Com quase 20 anos

título, “Retribuição”, “Queda livre” e “Gigante” cha-

de estrada, os baianos liderados pelo vocalista/gui-

mam atenção logo de cara.

tarrista Fábio Cascadura já tem um público fiel e, com

O Cascadura conseguiu maior visibilidade diante

muita paciência, vão conquistando cada vez mais fãs

de crítica e público em 2006, como o álbum “Bo-

pelo Brasil.

gary”, lançado pela revista Outra Coisa. A banda

Com o nome de Dr. Cascadura, a banda foi formada

ganhou fãs por todo o Brasil e foi indicada em diver-

em 1992 mas o primeiro disco, “#1”, saiu apenas em

sas premiações especializadas. No embalo, a banda

1997. O trabalho apresentava um southern rock (subgê-

lançou o DVD “Efeito Bogary” (2009), um documen-

nero do rock, originário do sul dos Estados Unidos a

tário mostrando detalhes da gravação do disco com

partir de inf luências da country music e do blues) de

comentários de personalidades do mundo da música.

encher os olhos de qualquer roqueiro que se preze. O segundo disco, “Entre!”, foi lançado em 1999, e seguia a mesma linha do primeiro. Com os dois trabalhos, Fábio Cascadura e companhia logo ganharam o respeito Foto: Divulgação Cascadura

dos fãs e da mídia baiana.

Voz/Guitarra Fábio ‘Cascadura’ Magalhães, Jô Estrada Guitarra Du Txai Baixo/Teclado André T Bateria Thiago Trad

71


O ‘mentor’ do CASCADURA, o músico e compositor Fábio Cascadura, falou um pouco sobre a banda com a Revista Mista, numa entrevista via e-mail. Confira... - O que é o CASCADURA hoje, no cenário musical brasileiro?

O resultado vai surgindo, mansinho e vigoroso. Estamos

Resp.: Sinceramente, esperava que as pessoas me dis-

Agora, somos uma banda independente. Ainda que este

sessem isso... Hahahaha!!! Na verdade, construímos uma

seja um disco com alguma estrutura, fruto do apoio que

carreira que já vai para sua terceira década de atividade.

estamos recebendo da Secretaria de Cultura do Estado da

São 19 anos! Não tinha a perspectiva de chegar a tanto

Bahia, via edital, ainda assim temos que dar conta da par-

quando começamos... Mas estamos aqui. Acho que con-

te executiva do lance, da parte burocrática que um pro-

seguimos, ao nosso modo, do nosso jeito, juntar um bom

cesso desse demanda... Então leva tempo pra que tudo

número de fãs e mais importante, fãs com uma identifica-

fique pronto. Mas, logo sairá e tenho a convicção de que

ção muito grande com o que somos e fazemos. “Ora! Mas

todos se surpreenderão... vai lá no site e fica por dentro

fãs são assim!”. Bem, quando falo isso, digo que é uma

do que já mostramos (http://www.portalcascadura.net/)...

muito contentes com os objetivos que temos alcançados.

via de mão dupla. Falo que nos identificamos com nossos

2011: foram 4 apresentações, trazendo bandas novas da

- Muita gente conheceu o CASCADURA via internet. Vocês veem a rede como uma aliada ou uma rival ao trabalho do músico profissional? Como é sua relação com a internet?

cidade para dividir o palco conosco. A Praça Tereza Batista

Resp.: Para nós é uma aliada, sim! Estamos dando vazão

(no Pelourinho) completamente lotada em todos os dias e

ao que fazemos via internet. Ela veio para somar força aos

nenhuma, nenhuma confusão! A moçada foi lá, participou,

demais veículos (rádio, TV, mídia impressa). Procuramos

deu o recado, nos ouviu e se comportou de modo muito

usá-la com respeito e isso se ref lete dentro da nossa rela-

civilizado. Isso nos traz uma imensa satisfação. Acho que

ção com a internet. Somos respeitados por ela também...

estamos trabalhando certo...

