Page 165

164

geral consiste apenas naquilo que é mais relevante em cada seqüência, em oposição à análise detalhada de cada movimento. Toda descrição é referente à Cruz Axial do Corpo. Nesta, a direção é estabelecida pela construção do corpo, para cima sendo “acima da cabeça” mesmo que deitado no chão; para baixo, “na direção dos pés”; para frente, adiante do tórax, etc. A frente do Centro de Peso (um pouco abaixo do umbigo) é o ponto de referência denominado Lugar, a partir do qual todos os outros são identificados durante o movimento (FERNANDES 2006, 188).

Seqüência A Sem Perda de Memória começa com meus pés adaptando-se ao chão, apoiando o peso do meu corpo em pé. É como se fossem polvos molhados tocando o chão com seus corpos densos e escorregadios. Representa minha chegada na terra, neste corpo ainda não assumido. Minha cabeça está baixa enquanto olho para meus pés. Então, no começo da música, minha cabeça gira em torno do meu corpo totalmente caída em peso passivo (ainda não vertical). É a representação de minha chegada em meu corpo e minha mente (ainda não em meu corpo e membros). Como imagem, vejo a terra do espaço e estou gradualmente me aproximando dela. Abro meus olhos lentamente quando a cantora começa seu luto; depois devagar trago minha cabeça no eixo vertical e giro-a ao longo do plano horizontal, atentamente olhando para o público da direita para a esquerda e depois para o espaço atrás de mim. Esta seqüência representa o nascimento da minha consciência espacial, como se eu tivesse nascido novamente e estivesse vendo tudo pela primeira vez. Aqui imagino um animal pequeno e atento com olhos grandes e abertos. Também relacionado à minha consciência espacial, minhas orelhas como se fossem em direção ao luto distante da cantora, levo minha cabeça e a parte superior do tronco levemente para a direita média à frente e esquerda média à frente. Depois imagino que tenho orelhas enormes, o que leva minha cabeça e meu tronco para a direita média à frente e depois esquerda média à frente, com transferência de peso entre as pernas, com deslize lateral da pélvis (Fundamento Bartenieff) e forma tridimensional no tronco. Então meu tronco, comandado pelos meus olhos, desce vagarosamente para a frente baixa, primeiro permanecendo por um tempo no plano horizontal,

Gipe cit 19 (tradução de artigo)  

Ciane Fernandes Tradução: Melina Scialom SEM PERDA DE MEMÓRIA: UMA EXPLORAÇÃO COREOGRÁFICA