Lembrando que, antes da internet chegar, já estávamos

fãs também. Vemos neles ref letidas algumas das nossas convicções... Um bom exemplo foi o que aconteceu no Projeto Sanguinho Novo, aqui em Salvador, em Janeiro de

num patamar de trabalho muito intenso. Já sabíamos o que

72

- A partir da gravação do DVD “Efeito Bogary”, vocês começaram uma espécie de diário de bordo dos trabalhos da banda. Agora, por exemplo, vocês compartilham com o público o andamento das gravações do próximo disco (“Aleluia”). Quando ele sai e como surgiu essa ideia de trazer aos fãs da banda essas informações quase que em tempo real?

queríamos, não nos iludimos com o advento da cultura

Resp.: Essa idéia não é nova: Pitty e Caetano fizeram isso

Res.: Bicho, essa é uma questão que confunde muito as

com seus álbuns recentes. Acompanhamos esse proces-

pessoas, e eu não entendo por que... Nós disponibiliza-

so desses dois amigos, em especial, e decidimos segui-

mos nossa obra na rede porque queremos que as pesso-

los. Na real, a ideia era que fossemos dividindo um pouco

as possam ter acesso livre a ela. Isso não tem nada a ver

das experiências da gravação com os que se interessam

com pirataria. Pra mim é algo simples. Eu, o artista, estou

pelo nosso trabalho. Temos tido uma boa visitação. Acho

dizendo que você pode escutar e copiar minha música,

que isso passa também pela nossa abordagem. Para nós

pode mostrar a outras pessoas, mandar esse arquivo de

o importante é falar do essencial: música. A tecnologia

áudio para elas... O problema é que o modelo que exis-

veio para dar mais essa força a divulgação do conteúdo.

tia era muito confortável para alguns e já estava aí havia

Não perdemos tempo com outros assuntos ou polêmicas.

muito tempo. E é difícil a transição mesmo. Prefiro crer no

Na verdade, somos afeitos a elas... O disco segue em ple-

debate em torno de uma solução sem radicalismos. Uma

no processo de gravação. Já são meses de construção.

terceira via...

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

digital. Nos adaptamos a isso e tentamos tirar o melhor proveito possível...

- A banda disponibiliza todos os seus trabalhos no site. Você acha que o MP3 veio para somar ou para derrubar os artistas? Você é a favor da troca de arquivos via internet? Considera pirataria?


Cultura| Stand-up comedy

A moda Stand-up por Thabata do Bem

A moda agora é stand-up comedy, todo mundo faz stand-up, mas você sabe o que é realmente? O stand-up tem origem americana, nas tradições do entretenimento popular do final do século 19, a maioria dos comediantes era meramente vista como “Contadores de piada” que esquentavam a platéia com um número de abertura, ou mantinham a platéia entretida durante os intervalos. O comediante que conseguisse dominar essa arte tinha lugar garantido no show bussines. Piadas sugestivas e baseadas em temas comicamente óbvios, como falar sobre a sogra ou humor étnico. O stand-up é um gênero difícil de se executar e dominar, um verdadeiro stand-up comedian tem de saber ajustar rapidamente sua rotina de acordo com o humor e gosto de uma platéia específica.


Os artistas que praticam esse gênero de teatro estão dedicados a adquirir e receber risos de uma audiência mais do que qualquer outra forma de comédia. Esse artista precisa assumir vários papéis, como escritor, editor, artista, promotor, produtor, e técnico simultaneamente. É o verdadeiro profissional multimídia! Poucos conseguem chegar ao ápice da carreira e estrelarem seus próprios programas de TV e filmes. Mas quando conseguem alcançam um nível de sucesso popular e reconhecimento que não existem em outros estilos de comédia.

Victor Sarro

é um dos humoristas mais novos do mercado, ganhou o concurso de ‘mais novo talento do humor do Brasil’ na Ana Hickmann e foi o primeiro comediante a ser expulso de um grupo de comedia.

Visite o site http://www.standupcomedy.com.br/ e saiba mais sobre este novo gênero da comédia no Brasil.

74

74

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Vida Corrida

Leitor Escritor | Poesia

A pressa da vida Na vida apressada O homem corre para a academia querendo criar músculos ... Dois dias depois desiste... (devido à demora) Prefere anabolizante Para o preparo perfeito (da massa moldada pela tecnologia) A mulher que correu tanto... Conquistou independência, profissão, E um monte de rugas (presentes da nova vida moderna e acelerada) Tenta ela frear com Botox (em poucos minutos) O que o tempo levou anos para desconstruir... Agora, Ele e Ela se operam para diminuir a gordura e a dor na consciência.

Hércules de Souza Viller

75


Noite Mista | Onde ir?

Taj Mahal por Drielle Simão

O final de semana chegou e você não sabe o que fazer? Pois isso não será mais problema. Que tal ir a um lugar que combina sofisticação, bom gosto, uma mega estrutura e muita gente bonita? Gostou? Se gostou, bem vindo ao Taj Mahal. A casa que fará sua estréia em Governador Valadares no dia 12 de Maio compreende área de futebol com gramado sintético, bar exclusivo e sauna; salão de eventos e bar amplo e climatizado, com espaço para apresentações. Procurando por novidade? Então venha conhecer o complexo de entretenimento que promete revolucionar o conceito de vida social em Governador Valadares. Nos encontramos lá...

76

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Fotos: Drielle Sim達o | Mayara Alanna


Entretenimento|

Humor

Tirinhas

Curiosidades

78

78

Índia é maior produtora de cinema

Impressões Digitais

Alemanha

Ouro Preto

A indústria cinematográfica da Índia é a maior do mundo. Produz cerca de 700 filmes por ano, emprega 2 milhões de pessoas e atrai 70 milhões de espectadores por semana. Sessenta por cento da arrecadação reverte em impostos para o governo indiano. A enorme quantidade de filmes produzidos ref lete-se na qualidade.

As impressões digitais formam-se de 6 a 8 semanas antes de o bebê nascer e nunca são iguais.

A cidade de Fluorn-Winzeln é oficialmente uma “zona livre de Papai Noel”. Isso significa que a imagem do bom velhinho fica proibida no local, até mesmo na época de Natal. O objetivo é resgatar a figura histórica de São Nicolau.

Ouro Preto tem a casa com a menor fachada do país. Ela tem menos de 1 metro de largura e fica na Rua Conde de Bobadela.

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


Piadas Formicida no Café

Político Famoso

Pesca do doido

O mendigo

Aquela mulher intragável discute com um dos seus colegas de trabalho: - Se eu fosse sua mulher, colocaria formicida no seu café. - Se eu fosse seu marido, beberia com o maior prazer!

No hospício, um doido estava sentado na cadeira com um balde de água, e com uma varinha de pescar segurando dentro da água ai o doutor do hospício perguntou pra ele: - O que você está pescando? O doido responde: - Otários, doutor. O médico fala: - Quantos você já pescou? - O senhor é o quinto, já!

Numa festa, a madame é apresentada a um eminente político. - Muito prazer! - diz ele. - Prazer! Saiba que já ouvi muito falar do senhor! - É possível, minha senhora, mas ninguém tem provas!

O mendigo chega para uma senhora e pede uma esmola. - Em vez de ficar pedindo esmolas, por que não vai trabalhar? - Dona, estou pedindo esmola e não conselhos!

Fotos da web

79


Entretenimento|

Dicas

Livro

Canivete Suíço

Cleópatra – Uma Biografia Autor: Stacy Schiff Sinopse: Nesta obra, a autora procura apresentar um retrato de Cleópatra, que, no auge do poder, controlou a costa oriental do Mediterrâneo, cresceu em meio ao luxo e herdou um reino em declínio. Teve um filho com um homem casado, três com outro e morreu aos 39 anos.

Música

Utilidades para você e o seu PC. Edite suas fotos online.

Corrija suas fotos com um único clique. Corte, redimensione e gire em tempo real. Um monte de efeitos especiais, desde os artísticos até os divertidos... http://www.picnik.com

Converta online, docx em doc.

Roxette – Collection Sinopse: Formado por Marie Fredriksson e Per Gessle, o grupo fez muito sucesso entre os anos 80 e 90. O duo voltou aos palcos em 2009, após anos de pausa devido a um tumor que acometeu a vocalista. O Roxette pretende lançar um novo álbum ainda em 2011.

Filmes Se beber, Não case! 2. Diretor: Todd Phillips Sinopse: Em “Se beber, Não case! Parte II”, Os quatro amigos viajam à exótica Tailândia. Após a inesquecível despedida de solteiro em Las Vegas, Stu não quer correr risco e escolhe um destino seguro e tranquilo. No entanto as coisas não saem como planejadas. O que acontece em Las Vegas fica em Vegas, mas o que acontece em Bangcoc não pode nem ser imaginado. Fonte: Leitura.com, Caras.com, Veja.com

80

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

Cansado de receber aqueles documentos do Microsoft Word com a Extensão docx? Se você não tiver o Office 2007, pode ser um problema real, pois o formato não é compatível. Felizmente, esta ferramenta online permite converter os arquivos docx. http://www.doc.investintech.com

Uma régua online sempre à mão.

Sabe aquelas horas em que você precisa de uma régua para medir algo pequeno e não tem nenhuma por perto? Experimente uma régua online. http://www.iruler.net


Mista Online

Tudo que você curte, agora na rede. No site você encontra as matérias de todas as edições + conteúdo exclusivo.

Horóscopo

Receita de Quermesse

Vídeo

Saúde

Confira as dicas astrológicas para seu mês.

Customização de abadás. O passo a passo para customizar o seu

Aprenda a deliciosa receita de Feijão Tropeiro.

Como anda seu intestino? Dicas para exibir uma perna torneada.

Fale com a gente!

Quer expor suas idéias, opinião, dar seu depoimento ou tirar suas dúvidas? www.twitter.com/revistamista www.facebook.com/revistamista revistamista@editorapublicar.com.br +55 (33) 3275.3524 Av. Minas Gerais, 700, sl. 602. Ed. Plaza Center – Centro. Governador Valadares. MG – CEP: 35010-151


Onde Encontrar

Colaboradores Colunistas

Leitor Escritor

Charles Cesar Couto charlescesarcouto@gmail.com

Fotografia

Cleiton Dias kekeydias@hotmail.com

Kati Lima www.frescuritii.blogspot.com frescuritii@hotmail.com

Hércules de Souza Viller atores@hotmail.com herculesdesouza.blogspot.com

José Júnior (31) 3621.8655 | 8681.1320 tratasedejose@hotmail.com

Costureiras (Abadá)

Filippe Novaes Bastos filippe.bastos@yahoo.com.br

Atelier Eliane e Geli Rua Arthur Bernardes 1181, Centro (33) 3271.7652

Ilustradores

Maquiagem Profissional

Lívia Barroso de Carvalho Coelho Designer Gráfico | Ilustrador (33) 8813.5990 criaturadg@hotmail.com

Vanessa Demetrio dos Santos Designer Gráfico | Ilustrador (33) 3271.1962 | 8408.6353 vznz.blogspot.com

Rômullo Laia Silva Designer Gráfico | Ilustrador (33) 3271.5571 | 9113.5988 romullols@hotmail.com romullols.blogspot.com

Jenniffer Cidrim (33) 9958.0447

Modelo Fotográfica Camila Tavares (33) 9127.0782

Avaant

Associação Valadarense de Automóveis Antigos avaantantigos.blogspot.com

Complexo de Entretenimento Taj Mahal Rua R nº16, Vale Verde (33) 3225.3989

82

82

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011


83


84

| www.revistamista.com.br | nº 08 | 2011

www.revistamista.com.br

nº 07 | 2011

Revista Mista - Feita para você!

Revista Mista Oitava Edição  

revista mista oitava edição

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you